.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
65 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 65 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Cristãos e controle de natalidade

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cristãos e controle de natalidade

Mensagem por Christiano em Seg 15 Fev 2016, 11:23 pm

Métodos modernos de controle de natalidade eram desconhecidos nos tempos bíblicos, e a Bíblia, portanto, se casa sobre o assunto. A Bíblia tem muito a dizer sobre as crianças, no entanto. A Bíblia apresenta as crianças como um presente de Deus (Gênesis 4:1; Gênesis 33:5), uma herança do Senhor (Salmos 127:3-5), uma bênção de Deus (Lucas 1:42) e a coroa dos velhos (Provérbios 17:6). Deus às vezes abençoa mulheres estéreis com filhos (Salmos 113:9; Gênesis 21:1-3; 25:21-22; 30:1-2; 1 Samuel 1:6-8; Lucas 1:7, 24-25). Deus forma crianças no ventre  (Salmos 139:13-16). Deus conhece as crianças antes de seu nascimento (Jeremias 1:5; Gálatas 1:15).

O mais próximo que as Escrituras chegam a condenar controle o de natalidade é Gênesis 38, o relato dos filhos de Judá, Er e Onã. Er se casou com uma mulher chamada Tamar, mas ele era mau e o Senhor o matou, deixando Tamar sem marido e sem filhos. Tamar foi dada em casamento para o irmão de Er, Onã, de acordo com a lei do casamento levirato em Deuteronômio 25:5-6. Onã não quis dividir sua herânça com qualquer criança que ele pudesse produzir em nome de seu irmão, então ele praticou a mais velha forma de controle de natalidade:a retirada. Gênesis 38:10 diz: "E o que fazia era mau aos olhos do Senhor, pelo que também o matou". A motivação de Onã foi egoísta. Ele usou Tamar para seu próprio prazer, mas se recusou a realizar seu dever legal de criar um herdeiro para o irmão falecido. Essa passagem é frequentemente usada como evidência de que Deus não aprova o controle de natalidade. No entanto, isso não foi o ato de contracepção que fez o Senhor matar Onã; foram os motivos egoístas de Onã por detrás da ação. Portanto, não podemos encontrar nenhuma admoestação bíblica contra o uso de controle de natalidade em si.

A contracepção, por definição, é meramente o oposto de concepção. Não é o uso de contracepção que é certo ou errado. Como aprendemos com Onã, é a motivação por detrás da contracepção que determina se é certo ou errado. Casais casados usam contracepção por uma variedade de razões. Alguns se sentem chamados a adiar a gravidez até estarem em melhor posição para cuidar dos filhos. Alguns, tais como casais missionários, podem sentir que seu serviço a Deus substitui o desejo de ter filhos num determinado momento. Alguns podem estar convencido que Deus tem um plano diferente para eles. Em última análise, os motivos de um casal para atrasar a gravidez, usando contracepção, ou mesmo ter muitos filhos, estão entre eles e Deus.

Cristãos devem pesquisar completamente suas opções de contracepção. Um crente que mantém a opinião de que a vida começa na concepção deve se perguntar se a solução contraceptiva que ele está usando opera contrariamente a esse princípio. Algumas das soluções prescritas buscam destruir a vida DEPOIS que a concepção tenha ocorrido. Isso em essência seria DESTRUIR a vida.

A inabilidade de ter filhos quando se deseja é sempre apresentada nas Escrituras como algo ruim, especialmente considerando o estigma cultural ligado à esterilidade naquela época. Não há ninguém na Bíblia que expressasse um desejo de não ter filhos. Ao mesmo tempo, não se pode argumentar a partir da Bíblia que seja errado usar controle de natalidade por um tempo limitado, ou mesmo permanentemente, até o ponto que interessa. Todos os casais casados deveriam buscar a vontade do Senhor no que diz respeito a quando deveriam tentar ter filhos e quantos filhos buscam ter.

Tudo se resume a isto: ninguém tem o direito de determinar se outra pessoa deveria ou não usar controle de natalidade, quantos filhos é o "número" certo para elas ou se eles deveriam ter filhos de qualquer modo. Como em todas as coisas, não devemos julgar os outros ou fazer com que nossos irmãos e irmãs em Cristo tropecem, espiritualmente falando.


http://familiasbiblicas.forumbrasil.net/ | http://cbp18.ideaboard.net/ | Pastor Christiano Jabur

Christiano
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1078
Idade : 40
Localização : Assis, SP
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/04/2008

http://cbp18.ideaboard.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cristãos e controle de natalidade

Mensagem por John Knox em Ter 16 Fev 2016, 10:53 am

Dá para entender uma pessoa que posta essas duas frases contraditórias????


CHRISTIANO
Cabe à mulher decidir sobre aborto


CHRISTIANO
Um crente que mantém a opinião de que a vida começa na concepção deve se perguntar se a solução contraceptiva que ele está usando opera contrariamente a esse princípio. Algumas das soluções prescritas buscam destruir a vida DEPOIS que a concepção tenha ocorrido. Isso em essência seria DESTRUIR a vida.





OU SEJA, NUM TÓPICO VOCÊ DIZ QUE A MÃE TEM O DIREITO DE MATAR O PRÓPRIO BEBEZINHO QUE CARREGA, NO OUTRO DIZ QUE TEM QUE TOMAR CUIDADO COM O MÉTODO CONTRACEPTIVO QUE PODE MATAR UM ZIGOTO!

John Knox
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 416
flag : Brasil
Data de inscrição : 08/01/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum