.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
21 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 20 Visitantes :: 2 Motores de busca

Christiano

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Tempos trabalhosos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Tempos trabalhosos

Mensagem por Ed em Qua 11 Jul 2012, 5:43 pm

A palavra dos homens ou a Palavra de Deus? - “O sonho dos sionistas pela restauração do Hebraico como língua viva tem tão pouca chance de acontecer como a restauração de um Estado judaico na Palestina”. (Enciclopédia Britânica, 1905).

Apesar dessa palavra humana, eis o que diz a Palavra de Deus em Ezequiel 36:24, 33, 35: “E vos tomarei dentre os gentios, e vos congregarei de todas as terras, e vos trarei para a vossa terra... Assim diz o Senhor DEUS: No dia em que eu vos purificar de todas as vossas iniqüidades, então farei com que sejam habitadas as cidades e sejam edificados os lugares devastados... E dirão: Esta terra assolada ficou como jardim do Éden: e as cidades solitárias, e assoladas, e destruídas, estão fortalecidas e habitadas”. Também em Ezequiel 37:3, 21-22, lemos: “E me disse: Filho do homem, porventura viverão estes ossos? E eu disse: Senhor DEUS, tu o sabes... Dize-lhes pois: Assim diz o Senhor DEUS: Eis que eu tomarei os filhos de Israel dentre os gentios, para onde eles foram, e os congregarei de todas as partes, e os levarei à sua terra... E deles farei uma nação na terra, nos montes de Israel, e um rei será rei de todos eles, e nunca mais serão duas nações; nunca mais para o futuro se dividirão em dois reinos”.

Em 1982, o Hebraico se tornou a língua oficial do Estado de Israel.

Mártires de todos os tempos - Jan van Paris, Peter van Cleves, Hendrick Maelschalck e Lawrens Pieters ainda não haviam se tornado membros de uma igreja protestante, estando preparados para fazê-lo. Certo dia de 1568, quando iam ouvir a pregação da Palavra de Deus, foram detidos em Ghent, Flandres, e levados ao castelo do condado. Após uma ousada confissão da verdadeira fé cristã, eles foram sentenciados pela hierarquia romana e os líderes municipais a morrer estrangulados e queimados, em plena semana da Páscoa. Contudo, quando a forca foi preparada, o oficial espanhol (nesse tempo havia 19 companhias de soldados espanhóis em Ghent), sabendo que se pretendia enforcá-los, mandou que o executor usasse outro método... Foi então que o executor trouxe um cesto cheio de correntes para algemar os cristãos. Quando estes souberam que seriam queimados vivos, logo começaram a cantar em altas vozes: “Nós Te Invocamos, ó Pai Celestial”. Os espanhóis ficaram furiosos e os espancaram com tal violência que o olho de um deles saltou da órbita sobre o queixo. Os santos foram queimados vivos, com os espanhóis vociferando ferozmente e atando mais lenha à fogueira, na louca suposição de que estavam fazendo o serviço de Deus...” (Thieleman J. van Brght, “Martyrs Miror”, Herald Press, 1996, p. 723.). Obs.- A Espanha ainda vai pagar por estes crimes do remoto passado. E a Alemanha, mais ainda, pelo que fez contra os judeus...

Já imaginaram um cristão moderninho, desses que vivem engajados na Teologia da Fé/Prosperidade, comportando-se dessa maneira edificante?

O Islamismo é tão bonzinho! - O “Los Angeles Times” de 06/12/2003 publicou a notícia: “Um dos mais conceituados seminários teológicos do país lançou um projeto federal para que haja paz com os muçulmanos, preparando um proposto código de ética, a fim de rejeitar as declarações ofensivas entre as duas crenças, pregando, assim, uma crença mútua no mesmo Deus, em súplicas feitas sem proselitismo.

Esse projeto de um milhão de dólares, iniciado pelo Seminário Fuller em Passadena, está sendo elogiado por ambos os lados, numa tentativa pioneira de aliviar os constantes conflitos entre os dois lados. Contudo, ilustrando uma teologia dividida, alguns evangélicos conservadores estão desafiando o código de ética, declarando que não crêem no mesmo Deus dos muçulmanos.

A tensão entre os muçulmanos e os cristãos evangélicos tem-se agravado por uma série de declarações feitas por alguns líderes evangélicos, desde os ataques terroristas de 11/09/2001. Essas declarações incluem a caracterização do feita pelo evangelista Franklin Graham de que o Islamismo é uma religião do mal. O Rev. Jerry Fallwell diz que o profeta Maomé foi um terrorista e o ex-presidente da Convenção Batista do Sul diz que Maomé foi um “pedófilo possuído de demônios”.

O projeto Fuller, fundado por concessão do Departamento de Justiça dos USA, pretendo desenvolver políticas que conduzam à paz entre cristãos e muçulmanos, publicando um livro sobre estes e treinando as comunidades locais a usá-lo. Este é um dos vários esforços desenvolvidos pelo Seminário Fuller, desde 11/09/2001, no sentido de construir pontes com os muçulmanos”.

[A partir daí, o famoso Seminário Fuller tem apostado de tal maneira que agora não passa de um “seminário fuleiro”].

Os muçulmanos são muito bonzinhos! Quanto mais trela os USA derem a esses fanáticos seguidores de Maomé, mais ficarão sob a mira dos terroristas, pois estes são suicidas que desafiam a lei do amor de Deus e vão aproveitar cada brecha para criar terrorismo contra os cristãos...

Sedução do Cristianismo - A Bíblia contém muitas profecias que nos levam a crer que devemos esperar terríveis acontecimentos em nossos dias, segundo foram profetizados no Antigo Testamento. Alguns já estão acontecendo. E as coisas vão ficando cada dia mais tenebrosas!
Por exemplo, referindo-se ao Sermão de Pentecostes sobre o que estava acontecendo naquele dia histórico, Pedro disse em Atos 2:16: “E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, Que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; E os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, Os vossos jovens terão visões, E os vossos velhos terão sonhos”.

A visão que Jesus teve da profecia foi igualmente prática. No caminho de Emaús: “... ele lhes disse: Ó néscios, e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram! Porventura não convinha que o Cristo padecesse estas coisas e entrasse na sua glória? E, começando por Moisés, e por todos os profetas, explicava-lhes o que dele se achava em todas as Escrituras” (Lucas 24:25-27). Em outros versos, Cristo chamou os judeus de “hipócritas” por não reconhecerem os sinais dos tempos, conforme as profecias entregues pelos seus próprios profetas (Mateus 23:13-39).

Não iria Jesus também nos chamar de “néscios e tardos de coração” e de “hipócritas” por não reconhecermos estes últimos dias, tendo em vista os sinais que Deus tem nos enviado? Não estaremos sendo enganados se não lavarmos em conta essas admoestações? E como podemos levá-las em conta, a não ser agora, quando estamos vendo tudo o que acontece no mundo?

Irmãos, leiam a Bíblia, a qual nos limpa de nossas mazelas morais e espirituais (João 15:3) e vivam felizes com uma vida edificada na Palavra de Deus, pois todos nós vamos ser julgados pela Palavra (João 12:48) e não pelos dízimos que tivermos colocado no gazofilácio das igrejas, para o enriquecimento dos pastores fraudulentos, vendedores de meias “ungidas”, falsos operadores de milagres!!!

Mary Schultze - Atualizado em julho 2012.
www.marybiblia.com


Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus 2Co 2:17

O Forum Gospel Brasil completa hoje 3161 dias de existência com 228891 mensagens

Ed
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 11001
Idade : 64
Localização : BRUSA
flag : BrUSA
Data de inscrição : 13/04/2008

http://gospelbrasil.topicboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum