.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
Quem está conectado
50 usuários online :: 2 usuários cadastrados, 1 Invisível e 47 Visitantes :: 2 Motores de busca

Khwey, Lit San Ares

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

A religião e o ateísmo - tópico oficial

Página 3 de 19 Anterior  1, 2, 3, 4 ... 11 ... 19  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por dedo-duro em Ter 20 Jan 2009, 4:06 pm

Você quer é criar polêmica. Duvido que esteja interessado em minúcias geológicas. oh my

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por Convidad em Ter 20 Jan 2009, 4:31 pm

dedo-duro escreveu:Você quer é criar polêmica. Duvido que esteja interessado em minúcias geológicas. oh my

esta é tua desculpa quando vê que o argumento é irrebatível ?
está demonstrando o que falei desde o ínicio , tanto da homogeneidade , quanto da falta de evidência do que a gerou .
nt.: 'minúscias geológicas' não explicam especiação diferenciada entre homens e animais por toda terra , não invente o que não pode demonstrar . xauzinho

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por Luís em Ter 20 Jan 2009, 6:12 pm

.
O lobo decidido a jantar o cordeiro sempre arranja um pretexto para executar seu plano. O mesmo se dá com religiosos decididos a ver o mundo como algo sobrenatural; sempre arranjam uma justificativa para seu pré conceito. Desconsideram completamente a realidade de que não há nenhuma evidência de suas teses. A realidade, assim, torna-se apenas um 'detalhe' chato a estragar uma bela construção fantasiada.


"A razão de eu jamais haver visto teu deus é que ele está na tua imaginação."

Luís
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4099
flag : Canada
Data de inscrição : 08/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por fzapp em Ter 20 Jan 2009, 8:00 pm

Já eu tenho a impressão de que o Articulador aprende atavés de mim; eu falei em especiação pouquinho tempo atrás e agora está tentando utilizar essa terminologia.


Eu mencionei outra coisa que não lembro , e ele a mencionou depois.


Isso é bom, significa que está lendo. Pena que busca só fontes criacionistas...

O que acontecerá se falo em platelmintos ?

Ou se mencionar co-evolução , o que não fiz com Jarbas quando falamos sobre flores e borboletas porque ele se mostrou ofensivo e não tentando raciocinar e responder por si só.


--
F Zapp

fzapp
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 524
Localização : Cotia, SP
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

http://acoruja.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por fzapp em Ter 20 Jan 2009, 9:34 pm

Agora voltando de onde você tinha começado a tergiversar , o ser-humano
é homogêneo em sua espécie, enquanto a natureza normalmente apresente
entre dezenas , centenas ou milhares de raças/sub-espécies, com alto grau de variação , para cada espécie . Quero é saber como a TE explica isto , porque até agora ninguém me deu um explicação evidênciada e científica .

Articulador, o que acontece é que a comparação que você está fazendo não é válida.

O que a natureza normalmente apresenta é que mamíferos superiores como nós se restringem a uma região de um continente. Não existem hoje outros mamíferos que estejam em todo o planeta como o ser humano, porque há pouquíssimo tempo (biológico) que aparecemos e não há barreiras que nos separem por tempo suficiente como para sermos de espécies diferentes.

Mesmo assim ficamos o suficientemente separados como para termos raças diferentes , embora os cruzamentos sejam perfeitamente viáveis entre nós, e por isso nos consideramos uma espécie só.

Houve já outras espécies que apareceram em todo o planeta, quando não havia tantas barreiras geológicas. Isso raramente acontece, mas não é impossível.

Dessa forma há mais de centenas de espécies de besouros, talvez milhares. Isso significa que são uma família bem-sucedida, com variações adaptadas a cada nicho: desertos, matas, o interior das árvores, etc.

O que tenta-se explicar com a seleção natural é como havia um complexo de ilhas como Galápagos, cada um com um tipo de tentilhão, por exemplo. Ou por que haveria somente dois continentes com marsupiais, e ainda próximos: Oceania e América do Sul.

Se você tem uma explicação melhor, então diga.


--
F Zapp

fzapp
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 524
Localização : Cotia, SP
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

http://acoruja.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por Convidad em Ter 20 Jan 2009, 11:35 pm

fzapp escreveu:Já eu tenho a impressão de que o Articulador aprende atavés de mim; eu falei em especiação pouquinho tempo atrás e agora está tentando utilizar essa terminologia.

Eu mencionei outra coisa que não lembro , e ele a mencionou depois.

Isso é bom, significa que está lendo. Pena que busca só fontes criacionistas...

O que acontecerá se falo em platelmintos ?

Ou se mencionar co-evolução , o que não fiz com Jarbas quando falamos sobre flores e borboletas porque ele se mostrou ofensivo e não tentando raciocinar e responder por si só.


que vaidade boba fzapp , especiação é um termo que se aprende até em colégios de segundo grau .... quando e SE você conseguir me refutar e algo (o que até agora não aconteceu) , então eu direi o que aprendi contigo ...
:chapeu:

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por Convidad em Ter 20 Jan 2009, 11:56 pm

fzapp escreveu:
Agora voltando de onde você tinha começado a tergiversar , o ser-humano
é homogêneo em sua espécie, enquanto a natureza normalmente apresente
entre dezenas , centenas ou milhares de raças/sub-espécies, com alto grau de variação , para cada espécie . Quero é saber como a TE explica isto , porque até agora ninguém me deu um explicação evidênciada e científica .

Articulador, o que acontece é que a comparação que você está fazendo não é válida.

O que a natureza normalmente apresenta é que mamíferos superiores como nós se restringem a uma região de um continente. Não existem hoje outros mamíferos que estejam em todo o planeta como o ser humano, porque há pouquíssimo tempo (biológico) que aparecemos e não há barreiras que nos separem por tempo suficiente como para sermos de espécies diferentes.

Mesmo assim ficamos o suficientemente separados como para termos raças diferentes , embora os cruzamentos sejam perfeitamente viáveis entre nós, e por isso nos consideramos uma espécie só.

Houve já outras espécies que apareceram em todo o planeta, quando não havia tantas barreiras geológicas. Isso raramente acontece, mas não é impossível.

Dessa forma há mais de centenas de espécies de besouros, talvez milhares. Isso significa que são uma família bem-sucedida, com variações adaptadas a cada nicho: desertos, matas, o interior das árvores, etc.

O que tenta-se explicar com a seleção natural é como havia um complexo de ilhas como Galápagos, cada um com um tipo de tentilhão, por exemplo. Ou por que haveria somente dois continentes com marsupiais, e ainda próximos: Oceania e América do Sul.

Se você tem uma explicação melhor, então diga.


pressuposto atrás de pressuposto , 'acho atrás de acho' , esta é e evolução que vocês pregam . Seus argumentos :

"o homem não ficou muito tempo isolado"
nem as aves , nem os peixes , nem os ursos , nem os tigres , etc .. , nem os animais que migraram por ocasião da última era glacial há 10.000 anos . Só que eu nem preciso apelar ao senso-comum (neste caso muito comum , basta ver que pinguins são achados até no RJ) , basta lembrarmos que a maioria dos irracionais tem MUITO MAIS tempo como espécie que o homem , e assim tiveram MUITO mais tempo para correntes migratórias e para homogeneização das espécies , estamos falando de milhões de anos .. a mais que o homem .

Segundo lugar , se seu argumento (da TE) fosse algo palatável , ficaria difícil explicar porque em um mesmo continente a especiação continua altíssima , por exemplo a selva amazônica , como explicaria-se 3000 espécies de aves nesta floresta ? ....não se explica , pela sua tese não , segundo você quer conceber , os animais ficariam lá , nos seus nichinhos , durante milhões de anos , então uma mesma floresta , não teria diferenciação ou muito pouca .

Agora é logico que tenho explicação melhor , Deus permite a especiação dos irracionais , mas no homem o design é inteligente e restrito , é isto é OBSERVÁVEL na natureza , ... melhor do que os pressupostos da Te , que não tem uma explicação para isto . Wink

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por fzapp em Qua 21 Jan 2009, 8:56 pm

"o homem não ficou muito tempo isolado"
nem as aves , nem os
peixes , nem os ursos , nem os tigres , etc .. , nem os animais que
migraram por ocasião da última era glacial há 10.000 anos .

Articulador, 10 000 anos não é tempo suficiente para uma espécie como a humana ou outro mamífero desse porte sofrer especiação.

Você supõe que seu deus fez isso e aquilo, e não precisa provar. Mas joga nada cara que o evolucionismo prove alguma coisa.

Fósseis são evidências de espécies que viveram milhões de anos atrás. São fatos. Por que não estão aqui até agora ? O que houve com eles ? Por que há espécies diferentes de tentilhões nas ilhas Galápagos ? E por qué só há marsupiais na Oceania, e uns poucos na América (principalmente aqui) ?

A seleção natural é uma explicação beeeem documentada de por que esse tipo de acontecimentos não foi de outra forma, como elefantes de cinco pernas. ou o fato de todos os primatas, e a maioria dos mamíferos (inclusive morcegos) terem cinco dedos.

Você nunca será refutado porque sempre terá um deus-coringa do seu lado, com o qual nada precisa provar nem documentar e está tudo bem.

Mas não respondeu praticamente nenhuma das questões que coloquei desde que começamos.

E como não aceita a genética como demonstração de herança, limitando-a a algo que chama 'micro-evolução', como se não pudesse acontecer com um grupo de individuos assim como com bactérias, e como não aceita fósseis como evidências de espécies antigas, e se sente confortável em pensar que seu deus levou espécies para os seus atuais lugares magicamente depois do dilúvio, mas cria barreiras para a seleção natural, então nada poderá jamais se provado a você.

Não porque haja ou não suficientes evidências. Já que aceita por exemplo pensar que seu deus faz milagres, sem provas.

Jamais será nada provado para você porque você já está convencido antes de começar a conversa.


--
F Zapp

fzapp
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 524
Localização : Cotia, SP
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

http://acoruja.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por Convidad em Qua 21 Jan 2009, 11:18 pm

fzapp escreveu:
"o homem não ficou muito tempo isolado"
nem as aves , nem os
peixes , nem os ursos , nem os tigres , etc .. , nem os animais que
migraram por ocasião da última era glacial há 10.000 anos .

Articulador, 10 000 anos não é tempo suficiente para uma espécie como a humana ou outro mamífero desse porte sofrer especiação.

Você supõe que seu deus fez isso e aquilo, e não precisa provar. Mas joga nada cara que o evolucionismo prove alguma coisa.

você fez reducionismo do meu argumento , eu citei a era glacial como UM dos exemplos de mudanças climáticas , que sempre mudaram os habitats na terra . basta que você veja que o deserto do saara antes da última glaciação , era recoberto por florestas tropicais (http://pt.wikipedia.org/wiki/Deserto_do_Saara) . Agora é lógico que a evolução precisa provar, porque se 'diz' ciência , ao contrário da fé , que assume ser o que é .

Fósseis são evidências de espécies que viveram milhões de anos atrás. São fatos. Por que não estão aqui até agora ? O que houve com eles ? Por que há espécies diferentes de tentilhões nas ilhas Galápagos ? E por qué só há marsupiais na Oceania, e uns poucos na América (principalmente aqui) ?

fósseis INTERPRETATIVOS você deve dizer . Diferentes tentilhões ou centenas ou milhares de espécies de formigas , fazem exatamente parte dos meus argumentos , esqueceu ? é justamente a diferença entre estas especiações , e a homogeneidade do homem que a TE não explica .

A seleção natural é uma explicação beeeem documentada de por que esse tipo de acontecimentos não foi de outra forma, como elefantes de cinco pernas. ou o fato de todos os primatas, e a maioria dos mamíferos (inclusive morcegos) terem cinco dedos.

Pressupostos não são bem documentados , são apenas pressupostos , se alguém presume que um animal tem cinco dedos porque precisou pegar em frutos de árvore , estara arrumando uma desculpa conveniente para um fato observável , mas aí pegamos o exemplo das girafas , que comem ERVAS e ARBUSTOS menores , e cadê a explicação do imenso pescoço ? ... Serpentes depende da caça de animais mais agéis que ela para sobreviver .. então porque não criou pernas para correr ? ao invés disto tem que rasteijar sorrateiramente até achar sua presa ... cada um vê o pressuposto que lhe agrada , mas provar , é outra coisa .

Você nunca será refutado porque sempre terá um deus-coringa do seu lado, com o qual nada precisa provar nem documentar e está tudo bem.

Mas não respondeu praticamente nenhuma das questões que coloquei desde que começamos
.

eu não debati religião contigo , eu apresentei uma LÓGICA baseada em especiação , se você não conseguiu refutá-la pela TE , a fraqueza é do evolucionismo , religião não entrou em pauta . Aliás não me lembro de nenhuma questão em aberto , você sim, não me respondeu a questão da homogeneidade do homem .

Jamais será nada provado para você porque você já está convencido antes de começar a conversa.

isto cabe também aos evolucionistas ateus , ou você adentra no debate com opção de admitir que o criacionismo , ou o design inteligente é o correto ? ....

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por fzapp em Qui 22 Jan 2009, 10:30 pm

(...)não me respondeu a questão da homogeneidade do homem

Eu já expliquei. Falei sobre o homem não ter ficado separado por muito tempo e vc citou a última glaciação.
Não é muito tempo para uma espécie. Somos uma espécie muito nova, e (como outras espécies) o único remanescente
de um sub-grupo cujas outras espécies não sobreviveram.

Já citei leões e tigres como espécies que se separaram a relativamente pouco tempo. A suposta homogeneidade é o fato de um primata ter se espalhado no planeta todo, o que não acenteceu com outros primatas.
Grande coisa: existem centenas de espécies de formigas, mas as que dominam o planeta todo são 3 ou 4.
E se contar em indivíduos, nos um enorme sucesso. E se contar em milhões de anos de permanência no planeta, são ainda mais um sucesso.

Pelo fato de não haver especiação se não houver barreiras que impeçam seus indivíduos de cruar por um bom número de gerações,
a espécie se manterá mais tempo sem se ramificar em mais espécies.

Então,... a minha resposta está na pág 3 e é : 'especiação'. Você simplesmente não aceitou o argumento porque está calculando mal as eras de uma espécie.

Mas é tudo muito cedo, ainda não temos sequer 5 milhões de anos no planeta.


(...)se alguém presume que um animal tem cinco dedos porque precisou pegar em frutos de árvore , estará arrumando uma desculpa conveniente para um fato observável ,

Articulador, temos 5 dedos porque os nossos antepassados tinham.

mas aí pegamos o exemplo das girafas , que comem ERVAS e ARBUSTOS menores , e cadê a explicação do imenso pescoço ?

Uai, havia menos herbívoros disputando árvores mais altas, que tem inclusive mais nutrientes pois é folhagem que recebe mais sol.

Girafas comem tanto arbustos baixos como altos. Em algum momento do crescimento do pescoço ele foi favorecido pelo fato da girafa poder comer um prato privilegiado que outros não tinham acesso.


--
F Zapp

fzapp
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 524
Localização : Cotia, SP
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

http://acoruja.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por Convidad em Sex 23 Jan 2009, 4:26 am

fzapp escreveu:
(...)não me respondeu a questão da homogeneidade do homem

Eu já expliquei. Falei sobre o homem não ter ficado separado por muito tempo e vc citou a última glaciação.
Não é muito tempo para uma espécie. Somos uma espécie muito nova, e (como outras espécies) o único remanescente
de um sub-grupo cujas outras espécies não sobreviveram.

Já citei leões e tigres como espécies que se separaram a relativamente pouco tempo. A suposta homogeneidade é o fato de um primata ter se espalhado no planeta todo, o que não acenteceu com outros primatas.
Grande coisa: existem centenas de espécies de formigas, mas as que dominam o planeta todo são 3 ou 4.
E se contar em indivíduos, nos um enorme sucesso. E se contar em milhões de anos de permanência no planeta, são ainda mais um sucesso.

Pelo fato de não haver especiação se não houver barreiras que impeçam seus indivíduos de cruar por um bom número de gerações,
a espécie se manterá mais tempo sem se ramificar em mais espécies.

Então,... a minha resposta está na pág 3 e é : 'especiação'. Você simplesmente não aceitou o argumento porque está calculando mal as eras de uma espécie.

Mas é tudo muito cedo, ainda não temos sequer 5 milhões de anos no planeta.

não fzapp , você simplesmente não trouxe meus contra-argumentos , última era glacial não foi apresentada para provar evolução em 10.000 anos , e sim para demonstrar que os animais de toda a terra teriam que migrar a cada evento climático , que foram muitos durante os milhões de anos que se pressupõe as espécies mutarem .

Também te lembro de meu argumento de que as espécies de irracionais são muito mais antigas que o homem , o que presume quase certamente que passaram por muito mais eventos climáticos e geológicos e migratórios , favorecendo a mistura dos nichos , como você mesmo admite somos uma espécie nova (pela Te) . Seu argumento caí ainda pelo obviedade de que existem 'n' espécies em áreas contíguas (ex floresta amazônica) , não é preciso atravesar continentes . Desconsidera ainda o exemplo dos peixes , deslimitados e muitíssimo migratórios , e das aves .

não sei de onde você tirou que só 3 ou 4 espécies de formiga 'dominam o mundo' , me parece um chute e fora de qualquer epistemologia , se eu estiver enganado me demonstre . conforme acabei de pesquisar temos 12,300 espécies de formigas , e mais ainda , em cada formigueiro temos diferenças claramente visíveis entre as castas , soldados , cortadeiras , rainhas , operárias , etc.... mais uma vez demonstrando grande diferença em relação à homogeneidade do homem , e como este habitat é totalmente isolado e sem barreiras , uma vez mais cai seu argumento , inclusive quanto à abelhas , cupins , etc etc etc .

(...)se alguém presume que um animal tem cinco dedos porque precisou pegar em frutos de árvore , estará arrumando uma desculpa conveniente para um fato observável ,

Articulador, temos 5 dedos porque os nossos antepassados tinham.

piorou fzapp , agora você apenas disse 'é porque era ...' , pensei que tinha um motivo .

mas aí pegamos o exemplo das girafas , que comem ERVAS e ARBUSTOS menores , e cadê a explicação do imenso pescoço ?

Uai, havia menos herbívoros disputando árvores mais altas, que tem inclusive mais nutrientes pois é folhagem que recebe mais sol.

Girafas comem tanto arbustos baixos como altos. Em algum momento do crescimento do pescoço ele foi favorecido pelo fato da girafa poder comer um prato privilegiado que outros não tinham acesso.

sei , aí a natureza só privilegiou a girafa , e deixou o pobre rinoceronte , com a cabeça pesadissíma , e necessidade de calorias astronômica , ter que ficar revirando o chão para comer mato ? nenhuma lógica , apenas você fabricando um pressuposto , esta é a parte da TE que é crença , quando não se acha uma explicação , vocês fazem exatamente o que acusam no criacionismo , partindo da sua fé na seleção natural , tentam encaixar os fatos , Veja :

O pescoço da girafa - Darwin foi o primeiro a propor que o pescoço comprido evoluiu nas girafas porque permitia ao animal comerem a folhagem que estava além do alcance dos animais mais baixos. Essa explicação aparentemente sensata manteve-se de pé por mais de um século, mas está provavelmente errada, diz Robert Simmons. Simmons é ecologista comportamental no Ministry of Environment and Tourism in Windhoek, na Namíbia, e acredita que as girafas desenvolveram o longo pescoço não para competir pelo alimento, mas para ganhar disputas sexuais. Simmons estudava águias na Sabi Sand Reserve, na África do Sul. quando se deparou com um par de girafas machos travando um combate. As girafas lutavam balançando seus poderosos pescoços. O movimento permitia que batessem a cabeça no oponente com uma força tal que podia lhe partir as vértebras e levar à morte. Nessas competições, os machos com pescoço mais longo e grosso geralmente prevalecem. Enquanto Simmons prestava atenção à luta, convenceu-se de que foi essa competição para acasalamento, e não o ato de se esticar para apanhar o alimento da copa das árvores, que levou à evolução do pescoço. Se tivesse sido a competição pelo alimento a responsável pela evolução do pescoço, diz Simmons, então seria de esperar que as girafas se alimentassem principalmente das árvores altas da acácia, além do alcance dos outros habitantes da savana. Mas as girafas se alimentam na maior parte das vezes com o pescoços dobrado, nos arbustos baixos (Discover, v. 18, nº 3, march 1997).
http://criacionista.blogspot.com/

Mas quando analisamos objetivamente (sem fé , que é matéria de religião e não deveria ser da ciência) , vemos que nem Darwin , nem a teoria atual tem um pingo de sentido , como eu citei o exemplo do rinoceronte (ou tanto outros animais que poderiam ser usados como exemplo) , também temos 'n' animais que brigam diariamente , há milhões de anos , com seus pescoços , e nem por isto viraram algo como girafas . Até porque é um argumento circular , se tinham antes pescoço pequeno , não havia porque brigarem usando ele , e portanto não cresceriam .

é isto, fzapp , você pode ficar a vida inteira tentanto me convencer de evolucionismo do sapiens , mas baseado em provas , pois em crença , nós já temos a nossa . Resta de nosso debate que o homem é uma especie homogenea como nenhuma outra , e a TE ainda não nos explicou o porque , uns tentam falar em vulcão , outros tentam falar em barreiras , outros tentam tergiversar sobre migrações , mas no final não existe um argumento que tenha algum sentido prático .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por fzapp em Dom 25 Jan 2009, 12:49 pm

Articulador escreveu:
não fzapp , você simplesmente não trouxe meus contra-argumentos , última era glacial não foi apresentada para
provar evolução em 10.000 anos , e sim para demonstrar que os animais de toda a terra teriam que migrar a cada
evento climático , que foram muitos durante os milhões de anos que se pressupõe as espécies mutarem .

Mas tem animais que migraram em certos eventos climáticos, ou desapareceram neles. O que prova isso ?
Como vemos os animais que resistiram a várias glaciações, eles resistem.

Besouros, formigas, baratas também resistem a enormes quantidades de radiação. Pòde ter havido tempestades
solares ou problemas climáticos pelos quais a radiação
foi maior (por exemplo quando os dinussauros foram extintos) e eles resistiram.

Isto é, alguns deles tinham maior resistência e seus descendentes sobreviveram.

Mas eu não entendi onde quer chegar: uma glaciação é uma diminuição da temperatura da Terra, por vários
motivos, e é um evento que chega a eliminar algumas espécies, e outras não.


--
F Zapp

fzapp
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 524
Localização : Cotia, SP
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

http://acoruja.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por fzapp em Dom 25 Jan 2009, 12:50 pm

Articulador escreveu:
Também te lembro de meu argumento de que as espécies de irracionais são muito mais antigas que o homem , o que
presume quase certamente que passaram por muito mais eventos climáticos e geológicos e migratórios ,
favorecendo a mistura dos nichos , como você mesmo admite somos uma espécie nova (pela Te) . Seu argumento caí
ainda pelo obviedade de que existem 'n' espécies em áreas contíguas (ex floresta amazônica) , não é preciso
atravesar continentes . Desconsidera ainda o exemplo dos peixes , deslimitados e muitíssimo migratórios , e
das aves .

Bom, vamos por partes:
-> só uma pequena parte dos peixes (e das aves) é migratória. A maioria se restringe a uma pequena região onde
a salinidade, ph, temperatura e comida são favoráveis ao seu desenvolvimento. Pergunte a qualquer criador de
peixes ornamentais.
-> sim, espécies atuais são sobreviventes de espécies que passaram por muitos eventos climáticos.

Mistura dos nichos ?

Acho que agora entendi sua questão. Deixe-me formulá-la de uma forma que eu possa entender:

-> Há períodos de mudanças climáticas relativamente próximas umas a outras, digamos em intervalos de 10 000
anos.
-> É pouco tempo para uma espécie se formar.
-> Estes eventos aproximam indivíduos que estariam longe, impedindo a formação de novas espécies.

É isso ?


--
F Zapp

fzapp
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 524
Localização : Cotia, SP
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

http://acoruja.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por fzapp em Dom 25 Jan 2009, 12:50 pm

Articulador escreveu:
não sei de onde você tirou que só 3 ou 4 espécies de formiga 'dominam o mundo' , me parece um chute e fora de
qualquer epistemologia , se eu estiver enganado me demonstre . conforme acabei de pesquisar temos 12,300
espécies de formigas , e mais ainda , em cada formigueiro temos diferenças claramente visíveis entre as castas
, soldados , cortadeiras , rainhas , operárias , etc.... mais uma vez demonstrando grande diferença em relação
à homogeneidade do homem , e como este habitat é totalmente isolado e sem barreiras , uma vez mais cai seu
argumento , inclusive quanto à abelhas , cupins , etc etc etc .

Deixe-me explicar melhor: eu não disse que existiam 4 espécies de formigas.
Eu disse que são as que 'dominam' no sentido de que serão as que normalmente você vai encontrar,
são as que se adaptaram a viver entre humanos, e as levamos sem querer para o mundo todo.
São a formica rufa, a formica fusca, uma formiga do gênero Atta proveniente do Chaco argentino,
mais um par de cortadeiras asiáticas. Essas 4,5 espécies podem ser encontradas na maioria dos lares da Europa,
Ásia, África e América. Isso porque humanos levamos formigas de um lado para outro, e algumas espécies de
formigas se adaptaram a muitos outros lugares que o seu de nascença, principalmente onde há humanos
que fazem muito lixo e tem enormes plantações.

Outra coisa: dentro do formigueiro há formigas da mesma espécie (salvo poucas exceções por outros motivos que
não vem ao caso). Reprodutoras (rainhas ou zangões) e operárias, dependendo do tipo conforme a espécie de
formiga. São de tipos diferentes e formas diferentes (cortadeiras e soldados são 'operárias') porque assim
estão adaptadas. Isso se chama dimorfismo sexual, isto é, a diferença de tamanho e morfologia dependendo do
sexo de indivíduos da mesma espécie; e ela costuma ser maior nos insetos do que nos mamíferos.

Aliás, entre os insetos em geral a fêmea é maior e dominante. Nas formigas, os únicos 'machos'
são os zangões, alimentados a vida toda, mas após o voo nupcial esquecidos para morrer de fome.
As operárias são (pelo menos em todos os casos que conheço de formigas e térmites) fêmeas.
É um mundo matriarcal !

Outro exemplo são as aranhas, onde na maioria das espécies a fêmea é bem maior do que o macho,
às vezes o macho sendo de 8 a 10 vezes menor do que a fêmea.

Mas não nos mamíferos. Há uma explicaçãod e por quê isto acontece, mas é muito longa e não cabe aqui.
Basicamente, quando machos precisam lutar por território onde fêmeas proliferam, machos
acabam por serem maiores do que as fêmeas; mas não é tão simples assim, esta é uma generalização rápida
que pode na ser válida dependendo da espécie, e há muitas variáveis além da luta pelo território
que temos que considerar para 'calcular' o dimorfismo sexual.

Então, ainda estou tentando entender o que você quer dizer com 'homogeneidade'.

Eu recomendo que você pesquise primeiro outras familias de animais antes de formular qualquer coisa do tipo
"animais são assim e assado" porque há que pesquisar bastante antes de tomar conclusões genéricas demais, ou
que não se aplicam.


--
F Zapp

fzapp
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 524
Localização : Cotia, SP
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

http://acoruja.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por fzapp em Dom 25 Jan 2009, 12:51 pm

Articulador escreveu:
fzapp escreveu:
Articulador, temos 5 dedos porque os nossos antepassados tinham.

piorou fzapp , agora você apenas disse 'é porque era ...' , pensei que tinha um motivo .

Eu não sei onde disse 'é porque era...', não no texto que você sublinhou... então... ficou estranho.
Você pode sublinhar o texto para eu entender do que estávamos falando ? Já me perdi, hehehe...


--
F Zapp

fzapp
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 524
Localização : Cotia, SP
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

http://acoruja.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por fzapp em Dom 25 Jan 2009, 12:52 pm

Articulador escreveu:
fzapp escreveu:
Girafas comem tanto arbustos baixos como altos. Em algum momento do crescimento do pescoço ele foi favorecido
pelo fato da girafa poder comer um prato privilegiado que outros não tinham acesso.

sei , aí a natureza só privilegiou a girafa , e deixou o pobre rinoceronte , com a cabeça pesadissíma , e
necessidade de calorias astronômica , ter que ficar revirando o chão para comer mato ?


Você entendeu errado. Se girafas se adaptaram comendo folhas mais altas, isso não invalida a adatação
do rinoceronte. Girafas sobreviveram porque conseguiam chegar em folhas que outros não; isso favoreceu
o crescimento do seu pescoço. Isso não significa que não possam comer plantas baixas também.
Ou que todos os outros iriam morrer. Isso significa que certos indivíduos encontraram
uma 'brecha' de comida fácil e a exploraram.

Eu não acuso criacionistas de serem sujos e não gostarem de pudim, então gostaria que não
tirasse conclusões a cada texto que acha que refutou. Fica feio, sei lá... cada um vai julgar
pelo que achar mais razoável.

Articulador escreveu:
Simmons estudava águias na Sabi Sand Reserve, na África do Sul. quando se deparou com um par
de girafas machos travando um combate. As girafas lutavam balançando seus poderosos pescoços. O movimento
permitia que batessem a cabeça no oponente com uma força tal que podia lhe partir as vértebras e levar à
morte. Nessas competições, os machos com pescoço mais longo e grosso geralmente prevalecem. Enquanto Simmons
prestava atenção à luta, convenceu-se de que foi essa competição para acasalamento, e não o ato de se esticar
para apanhar o alimento da copa das árvores, que levou à evolução do pescoço. Se tivesse sido a competição
pelo alimento a responsável pela evolução do pescoço, diz Simmons, então seria de esperar que as girafas se
alimentassem principalmente das árvores altas da acácia, além do alcance dos outros habitantes da savana. Mas
as girafas se alimentam na maior parte das vezes com o pescoços dobrado, nos arbustos baixos(...)

Dizer "o ato de se esticar para apanhar o alimento da copa das árvores" é lamarkismo. Quem escreve isso
distorceu qualquer conhecimento sobre evolucionismo e construiu uma idéia totalmente errônea sobre a evolução
das espécies pela seleção natural.

Um aparte: a seleção natural inclui a seleção sexual. O fato das girafas machos lutarem e geralmente sobrar
o macho de maior pescoço reforça a seleção sexual que seleciona os mais aptos.

Da mesma forma que outros mamíferos escolhemos as fêmeas pelos atributos que sejam importantes
para a nossa sobrevivência, reforçando as características que nos mantém vivos como espécie.

O pescoço não é algo que tenha somente uma função. Aliás, nenhum órgão é. E o fato das girafas
utilizarem ele para se 'auto-selecionarem' é prova de que é uma característica procurada pela espécie,
seja qual for o motivo.

Suponhamos por um momento que o biólogo em questão está certo: significa que o motivo
pelo qual girafas tem pescoço grande não é (ou não é somente) se alimentar.
Isto é, seria uma seleção sexual mais do que pela alimentação. Não que não houve seleção.


--
F Zapp

fzapp
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 524
Localização : Cotia, SP
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

http://acoruja.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por fzapp em Dom 25 Jan 2009, 12:52 pm

Articulador escreveu:
é isto, fzapp , você pode ficar a vida inteira tentanto me convencer de evolucionismo do sapiens , mas baseado
em provas , pois em crença , nós já temos a nossa . Resta de nosso debate que o homem é uma especie homogenea
como nenhuma outra , e a TE ainda não nos explicou o porque , uns tentam falar em vulcão , outros tentam falar
em barreiras , outros tentam tergiversar sobre migrações , mas no final não existe um argumento que tenha
algum sentido prático .

Articulador, já explquei especiação até a exaustão.


Eu insisto: quer explicar de alguma forma convincente por quê há lhamas no Peru, ursos no Polo Norte e
cangurus na Austrália ?


--
F Zapp

fzapp
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 524
Localização : Cotia, SP
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

http://acoruja.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ateus e Agnósticos são os que mais sabem sobre religião

Mensagem por coldsnip em Dom 03 Out 2010, 5:51 am

Ateus e Agnósticos são os que mais sabem sobre religião nos EUA: estudo

WASHINGTON — Os agnósticos e os ateus são mais informados sobre as doutrinas religiosas nos Estados Unidos do que os fiéis, inclusive protestantes e católicos, segundo um estudo do instituto de pesquisas Pew Forum, publicado esta terça-feira.
Em média, os americanos responderam corretamente a 16 das 32 perguntas desta pesquisa, realizada na primavera (boreal) com 3.412 adultos.
Os mais instruídos sobre o tema foram os não crentes - agnósticos e ateus tiveram, em média 20,9 acertos.
Foram seguidos por judeus e mórmons, que obtiveram, respectivamente, 20,5 e 20,3 acertos. Os conhecimentos dos protestantes chegaram à média de 16 acertos, enquanto os católicos ficaram em último, com 14,7 acertos.
Mais da metade dos protestantes (53%) não souberam reconhecer o pai do protestantismo na pessoa de Martinho Lutero.
Mais de quatro católicos em cada dez (45%) desconheciam que, segundo os preceitos da Igreja, o pão e o vinho não só representam o corpo e o sangue de Cristo, durante a Eucaristia, mas se transformam neles.
Menos de um americano em cada dois (47%) sabe que o Dalai Lama é budista e menos de quatro em cada dez (38%) associam Vishnu e Shiva à religião hindu. Só um quarto dos americanos (27%) sabe que a maioria dos habitantes da Indonésia é muçulmana.
Com relação às perguntas relacionadas com a cristandade, especialmente a Bíblia, os mórmons e os protestantes evangélicos brancos foram os que demonstaram maiores conhecimentos.


fonte: Ateus e Agnósticos são os que mais sabem sobre religião

coldsnip
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 300
flag : Brasil
Data de inscrição : 24/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por coldsnip em Dom 03 Out 2010, 5:53 am

Será que se as pessoas conhecessem melhor as próprias religiões se tornariam Ateus ou Agnósticos?

coldsnip
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 300
flag : Brasil
Data de inscrição : 24/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por Ed em Dom 03 Out 2010, 6:02 am

Muito provavelmente...

Para superar isto precisamos algo que transcende nosso entendimento: a fé. Afé genuina em Deus é que impede os crentes de voltarem atrás.


::


Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus 2Co 2:17

O Forum Gospel Brasil completa hoje 3155 dias de existência com 228789 mensagens

Ed
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 11000
Idade : 64
Localização : BRUSA
flag : BrUSA
Data de inscrição : 13/04/2008

http://gospelbrasil.topicboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por lucas oliveira em Dom 03 Out 2010, 6:00 pm

Pra xingar também é preciso ter entendimento. :risadinha:

lucas oliveira
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 211
Data de inscrição : 29/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por coldsnip em Seg 04 Out 2010, 2:20 am

Ed escreveu:Muito provavelmente...

Para superar isto precisamos algo que transcende nosso entendimento: a fé. Afé genuina em Deus é que impede os crentes de voltarem atrás.


::

simplesmente concordo com você! positivinho

coldsnip
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 300
flag : Brasil
Data de inscrição : 24/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por dedo-duro em Seg 04 Out 2010, 6:05 pm

Nesse aspecto há um pensamento de Nietzsche que me é muito caro. Ele afirma que o ateu foi o que mais sofreu os efeitos da religião, aprofundando-se nela e percebendo suas contradições. As pessoas em geral são superficiais e só querem alívio, o ateu é aquele que foi adiante.

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por Cal em Seg 04 Out 2010, 6:11 pm

Concordo em gênero, número e grau.


A verdade, somente a verdade, nada mais que a verdade.

Cal
Moderador Agnóstico
Moderador Agnóstico

Número de Mensagens : 2788
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por silvamelo em Seg 04 Out 2010, 6:29 pm

dedo-duro escreveu:Nesse aspecto há um pensamento de Nietzsche que me é muito caro. Ele afirma que o ateu foi o que mais sofreu os efeitos da religião, aprofundando-se nela e percebendo suas contradições. As pessoas em geral são superficiais e só querem alívio, o ateu é aquele que foi adiante.
Pense no crente de hoje como alguém que também foi adiante. Hoje ninguém mais sofre efeito nenhum de religião. Quem abraça a fé, o faz por livre e espontânea vontade e não por medo. Assim como você ve todo o sentido em um universo sem Deus, nós não vemos sentido nenhum para um universo sem Ele!

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A religião e o ateísmo - tópico oficial

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 10:21 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 19 Anterior  1, 2, 3, 4 ... 11 ... 19  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum