.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
Quem está conectado
73 usuários online :: 2 usuários cadastrados, Nenhum Invisível e 71 Visitantes :: 2 Motores de busca

irmão, Lit San Ares

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por EVANGELISTA/RJ/MSN em Qui 10 Set 2015, 9:00 pm

o que pensa os espíritas a respeito do inferno?

qual e a base doutrinária?

EVANGELISTA/RJ/MSN
administrador
administrador

Número de Mensagens : 6001
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por rbarros em Qui 10 Set 2015, 9:34 pm

Do pouco que sei, Evangelista, o tema não é tão simples assim. Tanto é que na Codificação Espírita há um volume dedicado somente a este tema (O Céu e o Inferno, de Allan Kardec).

Obviamente o "Inferno" para os espíritas não é o mesmo para os cristãos, pois não cremos em penas eternas.

Explicam os Espíritos Superiores que Céu e Inferno não existem, na forma como têm sido mostrados pelas religiões. Existe, sim, o Mundo Espiritual, com as suas diversas faixas ou dimensões vibratórias. Quanto mais elevadas, mais luminosas e felizes. Quanto mais baixas, mais escuras e tenebrosas. Os grupamentos que se formam são determinados pela sintonia entre os espíritos, seguindo a Lei Divina enunciada pelo mestre Jesus: "A cada um será dado de acordo com as suas obras."

O Umbral, ou os umbrais, abrigam os espíritos endividados com a Lei Maior, mas mesmo eles não estão condenados a permanecer ali eternamente. Sempre que algum deles pede ajuda a Deus através da prece, sinceramente arrependido dos maus atos que praticou, essa ajuda lhe chega pelas mãos dos bons espíritos que trabalham em nome do amor nessas zonas de sofrimento.

Nessas circunstâncias, ele é conduzido para alguma das muitas instituições assistenciais que existem na dimensão espiritual. Ali, ele aprende a dignificar a vida através do estudo e do trabalho, engajando-se em alguma das muitas atividades que são exercidas pelos Espíritos. Alguns são logo encaminhados para a reencarnação.

Nas colônias espirituais como Nosso Lar, tão bem descrita pelo espírito André Luiz, através da psicografia de Chico Xavier (livro e filme do mesmo nome), existem instituições responsáveis pelas reencarnações, onde são estudados e analisados os processos de retorno à Matéria, assim como também é feito o acompanhamento dos casos.

"Na grande viagem de retorno à pátria espiritual, toda a sua bagagem estará em sua consciência; quanto mais pesada ela for, mais para baixo você será puxado."
(Edison Santos)


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por Khwey em Qui 10 Set 2015, 10:31 pm

rbarros escreveu:
Obviamente o "Inferno" para os espíritas não é o mesmo para os cristãos, pois não cremos em penas eternas.

Explicam os Espíritos Superiores que Céu e Inferno não existem, na forma como têm sido mostrados pelas religiões. Existe, sim, o Mundo Espiritual, com as suas diversas faixas ou dimensões vibratórias. Quanto mais elevadas, mais luminosas e felizes. Quanto mais baixas, mais escuras e tenebrosas. Os grupamentos que se formam são determinados pela sintonia entre os espíritos, seguindo a Lei Divina enunciada pelo mestre Jesus: "A cada um será dado de acordo com as suas obras."
Segundo a lei divina de Jesus, a cada um segundo suas obras cabe como penalidade "o fogo que nunca se apaga", "o bicho que nunca morre", "o geena", "o lago de fogo e enxofre" com tormento de dia e de noite para todo o sempre.

Qual seria o correto entendimento para estas palavras de Jesus, para quem não crê em penas eternas?

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por rbarros em Sex 11 Set 2015, 7:51 am

A resposta é simples, Khwey.

Se Deus é Amor e Bondade, como poderia condenar uma criatura sua ao sofrimento eterno? Não lhe parece um contra-senso?

Segundo o poeta, o amor é eterno enquanto dura.

Segundo este pensamento, também o sofrimento é eterno enquanto dura. Quem sofre ou já sofreu muito, sabe bem como é.

As palavras de Jesus, se é que são dele mesmo - não se pode afirmar ao certo, pois Jesus não deixou nada por escrito - certamente se referem a esta relativa eternidade.


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por Khwey em Sex 11 Set 2015, 2:46 pm

rbarros escreveu:A resposta é simples, Khwey.

Se Deus é Amor e Bondade, como poderia condenar uma criatura sua ao sofrimento eterno? Não lhe parece um contra-senso?
Isto é o que você pensa, que não corresponde ao que Jesus disse.
Pode ser que não seja Deus que esteja condenando, e sim a própria pessoa quando faz a escolha.


rbarros escreveu:As palavras de Jesus, se é que são dele mesmo - não se pode afirmar ao certo, pois Jesus não deixou nada por escrito - certamente se referem a esta relativa eternidade.
Conforme está escrito, o Apocalipse foi escrito por outra pessoa mas sob o comando de Jesus:

Apocalipse
1:1 Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou, e as notificou a João seu servo;
1:2 O qual testificou da palavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo, e de tudo o que tem visto.

E nele constam as palavras de Jesus que eu citei.

Sabendo disto, qual seria o correto entendimento para estas palavras de Jesus, para quem não crê em penas eternas?

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por rbarros em Sex 11 Set 2015, 8:53 pm

Khwey escreveu:Isto é o que você pensa, que não corresponde ao que Jesus disse.

É questão de bom senso. Deus é amor pleno, como pode castigar alguém? Pior ainda, como pode castigar para a Eternidade?

Khwey escreveu:Pode ser que não seja Deus que esteja condenando, e sim a própria pessoa quando faz a escolha.

Sim mas, ainda assim, não será eternamente.

Khwey escreveu:Conforme está escrito, o Apocalipse foi escrito por outra pessoa mas sob o comando de Jesus:

Apocalipse
1:1 Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou, e as notificou a João seu servo;
1:2 O qual testificou da palavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo, e de tudo o que tem visto.

E nele constam as palavras de Jesus que eu citei.

Papel aceita tudo, sem protestar. Como disse antes, Jesus não deixou nada por escrito e, mesmo se tivesse deixado, ainda assim poderia ser adulterado. Ficamos, então, com o bom senso...

Khwey escreveu:Sabendo disto, qual seria o correto entendimento para estas palavras de Jesus, para quem não crê em penas eternas?

Acho que já respondi esta questão, segundo o meu limitado conhecimento: Sofrimento, dor, lágrimas, arrependimentos, pesares, etc.

Que podem durar muito, muito mesmo. Mas não eternamente.


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por Khwey em Sab 12 Set 2015, 8:19 pm

rbarros escreveu:
Khwey escreveu:Isto é o que você pensa, que não corresponde ao que Jesus disse.

É questão de bom senso. Deus é amor pleno, como pode castigar alguém? Pior ainda, como pode castigar para a Eternidade?
A resposta foi dada abaixo

rbarros escreveu:
Khwey escreveu:Pode ser que não seja Deus que esteja condenando, e sim a própria pessoa quando faz a escolha.

Sim mas, ainda assim, não será eternamente.
Outra vez é o que você acha, pois não condiz com as palavras de Jesus.

rbarros escreveu:
Khwey escreveu:Conforme está escrito, o Apocalipse foi escrito por outra pessoa mas sob o comando de Jesus:

Apocalipse
1:1 Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou, e as notificou a João seu servo;
1:2 O qual testificou da palavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo, e de tudo o que tem visto.

E nele constam as palavras de Jesus que eu citei.

Papel aceita tudo, sem protestar. Como disse antes, Jesus não deixou nada por escrito e, mesmo se tivesse deixado, ainda assim poderia ser adulterado. Ficamos, então, com o bom senso...
O Apocalipse foi deixado por Jesus, e as palavras de Jesus estão em papel, inclusive estas que você aceita:
rbarros escreveu:...seguindo a Lei Divina enunciada pelo mestre Jesus: "A cada um será dado de acordo com as suas obras."

Segundo o ensino de Jesus, o correto entendimento das palavras de Jesus não é baseado em bom senso.

rbarros escreveu:
Khwey escreveu:Sabendo disto, qual seria o correto entendimento para estas palavras de Jesus, para quem não crê em penas eternas?

Acho que já respondi esta questão, segundo o meu limitado conhecimento: Sofrimento, dor, lágrimas, arrependimentos, pesares, etc.

Que podem durar muito, muito mesmo. Mas não eternamente.
As palavras de Jesus são claras quanto a eternidade:

Apocalipse
20:10 ...e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre.

É sei que é difícil de aceitar, mas temos um texto que pode trazer alguma luz...

1 Coríntios
2:14 Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por rbarros em Dom 13 Set 2015, 8:03 pm

O que diz Kardec sobre isto? Vejamos:

O inferno cristão imitado do inferno pagão

3. - O inferno pagão, [...] foi o modelo mais grandioso do gênero, e perpetuou-se no seio dos cristãos [...]. Comparando-os, encontram-se neles [...] numerosas analogias; ambos têm o fogo material por base de tormentos, como símbolo dos sofrimentos mais atrozes. Mas, [...] os cristãos exageraram em muitos pontos o inferno dos pagãos. Se [...] eram estes suplícios individuais; os cristãos, ao contrário, têm para todos, sem distinção, [...]; e Deus, sem piedade, ouve-lhes os gemidos por toda a eternidade. Jamais os pagãos descreveram os habitantes dos Campos Elíseos deleitando a vista nos suplícios do Tártaro.

4. - Os cristãos têm, como os pagãos, o seu rei dos infernos - Satã - com a diferença, porém, de que Plutão se limitava a governar o sombrio império, que lhe coubera em partilha, sem ser mau; retinha em seus domínios os que haviam praticado o mal, porque essa era a sua missão, mas não induzia os homens ao pecado para desfrutar, tripudiar dos seus sofrimentos. Satã, no entanto, recruta vítimas por toda parte e regozija-se ao atormentá-las com uma legião de demônios armados de forcados a revolvê-las no fogo.

[...]

O inferno cristão nada cede, pois, ao inferno pagão.

5. - As mesmas considerações que, entre os antigos, tinham feito localizar o reino da felicidade, fizeram circunscrever igualmente o lugar dos suplícios. Tendo-se colocado o primeiro nas regiões superiores, era natural reservar ao segundo os lugares inferiores, isto é, o centro da Terra [...]. Os cristãos também colocaram ali, por muito tempo, a habitação dos condenados.

[...] Segundo a letra do Evangelho, Jesus desceu aos infernos, isto é, aos lugares baixos para deles tirar as almas dos justos que lhe aguardavam a vinda.

Os infernos não eram, portanto, um lugar unicamente de suplício: estavam, tal como para os pagãos, nos lugares baixos.

A morada dos anjos, assim como o Olimpo, era nos lugares elevados. Colocaram-na para além do céu estelar, que se reputava limitado.

6. - Esta mistura de idéias cristãs e pagãs nada tem de surpreendente. Jesus não podia de um só golpe destruir inveteradas crenças, faltando aos homens conhecimentos necessários para conceber a infinidade do Espaço e o número infinito dos mundos; a Terra para eles era o centro do Universo; não lhe conheciam a forma nem a estrutura internas; tudo se limitava ao seu ponto de vista: as noções do futuro não podiam ir além dos seus conhecimentos. Jesus encontrava-se, pois, na impossibilidade de os iniciar no verdadeiro estado das coisas; mas não querendo, por outro lado, com sua autoridade, sancionar prejuízos aceitos, absteve-se de os retificar, deixando ao tempo essa missão. Ele limitou-se a falar vagamente da vida bem-aventurada, dos castigos reservados aos culpados, sem referir-se jamais nos seus ensinos a castigos e suplícios corporais, que constituíram para os cristãos um artigo de fé. Eis aí como as idéias do inferno pagão se perpetuaram até aos nossos dias. [...]

7. - Localizados o céu e o inferno, as seitas cristãs foram levadas a não admitir para as almas senão duas situações extremas: a felicidade perfeita e o sofrimento absoluto. O purgatório é apenas uma posição intermediária e passageira, ao sair da qual as almas passam, sem transição, à mansão dos justos.

[...]

8. - É verdade que a Igreja admite uma posição especial em casos particulares.

As crianças falecidas em tenra idade, sem fazer mal algum, não podem ser condenadas ao fogo eterno. Mas, também, não tendo feito bem, não lhes assiste direito à felicidade suprema. Ficam nos limbos, diz-nos a Igreja, nessa situação jamais definida, na qual, se não sofrem, também não gozam da bem-aventurança. [...] Tal privação importa, assim, um suplício eterno e tanto mais imerecido, quanto é certo não ter dependido dessas almas que as coisas assim sucedessem. O mesmo se dá quanto ao selvagem que, não tendo recebido a graça do batismo e as luzes da religião, peca por ignorância, entregue aos instintos naturais. Certo, este não tem a responsabilidade e o mérito cabíveis ao que procede com conhecimento de causa. A simples lógica repele uma tal doutrina em nome da justiça de Deus, que se contém integralmente nestas palavras do Cristo: "A cada um, segundo as suas obras." Obras, sim, boas ou más, porém praticadas voluntária e livremente, únicas que comportam responsabilidade. Neste caso não podem estar a criança, o selvagem e tampouco aquele que não foi esclarecido.

(O Céu e o Inferno - Allan Kardec)


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por Khwey em Dom 13 Set 2015, 9:26 pm

O interessante seriam as palavras de Kardec sobre o inferno que consta no ensino de Jesus.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por rbarros em Seg 14 Set 2015, 7:39 am

Leia o item 6 acima!


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por Khwey em Seg 14 Set 2015, 12:01 pm

O item 6 diz que Jesus falou vagamente, o que não é verdade.

Pelo contrário, Jesus fez muitas revelação, só que por parábolas.


Mateus
13:35 Para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta, que disse: Abrirei em parábolas a minha boca; Publicarei coisas ocultas desde a fundação do mundo.

E entre estas coisas ocultas está o inferno.

Logicamente, quem não entende o que foi dito por parábolas vai dizer que Jesus falou vagamente.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por rbarros em Seg 14 Set 2015, 9:56 pm

Beleza, Khwey... Não vamos ficar aqui discutindo o sexo dos anjos, não é mesmo?

Para cada entendimento, uma crença. Cabe a cada um que crê escolher a que melhor lhe serve.

eba


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por Khwey em Seg 14 Set 2015, 10:58 pm

rbarros escreveu:Beleza, Khwey... Não vamos ficar aqui discutindo o sexo dos anjos, não é mesmo?
Mas o propósito do fórum é a discussão, o debate.

Então lançaram esta questão sobre o entendimento espírita sobre o inferno.


rbarros escreveu:Para cada entendimento, uma crença.
Sim, é por isso que lançaram a questão. Ou seja, em havendo um só entendimento não haveria muito o que discutir.

rbarros escreveu:Cabe a cada um que crê escolher a que melhor lhe serve.
Mas isto não condiz com as palavras de Jesus, pois ele disse que é a verdade e que também é a palavra de Deus.

A não ser que Jesus tenha ensinado mais de uma verdade, o que eu não creio.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por rbarros em Ter 15 Set 2015, 8:00 am

Khwey escreveu:Mas o propósito do fórum é a discussão, o debate.

Então lançaram esta questão sobre o entendimento espírita sobre o inferno.

Sim, e isto já foi esclarecido.

Khwey escreveu:
rbarros escreveu:Cabe a cada um que crê escolher a que melhor lhe serve.
Mas isto não condiz com as palavras de Jesus, pois ele disse que é a verdade e que também é a palavra de Deus.

A não ser que Jesus tenha ensinado mais de uma verdade, o que eu não creio.

Pois é, mas se nem mesmo no meio evangélico há um só entendimento, o que dizer das demais ramificações cristãs? Os protestantes parecem ter descoberto nas entrelinhas mais de um ensinamento de Jesus. E olha que Ele não deixou nada por escrito...


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por Khwey em Ter 15 Set 2015, 9:12 am

rbarros escreveu:
Khwey escreveu:
Mas isto não condiz com as palavras de Jesus, pois ele disse que é a verdade e que também é a palavra de Deus.

A não ser que Jesus tenha ensinado mais de uma verdade, o que eu não creio.

Pois é, mas se nem mesmo no meio evangélico há um só entendimento, o que dizer das demais ramificações cristãs? Os protestantes parecem ter descoberto nas entrelinhas mais de um ensinamento de Jesus. E olha que Ele não deixou nada por escrito...
Para discutir sobre o que querem dizer as palavras de Jesus, não devemos usar como base o entendimento de terceiros, e sim somente as palavras de Jesus.

E como se sabe com certeza que Jesus não deixou nada escrito?

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por rbarros em Ter 15 Set 2015, 9:57 pm

Não deixou nada escrito, pois não há um Evangelho de Jesus.

Há de quase todos os seus discípulos, mas não há um de Jesus.

Tudo o que sabemos sobre Ele vem de seus apóstolos!

Vem também de Paulo, vem de Lucas, de Mateus, vem de Marcos - gente que sequer conviveu com Jesus! Ou seja, daquilo que ouviram dizer sobre Jesus.

E então, trezentos anos após a sua morte, os bispos de Constantino misturam as lendas e os mitos da época e criam um Cristo Jesus...

Nascido de uma virgem! Ressuscitado da cruz! Uma tal trindade: pai, filho e espírito santo! Colocam Jesus lá bem longe, no Céu, e somente os padres podem interceder por nós junto a Ele! Céu e Inferno! Salvação e danação!

Tudo muito cômodo para a Igreja...


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por Khwey em Ter 15 Set 2015, 10:04 pm

rbarros escreveu:Não deixou nada escrito, pois não há um Evangelho de Jesus.

Há de quase todos os seus discípulos, mas não há um de Jesus.

Tudo o que sabemos sobre Ele vem de seus apóstolos!
E segundo o anuncio dos apóstolos o evangelho é de quem?

De quem é a frase que você citou como sendo "a Lei Divina enunciada pelo mestre Jesus"?

Foi escrita por Jesus?

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por rbarros em Qua 16 Set 2015, 7:47 am

Está bem, desculpe-me. Quis dizer O Evangelho de Jesus Segundo Ele mesmo...

Os evangelhos são tradições orais, do boca a boca, que alguém resolveu colocar no papel, décadas após a morte de Jesus.

Jesus, assim como Sócrates, não deixou nada por escrito.

Também a existência física de Sócrates é difícil comprovar, muitos estudiosos acreditam que Sócrates foi apenas uma personagem fictícia inventada por Platão.


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por Khwey em Qua 16 Set 2015, 9:52 am

Não fica bem você se basear em uma frase de Jesus que alguém escreveu, entendendo que Jesus mandou escrever um lei divina, e depois dizer que certos aspectos desta mesma lei não foram da autoria dele.

É o entendimento que se tem dessa nossa discussão.

Ou seja, é como você dissesse que a escritura que está dentro de um "bom senso" foi Jesus que mandou escrever, e o que não expressa um bom senso, não foi Jesus que mandou escrever.

Definitivamente, a interpretação do evangelho não pode ser feita desta forma, segundo as próprias instruções de Jesus.

Será que estão fora do bom senso, as instruções de Jesus sobre a necessidade de um Espírito Santo para entender as coisas "loucas" de Deus?

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por rbarros em Qua 16 Set 2015, 9:55 pm

Khwey escreveu:Não fica bem você se basear em uma frase de Jesus que alguém escreveu, entendendo que Jesus mandou escrever um lei divina, e depois dizer que certos aspectos desta mesma lei não foram da autoria dele.

É o entendimento que se tem dessa nossa discussão.

Para bom entendedor, meia palavra basta.

Em muitas palavras creditadas a Jesus houve má interpretação por parte dos escritores sagrados. Uma das missões do Espiritismo é exatamente esta: trazer de volta o real sentido dos ensinamentos do Mestre.

É disto que estou falando.

Khwey escreveu:Ou seja, é como você dissesse que a escritura que está dentro de um "bom senso" foi Jesus que mandou escrever, e o que não expressa um bom senso, não foi Jesus que mandou escrever.

Jesus não mandou escrever nada. Não escreveu e não pediu para ninguém escrever.

Quem escreveu foram os homens! Porém, aqueles homens e mulheres que estiveram com ele e escreveram, foram considerados apócrifos (!), enquanto aqueles que não o conheceram, não ouviram as palavras de sua boca, foram considerados canônicos! Vai entender!...

Prova de manipulação da Verdade por parte dos bispos de Constantino.

Khwey escreveu:Definitivamente, a interpretação do evangelho não pode ser feita desta forma, segundo as próprias instruções de Jesus.

Será que estão fora do bom senso, as instruções de Jesus sobre a necessidade de um Espírito Santo para entender as coisas "loucas" de Deus?

De um Espírito Santo eu não sei, mas sei da necessidade do Consolador Prometido para vir restabelecer tudo o que Ele disse.

"Disse", e não "escreveu"...


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por Khwey em Qua 16 Set 2015, 10:21 pm

rbarros escreveu:
Em muitas palavras creditadas a Jesus houve má interpretação por parte dos escritores sagrados.
Poderia colocar alguns exemplos?

rbarros escreveu:Jesus não mandou escrever nada. Não escreveu e não pediu para ninguém escrever.
Isto não condiz com o que está escrito:

Apocalipse
1:1 Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou, e as notificou a João seu servo;
1:2 O qual testificou da palavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo, e de tudo o que tem visto.

1:19 Escreve as coisas que tens visto, e as que são, e as que depois destas hão de acontecer;

Por este texto está muito claro que Jesus mandou alguém escrever.

rbarros escreveu:
De um Espírito Santo eu não sei, mas sei da necessidade do Consolador Prometido para vir restabelecer tudo o que Ele disse.

"Disse", e não "escreveu"...
O Consolador é o Espírito Santo:

João
14:26 Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.

Sendo assim, se você aceita a "Lei Divina de Jesus", então deve entender que não é o bom senso que vai te dar o correto entendimento a respeito do inferno.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por rbarros em Qui 17 Set 2015, 8:18 am

Khwey escreveu:
rbarros escreveu:
Em muitas palavras creditadas a Jesus houve má interpretação por parte dos escritores sagrados.
Poderia colocar alguns exemplos?

Sim.

5. E, tendo vindo para casa, reuniu-se aí tão grande multidão de gente, que eles nem sequer podiam fazer sua refeição. - Sabendo disso, vieram seus parentes para se apoderarem dele, pois diziam que perdera o espírito.

Entretanto, tendo vindo sua mãe e seus irmãos e conservando-se do lodo de fora, mandaram chamá-lo. - Ora, o povo se assentara em torno dele e lhe disseram: Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e te chamam. - Ele lhes respondeu: Quem é minha mãe e quem são meus irmãos? E, perpassando o olhar pelos que estavam assentados ao seu derredor, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos; - pois, todo aquele que faz a vontade de Deus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe.
(S. MARCOS. cap. III, vv. 20, 21 e 31 a 35 - S. MATEUS, cap. XII, vv. 46 a 50.)

6. Singulares parecem algumas palavras de Jesus, por contrastarem com a sua bondade e a sua inalterável benevolência para com todos. Os incrédulos não deixaram de tirar daí uma arma, pretendendo que ele se contradizia. Fato, porém, irrecusável é que sua doutrina tem por base principal, por pedra angular, a lei de amor e de caridade. Ora, não é possível que ele destruísse de um lado o que do outro estabelecia, donde esta conseqüência rigorosa: se certas proposições suas se acham em contradição com aquele princípio básico, é que as palavras que se lhe atribuem foram ou mal reproduzidas, ou mal compreendidas, ou não são suas.

7. Causa admiração, e com fundamento, que, neste passo, mostrasse Jesus tanta indiferença para com seus parentes e, de certo modo, renegasse sua mãe.

(O Evangelho Segundo o Espiritismo)

Khwey escreveu:
rbarros escreveu:Jesus não mandou escrever nada. Não escreveu e não pediu para ninguém escrever.
Isto não condiz com o que está escrito:

Apocalipse
1:1 Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou, e as notificou a João seu servo;
1:2 O qual testificou da palavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo, e de tudo o que tem visto.

1:19 Escreve as coisas que tens visto, e as que são, e as que depois destas hão de acontecer;

Por este texto está muito claro que Jesus mandou alguém escrever.

Está muito claro que papel aceita qualquer coisa. Não há provas de que seu autor seja mesmo o apóstolo João, e nem de que seu autor seja Jesus.

Eu tinha uma versão muito diferente do Apocalipse, mais "pé no chão", porém perdi. Uma pena.

Khwey escreveu:
rbarros escreveu:
De um Espírito Santo eu não sei, mas sei da necessidade do Consolador Prometido para vir restabelecer tudo o que Ele disse.

"Disse", e não "escreveu"...
O Consolador é o Espírito Santo:

João
14:26 Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.

Sendo assim, se você aceita a "Lei Divina de Jesus", então deve entender que não é o bom senso que vai te dar o correto entendimento a respeito do inferno.

Em que o ES vos consola?

Em que vos ensina?

Em que relembra o que Jesus disse?

Se nem ao menos vos comunicais com ele?

Já o Espiritismo atende a todos estes questionamentos e nos leva mais adiante, ao descortinar o espesso véu que cobre os mistérios do além-túmulo.


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por Khwey em Qui 17 Set 2015, 10:17 am

rbarros escreveu:
Khwey escreveu:
rbarros escreveu:
Em muitas palavras creditadas a Jesus houve má interpretação por parte dos escritores sagrados.
Poderia colocar alguns exemplos?

Sim.

5. E, tendo vindo para casa, reuniu-se aí tão grande multidão de gente, que eles nem sequer podiam fazer sua refeição. - Sabendo disso, vieram seus parentes para se apoderarem dele, pois diziam que perdera o espírito.

Entretanto, tendo vindo sua mãe e seus irmãos e conservando-se do lodo de fora, mandaram chamá-lo. - Ora, o povo se assentara em torno dele e lhe disseram: Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e te chamam. - Ele lhes respondeu: Quem é minha mãe e quem são meus irmãos? E, perpassando o olhar pelos que estavam assentados ao seu derredor, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos; - pois, todo aquele que faz a vontade de Deus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe.
(S. MARCOS. cap. III, vv. 20, 21 e 31 a 35 - S. MATEUS, cap. XII, vv. 46 a 50.)

6. Singulares parecem algumas palavras de Jesus, por contrastarem com a sua bondade e a sua inalterável benevolência para com todos. Os incrédulos não deixaram de tirar daí uma arma, pretendendo que ele se contradizia. Fato, porém, irrecusável é que sua doutrina tem por base principal, por pedra angular, a lei de amor e de caridade. Ora, não é possível que ele destruísse de um lado o que do outro estabelecia, donde esta conseqüência rigorosa: se certas proposições suas se acham em contradição com aquele princípio básico, é que as palavras que se lhe atribuem foram ou mal reproduzidas, ou mal compreendidas, ou não são suas.

7. Causa admiração, e com fundamento, que, neste passo, mostrasse Jesus tanta indiferença para com seus parentes e, de certo modo, renegasse sua mãe.

(O Evangelho Segundo o Espiritismo)
Não localizei neste texto as coisas que você disse.
Você poderia demonstrar onde houve a má interpretação por parte dos escritores sagrados, segundo a bíblia?

Em outras palavras, onde eu encontro na bíblia um exemplo de quando os escritores sagrados interpretaram mal ao anunciar as palavras de Jesus?


rbarros escreveu:
Está muito claro que papel aceita qualquer coisa. Não há provas de que seu autor seja mesmo o apóstolo João, e nem de que seu autor seja Jesus.
O que está claro é que Jesus mandou escrever sim, e esta informação consta na mesma escritura que contém aquela frase sobre a lei divina de Jesus, que você aceita.

E em você aceitando essa parte das escrituras, assim permanece a ideia de que, para você, a escritura que está dentro de um "bom senso" foi Jesus que mandou escrever, e o que não expressa um bom senso, não foi Jesus que mandou escrever.


rbarros escreveu:
Em que o ES vos consola?

Em que vos ensina?

Em que relembra o que Jesus disse?

Se nem ao menos vos comunicais com ele?

Já o Espiritismo atende a todos estes questionamentos e nos leva mais adiante, ao descortinar o espesso véu que cobre os mistérios do além-túmulo.
Essas questões não vem ao caso, pois eu posso responder qualquer coisa, uma vez que a experiência com o Espírito Santo é particular.

O que importa é que consta na lei divina de Jesus que o Espírito Santo é o Consolador, aquele que você aceita como sendo quem nos lembrará de todas as coisas que Jesus disse.

Logo, não é o bom senso que te dará o correto entendimento sobre o inferno.

Contudo, eu posso demonstrar que Jesus não falou vagamente quando ensinado sobre as recompensas dadas a cada um segundo as suas obras.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por rbarros em Qui 17 Set 2015, 8:48 pm

Khwey escreveu:Não localizei neste texto as coisas que você disse.
Você poderia demonstrar onde houve a má interpretação por parte dos escritores sagrados, segundo a bíblia?

Em outras palavras, onde eu encontro na bíblia um exemplo de quando os escritores sagrados interpretaram mal ao anunciar as palavras de Jesus?

Caramba, Khwey! Acabei de citar! Tá lá, na Bíblia! Tem até os autores e os respectivos versículos:  (S. MARCOS. cap. III, vv. 20, 21 e 31 a 35 - S. MATEUS, cap. XII, vv. 46 a 50.)

cacilds!

E olha que tem mais, muito mais...

Khwey escreveu:O que está claro é que Jesus mandou escrever sim, e esta informação consta na mesma escritura que contém aquela frase sobre a lei divina de Jesus, que você aceita.

E em você aceitando essa parte das escrituras, assim permanece a ideia de que, para você, a escritura que está dentro de um "bom senso" foi Jesus que mandou escrever, e o que não expressa um bom senso, não foi Jesus que mandou escrever.

Jesus não mandou escrever nada. Assim como não deixou nada por escrito. Por isso devemos ter bom senso para separarmos o joio do trigo. Simples assim.

Khwey escreveu:Essas questões não vem ao caso, pois eu posso responder qualquer coisa, uma vez que a experiência com o Espírito Santo é particular.

Qualquer coisa?

Peça ao ES para nos dizer por que crianças nascem mortas? Para onde vai o seu espírito, uma vez que não tiveram tempo nem oportunidade para serem boas ou más?

Por que uns nascem em corpos perfeitos enquanto outros nascem em corpos defeituosos? Que crime cometeram para merecer tamanha cruz?

Por que uns nascem na abastança, enquanto outros nascem na mais completa miséria?

Por que uns têm o toque de midas, que transforma tudo o que tocam em ouro, enquanto outros, por mais que tentem e por mais que se esforcem, só conhecem o fracasso?

Por que a idiotia? Por que a demência? Por que os acidentes fatais?

Khwey escreveu:O que importa é que consta na lei divina de Jesus que o Espírito Santo é o Consolador, aquele que você aceita como sendo quem nos lembrará de todas as coisas que Jesus disse.

Lembrar das coisas que Jesus disse por quê, se está tudo nos Evangelhos? Ou será que ele disse coisas que não estão ali escritas e que precisam ser lembradas? Ou talvez precisem ser corrigidas?

eba

Khwey escreveu:Logo, não é o bom senso que te dará o correto entendimento sobre o inferno.

Como "logo", se é o bom senso que me diz abertamente que um Pai de Amor e Bondade jamais condenaria seus filhos ao suplício eterno?

Khwey escreveu:Contudo, eu posso demonstrar que Jesus não falou vagamente quando ensinado sobre as recompensas dadas a cada um segundo as suas obras.

Por favor, vá em frente e demonstre, estou ansioso para saber.


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por Khwey em Qui 17 Set 2015, 10:36 pm

rbarros escreveu:
Khwey escreveu:Não localizei neste texto as coisas que você disse.
Você poderia demonstrar onde houve a má interpretação por parte dos escritores sagrados, segundo a bíblia?

Em outras palavras, onde eu encontro na bíblia um exemplo de quando os escritores sagrados interpretaram mal ao anunciar as palavras de Jesus?

Caramba, Khwey! Acabei de citar! Tá lá, na Bíblia! Tem até os autores e os respectivos versículos:  (S. MARCOS. cap. III, vv. 20, 21 e 31 a 35 - S. MATEUS, cap. XII, vv. 46 a 50.)

cacilds!

E olha que tem mais, muito mais...
Desculpe a minha dificuldade em entender.
Daria para você explicar o texto, com as suas palavras, sobre o que foi mal interpretado pelos escritores sagrados?


rbarros escreveu:Jesus não mandou escrever nada. Assim como não deixou nada por escrito. Por isso devemos ter bom senso para separarmos o joio do trigo. Simples assim.
Mas está escrito que ele mandou escrever.

Você mesmo não escolheu aquela frase, dessa mesma escritura, que fala sobre uma lei divina de Jesus?

E onde está tal lei?

Não foi Jesus que mandou alguém escrever aquelas palavras que você citou?

Ou será que algum dia, em você não mais concordando com elas, você simplesmente poderá dizer que não foi Jesus que mandou escrever?

É assim que funciona o seu entendimento?


rbarros escreveu:
Khwey escreveu:Essas questões não vem ao caso, pois eu posso responder qualquer coisa, uma vez que a experiência com o Espírito Santo é particular.

Qualquer coisa?
Sim, qualquer coisa relativa às suas questões.

Por exemplo, para a primeira questão eu posso dizer que o Espírito Santo me consola, ao me dar entendimento das escrituras.

E aí?


rbarros escreveu:Peça ao ES para nos dizer por que crianças nascem mortas? Para onde vai o seu espírito, uma vez que não tiveram tempo nem oportunidade para serem boas ou más?

Por que uns nascem em corpos perfeitos enquanto outros nascem em corpos defeituosos? Que crime cometeram para merecer tamanha cruz?

Por que uns nascem na abastança, enquanto outros nascem na mais completa miséria?

Por que uns têm o toque de midas, que transforma tudo o que tocam em ouro, enquanto outros, por mais que tentem e por mais que se esforcem, só conhecem o fracasso?

Por que a idiotia? Por que a demência? Por que os acidentes fatais?
Para responder a estas questões eu não preciso do Espírito Santo, porque a resposta já está na bíblia.

Quanto ao entendimento da resposta, ai sim, é o mesmo caso do inferno.


rbarros escreveu:Lembrar das coisas que Jesus disse por quê, se está tudo nos Evangelhos? Ou será que ele disse coisas que não estão ali escritas e que precisam ser lembradas? Ou talvez precisem ser corrigidas?
Não está tudo no evangelho. E o que está escrito precisa de ser entendido de forma correta.

Já lhe foi mostrado o texto que fala sobre isso.

Isto sem falar que você mesmo entendeu que esta é a função do Consolador.


rbarros escreveu:Como "logo", se é o bom senso que me diz abertamente que um Pai de Amor e Bondade jamais condenaria seus filhos ao suplício eterno?
Não foram estas as palavras de Jesus.

Neste caso, quando você não concorda com o que está escrito, você diz que não foi Jesus que mandou escrever.


rbarros escreveu:
Khwey escreveu:Contudo, eu posso demonstrar que Jesus não falou vagamente quando ensinando sobre as recompensas dadas a cada um segundo as suas obras.

Por favor, vá em frente e demonstre, estou ansioso para saber.
Sobre a recompensa da ressurreição, ele não somente falou, mas também demonstrou como será.

E do inferno? Também foi minucioso, pena que foi por parábolas.

Adianta eu prosseguir, sendo que pelo seu entendimento, o que temos sobre o inferno não são palavras de Jesus?

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O inferno e o espiritismo: o que pensa os espíritas a respeito?

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 12:09 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum