.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
59 usuários online :: 2 usuários cadastrados, Nenhum Invisível e 57 Visitantes :: 2 Motores de busca

gusto, Jarbas

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Página 5 de 40 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 22 ... 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Beijar é "pecado"?

16% 16% 
[ 3 ]
21% 21% 
[ 4 ]
58% 58% 
[ 11 ]
5% 5% 
[ 1 ]
 
Total dos votos : 19

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por Jan Mozol em Seg 03 Ago 2009, 1:15 pm

Juri só em caso de crimes mais graves.
dividas,calotes,brigas é só o juiz mesmo.
e a possibilidade de ser cristão é muito alta.80% dos magistrados do brasil são cristãos,entre catolicos e protestantes.


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por EVANGELISTA/RJ/MSN em Seg 03 Ago 2009, 1:23 pm

Jan Mozol escreveu:Juri só em caso de crimes mais graves.
dividas,calotes,brigas é só o juiz mesmo.
e a possibilidade de ser cristão é muito alta.80% dos magistrados do brasil são cristãos,entre catolicos e protestantes.

só uma curiosidade juridica, ja que sou um pouco leigo em processual penal

quais sao as penas da lei neste tipo de caso? e como funciona isto?

EVANGELISTA/RJ/MSN
administrador
administrador

Número de Mensagens : 5944
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por Jan Mozol em Seg 03 Ago 2009, 1:27 pm

Para começar é ação privada,tem que ter advogado e o custo é mais ou meno 200,00 de ciustas de processo, mais o valor que o advogado cobrar,geralmente uns 1000,00 reais se for no mesmo municipio (comarca).
neste caso especifico acho sim uma idiotice.
só se fosse uma ofensa que se espalhasse pela net,se for um xingando o outro não dá em nada.


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por Convidad em Seg 03 Ago 2009, 2:07 pm

não é pecado ,
porém a lei dos homens não é sempre a de Deus .
Assim a pessoa que disse querer lhe processar , deve demonstrar na bíblia que está correta , caso não , SEEE ela vir a ganhar algo da lei dos homens , pagará um alto custo na lei de Deus . Agora a bíblia nos ensina a tentar sempre resolver no meio dos irmãos e suportar os ofensores :

(I Corintios 6:5) - Para vos envergonhar o digo. Não há, pois, entre vós sábios, nem mesmo um, que possa julgar entre seus irmãos?
(I Corintios 6:6) - Mas o irmão vai a juízo com o irmão, e isto perante infiéis.
(I Corintios 6:7) - Na verdade é já realmente uma falta entre vós, terdes demandas uns contra os outros. Por que não sofreis antes a injustiça? Por que não sofreis antes o dano?
(I Corintios 6:8) - Mas vós mesmos fazeis a injustiça e fazeis o dano, e isto aos irmãos.
(I Corintios 6:9) - Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas,
(I Corintios 6:10) - nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.


A exortação aqui não é impedir o acesso à justiça , mas criar mecanismos de entre nós mesmos , resolvermos nossas questões . Porque quando diz 'vão perante infiéis' presume que são dois FIÉIS em Cristo , perante um juíz secular , mas se o outro irmão foi INFIÉL , de modo que seja o dano sério , a justiça humana , como última forma , permanece uma opção .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por Adriane Cunha em Ter 04 Ago 2009, 8:36 pm

Minha carne (sarx) pode pedir o contrário, dependendo da forma como sou afetada com tais embates da vida, mas prefiro perdoar e apregoar a paz, se esta depender de mim. Caracterizarei em meu coração como pecado, pois por que não orarmos ao Santo Juiz?


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Pecado cientificamente “explicado”

Mensagem por Eduardo em Qui 12 Nov 2009, 8:52 pm

Adúlteros – é como a evolução nos torna




Dois artigos apresentados no mesmo dia no LiveScience.com são um estudo de contrastes. Um tem como título “Sobrevivendo à infidelidade – O que as esposas fazem quando os homens traem”. O outro, “O ser humano foi projetado para ser monogâmico?”. O fio que os interliga é a evolução. O primeiro artigo admite o sofrimento, a vergonha e o senso de traição que as esposas sentem ao serem traídas pelo marido, bem como os sentimentos de raiva e desonra que os maridos sentem com a infidelidade da esposa. “Muitos cônjuges jamais se recuperam por completo de seus sentimentos de traição e raiva, ainda que continuem juntos”, disse um conselheiro matrimonial. Os homens e as mulheres diferem em suas reações gerais, mas “as reações típicas de ambos os sexos incluem se tornarem irados, tristes, humilhados e deprimidos”. O artigo não forneceu qualquer explicação ou aconselhamento, a não ser métodos estóicos de competição, sugerindo que a evolução tornou as pessoas assim.

Tais diferenças podem ter raízes evolucionistas profundas. “Com base na perspectiva masculina, a infidelidade sexual historicamente colocou em risco sua certeza de paternidade – ‘o bebê da mamãe ou talvez do papai’”, disse Buss [David Buss é professor de Psicologia na Universidade do Texas, em Austin]. O ciúme sexual masculino é, entre outros, uma adaptação desenvolvida para solucionar o problema genético da traição que, no contexto de sua declaração, foi projetada pela evolução. Em nenhum lugar, o artigo sugeriu uma explicação não-evolucionista para esse problema de infidelidade – nem explicou que, se a evolução causou isso, por que não a colocou longe do sofrimento.

O segundo artigo foi além, propondo abertamente a ideia de que o ser humano não deveria ficar obcecado com a fidelidade marital (monogamia), pois os outros animais são promíscuos, ainda que felizmente (veja a informação adicional, “Animal sex no stinking rules” [O sexo animal sem regras sujas]. O artigo afirma que “apenas 3 ou 5% das quase cinco mil espécies de mamíferos (incluindo os humanos) formam laços duradouros e monógamos com os mais notórios sendo os castores, lobos e alguns morcegos”. Isso implica que os cônjuges fiéis deveriam dançar conforme a música, ou pelo menos se livrar de seus bloqueios mentais quanto à promiscuidade. Então, qual é a resposta para as suas questões? Os humanos são feitos para serem monógamos? Não procure aqui por qualquer bússola moral universal. A fidelidade, se valer alguma coisa, é também uma estratégia evolucionista. Psicólogos evolucionistas já sugeriram que os homens são mais suscetíveis a terem sexo extraconjugal; parcialmente, devido à necessidade masculina de “espalhar os genes” ao disseminarem esperma. Tanto mulheres como homens, dizem esses cientistas, tentam melhorar seu progresso evolucionista ao procurarem parceiros de alta qualidade, embora o façam de maneiras diferentes.

A parceria comprometida entre um homem e uma mulher evoluídos, dizem alguns, é para o bem-estar dos filhos. “As espécies humanas evoluíram para formar compromissos entre homens e mulheres, com o propósito de cuidar de sua prole. Portanto, isso é um laço”, disse Jane Lancaster, antropóloga evolucionista da Universidade do Novo México (EUA). “No entanto, esse laço pode se enquadrar em todo tipo de padrões de casamento: poligamia, pais e mães solteiros, monogamia.” O que quer que funcione.

O artigo encerra declarando que a monogamia não é algo natural – é uma regra social, não biológica. “Não acho que sejamos animais monogâmicos”, disse Pepper Schwartz, professora de Sociologia da Universidade de Washington em Seattle. Ela acrescentou que a “monogamia foi criada para haver ordem e investimento, mas não necessariamente porque seja `natural’”. Essa menção é parte de uma série do LiveScience.com chamada Life’s Little Misteries [Os pequenos mistérios da vida].

Conforme a visão difundida nesses dois artigos, os humanos adultos são presos a um verdadeiro inferno, controlados por desejos primitivos, vindos de algum passado animal nunca visto, destinados a causar mágoas, raiva, dor, tristeza, angústia, desconfiança, indignação, humilhação, até mesmo fúria.

(Tradução: Elizandra Milene da Rocha)


Última edição por Eduardo em Qui 12 Nov 2009, 9:18 pm, editado 3 vez(es)


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por Eduardo em Qui 12 Nov 2009, 8:58 pm

Humanidade será bissexual, diz cientista italiano

Um conhecido cientista italiano está causando grande polêmica na Itália depois de ter apresentado uma teoria dizendo que a espécie humana está caminhando para o bissexualismo.


Durante uma conferência neste fim de semana na região da Toscana, Umberto Veronesi, que é médico e ex-ministro da Saúde, afirmou que a espécie humana deve caminhar para o bissexualismo "como resultado da evolução natural das espécies".

"O homem está perdendo suas características e tende a se transformar numa figura sexualmente ambígua, enquanto a mulher está se tornando mais masculina. Desta forma a sociedade evolui para um modelo único", afirmou Umberto Veronesi, que é oncologista.

Na opinião do médico, o sexo no futuro será apenas um gesto de demonstração de afeto e não terá fins reprodutivos. Por esta razão, defende, poderá ser praticado entre pessoas de sexos opostos ou não. Em entrevista a jornais italianos, Veronesi reafirmou sua teoria, apontando o fator hormonal como indicador da evolução rumo ao bissexualismo.

"Desde o pós-guerra a vitalidade dos espermatozóides diminuiu 50% porque as mudanças das condições de vida estão fazendo com que a hipófise (glândula responsável pela produção dos hormônios) produza cada vez menos hormônios andrógenos (masculinos)", afirma o oncologista, pioneiro no tratamento de câncer de mama na Itália.

"O homem não precisa mais de uma intensa agressividade física para sobreviver", diz ele. Com as mulheres, que tem papel cada vez mais ativo na sociedade, acontece o mesmo. Segundo o médico, as mulheres vem produzindo cada vez menos hormônio femininos ao longo dos anos.

"É o preço que se paga pela evolução natural da espécie, que é positivo porque nasce da busca pela igualdade entre os sexos", afirmou o oncologista ao jornal Corriere della Sera. A menor produção de hormônios acabaria atrofiando os órgãos reprodutivos e criando uma espécie de "preguiça reprodutiva", na avaliação de Umberto Veronesi.

Para o médico o sexo deixou de ser a única forma para procriar desde que novas técnicas foram criadas, como fecundação artificial e a clonagem Na opinião do médico, num futuro não muito próximo, a sociedade poderia ser organizada como o mundo das abelhas. A maior parte de seus membros seria praticamente assexuada e só uma pequena parte se dedicaria à reprodução.

"A diferença é que os homens são inteligentes e isto produz reações sentimentais, além de fisiológicas", afirmou Veronesi. A professora de sexologia da Universidade La Sapienza de Roma, Chiara Simonelli, concorda com as previsões de Umberto Veronesi.
Ela define este processo como resultado da evolução genética e da mudança de mentalidade, fenômenos que são interligados e se influenciam reciprocamente. "Mas este fenômeno está no começo. Para que tenha uma certa consistência é preciso esperar duas ou três gerações", afirmou Simonelli em entrevista ao Corriere della Sera.

O antropólogo Fiorenzo Facchini, da Universidade de Bolonha, discorda com a teoria da evoluçao natural para o bissexualismo. "Do ponto de vista antropológico, a orientação sexual é definida a nível biológico pela espécie e isto não pode ser alterado".

Para Facchini, a separaçao entre reprodução e sexualidade humana não é positiva. "Separar a reprodução da sexualidade e do núcleo familiar não pode ser visto como uma vantagem para a espécie humana. A reprodução nao é apenas encontro de gametes, implica relação entre duas pessoas", declarou Facchini ao Corriere della Sera.


Última edição por Eduardo em Qui 12 Nov 2009, 9:06 pm, editado 1 vez(es)


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por Eduardo em Qui 12 Nov 2009, 9:02 pm

Sexóloga faz uma Revisão da Relações Sexuais e do Casamento como conhecemos

“Dois é pouco”

Depois de dez anos de lançado e 50 mil cópias vendidas, o livro A cama na varanda – Arejando nossas idéias a respeito de amor e sexo, da sexóloga Regina Navarro Lins, precisou ser ampliado. Na nova edição, lançada pela editora Best Seller (480 págs.), Regina usou o que ouviu em 34 anos de consultório para decretar o fim do casamento tal como o conhecemos. E faz um alerta sobre o que pensa ser um novo caso de saúde pública: a falta de sexo para mulheres maduras.

O que mudou em 10 anos.

Segundo a autora do livro, em dez anos novas tendências surgiram. A idéia de amor romântico, idealizado, que prega só ser possível amar uma pessoa de cada vez, está saindo de cena e levando consigo a exigência de exclusividade. Daqui há algum tempo, segundo a sexóloga, será muito mais comum o poliamor. Isso quer dizer que solteiros e casados vão poder amar várias pessoas ao mesmo tempo. A autora afirma que o que faz é ler os sinais. Ela diz que quando entrou para a faculdade, em 68, todo mundo era virgem. Ninguém acreditaria que em umas poucas décadas moça nenhuma se casaria virgem.

Ela afirma que exclusividade sexual sempre foi uma ficção. E relações extraconjugais são super comuns. Diz ainda que relação fora do casamento nada tem a ver com traição(?).

Afirma que o grande equívoco é fazer pacto de fidelidade. “Não é natural ficar muitos anos sentindo tesão por uma só pessoa. Isso não existe.”

Quanto ao ciúme…

Regina diz que temos que lutar contra o ciúme, pois ele é intimidador, tem a ver com sentimento de posse. E que erradamente aprendemos a ter posse do outro. “O fato de se transar com outra pessoa não significa que deixamos de amar o nosso parceiro”, afirma a sexóloga.

Diz ainda que relação monogâmica é rara no mundo animal. Existe em raríssimas espécies. O adultério não acontece somente nos casos famosos: Bill Clinton, Renan Calheiros. Segundo Regina, todos gostamos de variar, o que não significa que amamos menos nossos parceiros.



Amor na Web

Os namoros virtuais já apontam para essas mudanças de comportamento: “Quando se transa com alguém na Web, se não gostar, é só deletar e começar a transar com outro.”

O entrevistador pergunta � doutora como se transa com alguém pela internet:

“Por meio de palavras. Tem gente que se masturba no processo, mas não necessariamente. O pensamento é fortíssimo. Basta escrever, criar situações. Muita gente faz isso. Conversam, transam e só depois encontram-se pessoalmente.”


1. Humanidade será bissexual, diz cientista italiano

http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI1840229-EI1827,00.html

2. Fidelidade está com os dias contados, prevê sexóloga

http://g1.globo.com/Noticias/Rio/0,,MUL107541-5606,00-FIDELIDADE+ESTA+COM+OS+DIAS+CONTADOS+PREVE+SEXOLOGA.html

3. Todos vão trair

http://www.terra.com.br/istoe/edicoes/1974/artigo59608-1.htm

4. Querem destruir o casamento

http://criacionista.blogspot.com/2008/05/querem-destruir-o-casamento.html


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por Eduardo em Qui 12 Nov 2009, 10:21 pm

Pecado cientificamente “explicado”

Apenas 3 ou 5% das quase 5 mil espécies de mamíferos (incluindo os humanos) formam laços duradouros e monógamos com os mais notórios sendo os castores, lobos e alguns morcegos. A monogamia social é um termo que se refere a criaturas que formam casais e criam seus filhotes, mas ainda tem "casos" extraconjugais. Casais sexualmente monógamos se acasalam apenas com um parceiro. Portanto um marido que trai a esposa com outra relação romântica e volta para casa em tempo de colocar as crianças na cama seria considerado socialmente monógamo. Além disso, a definição de monogamia, para os cientistas, varia.

Psicólogos evolucionários já sugeriram que os homens têm maior possibilidade de ter sexo extraconjugal, parcialmente devido à necessidade masculina de "espalhar os genes" através da disseminação de esperma. Tanto mulheres como homens, dizem esses cientistas, tentam melhorar seu progresso evolucionário ao procurar parceiros de alta qualidade, embora o façam de maneiras diferentes.

A parceria comprometida entre um homem e uma mulher evoluídos, dizem alguns, é para o bem-estar das crianças. "As espécies humanas evoluíram para formar compromissos entre homens e mulheres com o propósito de cuidar das crianças, portanto isso é um laço", disse Jane Lancaster, uma antropóloga evolucionária da Universidade do Novo México (EUA). "No entanto esse laço pode se enquadrar em todo o tipo de padrões de casamento: poligamia, pais e mães solteiros, monogamia."

A espécie humana é única entre os mamíferos no fator investimento dos pais ao criar os filhos. "Nós sabemos que com os humanos há um laço entre o casal que é bastante forte, e há mais investimento paterno do que na maioria dos demais primatas", disse Daniel Kruger, psicólogo social e evolucionário da Universidade de Michigan (EUA). "Nós somos especiais neste aspecto, mas ao mesmo tempo, como a maioria dos mamíferos, nós somos uma espécie polígama." Daniel disse que os humanos são considerados "levemente polígamos", pois os homens se acasalam com mais de uma fêmea.

Se as pessoas casadas ou com outros tipos de compromissos procuram por mais sexo, isso depende dos custos e benefícios. "Há bastante evidência de que os homens têm menos a perder do que as mulheres ao ter sexo extraconjugal", disse Jane. "Por ter menos a perder é mais fácil para que eles o façam." As mulheres, no entanto, podem perder os recursos do "papai" no que tange a cuidar dos filhos. "Para a mulher o bem-estar das suas crianças não é maior por causa da promiscuidade", disse Jane ao LiveScience.com.

Alguns cientistas vêem tanto a monogamia social como a sexual em humanos como estrutura social ao invés de como um estado natural. "Eu não acho que sejamos animais monogâmicos", disse Pepper Schwartz, professora de sociologia da Universidade de Washington em Seattle, EUA. "Um animal realmente monogâmico é o ganso, que nunca se acasala novamente mesmo que seu parceiro (a) seja morto (a)."

Ela adicionou que a "monogamia é inventada para haver ordem e investimento, mas não necessariamente porque é ‘natural’."

(Paraná Online)

Nota: O esforço por “macaquizar” o ser humano é impressionante. Usa-se a evolução para justificar todo tipo de comportamento impróprio. Os “puladores de cerca” devem gostar muito disso. “Desculpe-me, querida, a culpa é dos meus genes...” [MB]

http://www.parana-online.com.br/canal/tecnologia/news/334590/?reference_id=d43cdb79ecc5b776e92c6ae5e63b0b2e6906154c


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por darkshi em Sex 13 Nov 2009, 1:05 am

Nessas horas eu concordo com o Jarbas.


"Teleology is like a mistress to a biologist: he cannot live without her but he's unwilling to be seen with her in public." J. B. S. Haldane

darkshi
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1692
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/11/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por Adriane Cunha em Sex 13 Nov 2009, 9:37 am

darkshi escreveu:Nessas horas eu concordo com o Jarbas.

Eu também... Cristo...


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por Eduardo em Ter 17 Nov 2009, 7:36 pm

O homem é monógamo


Como criacionista, minha maior discórdia com os que advogam a macroevolução não resulta das diferenças diametrais entre as conclusões morais consequentes de cada uma dessas duas cosmovisões (tratarei dessas diferenças no fim do texto). Minha maior incompatibilidade com eles, incompatibilidade que por vezes beira a aversão, é de natureza argumentativa. Mais especificamente me refiro a um tipo de artifício por eles empregado ao formularem suas ideias. Como a evolução é aceita hoje como um fato, qualquer explicação que a tenha como partida apresenta boa possibilidade de ser aceita como verdade. A psicologia evolutiva é um caso típico – e escabroso.

Dia desses, eu falava a um amigo que não existe melhor ocupação que a de psicólogo evolutivo: não é preciso lá grande rigor técnico, basta que sua formulação, embora sem bases epistêmicas, apresente alguma coerência – e voilá! – o dogma evolucionista oferece o alicerce de justificação teórica, e a proposição psicológico-evolutiva ganha espaço em jornais, blogs e revistas.

Essa distorção lembrou minhas aulas de Metodologia Científica. Nosso professor era taxativo: “Lembrem-se sempre disso! Escrevam-no na testa e nas mãos! Em pesquisa científica, deve-se privilegiar o árido método em detrimento da aconchegante hipótese, mesmo quando aquele invalida essa!” Bingo, saudoso mestre!

Por isso, surpreende-me às vezes que um biólogo macroevolucionista busque testar suas hipóteses a partir de um estudo objetivo de campo em vez de tecer ilações a partir dos pressupostos do naturalismo filosófico contrabandeado no bojo da ciência.

Em outubro de 2005, o famoso zoólogo Desmond Morris, autor de livros como O Macaco Nu, falou ao jornalista Luis Amiguet, do La Vanguardia, na cidade de Barcelona. Seguem alguns trechos da entrevista traduzida e publicada na Folha On-Line (os destaques em negrito são de minha iniciativa):

LV: [O senhor] não tentou a poligamia habitual entre nossos irmãos primatas?

Morris: O homem na realidade é monógamo.

LV: Mesmo que guarde sua monogamia em segredo?

Morris: Você crê que é uma ironia, mas acaba de dizer uma grande verdade. Em muitas culturas o poderoso é obrigado a ser polígamo, porque a posse de muitas esposas é um sinal de status. Mas embora haja muitas concubinas sempre existe uma favorita: isso em pureza zoológica se chama monogamia.

LV: Ou seja, essa história de “duas mulheres ao mesmo tempo” é biologicamente improvável.

Morris: Pode haver duas mulheres ao mesmo tempo, mas na realidade há uma esposa e a outra. Sempre há uma que é A mulher. A outra tem um papel secundário que complementa mais ou menos o homem, mas seu investimento emocional, o homem o realiza só em uma mulher, uma companheira, embora :seja claro que esse lugar prioritário em seu afeto e sua economia possam ser ocupados por diversas mulheres sucessivamente.

LV: Por que somos seres de uma só mulher?

Morris: Porque só podemos nos ocupar realmente de uma prole, mesmo que possamos ter engendrado várias. E a natureza hierarquiza nossa dedicação para otimizar as possibilidades de êxito sucessório.

LV: Nunca houve um polígamo de verdade?

Morris: Eu e minha equipe de pesquisadores e antropólogos procuramos por todo o planeta pelo menos um caso de poligamia real, quer dizer, um polígamo que desse exatamente o mesmo tratamento a todas as suas fêmeas e aos descendentes que tivesse com cada uma.

LV: E...?

Morris: Não encontramos. Filmamos um famoso bruxo e cantor de rock nos Camarões que tinha chegado a colecionar 58 esposas...

LV: Deve ter sido terrível, coitado.

Morris: ...mas sempre tinha uma favorita.

LV: Ela. Sempre ela.

Morris: ...embora nosso bruxo roqueiro realizasse uma festa de casamento gigantesca cada vez que mudava de favorita.

LV: Como tantas celebridades do rock.

Morris: E todas as garotas do coro estavam casadas com ele! Na realidade era monógamo, mas para aparentar diante da tribo o pobre homem era obrigado a parecer polígamo.

LV: Extenuante.

Morris: A mesma coisa aconteceu com um rei do Taiti que pesquisamos: chegou a ter 28 esposas espalhadas pela ilha, cada uma em sua casa. Mas sempre havia uma com a qual passava mais tempo e cuja prole protegia com mais dedicação e recursos. O homem pode ter muitas companheiras, mas uma única dona.

*****

Apesar de discordar de partes dessa entrevista e do conjunto da obra de Morris, em especial do livro que ele divulgava à época, A Mulher Nua, não pude deixar de reconhecer-lhe a honestidade metodológica e também, por que não dizer?, sua honestidade moral. Embora encilhado com os arreios materialistas, a íntegra de sua entrevista é um maravilhoso encômio ao que possa haver de amor e pureza nas relações afetivas entre homens e mulheres.

Agora voltemos à fealdade destes nossos dias bicudos. Em Nuremberg, os acusados defendiam-se alegando estarem apenas cumprindo ordens. Imagino um adepto – sincero ou oportunista – das ideias de antropólogos como Jane Lancaster. Imagino o sujeito flagrado com as calças literalmente na mão: “Mas, meu bem, eu estava apenas cumprindo meu código genético!” Mais um pouco e estupradores vindicarão essa tese nos tribunais.

Certo, certo, nem todos os evolucionistas defendem a Síntese Evolutiva Moderna como jurisprudência biológica para a prática de atos socialmente reprováveis. Mas há um atrativo irresistível nas pretensões materialistas. Somando pragmatismo ao relativismo, o homem de hoje sente-se desobrigado de carregar o fardo das responsabilidades morais. Talvez isso explique o pouquíssimo apuro inquisitivo dos que recebem como verdadeiras as mirabolantes afirmações da doxa macroevolucionista.

(Marco Dourado, formado em Ciência da Computação pela UnB, com especialização em Administração em Banco de Dados)


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por dedo-duro em Ter 17 Nov 2009, 8:34 pm

Lembrem-se sempre disso! Escrevam-no na testa e nas mãos! Em pesquisa científica, deve-se privilegiar o árido método em detrimento da aconchegante hipótese, mesmo quando aquele invalida essa!

Cadê as estatísticas.

LV: Nunca houve um polígamo de verdade?

Não. Só o escocês de verdade. rs rs rs

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Aquele sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela.

Mensagem por David de Oliveira em Sex 25 Dez 2009, 10:32 am

Aquele sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela.

O que se percebe dentro dos redutos das instituições religiosas, é a preocupação quanto aos atos isolados das “outras” pessoas. Identificar falhas dos outros é a coisa mais fácil de fazer, porém os ensinamentos de Jesus nos casos da mulher adúltera, de só poder acusar o semelhante quem não tem outros tipos de pecado e também no caso da trava dos nossos olhos, ninguém quer saber!
Vivemos o período da graça de Jesus, e há uma variedade de ensinamentos no Novo Testamento nos dizendo que esse não é o tempo de acusações e que temos todo o tempo do mundo para nos conscientizar do pecado, da justiça e do juízo, com o convencimento do Espírito Santo de Deus. Mas por que não há esse entendimento entre os religiosos?
Há uma Linha muito tênue que separa “instrução, admoestação e exortação” de “julgamentos”. Alguém pode determinar até onde o cristão pode interferir na vida dos outros? Observando as instruções da Palavra original e lembrando sempre que temos um instrutor mor que atua individualmente em cada pessoa, que é o Espírito Santo.
- A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao SENHOR com graça em vosso coração. (Colossenses 3:16).
David


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8183
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por Convidad em Sex 25 Dez 2009, 12:07 pm

simples , leia , aceite :
(Hebreus 3:13) - Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado;


não há , nunca existiu , o Jesus 'bonachão', que aceita pecados , o "não julgueis" é sempre relativo à não julgar PELOS NOSSOS conceitos , mas quando se trata de julgar pela BÍBLIA , não apenas é permitido , como necessário .

Daí que Jesus tb disse , vc modicamente esqueceu "vá e não peques mais", ou ainda para um aleijado recém-curado "vá e não peques mais , para que coisa pior não te aconteça".

teu entendimento do caso da adultera esta torcido pela tua vontade , se fosse assim , ninguém mais poderia ensinar o que é , ou não é pecado , mas quando usamos as palavras DAQUELE QUE NUNCA TEVE PECADO , em verdade , podemos e devemos .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por Fabris em Sex 25 Dez 2009, 12:20 pm

Articulador escreveu:simples , leia , aceite :
(Hebreus 3:13) - Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado;
Epístola atribuída a Paulo, um homem falível.


Articulador escreveu:não há , nunca existiu , o Jesus 'bonachão', que aceita pecados , o "não julgueis" é sempre relativo à não julgar PELOS NOSSOS conceitos , mas quando se trata de julgar pela BÍBLIA , não apenas é permitido , como necessário .
Onde é que Jesus concede essa permissão, particularmente a humanos falíveis?

Articulador escreveu:Daí que Jesus tb disse , vc modicamente esqueceu "vá e não peques mais", ou ainda para um aleijado recém-curado "vá e não peques mais , para que coisa pior não te aconteça".
Fuga pura. Aqui, o julgamento já havia ocorrido. Só uma pergunta: o que aconteceria se a adúltera voltasse a pecar? Jesus a perdoaria de novo ou não?

Articulador escreveu:teu entendimento do caso da adultera esta torcido pela tua vontade , se fosse assim , ninguém mais poderia ensinar o que é , ou não é pecado , mas quando usamos as palavras DAQUELE QUE NUNCA TEVE PECADO , em verdade , podemos e devemos .
Nem pode, nem deve! Você é um humano falível. Você não recebeu infalibilidade que lhe permita julgar nada.


"Amigo, me gustas mucho, pero tu madre me gusta más" (Hino nacional de Marisales)

Fabris
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 780
Idade : 63
Localização : Laguna - Santa Catarina
flag : Brasil
Data de inscrição : 25/09/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por Convidad em Sex 25 Dez 2009, 1:37 pm

Fabris escreveu:
Articulador escreveu:simples , leia , aceite :
(Hebreus 3:13) - Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado;
Epístola atribuída a Paulo, um homem falível.

vc tb acha Jesus falível, logo me poupe de ateu tentar ensinar doutrina , se não crê nem nas bases do cristianismo .

Articulador escreveu:não há , nunca existiu , o Jesus 'bonachão', que aceita pecados , o "não julgueis" é sempre relativo à não julgar PELOS NOSSOS conceitos , mas quando se trata de julgar pela BÍBLIA , não apenas é permitido , como necessário .
Onde é que Jesus concede essa permissão, particularmente a humanos falíveis?

Aqui : (João 7:24) - Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça.
novamente , porque não debate só o que conhece ?

Articulador escreveu:Daí que Jesus tb disse , vc modicamente esqueceu "vá e não peques mais", ou ainda para um aleijado recém-curado "vá e não peques mais , para que coisa pior não te aconteça".
Fuga pura. Aqui, o julgamento já havia ocorrido. Só uma pergunta: o que aconteceria se a adúltera voltasse a pecar? Jesus a perdoaria de novo ou não?

sim , a tua , porque o julgamento era de APEDREJAMENTO , não sobre afastamento do pecado , que foi o SEGUNDO julgamento vindo diretamente da boca de Cristo . Ou vc não sabe ler ?!
Em termos bem simples , não somos os aplicadores da pena, mas somos os EXORTADORES quanto ao erro .

Articulador escreveu:teu entendimento do caso da adultera esta torcido pela tua vontade , se fosse assim , ninguém mais poderia ensinar o que é , ou não é pecado , mas quando usamos as palavras DAQUELE QUE NUNCA TEVE PECADO , em verdade , podemos e devemos .
Nem pode, nem deve! Você é um humano falível. Você não recebeu infalibilidade que lhe permita julgar nada.

Provei que sim , se vc nada conhece dos ensinos de Cristo , então a falha doutrinária é tua . Foram os HUMANOS FALÍVEis , que Jesus mandou pregar : (Lucas 24:47) - E em seu nome se pregasse o arrependimento e a remissão dos pecados, em todas as nações, começando por Jerusalém.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por Ton em Sex 25 Dez 2009, 1:50 pm

Articulador escreveu:simples , leia , aceite :
(Hebreus 3:13) - Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado;


não há , nunca existiu , o Jesus 'bonachão', que aceita pecados , o "não julgueis" é sempre relativo à não julgar PELOS NOSSOS conceitos , mas quando se trata de julgar pela BÍBLIA , não apenas é permitido , como necessário .

Daí que Jesus tb disse , vc modicamente esqueceu "vá e não peques mais", ou ainda para um aleijado recém-curado "vá e não peques mais , para que coisa pior não te aconteça".

teu entendimento do caso da adultera esta torcido pela tua vontade , se fosse assim , ninguém mais poderia ensinar o que é , ou não é pecado , mas quando usamos as palavras DAQUELE QUE NUNCA TEVE PECADO , em verdade , podemos e devemos .
"Não jugueis pelas aparências, mas conforme o reto juízo" (Jo 8:24).


Blog Ton |de Tudo|


TON - "APRENDIZ DA BÍBLIA"
"Quando o 'Leão da Tribo de Judá' RUGE, o 'leão metido à besta' MIA de medo" (W. B. S.).

Ton
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3210
Idade : 29
Localização : Serra/ES
flag : Brasil
Data de inscrição : 23/10/2008

http://arrazoemos.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por Jan Mozol em Sex 25 Dez 2009, 6:11 pm

Articulador escreveu:
Fabris escreveu:
Articulador escreveu:simples , leia , aceite :
(Hebreus 3:13) - Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado;
Epístola atribuída a Paulo, um homem falível.

vc tb acha Jesus falível, logo me poupe de ateu tentar ensinar doutrina , se não crê nem nas bases do cristianismo .

Articulador escreveu:não há , nunca existiu , o Jesus 'bonachão', que aceita pecados , o "não julgueis" é sempre relativo à não julgar PELOS NOSSOS conceitos , mas quando se trata de julgar pela BÍBLIA , não apenas é permitido , como necessário .
Onde é que Jesus concede essa permissão, particularmente a humanos falíveis?

Aqui : (João 7:24) - Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça.
novamente , porque não debate só o que conhece ?

Articulador escreveu:Daí que Jesus tb disse , vc modicamente esqueceu "vá e não peques mais", ou ainda para um aleijado recém-curado "vá e não peques mais , para que coisa pior não te aconteça".
Fuga pura. Aqui, o julgamento já havia ocorrido. Só uma pergunta: o que aconteceria se a adúltera voltasse a pecar? Jesus a perdoaria de novo ou não?

sim , a tua , porque o julgamento era de APEDREJAMENTO , não sobre afastamento do pecado , que foi o SEGUNDO julgamento vindo diretamente da boca de Cristo . Ou vc não sabe ler ?!
Em termos bem simples , não somos os aplicadores da pena, mas somos os EXORTADORES quanto ao erro .

Articulador escreveu:teu entendimento do caso da adultera esta torcido pela tua vontade , se fosse assim , ninguém mais poderia ensinar o que é , ou não é pecado , mas quando usamos as palavras DAQUELE QUE NUNCA TEVE PECADO , em verdade , podemos e devemos .
Nem pode, nem deve! Você é um humano falível. Você não recebeu infalibilidade que lhe permita julgar nada.

Provei que sim , se vc nada conhece dos ensinos de Cristo , então a falha doutrinária é tua . Foram os HUMANOS FALÍVEis , que Jesus mandou pregar : (Lucas 24:47) - E em seu nome se pregasse o arrependimento e a remissão dos pecados, em todas as nações, começando por Jerusalém.

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por David de Oliveira em Sex 25 Dez 2009, 6:17 pm

Alguém pode determinar até onde o cristão pode interferir na vida dos outros? Observando as instruções da Palavra original e lembrando sempre que temos um instrutor mor que atua individualmente em cada pessoa, que é o Espírito Santo.

"Para não deixarem de cumprir Lei de Moisés, vocês circuncidam um menino, mesmo no sábado. Então por que ficam com raiva de mim quando eu curo completamente uma pessoa no sábado? Parem de julgar pelas aparências e julguem com justiça". João 7:23,24.

Esta resposta não serve para a pergunta, já que é de um contexto do tempo da Lei de Moisés, em que se podia julgar, tendo como razão e instrumento a Lei vigente à época. Mas mesmo assim, esse julgamento dos fariseus contra Jesus, não era segundo a justiça de então, pois estavam condenando Jesus pela cura total de uma pessoa sendo que eles próprios também batizavam no sábado, com isso não estavam exercendo a justiça da Lei.
Minha pergunta é voltada para o tempo da graça, e questiona a interferência de um cristão para com o outro. De antemão, observo que todos os cristãos são instruídos e convencidos pelo Espírito Santo, do pecado, da justiça e do juízo. Em Julgando o outro que está sendo trabalhado pelo Espírito, não há o risco de julgar o trabalho que o próprio Deus está fazendo nesse tempo? Qual o limite de ação que se pode fazer em termos de interferências a outras pessoas?
David


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8183
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por Jan Mozol em Sex 25 Dez 2009, 6:33 pm

Davi,o amor pela pessoa e pela comunidade.
Esta historia de que a pessoa sabe que esta errada e elamesmo deve se tocar...não dá muito certo.


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por Convidad em Sex 25 Dez 2009, 6:36 pm

David de Oliveira escreveu:Alguém pode determinar até onde o cristão pode interferir na vida dos outros? Observando as instruções da Palavra original e lembrando sempre que temos um instrutor mor que atua individualmente em cada pessoa, que é o Espírito Santo.

"Para não deixarem de cumprir Lei de Moisés, vocês circuncidam um menino, mesmo no sábado. Então por que ficam com raiva de mim quando eu curo completamente uma pessoa no sábado? Parem de julgar pelas aparências e julguem com justiça". João 7:23,24.

Esta resposta não serve para a pergunta, já que é de um contexto do tempo da Lei de Moisés, em que se podia julgar, tendo como razão e instrumento a Lei vigente à época. Mas mesmo assim, esse julgamento dos fariseus contra Jesus, não era segundo a justiça de então, pois estavam condenando Jesus pela cura total de uma pessoa sendo que eles próprios também batizavam no sábado, com isso não estavam exercendo a justiça da Lei.
Minha pergunta é voltada para o tempo da graça, e questiona a interferência de um cristão para com o outro. De antemão, observo que todos os cristãos são instruídos e convencidos pelo Espírito Santo, do pecado, da justiça e do juízo. Em Julgando o outro que está sendo trabalhado pelo Espírito, não há o risco de julgar o trabalho que o próprio Deus está fazendo nesse tempo? Qual o limite de ação que se pode fazer em termos de interferências a outras pessoas?
David


David ,

como vc foi mais módico nesta pergunta , sem acusações , quero te responder ,
NÃO PODEMOS interferir na vida de ninguém , mas igualmente a igreja não pode abdicar da correção dos membros . Ou seja , cada um ande conforme a imagem e semelhança de CRISTO! , é isto que devemos cobrar no ajuntamento dos santos .

é , como vc mesmo notou , diferente Atos15 , porque fala de judeus impingido REGRAS (sábados , diétas , circuncisão) , nos tempos da graça, a voluntariedade é tudo , MAS os pecados da carne são manifestos desde ANTES da lei mosaíca :

(Gálatas 5:18) - Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei.
(Gálatas 5:19) - Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia,
(Gálatas 5:20) - Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias,
(Gálatas 5:21) - Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.


Então até mesmo vemos , que não estando debaixo da lei , HÁ a lei do espirito ainda a cumprir , aquela que nos diz para fazermos obras ESPIRITUAIS , e não as carnais acima elencadas . Ao final , a medida que um pastor deve exortar um membro ? na medida que o membro arrisque a fé e espiritualidade dos demais .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por Jan Mozol em Sex 25 Dez 2009, 6:38 pm

Foi o que eu respondi sem tanta eloquencia e conhecimento!
o que ama exorta para o bem da pessoa e da comunidade.


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por Convidad em Sex 25 Dez 2009, 7:06 pm

mas o fizeste bem ,

alguns pegam ensinos sobre a consciência , e acham que tudo que aprovar, Cristo aprovará . Isto só é válido para aquele que anda constantemente em temendo errar , em suplicas para Deus não o permitir , porque a bíbla tb fala dos com 'consciência cauterizada' , que sempre se acham certos , mas nunca mudaram profundamente .

Dai a necessidade mesmo , de alguém externo , vez ou outra , para dar um lembrete , ou até exortação se tanto .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por David de Oliveira em Sex 25 Dez 2009, 7:33 pm

Você não entendeu a minha pergunta.
Colossenses 3:16 - fala-nos das interferências (ensinar e admoestar), mútuas, isto é, de uns para com os outros e na sabedoria segundo a palavra de Cristo. Baseado exclusivamente nisso, pergunto: Até que ponto pode um cristão interferir na vida de outro, sem cair no erro de julgá-lo, pois não é de nossa alçada, nenhum julgamento?
Já temos o trabalho do E.S. que nos convence do pecado, da justiça e do juízo. Conhecendo essa atuação divina na vida da outra pessoa, podemos interferir nesse trabalho e como?
David


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8183
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Harmatiologia - tópico oficial (parte I)

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 12:29 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 40 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 22 ... 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum