.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
53 usuários online :: 2 usuários cadastrados, Nenhum Invisível e 51 Visitantes :: 2 Motores de busca

David de Oliveira, Khwey

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Como viverá o arrebatado?

Página 8 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

como esperam ser a vida do 'arrebatado'?

0% 0% 
[ 0 ]
0% 0% 
[ 0 ]
0% 0% 
[ 0 ]
0% 0% 
[ 0 ]
100% 100% 
[ 8 ]
 
Total dos votos : 8

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Dom 27 Out 2013, 10:30 pm

Boa noite, graça e paz a todos!

Jarbas,

vc tem que entender esta passagem aqui..."E outra vez, quando introduz no mundo o primogênito, diz: E todos os anjos de Deus o adorem."  (Hebreus 1 : 6)...outra vez; a primeira vez foi quando Jesus foi crucificado, mas esta outra vez (agora) não podemos vê-Lo como da primeira vez quando Ele veio em carne.
Mas o que isso tem a ver com o que falei acima?

Recapitulando:

Primeiro o Messias morre; DEPOIS começa-se a contagem da última semana profética que ainda não aconteceu.

De acordo com Daniel, não há espaço para um acordo de Jesus com os judeus DEPOIS da morte dele. E é justamente isso que vc está dizendo, até mesmo sem se dar conta.

Pois se diz o texto que o Messias será tirado, e não será mais, e só depois haverá um acordo na última semana, isso mostra que não há possibilidade dessa passagem se referir a Jesus.

Agora vc vai lá em Hebreus para fundamentar o “outra vez”? Então Deus, o Pai introduziu Jesus novamente à Terra de forma invisível somente para ele fazer um acordo com os judeus por 3 anos e meio depois de sua morte que aconteceu depois das 62 semanas?

A Biblia nos diz que Jesus ficou por 40 dias na terra após a sua morte e ressurreição.

Depois do seu sofrimento, Jesus apresentou-se a eles e deu-lhes muitas provas indiscutíveis de que estava vivo. Apareceu-lhes por um período de quarenta dias falando-lhes acerca do Reino de Deus. Atos 1.3.
 
E subiu ao céu: que lhes disseram: “Galileus, por que vocês estão olhando para o céu? Este mesmo Jesus, que dentre vocês foi elevado aos céus, voltará da mesma forma como o viram subir”. Atos 1.11

e qual o significado de cortado?
O significado é morto. O texto é claro ao dizer que depois das 62 semanas será tirado o Messias e ele não mais será. Em Levitico 17.14 essa palavra que foi traduzida por “cortado” significa perecer, morrer.  Dentro do contexto de Daniel, é justamente esse o significado. A menos que alguém negue que Jesus tenha de fato morrido na cruz.

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Dom 27 Out 2013, 10:32 pm

Graça e paz, Silva,

Você entende que cortado = morto? Então qual é a dificuldade em entender a função do "depois"?
O texto não está dizendo isso que você disse, mas: "o Messias seria tirado= morto. E SÓ DEPOIS da SUA MORTE o acordo será firmado."

O texto está dizendo que o Messias será cortado DEPOIS das sessenta e duas semanas!
Não tenho dificuldade. A função do depois é que essa palavra indica quando  aconteceria o acordo = DEPOIS. Não antes, nem durante, mas DEPOIS da morte do Messias.

O texto esta dizendo isso sim. É no versículo 27 que diz que ele (o príncipe que há de vir) fará uma aliança e na metade da semana fará cessar o sacrifício.


“Ele fará firme aliança com muitos, por uma semana; na metade da semana, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; sobre a asa das abominações virá o assolador, até que a destruição, que está determinada, se derrame sobre ele.” Daniel 9:27


Outra coisa, os judeus depois da morte de Jesus, até a destruição do Templo em 70 dC continuaram fazendo sacrifícios. Portanto, vemos quem hipótese alguma o texto se refere  a um acordo de Jesus com o povo judeu.
 
Primeiro, ele teria que morrer após as 62 semanas, depois aconteceria o acordo do príncipe que há de vir (se há de vir) não ser referia a Jesus, pois ele já veio.  Alem disso, os sacrifícios continuaram até  70dC. Entao como depois de 3,5 o sacrifício foi cessado?
 
Novamente, não é a Jesus que o texto se referia.

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Dom 27 Out 2013, 10:40 pm

É isso que não está escrito no texto. Você não tem essa afirmação em lugar nenhum!
Muito pelo contrário. A Bíblia tem essa afirmação sim, confira novamente os versículos 26 e 27:
 
"Depois das sessenta e duas semanas, será morto o Ungido e já não estará; e o povo de um príncipe que há de vir destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será num dilúvio, e até ao fim haverá guerra; desolações são determinadas."  Daniel 9:26


"Ele fará firme aliança com muitos, por uma semana; na metade da semana, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; sobre a asa das abominações virá o assolador, até que a destruição, que está determinada, se derrame sobre ele". Daniel 9:27

Ora, sete e sessenta e duas semanas se cumpriram até o ungido, ou seja, as sessenta e duas semanas se completam quando Jesus é ungido, restando a última semana a se cumprir depois desse evento!
Não é isso que a Biblia diz. “62 semanas se completam quando Jesus é ungido”? de onde vc tirou essa informação?

"Depois das sessenta e duas semanas, será morto o Ungido e já não estará; e o povo de um príncipe que há de vir destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será num dilúvio, e até ao fim haverá guerra; desolações são determinadas."  Daniel 9:26

Em momento algum Daniel fala que as 62 semanas se completariam com a unção de Jesus, mas sim que DEPOIS DAS 62 SEMANAS SERÁ TIRADO O MESSIAS.

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Dom 27 Out 2013, 10:42 pm

Então devemos concluir que Jesus foi ungido rei no INÍCIO do seu ministério de 3,5 anos, quando João Batista o batizou e o Espírito Santo desceu sobre ele, descartando a hipótese de que ele foi ungido pelo povo no FINAL do seu ministério!
Devemos concluir não. Você está concluindo por si mesmo sem fundamento bíblico.
 
O evento que marca o término das 62 semans é a morte de Jesus e não a unção dele.
 
"Depois das sessenta e duas semanas, será morto o Ungido e já não estará; e o povo de um príncipe que há de vir destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será num dilúvio, e até ao fim haverá guerra; desolações são determinadas."  Daniel 9:26
 
O texto não diz: “Depois das sessenta e duas semanas será ungido o messias”. Mas sim: “Será tirado(morto) o Messias”.
 
Qual é esse  texto de Daniel que diz que as 62 semanas se completariam com a unção? Pois o texto bíblico existente mostra a morte do Messias como o fim da contagem das 62 semanas, agora se existe algum texto paralelo que diz o contrário de Daniel 9.26, bom... ele precisa ser avaliado.

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Dom 27 Out 2013, 10:45 pm

Você já compreendeu que as setenta semanas são para o povo judeu?
Sim, mas o texto bíblico diz exatamente o que acabei de dizer acima.  As 70 semanas são para o povo judeu e dentro dessas 70 semanas muitas coisas aconteceram e acontecerão. 
 
No caso do acordo entre o príncipe que há´de vir e o povo judeu é algo que ainda vai acontecer.
 
E o acordo que será firmado pelo príncipe que há de vir não é a Nova Aliança. Pois essa se estendeu a toda a humanidade.
 
“Veio para os que era seus, mas os seus não O receberam, porém TODOS os que O receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus”. (João 1.12)


Jesus é o Cordeiro que tira o pecado do mundo : “No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse:  Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.” (Jo 1:29)

Ele foi sacrificado por todo mundo: “E ele é a propiciação (sacrifício) pelos  nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo.” (1 Jo 2.2)

O Sangue de Cristo foi derramado para perdão dos nossos pecados: “pois isto significa meu sangue do pacto, que há de ser derramado em beneficio de muitos, para o perdão dos pecados.” (Mt 26.28)

O tempo da Igreja de Cristo na Terra está intimamente ligado ao tempo de Israel.  Na realidade Israel é o relógio escatológico de Deus.
 
Se a Nova Aliança tivesse sido feita SOMENTE com o povo judeu, então somente o povo judeu teria seus pecados perdoados, pois a Nova Aliança está ligada ao sacrifício expiatório de Cristo na cruz.

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Dom 27 Out 2013, 10:51 pm

Isto se refere ao povo romano, que destruiu o templo...
Mas espere aí... veja uma coisa:  o acordo da aliança será feito após a destruição do santuário, após a morte do Messias.  Vc está invertendo as coisas.
 
 A última semana não começou com um acordo de Jesus com os judeus mediante a unção, como vc sugeriu. Até porque o texto diz que “ele firmará firme aliança com muitos”. Como uma criança iria firmar um acordo?
 
No texto vemos alguém adulto firmando aliança, um príncipe que há de vir.

Ela se sustenta plenamente, irmã! Eu não descarto outras linhas de interpretação, mas estou mais propenso no momento a aceitar esta mesmo... está tudo conferindo perfeitamente, ao contrário das outras linhas de interpretação que carecem de referências bíblicas.
Carecem de referências bíblicas? Vamos lá:
 
 1) Morte do Messias após as 62 semanas: Daniel 9.26

"Depois das sessenta e duas semanas, será morto o Ungido e já não estará; e o povo de um príncipe que há de vir destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será num dilúvio, e até ao fim haverá guerra; desolações são determinadas."


2) Acordo firmado entre o príncipe que há de vir com o povo judeu DEPOIS DAS 62 SEMANAS: Daniel 9.27

"Ele fará firme aliança com muitos, por uma semana; na metade da semana, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; sobre a asa das abominações virá o assolador, até que a destruição, que está determinada, se derrame sobre ele". Daniel 9:27


3)  A aliança firmada por esse príncipe não é a Nova Aliança, pois essa está ligada à humanidade.
 
Ele foi sacrificado por todo mundo: “E ele é a propiciação (sacrifício) pelos  nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo.” 1 Jo 2.2

Como falei em outra postagem, apesar das diferenças de visão sobre a esse assunto escatológico, o mais importante é cremos em Jesus, em Sua volta e termos principalmente a certeza da nossa salvação.

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por silvamelo em Qua 30 Out 2013, 1:52 pm

Sarah escreveu:O texto está dizendo que o Messias será cortado DEPOIS das sessenta e duas semanas!
Não tenho dificuldade. A função do depois é que essa palavra indica quando  aconteceria o acordo = DEPOIS. Não antes, nem durante, mas DEPOIS da morte do Messias.
Sarinha, querida... :risadinha: Vamos por partes:

"Desde a saída da ordem para restaurar, e para edificar a Jerusalém, até ao Messias, o Príncipe, haverá sete semanas, e sessenta e duas semanas"

O texto está dizendo que DESDE a saída da ordem da restauração ATÉ o Messias são 7 + 62 semanas.

ATENÇÃO À CONCORDÂNCIA!

"E depois das sessenta e duas semanas será cortado o Messias"

QUANDO SERÁ CORTADO O MESSIAS? DEPOIS DAS 62 SEMANAS!

Entendeu agora, minha amada? Não fala nada sobre acordo nesse ponto. Apenas informa que o Messias será cortado DEPOIS DEPOIS DEPOIS das 62 semanas!

Se já deu para entender essas parte, podemos prosseguir...

Sarah escreveu:O texto esta dizendo isso sim. É no versículo 27 que diz que ele (o príncipe que há de vir) fará uma aliança e na metade da semana fará cessar o sacrifício.
Mas você entendeu o que isso quer dizer?

Vejamos: 70 semanas para o povo de Israel.

7 semanas para a restauração de Jerusalém + 62 semanas até o Messias => 69 semanas.

Falta cumprir uma semana.

O Messias será cortado DEPOIS das 62 semanas => O Messias só pode ter sido cortado na ÚLTIMA SEMANA! E porquê? Porque a profecia se refere ao POVO DE ISRAEL! Não importa se houve um lapso de tempo. Isso não entra na contagem das 70 semanas. Mas a morte do Messias tem de entrar na contagem, pois faz parte da profecia para o povo de Israel. Entendeu agora?

Sarah escreveu:Outra coisa, os judeus depois da morte de Jesus, até a destruição do Templo em 70 dC continuaram fazendo sacrifícios. Portanto, vemos quem hipótese alguma o texto se refere  a um acordo de Jesus com o povo judeu.
Esses sacrifícios que os judeus fizeram depois da morte do Messias não foram mais considerados por Deus e não são contados nas 70 semanas, pois está escrito em Hebreus:

"E assim todo o sacerdote aparece cada dia, ministrando e oferecendo muitas vezes os mesmos sacrifícios, que nunca podem tirar os pecados; mas este, havendo oferecido para sempre um único sacrifício pelos pecados, está assentado à destra de Deus," Hebreus 10:11,12.

Sarah escreveu:Primeiro, ele teria que morrer após as 62 semanas, depois aconteceria o acordo do príncipe que há de vir (se há de vir) não ser referia a Jesus, pois ele já veio.
O Messias morreu depois das 62 semanas, mas a morte dele tem de estar na última semana, pois este evento faz parte da profecia para o povo de Israel. Agora, o "príncipe que há de vir" não entra na profecia das 70 semanas pois isto foi um evento que ocorreu durante o lapso de tempo, ou seja, durante a dispensação da igreja. Lembre-se que o santuário foi destruído por Tito no ano 70 D.C. Repare que esse evento não pode estar dentro das 70 semanas, mesmo que você considere a contagem sem o lapso, como acreditam os preteristas...

Sarah escreveu:  Alem disso, os sacrifícios continuaram até  70dC. Entao como depois de 3,5 o sacrifício foi cessado?
Foi cessado com a morte do Messias, que morreu de uma vez por todas pelo pecado do povo. Logo, todos os sacrifícios que foram feitos depois desse evento já não tinham nenhum valor para Deus...

Sarah escreveu:Não é isso que a Biblia diz. “62 semanas se completam quando Jesus é ungido”? de onde vc tirou essa informação?
A própria profecia diz isso:

"Desde a saída da ordem para restaurar e edificar Jerusalém até o Messias (ungido), o príncipe, haverá sete semanas, e sessenta e duas semanas;" Daniel 9:25.

Veja como está na NVI:

"Saiba e entenda que a partir da promulgação do decreto que manda restaurar e reconstruir Jerusalém até que o Ungido, o líder, venha, haverá sete semanas, e sessenta e duas semanas." Daniel 9:25.

Agora repare que interessante a conta dos preteristas:

445 + 30 = 475



Isso coloca Jesus ungido no início do seu ministério e não no fim do ministério conforme reza a conta dos dispensacionalistas.

Jesus mesmo declarou no início do seu ministério:

"O Espírito do Senhor é sobre mim, Pois que me ungiu para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os quebrantados de coração," Lucas 4:18.

Demonstrando que a sua unção aconteceu no batismo.

Sarah escreveu:Devemos concluir não. Você está concluindo por si mesmo sem fundamento bíblico.
Estou mostrando para você todos os fundamentos bíblicos, amada irmã! São as razões que me levaram a entender por essa direção. Mas não estou afirmando nada. Lembre-se que não se faz doutrina em profecia. Nós analisamos as profecias, traçamos um quadro e aguardamos para ver se isso se dará realmente assim. Quando se cumprir nós poderemos ver onde erramos ou acertamos. Ninguém peca por interpretar uma profecia dessa ou daquela maneira... Mas peca por fazer doutrina disso. Vide os "profetas" fracassados do nosso tempo que induziram muitos ao erro fazendo assim...

Sarah escreveu:O evento que marca o término das 62 semanas é a morte de Jesus e não a unção dele.

"Depois das sessenta e duas semanas, será morto o Ungido"
Aqui você está caindo no mesmo problema de interpretação, onde eu já mostrei para você o erro. O texto não está dizendo que as 62 semanas terminam com a morte do ungido. Ele apenas diz que a morte do ungido ocorre DEPOIS das 62 semanas. Ora, as 62 semanas OBVIAMENTE só podem termiar ANTES da morte dele!

Sarah escreveu:O texto não diz: “Depois das sessenta e duas semanas será ungido o messias”. Mas sim: “Será tirado(morto) o Messias”.

Qual é esse  texto de Daniel que diz que as 62 semanas se completariam com a unção? Pois o texto bíblico existente mostra a morte do Messias como o fim da contagem das 62 semanas, agora se existe algum texto paralelo que diz o contrário de Daniel 9.26, bom... ele precisa ser avaliado.
O texto que diz? É o mesmo texto que estamos tratando exaustivamente aqui! Vamos de novo nele:

"Desde a saída da ordem para restaurar e edificar Jerusalém [aqui começa a contagem das semanas] até o Ungido [aqui termina a contagem das 69 semanas], o príncipe, haverá sete semanas, e sessenta e duas semanas;"

- Quando começa a contagem das 70 semanas? Quando sai a ordem para reedificar Jerusalém!

- Quando termina a contagem da 62ª semana? No Ungido, isto é, quando Jesus é ungido!

- E quando o Messias é cortado? DEPOIS das 62 semanas!

Sarah escreveu:Sim, mas o texto bíblico diz exatamente o que acabei de dizer acima.  As 70 semanas são para o povo judeu e dentro dessas 70 semanas muitas coisas aconteceram e acontecerão.
Eu penso que agora restam apenas 3,5 anos para se cumprir. Isso confere com o Apocalipse, que fala não de 7 anos, mas de 3,5 anos.

Sarah escreveu:No caso do acordo entre o príncipe que há´de vir e o povo judeu é algo que ainda vai acontecer.

E o acordo que será firmado pelo príncipe que há de vir não é a Nova Aliança. Pois essa se estendeu a toda a humanidade.
Isso é uma questão de interpretação...

Sarah escreveu:O tempo da Igreja de Cristo na Terra está intimamente ligado ao tempo de Israel.
A igreja está no lapso de tempo do cumprimento das 70 semanas...  
Sarah escreveu:Na realidade Israel é o relógio escatológico de Deus.
Correto.

Sarah escreveu:Se a Nova Aliança tivesse sido feita SOMENTE com o povo judeu, então somente o povo judeu teria seus pecados perdoados, pois a Nova Aliança está ligada ao sacrifício expiatório de Cristo na cruz.
Não confunda as coisas. A Nova Aliança é para todos, mas a profecia das 70 semanas é somente para o povo judeu. Isto está claro no texto.

Sarah escreveu:Mas espere aí... veja uma coisa:  o acordo da aliança será feito após a destruição do santuário, após a morte do Messias.  Vc está invertendo as coisas.
Vamos ao texto:

"Depois das sessenta e duas semanas, o Ungido será morto, e já não haverá lugar para ele. A cidade e o lugar santo serão destruídos pelo povo do governante que virá. O fim virá como uma inundação: Guerras continuarão até o fim, e desolações foram decretadas."

Nesse trecho, Sarah, o profeta está falando do que acontecerá DEPOIS das 62 semanas, isto é:

- O Ungido será morto (dentro da última semana).

- A cidade e o lugar santo serão destruídos (no lapso de tempo, ou seja, no ano 70 DC).

- Guerras e desolações até o fim (também no lapso de tempo, como temos visto até o dia de hoje).

Mas o texto volta para falar da última semana, que se refere ao povo judeu:

"E ele firmará aliança com muitos por uma semana; e na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oblação; e sobre a asa das abominações virá o assolador, e isso até à consumação; e o que está determinado será derramado sobre o assolador."

- Jesus decreta a Nova Aliança (para o povo judeu ela dura apenas 7 anos, pois esse povo foi cortado da oliveira durante o lapso. Embora houvesse o remanescente que Deus separou, o resto do povo ficou a parte).

- Jesus dá fim aos sacrifícios, sendo ele mesmo o sacrifício de uma vez por todas (a partir de então, todos os sacrifícios não tiveram nenhum valor para Deus).

- Os 3,5 anos finais recomeçam na contagem quando o templo já tiver sido reconstruído e o anticristo colocar ali a abomonação da desolação e o fim da semana está determinado na batalha do Armagedom.

Sarah escreveu:A última semana não começou com um acordo de Jesus com os judeus mediante a unção, como vc sugeriu. Até porque o texto diz que “ele firmará firme aliança com muitos”. Como uma criança iria firmar um acordo?
Pela explanação toda que eu fiz até aqui não tem nada de criança no meio. Não sei daonde você tirou isso...

Sarah escreveu:No texto vemos alguém adulto firmando aliança, um príncipe que há de vir.
O príncipe que há de vir se trata do príncipe Tito, que viria se tornar o imperador de Roma, como eu já demonstrei...

Sarah escreveu:Carecem de referências bíblicas? Vamos lá:

1) Morte do Messias após as 62 semanas: Daniel 9.26

"Depois das sessenta e duas semanas, será morto o Ungido e já não estará; e o povo de um príncipe que há de vir destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será num dilúvio, e até ao fim haverá guerra; desolações são determinadas."


2) Acordo firmado entre o príncipe que há de vir com o povo judeu DEPOIS DAS 62 SEMANAS: Daniel 9.27

"Ele fará firme aliança com muitos, por uma semana; na metade da semana, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; sobre a asa das abominações virá o assolador, até que a destruição, que está determinada, se derrame sobre ele". Daniel 9:27


3)  A aliança firmada por esse príncipe não é a Nova Aliança, pois essa está ligada à humanidade.

Ele foi sacrificado por todo mundo: “E ele é a propiciação (sacrifício) pelos  nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo.” 1 Jo 2.2

Como falei em outra postagem, apesar das diferenças de visão sobre a esse assunto escatológico, o mais importante é cremos em Jesus, em Sua volta e termos principalmente a certeza da nossa salvação.
Conheço perfeitamente essa linha de interpretação. Eu já a defendi durante muito tempo. Hoje estou mais propenso a crer da forma como explanei, mas não descarto as outras linhas.

Em breve tudo estará esclarecido. O importante mesmo é estarmos de pé no dia do Senhor, pois é isso que importa para a nossa salvação.

Na Paz!

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Qua 30 Out 2013, 10:12 pm

Essas partes deram um livro inteiro...rsrs

Ah Silva... uhum... o texto fala que o acordo vai ser depois da morte do Messias e vc tenta a todo custo mostrar o contrário, mas essa releitura do texto é sua.


O Messias será cortado DEPOIS das 62 semanas => O Messias só pode ter sido cortado na ÚLTIMA SEMANA! E porquê? Porque a profecia se refere ao POVO DE ISRAEL! Não importa se houve um lapso de tempo. Isso não entra na contagem das 70 semanas. Mas a morte do Messias tem de entrar na contagem, pois faz parte da profecia para o povo de Israel. Entendeu agora?
Sim, querido Sales, mas isso é vc que está dizendo, não o texto bíblico. As 70 semanas são para o povo de Israel sim, e o fato do acordo ser feito por um príncipe que há´de vir não anula o fato de que esse acordo será feito pelo príncipe com o povo de Israel.

E a morte do Messias entrou na contagem sim, DEPOIS das 62 semanas, oras! Daí, vc falar que ele só pode ter sido cortado n ÚLTIMA SEMANA é afirmação sua.  Em momento algum o texto diz isso, a o versículo seguinte afirma que o ACORDO será firmado DEPOIS da morte do Messias, DEPOIS das 62 semanas.

Vc, querido Sales quer colocar a todo custo Jesus lá na Ultima semana para consubstanciar sua linha de interpretação.

Ai entra aquela questão: SE o acordo foi firmado na ultima semana, então Jesus morreu e depois fez o acordo com o povo judeu e continuou por 3,5 como vc sugere?
7 semanas, mais 62 semanas 69. Aí paralisa-se a contagem, pois o acordo será feito na ultima semana. Se Jesus morreu na semana de número 69 (depois de 7+62) como depois na última semana ele fez acordo com o povo de Israel para ELE MESMO FAZER cessar o sacrifício?

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Qua 30 Out 2013, 10:13 pm

Esses sacrifícios que os judeus fizeram depois da morte do Messias não foram mais considerados por Deus e não são contados nas 70 semanas, pois está escrito em Hebreus:
Veja... aí essa linha de interpretação se complica. Se os sacrifícios já´eram feitos DESDE O TEMPO DE MOISES,  como Jesus fez um acordo em cima de um acordo que já existia?

Jesus não iniciou ele próprio um acordo com o sistema de sacrifícios, pois eles já existiam ANTES do nascimento dele. Então Jesus chegou para os judeus e falou: “Por três anos e meio vocês farão sacrifícios expiatórios”... e “de repente”, DEPOIS de 3 anos e meio ele rompeu esse acordo ao se sacrificar?

Se vc diz que o Acordo é o sacrifício que Jesus fez então o próprio Jesus teria que ter iniciado o sistema levítico naqueles dias... mas como Jesus não iniciou o sistema levitico quando  esteve na Terra, então esse “acordo do príncipe que ainda virá” não foi em hipótese alguma  o Sacrificio expiatório de Cristo na cruz do Calvário por toda a humanidade.

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Qua 30 Out 2013, 10:15 pm

Messias morreu depois das 62 semanas, mas a morte dele tem de estar na última semana, pois este evento faz parte da profecia para o povo de Israel. Agora, o "príncipe que há de vir" não entra na profecia das 70 semanas pois isto foi um evento que ocorreu durante o lapso de tempo, ou seja, durante a dispensação da igreja. Lembre-se que o santuário foi destruído por Tito no ano 70 D.C. Repare que esse evento não pode estar dentro das 70 semanas, mesmo que você considere a contagem sem o lapso, como acreditam os preteristas...
Não... a morte dele não tem que estar na última semana.  Senão TODA   a última semana já teria que ter se cumprido.

Ah... então o príncipe que há de vir não entra nas 70 semanas? Mas como não entram se o próprio texto diz que entra?

"ELE FARÁ FIRME ALIANÇA COM MUITOS, POR UMA SEMANA; NA METADE DA SEMANA, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; sobre a asa das abominações virá o assolador, até que a destruição, que está determinada, se derrame sobre ele". Daniel 9:27

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Qua 30 Out 2013, 10:17 pm

Foi cessado com a morte do Messias, que morreu de uma vez por todas pelo pecado do povo. Logo, todos os sacrifícios que foram feitos depois desse evento já não tinham nenhum valor para Deus...
Silva, o texto diz claramente que ele FARÁ CESSAR o sacrifício. Ele porá um fim, e esse fim não aconteceu com a morte de Jesus. Portanto, mais uma vez, Jesus não entrou na última semana.

Agora me fala uma coisa. Vc disse que o príncipe que há de vir não entra na ultima semana. Mas como o acordo firmado por ele vai entrar ou entrou como vc sugere?
Poderia o príncipe que há de vir fazer um acordo e não estar presente para selar esse acordo?  Depois ele mesmo vai cessar o acordo dando término ao sistema de sacrifício, mas também “não estará na semana”. É Silva...

Continuemos...


"Desde a saída da ordem para restaurar e edificar Jerusalém até o Messias (ungido), o príncipe, haverá sete semanas, e sessenta e duas semanas;" Daniel 9:25.
O texto não está dizendo que as 62 semanas subseqüentes às primeiras 7  terminariam com a  UNÇÃO DE JESUS. Vc leu o versículo 25, mas vou lhe mostrar o versículo 26 onde isso é muito claro.

"DEPOIS das sessenta e duas semanas, será morto o Ungido e já não estará; e o povo de um príncipe que há de vir destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será num dilúvio, e até ao fim haverá guerra; desolações são determinadas."  Daniel 9:26

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Qua 30 Out 2013, 10:20 pm

Aqui você está caindo no mesmo problema de interpretação, onde eu já mostrei para você o erro. O texto não está dizendo que as 62 semanas terminam com a morte do ungido. Ele apenas diz que a morte do ungido ocorre DEPOIS das 62 semanas. Ora, as 62 semanas OBVIAMENTE só podem termiar ANTES da morte dele!
Como  ANTES, Silva? COMO ANTES? SE o próprio texto diz DEPOIS?

DEPOIS DAS SESSENTA E DUAS SEMANAS, SERÁ MORTO O UNGIDO E JÁ NÃO ESTARÁ; e o povo de um príncipe que há de vir destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será num dilúvio, e até ao fim haverá guerra; desolações são determinadas."  Daniel 9:26


Quando virá esse príncipe? DEPOIS DA MORTE DO MESSIAS:

DEPOIS DAS SESSENTA E DUAS SEMANAS, SERÁ MORTO O UNGIDO E JÁ NÃO ESTARÁ; E O POVO DE UM PRÍNCIPE QUE HÁ DE VIR DESTRUIRÁ A CIDADE E O SANTUÁRIO, e o seu fim será num dilúvio, e até ao fim haverá guerra; desolações são determinadas."  Daniel 9:26

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Qua 30 Out 2013, 10:22 pm

"Desde a saída da ordem para restaurar e edificar Jerusalém [aqui começa a contagem das semanas] até o Ungido [aqui termina a contagem das 69 semanas], o príncipe, haverá sete semanas, e sessenta e duas semanas;"
Novamente, se o texto diz que DEPOIS DAS 62 SEMANAS SERÁ MORTO O MESSIAS, como vc vem com esse comentário de que ATÉ o ungido terminam a contagem da 69 semana?


DEPOIS DAS SESSENTA E DUAS SEMANAS, SERÁ MORTO O UNGIDO E JÁ NÃO ESTARÁ; E O POVO DE UM PRÍNCIPE QUE HÁ DE VIR DESTRUIRÁ A CIDADE E O SANTUÁRIO, e o seu fim será num dilúvio, e até ao fim haverá guerra; desolações são determinadas."  Daniel 9:26

- Quando começa a contagem das 70 semanas? Quando sai a ordem para reedificar Jerusalém!
 Correto!

- Quando termina a contagem da 62ª semana? No Ungido, isto é, quando Jesus é ungido!
Negativo! Termina com a morte dele.

- E quando o Messias é cortado? DEPOIS das 62 semanas!
Sim,  DEPOIS das 62 semanas, porém, SEM ENTRAR na 70ª semana. Pois nesse ele já terá morrido não podendo firmar um acordo com o povo de Israel para fazer cessar os sacrifícios uma vez que eles já fez a essa altura do campeonato.

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Qua 30 Out 2013, 10:24 pm

Eu penso que agora restam apenas 3,5 anos para se cumprir. Isso confere com o Apocalipse, que fala não de 7 anos, mas de 3,5 anos.
Daniel, Apocalipse, e outras profecias escatológicas se completam. Em Daniel, por exemplo,  não se fala da marca da Besta, mas Apocalipse sim. Apocalipse não usa a expressão 70 semanas, mas sabemos que os eventos  descritos nesse livro tem ligação com elas. E assim por diante.

 Isso é uma questão de interpretação...
Essa é a  interpretação  corretamente bíblica: E ele é a propiciação (sacrifício) pelos  nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo.” (1 Jo 2.2)

A Nova Aliança, repito, foi feita com toda a humanidade e não somente com o povo judeu.

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Qua 30 Out 2013, 10:26 pm

A igreja está no lapso de tempo do cumprimento das 70 semanas...  
Correto! A Igreja está no intervalo, por isso Jesus morreu por toda  a humanidade sendo “O Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”, João 1.29


Não confunda as coisas. A Nova Aliança é para todos, mas a profecia das 70 semanas é somente para o povo judeu. Isto está claro no texto.
Espere aí, mas vc disse que a Nova Aliança era somente com o povo judeu, se esqueceu? Porém, aí entra um problema enorme, ao se falar que Nova Aliança é feita somente com o povo judeu, afirma-se também que somente o povo judeu tem seus pecados perdoados, pois o única Nova Aliança associada a Jesus na Biblia está ligada ao sacrifício feito por Ele na cruz do Calvário por todos nós.

Por mais esse motivo, esse “acordo” mencionado por Daniel a respeito do “príncipe que há de vir” não é a Nova Aliança feita por Jesus. Entende?
 

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Qua 30 Out 2013, 10:29 pm

Nesse trecho, Sarah, o profeta está falando do que acontecerá DEPOIS das 62 semanas, isto é:

- O Ungido será morto (dentro da última semana).
Não, ele seria morto DEPOIS das 62 semanas SEM ENTRAR NA ULTIMA, pois nessa o principe que há de vir firmará um acordo com o povo judeu.


- A cidade e o lugar santo serão destruídos (no lapso de tempo, ou seja, no ano 70 DC).
Foi destruída naquele tempo, mas não era sobre essa destruição a que se refere o texto, mas sim ao 3º Templo que vai ser reerguido após o Arrebatamento da Igreja.
- Guerras e desolações até o fim (também no lapso de tempo, como temos visto até o dia de hoje).
Sim.
Mas o texto volta para falar da última semana, que se refere ao povo judeu:
- Jesus decreta a Nova Aliança (para o povo judeu ela dura apenas 7 anos, pois esse povo foi cortado da oliveira durante o lapso. Embora houvesse o remanescente que Deus separou, o resto do povo ficou a parte).
Errado! A Nova aliança NÃO É ESSE ACORDO DE DANIEL. A não ser que vc afirme que Jesus morreu SOMENTE PELO POVO JUDEU. Porém,, a Bíblia diz que Jesus morreu PELO MUNDO, mundo em sentido geral não é designação especifica ao povo judeu.

Se vc diz que  a Nova Aliança foi o acordo que finalizou com o sacrifício de Jesus, então vc está também afirmando que somente o povo judeu tem o perdão de seus pecados. (Esse argumento seu está muito semelhante aos das Testemunhas de Jeová quando afirmam que somente os 144 mil estão na Nova Aliança). Cuidado, Silva....cuidado....

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Qua 30 Out 2013, 10:32 pm

- Jesus dá fim aos sacrifícios, sendo ele mesmo o sacrifício de uma vez por todas (a partir de então, todos os sacrifícios não tiveram nenhum valor para Deus).
Mas esse sacrifício não é o acordo mencionado por Deus, repito.

- Os 3,5 anos finais recomeçam na contagem quando o templo já tiver sido reconstruído e o anticristo colocar ali a abomonação da desolação e o fim da semana está determinado na batalha do Armagedom.
Pera ai, Silva, que embolação é essa?

Então vc concorda que o 3º Templo vai ser reconstruído?  Concorda que o Anticristo vai colocar ali  a abominação da desolação. Mas a abominação da desolação vai ser posta pelo príncipe que há´de vir!

Então vc usa o versículo 27 de Deus adaptando-os a varias coisas ao mesmo tempo?

Vc entende que nesse 3º Templo vão ser feitos os sacrifícios novamente? Está ciente disso? Quem vc acha que terá o poder de fazer um acordo com os judeus e árabes para a derrubada da Mesquista Domo da Rocha para enfim, o 3º Templo judaico ser reerguido em cima das ruínas do 2º Templo?



Pela explanação toda que eu fiz até aqui não tem nada de criança no meio. Não sei daonde você tirou isso...
Realmente aqui eu fiz uma pequena confusão de textos.

Também penso assim.  Penso que independente da pessoa ser pré, midi ou pós tribulacionista  o importante mesmo é estar em comunhão plena com o Pai, ter a salvação em Jesus como algo real e eterno. Pois em toda as linhas escatológicas, estando firme em Deus e em Sua palavra lá no final teremos de qualquer forma o nosso encontro com o Senhor. Porque aquele que perseverá até o fim será salvo.

Na fé, Wink

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por silvamelo em Qui 31 Out 2013, 4:49 pm

Sarah escreveu:Essas partes deram um livro inteiro...rsrs

Ah Silva... uhum... o texto fala que o acordo vai ser depois da morte do Messias e vc tenta a todo custo mostrar o contrário, mas essa releitura do texto é sua.
Amadinha, a releitura do texto não é minha. Eu já era mesotribulacionista quando fui apresentado a essa interpretação pelo nosso amado irmão Sales. Quando eu me inteirei com cuidado de todo o assunto percebi o quanto fazia sentido, o que veio firmar ainda mais a minha convicção pelo mesotribulacionismo. Mas não tenho a pretenção de ser o dono da verdade. Ouço com humildade todos os argumentos e estou pronto a declinar da minha convicção assim que me trouxerem evidências bíblicas convincentes que demonstrem uma outra direção.

Sarah escreveu:Sim, querido Sales, mas isso é vc que está dizendo, não o texto bíblico. As 70 semanas são para o povo de Israel sim, e o fato do acordo ser feito por um príncipe que há´de vir não anula o fato de que esse acordo será feito pelo príncipe com o povo de Israel.
Isso é porque você está confundindo alhos com bugalhos. O "príncipe que há de vir" é um e o "assolador" é outro. O primeiro é o que destrói o templo e o segundo é o que introduz a abominação da desolação no templo.

Sarah escreveu:E a morte do Messias entrou na contagem sim, DEPOIS das 62 semanas, oras! Daí, vc falar que ele só pode ter sido cortado n ÚLTIMA SEMANA é afirmação sua.  Em momento algum o texto diz isso
Claro que diz, irmã! Se ele morre DEPOIS das 62 semanas, e a sua morte tem de estar na contagem das 70 semanas, então Jesus só pode ter morrido na ÚLTIMA semana. É uma questão simples de lógica!

Sarah escreveu:Em momento algum o texto diz isso, a o versículo seguinte afirma que o ACORDO será firmado DEPOIS da morte do Messias, DEPOIS das 62 semanas.
Você continua se confundindo. O texto diz sim que o Messias será morto DEPOIS das 62 semanas. Eu já mostrei isso, mas não custa repetir:

"Depois das sessenta e duas semanas, o Ungido será morto,"

Sarah escreveu:Vc, querido Sales quer colocar a todo custo Jesus lá na Ultima semana para consubstanciar sua linha de interpretação.
Veja, Sarah, que eu não estou tendo que forçar a barra para colocar o Messias na última semana. É tudo uma questão simples de lógica e de obediência a todos os requisitos que o contexto profético apresenta.

Obs.: Você está confundindo tudo, até meu nome! Não sou o Sales, sou o silvamelo.

Sarah escreveu: Ai entra aquela questão: SE o acordo foi firmado na ultima semana, então Jesus morreu e depois fez o acordo com o povo judeu e continuou por 3,5 como vc sugere?
Com a sua morte, Jesus Estabeleceu a Nova Aliança para o povo judeu, e não só para os judeus, mas para todos os povos.

Porém, devemos lembrar que Daniel estava falando das semanas referentes ao povo judeu. Com a morte de Cristo, os judeus foram cortados da oliveira, portanto só lhes restam 3,5 anos.

Sarah escreveu:7 semanas, mais 62 semanas 69. Aí paralisa-se a contagem, pois o acordo será feito na ultima semana. Se Jesus morreu na semana de número 69 (depois de 7+62) como depois na última semana ele fez acordo com o povo de Israel para ELE MESMO FAZER cessar o sacrifício?
Não, Sarah, Jesus não morreu na semana 69. Ele morreu na metade da semana 70, quando, então, selou o Pacto, a Aliança, o Concerto, o Acordo com o povo de Israel, restando-lhes apenas os 3,5 anos finais da semana 70 para que retornem a Deus de todo como nação santa, durante a grande tribulação.

O fato de ele mesmo ser o sacrifício é o suficiente para cessar todos os outros sacrifícios que os judeus fizeram e ainda vão fazer quando reconstruirem o templo.

Sarah escreveu:Veja... aí essa linha de interpretação se complica. Se os sacrifícios já´eram feitos DESDE O TEMPO DE MOISES,  como Jesus fez um acordo em cima de um acordo que já existia?
Não há nenhuma complicação nisso, se você entende um pouquinho de teologia e do significado dessas alegorias. A Lei de Moisés era o aio para conduzir a Cristo e seus rudimentos eram sombras do que seria estabelecido por Cristo.

Sarah escreveu:Jesus não iniciou ele próprio um acordo com o sistema de sacrifícios, pois eles já existiam ANTES do nascimento dele. Então Jesus chegou para os judeus e falou: “Por três anos e meio vocês farão sacrifícios expiatórios”... e “de repente”, DEPOIS de 3 anos e meio ele rompeu esse acordo ao se sacrificar?
Os sacrifícios de animais eram aceitos por Deus, desde que isso foi estabelecido por Ele no monte Sinai, através da Lei de Moisés. Mas esses sacrifícios eram transitórios. Ao morrer, Cristo se tornou ele mesmo o sacrifício uma vez por todas. Se é uma vez por todas, já não existe valor algum em sangue de carneiros e de bodes.

Sarah escreveu:Se vc diz que o Acordo é o sacrifício que Jesus fez então o próprio Jesus teria que ter iniciado o sistema levítico naqueles dias... mas como Jesus não iniciou o sistema levitico quando  esteve na Terra, então esse “acordo do príncipe que ainda virá” não foi em hipótese alguma  o Sacrificio expiatório de Cristo na cruz do Calvário por toda a humanidade.
Sarah, você precisa ler mais as cartas de Paulo. Jesus não iniciou no sistema levítico e nem poderia, pois era da tribo de Davi. O sacerdócio de Jesus é segundo a ordem de Melquisedeque e não segundo a ordem de Levi, veja:

"Porque este Melquisedeque, que era rei de Salém, sacerdote do Deus Altíssimo, e que saiu ao encontro de Abraão quando ele regressava da matança dos reis, e o abençoou; a quem também Abraão deu o dízimo de tudo, e primeiramente é, por interpretação, rei de justiça, e depois também rei de Salém, que é rei de paz; sem pai, sem mãe, sem genealogia, não tendo princípio de dias nem fim de vida, mas sendo feito semelhante ao Filho de Deus, permanece sacerdote para sempre. Considerai, pois, quão grande era este, a quem até o patriarca Abraão deu os dízimos dos despojos. Se os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm ordem, segundo a lei, de tomar o dízimo do povo, isto é, de seus irmãos, ainda que tenham saído dos lombos de Abraão. Mas aquele, cuja genealogia não é contada entre eles, tomou dízimos de Abraão, e abençoou o que tinha as promessas. Ora, sem contradição alguma, o menor é abençoado pelo maior. E aqui certamente tomam dízimos homens que morrem; ali, porém, aquele de quem se testifica que vive. E, por assim dizer, por meio de Abraão, até Levi, que recebe dízimos, pagou dízimos. Porque ainda ele estava nos lombos de seu pai quando Melquisedeque lhe saiu ao encontro. De sorte que, se a perfeição fosse pelo sacerdócio levítico (porque sob ele o povo recebeu a lei), que necessidade havia logo de que outro sacerdote se levantasse, segundo a ordem de Melquisedeque, e não fosse chamado segundo a ordem de Arão? Porque, mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança da lei. Porque aquele de quem estas coisas se dizem pertence a outra tribo, da qual ninguém serviu ao altar, visto ser manifesto que nosso Senhor procedeu de Judá, e concernente a essa tribo nunca Moisés falou de sacerdócio. Se muito mais manifesto é ainda, se à semelhança de Melquisedeque se levantar outro sacerdote, que não foi feito segundo a lei do mandamento carnal, mas segundo a virtude da vida incorruptível. Porque ele assim testifica: Tu és sacerdote eternamente, Segundo a ordem de Melquisedeque. Porque o precedente mandamento é abrogado por causa da sua fraqueza e inutilidade (pois a lei nenhuma coisa aperfeiçoou) e desta sorte é introduzida uma melhor esperança, pela qual chegamos a Deus. E visto como não é sem prestar juramento (porque certamente aqueles, sem juramento, foram feitos sacerdotes, mas este com juramento por aquele que lhe disse: Jurou o Senhor, e não se arrependerá; Tu és sacerdote eternamente, Segundo a ordem de Melquisedeque, de tanto melhor aliança Jesus foi feito fiador. E, na verdade, aqueles foram feitos sacerdotes em grande número, porque pela morte foram impedidos de permanecer, Mas este, porque permanece eternamente, tem um sacerdócio perpétuo. Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles. Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores, e feito mais sublime do que os céus; que não necessitasse, como os sumos sacerdotes, de oferecer cada dia sacrifícios, primeiramente por seus próprios pecados, e depois pelos do povo; porque isto fez ele, uma vez, oferecendo-se a si mesmo. Porque a lei constitui sumos sacerdotes a homens fracos, mas a palavra do juramento, que veio depois da lei, constitui ao Filho, perfeito para sempre." Hebreus 7.

Sarah escreveu:Não... a morte dele não tem que estar na última semana.  Senão TODA   a última semana já teria que ter se cumprido.
Porquê?

Sarah escreveu:Ah... então o príncipe que há de vir não entra nas 70 semanas? Mas como não entram se o próprio texto diz que entra?

"ELE FARÁ FIRME ALIANÇA COM MUITOS, POR UMA SEMANA; NA METADE DA SEMANA, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; sobre a asa das abominações virá o assolador, até que a destruição, que está determinada, se derrame sobre ele". Daniel 9:27
O texto está tratando de 3 pessoas distintas:
1) O Homem que faz o Aliança.
2) O príncipe que há de vir para destruir o templo.
3) O assolador que introduz a abominação da desolação no templo reconstruido.

Você precisa analisar cada detalhe da profecia para entender quem é quem e em que momento cada um deles aparece...

Sarah escreveu:Silva, o texto diz claramente que ele FARÁ CESSAR o sacrifício. Ele porá um fim, e esse fim não aconteceu com a morte de Jesus. Portanto, mais uma vez, Jesus não entrou na última semana.
Entendimento seu...

Sarah escreveu:Agora me fala uma coisa. Vc disse que o príncipe que há de vir não entra na ultima semana. Mas como o acordo firmado por ele vai entrar ou entrou como vc sugere?Poderia o príncipe que há de vir fazer um acordo e não estar presente para selar esse acordo?  Depois ele mesmo vai cessar o acordo dando término ao sistema de sacrifício, mas também “não estará na semana”. É Silva...
Já lhe mostrei que você está confundindo alhos com bugalhos. Primeiro identifique quem é quem para assim poder entender melhor a profecia...

Sarah escreveu:O texto não está dizendo que as 62 semanas subseqüentes às primeiras 7  terminariam com a  UNÇÃO DE JESUS.
O texto diz que as 62 semanas vão ATÉ o ungido e não DEPOIS...

Sarah escreveu:Novamente, se o texto diz que DEPOIS DAS 62 SEMANAS SERÁ MORTO O MESSIAS, como vc vem com esse comentário de que ATÉ o ungido terminam a contagem da 69 semana?
É isso que está no texto. É só você ler!

Sarah escreveu:A Nova Aliança, repito, foi feita com toda a humanidade e não somente com o povo judeu.
Concordo, mas também repito que a profecia é referente ao povo judeu! Para a humanidade já são 2 mil anos, mas para a nação de Israel são somente 7 anos!

Sarah escreveu:Espere aí, mas vc disse que a Nova Aliança era somente com o povo judeu, se esqueceu?
Me mostre onde eu disse isso.

Sarah escreveu:Porém, aí entra um problema enorme, ao se falar que Nova Aliança é feita somente com o povo judeu, afirma-se também que somente o povo judeu tem seus pecados perdoados, pois o única Nova Aliança associada a Jesus na Biblia está ligada ao sacrifício feito por Ele na cruz do Calvário por todos nós.
Disse e repito: A Nova Aliança foi para a salvação de todos os povos, mas a profecia das 70 semanas se refere à nação de Israel somente. Para as nações: 2 mil anos. Para a nação de Israel: 7 anos, embora 3,5 já passaram, restando outros 3,5 anos...

Sarah escreveu:Por mais esse motivo, esse “acordo” mencionado por Daniel a respeito do “príncipe que há de vir” não é a Nova Aliança feita por Jesus. Entende?
Eu entendi tudo o que você quer me dizer. Você é que não está entendendo ainda o que eu estou dizendo...

Sarah escreveu:Não, ele seria morto DEPOIS das 62 semanas SEM ENTRAR NA ULTIMA, pois nessa o principe que há de vir firmará um acordo com o povo judeu.
Se ele fosse morto depois das 62 semanas, que não fosse na última, então teríamos de introduzir mais dias às 70 semanas de Daniel e aí já não seriam apenas 70 semanas...

Sarah escreveu:Foi destruída naquele tempo, mas não era sobre essa destruição a que se refere o texto, mas sim ao 3º Templo que vai ser reerguido após o Arrebatamento da Igreja.
De onde você tirou isso? Qual a referência bíblica para essa afirmação?

Sarah escreveu:Errado! A Nova aliança NÃO É ESSE ACORDO DE DANIEL. A não ser que vc afirme que Jesus morreu SOMENTE PELO POVO JUDEU.
Não, Sarah, eu já disse repetidas vezes que Jesus não morreu somente para o povo judeu. É a profecia que foi PROMULGADA para o povo judeu, por isso só conta 7 anos. Qual é a dificuldade em compreender isso?

Sarah escreveu:Se vc diz que  a Nova Aliança foi o acordo que finalizou com o sacrifício de Jesus, então vc está também afirmando que somente o povo judeu tem o perdão de seus pecados. (Esse argumento seu está muito semelhante aos das Testemunhas de Jeová quando afirmam que somente os 144 mil estão na Nova Aliança). Cuidado, Silva....cuidado....
O que eu estou dizendo não tem nada a ver com TJs ou qualquer outra seita. É fato bíblico que Jesus morreu por toda humanidade, assim como também é fato bíblico, que Israel foi cortado da oliveira depois da morte de Cristo, de modo que é totalmente bíblico e válido aquilo que eu venho afirmando.

Sarah escreveu:Pera ai, Silva, que embolação é essa?

Então vc concorda que o 3º Templo vai ser reconstruído?  Concorda que o Anticristo vai colocar ali  a abominação da desolação. Mas a abominação da desolação vai ser posta pelo príncipe que há´de vir!
Já mostrei para você que o "príncipe que a de vir" não é o mesmo que o "assolador". O "príncipe que há de vir" DESTROI o templo, lembra? O "assolador" coloca a "abominação da desolação" no templo. Os dois são cabeças distintas do mesmo dragão. Mas, para que o "assolador" possa colocar a "abominação da desolação" no templo este precisa ser reconstruido, pois o "príncipe que há de vir" o destruiu no ano 70 DC.

Sarah escreveu:Então vc usa o versículo 27 de Deus adaptando-os a varias coisas ao mesmo tempo?
Não estou adaptando nada, Sarah. Está tudo registrado na História, restando apenas o registro dos 3,5 anos finais...

Sarah escreveu:Vc entende que nesse 3º Templo vão ser feitos os sacrifícios novamente? Está ciente disso?
Sim. Esses sacrifícios continuarão sendo inválidos para Deus. Quando for posta a abominação da desolação no templo, então o Evangelho do Reino voltará a ser pregado em Israel e a contagem das semanas será retomada.

Sarah escreveu:Quem vc acha que terá o poder de fazer um acordo com os judeus e árabes para a derrubada da Mesquista Domo da Rocha para enfim, o 3º Templo judaico ser reerguido em cima das ruínas do 2º Templo?
Essa estória de "acordo", irmã, vem daquela interpretação clássica dos 7 anos de reinado do anticristo, a qual você está muito apegada... Mas, para essa interpretação clássica se manter, ela precisa primeiro passar pela prova da Bíblia. Para mim ela já não passa mais... Existem pontos obscuros que ela não consegue solver. Por isso, estou mais propenso a crer da forma como tenho crido, até que se me mostre o contrário...

Fique na Paz!

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Jarbas em Qui 31 Out 2013, 5:59 pm

...

entender os 42 meses (3,5 anos) que foi dado a besta para agir, é o mesmo que entender o que foi dito a Daniel sobre um tempo, tempos e metade de tempo (3,5 anos), e que agora alguns estão entendendo; pois isto ficou selado até agora (tempo do fim). Antes praticamento todos criam que a tribulação seria de sete anos, inclusive eu, mas hoje não vejo isso em parte nenhuma em apocalipse, e nem nos livros de Daniel.

"E foi-lhe dada uma boca, para proferir grandes coisas e blasfêmias; e deu-se-lhe poder para agir por quarenta e dois meses."  (Apocalipse 13 : 5)

"E deixa o átrio que está fora do templo, e não o meças; porque foi dado às nações, e pisarão a cidade santa por quarenta e dois meses."  (Apocalipse 11 : 2)

"E ouvi o homem vestido de linho, que estava sobre as águas do rio, o qual levantou ao céu a sua mão direita e a sua mão esquerda, e jurou por aquele que vive eternamente que isso seria para um tempo, tempos e metade do tempo, e quando tiverem acabado de espalhar o poder do povo santo, todas estas coisas serão cumpridas."  (Daniel 12 : 7)

"E proferirá palavras contra o Altíssimo, e destruirá os santos do Altíssimo, e cuidará em mudar os tempos e a lei; e eles serão entregues na sua mão, por um tempo, e tempos, e a metade de um tempo."  (Daniel 7 : 25)



"Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem."  (Lucas 21 : 36)

"Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos, e reservar os injustos para o dia do juízo, para serem castigados;"  (II Pedro 2 : 9)


"PERECE o justo, e não há quem considere isso em seu coração, e os homens compassivos são recolhidos, sem que alguém considere que o justo é levado antes do mal."  (Isaías 57 : 1)


"O temor do SENHOR é odiar o mal; a soberba e a arrogância, o mau caminho e a boca perversa, eu odeio."
  (Provérbios 8 : 13)

Jarbas
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 15317
Localização : Goiânia - Go
flag : Brasil
Data de inscrição : 16/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Qua 20 Nov 2013, 4:48 pm

Boa tarde, graça e paz!


Silva...acabei chamando um de outro. Estarei atenta. Agora confundir nomes é bem diferente de confundir textos bíblicos. Mas vamos lá...


Isso é porque você está confundindo alhos com bugalhos. O "príncipe que há de vir" é um e o "assolador" é outro. O primeiro é o que destrói o templo e o segundo é o que introduz a abominação da desolação no templo.
Essa sua interpretação é multifacetária. Vejamos:

O “príncipe que há de vir” pelo contexto é o que fará cessar os sacrifícios. Porem, vc diz que quem fez esse acordo foi Jesus. Então seria o príncipe que há´de vir a pessoa de Jesus? (pelas suas palavras, não).

Agora, o assolador é outro diferente do príncipe que há de vir (na sua visão).

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Qua 20 Nov 2013, 4:48 pm

Claro que diz, irmã! Se ele morre DEPOIS das 62 semanas, e a sua morte tem de estar na contagem das 70 semanas, então Jesus só pode ter morrido na ÚLTIMA semana. É uma questão simples de lógica!
Não diz não! Parou-se a contagem. Agora se é uma questão de lógica, então a última semana teria que já ter sido contada. Pois qual lógica vc usa para falar que a última semana começou com a morte de Jesus e ao mesmo tempo essa mesma semana esta´parada no tempo para ser contada novamente?

Se ela pode ser parada para recomeçar os 3,5 no futuro, pelo mesmo argumento ela pode ter sido parada no ínicio mesmo para ser contados os 7 anos.

É o mesmo que: “ah, não tem lógica falar que a última semana vai ser contada”, então pergunto, “e qual lógica é usada para contar os 3,5 restantes?” Uai!

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Qua 20 Nov 2013, 4:51 pm

Você continua se confundindo. O texto diz sim que o Messias será morto DEPOIS das 62 semanas. Eu já mostrei isso, mas não custa repetir:
"Depois das sessenta e duas semanas, o Ungido será morto,"

Sim, só que tem um grande detalhe que vc finge em não ver: DEPOIS dessas 62 semanas o príncipe que há de vir aparecerá no cenário fazendo cessar os sacrifícios.

Ou seja, repito, não é a Jesus que se refere o texto quando fala da quebra do acordo.

Porém, devemos lembrar que Daniel estava falando das semanas referentes ao povo judeu. Com a morte de Cristo, os judeus foram cortados da oliveira, portanto só lhes restam 3,5 anos.
Muito pelo contrário, DEPOIS DA MORTE de Jesus VAI acontecer um acordo que não é o sacrifício dele.

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Qua 20 Nov 2013, 4:52 pm

fato de ele mesmo ser o sacrifício é o suficiente para cessar todos os outros sacrifícios que os judeus fizeram e ainda vão fazer quando reconstruirem o templo.
Se o acordo, de acordo com a Biblia vai ser feito DEPOIS da morte do Messias, então vc realmente está fazendo uma confusão de interpretação.

"ELE FARÁ FIRME ALIANÇA COM MUITOS, POR UMA SEMANA; NA METADE DA SEMANA, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; sobre a asa das abominações virá o assolador, até que a destruição, que está determinada, se derrame sobre ele". Daniel 9:27

Quando ela fará cessar o acordo? DEPOIS da morte do Messias:


DEPOIS DAS SESSENTA E DUAS SEMANAS, SERÁ MORTO O UNGIDO E JÁ NÃO ESTARÁ; e o povo de um príncipe que há de vir destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será num dilúvio, e até ao fim haverá guerra; desolações são determinadas."  Daniel 9:26

Se o texto esta dizendo que o Messias vai ser morto depois das 62 semanas e não mais estará e só depois o principe que há´de vir vai fazer um acordo onde irá quebrá-lo na metade da semana, como tal passagem pode se referir a Jesus?  Silva, nem aqui nem na China.

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Qua 20 Nov 2013, 4:53 pm

Não há nenhuma complicação nisso, se você entende um pouquinho de teologia e do significado dessas alegorias. A Lei de Moisés era o aio para conduzir a Cristo e seus rudimentos eram sombras do que seria estabelecido por Cristo.
Negativo! Os sacrifícios já existiam desde o tempo de Moisés. Para vc falar que Jesus fez um acordo baseado em sacrifícios, então tais teriam que ter sido iniciados com a unção de Jesus. Porém, em hipótese alguma há espaço para essa interpretação.

Nesse caso, Jesus teria feito um acordo em cima de algo que já existia para “quebrá-lo” 3,5 depois, sendo que a cessação mesmo aconteceu no ano 70 dC.

Ora, Silva...  tal interpretação é descabida, impossível e sem lugar!

O sacrifício de Jesus foi feito de uma vez por todas sim, mas não é a esse sacrifício que o acordo diz respeito. 
O messias morre, eo príncipe que há de vir faz o acordo. Vc está misturando tudo.

Vc acredita que Jesus era o príncipe que há de vir? Porque vc remodela os versículos 26 e 27 de Daniel tirando-os da sua sequencia?

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Discipulah em Qua 20 Nov 2013, 4:54 pm

Sarah, você precisa ler mais as cartas de Paulo. Jesus não iniciou no sistema levítico e nem poderia, pois era da tribo de Davi. O sacerdócio de Jesus é segundo a ordem de Melquisedeque e não segundo a ordem de Levi, veja:
Não é sobre isso a que me refiro. Vou repetir:

Se vc diz que o Acordo é o sacrifício que Jesus fez então o próprio Jesus teria que ter iniciado o sistema levítico naqueles dias... mas como Jesus não iniciou o sistema levitico quando  esteve na Terra, então esse “acordo do príncipe que ainda virá” não foi em hipótese alguma  o Sacrificio expiatório de Cristo na cruz do Calvário por toda a humanidade.

O texto de Daniel diz que o acordo vai ser feito pelo príncipe que há de vir (vers. 27), no versículo 26 somos informados que o messias vai morrer ANTES desse príncipe aparecer e ANTES desse acordo ser firmado. Então vc remodela os versículos e diz que o Acordo é a Nova Aliança. Mas as implicações continuam:

Primeiro: O messias morre JÁ NÃO MAIS ESTARÁ. 



Segundo: O príncipe que há de vir aparece no cenário mundial firmando UM ACORDO. Pela sequencia de Daniel não é o sacrifício de Jesus a que o texto se refere.

Terceiro: O sistema levitico já tinha iniciado em Moises, por isso Jesus jamais poderia ter feito um     “acordo particular” com os judeus naqueles dias de algo que já estava em pleno vigor.

Quarto: pela sequencia de Daniel o acordo só é firmado depois da morte do Messias.

Quinto:  Interpretação que dilui os versículos 26 e 27 colocando-os em uma sequencia diferente da que está escrito é equívoco.

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como viverá o arrebatado?

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 6:13 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 8 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum