.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
51 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 50 Visitantes :: 2 Motores de busca

Lit San Ares

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

O Erro de Confundir Arrependimento com "Salvação"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Erro de Confundir Arrependimento com "Salvação"

Mensagem por Ed em Ter 10 Dez 2013, 4:59 pm

Nós não apoiamos qualquer idéia de "salvação" que ensina que um indivíduo tem que fazer Jesus Cristo Senhor absoluto de toda área da sua vida antes que ele possa ser salvo. Salvação não produz obediência perfeita, nem requer perfeito entendimento de teologia. Um Cristão genuinamente nascido de novo pode ser carnal. A Bíblia ensina isto claramente (1 Coríntios 3).

Querer que um pecador faça de Jesus Cristo Senhor de toda área da sua vida é uma impossibilidade e seria a mais [sutil e traiçoeira] forma de salvação por obras que foi inventada em todos os tempos. Esta falsa doutrina é ensinada por alguns batistas independentes, mas nós não a apoiamos. É uma doutrina muito perigosa que faz as pessoas olharem para dentro delas mesmas e examinarem as suas próprias experiências, em lugar de olharem somente para Senhor Jesus Cristo e confiarem somente no Seu sangue derramado.

Nós acreditamos e estamos seguros de que a salvação muda a vida de um homem, e nós pregamos isto corajosamente. Um dos folhetos de Way of Life é intitulado “Salvação Faz Uma Diferença?" (Does Salvation Make a Difference?). A resposta é SIM! Se uma pessoa diz que ela é salva, mas ela não tem absolutamente nada que prove isto, ela está enganada (2Coríntios 5:17). Examinar a si mesmo continuamente, de qualquer forma, e olhar continuamente para a experiência da pessoa como base para determinar se essa pessoa é salva, é extremamente perigoso. Até mesmo o Apóstolo Paulo, que em nossa avaliação foi o cristão mais dedicado que já viveu, falou sobre sua própria experiência. “Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem” (Romanos 7:18). Esta é a experiência de todo aquele que, tendo nascido de novo, é um filho de Deus. A velha carne permanece, até mesmo depois da salvação.

Eu sei, hoje, que sou [definitivamente] salvo, porque eu confiei no Senhor Jesus Cristo para minha salvação eterna, e "porque eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até àquele dia." (2 Timóteo 1:12). Minha fé está exclusivamente em Jesus Cristo , não em mim mesmo, não em minha vida mudada, nem em minha experiência cristã. Minha experiência cristã é abominável quando eu me comparar com o que a Bíblia requer de mim. A Bíblia requer PERFEIÇÃO. “Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus” (Mateus 5:48). “Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver” (1 Pedro 1:15). Eu não alcanço viver segundo este padrão perfeito. Eu sou perfeito somente no aspecto de minha posição no bendito Senhor Jesus Cristo. Se eu não mantiver minha mente e coração focalizados em minha perfeição [posicional, definitiva, eterna] em Cristo, eu me torno extremamente desencorajado. Eu fico sendo jogado de um para outro lado como uma garrafa lançada nas ondas do mar. Eu perco minha âncora (Heb. 6:19).

Pregar uma "salvação" querendo que os pecadores façam Jesus Cristo Senhor absoluto de todas áreas de suas vidas para, só então, serem salvos, é confundir posição e prática, justificação e santificação. Isto é semelhante ao erro cometido por muitos Pentecostais e Carismáticos que acreditam que um filho de Deus [alguém realmente nascido de novo] pode perder sua salvação. Um testemunho excelente sobre o perigo deste falso ensino está no livro "Santidade: O Falso e o Verdadeiro" (Holiness: the False and the True) escrito pelo falecido Harry A. Ironside (Loizeaux). (Este importante livro está disponível no site Way of Life abaixo da seçãoCharismatic do banco de dados sobre Apostasy, e também na Fundamental Baptist CD-ROM Library.) Como um jovem pastor, Ironside era envolvido com o Exército de Salvação. Ele foi ensinado que ele poderia ter uma experiência, uma "segunda bênção", por meio da qual ele pudesse obter vitória perfeita sobre a sua velha natureza. Como faz toda pessoa genuinamente nascida de novo, ele seriamente desejou tal experiência. Ele agonizou por causa de sua pecaminosidade e imperfeição espiritual. Ele buscou a "bênção" diligentemente, orando, jejuando, gritando, se esforçando, crendo. Finalmente ele pensou que ele tinha obtido “isso” [a bênção procurada]. Ele se levantou nas reuniões de testemunho e alegremente falou às pessoas que ele tinha "isso", que as suas lutas contra o pecado haviam acabado. Obviamente, não muito depois ele percebeu que estava enganado e que a luta contra o pecado ainda estava dentro dele. Nesse momento ele se tornou tão desencorajado e desanimado que teve que ser internado na ala mental de um hospital. Ele estava tão desiludido que decidiu deixar a vida cristã e voltar aos seus antigos amores, sentindo que seria em vão tentar continuar a buscar as coisas de Cristo. No hospital, entretanto, ele conheceu alguns dedicados cristãos que pacientemente lhe ensinaram a verdade simples e linda de santificação bíblica, e por este ministério da verdade ele foi ancorado em Cristo e continuou tendo um longo e frutífero ministério como pregador. Foi a verdade que o libertou (João 8:31-32).

Nós notamos em muitos círculos de Batistas independentes uma séria carência de ensino sadio com respeito às distinções entre justificação e santificação, e entre posição e prática. Gritar, e arfar, e resfolegar, e uma rotina constante de nada mais que dever, dever, dever não fundamentará os santos de Deus na verdade. Leia o livro de Efésios e veja se você consegue imaginar Paulo gritando e berrando e batendo seu punho enquanto pregava. (Não me entenda erradamente; eu sou totalmente a favor de pregação forte, clara, profunda, mas isso não é tudo o que nós precisamos.) Sem tal ensino os novos convertidos desistem de lutar contra a carne sem terem uma compreensão apropriada da estabilidade posicional e da vitória [final] que eles possuem no Senhor Jesus Cristo.

Salvação não é difícil. Uma criança pode confiar em Cristo e ser salva; uma pessoa de mente fraca pode confiar em Cristo e ser salva. “Jesus, porém, disse: Deixai os meninos, e não os estorveis de vir a mim; porque dos tais é o reino dos céus.” (Mat 19:14). Jesus convidou todos os cansados e oprimidos simplesmente a virem a Ele e receberem Seu presente de descanso (Mat 11:28-29). Ele comparou salvação com comer e beber (João 6:35). Salvação não é difícil, exceto no sentido de que o pecador tem que se humilhar e reconhecer a sua condição pecadora e abandonar seus ídolos e voltar-se ao único Deus vivo e verdadeiro. (1 Tess 1:9).
autor: David Cloud

fonte

http://www.invsc.org.br/Boletins/Boletim2014_01.pdf


Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus 2Co 2:17

O Forum Gospel Brasil completa hoje 3160 dias de existência com 228879 mensagens

Ed
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 11001
Idade : 64
Localização : BRUSA
flag : BrUSA
Data de inscrição : 13/04/2008

http://gospelbrasil.topicboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum