.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
» Noticiário Escatológico
Hoje à(s) 2:10 am por Jarbas

» O que você está ouvindo agora?
Hoje à(s) 1:32 am por Christiano

» Por que o espiritismo pegou tanto no Brasil
Hoje à(s) 12:02 am por Cartman

» Já existíamos antes de nascermos
Ontem à(s) 11:48 pm por Khwey

» Por que Deus permite a injustiça?
Ontem à(s) 11:45 pm por Khwey

» Só há um jeito do Lula perder a próxima eleição!
Ontem à(s) 11:27 pm por gusto

» Dar a outra face...
Ontem à(s) 11:10 pm por Cartman

» Lula é o maior farsante do Brasil', afirma Silas Malafaia
Ontem à(s) 10:27 pm por gusto

» Agora o Brasil sai da crise...
Ontem à(s) 10:25 pm por gusto

Quem está conectado
36 usuários online :: 2 usuários cadastrados, Nenhum Invisível e 34 Visitantes :: 2 Motores de busca

Christiano, Jarbas

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

A Cessação do Sacrificio e a Abominação Desoladora (Daniel 12:11). Será que cessou mesmo o sacrificio?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Interroga??o A Cessação do Sacrificio e a Abominação Desoladora (Daniel 12:11). Será que cessou mesmo o sacrificio?

Mensagem por Leila Correa em Ter 26 Mar 2013, 9:51 am


Em Daniel 9:26,27 o messias seria tirado e o príncipe do povo (Exército Romano) iria destruir a cidade e o templo e cessaria o sacrifício, como aconteceu em 70DC.



Em Daniel 11:28-32, refere-se a Antíoco. Proibiu os sacrifícios diários requeridos pela Lei de Deus, e colocou no lugar santo uma imagem do deus grego, Zeus e esse altar a Zeus foi a Abominação Desoladora.



Daniel 12:11 é uma passagem referente ao fim dos tempos e acontecerá também que o sacrifício continuo será tirado e será posta a abominação desoladora no lugar santo. Quando se fala na cessação do sacrifício, entendo como uma atitude negativa e não positiva como deveria ser em função do sacrifício realizado por Jesus na cruz do calvário.



A Abominação Desoladora é sempre associada com a Cessação do Sacrifício Continuo, ou seja, vão cessar com o sacrifício e a oblação e colocarão a ABOMINAÇÃO no lugar santo.



O apóstolo Paulo informa em sua carta aos (Hebreus 10:3-18), que com o sacrifício definitivo realizado por Jesus Cristo, cessaria a oblação pelo pecado, dando a entender que Jesus, através de sua obra redentora, é quem faria cessar tanto o sacrifício como a oblação. Porém o próprio Jesus cita essa passagem de Daniel em Mateus 24:15, alertando as pessoas para ficarem atentas “Quando, pois, virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê, atenda”. O próprio Jesus menciona que uma abominação desoladora estará no lugar santo, ou seja, acredito que Jesus enxergue também a cessação do sacrifício como uma forma negativa no expressar de Daniel.

Como dizer então que o sacrifício teria cessado definitivamente? Se for assim, a ABOMINAÇÃO DESOLADORA NO LUGAR SANTO, seria o próprio Jesus, após expiação definitiva pelo pecado cessando tanto o sacrifício como a oblação pelo pecado

Leila Correa
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 47
flag : Brasil
Data de inscrição : 08/03/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Interroga??o Re: A Cessação do Sacrificio e a Abominação Desoladora (Daniel 12:11). Será que cessou mesmo o sacrificio?

Mensagem por oliveira leite em Ter 26 Mar 2013, 11:03 am

Em Daniel 11:28-32, refere-se a Antíoco. Proibiu os sacrifícios diários requeridos pela Lei de Deus, e colocou no lugar santo uma imagem do deus grego, Zeus e esse altar a Zeus foi a Abominação Desoladora.

Voce quem diz isso japinha ninguém aqui confirma

poderiamos interpretar o mesmo versiculo com o grande templo de salomão destruido e a mesquita de omã em seu lugar
são tantas as interpretações e voce se diz a dona da verdade :risadinha:

oliveira leite
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6552
Idade : 51
Localização : Natal RN
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Interroga??o Re: A Cessação do Sacrificio e a Abominação Desoladora (Daniel 12:11). Será que cessou mesmo o sacrificio?

Mensagem por Leila Correa em Ter 26 Mar 2013, 1:16 pm

Voce quem diz isso ninguém aqui confirma

poderiamos interpretar o mesmo versiculo com o grande templo de salomão destruido e a mesquita de omã em seu lugar
são tantas as interpretações e voce se diz a dona da verdade [/quote]


Acredito ser este um forum de debate e aprendizado, se eu não puder expor as minhas dúvidas para que possam com ajuda de vocês serem sanadas aí não vejo propósito algum da existência deste.

Como falei anteriormente eu não compro pacote fechados de pregações, tenho raciocínio próprio e tento interpretar, não quer dizer que esteja correta.

Eu li alguns tópicos aqui mencionados e achei muito interessantes, inclusive algumas passagens que não entendia passei a compreender melhor, porém acho que o tratamento entre algumas pessoas aqui não é nada cordial, parece mais uma competição que o aprendizado.

Leila

Leila

Leila Correa
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 47
flag : Brasil
Data de inscrição : 08/03/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Interroga??o Re: A Cessação do Sacrificio e a Abominação Desoladora (Daniel 12:11). Será que cessou mesmo o sacrificio?

Mensagem por Sales em Ter 26 Mar 2013, 2:05 pm

Tenho outra concepção disso minha irmã... depois coloco aqui... ...O sacrifício contínuo ainda vai cessar...

Sales
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6100
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 10/10/2008

http://www.tempodedeus.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Interroga??o Re: A Cessação do Sacrificio e a Abominação Desoladora (Daniel 12:11). Será que cessou mesmo o sacrificio?

Mensagem por oliveira leite em Ter 26 Mar 2013, 2:21 pm

Tá Leila, sei que se refere a mim, pois a todo tempo voce tem criado topicos para desqualificar Jesus como o messias, e não preciso vir abanando, para refutar suas colocações, nem fingindo que não sei do que se trata
mas posso dizer que Jesus é o cordeiro do sacrificio
feito uma unica vez e por todas
sendo assim
sempre mostrarei aonde voce desliza. abç

oliveira leite
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6552
Idade : 51
Localização : Natal RN
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Interroga??o Re: A Cessação do Sacrificio e a Abominação Desoladora (Daniel 12:11). Será que cessou mesmo o sacrificio?

Mensagem por Leila Correa em Ter 26 Mar 2013, 4:06 pm

Tenho outra concepção disso minha irmã... depois coloco aqui... ...O sacrifício contínuo ainda vai cessar...[/quote]



Shalom Sales!!!!!

Gostaria muito de saber sua concepção e se você tiver algum estudo sobre as profecias de Daniel para me enviar agradeceria.

Ficarei acompanhando os tópicos.

Obrigada

Leila

Leila Correa
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 47
flag : Brasil
Data de inscrição : 08/03/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Interroga??o Re: A Cessação do Sacrificio e a Abominação Desoladora (Daniel 12:11). Será que cessou mesmo o sacrificio?

Mensagem por Haroldo Maia em Qui 28 Mar 2013, 5:47 pm

A referência a cessação do sacrifício é uma alusão direta ao sacrifício de Jesus, que era até então tipificado pelos sacrifícios diários. A partir do momento em que o verdadeiro sacrifício ocorreu com a crucifixão de Cristo, os demais sacrifícios, que simplesmente apontavam para este verdadeiro e definitivo já não tinham mais porque serem executados (“como cordeiro foi levado ao matadouro” para dar “a Sua alma como oferta pelo pecado” Isaías 53:7 e 10), tanto que João Batista estando a par desse simbolismo ao contemplar a Jesus, que vinha ao seu encontro, no Jordão, exclamou: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” João 1:29 e 36.
A "abominação da desolação" ou "abominação desoladora" na profecia que ele anunciou tinha sentido duplo: enquanto predizia a destruição de Jerusalém, prefigurava também os terrores do último grande dia".
a palavra "abominação" de Daniel, Mateus e Marcos significa idolatria ou, mais corretamente, culto a baal ou, ainda mais corretamente, culto do domingo. Agora, consideremos o sentido das palavras "desolar" ou "desolação" no Velho e Novo Testamentos.
A palavra hebraica para "desolar" em Daniel 11:31, 12:11 éshamem, que significa "assustar, atemorizar, destruir, devastar, desolar". A palavra grega para "desolação" em Mateus 24:15 éeremosis, que significa "despojamento" ou "desolação". A palavra "desolação" em Marcos 13:14 é a palavra hebraicashimamah, que significa "devastação, assombro, desolação".
Reunindo todos esses significados, chegamos ao correto sentido da palavra "desolação". Significa algo ou algum evento que tem lugar, o qual primeiramente causa assombro, depois algo que é despojado, ocorrendo a seguir destruição, devastação e desolação.
O sinal para a fuga era o padrão, ou estandarte, idólatra de Roma no lugar santo. As palavras de advertência de Cristo também se aplicam a nós -- o Seu moderno Israel. Qual é o padrão romano idólatra ou seu estandarte hoje?
Como disse Jesus - Quem lê, entenda!

Haroldo Maia
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 13
flag : Brasil
Data de inscrição : 23/03/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Interroga??o Re: A Cessação do Sacrificio e a Abominação Desoladora (Daniel 12:11). Será que cessou mesmo o sacrificio?

Mensagem por Leila Correa em Qui 28 Mar 2013, 6:49 pm

Shalom Haroldo,

Muito boa explicação é que não consigo entender a parte em que a Abominação Desoladora é sempre associada com a Cessação do Sacrifício Continuo, ou seja, vão cessar com o sacrifício e a oblação e colocarão a ABOMINAÇÃO no lugar santo.

A forma de Daniel citar as 3 passagens acima, parece ser uma ofensa o término do sacrifício, inclusive a última referente ao fim dos tempos (Daniel 12:11), entende a minha dúvida?

Obrigada por responder, pois foi muito esclarecedor.

Leila

Leila Correa
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 47
flag : Brasil
Data de inscrição : 08/03/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Interroga??o Re: A Cessação do Sacrificio e a Abominação Desoladora (Daniel 12:11). Será que cessou mesmo o sacrificio?

Mensagem por silvamelo em Sex 29 Mar 2013, 2:29 am

Leila Correa escreveu:A Abominação Desoladora é sempre associada com a Cessação do Sacrifício Continuo, ou seja, vão cessar com o sacrifício e a oblação e colocarão a ABOMINAÇÃO no lugar santo.

O apóstolo Paulo informa em sua carta aos (Hebreus 10:3-18), que com o sacrifício definitivo realizado por Jesus Cristo, cessaria a oblação pelo pecado, dando a entender que Jesus, através de sua obra redentora, é quem faria cessar tanto o sacrifício como a oblação.
Jesus não cessou o sacrifício e a oblação, ele morreu e ressucitou por volta de 32 D.C., enquanto que os sacrifícios continuaram até 70 D.C. Portanto, quem fizeram isso foram mesmo os abomináveis desoladores.

Segundo ponto: Jesus não adentrou santuário terreno, e nem poderia, porque não é do sacerdócio de Aarão, mas da ordem de Melquisedeque.

E, para terminar, Paulo não está dizendo que Jesus cessou o sacrifício e a oblação, mas que ele ofereceu um sacrifício único, não segundo a ordem de Aarão mas segundo a ordem de Melquisedeque, de uma vez por todas, capaz de aperfeiçoar para sempre os que nele são santificados:

"Mas este, havendo oferecido para sempre um único sacrifício pelos pecados, está assentado à destra de Deus, daqui em diante esperando até que os seus inimigos sejam postos por escabelo de seus pés. Porque com uma só oblação aperfeiçoou para sempre os que são santificados." Hebreus 10:12-14.


silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Interroga??o Re: A Cessação do Sacrificio e a Abominação Desoladora (Daniel 12:11). Será que cessou mesmo o sacrificio?

Mensagem por Haroldo Maia em Sex 29 Mar 2013, 9:57 am

Para entendermos melhor sobre este assunto, temos que entender em primeiro lugar que as simbologias também eram uma forma de profecias sobre Jesus. Se não entendermos que toda a Bíblia aponta para Jesus e o Plano de Salvação, então não entendemos nada.
Tanto os sacrifícios, como os atos cerimoniais que aconteciam no Tabernáculo, eram uma pré-figuração do ministério de Jesus, tanto aqui na terra, como o que ele viria a realizar após ascender aos céus.
O que Paulo nos diz em Hebreus 10:12-14 já deveria ser suficiente para se entender que a cessação do sacrifício deve-se ao fato de não serem mais necessários para apontar para o sacrifício de Jesus, pois após o mesmo já ter acontecido, não teria porque continuarem, já que como diz Paulo o sacrifício de Jesus é para sempre, ou seja é ele que vale como pagamento pelos pecados.

Haroldo Maia
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 13
flag : Brasil
Data de inscrição : 23/03/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Interroga??o Re: A Cessação do Sacrificio e a Abominação Desoladora (Daniel 12:11). Será que cessou mesmo o sacrificio?

Mensagem por Sales em Sex 29 Mar 2013, 11:18 am

Minha opinião sobre o Sacrifício Contínuo e a abominação desoladora:

O sacrifício de Jesus, não vejo como ele possa ser associado ao sacrifício contínuo que cessará, pois, está bem claro que o sacrifício de Jesus é um e de uma vez por todas... Como disse: ESTÁ CONSUMADO!

Nisso já descarto qualquer associação do sacrifício de Jesus com o sacrifício contínuo citado por Daniel.

...E quando vamos ao povo Judeu, vemos que já faz séculos que eles não praticam o sacrifício... então, se o sacrifício é contínuo, ele deveria AINDA ESTAR acontecendo... ...Também náo vejo que a profecia de Daniel se refira a algum sacrifício praticado pelos judeus que num tempo distante tenha parado e volte muito tempo depois a ser praticado para então ser parado novamente... Pra mim isso quebra a profecia do sacrifício SER CONTÍNUO ... ... Se os judeus pararam de fazer sacrifício num tempo distante atrás, então, já era, não pode retornar para parar novamente e assim cumprir a profecia de Daniel... ...E não poderia a profecia de Daniel ter sido cumprida quando o sacrifício judeu cessou, pois, onde está a abominação desoladora? Daniel nos mostra uma sequência de fatos, onde 1º O sacrifício CONTÍNUO cessa e depois em 2º a abominação desoladora surge... ...note que o texto diz:

E desde o tempo em que o sacrifício contínuo for tirado, e posta a abominação desoladora, haverá mil duzentos e noventa dias. Daniel 12:11

E braços serão colocados sobre ele, que profanarão o santuário e a fortaleza, e tirarão o sacrifício contínuo, estabelecendo abominação desoladora. Daniel 11:31

E se engrandeceu até contra o príncipe do exército; e por ele foi tirado o sacrifício contínuo, e o lugar do seu santuário foi lançado por terra. Daniel 8:11

E disse: Eis que te farei saber o que há de acontecer no último tempo da ira; pois isso pertence ao tempo determinado do fim.
Daniel 8:19

E a visão da tarde e da manhã que foi falada, é verdadeira. Tu, porém, cerra a visão, porque se refere a dias muito distantes.
Daniel 8:26


Os textos mostram com clareza que o fim do sacrifício contínuo e o estabelecimento da abominação desoladora acontecem num mesmo período curto e não em tempos distantes entre si... Veja que é dito a Daniel que "isso pertence ao tempo determinado do fim" ... ... ... e que "se refere a DIAS muito distantes" ... ... não nos dá a idéia de um sacrifício parar num tempo e séculos depois a abominação ser posta... e não nos dá a idéia que algo já tenha acontecido, ou seja, sacrifício cessado e posta a abominação em algum lugar no passado, ...não dá essa idéia pois a visão é clara para Daniel que isso PERTECE AO TEMPO DETERMINADO DO FIM e SE REFERE A TEMPOS MUITO DISTANTES de Daniel... ...Se o sacrifício já cessou e/ou a abominação foi posta, então porque ainda não chegou o FIM? A profecia PERTENCE AO TEMPO DETERMINADO DO FIM, então, já deveria ter chegado o fim há séculos atrás... ...e fim, é fim mesmo.

Se o sacrifício que se refere seja algum que os judeu praticava, então, CADÊ A ABOMINAÇÃO DESOLADORA? O texto é muito claro que uma coisa acontece ao passo que outra também... ou seja, o sacrifício CESSA e a ABOMINAÇÃO é posta, sequencia e simultaneamente... são fatos que ocorrem logo um após o outro... ...não existe qualquer base para afirmar um período de tempo entre ambos. Então, já respondemos também a questão sobre este sacrifício estar se tratando de Jesus, ...o que não poderia, pois, a abominação ainda não foi posta... um evento sucede a outro no mesmo tempo... é cessando o sacrifício e JÁ sendo posta a abominação desoladora... é claro e evidente isso nas palavras do texto de Daniel... ...a sugestão de qualquer período de tempo entre ambos é mal encaixada não querendo assumir o que texto claramente diz.

Então, QUAL O SACRIFÍCIO CONTÍNUO que cessará? Que sacrifício é este?


1) O texto se refere a abominação que será posta; Ai está a temática da revelação... então, temos que observação algo relacionado a abominação desoladora.
2) Um evento sucede o outro: sacrifício cessar antecede abominação ser posta;
3) O texto não nos diz QUEM PRATICA ESTE SACRIFÍCIO, se é praticado pelo povo de Deus ou não;
4) A profecia PERTENCE AO TEMPO DETERMINADO DO FIM, então, se está se referindo a algo DO FIM, algum sacrifício deve ser praticado nesse tempo.

QUAL?

Talvez, um dos problemas para entender que sacrifício é este é sempre acharmos que ele seja algum sacrifício praticado pelo povo de Deus ou algo oriundo da parte de Deus... ...é ai que podemos estar nos equivicando, pois, não se ver dizendo QUEM pratica tal sacrifício, e apenas cita que O SACRIFÍCIO É CONTÍNUO... ou seja, ele está acontecendo, ACONTECE, é praticado.

No cristianismo, apenas 1 sacrifício vem sendo praticado continuamente... são eles a EUCARISTIA e o CORPUS CHRISTI católicos... SIM, é um sacrifício que é praticado até hoje (TEMPO DO FIM)...

Porque a Eucaristia é um sacrifício?
A Eucaristia é, acima de tudo, um sacrifício: sacrifício da Redenção e ao mesmo tempo sacrifício da Nova Aliança.
(...)
Portanto a Eucaristia, sendo verdadeiro sacrifício, obra essa restituição de Deus.
(...)
Todos os que participam com fé da Eucaristía se dão conta de que ela é Sacrificium", isto é, uma "Oferenda consagrada".
Com efeito, o pão e o vinho, apresentados no altar e acompanhados pela devoção e pelos sacrifícios espirituais dos participantes, são finalmente consagrados, para que se convertam verdadeira, real e substancialmente no Corpo entregado e no Sangue derramado de Cristo mesmo. Assim, em virtude da consagração, as espécie de pão e vinho, "re-presentam", de modo sacramental e incruento, o Sacrifício propiciatório oferecido por Ele na cruz ao Pai para a salvação do mundo.


Fonte: http://www.cot.org.br/igreja/porque-a-eu...ificio.php

Daniel não estaria falando de um sacrifício praticado pelo povo de Deus, mas de um sacrifício herege praticado pelos seguidores do próprio anticristo... penso que seja assim, tanto que no mesmo texto cita que quando o sacrifício contínuo cessar, a abominação desoladora será estabelecida... ...E como Satanás gosta de copiar e deturpar tudo que Deus faz, é possível que ele tenha ordenado para que seus seguidores praticassem continuamente este sacrifício herege até que a abominação desoladora venha... e quando vir, o sacrifício contínuo (A EUCARISTIA) cessa. ... Tal atitude dos seguidores de Satanás é uma cópia deturpada daquilo que Jesus ordenou a sua igreja quando instituiu a Ceia para que fosse feita em gratidão e memória de Cristo e seu sacrifío Eterno e Consumado, até que Ele volte.

Se Daniel não menciona que o sacrifício contínuo é algo feito pelo povo de Deus ou pelas mãos do inimigo e apenas nos informa que o sacrifício contínuo cessará... ...então, o próprio nome diz, ele é contínuo, e isso nos serve como pista para identificá-lo, pois é uma característica desse sacrifício que Daniel se refere ... ... Há séculos que os Judeus não praticam sacrifícios... então, como poderia se referir Daniel a um sacrifício executado pelo povo judeu se este JÁ FOI CESSADO... ...Friso que Daniel recebeu a profecia antes que o sacrifício praticado pelos judeus houvesse parado, portanto, se Daniel se refere ao sacrifício que os judeus faziam, desse modo podemos dizer que a profecia de Daniel já havia se cumprido... Afinal, os judeus pararam o sacrifício que praticavam... ...Porém, vemos que não pode ser assim, afinal, cadê a abominação desoladora? E com certeza tal abominação não poderia durar mais de dois mil anos após o sacrifício dos judeus ter cessado para então aparecer no cenário mundial.

Repito que Daniel não nos dá a orientação que o Sacrifício Contínuo que menciona se refira a algum sacrifício feito pelo povo de Deus... Não! ...e portanto, por que não poderia estar se referindo a heresia praticada continuamente pelos seguidores de Satan de séculos em séculos até hoje? ... Eles, através da Eucaristia, rebaixam a cruz de Cristo e fazem como se Cristo estivesse sendo sacrificado repetidas vezes... aquilo que Cristo disse que ESTÁ CONSUMADO, a Eucaristia dia o contrário, fazendo um sacrifício herege e assim pisando a obra redentora de Cristo. Mas, é claro que eles é que estão por terra e Cristo lhes mostrará isso em breve.

Vamos a mais explicações e história sobre a EUCARISTIA... e no pacote, faço menção do CORPUS CHRISTI, que é parte desse sacrifício CONTÍNUO praticado pelo Catolicismo Romanos HÁ SÉCULOS... ...Isso tudo deve CESSAR em algum tempo e sequencialmente POSTA a abominação desoladora.

A eucaristia é um dos sete sacramentos da Igreja Católica. Segundo o dogma católico, Jesus Cristo se acha presente sob as aparências do pão e do vinho, com seu corpo, sangue, alma e divindade, isto é o que geralmente se entende por “Transubstanciação”. A ceia do Senhor foi celebrada na forma original por doze séculos, mas no ano de 1200 a Igreja Católica substituiu o pão pela hóstia. A Ceia Cristã sofreu nova mudança no Concílio de Latrão em Roma, anos 1215-16, o papa Inocêncio III alterou as palavras figuradas de Cristo "Isto é meu corpo e isto é meu sangue” criando o dogma da Transubstanciação. No ano 1414-15, no Concílio de Constança o papa João XXIII, retirou o vinho da cerimônia e as Igrejas passaram a servir aos fiéis somente a hóstia. O Concílio De Trento, ano 1551, deu o xeque-mate na ceia católica, definindo e aprovando o dogma da Transubstanciação.

...A partir desse Concílio, qualquer sacerdote católico, como num passe de mágica, transforma o trigo, vinho e água em carne, ossos, sangue, nervos, cabelos, alma e divindade de Cristo tudo dentro de uma pequena hóstia. A palavra "eucaristia" significa ação de graças, até hoje os teólogos católicos desentendem entre si sobre a aplicação desse termo no "santíssimo sacramento". Ensina a teologia católica a transubstanciação (alteração de substância) durante a eucaristia. Após a consagração dos elementos, pão e vinho, recitada pelo padre, as palavras de Cristo, “isto é o meu corpo” e “isto é o meu sangue”, misteriosamente o pão se transforma na carne de Cristo e o vinho no seu sangue. Levando as palavras de Cristo a um literalismo infundado, dizem ser o pão o próprio corpo de Cristo presente na hóstia.
...A tradição da Igreja Católica além de tropeçar nas metáforas e figuras da Bíblia na questão da eucaristia, que por si mesma já é uma aberração teológica, consegue embutir nela mais algumas heresias: ministração de apenas um só dos elementos aos fiéis (hóstia); essa mesma doutrina diz preservar dos pecados o comungante e também tem o poder de ajudar os mortos e...pasmem....ELA, A HÓSTIA, PODE SER ADORADA!!! Tais heresias não tem o mínimo fundamento bíblico, entretanto, é de vital importância dentro da dogmática do catolicismo romano e por isso ainda está de pé. PORQUE SÓ A HÓSTIA? Os apóstolos seguiram o costume bíblico de ministrar a ceia sob os dois emblemas: pão e vinho. A igreja pós-apostólica também seguiu o mesmo exemplo como vemos analisando as obras patrísticas dos primeiros séculos.

HISTÓRIA
A origem da Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo remonta ao Século XIII. A Santa Igreja sentiu necessidade de realçar a presença real do “Cristo todo” no pão consagrado. A Festa de Corpus Christi foi instituída pelo Papa Urbano IV com a Bula ‘Transiturus’ de 11 de agosto de 1264, para ser celebrada na quinta-feira após a Festa da Santíssima Trindade, que acontece no domingo depois de Pentecostes.
O Papa Urbano IV foi o cônego Tiago Pantaleão de Troyes, arcediago do Cabido Diocesano de Liège na Bélgica, que recebeu o segredo das visões da freira agostiniana, Juliana de Mont Cornillon, que exigiam uma festa da Eucaristia no Ano Litúrgico. A ‘Fête Dieu’ (Festa de Deus) começou na paróquia de Saint Martin em Liège, em 1230, com autorização do arcediago para procissão eucarística só dentro da igreja, a fim de proclamar a gratidão a Deus pelo benefício da Eucaristia. Em 1247, aconteceu a 1ª procissão eucarística pelas ruas de Liège, já como festa da diocese. Depois se tornou festa nacional na Bélgica.
Procissão de Corpus Christi, Moosburgo, Alemanha, 2005
O ofício foi composto por São Tomás de Aquino o qual, por amor à tradição litúrgica, serviu-se em parte de Antífonas, Lições e Responsórios já em uso em algumas Igrejas.
A festa mundial de Corpus Christi foi decretada em 1264. O decreto de Urbano IV teve pouca repercussão, porque o Papa morreu em seguida. Mas se propagou por algumas igrejas, como na diocese de Colônia na Alemanha, onde Corpus Christi é celebrada desde antes de 1270. A procissão surgiu em Colônia e difundiu-se primeiro na Alemanha, depois na França e na Itália. Em Roma é encontrada desde 1350.
A Eucaristia é um dos sete sacramentos e foi instituído na Última Ceia, quando Jesus disse :‘Este é o meu corpo…isto é o meu sangue… fazei isto em memória de mim’. Porque a Eucaristia foi celebrada pela 1ª vez na Quinta-Feira Santa, Corpus Christi se celebra sempre numa quinta-feira após o domingo depois de Pentecostes.


Fonte: http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20070607104822AAPTOeL

O que nós Evangélicos praticamos (corretamente), a CEIA do SENHOR, como um símbolo em Memória DEle até que ele volte, repito, ATÉ QUE ELE VOLTE, ...a igreja Católica Romana, pratica como um nítido sacrifício, transubstanciação, adorando tal prática, continuamente... e detalhe... Sabemos que o diabo sempre copiou as coisas de Deus, mas, deturpando, ... a ceia é praticada pelos evangélicos como símbolo em ação de graças em memória de Cristo ATÉ QUE ELE VOLTE... ...e fazendo um comparitivo, se tem a Eucaristia e o Corpus Christi Católicos, sendo praticados como um SACRIFÍCIO CONTÍNUO, até que ALGUÉM VENHA... QUEM, senão a ABOMINAÇÃO DESOLADORA?

Fica ai meu entendimento a cerca do assunto... ...cada um tire suas conclusões.


Sales
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6100
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 10/10/2008

http://www.tempodedeus.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Interroga??o Re: A Cessação do Sacrificio e a Abominação Desoladora (Daniel 12:11). Será que cessou mesmo o sacrificio?

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 2:21 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum