.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
» A Prova Lógica Informal do Dogma Trindade
Hoje à(s) 9:57 am por Zigurd

» As evidencias históricas do Novo Testamento
Hoje à(s) 9:23 am por Zigurd

» A Teoria da terra plana
Hoje à(s) 4:57 am por Cartman

» Quem é Deus?
Ontem à(s) 11:23 pm por Cartman

» Jesus está às portas
Ontem à(s) 2:25 pm por Jarbas

» O que você está ouvindo agora?
Ontem à(s) 1:37 pm por Jarbas

» Aos ateus de plantão...
Ontem à(s) 12:00 pm por Jarbas

» Noticiário Escatológico
Ontem à(s) 4:23 am por Jarbas

» a Crise mundial e o Apocalipse
Ontem à(s) 12:05 am por Benedito Bernal

Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10


O europeu que faturou com a venda de Pasadena à Petrobras!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O europeu que faturou com a venda de Pasadena à Petrobras!

Mensagem por Ed em Ter 25 Mar 2014, 10:33 am

InfoMoney - ‎segunda-feira‎, ‎24‎ de ‎março‎ de ‎2014

Foto: Philippe Wojazer/ReutersEnquanto a Petrobras (PETR3; PETR4) amargou um prejuízo de US$ 1,18 bilhão com a compra da refinaria de Pasadena, outros enriqueceram - ainda mais - com o negócio controverso. É o caso do controlador do grupo belga Astra Ascor, que fez um ótimo negócio ao receber um retorno de 1.590%.


SÃO PAULO - Enquanto a Petrobras (PETR3; PETR4) amargou um prejuízo de US$ 1,18 bilhão com a compra da refinaria de Pasadena, outros enriqueceram - ainda mais - com o negócio controverso. É o caso do controlador do grupo belga Astra Ascor, que fez um ótimo negócio ao receber um retorno de 1.590%. Com isso, Albert Frère, conhecido como barão belga e o "Warren Buffett da Europa" conseguiu aumentar ainda mais o seu patrimônio.

Frère, 88 anos, é um dos homens mais ricos da Bélgica, possuindo uma fortuna avaliada em US$ 4,9 bilhões, ocupando a 295ª posição no ranking de bilionários da Forbes. Ele é o controlador da Astra Oil, do grupo Astra Ascor, e vem ganhando notoriedade no Brasil após ter comprado a refinaria de Pasadena por US$ 42,5 milhões e no ano seguinte vender 50% dela para a estatal brasileira por US$ 360 milhões. A companhia também recebeu outros US$ 820,5 milhões pelos outros 50% em razão da chamada Put Option, em que se estabelecia que uma das partes deveria comprar a outra metade em caso de conflito entre os sócios.

As empresas integram a holding CNP (Compagnie Nationale à Portefeuille), que atua na área de investimentos em diversos países, com aporte tanto em energia, telecomunicações quanto bancos.

E a história do bilionário por trás dessa polêmica transação também é peculiar. Frère é como um "Warren Buffett europeu". Não terminou os estudos e tomou o controle dos negócios da família com apenas 17 anos, após a morte do pai durante a 2ª Guerra Mundial. Já na década de 1960, transformou o pequeno negócio de sucatas numa grande empresa de investimentos em aço e, na década de 1970, quando o governo da Bélgica resolveu nacionalizar o setor, ele controlava praticamente metade da indústria siderúrgica nacional e quase tudo da região de Charleroi.

Com a venda de todas as suas operações para o estado, Frère ficou milionário. Ele passou a se dedicar a outros investimentos, como compra e venda de empresas, fundando a holding suíça Pargesa, com o canadense Paul Desmarais, passando a diversificar os seus investimentos ao longo dos anos. Em 2008, houve um dos seus investimentos mais icônicos, ao promover a união da CNP com a Gaz de France, originando uma gigante do setor elétrico na Europa, a GDF Suez.

Warren Buffett "inacessível"

Frère é conhecido por ser uma espécie de Buffett pelo seu estilo em investir: ele não costuma entrar no gerenciamento das empresas e escolhe setores que sejam boas apostas no longo prazo.

Porém, as semelhanças param por aí. Ao contrário do "Oráculo de Omaha", que usa redes sociais, dá palestras e conversa com investidores em cartas da Berkshire Hathaway, Frère é recluso e não circula em grandes eventos.

Em 1994, em meio ao seu sucesso no mundo dos negócios, ganhou o título de barão do rei Alberto II. E, como barão, adora vinhos. Ele é sócio de Bernard Arnault da vinícola Château Cheval Blanc, próxima a Bordeaux, além de também ter investido em restaurantes.


Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus 2Co 2:17

O Forum Gospel Brasil completa hoje 3512 dias de existência com 232563 mensagens
avatar
Ed
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 11054
Idade : 65
Localização : BRUSA
flag : BrUSA
Data de inscrição : 13/04/2008

http://gospelbrasil.topicboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum