.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
Quem está conectado
59 usuários online :: 2 usuários cadastrados, Nenhum Invisível e 57 Visitantes :: 1 Motor de busca

Christiano, Jarbas

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

E se uma pessoa não quiser existir?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

E se uma pessoa não quiser existir?

Mensagem por Starway to Heaven em Ter 09 Out 2012, 4:15 pm

Digamos que uma pessoa queira não existir, simplesmente desaparecer, que é o que os naturalistas acreditam no após a morte. Ela pode? E caso não possa, isso não seria meio cruel? Quer dizer, Deus criou ela, mas no caso ele não perguntou se ela queria ser 'testada' ou não. E se há de convir que uma questão difícil, afinal segundo a bíblia há muito mais chance de ir pro inferno do que pro céu.

Acho que já na Terra pelo o que eu sei de cristianismo é impossível, afinal se ela viver 'na dela' ela vai pro inferno porque não acreditou (e ela vai acabar pecando eventualmente como todo mundo), cometer suicídio também é impossível já que é um pecado mortal... ou seja, é impossível escapar dessa condição de julgamento?

Starway to Heaven
Safira
Safira

Número de Mensagens : 151
flag : Brasil
Data de inscrição : 25/11/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E se uma pessoa não quiser existir?

Mensagem por Xevious em Seg 15 Out 2012, 6:54 pm

A conclusão que podemos tirar sobre os "Hare Krisnas" é que eles "não querem existir".

Porque segundo eles essa vida tem muito pouco valor em comparação com a vida de Deus.
Eles acreditam que podem retornar a essência divina no evento da morte.

E quanto a individualidade, ou todo conhecimento que adquiriram nesta vida, só serviria como meio para chegarem a Deus, que no caso deles é Krisna.

Xevious
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 328
flag : Brasil
Data de inscrição : 18/05/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E se uma pessoa não quiser existir?

Mensagem por silvamelo em Seg 15 Out 2012, 8:30 pm

Starway to Heaven escreveu:Digamos que uma pessoa queira não existir, simplesmente desaparecer, que é o que os naturalistas acreditam no após a morte. Ela pode? E caso não possa, isso não seria meio cruel? Quer dizer, Deus criou ela, mas no caso ele não perguntou se ela queria ser 'testada' ou não. E se há de convir que uma questão difícil, afinal segundo a bíblia há muito mais chance de ir pro inferno do que pro céu.

Acho que já na Terra pelo o que eu sei de cristianismo é impossível, afinal se ela viver 'na dela' ela vai pro inferno porque não acreditou (e ela vai acabar pecando eventualmente como todo mundo), cometer suicídio também é impossível já que é um pecado mortal... ou seja, é impossível escapar dessa condição de julgamento?
Para os cristãos aniquilacionistas, não existe inferno de sofrimentos eternos. existe o fogo eterno onde os impenitentes serão jogados e aniquilados...

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 47
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E se uma pessoa não quiser existir?

Mensagem por rasabino em Ter 16 Out 2012, 9:28 am

silvamelo escreveu:
Starway to Heaven escreveu:Digamos que uma pessoa queira não existir, simplesmente desaparecer, que é o que os naturalistas acreditam no após a morte. Ela pode? E caso não possa, isso não seria meio cruel? Quer dizer, Deus criou ela, mas no caso ele não perguntou se ela queria ser 'testada' ou não. E se há de convir que uma questão difícil, afinal segundo a bíblia há muito mais chance de ir pro inferno do que pro céu.

Acho que já na Terra pelo o que eu sei de cristianismo é impossível, afinal se ela viver 'na dela' ela vai pro inferno porque não acreditou (e ela vai acabar pecando eventualmente como todo mundo), cometer suicídio também é impossível já que é um pecado mortal... ou seja, é impossível escapar dessa condição de julgamento?
Para os cristãos aniquilacionistas, não existe inferno de sofrimentos eternos. existe o fogo eterno onde os impenitentes serão jogados e aniquilados...

Nossa qualificação de ser está na "vontade". "Penso logo existo" já dizia o filósofo. Quando a possibilidade de não "pensar" é definida pela morte, a "vontade" tb deveria se extinguir, o problema que as funções do "pensar" são definidas pelas combinações de raciocínios feitos em metabolismo do intelecto, e portanto, uma fisiologia explicaria o "pensar". Mas de onde surge a "vontade" de pensar?

Cremos que na fusão da matéria (barro) como o espirito (fôlego) de Deus, Ele nos deu a qualidade de existirmos em "vontade", e para estabelecer a nossa vontade, Deus nos deu um corpo (fisiologia). Portanto, "vontade" carrega a definição do que chamos de "alma".

Então surge o paradigma: A "alma" é eterna? Ou a alma (vontade) pode ser destruída?

Existe em nós o livre arbítrio. Deus romperia com este livre arbítrio???

Se uma alma (vontade) passa pela sua caminhada na existência dizendo "não quero existir pra sempre", na morte do corpo físico, esta "vontade" seguirá com ela, pois Deus não pode negar o seu caráter de dar a cada um segundo sua "vontade" na existência!

Não é Deus quem lança, no sentido de obrigar, a alma a não existir, e sim a "alma" (vontade) teve a decisão de assim permanecer na eternidade, ou seja, inexistindo.

Segue o paradigma: A alma pode ser aniquilada? destruída???

Cada qual faça sua análise e fundamente sua fé ou não fé, pois a cada um receberá conforme sua obra na existência. Isto é justo e bom para quem assim definir sua eternidade.


rasabino
Safira
Safira

Número de Mensagens : 174
Idade : 49
Localização : Cianorte/PR
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/08/2012

http://www.o-evangelho-vive.blogminister.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E se uma pessoa não quiser existir?

Mensagem por silvamelo em Qua 17 Out 2012, 5:54 pm

rasabino escreveu:
silvamelo escreveu:
Starway to Heaven escreveu:Digamos que uma pessoa queira não existir, simplesmente desaparecer, que é o que os naturalistas acreditam no após a morte. Ela pode? E caso não possa, isso não seria meio cruel? Quer dizer, Deus criou ela, mas no caso ele não perguntou se ela queria ser 'testada' ou não. E se há de convir que uma questão difícil, afinal segundo a bíblia há muito mais chance de ir pro inferno do que pro céu.

Acho que já na Terra pelo o que eu sei de cristianismo é impossível, afinal se ela viver 'na dela' ela vai pro inferno porque não acreditou (e ela vai acabar pecando eventualmente como todo mundo), cometer suicídio também é impossível já que é um pecado mortal... ou seja, é impossível escapar dessa condição de julgamento?
Para os cristãos aniquilacionistas, não existe inferno de sofrimentos eternos. existe o fogo eterno onde os impenitentes serão jogados e aniquilados...

Nossa qualificação de ser está na "vontade". "Penso logo existo" já dizia o filósofo. Quando a possibilidade de não "pensar" é definida pela morte, a "vontade" tb deveria se extinguir, o problema que as funções do "pensar" são definidas pelas combinações de raciocínios feitos em metabolismo do intelecto, e portanto, uma fisiologia explicaria o "pensar". Mas de onde surge a "vontade" de pensar?

Cremos que na fusão da matéria (barro) como o espirito (fôlego) de Deus, Ele nos deu a qualidade de existirmos em "vontade", e para estabelecer a nossa vontade, Deus nos deu um corpo (fisiologia). Portanto, "vontade" carrega a definição do que chamos de "alma".

Então surge o paradigma: A "alma" é eterna? Ou a alma (vontade) pode ser destruída?

Existe em nós o livre arbítrio. Deus romperia com este livre arbítrio???

Se uma alma (vontade) passa pela sua caminhada na existência dizendo "não quero existir pra sempre", na morte do corpo físico, esta "vontade" seguirá com ela, pois Deus não pode negar o seu caráter de dar a cada um segundo sua "vontade" na existência!

Não é Deus quem lança, no sentido de obrigar, a alma a não existir, e sim a "alma" (vontade) teve a decisão de assim permanecer na eternidade, ou seja, inexistindo.

Segue o paradigma: A alma pode ser aniquilada? destruída???

Cada qual faça sua análise e fundamente sua fé ou não fé, pois a cada um receberá conforme sua obra na existência. Isto é justo e bom para quem assim definir sua eternidade.

Tem base bíblica para essas afirmações?

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 47
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E se uma pessoa não quiser existir?

Mensagem por rbarros em Qua 17 Out 2012, 9:25 pm

Starway to Heaven escreveu:Digamos que uma pessoa queira não existir, simplesmente desaparecer, que é o que os naturalistas acreditam no após a morte. Ela pode? E caso não possa, isso não seria meio cruel? Quer dizer, Deus criou ela, mas no caso ele não perguntou se ela queria ser 'testada' ou não. E se há de convir que uma questão difícil, afinal segundo a bíblia há muito mais chance de ir pro inferno do que pro céu.

Acho que já na Terra pelo o que eu sei de cristianismo é impossível, afinal se ela viver 'na dela' ela vai pro inferno porque não acreditou (e ela vai acabar pecando eventualmente como todo mundo), cometer suicídio também é impossível já que é um pecado mortal... ou seja, é impossível escapar dessa condição de julgamento?

Por que uma alma iria simplesmente desejar "desaparecer"? Tédio? Medo? Preguiça? Não lhe parece muita mesquinharia?

E como ficariam as almas que amam esta alma entediada? Órfãs de seu amor? Não lhe parece muita crueldade?

A alma necessita viver em mundos como o nosso para buscar no sofrimento a sua cura e a sua evolução espiritual. E para tal é preciso ser forte e corajoso para não sucumbir.


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E se uma pessoa não quiser existir?

Mensagem por Teólgo-Honesto em Qua 17 Out 2012, 9:29 pm

Starway to Heaven escreveu:Digamos que uma pessoa queira não existir, simplesmente desaparecer, que é o que os naturalistas acreditam no após a morte. Ela pode? E caso não possa, isso não seria meio cruel? Quer dizer, Deus criou ela, mas no caso ele não perguntou se ela queria ser 'testada' ou não. E se há de convir que uma questão difícil, afinal segundo a bíblia há muito mais chance de ir pro inferno do que pro céu.

Acho que já na Terra pelo o que eu sei de cristianismo é impossível, afinal se ela viver 'na dela' ela vai pro inferno porque não acreditou (e ela vai acabar pecando eventualmente como todo mundo), cometer suicídio também é impossível já que é um pecado mortal... ou seja, é impossível escapar dessa condição de julgamento?

Se não quiser existir é uma pena. A vida é tão boa. Tantas mulheres maravilhosas que nos dão prazer. Tanta coisa boa na terra. Infelizmente neste momento tem várias pessoas nos hospitais sofrendo e eu lemento por isso. Mais para quem está com saúde e tem dinheiro na conta, a vida pode ser desfrutada da melhor forma possível. É lamentável alguém que tenha tudo para viver bem não querer existir.

Fora isso, tudo mais é questionável e duvidoso. Se vai para o céu, inferno, salvação, perdição, se algum deus fez a pessoa, se não fez, tudo isso é questionável e sem nada que prove ser real. Real mesmo é ter dinheiro e viver a vida de forma legal. O importante é ter dinheiro, ter saúde, mulheres bonitas ao redor, ver a família bem, ter posses, ser respeitado. Isso é o que vale.

Teólgo-Honesto
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 45
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E se uma pessoa não quiser existir?

Mensagem por rbarros em Qui 18 Out 2012, 7:46 am

Não concordo, TH.

Nada disto é assim tão importante que valha uma vida. Se assim fosse, os grandes mestres da Humanidade não abdicariam de sua fortuna para se tornarem andarilhos. Veja o exemplo de Jesus, o Mestre da Galiléia; ou de Sócrates, o Mestre de Atenas; ou de Francisco, o Mestre de Assis,; ou mesmo de Ghandi, o Mestre hindu; de Sidharta, o Mestre budista; Chico Xavier, o Mestre espírita.

Os grandes tesouros da Humanidade são as virtudes, o bom caráter, a consciência tranquila - são tesouros que carregaremos no pós-morte e que nos acompanharão pelo resto da Eternidade.

Se fama, fortuna, beleza física fizessem a real felicidade, não veríamos tantos crimes bárbaros e tantos suicídios no meio dos endinheirados. Aliás, os piores crimes são cometidos neste meio.


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E se uma pessoa não quiser existir?

Mensagem por Teólgo-Honesto em Qui 18 Out 2012, 10:58 am

rbarros escreveu:Não concordo, TH.
Nada disto é assim tão importante que valha uma vida. Se assim fosse, os grandes mestres da Humanidade não abdicariam de sua fortuna para se tornarem andarilhos. Veja o exemplo de Jesus, o Mestre da Galiléia; ou de Sócrates, o Mestre de Atenas; ou de Francisco, o Mestre de Assis,; ou mesmo de Ghandi, o Mestre hindu; de Sidharta, o Mestre budista; Chico Xavier, o Mestre espírita.
Cada um vive a vida da forma como bem entende. O fato de grandes mestres da humanidade terem aberto mão de fortunas foi opção deles. É preciso abrir mão de fortuna para ser feliz ou fazer o bem ? Entendo que seria mais sábio pegar o dinheiro e ajudar a que precisasse. Mesmo assim,abrir mão de fortuna não prova nada. Foi opção de cada um deles.

Particularmente nem coloco Jesus neste rol. Pelo visto ele era praticamente um arruaceiro, um agitador. Se tinha algum conhecimento elevado é difícil de saber pois bíblia não é relato histórico confiável. Sócrates sim posso dizer que tinha um intelecto elevado. Francisco de Assis apenas ouvia as colocações dos sábios da época e invertia, adaptando-as aos pensamentos cristãos.

Para cada idéia de Francisco de Assis, grande parte delas havia um paradoxo de um grande pensador. Ghandi e Xico Xavier não vejo nada de impressionante. Cada um interpretou o que seria melhor. Estes homens com certeza não souberam ou não havia nenhum afortunado interessado em patrociná-los. Tem isso também. A idéia deles não trariam lucros. Muitos supostos "mestres" dizem que não querem riqueza como desculpas, pois sabem que ninguém vai queres patrociná-los pois não haverá nenhum retorno financeiro.

Fiz minha colocação e não retiro o que disse. Verdade é que além do que escrevi, sinceramente me setiria muito bem em ajudar instituições de caridade que cuidam de pessoas com doenças malignas, ou então me sentiria muito bem investindo meu dinheiro em pesquisas para cura de determinadas doenças.

rbarros escreveu:
Os grandes tesouros da Humanidade são as virtudes, o bom caráter, a consciência tranquila -
Faz parte. Concordo que são coisas importantes também.


rbarros escreveu:
são tesouros que carregaremos no pós-morte e que nos acompanharão pelo resto da Eternidade.
Isso já é questionável pois nunca morri para saber se carregarei algo no pós-morte. Eternidade é algo para se questionar. Até hoje, a única prova que temos do pós-morte é o que se vê em uma exumação de cadáver.

rbarros escreveu:
Se fama, fortuna, beleza física fizessem a real felicidade, não veríamos tantos crimes bárbaros e tantos suicídios no meio dos endinheirados. Aliás, os piores crimes são cometidos neste meio.
Há pessoas infelizes por terem sido esquecidas no meio em que viviam. Dinheiro muda a vida para melhor. Quando me refiro a fortuna me refiro a pessoas que saibam viver de forma responsável. Beleza física ídem. Os mais bonitos sempre serão referência. Existem várias pessoas infelizes com baixa estima por defeitos físicos, coisa que se tivesse fortuna fariam uma operação e uma mudança total na situação trazendo a eles a felicidade. Existem pais e mães sofrendo com seus filhos por não terem dinheiro para pagar uma cirurgia, mais se tivessem dinheiro conseguiriam resolver a questão. Pessoas passando fome, sem moradia, infelizes por completo. O dinheiro resolve tudo isso. Pessoas com obseidade poderiam ter uma vida melhor se tivessem dinheiro para pagar um tratamento. Sobre a questão de crime bárbaro e suícidio vc precisa se informar melhor. De onde vc tirou a informação de que os piores crimes são cometidos no meio de pessoas ricas ? Tá enganado amigo. Se informe melhor. Compare dentro de um ano a quatidade de crimes em um bairro nobre com a quantidade de crimes em um bairro da periferia. Os da periferia vão aos bairros nobres cometer crimes, e isso não ocorre no sentido contrário. Pessoas que se matam geralmente tem histórico de problemas psicológicos e não por terem muito dinheiro.

Enfim ! Dinheiro é a base de tudo.
Tendo dinheiro e sabendo viver com responsabilidade, o resultado é a felicidade. O dinheiro é meu pastor e nada me faltará. leluia

Teólgo-Honesto
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 45
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E se uma pessoa não quiser existir?

Mensagem por rbarros em Qui 18 Out 2012, 1:06 pm

Teólgo-Honesto escreveu:Cada um vive a vida da forma como bem entende. O fato de grandes mestres da humanidade terem aberto mão de fortunas foi opção deles. É preciso abrir mão de fortuna para ser feliz ou fazer o bem ? Entendo que seria mais sábio pegar o dinheiro e ajudar a que precisasse. Mesmo assim,abrir mão de fortuna não prova nada. Foi opção de cada um deles.

Sim, foi por opção. Ninguém lhes disse sob ameaça para largar a fortuna. Mas se o fizeram foi por que sabiam que a fortuna iria contra o que realmente precisavam. Não que eu defenda a miséria ou a pobreza, este é outro extremo a ser evitado.

Teólgo-Honesto escreveu:Particularmente nem coloco Jesus neste rol. Pelo visto ele era praticamente um arruaceiro, um agitador. Se tinha algum conhecimento elevado é difícil de saber pois bíblia não é relato histórico confiável. Sócrates sim posso dizer que tinha um intelecto elevado. Francisco de Assis apenas ouvia as colocações dos sábios da época e invertia, adaptando-as aos pensamentos cristãos.

Para cada idéia de Francisco de Assis, grande parte delas havia um paradoxo de um grande pensador. Ghandi e Xico Xavier não vejo nada de impressionante. Cada um interpretou o que seria melhor.

A mensagem de Jesus é de uma sabedoria e de uma sublimidade que vai muito além de seu tempo - só mesmo uma grande alma poderia ter tamanha inspiração. Quanto a Sócrates, muitos duvidam de sua existência, atribuindo a Platão a criação de um mero personagem de literatura. No entanto, seu pensamento revolucionou o pensamento do mundo! Francisco, o de Assis, foi dos poucos homens que realmente vivenciaram a mensagem de Jesus. Ghandi fez toda uma revolução contra o império britânico sem disparar uma única bala (não-violência) - sacrificou a própria vida para tal. O Chico todos conhecem, dispensa comentários.

Teólgo-Honesto escreveu:Estes homens com certeza não souberam ou não havia nenhum afortunado interessado em patrociná-los. Tem isso também. A idéia deles não trariam lucros. Muitos supostos "mestres" dizem que não querem riqueza como desculpas, pois sabem que ninguém vai queres patrociná-los pois não haverá nenhum retorno financeiro.

Todos eram muito ricos, não estavam em busca de mais dinheiro, pelo contrário, se afastaram do dinheiro voluntariamente, o que prova que dinheiro não traz felicidade.

Teólgo-Honesto escreveu:Fiz minha colocação e não retiro o que disse. Verdade é que além do que escrevi, sinceramente me setiria muito bem em ajudar instituições de caridade que cuidam de pessoas com doenças malignas, ou então me sentiria muito bem investindo meu dinheiro em pesquisas para cura de determinadas doenças.

Seria um bom uso da fortuna, mas para isso tem que ter um bom nível de desapego material.

Teólgo-Honesto escreveu:Isso já é questionável pois nunca morri para saber se carregarei algo no pós-morte. Eternidade é algo para se questionar. Até hoje, a única prova que temos do pós-morte é o que se vê em uma exumação de cadáver.

Através da literatura espírita se pode ter uma boa idéia da vida pós-morte. Leia Kardec!

Teólgo-Honesto escreveu:Há pessoas infelizes por terem sido esquecidas no meio em que viviam. Dinheiro muda a vida para melhor. Quando me refiro a fortuna me refiro a pessoas que saibam viver de forma responsável. Beleza física ídem. Os mais bonitos sempre serão referência. Existem várias pessoas infelizes com baixa estima por defeitos físicos, coisa que se tivesse fortuna fariam uma operação e uma mudança total na situação trazendo a eles a felicidade. Existem pais e mães sofrendo com seus filhos por não terem dinheiro para pagar uma cirurgia, mais se tivessem dinheiro conseguiriam resolver a questão. Pessoas passando fome, sem moradia, infelizes por completo. O dinheiro resolve tudo isso. Pessoas com obseidade poderiam ter uma vida melhor se tivessem dinheiro para pagar um tratamento.

Pobreza e riqueza são os extremos de um mesmo caminho, melhor é trilhar a caminho do meio.

Teólgo-Honesto escreveu:Sobre a questão de crime bárbaro e suícidio vc precisa se informar melhor. De onde vc tirou a informação de que os piores crimes são cometidos no meio de pessoas ricas ? Tá enganado amigo. Se informe melhor. Compare dentro de um ano a quatidade de crimes em um bairro nobre com a quantidade de crimes em um bairro da periferia. Os da periferia vão aos bairros nobres cometer crimes, e isso não ocorre no sentido contrário. Pessoas que se matam geralmente tem histórico de problemas psicológicos e não por terem muito dinheiro.

Na periferia vemos roubos e latrocínios, são crimes comuns. Refiro-me a crimes hediondos, como o que ocorreu recentemente onde a esposa matou e esquartejou o marido, por ciúmes. Ou o caso das menina que assassinou os pais a pauladas, junto com o namorado, enquanto estes dormiam. E o que jogou a própria filha da janela do apartamento? Coisas assim acontecem mais no meio dos endinheirados.

Teólgo-Honesto escreveu:Enfim ! Dinheiro é a base de tudo.
Tendo dinheiro e sabendo viver com responsabilidade, o resultado é a felicidade. O dinheiro é meu pastor e nada me faltará. leluia
Dinheiro compra até amor verdadeiro, não é mesmo? rsrs...


Que o espírito dos selvagens permaneça um espírito selvagem!

rbarros
Moderador Espírita
Moderador Espírita

Número de Mensagens : 1400
Idade : 53
Localização : São Paulo - Capital
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/05/2012

http://www.vigilia.com.br/vforum/viewforum.php?f=16

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E se uma pessoa não quiser existir?

Mensagem por Teólgo-Honesto em Qui 18 Out 2012, 4:07 pm

Teólgo-Honesto escreveu:Cada um vive a vida da forma como bem entende. O fato de grandes mestres da humanidade terem aberto mão de fortunas foi opção deles. É preciso abrir mão de fortuna para ser feliz ou fazer o bem ? Entendo que seria mais sábio pegar o dinheiro e ajudar a que precisasse. Mesmo assim,abrir mão de fortuna não prova nada. Foi opção de cada um deles.

rbarros escreveu:
Sim, foi por opção. Ninguém lhes disse sob ameaça para largar a fortuna. Mas se o fizeram foi por que sabiam que a fortuna iria contra o que realmente precisavam. Não que eu defenda a miséria ou a pobreza, este é outro extremo a ser evitado.
Ok. Então fica claro que foi por opção. Isso foi decisão pessoal deles. Eu por minha vez considero que seria mais sábio então pegar este dinheiro e ajudar a outros. Sair pelo mundo com filosofias querendo ajudar a outros me parece que fazia bem a eles e não que abrir mão da riqueza seria o fator de felicidade.


Teólgo-Honesto escreveu:Particularmente nem coloco Jesus neste rol. Pelo visto ele era praticamente um arruaceiro, um agitador. Se tinha algum conhecimento elevado é difícil de saber pois bíblia não é relato histórico confiável. Sócrates sim posso dizer que tinha um intelecto elevado. Francisco de Assis apenas ouvia as colocações dos sábios da época e invertia, adaptando-as aos pensamentos cristãos. Para cada idéia de Francisco de Assis, grande parte delas havia um paradoxo de um grande pensador. Ghandi e Xico Xavier não vejo nada de impressionante. Cada um interpretou o que seria melhor.

rbarros escreveu:
A mensagem de Jesus é de uma sabedoria e de uma sublimidade que vai muito além de seu tempo - só mesmo uma grande alma poderia ter tamanha inspiração.
Vários ensinos de jesus, se este existiu de fato, não eram dele, mais sim, de pensadores da época e até mesmo vários ensinos de Confúcio. Da forma como dizem ser jesus um sábio, esquecem estas pessoas que ensinamentos atribuídos a jesus não era dele, e sim, provenientes da literatura de outras civilizações. Os ensinos próprios de JESUS ERAM ENSINAMENTOS TOLOS, mais o que ele dizia de bom não lhe pertencia. Resta lembrar que quando os evangelhos foram escritos, tudo leva a crer, foi adaptado de forma que atribuissem a jesus algo que era fora do comum. Mero engano !

rbarros escreveu:
Francisco, o de Assis, foi dos poucos homens que realmente vivenciaram a mensagem de Jesus.
Quer dizer.. só mais um entre a multidão. Francisco de Assis só serve para quem não tem opinião própria.

Teólgo-Honesto escreveu:Estes homens com certeza não souberam ou não havia nenhum afortunado interessado em patrociná-los. Tem isso também. A idéia deles não trariam lucros. Muitos supostos "mestres" dizem que não querem riqueza como desculpas, pois sabem que ninguém vai queres patrociná-los pois não haverá nenhum retorno financeiro.

rbarros escreveu:
Todos eram muito ricos, não estavam em busca de mais dinheiro, pelo contrário, se afastaram do dinheiro voluntariamente, o que prova que dinheiro não traz felicidade.
Não provaram nada, contudo, mencionei diversos fatos que trariam a felicidade para as pessoas se tivessem dinheiro. Você não leu o que escrevi não é ?

Teólgo-Honesto escreveu:Fiz minha colocação e não retiro o que disse. Verdade é que além do que escrevi, sinceramente me setiria muito bem em ajudar instituições de caridade que cuidam de pessoas com doenças malignas, ou então me sentiria muito bem investindo meu dinheiro em pesquisas para cura de determinadas doenças.

rbarros escreveu:
Seria um bom uso da fortuna, mas para isso tem que ter um bom nível de desapego material..
Acho que não. Desde que o dinheiro consiga ser investido de forma a se multiplicar e nunca faltar.

Teólgo-Honesto escreveu:Isso já é questionável pois nunca morri para saber se carregarei algo no pós-morte. Eternidade é algo para se questionar. Até hoje, a única prova que temos do pós-morte é o que se vê em uma exumação de cadáver.

rbarros escreveu:
Através da literatura espírita se pode ter uma boa idéia da vida pós-morte. Leia Kardec!
Como qualquer religião que vive do imaginário e das suposições, resta uma prova de que áquilo que está na leitura espírita seja provado sem necessidade de distúrbio psicológico.

Teólgo-Honesto escreveu:Há pessoas infelizes por terem sido esquecidas no meio em que viviam. Dinheiro muda a vida para melhor. Quando me refiro a fortuna me refiro a pessoas que saibam viver de forma responsável. Beleza física ídem. Os mais bonitos sempre serão referência. Existem várias pessoas infelizes com baixa estima por defeitos físicos, coisa que se tivesse fortuna fariam uma operação e uma mudança total na situação trazendo a eles a felicidade. Existem pais e mães sofrendo com seus filhos por não terem dinheiro para pagar uma cirurgia, mais se tivessem dinheiro conseguiriam resolver a questão. Pessoas passando fome, sem moradia, infelizes por completo. O dinheiro resolve tudo isso. Pessoas com obseidade poderiam ter uma vida melhor se tivessem dinheiro para pagar um tratamento.

rbarros escreveu:
Pobreza e riqueza são os extremos de um mesmo caminho, melhor é trilhar a caminho do meio.
Prefiro a riqueza e a vida responsável.

Teólgo-Honesto escreveu:Sobre a questão de crime bárbaro e suícidio vc precisa se informar melhor. De onde vc tirou a informação de que os piores crimes são cometidos no meio de pessoas ricas ? Tá enganado amigo. Se informe melhor. Compare dentro de um ano a quatidade de crimes em um bairro nobre com a quantidade de crimes em um bairro da periferia. Os da periferia vão aos bairros nobres cometer crimes, e isso não ocorre no sentido contrário. Pessoas que se matam geralmente tem histórico de problemas psicológicos e não por terem muito dinheiro.

rbarros escreveu:
Na periferia vemos roubos e latrocínios, são crimes comuns. Refiro-me a crimes hediondos, como o que ocorreu recentemente onde a esposa matou e esquartejou o marido, por ciúmes. Ou o caso das menina que assassinou os pais a pauladas, junto com o namorado, enquanto estes dormiam. E o que jogou a própria filha da janela do apartamento? Coisas assim acontecem mais no meio dos endinheirados.
Na periferia não acontece coisas assim ? Se informe melhor que na periferia o índice de criminalidade é bem maior. Entra no site da segurança pública e veja as estatísticas por bairro. Para cada pessoa jogada da janela por um rico, existem vários assassinatos na periferia.

Teólgo-Honesto escreveu:Enfim ! Dinheiro é a base de tudo.
Tendo dinheiro e sabendo viver com responsabilidade, o resultado é a felicidade. O dinheiro é meu pastor e nada me faltará. leluia

rbarros escreveu:
Dinheiro compra até amor verdadeiro, não é mesmo? rsrs...
Sinto muito em lhe dizer mais compra. Compra perfeitamente.Também gostaria que não fosse assim. Quem tem dinheiro e sabe viver de forma inteligente, separando os interesseiros dos verdadeiros, consegue sim atrair uma pessoa legal ao seu lado. Uma vez atraindo a atenção desta pessoa e sendo vc educado, inteligente, honesto, sincero, carinhoso, sabendo tratar de forma correta esta a pessoa , é fatal meu caro. Vc consegue e depois é só administrar que o amor floresce por parte da própria pessoa que se achegou por interesse. Se dinheiro não comprasse amor verdadeiro os afortunados seriam todos infelizes no amor.

Teólgo-Honesto
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 45
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E se uma pessoa não quiser existir?

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 4:27 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum