.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
22 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 21 Visitantes :: 2 Motores de busca

Christiano

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Página 3 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por silvamelo em Qua 29 Jan 2014, 12:44 am

David de Oliveira escreveu:Essa resposta barata de que "Deus não sacrifícios e holocaustos no dia da saída da Egito" é uma das balelas de respostas que sempre saí daqui...
Resposta barata?

"Por isso também lhes dei estatutos que não eram bons, juízos pelos quais não haviam de viver; e os contaminei em seus próprios dons, nos quais faziam passar pelo fogo tudo o que abre a madre; para assolá-los para que soubessem que eu sou o Senhor." Ezequiel 20:25,26

Leia todo o contexto de Ezequiel 20, pois lá Deus explica claramente a razão de ter introduzido estatutos que não eram bons como os holocaustos. Isto está perfeitamente de acordo com a resposta que eu dei no destaque de Jeremias 7:22.

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 47
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por David de Oliveira em Qua 29 Jan 2014, 12:06 pm

silvamelo escreveu:
David de Oliveira escreveu:Essa resposta barata de que "Deus não sacrifícios e holocaustos no dia da saída da Egito" é uma das balelas de respostas que sempre saí daqui...
Resposta barata?

"Por isso também lhes dei estatutos que não eram bons, juízos pelos quais não haviam de viver; e os contaminei em seus próprios dons, nos quais faziam passar pelo fogo tudo o que abre a madre; para assolá-los para que soubessem que eu sou o Senhor." Ezequiel 20:25,26

Leia todo o contexto de Ezequiel 20, pois lá Deus explica claramente a razão de ter introduzido estatutos que não eram bons como os holocaustos. Isto está perfeitamente de acordo com a resposta que eu dei no destaque de Jeremias 7:22.


Isso já não é mais "resposta barata"... É Carrapato, percevejo, barbeiro...


Quanto mais insistem em defender o indefensável, mais corroboram comigo. Essa percepção de Deus não coaduna com a que Cristo nos deixou. Temos um Pai num conceito otimizado que nos foi passado por Jesus.
 
Mateus 7:9-12 (Palavra de Jesus a respeito do nosso Pai celeste): 
E qual dentre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra?
E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente?
Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem?
Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas.

Tomara que não se compliquem mais ainda...  :risadinha:


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8359
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por silvamelo em Qua 29 Jan 2014, 2:22 pm

David de Oliveira escreveu:
silvamelo escreveu:
David de Oliveira escreveu:Essa resposta barata de que "Deus não sacrifícios e holocaustos no dia da saída da Egito" é uma das balelas de respostas que sempre saí daqui...
Resposta barata?

"Por isso também lhes dei estatutos que não eram bons, juízos pelos quais não haviam de viver; e os contaminei em seus próprios dons, nos quais faziam passar pelo fogo tudo o que abre a madre; para assolá-los para que soubessem que eu sou o Senhor." Ezequiel 20:25,26

Leia todo o contexto de Ezequiel 20, pois lá Deus explica claramente a razão de ter introduzido estatutos que não eram bons como os holocaustos. Isto está perfeitamente de acordo com a resposta que eu dei no destaque de Jeremias 7:22.


Isso já não é mais "resposta barata"... É Carrapato, percevejo, barbeiro...


Quanto mais insistem em defender o indefensável, mais corroboram comigo. Essa percepção de Deus não coaduna com a que Cristo nos deixou. Temos um Pai num conceito otimizado que nos foi passado por Jesus.
 
Mateus 7:9-12 (Palavra de Jesus a respeito do nosso Pai celeste): 
E qual dentre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra?
E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente?
Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem?
Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas.

Tomara que não se compliquem mais ainda...  :risadinha:
Quando você ganhar de Deus um pão ou um peixe, pode ter certeza que vai ter de passar manteiga no pão ou retirar as espinhas do peixe, porque eu nunca vi ninguém conseguir nada dignamente sem o emprego do esforço, a não ser nos casos de carência onde o necessitado recebe ajuda. Com o povo de Israel não foi diferente, pois Deus nunca virou as costas para ele. Pelo contrário, Deus esteve com Israel o tempo todo. Mas se Deus deu estatutos que eram maus, como os holocaustos, foi com o propósito do bem futuro, pois, através da carnificina que era própria do coração daquele povo, Deus prosseguiu com o plano de redenção através do sacrifício de filho amado.

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 47
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por David de Oliveira em Qua 29 Jan 2014, 2:56 pm

silvamelo escreveu:
David de Oliveira escreveu:
silvamelo escreveu:
David de Oliveira escreveu:Essa resposta barata de que "Deus não sacrifícios e holocaustos no dia da saída da Egito" é uma das balelas de respostas que sempre saí daqui...
Resposta barata?

"Por isso também lhes dei estatutos que não eram bons, juízos pelos quais não haviam de viver; e os contaminei em seus próprios dons, nos quais faziam passar pelo fogo tudo o que abre a madre; para assolá-los para que soubessem que eu sou o Senhor." Ezequiel 20:25,26

Leia todo o contexto de Ezequiel 20, pois lá Deus explica claramente a razão de ter introduzido estatutos que não eram bons como os holocaustos. Isto está perfeitamente de acordo com a resposta que eu dei no destaque de Jeremias 7:22.


Isso já não é mais "resposta barata"... É Carrapato, percevejo, barbeiro...


Quanto mais insistem em defender o indefensável, mais corroboram comigo. Essa percepção de Deus não coaduna com a que Cristo nos deixou. Temos um Pai num conceito otimizado que nos foi passado por Jesus.
 
Mateus 7:9-12 (Palavra de Jesus a respeito do nosso Pai celeste): 
E qual dentre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra?
E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente?
Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem?
Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas.

Tomara que não se compliquem mais ainda...  :risadinha:
Quando você ganhar de Deus um pão ou um peixe, pode ter certeza que vai ter de passar manteiga no pão ou retirar as espinhas do peixe, porque eu nunca vi ninguém conseguir nada dignamente sem o emprego do esforço, a não ser nos casos de carência onde o necessitado recebe ajuda. Com o povo de Israel não foi diferente, pois Deus nunca virou as costas para ele. Pelo contrário, Deus esteve com Israel o tempo todo. Mas se Deus deu estatutos que eram maus, como os holocaustos, foi com o propósito do bem futuro, pois, através da carnificina que era própria do coração daquele povo, Deus prosseguiu com o plano de redenção através do sacrifício de filho amado.

Essa ladainha de novo... ts,ts,ts...


A Aliança que Deus fez para a humanidade não tem nada a ver com essas leis más! Jesus já era um projeto de Deus muito antes de a nação israelita aparecer na face da terra.


Gálatas 3:15-17 

Irmãos, como homem falo; se a aliança de um homem for confirmada, ninguém a anula nem a acrescenta.
Ora, as promessas foram feitas a Abraão e à sua descendência. Não diz: E às descendências, como falando de muitas, mas como de uma só: E à tua descendência, que é Cristo.
Mas digo isto: Que tendo sido a aliança anteriormente confirmada por Deus em Cristo, a lei, que veio quatrocentos e trinta anos depois, não a invalida, de forma a abolir a promessa.

Quando Deus jurou a promessa para a humanidade,  não havia ninguém para que ele jurasse.

Hebreus 6:12-20
Para que vos não façais negligentes, mas sejais imitadores dos que pela fé e paciência herdam as promessas.
Porque, quando Deus fez a promessa a Abraão, como não tinha outro maior por quem jurasse, jurou por si mesmo,
Dizendo: Certamente, abençoando te abençoarei, e multiplicando te multiplicarei.
E assim, esperando com paciência, alcançou a promessa.
Porque os homens certamente juram por alguém superior a eles, e o juramento para confirmação é, para eles, o fim de toda a contenda.
Por isso, querendo Deus mostrar mais abundantemente a imutabilidade do seu conselho aos herdeiros da promessa, se interpôs com juramento;
Para que por duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, tenhamos a firme consolação, nós, os que pomos o nosso refúgio em reter a esperança proposta;
A qual temos como âncora da alma, segura e firme, e que penetra até ao interior do véu,
Onde Jesus, nosso precursor, entrou por nós, feito eternamente sumo sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque.


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8359
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por Starway to Heaven em Qua 29 Jan 2014, 5:31 pm

silvamelo escreveu:
Starway to Heaven escreveu:
silvamelo escreveu:
Vamos analisar a escravidão do ponto de vista da psique humana em cada momento da História? Em que momento da História a escravidão passou a ser considerada intolerável? Porque os grandes pensadores contemporâneos da escravidão não se levantaram contra ela?

O problema aqui não é Deus ter negado ou ter deixado de negar, pois a questão toda só envolve mesmo os padrões éticos incorporados pela mente humana.

Se a preocupação de Jesus era a psique humana e os padrões éticos da sua época então não existe necessidade nenhuma de considerar qualquer um de seus ensinamentos nos dias de hoje.
O que eu quero dizer é que Jesus não veio trasnformar o homem de fora para dentro, mas de dentro para fora. Partindo dessa compreensão iremos constatar que os seus ensinamentos são universais, pois ainda que não vejamos Jesus combatendo as instituições mundanas, vemos Jesus provocando o homem interior para reagir no sentido de se libertar daquela besta interior que faz com que ele cobice, mate, roube, escravize o mais fraco ou pratique qualquer outra mazela contra o seu semelhante.

Acontece que os personagens bíblicos não dão "ensinamentos universais" em vários e vários momentos da bíblia. São ensinamentos bastante claros e específicos, como por exemplo contra a prostituição e o homossexualismo. Só me explique porque então certas atitudes precisaram ser tão claramente combatidas e a escravidão foi deixada de lado.

Starway to Heaven
Safira
Safira

Número de Mensagens : 151
flag : Brasil
Data de inscrição : 25/11/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por Starway to Heaven em Qua 29 Jan 2014, 5:34 pm

Diego Lisboa escreveu:A Bíblia está dentro de um mundo pré-científico, com uma cosmovisão totalmente diferente da nossa moderna, dentro desse contexto é preciso entender quem foi que legitimou a escravidão no Antigo e Novo testamento, Deus mesmo ou o ser humano colocou na boca de Deus? Devemos entender que Deus não é escrita e sim o fundamento do ser que experimentamos em nosso cotidiano..

Então você está dizendo que a bíblia foi falsificada/manipulada? Se for o caso então não se pode levar em consideração nenhuma de suas partes.

Starway to Heaven
Safira
Safira

Número de Mensagens : 151
flag : Brasil
Data de inscrição : 25/11/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Resposta

Mensagem por Diego Lisboa em Qua 29 Jan 2014, 6:22 pm

Starway to Heaven escreveu:
Diego Lisboa escreveu:A Bíblia está dentro de um mundo pré-científico, com uma cosmovisão totalmente diferente da nossa moderna, dentro desse contexto é preciso entender quem foi que legitimou a escravidão no Antigo e Novo testamento, Deus mesmo ou o ser humano colocou na boca de Deus? Devemos entender que Deus não é escrita e sim o fundamento do ser que experimentamos em nosso cotidiano..

Então você está dizendo que a bíblia foi falsificada/manipulada? Se for o caso então não se pode levar em consideração nenhuma de suas partes.

Nenhuma das duas opções, apenas entendo o contexto da bíblia, porque teve uma formação muito complexa, é documento confessional de fé com experiências de fé comunitária de cada época, cada livro dentro do seu contexto, como nos mostra a pesquisa histórica, essa lógica filosófica que você trabalhou não se aplica no contexto da bíblia, no seu conceito moderno sim, mas se entrar no contexto sociológico, antropológico,psicológico e teológico do tempo da bíblia verá a beleza da tradição bíblica, não é questão de considerar é entender como a bíblia entende, sentido existencial para a vida, não é ocidental com conceitos voltado para teorias e sim para a vida, existencial e prático. Veja minha outra mensagem... Nada pode conter Deus, a revelação é dinâmica e não estática, ele é ilimitado, está além de nossa compreensão, Paulo reconhece e diz: em parte conhecemos e em parte profetizamos... somos limitados, falhos, isto não quer dizer que devemos desconsiderar os escritos, senão você desconsideraria até a si mesmo... e falando em Jesus ele questionou instituições humanas, fazendo exegese dos textos percebe-se Silvamelo....

Diego Lisboa
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 10
flag : Brasil
Data de inscrição : 27/01/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Será?

Mensagem por Diego Lisboa em Qua 29 Jan 2014, 7:59 pm

Khwey escreveu:
Diego Lisboa escreveu:
Khwey escreveu:A escravidão foi Deus que criou, direta ou indiretamente, a exemplo de quando criou o mau ao dizer que algo era bom.


Respeito sua opinião, tomando o texto de gênesis como literal você entenderá desta forma, mas devemos considerar os gêneros dentro da Bíblia, como mito, sagas, lendas, epopeia, figuras de linguagens e outros afins,
Focando no embasamento contido no antigo testamento, Deus é o responsável por tudo isto, segundo as próprias palavras dele.

Isaías
45:7 Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o Senhor, faço todas estas coisas.

Está escrito que não é fácil entender as coisas dele.

Na verdade focando no embasamento de uma tradição pré-exílica, porque como mostrei nos dois textos exemplos básicos, porque existem muitos outros, existe diversidade na unidade... Só dele não, mas na beleza da dialética da relação Divino-humano, por isso pesquisamos arduamente para dizer algo... A Bíblia é Palavra de Deus em palavras humanas, ressaltando o elemento Divino-humano interagindo entre si... Khwey não esquece de colocar o texto todo na nossa dialética, depois de outros afins tem mais palavras no texto original. obrigado pelo diálogo...

Diego Lisboa
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 10
flag : Brasil
Data de inscrição : 27/01/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por Khwey em Qua 29 Jan 2014, 8:42 pm

Não trata-se de tradição, mas das palavras do próprio Deus.

Quem sabe se eu colocar mais texto...


Isaías
45:5 Eu sou o Senhor, e não há outro; fora de mim não há Deus; eu te cingirei, ainda que tu não me conheças;
45:6 Para que se saiba desde o nascente do sol, e desde o poente, que fora de mim não há outro; eu sou o Senhor, e não há outro.
45:7 Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o Senhor, faço todas estas coisas.

Não há nenhum foco em tradição.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Não?

Mensagem por Diego Lisboa em Qua 29 Jan 2014, 8:53 pm

Khwey escreveu:Não trata-se de tradição, mas das palavras do próprio Deus.

Quem sabe se eu colocar mais texto...


Isaías
45:5 Eu sou o Senhor, e não há outro; fora de mim não há Deus; eu te cingirei, ainda que tu não me conheças;
45:6 Para que se saiba desde o nascente do sol, e desde o poente, que fora de mim não há outro; eu sou o Senhor, e não há outro.
45:7 Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o Senhor, faço todas estas coisas.

Não há nenhum foco em tradição.
 Você é bom em citar, só precisa trabalhar mais a exegese do texto e explicar mais. Leias bons biblicistas especializados na área e saberá sobre as tradições, você não é fundamentalista mas gosta de citar bem, parece.... neste texto é preciso esclarecer a recepção desta revelação no profeta como ele compreendeu e trabalhar os contextos com explicações, citar não adianta, dialogar é bom....

Diego Lisboa
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 10
flag : Brasil
Data de inscrição : 27/01/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por Khwey em Qua 29 Jan 2014, 8:56 pm

Diego Lisboa escreveu:
Khwey escreveu:Não trata-se de tradição, mas das palavras do próprio Deus.

Quem sabe se eu colocar mais texto...


Isaías
45:5 Eu sou o Senhor, e não há outro; fora de mim não há Deus; eu te cingirei, ainda que tu não me conheças;
45:6 Para que se saiba desde o nascente do sol, e desde o poente, que fora de mim não há outro; eu sou o Senhor, e não há outro.
45:7 Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o Senhor, faço todas estas coisas.

Não há nenhum foco em tradição.
 Você é bom em citar, só precisa trabalhar mais a exegese do texto e explicar mais.
O que mais explicar de um texto tão claro, havendo ainda muitos exemplos para o ilustrar?

 hummm

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Existem outros..

Mensagem por Diego Lisboa em Qua 29 Jan 2014, 9:03 pm

Khwey escreveu:
Diego Lisboa escreveu:
Khwey escreveu:Não trata-se de tradição, mas das palavras do próprio Deus.

Quem sabe se eu colocar mais texto...


Isaías
45:5 Eu sou o Senhor, e não há outro; fora de mim não há Deus; eu te cingirei, ainda que tu não me conheças;
45:6 Para que se saiba desde o nascente do sol, e desde o poente, que fora de mim não há outro; eu sou o Senhor, e não há outro.
45:7 Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o Senhor, faço todas estas coisas.

Não há nenhum foco em tradição.
 Você é bom em citar, só precisa trabalhar mais a exegese do texto e explicar mais.
O que mais explicar de um texto tão claro, havendo ainda muitos exemplos para o ilustrar?

 hummm

Existem outros, existe também o contexto socio-político,religioso, cultural, econômico e antropológico e outras ferramentas para compreensão de um texto, não é com respostas simples e mostrar versículos isolados de seus contextos que você chegara a sua tese.

Diego Lisboa
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 10
flag : Brasil
Data de inscrição : 27/01/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por Khwey em Qua 29 Jan 2014, 9:07 pm

O verso está isolado?

Mas não trouxe somente um verso.

Teria como demonstrar o que está querendo dizer, fazendo uso do verso isolado, reintegrando-o ao seu contexto?

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por Diego Lisboa em Qua 29 Jan 2014, 9:14 pm

Khwey escreveu:O verso está isolado?

Mas não trouxe somente um verso.

Teria como demonstrar o que está querendo dizer, fazendo uso do verso isolado, reintegrando-o ao seu contexto?
 Khwey o contexto não é só os outros versos e sim principalmente o contexto cultural, político, religioso, econômico e outros que são chaves de interpretação, compreender o momento que está em volta do texto do autor e oque ele está vivendo é de fundamental importância para a exegese, isto eu deixei claro em minha resposta anterior...

Diego Lisboa
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 10
flag : Brasil
Data de inscrição : 27/01/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por Khwey em Qua 29 Jan 2014, 9:23 pm

Por favor, faça a exegese que considerar mais correta e me explique  o que o texto bíblico está dizendo.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por Diego Lisboa em Qua 29 Jan 2014, 10:16 pm

Khwey escreveu:Por favor, faça a exegese que considerar mais correta e me explique  o que o texto bíblico está dizendo.

Será resumido, porque o texto pode gerar até um livro de mais de 200 páginas. Khwey analisando o contexto histórico, geográfico e linguistico do texto, sabemos pela pesquisa histórica que o livro de Isaías é dividido em três partes de 1-39 foi o famoso profeta Isaías que escreveu, 40-55 um profeta anonimo do exílio classificado como Dêutero-Isaías, qual era o contexto desse profeta e do povo? Nabucodonosor invade jerusalém em três períodos 605-596-586 a.C onde ocorre a destruição do templo de salomão e são levados cativos para babilônia como escravos, o povo está em crise de identidade e precisa reforçar sua identidade em meio ao povo estrangeiro, ainda neste texto o dêutero-Isaías mantem uma posição ortodoxa reforçando a particularidade do povo de Israel como povo primeiro de Deus, mesmo rompendo com a teologia ortodoxa que não aceita que Deus use pessoas estrangeiras para repreender o seu povo santo ( Israel às vezes era até pior que outros) e mostrando que Deus fez tanto o bem para eles como o mal, porque como mostra o livro de Jeremias o exílio acontece pela rebeldia de Israel e Deus vai purifica-lós neste contexto para não idolatrarem mais, realmente nunca mais ouve adoração de outros deuses tão forte como ouve antes do exílio.... não sou especialista em antigo testamento, minha área especializada é novo testamento, mas acredito que isso possa lhe dar um caminho para pesquisar este texto, para não esquecer este texto trata do rei Ciro da persa que ascende a pérsia a potência mundial derrotando babilônia e logo depois libertando o povo de Israel, existem outras questões importantes neste texto, mas vou até aqui... Obrigado pelo diálogo foi bom desenvolver essa dialética contigo...

Diego Lisboa
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 10
flag : Brasil
Data de inscrição : 27/01/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por Khwey em Qua 29 Jan 2014, 10:31 pm

Parece que você não me entendeu.

Vou tentar demonstrar o que quero:


Isaías
45:5 Eu sou o Senhor, e não há outro; fora de mim não há Deus;

Eu entendo que neste texto Deus está dizendo que é o único Deus.

É possível ter um outro entendimento, devidamente embasado na bíblia?

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por David de Oliveira em Qua 29 Jan 2014, 11:21 pm

"A Bíblia é Palavra de Deus em palavras humanas"


Essa é a chave da minha compreensão também. A bíblia nos mostra Deus dentro das palavras/entendimentos dos homens que a escreveu. Questionar as "palavras dos homens"  não é questionar Deus! O que ocorre é que para entender "aquelas palavras", inevitavelmente temos de levar em conta o aspecto cultural e temporal dos escritores/escribas. Se algum escriba diz que "foi Deus quem falou" ou "foi o dedo de Deus que fez", eu não tenho obrigação de acreditar cegamente na sua afirmação e nem peco por preferir analisar ao invés de acreditar porque sigo uma doutrina apressada.  
Há várias referencias dizendo que foram anjos que deram aquelas leis a Moisés, mas há outras referencias que contradiz dizendo que foi o próprio Deus. Eu não os chamo de mentirosos; na mente deles, tendo sido anjos, tem o mesmo peso como se fosse Deus! 
Quem estava na sarça ardente, às vezes era Deus e às vezes era um anjo. Como é que eu posso "fechar" uma compreensão determinante?  


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8359
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por silvamelo em Qui 30 Jan 2014, 12:47 am

David de Oliveira escreveu:Essa ladainha de novo... ts,ts,ts...
Dizer que é ladainha é fácil. Quero ver explicar porque Deus usou a sombra do sacrifício de animais para redimir a humanidade através do sacrifício do seu próprio filho Jesus e ainda explicar porque Jesus aceitou morrer dessa morte se os sacrifícios não são uma ordem de Deus segundo a sua ótica...

David de Oliveira escreveu:A Aliança que Deus fez para a humanidade não tem nada a ver com essas leis más! Jesus já era um projeto de Deus muito antes de a nação israelita aparecer na face da terra.
Jesus já era um projeto de Deus antes da fundação do mundo, sendo que PASSAR PELA LINHAGEM DE ISRAEL estava no projeto! Se Deus projetou tudo conhecendo cada etapa do projeto é claro que Ele sabia das leis más também...

David de Oliveira escreveu:Quando Deus jurou a promessa para a humanidade,  não havia ninguém para que ele jurasse.
Isto sim não tem nada a ver com o que está sendo discutido aqui...

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 47
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por silvamelo em Qui 30 Jan 2014, 12:51 am

Starway to Heaven escreveu:
silvamelo escreveu:
Starway to Heaven escreveu:
silvamelo escreveu:
Vamos analisar a escravidão do ponto de vista da psique humana em cada momento da História? Em que momento da História a escravidão passou a ser considerada intolerável? Porque os grandes pensadores contemporâneos da escravidão não se levantaram contra ela?

O problema aqui não é Deus ter negado ou ter deixado de negar, pois a questão toda só envolve mesmo os padrões éticos incorporados pela mente humana.

Se a preocupação de Jesus era a psique humana e os padrões éticos da sua época então não existe necessidade nenhuma de considerar qualquer um de seus ensinamentos nos dias de hoje.
O que eu quero dizer é que Jesus não veio trasnformar o homem de fora para dentro, mas de dentro para fora. Partindo dessa compreensão iremos constatar que os seus ensinamentos são universais, pois ainda que não vejamos Jesus combatendo as instituições mundanas, vemos Jesus provocando o homem interior para reagir no sentido de se libertar daquela besta interior que faz com que ele cobice, mate, roube, escravize o mais fraco ou pratique qualquer outra mazela contra o seu semelhante.

Acontece que os personagens bíblicos não dão "ensinamentos universais" em vários e vários momentos da bíblia. São ensinamentos bastante claros e específicos, como por exemplo contra a prostituição e o homossexualismo. Só me explique porque então certas atitudes precisaram ser tão claramente combatidas e a escravidão foi deixada de lado.
No caso do homosexualismo e da prostituição tem a ver com a condição do nosso corpo, que é templo do Espírito Santo:

"Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que fornica peca contra o seu próprio corpo." 1 Coríntios 6:18.

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 47
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por silvamelo em Qui 30 Jan 2014, 12:55 am

Diego Lisboa escreveu:e falando em Jesus ele questionou instituições humanas, fazendo exegese dos textos percebe-se Silvamelo....
Não disse que Jesus "não questionou instituições humanas", eu disse que ele não combateu. Foi ele mesmo quem disse:

"O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui." João 18:36.

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 47
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por David de Oliveira em Qui 30 Jan 2014, 11:37 am

silvamelo escreveu:
David de Oliveira escreveu:Essa ladainha de novo... ts,ts,ts...
Dizer que é ladainha é fácil. Quero ver explicar porque Deus usou a sombra do sacrifício de animais para redimir a humanidade através do sacrifício do seu próprio filho Jesus e ainda explicar porque Jesus aceitou morrer dessa morte se os sacrifícios não são uma ordem de Deus segundo a sua ótica...

David de Oliveira escreveu:A Aliança que Deus fez para a humanidade não tem nada a ver com essas leis más! Jesus já era um projeto de Deus muito antes de a nação israelita aparecer na face da terra.
Jesus já era um projeto de Deus antes da fundação do mundo, sendo que PASSAR PELA LINHAGEM DE ISRAEL estava no projeto! Se Deus projetou tudo conhecendo cada etapa do projeto é claro que Ele sabia das leis más também...

David de Oliveira escreveu:Quando Deus jurou a promessa para a humanidade,  não havia ninguém para que ele jurasse.
Isto sim não tem nada a ver com o que está sendo discutido aqui...

Dizer que é ladainha é fácil. Quero ver explicar porque Deus usou a sombra do sacrifício de animais para redimir a humanidade através do sacrifício do seu próprio filho Jesus e ainda explicar porque Jesus aceitou morrer dessa morte se os sacrifícios não são uma ordem de Deus segundo a sua ótica...




Esse negócio de “sombra” é um eufemismo dirigido aos judeus, e o pior é que quem não é judeu, se apega tanto a essa linguagem esquecendo-se que “sombra” não é nada!  




Jesus já era um projeto de Deus antes da fundação do mundo, sendo que PASSAR PELA LINHAGEM DE ISRAEL estava no projeto! Se Deus projetou tudo conhecendo cada etapa do projeto é claro que Ele sabia das leis más também...


A linhagem de Israel não vale nada! Eu não tenho nada a ver com ela, exceto somente a semente de Abraão.




David de Oliveira escreveu:
Quando Deus jurou a promessa para a humanidade,  não havia ninguém para que ele jurasse.

Isto sim não tem nada a ver com o que está sendo discutido aqui...
 


Tem absolutamente tudo! Tudo! Tudo! A ver!
Quando Deus nos deu a promessa não havia “leis ruins”, Israel, descendência humanas etc. etc. etc....



Essas pessoas que não querem largar a linguagem literal do Velho Testamento São judaizantes e não sabem. Aceitar essa linguagem é aceitar disfarçadamente o judaísmo. Não tenho nada contra só não me venham obrigar a aceitá-la, que aqui não tem nenhuma condições mesmo!  :chapeu: 


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8359
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por silvamelo em Qui 30 Jan 2014, 3:21 pm

David de Oliveira escreveu:
silvamelo escreveu:
David de Oliveira escreveu:Essa ladainha de novo... ts,ts,ts...
Dizer que é ladainha é fácil. Quero ver explicar porque Deus usou a sombra do sacrifício de animais para redimir a humanidade através do sacrifício do seu próprio filho Jesus e ainda explicar porque Jesus aceitou morrer dessa morte se os sacrifícios não são uma ordem de Deus segundo a sua ótica...

David de Oliveira escreveu:A Aliança que Deus fez para a humanidade não tem nada a ver com essas leis más! Jesus já era um projeto de Deus muito antes de a nação israelita aparecer na face da terra.
Jesus já era um projeto de Deus antes da fundação do mundo, sendo que PASSAR PELA LINHAGEM DE ISRAEL estava no projeto! Se Deus projetou tudo conhecendo cada etapa do projeto é claro que Ele sabia das leis más também...

David de Oliveira escreveu:Quando Deus jurou a promessa para a humanidade,  não havia ninguém para que ele jurasse.
Isto sim não tem nada a ver com o que está sendo discutido aqui...

Dizer que é ladainha é fácil. Quero ver explicar porque Deus usou a sombra do sacrifício de animais para redimir a humanidade através do sacrifício do seu próprio filho Jesus e ainda explicar porque Jesus aceitou morrer dessa morte se os sacrifícios não são uma ordem de Deus segundo a sua ótica...




Esse negócio de “sombra” é um eufemismo dirigido aos judeus, e o pior é que quem não é judeu, se apega tanto a essa linguagem esquecendo-se que “sombra” não é nada!  




Jesus já era um projeto de Deus antes da fundação do mundo, sendo que PASSAR PELA LINHAGEM DE ISRAEL estava no projeto! Se Deus projetou tudo conhecendo cada etapa do projeto é claro que Ele sabia das leis más também...


A linhagem de Israel não vale nada! Eu não tenho nada a ver com ela, exceto somente a semente de Abraão.




David de Oliveira escreveu:
Quando Deus jurou a promessa para a humanidade,  não havia ninguém para que ele jurasse.

Isto sim não tem nada a ver com o que está sendo discutido aqui...
 


Tem absolutamente tudo! Tudo! Tudo! A ver!
Quando Deus nos deu a promessa não havia “leis ruins”, Israel, descendência humanas etc. etc. etc....



Essas pessoas que não querem largar a linguagem literal do Velho Testamento São judaizantes e não sabem. Aceitar essa linguagem é aceitar disfarçadamente o judaísmo. Não tenho nada contra só não me venham obrigar a aceitá-la, que aqui não tem nenhuma condições mesmo!  :chapeu: 
Tudo o que eu digo está lá no Novo Testamento. Não inventei nada. E olha que eu não sou judaizante!

O que aquele povo é e o que aquele povo foi não importa nada para a minha salvação. Mas há fatos inegáveis quanto a relação de Deus com Israel. Gostando ou não, a verdade é que TODAS AS PROFECIAS que falam de Jesus estão no Antigo Testamento e NÃO HOUVE QUALQUER OUTRO POVO em qualquer era pelo qual Deus anunciasse a Jesus:

"Quão formosos são, sobre os montes, os pés do que anuncia as boas novas, que faz ouvir a paz, do que anuncia o bem, que faz ouvir a salvação, do que diz a Sião: O teu Deus reina!" Isaías 52:7.

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 47
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por David de Oliveira em Qui 30 Jan 2014, 3:39 pm

silvamelo escreveu:
David de Oliveira escreveu:
silvamelo escreveu:
David de Oliveira escreveu:Essa ladainha de novo... ts,ts,ts...
Dizer que é ladainha é fácil. Quero ver explicar porque Deus usou a sombra do sacrifício de animais para redimir a humanidade através do sacrifício do seu próprio filho Jesus e ainda explicar porque Jesus aceitou morrer dessa morte se os sacrifícios não são uma ordem de Deus segundo a sua ótica...

David de Oliveira escreveu:A Aliança que Deus fez para a humanidade não tem nada a ver com essas leis más! Jesus já era um projeto de Deus muito antes de a nação israelita aparecer na face da terra.
Jesus já era um projeto de Deus antes da fundação do mundo, sendo que PASSAR PELA LINHAGEM DE ISRAEL estava no projeto! Se Deus projetou tudo conhecendo cada etapa do projeto é claro que Ele sabia das leis más também...

David de Oliveira escreveu:Quando Deus jurou a promessa para a humanidade,  não havia ninguém para que ele jurasse.
Isto sim não tem nada a ver com o que está sendo discutido aqui...

Dizer que é ladainha é fácil. Quero ver explicar porque Deus usou a sombra do sacrifício de animais para redimir a humanidade através do sacrifício do seu próprio filho Jesus e ainda explicar porque Jesus aceitou morrer dessa morte se os sacrifícios não são uma ordem de Deus segundo a sua ótica...




Esse negócio de “sombra” é um eufemismo dirigido aos judeus, e o pior é que quem não é judeu, se apega tanto a essa linguagem esquecendo-se que “sombra” não é nada!  




Jesus já era um projeto de Deus antes da fundação do mundo, sendo que PASSAR PELA LINHAGEM DE ISRAEL estava no projeto! Se Deus projetou tudo conhecendo cada etapa do projeto é claro que Ele sabia das leis más também...


A linhagem de Israel não vale nada! Eu não tenho nada a ver com ela, exceto somente a semente de Abraão.




David de Oliveira escreveu:
Quando Deus jurou a promessa para a humanidade,  não havia ninguém para que ele jurasse.

Isto sim não tem nada a ver com o que está sendo discutido aqui...
 


Tem absolutamente tudo! Tudo! Tudo! A ver!
Quando Deus nos deu a promessa não havia “leis ruins”, Israel, descendência humanas etc. etc. etc....



Essas pessoas que não querem largar a linguagem literal do Velho Testamento São judaizantes e não sabem. Aceitar essa linguagem é aceitar disfarçadamente o judaísmo. Não tenho nada contra só não me venham obrigar a aceitá-la, que aqui não tem nenhuma condições mesmo!  :chapeu: 
Tudo o que eu digo está lá no Novo Testamento. Não inventei nada. E olha que eu não sou judaizante!

O que aquele povo é e o que aquele povo foi não importa nada para a minha salvação. Mas há fatos inegáveis quanto a relação de Deus com Israel. Gostando ou não, a verdade é que TODAS AS PROFECIAS que falam de Jesus estão no Antigo Testamento e NÃO HOUVE QUALQUER OUTRO POVO em qualquer era pelo qual Deus anunciasse a Jesus:

"Quão formosos são, sobre os montes, os pés do que anuncia as boas novas, que faz ouvir a paz, do que anuncia o bem, que faz ouvir a salvação, do que diz a Sião: O teu Deus reina!" Isaías 52:7.

Se você parasse só até aí, até que eu concordaria contigo (com um pé atrás), mas dizer baboseiras de Deus para não questionar o Velho Testamento... Peraí...


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8359
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por Diego Lisboa em Qui 30 Jan 2014, 4:49 pm

silvamelo escreveu:
Diego Lisboa escreveu:e falando em Jesus ele questionou instituições humanas, fazendo exegese dos textos percebe-se Silvamelo....
Não disse que Jesus "não questionou instituições humanas", eu disse que ele não combateu. Foi ele mesmo quem disse:

"O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui." João 18:36.

O texto que foi citado é de referência no julgamento de Jesus perante pilatos se não me  engano, no presente está: "pelejariam os meus servos para que eu não fosse entregue", combate físico não houve, mas existe muita controversa em torno da questão... Mas Jesus combateu com suas palavras analisando os textos evangélicos percebe-se até mesmo a concepção de reino de Deus ou reino dos céus, por exemplo, os evangelista fazem paradoxos do reino de Deus que integra pessoas na sociedade, na religião e culturalmente com a concepção das instituições que de vez em incluir, excluem de acordo com o legalismo do judaísmo e suas visões naquele tempo, até o reino de César é confrontado pela mensagem de Jesus, o reino de Deus é cura, inclusão social, boas-novas no grego é "evvangelion" termo utilizado bem antes no mundo greco-romano para denotar a notícia que o porta-voz trazia quando tinha uma guerra e obtinha-se vitórias, ou seja, evangelho para eles é notícia vinculada a sangue, guerra e morte, para os evangelista é vida e mostram isso em Jesus, no sermão do monte quando diz que são bem-aventurados o texto mais próximo é de Lucas, que aponta para os marginalizados e oprimidos pelos impostos e espoliação de roma, com o reino de Deus o consolo chega, acaba a injustiça social, econômica e religiosa da cultura judaica...

Diego Lisboa
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 10
flag : Brasil
Data de inscrição : 27/01/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que a bíblia não condena a escravidão em nenhum momento?

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 3:52 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum