.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
Quem está conectado
69 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 68 Visitantes :: 2 Motores de busca

Lit San Ares

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Página 6 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por Ed em Ter 08 Out 2013, 7:49 pm

Tá feia porque é do diabo!


Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus 2Co 2:17

O Forum Gospel Brasil completa hoje 3163 dias de existência com 228928 mensagens

Ed
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 11003
Idade : 64
Localização : BRUSA
flag : BrUSA
Data de inscrição : 13/04/2008

http://gospelbrasil.topicboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por gusto em Ter 08 Out 2013, 8:48 pm

silvamelo escreveu:Eu explico, se você me explicar porque Jesus disse:

"Eu não vim se não para as ovelhas perdidas da casa de Israel " (Mt 15,24).
Uau!, então nada do que ele falou é para nós...

Podemos odiar os inimigos. :risadinha: 

gusto
Antares
Antares

Número de Mensagens : 10550
Idade : 47
Localização : Ponta Grossa Pr
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/08/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por David de Oliveira em Qua 09 Out 2013, 10:37 pm

Vejam as técnicas de hipnose e indução desses vagabundos mercenários, contadas por um hipnotizador.  



E mais...





 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8363
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

PASTORES FERIDOS (PARTE 1 DE 3)

Mensagem por DANNILO STELIO em Seg 03 Mar 2014, 1:32 am

[size=12.800000190734863](Fonte: Revista CRISTIANISMO HOJE, n. 28, retirado do site GENIZAH)[/size]


       Encontrar o equilíbrio no ministério não é tarefa fácil.
       Que o digam os ex-pastores ou pastores afastados do púlpito que passam a exercer outras atividades ou profissões depois de um período servindo à igreja.
       Uma das maiores denominações pentecostais do país, a Igreja do Evangelho Quadrangular (IEQ), com seus 30 mil pastores filiados – entre homens e mulheres –, registra uma deserção de cerca de 70 pastores por mês desde o ano passado.
       Os números estão nas circulares da própria igreja. Não é gente que abandona a fé em Cristo, naturalmente; em sua maioria, os religiosos que pedem licença ou desligamento das atividades pastorais continuam vivendo sua vida cristã (...).
       É que as pressões espirituais e as demandas familiares e pessoais dos pastores, nem sempre supridas, constituem uma carga difícil de suportar ao longo dos anos.
       Some-se a isso os problemas enfrentados na própria igreja, as cobranças da liderança, a necessidade de administrar a obra sob o ponto de vista financeiro e – não raro – as disputas por poder e se terá uma ideia do conjunto de fatores que podem levar mesmo aquele abençoado homem de Deus a chutar tudo para o alto.
       O chamado pastoral sempre foi o mais valorizado no segmento evangélico.
       Por essa razão, é de se estranhar quando alguém que se diz escolhido por Deus para apascentar suas ovelhas resolva abandonar esse caminho.
       Nos Estados Unidos, algumas pesquisas tentam explicar os principais motivos que levam os pastores a deixar de lado a tarefa que um dia abraçaram.
       Uma delas foi realizada pelo ministério LifeWay, que, por telefone, contatou mil pastores que exerciam liderança em suas comunidades eclesiásticas.
       E o resultado foi que, apesar de se sentirem privilegiados pelo cargo que ocupavam (item expresso por 98% dos entrevistados), mais da metade, ou 55%, afirmaram que se sentiam solitários em seus ministérios e concordavam com a afirmação “acho que é fácil ficar desanimado”.
       Curiosamente, foram os veteranos, com mais 65 anos, os menos desanimados.
       Já os dirigentes das megaigrejas foram os que mais reclamaram de problemas.
       De acordo com o presidente da área de pesquisas da Life Way, Ed Stetzer – que já pastoreou diversas igrejas –, a principal razão para o desânimo pode vir de expectativas irreais.
       “Líderes influenciados por uma mentalidade consumista cristã ferem todos os envolvidos”, aponta. “Precisamos muito menos de clientes e muito mais de cooperadores”, diz, em seu blog pessoal.
       Outras pesquisas nos EUA vão além. O Instituto Francis Schaeffer, por exemplo, revelou que, no último ano, cerca de 1,5 mil pastores têm abandonado seus ministérios todos os meses por conta de desvios morais, esgotamento espiritual ou algum tipo de desavença na igreja.
       Numa pesquisa da entidade, 57% dos pastores ouvidos admitiram que deixariam suas igrejas locais, mesmo se fosse para um trabalho secular, caso tivessem oportunidade. E cerca de 70% afirmam sofrer depressão e admitem só ler a Bíblia quando preparam suas pregações.


Última edição por DANNILO STELIO em Seg 03 Mar 2014, 4:38 pm, editado 2 vez(es)

DANNILO STELIO
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1639
Idade : 42
Localização : Macapá-AP-Brasil
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/02/2014

http://palavravivaefiel.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por David de Oliveira em Seg 03 Mar 2014, 1:10 pm

Uma Igreja sem Placas!
 

      Muitas pessoas têm nos perguntado como se chama a igreja que agora nos congregamos. Apesar de não parecer, mas essa pergunta é muito difícil de se responder porque as pessoas têm uma ideia muita errada do que seja igreja nos dias atuais.
     Os irmãos trazem na cabeça a concepção de igreja como a estrutura material onde se reúnem nos fins de semana.
     Igreja é a tradução da palavra grega ekklesia, que significa assembleia dos servos de Deus, e que antes tinha um significado totalmente secular. A Igreja é um grupo de seguidores de Cristo que se reúnem, ou não, em um determinado lugar frequentemente. Também para adorar a Deus, já que isso deve ser feito durante todos os minutos de nossa vida. A palavra igreja considera a totalidade das pessoas salvas em todos os tempos. Efésios 1.22; Romanos 16.16.
Quem somos nós.
     Temos procurado retornar aos princípios e práticas do Novo Testamento. Crendo que “a igreja do Deus vivo” que foi formada pelo Espírito de Deus consiste num único corpo, composto por todos os crentes em Cristo que nasceram de novo e nos quais habita o Espírito Santo, eles se congregam em seus respectivos lugares simplesmente na condição de membros desse “um só corpo” que há (1Timóteo 3.15; Romanos 12.5; 1Coríntios 12.12-13; Efésios 4.4).
      A palavra igreja não carrega em si mesmo nenhuma conotação mágica, como alguns agem como se cressem nisso. Pode ser o grupo de Deus, o bando de Deus, a turma de Deus e assim por diante.
     O temor que as pessoas têm desse termo, demonstra o quanto elas o considera uma coisa sacrosanta, e sabemos que não é. É comum alguém dizer assim: “Rapaz comporte-se, pelo menos dentro da igreja.” Isso nos faz ver que o termo igreja, hoje em dia, é tido como algo sagrado. Mas não era assim na época neotestamentária. Era apenas uma reunião dos irmãos. Simples assim.
      O Espírito de Deus é reconhecido como o presidente e guia legítimo na nossa igreja, e a Bíblia é considerada como guia e autoridade plenamente suficiente e divinamente inspirada, 2Timóteo 3.16-17. A Bíblia nos ensina que todos os verdadeiros cristãos são um sacerdócio real e santo, e que o Espírito Santo tem a liberdade de usar qualquer um que ele deseje como seu porta voz na oração e no louvor, 1Pedro 2.5;9; 1Coríntios 12.11.
       Reconhecemos plenamente que Cristo é a cabeça da nossa Igreja e que ele tem dado dons a ela, profetas, evangelistas, pastores e mestres. Tudo isso para seu aperfeiçoamento na obra do ministério, Efésios 4.7-12. Não temos um ministério de um só homem, nem é designado por homem nenhum, Mas pelo próprio Deus.
       Não temos organização institucional, matriz ou autoridade central, nem bispos, nem pastores de mocidade, nem pastores titulares, nem pastores dirigentes, ou clero ordenado. Também não somos independentes. Funcionamos de forma conjunta, procurando “preservar a unidade do Espírito no vínculo da paz” (Efésios 4.3).
      Se você chegar a ver alguma de nossas reuniões estranhará bastante pois, não verá nenhum clérico ou ministro, nem algum presbítero ou outro homem qualquer encarregado da reunião. Quer saber qual é o programa do culto? Não existe nenhum! Em nossas reuniões todos os irmãos atuam como “sacerdócio santo” para oferecerem sacrifícios espirituais, agradáveis a Deus, por Cristo Jesus (1Pedro 2.5). Reconhecemos e colocamos em prática a presidência espiritual do Espírito Santo através das Escrituras Sagradas.
 
Como somos chamados?
      Com relação a nossa designação, preferimos ser chamados de “cristãos”, “santos”, “irmãos”, etc., encontrados nas Escrituras e que são aplicáveis a todos os filhos de Deus. Rejeitamos qualquer nome denominacional, desejamos ser conhecidos simplesmente como “cristãos reunidos em Nome do Senhor Jesus Cristo”. Lembramos de Tiago 2.7, que fala desse “bom nome que sobre vós foi invocado”.
O Motivo de Nossas Reuniões?
      Biblicamente existe vários tipos diferentes de reuniões em que os cristãos primitivos se congregavam; reuniões de oração, reuniões evangelísticas, reuniões ministeriais, reuniões apostólicas, concílios eclesiásticos, etc...
      As reuniões especiais aos Domingos, é a que eu estou me referindo. As nossas reuniões, assim como a dos cristãos primitivos nem é para adoração corporativa, nem pra se fazer evangelismo, nem pra se escutar um sermão e nem é para se confraternizar.
 
     Nós não nos reunimos para:
     ADORAÇÃO CORPORATIVA: Já que adoração deve ser algo que vivemos. Deus merece e deve ser adorado em cada momento de nossa vida e não somente quando nos reunimos em algum lugar. Mateus 2.11; Romanos 12.1; Filipenses 3.3. Na mente de muitos, a adoração restringe-se a cantar musicas evangélicas, levantar  as mãos e chorar ou fazer cenas de teatros no meio dos templos.
 
    Com certeza, também não é para:
    FAZER EVANGELISMO: Nos ocupamos no evangelismo fora das reuniões, como os irmãos do Novo Testamento que evangelizavam nos lugares que os inconversos frequentavam, por exemplo, nas sinagogas (dos judeus) e nas praças de mercado.  Os incrédulos podiam até aparecer, mas estas reuniões não eram feitas para eles, nem os membros se esforçavam para trazê-los. Assim, a congregação da igreja neotestamentária era principalmente uma reunião dos crentes.      
 
    Nem para:
    ESCUTAR UM SERMÃO: A noção de uma reunião dessas que tem um estilo púlpito-auditório, enfocada no sermão, não pode ser aprovada no Novo Testamento. De fato, os apóstolos ministravam a Palavra de Deus amplamente em certos ambientes. Mas esses ambientes não eram “reuniões da igreja”.
 
    E nem muito menos para:
    SE CONFRATERNIZAR: A Confraternização ou comunhão também não era o propósito principal da reunião neotestamentária. Assim também não é o nosso propósito. A confraternização é simplesmente uma das muitas consequências orgânicas que emergem quando o povo de Deus começa a entronizar prazerosamente ao Senhor Jesus Cristo e a permitir que seu Espírito dirija suas reuniões (Atos 2.42). A confraternização é necessária mas não deve ser igualada com o propósito da reunião dos crentes.
      Se a reunião dos crentes não tem como propósito nada disso que foi abordado aqui, qual era o principal propósito da reunião então?
      De acordo com as Escrituras o propósito principal da reunião dos crentes era a edificação e exortação mútuas. 1Coríntios 14.26 apresenta isso de forma clara: “...seja tudo feito para edificação.”
      Hebreus 10.24-25 expressa isso de forma ainda mais clara: “Consideremo-nos também uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras. Não deixemos de congregar-nos, como é o costume de alguns; antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima.”
      Romanos 14.19; “Assim, pois, seguimos as coisas da paz e também as da edificação de uns para com os outros.”  
      1Tessalonicenses 5.11; “Consolai-vos, pois, uns aos outros e edificai-vos reciprocamente, como também estais fazendo.”
     Hebreus 3.13-14; “pelo contrário, exortai-vos mutuamente cada dia, durante o tempo que se chama hoje, a fim de que nenhum de vós seja endurecido pelo engano do pecado.”        
       Efésios 4.15-16; “Mas, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, de quem todo corpo, bem ajustado e consolidado pelo auxílio de toda junta, segundo a justa cooperação de cada parte, efetua o seu próprio aumento para a edificação de si mesmo em amor.”
       A reunião original dos crentes vista no Novo Testamento foi desenhada para permitir que todo membroda assembléia participe na edificação do corpo como um todo e que não está confinado à liderança de um homem (como o pastor). Segundo as palavras de Paulo, “falando entre si com salmos” na reunião local. Até os próprios cânticos eram marcados por um elemento de reciprocidade quando Paulo exorta aos irmãos para que “ensinem e aconselhem-se uns aos outros... e cantem salmos e hinos espirituais com gratidão a Deus em seu coração” (Efésios 5.19;Colossenses 3.16).
       Alegria, sinceridade e espontaneidade é o espírito principal dessa reunião e a edificação mútua é sua meta fundamental.
 
       Em Cristo
       Francisco Rodrigues Filho
 
 
 http://convitealoucurasocrates.blogspot.com.br/2012/06/convite-aloucura-n-24-uma-igreja-sem.html
 


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8363
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por Khwey em Seg 03 Mar 2014, 1:27 pm

Regras do Forum Gospel Brasil

1- Não será permitido:

v- Colagens com mais de 20 linhas em tela cheia. Na abertura de um tópico será permitida a colagem de até 5 parágrafos, desde que o total de linhas em tela cheia não ultrapasse o número de 60. Para textos extensos indicar o link correspondente. Estes textos poderão ser removidos.

Pessoal teimoso!

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por DANNILO STELIO em Seg 03 Mar 2014, 4:50 pm

David de Oliveira escreveu:
Uma Igreja sem Placas! (...)
      A palavra igreja não carrega em si mesmo nenhuma conotação mágica, como alguns agem como se cressem nisso. Pode ser o grupo de Deus, o bando de Deus, a turma de Deus e assim por diante.
     O temor que as pessoas têm desse termo, demonstra o quanto elas o considera uma coisa sacrosanta, e sabemos que não é. É comum alguém dizer assim: “Rapaz comporte-se, pelo menos dentro da igreja.” Isso nos faz ver que o termo igreja, hoje em dia, é tido como algo sagrado. Mas não era assim na época neotestamentária. Era apenas uma reunião dos irmãos. Simples assim.
 

Se era uma simples reunião, por qual razão o Apóstolo Paulo dedica tantas linhas ao modo como as mulheres devem se comportar nas reuniões da igreja (1ª Coríntios 11), ao uso organizado dos dons espirituais nas reuniões da igreja (1ª Coríntios 12) e à necessidade de ordem no culto (1ª Coríntios 14) ?


Se a liturgia é algo tão dispensável assim, por qual razão o Apóstolo dos Gentios, além de Pedro, Tiago, João e outros, não nos deixaram um parecer claro acerca dessa questão ?

DANNILO STELIO
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1639
Idade : 42
Localização : Macapá-AP-Brasil
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/02/2014

http://palavravivaefiel.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por Khwey em Seg 03 Mar 2014, 4:54 pm

O fato de uma reunião ser simples não implica na inexistência de regras.

A bíblia não deixou um parecer claro acerca de muitas questões.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por DANNILO STELIO em Seg 03 Mar 2014, 6:37 pm

Khwey escreveu:O fato de uma reunião ser simples não implica na inexistência de regras.

A bíblia não deixou um parecer claro acerca de muitas questões.

O que seria uma reunião "simples" ?
Em que momento as regras começam a ser excessivas ?
Não vejo a liturgia assembleiana, em geral, ser complexa. Inclusive, algumas pessoas a criticam por achá-la muito semelhante à católica em alguns pontos.
[size=12.800000190734863]Em quê isso difere da lirutgia dos "sem-igreja" ?[/size]

DANNILO STELIO
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1639
Idade : 42
Localização : Macapá-AP-Brasil
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/02/2014

http://palavravivaefiel.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por Khwey em Seg 03 Mar 2014, 6:49 pm

DANNILO STELIO escreveu:
Khwey escreveu:O fato de uma reunião ser simples não implica na inexistência de regras.

A bíblia não deixou um parecer claro acerca de muitas questões.

O que seria uma reunião "simples" ?
Depende do que compreende a reunião. Motivo, razão.

DANNILO STELIO escreveu:Em que momento as regras começam a ser excessivas ?
Vale a mesma resposta acima.

Você tem exemplo em Atos dos apóstolos, quanto a circuncisão.
Na ocasião isto foi uma das regras excessivas.


DANNILO STELIO escreveu:Não vejo a liturgia assembleiana, em geral, ser complexa. Inclusive, algumas pessoas a criticam por achá-la muito semelhante à católica em alguns pontos.
Mas é semelhante, tanto que veio dela. E contém coisas excessivas.

Você pode obter esta informação através de história de Martinho Lutero.

DANNILO STELIO escreveu:Em quê isso difere da lirutgia dos "sem-igreja" ?
Da liturgia dos sem igreja eu não sei nada.
Mas em relação a igreja de Cristo, não temos nenhum exemplo disto em Atos dos apóstolos.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por DANNILO STELIO em Seg 03 Mar 2014, 7:23 pm

Khwey escreveu:

DANNILO STELIO escreveu:Em que momento as regras começam a ser excessivas ?
Vale a mesma resposta acima.

Você tem exemplo em Atos dos apóstolos, quanto a circuncisão.
Na ocasião isto foi uma das regras excessivas.


DANNILO STELIO escreveu:Não vejo a liturgia assembleiana, em geral, ser complexa. Inclusive, algumas pessoas a criticam por achá-la muito semelhante à católica em alguns pontos.
Mas é semelhante, tanto que veio dela. E contém coisas excessivas.

Você pode obter esta informação através de história de Martinho Lutero.

DANNILO STELIO escreveu:Em quê isso difere da lirutgia dos "sem-igreja" ?
Da liturgia dos sem igreja eu não sei nada.
Mas em relação a igreja de Cristo, não temos nenhum exemplo disto em Atos dos apóstolos.


Bem, estamos falando das reuniões dos cristãos (cultos). Em que momento elas podem ser (ou não) consideradas "simples" ? Em que momento as regras para seu funcionamento se mostram excessivas ?

Quanto à semelhança entre as liturgias católica e evangélica, não poderíamos entender que, justamente em razão de sua importância, Lutero e outros reformadores acharam por bem manter a existência de uma liturgia, mas depurando-a dos excessos ?

DANNILO STELIO
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1639
Idade : 42
Localização : Macapá-AP-Brasil
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/02/2014

http://palavravivaefiel.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por David de Oliveira em Seg 03 Mar 2014, 8:19 pm

Lembro-me de uma vez quando eu e minha esposa fomos a um culto numa igreja Assembléia de Deus. Fazia frio e fui com um paletó e quando chegamos à porta do templo, estavam dois ou três diáconos que vieram prá cima de mim. O da frente, achando que eu era um pastor, foi logo me pegando pelo braço para me levar ao palco. Foi então que lhe disse que não era pastor, mas de outra igreja.
Assim que adentramos ao templo, o diácono começou a gritar “glória a Deus, aleluia!”; ninguém o ouviu ou percebeu porque todo mundo estava gritando, dançando, levantando as mãos e falando línguas estranhas ao mesmo tempo, mas olhando para frente. Eu fiquei sem entender o motivo de ele estar “regozijando”? Será que era para os outros o verem?
Bom, da porta do templo ao lugar que ele arranjou para nós, o homem não parava de gritar junto com os outros: Ooooh! Glória a Deus, Aleluia e... língua estranha! Assim que assentamos, ele foi ao palco e cochichou alguma coisa para o pastor chefe (o palco estava cheio de pastores), e de repente apontou o dedo para mim, mas pensei que não tinha me visto, pois a turma não parava de gritar e de levantar as mãos.
Depois de um longo e tenebroso terremoto de gritaria, o pastor chefe disse: “Agora vamos ter uma oração com o nosso irmão David”. Assim que abri a minha boca, a coisa ficou mais feia ainda! Imaginem quinhentas pessoas gritando ao mesmo tempo? O que fiz? Parei de orar e olhei para a minha esposa, ele estava com os olhos esbugalhados! Simplesmente esperei, esperei e de repente, os gritos foram parando, parando e... parou... Ninguém percebeu que eu não tinha orado coisa nenhuma!
Eu tive de esperar todos os pastores pregarem, cada qual com um tema diferente, mas a gritaria não parava. Imaginem esperar uns dez sermões diferentes e longos e por cima a gritaria?
Chegamos em casa cansados, com aquela cara de: “por favor, não comente nada”!


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8363
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por Khwey em Seg 03 Mar 2014, 8:21 pm

DANNILO STELIO escreveu:
Bem, estamos falando das reuniões dos cristãos (cultos). Em que momento elas podem ser (ou não) consideradas "simples" ? Em que momento as regras para seu funcionamento se mostram excessivas ?
Eu já respondi que depende do que for tratado na reunião, para que se possa dizer que foi uma reunião simples ou complexa.

Eu citei um exemplo bíblico sobre quando a igreja discutiu a questão da circuncisão. Não foi um simples reunião.

Temos exemplo bíblico de quando a igreja apontou regras excessivas que queriam impor aos fiéis.

Por acaso você não conhece estes trechos?


DANNILO STELIO escreveu:Quanto à semelhança entre as liturgias católica e evangélica, não poderíamos entender que, justamente em razão de sua importância, Lutero e outros reformadores acharam por bem manter a existência de uma liturgia, mas depurando-a dos excessos ?
Podemos dizer que Lutero foi contra aquilo em que não concordava.

Quanto ao que restou, não há respaldo bíblico, a não ser com base no antigo testamento.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por DANNILO STELIO em Seg 03 Mar 2014, 9:00 pm

Khwey escreveu:
DANNILO STELIO escreveu:
Bem, estamos falando das reuniões dos cristãos (cultos). Em que momento elas podem ser (ou não) consideradas "simples" ? Em que momento as regras para seu funcionamento se mostram excessivas ?
Eu já respondi que depende do que for tratado na reunião, para que se possa dizer que foi uma reunião simples ou complexa.

Eu citei um exemplo bíblico sobre quando a igreja discutiu a questão da circuncisão. Não foi um simples reunião.

Temos exemplo bíblico de quando a igreja apontou regras excessivas que queriam impor aos fiéis.

Por acaso você não conhece estes trechos?


DANNILO STELIO escreveu:Quanto à semelhança entre as liturgias católica e evangélica, não poderíamos entender que, justamente em razão de sua importância, Lutero e outros reformadores acharam por bem manter a existência de uma liturgia, mas depurando-a dos excessos ?
Podemos dizer que Lutero foi contra aquilo em que não concordava.

Quanto ao que restou, não há respaldo bíblico, a não ser com base no antigo testamento.

1 - QUANTO À QUESTÃO DO CULTO.
Claro que conheço o trecho de Atos 15 quanto à reunião dos apóstolos e demais cristãos de Jerusalém para resolverem a questão da lei mosaica. Podemos dizer que esse foi o primeiro sínodo (ou convenção de obreiros) de que se tem notícia. O foco daquela reunião era administrativo e espiritual: os novos convertidos que não fossem judeus, eram obrigados a guardar a lei mosaica ?

Mas não estou falando de reuniões desse tipo. Entendido ?
Estamos tratando das reuniões rotineiras dos cristãos.
Definido isso, responda: quando a reunião poderia ser considerada simples (ou complexa) ? E quando as regras para essa reunião poderiam ser consideradas excessivas ?

Entenda bem: pergunto isso porque muitas pessoas costumam fazer propaganda de suas "igrejas nos lares", dizendo que não tem liturgia, que é tudo informal e democrático, etc. Assim, pergunto: qual a diferença em relação às igrejas "com placa", pois particularmente não vejo nossa liturgia como formal e antidemocrática.

2 - LUTERO E A LITURGIA
O que restou da liturgia que, no seu entender, não tem respaldo bíblico ?

DANNILO STELIO
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1639
Idade : 42
Localização : Macapá-AP-Brasil
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/02/2014

http://palavravivaefiel.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por DANNILO STELIO em Seg 03 Mar 2014, 9:07 pm

David de Oliveira escreveu:Lembro-me de uma vez quando eu e minha esposa fomos a um culto numa igreja Assembléia de Deus. Fazia frio e fui com um paletó e quando chegamos à porta do templo, estavam dois ou três diáconos que vieram prá cima de mim. O da frente, achando que eu era um pastor, foi logo me pegando pelo braço para me levar ao palco. Foi então que lhe disse que não era pastor, mas de outra igreja.
Assim que adentramos ao templo, o diácono começou a gritar “glória a Deus, aleluia!”; ninguém o ouviu ou percebeu porque todo mundo estava gritando, dançando, levantando as mãos e falando línguas estranhas ao mesmo tempo, mas olhando para frente. Eu fiquei sem entender o motivo de ele estar “regozijando”? Será que era para os outros o verem?
Bom, da porta do templo ao lugar que ele arranjou para nós, o homem não parava de gritar junto com os outros: Ooooh! Glória a Deus, Aleluia e... língua estranha! Assim que assentamos, ele foi ao palco e cochichou alguma coisa para o pastor chefe (o palco estava cheio de pastores), e de repente apontou o dedo para mim, mas pensei que não tinha me visto, pois a turma não parava de gritar e de levantar as mãos.
Depois de um longo e tenebroso terremoto de gritaria, o pastor chefe disse: “Agora vamos ter uma oração com o nosso irmão David”. Assim que abri a minha boca, a coisa ficou mais feia ainda! Imaginem quinhentas pessoas gritando ao mesmo tempo? O que fiz? Parei de orar e olhei para a minha esposa, ele estava com os olhos esbugalhados! Simplesmente esperei, esperei e de repente, os gritos foram parando, parando e... parou... Ninguém percebeu que eu não tinha orado coisa nenhuma!
Eu tive de esperar todos os pastores pregarem, cada qual com um tema diferente, mas a gritaria não parava. Imaginem esperar uns dez sermões diferentes e longos e por cima a gritaria?
Chegamos em casa cansados, com aquela cara de: “por favor, não comente nada”!

Caro David, essa lamentável situação que vc relatou, infelizmente, acontece em muitas congregações evangélicas que caem no mesmo erro da Igreja de Corinto, à qual Paulo exortou (cap. 14) quanto à necessidade de ordem no culto.


Você teve oportunidade de presenciar O QUANTO É IMPORTANTE A LITURGIA NO CULTO.


Mas não desanime: ainda existem comunidades e denominações evangélicas que conseguem realizar uma reunião que não seja maçante, nem desequilibrada, nem pareça com um hospício. Sei disso, porque todos os domingos participo de uma, em minha própria denominação.

DANNILO STELIO
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1639
Idade : 42
Localização : Macapá-AP-Brasil
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/02/2014

http://palavravivaefiel.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por Khwey em Seg 03 Mar 2014, 9:21 pm

DANNILO STELIO escreveu:
Estamos tratando das reuniões rotineiras dos cristãos.
Definido isso, responda: quando a reunião poderia ser considerada simples (ou complexa) ?
É considerada simples quando é rotineira e não acontece nada similar aos exemplos bíblicos citados.

DANNILO STELIO escreveu:E quando as regras para essa reunião poderiam ser consideradas excessivas ?
É excessiva toda regra similar aos exemplos citados.

Hoje temos como exemplo, deixar de ver TV, não cortar o cabelo, não usar roupa masculina, não usar roupa de banho na praia, e outros exemplos que temos por aí sem respaldo bíblico.

O exemplo bíblico de igreja é muito simples, basta segui-lo.


DANNILO STELIO escreveu:2 - LUTERO E A LITURGIA
O que restou da liturgia que, no seu entender, não tem respaldo bíblico ?
Que tal aquilo que chamam de púlpito, e que na igreja católica é altar?

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por Ed em Seg 03 Mar 2014, 10:45 pm

David de Oliveira escreveu:Lembro-me de uma vez quando eu e minha esposa fomos a um culto numa igreja Assembléia de Deus. Fazia frio e fui com um paletó e quando chegamos à porta do templo, estavam dois ou três diáconos que vieram prá cima de mim. O da frente, achando que eu era um pastor, foi logo me pegando pelo braço para me levar ao palco. Foi então que lhe disse que não era pastor, mas de outra igreja.
Assim que adentramos ao templo, o diácono começou a gritar “glória a Deus, aleluia!”; ninguém o ouviu ou percebeu porque todo mundo estava gritando, dançando, levantando as mãos e falando línguas estranhas ao mesmo tempo, mas olhando para frente. Eu fiquei sem entender o motivo de ele estar “regozijando”? Será que era para os outros o verem?
Bom, da porta do templo ao lugar que ele arranjou para nós, o homem não parava de gritar junto com os outros: Ooooh! Glória a Deus, Aleluia e... língua estranha! Assim que assentamos, ele foi ao palco e cochichou alguma coisa para o pastor chefe (o palco estava cheio de pastores), e de repente apontou o dedo para mim, mas pensei que não tinha me visto, pois a turma não parava de gritar e de levantar as mãos.
Depois de um longo e tenebroso terremoto de gritaria, o pastor chefe disse: “Agora vamos ter uma oração com o nosso irmão David”. Assim que abri a minha boca, a coisa ficou mais feia ainda! Imaginem quinhentas pessoas gritando ao mesmo tempo? O que fiz? Parei de orar e olhei para a minha esposa, ele estava com os olhos esbugalhados! Simplesmente esperei, esperei e de repente, os gritos foram parando, parando e... parou... Ninguém percebeu que eu não tinha orado coisa nenhuma!
Eu tive de esperar todos os pastores pregarem, cada qual com um tema diferente, mas a gritaria não parava. Imaginem esperar uns dez sermões diferentes e longos e por cima a gritaria?
Chegamos em casa cansados, com aquela cara de: “por favor, não comente nada”!
Já vi este filme...  :risadinha: 

David de Oliveira escreveu:
Nem para:

   ESCUTAR UM SERMÃO: A noção de uma reunião dessas que tem um estilo púlpito-auditório, enfocada no sermão, não pode ser aprovada no Novo Testamento. De fato, os apóstolos ministravam a Palavra de Deus amplamente em certos ambientes. Mas esses ambientes não eram “reuniões da igreja”.
Será que a galera igrejeira conseue entender isto?  hummm


Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus 2Co 2:17

O Forum Gospel Brasil completa hoje 3163 dias de existência com 228928 mensagens

Ed
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 11003
Idade : 64
Localização : BRUSA
flag : BrUSA
Data de inscrição : 13/04/2008

http://gospelbrasil.topicboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por DANNILO STELIO em Seg 03 Mar 2014, 11:23 pm

Khwey escreveu:
DANNILO STELIO escreveu:
Estamos tratando das reuniões rotineiras dos cristãos.
Definido isso, responda: quando a reunião poderia ser considerada simples (ou complexa) ?
É considerada simples quando é rotineira e não acontece nada similar aos exemplos bíblicos citados.

Bem, usando o critério que vc mencionou, em nossas igrejas "com placa" (pelo menos nas que frequento), vemos muitas reuniões simples e rotineiras.

Desse ponto de vista, não vejo nenhum motivo para qualquer pessoa ir para uma igreja "sem placa".

DANNILO STELIO
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1639
Idade : 42
Localização : Macapá-AP-Brasil
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/02/2014

http://palavravivaefiel.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por DANNILO STELIO em Seg 03 Mar 2014, 11:32 pm

Khwey escreveu:
E quando as regras para essa reunião poderiam ser consideradas excessivas ?
É excessiva toda regra similar aos exemplos citados.

Hoje temos como exemplo, deixar de ver TV, não cortar o cabelo, não usar roupa masculina, não usar roupa de banho na praia, e outros exemplos que temos por aí sem respaldo bíblico.

O exemplo bíblico de igreja é muito simples, basta segui-lo.


Não estou falando desse tipo de regras. O que vc mencionou são USOS E COSTUMES, que variam de denominação para denominação.

Estou falando das regras relacionadas à liturgia da reunião evangélica.

Os "desigrejados" costumam dizer que as igrejas evangélicas são muito formais, tem uma liturgia muito cheia de regras, etc.

Então diga: o que seriam regras excessivas, sob esse ponto de vista ?

DANNILO STELIO
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1639
Idade : 42
Localização : Macapá-AP-Brasil
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/02/2014

http://palavravivaefiel.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por DANNILO STELIO em Seg 03 Mar 2014, 11:36 pm

Khwey escreveu:


DANNILO STELIO escreveu:2 - LUTERO E A LITURGIA
O que restou da liturgia que, no seu entender, não tem respaldo bíblico ?
Que tal aquilo que chamam de púlpito, e que na igreja católica é altar?

Púlpito não é invenção nem de católicos, nem de evangélicos.
E Esdras, o escriba, estava sobre um púlpito de madeira, que fizeram para aquele fim; e estava em pé junto a ele, à sua mão direita, Matitias, Sema, Anaías, Urias, Hilquias e Maaséias; e à sua mão esquerda, Pedaías, Misael, Melquias, Hasum, Hasbadana, Zacarias e Mesulão.Neemias 8:4


Porque Salomão tinha feito uma plataforma de metal [[size=12.800000190734863]púlpito [/size][size=12.800000190734863]], de cinco côvados de comprimento, de cinco côvados de largura e de três côvados de altura, e a tinha posto no meio do pátio, e pôs-se em pé sobre ela, e ajoelhou-se em presença de toda a congregação de Israel, e estendeu as suas mãos para o céu. 2 Crônicas 6:13[/size]

DANNILO STELIO
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1639
Idade : 42
Localização : Macapá-AP-Brasil
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/02/2014

http://palavravivaefiel.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por Khwey em Ter 04 Mar 2014, 12:40 am

DANNILO STELIO escreveu:
Khwey escreveu:
E quando as regras para essa reunião poderiam ser consideradas excessivas ?
É excessiva toda regra similar aos exemplos citados.

Hoje temos como exemplo, deixar de ver TV, não cortar o cabelo, não usar roupa masculina, não usar roupa de banho na praia, e outros exemplos que temos por aí sem respaldo bíblico.

O exemplo bíblico de igreja é muito simples, basta segui-lo.


Não estou falando desse tipo de regras. O que vc mencionou são USOS E COSTUMES, que variam de denominação para denominação.

Estou falando das regras relacionadas à liturgia da reunião evangélica.
Eu entendo que foi exatamente sobre isto que você questionou.

Reveja suas palavras:

DANNILO STELIO escreveu:
Se era uma simples reunião, por qual razão o Apóstolo Paulo dedica tantas linhas ao modo como as mulheres devem se comportar nas reuniões da igreja (1ª Coríntios 11), ao uso organizado dos dons espirituais nas reuniões da igreja (1ª Coríntios 12) e à necessidade de ordem no culto (1ª Coríntios 14) ?

DANNILO STELIO escreveu:
Khwey escreveu:


DANNILO STELIO escreveu:2 - LUTERO E A LITURGIA
O que restou da liturgia que, no seu entender, não tem respaldo bíblico ?
Que tal aquilo que chamam de púlpito, e que na igreja católica é altar?

Púlpito não é invenção nem de católicos, nem de evangélicos.
E Esdras, o escriba, estava sobre um púlpito de madeira, que fizeram para aquele fim; e estava em pé junto a ele, à sua mão direita, Matitias, Sema, Anaías, Urias, Hilquias e Maaséias; e à sua mão esquerda, Pedaías, Misael, Melquias, Hasum, Hasbadana, Zacarias e Mesulão.Neemias 8:4


Porque Salomão tinha feito uma plataforma de metal [[size=12.8]púlpito [/size][size=12.8]], de cinco côvados de comprimento, de cinco côvados de largura e de três côvados de altura, e a tinha posto no meio do pátio, e pôs-se em pé sobre ela, e ajoelhou-se em presença de toda a congregação de Israel, e estendeu as suas mãos para o céu. 2 Crônicas 6:13[/size]
Estamos com foco no novo testamento, ou seja, em Jesus e nas instruções que ele deu para a igreja.

Somente nas instruções de Jesus para a igreja.

Continuando, que tal os cantos, hinos e as chamadas músicas gospel?

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por DANNILO STELIO em Ter 04 Mar 2014, 10:16 am

Khwey escreveu:
DANNILO STELIO escreveu:
Khwey escreveu:
E quando as regras para essa reunião poderiam ser consideradas excessivas ?
É excessiva toda regra similar aos exemplos citados.

Hoje temos como exemplo, deixar de ver TV, não cortar o cabelo, não usar roupa masculina, não usar roupa de banho na praia, e outros exemplos que temos por aí sem respaldo bíblico.

O exemplo bíblico de igreja é muito simples, basta segui-lo.


Não estou falando desse tipo de regras. O que vc mencionou são USOS E COSTUMES, que variam de denominação para denominação.

Estou falando das regras relacionadas à liturgia da reunião evangélica.
Eu entendo que foi exatamente sobre isto que você questionou.

Reveja suas palavras:

DANNILO STELIO escreveu:
[size=18.399999618530273]Se era uma simples reunião, por qual razão o Apóstolo Paulo dedica tantas linhas ao modo como as mulheres devem se comportar nas reuniões da igreja (1ª Coríntios 11), ao uso organizado dos dons espirituais nas reuniões da igreja (1ª Coríntios 12) e à necessidade de ordem no culto (1ª Coríntios 14) ?[/size]

DANNILO STELIO escreveu:
Khwey escreveu:


DANNILO STELIO escreveu:2 - LUTERO E A LITURGIA
O que restou da liturgia que, no seu entender, não tem respaldo bíblico ?
Que tal aquilo que chamam de púlpito, e que na igreja católica é altar?

Púlpito não é invenção nem de católicos, nem de evangélicos.
E Esdras, o escriba, estava sobre um [size=18.399999618530273]púlpito [/size]de madeira, que fizeram para aquele fim; e estava em pé junto a ele, à sua mão direita, Matitias, Sema, Anaías, Urias, Hilquias e Maaséias; e à sua mão esquerda, Pedaías, Misael, Melquias, Hasum, Hasbadana, Zacarias e Mesulão.Neemias 8:4


Porque Salomão tinha feito uma plataforma de metal [[size=12.800000190734863][size=18.399999618530273]púlpito [/size][/size][size=12.800000190734863]], de cinco côvados de comprimento, de cinco côvados de largura e de três côvados de altura, e a tinha posto no meio do pátio, e pôs-se em pé sobre ela, e ajoelhou-se em presença de toda a congregação de Israel, e estendeu as suas mãos para o céu. 2 Crônicas 6:13[/size]
Estamos com foco no novo testamento, ou seja, em Jesus e nas instruções que ele deu para a igreja.

Somente nas instruções de Jesus para a igreja.

Continuando, que tal os cantos, hinos e as chamadas músicas gospel?

Não existe nenhuma razão para se rejeitar o Antigo Testamento, como vc fez agora.
Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito. Romanos 15:4a
Os versículos que postei mostram que o uso do púlpito antecede em muito o catolicismo e o protestantismo. Não vejo motivo para essa rejeição ao uso dessa peça, que apesar de não ser mencionada explicitamente por Cristo e seus apóstolos, em momento algum foi por eles combatida ou rejeitada, como aconteceu com a circuncisão e as leis dietéticas judaicas.

Quanto aos "cantos, hinos e música gospel", gostaria que vc explicasse qual o problema com eles. Afinal, em toda a Bíblia vemos judeus e cristãos adorando a Deus com cânticos.

DANNILO STELIO
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1639
Idade : 42
Localização : Macapá-AP-Brasil
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/02/2014

http://palavravivaefiel.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por EVANGELISTA/RJ/MSN em Ter 04 Mar 2014, 10:31 am

DANNILO STELIO escreveu:
Khwey escreveu:
DANNILO STELIO escreveu:
Khwey escreveu:
E quando as regras para essa reunião poderiam ser consideradas excessivas ?
É excessiva toda regra similar aos exemplos citados.

Hoje temos como exemplo, deixar de ver TV, não cortar o cabelo, não usar roupa masculina, não usar roupa de banho na praia, e outros exemplos que temos por aí sem respaldo bíblico.

O exemplo bíblico de igreja é muito simples, basta segui-lo.


Não estou falando desse tipo de regras. O que vc mencionou são USOS E COSTUMES, que variam de denominação para denominação.

Estou falando das regras relacionadas à liturgia da reunião evangélica.
Eu entendo que foi exatamente sobre isto que você questionou.

Reveja suas palavras:

DANNILO STELIO escreveu:
Se era uma simples reunião, por qual razão o Apóstolo Paulo dedica tantas linhas ao modo como as mulheres devem se comportar nas reuniões da igreja (1ª Coríntios 11), ao uso organizado dos dons espirituais nas reuniões da igreja (1ª Coríntios 12) e à necessidade de ordem no culto (1ª Coríntios 14) ?

DANNILO STELIO escreveu:
Khwey escreveu:


DANNILO STELIO escreveu:2 - LUTERO E A LITURGIA
O que restou da liturgia que, no seu entender, não tem respaldo bíblico ?
Que tal aquilo que chamam de púlpito, e que na igreja católica é altar?

Púlpito não é invenção nem de católicos, nem de evangélicos.
E Esdras, o escriba, estava sobre um púlpito de madeira, que fizeram para aquele fim; e estava em pé junto a ele, à sua mão direita, Matitias, Sema, Anaías, Urias, Hilquias e Maaséias; e à sua mão esquerda, Pedaías, Misael, Melquias, Hasum, Hasbadana, Zacarias e Mesulão.Neemias 8:4


Porque Salomão tinha feito uma plataforma de metal [púlpito ], de cinco côvados de comprimento, de cinco côvados de largura e de três côvados de altura, e a tinha posto no meio do pátio, e pôs-se em pé sobre ela, e ajoelhou-se em presença de toda a congregação de Israel, e estendeu as suas mãos para o céu. 2 Crônicas 6:13
Estamos com foco no novo testamento, ou seja, em Jesus e nas instruções que ele deu para a igreja.

Somente nas instruções de Jesus para a igreja.

Continuando, que tal os cantos, hinos e as chamadas músicas gospel?

Não existe nenhuma razão para se rejeitar o Antigo Testamento, como vc fez agora.
Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito. Romanos 15:4a
Os versículos que postei mostram que o uso do púlpito antecede em muito o catolicismo e o protestantismo. Não vejo motivo para essa rejeição ao uso dessa peça, que apesar de não ser mencionada explicitamente por Cristo e seus apóstolos, em momento algum foi por eles combatida ou rejeitada, como aconteceu com a circuncisão e as leis dietéticas judaicas.

Quanto aos "cantos, hinos e música gospel", gostaria que vc explicasse qual o problema com eles. Afinal, em toda a Bíblia vemos judeus e cristãos adorando a Deus com cânticos.

muitas musicas ditas evangelicas, tem letras anti-biblicas

EVANGELISTA/RJ/MSN
administrador
administrador

Número de Mensagens : 6002
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por EVANGELISTA/RJ/MSN em Ter 04 Mar 2014, 10:34 am

Favor, nao debater sobre musicas evangelicas aqui neste topico, ja existe topico especifico para este tema

http://gospelbrasil.topicboard.net/t5052-as-letras-das-musicas-evangelicas-atuais-sao-biblicas-ou-hereticas?highlight=m%FAsicas

qualquer assunto sobre o tema, deve ser debatido no topico especifico

att.

EVANGELISTA/RJ/MSN
Moderador

EVANGELISTA/RJ/MSN
administrador
administrador

Número de Mensagens : 6002
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por David de Oliveira em Ter 04 Mar 2014, 11:12 am

DANNILO STELIO escreveu:
Khwey escreveu:


DANNILO STELIO escreveu:2 - LUTERO E A LITURGIA
O que restou da liturgia que, no seu entender, não tem respaldo bíblico ?
Que tal aquilo que chamam de púlpito, e que na igreja católica é altar?

Púlpito não é invenção nem de católicos, nem de evangélicos.
E Esdras, o escriba, estava sobre um púlpito de madeira, que fizeram para aquele fim; e estava em pé junto a ele, à sua mão direita, Matitias, Sema, Anaías, Urias, Hilquias e Maaséias; e à sua mão esquerda, Pedaías, Misael, Melquias, Hasum, Hasbadana, Zacarias e Mesulão.Neemias 8:4


Porque Salomão tinha feito uma plataforma de metal [púlpito ], de cinco côvados de comprimento, de cinco côvados de largura e de três côvados de altura, e a tinha posto no meio do pátio, e pôs-se em pé sobre ela, e ajoelhou-se em presença de toda a congregação de Israel, e estendeu as suas mãos para o céu. 2 Crônicas 6:13



Neemias 8.4   Esdras estava de pé num estrado de madeira que havia sido feito para aquela ocasião... (NTLH).

Neemias 8.4   O escriba Esdras postou-se num estrado de madeira que haviam construído para a ocasião... (versão católica).

Neemias 8:4 Esdras, o escriba, pôs-se em pé sobre um estrado de madeira, que fizeram para esse fim... (sociedade bíblica britânica).

Neemias 8:4 O escriba Esdras estava numa plataforma elevada, de madeira, construída para a ocasião... (Nova versão Internacional).

Neemias 8:4 Esdras, o escriba, ficava em pé sobre um estrado de madeira, que fizeram para esse fim... (Almeida revisada Imprensa bíblica).


2 Crônicas 6.13   Ele havia mandado construir no pátio do Templo um estrado quadrado de bronze ... (NTLH).

Porque Salomão tinha feito uma plataforma de metal... 2 Crônicas 6:13 (Almeida corrigida)

{pois Salomão tinha feito uma plataforma de bronze... 2 Crônicas 6:13 (Almeida  Revisada).

Ele havia mandado fazer uma plataforma de bronze... 2 Crônicas 6:13 (Nova versão internacional).
Ele havia mandado fazer uma plataforma de bronze...  2 Crônicas 6:13 (Sociedade bíblica Britânica).
Com efeito, ele mandara construir uma tribuna de bronze... 2 Crônicas 6:13 (Versão Católica).

2 Crônicas 6:12-13 Em seguida, Salomão postou-se diante do altar do Senhor, em presença de toda a assembléia de Israel e estendeu as mãos.
Com efeito, ele mandara construir uma tribuna de bronze

Mas as suas mentes foram endurecidas. Pois até o dia de hoje, na leitura da antiga aliança, permanece o mesmo véu, não lhes sendo revelado que em Cristo é ele tirado. 2 Coríntios 3:14

Dias, porém, virão, em que lhes será tirado o noivo, nesses dias jejuarão.
Ninguém cose remendo de pano novo em vestido velho; de outra forma o remendo novo tira parte do velho, e torna-se maior a rotura.
Ninguém põe vinho novo em odres velhos; de outra forma o vinho fará arrebentar os odres, e perder-se-á o vinho, e também os odres. Pelo contrário vinho novo é posto em odres novos. Marcos 2:20-22


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8363
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os pastores e suas atitudes - topico oficial

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 10:17 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum