.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
65 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 65 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Ateus: Desafio sobre Inquisição, comunismo & a velha falácia do escocês

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Ateus: Desafio sobre Inquisição, comunismo & a velha falácia do escocês

Mensagem por Jumper em Sab 13 Jul 2013, 11:47 am

Olha só como é fácil provocar vocês...
O que foi que Jesus falou mesmo?

«Tendes ouvido que foi dito: Olho por olho, e dente por dente. Eu, porém, vos digo: Não resistais ao homem mau; mas a qualquer que te dá na face direita, volta-lhe também a outra; ao que quer demandar contigo e tirar-te a túnica, larga-lhe também a capa; e quem te obriga a andar mil passos, vai com ele dois mil. Dá a quem te pede, e não voltes as costas ao que deseja que lhe emprestes.» (Mateus 5:38-42)


Ou seja, não existem Cristãos verdadeiros.


Você acredita em cientistas criacionistas?
Resposta a praticamente todo questionamento criacionista.

Jumper
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1340
flag : Brasil
Data de inscrição : 10/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ateus: Desafio sobre Inquisição, comunismo & a velha falácia do escocês

Mensagem por silvamelo em Sab 13 Jul 2013, 3:11 pm

O Diabo não acredita em cristãos verdadeiros. Para o Diabo todos são como ele mesmo! Ele até queria que Jesus se prostrasse aos seus pés; imagina isso!

Mas os cristãos verdadeiros existem:

"As ovelhas o seguem [JESUS, O BOM PASTOR], porque conhecem a sua voz. Mas de modo nenhum seguirão o estranho, antes fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos." João 10:3,4.

Não que você seja o Diabo, mas naturalmente tem seguido a voz dele até agora:

"Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta, espalha." Lucas 11:23.

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 47
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ateus: Desafio sobre Inquisição, comunismo & a velha falácia do escocês

Mensagem por abençoado em Sab 13 Jul 2013, 10:46 pm

Pronto.Depois da refutação, só restou um apelo emocional e um espantalho mal formulado.

O cara cita passagens do Evangelho à toa e sem entender a mínima..foi provado um ignorante em Bíblia - é o que ele é, não tem nada de ofensivo nisso- e confunde isso com a lei do talião?!!

Caraca..dá MUITA pena mesmo.O Snowball já fez um textinho onde ele expõe esse truquinho fajuto dos ateus.

O mais chato é que eles nem gostam de inovar.

abençoado
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1851
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 22/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ateus: Desafio sobre Inquisição, comunismo & a velha falácia do escocês

Mensagem por abençoado em Sab 13 Jul 2013, 10:49 pm

A forma de "argumentar" do Jumper:


Técnica: Seja mais cristão/Seja mais gentil

Essa é uma técnica de intimidação baseado na velha técnica da Guerra Assimétrica: se dá todos os direitos de agir para um lado, não importando o quão imorais sejam, e se censura todas as tentativas de resposta feitas pelo outro lado, com um ar de indignação falso como se, ao reagir contra um absurdo, se estivesse cometendo um crime.
O estratagema funciona da seguinte forma: o neo-ateu faz acusações e ofensas graves contra o teísta. Se o teísta não responder, é como se acusação fosse verdadeira e ele tivesse fugido da contenda (o que é uma derrota). Se o teísta responde educadamente, nada importa, e ele continua repetindo a mentira à exaustão (o que novamente é uma derrota, pois o objetivo do neo-ateu é propaganda anti-religiosa e ele só para ou com expulsão ou com o desmascaramento por completo). Se ele responde à altura, o neo-ateu se encolhe e tenta uma última saída: “Nossa! Como você é pouco polido! Seja mais cristão!”. Dessa forma, ele desvia a discussão do argumento para o caráter moral do adversário e, aparentemente, a censura o faz vencer em qualquer opção existente. Um exemplo prático dessa técnica:


  • NEO-ATEU: Religiosos são um atraso. Se fosse pela sua vontade e dos outros cristãos, ainda estariamos usando paus e pedras no nosso dia a dia.

  • REFUTADOR: Peraí? Isso que você está falando é MENTIRA. E eu te desafio a provar que a crença religiosa implica em não desenvolvimento tecnólogico. Caso contrário, tu vai passar como fraudador e desonesto.

  • NEO-ATEU: Como você é grosseiro! Não diga que eu estou mentindo, nem que sou fraudador e desonesto! Não vê que isso é pouco cristão… Por favor! Parece que você precisa aprender mais sobre Cristianismo!


A requisição do neo-ateu é que deveríamos tratá-lo com polidez, pois caso contrário estariamos violando os ensinamentos da nossa própria religião.
Mas o que é polidez?
Em termos gerais, podemos dizer que a polidez é basicamente a maneira com a qual nós tratamos pessoas que gostamos ou com que não temos nada contra, como nossos parentes ou com vizinhos. Não diriamos para uma pessoa dessas que ela é mentirosa ou desonesta, provavelmente.
Mas será mesmo que os cristãos nunca devem quebrar as regras de polidez, tratando com o máximo de boas palavras até mesmo os seus piores inimigos?
É claro que não. Há vários exemplos disso na Bíblia, mas vamos pegar apenas [b style="border: 0px; font-family: inherit; font-style: inherit; margin: 0px; outline: 0px; padding: 0px; vertical-align: baseline;"]Mateus 23[/b]. Nele, Jesus atacava os fariseus, os chamando de “hipócritas” (várias vezes), “filhos do inferno”, “insensatos” (duas vezes), “cegos” (duas vezes), “serpentes” e “raças de víboras”
Pense bem – “raça de víboras” não é exatamente o termo que você usaria para conversar com a sua avó, certo?
A quebra das regras de polidez é totalmente justificável quando o tratamento for JUSTO. Se o sujeito ataca feito um vírus os cristãos e o cristianismo, de forma consciente, então ele deve ter uma resposta digna. E isso está suportado pelo comportamento de Jesus, conforme as Escrituras.
Uma pergunta muita frequente que é feita aqui é: mas não deveríamos “perdoá-lo”? Esse trecho do artigo [b style="border: 0px; font-family: inherit; font-style: inherit; margin: 0px; outline: 0px; padding: 0px; vertical-align: baseline;"]Guerra contra as religiões[/b] do Olavo de Carvalho é simplesmente esclarecedor sobre essa questão:
E não espanta que usem para legitimar sua covardia abominável o pretexto do perdão e da caridade, prostituindo o sentido da mensagem evangélica que manda cada um de nós perdoar as ofensas feitas a ele próprio, nunca pavonear-se de cristão mediante o expediente fácil de perdoar crimes cometidos contra terceiros, que aliás nunca lhe deram procuração para isso. Não é um discípulo de Jesus aquele que, vendo seu irmão ser esbofeteado, se apressa em cortejar o agressor ofecendo-lhe a outra face da vítima.
A mensagem é clara: um cristão só deve usar o perdão quando a ofensa for individual e não prejudique a terceiros. Quando o ataque for prejudicial a todo um grupo de pessoas, como os religiosos, devem ser respondido de imeditado. Se alguém vem a público sugerir que religiosos são doentes mentais que devem ser excluídos da discussão pública, não pode simplesmente passar impune.
Vou dar mais um exemplo prático de aplicação: imagine que eu estivesse discutindo com um neo-ateu o fato de o Cristianismo ser uma crença racionalmente justificável (e respeitável) e dito que autores como William Lane Craig, Alvin Plantinga e Richard Swinburne provariam esse ponto, perguntando quais trabalhos acadêmicos ele já havia lido desses três para poder dizer que não era. Vejamos como seria um comportamento neo-ateu nessa discussão:
Eu ja li o suficiente para distinguir crenca cega e idiotizada travestida de pseudo ciencia como o [b style="border: 0px; font-family: inherit; font-style: inherit; margin: 0px; outline: 0px; padding: 0px; vertical-align: baseline;"]verme William Lane Craig[/b] tenta ludibriar os mente fracas como voce e outros? [b style="border: 0px; font-family: inherit; font-style: inherit; margin: 0px; outline: 0px; padding: 0px; vertical-align: baseline;"]Cristaos Nescios[/b].
Qtos crentes são necessários para confrontar a penca de neo CRIACIONISTAS oportunistas? que faturam milhões às custas da teoria,ou melhor,da FABULA DO GENESIS e da burrice teísta (eles acham que são gênios…)???
[b style="border: 0px; font-family: inherit; font-style: inherit; margin: 0px; outline: 0px; padding: 0px; vertical-align: baseline;"]Nao ha muito o que debater com um Cristao[/b],pois tais criaturas acreditam que um Judeu mendigo desempregado cabeludo da Galileia fazia curandeirismo e ilusionismo,alem de “ressussitar” o tal Lazaro e a si mesmo,alem de outras? sandices como andar sobre as aguas e transformar agua em vinho(o **censurado** louca devia ser um alcoolatra).Se uma pessoa realmente acredita nessas estupidezas? e em outras[b style="border: 0px; font-family: inherit; font-style: inherit; margin: 0px; outline: 0px; padding: 0px; vertical-align: baseline;"] maluquices da Gibiblia essa pessoa nao pode ser levada a serio pois sofre de um disturbio mental.[/b]
Como eu responderia a ele? Da seguinte forma:
Você é um safado, picareta e desonesto intelectual. Só praticou ad hominem contra Craig e estratégias de escárnio, sem ser capaz de responder uma pergunta objetiva: quais trabalhos acadêmicos você já leu deles [Craig, Plantinga e Swinburne] para fazer sua avaliação? Quais?
E o meu comportamento deixou de ser cristão?
De forma alguma.
Eu apenas respondi a altura, neutralizando o ato difamatório contra os religiosos praticado pelo neo-ateu. As palavras “safado”, “picareta” e “desonesto intelectual” seriam apenas uma descrição FACTUAL do comportamento do adversário, assim como “hipócritas” e “serpentes” eram do comportamento dos fariseus.
Se eu tivesse sido polido e educado, respondendo só “Ah, amigo, não é bem isso que você está pensando. Eles são bons autores sim e nós cristãos não temos distúrbios mentais não… Não pense isso”, seria um ponto marcado por ele.
Motivo?
Simples.
O ato de difamação teria sido BEM SUCEDIDO.
E isso seria injustificável.
Eu estaria dando TERRENO ao neo-ateu, se não respondesse de uma forma que o colocasse no seu devido lugar.
É claro que devemos ter cuidado para não exagerar. Se alguém simplesmente pergunta “Galera, sou ateu, e estive lendo sobre o Problema do Mal. Qual seria a resposta a essa dúvida?”, uma reação dizendo que “Você é um desgraçado, mentiroso e merece ser exterminado”, seria um erro completamente estúpido.
Mas se fosse “Cristão são merdas e devem ser excluídos de qualquer discussão pública, pois são os maiores inimigos da Ciência”, a resposta “Você está falando uma mentira baseada em distorções e informações erradas da história. Há vários autores que provam que o Cristianismo foi uma visão de mundo FAVORÁVEL a Ciência, sem falar nos vários padres e religiosos que deram importantes contribuições para a Ciência, como Mendel (Genética), Lemaitre (Big Bang) e Francis Collins (Projeto Genoma). Não tente mentir por aqui, pois eu não vou permitir” seria não só aceitável, como completamente NECESSÁRIA para o confronto.
E isso não viola em nada os exemplos de Jesus Cristo…
[b style="border: 0px; font-family: inherit; font-style: inherit; margin: 0px; outline: 0px; padding: 0px; vertical-align: baseline;"]Conclusão[/b]
Contra essa trapaça ardilosa, o antídoto é desmembrar mostrando que o tratamento gentil só deve ser dado aos que merecem. Se quiser, pode até tratá-los com gentileza – desde que seja com um gentil e delicado pé-na-*traseiro*. Quem deixa de responder a uma fraude, colabora com o seu avanço. No momento em que desprezar os cristãos vira algo normal, aceitável e até mesmo elegante, é por que alguém deixou isso acontecer.
http://projetoquebrandooencantodoneoateismo.wordpress.com/2012/08/23/tecnica-seja-mais-cristaoseja-mais-gentil/
Same thing all the time.

abençoado
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1851
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 22/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ateus: Desafio sobre Inquisição, comunismo & a velha falácia do escocês

Mensagem por abençoado em Sab 13 Jul 2013, 10:51 pm

Jumper escreveu:«Tendes ouvido que foi dito: Olho por olho, e dente por dente. Eu, porém, vos digo: Não resistais ao homem mau; mas a qualquer que te dá na face direita, volta-lhe também a outra; ao que quer demandar contigo e tirar-te a túnica, larga-lhe também a capa; e quem te obriga a andar mil passos, vai com ele dois mil. Dá a quem te pede, e não voltes as costas ao que deseja que lhe emprestes.» (Mateus 5:38-42)


 Quem "respondeu a provocações", ficou maluco?!

O que esse texto tem a ver com nosso debate?

abençoado
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1851
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 22/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ateus: Desafio sobre Inquisição, comunismo & a velha falácia do escocês

Mensagem por Lit San Ares em Dom 14 Jul 2013, 6:07 am

Em termos gerais, podemos dizer que a polidez é basicamente a maneira com a qual nós tratamos pessoas que gostamos ou com que não temos nada contra, como nossos parentes ou com vizinhos. Não diriamos para uma pessoa dessas que ela é mentirosa ou desonesta, provavelmente. 

Na verdade, é muito sábio ser polido com pessoas de quem não se gosta, mas principalmente com pessoas desconhecidas, violentas e/ou perigosas.

Você pode falar  uma asneira para um amigo, sem ter a cabeça esmagada por uma clava.

Lit San Ares
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1809
Localização : Palucidar
flag : Brasil
Data de inscrição : 20/07/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ateus: Desafio sobre Inquisição, comunismo & a velha falácia do escocês

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 6:08 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum