.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
25 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 25 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Página 5 de 14 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 9 ... 14  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por I74M4R em Sex 02 Mar 2012, 1:44 pm

Rafael Mori Neiva escreveu:"Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo;
Mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se.
E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio.
E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio?
E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro."
Mateus 13:24-30

"Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano.
O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: O Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano.
Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo.
O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: O Deus, tem misericórdia de mim, pecador!
Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado."Lucas 18:10-14

"Irmãos, não faleis mal uns dos outros. Quem fala mal de um irmão, e julga a seu irmão, fala mal da lei, e julga a lei; e, se tu julgas a lei, já não és observador da lei, mas juiz.
Há só um legislador que pode salvar e destruir. Tu, porém, quem és, que julgas a outrem? "Tiago 4:11-12

"Ora, o fim do mandamento é o amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida. Do que, desviando-se alguns, se entregaram a vãs contendas;
Querendo ser mestres da lei, e não entendendo nem o que dizem nem o que afirmam. Sabemos, porém, que a lei é boa, se alguém dela usa legitimamente; Sabendo isto, que a lei não é feita para o justo, mas para os injustos e obstinados, para os ímpios e pecadores, para os profanos e irreligiosos, para os parricidas e matricidas, para os homicidas,
Para os devassos, para os sodomitas, para os roubadores de homens, para os mentirosos, para os perjuros, e para o que for contrário à sã doutrina,
Conforme o evangelho da glória de Deus bem-aventurado, que me foi confiado. "
1 Timóteo 1:5-11

Só pra fechar, por que ainda discutem tanto sobre dizimo/oferta, etc.
Deus colocou que devemos honrar ele com as premicias para sermos abençoados, se abusam disso ou não, a viúva que ofertou tudo que possuia foi honrada por Deus.
Vou continuar ofertando mesmo se Deus não abençoasse, o que recebo da igreja: Palavra de amor, fé, e cruz é muito mais edificante do que todo meu dinheiro.
Se tem máus olhos para isso, uma pena.

Amigo leia a carta aos romanos linearmente sem parar em epigrafes e capitulos...leia de forma linear..e entenda a mensagem que paulo esta passando....E vc vera que a na escritura diz que.... o que hoje podemos fazer para agradar ao Criador é de forma espiritual e não fisica....Não somos salvos por obras e sim pela fé no Salvador....O que o nosso Salvador manda é que ....Ame o proximo ...tudo se resumi no amor ao proximo...quer honrar ao Criador pegue seu "DINHEIRO" e ajude aos necessitados ....quem tem fome,que as vezes não tem um agasalho...Ame o seu proximo de todo o coração assim vc estara honrando a Deus....Assim diz o Salvador.....

o exemplo da viuva é um bom exemplo ,,,Mas isso é velha aliança pois é um exemplo fisico........hoje temos que dar o melhor para o criador de forma espiritual....anuciando as Boas novas...Amando ao criador....Amando ao proximo .....

Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros." (João 13 : 35)


Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento.
E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes.
E o escriba lhe disse: Muito bem, Mestre, e com verdade disseste que há um só Deus, e que não há outro além dele;
E que amá-lo de todo o coração, e de todo o entendimento, e de toda a alma, e de todas as forças, e amar o próximo como a si mesmo, é mais do que todos os holocaustos e sacrifícios. (Marcos 12: 30-33)

Mesmo na velha aliança quando era pra se oferecer sacrificios e holocaustos AMAR O PROXIMO era mais importante de todas as coisas....

O sistema religioso não enfatisa muito o AMOR AO PROXIMO...pra deixar o povo preso a praticar esse tipo de obra como dizimo......e muitas outras....

leia Romanos amado.... e verá como servir ao criador......




I74M4R
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 432
Idade : 27
Localização : Vitoria-ES
flag : Brasil
Data de inscrição : 10/08/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por Rafael Mori Neiva em Sex 02 Mar 2012, 1:47 pm

Palavra de Deus virou embromation agora?
Dizimar nesse forum se tornou pecado agora.

"Escreve ao anjo da igreja que está em Éfeso: Isto diz aquele que tem na sua destra as sete estrelas, que anda no meio dos sete castiçais de ouro:
Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e que não podes sofrer os maus; e puseste à prova os que dizem ser apóstolos, e o não são, e tu os achaste mentirosos. E sofreste, e tens paciência; e trabalhaste pelo meu nome, e não te cansaste.
Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres."
Apocalipse 2:1-5

Tão cumprindo muito bem a primeira parte em negrito, porém estão se assentando na roda dos zombadores e especialmente gerando facção.
Deixaram o primeiro amor, que nos faz reconhecer que não somos nada, Deus ainda nos ama e a obra é dele, basta armarmos e abrirmos nossa boca pra falar Dele. Falta muito o primeiro amor, se preocupam em separar o trigo do joio antes do tempo da colheita.

Por isso tanta facção e tão pouco acolhimento aqui no fórum. Falo isso por mim também que falei tanto do juizo de Deus para uma moça aqui no forum que ela nem sabia que Deus a amava e morreu por ela.
Falando algo do tipo: Ah tá, eu sou uma pecadora maldita até a meio minuto e agora sou amada.

As más velhas ela sabe por si, que ela é pecadora, o diabo mesmo já acusa ela, falta muito mais as boas novas, tocar nas áreas de pecado que ela precisa mudar e com muito amor.

Itamar e tudo que falou
Amém.
Vale lembrar que o que vamos apresentar diante de Deus é o quanto temos dele em nosso coração e os frutos são consequencia de estarmos no mover dele. Se continuam morrendo , é por falta de amarmos eles verdadeiramente e deixamos apenas de dar esmolas (tanto financeiramente, como amor, e como da palavra). Pessoas ricas também precisam ir ao céu, eu pelo menos nasci em classe média alta, e se não fosse alguém se disponibilizar a ir atrás de mim, já tava no inferno.

To sangrando meu dinheiro para levar um rapaz de rua na célula ouvir mais de Deus, ontem ele foi tão abençõado que já tem mudado sua atitude na vida, uma pena que estamos tão preocupados com questões de dizimo e o que os pastores fazem com o dinheiro, que esquecemos os templos, assistencia social, cesta basica, manutenção de retiros, formação em cursos, biblias, evangelhismo, musicas para glorificar a Deus, testemunhos de como Deus age, mensagens na TV para quebrar programas cheios de heresia.
Dinheiro para quem tá fora da igreja parece que só serve pra construir a mansão gigante do Edir Macedo: parece que ele virou padrão de como todas igrejas do mundo são, especialmente as pentecostais.

Rafael Mori Neiva
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 745
Idade : 30
flag : Brasil
Data de inscrição : 18/08/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por David de Oliveira em Sex 02 Mar 2012, 2:35 pm

Dizimar nesse forum se tornou pecado agora.

Mas não é somente nesse fórum não!

Separados estais de Cristo, vós os que vos justificais pela lei; da graça tendes caído. Gálatas 5:4


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8359
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por E.Ramos em Sex 02 Mar 2012, 2:52 pm

...a pessoa é livre para contribuir da forma e com o quanto quiser.

A pregação do dízimo/trizimo é uma aberração.

O grande problema, é que igrejas já nascem, tendo estas figuras como "herói$ da fé"; são exemplos inspiradores.


E.Ramos
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 1193
Localização : São Paulo
flag : Brasil
Data de inscrição : 25/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por Rafael Mori Neiva em Sex 02 Mar 2012, 3:49 pm

David de Oliveira escreveu:Dizimar nesse forum se tornou pecado agora.

Mas não é somente nesse fórum não!

Separados estais de Cristo, vós os que vos justificais pela lei; da graça tendes caído. Gálatas 5:4
Filho quem falou que quero ser justo por dizimar/ofertar, faço isso por crer ser o certo e receber muito de Deus. Textos sobre a lei é boa se usada corretamente tão lá para que? Agora chamar isso de pecado?

Por que não responde sobre cada passagem que falei? Sobre a falta de amor, e acolhimento que tem tido nesse fórum?

O intuito não é edificar uma igreja aqui, vou colocar algumas sugestões e poderiam ouvir e aprender alguma coisa também, a maior parte dos textos biblicos simplesmente é ignorado aqui, querendo ser justos pela graça e só atacam pedra em todas denominações como se todos que não seguissem a sua interpretação fossem diabos.

Um tópico de 44 paginas atacando e gerando facção no fórum tem mais visitas do que um para falar do amor de Deus a ateus.
Creio que dá pra melhorar muito esse fórum.

"Que os homens nos considerem como ministros de Cristo, e despenseiros dos mistérios de Deus.
Além disso, requer-se dos despenseiros que cada um se ache fiel.
Todavia, a mim mui pouco se me dá de ser julgado por vós, ou por algum juízo humano; nem eu tampouco a mim mesmo me julgo.
Porque em nada me sinto culpado; mas nem por isso me considero justificado, pois quem me julga é o Senhor. Portanto, nada julgueis antes de tempo, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas, e manifestará os desígnios dos corações; e então cada um receberá de Deus o louvor.
E eu, irmãos, apliquei estas coisas, por semelhança, a mim e a Apolo, por amor de vós; para que em nós aprendais a não ir além do que está escrito, não vos ensoberbecendo a favor de um contra outro.
Porque, quem te faz diferente? E que tens tu que não tenhas recebido? E, se o recebeste, por que te glorias, como se não o houveras recebido?
Já estais fartos! já estais ricos! sem nós reinais! e quisera reinásseis para que também nós viéssemos a reinar convosco! "
1 Coríntios 4:1-8

Rafael Mori Neiva
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 745
Idade : 30
flag : Brasil
Data de inscrição : 18/08/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por E.Ramos em Sex 02 Mar 2012, 4:15 pm

Rafael Mori Neiva escreveu:Filho quem falou que quero ser justo por dizimar/ofertar, faço isso por crer ser o certo e receber muito de Deus.

Que relação pode existe entre dinheiro e amor?

As pessoas "semeiam" porque esperam algo em troca de Deus, ou porque já receberam algo, assim "semeiam"?

Tá parecendo àquelas faixas de agradecimento à santoexpedito.

Pense como se torna, com o perdão da palavra, nojento, um filho ter um relacionamento com um pai na base de trocas e interesses.

Se colocando no lugar desse pai, dispensaria este tipo de relação.

É uma relação de amor?

Tenho a certeza de que não.

Não estou falando que isso seja o caso da sua igreja.
Mas o mal é esse, as pessoas de coração estão investindo/semeando erroneamente os seus recursos, em terrenos com plantas carnívoras, e quanto mais investem, mais elas crescem.
Esses recursos se tornam verdadeiros adubos.


E.Ramos
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 1193
Localização : São Paulo
flag : Brasil
Data de inscrição : 25/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por Rafael Mori Neiva em Sex 02 Mar 2012, 6:51 pm

eramos escreveu:
Rafael Mori Neiva escreveu:Filho quem falou que quero ser justo por dizimar/ofertar, faço isso por crer ser o certo e receber muito de Deus.

Que relação pode existe entre dinheiro e amor?

As pessoas "semeiam" porque esperam algo em troca de Deus, ou porque já receberam algo, assim "semeiam"?

Tá parecendo àquelas faixas de agradecimento à santoexpedito.

Pense como se torna, com o perdão da palavra, nojento, um filho ter um relacionamento com um pai na base de trocas e interesses.

Se colocando no lugar desse pai, dispensaria este tipo de relação.

É uma relação de amor?

Tenho a certeza de que não.

Não estou falando que isso seja o caso da sua igreja.
Mas o mal é esse, as pessoas de coração estão investindo/semeando erroneamente os seus recursos, em terrenos com plantas carnívoras, e quanto mais investem, mais elas crescem.
Esses recursos se tornam verdadeiros adubos.

Concordo, mas o dizimo foi instituido no VT a muito tempo, e de uma maneira de agradecimento, para aprendermos a ser gratos e a valorizarmos o que recebemos de Deus. Deus abençõa um coração generoso e grato, ele abençoa mesmo se não retribuimos, porém além dos picaretas, também muitas igrejas já sofreram com falta de dizimos e ofertas que quase faliram a "instituição", vide o aluguel ser caro do prédio.
Ter um prédio para se reunir tem seus empecilhos mesmo, creio que ainda chegaremos num tempo de igreja primitiva memso, provavelmente só na grande tribulação, vejo a célula sendo mais próxima disso hoje em dia.

Rafael Mori Neiva
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 745
Idade : 30
flag : Brasil
Data de inscrição : 18/08/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por David de Oliveira em Sex 02 Mar 2012, 10:16 pm

Filho quem falou que quero ser justo por dizimar/ofertar, faço isso por crer ser o certo e receber muito de Deus. Textos sobre a lei é boa se usada corretamente tão lá para que? Agora chamar isso de pecado?

Qual é a tua formação escolar? Fundamental, 1º grau ou 2° grau?
"Separados estais de Cristo, vós os que vos justificais pela lei; da graça tendes caído". Gálatas 5:4.
Ninguém disse que você “quer ser justo”, não! Não é nada disso não. Quando você diz que “dizima porque crê que vai receber muito de Deus”, está retroagindo da graça e usando uma lei do Velho Testamento para justificar uma recompensa prometida da Lei de Moisés. Isso é o que diz Gálatas 5:4, está querendo se justificar pela Lei para ganhar "muito dinheiro". ai, caramba!
Por favor, estude bastante esse tema para não dar uma resposta sofrível...
Não existe nenhum texto da Lei para ser usado ou aplicado corretamente. Se usar Qualquer texto da Lei para ser usado na graça, você é um “desgraçado”!

Você deve estudar mais sobre a Lei de Moisés na visão neotestamentária.

Porque, mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança da lei. Hebreus 7:12
(Jesus) Que não foi feito segundo a lei do mandamento carnal, (Lei de Moisés), mas segundo a virtude da vida incorruptível. Hebreus 7:16
Porque o precedente mandamento (a Lei de Moisés), é ab-rogado por causa da sua fraqueza e inutilidade (Pois a lei nenhuma coisa aperfeiçoou) e desta sorte é introduzida uma melhor esperança, pela qual chegamos a Deus. Hebreus 7:18, 19.
De tanto melhor aliança Jesus foi feito fiador. Hebreus 7:22.
Porque a lei constitui sumos sacerdotes a homens fracos, mas a palavra do juramento, que veio depois da lei, constitui ao Filho, perfeito para sempre. Hebreus 7:28.
Mas agora alcançou ele ministério tanto mais excelente, quanto é mediador de uma melhor aliança que está confirmada em melhores promessas. Porque, se aquela primeira fora irrepreensível, nunca se teria buscado lugar para a segunda. Hebreus 8:6-7.
Mas, vindo Cristo, o sumo sacerdote dos bens futuros, por um maior e mais perfeito tabernáculo, não feito por mãos (humanas), isto é, não desta criação, Hebreus 9:11.
Quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras mortas, (obras da Lei) para servirdes ao Deus vivo? E por isso é Mediador de um novo testamento, para que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia debaixo do primeiro (e Velho) testamento, os chamados recebam a promessa da herança eterna. Hebreus 9:14-15.
aleluia!


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8359
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por Rafael Mori Neiva em Sex 02 Mar 2012, 10:32 pm

Sei que preciso estudar muito mais a biblia, oferto/dizimo por questões de bençãos espirituais em gratidão a tudo que ele me faz, não quero servir as riquezas, não espero retorno financeiro, eu realmente tenho de sobra tudo que preciso para viver.

Agora se eu me prender ao dinheiro que recebo e não investir no reino com ele, doando, ofertando a ministérios, seminaristas, a outros paises e pessoas, vou acabar voltando a gastar com baboseiras: games, filmes, e tudo mais que não serve para nada na vida.

Eu tenho fé que Deus me sustentaria em chamados tipo de Elias/Pedro, de sair vivendo por fé, trabalhando arduamente pelo reino indo de local a local, deus provia até com corvos alimentos para seus profetas, eu só ainda não tenho dominio da palavra e vida de oração para tocar as pessoas facilmente, não quero ser mau testemunho como muitos. Talvez preciso aprender um trabalho manual simples para nao escandalizar, mas ficar preso em trabalhos como o meu (Assistente Social), creio não ser o meu chamado.

Creio ter ficado mais claro isso.
Não quero ficar debatendo sobre o dizimo, mas eu gosto de ser grato com Deus, gosto do mandamento de honrar a Deus com as premicias, sei que a igreja falha em citar tanto esse texto e deveria focar a colaborar com alegria, creio por terem talvez pouca fé que vão ofertar corretamente, mas por questões de consciência fraca talvez, dizimo e oferto também.

Tipo Jesus não se atém muito ao dizimo, quem focou foi mais Paulo, não fala muita coisa sobre essa questão, promete nos suster sempre se estivermos fazendo sua obra.

Um outro ponto que gosto:
Jesus pergunta para Pedro de quem era aquela figura na moeda.
Pedro responde ser de Cesar, então de a Cesar o que é de Cesar e a de Deus o que é de Deus. Mas de fato, Deus que deu aquele moeda para Pedro, só que Pedro ainda via aquilo como de Cesar. Mas depois saiu sem alforge nem nada...Viu que realmente tudo era de Deus, dizendo que ouro e prata eram esmolas...

Rafael Mori Neiva
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 745
Idade : 30
flag : Brasil
Data de inscrição : 18/08/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por David de Oliveira em Sex 02 Mar 2012, 11:05 pm

Rapaz, você está iludido com falsas promessas. Isso não é orientação do NT. Não queira retribuir a Deus com dízimos e ofertas ou qualquer nome que se dê, para “pagar” à instituição religiosa alguma coisa que recebeu de Deus. Isso é um esquema! Ninguém pode dar ao Senhor nada pelos seus benefícios à nós. Não pague a ninguém nada que venha de Deus a você. Não enriqueça mais aqueles já estão nessa mordomia.


Que darei eu ao SENHOR, por todos os benefícios que me tem feito? Salmos 116:12

Miquéias 6.8 Ele te declarou, ó homem, o que é bom e que é o que o SENHOR pede de ti, senão que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus.

Deuteronômio 10.12 Agora, pois, ó Israel, que é que o SENHOR requer de ti? Não é que temas o SENHOR, teu Deus, e andes em todos os seus caminhos, e o ames, e sirvas ao SENHOR, teu Deus, de todo o teu coração e de toda a tua alma?


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8359
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por Rafael Mori Neiva em Sex 02 Mar 2012, 11:15 pm

Tá, e o que faço com meu dinheiro?
Você citou 3 textos do VT, são da velha lei também. O Honrai a Deus com as premicias aparece em muito mais pontos. Jesus deixava o povo ofertar numa boa.

Tá errada algumas interpretações minhas do texto de César? Ou de Mateus (de não juntar tesouro, confiar no senhor todo tempo ou o chamado de Elias?)

Rafael Mori Neiva
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 745
Idade : 30
flag : Brasil
Data de inscrição : 18/08/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por David de Oliveira em Sex 02 Mar 2012, 11:19 pm

Rafael Mori Neiva escreveu:Tá, e o que faço com meu dinheiro?
Você citou 3 textos do VT, são da velha lei também. O Honrai a Deus com as premicias aparece em muito mais pontos. Jesus deixava o povo ofertar numa boa.

Tá errada algumas interpretações minhas do texto de César? Ou de Mateus (de não juntar tesouro, confiar no senhor todo tempo ou o chamado de Elias?)

Eu citei o VT de propósito! Até lá no VT a orientação é diferente da dos pilantras...


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8359
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por Rafael Mori Neiva em Sab 03 Mar 2012, 5:58 am

Mas como fica passagens como Abel, e Abraão, não esperavam retorno da parte de Deus em nada, só agradeceram a Deus ofertando o melhor que possuiam em retribuição a bondade de Deus?

Melquiseque e os 3 "anjos" seria talvez Jesus aparecendo para eles, ao que indica no velho testamente os sacerdotes que viviam para Deus viviam mesmo dos dizimos?

Quanto seria justo a tu pagar pelo serviço pastoral, de estudar, ler a palavra, ensinar a evangelhizar, evangelhizar, colocar painel de trabalho, limpar o prédio da igreja, construir o prédio, pintar ele, organizar a igreja toda, tudo isso já vi o pastor fazendo, até limpar o banheiro.

Rafael Mori Neiva
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 745
Idade : 30
flag : Brasil
Data de inscrição : 18/08/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por Ed em Sab 03 Mar 2012, 7:19 am

Rafael Mori Neiva escreveu:oferto/dizimo por questões de bençãos espirituais em gratidão a tudo que ele me faz,

Ou seja, Deus dá eu dou...




::


Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus 2Co 2:17

O Forum Gospel Brasil completa hoje 3161 dias de existência com 228891 mensagens

Ed
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 11001
Idade : 64
Localização : BRUSA
flag : BrUSA
Data de inscrição : 13/04/2008

http://gospelbrasil.topicboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por Rafael Mori Neiva em Sab 03 Mar 2012, 7:32 am

CLaro, ser uma benção envolve também finanças.
Ou ter recebido a vida, alimentos, pais, trabalho, etc não é uma benção?

Repatir o pão com sete, etc (que também envolve a palavra).

A sorte de Jó só mudou quando ele orou aos seus amigos, se parar para ver, tudo que foi restituido a Jó foi de forma tão rápida que não foi apenas pelo seu trabalho, mas por toda a boa reputação que tinha nas cidade e com os amigos, foi milagre/intervenção divina a favor dele, mas os bois não brotaram do chão.

"Mais bem-aventurada coisa é dar que receber."

A biblia toda fala que honrar custa caro se notar, ofertas a Deus eram caras, eram do melhor de nós, Jesus não teve problemas nenhum com a viuva ofertando aos sacerdotes do templo.
Eu recebo muito dos "sacerdotes" da minha igreja, pode ser que estejam errados em ter concepção de dizimo ainda e não do contribuir voluntariamente, caso eu realmente tenha chamado de pastor que vejo ser o "sacerdote" de hoje em dia vou seguir o voluntariamente. O profeta no caso ia com uma mensagem especifica para uma área quando o sacerdocio não funcionava bem na região né? Se eu for viver chamado aposolado, que trabalho manual poderia fazer diariamente, tipo carpintaria ou sei la...Como que Paulo e outros se sustentavam?

Mas por hora tenho recebido muito de Deus lá, muitos na igreja passam 21 dias de oração, e jejum (pena que poucos além dos mais velhos na fé conseguem seguir jejum de alimentos assim, no máximo consigo cortar alguma refeição, pois trabalhar 8 horas suga bastante minha energia porém ainda vou conseguir, isso quando não quebro no meio o jejum)

Tenho conseguido aprender a manter uma disciplina de oração diaria de uma hora ou mais e leitura da palavra, basta agora gravar e meditar ela a todo tempo. Me livrei de um pecado sério recentemente que tava uma luta desde meus 12 anos.

Rafael Mori Neiva
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 745
Idade : 30
flag : Brasil
Data de inscrição : 18/08/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por I74M4R em Sab 03 Mar 2012, 11:27 am

Rafael Mori Neiva escreveu:CLaro, ser uma benção envolve também finanças.
Ou ter recebido a vida, alimentos, pais, trabalho, etc não é uma benção?

Repatir o pão com sete, etc (que também envolve a palavra).

A sorte de Jó só mudou quando ele orou aos seus amigos, se parar para ver, tudo que foi restituido a Jó foi de forma tão rápida que não foi apenas pelo seu trabalho, mas por toda a boa reputação que tinha nas cidade e com os amigos, foi milagre/intervenção divina a favor dele, mas os bois não brotaram do chão.

"Mais bem-aventurada coisa é dar que receber."

A biblia toda fala que honrar custa caro se notar, ofertas a Deus eram caras, eram do melhor de nós, Jesus não teve problemas nenhum com a viuva ofertando aos sacerdotes do templo.
Eu recebo muito dos "sacerdotes" da minha igreja, pode ser que estejam errados em ter concepção de dizimo ainda e não do contribuir voluntariamente, caso eu realmente tenha chamado de pastor que vejo ser o "sacerdote" de hoje em dia vou seguir o voluntariamente. O profeta no caso ia com uma mensagem especifica para uma área quando o sacerdocio não funcionava bem na região né? Se eu for viver chamado aposolado, que trabalho manual poderia fazer diariamente, tipo carpintaria ou sei la...Como que Paulo e outros se sustentavam?

Mas por hora tenho recebido muito de Deus lá, muitos na igreja passam 21 dias de oração, e jejum (pena que poucos além dos mais velhos na fé conseguem seguir jejum de alimentos assim, no máximo consigo cortar alguma refeição, pois trabalhar 8 horas suga bastante minha energia porém ainda vou conseguir, isso quando não quebro no meio o jejum)

Tenho conseguido aprender a manter uma disciplina de oração diaria de uma hora ou mais e leitura da palavra, basta agora gravar e meditar ela a todo tempo. Me livrei de um pecado sério recentemente que tava uma luta desde meus 12 anos.

Observações:

Na velha aliança tinhamos que dar o melhor de nós de forma fisica.....
Hoje é diferente temos que dar o nosso melhor de forma espiritual....Jesus não teve problema nenhum com a viuva pois ainda estava no periodo da lei....E o Criador ainda aceitava as coisas de forma fisica.... Quer honrar o criador ame seu proximo ajude os necessitados ,os que tem fome,..... anuncie as boas novas pra eles ...

caso eu realmente tenha chamado de pastor que vejo ser o "sacerdote" de hoje em dia vou seguir o voluntariamente.

Não da pra associar "PASTOR com "SACERDOTE" esse titulo e bem lovavel pelo sistema religioso pra respaldar como se o Pastor tivesse os mesmos direitos de um sacerdote....O ultimo sacerdote foi o nosso Salvador e sera para sempre.....
o pastor é um ... "APASCENTADOR DE OVELHAS"
Analize a historia de PEDRO pois o Salvador pediu a ele pra apascentar as ovelhas...Veja se ele se parece com os pastores que temos ai hoje...Veja no livro de ATOS ....


Sobre a questão do Jejum :
Jejum significa abster-se de algo...não necessariamente ficar com fome.....
O jejum pode ser no sentido de se abster-se das coisas coisas que faz parte do mundo....abster-se das atividades ceculares e dedicar um tempo maior para as coisas do Criador ...etc.

Isaías 58:3 O povo pergunta a Deus: "Que adianta jejuar, se tu nem notas? Por que passar fome, se não te importas com isso?" O SENHOR responde: "A verdade é que nos dias de jejum vocês cuidam dos seus negócios e exploram os seus empregados.
Isaías 58:4 Vocês passam os dias de jejum discutindo e brigando e chegam até a bater uns nos outros. Será que vocês pensam que, quando jejuam assim, eu vou ouvir as suas orações?
Isaías 58:5 O que é que eu quero que vocês façam nos dias de jejum? Será que desejo que passem fome, que se curvem como um bambu, que vistam roupa feita de pano grosseiro e se deitem em cima de cinzas? É isso o que vocês chamam de jejum? Acham que um dia de jejum assim me agrada?
Isaías 58:6 "Não! Não é esse o jejum que eu quero. Eu quero que soltem aqueles que foram presos injustamente, que tirem de cima deles o peso que os faz sofrer, que ponham em liberdade os que estão sendo oprimidos, que acabem com todo tipo de escravidão.
Isaías 58:7 O jejum que me agrada é que vocês repartam a sua comida com os famintos, que recebam em casa os pobres que estão desabrigados, que dêem roupas aos que não têm e que nunca deixem de socorrer os seus parentes.
Tanto no novo quanto no velho testamento sempre o que mais agrada ao Criador é o amor ao proximo.....






I74M4R
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 432
Idade : 27
Localização : Vitoria-ES
flag : Brasil
Data de inscrição : 10/08/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por David de Oliveira em Sab 03 Mar 2012, 1:36 pm

I74M4R escreveu:
Rafael Mori Neiva escreveu:CLaro, ser uma benção envolve também finanças.
Ou ter recebido a vida, alimentos, pais, trabalho, etc não é uma benção?

Repatir o pão com sete, etc (que também envolve a palavra).

A sorte de Jó só mudou quando ele orou aos seus amigos, se parar para ver, tudo que foi restituido a Jó foi de forma tão rápida que não foi apenas pelo seu trabalho, mas por toda a boa reputação que tinha nas cidade e com os amigos, foi milagre/intervenção divina a favor dele, mas os bois não brotaram do chão.

"Mais bem-aventurada coisa é dar que receber."

A biblia toda fala que honrar custa caro se notar, ofertas a Deus eram caras, eram do melhor de nós, Jesus não teve problemas nenhum com a viuva ofertando aos sacerdotes do templo.
Eu recebo muito dos "sacerdotes" da minha igreja, pode ser que estejam errados em ter concepção de dizimo ainda e não do contribuir voluntariamente, caso eu realmente tenha chamado de pastor que vejo ser o "sacerdote" de hoje em dia vou seguir o voluntariamente. O profeta no caso ia com uma mensagem especifica para uma área quando o sacerdocio não funcionava bem na região né? Se eu for viver chamado aposolado, que trabalho manual poderia fazer diariamente, tipo carpintaria ou sei la...Como que Paulo e outros se sustentavam?

Mas por hora tenho recebido muito de Deus lá, muitos na igreja passam 21 dias de oração, e jejum (pena que poucos além dos mais velhos na fé conseguem seguir jejum de alimentos assim, no máximo consigo cortar alguma refeição, pois trabalhar 8 horas suga bastante minha energia porém ainda vou conseguir, isso quando não quebro no meio o jejum)

Tenho conseguido aprender a manter uma disciplina de oração diaria de uma hora ou mais e leitura da palavra, basta agora gravar e meditar ela a todo tempo. Me livrei de um pecado sério recentemente que tava uma luta desde meus 12 anos.

Observações:

Na velha aliança tinhamos que dar o melhor de nós de forma fisica.....
Hoje é diferente temos que dar o nosso melhor de forma espiritual....Jesus não teve problema nenhum com a viuva pois ainda estava no periodo da lei....E o Criador ainda aceitava as coisas de forma fisica.... Quer honrar o criador ame seu proximo ajude os necessitados ,os que tem fome,..... anuncie as boas novas pra eles ...

caso eu realmente tenha chamado de pastor que vejo ser o "sacerdote" de hoje em dia vou seguir o voluntariamente.

Não da pra associar "PASTOR com "SACERDOTE" esse titulo e bem lovavel pelo sistema religioso pra respaldar como se o Pastor tivesse os mesmos direitos de um sacerdote....O ultimo sacerdote foi o nosso Salvador e sera para sempre.....
o pastor é um ... "APASCENTADOR DE OVELHAS"
Analize a historia de PEDRO pois o Salvador pediu a ele pra apascentar as ovelhas...Veja se ele se parece com os pastores que temos ai hoje...Veja no livro de ATOS ....


Sobre a questão do Jejum :
Jejum significa abster-se de algo...não necessariamente ficar com fome.....
O jejum pode ser no sentido de se abster-se das coisas coisas que faz parte do mundo....abster-se das atividades ceculares e dedicar um tempo maior para as coisas do Criador ...etc.

Isaías 58:3 O povo pergunta a Deus: "Que adianta jejuar, se tu nem notas? Por que passar fome, se não te importas com isso?" O SENHOR responde: "A verdade é que nos dias de jejum vocês cuidam dos seus negócios e exploram os seus empregados.
Isaías 58:4 Vocês passam os dias de jejum discutindo e brigando e chegam até a bater uns nos outros. Será que vocês pensam que, quando jejuam assim, eu vou ouvir as suas orações?
Isaías 58:5 O que é que eu quero que vocês façam nos dias de jejum? Será que desejo que passem fome, que se curvem como um bambu, que vistam roupa feita de pano grosseiro e se deitem em cima de cinzas? É isso o que vocês chamam de jejum? Acham que um dia de jejum assim me agrada?
Isaías 58:6 "Não! Não é esse o jejum que eu quero. Eu quero que soltem aqueles que foram presos injustamente, que tirem de cima deles o peso que os faz sofrer, que ponham em liberdade os que estão sendo oprimidos, que acabem com todo tipo de escravidão.
Isaías 58:7 O jejum que me agrada é que vocês repartam a sua comida com os famintos, que recebam em casa os pobres que estão desabrigados, que dêem roupas aos que não têm e que nunca deixem de socorrer os seus parentes.
Tanto no novo quanto no velho testamento sempre o que mais agrada ao Criador é o amor ao proximo.....




Não da pra associar "PASTOR com "SACERDOTE"

Essa é a questão central! Os "pastores" modernos estão ocupando o lugar dos sacerdotes do VT. Isso é o máximo para eles!!!






 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8359
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por Rafael Mori Neiva em Dom 04 Mar 2012, 12:34 am

Vamos entender alguns pontos, nada na vida é de graça (favor imerecido), é imerecido por que para nós não custou nada, mas para alguém custou.

Para Deus foi a vida do seu filho, para Jesus todo sangue na cruz, para o forum tar aqui alguem pagou o servidor, outro estão orando, outros estudando a palavra, fora nossas contas de luz, funcionários que cuidam da eletricidade, etc

Valor é atribuido a quanto trabalho é feito para aquilo. Em Isaias tu ve que o trabalho de Jesus foi ter vivido a vida sofrendo, levando a palavra e somenta na cruz que seu trabalho foi concluido.

Quanto tempo dedicamos a orar, jejuar, a nos relacionarmos e levar a palavra corretamente, tudo isso é trabalho para glorificar a Deus, foi esse o trabalho de Jesus a vida toda.

Diferente de perambular, se divertindo sozinho, também é diferente de investir tempo em um relacionamento: trabalho muitas vezes dolorido, ouvir ofensas e engolir quieto, juntar brasas vivas orando e tratando bem tal pessoa resgatando relações destruidas.

Infelizmente num mundo capitalita onde Mamom parece ser o senhor de tudo, as coisas espirituais são vistas como de pouco valor, trabalho a toa, mas pra quem ora, estudo e declara a palavra como muitos aqui, vede que é um trabalho muito mais rico e gratificante.

Porém as picaretagens no meio religioso atrapalham essa concepção.

Infelizmente muitos fogem da igreja, memo depois de receberem inumeras bençãos espirituais (não financeiras apenas) pela palavra apenas por causa do dizimo ou ofertas. Mas de fato o senhor delas era o dinheiro, por que poderiam nem dar e permanecerem ouvindo a palavra. (muitos se receberem um carro ou um trabalho nunca mais aparecem na igreja)

Senhor de Jesus é Deus e não Mamon.
No meio da multidão de em torno 5000 homens, fora mulheres e crianças com certeza havia mais comida, porém ninguém estava disposto a sacrificar sua comida para o bem do povo, apenas um jovem se dispos a DAR TUDO para Jesus repartir, confiou o seu sustento a ele, Deus ensinou um principio poderoso, que ele que sustentava a todos se seguissem sua palavra, de tal forma que entregou 12 cestos, 1 para cada discipulo se de fato entregassem tudo para ele.

La na proxima multiplicação, tu ve que ele abençõou menos os discipulos, eles mentiram a Jesus, falando que havia apenas sete pães, mas na verdade havia mais um pão no barco, Jesus devolveu apenas sete cestos, proporcionalmente ao que deram para Deus.

Sobre o Jejum, em partes tem razão, mas o maior problema nosso é não pegar o texto inteiro para compreêndelo, e sim apenas versiculos.
Jesus falava que algumas espécies só saiem com jejum e oração.

"Eu quero que soltem aqueles que foram presos injustamente, que tirem de cima deles o peso que os faz sofrer, que ponham em liberdade os que estão sendo oprimidos, que acabem com todo tipo de escravidão."

Esse peso também é a escravidão do pecado, tanto que proximo desse está o texto de Isaiais 61, que ele quebraria essa escravidão, e com muito jejum/oração e a palavra deixariamos de ser preconceituosos e tratariamos a todos como irmãos, tendo amor relamente pelas vidas.

"O jejum que me agrada é que vocês repartam a sua comida com os famintos, que recebam em casa os pobres que estão desabrigados, que dêem roupas aos que não têm e que nunca deixem de socorrer os seus parentes."

Minha comida é fazer a vontade do pai, o pão é a palavra também. Não vejamos só a necessidade básica das pessoas. Roupa também fala de nudez, expor os pecados, julgar, excluir do convivio social.

Tanto obras "naturais como espirituais" estão nesses textos. E olha, li hoje de manhã o mesmo texto e o que havia em seguida:


Então romperá a tua luz como a alva, e a tua cura apressadamente brotará, e a tua justiça irá adiante de ti, e a glória do SENHOR será a tua retaguarda.
Então clamarás, e o SENHOR te responderá; gritarás, e ele dirá: Eis-me aqui. Se tirares do meio de ti o jugo, o estender do dedo, e o falar iniqüamente;
E se abrires a tua alma ao faminto, e fartares a alma aflita; então a tua luz nascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio-dia.

E o SENHOR te guiará continuamente, e fartará a tua alma em lugares áridos, e fortificará os teus ossos; e serás como um jardim regado, e como um manancial, cujas águas nunca faltam.
E os que de ti procederem edificarão as antigas ruínas; e levantarás os fundamentos de geração em geração; e chamar-te-ão reparador das roturas, e restaurador de veredas para morar.
Se desviares o teu pé do sábado, de fazeres a tua vontade no meu santo dia, e chamares ao sábado deleitoso, e o santo dia do SENHOR, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, nem pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falares as tuas próprias palavras,
Então te deleitarás no SENHOR, e te farei cavalgar sobre as alturas da terra, e te sustentarei com a herança de teu pai Jacó; porque a boca do SENHOR o disse.
Jesus praticamente não distribuia muito alimento as pessoas, bens materiais, nem nada. Dava palavras realmente para mudar suas atitudes.
Como ele mesmo falava, Deus sabe que precisamos disso para sobreviver...


Última edição por Rafael Mori Neiva em Dom 04 Mar 2012, 7:33 am, editado 3 vez(es)

Rafael Mori Neiva
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 745
Idade : 30
flag : Brasil
Data de inscrição : 18/08/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por Rafael Mori Neiva em Dom 04 Mar 2012, 1:04 am

Pra muitas pessoas que não conhecem a Cristo, tu poderia dar todo seu dinheiro que só terminaria de enterrar ela. Sem a palavra de Deus vão continuar tudo do mesmo jeito.
(quem trabalha com pessoas em situação de rua vê o extremo disso, tu dá dinheiro ou alimentos, a coisa continua igualzinha.

Temos que entender que uma palavra de Deus que toque as pessoas, vai quebrar tudo quanto demonio que tem aprisionado as pessoas a escravidão de pecado, de sofrimento, de miséria e fome.

Enquanto ela não entende que tem mais valor pra Deus que todas riquezas do mundo, e que ela deve valorizar a palavra de Deus, trabalhar também pra Deus e pra seu sustento, nada muda na vida dela, continuará se arrastando e vivendo uma vida natutral beirando a morte.

Rafael Mori Neiva
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 745
Idade : 30
flag : Brasil
Data de inscrição : 18/08/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por David de Oliveira em Dom 04 Mar 2012, 10:26 am

TRAZEI TODOS OS DÍZIMOS PARA A CASA DO TESOURO

Em Malaquias 3.10, o Senhor ordenou levar os dízimos para a casa do tesouro, para que houvesse mantimento na sua casa, doutrinando assim que, guardando os seus preceitos haveria suprimento para as necessidades habituais. Porem, no Novo Testamento, o Senhor Jesus assegura que igreja não é prédio, mas nós somos a sua igreja (Efésios 1.22,23). E no livro de Atos 7.48 e 17.24 a Palavra afirma que Deus não habita em templos feitos por mãos de homens.
É óbvio que não havendo habitante a casa está vazia. Então perguntamos, sendo nós a igreja de Cristo, e habitando Deus em nossos corações pelo seu Espírito Santo, para onde deveríamos levar os dízimos, ainda que fossem remanescentes na graça?
Para tanto, a Palavra na carta aos Hebreus 10.1 refere-se a lei de Moisés como uma alegoria, ou seja, sombras dos acontecimentos futuros e não a imagem exata das coisas, e nisso vem a revelação sobre a ordenança de levar os dízimos para a casa do tesouro, porque em Hebreus 3.5, 6 diz:
Na verdade, Moisés foi fiel em toda sua casa, como servo, para testemunho das coisas que haviam de acontecer. Mas Cristo, como Filho sobre a sua própria casa, a qual casa somos nós, se tão somente conservarmos firmes a confiança e a glória da esperança até o fim.
Portanto amados, nesta Palavra vem a confirmação revelada que nós somos o templo do Espírito Santo de Deus, porque está escrito: Cristo, como Filho sobre a sua própria casa, a qual casa somos nós, ratificado em Malaquias 3.17, onde a Palavra descreve: E eles serão meus, diz o Senhor dos Exércitos, naquele dia que farei, serão para mim particular tesouro; poupá-los-ei como um homem poupa a seu filho que o serve.
Sabemos que para Deus, toda criatura é um tesouro, mas no tocante ao grande dia da vinda de Cristo para julgar os vivos e mortos, o Senhor demonstra um afeto especial para os que preservam os seus mandamentos e os trata carinhosamente como seu particular tesouro. O que nos faz conhecer a finalidade, pela qual o Senhor ordenou que os dízimos fossem conduzidos para a casa do tesouro, para que nenhum dos seus (os justos) fossem desamparados e nem a sua descendência a mendigar o pão (Salmos 37.25).
No que também justifica a preocupação e o zelo do Senhor Jesus para com os desprovidos, descrito no Evangelho de Mateus 6.1-4, onde Ele recomenda auxiliar aos necessitados com caridade, ensina a proceder com discrição para não se assemelhar aos hipócritas das sinagogas, e promete recompensar publicamente os que assim procederem, fazendo o bem em segredo. E diferentemente do dízimo, na era da graça o Senhor Jesus não estipulou percentual ou limite para aplicação desse mandamento, o amor ao próximo, em forma de caridade.
No capítulo 3 do livro de Malaquias Deus promete bênçãos materiais para os cumpridores da lei, no entanto, é rigoroso quando se refere ao dízimo, por ser a garantia de alimento em abundância. Pagava-se o dízimo para ser recompensado materialmente, mas Jesus Cristo, em sacrifício vivo, pagou o mais alto preço pela nossa libertação com o seu próprio sangue, para que recebamos a sua paz, a graça e a oferta da vida eterna.
E, por isso, não precisamos mais pagar o dízimo para garantir as necessidades cotidianas das coisas materiais (alimento, vestes, etc.), porque Jesus priorizou as coisas que vem do Alto, a vontade do Pai, e recomendou buscar primeiramente o Reino de Deus e sua justiça e as demais coisas serão acrescentadas (Mateus 6.25-33). Porque Ele é quem nos dá a vida, a respiração, e todas as coisas (Atos 17.25).

Uma das grandes contribuições da Reforma Protestante no século XVI foi a afirmação de que a Graça de Deus nos é dada… gratuitamente! Nós não precisamos pagar nada por ela, nem precisamos fazer nada para recebê-la, a não ser aceitá-la! A Graça de Deus foi conquistada para nós pelo ato redentor de Jesus Cristo, nosso Senhor! Jesus é o fiador de nossa dívida para com Deus, e Ele mesmo pagou essa dívida, de forma que não devemos mais, se aceitamos a oferta que o Senhor nos faz: tê-Lo como companheiro de jornada, seguí-Lo como discípulos e discípulas, fazer o bem como sinal da salvação que já recebemos!
Deus não tem uma contabilidade de nossas vidas de modo que tudo que fazemos é lançado como crédito ou débito! Deus não faz joguinhos chantagistas com a nossa vida! Ele nos oferece o Seu Amor incondicionalmente! A nós cabe aceitar ou não a Graça!
Não há nada que possamos fazer para impressionar a Deus, de forma positiva ou negativa. Se assim fosse, Ele não seria Deus, seria um sujeito que precisa de agradinhos, um carente emocional! Ou um corrupto: toma lá, dá cá! Deus não é assim!
A Graça nos é oferecida gratuitamente, porque somente Deus pode reconciliar-nos com Ele. Por isso, não precisamos fazer “boas obras” para merecer o amor de Deus, mas fazemos as boas obras como reconhecimento desse Amor que recebemos em gratuidade, porque qualquer dívida que tenhamos com Deus, Cristo, nosso fiador, já resgatou!
Infelizmente muitos hoje afirmam que para receber a Graça temos de pagar os dízimos (“toma-lá, dá cá!”), cumprir normas de conduta moral sem fundamentação ética (“ou você me obedece ou está lascado!”), seguir instruções e normas humanas de quem usufrui do poder simbólico da religiosidade do povo!



 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8359
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por David de Oliveira em Dom 04 Mar 2012, 11:35 am

David de Oliveira escreveu:
I74M4R escreveu:
Rafael Mori Neiva escreveu:CLaro, ser uma benção envolve também finanças.
Ou ter recebido a vida, alimentos, pais, trabalho, etc não é uma benção?

Repatir o pão com sete, etc (que também envolve a palavra).

A sorte de Jó só mudou quando ele orou aos seus amigos, se parar para ver, tudo que foi restituido a Jó foi de forma tão rápida que não foi apenas pelo seu trabalho, mas por toda a boa reputação que tinha nas cidade e com os amigos, foi milagre/intervenção divina a favor dele, mas os bois não brotaram do chão.

"Mais bem-aventurada coisa é dar que receber."

A biblia toda fala que honrar custa caro se notar, ofertas a Deus eram caras, eram do melhor de nós, Jesus não teve problemas nenhum com a viuva ofertando aos sacerdotes do templo.
Eu recebo muito dos "sacerdotes" da minha igreja, pode ser que estejam errados em ter concepção de dizimo ainda e não do contribuir voluntariamente, caso eu realmente tenha chamado de pastor que vejo ser o "sacerdote" de hoje em dia vou seguir o voluntariamente. O profeta no caso ia com uma mensagem especifica para uma área quando o sacerdocio não funcionava bem na região né? Se eu for viver chamado aposolado, que trabalho manual poderia fazer diariamente, tipo carpintaria ou sei la...Como que Paulo e outros se sustentavam?

Mas por hora tenho recebido muito de Deus lá, muitos na igreja passam 21 dias de oração, e jejum (pena que poucos além dos mais velhos na fé conseguem seguir jejum de alimentos assim, no máximo consigo cortar alguma refeição, pois trabalhar 8 horas suga bastante minha energia porém ainda vou conseguir, isso quando não quebro no meio o jejum)

Tenho conseguido aprender a manter uma disciplina de oração diaria de uma hora ou mais e leitura da palavra, basta agora gravar e meditar ela a todo tempo. Me livrei de um pecado sério recentemente que tava uma luta desde meus 12 anos.

Observações:

Na velha aliança tinhamos que dar o melhor de nós de forma fisica.....
Hoje é diferente temos que dar o nosso melhor de forma espiritual....Jesus não teve problema nenhum com a viuva pois ainda estava no periodo da lei....E o Criador ainda aceitava as coisas de forma fisica.... Quer honrar o criador ame seu proximo ajude os necessitados ,os que tem fome,..... anuncie as boas novas pra eles ...

caso eu realmente tenha chamado de pastor que vejo ser o "sacerdote" de hoje em dia vou seguir o voluntariamente.

Não da pra associar "PASTOR com "SACERDOTE" esse titulo e bem lovavel pelo sistema religioso pra respaldar como se o Pastor tivesse os mesmos direitos de um sacerdote....O ultimo sacerdote foi o nosso Salvador e sera para sempre.....
o pastor é um ... "APASCENTADOR DE OVELHAS"
Analize a historia de PEDRO pois o Salvador pediu a ele pra apascentar as ovelhas...Veja se ele se parece com os pastores que temos ai hoje...Veja no livro de ATOS ....


Sobre a questão do Jejum :
Jejum significa abster-se de algo...não necessariamente ficar com fome.....
O jejum pode ser no sentido de se abster-se das coisas coisas que faz parte do mundo....abster-se das atividades ceculares e dedicar um tempo maior para as coisas do Criador ...etc.

Isaías 58:3 O povo pergunta a Deus: "Que adianta jejuar, se tu nem notas? Por que passar fome, se não te importas com isso?" O SENHOR responde: "A verdade é que nos dias de jejum vocês cuidam dos seus negócios e exploram os seus empregados.
Isaías 58:4 Vocês passam os dias de jejum discutindo e brigando e chegam até a bater uns nos outros. Será que vocês pensam que, quando jejuam assim, eu vou ouvir as suas orações?
Isaías 58:5 O que é que eu quero que vocês façam nos dias de jejum? Será que desejo que passem fome, que se curvem como um bambu, que vistam roupa feita de pano grosseiro e se deitem em cima de cinzas? É isso o que vocês chamam de jejum? Acham que um dia de jejum assim me agrada?
Isaías 58:6 "Não! Não é esse o jejum que eu quero. Eu quero que soltem aqueles que foram presos injustamente, que tirem de cima deles o peso que os faz sofrer, que ponham em liberdade os que estão sendo oprimidos, que acabem com todo tipo de escravidão.
Isaías 58:7 O jejum que me agrada é que vocês repartam a sua comida com os famintos, que recebam em casa os pobres que estão desabrigados, que dêem roupas aos que não têm e que nunca deixem de socorrer os seus parentes.
Tanto no novo quanto no velho testamento sempre o que mais agrada ao Criador é o amor ao proximo.....




Não da pra associar "PASTOR com "SACERDOTE"

Essa é a questão central! Os "pastores" modernos estão ocupando o lugar dos sacerdotes do VT. Isso é o máximo para eles!!!

Quereria agora voltar brevemente ao facto dos sacerdotes Levitas, porquê? Porque quando se fala do dízimo se costuma esquecer que segundo a lei eram os Levitas que deviam cobrar os dízimos das mãos do povo e mais ninguém. Não se pode pois separar a cobrança do dízimo do sacerdócio Levítico porque são coisas unidas. É um pouco como a cobrança de certos impostos que faz o Estado italiano, não se pode falar dela sem fazer referência aos Oficiais e às pessoas encarregadas pela lei italiana para a fazer. Assim é com o dízimo, não se pode falar dele sem falar dos sacerdotes Levitas encarregados por Deus debaixo da lei para cobrá-lo das mãos do povo. Deus tinha de facto dito a Moisés: "E falou o Senhor a Moisés, dizendo: Também falarás aos levitas, e dir-lhes-ás: Quando receberdes os dízimos dos filhos de Israel, que eu deles vos tenho dado por vossa herança, deles oferecereis uma oferta alçada ao Senhor, o dízimo dos dízimos. E contar-se-vos-á a vossa oferta alçada, como grão da eira, e como plenitude do lagar. Assim também oferecereis ao Senhor uma oferta alçada de todos os vossos dízimos, que receberdes dos filhos de Israel, e deles dareis a oferta alçada do Senhor a Arão, o sacerdote. De todas as vossas dádivas oferecereis toda a oferta alçada do Senhor; de tudo o melhor deles, a sua santa parte. Dir-lhes-ás pois: Quando oferecerdes o melhor deles, como novidade da eira, e como novidade do lagar, se contará aos levitas. E o comereis em todo o lugar, vós e as vossas famílias, porque vosso galardão é pelo vosso ministério na tenda da congregação" (Num. 18:25-31). Assim sendo, pois, para impor o dízimo aos crentes seria preciso que houvessem no nosso meio sacerdotes Levitas porque foi a eles que Deus ordenou alçar os dízimos, dos quais por sua vez eles deviam alçar um dízimo. Há estes sacerdotes que desempenham as funções prescritas pela lei? Não, portanto o dízimo não deve ser imposto aos crentes. Isso se poderia fazer se nós estivéssemos ainda debaixo da lei e tivéssemos sacerdotes levitas no nosso meio, mas como não existem estas condições ninguém tem o direito de impor o dízimo. E a este ponto queria fazer-vos notar que também Jesus Cristo não impôs o pagamento do dízimo aos seus discípulos, porque Jesus era da tribo de Judá e não de Levi, e portanto se o tivesse feito teria transgredido a lei. Jesus cometeria um pecado se tivesse ordenado aos seus discípulos que lhe pagassem o dízimo dos seus rendimentos, não tinha o direito de fazê-lo. Nunca pensastes nisto? Se nunca o fizestes, pensai nisto atentamente. E não só Jesus Cristo, mas também Paulo não impôs o dízimo porque ele era da tribo de Benjamim. Querer pois fazer crer que o apóstolo Paulo ordenava o dízimo para viver do Evangelho é algo que encontra um seco desmentido pelo facto dele como Hebreu ser da tribo de Benjamim e não da tribo de Levi. Mas antes de tudo, isso é desmentido pelo facto de que Paulo não estava debaixo da lei e por isso não ordenava aos Gentios observar a lei de Moisés. Paulo disse, sim, que os que anunciam o Evangelho devem viver do Evangelho, mas viver do Evangelho não significa viver dos dízimos porque os dízimos fazem parte da lei e não do evangelho. A mim me parece antes que alguns que pregam o Evangelho querem viver da lei impondo o dízimo. É um contra-senso este que porém infelizmente alguns não vêem.












 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8359
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por David de Oliveira em Dom 04 Mar 2012, 12:22 pm

Vejam essa ótima interpretação da religiosidade desenvolvida atualmente:

(...) Claramente, foram os evangélicos que ganharam a guerra. Como bons empresários, eles fizeram quatro descobertas fundamentais:

1. que o investimento inicial necessário para fundar uma igreja é muito pequeno;
2. que os custos correntes do negócio também são baixos;
3. que existe uma demanda praticamente ilimitada por produtos religiosos como hipotéticos ganhos materiais, supostas curas miraculosas e reservas de lugares no Paraíso; e
4. que é possível vender esses produtos por meio da cobrança de dízimos e da extração de ofertas e doações. Passando da teoria à prática, os novos empresários logo estavam convertendo possibilidades em lucros. Ou seja, os quatro fatores acima, somados à existência de pessoas dotadas de capacidade empresarial, explicam a proliferação das seitas, que continuam surgindo do nada, aos montões.


Mas, se os elementos relacionados no parágrafo anterior favorecem a multiplicação dos pequenos empreendimentos religiosos, como explicar que algumas dessas igrejas tenham crescido espetacularmente? A chave da resposta está no fato de que, a exemplo das drogas, a religião também causa dependência física e mental. Devido a isso, se tiver habilidade para convencer os clientes de que sua particular seita é a única "verdadeira", o pastor-empresário poderá contar com a fidelidade praticamente incondicional de seus seguidores.

Em microeconomia isso se chama diferenciação de produto, geralmente alcançada com o auxílio da propaganda e artifícios de embalagem. Quanto mais conseguir diferenciar seu produto, mais uma determinada seita reduzirá a elasticidade-preço do mesmo, o que significa dizer que as pessoas consumirão quantidades constantes daquela espécie particular de serviço religioso, ainda que a pressão do pastor para extrair dinheiro de seus fiéis alcance intensidade maior do que a da concorrência. Os empresários que conseguiram um bom resultado nessa empreitada puderam ter taxas de lucro anormalmente altas e, assim, financiar um grande crescimento de sua seita.

Dessa forma, tomadas em conjunto, as características do processo produtivo e as propriedades narcotizantes do produto religioso explicam tanto a profusão de seitas (pois os custos de montar o negócio são baixos e as perspectivas de lucro, altas) quanto a extraordinária expansão de algumas delas (cujos clientes aprenderam a perceber a diferença entre seis e meia dúzia).

O acesso aos meios de comunicação em massa, privilégio das maiores seitas, apenas reforça essa última tendência.

Amém.
http://www.adventistas.com/novembro2001/igreja_empresa.htm


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8359
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por Rafael Mori Neiva em Seg 05 Mar 2012, 12:15 am

Bom não vou ficar me atendo a textos não biblicos para interpretar a biblia.
Sei que haverá uma multidão de filhos tão grande como as areias do mar, ou as estrelas do céi, e muito se dá pela estrutura religosa de massa. Dá se bastante alimento e pratica quem quer. Vejo que as céluas ou outros modelos de igrejas, são o ideal.
Mas orar intensamente e jejuar para falar a palavra quebra esturturas demoniacas.
O padrão do discipulo de Jesus é alto, mas seriam minimos a quantidade de salvos segundo essas teorias de tudo que foi edificado está errado.

Agora ficar atacando pedra em denominação não leva a nada, o texto inteiro de Isaias 58 fala disso, se pararem de brigar um com o outro, de apontar a falhas, de terem preconceito com outros, se compatilharem a palavra, se quebrarem a escravidão do pecado delas, e o peso de não terem sido valorizadas, se vestir (cobrir) o pecado (nudez) das pessoas,
ai sentiram alegria até onde há morte.

O ouro e prata pra Deus é esmola pra Deus: ele tem riquezas profundas pra nós, dons espirituais, sua presença, quebrar a escravidão dos outros.

Essa palavra de Isaias 58 saiu com tanta vida pras pessoas que ministrei que choraram e quiseram mudanças profundas, e olha que o nivel de drogas e alcool de muitos lá tava terrivel, mas mesmo assim fizeram orações profundas que nunca tinha ouvido da parte deles.

Eu quero e vou pagar o preço pra ver Deus "face a face", muito jejum e oração.

Rafael Mori Neiva
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 745
Idade : 30
flag : Brasil
Data de inscrição : 18/08/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por David de Oliveira em Seg 05 Mar 2012, 9:17 am

Mania de perseguição, rapaz!
Você deve saber conviver com pensamentos adversos aos seus. Nem todo mundo vai concordar com o que pensas e nem sempre a Verdade estará aonde você a busca. Nem sempre quando há alguém dizendo palavras que não se encaixam com o teu pensamento, quer dizer que estão “jogando pedras” em alguma coisa. Não pense que não haverá contradições aonde você quer se refugiar e nem sempre poderás acreditar em tudo o que ouvir.
"O inteligente aprende com os seus erros. Já o sábio aprende com os erros dos outros".
Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para admoestar com a sã doutrina, como para convencer os contradizentes.
Porque há muitos desordenados, faladores, vãos e enganadores, principalmente os da circuncisão,
Aos quais convém tapar a boca; homens que transtornam casas inteiras ensinando o que não convém, por torpe ganância.
Um deles, seu próprio profeta, disse: Os cretenses são sempre mentirosos, bestas ruins, ventres preguiçosos.
Este testemunho é verdadeiro. Portanto, repreende-os severamente, para que sejam sãos na fé.
Não dando ouvidos às fábulas judaicas, nem aos mandamentos de homens que se desviam da verdade.
Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados.
Tito 1:9-15


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8359
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por E.Ramos em Seg 05 Mar 2012, 9:52 am

Não liguem, eu sou meio chucro mesmo.

...mas essa história de passar a maquininha de débito/crédito sem fio, na hora da contribuição, ainda me espanta.

Seria a tal da modernidade mesmo. oh my

E.Ramos
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 1193
Localização : São Paulo
flag : Brasil
Data de inscrição : 25/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os templos das igrejas estão cheios até ás portas! - parte II

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 7:50 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 14 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 9 ... 14  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum