.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
Quem está conectado
51 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 51 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

t? escrito... Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por vítor em Sex 11 Maio 2012, 11:43 am

Paz de CRISTO,

Dou início a este topic, sabendo que o poderão querer juntar a outro topico semelhante, de que não dei conta.


Alfredo Bernacchi escreveu:
vítor escreveu:Paz do SENHOR JESUS,

Caro Alfredo,

Alfredo Bernacchi escreveu:Se vocês não podem provar que Jesus existiu, por que acreditam nele, assim, com tanta certeza? Por acaso isso não modificou a vida de vocês? Não é estranho, não ter certeza e modificar a própria vida em função de uma coisa que não se tem certeza?

Minha vida é pautada, não em hipóteses, mas em coisas que eu conheço bem.
Abç

Uma hipotese consistente merece ser testada. O Evangelho é consistente e tem um poder que a minha alma e a de muitos sentem como algo muito extraordinario e diferente. Merece a atenção.
Depois o Alfredo presume que sua vida não é pautada por hipoteses. Será? as coisa são é tão praticas que nem pensamos nelas, assumido-as como consequencia normal de nossa atitude ou existência. Lembra do emprirismo e da questão de agua sempre ferver a 90 graus? ou dos cisnes serem todos brancos? é o raciocínio por indução. Crê-se que as coisas são sempre assim (ate prova em contrario) .Mesmo quando nos levantamos fazendo força nas pernas, fazemo-lo porque acreditamos. Em tudo temos de acreditar.
E o casamento, não é uma hipotese? um desafio, uma aposta, um investimento, um dar credito? um acreditar?
O amor... o sentir, vê-se? Não. Mas cremos que existe noutros por nós. E olha que hipotese mais fundamental na vida, o Amor dos outros por nós. Dependendo do que acreditarmos sobre esta e aquela pessoa estabelecemos as nossas relações e personalidade propria, nossa confiança e autoestima, nossas decisões mais importantes, etc...
é no acreditar que damos os saltos na vida, é sobre as hipotese (calculadas) que fazemos toda a nossa vida. A certeza vem por acrescimo. O saber se a hipotese estava errada ou não, só mesmo testando, e há coisas que os outros não podem fazer por nós, porque, por mais que seja aconselhavel olharmos exemplos... via de regra, só a prova tira as dúvidas completamente.

Benção de JESUS, caro Ancião


Com certeza é como você diz, mas nem tudo. Coisas não são passivas de crédito. Por exemplo: Você acredita em Mula sem Cabeça? E Saci Pererê? Lobisomem? Zumbi? Vampiro? Duende? Horóscopo? Cristais de Bah? Regressão a vidas passadas? Ressurreição? caminhar sobre as águas sem afundar? Efeitos da macumba? Cartomancia? Purgatório? Inferno? Vida Eterna? Chupa Cabras? É isso aí. Somos racionais, e acredito que você seja inteligente e tenha cultura. Mas vou me surpreender se você acreditar em qualquer coisa dessas...
Obrigado pelo Ancião. Sinal de respeito. Isso é bom. Você tem ainda quantos anos?
Abç.
Agradeço a participação cívica e responsavel.

caro Bernacchi, creio piamente que o sr se faz mais simples do que aparenta, nas suas claramente rebatíveis intervenções. Não leve a mal, mas acho que pretende apenas explorar, i.e, granjear conhecimentos acerca das nossas refutações - Excelente estratégia! eu tb já aprendi assim e usei para eu mesmo expôr meu pensamento direcionado à realidade dos pensamentos sobre determindo assunto. Só lhe peço que respeite a autoria, pois eu sou meio-escritor (um dia, quem sabe, serei escritor como o sr?).

Abç

Segue exposição abaixo:
"
Vê que a História se faz de documentos humanos e testemunhos.(...)Agora diz-me, onde estão as provas de que há uma evolução? Não há. Há uma suposição de que um fóssil correposnde a um ser que é parecido com outro ser achado em outro fóssil, que é um pouco mais “evoluído”- se é que se quer se deve chamar evolução a uma diferenciação. (...)(portanto, admit-se que tal não é Ciência, mas Cosmogonia; ainda que possa ser corroborada pela investigação cietífica de alguns cientistas).
Se queres uma prova científica , eu pergunto o que é uma prova científica? Um fóssil, 2, 3… postos em fila?
Eu acho muito pretensioso querer afirmar tais conjeturas como a verdadeira Ciência(...)
durante mais de 100 anos a teoria da evolução foi sendo aceite e institucionalizada com base em critérios meramente arqueológicos e de interpretação da História Natural nos registos fósseis.
O ADN não prova que o homem é descendente de outros animais não humanos. Aliás, há quem me tenha dito que não faz sentido separar as plantas dos animais quanto à questão de como surgiu vida, pois estas têm um adn parecido com o dos animais, e que, os ratos têm um adn muito parecido com o humano- isto dito por um férreo defensor do evolucionismo e ateísmo.
A ser verdade o que ele diz, deixa de fazer sentido que, apenas por termos um adn muitíssimo idêntico (mas não totalmente) ao de um chimpanzé ou outro símio- seja isso evidência ou prova, de que temso um antepassado em comum.
2% de adn fazem toda a diferença. Certa vez um profissional da área comportamental dizia mais ou menos isto (a título meramente ilustrativo, o refiro): 7% é pouco? Depende. Se for 7% de sal na comida, faz toda a diferença.
Um outro facto é o de que a vida ao surgir pela simples conexão de elementos físico-químicos, não acarreta um código. O código teria de ser colocado por alguém. Esse seria DEUS.(...)
A evolução é uma teoria que não se consegue provar apenas pelos dados apresentados de fósseis e adn, conforme acima explico.(...)
Penso que o criacionismo também tem seus defensores na Ciência que é feita, i.e, na investigação e na História Natural.
Quer uma , quer outra teoria, são Cosmogonias e explicam como surgiu o mundo, a vida, o homem. Contudo,as visões são diferentes e chocam entre si. Há que confrontar os argumentos e reconhecer as possíveis fraquezas quer de uma teoria, quer de outra, acatando as críticas objetivas que devem ser feitas primeiramente pelos próprios defensores, em nome de uma verdade transparente e não dogma´tica que busca uma Ciência mais apurada da procura pela Verdade que se vai achando, quer corroborando nossas teorias (ideias primeiras) quer refutando-as, e mesmo usando o pensamento e as teorias e argumentos de correntes contra´rias, como confrontação às teorias que levemos em estudo, para sua síntese ou aprimoramento.
Esta deveria ser a forma de se proceder na Ciência, pelos cientistas… antes de afiramarem , como ciência, aquilo que ainda não pode ser tido como tal, ainda que haja indícios, indicações, fortes possibilidades de estramos certos… mesmo analisando dados (que contudo, não sejam suficientes- como o caso dos fósseis e das semelhanças de adn).
Quanto à “mitologia”, como lhe chamas, na Bíblia, ela só é para quem não creia. Mas eu não digo que a Bíblia é Ciência. O que digo é que há ciência que corrobora a Sua Revelação.(...)

O que é uma Evidência?? Doutrina, e dogma?
"A doutrina cristã (a palavra "doutrina" significa "ensino" ou "instrução") pode definir-se assim: as verdades fundamentais da Bíblia dispostas em forma sistemática.
(...)
Por que descrevemos a teologia ou a doutrina como sendo uma "ciência"? A ciência é a disposição sistemática e lógica de fatos comprovados.
(...)
Qual é a diferença entre doutrina e dogma? Doutrina é a revelação da verdade como se encontra nas Escrituras; dogma é a declaração do homem acerca da verdade quando apresentada em um credo.
Esperamos confiadamente que a teologia ou doutrina encontre o lugar que merece no pensamento e na educação religiosa.(...)"
Fonte: TEOLOGIA – O ESTUDO DE DEUS; I - A Natureza da Doutrina Igreja Presbiteriana Renovada em São José – Santa Catarina - http://www.iprsaojose.org/wp-content/uploads/2009/11/01-a-natureza-da-doutrina.pdf

Não se pode confundir uma evidência com uma imposição dogmática.
Uma evidência não necessita de prova, pois está patente e claro (Kant fala disso). Um dogma é algo que precisaria ser comprovado para se ter certeza da sua fundamentação, mas que ao invés, usa uma espécie de subterfugio com base na autoridade de quem afirma o Dogma.
Confiança é algo que se apoia na probabilidade. Assim, trata-se de uma aposta, de um dar crédito a uma ou outra hipotese.
O que alguém assevera , pode merecer crédito face unicamente ao valor que lhe é reconhecido. Ex.: um pai diz ao filho para não fazer algo e, o filho, sem questionar, obedece automaticamente, porque confia na superioridade intelectual do Pai, reconhecendo-lhe autoridade merecida pelas provas dadas da sua capacidade e Conhecimento.
O que não pode acontecer é o pai asseverar uma certeza que ele mesmo não tem. Isso é dogma, autoritarismo, e não confiança na sua opção face às probabilidades .
Mas um filho, quando obedece a um pai, fá-lo por questão de virtude, porque prefere confiar na sabedoria do pai do que na sua, pelo que demonstra respeito à autoridade. Claro fica que o filho obedece à opção do pai, no sentido das coisas provaveis,; pelo que, quando o filho já sabe algo firmemente e o pai erra, entaõ é dever do filho dizer ao pai que ele já comprovou que sua opção (do pai) , está errada. Aqui há ciência no filho e não no pai.
A evidência é um conhecimento inato ou intuitivo. Não significa que toda a intuição mental seja correcta, mas somente as que captam as evidências.
"
Descartes, porém, deu um conceito subjetivo de evidência. A "norma da evidência", que ele expõe no Discurso, prescreve "nunca aceitar alguma coisa como verdadeira a menos que seja reconhecida evidentemente como tal; isso significa evitar diligentemente a precipitação e a prevenção e só incluir nos juízos o que se apresenta tão clara e distintamente ao espírito, que não haja motivo algum para ser posto em dúvida" (Discours, II). Nessa regra a evidência foi reduzida à clareza e distinção das ideias, e os problemas correlativos se deslocaram do domínio do objeto para o da ideia, reapresentando-se neste último como problemas objetivos. (...)
Desde Hegel, contrapõe-se a evidência (que é objetiva) à certeza (que é subjetiva e designa apenas uma impressão ou sentimento subjetivo da verdade). A última requer o trabalho do discurso e das demonstrações para tornar evidente a todos (objetivamente) o que é só objetivamente certo.(...)
Note-se, contudo, que a expressão "evidência subjetiva" por vezes é empregada por outros também no sentido de evidência meramente aparente, de puro sentimento de evidência ou de certeza. — A genuína evidência é imediata ou mediata, consoante o objeto se patenteia por si mesmo ou por intermédio de outro ente(...)
A evidência é O necessário fundamento lógico da certeza. Mas nem sempre é motivo psicológico de assentimento seguro: principalmente em matéria de fé, importa ter presente esta diferença entre fundamento e motivo. — De Vries. [Brugger]
Em sentido geral, chama-se evidência a um saber certo, indubitável e que não se pode submeter a revisão. Esta maneira de entender o termo acentua o aspecto subjectivo da evidência, mas parece que esta caraterística não é suficiente. Os escolásticos, por exemplo, estudaram mais dois tipos de evidência: a chamada evidência de verdade ou evidência objetiva, e a chamada evidência de credibilidade.(...)
não pode iludir-se a evidência, pelo menos quando se apresentam os axiomas primitivos de um sistema. (...)
Para Husserl, há várias classes de evidência: assertórica (chamada simplesmente evidência) e apodíctica (chamada intelecção). A evidência assertórica aplica-se ao individual e é inadequada; a apodíctica aplica-se às essências e é adequada. (...)
No ato de fé a afirmação do objeto não se fundamenta, pois, na evidência do próprio objeto — evidência inexistente — mas em outra coisa, alheia ao objeto e a mim. Esta outra coisa não move diretamente meu entendimento à afirmação do objeto, mas persuade minha vontade (...)
Para que haja ato de fé é necessário, pois, que exista uma declaração ou uma revelação que parta de outra pessoa e chegue até mim. Essa pessoa e sua declaração ou revelação têm que possuir, porém, "autoridade"; quer dizer, que deve haver motivos e razões extrínsecas e gerais que me impulsionem a acreditar aquilo que essa pessoa declara, embora isso não seja para mim evidente. Assim, eu acredito no meu amigo que me diz que Pedro está doente; porque meu amigo tem autoridade, pois vem precisamente da casa de Pedro. Eu acredito no astrônomo que me diz que às 12:15 haverá um eclipse do sol; porque o astrônomo tem autoridade em questões de eclipses. No ato de fé temos, pois, um assentimento do intelecto a um objeto inevidente, assentimento que vem impulsionado pela vontade, em vista da declaração de uma pessoa revestida da autoridade. [Morente](...)"

(fonte: http://www.filoinfo.bem-vindo.net/filosofia/modules/lexico/entry.php?entryID=669

Sublinho:
O que não pode acontecer é o pai asseverar uma certeza que ele mesmo não tem. Porque o que pode fazer é dar uma opção de probabilidade, que a comprovar-se terá as consequencias melhores.
Como vemos , um dogma nem admite uma probabilidade contraria ao que assevera. A Fé, pondera e depois avança com confiança na sua aposta. A evidência é inegável por sua propria natureza.
Os tipos de evidência podem variar, há ate´aqueles que dependem de uam hipotese, mas a hipotese , pela logica, ao dar-se, nem admite outro resulatado que não seja o evidente.
Um exemplo: eu posso querer comprar 2 kilos de banana e comer 1 kilo pelo caminho. é até improvavel que eu o faça, mas, se o fizer, evidentemente que chegarei a casa com menos do que aquilo que comprei, mais concretamente, chegarei acasa, evidentemente, com um só kilo. Bom, isto, a não ser que se dê um milagre da multiplicação ou eu perca o resto das bananas ou seja roubado antes de chegar a casa. Mas creio que se percebe a natureza do tipo de evidência com base em uma simples probabilidade improvável.

TE começa com o BBang e o desenvolvimento da matéria (da forma como é proposta) até que essa matéria (ou melhor, parte dela) tomou o “folego da vida”- mas que para isso, teve de se gerar, primeiro, matéria orgânica, para resultar na vida como a concebemos… enfim, a vida é apenas um aglomerado de matérias diferentes, sendo que, as formas existenciais dela , se multiplicam em outras formas semelhantes (mas em evolução gradual continua), nascendo, crescendo, consumindo outras matérias – “vivas”-. Portanto a VidaN nda TE, no fundo, não existe, o que existe são formas de matéria organizada que resultam na Existência circular geracional, evoluindo no tempo. A Abiogenese é parte da TE, se se crê em evolucionismo em vez de criacionismo, é claro.

Urey -Miller queriam criar a condições primarias da Terra? Se sim, para quê? De lá se geraram aminoácidos (matéria orgânica), e mesmo assim, isso nem era vida (muito longe), mesmo que tais condições para seu aparecimento houvessem sido inteligentemente proporcionadas.

3.5 bilhões de anos é muito tempo?????? Para que se gerasse a vida?
não é o que se diz pela maioria da comunidade científica, que o Universo tem cerca de Quinze Mil Milhões de Anos?
E que a Terra tem cerca de 5000 Milhões?
a Comunidade estima que o Universo tem 13 700 Milhões, certo?
a Vida tem 3700 000 000 de anos, (oito zeros... pelo que se se lê: Três Mil e Setecentos Milhões).
E que o Planeta tem 4600 000 000 de anos (Quatro Mil e Seiscentos Milhões).(...)
houve tempo suficiente, não apenas para que haja o discorrer das hipoteses ou condições ideais, para que surja a Vida,
mas que houve tempo também suficiente para as evoluções (nas quais crês).
- enfim, a que eu , lembrando Adauto Lourenço, remeti [remeto] para o conceito de Leis Físicas Desconhecidas. (...)
a Vida que hoje existe teria surgido a partir de uma única molécula (que se poderia considerar como sendo o surgimento da Vida na Terra)... e que com a EVOluÇÃO---... portanto, tal teoria não vem de mim, mas de quem acredita na evolução --- as moleculas se dividiram em dois tipos diferentes: "Animal" e Vegetal.
De resto, tanto vale especular sobre as Probabilidades de DEUS ter nos criado- o que significa, que se assim é, é porque ELE existe-, como na Evolução que começou na propria Evolução da materia antes de ser, parte dela, Vida.
As probabilidades tanto se calculam p’ra inferir a hipotese realista de DEUS ou a do Evolucionismo.


Cientistas Serios???
GALILEU era contra o sistema e a comunidade científica da época e foi considerado um herege (e, portanto, mentiroso).
Como disse Gandi: even if you are a minority o fone, the truth is allways the truth.
(...)
Mas , face aos preconceitos, ao lobby da comunidade, ao satanismo, implantado na sociedade, que quer que as almas não creiam em CRISTO como o único Salvador de suas almas e no Seu Pai que o Enviou em nosso resgate, torna-se uma luta desigual, pois os argumentos e métodos usados não são muito esclarecidos ou honetos ou imparciais(...)
Descobri, eu que sou leigo que o descobridor do genoma, passou acrer em JESUS CRISTO, sendo hj Protestante EVANGÉLICO (Francis Collins, - para me referir a Collins: http://areflexaodaverdade.blogspot.com/2012/01/espiritismo-diz-jesus-nao-e-deus-parte_18.html ]
(...)a Ciência, a uns leva a confirmar que existe um designer- e logo ao descobridor do genoma!- e a outros... afasta-os, como é o caso de Dawkins. Mas Dawkins é descrente em Deus ou não acredita nas Religiões (que os homens fizeram ao longo da História)? -Precisamos ver essa diferença, independente de Dawkins e sua posição pessoal.(...)
Quem veio 1º, a galinha ou o ovo?
nunca saberemos tal pela ciência e a História não narrou o acontecimento inicial quanto a esse mistério.
Mas quem foi o homem que nunca foi criança?
Adão.

A Bíblia narra o acontecimento da biogenese e da feitura do Homem.

Quem fez o Designer?
Não, não pode ter existido nenhum Designer, porque esse teria de surgir espontâneamente. - pensam os partidários do Evolucionismo e do Ateísmo- E esse seria ainda mais complicado do que a Criação que ELE criaria; portanto, é mais provavel a Evolução espontânea sem Designer do que a Criação que supõe um Ser muito mais "evoluido" que teria de existir de antemão e que por sua vez teria de ter surgido espontâneamente. Ou seja, se a Evolução é impossível, mais impossível é alguém ainda mais complexo- DEUS, o Designer.
Meio falacioso, nesta pretensão, Dawkins, pois ELE não aceita à partida que o Designer seja Eterno, sem princípio- o que explica a existência de tal Ser sem ter sido gerado. Se não se aceita um Designer Sobrenatural... Sobrenatural... novamente: Sobrenatural!... então não se aceita nada que descreva a existência de tal Ser inconcebido, que como tal é sem princípio , nem fim, é PAI da Eternidade, o Alfa e o Omega, o único DEUS, Todo Poderoso, Omnisciente, Omnipresente.

Porque a única explicação para que esse Desinger exista de antemão é a de que Ele É DEUS, e tem atributo de DEUS Enqunto não gerado, i.e, Eterno.
Ora a assinatura de tal inteligência na Vida e na Criação é evidente, mesmo aos olhos de Dawkins... mas, porque ele não admite a existência de um DEUS, entra na falacia referida.

Mas, fiquemos ainda com a crítica de um evolucionista ao seu livro-" the GOD delusion" :

"
Dawkins’s book begins with a description of what he calls the God Hypothesis. This is the idea that “the universe and everything in it” were designed by “a superhuman, supernatural intelligence.” This intelligence might be personal (as in Christianity) or impersonal (as in deism). Dawkins is not concerned with the alleged detailed characteristics of God but with whether any form of the God Hypothesis is defensible. His answer is: almost certainly not. Although his target is broad, Dawkins discusses mostly Christianity, partly because this faith has wrestled often with science and partly because it’s the tradition Dawkins knows best (he was reared as an Anglican). (...)
The creationist argument works like this. Living things are enormously complex. Even the simplest of present-day organisms, like bacteria, are far more complicated than anything found in the nonliving world. All organisms carry genes, built from a replicating molecule like DNA (which is itself very complex). But DNA alone doesn’t make an organism. Organisms also possess many different proteins (each, in turn, made of amino acids), as well as other molecules that help make structures like cell membranes. Moreover, all these parts must be arranged in just the right way: membranes on the outside of the cell and DNA on the inside, and so on. Creationists argue that the idea that such organized complexity could arise by natural means—without the intercession of a designer mind—is absurd. In particular, they argue that the probability that life could assemble itself spontaneously is extremely close to zero. To dramatize this, they suggest that thinking life could arise by natural means is like thinking a tornado could tear through a junkyard and assemble a Boeing 747. Such an event is not, strictly speaking, impossible but it’s so extraordinarily unlikely that it is, according to creationists, unworthy of serious consideration.1

Dawkins’s variation on this argument involves a judo-like move in which he turns its logic against itself. In particular, Dawkins claims that rejecting natural means to explain life and instead invoking a designer God leaves us with a hypothesis that’s even more improbable than the naturalistic one:

A designer God cannot be used to explain organized complexity because any God capable of designing anything would have to be complex enough to demand the same kind of explanation in his own right.

In short, only complicated objects can design simpler ones(...)
Indeed Dawkins is fond of imputing ulterior motives to those “Neville Chamberlain School” scientists not willing to go as far as he in his war on religion: he suggests that they’re guilty of disingenuousness, playing politics, and lusting after the large prizes awarded by the Templeton Foundation to scientists sympathetic to religion.2 The only motive Dawkins doesn’t seem to take seriously is that some scientists genuinely disagree with him.

Despite my admiration for much of Dawkins’s work, I’m afraid that I’m among those scientists who must part company with him here. Indeed, The God Delusion seems to me badly flawed.
(...)
The result is The God Delusion, a book that never squarely faces its opponents. You will find no serious examination of Christian or Jewish theology in Dawkins’s book (does he know Augustine rejected biblical literalism in the early fifth century?), no attempt to follow philosophical debates about the nature of religious propositions (are they like ordinary claims about everyday matters?), no effort to appreciate the complex history of interaction between the Church and science (does he know the Church had an important part in the rise of non-Aristotelian science?), and no attempt to understand even the simplest of religious attitudes (does Dawkins really believe, as he says, that Christians should be thrilled to learn they’re terminally ill?)(...)
Dawkins spends much time on what can only be described as intellectual banalities: “Did Jesus have a human father, or was his mother a virgin at the time of his birth? Whether or not there is enough surviving evidence to decide it, this is still a strictly scientific question.”4

The vacuum created by Dawkins’s failure to engage religious thought must be filled by something, and in The God Delusion, it gets filled by extraneous quotation,
(...)
Considering arguments for God, Dawkins is careful to recite the many standard objections to them and writes that the traditional proofs are “vacuous,” “dubious,” “infantile,” and “perniciously misleading.” But turning to his own Ultimate Boeing 747 argument against God, Dawkins is suddenly uninterested in criticism and writes that his argument is “unanswerable.” So why, you might wonder, is a clever philosophical argument for God subject to withering criticism while one against God gets a free pass and is deemed devastating?

The reason seems clear. The first argument leads to a conclusion Dawkins despises, while the second leads to one he loves.
(...)
the fact that we as scientists find a hypothesis question-begging—as when Dawkins asks “who designed the designer?”—cannot, in itself, settle its truth value. It could, after all, be a brute fact of the universe that it derives from some transcendent mind, however question-begging this may seem. What explanations we find satisfying might say more about us than about the explanations. Why, for example, is Dawkins so untroubled by his own (large) assumption that both matter and the laws of nature can be viewed as given? Why isn’t that question-begging?
(...)
"
Retirado de The New York Review of Books acerca do "The GOD Delusion" de Dawkins- "A mission to convert - H. Allen Orr.

Tem por aí um doc debate que fala de duas personagens, Freud e CS Lewis. Este último, fartou-se de orar a DEUS para que sua mãe não partisse, mas... ficou sem ela. Se pai destroçado e ele logo mais enviado para a GG. Sua visão da vida era tão pessimista que não poderia crer em DEUS. Mas algo mudou.
A religião é criada pelos homens. Pra se crer em DEUS de um modo real, é preciso que se tenha uma experiência subjetiva com ELE, de modo que sejamos testemunhas de algum fato inegavel por nós mesmos. Para isso temos de abrir o coração para a possibilidade. DEUS não é impessoal, mas quer ter initimidade com o Homem. A barreira do pecado já foi vencida por JESUS e se tu deres essa possibilidade ELE vai responder. Crê, por um pouco, experimentando, espera e verás o Seu agir.
Mas quantos de nós, sabendo que ELE existe e é galardoador dos que O buscam, não saiem a corrrer pelo mundo sem querer nada com ELE? e, clamam contra ELE?!...quando algo de mau lhes acontece.

Uma mulher da minha igreja teve uma experiência. Ela conta seu testemunho. Foi levada ao inferno pelo proprio JESUS, e falou com alguns dos que por ali estavam. Uma disse, ao ser interrogada, que ali estava por se ter revoltado contra DEUS ao perder um familiar, mas que agora não o via naquele lugar, porque ele estava salvo, no céu.
Sei que não estás revoltado contra DEUS, porque também nunca creste nELE. Olha, Eu era um revoltado contra ELE e contra tudo e todos. Hoje sou um adorador e rogo a DEUS que abençoe a minha família que ainda o nega e me afronta sempre que pode por que sigo minha fé nELE.

SAGAN é filosofico e manifestamente pretensioso. Filosofia que pretende o ateísmo. Pretensão que encerra a apologia de crer que acreditar em DEUS é um acto de alienação, cobardia, instinto primitivo e falta de Conhecimento, entre outros. Mas quem é Sagana para atestar que ELE não existe e que JESUS não é Filho dELE? É Sagan omnisciente. No máximo ele deveria duvidar da existência de DEUS, porque sempre é impossível atestar que tal Ser não existe.
Ora, os animais creem em DEUS? A Religião é um indicativo de animalidade irracional ou de inteligência, afinal? acreditar em DEUS é um instinto animal???
(...)
Inteligência quer dizer "ler entre a as linhas", ler/ver o abstrato, entender. Atualmente quer dizer também, compreender e/ou assimilar conhecimentos, aplicá-los, etc.
Portanto, o mundo espíritual é um mundo decifrado pela inteligência, pelos olhos da mente, os quais DEUS abre a quem permitir ou quiser.(...)
E o que é a fé... teve uma resposta que poucos conhecem: uma evidência não é uma prova...(...) Ver: http://www.docspt.com/index.php?topic=6908.0
O debate decorreu numa "aula magna" universitaria, com todo o tipo de gente a assistir e mediado por um juiz-- é algo que, serve de epistemologia para a realização de debates cívicos e inteligentes, dos quais se retiram boas ideias e formação pessoal. (...)
Olha, tu sabias que há um gajo, um "zé qualquer", que até é brasileiro, ele é só médico psiquiatra, doutorado em psicologia, mebro de honra da academia dos sobredotados, que tem um Instituto da Inteligência com o seu nome, duas vezes honoris causa, etcc... e que fez um trabuco de 3000 e tal pags acerca da origem da inteligência e dos pensamentos, sendo uma das poucas teses sobre o assunto no mundo, que esta masi actualizada e completa que a de Piaget e muito mais ainda de vigotsky ou Goleman....e que lhe levou 17 a fazer. Este zé ... disse uma vez: epah, vou descobrir uma personagem qualquer da História e fazer um exame à sua personalidade e intelecto.... lembrou de muitos, mas.. parou em CRISTO. ReSULTADO? A coleção: Analise à inteligência de CRISTO, O mestre do Mestres! Intrigante, é que ele tve como intento desmascarar a figura desse tal JESUS, que chagava a pesnar que nunca existira. Ele era ateu científico, não acreditava minimamente em DEUS. pOIS BEM, com esforço, tentou desvendar a "personagem"; leu os evangelhos analisou as falas e as "estórias" e tentou ver conluios e mentiras e fantasias nas mesmas... viu que eram reações verdadieras e que a foram como se expressavam as "estorias" afinal, não eram nenhumas estorias e que o que se narravas era autentcio e não fruto da imaginação ou mentira! Tentou ver os defeitos de CRISTO, da sua inteligência e moral ou sobrehumanidade... e Bolas! Não conseguiu acahar nada , nada ... de errado! o homem era mesmo natural, simples, inteligente, sabio, croncreto, correto e bom!

Acabou por tornar-se um crente cristão atraves da ciencia. Um crente científco. Hoje chama à figura: o Mestre dos Mestres!
(...)
A inteligência é literalmente "ler entre linhas"- ler o que não esta escrito, ver o que é do mundo extra-sensorial... portanto, em si, requer ver com olhos do espírito... O Pensamento é único do ser humano, do espírito...
A Intuição ou a fé, podem errar, é certo. Mas esta deve ser usada com bom senso e não como uma entrega ao irracional como muitos fazem. Isso já não é fé, mas cegueira, entrega ao Dogma, autocastração.
A Dúvida é inimiga da Fé se esta vem apenas para, como hei de dizer, desestabilizar a nossa confiança, a nossa tranquilidade, a nossa convicção, a nossa segurança e paz , a nossa força interior. Tipo, a investigação e o pensamento requerem a pergunta, mas não a dúvida no sentido daquilo que ela faz à emoção, à capacidade de ser feliz e perseverante, à nossa inteligência emocional. A dúvida a que me refiro, em última instância , é a dúvida que apenas atrofia e destrói, que apenas nos desvia do caminho que decidimos percorrer, é a dúvida desnecessaria, desconfiada, irracional e até estúpida. é a dúvida que te leva a duvidar da mulher fiel, sem haver motivo, do amor do pai que nega ao filho o brinquedo, do patrao honesto que sempre pagou os honorarios, etc...


Sim, o "gajo", o "zé ninguém" o "tretas" de quem falei é o ... Dr Agusto Cury.
(...)


«Então, mesmo que a Bíblia fosse um livro de mitos e lendas, o que se não aprenderia acerca do ser humano, olhando para ela com estudo apurado?"

Mas existem figuram simbólicas, com consciência de que são simbolicas. Daniel fala de besta com dentes de metal :

Então tive desejo de conhecer a verdade a respeito do quarto animal, que era diferente de todos os outros, muito terrível, cujos dentes eram de ferro e as suas unhas de bronze; que devorava, fazia em pedaços e pisava aos pés o que sobrava; Daniel 7:19


No contexto de outras figuras, (claramente simbolicas, pois não existe de facto, animal com partes de metal), - a discriçao da besta e outras figuras, enumera conceitos ou termos que tinham um significado proprio para os babilonios. Claro que esse significado pode e devera ser descodificado por nos, desde que olhemos para o contexto da relidade babilonica.
Acerca disso, recomendo que se veja o Documentario:

Babilonia- Passado, Presente e Futuro:

Download -
Código:
http://ocrente.blogspot.com/2008/02/babilnia-passado-presente-e-futuro.html

on Line -
Código:
http://www.google.pt/#q=babilonia+passa... ccfa7c0ebf


Apocalipse, alem de enumerar escorpiões que cospem fogo, entre outros, se refere de outro modo à “besta” e fala de uma “prostituta”:

E os dez chifres que viste na besta são os que odiarão a prostituta, e a colocarão desolada e nua, e comerão a sua carne, e a queimarão no fogo.

O mesmo Apocalipse da´ a interpretaçao da palavra "Prostituta":

E disse-me: As águas que viste, onde se assenta a prostituta, são povos, e multidões, e nações, e línguas. Apocalipse 17:15

Aqui a linguagem continua simbólica e cabe ser entendida com mais propriedade no fim dos tempos, acerca do numero da Besta :

Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis. Apocalipse 13:18

Ora, ate ha muito pouco tempo, nao podíamos entender o que tal queria dizer, como seria isso possível em concretização. Mas, na actualidade, as coisas parecem estar ficando cada vez mais claras.

O Dragão. Claramente a Bíblia usa o conceito da um animal mitológico, mas numa concepçao, nao de que se creia ou nao que tal animal existiu de facto na natureza da criaçao, mas do que esse animal representava para os povos do medio oriente. Um animal muito inteligente, astuto, feroz e parecido com serpente gigante, cheio de poder e força sobre o mundo. Mais uma vez , esse animal tem interpretaçao fornecida no mesmo livro do Apocalipse:

"E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele. Apocalipse 12:9

(…)

Eu mesmo sei, por experiência, nas minhas ocasiões de abordar o Cristianismo, a Religião, a Política, o Direito, a Filosofia e a própria literatura bíblica, que, mesmo entre intelectuais, o valor da Bíblia não é reconhecido pessoalmente na prática. Poucos a conhecem, poucos a estudaram a sério, por conta própria uma vez sequer; mas todos falam e comentam o Cristianismo, a Religião, a Política, o Direito, a Filosofia e a própria literatura bíblica, abordando o que concerne a Deus e à Bíblia, sem ao mesmo terem estudado ou lido um texto sequer em toda a vida.

Isso é extenuante, pois qualquer má imagem ou impressão que seja passível de ser conotatada com a Bíblia, a Religião, o Cristianismo, é mote para duras e intolerantes críticas sem qualquer fundamento consistente ou Razão. Entre os incitantes fazedores de opinião, encontram pessoas, que por sua vez- “só lêem na Bíblia aquilo que lhes interessa, seja por preguiça mental, por incapacidade de compreender”- ou outras motivações , como políticas, religiosas, sociológicas, económicas, demagógicas, e por interesses pessoais variados- como a criação artística, filosófica, literária, etc.
Mesmo que entre os fazedores de opinião haja alguma consistência no que dizem, muitas vezes, o que os move além da consistência rebatível, é um sentimento de revolta contra a Religião, os Ministros religiosos, as Instituições secularmente organizadas em torno da sua Religião, etc.
O que se faz tantas vezes, por parte destes , é a procura insistente de algum pretexto, alguma jactância, para o avanço de seus anseios e demandas pesssoais- os quais , em todo o caso, podem ser merecedores de atenção e justiça; sendo um fenómenos que acontecem na Sociedade dos Homens, que somos todos nós.
Pelo que se conclui, que o que deveriam julgar não seria a Bíblia, mas sim a Sociedade imperfeita e por vezes corrompida por alguns homens, que dizendo-se cristãos ou religiosos, praticam o mal, e usando distorcidamente a Bíblia , a dão a conhecer ou a interpretar de acordo com seus “ventres”. Sabendo isto, mais razão me dou a mim mesmo, quando digo que devemos , todos , conhecer a Bíblia e não apenas uma classe que a estude como forma de vida profissional. Sem desprimor para essa classe e sua função, que é, em todo o caso , necessária, para quem crê a Bíblia- uma vez que essa classe , apesar de ter homens corrompidos, como em todas as classes, é por lógica, até melhor, do ponto de vista de educação moral, que as outrass classes- aliás têm isso mesmo como dever, não podendo, caso sejam verdadeiros homens sinceros, viver só de aparências- uma vez que mesmo Jesus censurou fortemente escribas e fariseus sábios na Doutrina, pois obedeciam à Lei Formalmente , mas não entendiam (entender, no sentido Lockeano) o valor ou os valores espirituais e emocionais que a Lei transmitia e ensinava.

Em todo o caso, devo dizer que , na maioria das igrejas evangélicas que tenho ido, torna-se um costume para todos, o uso de Bíblia, por parte do crente, que a traz a todo o culto, para assim acompanhar a leitura das passagens que servem de apresentação e fundamentação dos pensamentos teologiocos-práticos, dos estudos e das exortações , etc, que os homens de pupilto dão.
Faço notar tb que , eu mesmo, assisti , por mais de 10 anos a cultos da Ass Deus clássica, e que se fazia apelo à leitura da Bíblia, por inteiro, por paret dos crentes. Insistia-se na meditação, ie, no devido esforço pela compreensão do que lia ou lesse.

Pena é que tantos religiosos não pratiquem o mesmo que eles ensinavam a fazer: a auto-formação, o auto- didatismo.


Ora, eu mesmo, sem ser mais que um mero crente, já li a Bíblia inteira 5 vezes, sem contar com facto de ter lido o Evangelho mais, entre outros livros com histórias morais bonitas, que o N. Testamento encerra. Isso, entre estudos a que assisti e eu mesmo fiz, livros que li, Historia a que acedi, comparação que fiz, analises experienciais sociológicas que fiz, testemunhos que tenho em experiências pentecostais (ou espirituais), revelação que me foi dada ou à igreja assistente, demónios que assisti ser expulsos, e enfim…etc.

Eu confesso ainda que o que fiz, em 14 anos é muito , muito pouco. Eu deveria ter lido muito mais, meditado e estudado mais, debatido também (como afinal se faz neste fórum), etc.

Se não o fiz, sou eu quem perde e outros a quem falo. Mas o galardão e a alegria da sabedoria Bíblica só eu perco em mim.

Confesso que se não li mais ou fiz mais em prol do meu Conhecimento Bíblico literário, foi por crises que sempre passei, instabilidade emocional por diversos factores problemáticos na minha vida, por preguiça, por pecado, etc.”


Nota quanto ao acima: Parte de um texto que pretendo trabalhar no futuro.»
(...)


«Doutor em história do Novo Testamento, o Dr. Chris Forbes, professor da Universidade Macquarie (Sidney, Austrália), criticou severamente em uma entrevista a primeira parte do filme [Zeitgeist], como carente de base no mundo académico sério. Declarou que as fontes antigas, confiam em fontes que "tomam ideias emprestadas umas das outras, reciclando as mesmas tolices," e que nem "uma só fonte séria" pode ser encontrada nas listas de referências citadas no filme.

Faz notar que Rá, não Hórus, é o deus egípcio do Sol, e que não há nenhuma evidência nas fontes egípcias que a deusa Ísis, mãe de Horus, seria virgem. Igualmente, Krishna (o oitavo filho), Dioniso (cuja mãe tinha dormido com Zeus) e Átis, não teriam nascido de vírgens. Assinala que o jogo de palavras com "son" (filho) e "sun" (sol) não funciona nem em latim, nem na antiga língua egípcia, nem em grego (koiné), e que a data 25 de Dezembro não é parte de nenhum dos mitos, incluindo o de Jesus, para o qual no dia do Natal foi instituído como feriado já com conhecimento pleno de que a data real do nascimento deste, era desconhecida.

Também critica o uso de fontes romanas para sugerir que Jesus não existiu, afirmando que a longa lista mostrada rapidamente de historiadores supostamente contemporâneos, que não mencionavam a Jesus é, na realidade composta de geógrafos, escritores sobre jardinagem, poetas e filósofos, dos quais não se espera que o mencionassem. A alegação de que a citação de Flávio Josefo sobre Jesus foi acrescentada mais tarde, é criticada como falsa. Josefo, na realidade, menciona Cristo duas vezes, e somente uma das referências é tomada pelos eruditos como acrescentada na Idade Média, para mudar uma menção dele já existente.(...)»
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Zeitgeist,_the_Movie (...)
Eis o que a Besta quer- desumanizar as nossas consciências, religiosamente. E para isso têm cointribuido as seitas e suas lavagens cerbrais: mormons, TEstemunhas de Russel, talibans, espíritas, luciferianos, etc... As seiats secretas tb existem, ou não? mas alguém aqui ainda duvida? e se existem, suas intençoes quais têm sido?- uma Nova Ordem Mundial. Por todo o lado semeiam a corrupção e ilibam os sesu membros atraves do Poder que alguns deles manipulam.

Eu , prefiro uma democracia que põe em primeiro a Justiça, do que a democracia em que cada qual faz o que bem quer, como um pequeno ditador de sua propria vida, só porque tem o Poder e o consenso de uma maioria.
a verdade é a verdade, mesmo que sejas uma minoria de um- diria Gandi. Mas os democratico-ditadores, dizem que a verdade é o que a maioria quiser, e se a maioria concorda em que é justo matar alguém e culpá-lo por uma desgraça qualquer, sendo este , na verdade inocente , é a verdade da maioria que prevalece. Felizmente estamos numa democracia de direito (teoricamente, pelo menos); a Coreia do Norte é uma democracia ditatorial, com um "maytreia" no Poder.

Ademais, que há uma força activa pro-globalizante, propagandeada por políticos e publicitada pela comunicação e arte, cinema e música, isso é já uma evidência e não apenas especulação. Basta que se vejam os documentos e documentarios que reunem informação dispersa para provar tal facto. (...)

A História repete-se... esses homens carismaticos conseguem obter o poder que o povo delega neles, mas .... não cumprem nunca, a não ser por pouco tempo e à custa de falcatruas e injustiças. Hitler roubou ao judeus para dar aos arianos, estes estavam todos felizes da vida.

Eu procuro sempre a verdade e prefiro agir com a prudência do que seguir em frente com uma ideia que se diz ser muito boa, apenas porque apela às emoções do orgulho de ser parte de um movimento que esta na moda. Enfim... a historia repete-se!
Desta feita. julgo sinceramente, estarmos finalmente à beira do cumprimento literal da subida ao Poder mundial , do anticristo, cf anunciado pela Bíblia: tudo se conjuga para a entrada em cena deste último e maior ditador da História... a Bíblia já dizia que se ELE (JESUS) não viesse a intervir, nenhuma carne se salvaria; e Isaías (salvo erro) já falava que apenas um decimo da população restaria sobre Israel.
(...)
o que é científico intende á racionalidade dos recursos disponíveis. Porém, o Positivismo histórico, materialista desdenha da metafísica, considerando-a primitiva, cf Comte.

a nova era é o ressurgir de velhas ideias. No caso, a religião, ao inves de ser superada, é diluída numa nova perspectiva, que no fundo é a formula antiga, a babilonica- um só DEUS e uma única religião para todos, em que cada qual tera´suas crenças, porém , assimiladas debaixo de um único DEUS- assim : Maytrea será o 5o Buda, o ima mahdi, o krishna, o messias judaico, etc...e isso é falso, porque é apenas uma forma de agradar a todos com uma grande mentira, pois, o verdadeiro DEUS não tem tantas verdades tão diferentes entre si, tantas cosmogonias diferentes, tantos deuses a serem adorados, etc...
Esse é na verdade o anti Cristo. Que a seu tempo, ao querer parecer-se com DEUS, impora adoração a si mesmo, e a exclusão de outros deuses, por isso, a babilonia religiosa arderá.E todos os que não aceitaraem as suas imposições em publico, serão exterminados, principalmente os cristaos deixados para tras, que o não queiram então adorar, os cristaos convertidos no tempo da Tribulação e os judeus.

Vejamos que, crer na capacidade de uma nova internacional, é voltar ao velho erro de crer na capacidade do Homem. Mas maldito é o homem que confia no seu braço. MALDITO É o que confia no homem.
O homem é pecador e esse mal não tem solução em si mesmo.

Claro que temos dever de lutar pelo Bem, mas há caminho que ao homem parece justo mas o seu fim é a Morte e destruição. Ja´foi assim no passado e será assim novamente.
Acreditar novamnete num grande erro, como com o nacional socialismo ou o comunismo, deu em grandes atrocidades. O seculo 20 foi o seculo do ateismo... e...nunca houve tanta destruição....muito mais do que as que ocorreram em toda a Historia por meio do casamento das religiões com o PODER secular. Ao menos os pequenos sempre respeitavam Seu Nome, de alguma forma...

Abolir a autoridade divina é abolir a autoridade na Moral. A Nova Moral humanista é dada a tudo o que é facilitista, daí o aborto , o homossexualismo , o adulterio, a perda de vergonha , a prostituição, o sexo por sexo, etc... Isso faz com que o Homem perca o seu real sentido, a sua dignificação e a sua dignidade natural , corrompida. Esse é o caminho da desumanização, da perda da alma, do homem-animal, frio, racional amoral, sem sentimento, pois este vai esfriando com a falta de valores ou do sentido real desses. Eu já vivi isso... eu já neguei DEUS. A vida perdeu o sentido... todas as explicações para a valorização eram frias e baratas, se não mesmo comerciais, ocas, futeis, vazias.
Mas...eu descobri a verdade de que há DEUS , ELE deu Seu Filho por amor ao Homem, para ensinar um vERADEIRO e único Caminho. E aí, perante o DEUS vivo, a Vida tomou valor e fez sentido. E não é apenas uma ilusão, pois eu mesmo o neguei antes, por saber que O nunca conhecera, mas agora, sei que ELE existe de facto.

Sua Palavra alerta para os anticristos e para o Anticristo. E tudo , neste tempo mostra que estamos à beirinha desse tempo. Tudo... Leiam a Bíblia: Apocalipse, Daniel, as cartas de Pedro, Sao mateus 24, etc... e verão.

Vejam o doc : "contagem decrescente para o Amargedon" que está on line : http://www.docspt.com/index.php?topic=17485.msg55547#msg55547

A evidencia é tremenda. E é escusado fugir dela.

Porque será que a New age, a maçonaria, as falsas religiões, a política, o ecumenismo, a teosofia, o nazismo, o socialismo, etc... todos queriam e querem a mesma coisa? um novo mundo... um professor, uma união e a exclusão dos marginais?
todos sempre apontaram para isso. Hitler e marx são almas gemeas nos objectivos dessa sociedade perfeita e com autoridade cientifica desumanizada.(...)
Porquê e para quê, seria a pergunta, caso os políticos (e agentes sociais importantes) trabalhassem honestamente e de acordo com os seus deveres, nomeadamente de contribuirem para um progresso sustentado e centrado no Bem da Pessoa Humana. Mas, apesar de tudo o que tem acontecido ultimamente, parece que tais homens e mulheres ainda não apredenderam que, por aí, temos no caminho, um desastre inevitavel!...
Ou será que tudo isto é feito por quem já tem os meios e o poder (e muito dinheiro), de modo que vão contra a Verdade e a Razão, levando sua avante, sem qualquer impedimento real. Mas, então, para quê e porquê (ainda assim se pergunta)? Pra que esta meia dúzia, consiga, em nome da Racio Economica Egoísta e Desumanisada, ganahr mais, ter mais lucro???

Impressionante! Pois... mas que outra explicação há-de haver? Seria porque são burros e não aprenderam as lições da HISTÓRIA (e recente)... Nã... Não acredito. A Humanidade tem destas bestas pelo meio, estes super-senhores, que endeusados rebaixam o seu semelhante, para se sentirem, não apenas exaltados na Vida, mas Poderosos em relação à Vida dos outros!
(...)

JESUS estas às portas, rendam se a ELE, peçam perdao por vossos pecados e olhai para cima e serão salvos todos os que crerem no Seu Nome.

(...)
eH... E como eu tho pouca paciência eu deixo aqui , para quem quiser (sem problema!):

Código:
http://www.adrive.com/filemanager
pass word: U8BbYbIc (Aviso que cortar e colar pode aumentar um caracter, nesse caso a ser apagado).
Email: Gipsyco@gmail.com

e podem baixar o que quiserem, nomeadamente o vídeo em questão.
(basta colocar: age of evil, no pesquisador.

o vídeo é o mesmo, só que editado por mim, de forma a torná-lo menos "maçudo" (mas a música que eu quis por a acompanhar, ficou mal... lolol ).

Cumps
(...)
o cristianismo trouxe a redenção ao maior pecador, prostituta, homossexual, assassino... tudo, desde que se arrependa e mude de vida, para ser uma nova criatura com a ajuda do ESPÍRITO SANTO que nele vem habitar, crendo em nome de JESUS.
o Homossexualismo sempre foi um pecado, uma imoralidade, uma corrupção de natureza e valores ... mas hoje isso foi mudado, pelo ventos doutrinarios da New age, que começou há já bastante tempo. As mentes estão sendo minadas pelas subliminaridades e publicidades a toda a hora. Quem queria ter um filho homossexual??? e como nos reproduziriamos se todos fossemos gays? (... isso é contra natura, é evidente (agora temos meios artificiais,mas, antes não!) . Psicologos e psicanalistas sempre consideraram o homossexualismo um comportamento desviante e doentio da personalidade; mas hoje, mudaram a sua afirmativa , não por evidencia cientifica, mas por política.

Sabe que JESUS ama o pecador e detesta o pecado. Eu respeito o ser humano, mas não concordo que o homossexualismo seja saudavel ou moralmente aceitavel. Agora....claro, eu tb não posso querer que uma pessoa com um estilo de vida imoral seja obrigada por mim a nada. Posso sim, transmitir a minha posição quanto a esse comportamento, e isso, tu tens de respeitar, ainda que possas discordar. Portanto, eu critico... na esperança de eluciadar ou... ainda e porque não dizer... ser elucidado, mas se levam a mal a minha honestidade em transmitir o que penso _( e eu sei que estas coisas são melindrosas e tento ser sensível)... que posso eu fazer? Eu condeno o homossexualismo (e o aborto) veementemente, porque é um Pecado e um comportamento desviante que faz a pessoa ficar doente, lesa terceiros (nomeadamente pais, filhos, irmaos) e porque assim aviso quem me ouve do perigo de adentrar nesse mundo desviante; ouve quem quiser... é se livre! não vou é calar a boca, porque tb sou livre para dizer o que penso e que é uma situação grave e muito séria que afeta o ser humano e má influencia na sociedade para os jovens, principalmente...chamando outros aquele pecado.(...)


Muitos são chamados, mas poucos os escolhidos. Na verdade JESUS não veio trazer uma nova religião nem defender nenhuma já existente. Ele anunciou que a salvação não é pelas boas obras, mas pela fé na Graça de DEUS. JESUS criticou o sistema político religioso e há quem assevere que JESUS foi "tramado" por seitas secretas, que essas sim, pretendem garantir a continuidade do sistema dialético, que na verdade nunca muda. JESUS chamou de hipócritas aos escribas e ao mestres da Lei, deixou patente que Seu Reino não é deste mundo e que um dia todos os maus , que não temem nem respeitam DEUS nem o próximo, seriam justamente julgados.
Nem todo o que diz: Senhor, Senhor, será salvo, mas sim aquele que se aplica de coração a procurar fazer a vontade de DEUS. Nós não somos bons, mas DEUS é. Maldito o homem que confia no homem.
Portanto, quem quer seguir religião, fórmula ou capacidade própria de se governar e dirigir na vida, tentando inclusive salvar a sua alma, DEUS deixa, contudo ELE procura aqueles que o adoram em espírito e verdade. DEUS não se deixa sem testemunho. JESUS põe-se à porta do teu coração e chama, Ele não entra sem pedir licença. Se tu abrires, ELE te dará da Sua Glória, o Seu ESPÍRITO, o Consolador, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, pois jaz no maligno.

Assim que, quem está em CRISTO nova criatura é, eis que tudo se fez novo. Sem o novo nascimento, ninguém pode entrar no reino dos céus. Não há salvação fora de JESUS CRISTO, Filho de DEUS.
(...)
O diabo também utilizou a Palavra de DEUS para tentar a JESUS 3 vezes, mas JESUS 3 vezes respondeu: "está escrito". Certamente as ESCRITURAS são a "vara de medir" para todo o testemunho, pois todo aquele que traz um evangelho que não é aquele que os apostolos (fundadores) deixaram, seja anatema. Pedro diz que muitos torceriam as escrituras para sua propria perdição e a de muitos. Querendo se fazer sábios, fizeram-se loucos e mudaram a gloria de DEUS em corrupção, pelo que DEUS os entregou aos seus proprios corações, para cometerem torpeza em seus proprios corpos, pelo que até mudaram a su a natureza, mulher com mulher e homem com homem. Mas um dia ELE voltará e imporá a JUSTIÇA PERFEITA. Quem não crer já está condenado. Pois DEUS não deu seu filho para condenar o mundo, mas para o salvar.(...)

o que era a sociedade antes do cristianismo... nós estamos num sistema Romano-Germânico, mas foi o Cristianismo que trouxe a pietas, a benignitas, o respeito pelos servos ou escravos, a redução de penas, a misericordia de não matar quem devia, etc...
A mulher foi valorizada em Cristo, a prostituta, o leproso, o marginal, foi recebido por CRISTO. Nele há o perdão que a Lei não oferecia. Ele é mais que Justiça, ELE É misericordia!
Ele é amor.
Mas não é um amor que por amar se desleixe nos mesmo principios que a Lei justa defende... ELE dá novas oportunidades e forças para um readquirir da dignidade perdida. Ele dá autoestima.
Agora, uma coisa é JESUS que deu a conhecer uma Lei de Amor MUITO MAIS AVANÇADA que qualquer outra até hoje. Sendo que pelo Amor, não há pecado enm injustiça. Outra, é o Homem corrupto, em quem se depositam as confianças que se devem depositar diretamente nELE. Ora, se um homem de DEUS se pode perder com o Poder e dinheiro, quanto mais um homem sem temer a DEUS que nem tem uma aprendizagem tão boa como aque o evangelho oferece? Mas como podem homens bem ensinados com tão boa lei de amor, afinal se corromper? porque DEUS liberta, não prende. Muitos serão chamados, mas poucos escolhidos; alguns crentes, com o pecado, podem caír numa rotina de pecado tão intensa, que se afastam e se tornam apostatas e frios para com ELE.
Porem, DEUS ama todos e a todos dá tempo para se arrepender. Por isso Sua Justiça tarda. Porque ELE respeita e dá espaço à tua e à nossa liberdade.
O SISTEMA do mundo... não. ELE Tenta dominar a propria mente e prender a alma em vícios. Sua recompensa é o prazer do pecado... a ilusão, a mentira, e a morte.


o diabo é o deus deste século.
(...)
O movimento Wall street tem como promotor a oranização não governamental: Lucis Trust- antiga Lucifer's Trust, fundada por Alice Bailey, a qual foi uma protégé de .... Blavatsky.

Uma das coisas que eles dizem é que a Nova Era será apenas para os que concordem com a mesma, os que não o façam por serem cristãos serão "ejectados" pela força divina que existe na humanidade(lolol,... a Bíblia já anuncia o arrebatamento da Igreja feita por mando de JESUS, antes da Sua Vinda à Terra) e dos que ficarem (por terem sido infieis) serão eliminados, caso não renunciiem a CRISTO e aceitem o Maytrea, porque não tem outro jeito.

Tenho um email com info que deixei algures neste forum. Devo dizer que nesse email eu respondi a quem eviou mostrando citações em sites que corroboram o que acima digo... basta procurar um pouco na net.

O chamado "novo pensamento" e´uma filosofia que quer diminuir a população por causa dos escassos recursos. Escasso??? é toda a população do mundo cabe na Austrália, com espaço suficiente para ter vivenda e àrea de cultivo para subsistência de uma família de 4 pessoas!
Há um separador, na Lucend, com o nome de "novo pensamento". Lucend é derivado de Luz, Lucifer, que por sua vez deu nome à Lucis Trust... a ONG que tem por filosiofia a promoção da Nova Era com a erradicação dos cristãos, em nome da prosperidade e paz!

Olha só o Zeitgeitas quer Unir esses movimentos, porque pode. Pode porque os mesmos no fundo querem o mesmo- uma Nova Era.

Veja só que querer eliminar a Lei é querer eliminar os obstaculos à Vontade política, sem a lei o Líder da Nova Ordem , faz de si a Lei. Isso já aconteceu antes, p.e, com o princeps de Roma, em que a Lex perdeu a hegemonia e o senado passou a ser um mero observador que aprovava ou aconselhava os mandatos e Políticas determinadas pelo soberano.

"Não há nada de novo debaixo do sol"- a Babilonia não é de agora. A prostituta que se deita com os senhores da Terra.

(...)

Recebi o seguinte por email:

"
Octopus


A face oculta do movimento dos "Indignados"
Posted: 02 Nov 2011 07:29 AM PDT
.

O movimento dos "Indignados" é visto como espontâneo, justo e simpático. Desde o início atraiu muitos cidadãos de boa fé, em especial os jovens.
Na realidade o movimento poderá ocultar objectivos que nada têm de indignação.



Nota importante: este texto não pretende, de forma alguma, desacreditar todos aqueles que participaram e apoiam de maneira genuína o movimento dos Indignados.



Alguns factos levantam algumas suspeitas:


1º - O lançamento de um livro banal, mas que beneficiou de um marketing elaborado.




Foi o livro, "Indignai-vos!" de Stéphane Hessel, que inspirou o nome do movimento. Trata-se de um pequeno livro de poucas paginas, de leitura fácil, e que mais parece um panfleto. Foi escrito com base nas várias declarações de Stéphane Hessel, de 93 anos, herói da Resistência francesa.


Este livro, escrito de uma forma muito simples, propõe a indignação como atitude legítima, mas é uma decepção quanto ao conteúdo e ás soluções que pura e simplesmente não são referidas. A única atitude clara que propõe é uma indignação pacífica.


Este livro beneficiou de uma promoção mediática extraordinária e de uma rede de distribuição excepcional em todo o mundo, tendo sido vendidos milhões de exemplares.


A pergunta que impõe é: porque é que um livro banal, extremamente fácil de ler, sem qualquer analise de fundo, beneficiou de tamanha publicidade? Quem está por trás desse marketing?


Este verdadeiro manifesto parece ter sido escrito por especialistas em marketing com o objectivo de criar um movimento que se indigna, sim, mas que não apresenta soluções, apenas preconiza manifestações e ocupações pacíficas. No fundo, essas são óptimas panelas de escape para o povo que poder estabelecido agradece, evitando assim revoltas populares.


2ª - A mediatização internacional de que este movimento beneficiou.


O livro de Stéphane Hessel beneficiou, além de uma promoção internacional pouco comum, de uma mediatização política e mediática extraordinária.

Curiosamente, o movimento dos Indignados não se iniciou em França, como teria sido lógico, mas sim em Espanha, mas logo nos primeiros dias teve uma cobertura mediática internacional pouco habitual. Todos nós sabemos, que os movimentos que se opõem ao "Sistema" têm uma dificuldade extrema em ser tema de destaque nos media.


Mais uma vez, a pergunta que se põe é: como é que o movimento dos Indignados teve em poucos dias um acesso tão facilitado ao meios de comunicação social? Quem está por trás dessa mediatização?



3º - O movimento dos Indignados continua sem analisar profundamente os problemas e sem propostas concretas.


O movimento continua sem qualquer analise económica e política de fundo. Apesar de questionar o poder financeiro, o papel real dos Estados Unidos na crise e nas guerras em curso ou o papel determinante da NATO ou da União Europeia na política actual, não são postos em causa.


Este movimento cultiva sobretudo o protesto pacífico e sugerem uma governação mundial para por fim aos problemas económicos e sociais actuais.


A pergunta que se coloca é: quem é que tem mais interesse em cultivar um movimento pacífico que serve de escape ás possíveis revoltas populares? Quem é que tem interesse em desenvolver a ideia de uma governação mundial para "resolver" os problemas actuais?



Um movimento consensual, até para as grandes fortunas.


Não deixa de ser preocupante o facto de pessoas como George Soros, Warren Buffet ou o CEO da General Electric apoiarem o movimento dos Indignados. Poderemos ter assim, milhares de participantes sinceros nestes movimentos que poderão estar a trabalhar, na realidade, para o contrário das ideias em que acreditam.




Por trás do movimento "15 outubro"



No dia 15 de outubro, o movimente estende-se a todo o planeta, pela primeira vez na história mundial mais de 15 milhões de pessoas, em mais de 60 países, desfilaram para uma mudança global. O site oficial do movimento é: "http//15october.net/". Se visitar-mos o site "http//who.godaddy.com/", a base de dados do registo de todos os sites no mundo, até ao dia 18 de outubro, o titular era:

« Paulina Arcos
866 United Nations Plaza
Suite 516
New York, New York 10017
United States »


Quem diabo será Paulina Arcos? Esta é a mulher de Francisco Carrión Mena, representante permanente do Equador e presidente de um comité especial da ONU. Curioso, será que, a ONU está por trás deste movimento?


Mas, as surpresas não ficam por aqui. A morada 866 United Nations Plaza New York também é a morada de Lucis Trust.





O que é o Lucis Trust?


No seu site oficial, descreve as suas actividades como sendo de promoção da educação do pensamento humano com vista a a por em prática valores e princípios espirituais para a construção de um a sociedade mundial estável e interdependente.


Símbolo de Lucis trust New Age


Lucis trust é uma empresa sem fins lucrativos, criada em 1920 em Nova Iorque, por Alice Bailey e o marido Foster, com a finalidade inicial de promover os 25 livros esotéricos escritos por Alice Bailey.


Inicialmente a empresa chamava-se "Lucifer trust", mas por razões óbvias, o nome foi mudado mais tarde para o actual: Lucis Trust.


Em 1932, essa empresa fundou o "Movimento Mundial da Boa Vontade", este foi reconhecido pela ONU como uma ONG, e está presente nas sessões da ONU como membro do Conselho Económico e Social da ONU.



Quem está por trás do movimento "Occupy Wall Street"?




Segundo jornalistas de investigação da agência Reuters, por trás de Occupy Wall Street estará, nada mais nada menos de que George Soros. Este homem de 81 anos possui a sétima maior fortuna dos Estados Unidos, avaliada em 22 mil milhões de dólares.


Apesar de negar qualquer intervenção nesse movimento, os jornalistas da Reuters descobriram que uma organização com sede no Canadá, Albusters, estava a preparar uma campanha extremamente sofisticada de uma "ocupação" pacífica de Wall Street, à semelhança dos movimentos das primaveras árabes.


Adbuster é financiada por George Soros. Entre 2007 e 2009, este duou 3,5 milhões de dólares ao centro Tides, uma organização que serve de ecrã para a distribuição de fundos da qual faz parte Adbuster que terá então recebido nesse mesmo período 185 000 dólares.




A ideia do movimento Occupy Wall Street terá sido preparada a partir do dia 13 de julho, segundo um dos fundadores de Adbuster, Kelle Lasn.



Recentemente, Mikhail Gorbachev, personagem que se tornou extremamente influente na ONU e membro do Lucis trust, disse que Occupy Wall Street representava o sinal de uma Nova Ordem Mundial. Mikhail Gorbachev é o fundador do chamado "Forum do Milénio" e a sede dessa organização situa-se no...866 United Nations Plaza, Suite 120, New York. Coincidência?




Finalmente, mais um pormenor:
o site do "movimento 15 outubro"mudou no dia 19 de outubro para:

DomainsByProxy.com
15111 N. Hayden Rd.., Ste 160, PMB 353
Scottsdale, Arizona 85260
Estados Unidos

Russell Simmons, milionário americano e Jimmy Wales, co-fundador de Wikipédia (mais uma coincidência) também apoiam o movimento Occupy Wall Street





http://www.lucistrust.org/

http://infoguerilla.fr/?p=12365#more-12365

http://15october.net/

http://who.godaddy.com/

http://www.ipsgeneva.com/directory/Detailed/142.html

http://www.reuters.com/article/2011/10/14/us-wallstreet-protests-origins-idUSTRE79C1YN20111014

"


Entretanto, wake up: madame Blavatsky foi mentora de Hitler, "o Grande" segundo a maçonaria e o o espíritismo da qual ela era sacerdotisa.

Convém dizer que o Zeitgeist esta fundamentado num livro desssa senhora.(cf Wikipédia). E já vimos que é injurioso e caluniador e levanta falsos testemunhos contra CRISTO e a Bíblia. Cuidado! O que parece bom, é apenas aparente e está a fazer de bom, mas é espia contra a humanidade e no meio quem quer o Bem.
(...)
NOVA Consciência, Nova Era, Ocultismo, ati Deísmo, anti cristianismo Bíblico, anti verdade... Nova Ordem Mundial- eis o ambiente para o governo do líder mundial: antiCristo e sua paz podre e …outras coisa.









vítor
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 280
Idade : 39
Localização : lisboa, loures
flag : Portugal
Data de inscrição : 26/04/2012

http://gipsyco-insight.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por vítor em Sex 11 Maio 2012, 3:26 pm

(...)
O homem, genericamente, é pecador, mas não tem de ser necessariamente sempre mau. Um pai, geralmente é bom para seus filhos, apesar de ser pecador e mau em termos genericos. O homem ama e tem bons sentimentos e busca DEUS à sua maneira- o homem tem um sentimento religioso inato.

Porém, o DEUS Santíssimo, separado do pecador, fez-se homem e habitou entre nós. Veio buscar o que era Seu. E, em termos genericos podemos dizer, nem só Israel era Seu... pois os gentios também são Suas criaturas. Ele veio como judeu, para os judeus, que eram Seus, por pacto, porém, esse pacto foi renovado, para que fosse extendido para todas as nações. Assim , que não é judeu quem é exteriormente, nem circuncidado segundo a carne, mas segundo o espírito, circuncidado no coração.

Ninguém por mérito próprio, i.e, obras, pode ir até DEUS, mas, JESUS nos leva até ELE. Assim é que o pecador (arrependido) não está mais em guerra, nem sob a espada do juízo para morte eterna, mas sob a graça que JESUS concede, por Seu ESPÍRITO, que clama "aba" em nós.

A salvação é uma graça de DEUS, não uma conquista nossa. Porém, essa graça é concedida a quem abre a porta do seu coração para que JESUS entre; ELE não pode obrigar ninguém, pois respeita a nossa decisão (livre arbítrio).


Espírito é Ruah, é movimento, é Vida, mas no sentido de Vida em si, individualmente considerada. Vejamos que uma célula de nosso corpo tem vida biológica, mas não individual. Esta vida caracteriza-se, no homem, por ser consciente e ter Intenções.
Espírito é por conseguinte a Vontade Consciente de um ser individual vivo. A vontade do homem gera-se em várias condicionantes psicologicas e físicas: da carne advém o desejo, da alma advém a emoção/sentimento, do espírito advém a última palavra,a decisão com base na moral das ações.

Usando a minha coerencia com este DEUS, será que ELE não conseguiria fazer anjos e homens à Sua Semelhança espiritual? com arbítrio? (livre).



Sim...

então porque o não faria?

A Lei Natural foi decretada à Natureza criada, para reger o Universo e as forças materiais e físicas, e a Vida dos seres vivos, segundo suas espécies.

Mas a Lei decretada-predeterminada foi elaborada, tendo em conta a Presciência d'ELE, que antevia uma corrupção na Natureza Criada.

Essa corrupção é de Sua Vontade?


Não creio.
Porquê?


Porque ELE quer reinar nos corações dos Homens.

E foi o Homem que corrompeu a Natureza?

Sim. Ele era o que guardava a Criação . Bom, pelo menos a do planeta Terra.

Enfim, usando o bom senso: Ele não fez uma criatura humana sem vontade própria.

E se amava a Sua Criação, tinha de se preparar para a resgatar da corrupção que antevia; pois alguém já havia desobedecido à Sua Vontade perceptiva. Porque não o faria assim o Homem: fosse Adão, a mulher só , ou outro(a).

Por isso, criou um decreto silencioso: o que já havia sido morto em seus planos originais, seria morto enquanto resgatador dos seres espirituais vestidos de carne, quando esses trangredissem.

Porque faria ELE uns seres sem Vontade própria (entenda-se : livre arbítrio)? Não teria poder para fazer-nos semelhantes (livres) como Ele? ainda que muito limitadaos à Lei da nossa Natureza?


Argumentemos, demonstre as suas ideias, apele à Razão.
Não se limite a afirmar dogmaticamente o contrário do que eu exponho escrevendo coisas como:

"Se algo puder acontecer fora da vontade de Deus . Deus não é Deus e Deus não é soberano!!";

"Deus não quer reinar. DEUS REINA SOBERANO sobre tudo e sobre todos !!!";

"ELE decretou a “corrupção da natureza” e que esta seria contra a SUA vontade preceptiva!!! Nada foge de SEU decreto e controle total !!";

"Deus fez seres com vontade própria regida totalmente pelo SEU decreto!! Não há como fugir DELE !! Tudo existe NELE, nada existe fora dELE !!"


Sem liberdade, não existe Moral, porque esta vem da Vontade ou decisão de um ser Racional que escolhe interiormente o que prefere, considerando variáveis de acordo com suas 2 naturezas: carnais e espirituais(morais); o que o leva a optar pelo "chamamento de uma ou outra parte"- decisão que é tomada como peso(juízo) no coração, do qual procedem as imaginações más(não necessariamente sempre más).
Quando se nega a "Vontade Moral", a "Razão Prática", a Justiça, o Bem , então é se Imoral.
Quando se não nega essa Lei da Razão Moral, pode se errar por imperfeição e incompletude Humana, pois o Homem está numa posição relativa da existência criada , e desde logo a Sua Visão é sempre segundo o seu ponto de vista, o qual é seu - e é, portanto, subjectivo.

Eva errou, enganada que foi, pensando que ia colher um fruto para seu Bem. Optou por ouvir a serpente enganadora que a levou a interpretar DEUS como alguém que mantinha "outros motivos escondidos", que serviriam para impedir um maior bem para Eva.

Pensando que o fruto era agradável , porque assim lhe pareceu, e ouvindo as palavras da serpente, colocando em cheque o CARACTER Bom e o alerta preventivo de DEUS, provou..........................

E provou que afinal DEUS era Bom.

mistério de DEUS está em ELE provar a todo o mundo e aos anjos, inclusive os caídos, que ELE não governa por ter Poder, mas por SER DIGNO e querer o Bem.

Uma coisa, o Poder , é um atributo de DEUS, que não o define na Sua essência pessoal, mas... é(será) porventura uma qualidade.
Outra é o Caracter. ELE É QUEM É. Independentemente das circunstâncias; que inclusive o pressionaram em extremo, enquanto habitando em corpo de Homem.

E não errou, poque não fazia a Sua Vontade, mas a do Pai. Não porque fosse forçado, mas porque sendo tentado resistiu e optou, (tomou decisão) contrariamente à vontade(desejo, necessidade) da alma(angustiada) e corpo. E preferiu unir-se em espírito (vontade) ao Pai, dando lugar à Sua Vontade (do Pai, e não à Sua (do filho do Homem), por mais irracional que isso lhe fosse(parecesse).

Não teria mérito, perante o Pai, se o Pai o tivesse programado(predetermindo).... Como se faz a uma máquina, ainda que a esta tenha sido dada uma ilusão de sensibilidade e vontade...
E Vida.


O Espírito de Vida é a Vontade Consciente que se move.




Sem essa não há Ser.


Fomos feitos à Sua Imagem e Semelhança. Como não compreendeis, ainda???


Nenhum outro deus teria tal Poder. Eis a grande glória de DEUS.
O homem faz máquinas que inclusive falam com os homens, mas são programadas, para serem como são. Estão presas a si mesmas, não desenvolvem por si.... etc

ELE deu-te vida. Sê livre. Segue-se o que se quiser.


o direito e liberdade são uma mesma coisa?



Acho que não. Foram feitos livres até para violar o direito, o devido, o justo, o proíbido.
Sem liberdade, não existe Moral, porque esta vem da Vontade ou decisão de um ser Racional ............ .......

Ser TodoPoderoso e Soberano, significa que pode fazer o que quer, inclusive dar Liberdade para Lhe frustarem a Vontade.- o que não é o mesmo que querer que o frustrem, mas permitir que o frustrem, se esses seres a quem atribui valor moral, assim quiserem.

DEUS Diz, escolhe o Bem e não mal. Não comas das blandícias dos ímpios. Arrepende-te. Eis que bato. Abre a porta. Deixa-me cear contigo, na mesa de DEUS. Deixa a injustiça e pratica a equidade. Eu dou-te o arrependimento. Eu dou-te a benção e a maldição a escolher, escolhe a benção!!!...


Não O frustarmos nós com os nossos pecados?- Então.. Como? Porque ELE quis? Então... frustramos ou não? - Perceptivamente, direis? ?
Será que gosta de brincar Consigo mesmo e viola Seus Sentimentos porque assim quis, ao predeterminar? Deus tem uma Vontade em guerra com a outra? Pode ... predeterminar uma coisa que lhe desagrade perceptivamente? É mau para si mesmo?

nenhum dos SEUS desígnios/intenções /pensamentos podem ser frustrados.” -? Como cria então criaturas para O frustarem perceptivamente?


Difícil é racionalizar um Deus Todo Poderoso que não pudesse fazer criaturas livres d'ELE.

Escolhe, ó ser de Vontade própria, o Bem que DEUS te quer. Mas, nem por força, nem por violência, mas por Seu ESPÍRITO... ELE fará a Obra que quer. Deixa – O fazer! Porque tens de O deixar. ELE não te Obriga, nem usa outros meios para mudar teu coração, tua vontade!.... é por SEU ESPÍRITO de Amor que te chama! ELE te chama para fazeres a Sua Vontade, mas a abnegação e o galardão consequente, são coisa tua, que tens de decidir.

A Liberdade é talvez o maior dos Valores. Sem Liberdade não Vivemos.
A Liberdade é que dignifica a nossa Bondade, a qual honra o SENHOR. O meu sacrifício de Louvor é Voluntário, não imposto, ainda que o Seu ESPÍRITO me constranja e ... ensine.

A Liberdade é a respiração do espírito humano.


O Altíssimo não se deixa sem Testemunho. ELE fará o que lhe apraz. Sua Palavra não volta para trás vazia. ELE É.

A carne luta contra o espírito. Aos vencedores é concedida entrada nos céus. E quem é que vence o mundo? A fé... em CRISTO.
Porque DEUS amou-nos, ao ponto de dar Seu Filho.
Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero , esse faço. Encontro em mim estas duas naturezas em luta constante. Graças a DEUS por JESUS CRISTO, que me salva do corpo em que habita o pecado que produz a Morte.
Porém há pecado e pecado!!! há pecado que não é para morte e há pecado que é para morte. Pelo que, despojai-vos do Velho homem, e revesti-vos do Novo, em santificação e verdade, no sangue imaculado de Jesus Nosso Senhor e único Salvador. A inveja, a ira, as porfias, as feitiçarias, as idolatrias,a prostituição e toda a maldade, sejam tiradas de vosso meio, unindo e fortalecendo-vos em Amor. O qual não é acusador, mas cobre todas as trangressão.
E o milagre da regeneração do coração é continuamente executado pela Vontade do Pai................ até atingirmos a craveira de CRISTO. E quando então aí chegarmos... percisamos continuar sempre n'Ele.

é através de CRISTO que somos salvos. Mesmo os que não o conheçam e morram e tenham de ser julgado segundo a imagem de DEUS na consciência humana, só serão salvos por Seu intermédio.

De modo que o Senhor a todos querendo salvar, a todos dá um julgamento. Este não pode ser implacável , mas é de acordo com a Justiça. Os grandes pecadores, que já não teriam a mínima hipotese de serem salvos pela consciência, perante o tribunal divino, têm a hipotese se conhecerem a Palavra de DEUS, em terra.
Independentemente disto, todos os que ouvirem de CRISTO, têm de aceitar o seu reinado de Amor, de caso contrário, por melhores que hajam sido, segundo a consciência, perecerão.

E como não bastasse a garantia de DEUS, entenda-se, que quem está em CRISTO, nova criatura é, e eis que ELE chama as coisas que não são, como se já fossem.

Nosso Adão morrerá e ficará apenas o CRISTO em nós. Nosso velho homem, já não é mais, fica apenas a nova criatura em DEUS gerada. Nosso corpo será renovado, glorificado, tornado novo, sem mácula, nem mancha, pelo Vinho e pelo Pão de JESUS em nós, que d'ELE nos apropriamos, comendo Sua carne e, do Seu sangue bebendo.

Em uma nova Natureza, seremos, verdadeiramente Filhos e co-participantes da Natureza Divina.
Assim, sendo nós ainda pecadores, somos eleitos como os pecadores que são trazidos para a Glória do Seu Reino. Não porque ELE nos predeterminou individualmente, mas porque predeterminou que todo aquele que O recebesse, seria feito , seria eleito, seria exaltado, venceria... como Seu Filho.

Muitos Homens são sinceros na sua busca por DEUS, e lutam por suas próprias forças. Obedecem a regras da Religião, fazem boas obras, rezam e oram, culpam-se, e até amam o próximo com todas as Suas forças. Alguns são verdadeiramente Religiosos aos olhos do Senhor. MAS... Falta-lhes uma coisa: deixa tudo e segue o Senhor.

Todo o crente tem que ser um verdadeiro religioso aos olhos do Senhor. Não por regras, mas por aplicar-se às boas obras de amor e abnegação. Coisa que ELE para nós prepara, desde que o sigamos.
As obras feitas por conta própria, são "trapos de imundice". Mas, o Senhor procura os que o honram com sinceridade, com todo o coração.
Não porque hajamos sido merecedores, mas porque ELE Engraçou connosco.

...Agora: segue o meu filho para venceres o pecado que EU abomino, e serás salvo e recompensado pelas aflições sofridas em honrar o Mestre que te dou.- esta é a pregação; ninguém pode chegar-se a DEUS, mas ELE deu- Se a Si mesmo para vir até nós, porque de outro modo pereceriamos, pois, pela Lei (mosaica ou da Consciência Moral), ninguém se salva.

Devo dizer-lhes que não devemos ser arrogantes. Há coisas que nós não sabemos, outras em que não temos certeza. Portanto, não sejamos dogmáticos, nem filodoxos.
Devemos ter uma mente humilde e aberta ao pensamento que tudo questiona. Só assim se faz a Doutrina sã, porque esta cresce ao ser questionada.

De forma alguma deveremos escusar-nos a esquadrinhar , desde que com Honestidade Intelectual, a Bíblia com todas as "nossas" capacidades*; pois que o Homem Inteligente não se sujeita a explicações superficiais, nem à "castração" Dogmática, a não ser que se torne propositadamente negligente ou desonesto consigo ou com alguém, por outrossim possuir interesses vários contrários à Verdade.

Evidente: que a salvação é por JESUS CRISTO. Isto está escrito.
Mas tamb está escrito que é o Pai quem deu o Filho e nos traz a ELE. E de facto o Seu ESPÍRITO SANTO também tem Seu papel indispensável aoa convencer-nos, por exemplo, "do pecado, do juízo e da Justiça"- está escrito.

Uma coisa me parece poder ser concluída, enfim retirada por ilação, que a Salvação é operada pelo DEUS trino, sendo que quem possibilitou a Vontade de DEUS em salvar o pecador, foi a expiação imaculada de CRISTO- por isso ELE, Homem, tem o galardão de SALVADOR junto com o Seu DEUS. E é por este Homem, que temos acesso ao Pai. Não há outro Homem ou Anjo que sirva de escada para chegar a DEUS.
Mas será que a salvação não implica uma cooperação Voluntária de quem é salvo?- parece que se tal não está patente em escrito na letra Bíblica, é pelo menos inferível por lógica implícita - daí podendo ser extraível, legitimamente, pelo menos, o início para um aprofundamento que dê lugar a conclusão douta, a qual se constitui, se confirmada, nomeadamente pelo ESPÍRITO, por sua vez, em Doutrina Sã.

O Homem é espírito, e precisa do Conhecimento investigável que se esconde atrás do que se vê; pois isso é ler entre as linhas, coisas que não estão escritas, mas carecem de ser compreendidas para o desenvolvimento humano, sábio e responsável perante DEUS, que é ESPÍRITO, e quer ser Conhecido.

De outro modo o Homem torna-se uma máquina de registo de informações, em vez de um criador dela através de dados dispersos e/ou invisíveis que capte. E mesmo que seja inteligente, será seco como rocha dura em que não penetra a água da sabedoria.
(Claro, haverá homem que seja sábio, mas que não conheça o Evangelho ou a Carta Escrita de DEUS ao Homem; estes serão julgados segundo o espírito, a consciência).

*- Conforme: "Todo o Coração"- "buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o Coração".

É claro que coisas há, que são evidentes e que nem têm possibilidade de ser aprofundadas pelo pensamento, podendo apenas ser relacionadas por este, com outras coisas, outras passagens, com a Vida.
São a Base da Doutrina, da Compreensão da Doutrina, da própria Fé que se limita a Confiar sem discorrer em pensamento.
Elas firmam o início do Pensamento.
São Axiomas, não Dogmas. O Dogma é coisa do enredo do Inimigo.
Estes Axiomas são Princípios, que se auto justificam em si mesmos, podendo autorizar uma ilação em relações com o Pensamento que eles mesmo establecem, firmam. São o começo dele.

nem tudo na Bíblia são Axiomas, e , nem tudo faz doutrina. Eu aprendi que a Doutrina tem por regra ser achada com base em pelo menos duas situações distintas, que asseguram a sua força vinculativa: uma primeira que a dá a conhecer e uma segunda que a confirma .
O porquê parece estar na Razão que potencía o procedimento, em jeito de lei, que se revela implicitamente nas passagens escritas que narram as situações; sendo desta forma dado a entender que esse é o modo justo de tratar que DEUS tem para o tipo de casos.

estou certíssimo, de que quanto mais se aprofundasse, - nomeadamente, procurando também elementos históricos extra-bíblicos, como os sociológicos, antropologicos e psicologicos para se chegar a uma justa e clara apreciação das situações bíblicas, e então descernirmos a Vontade que DEUS teria, e qual a sua disposição perante a Mentira nessas situações , - mais compreenderíamos que DEUS estaria sempre contra a Mentira, mas que opera por causa de Sua Promessa, sendo fiél à Sua Palavra, e ironicamente acaba- "escrevendo certo, por linhas tortas".

Por outro lado, creio que é básico que a Bíblia pode ser mal usada, pois esta escrito que nenhuma passagem é válida sem outras passagens que a expliquem; pois de contrário, vejamos que o diabo usou a Palavra para tentar JESUS.
Não podemos ser Dogmáticos, pois então excluiremos a possibilidade de :

podermos estar a interpretar erradamente alguma situação; e

excluiremos a possibilidade de continuamente aprendermos e melhorarmos mentalmente o nosso cristianismo, (que é racional).


Ainda: a própria necessidade de aprofundarmos em estudo, para interpretar-se correctamente algumas situações bíblicas, que possam transparecer, mais claramente ou menos claramente, regras (ou normas ou princípios) é já de si o indicativo claro e o significado antónimo do que quer dizer Axioma.(...)
a Vontade santa de DEUS, é boa em Si mesma e nunca degenera para o mal. A nossa vontade, por oposto, não é boa em si, mas é boa ao obedecer à Lei do Bem (cf E. Kant). Portanto, mesmo a BÍBLIA diz que ELE não pode negar-Se a Si mesmo, isto é , ao Seu caracter justo, verdadeiro e bom, porque Sua vontade não degenera para o mal. Não pode fazer algo que é contra a possibilidade lógicas, sendo que ELE é também chamado de o Verbo, isto é, o Logos- ainda que essa expressão tenha sido usada por João para ensinar que era este o verdadeiro Logos de DEUS e não outra qualquer figura do paganismo.(...)
Nossas atitudes não são uma escolha Sua, apenas a nossa Liberdade. De caso contrario, nos nem seriamos humanos, seríamos bonecos sem vida espiritual. (...)
Olhe, eu me questiono qual a diferença entre omnisciência e predeterminação. tu sabes me dizer??

Ah... e já agora fica sabendo que tem os calvinista k pensam que DEUS é predeterminista. Mas isso é um absurdo por motivo looooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooongos de explicar.
Mas tenho a dizer que "das crianças é o reino dos ceus". Que culpa tem DEUS do que nós não fazemos por elas? tu sabia que uma parcel do dinheiro gasto em armas no mundo dava para acabar com a a fome?
ora que culpa tem DEUS, se temos os recurso e somos egoistas e pecamos, fazendo o que é contrario à sua vontade, nos "vendendo" ao diabo?(...)

Saramago fez um livro para distorcer a o fim e a razão da nossa fé- a Vida eterna- como descrente e anti-cristo que era. E tdos sabemos que o livro era ficção. Mas a bÍBLIA É a Palvra de DEUS... tem de ler e compreender e ouvir para entender. De caso contrario.. és ignorante.
quanto à Fé.
José R. dos Santos, em seu comentarios recentes admira-se que a Bíblia revela um CRISTO muito diferente do efeminado que muita gente concebe. Mas ele deveria ponderar a veracidade Bíblica sem ser à luz de uma religião, pois é essa que lhe deu a conceçao errada- não é a Bíblia que esta errada ou JESUS CRISTO que é mau por não ser o "baphomet" alumiado (meio homem, meio femea) que é representado nas artes sacras- esse é o anticristo, impingido pelos Maçons e Illuminatti, que dominam o seculo pelo Poder das Trevas e estão infiltrados nas varias religiões ao ponto de promoverem um ecumenismo das religiões e até com o ateísmo com ponte no panteísmo do Universo - trabalho que lhes tem levado séculos- para constituirem uma nova ordem mundial com fé numa Nova Era. Mestre do sensacionalismo e das interpretações baratas de cultura hiper-pop que faz surgir descaradamente nas páginas. que usa a perspicácia para
retira um sentido danoso aos factos e usa o pensamento para criticar e
engendrar possibilidades danosas à fé cristã, mas não usa o mesmo
poder no sentido de achar possibilidades inversas nem para ver o
contexto , a hermenêutica, a cultura e os factos evidentes num sentido
que possa fazer entender as realidades descritas nos Evangelhos e nas
Escrituras em geral, nem faz a crítica à sua crítica, esquecendo que
um erro de letra não é um erro de espírito e que podemos facilmente
decifrar as intenções nos textos, esquecendo que diferentes povos ou
culturas podem adaptar à sua linguagem , à sua comunicação, à sua
importância de valores, a mensagem bíblica, sem com isso estarem a
promover alguma mentira - ora, veja se não se pode fazer uma Bíblia
para crianças com desenhos e histórias em vez de linguagem adulta, ou
se não se pode utilizar a expressão "saudade" para traduzir uma frase
que queira dizer o mesmo sentimento, o qual identificamos por um a só
palavra na língua dos portugueses, por exemplo? -

Acerca dos documentos Históricos

O facto de os copistas não usarem um estilo tão rigoroso como os dos escribas
judaicos, que eram claramente exegetas e que liam e reviam cada
página, e que faziam do seu trabalho um ritual solene inigualável
para a época, na redação de textos copiados quando se referiam às
Escrituras e se "curvavam" e se preparavam cada vez que chegavam à
Palavra YHWH de uma forma especial e específica para a redigirem, não
significa que o Novo Testamento que hoje conhecemos, não fosse um
testemunho verdadeiro da igreja primitiva. Mesmo se o Velho Testamento
contém algum erro de letra por parte de copistas ou mesmo por parte do
autor da Escrita do original, não significa que o Espírito e a Lei
Moral seja errada ou contraditória , nem que os acontecimentos hajam
sido uma orquestração. Novamente, A. Cury- este intelectual da área
mental e comportamental assevera que as histórias narradas no NT , não
podiam ser inventadas por fantasia humana, mesmo porque também as
reações emocionais, e inter-relações descritas mostram-se sinceras,
verdadeiras, não artificiais nem dramaticamente egendradas, as falas
de JESUS , Suas Palavras, eram de uma eloquência existencialista, não
uma trama inventada; a história da mulher adúltera é claramente uma
dessas e é referida pelo Doutor em voga, em vários de seus livros.
Portanto, concluir que, porque uma cópia anterior não contendo uma
narração descrita em outra, de suporte mais recente, é evidência (em
vez de um simples indício a ponderar), é errôneo, diria mesmo
falacioso. Ora, basta que se pense um pouco: confiamos que Socrates
existiu e que os documentos acerca de civilizações antigas provam
muita coisa, ao ponto de termos bibliotecas inteiras baseadas em
escassos documentos, mas assim que vemos que uma cópia mais antiga não
traz um excerto que usamos actualmente e commumente (porque esse foi
achado em cópias mais recentes ) asseveramos que esse excerto é uma
invenção acrescentada?! Não há nenhum documento da Antiguidade que
haja sido tão best-seller (já então) , tão propagado, lido e redigido
e estudado a fundo, nem tão rigorosamente copiado , como os das
Escrituras. * São mais de 5000 as cópias, consentâneas entre si, não
contraditórias (ainda que hajam, por erro humano, humano...
diferenças) que nos chegam aos dias de hoje, acerca do NT. (V. citação
abaixo). O autor da Elíada deixou um legado de "meia dúzia" de
documentos e de cópias muito mais tardias em relação aos originais do
que a Bíblia. Na verdade, poucos são os documentos antigos (de
escrita) e não raras vezes apenas nos chegam "cópias de cópias de
cópias de"".... com centenas de anos à frente dos originais. Não é
assim com a Bíblia, passo a citação:

"(...)

O estudioso mais dedicado poderá encontrar farto material e Fontes
documentais do Novo testamento como os manuscritos gregos

“São aproximadamente 5500, classificados de acordo com o material e o
estilo da escrita: papiros, unciais e minúsculos,
Papiros

São conhecidos 96 papiros, escritos em uncial até o século IV. A
maioria são fragmentos de códices. São os manuscritos mais antigos
conhecidos do Novo Testamento.
Unciais

São os manuscritos feitos em pergaminho quando o papiro caiu em
desuso, no século IV, e utilizados até o século XI, ou seja, durante
sete séculos. A escrita manteve o mesmo padrão dos papiros, somente um
pouco maiores.
Minúsculos

São manuscritos que carecem de valor crítico; são importantes apenas
como testemunhas da história medieval do texto do Novo Testamento.
Foram documentos preparados em escrita minúscula, entre os séculos IX
e XVI, quando começam a surgir textos gregos impressos.” (A História
Manuscrita do Novo Testamento - Nataniel dos Santos Gomes (UNESA)

Sabemos ainda que:
Os Escritos de Marcos datam de 50 a 70 d.C.;
Vários papiros contendo fragmentos do Evangelho de João foram
encontrados no Egito, datando do século II, apenas uma geração após os
autógrafos;
Os manuscritos foram redigidos num momento muito próximo aos
acontecimentos que os geraram;
O estilo dos escritos confere com aqueles utilizados no século I (grego coiné);
Inscrições e gravações em paredes, pilares, moedas e outros lugares
são testemunhos do Novo Testamento;
Os livros apócrifos, que atualmente estão sendo bastante citados e
estudados, apesar de não canônicos, apresentam dependência literária
dos textos canônicos, chegando a imitá-los no conteúdo e forma
literária, e citam vários livros que compõem o Novo Testamento.
(...)"**

HÁ TAMBÉM QUEM HAJA CHEGADO A DIZER QUE O HOLOCAUSTO NUNCA EXISTIU.

Por mim, prefiro pensar que o Homem nunca chegou à Lua.
Mas há quem assevere ou conjeture que JESUS nunca existiu... Bom, a
História diz o que diz, portanto faço aqui referência a um texto que
encontrei na Internet:

"(...)
A historicidade de Jesus

Lá pelo século XIX, alguns críticos como Bruno Bauer chegou a incrível
conclusão de que Jesus nunca existiu.

Hoje, talvez, nem mesmo os críticos mais ferozes como o "The Jesus
Seminar", ousam negar a existência histórica de Jesus Cristo, haja
vista os muitos documentos a respeito de sua pessoa. Negar a passagem
de Jesus pela terra seria hoje como assinar um atestado de obtusidade
histórica ou se declarar descontextualizado com as novas descobertas.

Apesar da abundancia de provas que temos sobre Ele, muitos estudiosos
amadores levados pelo preconceito e pouca seriedade científica,
especulam dizendo que não existem comprovações concretas da existência
de Jesus fora dos evangelhos. Quando não, saem com o disparate de que
só existem duas menções ao nome de Jesus fora dos livros religiosos
(N.T e os escritos cristãos dos pais da igreja), os quais se
limitariam a Flávio Josefo e Plínio. Isto mostra o tom preconceituoso
e parcial com que tais estudiosos tratam os documentos cristãos
históricos. Só porque a maioria dos testemunhos históricos sobre a
existência de Jesus são de cunho religioso já são postos sob suspeita,
tipo "culpado até que se prove o contrario".
É claro que para quem conhece um pouco de história isso não passa de
uma falácia.

Fora os próprios Evangelhos e os escritos dos Pais da Igreja, temos
ainda muitos outros do primeiro e do segundo século que mencionam
Jesus Cristo. Podemos dividi-lo em dois grupos: os documentos
provindos de fontes judias e o de fontes pagãs. Ei-los em ordem:

Fontes judaicas:

Flávio Josefo

Josefo foi contemporâneo de Cristo viveu até 98 d.C. É considerado um
dos melhores historiadores antigo. Suas obras sobre o povo judeu é uma
preciosidade histórica da vida helênica no primeiro século. Em seu
livro, "Antiguidades Judaicas", ele faz algumas referências a Jesus.
Em uma delas, ele escreve:

"Por esse tempo apareceu Jesus, um homem sábio, que praticou boas
obras e cujas virtudes eram reconhecidas. Muitos judeus e pessoas de
outras nações tornaram-se seus discípulos. Pilatos o condenou a ser
crucificado e morto. Porém, aqueles que se tornaram seus discípulos
pregaram sua doutrina. Eles afirmam que Jesus apareceu a eles três
dias após a sua crucificação e que está vivo. Talvez ele fosse o
Messias previsto pelos maravilhosos prognósticos dos profetas"
(Josefo, "Antiguidades Judaicas" XVIII,3,2).
O texto acima é uma versão árabe, e talvez é a que mais chegue perto
do original. Muitos colocam em dúvida este texto dizendo ser
interpolação de um escritor cristão. Alegam que Josefo, na qualidade
de judeu, nunca iria se reportar a Jesus desta maneira. Mas parece que
não há motivos fortes para isso. A verdade é que cada vez mais
eruditos hoje em dia estão inclinados a aceitar esta versão do texto
como fidedigno, embora admitam pequenas interpolações em algumas
partes como a referência sobre a ressurreição, e a declaração do
messianismo.

Talmude:

A Encyclopaedia Britannica mencionando os talmudes judaicos como
fontes históricas sobre Jesus, finaliza o assunto da seguinte maneira:
"A tradição judaica recolhe também notícias acerca de Jesus. Assim, no
Talmude de Jerusalém e no da Babilônia incluem-se dados que,
evidentemente, contradizem a visão cristã, mas que confirmam a
existência histórica de Jesus de Nazaré."

A "contradição" mencionada pela enciclopédia é o fato dos judeus
acusarem Jesus de magia.

"Na véspera da Páscoa eles penduraram Yeshu [...] ia ser apedrejado
por prática de magia e por enganar Israel e fazê-lo se desviar [...] e
eles o penduraram na véspera da Páscoa." (Talmude Babilônico,
Sanhedrim 43a)
Estes relatos da crucificação estão de pleno acordo com os evangelhos
(cf. Lucas 22,1; João 19,31).

Fontes Pagãs:

Plínio

No século II, quando o cristianismo começou a atravessar as fronteiras
do Império, os cristãos começaram a chamar mais a atenção dos pagãos.
A difusão do cristianismo foi tão profusa que chegou a ser tema de uma
correspondência política entre Plínio, o Jovem, procônsul na Ásia
Menor, em 111 d.C. e Trajano. A carta dirigida ao imperador Trajano
trata das torturas que os cristãos são submetidos pelos pretensos
crimes. Entre eles está o seguinte:

"...[os cristãos] têm como hábito reunir-se em uma dia fixo, antes do
nascer do sol, e dirigir palavras a Cristo como se este fosse um deus;
eles mesmos fazem um juramento, de não cometer qualquer crime, nem
cometer roubo ou saque, ou adultério, nem quebrar sua palavra, e nem
negar um depósito quando exigido. Após fazerem isto, despedem-se e se
encontram novamente para a refeição..." (Plínio, Epístola 97).

É interessante ressaltar alguns detalhes nesta carta. Plínio relata
fatos históricos importantíssimos tais como a igreja em expansão, e a
adoração ao seu fundador - Cristo - "como se fosse um deus" (Christo
quase deo). Veja que ele não procura negar a existência histórica de
Jesus.

Tácito

Cornélio Tácito (55-117), um dos mais famosos historiadores romanos,
governador da Ásia em 112 A.D.,genro de Júlio Agrícola que foi
governador da Grã-Bretanha, escreveu o seguinte sobre Cristo:

"O fundador da seita foi Crestus, executado no tempo de Tibério pelo
procurador Pôncio Pilatos. Essa superstição perniciosa, controlada por
certo tempo, brotou novamente, não apenas em toda a Judéia... mas
também em toda a cidade de Roma..." (Tácito, "Anais" XV,44).

O contexto desta carta trata sobre o incêndio criminoso de Roma. Nero
mandara incendiar Roma e usou os cristãos como bode expiatório. Tácito
apesar de não ser simpatizante do cristianismo, confirma, entretanto,
fatos históricos importantíssimos tais como: um personagem histórico
chamado "Crestos" (Cristo), sua igreja, sua morte e a expansão do
cristianismo no primeiro século. Ele tão somente confirma o que já
sabíamos através dos relatos evangélicos. (Lucas 3,1).

Outros testemunhos seculares ao Jesus histórico incluem:

Talo (52 d.C),o historiador samaritano é um dos primeiros escritores
gentios a mencionar Cristo indiretamente. Tentando dar uma explicação
natural para as trevas que ocorreram na crucificação de Jesus, diz:
"O mundo inteiro foi atingido por uma profunda treva; as pedras foram
rasgadas por um terremoto, muitos lugares na Judéia e outros distritos
foram afetados. Esta escuridão Talos, no terceiro livro de sua
História, chama, como me parece sem razão, um eclipse do Sol."

Tanto os escritos de Talo, como de Flêgão, não existem mais, alguns
fragmentos foram preservados nos escritos de Júlio Africano (220 d.C)
Mara Bar-Serapião - 73 d.C (?), um sírio escrevendo ao seu filho
Serapião sobre a busca da sabedoria, menciona a Cristo como sábio,
embora não o mencione pelo nome, mas apenas como "rei dos judeus". Diz
ele:

"Que vantagem tem os judeus executando seu sábio rei?...O rei sábio
não morreu; ele vive nos ensinos que deu."

Tertuliano, jurista e teólogo em sua defesa do Cristianismo menciona
uma correspondência entre Tibério e Pôncio Pilatos sobre Jesus
(Apologia,2).

Justino, o Mártir, filósofo cristão ao escrever ao imperador Antonino
Pio desafia o imperador a consultar os arquivos imperiais deixados por
Pilatos sobre a morte de Jesus Cristo (Apologia 1.48).

Celso, o filósofo neoplatônico e inimigo ferrenho do cristianismo
também menciona Cristo em seus escritos.
(...)" ***


* Cf "O Livro Eterno" 1º episódio :
http://downloads-evangelico.blogspot.com/2010/02/o-livro-eterno-historia-da-biblia.html

** http://www.jesusvive.com.br/home/blog/ver/9

*** http://www.cacp.org.br/movimentos/artigo.aspx?lng=PT-BR&article=844&menu=12&submenu=3


Posto isto, resta-me esperar que alguém douto e capaz responda às
insurgências malignas , perniciosas malidicentes, indecentes,
arrogantes, despropositadas, ignorantes (na melhor das hipóteses),
cujo propósito é servir o ventre ainda que para isso hajam de ousar
bloquear o acesso psicologico à verdade, ainda que para isso hajam de
combater contra o Espírito Santo, pois é Esse e não eu, é que
convence cada um, através de sua consciência , do pecado, da verdade e
da Justiça - Bloquemos as mentes com os preconceitos e ideologias
subrepticiamente semeadas e fechemos o coração à Luz que é DEUS ....
Esse é o plano de Satanas! Que JESUS o repreenda.


a ciência pura da Lógica, mostra que é impossível que não haja um Designer. Quem quiser que veja o blog que esta na minha assinatura, e espreite os vídeos.

nós somos resposnaveis pelas nossas decisões, cada um em particular tem o poder de fazer o Bem em certas ocasiões- se não faz é porque decide não o fazer. Como tal, não é culpa de DEUS que aquela criança tenha sofrido e morrido, pois muita gente podia ter feito alguma coisa e não o fez.
DEUS não criou robôs. Criou entes morais, de reflexão ética. Se não fazemos o bem o pecado é nosso, não dELE.

Vejamos que DEUS tinha intima comunhão com Adão ( e falo na persepctiva do DEUS que eu referia e da crença e experiência que tenho). Adão era santo e justo e não tinha doenças e não era suposto vir a morrer um dia. Mas deu-lhe a Liberdade ao ponto moral de poder negar e desconfiar da Sua Palavra.
Adão e Eva tinham uma clara noção da epistemologia do Bem e do mal, mas não conheciam o mal, somente o bem- pelo que não conheciam a diferença.

A importância teorica-epistemica, da noção do mal, legitima o aviso de DEUS: "no dia em que comerdes, certamente morrereis".

Somente deveriam crer na consequencia que o aviso postulava, e não experimentarem o fruto para ver se a consequência seria outra, como aquela que a serpente sugerira.

A partir do momento em que desdenharam da autoridade moral e do aviso formal-verbal de DEUS para acreditarem na serpente, conheceram o mal através da experimentação do pecado original- que foi uma pratica empírica, observavel, da ordem da moral.

Desde logo, conheceram o mal, mas não todo o mal. O mal conhece-se pela vivência: dores, sofrimentos, imoralidades, doenças, morte...embora todos tenhamos uma noção teorica de um mal que nunca hajamos praticado ou sofrido.

A tentação para praticar o mal de um pecado, é muitas vezes a ilusão de que cometer tal pecado, ou ir por tal caminho, sempre vale a pena, porque traz-nos algum benefício. O salario do pecado é a distanciação da semelhaça com DEUS, ao fazermos males, para que nos venham bens, é a indiferenciação ao sofrimento dos outros, a perda de nobreza de coração, de qualidades humanas espirituais e a prisão ao vício do pecado.

O fruto da arvore , em si, poderia não ser mais que apenas a fronteira entre ultrapassar ou não a Palavra, a Verdade de DEUS. Apesar de que haja também a possibilidade de que tal fruto contivesse em si algum(ns) ingrediente(s) que trouxeram a destruição da saúde dos genes e das defesas biologicas, possibilitando a velhice e morte física do ser humano.
A pratica da imoralidade, é que é o verdadeiro pecado, ao termos negado a confiança na Palavra de DEUS-Criador, na forma de traição e ingratidão, ao querermos usurpar o seu lugar de DEUS na nossas vidas (nós, entenda-se: Adão e Eva).

Tal distanciação da semelhança com DEUS, semelhança de caracter ou santidade, é que é a morte original, a perda de intima comunhão espiritual com DEUS. Ironia, pois se a vontade era sermos semelhantes a Ele, ficámos em tudo mais pobres e diferentes. Isto ensina que o melhor caminho para sermos como DEUS está na virtude santa e no Amor Perfeito que não trai por tentação pelo poder-aí, até nos sentamos com ELE, no Seu Trono, afinal, o maior no reino no reino dos céus é o que se faz mais criança, mais pequeno.

A justiça de sermos expulsos do paraíso, esta em que fomos responsaveis pelos nossos actos e escolhas, desde sempre. Ora , (excepto, haja havido negligencia para adquirir capacidade anterormente possibilitada) ninguém é responsavel por não ter tal capacidade para efectuar uma tarefa. Exemplo: um indivíduo queria poder matar a fome a toda a gente no mundo, porém não tem possibilidade alguma... poderá ser responsavel pela continuidade da fome?

A livre escolha reside na faculdade factual de se poder efetuar quer uma quer outra possibilidade de nós dependente de ser executada, consoante nossa atitude (decisão e acção ou reacção - comportamento, mesmo em certa medida, o mental).

Nossos pais foram responsaveis e dignos da justiça sofrida.

A Bíblia não diz que por causa do pecado de Adão nós sofremos a mesma retribuição, como se nele se representasse toda a Humanidade e toda ficasse automaticamente culpada. Diz sim que "todos pecaram". E revela que a propensão para o pecado existe desde a meninice porque moralmente já nascemos degenerados para o lado da carne que ficou degenerada pelo fruto da arvore- e isso da carne é hereditario, mas não fatalmente destinado a que o ser humano peque, pois o pecado envolve a decisao tomada pelo espírito. "Todos pecaram" e assim todos estamos afastados da íntima comunhão com DEUS. Pois ELE é SANTO. Tão SANTO que o pecado não pode estra proximo dELE. Não é ELE que é egoísta. Antes somos nós que ao sermos egoistas, abandonamos a santidade e pecamos. ELE não convive com a Imoralidade e nem consente com a iniquidade.


Porque pôs DEUS arvore do Conhecimento ao dispôr do arbítrio de Adão e Eva?

Em primeiro lugar é de referir que o valor moral de alguém só é provado se tiver oportunidade de fazer o bem ou o mal.
DEUS quis criar uma criatura livre ao ponto de O poder negar. Uma criatura ética com funções morais.
Sua honra estava em ser servido apesar do perigo de ser negado e desonrado enquanto DEUS-Criador e Pai. O amor, o seu sentimento, de DEUS requeria isso.
Mas foi desamado pelo aliciamento do Poder prometido pela serpente e desacreditado na Sua adevertência, apesar de ser Criador, recebendo a ingratidão e a traição como injusta recompensa pelo que dera a Adão e Eva.
Eva sabia o que fazia contra DEUS... e mesmo assim, preferiu arriscar estar sendo enganada, pela hipotese teorica alcançar o Poder Divino.
O desejo da carne é amoral, por isso a carne é fraca, porque limita-se a experimentar sensações ... mas ceder à tentação depende de decisão consciente. Eva sabia o que fazia, seu espírito lembrou-a de que o Senhor a advertira para não comer da arvore.

Genesis
27 E criou Deus o homem à sua imagem: à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.
31 E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã, o dia sexto.

A tentação
Ambos os humanos eram puro, bons e justos- sem pecado. Faziam o Bem. E Conheciam o bem pela pratica e experiência. Tinham uma conceção teorica do mal o qual não conheciam na pratica pelo pecado ou, de forma mais abrangente, pela experiência de vida por sofrimentos.


8 E disse o SENHOR a Satanás: Observaste tu a meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus, e que se desvia do mal.
9 Então respondeu Satanás ao SENHOR, e disse: Porventura teme Jó a Deus debalde?
10 Porventura tu não cercaste de sebe, a ele, e a sua casa, e a tudo quanto tem? A obra de suas mãos abençoaste e o seu gado se tem aumentado na terra.

Ora, Adão deu o nome a todos as alimarias, isso é inteligência e sábia.
Adão e Eva não comeram do fruto do pecado... havendo assim superado uma primeira aposta de DEUS. Porque eram sabios e se desviavam do mal, temendo ao Senhor.
Somente quando foi permitido ao diabo ir mais a fundo , tentando diretamente a Eva é que ela e em seguida seu marido, pecaram... não superando esse segundo nível de tentação.


A arvore de Vida

Por aqui se vê o grau de desconhecimento acerca da doutrina Bíblica- coisa que explica os comentários pobres ao nível intelectual crítico e desmesuradamente convencidos, pois acham que já sabem tudo porque tudo é evidente. Erro crasso e imaturo. Ao menos o sentido crítico deveria ser aberto para poder ser evolutivo, mas não é isso que tenho encontrado nos espíritos dos ateus, mormente de outros foruns de discussão.
A Arvore da vida é referida a par da arvore do Conhecimento (do Bem e do Mal) e isso vem logo nos primeiríssimos capítulos do primeiríssimo livro, que é o Genesis, na Bíblia.

É confuso para qualquer um, perceber que DEUS haja comentado que a arvore da vida fosse resguardada, para que os humanos se não apoderasem de seus frutos e vivessem (pra sempre?). Mas, se DEUS tivera dito que morreriam ao tomarem do primeiro fruto, porque estaria agora inseguro de que Sua promessa fosse anulada por causa de um outro fruto?
Mas será que DEUS não tem uma acção direta para cumprir Suas promessas? Se ELE disse que morreriam, então ELE mesmo velaria pelo cumprimento de Sua Palavra. Eles seriam barrados no acesso à arvore, caso eles tivessem comido da do Conhecimento, como alia´s aconteceu. E eles morreram, sendo mesmo expulsos do paraíso.

Mas será que a avore da vida era probida? não. O acesso foi vedado à propria liberdade de tomar dela, somente apos eles terem comido da arvore do Conhecimento. E aqui, eles nem tinham hipotese de escolha- o acesso estava barrado- a partir do momento fatídico em que pecaram.
A arvore da vida é também referida em Apocalipse, pois as suas folhas serão para saúde das nações.

DEUS foi afastado dELES. DEUS é Vida. As arvores são representações e fronteiras concretas entre o metafísico e o físico. Não era tanto por comer de uma arvore que eles morreriam ou viveriam, mas de fazerem a vontade de DEUS ou não. E JESUS, a "arvore da Vida" feita homem foi barrado ao homem por causa da santidade dELE e porque ELE ensina que a santidade tem um preço muito elevado e que não pode ser menosprezado face à própria Vida- por isso, morremos, porque a Justiça se impõe sobre a vida. Parece loucura, mas não é, pois pela justiça se condenam e se condenaram pessoas à prisão e à morte, e pela justiça dizemos que Hitler merecia mais que a morte.

Graças a DEUS por JESUS Cristo, porque deu Sua vida por nós pecadores perdidos, fazendo com que o que estava morto pudesse ser vivificado em Si.
Seu sangue e Sua carne são o fruto da Vida, que muito teve de padecer para que chegasse a nós. Não porque fossemos, nós , santos e santificados pela Lei e obras, mas porq ELE venceu a Morte dando primero Sua vida, apos sofrer em Si a IRA da Justiça divina.


A "Árvore da Vida" veio à morte para dar vida ao mortos, porque os mortos, não podiam vir a ela. E ela ressucitou, porque tinha o poder para tornar a tomar a vida e tem o poder para ressucitar a quem quiser.
Porque abriu o caminho traçado por Seu sangue, que leva o ressucitado à presença do PAI, numa harmonia espiritaul que ELE aceita, pois o Seu sangue nso justifica. E não só justifica, como purifica de todo o mau pensamento, nossos corações renovando-nos ate´ao dia em que deixemos este corpo ...


Mas se Adão e Eva eram tão espertos porque não comeram primeiro da arvore da vida?

Pelo sim pelo não, caso se enganassem deveriam de ter pensado em comer do fruto da arvore primeiro, mas isso derrogaria o que DEUS prometera, caso eles pensassem que DEUS estava certo quando dizia que eles morreriam? Isto é, se, de algum modo, eles pensassem: vamos comer primeiro da arvore da vida, para o caso de estarmos enganados na nossa aposta no que diz a serpente.
Mas assim eles estariam assumindo no mínimo que DEUS seria vencido pelo fruto da vida ou que afinal, mesmo que a serpente os tivesse enganado, então DEUS também os teria enganado pois não morreriam ao comer do fruto do conhecimento, pelo facto de se haverem precavido com um fruto que impossibilitaria o cumprimento da promessa de DEUS de que morreriam.

Assim, mesmo que tivessem comido da arvore da vida antes de tomarem da arvore do conhecimento, morreriam à mesma, porque DEUS havia garantido isso com Sua Palavra (pela qual ELE Velou- pois é cumpridor da justiça e de um contrato em que estipulava, afinal, que eles só morreriam caso tomassem do fruto do Pecado).

Ainda. Será que esse jogo mental de prudência não seria maldoso e já de si pecaminoso?
O homem não era pecaminoso. Era puro e não pensava nos males, não os considerava em termos defensivos, não porque fosse ignorante, mas porque era puro e ingénuo como uma criança. Ora, há crianças sábias e avisadas e prudentes e inteligentes, mas não têm a experiência de vida e cometem muitos erros, mormente quando se chega à adolescência, pondo em questão o que os pais avisaram, e mesmo que tenham o conhecimento teorico das consequências de certos procedimentos, eles vão em frente e arriscam....
porque a carne é impulsiva e faz coisas sem pensar devidamente. Mesmo porque, se Eva e Adão, se fizessem deuses, como apostaram, entao... não precisariam de arvore de vida.

Outrossim, se a arvore da vida dá fruto para manter a saúde e vida física jovial- não queria dizer que , uma vez tomado esse fruto, para sempre jovens e imortais. Ou seja, é um pouco como a comida: se comermos algo, esse algo serve durante algum tempo.

Hitler, Mao, Estaline... mataram mais estes que a religião em toda a Historia. Ou será que estou errado?

Bom, eu na verdade confesso que sei Hitler e Marx eram satanicos e usaram o ateismo para nos afastar do Poder de influencia de DEUS na terra e assim proceder melhor nos seus intentos. Illuminatti... quer creias quer não, mas podes investigar o assunto, se deres um pouco de credito ao que te digo.

Ser escravo não é o termo mais correto para transmitir o significado conceptual que é o de servo- o qual tem direitos, enquanto um escravo não. Os judeus tinham servos e tinham leis para se regerem quanto a eles. Infelizmente, os tradutores assumem o mesmo significado para os termos, mesmo porque nos liceus somos ensinados que escravo e servo, na pratica , eram a mesma coisa. De facto, a vida de um escravo era obedecer cegamente a um senhor, e a de um servo também. Mas um servo tinha proteção e direitos que não deviam ser violados. E a Bíblia revela algumas leis mosaicas nesse sentido.
DE resto, hoje em dia, na nossa sociedade evoluida, do 1º mundo, temos ou não temos servos? e ate escravos?
a pseudodemocracia não existe na cultura de fato. Os amigos levam a mal as verdades, ainda que ditas com afeto, e excluem; os patroes de chefes querem ser lambidos nas botas; os ricos têm mais valor que os pobres e são atendidos plos bancos com muito mais "atenção"; nós , se queremos ter um teto (coisa que os senhores davam aos servos) temso de trabalhar uma vida inteira para pagá-lo e etc...
somos escravos da moda, das más línguas, das invejas, das intrigas... veja-se "a casa dos segredos"- aquilo , coma desculpa do "jogo" faz-se tudo isso, não há comportamento decente , antes imoral. Mas o jogo era suposto ser descobri segredos ou andar a queimar a imagem dos outros, a inventar intrigas, a fazer manipulações e a ser politicamente maquiavelico?- isso de ser jogo é apenas a desculpa para dar aso ao que eles são na vida real.. de caso contrario nem aguentavam pressão ... coisa que acontece quase que sem sintomas de mau estar com o "jogo".
Na verdade, ali se aprova o pecado, a imoralidade... efeito sliddde... e qaundo vemos, nos mesmos adquirimos comportamentos levianos como aqules que eles têm. eE eles foram escolhidos a dedo para poderem passar essa "mesnagem" comportamental de tipo new age... sem sentimento de pecado(...)

Sacrifício do Cordeiro divino:

ELE levou vergastas que arrancavam carne, foi humilhado nú por homens que eram soldados (necessariamente fortes) que lhe colocarm espinhos maiores 3 a 4 vezes que os dos arames farpados, na cabeça. deram-lhe punhadas no rosto, nos olhos, e com varas na cabeça.
Mas primeiro passara a noite em angustia ao ponto de suar sangue e nem Pedro ou João o acompanharam nas orações de aflição.
foi traído por um dos amigos de confiança- que era um apostolo. Ele foi abandonado pelos amigos. Pedro atirou uma facada moral ao nega-Lo e ao injuria-LO para se safar. Bem que nós sentiriamos logo vontade de desistir de salvar pessoas tão fracas e ordinarias.. mas ELE aguentou a dor psicologica e decidiu render a vida por nós, ainda que lhe provassemos o pouco valor que lhe davamos, que não vai, muitas das vezes alem de língua lisonjeira e que não supera um mínimo de teste.
Mas antes disso , ainda teve de suportar as intrigas dos doutores da lei que o incriminaram injustamente, e de sofrer a irresponsabilidade de Pilatos enquanto juiz, e de suportar o Povo, no meio do qual havia feito milagres e ensinado ao Bem a gritar: crucifica-O!!CRUCIFICA-O!! incitados pelos "padres e pastores da epoca" (acaso estavam a fazer a vontade de DEUS?)... Imagina a pressão e o sofrimento de veres todo o mundo contra Ti, sozinho. Ora, se na escola ou nnuma rua somos aboradados por 3 ou quatro rufias, ficamos gelados ou com medo e tentamos escapar como crianças do lobo para o clo da mãe... como se sentia JESUS?
E isto não é tudo... huve muito mais pelo meio de uma noite perdida. Pois foi julado primeiro num sinedrio e depois perante Herodes... desprezado, insultado e ferido, sem poder responder, pois tudo era pretexto para ser usado contra Si. Chamaram falsas testemunhas, que de tão contraditorias, nem serviarm para alcançarem o objectivo de o incriminar por conspiração.

Carregou com a madeira enquanto levava mais vergastadas, ao ponto de se sentir tão mal que alguém foi obrigado a ajuda-LO a carregar o objecto.

Junto à cruz, os romanos pregaram os pregos de maneira estudada- pois a cruxificação foi desenvolvida desde os fenícios pelos romanso, de modo a pontecnializar a dor e o sofrimento.
Os braços era esticados para cima de um modo que para se respirar, tinahm de fazer força nos pes pregados e elevarem-se para respirar. Entretanto, os pegos nos punhos ou mãos(?) passavam por um nervo de modo que ao mínimo movimento sentiam uma dor excruciante- a palavra excruciante veio deste fenomeno.
Apos algum tempo, eles morriam de sufoco.
Como era 6a feira e o sabado era sagrado, pediram aos romanos para tirar os crucificados. Os romanos , para evitar que eles pudessem estar vivos e fugissem, quebraram as pernas aos ladrões que estvam com JESUS, mas chegando a JESUS, verificarm que ELE já tinha rendido o espírito, pelo que, não quebrarm suas pernas, mas furaram o seu lado. E assim se cumpriu o que fora dito pelo Profeta (Isaías?) de que "nem um só osso seria quebrado" e também " verão a quem trespassaram (Salmos), pois de dentro dELE saiu àgua e sangue. Pelo que o centurião exlamou: verdadeiramente este era o Filho de DEUS!

Antes de falecer, os dois ladrões provocaram-No e diziam, és o Filho de DEUS e não te salvas a ti mesmo?
Um deles ainda se arrependeu e mais tarde disse ao outro: porque injurias a este, pois nós temos culpa pelo que fizemos e merecemos o castigo, mas este é inocente.
Tu sabes o que é sofreres um ainjustiça sendo inocente. Agora imagina que és alguém que nunca pecou.

Antes de falecer, ao ser provocado e maltratado, e sob um eclipse e perante os fariseus e "padres e pastores" que diziam: ora, o filho de DEUS! se és o Filho de DEUS, porque não desces agora daí e nós creremos?- JESUS disse: PAI , Perdoa, porque não sabem o que fazem.

Perante as dores e angustias, clamou: DEUS porque me desamaparaste? pois ELE foi alvo da IRA DIVINA que era suposto caír sobre o pecador. E aqui a Sua dor era inimaginavel, era uma dor espiritual. Abandonado por DEUS. Pois para isto veio ao mundo. DEUS se fez carne, para pagar pelos pecados dos injustos como Pedro e até Judas, que o desamam e abandonam. E se Judas se não tivera matado, podia como Pedro ser salvo, que se arrependeu.

e finalmente , pediu àgua, pois estava com sede, e chegaram-lhe uma esponja embebida em Vinagre. E disse: Está consumado!


repentinamente o veu que pesava tanto que eram precisas 12 juntas de bois para o transpotar e que dividia uma zona do templo correpondente ao lugar Santíssimo, rasgou de alto a baixo e houve terremoto.
O ESPÍRITO SANTO saíra do lugar santíssimo e estava agora entre os pecadores do mundo, para trabalhar em prol do Reino dos céus.


Mas ainda hoje, JESUS sofre as injurias contra si e pelas almas que se perdem. ELE ainda hoje chora... por nós. Pois o diabo nos tem levado com suas mentiras e tentações.
(...)
Graças a DEUS a penicilina foi descoberta por "acidente". DEUS não é a favor das doenças, porém, são uma consequência genetica do fruto da arvore- da qual ELE disse para não ser tomado.
Contudo, no Seu reino futuro e no seu reino dos céus, não havera mais doença nem morte.
há , mesmo nas crenças pagãs e nas tradições, pontos de contacto- por isso o ecumensmo é atraente. Mas isso só confirma que a Verdade Bíblica é não apenas corroborada em parte pela Historia documentada, mas tambem oral- as quais incluem o estudo das religiões. desde que se faça isso com imparcialidade objectiva e cientifica, isso é optimo. Acreditar nesta ou naquela religião ou texto , apos analise nossa, é algo racional também e não apenas emotivo (porque todas as decisões têm um cunho emotivo), a naõ ser que creiamos por arraste, por tradição, por costume ou por moda. Mas ate eu sou provado quanto à minha fé, apesar de crer, porque, sendo um exame crítico e consciente que fiz, admito confrontar a minha crença com tudo o que a possa corroborar ou destruir- sem medos. Agora, há coisas mínimas que são "inegaveis" por mim, a não ser que decida acreditar numa explicação rebuscadíssima em opopsição às evidências e experiências que transmitem uma explicação muito mais obvia e provavel- de que DEUS EXiSTE.
é a DEUS que incorres em julgar, pois o chamas de injusto. E se tu estas errado e o inferno de facto existe, tal como é percepcionado pela maioria dos cristãos- chamas DEUS de injusto? Tens tu a certeza de que o inferno como tal, não existe?
O juízo temerario com base em opinião em vez de doutrina confirmada é uma atitude herética, mesmo que tal opinião esteja certa. (Calculo eu).
Isso é Dogmatismo e do feroz, que se eleva ao nível da Palavra de DEUS confirmavel doutrinariamente.
Ora, JESUS não censurava os fariseus por estarem certos ou errados no que diziam, mas pelas suas atitudes para com os de menor envergadura intelectual, fazendo do que pensavam e diziam algo tão elevado quanto a Palavra Sagrada.
A Bíblia ensina que o inferno não fora feito para os humanos, mas é um lugar separado para os demónios- e todos os que lhes pertençam, efectivamente, são levados para o seus domínios, longe da graça de DEUS eternamente- é duro, mas é assim. Ademais, ninguém diz que o inferno- lugar separado, morte- seja igualmente duro em todos os seus cantos e recantos.
Ainda: os fenomenos quase-morte, são testemunhos de pessoas que são estudados com métodos científicos , e eles confirmam quer a excelência do céu, quer o rigor do inferno.
Onde esteve JESUS, segundo Pedro, durante, algum tempo dos 3 dias de morte ? nas regiões inferiores, para pregar aos mortos separados de DEUS- no inferno ou infernos (certamente, não para os salvar, mas para confirmar a eles que DEUS cumprira Sua Promessa).

Como tal, existe um lugar, de facto, para os mortos separados de DEUS, assim como há um céu para os salvos. Esse inferno, se significa morte, morte, por sua vez, significa separação. A separação de DEUS é o inferno, a separação de um espírito com a carne é a morte biologica do homem.
A morte original, não foi nem uma nem outra, em bom rigor (-Houve uma separação da comunhão íntima e santa com DEUS, por causa do pecado-), pois se há separação mortal, ela não é imediata, pois nem o corpo de Adão ou de Eva faleceu, nem DEUS imediatamente cortou relações com eles. Porém houve um tempo para que isso acontecesse. O seio de Abraão, que é assim designado na altura, - o que não significa que não existia antes de assim ser intitulado -, seria o lugar, separado de DEUS, mas abençoado como um oásis. O inferno é o lugar separado de DEUS e sem um mínimo de sua contemplação, sem um mínimo de relação ou hipótese de reatação de relações com DEUS- esse lugar está "morto" para DEUS, "esquecido" para sempre*.
Como vemos, morte é separação e não aniquilação.

É certo que o inferno, muitos poucos merecem, por ser tão doloroso- quer essa dor seja física ou psicologica, mas que existe dor existe, por mais que a linguagem aqui, para descrevê-la seja simbólica ao atribuir conotações físicas. Mas, na verdade, o que há é uma escolha nossa, em vida, para aceitarmos a lei de DEUS e o Senhorio de Seu Filho para nos orientar na Vida e para sempre, negando ao prazer pecaminoso, ou, não. Quem nega CRIstO (negação prática moral em vivência), automaticamente é excluido dos lugares abençoados por DEUS, indo em alternativa única e possível para o lugar reservado para o diabo e seus anjos- onde será espiritualmente escravizado por eles, ficando sob o domínio desses seres muito mais poderosos que o ser humano, que não têm um pingo semelhante da essência de DEUS- o Amor pelo próximo- pois o negaram completamente.
Ora, o inferno foi feito para o diabo e os seus anjos. Tal como nas cadeias , os mais maus e fortes são dominantes, calculo que os demonios, mesmo que sofram muito mais que os humanos, são dominadores.
Alguém dizia que esses espíritos , vagueiam errados, vazios de sentido, procurando conforto nos males perpetrados contra as criaturas de DEUS. Lá eles poderão exercer a sua "divindade" demoníaca contra os homens perdidos.
Simplificando:
1 as almas permanecerão em eterno sofrimento- "onde o seu bicho nunca se apaga". Morte, inferno e lago de fogo, não são sinonimos de aniquilação de alma e espírito (o qual procedeu de DEUS)- ,mas separação e "purificação" continua...
2 a morte continua sendo um império do diabo para quem vier a sofrer a 2ª morte- os perdios, não salvos por JESUS.

a lógica que apresento não é totalizante- no sentido de que abranja todas as variáveis possíveis, para decifrar todas as incognitas e descobrir-se um resultado- como se fora uma equação matemática.
Porém, usemos de lógica e bom senso, e saibamos reconhecer que não podemos saber tudo, apenas podemos calcular probabilidades, e que essas não detêm força de doutrina, mas de especulação teologica até que se corrobore devidamente, quer por experiências de vivência no caminho da fé, quer por testemunhos vários e dispersos que encontremos, como relatos não combinados de fenomenos quase-morte, quer por revelação divina para entendimento das Escrituras- com uma devida consistência, salvaguardando o facto de que o me é dado a conhecer por DEUS pode ser tão específico que não posso impôr como doutrina cristã, pois escapa ao comum do senso dos cristãos, sob pena de causarmos a impressão errada de fanaticos ou heréticos, mesmo que nós estejamos certos.
Deveremos dar liberdade para que quem nos ouve nos entenda e decida se concorda ou não e se o que dizemos é essencial ou nem por isso, para a sua fé. Se o irmão ou irmã não concorda com o nosso testemunho ou ensino quanto a temas tão específicos, não deixa de ser cristão (ex: um adventista não deixa de ser irmão na fé de um assembleiano classico ou de um batista).
Existe uma base doutrinaria essencial e essa é sim determinante para o efeito de pertença à família espiritual. a 1ª, penso, é crer em JESUS como o Filho de DEUS e único e potente salvador da nossa alma.
Contudo tenhamos em atenção que o menor no reino dos céus é aquele que subtrai ou acrescenta algum ensino erradamente.



* Excepto para os efeitos de cumprimento do Julgamento Final.

(...)
Sim, há muiats divisões intelectuais, adminsitrativas, institucionais. Há divisões por interesses meramente humanos e antidivinos até. Há falsos profetas e falsos pastores (como há gente honesta e desonesta em todas as coisas deste mundo).

Mas tb há igrejas diferntes em termos institucionais, cuja base é idenctica na fé e na doutrina judaico cristã e cuja divisão é apenas secular, administrativa, geografica ou de ordem meramnete organizacional. No fundo sao a mesma igreja espiritual que luta contra as hostes espirituais da maldade que infleunciam este mundo.

Claro, ninguém é perfeito e nenhuma igreja é perfeita e dentro das igrejas um irmão que tem fraco conhecimento e consciência imatura, não come carne e o outro que esta mais à vontade, come. Não há um pecado, nem de um nem de outro. Mas o forte deve evitar escandalizar o fraco, para que este não esmoreça na fé e evita assim comer carne. A carne é apenas um exemplo.
O que é grave é se um acha que uma coisa é pecado e tenta instituir isso como um pecado na igreja, fazendo com isso dogma.
A doutrina não é dogma.
Nós não somos donos da verdade e da razão, mas DEUS Atenta para o humilde. Porque se a sabedoria incha, apesar de ser sabedoria e isso é mau, porque deve ser equilibrado com a humildade que serve em edificação dos outros, como ficara aquele que se arroga sem contemplações sobre os outros, achando-se sábio a si mesmo?- cuidas tu que por julgares os outros pelos seus erros (aos teus olhos) és livre de vir a ser também julgado? com a medida com que julgas tu mesmo serás julgado.


Última edição por vítor em Sab 12 Maio 2012, 8:23 am, editado 3 vez(es)

vítor
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 280
Idade : 39
Localização : lisboa, loures
flag : Portugal
Data de inscrição : 26/04/2012

http://gipsyco-insight.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por vítor em Sex 11 Maio 2012, 3:42 pm

É que o ser humano faz as suas proprias sínteses acerca das informações da vida, incluindo a Bíblia. essas podem estar ou não erradas, serem vagas ou consistentes, concretas ou abstratas. A humildade na sabedoria é coisa principal. Digo eu.
E o debate é saúdavel enquanto haja essa humildade de parte a parte, para que haja construção e edificação e aprendizagem uns com os outros.
Certamente concorda comigo.

De tudo o que falamos, e antes de responder mais pormenorizadamente, pergunto: chegámos a uma conclusão acerca da existência de um inferno?,
e da indestrutibilidade do espírito/alma?,
que Eternamente fica excluída em Morte?,
(que sendo assim, esta é já em si, inferno)?,
para finalmente, ser lançada no lago de fogo que arde para sempre e onde o "bicho nunca se apaga"?
(...)
Mas ...

mas ela , a "Arvore", veio até nós, de livre vontade, como Homem, para morrer e assim poder chegar ao "mortos" dominados pelo pecado cujo senhor é o diabo.

Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno.
1 João 5:19
fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.
1 Coríntios 6:20

vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei,
Gálatas 4:4
enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
João 3:17
Porque o pão de Deus é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo.
João 6:33
Eu sou o pão da vida.
João 6:48

E ouvi uma grande voz no céu, que dizia: Agora é chegada a salvação, e a força, e o reino do nosso Deus, e o poder do seu Cristo; porque já o acusador de nossos irmãos é derrubado, o qual diante do nosso Deus os acusava de dia e de noite.
Apocalipse 12:10
Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito.
Romanos 8:1
Confio de vós, no Senhor, que nenhuma outra coisa sentireis; mas aquele que vos inquieta, seja ele quem for, sofrerá a condenação.
Gálatas 5:10

E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele.
Apocalipse 12:9
E adoraram o dragão que deu à besta o seu poder; e adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem poderá batalhar contra ela?
Apocalipse 13:4
adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo.
Apocalipse 13:8
Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.
2 Coríntios 4:4

Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça.
2 Pedro 3:13
Olha, eu vejo o que fui e o que era antes de ser salvo por JESUS CRISTO. Mas e tu, já ouviste DEUS? Eu já. E já ouvi o tentador e já cedi, antes e depois de ser cristão. Agora , apesar de ser eu um pecador, sou contudo santificado em progresso e, moral, em espirituadade em perfeição e no AMOR de DEUS, cuja comunhão eu sinto. Olho para o mundo, para os stanistas, para os ateus, para os entregues ao pecado (porque eu não estou entregue ao pecado, mas a CRISTO) e vejo que não é o dinheiro, nem a morte, nem o sofrimento, nem a perseguição, nem nada que me pode arrebatar das mãos do PAI. Eu tenho o melhor de tudo- DEUS. O mundo finda e os seus costumes e vaidades, mas DEUS fica comigo. E sou FELiZ! Apesar dos sofrimentos, há amor; apesar da solidão, tenho DEUS,; apesar da pobreza, sou rico; apesar do mundo, tenho a Vida Eterna.
E isto é um facto, que não posso provar, mas posso testemunhar.
Como eu digo acima: A Bíblia ensina que o inferno não fora feito para os humanos, mas é um lugar separado para os demónios- e todos os que lhes pertençam, efectivamente, são levados para o seus domínios, longe da graça de DEUS eternamente- é duro, mas é assim. Ademais, ninguém diz que o inferno- lugar separado, morte- seja igualmente duro em todos os seus cantos e recantos.
Ainda: os fenomenos quase-morte, são testemunhos de pessoas que são estudados com métodos científicos , e eles confirmam quer a excelência do céu, quer o rigor do inferno. existe um lugar, de facto, para os mortos separados de DEUS, assim como há um céu para os salvos. Esse inferno, se significa morte, morte, por sua vez, significa separação. A separação de DEUS é o inferno, a separação de um espírito com a carne é a morte biologica do homem.
A morte original, não foi nem uma nem outra, em bom rigor (-Houve uma separação da comunhão íntima e santa com DEUS, por causa do pecado-).
vê, que afinal, é a DEUS que incorres em julgar, pois o chamas de injusto. E se tu estas errado e o inferno de facto existe, tal como é percepcionado pela maioria dos cristãos- chamas DEUS de injusto? Tens tu a certeza de que o inferno como tal, não existe?

Mas DEUS é justo e só pode salvar quem lhe der crédito. Simples.


vi a besta, e os reis da terra, e os seus exércitos reunidos, para fazerem guerra àquele que estava assentado sobre o cavalo, e ao seu exército.
E a besta foi presa, e com ela o falso profeta, que diante dela fizera os sinais, com que enganou os que receberam o sinal da besta, e adoraram a sua imagem. Estes dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre.
Apocalipse 19:19-20

prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos.
E lançou-o no abismo, e ali o encerrou, e pôs selo sobre ele, para que não mais engane as nações, até que os mil anos se acabem. E depois importa que seja solto por um pouco de tempo.
Apocalipse 20:2-3
E, acabando-se os mil anos, Satanás será solto da sua prisão,
E sairá a enganar as nações que estão sobre os quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, cujo número é como a areia do mar, para as ajuntar em batalha.
E subiram sobre a largura da terra, e cercaram o arraial dos santos e a cidade amada; e de Deus desceu fogo, do céu, e os devorou.
Apocalipse 20:7-9
deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras.
E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte.
E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo.
Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos;
Mateus 25:41
E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde está a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre. Apocalipse 20:10


E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E disse-me: Escreve; porque estas palavras são verdadeiras e fiéis.
E disse-me mais: Está cumprido. Eu sou o Alfa e o Omega, o princípio e o fim. A quem quer que tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida.
Quem vencer, herdará todas as coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho.
Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.
Apocalipse 21:5-8
e mostrou-me a grande cidade, a santa Jerusalém, que de Deus descia do céu.
Apocalipse 21:10
não entrará nela coisa alguma que contamine, e cometa abominação e mentira; mas só os que estão inscritos no livro da vida do Cordeiro.


Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.

veja a contextualização devida conferindo essa passagem com:

o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos;
Mateus 25:41
E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde está a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre. Apocalipse 20:10

Posto isso, não creio que a segunda morte seja uma aniquilação ou eliminação da existência da alma e espírito e corpo das pessoas, mas sim uma segunda separação após o ressucitamento para serem julgados e o envio para o lago de fogo,- a seguir a terem sido enviados para o abismo ou inferno, - é uma segunda separação, e mais profunda, no sentido de segundo nível de separação espiritual de DEUS, onde nem são mais lembrados sequer para virem a ser julgados num futuro.


Há sentidos literais que possuem tb sentido metafórico ou podem existir linguagens ou palavras com sentidos duplos ou polissemicos- saber interpretar corretamente é uma ciência hermenêutica*, - mas atribuir um sentido metaforico à linguagem, não é legítimo sempre.
A Bíblia interpreta-se a si mesma.
Por isso a Palavra alerta que nenhuma passagem é de particular interpretação. É correto e devido entender-se o porquê e exigir-se fazer-se doutrina apenas com base em pelo menos duas passagens bíblicas, de preferência (calculo) de autores e tempos diferentes, de cuja letra seja extraível um mesmo sentido. Esse sentido é douto, é doutrina.
Mesmo que cada passagem por si possa transimitir outros sentidos, o sentido douto é aquele que se confere um no outro; há um testemunho que uma passagem faz, da outra passagem, quanto ao sentido douto, e vice-versa.

Prudência, é altamente recomendável.
Há passagens difíceis.




+++

Nota *: "O círculo hermenêutico é menos misterioso do que freqüentemente parece. Um texto não tem de ser invariavelmente problemático. (...) Nem todas as palavras e frases são obscuras de modo idêntico; o relativamente transparente fornece um indício ao relativamente opaco. Portanto, a compreensão é uma questão de graus. Não posso compreender um texto por completo a não ser que compreenda por completo cada palavra e cada frase, e não posso compreender uma palavra ou uma frase por completo a menos que compreenda o todo. Se a compreensão completa e a incompreensão vazia fossem as únicas alternativas, eu não poderia compreender um texto de qualquer tamanho ou complexidade. No entanto, a compreensão não funciona assim: posso compreender um texto de maneira aproximada sem compreendê-lo por completo, e a compreensão aproximada me permite decifrar partes específicas." Fonte: http://criticanarede.com/hermeneutica.html



Bom, será que DEUS é sadico por ter permitido que Jo sofresse como sofreu? E não só ele, mas também as criaças do mundo que são molestadas e escravizadas, nomeadamente para fazerem trabalhos que produzem muitas das coisas que nós consumimos e valorizamos e nem sabemos como foram feitas antes de chegar ate nós.

Deus foi sadico, porque não apenas velou pela Sua Palavra, que garantia a morte a Adao e Eva , impossibilitando-os de se chegarem à arvore da vida, mas porque foi além do que prometera e expulsou-os do paraíso abundante para uma terra inospita, tendo-os amaldiçoado, dizendo que teriam que trabalhar para comer e afligirem-se até ao suor, que Eva teria dores terriveis na conceçao e que poria inimizade dela com a serpente...

é sadico porque permite que o mundo seja um inferno para tantos e uma delícia para uns poucos previligiados que põem em inveja os que morrem de fome.

é sadico porque crianças nascem mortas, mulheres são violadas, homens são escravizados e ELE, que disse que quem pode fazer o Bem e não o faz peca, nada faz e deixa que aconteça o livre arbítrio.

é sadico, porque JESUS tinha de sofrer como sofreu par nos salvar. Ora, não tinha DEUS Capacidade para nos salvar só por vontade?- Sua santidade e justiça não permitia, ou foi apenas sadico?

Ele é sadico porque permite que alams sejam aprisonadas por satanas?
que pessoas tenham doenças graves e incuraveis?

é sadico porque permite tanta injustiça neste mundo?
e é sadico porque o Inferno, propriamente dito, onde não há uma restea de espernça para ninguém ser salvo, seja ainda mais doloroso?



Mas que diz a Bíblia, literalmente? e será que dá para dar um sentido diferente ao que ela diz literalmente?

primeiramente, porque é DEUS "sádico"?

Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; Romanos 3:23


Josué disse ao povo: Não podereis servir ao SENHOR, porquanto é Deus santo, é Deus zeloso, que não perdoará a vossa transgressão nem os vossos pecados.
Josué 24:19
Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo.
1 Pedro 1:16
Santo, Santo, Santo, é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, que era, e que é, e que há de vir.
Apocalipse 4:8
Justiça e juízo são a base do teu trono; misericórdia e verdade irão adiante do teu rosto.
Salmos 89:14
Ele te declarou, ó homem, o que é bom; e que é o que o SENHOR pede de ti, senão que pratiques a justiça, e ames a e andes humildemente com o teu Deus?
Miquéias 6:8
Odiai o mal, e amai o bem, e estabelecei na porta o juízo. Talvez o SENHOR Deus dos Exércitos tenha piedade do remanescente de José.
Amós 5:15
Eis que clamo: Violência! Porém não sou ouvido. Grito: Socorro! Porém não há justiça.
Jó 19:7

Nós não podemos nos aproximar da "arvore da vida", pois é Santa, é de DEUS.


o que tinha o império da morte, isto é, o diabo;
Hebreus 2:14
anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar;
1 Pedro 5:8
E ele mostrou-me o sumo sacerdote Josué, o qual estava diante do anjo do SENHOR, e Satanás estava à sua mão direita, para se lhe opor.
Zacarias 3:1
Ah! quem me dera um que me ouvisse! Eis que o meu desejo é que o Todo-Poderoso me responda, e que o meu adversário escreva um livro.
Jó 31:35



Mas ...

mas ela , a "Arvore", veio até nós, de livre vontade, como Homem, para morrer e assim poder chegar ao "mortos" dominados pelo pecado cujo senhor é o diabo.

Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno.
1 João 5:19
fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.
1 Coríntios 6:20

vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei,
Gálatas 4:4
enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
João 3:17
Porque o pão de Deus é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo.
João 6:33
Eu sou o pão da vida.
João 6:48





ADEMAIS

É incrível acreditar que não há um DEUS , quando tudo indica que há, quer nas intuições, quer em experiências pessoais humanas e documentadas, quer no que a Ciência diz .-.... (e esta é muito mais concluedente, muito mais , infinitamente mais, do que a pseudoteoria cientifica do evolucionismo darwinista... Esta é que é a Verdade com maiúscula. Mas não estamos neste tópico para discutir a existência ou não de DEUS ou a "teoria", ou melhor , Dogma ditatorial darwinista-, há , contudo um ou outro topico adequado a esses efeitos, onde terei todo o gosto em confrontar as suas abordagens).
(...)

Evolution is a Teory and Adaptation is a fact.

Como explica A. Laurenço: o desenvolvimento da exploração dos potenciais de ADN, não são um acrescento de informação genética nas moleculas de ADN. A necessidade da adaptação a uma nova realidade por parte de um corpo físico, gera uma resposta natural que se traduz nesse desenvolvimento ou exploração do pontencial de ADN desse corpo físico. Evidente (me parece) que de geração em geração numa espécie, essa exploração é aprefeiçoada por pequenas incrementações mais estáveis do que a adaptção relativamente súbita de um ser inicial dessa espécie, a um novo ambiente. Será normal que um ariano , por exemplo, que vá para o extremo oreinte sofra subitamente uma adaptção rápida às novas condições da natureza , mas não vai mudar de cor nem de tamanho, nem de outros aspectos físicos que se ganharam apenas com as incrementações lentas que se poderão processar ao longo de muitas centenas de anos e somente, portanto, ao longo da hereditariedade.


Na adaptação não há uma superiorização, mas uma mudança por troca de especificidades (o geral é comum a todo o ser humano, admitamos).
Na Evolução teríamos de admitir a grave hipótese de que existiriam raças superiores e inferiores . Quem acredita na Evolução , por lógica e necessariamente, ainda que não saiba, aceita essa hipótese como uma fatalidade decorrente.
Quem acredita na Adaptação, como eu, vê na espécie humana, não raças superiores e inferiores, mas diferentes, cada qual como diferentes dons, capacidades, e fraquezas, pelo desenvolvimento mais acentuado nesta ou naquela especificidade e menor noutras, conforme o que a Natureza condicionou por séculos.
Exemplos não faltarão (falo em termos genéricos): os judeus são muito inteligentes e estudiosos, os afros são grandes desportistas e muito resistentes fisicamente, os latinos são esguios, pequenos e robustos, os franceses são românticos, os eslavos são pensativos e introspectivos, etc… Posso estar mais ou menos certo no que digo, mas creio que a Ciência Económica confirma a existência das diferenças e fala melhor destes exemplos que eu.

O desenvolvimento natural de especificidades físicas que serão uma mais-valia nas novas condições, são assimétricas às outras especificidades anteriores, que se perderão. O “nosso ariano” veria o futuro da sua descendência como o típicos asiáticos em termos de semelhanças e características físicas.

é algo errado, supôr que o Criacionismo não se confere na Ciência. Eu mesmo aprsento motes refutantes disso no meu Blog- "Criacionismo vs Evolucionismo".
É errado supôr que o Evolucionismo é dono da Ciência, como se o fora da verdade.
E se se crê tanto assim na Ciência, por outra dizes que nela admites o erro e a contínua busca pelo verdadeiro Conhecimento- pelo que, claro me fica, que admites que se a Ciência em que tu acreditas é assim, então tu podes hoje estar errado e quem sabe , um dia, venhas a reconhecer como verdadeira aquela parte da Ciência que é contrária àquela em que tu hoje apostas- a qual confirma o Criacionismo.
Portanto, no Cristianismo não se nega a Verdade nem a Ciência , desde que vista no seu todo. E existe na Ciência evidências que confirmam, atestam ... a Revelação criacionista da Bíblia.
Há que apostar ou numa ou noutra parte da Ciência. Design inteligente não existe?
Eu aposto que sim. Tu apostas que não.
Mas adentremos um pouco mais na Ciência que se estrutura na Lógica.
Ainda ontem, no canal 2 estive a ver acerca de um programa de computador: "dados de Mozart"- dizia-se que o programa consegue "inventar" 11 elevado a 16 peças musicais diferentes, sempre com harmonia. Ora, fizera-se uma experiência e , saíra uma peça de uns 15 segundos. E dizia-se que se as peças que saíssem fossem todas de 1 segundo e se se tivessem de tocar todas as possíveis, teríamos 1500 milhões de anos de peças a tocar -"um terço da idade da terra". Ora, uma simples molécula de vida para ser germinada espontaneamente tem as hipotese de 1 para 10 elevado a 40. Para se ter um ser unicelular, as hipoteses seriam de 10 elevado a 40 000. Considerando que o Universo , segundo se aventa por muitos cientistas, tem uma idade de apenas 15000 milhões de anos... seria preciso muita, muita, muita .... infinitamente mais sorte de que existisse vida celular na terra, do que acertar no Euromilhões, caso DEUS não existisse por detrás do Universo. Agora, imagine-se que precisamos das ditas condições para a existência de vida molecular, de que precisamos de um sol a certa distância, com certo grau de gravidade, a terra tem de ter uma massa com certa gravidade tb, os outros planetas tb podem e devm ter de exercer alguma influência (atenção que falo aqui de forças conhecidas pela ciência, não de astrologias)- factores que creio que não estão ponderados pelas hipoteses.
E vejamos que não somente existe vida, como a existe em formas muito mais "aperfeiçoadas" que as das simples moleculas ou mesmo unicelulares. Temos material orgânico do Reino das plantas e dos reinos animais- pelo que há logo aqui um "pulo evolutivo" ou a "Mão de DEUS" (das duas , uma).. e escusado será referir toda a complexidade da vida e na vida- pelo que chegámos ao ser racional. Ora, pelo simples acaso evolutivo... as hipoteses de "haver" Homem são mmmmuiitoooo mais , infinitamente mais escassas do que as já infinitamente díficeis de haver vida- ora, certamnte, para chegarmos ao homem, as hipotes serão muito mais do que 1 para 10 elevado a 40 000.

Ora se 11 elevado a 16 , a um segundo por peça levaria 1500 milhões de anos, como existiria tempo para que existisse o Homem, tendo em peso a idade de 15 000 milhões de anos do Universo? E se , em algum campo da Ciência vos disseram que a Terra tem muito menos de 5000 milhões de anos e o Uinverso muito menos de 15000 milhões? Ainda fica mais difícil que o Evolucionismo seja passível de qualquer mísero e parco crédito de ser verdadeiro de se ter dado na História Natural. Mas... nem é preciso pegar nisto para desmentir, pela Lógica, essa parte "louca" da Ciência, que é o Evolucionismo.

Ora, será que os argumentos que usei, (a serem verdadeiros em termos das metemáticas que apresentei, entenda-se), corroboram , pela Ciência, i.e, pela Lógica, que não há possibilidade de estarmos aqui pelo acaso?
Ora, a única hipotese diferente, é a contrária, que nega o Evolucionismo. É o Design Inteligente, é o Criacionismo.

DEUS não existe? a ser verdade o que a Lógica diz?

Ora, podemos ´nós, em nome do antidogmatismo negar a Lógica? Não.
O que o dogmatismo faz é ele mesmo evitar a Lógica, a pergunta. Porque A Lógica é a própria Verdade, a sua estrutura, o seu corpo, a sua forma. Ora, em nome do antidogmatismo, vamos negar a verdade? Ora... não é isso ser dogmatico? Preferir o desconhecido por simples opção, por negar-se a luz da verdade?





Metodo:

teoria, experimentação, verificação , lei (quando provada a teoria), teoria abstrata por lógica das leis, Paradigma.


a construção da ciência baseia-se em paradigmas, como a religião em dogmas.


mas a doutrina é mais que dogma ou mais que paradigmas.

é errado confundir a lógica com o conteudo informativo das leis. A Lei da ciencia natural não é de conteúdo exacto, mas verificado por induções atraves de experiências repetidas em laboratório.
Acontece que se fazem as leis , que são o arrazoado informativo das experiências e criam-se interligações lógicas entre essas leis (abstratamente), as quais formam teorias científicamente elaboradas em metodos indutivos, e dessas se geram interligações entre teorias que se concluem em grandes paradigmas.


Ora, aontece que o que é evidente hj, amanhã é como um castelo de cartas. Poque tais paradigmas são desmentidos , uma vez não serem lógica pura, devido ao seu conteúdo informativo sofrer variação. Mas o conhecimento possível é este, e vai avançando. Contudo, quando por demais há um apego a um paradigma, com fervor religioso e se relega para último plano a estrutura formal, as hipoteses lógicas e as evidencias contrárias, deixa de haver honestidade intelectual e passa a haver outra coisa qualquer que pode em certos caso ser mantido por puro interesse de manter defendida certa reputação, por orgulho, por interesse varios como financeiros, laborais e sociais, etc. E o pior é que os seguidores de alguns desses "mestres" temem enacar a possibilidade de estarem errados, como o fazem alguns meninos de religião que não qierem ver as verdades à sua volta, ou como alguns loucos do fuebol que julgam sempre que o club que apoiam tem de ser sempre mais merecedor, por mais que o arbítro tenha razão em "castiga-los" e alguns sofem mesmo de um qualquer fenómeno psicológico em que começam a sentir-se mal e a exaltar-se para não encararem a Razão quando se lhes apresenta, e tentam desviar o pensamento, porque já se construiram assim e sentem-se bem... pelo que, dizem à força que os outros é que estão senmpre errados.

Eu gostaria de saber o que se entende por Educação.

Será que a criminalidade não é tão grande hoje como a que existia há 150 anos? Será que por haver mais cultura os povos se comportam com mais humanidade?
Será que os "putos " de hoje, que andam todos na escola e têm mais "bagagem" que os de antigamente, são mais respeitosos ? valorizam-se mais uns aos outros?

E quanto à educação sexual... esta serve para quê? para incentivar ao comportamento sexual propriamente?! para ensinar a respeitar o outro? para entender que o sexo é belo mas não é para se brincar?!
Em suma, há mais divórcios, adultérios, desrespeitos, desonras, miúdas de 13 anos grávidas solteiras, paneleiros e fufas (desculpem-me o desembraço da língua pouco políticamente correta), arrogantes e interesseiros que tratam as mulheres como todas fossem prostitutas, mulheres que tratam os homens como camelos e idiotas, hoje ou antigamente, quando não havia 20 porcento do Conhecimento e educação a todos os níveis , como há hoje?

Ora, e quanto à educação ela é um meio ou um fim? Sim, porque a inteligência só é boa se for utilizada pra um bom fim, por um bom caracter.
Não são os ricos, os nobres, os poderosos, aqueles que estão com a mente mais liberta para a desenvoltura, não são eles os mais refinados pela educação e os mais instruídos pela cultura e formação? lembremos o que é a pirâmide de Maslow. Mas, afinal, não são estes que se julgam deuses, e tratam os semelhantes como seres inferiores e de menor Direito?


Hoje em dia, vai-se à procura de emprego e pedem-nos tudo, menos bom caracter. Perguntam tudo. Como se o passado fosse, determinante, como um cadastro. Pedem que sejamos sérios para com a empresa, mas desonestos para com os de fora. Pedem nos capacidade de lidar com os "monstros" da nossa consciência, anulando-a, para nos adaptarmos, mas pedem tb capacidade crítica e de análise (dentro da caixa, ou seja, operar raciocínios , sem pensar).

As pessoas de hoje são melhores que antigas? já não se põem com inveja uma das outras? a estragar a vida uns aos outros com comentários que denigrem ...
as pessoas hoje matam-se sem armas, com a inteligência e cultura que têm.

Ora, o que faz falta é a educação ?

Sim, mas não as que se têm operado. A . Cury fala dela. Precisamos de um modelo.

Bom, as regras são coactivas e servem para os imaturos ou para os maus. As crianças precisam de regras, os maus precisam de regras. O castigo calha bem a um e a outro , caso haja violação das regras.
Os adultos e bons, não precisam de regras, pois aprenderam os Valores, a ética, o respeito, o Ágape.
Ninguém é perfeito, completo. Todos devemos ser humildes para aceitar nossa condição de eternos aprendizes do Bem e da Sabedoria, da Justiça e da Compaixão.
Mas que se ensina nas escolas? Ora, primeiro metem a carroça e atrás os bois. O que se gera são pessoas manipuladoras do sistema de regras, que as torcem e torneiam e por fim, riem como bons nitxeanos ateístas que não temem DEUS, pois esse, que zelaria pelo devido, “está morto”. Bom, em todo o caso este Nitxa, acabava dizendo que o que valia a pena na Vida era a busca de DEUS.Ah, pois.
Pois, por muito boa vontade que tenhamos, qunatas vezes nos desviamos por nos deixarmos cair nas irresistíveis tentações da carne. Na verdade, o espírito se prepara, mas a carne é fraca.
Contudo, não sejamos levianos, mas responsáveis pelo bem e pelo mal que fazemos. A fraqueza é atenuante, mas não é desculpa. O castigo é devido a quem o merece. Isso é justiça.
Mas olha, por esta altura, estaríamos todos lixados…. Graças a DEUS que sou crente, pois JESUS é meu salvador. Não fui salvo por ser bom. Mas fui salvo por que aceitei o Se Amor e perdão, na condição de ser aprendiz do Bem.

Sou pecador. Pois sou. Mas sei que estou no bom caminho. Numa boa escola.
Religião é coisa de Homens. Eu não preciso disso. Preciso de estar ligado pessoalmente à Consciência limpa que DEUS outorga. E quando a sujo, arrependo-me e esforço-me por aceitar a repreensão de Pai que ELE dá. Sim, porque um pai bom, impõe respeito e ensina e é até duro, quando haja de ser.

Glória ao SENHOR



Última edição por vítor em Sab 12 Maio 2012, 8:21 am, editado 1 vez(es)

vítor
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 280
Idade : 39
Localização : lisboa, loures
flag : Portugal
Data de inscrição : 26/04/2012

http://gipsyco-insight.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por Alfredo Bernacchi em Sex 11 Maio 2012, 10:55 pm

Olá Vitor.
Quando vi o tamanho do seu texto, não tive dúvidas: Esse garoto é estudante de filosofia...

Desculpe Vitor. Deu uma olhada geral. Teria que ficar aqui o dia inteiro, refutando a sua postagem e suas idéias.
Dia seguinte você escreveria outro texto, do mesmo tamanho...

Não dá... Desculpe, tá legal?

Costumo nem responder a filósofos, mas estou dando essa satisfação a você. Estou com um probleminha no olho esquerdo, e já participo aqui com sacrifício.
Tente uma colocação bem mais resumida. 5 linhas... Ok?

Um grande abraço.

Alfredo Bernacchi
¹
¹

Número de Mensagens : 454
Idade : 75
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 05/05/2012

http://alfredobernacchifalandofrancamente.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por oliveira leite em Sab 12 Maio 2012, 12:02 am

Realmente Vitor
os textos grandes demais
muitas vezes não são lidos, mesmo que sejam bons
pois cansa a vista realmente
a luminosidade do papel já traz problemas
e a tela do computador muito mais

oliveira leite
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6552
Idade : 51
Localização : Natal RN
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por oliveira leite em Sab 12 Maio 2012, 12:04 am

Mas...
aonde foi que voce viu que Hither e Max são almas gemeas :risadinha:

oliveira leite
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6552
Idade : 51
Localização : Natal RN
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por vítor em Sab 12 Maio 2012, 7:34 am



Paz do Senhor,

Mas isso de ler tudo não é obrigatório. Bem sei que o texto tem de ser trabalhado e melhor divido e de sofrer alterações com subtítulos, mas, sempre dá para procurar o que mais interessar e parar para ler aí com mais atenção, sem ser a "correr" ou na diagonal (como se costuma dizer).

Einstein, eu tho lido e visto docs acerca de sociedades secretas, e há um doc (A chegada) onde se diz que Marx e Hitler receberam sua "luz" de um grupo chamado os Doze Justos. Entretanto, li rcenteten um livro -"Entre Lucifer e Da Vinci" de autor que não me lembro, mas ateu, que fala da Historia de deuses e seitas, na qual se inserem o 12 Justos, que são uma especie de doze apostolos do gnosticismo cristão - o priorado de Sião- mas a materia se alonga, convem dizer contudo que, o gnosticismo ja existia antes de CRISTO, eles apenas se adaptaram ( a meu ver, a à era de Peixes). Nesse livro dizia-se que eles estiveram por detras dos Illuminati, dos Cistercenses, dos Templarios e Rosa Cruz e por sua vez dos Maçons. O Gnosticismo vem da Babilonia (digo eu por ilações) , tendo passado pelo Egito Formando a Fraternidade Branca que depois se dividiu em centro e mais 3 ramos com nomes de côr (segundo o livro).

Bençao em nome de JESUS


Última edição por vítor em Sab 12 Maio 2012, 8:03 am, editado 1 vez(es)

vítor
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 280
Idade : 39
Localização : lisboa, loures
flag : Portugal
Data de inscrição : 26/04/2012

http://gipsyco-insight.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por vítor em Sab 12 Maio 2012, 7:44 am

Alfredo Bernacchi escreveu:Olá Vitor.
Quando vi o tamanho do seu texto, não tive dúvidas: Esse garoto é estudante de filosofia...

Desculpe Vitor. Deu uma olhada geral. Teria que ficar aqui o dia inteiro, refutando a sua postagem e suas idéias.
Dia seguinte você escreveria outro texto, do mesmo tamanho...

ehehehehehehhe. positivinho

Alfredo Bernacchi escreveu:Não dá... Desculpe, tá legal?

O sr pode apenas servir-se do texto para futuras analises. seus comments serão sempre bem vindos, acerca do total ou desta ou daquela parcela do texto. Texto que não foi redigido agora... apenas fica aqui exposto para vos servir e sofrer críticas (construtivas, tá). positivinho
é claro que o coloquei mto por causa do que se falava em seus posts noutro(s) tópic, servido de réplica a algumas de suas afirmações. Basta procurar na diagonal, que com certeza achará a materia que corresponde mais diiretamente a essa e outras afirmações que haja feito e eventualemente questões que possua na sua mente.

Alfredo Bernacchi escreveu:Costumo nem responder a filósofos, mas estou dando essa satisfação a você. Estou com um probleminha no olho esquerdo, e já participo aqui com sacrifício.
Tente uma colocação bem mais resumida. 5 linhas... Ok?

Um grande abraço.

Fique à vontade.

ps: não sou estudante de filosofia, mas... quem sabe um dia. A proprosito, tho 34 anos (lembrei de sua pergunta do outro dia).

vítor
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 280
Idade : 39
Localização : lisboa, loures
flag : Portugal
Data de inscrição : 26/04/2012

http://gipsyco-insight.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por vítor em Sab 12 Maio 2012, 9:44 am

Paz de JESUS,

Caro Bernacchi,

Acrescentei alguma matéria com um subtítulo a negrito, que facilmente reconhecerá e estará mais adequado a si.

Veja, no 2º post: Acerca dos documentos Históricos.

Obrigado,

VS


Última edição por vítor em Sab 12 Maio 2012, 7:13 pm, editado 1 vez(es)

vítor
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 280
Idade : 39
Localização : lisboa, loures
flag : Portugal
Data de inscrição : 26/04/2012

http://gipsyco-insight.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por Alfredo Bernacchi em Sab 12 Maio 2012, 5:55 pm

Olá Vitor.
Vamos por partes.
Copie um pequeno trecho do que você quer saber e cole aqui mesmo. Depois, se você quiser, cole outro, em outro dia. Assim, por diante. Vou dar total atenção.
Abç

Alfredo Bernacchi
¹
¹

Número de Mensagens : 454
Idade : 75
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 05/05/2012

http://alfredobernacchifalandofrancamente.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por vítor em Sab 12 Maio 2012, 6:27 pm

Boa tarde e paz de JESUS,

Não me leve a mal, mas preferia que escolhece o sr, eu ja indiquei. Assim corre-se um menor risco de descontextaulização ao fazer essa escolha pessoalmente (pois , em princípio, tera de ler o indicado no seu total)

Agora, não sei se precisa de ajuda pra citar. ha mtos foristas que não usam a citação, e escrevem tudo eles mesmo. eEu passei ainda um bom tempo sem fazer citações, ou multi-citações, pois , acho que não sabia, e fazia copy past e colava às vezes, os quotes, clicando nos botões. Enfim, perdi mto com isso.

Agora, se o seu caso não é precisar de ajuda para isso, prefiro que leia o indicado e escolha por si, pleo motivo que ja dei.


Obrigado,

JESUS ilumine

vítor
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 280
Idade : 39
Localização : lisboa, loures
flag : Portugal
Data de inscrição : 26/04/2012

http://gipsyco-insight.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por Alfredo Bernacchi em Sab 12 Maio 2012, 6:41 pm

Mas Vitor! Pra eu escolher, vou ter que ler tudo!....
O que você quer afinal?

Alfredo Bernacchi
¹
¹

Número de Mensagens : 454
Idade : 75
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 05/05/2012

http://alfredobernacchifalandofrancamente.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por vítor em Sab 12 Maio 2012, 7:10 pm

Eita, paz do Senhor CRISTO,

vítor escreveu:Paz de JESUS,

Caro Bernacchi,

Acrescentei alguma matéria com um subtítulo a negrito, que facilmente reconhecerá e estará mais adequado a si.

Veja, no 2º post: Acerca dos documentos Históricos.

Obrigado,

VS

Paz

vítor
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 280
Idade : 39
Localização : lisboa, loures
flag : Portugal
Data de inscrição : 26/04/2012

http://gipsyco-insight.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por Alfredo Bernacchi em Sab 12 Maio 2012, 7:22 pm

Manda pra cá que eu não sei ir lá. Ou então, escreva lá que eu recebo o aviso aqui.

Alfredo Bernacchi
¹
¹

Número de Mensagens : 454
Idade : 75
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 05/05/2012

http://alfredobernacchifalandofrancamente.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por vítor em Sab 12 Maio 2012, 7:41 pm

Caro Bernacchi,

para citar um post integral eu faço click em "citar" que fica logo acima da janela do post que eu quero. Automaticamente aparece o texto entre quotes, na janela de respsota. Aí eu apago ou tiro o que não quero e deixo ficar somente o que eu quiser.
Abaixo, a seguri ao [ / quote ] escrevo de minha justiça.

o que eu haja tirado, geralmente colo abaixo deixando uns espaços. Daí, esolho uma parte que eu queira repsonder agora e ponho entre quotes que posso clicar na barra de tarefas acima da janela de resposta, ou...
1º copio o [ quote fulano de tal ] e colo. Daí seleciono o texto, tirado, pretendido
e colo a seguir . Por fim, fecho com um copiar [ / quote] e colar no fim do trecho.

E assim se prossegue.

Prefiro ensinar a pescar do que dar peixe. (Não sempre, claro.. heheh)

Benção em nome de JESUS

vítor
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 280
Idade : 39
Localização : lisboa, loures
flag : Portugal
Data de inscrição : 26/04/2012

http://gipsyco-insight.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por Alfredo Bernacchi em Qui 17 Maio 2012, 12:16 pm

Tem nada disso. Eu não sei qual é o título da sua postagem. Para achá-la assim vou perder meia hora pesquisando.
Prefiro ainda receber o aviso por e-mail. Assim, vai direto.
Abç

Alfredo Bernacchi
¹
¹

Número de Mensagens : 454
Idade : 75
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 05/05/2012

http://alfredobernacchifalandofrancamente.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por vítor em Qui 17 Maio 2012, 2:08 pm

Paz de JESUS,

Olá Bernacchi. Olhe , tente ver se isso ajuda.
O meu esforço é no sentido de de ajudar a saber "pescar", percebe?
colocar aqui o texto, colocá-lo-ei da próxima vez se necessaio e se DEUS permitir.

Abç


Acerca de documentos Históricos
https://docs.google.com/open?id=0B7ts2aRobuDPZTd4NzlIOHFOZXc


Acerca da "citação"
https://docs.google.com/open?id=0B7ts2aRobuDPcHk1UWowOXptTEU

vítor
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 280
Idade : 39
Localização : lisboa, loures
flag : Portugal
Data de inscrição : 26/04/2012

http://gipsyco-insight.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por Alfredo Bernacchi em Qui 17 Maio 2012, 7:05 pm

Amigo Vitofr, isso é apenas a opinião dele. Eu tenho a minha qiue é diferente da dele.

Eu evito citar um texto, porque vem tudo, e a pessoa a quem me dirijo fica perdida. Assim, às vezes apenas cito para ele ser informado por e-mail, apago quase tudo e respondo a seguir.
Não se preocupe com isso.

A única coisa que eu não sei fazer aqui é colar uma foto e ela aparecer junto ao texto. O Renato Paulo sabe...

Abç

Alfredo Bernacchi
¹
¹

Número de Mensagens : 454
Idade : 75
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 05/05/2012

http://alfredobernacchifalandofrancamente.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por vítor em Qui 17 Maio 2012, 8:54 pm

Paz de JESUS,

ola BA, eu acho melhor colar aqui o trecho. eu só estava, com a imagem, a mostrar como o trecho que eu queria indicar estava titulado. (A partir do negrito):


Saramago fez um livro para distorcer a o fim e a razão da nossa fé- a Vida eterna- como descrente e anti-cristo que era. E tdos sabemos que o livro era ficção. Mas a bÍBLIA É a Palvra de DEUS... tem de ler e compreender e ouvir para entender. De caso contrario.. és ignorante.
quanto à Fé.
José R. dos Santos, em seu comentarios recentes admira-se que a Bíblia revela um CRISTO muito diferente do efeminado que muita gente concebe. Mas ele deveria ponderar a veracidade Bíblica sem ser à luz de uma religião, pois é essa que lhe deu a conceçao errada- não é a Bíblia que esta errada ou JESUS CRISTO que é mau por não ser o "baphomet" alumiado (meio homem, meio femea) que é representado nas artes sacras- esse é o anticristo, impingido pelos Maçons e Illuminatti, que dominam o seculo pelo Poder das Trevas e estão infiltrados nas varias religiões ao ponto de promoverem um ecumenismo das religiões e até com o ateísmo com ponte no panteísmo do Universo - trabalho que lhes tem levado séculos- para constituirem uma nova ordem mundial com fé numa Nova Era. Mestre do sensacionalismo e das interpretações baratas de cultura hiper-pop que faz surgir descaradamente nas páginas. que usa a perspicácia para
retira um sentido danoso aos factos e usa o pensamento para criticar e
engendrar possibilidades danosas à fé cristã, mas não usa o mesmo
poder no sentido de achar possibilidades inversas nem para ver o
contexto , a hermenêutica, a cultura e os factos evidentes num sentido
que possa fazer entender as realidades descritas nos Evangelhos e nas
Escrituras em geral, nem faz a crítica à sua crítica, esquecendo que
um erro de letra não é um erro de espírito e que podemos facilmente
decifrar as intenções nos textos, esquecendo que diferentes povos ou
culturas podem adaptar à sua linguagem , à sua comunicação, à sua
importância de valores, a mensagem bíblica, sem com isso estarem a
promover alguma mentira - ora, veja se não se pode fazer uma Bíblia
para crianças com desenhos e histórias em vez de linguagem adulta, ou
se não se pode utilizar a expressão "saudade" para traduzir uma frase
que queira dizer o mesmo sentimento, o qual identificamos por um a só
palavra na língua dos portugueses, por exemplo? -

Acerca dos documentos Históricos

O facto de os copistas não usarem um estilo tão rigoroso como os dos escribas
judaicos, que eram claramente exegetas e que liam e reviam cada
página, e que faziam do seu trabalho um ritual solene inigualável
para a época, na redação de textos copiados quando se referiam às
Escrituras e se "curvavam" e se preparavam cada vez que chegavam à
Palavra YHWH de uma forma especial e específica para a redigirem, não
significa que o Novo Testamento que hoje conhecemos, não fosse um
testemunho verdadeiro da igreja primitiva. Mesmo se o Velho Testamento
contém algum erro de letra por parte de copistas ou mesmo por parte do
autor da Escrita do original, não significa que o Espírito e a Lei
Moral seja errada ou contraditória , nem que os acontecimentos hajam
sido uma orquestração. Novamente, A. Cury- este intelectual da área
mental e comportamental assevera que as histórias narradas no NT , não
podiam ser inventadas por fantasia humana, mesmo porque também as
reações emocionais, e inter-relações descritas mostram-se sinceras,
verdadeiras, não artificiais nem dramaticamente egendradas, as falas
de JESUS , Suas Palavras, eram de uma eloquência existencialista, não
uma trama inventada; a história da mulher adúltera é claramente uma
dessas e é referida pelo Doutor em voga, em vários de seus livros.
Portanto, concluir que, porque uma cópia anterior não contendo uma
narração descrita em outra, de suporte mais recente, é evidência (em
vez de um simples indício a ponderar), é errôneo, diria mesmo
falacioso. Ora, basta que se pense um pouco: confiamos que Socrates
existiu e que os documentos acerca de civilizações antigas provam
muita coisa, ao ponto de termos bibliotecas inteiras baseadas em
escassos documentos, mas assim que vemos que uma cópia mais antiga não
traz um excerto que usamos actualmente e commumente (porque esse foi
achado em cópias mais recentes ) asseveramos que esse excerto é uma
invenção acrescentada?! Não há nenhum documento da Antiguidade que
haja sido tão best-seller (já então) , tão propagado, lido e redigido
e estudado a fundo, nem tão rigorosamente copiado , como os das
Escrituras. * São mais de 5000 as cópias, consentâneas entre si, não
contraditórias (ainda que hajam, por erro humano, humano...
diferenças) que nos chegam aos dias de hoje, acerca do NT. (V. citação
abaixo). O autor da Elíada deixou um legado de "meia dúzia" de
documentos e de cópias muito mais tardias em relação aos originais do
que a Bíblia. Na verdade, poucos são os documentos antigos (de
escrita) e não raras vezes apenas nos chegam "cópias de cópias de
cópias de"".... com centenas de anos à frente dos originais. Não é
assim com a Bíblia, passo a citação:

"(...)

O estudioso mais dedicado poderá encontrar farto material e Fontes
documentais do Novo testamento como os manuscritos gregos

“São aproximadamente 5500, classificados de acordo com o material e o
estilo da escrita: papiros, unciais e minúsculos,
Papiros

São conhecidos 96 papiros, escritos em uncial até o século IV. A
maioria são fragmentos de códices. São os manuscritos mais antigos
conhecidos do Novo Testamento.
Unciais

São os manuscritos feitos em pergaminho quando o papiro caiu em
desuso, no século IV, e utilizados até o século XI, ou seja, durante
sete séculos. A escrita manteve o mesmo padrão dos papiros, somente um
pouco maiores.
Minúsculos

São manuscritos que carecem de valor crítico; são importantes apenas
como testemunhas da história medieval do texto do Novo Testamento.
Foram documentos preparados em escrita minúscula, entre os séculos IX
e XVI, quando começam a surgir textos gregos impressos.” (A História
Manuscrita do Novo Testamento - Nataniel dos Santos Gomes (UNESA)

Sabemos ainda que:
Os Escritos de Marcos datam de 50 a 70 d.C.;
Vários papiros contendo fragmentos do Evangelho de João foram
encontrados no Egito, datando do século II, apenas uma geração após os
autógrafos;
Os manuscritos foram redigidos num momento muito próximo aos
acontecimentos que os geraram;
O estilo dos escritos confere com aqueles utilizados no século I (grego coiné);
Inscrições e gravações em paredes, pilares, moedas e outros lugares
são testemunhos do Novo Testamento;
Os livros apócrifos, que atualmente estão sendo bastante citados e
estudados, apesar de não canônicos, apresentam dependência literária
dos textos canônicos, chegando a imitá-los no conteúdo e forma
literária, e citam vários livros que compõem o Novo Testamento.
(...)"**

HÁ TAMBÉM QUEM HAJA CHEGADO A DIZER QUE O HOLOCAUSTO NUNCA EXISTIU.

Por mim, prefiro pensar que o Homem nunca chegou à Lua.
Mas há quem assevere ou conjeture que JESUS nunca existiu... Bom, a
História diz o que diz, portanto faço aqui referência a um texto que
encontrei na Internet:

"(...)
A historicidade de Jesus

Lá pelo século XIX, alguns críticos como Bruno Bauer chegou a incrível
conclusão de que Jesus nunca existiu.

Hoje, talvez, nem mesmo os críticos mais ferozes como o "The Jesus
Seminar", ousam negar a existência histórica de Jesus Cristo, haja
vista os muitos documentos a respeito de sua pessoa. Negar a passagem
de Jesus pela terra seria hoje como assinar um atestado de obtusidade
histórica ou se declarar descontextualizado com as novas descobertas.

Apesar da abundancia de provas que temos sobre Ele, muitos estudiosos
amadores levados pelo preconceito e pouca seriedade científica,
especulam dizendo que não existem comprovações concretas da existência
de Jesus fora dos evangelhos. Quando não, saem com o disparate de que
só existem duas menções ao nome de Jesus fora dos livros religiosos
(N.T e os escritos cristãos dos pais da igreja), os quais se
limitariam a Flávio Josefo e Plínio. Isto mostra o tom preconceituoso
e parcial com que tais estudiosos tratam os documentos cristãos
históricos. Só porque a maioria dos testemunhos históricos sobre a
existência de Jesus são de cunho religioso já são postos sob suspeita,
tipo "culpado até que se prove o contrario".
É claro que para quem conhece um pouco de história isso não passa de
uma falácia.

Fora os próprios Evangelhos e os escritos dos Pais da Igreja, temos
ainda muitos outros do primeiro e do segundo século que mencionam
Jesus Cristo. Podemos dividi-lo em dois grupos: os documentos
provindos de fontes judias e o de fontes pagãs. Ei-los em ordem:

Fontes judaicas:

Flávio Josefo

Josefo foi contemporâneo de Cristo viveu até 98 d.C. É considerado um
dos melhores historiadores antigo. Suas obras sobre o povo judeu é uma
preciosidade histórica da vida helênica no primeiro século. Em seu
livro, "Antiguidades Judaicas", ele faz algumas referências a Jesus.
Em uma delas, ele escreve:

"Por esse tempo apareceu Jesus, um homem sábio, que praticou boas
obras e cujas virtudes eram reconhecidas. Muitos judeus e pessoas de
outras nações tornaram-se seus discípulos. Pilatos o condenou a ser
crucificado e morto. Porém, aqueles que se tornaram seus discípulos
pregaram sua doutrina. Eles afirmam que Jesus apareceu a eles três
dias após a sua crucificação e que está vivo. Talvez ele fosse o
Messias previsto pelos maravilhosos prognósticos dos profetas"
(Josefo, "Antiguidades Judaicas" XVIII,3,2).
O texto acima é uma versão árabe, e talvez é a que mais chegue perto
do original. Muitos colocam em dúvida este texto dizendo ser
interpolação de um escritor cristão. Alegam que Josefo, na qualidade
de judeu, nunca iria se reportar a Jesus desta maneira. Mas parece que
não há motivos fortes para isso. A verdade é que cada vez mais
eruditos hoje em dia estão inclinados a aceitar esta versão do texto
como fidedigno, embora admitam pequenas interpolações em algumas
partes como a referência sobre a ressurreição, e a declaração do
messianismo.

Talmude:

A Encyclopaedia Britannica mencionando os talmudes judaicos como
fontes históricas sobre Jesus, finaliza o assunto da seguinte maneira:
"A tradição judaica recolhe também notícias acerca de Jesus. Assim, no
Talmude de Jerusalém e no da Babilônia incluem-se dados que,
evidentemente, contradizem a visão cristã, mas que confirmam a
existência histórica de Jesus de Nazaré."

A "contradição" mencionada pela enciclopédia é o fato dos judeus
acusarem Jesus de magia.

"Na véspera da Páscoa eles penduraram Yeshu [...] ia ser apedrejado
por prática de magia e por enganar Israel e fazê-lo se desviar [...] e
eles o penduraram na véspera da Páscoa." (Talmude Babilônico,
Sanhedrim 43a)
Estes relatos da crucificação estão de pleno acordo com os evangelhos
(cf. Lucas 22,1; João 19,31).

Fontes Pagãs:

Plínio

No século II, quando o cristianismo começou a atravessar as fronteiras
do Império, os cristãos começaram a chamar mais a atenção dos pagãos.
A difusão do cristianismo foi tão profusa que chegou a ser tema de uma
correspondência política entre Plínio, o Jovem, procônsul na Ásia
Menor, em 111 d.C. e Trajano. A carta dirigida ao imperador Trajano
trata das torturas que os cristãos são submetidos pelos pretensos
crimes. Entre eles está o seguinte:

"...[os cristãos] têm como hábito reunir-se em uma dia fixo, antes do
nascer do sol, e dirigir palavras a Cristo como se este fosse um deus;
eles mesmos fazem um juramento, de não cometer qualquer crime, nem
cometer roubo ou saque, ou adultério, nem quebrar sua palavra, e nem
negar um depósito quando exigido. Após fazerem isto, despedem-se e se
encontram novamente para a refeição..." (Plínio, Epístola 97).

É interessante ressaltar alguns detalhes nesta carta. Plínio relata
fatos históricos importantíssimos tais como a igreja em expansão, e a
adoração ao seu fundador - Cristo - "como se fosse um deus" (Christo
quase deo). Veja que ele não procura negar a existência histórica de
Jesus.

Tácito

Cornélio Tácito (55-117), um dos mais famosos historiadores romanos,
governador da Ásia em 112 A.D.,genro de Júlio Agrícola que foi
governador da Grã-Bretanha, escreveu o seguinte sobre Cristo:

"O fundador da seita foi Crestus, executado no tempo de Tibério pelo
procurador Pôncio Pilatos. Essa superstição perniciosa, controlada por
certo tempo, brotou novamente, não apenas em toda a Judéia... mas
também em toda a cidade de Roma..." (Tácito, "Anais" XV,44).

O contexto desta carta trata sobre o incêndio criminoso de Roma. Nero
mandara incendiar Roma e usou os cristãos como bode expiatório. Tácito
apesar de não ser simpatizante do cristianismo, confirma, entretanto,
fatos históricos importantíssimos tais como: um personagem histórico
chamado "Crestos" (Cristo), sua igreja, sua morte e a expansão do
cristianismo no primeiro século. Ele tão somente confirma o que já
sabíamos através dos relatos evangélicos. (Lucas 3,1).

Outros testemunhos seculares ao Jesus histórico incluem:

Talo (52 d.C),o historiador samaritano é um dos primeiros escritores
gentios a mencionar Cristo indiretamente. Tentando dar uma explicação
natural para as trevas que ocorreram na crucificação de Jesus, diz:
"O mundo inteiro foi atingido por uma profunda treva; as pedras foram
rasgadas por um terremoto, muitos lugares na Judéia e outros distritos
foram afetados. Esta escuridão Talos, no terceiro livro de sua
História, chama, como me parece sem razão, um eclipse do Sol."

Tanto os escritos de Talo, como de Flêgão, não existem mais, alguns
fragmentos foram preservados nos escritos de Júlio Africano (220 d.C)
Mara Bar-Serapião - 73 d.C (?), um sírio escrevendo ao seu filho
Serapião sobre a busca da sabedoria, menciona a Cristo como sábio,
embora não o mencione pelo nome, mas apenas como "rei dos judeus". Diz
ele:

"Que vantagem tem os judeus executando seu sábio rei?...O rei sábio
não morreu; ele vive nos ensinos que deu."

Tertuliano, jurista e teólogo em sua defesa do Cristianismo menciona
uma correspondência entre Tibério e Pôncio Pilatos sobre Jesus
(Apologia,2).

Justino, o Mártir, filósofo cristão ao escrever ao imperador Antonino
Pio desafia o imperador a consultar os arquivos imperiais deixados por
Pilatos sobre a morte de Jesus Cristo (Apologia 1.48).

Celso, o filósofo neoplatônico e inimigo ferrenho do cristianismo
também menciona Cristo em seus escritos.
(...)" ***


* Cf "O Livro Eterno" 1º episódio :
http://downloads-evangelico.blogspot.com/2010/02/o-livro-eterno-historia-da-biblia.html

** http://www.jesusvive.com.br/home/blog/ver/9

*** http://www.cacp.org.br/movimentos/artigo.aspx?lng=PT-BR&article=844&menu=12&submenu=3


------------------------------------------------------------------------------------
eu ja consegui uma vez colar a imagem... mas dpois tentei e não sei como o fiz da outra vez e ja não consigo.

Abç e benção crsitã

vítor
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 280
Idade : 39
Localização : lisboa, loures
flag : Portugal
Data de inscrição : 26/04/2012

http://gipsyco-insight.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por Alfredo Bernacchi em Qui 17 Maio 2012, 9:42 pm

Você tem toda a razão Vitor!... Foi um engano meu pensar que Jesus era um mito.
Ainda bem que você me convenceu. Fique com deus.

Alfredo Bernacchi
¹
¹

Número de Mensagens : 454
Idade : 75
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 05/05/2012

http://alfredobernacchifalandofrancamente.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por vítor em Sex 18 Maio 2012, 12:43 pm

1 sei não...

2 vergonha

3 triste

4 ah, sim...

5 jesus te ama




vítor
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 280
Idade : 39
Localização : lisboa, loures
flag : Portugal
Data de inscrição : 26/04/2012

http://gipsyco-insight.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Evidências Científicas, Filosóficas e Históricas de JESUS e da Bíblia

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 12:41 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum