.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
26 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 26 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Página 12 de 14 Anterior  1 ... 7 ... 11, 12, 13, 14  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por DANNILO STELIO em Sex 28 Mar 2014, 11:02 pm

Rildoelias escreveu:Resumindo Inferno não é um mundo invisível, pois Deus não criou este mundo. E satanás não tem poder pra Criar nada, Ele somente usa as matérias de Deus e converte para o mau e destruição.
podem procurar na Bíblia que nunca vai encontrar Deus criando este mundo ( inferno).
Inferno é a cidade dos pés juntos onde bons e maus dormirá até que Cristo o desperte do sono.

Estes texto foram extraídos de algumas enciclopédia Bíblica grega, hebraico e aramaico.

Ou seja, para você, os justos estão no Inferno também ?

DANNILO STELIO
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1639
Idade : 42
Localização : Macapá-AP-Brasil
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/02/2014

http://palavravivaefiel.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Rildoelias em Sex 28 Mar 2014, 11:10 pm

Khwey escreveu:
Rildoelias escreveu:INFERNO SÃO SINÔNIMO DE QUATRO PALAVRAS NA LINGUAGEM: GREGA- ARAMAICO-HEBRAICA:


1º É Sheol  algumas versões Bíblicas se escreve desta forma: ( seol e xeol ) Seol ou xeol significa sepultura.
Nãozinho

Sepultura é "queber", no hebraico.


Rildoelias escreveu:Coitado de Lazaro, deve ficado muito triste . Pois Jesus arrancou sua alma do paraiso. E teve que puxar echada na roça e passar pela morte de novo.
Este Lázaro foi ao paraíso?

Falando em Lázaro, você teria condições de interpretar a parábola conforme consta nos exemplos deixados por Jesus?
Alguns sugerem que o relato de Lucas 16:19-31 deveria ser interpretado literalmente, como uma descrição do estado do homem na morte. Mas essa interpretação nos levaria a uma série de conclusões inconsistentes com o restante das Escrituras. Em primeiro lugar, teríamos de admitir que o Céu e o inferno se encontram suficientemente próximos para permitir uma conversa entre os habitantes de ambos os lugares (versos 23-31). Teríamos de acreditar também na vida após a morte, enquanto o corpo jaz na sepultura, continua existindo de forma consciente uma espécie de alma espiritual que possui “olhos”, “dedo” e “língua”, e que inclusive pode sentir sede (versos 23 e 24).
Se esta fosse uma descrição real do estado do homem na morte, então o Céu certamente não seria um lugar de alegria e de felicidade, pois os salvos poderiam acompanhar de perto os infindáveis sofrimentos de seus entes queridos que se perderam e até mesmo dialogar com eles (versos 23-31). Como poderia uma mãe sentir-se feliz no Céu, contemplando ao mesmo tempo as agonias incessantes, no inferno, de seu amado filho? Num contexto como esse, seria praticamente impossível o cumprimento da promessa bíblica de que então “não haverá luto, nem pranto, nem dor” (Ap 21:4).
Diante disso, a maioria dos eruditos bíblicos contemporâneos considera a história do rico e Lázaro (Lc 16:19-31) como uma parábola, da qual nem todos os detalhes podem ser interpretados literalmente. George E. Ladd, por exemplo, diz que essa história era provavelmente “uma parábola de uso corrente no pensamento judaico e não tenciona ensinar coisa alguma acerca do estado dos mortos”. (O Novo Dicionário da Bíblia [São Paulo: Vida Nova, 1962], vol. 1, p. 512). Sendo esse o caso, temos que procurar entender qual o verdadeiro propósito da parábola.
Nos capítulos 15 e 16 de Lucas, Cristo apresenta várias parábolas em resposta à preconceituosa discriminação dos escribas e fariseus para com as classes marginalizadas da época (Lc 15:1 e 2; 16:14 e 15). A parábola de Lucas 16:19-31, que aparece no final desses dois capítulos, é caracterizado por um forte contraste entre “certo homem rico” e bem vestido (verso 19) e “certo mendigo, chamado Lázaro, coberto de chagas” (verso 20). O relato ensina pelo menos duas grandes lições. A primeira é que o status e o reconhecimento social do presente não são o critério de avaliação para a recompensa futura. Em outras palavras, aqueles que, à semelhança dos escribas e fariseus, se julgam mais dignos do favor divino podem ser os mais desgraçados espiritualmente aos olhos de Deus (comparar com Mt 23).
A segunda lição é que o destino eterno de cada pessoa é decidido nesta vida, e jamais poderá ser revertido na era vindoura, nem mesmo pela intervenção de Abraão (Lc 16:25 e 26). A referência à impossibilidade de Abraão salvar o homem rico do seu castigo reprova o orgulho étnico dos fariseus, que se consideravam merecedores da salvação por serem descendentes de Abraão (ver Lc 3:8; 13:28; Jo 8:39 e 40, 52-59).
É importante lembrarmos que um dos princípios básicos da interpretação bíblica é que não devemos fundamentar doutrinas nos detalhes acidentais de uma parábola, sem primeiro verificar se as conclusões obtidas estão em perfeita harmonia com o consenso geral das Escrituras. A própria parábola de Lucas 16:19-31 afirma que, para obter vida eterna, o ser humano precisa viver em plena conformidade com a vontade de Deus revelada através de “Moisés e os profetas” (verso 29; comparar com Mt 7:21), ou seja, através da “totalidade da Escritura” (L. L. Morris).
Mesmo não tencionando esclarecer o estado do homem na morte, esta parábola declara, em harmonia com o restante das Escrituras, que os morto só podem voltar a se comunicar com os vivos através da ressurrreição (Lc 16:31). E, se analisarmos mais detidamente o que “Moisés e os profetas” têm a nos dizer sobre o estado na morte, perceberemos que os mortos permanecem inconscientes na sepultura até o dia da ressurreição final (ver Jó 14:10-12; Sl 6:4-5; Ec 9:5, 10; Jo 5:28 e 29; 11:1-44; I Co 15:16-18; I Ts 4:13-15).

Rildoelias
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 504
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/03/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Khwey em Sex 28 Mar 2014, 11:37 pm

Afim de contribuir com algo útil, você pode ou não interpretar a parábola conforme consta nos exemplos deixados por Jesus?

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Rildoelias em Sex 28 Mar 2014, 11:52 pm

DANNILO STELIO escreveu:
Rildoelias escreveu:Resumindo Inferno não é um mundo invisível, pois Deus não criou este mundo. E satanás não tem poder pra Criar nada, Ele somente usa as matérias de Deus e converte para o mau e destruição.
podem procurar na Bíblia que nunca vai encontrar Deus criando este mundo ( inferno).
Inferno é a cidade dos pés juntos onde bons e maus dormirá até que Cristo o desperte do sono.

Estes texto foram extraídos de algumas enciclopédia Bíblica grega, hebraico e aramaico.

Ou seja, para você, os justos estão no Inferno também ?
sim! o inferno Hades - seol ( Sepultura e túmulo) é o lugar que se coloca as carcaças ( cadáver) Até Jesus chamar de seus sonos.

Em verdade, em verdade vos digo que vem a hora, e agora é, em que os MORTOS ouvirão a voz do Filho de Deus, e os que a ouvirem viverão. Não vos maravilheis disto; porque vem a hora EM QUE TODOS os que estão nos SEPULCROS OUVIRÃO A SUA VOZ”. (João 5:25, 28.) 

Rildoelias
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 504
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/03/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por DANNILO STELIO em Sex 28 Mar 2014, 11:54 pm

Rildoelias escreveu:
Khwey escreveu:
Rildoelias escreveu:INFERNO SÃO SINÔNIMO DE QUATRO PALAVRAS NA LINGUAGEM: GREGA- ARAMAICO-HEBRAICA:


1º É Sheol  algumas versões Bíblicas se escreve desta forma: ( seol e xeol ) Seol ou xeol significa sepultura.
Nãozinho

Sepultura é "queber", no hebraico.


Rildoelias escreveu:Coitado de Lazaro, deve ficado muito triste . Pois Jesus arrancou sua alma do paraiso. E teve que puxar echada na roça e passar pela morte de novo.
Este Lázaro foi ao paraíso?

Falando em Lázaro, você teria condições de interpretar a parábola conforme consta nos exemplos deixados por Jesus?
Alguns sugerem que o relato de Lucas 16:19-31 deveria ser interpretado literalmente, como uma descrição do estado do homem na morte. Mas essa interpretação nos levaria a uma série de conclusões inconsistentes com o restante das Escrituras. Em primeiro lugar, teríamos de admitir que o Céu e o inferno se encontram suficientemente próximos para permitir uma conversa entre os habitantes de ambos os lugares (versos 23-31). Teríamos de acreditar também na vida após a morte, enquanto o corpo jaz na sepultura, continua existindo de forma consciente uma espécie de alma espiritual que possui “olhos”, “dedo” e “língua”, e que inclusive pode sentir sede (versos 23 e 24).
Se esta fosse uma descrição real do estado do homem na morte, então o Céu certamente não seria um lugar de alegria e de felicidade, pois os salvos poderiam acompanhar de perto os infindáveis sofrimentos de seus entes queridos que se perderam e até mesmo dialogar com eles (versos 23-31). Como poderia uma mãe sentir-se feliz no Céu, contemplando ao mesmo tempo as agonias incessantes, no inferno, de seu amado filho? Num contexto como esse, seria praticamente impossível o cumprimento da promessa bíblica de que então “não haverá luto, nem pranto, nem dor” (Ap 21:4).
Diante disso, a maioria dos eruditos bíblicos contemporâneos considera a história do rico e Lázaro (Lc 16:19-31) como uma parábola, da qual nem todos os detalhes podem ser interpretados literalmente. George E. Ladd, por exemplo, diz que essa história era provavelmente “uma parábola de uso corrente no pensamento judaico e não tenciona ensinar coisa alguma acerca do estado dos mortos”. (O Novo Dicionário da Bíblia [São Paulo: Vida Nova, 1962], vol. 1, p. 512). Sendo esse o caso, temos que procurar entender qual o verdadeiro propósito da parábola.
Nos capítulos 15 e 16 de Lucas, Cristo apresenta várias parábolas em resposta à preconceituosa discriminação dos escribas e fariseus para com as classes marginalizadas da época (Lc 15:1 e 2; 16:14 e 15). A parábola de Lucas 16:19-31, que aparece no final desses dois capítulos, é caracterizado por um forte contraste entre “certo homem rico” e bem vestido (verso 19) e “certo mendigo, chamado Lázaro, coberto de chagas” (verso 20). O relato ensina pelo menos duas grandes lições. A primeira é que o status e o reconhecimento social do presente não são o critério de avaliação para a recompensa futura. Em outras palavras, aqueles que, à semelhança dos escribas e fariseus, se julgam mais dignos do favor divino podem ser os mais desgraçados espiritualmente aos olhos de Deus (comparar com Mt 23).
A segunda lição é que o destino eterno de cada pessoa é decidido nesta vida, e jamais poderá ser revertido na era vindoura, nem mesmo pela intervenção de Abraão (Lc 16:25 e 26). A referência à impossibilidade de Abraão salvar o homem rico do seu castigo reprova o orgulho étnico dos fariseus, que se consideravam merecedores da salvação por serem descendentes de Abraão (ver Lc 3:8; 13:28; Jo 8:39 e 40, 52-59).
É importante lembrarmos que um dos princípios básicos da interpretação bíblica é que não devemos fundamentar doutrinas nos detalhes acidentais de uma parábola, sem primeiro verificar se as conclusões obtidas estão em perfeita harmonia com o consenso geral das Escrituras. A própria parábola de Lucas 16:19-31 afirma que, para obter vida eterna, o ser humano precisa viver em plena conformidade com a vontade de Deus revelada através de “Moisés e os profetas” (verso 29; comparar com Mt 7:21), ou seja, através da “totalidade da Escritura” (L. L. Morris).
Mesmo não tencionando esclarecer o estado do homem na morte, esta parábola declara, em harmonia com o restante das Escrituras, que os morto só podem voltar a se comunicar com os vivos através da ressurrreição (Lc 16:31). E, se analisarmos mais detidamente o que “Moisés e os profetas” têm a nos dizer sobre o estado na morte, perceberemos que os mortos permanecem inconscientes na sepultura até o dia da ressurreição final (ver Jó 14:10-12; Sl 6:4-5; Ec 9:5, 10; Jo 5:28 e 29; 11:1-44; I Co 15:16-18; I Ts 4:13-15).

Bem que achei que esse texto estava muito bem escrito para ser da tua autoria...
Fizeste igual o Livro de Mórmon, não é ? copiando capítulos da Bíblia...
Esse texto, para quem não sabe, é do CENTRO WHITE (www.centrowhite.org.br).
Mas tudo bem, vamos te dar uma "colher de chá", você ainda é iniciante aqui no fórum gospel, provavelmente não é pastor e não tem curso teológico, possivelmente nunca leu a Bíblia completa. 


Mas vamos à refutação do teu "plágio" texto.


Em primeiro lugar, a proximidade entre céu e inferno é inválida. Lucas 16 não descreve o céu, mas o Mundo dos Mortos (Hades), onde justos e injustos ficavam juntos, separados por um grande abismo. Era uma espécie de cativeiro, que foi levado para o alto, ao Paraíso, após a morte e ressurreição de Cristo. Portanto, a situação descrita em Lucas não mais existe hoje: no Hades, hoje, estão apenas os pecadores. Portanto, a situação descrita no segundo parágrafo do texto não acontece.


Em segundo lugar, o autor do texto (que não é você, rildoelias) não aceita que a alma tenha olhos, dedo, língua, etc. Mas essa "intelijumência" se esquece de que existe corpo espiritual, assim como existe corpo material (1 Co 15.44). Portanto, é perfeitamente aceitável que existam olhos, dedo e língua espirituais 


E por fim, o maior erro de todos: LUCAS 16 NÃO É PARÁBOLA. Nenhuma outra parábola menciona nomes de personagens (Rico, Lázaro, Abraão). Mesmo que o texto diga que "a maioria dos eruditos bíblicos contemporâneos" tenha esse texto bíblico, PROVAVELMENTE, como uma parábola (esse nada mais é do que o famoso "argumento de autoridade"), fica a pergunta: e se eles estiverem errados ? Você apostaria seu destino pós-morte na interpretação de um grupo de eruditos bíblicos ? Eu não !

DANNILO STELIO
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1639
Idade : 42
Localização : Macapá-AP-Brasil
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/02/2014

http://palavravivaefiel.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Rildoelias em Sex 28 Mar 2014, 11:56 pm

Khwey escreveu:Afim de contribuir com algo útil, você pode ou não interpretar a parábola conforme consta nos exemplos deixados por Jesus?
Vou postar aqui a interpretação pra você conseguir ler.

Esta é a interpretação , vamos deixar de preguiça e ler, pois faz bem a saúde.

Alguns sugerem que o relato de Lucas 16:19-31 deveria ser interpretado literalmente, como uma descrição do estado do homem na morte. Mas essa interpretação nos levaria a uma série de conclusões inconsistentes com o restante das Escrituras. Em primeiro lugar, teríamos de admitir que o Céu e o inferno se encontram suficientemente próximos para permitir uma conversa entre os habitantes de ambos os lugares (versos 23-31). Teríamos de acreditar também na vida após a morte, enquanto o corpo jaz na sepultura, continua existindo de forma consciente uma espécie de alma espiritual que possui “olhos”, “dedo” e “língua”, e que inclusive pode sentir sede (versos 23 e 24).

Se esta fosse uma descrição real do estado do homem na morte, então o Céu certamente não seria um lugar de alegria e de felicidade, pois os salvos poderiam acompanhar de perto os infindáveis sofrimentos de seus entes queridos que se perderam e até mesmo dialogar com eles (versos 23-31). Como poderia uma mãe sentir-se feliz no Céu, contemplando ao mesmo tempo as agonias incessantes, no inferno, de seu amado filho? Num contexto como esse, seria praticamente impossível o cumprimento da promessa bíblica de que então “não haverá luto, nem pranto, nem dor” (Ap 21:4).

Diante disso, a maioria dos eruditos bíblicos contemporâneos considera a história do rico e Lázaro (Lc 16:19-31) como uma parábola, da qual nem todos os detalhes podem ser interpretados literalmente. George E. Ladd, por exemplo, diz que essa história era provavelmente “uma parábola de uso corrente no pensamento judaico e não tenciona ensinar coisa alguma acerca do estado dos mortos”. (O Novo Dicionário da Bíblia [São Paulo: Vida Nova, 1962], vol. 1, p. 512). Sendo esse o caso, temos que procurar entender qual o verdadeiro propósito da parábola.

Nos capítulos 15 e 16 de Lucas, Cristo apresenta várias parábolas em resposta à preconceituosa discriminação dos escribas e fariseus para com as classes marginalizadas da época (Lc 15:1 e 2; 16:14 e 15). A parábola de Lucas 16:19-31, que aparece no final desses dois capítulos, é caracterizado por um forte contraste entre “certo homem rico” e bem vestido (verso 19) e “certo mendigo, chamado Lázaro, coberto de chagas” (verso 20). O relato ensina pelo menos duas grandes lições. A primeira é que o status e o reconhecimento social do presente não são o critério de avaliação para a recompensa futura. Em outras palavras, aqueles que, à semelhança dos escribas e fariseus, se julgam mais dignos do favor divino podem ser os mais desgraçados espiritualmente aos olhos de Deus (comparar com Mt 23).

A segunda lição é que o destino eterno de cada pessoa é decidido nesta vida, e jamais poderá ser revertido na era vindoura, nem mesmo pela intervenção de Abraão (Lc 16:25 e 26). A referência à impossibilidade de Abraão salvar o homem rico do seu castigo reprova o orgulho étnico dos fariseus, que se consideravam merecedores da salvação por serem descendentes de Abraão (ver Lc 3:8; 13:28; Jo 8:39 e 40, 52-59).

É importante lembrarmos que um dos princípios básicos da interpretação bíblica é que não devemos fundamentar doutrinas nos detalhes acidentais de uma parábola, sem primeiro verificar se as conclusões obtidas estão em perfeita harmonia com o consenso geral das Escrituras. A própria parábola de Lucas 16:19-31 afirma que, para obter vida eterna, o ser humano precisa viver em plena conformidade com a vontade de Deus revelada através de “Moisés e os profetas” (verso 29; comparar com Mt 7:21), ou seja, através da “totalidade da Escritura” (L. L. Morris).

Mesmo não tencionando esclarecer o estado do homem na morte, esta parábola declara, em harmonia com o restante das Escrituras, que os morto só podem voltar a se comunicar com os vivos através da ressurrreição (Lc 16:31). E, se analisarmos mais detidamente o que “Moisés e os profetas” têm a nos dizer sobre o estado na morte, perceberemos que os mortos permanecem inconscientes na sepultura até o dia da ressurreição final (ver Jó 14:10-12; Sl 6:4-5; Ec 9:5, 10; Jo 5:28 e 29; 11:1-44; I Co 15:16-18; I Ts 4:13-15).

Rildoelias
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 504
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/03/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Rildoelias em Sab 29 Mar 2014, 12:00 am

Respondendo a resposta de um internauta ai em cima Eu não sou Pr. mas nas escolas que estes pastores pentecostais estudaram eu  sou professor.

 o Camarada disse que lucas 16 não é parábola  pega uma Bíblia ai de gente e veja no seu sob titulo esta escrito: A parábola do rico e lazaro 
 pra que você não vai discutir com a gráfica sociedade Bíblica do Brasil 
 e Eu já Li a Bíblia 5 vezes, sou palestrante.

Rildoelias
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 504
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/03/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Khwey em Sab 29 Mar 2014, 12:11 am

Rildoelias escreveu:
Khwey escreveu:Afim de contribuir com algo útil, você pode ou não interpretar a parábola conforme consta nos exemplos deixados por Jesus?
Vou postar aqui a interpretação pra você conseguir ler.

Esta é a interpretação , vamos deixar de preguiça e ler, pois faz bem a saúde.
Você não entendeu a pergunta.

Observe este texto:


Mateus
13:36 Então, tendo despedido a multidão, foi Jesus para casa. E chegaram ao pé dele os seus discípulos, dizendo: Explica-nos a parábola do joio do campo.
13:37 E ele, respondendo, disse-lhes: O que semeia a boa semente, é o Filho do homem;
13:38 O campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno;
13:39 O inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos.

Veja que é muito simples. Com pouquíssimas palavras Jesus relacionou cada figura com o seu correspondente literal.

Ele fez isto com todas as parábolas que interpretou.

Você pode ou não interpretar a parábola conforme consta nos exemplos deixados por Jesus?

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Rildoelias em Sab 29 Mar 2014, 12:20 am

Khwey escreveu:
Rildoelias escreveu:
Khwey escreveu:Afim de contribuir com algo útil, você pode ou não interpretar a parábola conforme consta nos exemplos deixados por Jesus?
Vou postar aqui a interpretação pra você conseguir ler.

Esta é a interpretação , vamos deixar de preguiça e ler, pois faz bem a saúde.
Você não entendeu a pergunta.

Observe este texto:


Mateus
13:36 Então, tendo despedido a multidão, foi Jesus para casa. E chegaram ao pé dele os seus discípulos, dizendo: Explica-nos a parábola do joio do campo.
13:37 E ele, respondendo, disse-lhes: O que semeia a boa semente, é o Filho do homem;
13:38 O campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno;
13:39 O inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos.

Veja que é muito simples. Com pouquíssimas palavras Jesus relacionou cada figura com o seu correspondente literal.

Ele fez isto com todas as parábolas que interpretou.

Você pode ou não interpretar a parábola conforme consta nos exemplos deixados por Jesus?
Meu irmão a parábola do semeador não tem nada a ver com a parábola de rico e lazaro...ou eu não entendi mesmo onde você quer chegar. se você quer a interpretação mais claro da que Jesus explicou para os discípulos posso traduzir pra você alguma coisa.

Rildoelias
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 504
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/03/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Khwey em Sab 29 Mar 2014, 12:40 am

Rildoelias escreveu:
Khwey escreveu:
Rildoelias escreveu:
Khwey escreveu:Afim de contribuir com algo útil, você pode ou não interpretar a parábola conforme consta nos exemplos deixados por Jesus?
Vou postar aqui a interpretação pra você conseguir ler.

Esta é a interpretação , vamos deixar de preguiça e ler, pois faz bem a saúde.
Você não entendeu a pergunta.

Observe este texto:


Mateus
13:36 Então, tendo despedido a multidão, foi Jesus para casa. E chegaram ao pé dele os seus discípulos, dizendo: Explica-nos a parábola do joio do campo.
13:37 E ele, respondendo, disse-lhes: O que semeia a boa semente, é o Filho do homem;
13:38 O campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno;
13:39 O inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos.

Veja que é muito simples. Com pouquíssimas palavras Jesus relacionou cada figura com o seu correspondente literal.

Ele fez isto com todas as parábolas que interpretou.

Você pode ou não interpretar a parábola conforme consta nos exemplos deixados por Jesus?
Meu irmão a parábola do semeador não tem nada a ver com a parábola de rico e lazaro...ou eu não entendi mesmo onde você quer chegar. se você quer a interpretação mais claro da que Jesus explicou para os discípulos posso traduzir pra você alguma coisa.
Esta parábola não é a do semeador.

Isto é apenas um exemplo para você entender como Jesus interpretou as parábolas.

Com pouquíssimas palavras Jesus relacionou cada figura com o seu correspondente literal.

Você pode ou não interpretar a parábola conforme consta nos exemplos deixados por Jesus?

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por DANNILO STELIO em Sab 29 Mar 2014, 12:58 pm

Rildoelias escreveu:Respondendo a resposta de um internauta ai em cima Eu não sou Pr. mas nas escolas que estes pastores pentecostais estudaram eu  sou professor.

 o Camarada disse que lucas 16 não é parábola  pega uma Bíblia ai de gente e veja no seu sob titulo esta escrito: A parábola do rico e lazaro 
 pra que você não vai discutir com a gráfica sociedade Bíblica do Brasil 
 e Eu já Li a Bíblia 5 vezes, sou palestrante.
Então eram péssimas escolas, e nelas eu não estudei.
Já leu a Bíblia 5 vezes ? Só isso ? então tá explicado tanta heresia...Coitadas das pessoas para quem vc palestra...
Se tivesse estudado MESMO, saberia muito bem que o que é inspirado na Biblia É O TEXTO BÍBLICO, e não os TÍTULOS DOS CAPÍTULOS. A gráfica da SBB pode errar, sabia ? só Deus que não erra !
ô explicação "furada"...


E postou de novo O MESMO TEXTO sem colocar os créditos do Centro White. Que desprestígio...

DANNILO STELIO
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1639
Idade : 42
Localização : Macapá-AP-Brasil
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/02/2014

http://palavravivaefiel.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Rildoelias em Sab 29 Mar 2014, 2:31 pm

Dannilo se você tivesse feito teologia estaria pregando verdade em vez mentira.
Quando Deus usa uma pessoa ela pode nem saber escrever, mas pelo poder do Espirito Santo ela fala o que Deus quer falar.

Deus não escolher diplomata, se os homens não falarem as pedras falarão.

 Moisés não estudou teologia, mas Deus o chamou.

Oseias não estudou teologia mas Deus o chamou.

Pedro, João, Tiago, não estudou teologia mas Jesus o chamou.

Mas os judeus e saduceus e também a Igreja de roma  Os perseguiram por causa da palavra de Deus, eles diziam as mesmas palavra que você diz: não tem estudos, pregam heresias, blá blá blá.

Você é mais Fariseus e saduceus do que um profeta.

“O SENHOR te porá por cabeça e não por cauda; e só estarás em cima e não debaixo, se obedeceres aos mandamentos do SENHOR, teu Deus, que hoje te ordeno, para os guardar e cumprir.” Deuteronômio 28.13

Rildoelias
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 504
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/03/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Eterna em Sab 29 Mar 2014, 5:10 pm

Khwey escreveu:Mandar a pessoa ler textos bíblicos sem ter o trabalho de interpretar os mesmos expondo o entendimento adquirido, geralmente não resolve e não contribui para o bom entendimento do outro, se caso estiver correto, porque a pessoa já leu e certamente já formou uma ideia própria a respeito.

Nas palavras de Jesus temos a ideia de duas mortes:


Mateus
8:22 Jesus, porém, disse-lhe: Segue-me, e deixa os mortos sepultar os seus mortos.

Então como um morto pode sepultar outro morto?

É simples! Compreendendo apenas que a morte não existe! Aqueles que sepultam os mortos são aqueles que não compreendem a palavra da vida eterna. Os próprios apóstolos não compreendiam o que Cristo dizia e isto se repete diversas vezes na narração do NT.


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3831
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Eterna em Sab 29 Mar 2014, 5:37 pm

Khwey escreveu:Segundo as palavras de Jesus e de Paulo, abaixo, eu creio que podemos entender que, em sentido figurado, Adão foi morto instantaneamente quando pecou e saiu do Éden, pois no Éden ele estava debaixo das graças de Deus:

Romanos
3:23 Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;

Eu penso que o fato de envelhecer e morrer é só para cumprir o que foi planejado.

A segunda morte ou lago de fogo também é sentido figurado que significa estar literalmente e definitivamente destituído da glória de Deus.


Segundo a crença criacionista Adão, tanto quanto Eva, não poderiam ter morrido instantaneamente porquanto não haveria continuidade da humanidade. Isto é fato relevante na crença que vocês abraçam! Mas a morte figurada, a qual você se reporta, significa tão somente que eles (Adão e Eva) perderam a graça e seus descendentes jamais estiveram sob ela.

E por fim, destituir algo de alguém significa tirar alguma coisa que foi perdido. Ora, o que foi que perdemos realmente?

Se nascemos do pecado - só nos resta conquistar a glória!


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3831
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Khwey em Sab 29 Mar 2014, 11:31 pm

Eterna escreveu:
Khwey escreveu:Segundo as palavras de Jesus e de Paulo, abaixo, eu creio que podemos entender que, em sentido figurado, Adão foi morto instantaneamente quando pecou e saiu do Éden, pois no Éden ele estava debaixo das graças de Deus:

Romanos
3:23 Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;

Eu penso que o fato de envelhecer e morrer é só para cumprir o que foi planejado.

A segunda morte ou lago de fogo também é sentido figurado que significa estar literalmente e definitivamente destituído da glória de Deus.


Segundo a crença criacionista Adão, tanto quanto Eva, não poderiam ter morrido instantaneamente porquanto não haveria continuidade da humanidade. Isto é fato relevante na crença que vocês abraçam!
Poderiam, porque neste caso bastaria criar outros, tal como Deus quis fazer quando pretendeu destruir os judeus.

Eterna escreveu:Mas a morte figurada, a qual você se reporta, significa tão somente que eles (Adão e Eva) perderam a graça e seus descendentes jamais estiveram sob ela.

E por fim, destituir algo de alguém significa tirar alguma coisa que foi perdido. Ora, o que foi que perdemos realmente?
Adão e Eva perderam o direito de permanecer no Éden, de estar sob as graças de Deus. E assim todos nós perdemos e ficamos destituídos da graça de Deus.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Rildoelias em Dom 30 Mar 2014, 12:13 am

Eterna escreveu:
Khwey escreveu:Mandar a pessoa ler textos bíblicos sem ter o trabalho de interpretar os mesmos expondo o entendimento adquirido, geralmente não resolve e não contribui para o bom entendimento do outro, se caso estiver correto, porque a pessoa já leu e certamente já formou uma ideia própria a respeito.

Nas palavras de Jesus temos a ideia de duas mortes:


Mateus
8:22 Jesus, porém, disse-lhe: Segue-me, e deixa os mortos sepultar os seus mortos.

Então como um morto pode sepultar outro morto?

É simples! Compreendendo apenas que a morte não existe! Aqueles que sepultam os mortos são aqueles que não compreendem a palavra da vida eterna. Os próprios apóstolos não compreendiam o que Cristo dizia e isto se repete diversas vezes na narração do NT.
Não é não!

Deixar os mortos sepultar seus próprios mortos é duas coisas:
Mortos espirituais, é alguém que não tem esperança de estar salvas, ou pessoas que não quer saber de Deus e só de mundanismo.
 a outra é a própria morte físicas literal e carnal. quando a pessoa morre de verdade.

resumindo:
a pessoa morta espiritual sem esperança de salvação levando um cadáver para a sepultura do cemitério.

Rildoelias
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 504
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/03/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Khwey em Dom 30 Mar 2014, 12:26 am

Rildoelias escreveu:
resumindo:
a pessoa morta espiritual sem esperança de salvação levando um cadáver para a sepultura do cemitério.
É melhor dizer; "pessoa ignorante a respeito da verdade", sepultando alguém literalmente morto.

Isto porque, estando escrito que Deus não tem em conta os tempos da ignorância, algum dia todos terão a esperança da salvação.

A frase de Jesus só tem um significado, que é este resumo que você fez.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Rildoelias em Dom 30 Mar 2014, 12:47 am

Khwey escreveu:
Rildoelias escreveu:
resumindo:
a pessoa morta espiritual sem esperança de salvação levando um cadáver para a sepultura do cemitério.
É melhor dizer; "pessoa ignorante a respeito da verdade", sepultando alguém literalmente morto.

Isto porque, estando escrito que Deus não tem em conta os tempos da ignorância, algum dia todos terão a esperança da salvação.

A frase de Jesus só tem um significado, que é este resumo que você fez.
Não sei se eu entendi errado, mas a pessoa só passa ter esperança de salvação quando ela decide estar do lado de Cristo.

Rildoelias
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 504
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/03/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Khwey em Dom 30 Mar 2014, 12:52 am

Rildoelias escreveu:
Khwey escreveu:
Rildoelias escreveu:
resumindo:
a pessoa morta espiritual sem esperança de salvação levando um cadáver para a sepultura do cemitério.
É melhor dizer; "pessoa ignorante a respeito da verdade", sepultando alguém literalmente morto.

Isto porque, estando escrito que Deus não tem em conta os tempos da ignorância, algum dia todos terão a esperança da salvação.

A frase de Jesus só tem um significado, que é este resumo que você fez.
Não sei se eu entendi errado, mas a pessoa só passa ter esperança de salvação quando ela decide estar do lado de Cristo.
Sim.

Mas, ela só passa a estar realmente do lado de Jesus quando for ensinada por Deus.


João
6:44 Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não trouxer...

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Rildoelias em Dom 30 Mar 2014, 1:01 am

Khwey escreveu:
Rildoelias escreveu:
Khwey escreveu:
Rildoelias escreveu:
resumindo:
a pessoa morta espiritual sem esperança de salvação levando um cadáver para a sepultura do cemitério.
É melhor dizer; "pessoa ignorante a respeito da verdade", sepultando alguém literalmente morto.

Isto porque, estando escrito que Deus não tem em conta os tempos da ignorância, algum dia todos terão a esperança da salvação.

A frase de Jesus só tem um significado, que é este resumo que você fez.
Não sei se eu entendi errado, mas a pessoa só passa ter esperança de salvação quando ela decide estar do lado de Cristo.
Sim.

Mas, ela só passa a estar realmente do lado de Jesus quando for ensinada por Deus.


João
6:44 Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não trouxer...
O Espírito Santo é que ensina e convence o mundo do pecado, mas se ela aceitar conhecer a Deus...Deus não faz mudanças forçadas na pessoa. 

"Quando vier, porém, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; 
porque não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará 
as coisas que hão de vir. Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu, e 
vo-lo há de anunciar." 
(JOÃO 16.13,14)

Rildoelias
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 504
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/03/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Khwey em Dom 30 Mar 2014, 1:03 am

Rildoelias escreveu:
Khwey escreveu:
Rildoelias escreveu:
Khwey escreveu:
Rildoelias escreveu:
resumindo:
a pessoa morta espiritual sem esperança de salvação levando um cadáver para a sepultura do cemitério.
É melhor dizer; "pessoa ignorante a respeito da verdade", sepultando alguém literalmente morto.

Isto porque, estando escrito que Deus não tem em conta os tempos da ignorância, algum dia todos terão a esperança da salvação.

A frase de Jesus só tem um significado, que é este resumo que você fez.
Não sei se eu entendi errado, mas a pessoa só passa ter esperança de salvação quando ela decide estar do lado de Cristo.
Sim.

Mas, ela só passa a estar realmente do lado de Jesus quando for ensinada por Deus.


João
6:44 Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não trouxer...
O Espírito Santo é que ensina e convence o mundo do pecado, mas se ela aceitar conhecer a Deus...Deus não faz mudanças forçadas na pessoa.
Sim.

Mas a pessoa deixa de estar na ignorância.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por DANNILO STELIO em Dom 30 Mar 2014, 1:28 am

Rildoelias escreveu:Dannilo se você tivesse feito teologia estaria pregando verdade em vez mentira.
Quando Deus usa uma pessoa ela pode nem saber escrever, mas pelo poder do Espirito Santo ela fala o que Deus quer falar.Deus não escolher diplomata, se os homens não falarem as pedras falarão. Moisés não estudou teologia, mas Deus o chamou.Oseias não estudou teologia mas Deus o chamou.Pedro, João, Tiago, não estudou teologia mas Jesus o chamou.Mas os judeus e saduceus e também a Igreja de roma  Os perseguiram por causa da palavra de Deus, eles diziam as mesmas palavra que você diz: não tem estudos, pregam heresias, blá blá blá.Você é mais Fariseus e saduceus do que um profeta.“O SENHOR te porá por cabeça e não por cauda; e só estarás em cima e não debaixo, se obedeceres aos mandamentos do SENHOR, teu Deus, que hoje te ordeno, para os guardar e cumprir.” Deuteronômio 28.13
Infelizmente, existem muitas pessoas que estudaram teologia pregando mentiras. E você é uma delas.
Concordo que Deus PODE USAR pessoas iletradas, mas Ele usa MELHOR AINDA pessoas que tem algum conhecimento secular e teológico.
Bem disse você que "QUANDO Deus usa uma pessoa..." QUANDO, não SE. Entendeu ?
"Deus não escolher diplomata" (sic) ? ESCOLHE SIM, pregadores, profetas, pessoas capacitadas para anunciar suas verdades. E VOCÊ NÃO É UMA DELAS AINDA.
Portanto, essa "exaltação da ignorância" que você usou não tem respaldo bíblico.
Moisés não estudou teologia, mas era versado em toda arte e ciência dos egípcios.
Oséias, Pedro, João e Tiago não estudara teologia porque no tempo deles essa matéria, como a conhecemos hoje, não existia. Portanto, o teu argumento, neste ponto, é apenas uma bravata.
Vc deve admitir que Paulo era uma pessoa muito usada por Deus, não é mesmo ? pois bem, ele era uma pessoa culta, fariseu, criado aos pés do mestre judeu Gamaliel.
Deus não chamou essas pessoas por causa de seus estudos (ou da falta deles). Já vi antes esse tipo de argumento que vc usou: geralmente são pessoas que tentam justificar seu pouco estudo como um sinal de santidade. Que erro...
Eu nunca disse que era profeta, então a sua acusação é inócua.
Ah, e Dt 28:13 não foi escrito para nós, e sim para os judeus da época de Moisés. Use a regra do contexto (Hermenêutica), deve tê-la estudado, não é  ?

DANNILO STELIO
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1639
Idade : 42
Localização : Macapá-AP-Brasil
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/02/2014

http://palavravivaefiel.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Rildoelias em Dom 30 Mar 2014, 1:43 am

DANNILO STELIO escreveu:
Rildoelias escreveu:Dannilo se você tivesse feito teologia estaria pregando verdade em vez mentira.
Quando Deus usa uma pessoa ela pode nem saber escrever, mas pelo poder do Espirito Santo ela fala o que Deus quer falar.Deus não escolher diplomata, se os homens não falarem as pedras falarão. Moisés não estudou teologia, mas Deus o chamou.Oseias não estudou teologia mas Deus o chamou.Pedro, João, Tiago, não estudou teologia mas Jesus o chamou.Mas os judeus e saduceus e também a Igreja de roma  Os perseguiram por causa da palavra de Deus, eles diziam as mesmas palavra que você diz: não tem estudos, pregam heresias, blá blá blá.Você é mais Fariseus e saduceus do que um profeta.“O SENHOR te porá por cabeça e não por cauda; e só estarás em cima e não debaixo, se obedeceres aos mandamentos do SENHOR, teu Deus, que hoje te ordeno, para os guardar e cumprir.” Deuteronômio 28.13
Infelizmente, existem muitas pessoas que estudaram teologia pregando mentiras. E você é uma delas.
Concordo que Deus PODE USAR pessoas iletradas, mas Ele usa MELHOR AINDA pessoas que tem algum conhecimento secular e teológico.
Bem disse você que "QUANDO Deus usa uma pessoa..." QUANDO, não SE. Entendeu ?
"Deus não escolher diplomata" (sic) ? ESCOLHE SIM, pregadores, profetas, pessoas capacitadas para anunciar suas verdades. E VOCÊ NÃO É UMA DELAS AINDA.
Portanto, essa "exaltação da ignorância" que você usou não tem respaldo bíblico.
Moisés não estudou teologia, mas era versado em toda arte e ciência dos egípcios.
Oséias, Pedro, João e Tiago não estudara teologia porque no tempo deles essa matéria, como a conhecemos hoje, não existia. Portanto, o teu argumento, neste ponto, é apenas uma bravata.
Vc deve admitir que Paulo era uma pessoa muito usada por Deus, não é mesmo ? pois bem, ele era uma pessoa culta, fariseu, criado aos pés do mestre judeu Gamaliel.
Deus não chamou essas pessoas por causa de seus estudos (ou da falta deles). Já vi antes esse tipo de argumento que vc usou: geralmente são pessoas que tentam justificar seu pouco estudo como um sinal de santidade. Que erro...
Eu nunca disse que era profeta, então a sua acusação é inócua.
Ah, e Dt 28:13 não foi escrito para nós, e sim para os judeus da época de Moisés. Use a regra do contexto (Hermenêutica), deve tê-la estudado, não é  ?
Profeta é que prega a palavra de Deus. Eu conheço e vi pessoalmente pessoa diplomata que é isso e aquilo e aquilo outro pregar com tanta letra bonita que que não edifica a igreja de Deus, palavras tão sábia e tão vazia que Ele no final do culto fraguei ele perguntando se o povo tinha gostado da sua mensagem.... Que decepção.... Já vi uma pessoa simples que não tem estudo fala caipira e errado, mas pregar palavras tão vivas  da gosto de ouvir, pois ele era um simples estrumamentos usado pelo poder do Espírito Santo.

Já vi muitos pastores até mesmos da minha Igreja na mesma situação de mensagem pobre de Espírito, já vi também Pr. de outras igrejas a mesma coisa e ainda pior falando heresias. falar bem não quer dizer nada, pois até o Diabo usa  Pastores, pregadores, profetas, irmãos pra pregar palavras tão linda, mas enganosa.

Rildoelias
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 504
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/03/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Servo de CRISTO em Seg 31 Mar 2014, 10:16 pm

Khwey escreveu:
Servo de CRISTO escreveu:Para mim, os elementos são corpo e espírito, e a alma nada mais é do que o "resultado" de um corpo com o "sopro" de Deus, ou seja, VIDA.
A bíblia diz que os animais tem corpo e espírito, ou sopro de vida.

Mas, dizer que animal tem alma soa muito esquisito, frente ao contexto bíblico.


Ezequiel
18:20 A alma que pecar, essa morrerá...

Khwey, 


Onde está escrito que Deus soprou nas narinas dos animais??


Essa é ao meu ver, uma diferença brutal, Deus deu uma porção do seu próprio espírito ao homem, o que não fez com os animais, apenas lhe dando um corpo sem alma.

A referência a "almas viventes" aos animais dizem respeito apenas a seres que estão vivos...

Servo de CRISTO
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 293
Idade : 35
Localização : Espírito Santo
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/10/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Khwey em Seg 31 Mar 2014, 10:25 pm

Servo de CRISTO escreveu:
Khwey escreveu:
Servo de CRISTO escreveu:Para mim, os elementos são corpo e espírito, e a alma nada mais é do que o "resultado" de um corpo com o "sopro" de Deus, ou seja, VIDA.
A bíblia diz que os animais tem corpo e espírito, ou sopro de vida.

Mas, dizer que animal tem alma soa muito esquisito, frente ao contexto bíblico.


Ezequiel
18:20 A alma que pecar, essa morrerá...

Khwey, 


Onde está escrito que Deus soprou nas narinas dos animais??
Ora, sabendo-se que os animais também tem espírito de vida, não é necessário estar escrito que Deus soprou em suas narinas, pois o entendimento lógico é este.

Ou você tem outro entendimento?



Servo de CRISTO escreveu:Essa é ao meu ver, uma diferença brutal, Deus deu uma porção do seu próprio espírito ao homem, o que não fez com os animais, apenas lhe dando um corpo sem alma.
"Espírito de vida" é diferente de "alma".


Servo de CRISTO escreveu:A referência a "almas viventes" aos animais dizem respeito apenas a seres que estão vivos...
Isto também foi dito em relação ao homem, pois ele também é um ser vivo antes de qualquer coisa.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pergunta aos Imortalistas: A Alma é  incondicionalmente Imortal?

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 2:05 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 12 de 14 Anterior  1 ... 7 ... 11, 12, 13, 14  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum