.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
93 usuários online :: 3 usuários cadastrados, 1 Invisível e 89 Visitantes :: 2 Motores de busca

Jarbas, Khwey, Lit San Ares

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Santidade no tempo do fim

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Santidade no tempo do fim

Mensagem por miguel varandas em Qui 06 Set 2012, 1:59 am


I Tessalonicenses 3:12 e o Senhor vos faça crescer e abundar em amor uns para com os outros e para com todos, como também nós abundamos para convosco; 13 para vos confirmar os corações, de sorte que sejam irrepreensíveis em santidade diante de nosso Deus e Pai, na vinda de nosso Senhor Jesus com todos os seus santos.

I Tessalonicenses 5:23 E o próprio Deus de paz vos santifique completamente; e o vosso espírito, e alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. 24 Fiel é o que vos chama, e ele ta
mbém o
fará.


A santificação apresentada nas Sagradas Escrituras implica todo o ser – espírito, alma e corpo. Aqui temos o verdadeiro conceito da consagração completa. Paulo ora para que a Igreja em Tessalónica possa gozar desta grande bênção. “E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis, para a vinda do nosso Senhor Jesus Cristo” (I Tes. 5:23).
Há no mundo religioso uma teoria de santificação que, em si mesma, é falsa, e perigosa na sua influência. Em muitos casos aqueles que professam santificação não possuem a genuína. A sua santificação consiste num culto feito de palavras e teoria. Aqueles que estão realmente em busca de um caráter cristão perfeito nunca condescenderão com o pensamento de que estão sem pecado. A sua vida pode ser irrepreensível; podem estar a viver como representantes da verdade que aceitaram; porém, quanto mais consagram a mente para se demorar no caráter de Cristo e mais se aproximam da Sua imagem divina, mais claramente discernirão a Sua imaculada perfeição e mais profundamente sentirão os seus próprios defeitos. – Ellen G. White - Santificação, p. 7.

As Escrituras ensinam-nos a procurar santificar o corpo, a alma e o espírito a Deus. Nesta obra, devemos ser coobreiros de Deus. Muito se pode fazer para restaurar a imagem moral de Deus no homem, para melhorar as faculdades físicas, mentais e morais. Grandes mudanças se podem operar no organismo físico pela obediência às leis de Deus e não introduzindo no corpo nada que o contamine. E embora não possamos pretender a perfeição da carne, podemos possuir a perfeição cristã da alma. Através do sacrifício feito em nosso favor, os pecados podem ser perfeitamente perdoados. A nossa confiança não está no que o homem pode fazer; mas sim naquilo que Deus pode fazer pelo homem por meio de Cristo. Quando nos entregamos inteiramente a Deus, e cremos plenamente, o sangue de Cristo purifica de todo o pecado. A consciência pode ser libertada da condenação. Pela fé no Seu sangue, todos podem ser aperfeiçoados em Cristo Jesus. Graças a Deus porque não estamos a lidar com impossibilidades. Podemos pretender santificação. Podemos fruir o favor de Deus. Não devemos estar ansiosos sobre o que Cristo e Deus pensam de nós, mas do que Deus pensa de Cristo, o nosso Substituto. Vocês são aceites no Amado. O Senhor mostra, aos contritos e crentes, que Cristo aceita a entrega da alma, para ser moldada e afeiçoada segundo a Sua imagem. – Ellen G. White – Mensagens Escolhidas, vol. 2, pp. 32 e 33.

A obra da santificação começa no coração, e devemos chegar a uma tal relação com Deus, que Jesus possa pôr sobre nós o Seu molde divino. Precisamos de nos esvaziar de nós mesmos, para dar lugar a Jesus; mas quantos têm o coração tão cheio de ídolos que não têm espaço para o Redentor do mundo! O mundo conserva o coração dos homens em cativeiro. Eles centralizam os pensamentos e as afeições nos seus negócios, nas posições e na família. Apegam-se às suas opiniões e maneiras de ser, e acariciam-nas como ídolos da alma. … Precisamos de esvaziar-nos de nós mesmos. Mas, isto não é tudo o que se requer, pois quando tivermos renunciado aos nossos ídolos, o vazio precisa de ser preenchido. …
Ao esvaziar o coração de si mesmo devem aceitar a justiça de Cristo. Apropriem-se dela pela fé. … Se vocês abrem a porta do coração, Jesus irá suprir o vazio pelo dom do Seu Espírito, e então podem ser um pregador enérgico no vosso lar, na igreja e no mundo. Podem difundir luz, porque os brilhantes raios do Sol da Justiça estão a brilhar sobre vocês. A vossa humilde vida, a vossa santa conversão, a vossa retidão e a vossa integridade, dirão a todos os que vos rodeiam que vocês são filhos de Deus, herdeiros do Céu, que não estão a fazer do mundo o vosso lugar permanente, mas que aqui vocês são peregrinos e estrangeiros, procurando um país melhor, um que é celestial. – Ellen G. White – Review and Herald, 23 de fevereiro de 1892.

Miguel Varandas





miguel varandas
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 75
flag : Angola
Data de inscrição : 19/07/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum