.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
68 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 67 Visitantes :: 2 Motores de busca

Khwey

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Sexo na Internet domina 'mapa do pecado' no Rio de Janeiro.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sexo na Internet domina 'mapa do pecado' no Rio de Janeiro.

Mensagem por EVANGELISTA/RJ/MSN em Dom 24 Fev 2013, 3:00 pm



Sexo na Internet domina 'mapa do pecado' no Rio


Padres de regiões diferentes do Rio revelam que as relações
virtuais e o uso de pornografia pela web são as maiores novidades nas
confissões de fiéis em toda a cidade






POR Hilka Telles




Rio -
Quem nunca teve curiosidade de descobrir o que se fala nos
confessionários que atire a primeira pedra. Para saciar essa sede de
saber da vida alheia, O DIA entrevistou padres de
várias regiões do Rio de Janeiro e constatou que o sexo virtual e o uso
de pornografia pela web são os ‘pecados’ da atualidade e igualam o
carioca da Zona Sul mais abastada à Zona Oeste menos favorecida.

O desabafo sobre relações familiares difíceis ainda é a maior aflição
de quem ajoelha para confessar — de cada dez fiéis, oito falam sobre
esse tema. Mas sexo com ajuda do computador aponta para uma
significativa mudança de comportamento na sociedade: domina praticamente
as confissões restantes, sem fazer distinção de gênero, faixa etária e
condição econômica dos ‘pecadores’ confessos.



Foto: Arte O Dia



Infidelidade, relações sexuais antes do casamento e masturbação, três
atitudes condenáveis à luz da Igreja, são os ‘pecados’ que deslizam na
esteira do sexo via internet e os mais relatados pelos penitentes. Na
Zona Oeste de classes média e baixa, mulheres na faixa etária dos 26 aos
40 anos têm largado os maridos depois de conhecerem outro em salas de
bate-papo na web. “Muitas vieram ao confessionário e desabafaram sobre
problemas conjugais. Depois, revelaram ter se encantado por outro homem,
pela internet. Por fim, trocaram o casamento por essa nova conquista”,
descreve o padre de uma igreja local.

Já os homens dessa parte da Zona Oeste, com idade entre 30 e 40 anos,
não usam muito o computador para essa finalidade. “Esses são os que mais
confessam infidelidades, mas não é virtual. Têm amante mesmo, no mundo
real”, acentua o religioso.

Segundo ele, dois outros assuntos permeiam as confissões femininas,
dos 20 aos 45 anos: problemas matrimoniais, porque os maridos fazem uso
em demasia de bebidas alcoólicas, e filhos usuários de drogas.

Maioria mulher

A mulher ainda é o maior público na maioria dos confessionários. “Elas
são mais sensíveis ao aspecto religioso”, analisa o padre de uma igreja
da Zona Norte de classes média e alta. Mas, em outra igreja na mesma
Zona Norte, num bairro cortado pelos trilhos da Central do Brasil, onde
os moradores são de classe média e baixa, o pároco afirma que, de dois
anos para cá, aumentou o número de homens que buscam o conforto
espiritual da confissão. “Agora está meio a meio (homens e mulheres).
Esse novo público tem mais de 40 anos e vem falar de filhos adolescentes
sobre os quais perderam o controle”, assinala o padre.

Na Zona Sul, homens pedem ajuda para resistir à tentação

No lado da Zona Sul muito abastado, os moradores não têm uma relação
íntima com o confessionário. Mas, dos homens maduros que se confessam,
segundo o padre, quase a unanimidade diz que frequenta sites de
pornografia.

“Ou já estão frequentando sites de pornografia ou estão prestes a
entrar neles. Pedem aconselhamento para resistir à tentação”, comenta um
religioso da área, onde a renda per capita está entre as maiores do
país.

O perfil dos homens fiéis é outro. Eles gostam de frequentar a missa
aos domingos, de serem vistos por todos com as suas famílias. Querem
fazer parte da comunidade religiosa do bairro. No caso das mulheres, a
confissão tem caráter de desabafo. “Elas falam sobre tristezas em
relação a filhos que estão com o casamento na corda bamba ou já em fase
de separação”, conta o padre.

Dívidas também não são assunto naquelas bandas, mas é tema bastante
confidenciado aos padres nas outras regiões. O cartão de crédito é o
grande vilão. Por causa das dívidas, há muitos casamentos abalados,
segundo párocos de igrejas da Zona Oeste e da Zona Norte.

Pano de fundo é solidão e falta de relacionamento estável

Em igreja da Zona Norte, na área da Central do Brasil, assuntos sobre sexo também têm quórum, seja no plano virtual ou real.

“O pano de fundo é a solidão interior. Os rapazes, por exemplo, não
têm um objetivo. Para preencherem esse vazio, se aproximam de
superficialidades, de relacionamentos momentâneos. Tudo para não ficarem
sozinhos. Em função do vazio causado pelos desencontros, descarregam
tudo na sexualidade. Já as moças reclamam que não conseguem um
relacionamento estável e, a partir disso, passam a namorar muito. Para
mim é um desafio. Como fazê-los ter novos valores, para não
centralizarem a vida apenas na sexualidade?”, pergunta-se o padre.

Na Zona Norte abastada, os ouvidos do pároco detectaram que as
relações interpessoais representam a maior parte das confissões, mas a
questão do sexo virtual está logo abaixo no ranking dos ‘pecados’.

“A maioria deles, com idade entre 17 e 25 anos, vem aqui para falar
sobre sexo. Eles têm dúvidas se estão em pecado ou não. Nos casos de
homens adultos, casados, há uma fatia considerável que frequenta sites
de pornografia e se masturba. Eles consideram pecado. Percebo que há um
número significativo de dependência de sexo virtual entre homens
adultos, que não têm coragem de praticar o ato real e o fazem
virtualmente. Coisas do mundo contemporâneo”, observa o religioso.

Jovens se sentem culpados após sexo

Excetuando os jovens da Zona Sul, que nem cogitam a possibilidade de
sexo antes do casamento ser ‘pecado’ e preferem as areias das praias ao
confessionário, nas outras paróquias visitadas pelo DIA a garotada está aflita sobre essa questão.

“Dos jovens que me pedem aconselhamento, a maioria é do sexo
masculino. De cada dez, sete confessam pecados sobre sexo. O que mais
dizem é que tentaram evitar o ato carnal, mas não conseguiram. Às vezes,
vem o casal de namorados. Um entra, se confessa. Depois, entra o outro.
São os mesmos pecados sobre sexo”, diz um padre da Zona Norte.

O tema sexual, para adolescentes na Zona Oeste, tem outro viés.
“Quando elas têm a primeira experiência, muitas vezes não confessam. Mas
se aquele namoro terminar, tentarão outros relacionamentos. É nesse
ponto que nos procuram. Elas se veem como pecadoras. Por ter tido mais
de um parceiro, entendem que estão entrando no terreno minado da
promiscuidade”, diz o padre.

A propósito: quem participar da Jornada Mundial da Juventude, em
julho, terá muitas chances de abrir suas confissões. Haverá nada menos
que 600 confessionários móveis disponíveis na cidade.

Rapazes ficam constrangidos. Moças são espontâneas

“Os jovens da igreja da Zona Oeste, quando se confessam, falam sobre
pornografia virtual, masturbação e iniciação sexual”, relata um padre.
Num bairro da Zona Norte da área da Leopoldina, o pároco também diz que o
sexo permeia as confissões masculinas, dos 17 aos 40 anos. “A maioria
dos adolescentes revela na confissão que já teve iniciação sexual, mas
fica constrangida, contrita. Já as meninas falam abertamente, com
naturalidade. Os homens casados confessam gostar de pornografia pela
internet e infidelidade virtual”, afirma o religioso.

Naquela paróquia, as mulheres não citam quase a questão de
infidelidade, real ou virtual. Porém, reclamam de problemas
matrimoniais. Dizem que o casamento esfriou com a rotina e que os
maridos se dedicam muito ao trabalho e pouco a elas e aos filhos.

“Os homens se sentem bons pais e maridos só porque não deixam faltar
nada em casa, e se queixam de não receberem a atenção devida”, ressalta o
padre. Acima dos 40 anos, tanto homens quanto mulheres usam o
confessionário para desabafar, contando problemas dos filhos.























http://odia.ig.com.br/portal/rio/sexo-na-internet-domina-mapa-do-pecado-no-rio-1.552521

EVANGELISTA/RJ/MSN
administrador
administrador

Número de Mensagens : 6001
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum