.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
» Pr Paulo Brasil - Nota triste de falecimento
Hoje à(s) 8:23 am por Ed

» Já existíamos antes de nascermos
Ontem à(s) 5:37 pm por Eterna

» Um conselho aos debatedores de internet
Ontem à(s) 4:18 pm por Eterna

» Eleição, a dor e a loucura do incrédulo.
Ontem à(s) 4:03 pm por Eterna

» Qual a verdadeira intenção dos organizadores das manifestações?
Ontem à(s) 3:33 pm por Cartman

» Noticiário Escatológico
Ontem à(s) 12:15 pm por Jarbas

»  Endurecimeto do Faraó
Ontem à(s) 4:14 am por Lit San Ares

» Livre arbítrio, auto idolatria
Ontem à(s) 3:39 am por Lit San Ares

» PREDESTINAÇÃO DE DEUS
Sab 03 Dez 2016, 10:10 pm por gusto

Quem está conectado
56 usuários online :: Nenhum usuário registrado, 1 Invisível e 55 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

O homem e o ato de fazer o bem

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por EVANGELISTA/RJ/MSN em Sex 26 Jun 2015, 5:37 am

há no homem o ato de fazer o bem?

como a biblia enxerga isto?

ou

não há um só homem capaz de fazer o bem?

a bondade e como a teologia enxerga este substantivo na ação do homem

EVANGELISTA/RJ/MSN
administrador
administrador

Número de Mensagens : 6000
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por irmão em Sex 26 Jun 2015, 8:45 pm

EVANGELISTA/RJ/MSN escreveu:há no homem o ato de fazer o bem?

como a biblia enxerga isto?

ou

não há um só homem capaz de fazer o bem?

a bondade e como a teologia enxerga este substantivo na ação do homem
Para Rousseau, nos primórdios na existência humana os homens viviam de forma “natural” e tinham poucas necessidades, que facilmente eram satisfeitas. Esse foi à época de ouro para os seres humanos, em que não havia desigualdade entre os homens, que viviam em paz e com liberdade. Contudo, o estabelecimento da propriedade privada, o desenvolvimento da civilização teria tornado os homens gananciosos mesquinhos, avarentos e invejosos, estabelecendo a desigualdade entre os homens e desfigurando a naturalidade humana e a sua bondade.
fonte

A Bíblia
corrobora o pensamento de Rousseau.  Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.  (1 Timóteo 6:10)

irmão
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 1198
Idade : 39
Localização : minas gerais
flag : Brasil
Data de inscrição : 11/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por gusto em Sab 27 Jun 2015, 8:20 am

há no homem o ato de fazer o bem?

como a biblia enxerga isto?
O querer fazer o bem está, mas o ato não.

gusto
Antares
Antares

Número de Mensagens : 10524
Idade : 47
Localização : Ponta Grossa Pr
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/08/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por Eterna em Sab 27 Jun 2015, 8:22 pm

Abaixo vou deixar transcrito o que li num livro sobre o homem de bem e que achei bastante apropriado:



O verdadeiro homem de bem é aquele que pratica a lei de justiça, de amor e caridade, na sua maior pureza. Se interroga a sua consciência sobre os próprios atos, pergunta se não violou essa lei, se não cometeu o mal, se fez todo o bem que podia, se não deixou escapar voluntariamente uma ocasião de ser útil, se ninguém tem do que se queixar dele, enfim, se fez aos outros aquilo que queria que os outros fizessem por ele.

Tem fé em Deus, na sua bondade, na sua justiça e na sua sabedoria; sabe que nada acontece sem a sua permissão, e submete-se em todas as coisas à sua vontade.

Tem fé no futuro, e por isso coloca os bens espirituais acima dos bens temporais.

Sabe que todas as vicissitudes da vida, todas as dores, todas as decepções, são provas ou expiações, e as aceita sem murmurar.

O homem possuído pelo sentimento de caridade e de amor ao próximo faz o bem pelo bem, sem esperar recompensa, paga o mal com o bem, toma a defesa do fraco contra o forte e sacrifica sempre o seu interesse à justiça.

Encontra usa satisfação nos benefícios que distribui, nos serviços que presta, nas venturas que promove, nas lágrimas que faz secar, nas consolações que leva aos aflitos. Seu primeiro impulso é o de pensar nos outros., antes que em si mesmo, de tratar dos interesses dos outros, antes que dos seus. O egoísta, ao contrário, calcula os proveitos e as perdas de cada ação generosa.

É bom, humano e benevolente para com todos, sem distinção de raças nem de crenças, porque vê todos os homens como irmãos.

Respeita nos outros todas as convicções sinceras, e não lança o anátema aos que não pensam como ele.

Em todas as circunstâncias, a caridade é o seu guia. Considera que aquele que prejudica os outros com palavras maldosas, que fere a suscetibilidade alheia com o seu orgulho e o seu desdém, que não recua à idéia de causar um sofrimento, uma contrariedade, ainda que ligeira, quando a pode evitar, falta ao dever do amor ao próximo e não merece a clemência do Senhor.

Não tem ódio nem rancor, nem desejos de vingança. A exemplo de Jesus, perdoa e esquece as ofensas, e não se lembra senão dos benefícios. Porque sabe que será perdoado, conforme houver perdoado.

É indulgente para as fraquezas alheias, porque sabe que ele mesmo tem necessidade de indulgência, e se lembra destas palavras do Cristo: “Aquele que está sem pecado atire a primeira pedra”.

Não se compraz em procurar os defeitos dos outros, nem a pô-los em evidência. Se a necessidade o obriga a isso, procura sempre o bem que pode atenuar o mal.

Estuda as suas próprias imperfeições, e trabalha sem cessar em combatê-las. Todos os seus esforços tendem a permitir-lhe dizer, amanhã, que traz em si alguma coisa melhor do que na véspera.

Não tenta fazer valer o seu espírito, nem os seus talentos, às expensas dos outros. Pelo contrário, aproveita todas as ocasiões para fazer ressaltar a vantagens dos outros.

Não se envaidece em nada com a sua sorte, nem com os seus predicados pessoais, porque sabe que tudo quanto lhe foi dado pode ser retirado.

Usa mas não abusa dos bens que lhe são concedidos, porque sabe tratar-se de um depósito, do qual deverá prestar contas, e que o emprego mais prejudicial para si mesmo, que poderá lhes dar, é pô-los ao serviço da satisfação de suas paixões.

Se nas relações sociais, alguns homens se encontram na sua dependência, trata-os com bondade e benevolência, porque são seus iguais perante Deus. Usa sua autoridade para erguer-lhes a moral, e não para os esmagar com o seu orgulho, e evita tudo quanto poderia tornar mais penosa a sua posição subalterna.

O subordinado, por sua vez, compreende os deveres da sua posição, e tem o escrúpulo de procurar cumpri-los conscientemente.

O homem de bem, enfim, respeita nos seus semelhantes todos os direitos que lhes são assegurados pelas leis da natureza, como desejaria que os seus fossem respeitados.

Esta não é a relação completa das qualidades que distinguem o homem de bem, mas quem quer que se esforce para possuí-las, estará no caminho que conduz às demais.



Gostaram?


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3831
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por rbarros em Dom 28 Jun 2015, 10:02 pm

Allan Kardec, num dos meus trechos favoritos do ESE! Wink


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por gusto em Ter 30 Jun 2015, 9:33 pm

rbarros escreveu:Allan Kardec, num dos meus trechos favoritos do ESE! Wink

Prefiro este abaixo, de Paulo;

Romanos 7:18 Pois eu sei que aquilo que é bom não vive em mim, isto é, na minha natureza humana. Porque, mesmo tendo dentro de mim a vontade de fazer o bem, eu não consigo fazê-lo.

gusto
Antares
Antares

Número de Mensagens : 10524
Idade : 47
Localização : Ponta Grossa Pr
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/08/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por Eterna em Sab 04 Jul 2015, 7:07 pm

gusto escreveu:
rbarros escreveu:Allan Kardec, num dos meus trechos favoritos do ESE! Wink

Prefiro este abaixo, de Paulo;

Romanos 7:18 Pois eu sei que aquilo que é bom não vive em mim, isto é, na minha natureza humana. Porque, mesmo tendo dentro de mim a vontade de fazer o bem, eu não consigo fazê-lo.

E que diferença há?

O homem tem que se superar observando e combatendo o mau que existe nele. Quando, num outro momento, Paulo afirma que já está sendo oferecido por aspersão de sacrifício é porque teve que superar muitas batalhas. Se você prefere este é tão somente porque não entendeu aquele!


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3831
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por gusto em Dom 05 Jul 2015, 10:27 am

Não há bom, senão um, que é Deus.

gusto
Antares
Antares

Número de Mensagens : 10524
Idade : 47
Localização : Ponta Grossa Pr
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/08/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por Eterna em Dom 05 Jul 2015, 5:46 pm

gusto escreveu:Não há bom, senão um, que é Deus.
Tudo depende da gradação!

Eu amo, tu amas, ele ama, nos amamos, vós amais, eles amam! E Deus, desde toda a eternidade, ama toda a sua criação. O ser bom compreende ser o melhor, tanto quanto possível dentro das nossas limitações, abstraindo aí a infinidade da bondade divina.

Compreendeu?


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3831
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por irmão em Dom 02 Ago 2015, 9:02 pm

Na minha opinião, o homem faz o bem por necessidade. Até o pior dos homens precisa fazer o bem em algum momento, para que se sinta bem com o seu coração, é uma necessidade espiritual, e até a medicina recomenda: "devemos ter atitudes saudáveis"; e fazer o bem é saudável. Creio que ninguém consegue viver fazendo só o mal, morreria de um infarto fulminante, o coração não aguentaria, há limites para a maldade humana. Então o homem rouba e depois dá esmola; mata e depois salva uma vida. Acompanho casos de psicopatas e a maioria deles tem uma vida perfeitamente normal, famílias onde recebem e dão amor, alguns relacionam-se muito bem com animais, com os quais praticam a benevolência, mas no coração deles existe o itento de fazer o mal, e escolhem suas vítimas fora desse círculo de amor.

Por isso creio que fazer o bem não é uma condição para ir para o céu, visto que o homem o faz mais por necessidade do que por virtude.

Mas a questão é porque alguns praticam o bem mais que outros?

E quando o homem resiste ao mal e faz o bem?

Se fazer o bem não é condição para ir para o céu, fazer o mal seria condição necessária para ir para o inferno?

irmão
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 1198
Idade : 39
Localização : minas gerais
flag : Brasil
Data de inscrição : 11/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por Eterna em Dom 02 Ago 2015, 10:49 pm

O homem faz o bem e o mau que quer porque faz parte do seu livre arbítrio, tanto quanto do seu momento evolutivo. Quando um bandido morre pensamos:- menos um para cometer crimes! Quando o 'mocinho' morre pensamos: - os bons se vão e os perversos ficam! Tudo isso faz parte da nossa identidade cristã. Todos nós amamos mas não sabemos manifestar o amor que normalmente é egoísta!  Somente o Cristo amou com desprendimento mas todos nós temos muito que aprender.


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3831
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por rbarros em Seg 03 Ago 2015, 7:18 am

irmão escreveu:Na minha opinião, o homem faz o bem por necessidade. Até o pior dos homens precisa fazer o bem em algum momento, para que se sinta bem com o seu coração, é uma necessidade espiritual, e até a medicina recomenda: "devemos ter atitudes saudáveis";

Perfeito! Muito bom, Irmão! Deus nos criou para sermos bons, bondosos, amorosos. Se saímos deste esquema, é por desequilíbrio de nossa parte.

irmão escreveu:e fazer o bem é saudável. Creio que ninguém consegue viver fazendo só o mal, morreria de um infarto fulminante, o coração não aguentaria, há limites para a maldade humana. Então o homem rouba e depois dá esmola; mata e depois salva uma vida.

Ou seja, ninguém é totalmente mau, assim como ninguém é totalmente bom!

irmão escreveu:Por isso creio que fazer o bem não é uma condição para ir para o céu, visto que o homem o faz mais por necessidade do que por virtude.

Mas aquele que faz mais bem do que mal tem mais condições de ir para o céu do que aquele que, ao contrário, faz mais mal do que bem. É uma questão de lógica. Devemos, portanto, praticar o Bem, não importa a quem.

irmão escreveu:Mas a questão é porque alguns praticam o bem mais que outros?

E quando o homem resiste ao mal e faz o bem?

Se fazer o bem não é condição para ir para o céu, fazer o mal seria condição necessária para ir para o inferno?

Está nos ensinamentos de Jesus: Amar ao próximo como a si mesmo; fazer ao outro o que gostaria que o outro lhe fizesse.

Isto é praticar o Bem, não é?

Em momento algum Jesus pregou o contrário.


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por irmão em Seg 03 Ago 2015, 7:30 pm

rbarros escreveu:
Mas aquele que faz mais bem do que mal tem mais condições de ir para o céu do que aquele que, ao contrário, faz mais mal do que bem. É uma questão de lógica. Devemos, portanto, praticar o Bem, não importa a quem.

Há princípio pode parecer lógico, mas não é, porque deveria haver uma medida para o bem e para o mal, quanto pesa o bem, e quanto pesa o mal? Será que o mal que fizermos não apagará todo o bem que fizemos, ou, o bem pode apagar todo mal que praticamos?

irmão
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 1198
Idade : 39
Localização : minas gerais
flag : Brasil
Data de inscrição : 11/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por gusto em Seg 03 Ago 2015, 8:18 pm

Por isso Deus não julga o mundo pelo bem ou pelo mal que se pratica, mas sim pela fé no seu filho.

Quem crê recebe poder para produzir os frutos do Espírito, que é o amor, mas quem não crê fica entregue a natureza humana, isto é na carne, e não pode fazer o bem.

"Não pode a árvore má produzir bons frutos" (Jesus Cristo).

gusto
Antares
Antares

Número de Mensagens : 10524
Idade : 47
Localização : Ponta Grossa Pr
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/08/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por rbarros em Seg 03 Ago 2015, 8:28 pm

Acredito que tudo gira em torno do próximo. Se fizermos bem a ele, seremos recompensados. Se lhe fizermos o mal, sofreremos as consequências. A toda ação corresponde uma reação.

Receberemos de volta tudo aquilo que dermos.

Quem plantar vento, colherá tempestade.


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por gusto em Seg 03 Ago 2015, 9:11 pm

É verdade,

Gálatas 6:7,8 Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.  
Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna.

gusto
Antares
Antares

Número de Mensagens : 10524
Idade : 47
Localização : Ponta Grossa Pr
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/08/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por irmão em Seg 03 Ago 2015, 9:36 pm

gusto escreveu:É verdade,

Gálatas 6:7,8 Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.  
Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna.

Ceifará quando? Nessa vida? Não creio, pode ser num tempo futuro ou em outra vida.
Mas muitos semeiam no Espírito, inclusive não cristãos.

irmão
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 1198
Idade : 39
Localização : minas gerais
flag : Brasil
Data de inscrição : 11/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por gusto em Seg 03 Ago 2015, 9:50 pm

Se ceifar nesta vida, eis a chance de refletir e se arrepender, mas se não ceifar aqui, será no juízo, onde lhe serão reveladas todas as suas obras que impiamente praticaram.

gusto
Antares
Antares

Número de Mensagens : 10524
Idade : 47
Localização : Ponta Grossa Pr
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/08/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por gusto em Seg 03 Ago 2015, 9:54 pm

Judas 1:15 Para exercer juízo contra todos e para fazer convictos todos os ímpios, acerca de todas as obras ímpias que impiamente praticaram e acerca de todas as palavras insolentes que ímpios pecadores proferiram contra ele.

gusto
Antares
Antares

Número de Mensagens : 10524
Idade : 47
Localização : Ponta Grossa Pr
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/08/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por Eterna em Dom 06 Set 2015, 9:01 pm

Bom saber que após meu post só houve postagem de espíritos elevados, que só visam o bem da humanidade porque já compreenderam a verdadeira mensagem do Mestre e supomos que  ela seja colocada em prática. Pena que poucos a pratiquem porque, antes do mundo ideal, temos o mundo real.  


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3831
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por Eterna em Sab 19 Set 2015, 9:24 pm

E ele disse-lhe: Por que me chamas bom? Não há bom senão um só, que é Deus. Se queres, porém, entrar na vida, guarda os mandamentos.
Disse-lhe ele: Quais? E Jesus disse: Não matarás, não cometerás adultério, não furtarás, não dirás falso testemunho;


Honra teu pai e tua mãe, e amarás o teu próximo como a ti mesmo.


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3831
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por rbarros em Dom 20 Set 2015, 1:49 pm

Falando sozinha, Eterna? rsrs...

japinha


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por Eterna em Dom 20 Set 2015, 2:13 pm

rbarros escreveu:Falando sozinha, Eterna? rsrs...

japinha

Absolutamente! Olha você aí! Estava refletindo e o tema me remeteu ao Homem de bem contido no ESE.



O verdadeiro homem de bem é aquele que pratica a lei de justiça, de amor e caridade, na sua maior pureza. Se interroga a sua consciência sobre os próprios atos, pergunta se não violou essa lei, se não cometeu o mal, se fez todo o bem que podia, se não deixou escapar voluntariamente uma ocasião de ser útil, se ninguém tem do que se queixar dele, enfim, se fez aos outros aquilo que queria que os outros fizessem por ele.



Tem fé em Deus, na sua bondade, na sua justiça e na sua sabedoria; sabe que nada acontece sem a sua permissão, e submete-se em todas as coisas à sua vontade.



Tem fé no futuro, e por isso coloca os bens espirituais acima dos bens temporais.

 

Sabe que todas as vicissitudes da vida, todas as dores, todas as decepções, são provas ou expiações, e as aceita sem murmurar.



 O homem possuído pelo sentimento de caridade e de amor ao próximo faz o bem pelo bem, sem esperar recompensa, paga o mal com o bem, toma a defesa do fraco contra o forte e sacrifica sempre o seu interesse à justiça.



Encontra sua satisfação nos benefícios que distribui, nos serviços que presta, nas venturas que promove, nas lágrimas que faz secar, nas consolações que leva aos aflitos. Seu primeiro impulso é o de pensar nos outros., antes que em si mesmo, de tratar dos interesses dos outros, antes que dos seus. O egoísta, ao contrário, calcula os proveitos e as perdas de cada ação generosa.

 

É bom, humano e benevolente para com todos, sem distinção de raças nem de crenças, porque vê todos os homens como irmãos.

 

Respeita nos outros todas as convicções sinceras, e não lança o anátema aos que não pensam como ele.



Em todas as circunstâncias, a caridade é o seu guia. Considera que aquele que prejudica os outros com palavras maldosas, que fere a suscetibilidade alheia com o seu orgulho e o seu desdém, que não recua à idéia de causar um sofrimento, uma contrariedade, ainda que ligeira, quando a pode evitar, falta ao dever do amor ao próximo e não merece a clemência do Senhor.



 Não tem ódio nem rancor, nem desejos de vingança. A exemplo de Jesus, perdoa e esquece as ofensas, e não se lembra senão dos benefícios. Porque sabe que será perdoado, conforme houver perdoado.



 É indulgente para as fraquezas alheias, porque sabe que ele mesmo tem necessidade de indulgência, e se lembra destas palavras do Cristo: “Aquele que está sem pecado atire a primeira pedra”.



Não se compraz em procurar os defeitos dos outros, nem a pô-los em evidência. Se a necessidade o obriga a isso, procura sempre o bem que pode atenuar o mal.



Estuda as suas próprias imperfeições, e trabalha sem cessar em combatê-las. Todos os seus esforços tendem a permitir-lhe dizer, amanhã, que traz em si alguma coisa melhor do que na véspera.



Não tenta fazer valer o seu espírito, nem os seus talentos, às expensas dos outros. Pelo contrário, aproveita todas as ocasiões para fazer ressaltar a vantagens dos outros.



Não se envaidece em nada com a sua sorte, nem com os seus predicados pessoais, porque sabe que tudo quanto lhe foi dado pode ser retirado.



Usa mas não abusa dos bens que lhe são concedidos, porque sabe tratar-se de um depósito, do qual deverá prestar contas, e que o emprego mais prejudicial para si mesmo, que poderá lhes dar, é pô-los ao serviço da satisfação de suas paixões.



Se nas relações sociais, alguns homens se encontram na sua dependência, trata-os com bondade e benevolência, porque são seus iguais perante Deus. Usa sua autoridade para erguer-lhes a moral, e não para os esmagar com o seu orgulho, e evita tudo quanto poderia tornar mais penosa a sua posição subalterna.

O subordinado, por sua vez, compreende os deveres da sua posição, e tem o escrúpulo de procurar cumpri-los conscientemente.



O homem de bem, enfim, respeita nos seus semelhantes todos os direitos que lhes são assegurados pelas leis da natureza, como desejaria que os seus fossem respeitados.



Esta não é a relação completa das qualidades que distinguem o homem de bem, mas quem quer que se esforce para possuí-las, estará no caminho que conduz às demais.


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3831
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por rbarros em Dom 20 Set 2015, 2:19 pm

Conheço este texto, é mesmo muito bonito!

:risadinha:


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por Eterna em Dom 20 Set 2015, 2:29 pm

rbarros escreveu:Conheço este texto, é mesmo muito bonito!

:risadinha:

Sim! Mas é também muito difícil de ser praticado! Graças a Deus que nos concede a reencarnação para aprendizado e amadurecimento espiritual até chegarmos a ser pessoas do bem!


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3831
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem e o ato de fazer o bem

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 10:34 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum