.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
Quem está conectado
22 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 22 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Dom 05 Jan 2014, 8:38 am

Bom dia a todos, graça e paz da parte de Deus nosso Pai e da do Nosso Senhor Jesus Cristo!

Agora que tem essa parte própria para o Espiritismo vou iniciar uma série de artigos tratando especificamente do tema divindade de Cristo no Espiritismo. Quais os argumentos usados para negar-lhe a divindade.

Atenção: Esse tópico é para mostrar o que o Espiritismo diz sobre o assunto e o que a Bíblia e as fontes extra bíblicas também dizem. Mas tudo voltado ao ensinamento espírita sobre esse tema.

O objetivo é: Dialogar com os espíritas e orientar os cristãos evangélicos no sentido de saberem o que o Espiritismo ensina sobre isso.

Então vou pedir e orientar algumas coisas:

1) Se você não é espírita e não acredita que Jesus é Deus, crie outro tópico para falar sobre isso. Até porque faço perguntas específicas voltadas ao Espiritismo. Sendo assim quem professa essa fé está teoricamente mais habilitado para respondê-las, pois elas se voltam para a Codificação Espírita (livros escritos por Allan Kardec).

2) Se você é evangélico ou até mesmo católico fique à vontade para conversar sobre isso.

3) Unicistas e Unitarianos podem criar outro tópico.

4) Foque no cerne da questão: Divindade de Cristo x Espiritismo

5) Qualquer desvio do foco vou pedir para a moderação editar e retirar postagens que nada tenham a ver com o tema.

6) Se você é espírita tenha a liberdade de expor suas argumentações.

7) O alvo é tratar esse tema dentro da ótica espírita.

8) Não posso estar frequente aqui, mas terei o cuidado de ser assídua nesse debate.


9) Caso tenha algum espírita que queira conversar diretamente comigo nesse tópico, pedirei à moderação que limite o debate entre nós.

10) Conto com a colaboração de todos.

obs.: Essa série de artigos está no meu blog.


Última edição por Sarah em Dom 05 Jan 2014, 9:16 am, editado 4 vez(es) (Razão : correção)

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Dom 05 Jan 2014, 8:45 am

O Espiritismo diz: Jesus não é Deus - Parte 1 (As fontes Escritas)


Jesus é Deus ou não? Essa série de  artigos vai abordar o ensino espírita sobre a natureza dele. A gente vai analisar os argumentos usados pelo Espiritismo para “provar” que Ele é apenas uma criatura. Tal ensinamento está em “Estudo sobre a  Natureza do Cristo” no livro  Obras Póstumas (OP) - Primeira Parte, pags. 147- 187, FEB.
 
Essa parte do livro é muito curiosa. Existe muita omissão tanto de informação  como  de citações bíblicas. São usadas passagens que tratam da humanidade de Cristo esquecendo-se daquelas que falam claramente de sua divindade absoluta. Também não se mencionam as fontes incidentais, paralelas que abordam a pessoa de Cristo no contexto da Igreja primitiva.  Bom, vamos lá:

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Dom 05 Jan 2014, 9:00 am

A) As fontes escritas: “FONTES DAS PROVAS SOBRE A NATUREZA DO CRISTO” (OP, pag 147, FEB)
 
Um dos argumentos nesse ponto fala que os Pais da Igreja chegaram num consenso e através dele “determinaram” a deidade de Cristo com base na “apreciação pessoal”.  Essa declaração é  distante da realidade, pois há passagens na própria Bíblia que falam sobre a divindade de Jesus. Elas são bem anteriores ao Concílio de Nicéia realizado em 325 dC.
 
Citarei algumas referências: João 1.1-3; 20.28; Mateus 28.18; as passagens onde Jesus recebe adoração: Mateus 8.2; 9.18; 14.33; 15.25; Marcos 15.19; João 9.38.
 
É dito ainda: “Nada, pois, de concludente exprime o acordo dos Pais da Igreja, visto que formam uma unanimidade arranjada a dedo, mediante a eliminação dos elementos contrários” (OP, pag 149, FEB, grifo nosso).



Que elementos contrários foram eliminados? Os que  falam da tal “conspiração” não sabem citar as fontes  de onde tais coisas foram supostamente “retiradas” . Dessa forma ficam algumas perguntas:

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Dom 05 Jan 2014, 9:02 am

1) O Espiritismo se baseou na Bíblia para se posicionar como a 3ª revelação de Deus aos homens, sendo Moisés a primeira, descrita no Antigo Testamento e Jesus a segunda, descrita no Novo Testamento (O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap 1, nº 6). Sendo assim, como a 3ª revelação poderia ter vindo da 1ª e 2ª que estão justamente na Bíblia  a qual o Espiritismo alega estar “adulterada”?

2) Se a Bíblia está alterada, isso quer dizer que o “Evangelho Segundo o Espiritismo” foi baseado nos evangelhos que foram “adulterados”?

3) Quais passagens retiradas pela Igreja foram colocadas no lugar no “Evangelho Segundo o Espiritismo”?

4) E em quais manuscritos não alterados os Espíritos e Kardec se basearam para escrever o “Evangelho Segundo o Espiritismo”? Afinal de contas, já que eles falaram sobre mudanças nos textos bíblicos  “devem” ter usado fontes exatas, sem nenhuma alteração!
 
5 ) Onde estão as fontes alteradas e as não alteradas para se fazer um cruzamento de informações? Quando elas estão datadas?
 
A Igreja Católica não teve posse de todos os manuscritos bíblicos existentes, dessa forma tem como se cruzar informações. Além disso, uma doutrina bíblica é repetida em diversas partes de modo que para se mexer em uma doutrina terá que ter mexido em várias partes da Bíblia, do manuscrito. E onde estão essas provas com todas as mudanças relacionadas às doutrinas? Esse é um problemão para aqueles que tentam negar a autenticidade da Bíblia!

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Dom 05 Jan 2014, 9:06 am

b) A opinião dos Apóstolos:

 

O livro diz: “Todos os escritos posteriores, sem exclusão dos de S. Paulo, são apenas, e não podem deixar de ser, simples comentários ou apreciações, reflexos de opiniões pessoais, muitas vezes contraditórias, que, em caso algum, poderiam ter a autoridade da narrativa dos que receberam diretamente do Mestre as instruções” (OP, pag 148, FEB, grifo nosso).

 

O problema nessa declaração acima é que as pessoas que receberam diretamente a instrução do Mestre falaram de forma clara sobre a divindade dele!  Talvez isso tenha passado despercebido aos olhos de Allan Kardec.

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Dom 05 Jan 2014, 9:08 am

E tanto Paulo como os evangelistas tinham o mesmo pensamento. Portanto, não há opinião contraditória entre eles.
 
Suas considerações não foram elaboradas posteriormente como se os próprios apóstolos que conviveram diretamente com Jesus não acreditassem em Sua deidade.
 
O apóstolo Paulo diz algo muito interessante em1 Coríntios 15. 3 “Porque primeiramente  vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras” (...); depois diz que Ele apareceu aos apóstolos e posteriormente a ele (Paulo) também.
 
As cartas paulinas  são anteriores aos evangelhos.  E Paulo estava transmitindo a tradição oral de forma bem consolidada do modo como ele havia recebido dos apóstolos. Ele teve contato direto com eles. Conferir: Atos 15; Gl 1.18; 2.9; 1 Co 9.5; 15.5.
 
“Isso levou Paulo e Barnabé a uma grande contenda e discussão com eles. Assim, Paulo e Barnabé foram designados, junto com outros, para irem a Jerusalém tratar dessa questão com os apóstolos e com os presbíteros.” Atos 15:2

“Havendo grande debate, Pedro tomou a palavra e lhes disse: Irmãos, vós sabeis que, desde há muito, Deus me escolheu dentre vós para que, por meu intermédio, ouvissem os gentios a palavra do evangelho e cressem.”  Atos 15.7

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Dom 05 Jan 2014, 9:09 am

Outro ponto que precisa ser considerado são as fontes incidentais. Onde pessoas não cristãs relatam o comportamento dos cristãos em relação ao próprio Cristo. Plínio, o Jovem, por exemplo, em correspondência ao Imperador Trajano diz que os costumes dos cristãos eram: reunir num dia determinado  antes do amanhecer, cantavam hinos a Jesus tratando-o como Deus. Essa carta (Epist. lib. X, 96) é muito importante pois nos mostra o tipo de crença que os cristãos primitivos tinham em Jesus. Ela é de aproximadamente 111 d.C.
 
Agora  examine uma coisa, se o  que os apóstolos falaram  são apenas opiniões pessoais, e olha que eles conviveram com Jesus!  O que dizer então das “opiniões pessoais de Kardec” elaboradas cerca de mil e oitocentos anos depois de Jesus ?

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Dom 05 Jan 2014, 9:11 am

Se o que apóstolos disseram não é válido para consolidar um ensinamento, pelo mesmo motivo o que Kardec disse não tem valor algum, é apenas um mero conceito pessoal dele. De alguém que viveu séculos e séculos depois de Cristo. E como Kardec não conviveu pessoalmente com Jesus, assim como os discípulos conviveram, é bem melhor ficarmos com as palavras das verdadeiras testemunhas oculares: Os apóstolos!
 
“Porque não vos fizemos saber a virtude e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, seguindo fábulas artificialmente compostas; mas nós mesmos vimos a sua majestade.” 2 Pedro 1:16


********************** FIM **********************

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Ter 14 Jan 2014, 8:36 pm

Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 2 (Os Milagres de Cristo)
 
Nessa parte examinaremos como os milagres feitos por Jesus foram desclassificados como atos sobrenaturais divinos. Foram reduzidos a uma condição “normal” e explicável pelo Espiritismo.  Serão apresentadas algumas  objeções do livro Obras Póstumas (OP). Vamos notar que elas não tem fundamento algum.
 
“OS MILAGRES PROVAM A DIVINDADE DO CRISTO?” (OP, pag. 150, FEB)
 
Objeção 1: Divindade firmada pelos milagres
 
Lemos o seguinte: “Segundo a Igreja, a divindade do Cristo está firmada pelos milagres” (OP, pag. 150, grifo nosso).

Resposta: Essa declaração está errada. Pois a deidade de Cristo está firmada não  apenas  pelos milagres, mas em Sua pessoa, vida e obra. Jesus apresentou todos os atributos que somente Deus pode ter (onisciência: Jo 2.24,25; 16.30; Mc 9.34,35; onipresença: Mt 18.20; 28.20; onipotência: Mt 28.18; Ap 1.8; 3.7 e etc).


Última edição por Sarah em Ter 14 Jan 2014, 8:40 pm, editado 1 vez(es) (Razão : grafia)

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Ter 14 Jan 2014, 8:38 pm

Objeção 2: Imitação fraudulenta
 
O livro diz:  “Esta consideração pode ter tido certo peso numa época em que o maravilhoso era aceito sem exame; hoje, porém, que a Ciência levou suas investigações até às leis da Natureza, há mais incrédulos do que crentes nos milagres, para cujo descrédito não contribuíram pouco o abuso das imitações fraudulentas e a exploração que dessas imitações se há feito.” (OP, pag. 150, grifo nosso).
 
Resposta: Embora a afirmação acima tente induzir o pensamento de que a Ciência tem levado as pessoas desacreditarem nos milagres não é isso o que vemos por aí. A população dos que acreditam ainda é maior  que a dos incrédulos.
 
E no meio científico há cientistas teístas e ateus. É uma afirmação sem sentido falar que a Ciência tem levado as pessoas à incredulidade. Através dela muitos tem se tornado cristãos como o ex-ateu Francis Collins, cientista e diretor do Projeto Genoma. Ele escreveu um livro chamado “A Linguagem de Deus”. Nessa obra ele mostra como deixou de ser ateu para se tornar um cristão!
 
Quanto às imitações fraudulentas, não se pode esquecer que o próprio Allan Kardec  falou sobre as fraudes espíritas! Relatou sobre o charlatanismo no Espiritismo. Isso nos mostra que existem pessoas que também agem de má fé dentro do Espiritismo, sendo assim, até ele está em descrédito!  Confira: Médiuns sonambulínicos que usam suas faculdades de modo lucrativo (O Livro dos Médiuns, nº 312);  Médiuns charlatães (LM, nº 314) e Médiuns  trapaceiros (LM, nº 317).

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Ter 14 Jan 2014, 8:41 pm

Objeção 3: Fé nos milagres foi destruída pelo mau uso
 
“A fé nos milagres foi destruída pelo próprio uso que deles fizeram, donde resultou que muitas pessoas consideram agora os do Evangelho como puramente lendários.” (OP, pag. 150).
 
Resposta: Se formos usar o mesmo parâmetro a conclusão é mesma sobre Espiritismo. Se as comunicações mediúnicas sofrem interferências de ações trapaceiras  dos médiuns, como vimos na objeção 2, então a doutrina espírita  foi destruída pela própria declaração das fraudes que também acontecem em seu meio.

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Ter 14 Jan 2014, 8:43 pm

Objeção 4: Milagres não é exclusivo do Cristianismo
 
Outra consideração não menos grave é a de que os fatos milagrosos não constituem privilégio exclusivo da religião cristã. Não há, com efeito, religião alguma, idólatra ou pagã, que não tenha seus milagres tão maravilhosos e tão autênticos para os respectivos adeptos, quanto os do Cristianismo. E a Igreja se privou do direito de os contestar, desde que atribuiu às potências infernais o poder de os operar.” (OP, pag. 151).
 
Resposta: De fato não acontece somente na religião cristã. Em outras crenças podem acontecer, mas não do jeito realizado por Jesus. Não tem comparação! Qual outra religião teve um líder que ressuscitou mortos? Qual outra fez o mesmo que Ele?
 
E existe também  uma grande diferença: a procedência. Nem o Espiritismo acredita que qualquer comunicação do além tem origem divina. Dizem que os maus espíritos podem se passar por bons espíritos e usar os nomes deles. Afirma também que é preciso ter cautela (O Livro dos Espíritos, Introdução, item 12, FEB).
 
No caso de Jesus ele  era Deus. Veio de Deus, o Pai. Portanto a origem de seus milagres estava baseada na sua autoridade como o Filho de Deus (Jo 10.25). Outra observação importante é que na escala do que aconteceu com Jesus não há igual. Mortos foram ressuscitados. Centenas de pessoas foram alimentadas pela multiplicação milagrosa dos pães e peixes e assim muitos outros milagres incomparáveis (Mt 12.22; Mt 15.32-39; Lc 7.11-15; Jo 9.1-7).

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Ter 14 Jan 2014, 8:44 pm

Objeção 5: Magnetismo e Espiritismo explicam os milagres:
 
“A possibilidade da maioria dos fatos que o Evangelho cita como operados por Jesus se acha hoje completamente demonstrada pelo Magnetismo e pelo Espiritismo, como fenômenos naturais. Pois que eles se produzem às nossas vistas, quer espontaneamente, quer quando provocados, nada há de anormal em que Jesus possuísse faculdades idênticas às dos nossos magnetizadores, curadores, sonâmbulos, videntes, médiuns, etc.” (OP, pag. 153, grifo nosso).
 
 
Resposta: Como o magnetismo explica a multiplicação dos pães e peixes, como explica a ressurreição dos mortos? Se, como disse o codificador Kardec: “Pois que eles se produzem às nossas vistas” porque ele mesmo nunca multiplicou pães à vista de todos para alimentar  multidões de pessoas? Porque nunca ressuscitou os mortos? Porque não curou os leprosos? Ninguém nunca o viu demonstrar essas coisas, nem mesmo pelo magnetismo.
 
Quanto ao Espiritismo, como foi comprovado cientificamente a existência do perispírito? Do espírito? De quais elementos orgânicos são compostos? A ciência já detectou partículas pequeníssimas. O átomo, por exemplo, mede menos de um centésimo de bilionésimo de metro. Não seria difícil para a mesma ciência detectar os espíritos, os perispíritos e classificar-lhes os elementos de que são constituídos. Se são naturais isso pode ser feito sem problema algum, mas se não podem ser detectados materialmente entram  no campo do sobrenatural.
 
O curioso disso tudo é que Kardec disse que o Espiritismo não é da alçada da Ciência. Que os fenômenos espíritas não se investigam de forma material científica. Que tais fenômenos acontecem em exclusão às leis da humanidade (O Livro dos Espíritos, introdução, item 7). Sendo assim as contradições na própria Codificação não param. Vejamos:
 
 
 
a Ciência propriamente dita, é, pois, como Ciência, incompetente para se pronunciar na questão do Espiritismo: não tem que se ocupar com isso e qualquer que seja seu julgamento, favorável ou não, nenhum peso poderá ter. O Espiritismo é o resultado  de uma convicção pessoal, que os sábios, como indivíduos, podem adquirir, abstratação feita da qualidade de sábios. (...) Vedes que o Espiritismo não é da alçada da Ciência.” (LE, Introdução, item 7, FEB,  grifo nosso).

O contraditório disso tudo é que Kardec tentou invalidar os milagres de Jesus como sobrenaturais argumentando que a Ciência demonstrou que os milagres “são naturais”. Kardec apelou até para o magnetismo para explicá-los!
 
Porém, o próprio Kardec nunca conseguiu provar cientificamente que os milagres de Jesus foram naturais. Ele não usou o magnetismo para curar os cegos, multiplicar alimentos, ressuscitar mortos, andar em cima da água. Isso nos mostra que os milagres de Jesus não são explicados pela Ciência material. Eles são divinos, sobrenaturais.
 
Agora quando essa mesma Ciência não consegue também explicar os fenômenos espíritas, o codificador já muda o discurso: “O Espiritismo não é da alçada da Ciência”.  Ora, se o Espiritismo fosse tão natural poderia ser comprovado cientificamente, mas como não é  e  Kardec viu que não tinha como provar que sua crença era “cientifica” começou então a falar que o Espiritismo é uma convicção pessoal, não é da competência da Ciência.  O fato é que  ele ficou bem enrolado com suas contradições!

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Ter 14 Jan 2014, 8:46 pm

Objeção 6:  Milagres de Jesus devem ser riscados
 
“Importa, pois, se risquem os milagres do rol das provas sobre que se pretende fundar a divindade da pessoa do Cristo.” (OP, pag. 154).
 
Resposta: Riscar os milagres? Repito. O próprio Espiritismo não consegue comprovar de forma científica suas crenças, como vimos na objeção 5, e como ainda queria que eles fossem riscados como prova da divindade de Cristo?
 
Kardec  disse que Jesus fazia a mesma coisa que os sonâmbulos, videntes, magnetizadores. Veja que afirmação mais comprometedora! Alguém já viu um sonâmbulo andando por aí multiplicando pães? Ou um magnetizador ressuscitando mortos? Ou um vidente andando por cima da água? Nem Kardec fez nada do que Cristo fez. Se ele tivesse feito poderia até falar: “olha risquem os milagres, pois eu fiz o mesmo na presença de todos vocês através do magnetismo”, mas não há registro de que o codificador espírita tenha feito o mesmo que Jesus.
 
Portanto, declarações sem sentido como as que acabamos de ver é que devem ser riscadas, e  não os milagres feitos pelo Senhor Jesus Cristo!
 
*****************************FIM da Parte 2*************************

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por rbarros em Ter 14 Jan 2014, 9:25 pm

Sarah escreveu:Outro ponto que precisa ser considerado são as fontes incidentais. Onde pessoas não cristãs relatam o comportamento dos cristãos em relação ao próprio Cristo. Plínio, o Jovem, por exemplo, em correspondência ao Imperador Trajano diz que os costumes dos cristãos eram: reunir num dia determinado  antes do amanhecer, cantavam hinos a Jesus tratando-o como Deus. Essa carta (Epist. lib. X, 96) é muito importante pois nos mostra o tipo de crença que os cristãos primitivos tinham em Jesus. Ela é de aproximadamente 111 d.C.
 
Agora  examine uma coisa, se o  que os apóstolos falaram  são apenas opiniões pessoais, e olha que eles conviveram com Jesus!  O que dizer então das “opiniões pessoais de Kardec” elaboradas cerca de mil e oitocentos anos depois de Jesus ?
Desculpe a intromissão, pode apagar se quiser, mas...

Dos evangelistas considerados canônicos, TRÊS não conheceram Jesus: Mateus, Marcos e Lucas. Paulo então, nem se fala!

Apenas João - se é que o que temos é de João mesmo - conviveu pessoalmente com o Mestre.

Ainda assim, da totalidade dos escritos sobre Jesus, de punho de seus próprios discípulos, 90% foi condisderado apócrifo - e relegado ao esquecimento.

Eu juro que não entendo vocês religiosos - cristão evangelistas principalmente. O Mestre prometeu o Consolador, aquele que viria futuramente para esclarecer e consolar os seguidores cristãos - e quem mais quiser ouvir - e vocês o rejeitam! Se fosse um homem, aposto como pregariam na cruz, como fizeram com Jesus...

Consolador Prometido
por Allan Kardec

 

            3 – Se me amais, guardai os meus mandamentos. E eu rogarei ao Pai, e Ele vos dará outro consolador, para que fique eternamente convosco, o Espírito da Verdade, a quem o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece. Mas vós o conhecereis, porque ele ficará convosco e estará em vós. – Mas o Consolador, que é o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito. (João, XIV: 15 a 17 e 26)


            4 – Jesus promete outro consolador: é o Espírito da Verdade, que o mundo ainda não conhece, pois que não está suficientemente maduro para compreendê-lo, e que o Pai enviará para ensinar todas as coisas e para fazer lembrar o que Cristo disse. Se, pois, o Espírito da Verdade deve vir mais tarde, ensinar todas as coisas, é que o Cristo não pode dizer tudo. Se ele vem fazer lembrar o que o Cristo disse, é que o seu ensino foi esquecido ou mal compreendido.

            O Espiritismo vem, no tempo assinalado, cumprir a promessa do Cristo: o Espírito da Verdade preside ao seu estabelecimento. Ele chama os homens à observância da lei; ensina todas as coisas, fazendo compreender o que o Cristo só disse em parábolas. O Cristo disse: “que ouçam os que têm ouvidos para ouvir”. O Espiritismo vem abrir os olhos e os ouvidos, porque ele fala sem figuras e alegorias. Levanta o véu propositalmente lançado sobre certos mistérios, e vem, por fim, trazer uma suprema consolação aos deserdados da Terra e a todos os que sofrem, ao dar uma causa justa e um objetivo útil a todas as dores.

            Disse o Cristo: “Bem-aventurados os aflitos, porque eles serão consolados”. Mas como se pode ser feliz por sofrer, se não se sabe por que se sofre?

            O Espiritismo revela que a causa está nas existências anteriores e na própria destinação da Terra, onde o homem expia o seu passado. Revela também o objetivo, mostrando que os sofrimentos são como crises salutares que levam à cura, são a purificação que assegura a felicidade nas existências futuras. O homem compreende que mereceu sofrer, e acha justo o sofrimento. Sabe que esse sofrimento auxilia o seu adiantamento, e o aceita sem queixas, como o trabalhador aceita o serviço que lhe assegura o salário. O Espiritismo lhe dá uma fé inabalável no futuro, e a dúvida pungente não tem mais lugar na sua alma. Fazendo-o ver as coisas do alto, a importância das vicissitudes terrenas se perde no vasto e esplêndido horizonte que ele abarca, e a perspectiva da felicidade que o espera lhe dá a paciência, a resignação e a coragem, para ir até o fim do caminho.

            Assim realiza o Espiritismo o que Jesus disse do consolador prometido: conhecimento das coisas, que faz o homem saber de onde vem, para onde vai e porque está na Terra, lembrança dos verdadeiros princípios da lei de Deus, e consolação pela fé e pela esperança.


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Ter 14 Jan 2014, 9:47 pm

Boa noite, rbarros, graça e paz,

Primeiramente,  o Outro Consolador não é  o Espiritismo, mas sim o Espírito Santo. Segundamente, sua argumentação de que 3 não conheceram Jesus não é correta, pois Mateus foi discípulo direto de Jesus, e Paulo teve contato com eles, os apóstolos!

"Paulo nem se fala"? Oras... se ele que conviveu com os apóstolos diretos de Cristo vc diz que "nem se fala" tentando desprezar sua obra, imagina então Kardec mais 1800 anos depois? 

'vcs o rejeitam", mas é claro que sim! Qualquer cristão que crê na Bíblia não pode crer que o Espiritismo seja o outro consolador prometido na Bíblia. "A promessa do Pai" se cumpriu em Pentecostes e não 1800 anos depois na França.

Agora esse comentário de que "se fosse um homem pregariam na cruz"...é muito exagerado.

Kardec falou mal de outras religiões, inclusive do Catolicismo. Disse que o Espiritismo iria converter toda a humanidade e que TODOS vão girar em torno do Espiritismo. Palavras bem excludentes quanto a outras crenças.

Agora aqui cabem aquelas perguntas que fiz na parte 1 :

1) O Espiritismo se baseou na Bíblia para se posicionar como a 3ª revelação de Deus aos homens, sendo Moisés a primeira, descrita no Antigo Testamento e Jesus a segunda, descrita no Novo Testamento (O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap 1, nº 6). Sendo assim, como a 3ª revelação poderia ter vindo da 1ª e 2ª que estão justamente na Bíblia  a qual o Espiritismo alega estar “adulterada”?

2) Se a Bíblia está alterada, isso quer dizer que o “Evangelho Segundo o Espiritismo” foi baseado nos evangelhos que foram “adulterados”?

3) Quais passagens retiradas pela Igreja foram colocadas no lugar no “Evangelho Segundo o Espiritismo”?

4) E em quais manuscritos não alterados os Espíritos e Kardec se basearam para escrever o “Evangelho Segundo o Espiritismo”? Afinal de contas, já que eles falaram sobre mudanças nos textos bíblicos  “devem” ter usado fontes exatas, sem nenhuma alteração!
 
5 ) Onde estão as fontes alteradas e as não alteradas para se fazer um cruzamento de informações? Quando elas estão datadas?

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por gusto em Qua 15 Jan 2014, 8:57 pm

Não são só espíritas, Sarah.

Há muitos "crentes" que também dizem que Jesus não é Deus.

Se Ele não é o Pai, não é Deus, pois há um só Deus.

gusto
Antares
Antares

Número de Mensagens : 10550
Idade : 47
Localização : Ponta Grossa Pr
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/08/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por rbarros em Qua 15 Jan 2014, 10:10 pm

Sarah escreveu:Boa noite, rbarros, graça e paz,

Boa noite, Sarah!

Primeiramente,  o Outro Consolador não é  o Espiritismo, mas sim o Espírito Santo.

Em quê o Espirito Santo vos consola? Em que vos instrui?

O Espiritismo é uma doutrina consoladora por excelência - quem tem parentes mortos deveria beber de suas águas...


Segundamente, sua argumentação de que 3 não conheceram Jesus não é correta, pois Mateus foi discípulo direto de Jesus,

Pelo pouco que sei, tanto o evangelho de Mateus quanto o de Lucas são cópias mal-feitas do evangelho de Marcos - que por sua vez não foi um dos doze de Jesus. 

... e Paulo teve contato com eles, os apóstolos! "Paulo nem se fala"? Oras... se ele que conviveu com os apóstolos diretos de Cristo vc diz que "nem se fala" tentando desprezar sua obra, imagina então Kardec mais 1800 anos depois? 

Os apóstolos mal compreenderam os ensinamentos do Mestre, que precisava sempre lhes falar por parábolas para que pudessem entender um mínimo do que falava.

Kardec teve a inspiração do Espírito de Verdade, além de muitas psicografias.


'vcs o rejeitam", mas é claro que sim! Qualquer cristão que crê na Bíblia não pode crer que o Espiritismo seja o outro consolador prometido na Bíblia. "A promessa do Pai" se cumpriu em Pentecostes e não 1800 anos depois na França.

Novamente vos pergunto: onde o E.S. vos consola? Onde vos ensina, onde vos faz lembrar de tudo que disse Jesus, uma vez que João o evangelista nos diz que "Há, porém, ainda muitas outras coisas que Jesus fez; e se cada uma das quais fosse escrita, cuido que nem ainda o mundo todo poderia conter os livros que se escrevessem." (João 21:25)?

Agora esse comentário de que "se fosse um homem pregariam na cruz"...é muito exagerado.

Sim, há exagero da minha parte, mas que este homem sofreria perseguições por vossa parte, isto é evidente, uma vez que todos os que tentam vos mostrar a verdade o é.

Kardec falou mal de outras religiões, inclusive do Catolicismo. Disse que o Espiritismo iria converter toda a humanidade e que TODOS vão girar em torno do Espiritismo. Palavras bem excludentes quanto a outras crenças.

Kardec não falou mal de outras religiões, talvez apenas tenha apontado seus ERROS de interpretação da doutrina cristã.

Agora aqui cabem aquelas perguntas que fiz na parte 1 :

1) O Espiritismo se baseou na Bíblia para se posicionar como a 3ª revelação de Deus aos homens, sendo Moisés a primeira, descrita no Antigo Testamento e Jesus a segunda, descrita no Novo Testamento (O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap 1, nº 6). Sendo assim, como a 3ª revelação poderia ter vindo da 1ª e 2ª que estão justamente na Bíblia  a qual o Espiritismo alega estar “adulterada”?

Kardec e os Espíritos comunicantes, inspirados pelo Espirito de Verdade, fizeram uma RELEITURA de alguns trechos dos evangelhos, dando um sentido mais amplo e mais condizente com a figura de Jesus e sua doutrina de amor incondicional. Doutrina esta mal-compreendida já a partir de seus discípulos e muito menos compreendida pelos que - como Paulo - vieram a seguir.

2) Se a Bíblia está alterada, isso quer dizer que o “Evangelho Segundo o Espiritismo” foi baseado nos evangelhos que foram “adulterados”?

Mesma resposta acima.

3) Quais passagens retiradas pela Igreja foram colocadas no lugar no “Evangelho Segundo o Espiritismo”?

Não creio que tenham sido "retiradas" passagens bíblicas, mas sim mal-interpretadas e mal-retransmitidas.

4) E em quais manuscritos não alterados os Espíritos e Kardec se basearam para escrever o “Evangelho Segundo o Espiritismo”? Afinal de contas, já que eles falaram sobre mudanças nos textos bíblicos  “devem” ter usado fontes exatas, sem nenhuma alteração!

Ainda uma questão de interpretação das Escrituras, não necessariamente vinda de textos ocultados.
 
5 ) Onde estão as fontes alteradas e as não alteradas para se fazer um cruzamento de informações? Quando elas estão datadas?

Mesma resposta acima.

Acredito mesmo que todo aquele que se diz cristão deveria estudar o Espiritismo, sem preconceitos, para entender melhor a Vida, a Morte e a própria doutrina de Jesus. Afinal, Ele nos prometeu o Consolador para que entendêssemos melhor as suas palavras, não?


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por rbarros em Qua 15 Jan 2014, 10:13 pm

gusto escreveu:Se Ele não é o Pai, não é Deus, pois há um só Deus.

Por quê? 

Por que Jesus tem que ser necessariamente Deus?

Há muitas passagens evangélicas em que Jesus se diz apartado do "Pai" (e há outras que dizem o contrário, eu sei), para mim é perfeitamente normal que Jesus seja um e o "Pai", outro.

Podes me explicar?


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Dom 26 Jan 2014, 2:10 pm

Boa tarde, graça e paz a todos!

Bem rabrros, teve um desvio de assunto. Portanto, criarei outro tópico sobre o Espiritismo e o Outro Consolador, senão vai ficar uma salada. Aqui o tema em pauta é Espiritismo e divindade de Cristo.
 
Vamos ficar atentos a isso.
 
Grata pela compreensão.

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Dom 26 Jan 2014, 2:11 pm

Graça e paz, Gusto,



Sim, “crentes” em outra coisa!

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Dom 26 Jan 2014, 2:12 pm

O Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 3 (As Palavras de Jesus provam sua divindade?)
 
Sim! As palavras de Jesus provam sua divindade! Nesse artigo vamos examinar como o Espiritismo tenta desacreditar a deidade de Cristo usando parcialmente certas passagens bíblicas (muitas foram citadas, mas as duas abaixo, destacadas em vermelho,  resumem toda a argumentação que é repetidamente usada). E como o livro Obras Póstumas não tem o hábito de analisar profundamente o contexto dessas citações bíblicas, vamos fazer isso agora.
 
Objeção 1: “Se Jesus, ao morrer, entrega sua alma às mãos de Deus, é que ele tinha uma alma distinta de Deus, submissa a Deus. Logo, ele não era Deus”. (OP, pag 163, FEB) grifo nosso
 
Resposta: Jesus entregou sua alma a Deus, o Pai, portanto continuou sendo Deus Filho da mesma forma! A palavra Deus na Bíblia se refere tanto ao Pai (1 Co 8.4,6; Ef 4.6  ); ao Filho (Jo 1.1; 20.28; Fp 2.6; Hb 1.8,9 ) e ao Espírito Santo (At 5.3,4; 7.51 compare com o  Sl 78.18,19). O problema dos Unitarianos (Espíritas, Testemunhas de Jeová e etc) é que confundem as três Pessoas. Acreditam que a palavra Deus se refere somente ao Pai e quando vêem passagens como a citada em OP não sabem diferenciar sobre quem o texto está falando e por isso fazem confusão.

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Dom 26 Jan 2014, 2:13 pm

Objeção 2: “Noutro capítulo, dirigindo-se a seus discípulos, diz: “Nesse dia, reconhecereis que estou em meu Pai e vós em mim e eu em vós.” (S. João, 14:20.) Destas palavras, não há concluir-se que Deus e Jesus são uma única entidade, pois, de outro modo, também se teria de concluir, das mesmas palavras, que os apóstolos e Deus eram um”. (OP, pag 166, FEB) grifo nosso
 
Resposta: Mas nessa passagem Jesus não está dizendo que Ele e o Pai são uma mesma pessoa.  Ele estava se referindo a união de propósitos, pensamentos e atitudes. Ele falou estou e não sou o Pai: “estou em meu Pai e vós em mim e eu em vós”. Cristo não disse eu sou o Pai. Dá para notar a diferença?

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Dom 26 Jan 2014, 2:14 pm

Filho de Deus
 
Diferentemente de João 14.20, Jesus em  João 10.30 usou a expressão  “Eu e o Pai somos um”, e o  modo como foi dito por Ele é totalmente singular.  Disse claramente: “tudo o que o Pai faz eu faço igualmente” (Jo 5.19). Em momento algum  Cristo disse: “Os apóstolos e o Pai são um”, e muito menos: “O que o Pai faz os apóstolos fazem igualmente”.
 
Observando ainda que quando Jesus diz “eu e o Pai somos um” os judeus quiseram apedrejá-lo, e Ele pergunta: “por qual obra me apedrejais?”; os judeus respondem: “por obra alguma, mas pela blasfêmia porque sendo tu homem te fazes Deus a ti mesmo” (Jo 10.32,33). Tamanha acusação por parte dos judeus é porque no entendimento judaico a expressão filho significa participação e igualdade. Ao falar dessa forma Jesus mostrava Sua igualdade com o Pai. E em momento algum Ele corrigiu os contradizentes dizendo: “vocês  estão entendendo errado”. Muito pelo contrário, Ele  mantém sua atitude e postura até o fim. Não há passagem em que Ele tenha corrigido algum pensamento “estranho” dos outros com relação a Si mesmo. E vai mais além  se declarando o “Eu Sou”(Jo 8.58) , uma referência direta a Êx 3.14. Por isso os judeus ficaram aterrorizados acusando-O de blasfêmia.
 
Em João 5.17-18 lemos: “E Jesus respondeu: Meu Pai trabalha até agora , e eu trabalho também.  Por isso os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não só quebrantava o sábado, mas dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus”. Tanto os judeus opositores como o próprio apóstolo João entenderam essa filiação divina de Jesus que o colocava em igualdade com o Pai, pois João escreve no  capítulo 1.1 “No principio era o Verbo e o Verbo estava com Deus e o Verbo era Deus”.
 
No cap 19.7 diz: “Responderam-lhe os judeus: Nós temos uma lei, e, segundo a  nossa lei, deve morrer, porque se fez Filho de Deus”.  Ou seja, a partir do momento que Jesus se declarava o Filho de Deus estava mostrando sua origem divina. Ele não era um mero humano, mas sim o próprio Deus encarnado na pessoa do Filho: “E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade”. (Jo 1.14)

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Discipulah em Dom 26 Jan 2014, 2:15 pm

Filho do Homem
 
Até mesmo quando Jesus se declara “o Filho do homem” estava se referindo a algo muito além de sua humanidade. A observação a seguir é muito interessante:
 
“Ao contrário da crença popular, ‘Filho do homem’ não se refere originalmente à humanidade de Jesus. Pelo contrário, trata-se de uma alusão direta a Daniel 7.13,14: ‘Em minha visão à noite, vi alguém semelhante a um filho de homem, vindo com as nuvens dos céus. Ele se aproximou do ancião e foi conduzido à sua presença. Ele recebeu  autoridade, glória e o reino; todos os povos, nações e homens de todas as línguas o adoraram. Seu domínio é um domínio eterno que não acabará e seu reino jamais será destruído.’
 
Veja, portanto, o que Jesus faz quando aplica a si mesmo a expressão “Filho do Homem”. Estamos diante de alguém que se aproxima de Deus, na sala do trono celestial , alguém a quem é concedida autoridade e domínio universais. Isso faz de ‘Filho do homem’  um título de grande exaltação e não de mera humanidade.” [1]
 
Outra análise:
 
“É muito comum a idéia de a expressão ‘Filho do Homem’ ser usada em referência à humanidade de Jesus, assim como a expressão contrária, Filho de Deus, remeter à sua divindade. Acontece que a realidade é o oposto. O Filho do Homem era uma figura divina no livro de Daniel, no Antigo Testamento, que surgiria no final do mundo para julgar a humanidade e reinar para todo o sempre. Portanto , autodenominar-se Filho do Homem, seria ,na verdade, reivindicar para si a divindade.” [2]
 
Além disso, Jesus se diz capaz de perdoar pecados nos evangelhos sinóticos, algo que só Deus pode fazer. Jesus aceita que lhe dirijam orações e adoração. Ele diz: “quem, pois, me confessar diante dos  homens, eu também o confessarei diante do meu Pai que está nos céus”. O julgamento final baseia-se na tomada de posição do individuo perante Jesus por este ser Deus. Como você pode ver, há todo tipo de material nos sinóticos relacionados à divindade de Cristo, que em João se torna mais explícito. [3]
 

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1752
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espiritismo diz: Jesus não é Deus – Parte 1

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 6:53 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum