.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
27 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 27 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por Lit San Ares em Sex 09 Out 2015, 6:24 am

rbarros escreveu:
Eterna escreveu:Mas me diga - porque você acha que uma pessoa teria sido menos feliz vivendo naquela época?

Perfeito!

Não é porque hoje temos tanta tecnologia ao nosso dispor que somos mais felizes. Tenho certeza de que o povo de séculos atrás era feliz por terem um contato maior com a Natureza, e todas as dificuldades da época só fortaleciam os laços familiares e os laços de amor.

Hoje em dia tudo é superficial e descartável, tudo - absolutamente tudo...

É lindo imaginar alguém vivendo em eras primitivas tendo mais contato com a natureza, até o momento em  que ele precisava de tratamento médico e caia nas mãos de um açougueiro que não dispunha nem de conhecimento, nem de anestesia, nem de um reles antibiótico.

Os tempos passados são vistos com um romantismo que, infelizmente, não condiz com a dura, imunda, impiedosa e brutal realidade do que aquilo realmente era.

Lit San Ares
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1809
Localização : Palucidar
flag : Brasil
Data de inscrição : 20/07/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por rbarros em Sex 09 Out 2015, 8:17 am

É certo que a média de vida era de menos de 40 anos e qualquer doença poderia ser fatal se mal cuidada.

Mas, me pergunto sempre, de que vale a longevidade proporcionada por uma Medicina quase desumana que preserva a vida num corpo morto por um longo tempo, se o ser humano está se tornando cada vez mais bruto e desalmado que o mais bruto dos animais? Se a Vida não vale mais do que um aparelho de celular ou se parecer vale mais do que ser?

Sinceramente, eu preferia viver no tempo das cavernas a ter que suportar estas atrocidades da vida moderna, ou a ignorância de quem se afastou da pureza da vida simples, dura mas simples, do campo.


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por Lit San Ares em Sab 10 Out 2015, 3:20 am

É certo que a média de vida era de menos de 40 anos e qualquer doença poderia ser fatal se mal cuidada.
Bem menos de quarenta anos. Só para você ter uma ideia, na Alemanha em pleno século XIX  a perspectiva de vida era de 37,2 anos. Um dos principais motivos disso... imundice. 
Agora: doença bem cuidada na Idade Antiga ou Média?
Pelos nossos padrões, mesmo na Idade Moderna o tratamento médico era uma desgraça.

Mas, me pergunto sempre, de que vale a longevidade proporcionada por uma Medicina quase desumana que preserva a vida num corpo morto por um longo tempo, se o ser humano está se tornando cada vez mais bruto e desalmado que o mais bruto dos animais?
Para meus pais que se aproximam dos 80 anos, eu garanto que a longevidade proporcionada pela medicina vale muito. E para mim também. 
Você acha que os idosos estão, por assim dizer,  sobrando?
E você acha que o ser humano era sensível e gentil nas eras passadas?
Rapaz...

Se a Vida não vale mais do que um aparelho de celular ou se parecer vale mais do que ser?
Sem comentários.

Sinceramente, eu preferia viver no tempo das cavernas a ter que suportar estas atrocidades da vida moderna, ou a ignorância de quem se afastou da pureza da vida simples, dura mas simples, do campo.
Vá pro campo. Ele ainda existe. Assim como também existem cavernas vazias em lugares remotos nos quais você pode morar.
Mas eu realmente não posso levar tais declarações a sério. 
Você preferiria viver no tempo das cavernas à enfrentar as durezas da vida moderna? Pré-história? 
Aliás, já que você falou cavernas, você está falando em Paleolítico, anterior ao surgimento da agricultura e da pecuária.
Vou lhe pintar um quadro de como seria passar uma noite com a família numa caverna durante o Paleolítico:

Depois de um dia caçando você voltaria para sua caverna, e se a caçada fosse mal sucedida, você voltaria faminto e seria recebido por uma família faminta que continuaria faminta. Os filhos (os que não morreram de fome e doenças que hoje seriam facilmente tratadas) olhariam angustiados e com esperança de que você tivesse trazido pelo menos um rato para a fogueira de jantar.
Aliás... a fogueira. Acesa para dar luz e afastar animais perigosos e (dependendo da circulação do ar) enchendo a caverna com fumaça. Uma maravilha.
Com o estômago roncando (de fome verdadeira, não dessa coisinha que você atualmente sente antes do jantar), você deitaria no chão, talvez sobre uma pele de animal para se proteger um pouco da dureza e da umidade comum nas cavernas e tentaria dormir, enquanto morcegos (se não tivessem sido espantados) fariam suas necessidades sobre sua cabeça
Falando em necessidades, seria melhor não sentir vontade de ir ao banheiro, porque ele não existia. Você teria que fazer as necessidades dentro da caverna (para felicidade geral da sua família) ou ir para o lado de fora, onde correria o risco de virar jantar de alguém menos infeliz que você.

Agora que já leu isso, que tal dar um chego à cozinha, abrir a sua geladeira, que deve estar cheia de produtos comestíveis, e pegar uma  cerveja ou um copo de leite ou suco, para amenizar a angústia que você está sentindo por viver no século XXI?

Lit San Ares
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1809
Localização : Palucidar
flag : Brasil
Data de inscrição : 20/07/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por Eterna em Sab 10 Out 2015, 9:29 pm

rbarros escreveu:
Eterna escreveu:Mas me diga - porque você acha que uma pessoa teria sido menos feliz vivendo naquela época?

Perfeito!

Não é porque hoje temos tanta tecnologia ao nosso dispor que somos mais felizes. Tenho certeza de que o povo de séculos atrás era feliz por terem um contato maior com a Natureza, e todas as dificuldades da época só fortaleciam os laços familiares e os laços de amor.

Hoje em dia tudo é superficial e descartável, tudo - absolutamente tudo...

Não Barros, você não conseguiu alcançar o que digo. Aquelas pessoas não poderiam ser menos feliz porque não podiam cogitar sobre uma época como a atual. Elas foram felizes com todos os recursos que eram oferecidos, top da época!

Da mesma forma, todos nós que somos do século passado e vivemos na época da máquina de escrever e de um telefone residencial ou orelhão, não fomos infelizes por desconhecer um computador, aparelhos celular, tablet, etc.

A sociedade é feliz com tudo quanto dispõe a ciência e tecnologia do seu momento, e que não deixa de ser o top da época. Falta discernimento em quem afirma o contrário porque da mesma forma poderemos ter sido infelizes por não viver no século XXV, por exemplo, quando então tudo quanto existirá será totalmente diferente da nossa época. Então eu fico aqui sem entender a causa pela qual aquele colega briga porque, por certo ele perguntará: - alguém pode ter sido feliz no século XXI?


Última edição por Eterna em Sab 10 Out 2015, 10:04 pm, editado 1 vez(es)


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3831
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por rbarros em Sab 10 Out 2015, 9:33 pm

Lit San Ares escreveu:Bem menos de quarenta anos. Só para você ter uma ideia, na Alemanha em pleno século XIX  a perspectiva de vida era de 37,2 anos. Um dos principais motivos disso... imundice. 
Agora: doença bem cuidada na Idade Antiga ou Média?
Pelos nossos padrões, mesmo na Idade Moderna o tratamento médico era uma desgraça.

E se...

Eu estivesse falando de uma vida simples e natural como a vivida pelos índios?

Lit San Ares escreveu:Você acha que os idosos estão, por assim dizer,  sobrando?
E você acha que o ser humano era sensível e gentil nas eras passadas?
Rapaz...

Acho que os idosos estão sofrendo. Sofrendo por ver em que se tornou a Humanidade.

Tenho certeza que os seus velhinhos sofrem com a indiferença de filhos e netos colados em seus celulares, trocando mensagens com os "amiguinhos virtuais" em sua presença, à mesa, na sala de estar, em qualquer lugar...

Lit San Ares escreveu:Vá pro campo. Ele ainda existe. Assim como também existem cavernas vazias em lugares remotos nos quais você pode morar.
Mas eu realmente não posso levar tais declarações a sério. 

Por que não? Eu acho a rotina da vida moderna um enorme tédio (com T maiúsculo).

Sim, o campo ainda existe, mas nasci e fui criado na cidade grande - não fui preparado para esta vida natural, apesar de almejá-la. Sou um prisioneiro desta selva de pedra...

Lit San Ares escreveu:Você preferiria viver no tempo das cavernas à enfrentar as durezas da vida moderna? Pré-história? 
Aliás, já que você falou cavernas, você está falando em Paleolítico, anterior ao surgimento da agricultura e da pecuária.
Vou lhe pintar um quadro de como seria passar uma noite com a família numa caverna durante o Paleolítico:

Isto é o que imagina a nossa vã filosofia. Não há provas irrefutáveis de que a vida tenha sido assim.

Sou mais a realidade do índio, com sua vida na floresta.

Lit San Ares escreveu:Agora que já leu isso, que tal dar um chego à cozinha, abrir a sua geladeira, que deve estar cheia de produtos comestíveis, e pegar uma  cerveja ou um copo de leite ou suco, para amenizar a angústia que você está sentindo por viver no século XXI?

Angústia não é o termo certo. O termo certo é vazio.

Nunca vivemos tão superficialmente. Em nossa existência, tudo é superficial, tudo é remoto, tudo é descartável.

As relações sociais, os amores, os alimentos...


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por Eterna em Sab 10 Out 2015, 9:52 pm

Lit San Ares escreveu:

Não vou precisar de tantos cuidados haja vista que posso ter vivido naquele período! Mas me diga - porque você acha que uma pessoa teria sido menos feliz vivendo naquela época?

Posso citar alguns fatores, como:

a - perspectiva de vida baixíssima;
b - mortalidade infantil devastadora;
c - medicina primitiva (precisar de uma cirurgia naquela época seria algo próximo de receber uma pena de morte);
d - falta de liberdade religiosa;
e - mulheres com  direitos (de qualquer espécie) muito inferiores aos de hoje;
f - nada de anestesia;
g - sistema feudal;
h - analfabetismo endêmico;
i - não existência do papel higiênico...

A lista pode se tornar gigantesca.

Há motivos para não se ser feliz hoje? É claro que sim. Mas nada que se compare ao passado.

Não muda nada o meu post anterior! Mas eu sempre esqueço que sou espírita e que minha visão abrange o mesmo espírito no passado, presente e futuro em evolução eterna!

Mas a lembrança da inexistência do papel higiênico é cruel. Você já imaginou que na época do Cristo ele não havia sido criado? Dizem que usavam até sabugo de milho!!!  


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3831
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por Lit San Ares em Dom 11 Out 2015, 6:39 am

Não muda nada o meu post anterior!
  Deveria, pois o que é possível hoje (uma vida equilibrada, ver todos os filhos crescerem com saúde, atingir a velhice, conhecer os netos e bisnetos, ter uma mesa farta) era de uma dificuldade atrós num passado mais distante.
Você escreveu no post para o rbarros:

A sociedade é feliz com tudo quanto dispõe a ciência e tecnologia do seu momento, e que não deixa de ser o top da época. Falta discernimento em quem afirma o contrário porque da mesma forma poderemos ter sido infelizes por não viver no século XXV, por exemplo, quando então tudo quanto existirá será totalmente diferente da nossa época. Então eu fico aqui sem entender a causa pela qual aquele colega briga porque, por certo ele perguntará: - alguém pode ter sido feliz no século XXI?  

Brigando não, Eterna. Defendendo  com bom estado de espírito. Já do século XXV eu não posso falar nada.
Mas veja essa declaração de que a sociedade é feliz com tudo quando dispõe  a ciência e tecnologia do seu momento. Bem, a  rainha Anne (monarca Stuart) no século XVII ficou grávida  dezoito vezes. Somente cinco de seus rebentos nasceram com vida e apenas um deles sobreviveu os primeiros anos de vida, vindo a morrer antes de atingir a idade adulta. Não há qualquer indício de problemas genéticos e a rainha(!) fazia parte da elite de um país top e teve os melhores cuidados médicos possíveis para a época. Imagina o "pré-natal" do resto das inglesas da época. Peguei essas informações com o Sagan.
A vida dela foi uma desgraça. 
Atualmente como seria? Os filhos dela possivelmente sobreviveriam. Todos teriam a chance de sobreviver. Na ciência top da época, nada feito. Voltando um pouco no tempo, na já citada Idade das Trevas, indícios indicam que quase metade dos recém-nascidos morria. 
Uma mulher que tivesse perdido metade dos seus filhos poderia ser feliz? Não acredito. Ela aceitaria a situação, por estar irremediavelmente mergulhada na tragédia.

Claro, haviam os sortudos. Mas para a maioria a  felicidade era na realidade felicidade de hiena, que come carne podre o ano todo e vive gargalhando. As pessoas aguentavam o tranco, sonhavam com o paraíso religioso e tentavam tocar adiante, até a próxima tragédia ocorrer. Não demorava muito.

Volto a repetir que o mundo atual não é o paraíso, mas as chances estão bem mais a nosso favor, atualmente.

Mas eu sempre esqueço que sou espírita e que minha visão abrange o mesmo espírito no passado, presente e futuro em evolução eterna!
Atualmente você tem liberdade para ser espírita e deixar isso público. Em tempos passados poderia não ter essa felicidade.

Mas a lembrança da inexistência do papel higiênico é cruel. Você já imaginou que na época do Cristo ele não havia sido criado? Dizem que usavam até sabugo de milho!!!
Enquanto o enxame de moscas disputavam o produto final da "toilette".
Nada demais. Isso acontece até hoje.

Lit San Ares
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1809
Localização : Palucidar
flag : Brasil
Data de inscrição : 20/07/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por Lit San Ares em Dom 11 Out 2015, 7:34 am


E se...

Eu estivesse falando de uma vida simples e natural como a vivida pelos índios?
O "e se..." é perigoso.
Índios de onde? De uma região subsaariana na África? De que período da história? De uma tribo subjulgada por outra?
De uma tribo que tinha o general Custer nos calcanhares ou de uma atacada pela varíola?

É complicado, rbarros.


Acho que os idosos estão sofrendo. Sofrendo por ver em que se tornou a Humanidade.
Toda a vez que eu pergunto para meu pai e minha mãe como era a vida nos anos 40 e 50, eles me dizem que era um desespero e por nada voltariam aquela época de privações.
Eles reclamam por estarem velhos? Claro. Eu reclamo por estar envelhecendo. Mas a outra opção...


Tenho certeza que os seus velhinhos sofrem com a indiferença de filhos e netos colados em seus celulares, trocando mensagens com os "amiguinhos virtuais" em sua presença, à mesa, na sala de estar, em qualquer lugar...
Não tenha certeza. Para ter certeza você precisaria conhecer minha família e você não conhece. E os meus velhinhos (embora eu ache mais que eu sou deles, em vez deles serem meus) contam com a proteção e visitas constantes dos dois filhos e do único neto.
Ah... minha mãe é uma adversária terrível jogando XBox 360 e está querendo um celular novo.

Lit San Ares escreveu:
Vá pro campo. Ele ainda existe. Assim como também existem cavernas vazias em lugares remotos nos quais você pode morar.
Mas eu realmente não posso levar tais declarações a sério. 

rbarros - Por que não? Eu acho a rotina da vida moderna um enorme tédio (com T maiúsculo).
Os primeiros quesitos para sentir tédio, é ter a pança cheia de boa comida e muito tempo vago.

Sim, o campo ainda existe, mas nasci e fui criado na cidade grande - não fui preparado para esta vida natural, apesar de almejá-la. Sou um prisioneiro desta selva de pedra...
Não mesmo. Você é prisioneiro do seu sofá macio, do seu cobertor quente, da sua geladeira cheia de guloseimas e alimentos frescos. Você é "prisioneiro" do seu automóvel que pode levar você para onde você quiser.
Você é prisioneiro de uma coisa chamada conforto e de outra chamada segurança.


Última edição por Lit San Ares em Dom 11 Out 2015, 7:49 am, editado 2 vez(es)

Lit San Ares
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1809
Localização : Palucidar
flag : Brasil
Data de inscrição : 20/07/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por Lit San Ares em Dom 11 Out 2015, 7:43 am

Lit San Ares escreveu:
Você preferiria viver no tempo das cavernas à enfrentar as durezas da vida moderna? Pré-história? 
Aliás, já que você falou cavernas, você está falando em Paleolítico, anterior ao surgimento da agricultura e da pecuária.
Vou lhe pintar um quadro de como seria passar uma noite com a família numa caverna durante o Paleolítico:

rbarros - Isto é o que imagina a nossa vã filosofia. Não há provas irrefutáveis de que a vida tenha sido assim.

Isso não é filosofia, rbarros. É paleontologia.
Sem a agricultura, sem a pecuária, dependendo da coleta e da caça, os seres humanos estavam na dependência do que a natureza poderia dar e o negócio era sofrido.
Mas uma coisa eu posso garantir, o tédio que você sente vivendo na civilização atual, você não sentiria vivendo no Paleolítico. Você estaria muito ocupado tentando comer e não ser comido.

Sou mais a realidade do índio, com sua vida na floresta.

E se a caçada não fosse bem... você poderia apelar para a FUNAI.


Angústia não é o termo certo. O termo certo é vazio.

Menos o do estômago, é claro.

Nunca vivemos tão superficialmente. Em nossa existência, tudo é superficial, tudo é remoto, tudo é descartável.

As relações sociais, os amores, os alimentos...

Compre uma passagem aérea para o Tibet. Vista um manto laranja e vá estudar budismo tibetano em Lhasa. Você não precisa viver no meio desta superficialidade.

Mas... ahhhhhh... e o sofá? E a cama macia e quentinha? E a  pizza nos fins de semana? E a internet?

Lit San Ares
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1809
Localização : Palucidar
flag : Brasil
Data de inscrição : 20/07/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por Eterna em Dom 11 Out 2015, 8:31 pm

Lit San Ares escreveu:
Não muda nada o meu post anterior!
 
Deveria, pois o que é possível hoje (uma vida equilibrada, ver todos os filhos crescerem com saúde, atingir a velhice, conhecer os netos e bisnetos, ter uma mesa farta) era de uma dificuldade atrós num passado mais distante.
Você escreveu no post para o rbarros:

A sociedade é feliz com tudo quanto dispõe a ciência e tecnologia do seu momento, e que não deixa de ser o top da época. Falta discernimento em quem afirma o contrário porque da mesma forma poderemos ter sido infelizes por não viver no século XXV, por exemplo, quando então tudo quanto existirá será totalmente diferente da nossa época. Então eu fico aqui sem entender a causa pela qual aquele colega briga porque, por certo ele perguntará: - alguém pode ter sido feliz no século XXI?  

De quem você fala, efetivamente? Acha mesmo que todas as sociedades que se sucederam a criação do mundo tiveram a mesma felicidade de ver os filhos crescerem com saúde, atingir a velhice, conhecer netos, etc... etc...? A sociedade de hoje, na sua totalidade, goza dessas prerrogativas?

Brigando não, Eterna. Defendendo  com bom estado de espírito. Já do século XXV eu não posso falar nada.
Mas veja essa declaração de que a sociedade é feliz com tudo quando dispõe  a ciência e tecnologia do seu momento. Bem, a  rainha Anne (monarca Stuart) no século XVII ficou grávida  dezoito vezes. Somente cinco de seus rebentos nasceram com vida e apenas um deles sobreviveu os primeiros anos de vida, vindo a morrer antes de atingir a idade adulta. Não há qualquer indício de problemas genéticos e a rainha(!) fazia parte da elite de um país top e teve os melhores cuidados médicos possíveis para a época. Imagina o "pré-natal" do resto das inglesas da época. Peguei essas informações com o Sagan.
A vida dela foi uma desgraça. 
Atualmente como seria? Os filhos dela possivelmente sobreviveriam. Todos teriam a chance de sobreviver. Na ciência top da época, nada feito. Voltando um pouco no tempo, na já citada Idade das Trevas, indícios indicam que quase metade dos recém-nascidos morria. 
Uma mulher que tivesse perdido metade dos seus filhos poderia ser feliz? Não acredito. Ela aceitaria a situação, por estar irremediavelmente mergulhada na tragédia.


Atualmente temos também milhares de casos de mulheres que não podem engravidar nem contando com o avanço científico da nossa época! Quando cremos num Deus parcial ficamos a imaginar que Ele colocou muitas pessoas em situações difíceis em determinadas épocas e facilitou a vida de outros em épocas futuras quando havia mais recursos para resolver determinados problemas. Mas, uma visão mais abrangente, nos mostra que em determinadas circunstâncias à época em que vivemos não determina o prolongamento da nossa vida, vide por exemplo Steve Jobs!

Claro, haviam os sortudos. Mas para a maioria a  felicidade era na realidade felicidade de hiena, que come carne podre o ano todo e vive gargalhando. As pessoas aguentavam o tranco, sonhavam com o paraíso religioso e tentavam tocar adiante, até a próxima tragédia ocorrer. Não demorava muito.

Volto a repetir que o mundo atual não é o paraíso, mas as chances estão bem mais a nosso favor, atualmente.

Se eu não fosse cristã até acreditaria nisso. Que pito você toca?


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3831
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por Eterna em Dom 11 Out 2015, 8:40 pm

Lit San Ares escreveu:
 Atualmente você tem liberdade para ser espírita e deixar isso público. Em tempos passados poderia não ter essa felicidade.
Atualmente tenho liberdade de expressão tanto quanto todos os outros que podem se expressar desrespeitando e utilizando a mesma liberdade sem  qualquer responsabilidade! O quesito preconceito nunca foi superado em qualquer época da humanidade!


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3831
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por Cartman em Dom 11 Out 2015, 9:25 pm

Mary escreveu:enquanto o povo sentir  medo da morte sempre haverá uma profecia falsa .
E também haverá a crença de um paraíso imaginário...


Khwey: todo mundo sabe que você é o "DELETÃO" do fórum.

Cartman
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1814
flag : Brasil
Data de inscrição : 04/04/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por rbarros em Dom 11 Out 2015, 10:36 pm

Lit San Ares escreveu:O "e se..." é perigoso.
Índios de onde? De uma região subsaariana na África? De que período da história? De uma tribo subjulgada por outra?
De uma tribo que tinha o general Custer nos calcanhares ou de uma atacada pela varíola?

É complicado, rbarros.

Não, não é complicado. Índios só existem nas Américas, foi um erro dos velhos navegantes que acreditaram chegar nas Índias quando aqui aportaram. E trouxeram consigo as doenças de uma civilização doente. Até então, os índios não conheciam estes males de homem-branco.

Lit San Ares escreveu:Toda a vez que eu pergunto para meu pai e minha mãe como era a vida nos anos 40 e 50, eles me dizem que era um desespero e por nada voltariam aquela época de privações.
Eles reclamam por estarem velhos? Claro. Eu reclamo por estar envelhecendo. Mas a outra opção...

Meus pais, ao contrário, tinham uma vida maravilhosa (pelo que eles contam), apesar da escassez. Riqueza e pobreza sempre existiram e continuam a existir, nesta nossa civilização decadente.

Lit San Ares escreveu:Não tenha certeza. Para ter certeza você precisaria conhecer minha família e você não conhece. E os meus velhinhos (embora eu ache mais que eu sou deles, em vez deles serem meus) contam com a proteção e visitas constantes dos dois filhos e do único neto.
Ah... minha mãe é uma adversária terrível jogando XBox 360 e está querendo um celular novo.

A certeza que eu tenho vem da observação de outras famílias. A tecnologia burra do celular criou verdadeiros zumbis. Onde você for, lá estarão vários destes mortos-vivos "conectados". É mais fácil "falar" com alguém no Japão do que com quem está do seus lado...

Lit San Ares escreveu:Os primeiros quesitos para sentir tédio, é ter a pança cheia de boa comida e muito tempo vago.

Olha que tem outros quesitos. Estar cercado por gente estúpida é um deles. Estar cercado por gente egoísta é outro. Estar cercado por gente violenta é outro.

Lit San Ares escreveu:Não mesmo. Você é prisioneiro do seu sofá macio, do seu cobertor quente, da sua geladeira cheia de guloseimas e alimentos frescos. Você é "prisioneiro" do seu automóvel que pode levar você para onde você quiser.
Você é prisioneiro de uma coisa chamada conforto e de outra chamada segurança.

Índios também viviam confortavelmente em suas redes, dentro de suas tabas. Tudo isto é muito relativo.


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por rbarros em Dom 11 Out 2015, 10:48 pm

Lit San Ares escreveu:Isso não é filosofia, rbarros. É paleontologia.
Sem a agricultura, sem a pecuária, dependendo da coleta e da caça, os seres humanos estavam na dependência do que a natureza poderia dar e o negócio era sofrido.
Mas uma coisa eu posso garantir, o tédio que você sente vivendo na civilização atual, você não sentiria vivendo no Paleolítico. Você estaria muito ocupado tentando comer e não ser comido.

Ainda assim, acredito que a mais perfeita das civilizações é a indígena. Deveríamos estudá-la seriamente...

Lit San Ares escreveu:
Sou mais a realidade do índio, com sua vida na floresta.

E se a caçada não fosse bem... você poderia apelar para a FUNAI.

Refiro-me ao índio original, aquele que foi surpreendido, maltratado e violentado pela decadente civilização de Cabral.

Lit San Ares escreveu:

Angústia não é o termo certo. O termo certo é vazio.

Menos o do estômago, é claro.

O vazio do estômago é mais conhecido como fome, característica inerente a toda a espécie animal e que, no entanto, a impele para a frente. Cruel porém necessária.

Lit San Ares escreveu:Compre uma passagem aérea para o Tibet. Vista um manto laranja e vá estudar budismo tibetano em Lhasa. Você não precisa viver no meio desta superficialidade.

Mas... ahhhhhh... e o sofá? E a cama macia e quentinha? E a  pizza nos fins de semana? E a internet?

Se for para ir ao Tibete, prefiro ir ao Xingu.

Pode ser que eu vá sim, na primeira oportunidade. Quem sabe não me encontraria lá? Já fui índio, em encarnação passada...


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por Lit San Ares em Seg 12 Out 2015, 5:48 am

De quem você fala, efetivamente? Acha mesmo que todas as sociedades que se sucederam a criação do mundo tiveram a mesma felicidade de ver os filhos crescerem com saúde, atingir a velhice, conhecer netos, etc... etc...?
Eterna, eu estou defendendo exatamente o contrário. Que nós hoje, temos uma possibilidade muito maior de conseguir a felicidade do que qualquer sociedade passada. Que nós nos dias atuais, com todos os nossos problemas, ainda estamos em vantagem, quando comparados aos povos que já existiram.

A sociedade de hoje, na sua totalidade, goza dessas prerrogativas?
Eu disse que o mundo era um paraíso?
Não mesmo! Mas sim, que as chances de termos aquelas coisas que fazem a vida ser algo praseiroso, são maiores agora.

Atualmente temos também milhares de casos de mulheres que não podem engravidar nem contando com o avanço científico da nossa época!
Mas isso é o óbvio do óbvio. Os avanços científicos médicos não resolvem, nem nunca vão resolver, todos os problemas. Só que pode diminuir o número de vítimas e de sobreviventes inconsoláveis.
Mas e naquela época e em épocas anteriores? Quantas mulheres podiam contar com os avanços científicos modernos, não apenas para resolver problemas seríssimos de infertilidade, mas também  para resolver problemas que seriam sanados por técnicas modernas de higiene e esterelização?
A resposta óbvia  é nenhuma.

Quando cremos num Deus parcial ficamos a imaginar que Ele colocou muitas pessoas em situações difíceis em determinadas épocas e facilitou a vida de outros em épocas futuras quando havia mais recursos para resolver determinados problemas. Mas, uma visão mais abrangente, nos mostra que em determinadas circunstâncias à época em que vivemos não determina o prolongamento da nossa vida, vide por exemplo Steve Jobs!
Aqui entramos no ambito religioso. Não tenho comentários a  fazer.

Lit - Claro, haviam os sortudos. Mas para a maioria a  felicidade era na realidade felicidade de hiena, que come carne podre o ano todo e vive gargalhando. As pessoas aguentavam o tranco, sonhavam com o paraíso religioso e tentavam tocar adiante, até a próxima tragédia ocorrer. Não demorava muito.

Volto a repetir que o mundo atual não é o paraíso, mas as chances estão bem mais a nosso favor, atualmente. 

Eterna - Se eu não fosse cristã até acreditaria nisso.
Isso não tem a ver com cristianismo. Isso tem a ver com desastre social, em que povos  inteiros viviam em condições de extrema penúria.


Que pito você toca?
Desculpe, mas eu não entendi.

Lit San Ares
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1809
Localização : Palucidar
flag : Brasil
Data de inscrição : 20/07/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por Lit San Ares em Seg 12 Out 2015, 5:50 am

Lit San Ares escreveu:
 Atualmente você tem liberdade para ser espírita e deixar isso público. Em tempos passados poderia não ter essa felicidade.

Eterna - Atualmente tenho liberdade de expressão tanto quanto todos os outros que podem se expressar desrespeitando e utilizando a mesma liberdade sem  qualquer responsabilidade!
Sim, você tem essa liberdade. Preferiria não ter?
Talvez, preferisse que outros não tivessem.
O irresponsável tem liberdade para falar o que quiser (é claro que haverão consequências). O sábio também. Tire a liberdade de um e você tirará a liberdade do outro.

O quesito preconceito nunca foi superado em qualquer época da humanidade!
Só que os preconceituosos, agora, não podem mandar você para a fogueira.

Lit San Ares
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1809
Localização : Palucidar
flag : Brasil
Data de inscrição : 20/07/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por Lit San Ares em Seg 12 Out 2015, 6:55 am

Não, não é complicado. Índios só existem nas Américas, foi um erro dos velhos navegantes que acreditaram chegar nas Índias quando aqui aportaram.
Que seja. 
E aí? De que tribo você gostaria de fazer parte?
Talvez preferisse fazer parte do Império Maia ou Asteca?
Que tal participar de um sacrifício humano em massa?
E trouxeram consigo as doenças de uma civilização doente. Até então, os índios não conheciam estes males de homem-branco.
Eles conheciam outros males, rbarros... outros males...
A ideia do bom selvagem está ultrapassada faz tempo.

Lit San Ares escreveu:
Toda a vez que eu pergunto para meu pai e minha mãe como era a vida nos anos 40 e 50, eles me dizem que era um desespero e por nada voltariam aquela época de privações.
Eles reclamam por estarem velhos? Claro. Eu reclamo por estar envelhecendo. Mas a outra opção...

rbarros - Meus pais, ao contrário, tinham uma vida maravilhosa (pelo que eles contam), apesar da escassez. Riqueza e pobreza sempre existiram e continuam a existir, nesta nossa civilização decadente.
Que bom para eles. Eu do meu lado, me lembro do meu avô, que morreu aos 62 anos. Embora não tenha sido a causa direta de sua morte, ele estava simplesmente arrebentado pelo serviço brutal da lavoura. É... massacrado pela vida no campo.

Lit San Ares escreveu:
Não tenha certeza. Para ter certeza você precisaria conhecer minha família e você não conhece. (...)

rbarros - A certeza que eu tenho vem da observação de outras famílias.
Então fale das outras, não da minha.
A tecnologia burra do celular criou verdadeiros zumbis. Onde você for, lá estarão vários destes mortos-vivos "conectados". É mais fácil "falar" com alguém no Japão do que com quem está do seus lado...
Então não use essa tecnologia e ignore quem usa. Fácil.
E isso te deixa revoltado?
Imagino como você reagiria ao ver fanáticos religiosos se flagelando para combater a peste negra no século XIV, ou um sacerdote asteca arrancando os corações de prisioneiros indígenas na América pré-colombiana. 
É... não seria muito bom ser um índio perto dos Astecas.

Lit San Ares escreveu:
Os primeiros quesitos para sentir tédio, é ter a pança cheia de boa comida e muito tempo vago.

rbarros - Olha que tem outros quesitos. Estar cercado por gente estúpida é um deles.
Eles não são  responsabilidade sua. Apenas se afaste.
Estar cercado por gente egoísta é outro.
Isso não deveria criar tédio, deveria criar sede de justiça. Acho que você está se confundindo .
Estar cercado por gente violenta é outro.
Aí você deveria é sentir medo.

Índios também viviam confortavelmente em suas redes, dentro de suas tabas.
Deixando o trabalho de plantio de mandioca e o de carregar peso, nas costas das mulheres. Um exemplo a ser seguido?
E aí estamos nós de novo. Você  sonha com a vida do indígena brasileiro. Caçando, pescando, deitado na rede... peladão... De vez em quando uma guerrinha, capturar um inimigo, desmembra-lo e preparar o ensopado.
Hum... o capturado poderia ser você. Os Tupinambás podiam pegar pesado.


Última edição por Lit San Ares em Seg 12 Out 2015, 7:56 am, editado 1 vez(es)

Lit San Ares
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1809
Localização : Palucidar
flag : Brasil
Data de inscrição : 20/07/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por Lit San Ares em Seg 12 Out 2015, 7:43 am

Lit - Isso não é filosofia, rbarros. É paleontologia.
Sem a agricultura, sem a pecuária, dependendo da coleta e da caça, os seres humanos estavam na dependência do que a natureza poderia dar e o negócio era sofrido.
Mas uma coisa eu posso garantir, o tédio que você sente vivendo na civilização atual, você não sentiria vivendo no Paleolítico. Você estaria muito ocupado tentando comer e não ser comido.

rbarros - Ainda assim, acredito que a mais perfeita das civilizações é a indígena. Deveríamos estudá-la seriamente...
Para começo de conversa, sob certos prismas, nem pode ser classificada como civilização. Está mais para  uma cultura, dependente  do meio ambiente em que vive e frequentemente num estágio igual ao da idade da pedra lascada. Dessa forma ela é muito frágil e não raras vezes estagnada.
Se você vê perfeição nisso...

Refiro-me ao índio original, aquele que foi surpreendido, maltratado e violentado pela decadente civilização de Cabral.
Você quer dizer aqueles pobres coitados, vivendo na idade da pedra que foram surpreendidos pela superpotência marítima conhecida como Portugal.

O vazio do estômago é mais conhecido como fome, característica inerente a toda a espécie animal e que, no entanto, a impele para a frente.
Fala a verdade, rbarros. você nunca passou fome (fome mesmo!) na sua vida, passou? 
Se nunca passou, foi a sociedade moderna que você despreza, que proporcionou isso.
Cruel porém necessária.
Diga isso para para as multidões que morreram de fome.

Se for para ir ao Tibete, prefiro ir ao Xingu.
Ahhh... você não quer uma vida superficial na decadente civilização moderna, mas também não quer uma vida que tenha profundida ou que seja espiritual, no Tibet. Quer uma vida "espiritual", profunda no Xingu. Caça, pesca, rede, de papo pro ar, índias peladas...
Espiritualidade legal.

Pode ser que eu vá sim, na primeira oportunidade. Quem sabe não me encontraria lá? Já fui índio, em encarnação passada...
Quem sabe você até tenha comido  o d. Pero Fernandes Sardinha.

"O tédio nunca vem sozinho, ele trás a solidão, a incerteza e a insegurança."
E pode ser curado arregaçando as mangas  e trabalhando.
Agora, se o braço for curto... ferrou.

Lit San Ares
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1809
Localização : Palucidar
flag : Brasil
Data de inscrição : 20/07/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por rbarros em Seg 12 Out 2015, 8:59 am

Lit San Ares escreveu:E aí? De que tribo você gostaria de fazer parte?
Talvez preferisse fazer parte do Império Maia ou Asteca?
Que tal participar de um sacrifício humano em massa?

Inca, já fui inca - tenho certeza, minha paixão pelas grandes rochas me diz isso...





Lit San Ares escreveu:A ideia do bom selvagem está ultrapassada faz tempo.

Pois não deveria. Tínhamos que rever sua História, seus heróis, suas batalhas e seus amores. Já ouviu falar de Tamakavy? Deveria...

Lit San Ares escreveu:Então fale das outras, não da minha.

Não precisa se melindrar, não o fiz por mal.

Lit San Ares escreveu:Então não use essa tecnologia e ignore quem usa. Fácil.
E isso te deixa revoltado?

E não uso.

Se isso me deixa revoltado? As pessoas te ignoram, pois preferem ficar digitando asneiras no celular - isto não te revolta? Você quer conversar com a pessoa e ela tá lá, feito um zumbi - isto não é revoltante?

Ah, provavelmente você faz isso também, né?

Lit San Ares escreveu:Imagino como você reagiria ao ver fanáticos religiosos se flagelando para combater a peste negra no século XIV, ou um sacerdote asteca arrancando os corações de prisioneiros indígenas na América pré-colombiana. 
É... não seria muito bom ser um índio perto dos Astecas.

Cada época com seus debiloides, não?

Lit San Ares escreveu:
Lit San Ares escreveu:
Os primeiros quesitos para sentir tédio, é ter a pança cheia de boa comida e muito tempo vago.

rbarros - Olha que tem outros quesitos. Estar cercado por gente estúpida é um deles.
Eles não são  responsabilidade sua. Apenas se afaste.
Estar cercado por gente egoísta é outro.
Isso não deveria criar tédio, deveria criar sede de justiça. Acho que você está se confundindo .
Estar cercado por gente violenta é outro.
Aí você deveria é sentir medo.

Não, Lit. Tudo isto me faz sentir tédio mesmo. Saudades dos perigos da selva, mais emocionantes!

Lit San Ares escreveu:Deixando o trabalho de plantio de mandioca e o de carregar peso, nas costas das mulheres. Um exemplo a ser seguido?
E aí estamos nós de novo. Você  sonha com a vida do indígena brasileiro. Caçando, pescando, deitado na rede... peladão... De vez em quando uma guerrinha, capturar um inimigo, desmembra-lo e preparar o ensopado.
Hum... o capturado poderia ser você. Os Tupinambás podiam pegar pesado.

O contato íntimo com a Natureza, o respeito às demais espécies (caçar somente para se alimentar), o prestígio do guerreiro, o amor livre, o respeito aos velhos, as lendas da floresta, a alimentação natural, o banho no riacho, as festas na tribo, e muito mais!

Os índios não têm preconceitos, índios não têm patrão, não têm dinheiro (as relações são de troca), não há homossexualismo, não há drogados, não há luta de classes, etc.

Obviamente me refiro aos índios de antes de Cabral.


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por rbarros em Seg 12 Out 2015, 9:21 am

Lit San Ares escreveu:Para começo de conversa, sob certos prismas, nem pode ser classificada como civilização. Está mais para  uma cultura, dependente  do meio ambiente em que vive e frequentemente num estágio igual ao da idade da pedra lascada. Dessa forma ela é muito frágil e não raras vezes estagnada.
Se você vê perfeição nisso...

Vejo perfeição em suas relações sociais. Leia Pierre Clastres...

Lit San Ares escreveu:Você quer dizer aqueles pobres coitados, vivendo na idade da pedra que foram surpreendidos pela superpotência marítima conhecida como Portugal.

Por que "pobres coitados"? Em que você se baseia para afirmá-lo? Nas atrocidades da nossa decadente civilização? Na ilusão da propriedade? Nas lutas de classe? No preconceito e no racismo? Nas nossas guerras fratricidas?

Quem são mesmo os "pobres coitados"?

Lit San Ares escreveu:Fala a verdade, rbarros. você nunca passou fome (fome mesmo!) na sua vida, passou? 
Se nunca passou, foi a sociedade moderna que você despreza, que proporcionou isso.

Teve uma época que meu pai estava desempregado, apesar de muito pequeno eu me lembro bem daqueles três dias em que seus seis filhos e mulher se alimentaram apenas a pão velho e café preto. Será que isto é passar fome?

Duvido que algum índio antigo passasse por situação parecida...

Lit San Ares escreveu:
Cruel porém necessária.
Diga isso para para as multidões que morreram de fome.

Estas multidões são vítimas de uma sociedade egoísta.

Sabia que os índios antigos não conheciam a palavra "propriedade"? Tudo é de todos na taba.

Perfeito...

Lit San Ares escreveu:Ahhh... você não quer uma vida superficial na decadente civilização moderna, mas também não quer uma vida que tenha profundida ou que seja espiritual, no Tibet. Quer uma vida "espiritual", profunda no Xingu. Caça, pesca, rede, de papo pro ar, índias peladas...
Espiritualidade legal.

Quem te disse que estou procurando por espiritualidade? Mas, gostei das "índias peladas", hehehe...



Lit San Ares escreveu:Quem sabe você até tenha comido  o d. Pero Fernandes Sardinha.

Este aí eu não sei, mas com certeza teria comido Dom Pizarro se tivesse oportunidade...

Lit San Ares escreveu:
"O tédio nunca vem sozinho, ele trás a solidão, a incerteza e a insegurança."
E pode ser curado arregaçando as mangas  e trabalhando.
Agora, se o braço for curto... ferrou.

A vida não é só trabalho - nem só de pão vive o homem...

Wink


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por Eterna em Seg 12 Out 2015, 8:42 pm

Lit San Ares escreveu:
De quem você fala, efetivamente? Acha mesmo que todas as sociedades que se sucederam a criação do mundo tiveram a mesma felicidade de ver os filhos crescerem com saúde, atingir a velhice, conhecer netos, etc... etc...?
Eterna, eu estou defendendo exatamente o contrário. Que nós hoje, temos uma possibilidade muito maior de conseguir a felicidade do que qualquer sociedade passada. Que nós nos dias atuais, com todos os nossos problemas, ainda estamos em vantagem, quando comparados aos povos que já existiram.

A sociedade de hoje, na sua totalidade, goza dessas prerrogativas?
Eu disse que o mundo era um paraíso?
Não mesmo! Mas sim, que as chances de termos aquelas coisas que fazem a vida ser algo praseiroso, são maiores agora.

Atualmente temos também milhares de casos de mulheres que não podem engravidar nem contando com o avanço científico da nossa época!
Mas isso é o óbvio do óbvio. Os avanços científicos médicos não resolvem, nem nunca vão resolver, todos os problemas. Só que pode diminuir o número de vítimas e de sobreviventes inconsoláveis.
Mas e naquela época e em épocas anteriores? Quantas mulheres podiam contar com os avanços científicos modernos, não apenas para resolver problemas seríssimos de infertilidade, mas também  para resolver problemas que seriam sanados por técnicas modernas de higiene e esterelização?
A resposta óbvia  é nenhuma.

Quando cremos num Deus parcial ficamos a imaginar que Ele colocou muitas pessoas em situações difíceis em determinadas épocas e facilitou a vida de outros em épocas futuras quando havia mais recursos para resolver determinados problemas. Mas, uma visão mais abrangente, nos mostra que em determinadas circunstâncias à época em que vivemos não determina o prolongamento da nossa vida, vide por exemplo Steve Jobs!
Aqui entramos no ambito religioso. Não tenho comentários a  fazer.

Lit - Claro, haviam os sortudos. Mas para a maioria a  felicidade era na realidade felicidade de hiena, que come carne podre o ano todo e vive gargalhando. As pessoas aguentavam o tranco, sonhavam com o paraíso religioso e tentavam tocar adiante, até a próxima tragédia ocorrer. Não demorava muito.

Volto a repetir que o mundo atual não é o paraíso, mas as chances estão bem mais a nosso favor, atualmente. 

Eterna - Se eu não fosse cristã até acreditaria nisso.
Isso não tem a ver com cristianismo. Isso tem a ver com desastre social, em que povos  inteiros viviam em condições de extrema penúria.


Que pito você toca?
Desculpe, mas eu não entendi.
Em suma você está tentando comprovar que efetivamente nos tempos atuais temos melhores condições de ser feliz do que no passado. Matematicamente falando me parece que a probabilidade é a mesma haja visto que havia um número populacional em menos da metade dos tempos atuais. Muitas doenças foram erradicadas e outras surgiram sem que haja cura.  Os governos não dão conta de atender as classes menos favorecidas em suas necessidades básicas. A miséria é grande, o analfabetismo é expressivo, a violência cresce juntamente com armas de destruição em massa. A homem estuda, pesquisa, faz grandes descobertas nas áreas da ciência e tecnologia, porém pouquíssimas pessoas tem acesso ao conforto dessas descobertas, e tudo isso a nível mundial.

Se eu não entrar no âmbito religioso a miséria humana torna-se maior, tanto quanto a irracionalidade para imaginar-se deus com poderes para criar e destruir, crendo ilusoriamente que hoje podemos ser mais felizes que em outros séculos.


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3831
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por Eterna em Seg 12 Out 2015, 8:59 pm

Lit San Ares escreveu:
Lit San Ares escreveu:
 Atualmente você tem liberdade para ser espírita e deixar isso público. Em tempos passados poderia não ter essa felicidade.

Eterna - Atualmente tenho liberdade de expressão tanto quanto todos os outros que podem se expressar desrespeitando e utilizando a mesma liberdade sem  qualquer responsabilidade!
Sim, você tem essa liberdade. Preferiria não ter?
Talvez, preferisse que outros não tivessem.
O irresponsável tem liberdade para falar o que quiser (é claro que haverão consequências). O sábio também. Tire a liberdade de um e você tirará a liberdade do outro.

Eu prefiro a sinceridade sempre sem que para isto haja qualquer tipo de desrespeito.
O quesito preconceito nunca foi superado em qualquer época da humanidade!
Só que os preconceituosos, agora, não podem mandar você para a fogueira.
Mas já fui mandada para vários outros lugares! Além disso já sofri diversas ofensas morais. Neste espaço mesmo há registro dessas ofensas!


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3831
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por Cartman em Seg 12 Out 2015, 10:33 pm

rbarros escreveu:Inca, já fui inca - tenho certeza, minha paixão pelas grandes rochas me diz isso...
se for assim, eu já fui um samurai, já que sou fascinado por katanas

fato estranho é que; quando fui obsidiado por maus espíritos, sempre sonhava com nipônicos... apesar 'deles' serem de origem africana, e eu fazer parte de uma família de carcamanos, não sei de onde surgiram os japoneses?


Khwey: todo mundo sabe que você é o "DELETÃO" do fórum.

Cartman
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1814
flag : Brasil
Data de inscrição : 04/04/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por Lit San Ares em Ter 13 Out 2015, 10:46 am

Em suma você está tentando comprovar que efetivamente nos tempos atuais temos melhores condições de ser feliz do que no passado. Matematicamente falando me parece que a probabilidade é a mesma haja visto que havia um número populacional em menos da metade dos tempos atuais.
Não é bem uma questão de matemática, embora números possam ser apresentado (e foram apresentados). É uma questão de perspectiva de vida, possibilidades de educação, confortos básicos, liberdades impossíveis anteriormente e por aí vai.
Muitas doenças foram erradicadas e outras surgiram sem que haja cura.  Os governos não dão conta de atender as classes menos favorecidas em suas necessidades básicas.
"Muitas doenças foram erradicadas". Exatamente. Outras surgiram? Sim e serão combatidas e acabarão por serem curadas. Não é perfeito, mas se imagine entrando num "hospital" no século XV. 
A miséria é grande, o analfabetismo é expressivo, a violência cresce juntamente com armas de destruição em massa.
E antes tudo era maravilhoso, sem miséria, sem analfabetismo e sem violência? 
Mostre-me esse período dourado na história da humanidade.
Mostre-me, Eterna, um período da história humana em que você viveria com tanto conforto, tanta liberdade, tantas possibilidades de tratamento médico, tantas possibilidades educacionais, tanta comida, tanta água potável, tantos direitos.
Você não vai encontrar nenhum, Eterna. Pelos nossos padrões, o que esperaria você, seria algo sempre inferior ao que você tem agora.
A homem estuda, pesquisa, faz grandes descobertas nas áreas da ciência e tecnologia, porém pouquíssimas pessoas tem acesso ao conforto dessas descobertas, e tudo isso a nível mundial.
Pouquíssimas? Ok, mas mostre os números (aqui a questão é matemática!) e depois compare com as condições do século... bem... você pode escolher o século passado  que quiser (exceto o XX... ele está muito próximo)
Saudosistas não são realista, Eterna.
Tudo o que você está fazendo é mostrar que a coisa não está boa. Mas se comparar com qualquer período da história, verá que a coisa está melhor.

Se eu não entrar no âmbito religioso a miséria humana torna-se maior, tanto quanto a irracionalidade para imaginar-se deus com poderes para criar e destruir, crendo ilusoriamente que hoje podemos ser mais felizes que em outros séculos.
Ilusoriamente? Por favor... é preciso estudar história, Eterna. É preciso conhecer os fatos do passado miserável da humanidade antes de dizer que nossos pobres antecessores tinham mais condições de serem mais felizes do que nós.
Mostre-me os fatores que estavam a favor das pessoas do século XI, ou XII ou XVI.
Só se for a qualidade do ar, por que de resto...

Eu prefiro a sinceridade sempre sem que para isto haja qualquer tipo de desrespeito.
E tem todo o direito de desejar isso. Mas na nossa sociedade todos tem o direito de falar, do parvo ao sábio. Ao  emitir uma opinião num espaço aberto, a realidade é que não se ouvirá apenas o que se deseja.

Lit -Só que os preconceituosos, agora, não podem mandar você para a fogueira.
Eterna - Mas já fui mandada para vários outros lugares! Além disso já sofri diversas ofensas morais. Neste espaço mesmo há registro dessas ofensas!
 
A sua honra deve ser respeitada!
Mas mesmo o mais radical e violento fanático (e não digo que exista qualquer um neste espaço) pode fazer o que contra você, por aqui?
Vociferar e só isso.
No passado, a sua integridade física estaria em perigo.

Lit San Ares
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1809
Localização : Palucidar
flag : Brasil
Data de inscrição : 20/07/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por rbarros em Ter 13 Out 2015, 9:06 pm

Cartman escreveu:se for assim, eu já fui um samurai, já que sou fascinado por katanas

É uma possibilidade.

Cartman escreveu:fato estranho é que; quando fui obsidiado por maus espíritos, sempre sonhava com nipônicos... apesar 'deles' serem de origem africana, e eu fazer parte de uma família de carcamanos, não sei de onde surgiram os japoneses?

Sonhar com nipônicos é o que eu chamo de reminiscência do passado, ou seja, fragmentos de vidas passadas arquivadas no inconsciente.


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mulher mórmon afirma que fim do mundo começa neste mês

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 2:02 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum