.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
Quem está conectado
57 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 57 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

A Bíblia, esse tão comentado livro

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A Bíblia, esse tão comentado livro

Mensagem por Well em Ter 18 Jun 2013, 3:07 pm

O livro dos livros
      A Bíblia é um conjunto de livros que foram escritos em muitos anos, por pessoas que nem se conheceram e por outras que se conheceram. Você já deve ter ouvido falar: "a Bíblia? Xiii! A Bíblia foi escrita pelos homens e quem nos garante que ela não foi toda modificada?" Pois é, meu prezado leitor, a Bíblia só podia ser escrita por homens mesmo e quanto a ser toda modificada, pergunto: será que foi toda modificada mesmo? Não te deixarei em suspense, caro leitor. É óbvio que não. A Bíblia sofreu alterações sim, devido a cultura de cada povo que a traduziu para o seu idioma, mas não foi toda modificada. Existem alguns textos que apresentam os mesmos relatos, mas de uma forma diferente um do outro o que não nega o fato em si. Isso pode ser visto tanto no Novo quanto no Antigo Testamento. Por que isso acontece? Porque isso nos mostra como o escritor recebeu tal relato e como ele o interpretou ao escrevê-lo, provando-nos que não houve cópia de um escritor para outro. Entretanto, o mais importante é que a mensagem de salvação apresentada em todos os livros da Bíblia é una, coesa, ímpar e fortemente coerente que é a salvação em Deus, somente em Deus.

      Bem, como esse livro tão comentado, tão lido, tão interpretado, tão perseguido e tão querido chegou até nós? Os livros do Antigo Testamento foram juntados pelo povo de Israel e suas cópias foram sendo guardadas e preservadas de geração em geração. As cópias dos livros do Novo Testamento também foram guardadas e repassadas de geração em geração. As comunidades cristãs que eram fundadas, principalmente pelo Ap. Paulo, mantinham essas cópias. As cópias mais antigas existentes do Novo Testamento datam do século IV da nossa Era. Resumidamente, falando do Novo Testamento (NT), os primeiros cristãos liam as Epístolas Apostólicas e os Evangelhos em suas comunidades e eles, então, reconheciam esses livros como inspirados por terem sido escritos pelos próprios Apóstolos ou por pessoas ligadas aos Apóstolos, dentre outros motivos. Pedro, na sua época já reconhecia as Epístolas de Paulo. Veja II Ped. 3:16 e confira. Quando foi realizado um Concílio no século IV da nossa Era para definir os livros que iriam compor a Bíblia, em relação ao NT, os livros foram os mesmos que todos os cristãos, bem antes, já aceitavam como inspirados. Cabe ressaltar que até à data do Concílio, final do século IV,  os livros do NT já eram utilizados pelos cristãos e a Igreja Católica começou a surgir forte no cenário mundial depois que o imperador Constantino a oficializou como a religião do Estado no século IV. Daí em diante ela foi fortemente influenciada pelo Paganismo a tal ponto de séculos depois surgir a Reforma Protestante, que protestou sobre a Mariolatria, Mediação dos Santos, Purgatório, Limbo, Indulgências, Infalibilidade Papal, Penitências, Confissão Auricular, Rosário, etc. 

Manuscritos

     Sobre os manuscritos, veja esse texto: "Primeiro, é interessante notar que os mais antigos manuscritos do Novo Testamento, ainda em existência, datam mais proximamente do tempo da autoria do que é o caso com outros livros antigos. Os mais antigos manuscritos dos escritos de Heródoto, por exemplo, datam aproximadamente de 1300 anos depois de sua morte; e isto não é incomum em livros antigos. Em contraste, há um fragmento do Evangelho de João na Biblioteca da Universidade John Rylands, em Manchester, Inglaterra, que é datado de cerca de 125 d.C. Uma vez que os estudiosos geralmente concordam que João escreveu seu Evangelho numa data mais tardia (entre 60 e 90 d.C.) do que os outros três escritores do Evangelho, este fragmento é especialmente significante. Mais ainda, há um fragmento do Evangelho de Mateus encontrado entre os manuscritos do Mar Morto, datando de antes de 68 d.C. – menos do que 35 anos depois da morte de Jesus! Somando-se a estes, há manuscritos contendo o Evangelho de João, a Epístola aos Hebreus, e a maioria das Epístolas de Paulo, datadas de cerca de 200 d.C. Há manuscritos de todos os quatro evangelhos, bem como outros livros do Novo Testamento, de 200 e tantos d.C. E na sala de manuscritos da Biblioteca Britânica está o manuscrito chamado Sinaiticus, que é datado de 350 d.C., o qual contém o Novo Testamento inteiro. Concluindo, a evidência do manuscrito aponta para a conclusão de que o Novo Testamento foi escrito quando ele declara ter sido escrito: entre cerca de 50 a 100 d.C." (http://www.estudosdabiblia.net/2002221.htm)

     Reforçando o que o autor do parágrafo acima falou sobre o Codex Sinaiticus, que está na Biblioteca Britânica, vou reproduzir um artigo do Jornal O Globo, de 06/07/2009: "Conhecidas como o maior tesouro escrito da Humanidade, as 800 páginas sobreviventes da mais antiga Bíblia do cristianismo acabam de ser reunidas digitalmente. O Codex Sinaiticus é composto de grandes pergaminhos que estavam guardados há 150 anos em quatro lugares diferentes do mundo. Desde ontem, a obra está disponível no site www.codexsinaiticus.org - Com 1600 anos, trata-se do mais antigo livro contendo o Novo Testamento completo, boa parte do Antigo Testamento e dos textos apócrifos, além de dois textos cristãos."

A palavra profética

      Agora que você já teve uma pequena noção da autenticidade dos livros bíblicos gostaria de falar com você da força da mensagem bíblica. Vou pegar um exemplo da palavra profética no Antigo Testamento (AT), dentre vários outros que poderia citar. Você sabia que o livro de Daniel, por exemplo, foi escrito no sexto século antes de Cristo e que ele antecipou a ascenção e a queda de Babilônia, Medo-Pésia, Grécia e Roma? Existem algumas pessoas, principalmente pessoas ateias, que dizem que esse livro foi escrito no segundo século a.C. Por que? Entenda melhor lendo este comentário: "Desde que o filósofo Porfírio realizou os primeiros grandes ataques contra a historicidade de Daniel (233-304 d.c.), este livro tem estado exposto aos embates dos críticos, ao princípio só de vez em quando, mas durante os dois últimos séculos o ataque foi constante. Por isso muitíssimos eruditos cristãos de hoje consideram que o livro de Daniel é obra de um autor anônimo que viveu no século II a.c., mais ou menos no tempo da revolução macabeia." http://pt.wikipedia.org/wiki/Daniel_(profeta)

      Vejo que uma fração de céticos, ateus e alguns cientistas não querem que Deus faça parte de suas vidas. Não admitem Deus e por isso o rejeitam. Mas para outra fração é preciso ter provas, fatos concretos e não meras opiniões, meros subjetivismos e mera fé. É para esses que me dirijo. Digamos que o livro de Daniel tenha sido escrito no século II a.C. Desconsideremos os fatos existentes e pensemos assim por um momento. Pensando assim, como explicar que o livro de Daniel fez parte da Septuaginta, a versão grega do AT, escrita no III Séc. a.C, e como explicar, também, que os judeus responsáveis por definirem o cânon do AT o incluíram em seu cânon, que foi fechado com livros escritos até, em torno, do ano 400 a.C.? Mais uma: se o livro foi escrito no século II a. C., como explicar que houve tempo hábil para ele ser incluído na Septuaginta, escrita, como já dito, no século III a.C? Ou seja, o próprio original estaria sendo escrito posteriormente à Septuaginta? Impossível! Maiores detalhes sobre a datação do livro de Daniel veja a postagem: A profecia mostra que há um Deus no céu.

      E quanto ao NT? Eu gosto muito de uma passagem que foi escrita no evangelho de Mateus no capítulo 24 e verso 14: "E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim." Quando Jesus vaticinou estas palavras o que era o evangelho do reino? Quantos seguidores havia? Existiam poderosos meios de comunicação como a TV, o satélite, a internet ou o rádio? O ambiente político era favorável ao nascente Cristianismo? E hoje? Esse Evangelho do Reino está sendo pregado? Bem, caríssimo leitor(a), você que está lendo esse texto e eu, que escrevi, somos provas vivas dessa pregação. 

Conclusão

      Antes de terminar, gostaria que você soubesse que não é à toa que a Bíblia é tão perseguida e tão disseminada, tão amada e tão odiada. A nossa batalha, como está escrito, não é contra as pessoas, mas contra potestades e principados que habitam num mundo invisível a nossos olhos. Experimente, caro leitor, ler a Bíblia com sinceridade e com humildade e você verá que transformação ocorrerá em sua vida. E lembre-se: só há um caminho que te conduz a Deus e esse caminho é Jesus, o Cristo. Esse caminho é trilhado pela fé, por uma fé ativa, que é traduzida por obras, por obediência aos mandamentos de Deus. A salvação é individual, portanto, desenvolva a sua. Que Deus o abençoe rica e abundantemente e que ELE nos ilumine sempre.

www.nemtodoslevamadeus.blogspot.com.br


http://nemtodoslevamadeus.blogspot.com.br/

Well
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1870
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum