.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
» Noticiário Escatológico
Hoje à(s) 11:38 am por Jarbas

» Palavras são palavras, nada mais do que palavras. Será?
Hoje à(s) 10:44 am por gusto

» Um conselho aos debatedores de internet
Hoje à(s) 10:23 am por gusto

» A Verdadeira Liberdade
Hoje à(s) 10:02 am por gusto

» Frases
Hoje à(s) 9:54 am por gusto

» Livre arbítrio, auto idolatria
Ontem à(s) 10:47 pm por Lit San Ares

» A eleição torna-nos robôs?
Ontem à(s) 10:29 pm por Lit San Ares

» DESAFIO AOS DO LIVRE ARBITRIO
Ontem à(s) 9:45 pm por Lit San Ares

»  Endurecimeto do Faraó
Ontem à(s) 8:44 pm por Lit San Ares

Quem está conectado
46 usuários online :: 3 usuários cadastrados, Nenhum Invisível e 43 Visitantes :: 2 Motores de busca

gusto, Jarbas, Khwey

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Carta a Um Jovem Evangélico que Faz Sexo com a Namorada

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Carta a Um Jovem Evangélico que Faz Sexo com a Namorada

Mensagem por Eterna em Dom 18 Nov 2012, 4:56 pm

ewqueiroz escreveu:
Eterna escreveu:
- Se o irmão não escutar o problema deve ser levado a igreja (entende-se que deveria ser levado ao sacerdote, desde que ele não seja uma comadre).

Oremos então para que até chegar no sacerdote não haja quatro ou cinco tomando conhecimento do assunto e que tudo transcorra de forma discreta.
Pimeiramente a biblia "DIZ" que deve ser levado a "IGREJA", e não ao sacerdote. U
ma historia semelhanate foi a de um pastor chamado Rasmussen. Ele tinha um rapaz, ministro, foi e se casou com uma moça católica, começou assim, e ia fazer isto, fazer aquilo, e aquilo outro. E - e acabou se metendo em apuros. Então o pai dele foi até ele, disse: “Agora olhe, filho, você vai se reconciliar com seu pai?” Ele havia chamado a igreja deles de um bando de santos roladores, do seu pai. Ele disse: “Agora olhe, você vai acertar aquela coisa com esta igreja?”
Ele disse: “Ora, pai, o senhor é meu pai, e eu não quero meter-me em problema com o senhor”.
Tudo bem, foi e pegou um dos diáconos e desceu até a casa dele, disse: “Wesley, eu quero conversar com você”. Disse: “Você vai acertar esta coisa com a igreja?” E ele murmurou duas palavras com resposta, daquela maneira. Disse: “Lembre-se, Wesley, eu sou o pastor desta igreja. Sou seu pai, contudo vou fazer o que Deus diz para fazer. Vou lhe dar trinta dias para acertar isto com esta igreja, ou iremos excomunga-lo da Presença de Deus. Você é meu filho; Aquele é meu Salvador”. Disse: “Eu o amo, e você sabe que eu o amo, Wesley, eu morreria agora mesmo por você, mas você tem que alinhar-se com a Palavra de Deus, está vendo”. Disse: “Eu sou o pastor, sou o pastor daquele rebanho, e sendo você meu filho ou quem quer que fosse, você tem de alinhar-se com a Palavra de Deus. Se você não fizer isto, então não estou apto para ser Seu pastor”.
E disse: “Ele não acertava isso. E então contou à igreja e disse: „Meu próprio filho, Wesley, recusa-se a me ouvir neste assunto. Ele se recusa a ouvir o diácono. Você é testemunha disso, Irmão Fulano-de-tal? „Sim, sou‟. „Está bem, às oito horas, no próximo domingo, daqui a quatro semanas, se ele não acertar aquilo com esta igreja, nós entregaremos Wesley, meu filho, ao Diabo, para a destruição da carne, este sangue o Sangue de - de Jesus Cristo e esta igreja não mais o protegerá‟”.
E aquela noite chegou, em pé diante do púlpito, disse: “Ele tem dois minutos mais”. A hora chegou, disse ele: “Agora, como meu filho, Wesley Rasmussen, e disse a esta congregação e a Ti, Todo-Poderoso Deus, que nós fizemos tudo o que pudemos fazer, segundo as Tuas Palavras e instruções do Teu Filho, e nosso Salvador, que Ele nos tem deixado, nós agora... Eu entrego meu rapaz, e esta igreja comigo ao - ao Diabo, para a destruição de sua carne, para que sua alma possa ser salva”. É tudo que foi dito. Nada aconteceu por uma semana ou duas, talvez um mês ou dois.
Certa noite, o velho Wesley adoeceu. E quando adoeceu, continuou a ficar mais e mais doente. Ele chamou o médico. O médico veio e o examinou. Ele tinha uma febre de quase 40 graus, e o doutor não podia encontrar nenhuma razão para isso. Apenas continuou a ficar mais doente. O médico disse: “Rapaz, eu não sei o que aconteceu com você”. Ele não sabia o que fazer. Disse: “Vamos chamar um especialista”. Chamaram um especialista e o especialista foi lá. Eles o levaram ao hospital, examinaram-no, tudo mais, ele disse: “Simplesmente não consigo lhe dizer, o rapaz simplesmente - simplesmente tem aparência de morte”. E a esposa dele ali, em pé, chorando e tudo assim. E os filhos em pé ao redor da cama, e todos desta forma. Ele disse: “Ele está morrendo, isso é tudo”. Disse: “Sua respiração e o seu pulso simplesmente diminuem a cada instante”.
Ele disse: “Chamem o papai”. E seu pai foi correndo até o hospital, bem rápido para vê-lo. Ele disse: “Papai, eu não posso agora, mas Deus ouve as minhas palavras, corrigirei tudo. Acertarei. Sim, acertarei”, aí mesmo a respiração dele começou a voltar ao normal.
E no domingo seguinte, estava em pé diante da igreja, ele disse: “Tenho pecado diante de Deus na presença desta igreja. Eu recusei-me a ouvir as palavras do pastor. Eu recusei-me a ouvir o diácono aqui”. E disse: “Peço a esta igreja que me perdoe pelo mal que tenho feito assim”. Disse: “Deus tem poupado a minha vida”. Eu lhes digo: ele se alinhou de acordo. Sim. Esta é a maneira que tem que ser.

Quando se segue as palavra de Deus como ele tem dito tudo acaba bem...

A igreja é representada por todos os seus fiéis. Quem gostaria de ver sua vida pessoal exposta em cima de um púlpito?

Isto é um absurdo porque não estamos sendo julgados e somente Deus poderá nos dar sabedoria para administrar nossos problemas! Conversar com o pastor, padre ou qualquer sacerdote torna-se normal porque afinal ele é considerado o orientador espiritual daquela igreja. Ir além disso é inadmissível porque só terá a finalidade de expor nossos problemas aos curiosos que se sentirão a vontade para julgar com leviandade problemas que não lhes pertencem!

E nunca será demais lembrar:

Lucas 11:11 - E qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente?

12 - Ou, também, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião?

13 - Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?


Ou esta passagem é falsa ou então é verdadeira. Eu te afirmo, sem medo de errar, que ela é verdadeira!



Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3823
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta a Um Jovem Evangélico que Faz Sexo com a Namorada

Mensagem por ewqueiroz em Seg 19 Nov 2012, 5:06 pm

Eterna escreveu:
ewqueiroz escreveu:
Eterna escreveu:
- Se o irmão não escutar o problema deve ser levado a igreja (entende-se que deveria ser levado ao sacerdote, desde que ele não seja uma comadre).

Oremos então para que até chegar no sacerdote não haja quatro ou cinco tomando conhecimento do assunto e que tudo transcorra de forma discreta.
Pimeiramente a biblia "DIZ" que deve ser levado a "IGREJA", e não ao sacerdote. U
ma historia semelhanate foi a de um pastor chamado Rasmussen. Ele tinha um rapaz, ministro, foi e se casou com uma moça católica, começou assim, e ia fazer isto, fazer aquilo, e aquilo outro. E - e acabou se metendo em apuros. Então o pai dele foi até ele, disse: “Agora olhe, filho, você vai se reconciliar com seu pai?” Ele havia chamado a igreja deles de um bando de santos roladores, do seu pai. Ele disse: “Agora olhe, você vai acertar aquela coisa com esta igreja?”
Ele disse: “Ora, pai, o senhor é meu pai, e eu não quero meter-me em problema com o senhor”.
Tudo bem, foi e pegou um dos diáconos e desceu até a casa dele, disse: “Wesley, eu quero conversar com você”. Disse: “Você vai acertar esta coisa com a igreja?” E ele murmurou duas palavras com resposta, daquela maneira. Disse: “Lembre-se, Wesley, eu sou o pastor desta igreja. Sou seu pai, contudo vou fazer o que Deus diz para fazer. Vou lhe dar trinta dias para acertar isto com esta igreja, ou iremos excomunga-lo da Presença de Deus. Você é meu filho; Aquele é meu Salvador”. Disse: “Eu o amo, e você sabe que eu o amo, Wesley, eu morreria agora mesmo por você, mas você tem que alinhar-se com a Palavra de Deus, está vendo”. Disse: “Eu sou o pastor, sou o pastor daquele rebanho, e sendo você meu filho ou quem quer que fosse, você tem de alinhar-se com a Palavra de Deus. Se você não fizer isto, então não estou apto para ser Seu pastor”.
E disse: “Ele não acertava isso. E então contou à igreja e disse: „Meu próprio filho, Wesley, recusa-se a me ouvir neste assunto. Ele se recusa a ouvir o diácono. Você é testemunha disso, Irmão Fulano-de-tal? „Sim, sou‟. „Está bem, às oito horas, no próximo domingo, daqui a quatro semanas, se ele não acertar aquilo com esta igreja, nós entregaremos Wesley, meu filho, ao Diabo, para a destruição da carne, este sangue o Sangue de - de Jesus Cristo e esta igreja não mais o protegerá‟”.
E aquela noite chegou, em pé diante do púlpito, disse: “Ele tem dois minutos mais”. A hora chegou, disse ele: “Agora, como meu filho, Wesley Rasmussen, e disse a esta congregação e a Ti, Todo-Poderoso Deus, que nós fizemos tudo o que pudemos fazer, segundo as Tuas Palavras e instruções do Teu Filho, e nosso Salvador, que Ele nos tem deixado, nós agora... Eu entrego meu rapaz, e esta igreja comigo ao - ao Diabo, para a destruição de sua carne, para que sua alma possa ser salva”. É tudo que foi dito. Nada aconteceu por uma semana ou duas, talvez um mês ou dois.
Certa noite, o velho Wesley adoeceu. E quando adoeceu, continuou a ficar mais e mais doente. Ele chamou o médico. O médico veio e o examinou. Ele tinha uma febre de quase 40 graus, e o doutor não podia encontrar nenhuma razão para isso. Apenas continuou a ficar mais doente. O médico disse: “Rapaz, eu não sei o que aconteceu com você”. Ele não sabia o que fazer. Disse: “Vamos chamar um especialista”. Chamaram um especialista e o especialista foi lá. Eles o levaram ao hospital, examinaram-no, tudo mais, ele disse: “Simplesmente não consigo lhe dizer, o rapaz simplesmente - simplesmente tem aparência de morte”. E a esposa dele ali, em pé, chorando e tudo assim. E os filhos em pé ao redor da cama, e todos desta forma. Ele disse: “Ele está morrendo, isso é tudo”. Disse: “Sua respiração e o seu pulso simplesmente diminuem a cada instante”.
Ele disse: “Chamem o papai”. E seu pai foi correndo até o hospital, bem rápido para vê-lo. Ele disse: “Papai, eu não posso agora, mas Deus ouve as minhas palavras, corrigirei tudo. Acertarei. Sim, acertarei”, aí mesmo a respiração dele começou a voltar ao normal.
E no domingo seguinte, estava em pé diante da igreja, ele disse: “Tenho pecado diante de Deus na presença desta igreja. Eu recusei-me a ouvir as palavras do pastor. Eu recusei-me a ouvir o diácono aqui”. E disse: “Peço a esta igreja que me perdoe pelo mal que tenho feito assim”. Disse: “Deus tem poupado a minha vida”. Eu lhes digo: ele se alinhou de acordo. Sim. Esta é a maneira que tem que ser.

Quando se segue as palavra de Deus como ele tem dito tudo acaba bem...

A igreja é representada por todos os seus fiéis. Quem gostaria de ver sua vida pessoal exposta em cima de um púlpito?

Isto é um absurdo porque não estamos sendo julgados e somente Deus poderá nos dar sabedoria para administrar nossos problemas! Conversar com o pastor, padre ou qualquer sacerdote torna-se normal porque afinal ele é considerado o orientador espiritual daquela igreja. Ir além disso é inadmissível porque só terá a finalidade de expor nossos problemas aos curiosos que se sentirão a vontade para julgar com leviandade problemas que não lhes pertencem!

E nunca será demais lembrar:

Lucas 11:11 - E qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente?

12 - Ou, também, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião?

13 - Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?


Ou esta passagem é falsa ou então é verdadeira. Eu te afirmo, sem medo de errar, que ela é verdadeira!

O que a biblia diz, é que se voce tiver algo algo de errado com o seu irmao, voce tem que chegar e se acertar com ele, ou se ele esta fazendo algo errado voce tem que orienta-lo, porem se ele nao quizer, voce tera que levar alguem com voce (pode ser o pastor, diacono, ou um outro membro da igreja), e se mesmo assim ele nao quizer se acertar o caso deve ser levado pra igreja, e se mesmo assim ele nao aceitar, então a igreja deverá escomunga-lo, pois se ele nao se entende com a igreja ele nao faz parte dela. dize-o à igreja; e, se também não escutar a igreja, considera-o como um "gentio e publicano"
Essa é a maneira que DEUS atraves de sua Palavra nos diz como proceder com esses tipos de casos.


Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente (Hebreus 13:8).

ewqueiroz
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 215
flag : Brasil
Data de inscrição : 03/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta a Um Jovem Evangélico que Faz Sexo com a Namorada

Mensagem por Eterna em Ter 20 Nov 2012, 6:29 pm

ewqueiroz escreveu:
Eterna escreveu:
ewqueiroz escreveu:
Eterna escreveu:
- Se o irmão não escutar o problema deve ser levado a igreja (entende-se que deveria ser levado ao sacerdote, desde que ele não seja uma comadre).

Oremos então para que até chegar no sacerdote não haja quatro ou cinco tomando conhecimento do assunto e que tudo transcorra de forma discreta.
Pimeiramente a biblia "DIZ" que deve ser levado a "IGREJA", e não ao sacerdote. U
ma historia semelhanate foi a de um pastor chamado Rasmussen. Ele tinha um rapaz, ministro, foi e se casou com uma moça católica, começou assim, e ia fazer isto, fazer aquilo, e aquilo outro. E - e acabou se metendo em apuros. Então o pai dele foi até ele, disse: “Agora olhe, filho, você vai se reconciliar com seu pai?” Ele havia chamado a igreja deles de um bando de santos roladores, do seu pai. Ele disse: “Agora olhe, você vai acertar aquela coisa com esta igreja?”
Ele disse: “Ora, pai, o senhor é meu pai, e eu não quero meter-me em problema com o senhor”.
Tudo bem, foi e pegou um dos diáconos e desceu até a casa dele, disse: “Wesley, eu quero conversar com você”. Disse: “Você vai acertar esta coisa com a igreja?” E ele murmurou duas palavras com resposta, daquela maneira. Disse: “Lembre-se, Wesley, eu sou o pastor desta igreja. Sou seu pai, contudo vou fazer o que Deus diz para fazer. Vou lhe dar trinta dias para acertar isto com esta igreja, ou iremos excomunga-lo da Presença de Deus. Você é meu filho; Aquele é meu Salvador”. Disse: “Eu o amo, e você sabe que eu o amo, Wesley, eu morreria agora mesmo por você, mas você tem que alinhar-se com a Palavra de Deus, está vendo”. Disse: “Eu sou o pastor, sou o pastor daquele rebanho, e sendo você meu filho ou quem quer que fosse, você tem de alinhar-se com a Palavra de Deus. Se você não fizer isto, então não estou apto para ser Seu pastor”.
E disse: “Ele não acertava isso. E então contou à igreja e disse: „Meu próprio filho, Wesley, recusa-se a me ouvir neste assunto. Ele se recusa a ouvir o diácono. Você é testemunha disso, Irmão Fulano-de-tal? „Sim, sou‟. „Está bem, às oito horas, no próximo domingo, daqui a quatro semanas, se ele não acertar aquilo com esta igreja, nós entregaremos Wesley, meu filho, ao Diabo, para a destruição da carne, este sangue o Sangue de - de Jesus Cristo e esta igreja não mais o protegerá‟”.
E aquela noite chegou, em pé diante do púlpito, disse: “Ele tem dois minutos mais”. A hora chegou, disse ele: “Agora, como meu filho, Wesley Rasmussen, e disse a esta congregação e a Ti, Todo-Poderoso Deus, que nós fizemos tudo o que pudemos fazer, segundo as Tuas Palavras e instruções do Teu Filho, e nosso Salvador, que Ele nos tem deixado, nós agora... Eu entrego meu rapaz, e esta igreja comigo ao - ao Diabo, para a destruição de sua carne, para que sua alma possa ser salva”. É tudo que foi dito. Nada aconteceu por uma semana ou duas, talvez um mês ou dois.
Certa noite, o velho Wesley adoeceu. E quando adoeceu, continuou a ficar mais e mais doente. Ele chamou o médico. O médico veio e o examinou. Ele tinha uma febre de quase 40 graus, e o doutor não podia encontrar nenhuma razão para isso. Apenas continuou a ficar mais doente. O médico disse: “Rapaz, eu não sei o que aconteceu com você”. Ele não sabia o que fazer. Disse: “Vamos chamar um especialista”. Chamaram um especialista e o especialista foi lá. Eles o levaram ao hospital, examinaram-no, tudo mais, ele disse: “Simplesmente não consigo lhe dizer, o rapaz simplesmente - simplesmente tem aparência de morte”. E a esposa dele ali, em pé, chorando e tudo assim. E os filhos em pé ao redor da cama, e todos desta forma. Ele disse: “Ele está morrendo, isso é tudo”. Disse: “Sua respiração e o seu pulso simplesmente diminuem a cada instante”.
Ele disse: “Chamem o papai”. E seu pai foi correndo até o hospital, bem rápido para vê-lo. Ele disse: “Papai, eu não posso agora, mas Deus ouve as minhas palavras, corrigirei tudo. Acertarei. Sim, acertarei”, aí mesmo a respiração dele começou a voltar ao normal.
E no domingo seguinte, estava em pé diante da igreja, ele disse: “Tenho pecado diante de Deus na presença desta igreja. Eu recusei-me a ouvir as palavras do pastor. Eu recusei-me a ouvir o diácono aqui”. E disse: “Peço a esta igreja que me perdoe pelo mal que tenho feito assim”. Disse: “Deus tem poupado a minha vida”. Eu lhes digo: ele se alinhou de acordo. Sim. Esta é a maneira que tem que ser.

Quando se segue as palavra de Deus como ele tem dito tudo acaba bem...

A igreja é representada por todos os seus fiéis. Quem gostaria de ver sua vida pessoal exposta em cima de um púlpito?

Isto é um absurdo porque não estamos sendo julgados e somente Deus poderá nos dar sabedoria para administrar nossos problemas! Conversar com o pastor, padre ou qualquer sacerdote torna-se normal porque afinal ele é considerado o orientador espiritual daquela igreja. Ir além disso é inadmissível porque só terá a finalidade de expor nossos problemas aos curiosos que se sentirão a vontade para julgar com leviandade problemas que não lhes pertencem!

E nunca será demais lembrar:

Lucas 11:11 - E qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente?

12 - Ou, também, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião?

13 - Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?


Ou esta passagem é falsa ou então é verdadeira. Eu te afirmo, sem medo de errar, que ela é verdadeira!

O que a biblia diz, é que se voce tiver algo algo de errado com o seu irmao, voce tem que chegar e se acertar com ele, ou se ele esta fazendo algo errado voce tem que orienta-lo, porem se ele nao quizer, voce tera que levar alguem com voce (pode ser o pastor, diacono, ou um outro membro da igreja), e se mesmo assim ele nao quizer se acertar o caso deve ser levado pra igreja, e se mesmo assim ele nao aceitar, então a igreja deverá escomunga-lo, pois se ele nao se entende com a igreja ele nao faz parte dela. dize-o à igreja; e, se também não escutar a igreja, considera-o como um "gentio e publicano"
Essa é a maneira que DEUS atraves de sua Palavra nos diz como proceder com esses tipos de casos.

A bíblia não diz isso na passagem que acima postei!

Parece-me que você perdeu o fio da meada para dissertação do assunto!


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3823
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta a Um Jovem Evangélico que Faz Sexo com a Namorada

Mensagem por ewqueiroz em Qua 21 Nov 2012, 12:59 am

Eterna escreveu:
ewqueiroz escreveu:
Eterna escreveu:
ewqueiroz escreveu:
Eterna escreveu:
- Se o irmão não escutar o problema deve ser levado a igreja (entende-se que deveria ser levado ao sacerdote, desde que ele não seja uma comadre).

Oremos então para que até chegar no sacerdote não haja quatro ou cinco tomando conhecimento do assunto e que tudo transcorra de forma discreta.
Pimeiramente a biblia "DIZ" que deve ser levado a "IGREJA", e não ao sacerdote. U
ma historia semelhanate foi a de um pastor chamado Rasmussen. Ele tinha um rapaz, ministro, foi e se casou com uma moça católica, começou assim, e ia fazer isto, fazer aquilo, e aquilo outro. E - e acabou se metendo em apuros. Então o pai dele foi até ele, disse: “Agora olhe, filho, você vai se reconciliar com seu pai?” Ele havia chamado a igreja deles de um bando de santos roladores, do seu pai. Ele disse: “Agora olhe, você vai acertar aquela coisa com esta igreja?”
Ele disse: “Ora, pai, o senhor é meu pai, e eu não quero meter-me em problema com o senhor”.
Tudo bem, foi e pegou um dos diáconos e desceu até a casa dele, disse: “Wesley, eu quero conversar com você”. Disse: “Você vai acertar esta coisa com a igreja?” E ele murmurou duas palavras com resposta, daquela maneira. Disse: “Lembre-se, Wesley, eu sou o pastor desta igreja. Sou seu pai, contudo vou fazer o que Deus diz para fazer. Vou lhe dar trinta dias para acertar isto com esta igreja, ou iremos excomunga-lo da Presença de Deus. Você é meu filho; Aquele é meu Salvador”. Disse: “Eu o amo, e você sabe que eu o amo, Wesley, eu morreria agora mesmo por você, mas você tem que alinhar-se com a Palavra de Deus, está vendo”. Disse: “Eu sou o pastor, sou o pastor daquele rebanho, e sendo você meu filho ou quem quer que fosse, você tem de alinhar-se com a Palavra de Deus. Se você não fizer isto, então não estou apto para ser Seu pastor”.
E disse: “Ele não acertava isso. E então contou à igreja e disse: „Meu próprio filho, Wesley, recusa-se a me ouvir neste assunto. Ele se recusa a ouvir o diácono. Você é testemunha disso, Irmão Fulano-de-tal? „Sim, sou‟. „Está bem, às oito horas, no próximo domingo, daqui a quatro semanas, se ele não acertar aquilo com esta igreja, nós entregaremos Wesley, meu filho, ao Diabo, para a destruição da carne, este sangue o Sangue de - de Jesus Cristo e esta igreja não mais o protegerá‟”.
E aquela noite chegou, em pé diante do púlpito, disse: “Ele tem dois minutos mais”. A hora chegou, disse ele: “Agora, como meu filho, Wesley Rasmussen, e disse a esta congregação e a Ti, Todo-Poderoso Deus, que nós fizemos tudo o que pudemos fazer, segundo as Tuas Palavras e instruções do Teu Filho, e nosso Salvador, que Ele nos tem deixado, nós agora... Eu entrego meu rapaz, e esta igreja comigo ao - ao Diabo, para a destruição de sua carne, para que sua alma possa ser salva”. É tudo que foi dito. Nada aconteceu por uma semana ou duas, talvez um mês ou dois.
Certa noite, o velho Wesley adoeceu. E quando adoeceu, continuou a ficar mais e mais doente. Ele chamou o médico. O médico veio e o examinou. Ele tinha uma febre de quase 40 graus, e o doutor não podia encontrar nenhuma razão para isso. Apenas continuou a ficar mais doente. O médico disse: “Rapaz, eu não sei o que aconteceu com você”. Ele não sabia o que fazer. Disse: “Vamos chamar um especialista”. Chamaram um especialista e o especialista foi lá. Eles o levaram ao hospital, examinaram-no, tudo mais, ele disse: “Simplesmente não consigo lhe dizer, o rapaz simplesmente - simplesmente tem aparência de morte”. E a esposa dele ali, em pé, chorando e tudo assim. E os filhos em pé ao redor da cama, e todos desta forma. Ele disse: “Ele está morrendo, isso é tudo”. Disse: “Sua respiração e o seu pulso simplesmente diminuem a cada instante”.
Ele disse: “Chamem o papai”. E seu pai foi correndo até o hospital, bem rápido para vê-lo. Ele disse: “Papai, eu não posso agora, mas Deus ouve as minhas palavras, corrigirei tudo. Acertarei. Sim, acertarei”, aí mesmo a respiração dele começou a voltar ao normal.
E no domingo seguinte, estava em pé diante da igreja, ele disse: “Tenho pecado diante de Deus na presença desta igreja. Eu recusei-me a ouvir as palavras do pastor. Eu recusei-me a ouvir o diácono aqui”. E disse: “Peço a esta igreja que me perdoe pelo mal que tenho feito assim”. Disse: “Deus tem poupado a minha vida”. Eu lhes digo: ele se alinhou de acordo. Sim. Esta é a maneira que tem que ser.

Quando se segue as palavra de Deus como ele tem dito tudo acaba bem...

A igreja é representada por todos os seus fiéis. Quem gostaria de ver sua vida pessoal exposta em cima de um púlpito?

Isto é um absurdo porque não estamos sendo julgados e somente Deus poderá nos dar sabedoria para administrar nossos problemas! Conversar com o pastor, padre ou qualquer sacerdote torna-se normal porque afinal ele é considerado o orientador espiritual daquela igreja. Ir além disso é inadmissível porque só terá a finalidade de expor nossos problemas aos curiosos que se sentirão a vontade para julgar com leviandade problemas que não lhes pertencem!

E nunca será demais lembrar:

Lucas 11:11 - E qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente?

12 - Ou, também, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião?

13 - Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?


Ou esta passagem é falsa ou então é verdadeira. Eu te afirmo, sem medo de errar, que ela é verdadeira!

O que a biblia diz, é que se voce tiver algo algo de errado com o seu irmao, voce tem que chegar e se acertar com ele, ou se ele esta fazendo algo errado voce tem que orienta-lo, porem se ele nao quizer, voce tera que levar alguem com voce (pode ser o pastor, diacono, ou um outro membro da igreja), e se mesmo assim ele nao quizer se acertar o caso deve ser levado pra igreja, e se mesmo assim ele nao aceitar, então a igreja deverá escomunga-lo, pois se ele nao se entende com a igreja ele nao faz parte dela. dize-o à igreja; e, se também não escutar a igreja, considera-o como um "gentio e publicano"
Essa é a maneira que DEUS atraves de sua Palavra nos diz como proceder com esses tipos de casos.

A bíblia não diz isso na passagem que acima postei!

Parece-me que você perdeu o fio da meada para dissertação do assunto!
E por que não diz, ou voce acha que Deus não corrige seus filhos quando estão errados?
Hebreus 12:5-8
5 - E já vos esquecestes da exortação que argumenta convosco como filhos: Filho meu, não desprezes a correção do SENHOR, E não desmaies quando por ele fores repreendido;
6 - Porque o Senhor corrige o que ama, E açoita a qualquer que recebe por filho.
7 - Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque, que filho há a quem o pai não corrija?
8 - Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos.
A correção é para o bem dos filhos de Deus, Ou estou eu errado mostrando isso na biblia?


Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente (Hebreus 13:8).

ewqueiroz
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 215
flag : Brasil
Data de inscrição : 03/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta a Um Jovem Evangélico que Faz Sexo com a Namorada

Mensagem por silvamelo em Qua 21 Nov 2012, 1:42 pm

Eterna escreveu:
ewqueiroz escreveu:
Eterna escreveu:A igreja é representada por todos os seus fiéis. Quem gostaria de ver sua vida pessoal exposta em cima de um púlpito?

Isto é um absurdo porque não estamos sendo julgados e somente Deus poderá nos dar sabedoria para administrar nossos problemas! Conversar com o pastor, padre ou qualquer sacerdote torna-se normal porque afinal ele é considerado o orientador espiritual daquela igreja. Ir além disso é inadmissível porque só terá a finalidade de expor nossos problemas aos curiosos que se sentirão a vontade para julgar com leviandade problemas que não lhes pertencem!

E nunca será demais lembrar:

Lucas 11:11 - E qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente?

12 - Ou, também, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião?

13 - Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?


Ou esta passagem é falsa ou então é verdadeira. Eu te afirmo, sem medo de errar, que ela é verdadeira!

O que a biblia diz, é que se voce tiver algo algo de errado com o seu irmao, voce tem que chegar e se acertar com ele, ou se ele esta fazendo algo errado voce tem que orienta-lo, porem se ele nao quizer, voce tera que levar alguem com voce (pode ser o pastor, diacono, ou um outro membro da igreja), e se mesmo assim ele nao quizer se acertar o caso deve ser levado pra igreja, e se mesmo assim ele nao aceitar, então a igreja deverá escomunga-lo, pois se ele nao se entende com a igreja ele nao faz parte dela. dize-o à igreja; e, se também não escutar a igreja, considera-o como um "gentio e publicano"
Essa é a maneira que DEUS atraves de sua Palavra nos diz como proceder com esses tipos de casos.

A bíblia não diz isso na passagem que acima postei!

Parece-me que você perdeu o fio da meada para dissertação do assunto!
A passagem que você citou não quer significar que Cristo tem anuência com o pecado! Para questões em que existe um pecador no seio da igreja a passagem a ser levada em conta é aquela mesmo, onde o o irmão deve demonstrar o arrependimento diante da liderança e, se for preciso, diante da igreja.

O Pai celestial de fato ama a seus fílhos. Os ama tanto que enviou seu próprio Filho unigênito para os livrar do pecado e fazer com que andem em novidade de vida. Porque o pecado gera a morte e é precisamente por isso que a humanidade se encontra atolada na lama do pecado até a morte, desde os primórdios da criação.

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta a Um Jovem Evangélico que Faz Sexo com a Namorada

Mensagem por ewqueiroz em Qua 21 Nov 2012, 11:24 pm

silvamelo escreveu:
Eterna escreveu:
ewqueiroz escreveu:
Eterna escreveu:A igreja é representada por todos os seus fiéis. Quem gostaria de ver sua vida pessoal exposta em cima de um púlpito?

Isto é um absurdo porque não estamos sendo julgados e somente Deus poderá nos dar sabedoria para administrar nossos problemas! Conversar com o pastor, padre ou qualquer sacerdote torna-se normal porque afinal ele é considerado o orientador espiritual daquela igreja. Ir além disso é inadmissível porque só terá a finalidade de expor nossos problemas aos curiosos que se sentirão a vontade para julgar com leviandade problemas que não lhes pertencem!

E nunca será demais lembrar:

Lucas 11:11 - E qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente?

12 - Ou, também, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião?

13 - Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?


Ou esta passagem é falsa ou então é verdadeira. Eu te afirmo, sem medo de errar, que ela é verdadeira!

O que a biblia diz, é que se voce tiver algo algo de errado com o seu irmao, voce tem que chegar e se acertar com ele, ou se ele esta fazendo algo errado voce tem que orienta-lo, porem se ele nao quizer, voce tera que levar alguem com voce (pode ser o pastor, diacono, ou um outro membro da igreja), e se mesmo assim ele nao quizer se acertar o caso deve ser levado pra igreja, e se mesmo assim ele nao aceitar, então a igreja deverá escomunga-lo, pois se ele nao se entende com a igreja ele nao faz parte dela. dize-o à igreja; e, se também não escutar a igreja, considera-o como um "gentio e publicano"
Essa é a maneira que DEUS atraves de sua Palavra nos diz como proceder com esses tipos de casos.

A bíblia não diz isso na passagem que acima postei!

Parece-me que você perdeu o fio da meada para dissertação do assunto!
A passagem que você citou não quer significar que Cristo tem anuência com o pecado! Para questões em que existe um pecador no seio da igreja a passagem a ser levada em conta é aquela mesmo, onde o o irmão deve demonstrar o arrependimento diante da liderança e, se for preciso, diante da igreja.

O Pai celestial de fato ama a seus fílhos. Os ama tanto que enviou seu próprio Filho unigênito para os livrar do pecado e fazer com que andem em novidade de vida. Porque o pecado gera a morte e é precisamente por isso que a humanidade se encontra atolada na lama do pecado até a morte, desde os primórdios da criação.
Verdade silvamelo, pois Cristo morreu mara nos tirar do pecado e nao para passar a mão em nossa cabeça e dizer:continua pecando filhinho voce não sabe o que faz eu te amo. Porem ele disse: Sede santos, porque eu sou santo.


Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente (Hebreus 13:8).

ewqueiroz
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 215
flag : Brasil
Data de inscrição : 03/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta a Um Jovem Evangélico que Faz Sexo com a Namorada

Mensagem por Eterna em Dom 25 Nov 2012, 7:52 pm

ewqueiroz escreveu:
Eterna escreveu:
ewqueiroz escreveu:
Eterna escreveu:
ewqueiroz escreveu:
Eterna escreveu:
- Se o irmão não escutar o problema deve ser levado a igreja (entende-se que deveria ser levado ao sacerdote, desde que ele não seja uma comadre).

Oremos então para que até chegar no sacerdote não haja quatro ou cinco tomando conhecimento do assunto e que tudo transcorra de forma discreta.
Pimeiramente a biblia "DIZ" que deve ser levado a "IGREJA", e não ao sacerdote. U
ma historia semelhanate foi a de um pastor chamado Rasmussen. Ele tinha um rapaz, ministro, foi e se casou com uma moça católica, começou assim, e ia fazer isto, fazer aquilo, e aquilo outro. E - e acabou se metendo em apuros. Então o pai dele foi até ele, disse: “Agora olhe, filho, você vai se reconciliar com seu pai?” Ele havia chamado a igreja deles de um bando de santos roladores, do seu pai. Ele disse: “Agora olhe, você vai acertar aquela coisa com esta igreja?”
Ele disse: “Ora, pai, o senhor é meu pai, e eu não quero meter-me em problema com o senhor”.
Tudo bem, foi e pegou um dos diáconos e desceu até a casa dele, disse: “Wesley, eu quero conversar com você”. Disse: “Você vai acertar esta coisa com a igreja?” E ele murmurou duas palavras com resposta, daquela maneira. Disse: “Lembre-se, Wesley, eu sou o pastor desta igreja. Sou seu pai, contudo vou fazer o que Deus diz para fazer. Vou lhe dar trinta dias para acertar isto com esta igreja, ou iremos excomunga-lo da Presença de Deus. Você é meu filho; Aquele é meu Salvador”. Disse: “Eu o amo, e você sabe que eu o amo, Wesley, eu morreria agora mesmo por você, mas você tem que alinhar-se com a Palavra de Deus, está vendo”. Disse: “Eu sou o pastor, sou o pastor daquele rebanho, e sendo você meu filho ou quem quer que fosse, você tem de alinhar-se com a Palavra de Deus. Se você não fizer isto, então não estou apto para ser Seu pastor”.
E disse: “Ele não acertava isso. E então contou à igreja e disse: „Meu próprio filho, Wesley, recusa-se a me ouvir neste assunto. Ele se recusa a ouvir o diácono. Você é testemunha disso, Irmão Fulano-de-tal? „Sim, sou‟. „Está bem, às oito horas, no próximo domingo, daqui a quatro semanas, se ele não acertar aquilo com esta igreja, nós entregaremos Wesley, meu filho, ao Diabo, para a destruição da carne, este sangue o Sangue de - de Jesus Cristo e esta igreja não mais o protegerá‟”.
E aquela noite chegou, em pé diante do púlpito, disse: “Ele tem dois minutos mais”. A hora chegou, disse ele: “Agora, como meu filho, Wesley Rasmussen, e disse a esta congregação e a Ti, Todo-Poderoso Deus, que nós fizemos tudo o que pudemos fazer, segundo as Tuas Palavras e instruções do Teu Filho, e nosso Salvador, que Ele nos tem deixado, nós agora... Eu entrego meu rapaz, e esta igreja comigo ao - ao Diabo, para a destruição de sua carne, para que sua alma possa ser salva”. É tudo que foi dito. Nada aconteceu por uma semana ou duas, talvez um mês ou dois.
Certa noite, o velho Wesley adoeceu. E quando adoeceu, continuou a ficar mais e mais doente. Ele chamou o médico. O médico veio e o examinou. Ele tinha uma febre de quase 40 graus, e o doutor não podia encontrar nenhuma razão para isso. Apenas continuou a ficar mais doente. O médico disse: “Rapaz, eu não sei o que aconteceu com você”. Ele não sabia o que fazer. Disse: “Vamos chamar um especialista”. Chamaram um especialista e o especialista foi lá. Eles o levaram ao hospital, examinaram-no, tudo mais, ele disse: “Simplesmente não consigo lhe dizer, o rapaz simplesmente - simplesmente tem aparência de morte”. E a esposa dele ali, em pé, chorando e tudo assim. E os filhos em pé ao redor da cama, e todos desta forma. Ele disse: “Ele está morrendo, isso é tudo”. Disse: “Sua respiração e o seu pulso simplesmente diminuem a cada instante”.
Ele disse: “Chamem o papai”. E seu pai foi correndo até o hospital, bem rápido para vê-lo. Ele disse: “Papai, eu não posso agora, mas Deus ouve as minhas palavras, corrigirei tudo. Acertarei. Sim, acertarei”, aí mesmo a respiração dele começou a voltar ao normal.
E no domingo seguinte, estava em pé diante da igreja, ele disse: “Tenho pecado diante de Deus na presença desta igreja. Eu recusei-me a ouvir as palavras do pastor. Eu recusei-me a ouvir o diácono aqui”. E disse: “Peço a esta igreja que me perdoe pelo mal que tenho feito assim”. Disse: “Deus tem poupado a minha vida”. Eu lhes digo: ele se alinhou de acordo. Sim. Esta é a maneira que tem que ser.

Quando se segue as palavra de Deus como ele tem dito tudo acaba bem...

A igreja é representada por todos os seus fiéis. Quem gostaria de ver sua vida pessoal exposta em cima de um púlpito?

Isto é um absurdo porque não estamos sendo julgados e somente Deus poderá nos dar sabedoria para administrar nossos problemas! Conversar com o pastor, padre ou qualquer sacerdote torna-se normal porque afinal ele é considerado o orientador espiritual daquela igreja. Ir além disso é inadmissível porque só terá a finalidade de expor nossos problemas aos curiosos que se sentirão a vontade para julgar com leviandade problemas que não lhes pertencem!

E nunca será demais lembrar:

Lucas 11:11 - E qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente?

12 - Ou, também, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião?

13 - Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?


Ou esta passagem é falsa ou então é verdadeira. Eu te afirmo, sem medo de errar, que ela é verdadeira!

O que a biblia diz, é que se voce tiver algo algo de errado com o seu irmao, voce tem que chegar e se acertar com ele, ou se ele esta fazendo algo errado voce tem que orienta-lo, porem se ele nao quizer, voce tera que levar alguem com voce (pode ser o pastor, diacono, ou um outro membro da igreja), e se mesmo assim ele nao quizer se acertar o caso deve ser levado pra igreja, e se mesmo assim ele nao aceitar, então a igreja deverá escomunga-lo, pois se ele nao se entende com a igreja ele nao faz parte dela. dize-o à igreja; e, se também não escutar a igreja, considera-o como um "gentio e publicano"
Essa é a maneira que DEUS atraves de sua Palavra nos diz como proceder com esses tipos de casos.

A bíblia não diz isso na passagem que acima postei!

Parece-me que você perdeu o fio da meada para dissertação do assunto!
E por que não diz, ou voce acha que Deus não corrige seus filhos quando estão errados?
Hebreus 12:5-8
5 - E já vos esquecestes da exortação que argumenta convosco como filhos: Filho meu, não desprezes a correção do SENHOR, E não desmaies quando por ele fores repreendido;
6 - Porque o Senhor corrige o que ama, E açoita a qualquer que recebe por filho.
7 - Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque, que filho há a quem o pai não corrija?
8 - Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos.
A correção é para o bem dos filhos de Deus, Ou estou eu errado mostrando isso na biblia?

E você tenta desvirtuar o texto, sem qualquer constrangimento, conduzindo a situação para onde melhor lhe interessa!


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3823
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta a Um Jovem Evangélico que Faz Sexo com a Namorada

Mensagem por Eterna em Dom 25 Nov 2012, 8:06 pm

silvamelo escreveu:
Eterna escreveu:
ewqueiroz escreveu:
Eterna escreveu:A igreja é representada por todos os seus fiéis. Quem gostaria de ver sua vida pessoal exposta em cima de um púlpito?

Isto é um absurdo porque não estamos sendo julgados e somente Deus poderá nos dar sabedoria para administrar nossos problemas! Conversar com o pastor, padre ou qualquer sacerdote torna-se normal porque afinal ele é considerado o orientador espiritual daquela igreja. Ir além disso é inadmissível porque só terá a finalidade de expor nossos problemas aos curiosos que se sentirão a vontade para julgar com leviandade problemas que não lhes pertencem!

E nunca será demais lembrar:

Lucas 11:11 - E qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente?

12 - Ou, também, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião?

13 - Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?


Ou esta passagem é falsa ou então é verdadeira. Eu te afirmo, sem medo de errar, que ela é verdadeira!

O que a biblia diz, é que se voce tiver algo algo de errado com o seu irmao, voce tem que chegar e se acertar com ele, ou se ele esta fazendo algo errado voce tem que orienta-lo, porem se ele nao quizer, voce tera que levar alguem com voce (pode ser o pastor, diacono, ou um outro membro da igreja), e se mesmo assim ele nao quizer se acertar o caso deve ser levado pra igreja, e se mesmo assim ele nao aceitar, então a igreja deverá escomunga-lo, pois se ele nao se entende com a igreja ele nao faz parte dela. dize-o à igreja; e, se também não escutar a igreja, considera-o como um "gentio e publicano"
Essa é a maneira que DEUS atraves de sua Palavra nos diz como proceder com esses tipos de casos.

A bíblia não diz isso na passagem que acima postei!

Parece-me que você perdeu o fio da meada para dissertação do assunto!
A passagem que você citou não quer significar que Cristo tem anuência com o pecado! Para questões em que existe um pecador no seio da igreja a passagem a ser levada em conta é aquela mesmo, onde o o irmão deve demonstrar o arrependimento diante da liderança e, se for preciso, diante da igreja.

O Pai celestial de fato ama a seus fílhos. Os ama tanto que enviou seu próprio Filho unigênito para os livrar do pecado e fazer com que andem em novidade de vida. Porque o pecado gera a morte e é precisamente por isso que a humanidade se encontra atolada na lama do pecado até a morte, desde os primórdios da criação.

Silva, guardando as devidas proporções com relação a nossa crença, efetivamente a passagem não significa anuência, pois teríamos que reencarnar, ou nas outras religiões, corrigir na mesma vida o problema.

O questionamento está em expor nossa vida pessoal em público (dentro da igreja). Isto serve apenas para julgamento dos nossos atos pessoais e não para edificação dos membros da igreja ou daquele que sofre o problema!


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3823
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

e por ai...

Mensagem por Guilherme em Dom 25 Nov 2012, 8:45 pm

Sales escreveu:Meu caro Ricardo,
Ontem estive pregando em sua igreja e tive a oportunidade de rever João, nosso amigo comum. Não lhe encontrei. João me disse que você e a Raquel, sua namorada, tinham saído com a turma da mocidade para um acampamento no fim de semana e que só regressariam nessa segunda bem cedo.
Saí com o João para comer pizza após o culto e falamos sobre você. João abriu o coração. Ele está muito preocupado com você, desde que você disse a ele que tem ido com Raquel para motéis da cidade e às vezes até mesmo depois do culto de jovens no sábado à noite. Ele falou que já teve várias conversas com você mas que você tem argumentado defendendo o sexo antes do casamento como se fosse normal e que pretende casar com Raquel quando terminarem a faculdade.

Ele pediu minha ajuda, para que eu falasse com você, e me autorizou a mencionar nossa conversa na pizzaria. Relutei, pois acho que é o pastor de sua igreja que deve tratar desse assunto. Você e a Raquel, afinal, são membros comungantes dessa igreja e estão debaixo da orientação espiritual dela. Mas, João me disse que o pastor faz de conta que não sabe que essas coisas estão acontecendo na mocidade da igreja. Como sou amigo da sua família fazem muitos anos, desde que vocês freqüentaram minha igreja em São Paulo, resolvi, então, escrever para você sobre esse assunto, tendo como base os argumentos que você usou diante de João para justificar sua ida a motéis com a Raquel.

Se entendi direito, você argumenta que não há nada na Bíblia que proiba sexo antes do casamento. É verdade que não há uma passagem bíblica que diga "não farás sexo antes do casamento;" mas existem dezenas de outras que expressam essa verdade com outras palavras e de outras maneiras. Podemos começar com aquelas que pressupõem o casamento como sendo o procedimento padrão, legal e estabelecido por Deus para pessoas que desejam viver juntas (veja Mateus 9:15; 24:38; Lucas 12:36; 14:8; João 2:1-2; 1Coríntios 7:9,28,39), aquelas que abençoam o casamento (Hebreus 13:4) e aquelas que se referem ao divórcio - que é o término oficial do casamento - como algo que Deus aborrece (veja Malaquias 3:16; Mateus 5:31-32).

Podemos incluir ainda aquelas passagens contra os que proíbem o casamento (1Timóteo 4:3) e as outras que condenam o adultério, a fornicação e a prostituição (veja Mateus 5:28,32; 15:19; João 8:3; 1Coríntios 7:2; 6:9; Gálatas 5:19; Efésios 5:3-5; Colossenses 3:5; 1Tessalonicenses 4:3-5; 1Timóteo 1:10; Hebreus 13:4; Apocalipse 21:8; 22:15). Qual é o referencial que nos possibilita caracterizar esses comportamentos como desvios, impureza e pecado? O casamento, naturalmente. Adultério, prostituição e fornicação, embora tendo nuances diferentes, têm em comum o fato de que são relações sexuais praticadas fora do casamento. Se o casamento, que implica num compromisso formal e legal entre um homem e uma mulher, não fosse a situação normal onde o sexo pode ser desfrutado de maneira legítima, como se poderia caracterizar como desvio o adultério, a fornicação ou a prostituição? A Bíblia considera essas coisas como pecado e coloca os que praticam a impureza sexual e a imoralidade debaixo da condenação de Deus - a menos que se arrependam, é claro, e mudem de vida.

Você argumenta também que o casamento é uma conveniência humana e que muda de cultura para cultura. Bom, é certo que o casamento tem um caráter social, cultural e pessoal. Todavia, do ponto de vista bíblico, não se pode esquecer que foi Deus quem criou o homem e a mulher, que os juntou no jardim, e disse que seriam uma só carne, dando-lhes a responsabilidade de constituir família e dominar o mundo. O casamento é uma instituição divina a ser realizada pelas sociedades humanas. Embora as culturas sejam distintas, e os rituais e procedimentos dos casamentos sejam distintos, do ponto de vista bíblico o casamento implica em reconhecimento legal daquela união por quem de direito, trazendo implicações para a criação e tutela dos filhos, sustento da casa e também responsabilidades e conseqüências em caso de separação e repúdio. Quando duas pessoas resolvem ir morar juntas como se fossem casadas, essa decisão não faz delas pessoas casadas diante de Deus - mas (desculpe a franqueza), pessoas que estão vivendo em imoralidade sexual.

É verdade que a legislação de muitos países tem cada vez mais reconhecido as chamadas uniões estáveis. É uma triste constatação que o casamento está cada vez mais sendo desvalorizado na sociedade moderna ocidental. Todavia, esses movimentos no mundo e na cultura não são a bússola pela qual a Igreja determina seu norte - e sim a Palavra de Deus. Em muitas culturas a legislação tem sancionado coisas que estão em contradição com os valores bíblicos, como aborto, eutanásia, uniões homossexuais, uso de drogas, etc. A Igreja deve ter uma postura crítica da cultura, tendo como referencial a Palavra de Deus.

O João me disse ainda que você considera que o mais importante é o amor e a fidelidade, e que argumentou que tem muita gente casada mas infeliz e infiel para com o cônjuge. Ricardo, é um jogo perigoso tentar justificar um erro com outro. Gente casada que é infiel não serve de desculpas para quem quer viver com outra pessoa sem se casar com ela. Além do mais, como pode existir o conceito de fidelidade numa união que não tem caráter oficial nem legal, e que não teve juramentos solenes feitos diante de Deus e das autoridades constituídas? Mesmo que você e sua namorada façam uma "cerimônia" particular onde só vocês dois estão presentes e onde se casem a si mesmos diante de Deus - qual a validade disso? As promessas de fidelidade trocadas por pessoas não casadas têm tanto valor quanto um contrato de gaveta. Lembre inclusive que não é a Igreja que casa, e sim o Estado. Naqueles casamentos religiosos com efeito civil, o pastor ou padre está agindo com procuração do juiz.

Não posso deixar de mencionar aqui que na Bíblia o casamento é constantemente referido como uma aliança (veja Ezequiel 16:59-63). Deus é testemunha dessa aliança feita no casamento, a qual também é chamada de "aliança de nossos pais", uma referência ao caráter público da mesma (não deixe de ler Malaquias 2:10-16).

Não fiquei nem um pouco surpreso com seu outro argumento para fazer sexo com sua namorada, que foi "é importante conhecer bem a pessoa antes do casamento". Já ouvi esse argumento dezenas de vezes. E sempre o considerei uma burrice - mais uma vez, desculpe a franqueza. Em que sentido ter relações sexuais com sua namorada vai lhe dar um conhecimento dela que servirá para determinar se o casamento vai dar certo ou não? Embora o sexo seja uma parte muito importante do casamento, o que faz um casamento funcionar são os relacionamentos pessoais, a tolerância, a compreensão, a renúncia, o amor, a entrega, o compartilhar... você pode descobrir antes do casamento que sua namorada é muito boa de cama, mas não é o desempenho sexual de vocês que vai manter ou salvar seu casamento. Esse argumento parte de um equívoco fundamental com relação à natureza do casamento e no fim nada mais é que uma desculpa tola para comerem a sobremesa antes do almoço.

Agora, o pior argumento que ouvi do João foi que você disse "a graça de Deus tolera esse comportamento." Acho esse o pior argumento porque ele revela uma coisa séria em seu pensamento, que é tomar a graça de Deus como desculpa para um comportamento imoral. Esse sempre foi o argumento dos libertinos ao longo da história da igreja. O escritor bíblico Judas, irmão de Tiago, enfrentou os libertinos de sua época chamando-os de "homens ímpios, que transformam em libertinagem a graça de nosso Deus e negam o nosso único Soberano e Senhor, Jesus Cristo" (Judas 4). Esse é o caminho de Balaão "o qual ensinava a Balaque a armar ciladas diante dos filhos de Israel para comerem coisas sacrificadas aos ídolos e praticarem a prostituição" (Apocalipse 2:14). É a doutrina da prostituta-profetisa Jezabel, que seduzia os cristão "a praticarem a prostituição e a comerem coisas sacrificadas aos ídolos" (Apocalipse 2:20) e a conhecer "as coisas profundas de Satanás" (Apocalipse 2:24).

Como seu amigo e pastor, permita-me exortá-lo a cair fora dessa maneira libertina de pensar, Ricardo, antes que sua consciência seja cauterizada pelo engano do pecado (Hebreus 3:13). Ainda há tempo para arrependimento e mudança de atitude. A abstinência sexual é o caminho de Deus para os solteiros, e esse estilo de vida é perfeitamente possível pelo poder do Espírito, ainda que aos olhos de outros seja a coisa mais careta e retrógrada que exista. Se você realmente pensa em casar com a Raquel e constituírem família, o melhor caminho é pararem agora de ter relações e aguardarem o dia do casamento. Vocês devem confessar a Deus o seu pecado e um ao outro, e seguir o caminho da abstinência, com a graça de Deus.

Estou à sua disposição para conversarmos pessoalmente. Traga a Raquel também. Estou orando por vocês.

Autor: Augustus Nicodemus Lopes

Fonte: http://www.macelocarvalho.com.br/2012/06/carta-um-jovem-evangelico-que-faz-sexo.html

Essas cartas qdo postadas sao publicas. Eu acho que quando amamos a Cristo com nossas forcas, entendimento, nos nos consideramos os mais gratos da face da terra. Dai a impossibilidade de julgar os outros, se achar superior de outras coisas. Este e um processo de mudanca de comportamento que e inevitavel que aconteca. A nao ser que voce nao teve realmente um contato com o "Cara la de cima", uma conversao real. Da morte para a vida Espiritual.
Se vc vive "abrasado" entao case-se. Nao da para tentar "dar um jeitinho" e 1- ora minimizar os problemas espirituais e de toda ordem ou 2- nao da pra suprimir sua carne achando que voce e super homem..mesmo porque carne vai voltar e vai voltar "com raiva" :mtb: exigindo "vinganca" (dai que comecam as taras se a coisa nao e tratada). Desejo sexual e uma torrente de dopamina no cerebro. E altamente aditivo. E alem disso, o pecado vai "tomando conta". O sujeito passa de "olhadinhas na internet" para "pegacao paga nas ruas ou festas de swing". E aquela coisa, se vc der a mao, vao querer o braco.
Quem ama a Deus e suas obras sabe que o fim disto tudo acima e morte. Morte espiritual , claro, mas problemas mentais, cerebrais, morais, sociais, financeiros, familiares, etc..ufa :pens:

Essa de esperar ate a faculdade pra casar (enqto da suas escapadas) nao vai levar a nada a nao ser uma perda de tempo gigante no crescimento dele enqto homem espiritual. E incrivel como a cultura secular ai fora vende a ideia de que "tem que experimentar" pra ver se gosta. E algo tao idiota que assusta....

O debate sobre a sociedade brasileira por exemplo, no outro topico, mostra que ha pessoas que na verdade gostam do status quo. A imoralidade nojenta e o comportamento das mulheres (em todo o mundo e verdade, mas com o Brasil campeao) e algo visto como natural, aceitavel. Fica impossivel viver uma vida reta e integra, para o nosso proprio bem, com pornografia em todos os cantos, incluindo o celular, e tomando pressao de todos os lados. Incluindo deste forum. Pois eu continuo resistindo. Nos devemos resistir. Ir no fluxo da cultura hoje esta levando a resultados que todos sabemos. :risadinha: Na minha opiniao em casos assim o rapaz e a namorada deveriam ter um conselheiro na igreja. Um cara de cabeca aberta, qualificado e integro. Caminhar juntos. So isso. Mas de novo, e dificil encontrar alguem assim. O que se encontra sao paspalhoes metendo o bedelho na sua vida sem a menor qualificacao e pior, ele mesmo sem vida com Deus.

De novo, a culpa e da igreja! down

Tio Edmir, a kathy ta morrendo de rir com essas carinhas todas.....caramba! DE ONDE elas vieram? (e estao crescendo em numero!) :risadinha: :risadinha: :risadinha: :risadinha:

Guilherme
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 1332
flag : Israel
Data de inscrição : 02/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta a Um Jovem Evangélico que Faz Sexo com a Namorada

Mensagem por Ed em Dom 25 Nov 2012, 8:49 pm

Uma imagem vale mais do que 1000 palavras... floral

Essa foi para a kathy
jesus te ama




::


Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus 2Co 2:17

O Forum Gospel Brasil completa hoje 3156 dias de existência com 228799 mensagens

Ed
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 11000
Idade : 64
Localização : BRUSA
flag : BrUSA
Data de inscrição : 13/04/2008

http://gospelbrasil.topicboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta a Um Jovem Evangélico que Faz Sexo com a Namorada

Mensagem por ewqueiroz em Seg 26 Nov 2012, 11:33 pm

Eterna escreveu:
silvamelo escreveu:
Eterna escreveu:
ewqueiroz escreveu:
Eterna escreveu:A igreja é representada por todos os seus fiéis. Quem gostaria de ver sua vida pessoal exposta em cima de um púlpito?

Isto é um absurdo porque não estamos sendo julgados e somente Deus poderá nos dar sabedoria para administrar nossos problemas! Conversar com o pastor, padre ou qualquer sacerdote torna-se normal porque afinal ele é considerado o orientador espiritual daquela igreja. Ir além disso é inadmissível porque só terá a finalidade de expor nossos problemas aos curiosos que se sentirão a vontade para julgar com leviandade problemas que não lhes pertencem!

E nunca será demais lembrar:

Lucas 11:11 - E qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente?

12 - Ou, também, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião?

13 - Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?


Ou esta passagem é falsa ou então é verdadeira. Eu te afirmo, sem medo de errar, que ela é verdadeira!

O que a biblia diz, é que se voce tiver algo algo de errado com o seu irmao, voce tem que chegar e se acertar com ele, ou se ele esta fazendo algo errado voce tem que orienta-lo, porem se ele nao quizer, voce tera que levar alguem com voce (pode ser o pastor, diacono, ou um outro membro da igreja), e se mesmo assim ele nao quizer se acertar o caso deve ser levado pra igreja, e se mesmo assim ele nao aceitar, então a igreja deverá escomunga-lo, pois se ele nao se entende com a igreja ele nao faz parte dela. dize-o à igreja; e, se também não escutar a igreja, considera-o como um "gentio e publicano"
Essa é a maneira que DEUS atraves de sua Palavra nos diz como proceder com esses tipos de casos.

A bíblia não diz isso na passagem que acima postei!

Parece-me que você perdeu o fio da meada para dissertação do assunto!
A passagem que você citou não quer significar que Cristo tem anuência com o pecado! Para questões em que existe um pecador no seio da igreja a passagem a ser levada em conta é aquela mesmo, onde o o irmão deve demonstrar o arrependimento diante da liderança e, se for preciso, diante da igreja.

O Pai celestial de fato ama a seus fílhos. Os ama tanto que enviou seu próprio Filho unigênito para os livrar do pecado e fazer com que andem em novidade de vida. Porque o pecado gera a morte e é precisamente por isso que a humanidade se encontra atolada na lama do pecado até a morte, desde os primórdios da criação.

Silva, guardando as devidas proporções com relação a nossa crença, efetivamente a passagem não significa anuência, pois teríamos que reencarnar, ou nas outras religiões, corrigir na mesma vida o problema.

O questionamento está em expor nossa vida pessoal em público (dentro da igreja). Isto serve apenas para julgamento dos nossos atos pessoais e não para edificação dos membros da igreja ou daquele que sofre o problema!
Eterna, o que eu mostrei é como a biblia nos ensina a lidar com esse tipo de problema "dentro" da igreja (congregação), é logico que não concordo que isso venha a publico (fora da igreja). É como eu expliquei, tem todo um processo, onde para que chegue ao conhecimento de toda a igreja é "somente" quando os dois primeiros processos não funciona. Porem isso jamais deve sair de dentro da igreja. Como foi o caso dessa carta que chegou ao nosso conhecimento, no qual eu não apoio. Uma igreja é como uma familia, na qual um deve ajudar o outro.


Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente (Hebreus 13:8).

ewqueiroz
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 215
flag : Brasil
Data de inscrição : 03/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta a Um Jovem Evangélico que Faz Sexo com a Namorada

Mensagem por Eterna em Sab 08 Dez 2012, 8:40 pm

ewqueiroz escreveu:
Eterna escreveu:
silvamelo escreveu:
Eterna escreveu:
ewqueiroz escreveu:
Eterna escreveu:A igreja é representada por todos os seus fiéis. Quem gostaria de ver sua vida pessoal exposta em cima de um púlpito?

Isto é um absurdo porque não estamos sendo julgados e somente Deus poderá nos dar sabedoria para administrar nossos problemas! Conversar com o pastor, padre ou qualquer sacerdote torna-se normal porque afinal ele é considerado o orientador espiritual daquela igreja. Ir além disso é inadmissível porque só terá a finalidade de expor nossos problemas aos curiosos que se sentirão a vontade para julgar com leviandade problemas que não lhes pertencem!

E nunca será demais lembrar:

Lucas 11:11 - E qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente?

12 - Ou, também, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião?

13 - Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?


Ou esta passagem é falsa ou então é verdadeira. Eu te afirmo, sem medo de errar, que ela é verdadeira!

O que a biblia diz, é que se voce tiver algo algo de errado com o seu irmao, voce tem que chegar e se acertar com ele, ou se ele esta fazendo algo errado voce tem que orienta-lo, porem se ele nao quizer, voce tera que levar alguem com voce (pode ser o pastor, diacono, ou um outro membro da igreja), e se mesmo assim ele nao quizer se acertar o caso deve ser levado pra igreja, e se mesmo assim ele nao aceitar, então a igreja deverá escomunga-lo, pois se ele nao se entende com a igreja ele nao faz parte dela. dize-o à igreja; e, se também não escutar a igreja, considera-o como um "gentio e publicano"
Essa é a maneira que DEUS atraves de sua Palavra nos diz como proceder com esses tipos de casos.

A bíblia não diz isso na passagem que acima postei!

Parece-me que você perdeu o fio da meada para dissertação do assunto!
A passagem que você citou não quer significar que Cristo tem anuência com o pecado! Para questões em que existe um pecador no seio da igreja a passagem a ser levada em conta é aquela mesmo, onde o o irmão deve demonstrar o arrependimento diante da liderança e, se for preciso, diante da igreja.

O Pai celestial de fato ama a seus fílhos. Os ama tanto que enviou seu próprio Filho unigênito para os livrar do pecado e fazer com que andem em novidade de vida. Porque o pecado gera a morte e é precisamente por isso que a humanidade se encontra atolada na lama do pecado até a morte, desde os primórdios da criação.

Silva, guardando as devidas proporções com relação a nossa crença, efetivamente a passagem não significa anuência, pois teríamos que reencarnar, ou nas outras religiões, corrigir na mesma vida o problema.

O questionamento está em expor nossa vida pessoal em público (dentro da igreja). Isto serve apenas para julgamento dos nossos atos pessoais e não para edificação dos membros da igreja ou daquele que sofre o problema!

Eterna, o que eu mostrei é como a biblia nos ensina a lidar com esse tipo de problema "dentro" da igreja (congregação), é logico que não concordo que isso venha a publico (fora da igreja). É como eu expliquei, tem todo um processo, onde para que chegue ao conhecimento de toda a igreja é "somente" quando os dois primeiros processos não funciona. Porem isso jamais deve sair de dentro da igreja. Como foi o caso dessa carta que chegou ao nosso conhecimento, no qual eu não apoio. Uma igreja é como uma familia, na qual um deve ajudar o outro.

Todas as famílias são iguais:

- Temos o fofoqueiro!
- o debochado!
- o irresponsável!
- o preguiçoso!
- etc.

... e a carta passou pela mão da família "igreja"!

Isto é um escândalo que nunca poderia ou deveria ter acontecido!

Repito: Se eu não fosse espírita não teria qualquer religião! Na pior das hipóteses seria católica porque ao menos conseguiria preservar minha privacidade no segredo de confessionário!



Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3823
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta a Um Jovem Evangélico que Faz Sexo com a Namorada

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 11:44 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum