.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
59 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 58 Visitantes :: 2 Motores de busca

David de Oliveira

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por Forista Exegese em Dom 03 Jan 2016, 7:49 pm

ἀλλὰ  G235: CONJ Porém πολλῷ  G4183: A-DSN muito μᾶλλον  G3123: ADV mais τὰ  G3588: T-NPN os δοκοῦντα  G1380: V-PAP-NPN parecendo μέλη  G3196: N-NPN membros τοῦ  G3588: T-GSN de  σώματος  G4983: N-GSN corpo ἀσθενέστερα  G772: A-NPN-C frágeis ὑπάρχειν  G5225: V-PAN reger sob ἀναγκαῖά  G316: A-NPN necessários ἐστιν G1510: V-PAI-3S está sendo.  1 Coríntios 12:22

Porém, os membros do corpo parecendo muito mais frágeis, é destes(dos frágeis) o reger sob os necessários. 1 Coríntios 12:22.

O pronome τούτων destes é de uso elíptico, conforme a semelhança da construção em1 Esd. 6:31 e Luc. 9:48.  

ὁ  G3588: T-NSM o γὰρ  G1063: CONJ porque μικρότερος  G3398: A-NSM-C mais pequeno ἐν  G1722: PREP em πᾶσιν  G3956: A-DPM todos ὑμῖν  G4771: P-2DP vós ὑπάρχων  G5225: V-PAP-NSM existindo οὗτος  G3778: D-NSM este ἔσται  G1510: V-FDI-3S será μέγας  G3173: A-NSM grande. Lucas 9:48, texto Bizantino. Outros usos: Tob. 8:5, 4 Mac. 5:20 e 4 Mac. 7:22.

Caso semelhante ao uso de αὐτοῦ  G846:P-GSM  em João 7:7, pela construção πονηρά ἐστιν, texto Bizantino e outras complementares:  ἀκάθαρτά ἐστιν, νῦν δὲ ἅγιά ἐστιν em 1Co 7:14, texto Bizantino,  πάντα συμφέρει. … πάντα οἰκοδομεῖ  em 1Co 10:23, texto Bizantino, ainda  ἴσα ἐστίν em Apo 21:16, texto Bizantino e principalmente em 1 João 3:10:

ἐν  G1722: PREP Em τούτῳ  G3778: D-DSN isto φανερά  G5318: A-NPN manifestos ἐστιν  G1510: V-PAI-3S está sendo τὰ  G3588: T-NPN os τέκνα  G5043: N-NPN filhos. 1 João 3:10
 Está sendo em isto, manifestos os filhos... (é em isto, manifestos os filhos...)  1 João 3:10

O Caso de Filipenses 2:5-6.

5 Τοῦτο  G3778: D-ASN à este(a) φρονείσθω  G5426: V-PAM-2P estejam pensando ἐν  G1722: PREP em ὑμῖν  G4771: P-2DP vós ὃ  G3739: R-NSN qual καὶ  G2532: CONJ também ἐν  G1722: PREP em χριστῷ  G5547: N-DSM Ungido Ἰησοῦ  G2424: N-DSM Jesus.  Filipenses 2:5

6 ὃς  G3739: R-NSM que εν  G1722: PREP em μορφῇ  G3444: N-DSF forma/imagem θεοῦ  G2316: N-GSM de Deus ὑπάρχων  G5225: V-PAP-NSM existindo οὐχ  G3756: PRT-N não ἁρπαγμὸν  G725: N-ASM  o acometimento ἡγήσατο  G2233: V-ADI-3S deu consideração τὸ  G3588: T-ASN a(o) εἶναι  G1510: V-PAN ser ἴσα  G2470: A-NPN iguais θεῷ  G2316: N-DSM o Deus.  Filipenses 2:6

A isto, estejam pensando em vós o que também houve em o Ungido Jesus:  Que em a forma/imagem(?) de Deus existindo, não deu consideração o acometimento a/o ser o Deus iguais.  Filipenses 2:5-6. Tradução Interlinear. O verbo houve é de uso elíptico. 

Considerando os diversos exemplos anteriores do uso de pronomes elípticos e o uso do adjetivo com declinação nominativa, no plural e de gênero neutro na Carta de Filipenses, precisamente em 2:15 e 4:8 para o entendimento de “ísa” (plural neutro de “ísos”) em Filipenses 2:6:

A isto, estejam pensando em vós o que também houve em o Ungido Jesus:  Que em a forma/imagem(?) de Deus existindo, não deu consideração o acometimento a/o ser o Deus, iguais. Filipenses 2:5-6.

A isto, estejam pensando em vós o que também houve em o Ungido Jesus:  Que em a forma/imagem(?) de Deus existindo, não deu consideração o acometimento o ser o Deus, sem diferenças. Filipenses 2:5-6.
.
Notas: 1) Referindo-se ao período da vida humana (com sangue) de Jesus. 2) http://www.normaculta.com.br/elipse/

Forista Exegese
Safira
Safira

Número de Mensagens : 161
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/05/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por John Knox em Ter 12 Jan 2016, 12:30 pm

ISSO AQUI NÃO FOI ANTES?


Por isso, pois, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não só quebrantava o sábado, mas também dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus.
Jo 5:18




E ISSO AQUI FOI MAIS ANTES AINDA!!!


Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.
Is 9:6


Compare com


E acontecerá naquele dia que os restantes de Israel, e os que tiverem escapado da casa de Jacó, nunca mais se estribarão sobre aquele que os feriu; antes estribar-se-ão verdadeiramente sobre o Senhor (IHVH), o Santo de Israel.
Os restantes se converterão ao Deus forte, sim, os restantes de Jacó.
Is 10:20,21


DEUS FORTE É NOME DO MESSIAS EM IS 9:6 E É IDENTIFICADO COM IHVH EM IS 10:20,21!!!!!!!!!!

John Knox
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 416
flag : Brasil
Data de inscrição : 08/01/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por Forista Exegese em Sab 16 Jan 2016, 8:16 am

.
Os unicistas, unitaristas, etc... argumentam que:

.

João 5:18 descreve a exegese (ou ponto de vista) dos acusadores de Jesus, não é uma afirmação escrituraria de Deus, de Jesus ou do Espírito.

.

E está sendo a verdade.

.

No segundo argumento, eles argumentam que um nome próprio (no caso, Emannuel) não gera a mesma identidade.

.

E ainda no caso que foi apagado de João 20:28, estes mesmos argumentam que a frase [O meu Senhor e o meu Deus] não possui núcleo verbal (não está escrito: Tu és o meu Senhor, Tu és o meus Deus), portanto, não é uma afirmação e sim uma expressão de louvor.

.

O tópico está dirigido principalmente a estes que argumentam contrariamente.
.
Paz.

Forista Exegese
Safira
Safira

Número de Mensagens : 161
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/05/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por John Knox em Sab 16 Jan 2016, 8:41 am

OK, hahahaha, mas você sendo trinitário não concorda que esses textos provam que Jesus foi reconhecido como Deus antes?

Eu acho esses argumentos deles muito fracos.

Jo 5:18 não é a fala dos fariseus, mas a explicação do evangelista, a qual não desaprova o motivo da condenação dos fariseus (Jesus se fazer igual a Deus).

O segundo argumento eu nem falei sobre Emanuel, eu falei que o título do messias "Deus Forte" dado em Is 9:6 é usado para descrever IHVH logo a seguir em Is 10:20,21.

P1 - O menino que nos nasceu é o Deus Forte - Is 9:6
P2 - O resto de Israel se apoiará em Jeová - Is 10:20
P3 - O resto de Israel se converterá ao Deus Forte - Is 10:21
C1 - Portanto, Jeová é o Deus Forte.
C1 - Portanto, o menino de Is 9:6 é Jeová.


Sobre Jo 20:28 eu não falei, mas novamente a argumentação  unicista é fraquíssima, pois antes de dizer "O meu Senhor e o meu Deus!" está escrito "disse a ele" isto é, Tomé falou essas palavras para Jesus.

Καὶ E ἀπεκρίθη RESPONDEU Θωμᾶς, TOMÉ καὶ E εἴπεν DISSE αὐτῷ, A ELE Ὁ O  κύριός SENHOR μου MEU καὶ E ὁ O θεός DEUS μου MEU.


Fora que no versículo seguinte Jesus APROVA ESTA CONFISSÃO DE FÉ.


EIPEN - DISSE - TAMBÉM TEM O SENTIDO DE CHAMAR, NOMINAR!

John Knox
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 416
flag : Brasil
Data de inscrição : 08/01/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por gusto em Sab 16 Jan 2016, 8:47 am

Por que não utilizam uma linguagem mais simples?

O Espírito Santo guia o crente na língua que ele entende. Tudo isso é só aparência de sabedoria, mas não tem nenhum poder contra a sensualidade. :chapeu:

gusto
Antares
Antares

Número de Mensagens : 10536
Idade : 47
Localização : Ponta Grossa Pr
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/08/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por gusto em Sab 16 Jan 2016, 8:55 am

1 Coríntios 2:4 Minha mensagem e minha pregação não consistiram de palavras persuasivas de sabedoria, mas consistiram de demonstração do poder do Espírito,    

Sigam o exemplo de Paulo.

gusto
Antares
Antares

Número de Mensagens : 10536
Idade : 47
Localização : Ponta Grossa Pr
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/08/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por Forista Exegese em Sab 16 Jan 2016, 10:46 am

John Knox escreveu:Jo 5:18 não é a fala dos fariseus, mas a explicação do evangelista, a qual não desaprova o motivo da condenação dos fariseus (Jesus se fazer igual a Deus).

Está sendo muito romântico. O texto admite os pontos de vista, faz sentido eles não aceitarem.

John Knox escreveu:C1 - Portanto, o menino de Is 9:6 é Jeová

Como disse, não se aceita esta conclusão a partir das premissas de que o nome do menino gere a mesma identidade do Pai, novamente faz sentido a contra-argumentação deles.

 
John Knox escreveu:Sobre Jo 20:28 eu não falei, mas novamente a argumentação  unicista é fraquíssima, pois antes de dizer "O meu Senhor e o meu Deus!" está escrito "disse a ele" isto é, Tomé falou essas palavras para Jesus

O colega novamente está sendo romântico. Posso falar para alguém sobre outro alguém, no caso o Pai, como te disse, faltou núcleo verbal na frase e eles tem razão em não aceitarem só um ponto de vista sobre o assunto.

 
John Knox escreveu:Fora que no versículo seguinte Jesus APROVA ESTA CONFISSÃO DE FÉ.

Ora, Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus. 25 Disseram-lhe, pois, os outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele disse-lhes: Se eu não vir o sinal dos cravos em suas mãos, e não puser o meu dedo no lugar dos cravos, e não puser a minha mão no seu lado, de maneira nenhuma o crerei. João 20:24-25

Segundo eles, esta é a confissão de Fé aprovada, portanto, não é um texto unânime. Observe que todos os casos já foram revistos e refutados. Lancei o tópico esperando a contra argumentação. Paz.

Forista Exegese
Safira
Safira

Número de Mensagens : 161
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/05/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por Forista Exegese em Sab 16 Jan 2016, 11:06 am

gusto escreveu:1 Coríntios 2:4 Minha mensagem e minha pregação não consistiram de palavras persuasivas de sabedoria, mas consistiram de demonstração do poder do Espírito,    

Sigam o exemplo de Paulo.

Gusto, sabes que sou repreensível, já vistes isto, porém, o texto que usou refere-se aos irmãos de 1 Coríntios 2:4, que viviam e sabiam a sã doutrina ensinada por Paulo.
.
Por isso, estamos neste tópico estudando para descobrir esta doutrina. Se alguém  pensar como a maioria dos que estão por aí e sei que não pensa, e não arregaçarmos as nossas mangas para pegarmos em traduções eruditas, nós cristãos, seremos, como já vem acontecendo, seremos engolidos por todo tipo de ataque escriturário e seitas pseudo cristãs.
.
Para tanto, deixo indicações de traduções eruditas:
.
1) La Biblia Textual http://www.labiblia.org/
.
2) La Sagrada Biblia http://www.synodia.org/libros/junemann/
.
E os livros:

O Novo Testamento Interlinear do Doutor Valdir Carvalho Luz, além do Novo Testamento Interlinear da SBB.

Forista Exegese
Safira
Safira

Número de Mensagens : 161
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/05/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por John Knox em Sab 16 Jan 2016, 3:09 pm

FORISTA
Está sendo muito romântico. O texto admite os pontos de vista, faz sentido eles não aceitarem.
 
KNOX
HAHAHAHA, romantico?
Sim, e o ponto de vista dos unicistas é FRACO E HERÉTICO, só isso.
 
FORISTA
C1 - Portanto, o menino de Is 9:6 é Jeová
Como disse, não se aceita esta conclusão a partir das premissas de que o nome do menino gere a mesma identidade do Pai, novamente faz sentido a contra-argumentação deles.
 
 
KNOX
Você falou do nome Emanuel e eu naõ falei disso.
Eu falei de algo que o Messias é.
Não faz sentido nenhum a contra-argumentação deles.
 
 
KNOX
Sobre Jo 20:28 eu não falei, mas novamente a argumentação  unicista é fraquíssima, pois antes de dizer "O meu Senhor e o meu Deus!" está escrito "disse a ele" isto é, Tomé falou essas palavras para Jesus
 
 
FORISTA
O colega novamente está sendo romântico. Posso falar para alguém sobre outro alguém, no caso o Pai, como te disse, faltou núcleo verbal na frase e eles tem razão em não aceitarem só um ponto de vista sobre o assunto.

 
KNOX
HAHAHAHA, NÃO HÁ NÚCLEO VERBAL NA FRASE DE TOMÉ, MAS HÁ NA FRASE DO EVANGELISTA QUE DESCREVE A FRASE DE TOMÉ - - DISSE A ELE!!!!!!!!!!!!
ALÉM DISSO, EM UMA INTERJEIÇÃO DE ADORAÇÃO A DEUS NÃO CABERIA DIZER ‘O MEU SENHOR E O MEU DEUS’ COMO ESTÁ ESCRITO NO GREGO, MAS SIM ‘MEU SENHOR E MEU DEUS’, a tradução para o vernáculo esconde os artigos que reforçam que Tomé está entitulando a Cristo e não somente exclamando de surpresa.
A surpresa, aliás já havia passado, desde que Cristo apareceu e falou com ele.
De modo que a teoria herética da interjeição beira o ridículo.
 
 
KNOX
Fora que no versículo seguinte Jesus APROVA ESTA CONFISSÃO DE FÉ.



FORISTA
Ora, Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus. 25 Disseram-lhe, pois, os outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele disse-lhes: Se eu não vir o sinal dos cravos em suas mãos, e não puser o meu dedo no lugar dos cravos, e não puser a minha mão no seu lado, de maneira nenhuma o crerei. João 20:24-25

Segundo eles, esta é a confissão de Fé aprovada, portanto, não é um texto unânime.

 
 
KNOX
HAHAHHAHA, claro que não é unanime, HAHAHAHAAH
Em se tratando da opinião de hereges unicistas, é por isso que são hereges e a opinião deles não vale nada!
Me recuso a descrever uma heresia como possibilidade!
Heresia é heresia!
Jesus estar aprovando o fato de Tomé crer que Ele ressuscitou, NÃO restringe estar aprovando também a sua entitulação de que CRISTO É O  SENHOR E O DEUS DE TOMÉ (lembre sempre que no grego tem artigo antes de Senhor e antes de Deus). Os apóstolos adoravam ao Cristo ressuscitado sempre que Ele aparecia (Mt 28:17; Lc 24:52), portanto encaixa muito bem essa adoração de Tomé a Cristo no contexto dos encontros com o Ressuscitado, já que nos outros encontros os apóstolos também adoraram a Cristo.
E Jesus, mesmo antes da ressurreição, nunca recusou ser adorado (Jo 9:38, Mt 15:25), coisa que os anjos e apóstolos sempre recusaram (At 10:26; Ap 19:10).
Ao mesmo tempo Ele disse que só se deve adorar a Jeová Mt 4:10.
Portanto ou Jesus foi incoerente e pecador roubando da glória de Jeová para Si, ou Ele confirmava ser o próprio Jeová em forma humana, como de fato Ele é.

John Knox
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 416
flag : Brasil
Data de inscrição : 08/01/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por Forista Exegese em Sab 16 Jan 2016, 4:29 pm

KNOX, por isso que lhe digo, sem querer ofender a sua pessoa, que trata o assunto com paixão. Em tempos em que a própria Escritura e manuscritos do NT são objetos de extensa pesquisa escrituraria incluindo a linguística, científica e arqueológica e debates sobre o Jesus histórico, usar o termo herege só afasta ainda mais os acadêmicos da fé cristã, senão até o mais simples do povo, que por ter acesso facilitado a informação em tempos de globalização, passam a ser cultos. 
.
.
1) E Jesus, mesmo antes da ressurreição, nunca recusou ser adorado (Jo 9:38, Mt 15:25), coisa que os anjos e apóstolos sempre recusaram (At 10:26; Ap 19:10).
.
Certo ou errado, pois não estudei ainda sua referência, o assunto reverência x adoração é fonte de grande debate, vide os Testemunhas de Jeová sobre o assunto.

.
2) A conjunção e, que liga meu Senhor a meu Deus   é uma copulativa, neste caso, exprime que o Senhor e o Deus possuem a mesma natureza e que declaração de Tomé, que não tinha recebido o Espírito Santo como os outros Apóstolos é vista parcialmente em Marcos 15:34 quando Jesus refere-se ao Pai.

.
Vejamos:




Estudo escreveu:Salmos 43:5  σὺ εἶ αὐτὸς ὁ βασιλεύς μου καὶ ὁ θεός μου ὁ ἐντελλόμενος τὰς σωτηρίας Ιακωβ

Tu és verdadeiramente o meu Rei e o meu Deus; ordena livramento para Jacó.

Salmos 83:4  καὶ γὰρ στρουθίον εὗρεν ἑαυτῷ οἰκίαν καὶ τρυγὼν νοσσιὰν ἑαυτῇ οὗ θήσει τὰ νοσσία αὐτῆς τὰ θυσιαστήριά σου κύριε τῶν δυνάμεων ὁ βασιλεύς μου καὶ ὁ θεός μου
.
Até o pardal encontrou casa, e a andorinha ninho para si, onde ponha seus filhos, até mesmo nos teus altares, SENHOR dos Exércitos, o meu Rei e o meu Deus.
.
Isaias 63:5  καὶ ἐπέβλεψα καὶ οὐδεὶς βοηθός καὶ προσενόησα καὶ οὐθεὶς ἀντελαμβάνετο καὶ ἐρρύσατο αὐτοὺς ὁ βραχίων μου καὶ ὁ θυμός μου ἐπέστη
.
E olhei, e não havia ajudador; e considerei, e nada amparava; e livrou-me o braço meu e o furor meu me susteve.


Em Salmos 43:5 é uma oração completa, o "Tu" é pronome sujeito da frase e se estivesse omisso na escrita, como na frase "És verdadeiramente o meu Rei e o meu Deus", assim mesmo identificaríamos ele pela desinência verbal assinalada, a qual nos informa a pessoa a que se refere o predicado, como também o número gramatical dela, isto é, singular, sendo portanto um elíptico, mas existente. Agora, observamos que Tomé ou o Autor de João 20:28 não teve esta preocupação em determinar, deixar oculto o sujeito ou mesmo se quer que pensamos em que deva existir um sujeito para a frase! Analogamente como está descrito e explicado em Salmos 43:5 é o caso  em Salmos 83:4, no qual o pronome possesivo "Teus" é identificado com o nome Sagrado "SENHOR",  isto é, uma das pessoas do discurso é o SENHOR, o qual possui os altares.
.
Vejamos exemplo de Isaias 63:5
.
καὶ ἐπέβλεψα καὶ οὐδεὶς βοηθός καὶ προσενόησα καὶ οὐθεὶς ἀντελαμβάνετο καὶ ἐρρύσατο αὐτοὺς ὁ βραχίων μου καὶ ὁ θυμός μου ἐπέστη
.
E olhei, e não havia ajudador; e considerei, e nada amparava; e verdadeiramente livrou-me o braço meu e o furor meu susteve-me.
.
Entendemos que o braço é sujeito da frase "livrou-me o braço meu" e o furor é sujeito da frase "o furor meu susteve-me", pensemos agora na seguinte frase:
.
E olhei, e não havia ajudador; e considerei, e nada amparava: O braço meu e o furor meu.
.
Nós ocultamos propositalmente os sujeitos e os verbos da frase, porém, os sujeitos ainda estão sendo enfáticos da ação contextual!  
.
Estaria Tomé expressando com a frase o Autor/Sujeito da fé dele, o Senhor e o Deus Todo-Poderoso que ressuscitou o Filho.


Deus ressuscitou a este Jesus, do que todos nós somos testemunhas. Atos 2:32 Atos 3:15 Atos 3:26  Atos 4:10   Atos 5:30  Atos 10:40 Atos 13:30 Atos 13:32  Atos 13:34 Atos 13:37 1 Coríntios 6:14 1 Coríntios 15:15 2 Coríntios 4:14 Gálatas 1:1 Efésios 2:6 Colossenses 2:12 1 Tessalonicenses 1:10  1 Tessalonicenses 4:14 etc...
.
Vejamos mais um exemplo:
.
αἴνεσις τῷ Δαυιδ ὑψώσω σε ὁ θεός μου ὁ βασιλεύς μου καὶ εὐλογήσω τὸ ὄνομά σου εἰς τὸν αἰῶνα καὶ εἰς τὸν αἰῶνα τοῦ αἰῶνος Salmos 144:1

Louvor de Davi. Te exalto, o Deus meu, o Rei meu e bendigo teu nome para sempre e eternamente.

Notamos que o sujeito "eu" da frase "Te exalto" é oculto, sendo determinado pela desinência do verbo "exalto" e o objeto direto do verbo é o pronome não enfático "Te",  isto significa que não houve uma revelação do gênero daquele que é exaltado, porém, a frase  "o Deus meu, o Rei meu", caracteriza o objeto direto "Te".  Resumindo, a frase "o Deus meu, o Rei meu" é um objeto direto de uma ação verbal. Aí, voltamos a pergunta, porque foi oculta a ação verbal em João 20:28?

Podemos afirmar com isto que Tomé não desejou expressar uma oração, com seus sujeitos e objetos e sim, uma frase sem um núcleo verbal que poderia combinar os termos para uma compreensão exata de significado.
.

Um aplicação prática, ilustrando a explanação em João 15:1
.
Ἐγώ εἰμι ἡ ἄμπελος ἡ ἀληθινὴ καὶ ὁ πατήρ μου ὁ γεωργός ἐστιν.
.
Eu estou sendo a Videira, a Verdadeira e o Pai meu o Cultivador está sendo.
.

.
Porque o autor de João ou o Tomé não usou um verbo semelhante ao "está sendo" para alegar que o Senhor dele está sendo Deus?
.
[E respondeu Tomé e disse-lhe: O Senhor meu e o Deus está sendo] ?
.

De qualquer forma, todos estes levamentos são polêmicos, já extensivamente discutidos, por isso, que o título deste tópico, não é soberbo, até que ou caso alguém, venha a refutá-lo. Paz.


Última edição por Forista Exegese em Sab 16 Jan 2016, 4:34 pm, editado 2 vez(es)

Forista Exegese
Safira
Safira

Número de Mensagens : 161
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/05/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por gusto em Sab 16 Jan 2016, 4:31 pm

Forista Exegese escreveu:
gusto escreveu:1 Coríntios 2:4 Minha mensagem e minha pregação não consistiram de palavras persuasivas de sabedoria, mas consistiram de demonstração do poder do Espírito,    

Sigam o exemplo de Paulo.

Gusto, sabes que sou repreensível, já vistes isto, porém, o texto que usou refere-se aos irmãos de 1 Coríntios 2:4, que viviam e sabiam a sã doutrina ensinada por Paulo.
.
Por isso, estamos neste tópico estudando para descobrir esta doutrina. Se alguém  pensar como a maioria dos que estão por aí e sei que não pensa, e não arregaçarmos as nossas mangas para pegarmos em traduções eruditas, nós cristãos, seremos, como já vem acontecendo, seremos engolidos por todo tipo de ataque escriturário e seitas pseudo cristãs.
.
Para tanto, deixo indicações de traduções eruditas:
.
1) La Biblia Textual http://www.labiblia.org/
.
2) La Sagrada Biblia http://www.synodia.org/libros/junemann/
.
E os livros:

O Novo Testamento Interlinear do Doutor Valdir Carvalho Luz, além do Novo Testamento Interlinear da SBB.
Não crês que O Espírito Santo fala com os crentes na língua que eles entendem?

gusto
Antares
Antares

Número de Mensagens : 10536
Idade : 47
Localização : Ponta Grossa Pr
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/08/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por Forista Exegese em Sab 16 Jan 2016, 4:58 pm

gusto, as maiores pérolas que já vi, foram dadas por Deus aos homens mais humildes e de uma simplicidade ímpar.
.
Não confunda racionalização da fé entre os racionais com as coisas espirituais entre os espirituais. Uma coisa pouca tem haver com a outra, senão somente Jesus. Paz.


Última edição por Forista Exegese em Sab 16 Jan 2016, 5:47 pm, editado 1 vez(es)

Forista Exegese
Safira
Safira

Número de Mensagens : 161
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/05/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por gusto em Sab 16 Jan 2016, 5:31 pm

Qualquer pessoa com qualquer tradução da Bíblia, tomando ela como um todo, consegue compreender a aliança em Cristo Jesus.

gusto
Antares
Antares

Número de Mensagens : 10536
Idade : 47
Localização : Ponta Grossa Pr
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/08/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por John Knox em Dom 17 Jan 2016, 3:39 pm

FORISTA
KNOX, por isso que lhe digo, sem querer ofender a sua pessoa, que trata o assunto com paixão. Em tempos em que a própria Escritura e manuscritos do NT são objetos de extensa pesquisa escrituraria incluindo a linguística, científica e arqueológica e debates sobre o Jesus histórico, usar o termo herege só afasta ainda mais os acadêmicos da fé cristã,
-
-
KNOX
HEREGE é o que eles são, e eu direi isso para toda pessoa que defenda algum erro teológico grave, que é definido por HERESIA.
Então uso e usarei esse termo, se ele afasta os acadêmicos da fé cristã, é porque Deus está usando-o para endurecer Seus réprobos, quanto aos eleitos de Deus, serão quebrantados e se arrependerão das suas heresias.
-
-
FORISTA
senão até o mais simples do povo, que por ter acesso facilitado a informação em tempos de globalização, passam a ser cultos. 
-
-
KNOX
O mais simples do povo, que confia sinceramente na Palavra de Deus, é mais culto que o herege academico.
 
[depois continuo]

John Knox
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 416
flag : Brasil
Data de inscrição : 08/01/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por John Knox em Dom 17 Jan 2016, 7:27 pm

KNOX
1) E Jesus, mesmo antes da ressurreição, nunca recusou ser adorado (Jo 9:38, Mt 15:25), coisa que os anjos e apóstolos sempre recusaram (At 10:26; Ap 19:10).
-
-
FORISTA
Certo ou errado, pois não estudei ainda sua referência, o assunto reverência x adoração é fonte de grande debate, vide os Testemunhas de Jeová sobre o assunto.
-
-
KNOX
Qual a mínima relevância do que os TJ falam sobre o assunto?
Nós estamos falando de pessoas desonestas o suficiente para apoiar a adição da palavra FILHO em At 20:28, para esconder essa prova da divindade de Cristo!
Você está em busca de algum argumento que eles não possam responder?
Mas para qualquer argumento verdadeiro, milhões de falsificações desonestas e forçadas podem ser levantadas.
-
Enfim, nesse assunto Mt 4:10 é decisivo, pois a palavra grega é a mesma, e seja lá o que ela signifique (porque os hereges vão sempre distorcer o que lhes convém), Jesus disse que isso só se deve dar a Jeová mas aceitou isso para Si mesmo.
-
-
FORISTA
2) A conjunção e, que liga meu Senhor a meu Deus   é uma copulativa, neste caso, exprime que o Senhor e o Deus possuem a mesma natureza e que declaração de Tomé, que não tinha recebido o Espírito Santo como os outros Apóstolos é vista parcialmente em Marcos 15:34 quando Jesus refere-se ao Pai.
-
-
KNOX
Nada disso enfraquece a argumentação reforçada pelo EIPEN AUTO (DISSE A ELE) e pela presença dos artigos O MEU SENHOR E O MEU DEUS que invalidam a teoria herética da “interjeição piedosa”. E EIPEN - DISSE - TAMBÉM TEM O SENTIDO DE CHAMAR, NOMINAR!
Quanto a Tomé não ter recebido o Espírito Santo, ele deve ter recebido naquela mesma hora, e a sua confissão da divindade de Cristo é a evidência dessa recepção:
Ninguém pode dizer que Jesus é o Senhor, senão pelo Espírito Santo. 1Co 12:3
-
-
ESTUDO
Agora, observamos que Tomé ou o Autor de João 20:28 não teve esta preocupação em determinar, deixar oculto o sujeito ou mesmo se quer que pensamos em que deva existir um sujeito para a frase!
-
-
KNOX
MENTIRA! O EVANGELISTA FEZ ISSO!
EIPEN AUTO (DISSE A ELE)!!!!!! JO 20:28.
-
-
ESTUDO
Aí, voltamos a pergunta, porque foi oculta a ação verbal em João 20:28?
-
-
KNOX
MENTIRA!
Não foi oculta pelo evangelista, já que ele descreveu a ação de Tomé:
EIPEN AUTO (DISSE A ELE)!!!!!! JO 20:28.
LEMBRANDO QUE EIPEN TEM TAMBÉM O SENTIDO DE CHAMOU / NOMINOU.
-
-
ESTUDO
Podemos afirmar com isto que Tomé não desejou expressar uma oração, com seus sujeitos e objetos e sim, uma frase sem um núcleo verbal que poderia combinar os termos para uma compreensão exata de significado.
-
-
KNOX
Não, não pode pelos argumentos acima, e por causa dos artigos O meu Senhor e O meu Deus!
-
-
ESTUDO
Porque o autor de João ou o Tomé não usou um verbo semelhante ao "está sendo" para alegar que o Senhor dele está sendo Deus?
-
-
KNOX
Porque o verbo está na frase DISSE A ELE (EIPEN AUTO)
Que pode ser traduzida
E RESPONDEU TOMÉ E CHAMOU-LHE “O MEU SENHOR E O MEU DEUS”
E RESPONDEU TOMÉ E NOMEOU-LHE “O MEU SENHOR E O MEU DEUS”
-
-
FORISTA
De qualquer forma, todos estes levamentos são polêmicos
-
-
KNOX
Só para os hereges do tipo desonesto o suficiente para apoiar o acréscimo da palavra FILHO em At 20:28 (TJs), atitude que é exemplo da falta de sinceridade deles.

John Knox
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 416
flag : Brasil
Data de inscrição : 08/01/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por Forista Exegese em Seg 18 Jan 2016, 8:50 am

.
την  a εκκλησιαν  assembleia του d(o) θεου  a qual  περιεποιησατο  reservou δια  através του d(a/o) αιματος sangre του  d(o) ιδιου seu Atos 20:28
.
... A assembleia de Deus, a qual reservou através do sangue do seu. Atos 20:28
.
Está é tradução querendo ser literal.
.
Claro que o acrescento por parte deles da palavra "filho" é uma tradução exegética, da minha parte deixo como está traduzido aqui, porém, é inevitável a complementação do texto com uma elipse, do seu ungido, do seu enviado, etc... Eles seguiram a maioria da exegese do NT.
.
Não estão de todo, errados como julgas. Quanto as outras interpretações, todas elas possuem contra argumentações, equilibradas. Volto a lhe dizer, este tópico refere-se a uma afirmação sem contra argumentação (ainda).

Forista Exegese
Safira
Safira

Número de Mensagens : 161
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/05/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por John Knox em Seg 18 Jan 2016, 7:23 pm

Está é tradução querendo ser literal.
-

-
NÃO, a literal seria SANGUE DO SEU PRÓPRIO.


-
-
FORISTA
Claro que o acrescento por parte deles da palavra "filho" é uma tradução exegética,

-
-
KNOX
Herética e infiel.

-
-
FORISTA

da minha parte deixo como está traduzido aqui, porém, é inevitável a complementação do texto com uma elipse,

-
-
KNOX
Não, não é inevitável, para quem se preocupa em ser fiel.
SANGUE DO SEU PRÓPRIO.

ponto final.

O que significa "seu próprio sangue".


-
-
FORISTA

do seu ungido, do seu enviado, etc...

Eles seguiram a maioria da exegese do NT.

-
-
KNOX
Eles seguiram sua infidelidade, rebeldia e irreverência de remover da Bíblia esta prova da divindade de Cristo.
Exegetas da teologia liberal são tão hereges quanto os TJ ou mais.


-
-
FORISTA
Não estão de todo, errados como julgas.

-
-
KNOX
Estão e expliquei porque estão.
-
-
FORISTA

Quanto as outras interpretações, todas elas possuem contra argumentações, equilibradas.

-
-
KNOX
Não, não possuem.
-
-
FORISTA

Volto a lhe dizer, este tópico refere-se a uma afirmação sem contra argumentação (ainda).

-
-
KNOX
A contra argumentação já postei, certamente há muitas outras evidências da divindade de Cristo na Escritura antes da carta aos Filipenses.

John Knox
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 416
flag : Brasil
Data de inscrição : 08/01/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por Forista Exegese em Seg 18 Jan 2016, 7:54 pm

Não indo muito longe e de forma prática, no dicionário de Strong', está definido 1a) que me pertence, 1b) próprio, 1c) peculiar a si mesmo.  Sabemos que ιδιου é um adjetivo no caso genitivo, singular, masculino, portanto, da definição 1a) podemos substitui-lo pelo pronome adjetivo "seu" em uma linguagem culta. 
.

Forista Exegese
Safira
Safira

Número de Mensagens : 161
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/05/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por Forista Exegese em Seg 18 Jan 2016, 7:57 pm

KNOX escreveu:A contra argumentação já postei, certamente há muitas outras evidências da divindade de Cristo na Escritura antes da carta aos Filipenses.


.
Tenho interesse em saber as referências.

Forista Exegese
Safira
Safira

Número de Mensagens : 161
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/05/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por Forista Exegese em Seg 18 Jan 2016, 8:10 pm

KNOX escreveu:Porque o verbo está na frase DISSE A ELE (EIPEN AUTO)
Que pode ser traduzida
E RESPONDEU TOMÉ E CHAMOU-LHE “O MEU SENHOR E O MEU DEUS”
E RESPONDEU TOMÉ E NOMEOU-LHE “O MEU SENHOR E O MEU DEUS”


A respeito do texto de João 20:28, compreendo que o autor compreendia bem o que tinha escrito ao excluir os núcleos verbais da frase, vejamos o estilo literário dele :
.
Disse-lhe Natanael: De onde me conheces tu? Jesus respondeu, e disse-lhe: Antes que Filipe te chamasse, te vi eu, estando tu debaixo da figueira.Natanael respondeu, e disse-lhe: Rabi, tu és
o Filho de Deus; tu és o Rei de Israel. Jesus respondeu, e disse-lhe: Porque te disse: Vi-te debaixo da figueira, crês? Coisas maiores do que estas verás. João 1:48-50

Em uma sociedade judaica totalmente descrente, monoteísta e legalista, o autor do Evangelho possa ter usado este recurso, o de excluir os núcleos verbais para registrar um fato maior visto, SEM PREJUDICAR A SEGURANÇA DO MANUSCRITO.
.
Vou estudar com calma a tradução do verbo que cita.

Forista Exegese
Safira
Safira

Número de Mensagens : 161
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/05/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por John Knox em Ter 19 Jan 2016, 12:31 am

FORISTA
Tenho interesse em saber as referências.
-
-
KNOX
Estão na minha primeira postagem.

John Knox
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 416
flag : Brasil
Data de inscrição : 08/01/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por Forista Exegese em Ter 19 Jan 2016, 7:51 am

Forista Exegese escreveu:
KNOX escreveu:Porque o verbo está na frase DISSE A ELE (EIPEN AUTO)
Que pode ser traduzida
E RESPONDEU TOMÉ E CHAMOU-LHE “O MEU SENHOR E O MEU DEUS”
E RESPONDEU TOMÉ E NOMEOU-LHE “O MEU SENHOR E O MEU DEUS”


O fato do apóstolo João não haver registrado a forma vocativa do grego em Jo. 20.28, algo que era de se esperar se fosse intenção de Tomé direcionar aquelas palavras exatamente a pessoa de Jesus, tem feito alguns trinitarianos reivindicarem a existência do vocativo com caso nominativo (fato que poderia acontecer no grego koiné) para esse versículo em específico, mas embora o vocativo possa se servir de nominativo, deve-se destacar que o nominativo “ο κύριος” (ho kyrios), como vocativo articular é o tipo de exceção que não se manifesta em lugar algum do evangelho de João, nem antes, nem depois da ressurreição. Sempre que alguém se dirige a Cristo o chamando de Senhor usa “κύριε” (kyrie), o vocativo, nunca o nominativo “κύριος” (kyrios). O nominativo da palavra “Senhor”, indicando Jesus, mas não se dirigindo a ele ocorre em cinco lugares nesse evangelho, são elas: Jo. 4.1; 13.13,14; 21.7,12. Todas as outras ocorrências da palavra “Senhor” quando alguém se dirige a Jesus no evangelho de João é usado o vocativo, expresso como tal: κύριε. Assim, era de se esperar que, se fosse intenção de Tomé dirigir as palavra a Jesus, referindo-se a ele, dizer-lhe, então: “κύριε μου”, seguindo o padrão de registro de como se dirigir ao Senhor Jesus. Isso, por se só já deveria nos fazer refletir sobre as reais intenções de Tomé. No entanto, poderá se reivindicar justamente a questão do uso vocativo com nominativo grego para descaracterizar essa reflexão (embora que João seja uniforme em seu evangelho em todas as 29 ocorrências da palavra “Senhor” no vocativo se dirigindo a Jesus) e dizer que Tomé estava se referindo, de fato, a Cristo em Jo. 20.28, mas vale ressaltar que mesmo que Tomé houvesse usado o vocativo no caso nominativo este refere-se ao seu Deus, O Imortal, O Pai, e não a Jesus, que voltara a vida por aqueles dias.   Refutação

Como se lê, o argumento em epígrafe, possui de tempos, contra argumentação e está sendo coerente.

Forista Exegese
Safira
Safira

Número de Mensagens : 161
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/05/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por John Knox em Qua 20 Jan 2016, 11:32 am

HAHAHAHA, tás de brincadeira?

Aí em cima não fala nada sobre o MEU argumento, você está repetindo a abordagem primária da heresia unitária.

Enfim, é problema vosso dar mais crédito à heresia do que ela realmente tem...

Só para você entender e focar, se é que realmente queres isso, o MEU argumento acrescenta que:

1 - O uso dos artigos O meu Senhor e O meu Deus' não combina com a teoria da interjeição piedosa.

2 - O núcleo verbal do texto está na descrição do evangelista DISSE A ELE.

3 - A palavra traduzida DISSE  - EIPEN - inclui o sentido de CHAMAR, NOMEAR.

Se quiseres avaliar o MEU argumento, deves focar nessas três questões.

John Knox
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 416
flag : Brasil
Data de inscrição : 08/01/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O uso de “ísa”, plural neutro de “ísos”: Quando Jesus passou a ser visto como o Deus Todo-Poderoso.

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 7:59 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum