.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
» Por que o espiritismo pegou tanto no Brasil
Hoje à(s) 12:02 am por Cartman

» Já existíamos antes de nascermos
Ontem à(s) 11:48 pm por Khwey

» Por que Deus permite a injustiça?
Ontem à(s) 11:45 pm por Khwey

» Só há um jeito do Lula perder a próxima eleição!
Ontem à(s) 11:27 pm por gusto

» O que você está ouvindo agora?
Ontem à(s) 11:21 pm por gusto

» Dar a outra face...
Ontem à(s) 11:10 pm por Cartman

» Lula é o maior farsante do Brasil', afirma Silas Malafaia
Ontem à(s) 10:27 pm por gusto

» Agora o Brasil sai da crise...
Ontem à(s) 10:25 pm por gusto

» Conexão Repórter - Sombras da Noite
Ontem à(s) 8:41 pm por Eterna

Quem está conectado
59 usuários online :: 3 usuários cadastrados, 1 Invisível e 55 Visitantes :: 2 Motores de busca

gusto, Jarbas, Khwey

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Página 3 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por Randfal em Dom 22 Abr 2012, 6:31 pm

Shalom para todos!

CarlosB escreveu:
Randfal:

Eu tenho umas 20 traduções da bíblia, e todas expressam-se de forma diferente.

Isto nada tem a ver com as traduções ou com a bíblia, mas sim com o entendimento; as coisas de Deus não são entendidas mentalmente, mas são discernidas pelo Espírito de Deus, isto é: por aqueles que já nasceram de novo.

A lei da nova aliança foi escrita no coração, não no papel; a letra só leva á confusão e ao erro, mas o espírito á certeza absoluta, e ai onde a lei está escrita ninguém pode adulterar.
Todos tem o direito de entender a Bíblia da forma que quiser, entretanto...
Se alguém a entende de forma equivocada ao seu contexto original, se abre um precedente para uma doutrina falsa.
A Verdade de D'us é absoluta, e não relativa.
O Espírito de D'us não controla a mente de ninguém, apenas capacita o salvo a entender as Escrituras como convém, e convém que o servo de D'us saiba que Ele nos deixou uma doutrina, ensinada pela Torah, pelos profetas, por Yeshua e pelos Apóstolos, e qualquer um que entende as Escrituras fora desta doutrina, está torcendo a Palavra de D'us.

Sha'ul (Paulo) disse: "Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com a mente; cantarei com o espírito, mas também cantarei com a mente." 1 Coríntios 14:15.

Também em Romanos 12:1,2: "Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de ELOHIM, que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a ELOHIM, que é o vosso culto racional.
E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de ELOHIM."


Em 2 Coríntios 10:5: "...e toda altivez que se levante contra o conhecimento de ELOHIM, e levando cativo todo pensamento à obediência do Messias,"


E em Filipenses 4:8: "Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento."

Hebreus 4:12: "Porque a palavra de ELOHIM é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração."

É claro que a capacidade para pensar, para ter entendimento, ela vem de D'us:
"não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de ELOHIM,
o qual nos fez também capazes de ser ministros dum Novo Testamento, não da letra, mas do Espírito; porque a letra mata, e o Espírito vivifica."
2 Coríntios 3:5,6.

O que Sha'ul (Paulo) quis dizer com estas palavras?
É que a Nova Aliança traz o verdadeiro sentido da Torah, o espírito da Lei, a mesma Lei que foi impressa na mente e inscrita no coração.
"Letra de Lei" significa legalismo; "Espírito da Lei" significa liberdade.


Um entendimento renovado não pode contradizer as Escrituras.

Randfal
SUSPENSO

Número de Mensagens : 166
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/04/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por Sargento em Dom 22 Abr 2012, 7:01 pm

Randfal...

Letra da lei é figura, espírito é realidade... e por vezes, contradiz-se... não no entendimento mas na letra em si pois o muito do que era mandamento na lei é pecado na relidade.


Sl 17:8 Protege-me como à menina dos teus olhos...

Um membro da Igreja Dos Eleitos
http://igrejadoseleitos.com/

Sargento
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1211
flag : Portugal
Data de inscrição : 22/03/2012

http://igrejadoseleitos.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por Randfal em Dom 22 Abr 2012, 7:55 pm

Shalom para todos!

Sargento escreveu:
Randfal...

Letra da lei é figura, espírito é realidade... e por vezes, contradiz-se... não no entendimento mas na letra em si pois o muito do que era mandamento na lei é pecado na relidade.
Isto, no seu entendimento, não no entendimento que as Escrituras revelam...e que negócio é este de que "muito do que era mandamento na lei é pecado na realidade"???

Que é isto, irmão????
Então, D'us nos deu os Mandamentos, e muitos deles era PECADO???
De onde vc tirou isto irmão???
Se esqueceu das palavras de Sha'ul (Paulo)???:

Romanos 7:7: "Que diremos, pois? É a lei pecado? De modo nenhum! Mas eu não conheci o pecado senão pela lei; porque eu não conheceria a concupiscência, se a lei não dissesse: Não cobiçarás."

Romanos 7:12: "Assim, a lei é santa; e o mandamento, santo, justo e bom."

É irmão, assim fica difícil um debate coerente com vc....

Randfal
SUSPENSO

Número de Mensagens : 166
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/04/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por Sargento em Seg 23 Abr 2012, 5:01 am

Porque se fizermos o que a lei manda para nos salvarmos pecamos!
A lei mandava praticar para se justificar... a graça diz que quem se justifica pela lei peca e está debaixo de maldição...

Você mata os borregos?
Você apedreja os que são apanhados em pecado?
Você justifica-se pela lei ainda?

Jesus dizia "a lei diz, porém eu vos digo..." mostrando assim que a lei não era verdadeiramente a mesma palavra que a dELE.... eram figuras e não a realidade.

Veja o que é a lei:

Porque tendo a lei a sombra dos bens futuros, e não a imagem exata das coisas, nunca, pelos mesmos sacrifícios que continuamente se oferecem cada ano, pode aperfeiçoar os que a eles se chegam. Hebreus 10:1


Sl 17:8 Protege-me como à menina dos teus olhos...

Um membro da Igreja Dos Eleitos
http://igrejadoseleitos.com/

Sargento
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1211
flag : Portugal
Data de inscrição : 22/03/2012

http://igrejadoseleitos.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por Sargento em Seg 23 Abr 2012, 5:08 am

O que é santo, justo e bom, é o verdadeiro sentido da lei Randfal... porque na verdade, como Paulo diz, a lei é espiritual.

Mas antes do novo nascimento, como ele também diz, a lei não fez mais que condenar porque apenas mostrou a nossa morte.... já após o novo nascimento, ela encontrou em nós (no espírito) aquilo que pediu e estabeleceu-se (confirmou que possuímos as condições por ela pedidas)...

...a carne é uma figura, mas o espírito, ele sim, é a ele que a lei verdadeiramente se dirige com as figuras da lei de Moisés.

Entende amigo?


Sl 17:8 Protege-me como à menina dos teus olhos...

Um membro da Igreja Dos Eleitos
http://igrejadoseleitos.com/

Sargento
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1211
flag : Portugal
Data de inscrição : 22/03/2012

http://igrejadoseleitos.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por CarlosB em Seg 23 Abr 2012, 2:00 pm

Randfal escreveu:Shalom para todos!

Sargento escreveu:
Randfal...

Letra da lei é figura, espírito é realidade... e por vezes, contradiz-se... não no entendimento mas na letra em si pois o muito do que era mandamento na lei é pecado na relidade.
Isto, no seu entendimento, não no entendimento que as Escrituras revelam...e que negócio é este de que "muito do que era mandamento na lei é pecado na realidade"???

Que é isto, irmão????
Então, D'us nos deu os Mandamentos, e muitos deles era PECADO???
De onde vc tirou isto irmão???
Se esqueceu das palavras de Sha'ul (Paulo)???:

Romanos 7:7: "Que diremos, pois? É a lei pecado? De modo nenhum! Mas eu não conheci o pecado senão pela lei; porque eu não conheceria a concupiscência, se a lei não dissesse: Não cobiçarás."

Romanos 7:12: "Assim, a lei é santa; e o mandamento, santo, justo e bom."

É irmão, assim fica difícil um debate coerente com vc....


Não, Randfal,

O Sargento é completamente coerente, o problema é que você continua a não entender, ou é falta de conhecimento; então lá vai.

Só há pecado se houver lei, mas senão houver lei já não existe pecado.

Romanos 4:15 - Porque a lei opera a ira. Porque onde não há lei também não há transgressão.

A única forma de não haver pecado é não haver lei. Na verdade é a própria lei que gera e dá força ao pecado para amaldiçoar e destruir, isto porque não é possível cumprir a lei;

1ª Corintios 15:56 - Ora, o aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei.

A lei é boa, justa e santa, mas para os bons, justos e santos, mas quantos conseguiram alcançar tal estatuto? Nenhum, e por isso foi abolida, porque a lei foi inútil e fraca para libertar do pecado e para salvar.

Hebreus 7:18 - Porque a lei é ab-rogada por causa da sua fraqueza e inutilidade 19 - (Pois a lei nenhuma coisa aperfeiçoou) e desta sorte é introduzida uma melhor esperança, pela qual chegamos a Deus.

Então você não sabe que é a lei que gera benção e maldição?? Vela lá em deuteronómio 28 e vai ver. Não foi Deus que fez o bem e o mal; a vida e a morte; a luz e as trevas? Não é ele que fere e cura; que mata e dá vida? Isso nada tem a ver com o homem.

Deuteronómio 32:39 - Vede agora que eu, eu o sou, e mais nenhum deus há além de mim; eu mato, e eu faço viver; eu firo, e eu saro, e ninguém há que escape da minha mão.

E outra vez:

Isaias 45:7 - Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o SENHOR, faço todas estas coisas.


Sabe porque que é que o pecado de Adão gerou morte? Porque Deus disse: se comeres morrerás. È a palavra de Deus que gera pecado, não as obras do homem. Por que se Deus não tivesse dito nada, Adão comia e nada acontecia.

Sabe porque é crer no evangelho gera vida eterna? Porque jesus disse quem crê em tem vida eterna. Entendes??


Última edição por CarlosB em Seg 23 Abr 2012, 2:33 pm, editado 1 vez(es)

CarlosB
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 457
flag : Portugal
Data de inscrição : 24/03/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por Discipulah em Seg 23 Abr 2012, 2:20 pm

Randfal,

Vai agora tentar ir contra as Escrituras, usando esta teologia cristã?
Essa passagem não está dizendo que a Nova Aliança feita no sangue do Cordeiro está limitada aos judeus. Prova disso que a Biblia usa a expressão: “Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”. Jesus é a propiciação peloso nossos pecados e não somente pelos nossos, mas pelo de todo o mundo!

Agora falar que foi feita somente com Judeus e o mundo, depois se beneficia disso, é invenção. Sua, claro!

A Nova Aliança foi feita com Israel, mas as bênçãos oriundas dela são para todas as nações!
E uma das bênçãos é a remissão dos pecados.
Mais uma declaração ioiô. Como o mundo poderia se beneficiar de algo que foi feito somente por um povo? Ou Jesus morreu pelo mundo na Nova aliança, ou Jesus não morreu pelo mundo na Nova aliança. Ou Jesus morreu somente por Judeus na Nova aliança e depois o mundo pegou carona, ou Jesus morreu por todos na Nova Aliança.

Vc está em profunda contradição.

Na Nova Aliança Jesus morreu por todos como resgate, derramou seu sangue para remir pecados.

Ai vc fala não.... Jesus não fez a Nova Aliança com todos, somente com os judeus.

Entao perguntamos, Jesus morreu somente por judeus?

Sua resposta : não... a humanidade se beneficia disso...

Ô gente, que coisa mais absurda é essa?!

Vai ler a bíblia, irmão! “Porque para com Deus, não há acepção de pessoas” (Rm. 2:11)

Por que Yeshua disse para aquela mulher samaritana: "A salvação vem dos judeus"??????
Disse que “a salvação vem dos judeus” pq através do povo Judeu, Jesus veio ao mundo.
Ele quis dizer: "quer ser salva? Faça parte da Nova Aliança que D'us fez com Israel, que o Meu Sangue derramado nesta Aliança para remissão dos pecados, te beneficiará também"!

Cuma?! É mta meninice mesmo, falar que Jesus queria dizer isso aí.

Ao contrário do que vc disse, o Senhor Jesus disse: “para isso vim, salvar o mundo” João 12.47.

“porque isto é o meu sangue, O sangue da nova aliança, derramado em favor de muitos,para remissão de pecados”. Mateus 26.28


Jesus poderia ter “esclarecido”... “porque isto e o mesu sangue , o sangue da nova aliança, derramado em favor dos judeus, para remissão dos pecados e depois o mundo se beneficiará do meu sacrifício”.

Paulo até diz que Cristo, a nossa páscoa, foi sacrificado por todos!!!!

Deveria Paulo ter dito então: Cristo, a Páscoa dos judeus, foi sacrificado pelos judeus na Nova Aliança e vcs, corintos estão se beneficiando disso!

Mas... tanto Jesus, como os apóstolos foram unânimes em afirmar que a Nova Aliança foi para salvação do mundo. O Nosso único Mediador é Jesus... precisamos somente dele para sermos salvos...

Jesus não fez a Nova Aliança somente com os judeus, para nós, através das festitividades e doutrinas judaicas, hoje sermos beneficiados. A Nossa ligação é direta com Jesus de Nazaré.

Ele morreu por todos como resgate. "Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo" João 1.29

E como não é a mesma Nova Aliança de Jeremias 31?
Se em Hebreus 8 mostra isto claramente?
Existem 2 "Novas Alianças" mencionadas na Bíblia? Onde? Quando?
A passagem de Hebreus não ta dizendo que o Sangue de Cristo, que o sacrifício de Cristo é essa aliança a qual vc está dizendo. Jesus fez a Nova Aliança com toda a humanidade. A Biblia diz claramente que Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, que Jesus é a nossa Páscoa. Paulo usou a Pascoa para mostrar que Jesus foi sacrificado por todos! Não somente com o povo judeu.

1 Coríntios 5:7 Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa Páscoa, foi sacrificado por nós.


Se Jesus tivesse feito a Nova aliança somente com o povo judeu, então a Páscoa a qual ele morreu, teria que ter sido somente pelos judeus, mas diferentemente do que vc diz, a Biblia nos mostra o contrário.

QUEM DISSE QUE YESHUA DERRAMOU SEU SANGUE SÓ PARA OS JUDEUS????
A Nova Aliança não se limita apenas à remissão de pecados, isto é conhecimento incompleto das Escrituras, típico da teologia cristã, para sustentar suas heresias.

Vou trazer aqui o silogismo do outro tópico:

1ª Proposição: É na Nova Aliança que Jesus derramou seu sangue. Jesus é Mediador da Nova Aliança .

2ª proposição: A Nova Aliança foi feita somente com os judeus.

Conclusão: Jesus é Mediador só dos judeus e derramou seu sangue somente pelos judeus, pois somente eles estão na Nova Aliança.

study Vai ler a Bíblia, irmão vai ler a Bíblia, Acorda!



Última edição por Sarah em Seg 23 Abr 2012, 2:23 pm, editado 1 vez(es) (Razão : Correção)

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por CarlosB em Seg 23 Abr 2012, 2:31 pm

Randfal escreveu:Shalom para todos!

CarlosB escreveu:
Randfal:

Eu tenho umas 20 traduções da bíblia, e todas expressam-se de forma diferente.

Isto nada tem a ver com as traduções ou com a bíblia, mas sim com o entendimento; as coisas de Deus não são entendidas mentalmente, mas são discernidas pelo Espírito de Deus, isto é: por aqueles que já nasceram de novo.

A lei da nova aliança foi escrita no coração, não no papel; a letra só leva á confusão e ao erro, mas o espírito á certeza absoluta, e ai onde a lei está escrita ninguém pode adulterar.
Todos tem o direito de entender a Bíblia da forma que quiser, entretanto...
Se alguém a entende de forma equivocada ao seu contexto original, se abre um precedente para uma doutrina falsa.
A Verdade de D'us é absoluta, e não relativa.
O Espírito de D'us não controla a mente de ninguém, apenas capacita o salvo a entender as Escrituras como convém, e convém que o servo de D'us saiba que Ele nos deixou uma doutrina, ensinada pela Torah, pelos profetas, por Yeshua e pelos Apóstolos, e qualquer um que entende as Escrituras fora desta doutrina, está torcendo a Palavra de D'us.

Sha'ul (Paulo) disse: "Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com a mente; cantarei com o espírito, mas também cantarei com a mente." 1 Coríntios 14:15.

Também em Romanos 12:1,2: "Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de ELOHIM, que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a ELOHIM, que é o vosso culto racional.
E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de ELOHIM."


Em 2 Coríntios 10:5: "...e toda altivez que se levante contra o conhecimento de ELOHIM, e levando cativo todo pensamento à obediência do Messias,"


E em Filipenses 4:8: "Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento."

Hebreus 4:12: "Porque a palavra de ELOHIM é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração."

É claro que a capacidade para pensar, para ter entendimento, ela vem de D'us:
"não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de ELOHIM,
o qual nos fez também capazes de ser ministros dum Novo Testamento, não da letra, mas do Espírito; porque a letra mata, e o Espírito vivifica."
2 Coríntios 3:5,6.

O que Sha'ul (Paulo) quis dizer com estas palavras?
É que a Nova Aliança traz o verdadeiro sentido da Torah, o espírito da Lei, a mesma Lei que foi impressa na mente e inscrita no coração.
"Letra de Lei" significa legalismo; "Espírito da Lei" significa liberdade.


Um entendimento renovado não pode contradizer as Escrituras.


Tudo o que você postou não tem nada a ver com liberdade. E continua a errar, porque essa liberdade que você quer ter não existe.

E ao contrário do que você diz, Deus controla tudo e nada está fora do seu controle, seja o bem seja o mal; seja o ímpio, seja o justo, a nada acontece debaixo do sol sem a sua vontade. Doutra forma já não era Deus.

Daniel 4;35 - E todos os moradores da terra são reputados em nada, e segundo a sua vontade ele opera com o exército do céu e os moradores da terra; não há quem possa estorvar a sua mão, e lhe diga: Que fazes?

Porque dantes era escravo do pecado mas agora sou prisioneiro de Cristo, e eu já não existo mais eu, mas é Cristo que vive em mim. Eu vivo nele, por ele e para ele. Assim também acontece com o ímpio em relação ao pecado.

O que eu quero e faço, é ele que opera, e não uma vontade alheia á dele.

Filipensses 2:13 - Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade.

Outra vez:

Romanos 9:15 - Pois diz a Moisés: Compadecer-me-ei de quem me compadecer, e terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia. 16 - Assim, pois, isto não depende do que quer, nem do que faz, mas de Deus, que se compadece.

Portanto o espírito é servo de Cristo e o corpo é servo do pecado; nenhum dos dois é livre. O corpo é livre da justiça, mas servo do pecado; e o espírito é livre do pecado mas servo da justiça.

Romanos 6:18 - E, libertados do pecado, fostes feitos escravos da justiça.

1ª Corintios 7:21 - Foste chamado sendo escravo? não te dê cuidado; e, se ainda podes ser livre, aproveita a ocasião. 22 - Porque o que é chamado pelo Senhor, sendo escravo, é liberto do Senhor; e da mesma maneira também o que é chamado sendo livre, escravo é de Cristo.


Portanto, todos os que são de Cristo já não pensam pela sua própria cabeça, mas são ensinados e guiados pelo espírito, e esse discerne todas as coisas, e nada tem a ver com letra, ou tinta. Lembra-te que um dos maiores apóstolos nem sabia ler ( Pedro), e além disso a fé não vem por ler, mas por ouvir.

E por isso mesmo os profetas que viveram em tempos e épocas diferentes, as suas escrituras falam todas da mesma coisa, porque todos eles falaram pelo Espírito Santo, não coisas da sua própria cabeça. Mas como é que você não sabe estas coisas? Você é cristão?

Vejo que o grande problema é esse seu raciocínio vem do engano do livre arbítrio, que é a maior mentira de sempre. Mas isso é outra história.

Estamos a nos desviar do assunto inicial, estou aguardando a sua resposta ao que postei, ás perguntas que lhe fiz, uma vez que acha que não está certo.

CarlosB
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 457
flag : Portugal
Data de inscrição : 24/03/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por CarlosB em Seg 23 Abr 2012, 3:45 pm

Sara escreveu:
Vai ler a bíblia, irmão! “Porque para com Deus, não há acepção de pessoas” (Rm. 2:11)

Olá Sara:

aqui está enganada Sara, Deus faz excessão de pessoas, ai nessa passagem está a falar do juizo segundo as obras, o qual pertence somente á lei dos judeus; porque os gentios não têm lei. E sabe quantos passaram nesse juízo? Nenhum (veja em romanos 3:10-18), que é o fim do assunto que ele estava a expor sobre o juízo.Além disso lembre-se que até Cristo quantos povos eram de Deus? Sómente a Israel, a semente de Abraão.

Deuteronómio 7:6 - Porque povo santo és ao SENHOR teu Deus; o SENHOR teu Deus te escolheu, para que lhe fosses o seu povo especial, de todos os povos que há sobre a terra.

VÊ como ele faz excessão desde o principio?

Deus não faz excessão daqueles que ele escolheu para si. Agora no novo pacto é a mesma coisa, ele não faz excessão dos que crêem, mas não vai condenar o que não crê? Claro que sim! Veja logo no capitúlo a seguir:

Romanos 3:22 - Isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que crêem; porque não há diferença.

E a fé não é dom de Deus? Logo só se salva aqueles que ele escolhe e dá fé.

Tito 1:1 - PAULO, servo de Deus, e apóstolo de Jesus Cristo, segundo a fé dos eleitos de Deus, e o conhecimento da verdade, que é segundo a piedade,

Outra vez:

Filipensses 1:28 - E em nada vos espanteis dos que resistem, o que para eles, na verdade, é indício de perdição, mas para vós de salvação, e isto da parte de Deus. 29 - Porque a vós vos foi concedido, em relação a Cristo, não somente crer nele, como também padecer por ele,

Vês? É Deus quem concede a fé para crer, porque o homem é escravo do pecado e não pode escolher a Cristo, nem sequer desejar Cristo.

1ª Corintios 2:14 - Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.

como poderia escolher algo que não pode entender e que ainda acha que é loucura? Assim também ninguém pode ir a jesus por suas próprias forças.

João 6:44 - Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia.

Portanto não faz diferença daqueles que ele escolheu, mas dos outros faz sim; Pois tudo está em suas mãos e não nas mãos do homem.

Pois assim como ele escolheu um povo segundo a carne para o servir na 1ª aliança de entre todas as nações, assim agora na 2ª aliança, também está tirando um povo espiritual de entre todas as nações, o qual ele já tinha escolhido ainda antes da fundação do mundo; os quais são chamados de eleitos e que reagem ao evangelho da graça de Cristo.

Paz!


Última edição por CarlosB em Seg 23 Abr 2012, 7:02 pm, editado 1 vez(es)

CarlosB
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 457
flag : Portugal
Data de inscrição : 24/03/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por RenatoPaulo em Seg 23 Abr 2012, 6:48 pm

Amigos tomem por favor atencao:

A Igreja de Jesus Cristo é espiritual,invisivel mas presente.
Nao existe placa de igreja!
Nao basta dizer que ler a Biblia seja o suficiente,porque se alguem ler a Biblia,mas nao receber a Graça de Deus nada entendera,pelo contrario ficara ainda mais cego e louco.
Pela Graça de Deus o crente atinge certas metas e revelacoes que o homem normal nao consegue atingir,como por exemplo conseguir diferenciar os sinais dos nossos dias.Sim,porque a bilbia se adapta a toda a historia passada,presente e futura.

Reparem numa coisa:
O Evangelho do SENHOR foi e esta sendo pregado em todo o mundo.
Ora para o povo o conseguir entender,deve ser de uma forma espiritual e nao com placa de igreja.
Porque se o evangelho fosse para pregar a lei antiga ou atraves de placa de igreja por exemplo com os costumes do povo judaico,como o conseguiriam entender os povos de outros costumes e tradicoes?
Lembrem-se que existem paises que trabalham ao sabado...ou seja as pessoas sao obrigadas a trabalhar aos sabados.
Se por acaso vivermos num desses paises,devemos recusar os costumes deles?
Mas como,se a Bilbia nos manda sermos mansos e humildes e nos sujeitarmos a toda a ordenacao humana?
Metam uma coisa na mente:Nem todos vivem em Israel!
Nao se pode obrigar ninguem,porque isso ja o fez a igreja da antiguidade que usou de força para mudar os costumes de certos povos.

A nova Aliança é espiritual e apenas assim o Evangelho sera entendido por todo o mundo.
Deus criou o mundo colorido e nao apenas preto ou branco.
Deus criou o homem com diferentes costumes e tradicoes e isso faz do mundo belo e colorido.
A nossa missao é reconhecermos esses povos espalhados pelo mundo inteiro tal e qual como eles sao e tentarmos ao maximo pregar o evangelho do SENHOR.
Que o homem permaneça o mesmo com seus costumes,mas que tenham todos a mesma fé.
Que o mundo conheça e tenha fé em nosso Senhor Jesus Cristo.

Sigam os ensinamentos do SENHOR.
Tambem ele se revelou a judeus e gentios e nao tentou mudar os seus costumes nem tradicoes.
Quando Ele nos diz isto:"Não é o que entra,mas o que sai da boca do homem que o torna imundo."
Esta frase se adapta perfeitamente a todo o mundo!
De verdade esta frase nao da importancia a assuntos da carne,mas torna o homem mais espiritual.

Apenas com isto em mente o homem cresce espiritualmente.
Se todos praticarem isto mas sempre com o evangelho de Jesus Cristo no coracao o homem deixara de ser racista,idolatra e parará de fazer guerras.
Ora tudo isto é Graça de Deus e apenas atraves dessa Graça,serao feitas as verdadeiras boas obras.

RenatoPaulo
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1418
Idade : 43
flag : Alemanha
Data de inscrição : 25/03/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por Randfal em Ter 24 Abr 2012, 6:43 pm

Shalom para todos!

http://www.ensinandodesiao.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=221&Itemid=28
xauzinho

Randfal
SUSPENSO

Número de Mensagens : 166
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/04/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por Discipulah em Qua 25 Abr 2012, 5:17 pm

Graça e paz, Carlos

aqui está enganada Sara, Deus faz excessão de pessoas, ai nessa passagem está a falar do juizo segundo as obras, o qual pertence somente á lei dos judeus; porque os gentios não têm lei. E sabe quantos passaram nesse juízo? Nenhum (veja em romanos 3:10-18), que é o fim do assunto que ele estava a expor sobre o juízo.Além disso lembre-se que até Cristo quantos povos eram de Deus? Sómente a Israel, a semente de Abraão.
Entao mostre onde diz que Deus faz acepção de pessoas? Deus ñao faz acepção de pessoas para dar-lhes e oferecer-lhes a salvação. Em Romanos 1.16 diz: “O Evangelho é o poder de Deus para salvação daquele que crê, primeiro do judeu e também do grego”.

Escolher um povo não significa que Deus fez acepção dos outros povos, pois se tivesse feito acepção os outros povos não teriam sido comprados por Jesus.

Deus escolheu um para que trouxesse o Messias, e através desse povo todas as nações seriam igualmente abençoadas.

E a fé não é dom de Deus? Logo só se salva aqueles que ele escolhe e dá fé.
E o texto de romanos diz mais Rm 3.23 “pois todos pecaram e destituídos estão da gloria de Deus, sendo justificados gratuitamente pela graça e pela redenção que há em Cristo Jesus.

Todos pecam, todos podem ser justificados. A salvação é oferecida a todos gratuitamente por Cristo Jesus, cabe a cada um decidir se quer ou não essa salvação. Não existe essa de um ser escolhido para ter fé e outro não ser.

Vês? É Deus quem concede a fé para crer, porque o homem é escravo do pecado e não pode escolher a Cristo, nem sequer desejar Cristo.
Mas é o Espírito Santo de Deus que convence o homem do pecado(Jo 16.8) para ele então se arrepender e exercer fé em Jesus.

como poderia escolher algo que não pode entender e que ainda acha que é loucura? Assim também ninguém pode ir a jesus por suas próprias forças.
Da mesma forma que uma pessoa leiga em outro idioma não o entende, mas vai compreender somente quando o estudar, assim tb são as pessoas do mundo, sem Jesus.

Por isso é o Espírito Santo de Deus que convence o pecador, e aquilo que era loucura já não é mais.

Deus traz se a pessoa abrir o coração. Jesus disse “Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo”.
Apocalipse 3:20

Jesus não precisaria estar batendo a porta das pessoas se cada um já fosse pré selecionado, pois viriam automaticamente.

Vc é calvinista?

Na fé,
Sarah

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por Sargento em Qua 25 Abr 2012, 10:00 pm

Olá Sarah...

Não vou responder pelo Carlos porque ele deve querer responder, mas vou dar o meu parecer e penso que estou de acordo com ele.

Sarah escreveu:
Entao mostre onde diz que Deus faz acepção de pessoas?

Onde diz:

Porque, não tendo eles ainda nascido, nem tendo feito bem ou mal (para que o propósito de Deus, segundo a eleição, ficasse firme, não por causa das obras, mas por aquele que chama),
Foi-lhe dito a ela: O maior servirá o menor.
Como está escrito: Amei a Jacó, e odiei a Esaú.
Romanos 9:11-13


Onde fez:

E disse a Abraão: Ponha fora esta serva e o seu filho; porque o filho desta serva não herdará com Isaque, meu filho.
E pareceu esta palavra muito má aos olhos de Abraão, por causa de seu filho.
Porém Deus disse a Abraão: Não te pareça mal aos teus olhos acerca do moço e acerca da tua serva; em tudo o que Sara te diz, ouve a sua voz; porque em Isaque será chamada a tua descendência.
Gênesis 21:10-12

E disse: Por mim mesmo jurei, diz o SENHOR: Porquanto fizeste esta ação, e não me negaste o teu filho, o teu único filho, Gênesis 22:16


Apenas um exemplo entre milhares...

Não existe essa de um ser escolhido para ter fé e outro não ser.

E ele disse: A vós vos é dado conhecer os mistérios do reino de Deus, mas aos outros por parábolas, para que vendo, não vejam, e ouvindo, não entendam. Lucas 8:10


Mas é o Espírito Santo de Deus que convence o homem do pecado(Jo 16.8) para ele então se arrepender e exercer fé em Jesus.

Certo... É o Espirito Santo que convence... e porque nem todos ficam convencidos disso?

Humanamente falando nos assuntos da Terra... quando você se arrepende de algo que fez, fa-lo porque quer ou foi algo que lhe aconteceu quando ENTENDEU que não devia ter feito algo?
Lembre-se de uma ocasião passada em que tenha feito algo mas depois se arrependeu... decidiu arrepender-se e arrependeu-se ou sentiu-se arrependida quando o entendimento a fez ver o erro?
O arrependimento é ação voluntária ou é algo que lhe acontece?

Nem isto é produto do livre-arbítrio Sarah.

Da mesma forma que uma pessoa leiga em outro idioma não o entende, mas vai compreender somente quando o estudar, assim tb são as pessoas do mundo, sem Jesus.

Por isso é o Espírito Santo de Deus que convence o pecador, e aquilo que era loucura já não é mais.

Sarah, se eu estudar outro idioma é porque sei ou ao menos desconfio que existe um significado nesse idioma que não compreendo... nesse caso estudo o que quero aprender e não o que entendo que é loucura... do que considero loucura afasto-me.

Se não for o Espirito Santo a convencer a pessoa antes esta nunca receberá o evangelho.

Deus traz se a pessoa abrir o coração. Jesus disse “Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo”.
Apocalipse 3:20

Jesus não precisaria estar batendo a porta das pessoas se cada um já fosse pré selecionado, pois viriam automaticamente.

O evangelho é pregado a todos Sarah, mas nem todos ouvem Cristo... só aqueles a quem foi concedido ouvidos para ouvir como Cristo frequentemente dizia... coisa que não foi concedida aos judeus como citei lá atrás.

Cristo bate à porta para que fique patente que todos aqueles que dizem ter livre-arbítrio não o escolheram ficando assim mais dignos de culpa.... porque tendo livre-escolha, escolheram a morte.

Vc é calvinista?

Não... sei que ele não é Calvinista.

Se nalgum ponto ele discorda pode-me corrigir, mas penso que em tudo falei também de acordo com a sua fé.
Respondi porque sei que ele nem sempre tem tempo...

Paz Sarah...


Sl 17:8 Protege-me como à menina dos teus olhos...

Um membro da Igreja Dos Eleitos
http://igrejadoseleitos.com/

Sargento
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1211
flag : Portugal
Data de inscrição : 22/03/2012

http://igrejadoseleitos.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por darkshi em Qui 26 Abr 2012, 7:19 am

Engraçado como esses judaizantes ficam sem respostas diante da clara apresentação da palavra de Deus.


"Teleology is like a mistress to a biologist: he cannot live without her but he's unwilling to be seen with her in public." J. B. S. Haldane

darkshi
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1692
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/11/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por darkshi em Qui 26 Abr 2012, 8:10 am

Romanos 9



John F. Parkinson



O indivíduo judeu veio a crer equivocadamente que, visto que participava da eleição nacional de Israel, ele já era pessoalmente justificado por Deus de direito. Assim como o filho mais velho recebe a herança da família como seu direito natural, da mesma forma o judeu que guardava a lei pensava que naturalmente tinha o direito à salvação pessoal. É Paulo quem nos esclarece que aqueles que compartilham da eleição nacional de Israel não são automaticamente justificados (isto é, declarados justos por Deus), não obstante suas alianças nacionais, lei, promessas e descendência. Paulo insiste que sua grande doutrina da justificação pela fé aplica igualmente a todos os homens sem distinção, seja judeu ou gentio.



É em Romanos 9 onde descobrimos que “nem todos os que são de Israel são israelitas; nem por serem descendência de Abraão são todos filhos” (vv. 6, 7). Em outras palavras, nem todos os judeus eram automaticamente salvos porque eram descendentes naturais de Abraão. É importante avaliar o contexto e cenário deste importante e muito mal compreendido capítulo. De fato, visto que muitos consideram o capítulo como o bastião inexpugnável da eleição e reprovação pessoais desde a eternidade, será apropriado examinar com alguma demora o conteúdo e fluxo do argumento de Paulo. Paulo vinha estabelecendo nos oito primeiros capítulos de sua carta aos romanos que Deus justifica os pecadores pela graça somente, através da fé somente. Além disso, ele vinha insistindo que o judeu e o gentio são salvos exatamente na mesma base da graça através da fé, e que ninguém é justificado pelas obras da lei.



Quando chega no nono capítulo, Paulo antecipa que protestos surgirão dos judeus farisaicos que guardam a lei. Em primeiro lugar, eles farão a séria acusação que o evangelho de Paulo tinha certas implicações doutrinárias inaceitáveis, visto que a palavra de Deus “havia faltado” ou falhado. Em segundo lugar, eles farão a igualmente séria acusação que Paulo estava tornando Deus injusto. Paulo irá agora abordar estas duas objeções antecipadas. Para que ninguém possa acusá-lo de ter tornado anti-judaico, ele começa afirmando seu sincero e abnegado amor por seus “parentes segundo a carne” e sua mais alta apreciação das bênçãos nacionais relativas à sua adoção, glória, alianças, lei, culto, promessas e descendência. Ele é inspirado a escrever uma de suas belas doxologias conforme lembra que Cristo, segundo a carne, nasceu em sua raça. Paulo certamente não se tornou anti-judaico, mas há importantes lições espirituais a ser aprendidas das formas em que Deus soberanamente conduziu a história da nação, e são estas lições que Paulo agora irá revelar.



Primeira Objeção Judaica



“Paulo, você vem ensinando que Deus salva pela graça somente, através da fé somente, sem distinção entre judeu e gentio. Mas e quanto à lei e as promessas dadas a Israel? Se o que você ensina é correto, então as promessas falharam e a palavra de Deus falhou.”



Paulo responde esta objeção antecipada mostrando que não são todos os descendentes de Abraão que herdam a bênção, mas somente aqueles que descenderam de Isaque, pois ‘Em Isaque será chamada a tua descendência’. Paulo então contrasta os filhos da carne com os filhos da promessa. Qual é a importância disto?



Deus fez uma escolha histórica de Isaque, em preferência a Ismael, para ser o herdeiro das bênçãos da aliança com Abraão. Nesta escolha Deus foi soberano, livre e incontestável. Esta observação da história da nação será usada por Paulo para ilustrar uma importante verdade espiritual. Isto ele faz empregando um artifício literário muito antigo, a alegoria. Uma alegoria pode ser definida como uma história na qual o significado aparente dos personagens e eventos é usado para simbolizar um significado moral ou espiritual. Paulo já alegorizou esta mesma história em Gálatas 4, onde ele expressamente declara ‘o que se entende por alegoria’ (v. 24). A lição espiritual agora sendo ensinada é que os filhos das promessas é que são os filhos de Deus, e não os filhos da carne. Ismael era um filho segundo a carne (Gn 16.2-4), e dessa forma se assemelha aos homens em sua condição natural. Isaque era um filho segundo a promessa (Gn 18.10-11), e assim se assemelha àqueles que têm um nascimento espiritual. A implicação para os leitores judaicos de Paulo era muito clara. A promessa é somente àqueles que são espiritualmente renascidos, assim tendo semelhança com o nascimento de Isaque. Observe que a passagem não ensina qualquer coisa sobre um decreto eterno para salvação no caso de Isaque, ou para reprovação no caso de Ismael. Paulo está usando Ismael, o filho segundo a natureza, como um símbolo dos homens não regenerados, e Isaque o filho da promessa como um símbolo dos homens espiritualmente regenerados.



Mas a fim de que os judeus não possam dizer que Isaque e Ismael tiveram mães diferentes e que Ismael era filho de Hagar a escrava e não lhes era pertinente, Paulo continua seu argumento introduzindo dois irmãos que tinham o mesmo pai e a mesma mãe, Isaque e Rebeca. Esaú e Jacó eram irmãos gêmeos que na Escritura tornam-se símbolos de duas nações diferentes. Quando Rebeca estava grávida dos gêmeos, o Senhor lhe disse ‘Duas nações há no teu ventre, e dois povos se dividirão das tuas entranhas, e um povo será mais forte do que o outro povo, e o maior servirá ao menor’. (Gn 25.23).



Novamente, há importância histórica e espiritual nesta história. No nível histórico, Deus continuaria a bênção da aliança através de Jacó ao invés de Esaú, sendo esta uma escolha soberana e livre de Deus. A profecia teve um cumprimento literal nas histórias consequentes e contrastantes de Edom (Esaú) e Israel (Jacó). É habitual de comentaristas, que não aceitam a visão calvinista, explicar a escolha de Deus de Jacó e Esaú em termos de seu papel na história. Nós inteiramente respeitamos essa posição, e concordamos que a soberania de Deus na história está em vista. Entretanto, em nossa opinião, Paulo não a limita a isso.



Sugerimos que Paulo, novamente empregando um método alegórico, tira lições espirituais do caso de Jacó e Esaú. (Por alegoria referimos ao seu uso literário dentro das Escrituras. Não concordamos com o método de interpretação conhecido como ‘alegorização’ que é caracterizado pela busca de um significado mais profundo do que está aparente nas afirmações literais de um texto, como popularizado por Orígenes, Jerônimo e Agostinho.) A história de Jacó e Esaú é usada por Paulo para ilustrar que Deus escolhe salvar pela graça e não pelas obras, e que o propósito de Deus de acordo com a eleição ou escolha será apenas em seus termos e que as obras não terão qualquer influência. A bênção tem sua origem no chamado gracioso de Deus. No curso natural dos eventos, Esaú teria recebido a bênção porque era o primogênito. Mas ele foi desprezado em favor de seu irmão mais jovem. A importância espiritual disto agora torna-se clara.



Deus rejeitou e inverteu a ordem natural para que pudesse abençoar em seus próprios termos. Esaú, sendo o filho mais velho, deveria ter as bênçãos por direito. Isto é como o judeu hipócrita, ou na verdade qualquer um que se esforça pela seu salvação, que sente que deve receber a salvação por direito. Por outro lado, Jacó era o filho mais jovem e não tinha direito natural à bênção. Se ele fosse receber a bênção, seria pela graça e não por direito. Isto ilustra a base da salvação de qualquer um. Ele deve ser salvo pela graça e não por direito. Portanto, o ‘mais velho servindo ao mais moço’ é uma ilustração da lei sendo colocada de lado em favor da graça. Quando Deus fala de amar Jacó e odiar Esaú, não é sua atitude aos dois indivíduos históricos, mas sua atitude a dois tipos diferentes de pessoas, tipificadas nestes irmãos gêmeos, conforme predito antes que eles tivessem nascido ou feito bem ou mal. Jacó simboliza a posteridade crente de Abraão, enquanto Esaú simboliza a posteridade incrédula de Abraão.



Como no caso de Ismael e Isaque, não há menção alguma de decretos eternos para salvação ou condenação pessoal. John Goodwin (1593-1665), em sua excelente Exposition of the Ninth Chapter to the Epistle to the Romans, escreveu que o “escopo do apóstolo nisso é afirmar e manter sua grande doutrina da justificação pela fé e que aqui ele não diz absolutamente nada sobre qualquer eleição ou reprovação pessoal dos homens desde a eternidade”. Goodwin argumenta que Paulo não menciona Isaque e Jacó como exemplos de uma eleição absoluta e incondicional de indivíduos para a vida eterna, mas como ilustrações do novo nascimento e da graça. Um discernimento do método alegórico de Paulo é a chave para um entendimento desta passagem.



Resumindo o argumento até então, Paulo, pelos propósitos de ilustração, retratou Ismael como um filho da carne, e Isaque como um filho da promessa. Esaú o mais velho é um símbolo do homem que reivindica bênçãos por direito, enquanto Jacó o mais moço é um símbolo do homem que recebe a bênção pela graça. A mensagem ao leitor judeu de Paulo é clara: se deve ser salvo, ele precisa experimentar o nascimento espiritual, conforme ilustrado em Isaque, o filho da promessa, e recebê-lo somente pela graça, conforme ilustrado em Jacó, o mais jovem. Assim, a palavra de Deus definitivamente não falhou. Deus abençoou em seus próprios termos, que são pela graça por meio da fé, sem as obras. A primeira objeção foi respondida. É difícil para nós plenamente apreciar que dolorosa experiência deve ter sido ao judeu ser informado que em termos espirituais ele tem mais semelhança com Ismael e Esaú do que com Isaque e Jacó.



Segunda Objeção Judaica



‘Paulo, se não há vantagem aos descendentes de Abraão, ou àqueles que se dedicam às obras da lei, então Deus é injusto.’



Paulo refuta totalmente a ideia que há alguma injustiça em Deus na questão da salvação. Deus salva pela graça somente, através da fé somente, e nenhum judeu hipócrita irá dar ordens de outra forma a Deus. Como ele disse a Moisés, ‘Compadecer-me-ei de quem me compadecer’. Misericórdia é prerrogativa inteiramente de Deus. É prerrogativa soberana de Deus salvar pela graça e salvar aqueles que creem, seja judeu ou gentio. Assim como Deus foi soberano na escolha histórica de Isaque e Jacó para serem os herdeiros das promessas da aliança, da mesma forma ele é soberano na escolha de como e quem ele irá salvar.



Como Deus salva? – Ele salva pela graça.

Quem Deus salva? – Ele salva aqueles que creem.



Este é o claro ensino dos primeiros oito capítulos da epístola aos Romanos. No nono capítulo, a grande doutrina de Paulo da justificação pela fé é ilustrada pela alegorização de certos personagens e eventos do Antigo Testamento, para benefício especial dos leitores judaicos de Paulo.



Mas se Deus é soberano sobre quem ele salva, então ele também é soberano sobre quem ele rejeita. Ele salva o crente, ele rejeita o incrédulo. Faraó é citado como um exemplo de um pecador impenitente que persistiu em sua incredulidade. A passagem não ensina que Deus predestinou Faraó à condenação por um decreto absoluto na eternidade passada. Paulo está mostrando que Faraó permanece para sempre como uma advertência divina solene contra a incredulidade obstinada (v. 17), não diferente da maneira em que Pedro retrata Sodoma e Gomorra como um exemplo ‘aos que vivessem impiamente’ (2Pe 2.6). W. E. Vine, em seu comentário The Epistle to the Romans (p. 136), afirma claramente “que a retribuição divina não é simplesmente arbitrária, mas é consequente à própria dureza de coração do homem. A soberania de Deus não é exercida predestinando os homens ao pecado, como se eles fossem máquinas impotentes, forçadas por um destino predeterminado, e compelidos a colher as consequências de um mal pelo qual eles não foram primariamente responsáveis. A presente condição dos judeus é atribuível, não a Deus, mas a eles mesmos”.



É a vontade soberana de Deus ter misericórdia sobre aqueles que creem e endurecer aqueles que persistem em sua incredulidade, e nenhum ser humano, judeu ou gentio, irá dar ordens diferentes a Deus. De fato, a própria ideia é tão ridícula como o barro ditando ordens ao oleiro. O pecador perdeu qualquer reivindicação a Deus. A prerrogativa de Deus de salvar pela graça e demonstrar as riquezas de sua glória salvando aqueles que creem (vasos de misericórdia, preparados nesta vida para a glória futura) é incontestável, assim como sua demonstração de ira sobre os pecadores impenitentes e empedernidos (vasos de ira que se prepararam para a destruição) é incontestável.



Em seu comportamento com a humanidade, Deus está completamente correto e o homem está completamente errado. O pecador não negocia com Deus na questão da salvação, e não tem nada, por assim dizer, a colocar sobre a mesa. Se o pecador for salvo, será totalmente e completamente pela própria vontade e termos de Deus. Deus não será contestado quanto a como e quem ele salva. É seu beneplácito salvar pela graça e salvar aqueles que creem, judeu ou gentio.



Paulo agora desenvolve o argumento lembrando aos seus leitores que Deus sempre pretendeu trazer os gentios para a bênção. Paulo estava ansioso para mostrar que ele não tinha inventado estas ideias e cita Oséias para provar aos leitores judaicos que a misericórdia de Deus aos gentios era totalmente consistente com as profecias da Escritura. Mas o judeu poderia bem perguntar se algo seriamente não saiu errado com a profecia se multidões de gentios estavam sendo salvos comparado a um número relativamente pequeno de judeus. Paulo responde esta possível objeção judaica citando Isaías para mostrar que o profeta tinha precisamente predito que somente um remanescente ou pequeno número de judeus seria salvo.



Os judeus, com todos os seus privilégios, estavam deixando de obter a bênção enquanto os gentios, com todo o seu cenário ímpio, estavam sendo salvos em grande número. Qual era a explicação deste estranho estado de coisas? O ensino da passagem é que há algum tipo de predestinação dupla e absoluta de indivíduos desde a eternidade? Nada poderia estar mais distante do argumento de Paulo.



A explicação bíblica é que os gentios alcançaram a bênção pela fé e que os judeus deixaram de obtê-la porque perseguiram a justiça como se a bênção fosse baseada nas obras. A fé somente em Cristo era a grande pedra de tropeço ao judeu. A essência do argumento em Romanos 9 é que a justificação é pela fé somente, mesmo no caso do judeu. Nesta questão, Deus é soberano e incontestável.



Em Romanos 9 Paulo tomou eventos e pessoas nas nações passadas para demonstrar a soberania de Deus na história. Ele então alegorizou estas histórias verídicas para ilustrar e ensinar a grande doutrina da justificação pela fé. No capítulo 10 ele elabora sobre o presente fracasso de Israel de entrar na bênção do evangelho por causa de sua ignorância da justiça de Deus e seu fracasso em compreender o significado da obra acabada de Cristo (v. 3, 4). A culpa e a responsabilidade de Israel são estabelecidas fora de qualquer dúvida na citação tocante de Paulo da profecia de Isaías ‘Mas para Israel diz: Todo o dia estendi as minhas mãos a um povo rebelde e contradizente.’



Entretanto, Deus não terminou com seu antigo povo. Nesta presente época, diz Paulo, há ‘um remanescente, segundo a eleição da graça’ (11.5). Israel não obteve a bênção que estava procurando, mas os eleitos a obtiveram. Muitos judeus foram salvos, e Paulo enfatiza que eles foram salvos pela graça e não pelas obras. O eleito neste contexto é, portanto, o judeu crente.



Mas Deus ainda tem um futuro para o judeu. Deus está controlando a história, e em um dia ainda por vir, quando a plenitude dos gentios tiver entrado, todo o Israel sera salvo. As promessas a Abraão e seus descendentes ainda esperam um glorioso cumprimento, quando sairá de Sião o Libertador, que desviará as impiedades de Jacó. Por fidelidade à aliança, Deus irá tirar os seus pecados. Neste tempo presente, Israel, diz Paulo, é inimigo do evangelho por causa de vocês (isto é, os gentios), mas no que se refere à eleição, eles são amados por causa dos pais. A palavra de Deus não falhou em nenhum aspecto. De fato, a presente incredulidade de Israel é a ocasião de misericórdia aos gentios. Com o passar do tempo, Israel também irá obter misericórdia. O fato que Deus encerrou todos os homens debaixo da incredulidade para que pudesse ter misericórdia sobre todos inspira Paulo a escrever uma das mais belas doxologias de toda a Bíblia: ‘Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos! ...Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.’ (Rm 11.33-36).



Há ainda um outro uso do termo eleitos relativo aos crentes em Israel e isto ocorre nos Evangelhos sinóticos. É o Senhor quem usa o termo em quatro ocasiões, e em todas elas em conexão com o remanescente fiel de Israel durante o periodo da tribulação, isto é, entre o arrebatamento da igreja e a vinda do Filho do Homem. O Senhor Jesus informou aos seus discípulos que o Filho do Homem viria nas núvens do céu com poder e grande glória e enviaria seus anjos para ‘ajuntar os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus’ (Mt 24.31). O leitor pode rapidamente consultar todas as referências para verificar que todas elas se aplicam ao remanescente fiel do tempo do fim: Mt 24.22, 24, 31; Mc 13.20, 22, 27 e Lc 18.7.



Para concluir esta seção, pode ser resumido que eleitos em conexão com Israel se aplica (1) a toda a nação no passado, (2) aos crentes na nação no passado e no presente, (3) ao remanescente fiel na tribulação e (4) a toda a nação no milênio futuro. Em cada caso, é o contexto que fornece a chave para o significado. Em nenhum destes casos, e certamente não em Romanos 9, os eleitos ou a eleição jamais se refere a uma predestinação absoluta de indivíduos para salvação ou reprovação por decretos imutáveis desde a eternidade.



Fonte: John F. Parkinson, The Faith of God's Elect, Gospel Tract Publications (Novembro, 1999) p. 21-28.



Tradução: Paulo Cesar Antunes


"Teleology is like a mistress to a biologist: he cannot live without her but he's unwilling to be seen with her in public." J. B. S. Haldane

darkshi
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1692
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/11/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por Discipulah em Sex 27 Abr 2012, 8:26 am

Olá, Sargento, graça e paz,

Apenas um exemplo entre milhares...
Mas essas passagens não estao falando de pessoas sendo pré selecionadas para salvação ou para ter fé nisso ou naquilo. Uma coisa é Deus escolher de antemão uma pessoa para exercer um ministério, outra coisa é falar, olha, vc vai ter fé e vc não terá fe. Eu criei vc para ser salvo e criei vc para ir para o inferno!

E ele disse: A vós vos é dado conhecer os mistérios do reino de Deus, mas aos outros por parábolas, para que vendo, não vejam, e ouvindo, não entendam. Lucas 8:10
Os discípulos assim como a grande que ouviu esse discurso de Jesus estavam sem entender, os discípulos só entenderam porque eles perguntaram. É aí que esta´a chave. Se a grande multidão tivesse ido a Jesus e perguntado o que significava o q ele estava dizendo, Jesus teria respondido. Prova disso é que Ele fez discurso para todos. Jesus sabe todas as coisas, se era para falar para um bando de gente que não ia entender mesmo, que Ele chegasse somente para os apóstolos e falasse o que era preciso.

O arrependimento é ação voluntária ou é algo que lhe acontece?
Ação voluntária. Somos seres racionais. A pessoa que vive ao sabor das circunstâncias, e acha que são os agentes externos que determinam sua vida é uma pessoa totalmente emotiva, e até, mesmo irresponsável, pois joga para os outros, ou para as circunstâncias as responsabilidades que lhe caberiam.

Se não for o Espirito Santo a convencer a pessoa antes esta nunca receberá o evangelho.
Sim, por isso eu disse que “Por isso é o Espírito Santo de Deus que convence o pecador, e aquilo que era loucura já não é mais.” O Espírito Santo convence, e cabe a pessoa aceitar ou não.

Cristo bate à porta para que fique patente que todos aqueles que dizem ter livre-arbítrio não o escolheram ficando assim mais dignos de culpa.... porque tendo livre-escolha, escolheram a morte.
???? mais culpa teria ainda Deus, pois sendo Deus teria criado pessoas propositalmente para serem estupradoras, assassinas, ladrões. Então em última instância seria Ele o primeiro a merecer a sentença de condenação e ir para o lago de fogo.

Não diz a palavra de Deus em Romanos 1.32 ? “ Embora conheçam o justo decreto de Deus, de que as pessoas praticam tais coisas merecem a morte, não somente continuam praticá-las, mas também aprovam aqueles que as praticam”.

Se alguém é ladrão, assassino, estuprador é pq Deus aprovou isso, certo? Pois de acordo com a doutrina calvinista é Ele que já criou de antemão pessoas para serem isso e aquilo, sendo assim, ao criar pessoas que serão más, Ele aprovou isso.

Dessa forma...Ele seria digno de morte tão quanto aqueles que praticam tais coisas.

Definitivamente tal ensino é mto estranho às Escrituras.

Mas... por outro, bem ou mal, se é que posso falar assim, pois nao concordo com a posição calvinista, o Evangelho é anunciado a todos. Pois não sabem quem é quem. E dessa forma vão lançando as sementes da Palavra.

Na fé,
Sarah



Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por Randfal em Sab 28 Abr 2012, 3:25 pm

Shabat Shalom para todos!

Sarah escreveu:
Essa passagem não está dizendo que a Nova Aliança feita no sangue do Cordeiro está limitada aos judeus. Prova disso que a Biblia usa a expressão: “Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”. Jesus é a propiciação peloso nossos pecados e não somente pelos nossos, mas pelo de todo o mundo!

Agora falar que foi feita somente com Judeus e o mundo, depois se beneficia disso, é invenção. Sua, claro!
Ninguém afirmou aqui que a Nova Aliança está limitada aos judeus ou a Israel.
A Bíblia afirma que ela foi feita COM ISRAEL, e isto não indica exclusividade ou limitação.
Não há, em nenhum momento nas Escrituras, que D'us fez alguma aliança com outro povo senão o povo judeu, isto está na Bíblia.
O Sangue derramado para a remissão dos pecados é o Selo desta Nova Aliança, e se ele foi derramado em favor do mundo, indica a oportunidade do mundo participar da Aliança feita com Israel, isto é genuinamente bíblico.
Por causa da falta de compreensão de grande parte da teologia cristã em relação à Antiga Aliança, existe ainda hoje esta má compreensão sobre a Nova Aliança.

A Nova Aliança foi feita com Israel, mas as bênçãos oriundas dela são para todas as nações!
E uma das bênçãos é a remissão dos pecados.

Mais uma declaração ioiô. Como o mundo poderia se beneficiar de algo que foi feito somente por um povo? Ou Jesus morreu pelo mundo na Nova aliança, ou Jesus não morreu pelo mundo na Nova aliança. Ou Jesus morreu somente por Judeus na Nova aliança e depois o mundo pegou carona, ou Jesus morreu por todos na Nova Aliança.

Vc está em profunda contradição.

Na Nova Aliança Jesus morreu por todos como resgate, derramou seu sangue para remir pecados.

Ai vc fala não.... Jesus não fez a Nova Aliança com todos, somente com os judeus.

Entao perguntamos, Jesus morreu somente por judeus?

Sua resposta : não... a humanidade se beneficia disso...

Ô gente, que coisa mais absurda é essa?!

Vai ler a bíblia, irmão! “Porque para com Deus, não há acepção de pessoas” (Rm. 2:11)
Como disse, há uma incompreensão por parte da teologia cristã sobre a Nova Aliança.
A remissão dos pecados é um dos propósitos desta Nova Aliança, não é o único.
O texto de Romanos 2:11 fala de salvação, não de Aliança, pois a salvação é para todos, mas a Aliança que trouxe esta salvação para todos foi feita com uma nação: ISRAEL.
Podem pular e podem chorar, mas a Verdade é esta.

Vamos lembrar do que Paulo disse:
"Porque aprouve à Macedônia e à Acaia levantar uma coleta em benefício dos pobres dentre os santos que vivem em Jerusalém.
Isto lhes pareceu bem, e mesmo lhes são devedores; porque, se os gentios têm sido participantes dos valores espirituais dos judeus, devem também servi-los com bens materiais."

ROMANOS 15:26,27
Olha só, Paulo diz que os gentios em Roma eram participantes dos valores espirituais dos judeus!
Por que será, eim???
Porque o gentio pela Fé no Messias, através do Sangue deste Messias, entra na Nova Aliança feita COM ISRAEL, sem a circuncisão da carne, simples assim.

Cuma?! É mta meninice mesmo, falar que Jesus queria dizer isso aí.

Ao contrário do que vc disse, o Senhor Jesus disse: “para isso vim, salvar o mundo” João 12.47.

“porque isto é o meu sangue, O sangue da nova aliança, derramado em favor de muitos,para remissão de pecados”. Mateus 26.28

Jesus poderia ter “esclarecido”... “porque isto e o mesu sangue , o sangue da nova aliança, derramado em favor dos judeus, para remissão dos pecados e depois o mundo se beneficiará do meu sacrifício”.

Paulo até diz que Cristo, a nossa páscoa, foi sacrificado por todos!!!!

Deveria Paulo ter dito então: Cristo, a Páscoa dos judeus, foi sacrificado pelos judeus na Nova Aliança e vcs, corintos estão se beneficiando disso!

Mas... tanto Jesus, como os apóstolos foram unânimes em afirmar que a Nova Aliança foi para salvação do mundo. O Nosso único Mediador é Jesus... precisamos somente dele para sermos salvos...

Jesus não fez a Nova Aliança somente com os judeus, para nós, através das festitividades e doutrinas judaicas, hoje sermos beneficiados. A Nossa ligação é direta com Jesus de Nazaré.

Ele morreu por todos como resgate. "Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo" João 1.29
Novamente, ninguém aqui afirmou que o Sangue da Nova Aliança foi derramado só para os judeus, mas a salvação chegou até nós por meio da Nova Aliança feita com Israel, aceite isto o cristianismo ou não.
Esta conversa de que "Paulo poderia ter dito", e de que "Jesus poderia ter esclarecido" é um meio de justificar as más interpretações bíblicas.
Nem Paulo, muito menos Yeshua, não foram responsáveis pela separação entre a Igreja e Israel, que contribuiu para que a real interpretação dos textos fosse violada por Roma.
Talvez, se não houvesse esta separação, com certeza os textos seriam melhor entendidos, sem os "óculos de Roma".

A passagem de Hebreus não ta dizendo que o Sangue de Cristo, que o sacrifício de Cristo é essa aliança a qual vc está dizendo. Jesus fez a Nova Aliança com toda a humanidade. A Biblia diz claramente que Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, que Jesus é a nossa Páscoa. Paulo usou a Pascoa para mostrar que Jesus foi sacrificado por todos! Não somente com o povo judeu.

1 Coríntios 5:7 Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa Páscoa, foi sacrificado por nós.

Se Jesus tivesse feito a Nova aliança somente com o povo judeu, então a Páscoa a qual ele morreu, teria que ter sido somente pelos judeus, mas diferentemente do que vc diz, a Biblia nos mostra o contrário.
Novamente, ninguém aqui afirmou que o Sangue da Nova Aliança foi derramado só para os judeus, mas a salvação chegou até nós por meio da Nova Aliança feita com Israel, aceite isto o cristianismo ou não.
A Nova Aliança descrita em Jeremias 31 é a mesma descrita em Mateus 26, pois em Mateus 26 está o cumprimento de Jeremias 31, isto é Bíblia, e boa parte do cristianismo não enxerga isto, só enxerga suas teologias e seus teólogos.

Só para lembrar o que Paulo afirmou:
"São israelitas. Pertence-lhes a adoção e também a glória, as alianças, a legislação, o culto e as promessas; deles são os patriarcas, e também deles descende o Messias, segundo a carne, o qual é sobre todos, ELOHIM bendito para todo o sempre. Amém!"
ROMANOS 9:4,5
Há aqui alguma menção à outros povos, ou aos gentios, ou à humanidade, ou à Igreja?
Claro que não.

Lembrando novamente das palavras de Paulo:
"Portanto, lembrai-vos de que, outrora, vós, gentios na carne, chamados incircuncisão por aqueles que se intitulam circuncisos, na carne, por mãos humanas,naquele tempo, estáveis sem Messias, separados da comunidade de Israel e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança e sem ELOHIM no mundo.
Mas, agora, no Messias Yeshua, vós, que antes estáveis longe, fostes aproximados pelo sangue do Messias."

EFÉSIOS 2:11-13

Paulo é claro ao afirmar: Alianças da promessa, no plural.
Quais Alianças? Pelo menos 2.
Quais Alianças? A Antiga e a Nova.
Por que Paulo afirma que os gentios eram estranhos às Alianças?
Porque as Alianças não foram feitas com os gentios, nem com a humanidade, nem com outras nações, nem com a Igreja.

Aqui Paulo fala do Sangue de Cristo.
E esta menção fala sobre a remissão dos pecados?
Não, mas fala de um dos benefícios da Nova Aliança: APROXIMAR OS GENTIOS DE ISRAEL, o texto é claro, não há contradição alguma.
Repito, a remissão dos pecados é um dos propósitos desta Nova Aliança, não é o único.
O principal propósito do Sangue de Cristo é remir os pecados, mas não é o único propósito.
O principal propósito da Nova Aliança é imprimir as Leis de D'us na mente e inscrevê-las no coração, mas não é o único.


Vou trazer aqui o silogismo do outro tópico:

1ª Proposição: É na Nova Aliança que Jesus derramou seu sangue. Jesus é Mediador da Nova Aliança .

2ª proposição: A Nova Aliança foi feita somente com os judeus.

Conclusão: Jesus é Mediador só dos judeus e derramou seu sangue somente pelos judeus, pois somente eles estão na Nova Aliança.

Vai ler a Bíblia, irmão vai ler a Bíblia, Acorda!
Este artifício é típico de interpretações superficiais, sem profundidade nas Escrituras.
Vamos lembrar novamente das palavras de Paulo:

"Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de ELOHIM para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego;"
ROMANOS 1:16
Por que Paulo diz "primeiro do judeu"?
Porque a Nova Aliança foi feita com Israel, e não é exclusividade para o judeu, mas é prioridade para o judeu, sempre foi.

E como a salvação veio aos gentios?
Paulo diz em Romanos 11:11: "Digo, pois: porventura, tropeçaram, para que caíssem? De modo nenhum! Mas, pela sua queda, veio a salvação aos gentios, para os incitar à emulação."
E em Romanos 11:25: "Porque não quero, irmãos, que ignoreis este mistério (para que não sejais presumidos em vós mesmos): que veio endurecimento em parte a Israel, até que haja entrado a plenitude dos gentios."


Não adianta, não existe Igreja sem Israel.
xauzinho

Randfal
SUSPENSO

Número de Mensagens : 166
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/04/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por Randfal em Sab 28 Abr 2012, 4:27 pm

Shabat Shalom para todos!

Só um esclarecimento melhor:

Sarah escreveu:
A passagem de Hebreus não ta dizendo que o Sangue de Cristo, que o sacrifício de Cristo é essa aliança a qual vc está dizendo.
Jesus fez a Nova Aliança com toda a humanidade. A Biblia diz claramente que Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, que Jesus é a nossa Páscoa. Paulo usou a Pascoa para mostrar que Jesus foi sacrificado por todos! Não somente com o povo judeu.
Quando dizemos que a Nova Aliança foi feita com Israel, temos como base o texto de Jeremias 31:31-33:
"Eis que dias vêm, diz o SENHOR, em que farei um concerto novo com a casa de Israel e com a casa de Judá.
Não conforme o concerto que fiz com seus pais, no dia em que os tomei pela mão, para os tirar da terra do Egito, porquanto eles invalidaram o meu concerto, apesar de eu os haver desposado, diz o SENHOR.
Mas este é o concerto que farei com a casa de Israel depois daqueles dias, diz o SENHOR: porei a minha lei no seu interior e a escreverei no seu coração; e eu serei o seu Deus, e eles serão o meu povo."


Agora, a passagem de Hebreus:
"Porque, repreendendo-os, lhes diz: Eis que virão dias, diz o Senhor, em que com a casa de Israel e com a casa de Judá estabelecerei um novo concerto não segundo o concerto que fiz com seus pais, no dia em que os tomei pela mão, para os tirar da terra do Egito; como não permaneceram naquele meu concerto, eu para eles não atentei, diz o Senhor.
Porque este é o concerto que, depois daqueles dias, farei com a casa de Israel, diz o Senhor: porei as minhas leis no seu entendimento e em seu coração as escreverei; e eu lhes serei por Deus, e eles me serão por povo."

Hebreus 8:8-10

Agora, uma perguntinha básica: ambos os textos falam de uma mesma Aliança ou não?

E o que lemos nos versos 11 e 12 de Hebreus 8 sobre esta Aliança?
"Mas, vindo Cristo, o sumo sacerdote dos bens futuros, por um maior e mais perfeito tabernáculo, não feito por mãos, isto é, não desta criação, nem por sangue de bodes e bezerros, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção."

E o verso 15?
"E, por isso, é Mediador de um novo testamento, para que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia debaixo do primeiro testamento, os chamados recebam a promessa da herança eterna."

Existem, por acaso, 2 Novas Alianças, 2 Novos Testamentos?

E em Hebreus 9?

HEBREUS 9:15:"Por isso mesmo, ele é o Mediador da nova aliança, a fim de que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia sob a primeira aliança, recebam a promessa da eterna herança aqueles que têm sido chamados."

HEBREUS 9:18: "Pelo que nem a primeira aliança foi sancionada sem sangue;"

HEBREUS 9:20-22: "dizendo: Este é o sangue da aliança, a qual Deus prescreveu para vós outros. Igualmente também aspergiu com sangue o tabernáculo e todos os utensílios do serviço sagrado.
Com efeito, quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e, sem derramamento de sangue, não há remissão."


E EM HEBREUS 10?

HEBREUS 10:12-16: "Jesus, porém, tendo oferecido, para sempre, um único sacrifício pelos pecados, assentou-se à destra de Deus, aguardando, daí em diante, até que os seus inimigos sejam postos por estrado dos seus pés.
Porque, com uma única oferta, aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados.
E disto nos dá testemunho também o Espírito Santo; porquanto, após ter dito:
Esta é a aliança que farei com eles, depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei no seu coração as minhas leis e sobre a sua mente as inscreverei,..."


A QUAL TEXTO SE REFERE HEBREUS 10:16???

O DE JEREMIAS 31:33!

A Epístola aos Hebreus trata da superioridade da Nova Aliança sobre a Antiga.

Depois, sou eu quem não lê a Bíblia...
ai, caramba!

Randfal
SUSPENSO

Número de Mensagens : 166
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/04/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por Discipulah em Sab 28 Abr 2012, 8:02 pm

Paz do Senhor a todos,

Randfal,

A Nova Aliança foi feita com Israel, mas as bênçãos oriundas dela são para todas as nações!
E uma das bênçãos é a remissão dos pecados.
A Nova Aliança foi feita com todos através do sangue do Cordeiro: “Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” João 1.29. “A Igreja que Deus comprou com seu próprio Sangue” Atos 20.28.

“Pois Cristo a NOSSA PÁSCOA foi sacrificado por nós”, 1 Co 5.7. Se a Nova Aliança tivesse sido feita somente com os Judeus, Paulo não poderia ter falado que Cristo é a nossa páscoa e que foi sacrificado por nós.

Podem pular e podem chorar, mas a Verdade é esta.
Essa é pseudo verdade “restaurada”. Não é o que a Bíblia nos ensina.
A coisa é tão contraditória pelos defensores restaurados, que a própria palavra Páscoa, que tem ligação íntima com a Nova Aliança foi usada para o povo corinto e Paulo ainda diz, Cristo a nossa Páscoa se sacrificou por nós

Deveria ele ter dito então: “Cristo, a Páscoa dos Judeus, foi sacrificado pelos judeus e vcs vão ser beneficiados”.

É muita doutrina alienígena mesmo! Verdadeiramente tal ensinamento pode ser considerado “Alien, o Resgate”, já que vc anda restaurando coisas, não é mesmo!

Porque o gentio pela Fé no Messias, através do Sangue deste Messias, entra na Nova Aliança feita COM ISRAEL, sem a circuncisão da carne, simples assim.
Olha lá o ioiô, gente. Antes os gentios se beneficiavam, agora eles entram na Nova Aliança?

Se os gentios também entram na Nova Aliança, então vc não pode falar que ela foi feita só com Judeus, pois afinal de contas, os gentios também entraram no barco!






Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por Discipulah em Sab 28 Abr 2012, 8:06 pm

Esta conversa de que "Paulo poderia ter dito", e de que "Jesus poderia ter esclarecido" é um meio de justificar as más interpretações bíblicas.
Sei, e quando vc reinventou a fala de Jesus dizendo que ele “queria dizer” vc tambem justificou uma má interpretação bíblica, não é mesmo?

Porque as Alianças não foram feitas com os gentios, nem com a humanidade, nem com outras nações, nem com a Igreja.
EFÉSIOS 2:11-13
E esta menção fala sobre a remissão dos pecados?
Não, mas fala de um dos benefícios da Nova Aliança: APROXIMAR OS GENTIOS DE ISRAEL, o texto é claro, não há contradição alguma.
Interessante como vc citou Efésios 2.11-13, mas não colocou o texto todo versos 11-22:

Vamos lá:

“Portanto, lembrai-vos de que vós noutro tempo éreis gentios na carne, e chamados incircuncisão pelos que na carne se chamam circuncisão feita pela mão dos homens;

Que naquele tempo estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo.

Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto.

Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, (Se ele derrubou a parede de separação que estava no meio, então a Nova Aliança foi feita com todos “Cordeiro que tira o pecado do mundo”Jo 1.29

Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz,

E pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades.

E, vindo, ele evangelizou a paz, a vós que estáveis longe, e aos que estavam perto;

Porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito.

Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus;

Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina;

No qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor.

No qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus em Espírito."


Nada aqui remete a uma exclusividade pactual onde somente o Povo Judeu é citado e o resto vai na aba!

Colocou um trechinho e esqueceu o trechão né?

Os textos citados por vc não estão dizendo que a Nova Aliança foi feita somente como povo judeu. E nem que o sangue da Aliança foi derramado para os judeus.

Vc vai fazer o cambalacho interpretativo, mas pelo menos vc admitiu que de fato, não anda lendo a Biblia.

O silogismo que lhe apliquei é verdadeiro.

Por isso no começo de suas postagens, qdo comecei a ler, vi que tinha algo muito semelhante, praticamente igual aos ensino das TJs! Incrível, vcs podem dar as mãos e sair correndo.

O problema dessa interpretação bizarra de vcs é que, repito:

Afirmam que a Nova Aliança é somente com Judeu (ou os 144 mil);

Mas se esquecem que o Sangue de Cristo foi derramado na Nova Aliança, sendo assim por questão de lógica, esse sangue estaria limitado a uma classe de pessoas apenas.

Depois ficam a inventar esquisitices para tapar o sol com a peneira.

1ª Proposição: É na Nova Aliança que Jesus derramou seu sangue. Jesus é Mediador da Nova Aliança .

2ª proposição: A Nova Aliança foi feita somente com os judeus.

Conclusão: Jesus é Mediador só dos judeus e derramou seu sangue somente pelos judeus, pois somente eles estão na Nova Aliança.

Depois começam, os “mas, mas, mas... mas”... mas... os gentios entram na Nova Aliança.

Bom, se entram na Nova Aliança, então já admitiu-se que ela tb foi feita com os gentios. Se era somente com Judeus como agora os gentios entram?

É isso que dá... as interpretações modernas, as restaurações alienígenas.

Leia e estude a Bíblia: study

Na fé,
Sarah

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por Randfal em Sab 28 Abr 2012, 9:21 pm

Shalom para todos!

Sarah escreveu:
A Nova Aliança foi feita com todos através do sangue do Cordeiro: “Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” João 1.29. “A Igreja que Deus comprou com seu próprio Sangue” Atos 20.28.

“Pois Cristo a NOSSA PÁSCOA foi sacrificado por nós”, 1 Co 5.7. Se a Nova Aliança tivesse sido feita somente com os Judeus, Paulo não poderia ter falado que Cristo é a nossa páscoa e que foi sacrificado por nós.

Essa é pseudo verdade “restaurada”. Não é o que a Bíblia nos ensina.
A coisa é tão contraditória pelos defensores restaurados, que a própria palavra Páscoa, que tem ligação íntima com a Nova Aliança foi usada para o povo corinto e Paulo ainda diz, Cristo a nossa Páscoa se sacrificou por nós

Deveria ele ter dito então: “Cristo, a Páscoa dos Judeus, foi sacrificado pelos judeus e vcs vão ser beneficiados”.

É muita doutrina alienígena mesmo! Verdadeiramente tal ensinamento pode ser considerado “Alien, o Resgate”, já que vc anda restaurando coisas, não é mesmo!


Olha lá o ioiô, gente. Antes os gentios se beneficiavam, agora eles entram na Nova Aliança?

Se os gentios também entram na Nova Aliança, então vc não pode falar que ela foi feita só com Judeus, pois afinal de contas, os gentios também entraram no barco!
É esta a reação de quem é adepto de uma teologia que ignora as Alianças de D'us.
E a ignorância é tanta, que dá pena...
Muitos professores costumam dizer: "se não entendeu, diga que eu repito quantas vezes for necessário."

Vamos lá:
A Antiga Aliança foi firmada com sangue, sendo assim a Nova também deveria ser firmada com Sangue, isto a teologia cristã ignora;
O Sangue do Messias, derramado para firmar esta Nova Aliança, também seria para a remissão dos pecados da humanidade, isto é, uma vez sendo redimido por meio da Fé, a pessoa aceitaria esta Nova Aliança feita com Israel, sendo judeu ou gentio, pois todos pecaram;
O Sacrifício de Yeshua foi feito em favor da humanidade = isto inclui Israel e as demais nações, é a Graça de D'us;
Mas, como Israel e as nações recebem este favor?
Por meio da Nova Aliança feita com Israel.

O que o judeu e o gentio devem fazer para receberem este favor?
Por meio da Fé no Messias, no Cordeiro de D'us que tira o pecado do mundo.

O JUDEU QUE CRÊ: aceita a Aliança feita com Israel;
O GENTIO QUE CRÊ: aceita e entra, participa, se beneficia desta Nova Aliança feita com Israel, se torna um só povo com os judeus.

E outra vez o tal "deveria ter dito então"!
Por não conseguirem, infelizmente, enxergar a Verdade nos textos, eles exigem que os mesmos fossem "explicadinhos, nos mínimos detalhes"!

Pode considerar "alienígena", "de outro mundo", "extraterrestre", etc., pois de onde vem tais adjetivos, é bem compreensível.

Randfal
SUSPENSO

Número de Mensagens : 166
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/04/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por Randfal em Sab 28 Abr 2012, 11:27 pm

Shalom para todos!

Sarah escreveu:
Sei, e quando vc reinventou a fala de Jesus dizendo que ele “queria dizer” vc tambem justificou uma má interpretação bíblica, não é mesmo?
Mais uma "saída pela direita"...Yeshua quando quis dizer, disse dentro de uma interpretação hebraica, e quem não compreende isto, diz o que não sabe.

Interessante como vc citou Efésios 2.11-13, mas não colocou o texto todo versos 11-22:

Vamos lá:

“Portanto, lembrai-vos de que vós noutro tempo éreis gentios na carne, e chamados incircuncisão pelos que na carne se chamam circuncisão feita pela mão dos homens;

Que naquele tempo estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo.

Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto.

Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, (Se ele derrubou a parede de separação que estava no meio, então a Nova Aliança foi feita com todos “Cordeiro que tira o pecado do mundo”Jo 1.29

Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz,

E pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades.

E, vindo, ele evangelizou a paz, a vós que estáveis longe, e aos que estavam perto;

Porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito.

Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus;

Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina;

No qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor.

No qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus em Espírito."

Nada aqui remete a uma exclusividade pactual onde somente o Povo Judeu é citado e o resto vai na aba!

Colocou um trechinho e esqueceu o trechão né?

Os textos citados por vc não estão dizendo que a Nova Aliança foi feita somente como povo judeu. E nem que o sangue da Aliança foi derramado para os judeus.

Vc vai fazer o cambalacho interpretativo, mas pelo menos vc admitiu que de fato, não anda lendo a Biblia.

O silogismo que lhe apliquei é verdadeiro.

Por isso no começo de suas postagens, qdo comecei a ler, vi que tinha algo muito semelhante, praticamente igual aos ensino das TJs! Incrível, vcs podem dar as mãos e sair correndo.

O problema dessa interpretação bizarra de vcs é que, repito:

Afirmam que a Nova Aliança é somente com Judeu (ou os 144 mil);

Mas se esquecem que o Sangue de Cristo foi derramado na Nova Aliança, sendo assim por questão de lógica, esse sangue estaria limitado a uma classe de pessoas apenas.

Depois ficam a inventar esquisitices para tapar o sol com a peneira.

1ª Proposição: É na Nova Aliança que Jesus derramou seu sangue. Jesus é Mediador da Nova Aliança .

2ª proposição: A Nova Aliança foi feita somente com os judeus.

Conclusão: Jesus é Mediador só dos judeus e derramou seu sangue somente pelos judeus, pois somente eles estão na Nova Aliança.

Depois começam, os “mas, mas, mas... mas”... mas... os gentios entram na Nova Aliança.

Bom, se entram na Nova Aliança, então já admitiu-se que ela tb foi feita com os gentios. Se era somente com Judeus como agora os gentios entram?

É isso que dá... as interpretações modernas, as restaurações alienígenas.
O "trechão" só confirma ainda mais o "trechinho"!
E é justamente porque a Nova Aliança foi feita com Israel, é que Paulo escreveu estas coisas.
Ele diz: "Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto."
Por que eles, os gentios, estavam longe?

Mais um "trechinho": "E, vindo, ele evangelizou a paz, a vós que estáveis longe, e aos que estavam perto;"
E quem são estes que "estavam perto"?

O texto de Efésios só ratifica a condição do gentio antes e depois de crer no Messias:
Antes, incircuncisos, sem Messias, SEPARADOS DA COMUNIDADE DE ISRAEL, ESTRANHOS ÀS ALIANÇAS DA PROMESSA (Alianças feitas com quem? Com os gentios? Com a humanidade? Com a Igreja?), sem esperança e sem D'us no mundo.

Mas, estando eles no Messias, FORAM APROXIMADOS, APROXIMADOS DE QUEM? DE ISRAEL, A NAÇÃO A QUEM FOI FEITA A NOVA ALIANÇA.
Querer retirar o teor das palavras de Paulo usando o próprio contexto dele para descontextualizá-lo, é o cúmulo do absurdo!

E é claro que os gentios entram na Nova Aliança e passam a fazer parte dela, porque ela não é fechada a Israel.
Vamos lembrar das palavras de Paulo:
"Por esta causa eu, Paulo, sou o prisioneiro de Cristo Jesus, por amor de vós, gentios, se é que tendes ouvido a respeito da dispensação da graça de Deus a mim confiada para vós outros; pois, segundo uma revelação, me foi dado conhecer o mistério, conforme escrevi há pouco, resumidamente; pelo que, quando ledes, podeis compreender o meu discernimento do mistério de Cristo, o qual, em outras gerações, não foi dado a conhecer aos filhos dos homens, como, agora, foi revelado aos seus santos apóstolos e profetas, no Espírito, a saber, que os gentios são co-herdeiros, membros do mesmo corpo e co-participantes da promessa em Cristo Jesus por meio do evangelho;"

Olha só...Paulo diz que os gentios são CO-HERDEIROS, CO-PARTICIPANTES, e quem são os herdeiros, quem são os participantes dos quais os gentios participam com?
OS JUDEUS, É CLARO.

Por isso ele disse: "me foi dado conhecer o mistério", que "mistério" é este?
Os gentios serem CO-HERDEIROS E CO-PARTICIPANTES DA ALIANÇA FEITA COM ISRAEL, SEM SEREM JUDEUS OU CIRCUNCIDADOS.
E por que isto era um "mistério"?
Porque o judeu não compreendia isto, não entendia como um gentio seria CO-HERDEIRO E CO-PARTICIPANTE com ele, sem ser circuncidado, sem ser judeu!
Mas, boa parte da teologia cristã não ensina isto, infelizmente...

Só para não esquecer:
Como a maior parte da teologia cristã não compreende a Antiga Aliança, ela infelizmente não consegue compreender corretamente a Nova.
Por que a Nova Aliança foi feita com Israel?
Porque Israel é o povo de D'us diante das demais nações;

Há, além da Nova Aliança, alguma outra aliança de D'us com Israel?
Sim, a Aliança da circuncisão feita com Abraão, uma Aliança perpétua;

Como um gentio entrava na Antiga Aliança?
Por meio desta circuncisão.

Como um judeu recebe a Nova Aliança?
Sendo circuncidado na carne e por meio do Sangue do Messias, que selou a Nova Aliança, sendo circuncidado no coração.

E como um gentio entra na Nova Aliança?
Por meio do Sangue do Messias, que selou a Nova Aliança, sendo circuncidado no coração.

POR ISSO É QUE O SANGUE DO MESSIAS REDIME A HUMANIDADE, PORQUE ELE É O PASSE PARA QUE O JUDEU RECEBA A NOVA ALIANÇA E PARA QUE O GENTIO ENTRE NA NOVA ALIANÇA.

Existe uma maneira bem simples de entender a Nova Aliança:

O casamento é uma aliança que o esposo faz com a esposa, uma aliança entre 2 pessoas.
Depois, o casal tem filhos...e nem o pai, nem a mãe, fazem qualquer tipo de aliança com os filhos, mas eles entram na aliança dos pais, participam da aliança dos pais, são beneficiados com a aliança dos pais.

Muito simples de entender, porém difícil de crer...
xauzinho

Randfal
SUSPENSO

Número de Mensagens : 166
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/04/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por Discipulah em Dom 29 Abr 2012, 5:18 pm

Graça e paz a todos,

Randfal,

É esta a reação de quem é adepto de uma teologia que ignora as Alianças de D'us.
Essa é a reação de “restauradores modernos”.

Pode considerar "alienígena", "de outro mundo", "extraterrestre", etc., pois de onde vem tais adjetivos, é bem compreensível.
Rsrs, estás irriatiço irmão?

De fato, não tenho culpa se vc anda restaurando coisas que nunca existiu, e está interpretando coisas de modo costurado igual uma colcha de retalho!

O texto de Efésios só ratifica a condição do gentio antes e depois de crer no Messias:
Antes, incircuncisos, sem Messias, SEPARADOS DA COMUNIDADE DE ISRAEL, ESTRANHOS ÀS ALIANÇAS DA PROMESSA (Alianças feitas com quem? Com os gentios? Com a humanidade? Com a Igreja?), sem esperança e sem D'us no mundo.
Interessante como vc omite o texto na integra né?

“Portanto, lembrai-vos de que vós noutro tempo éreis gentios na carne, e chamados incircuncisão pelos que na carne se chamam circuncisão feita pela mão dos homens;

Que naquele tempo estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo.

Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto.

Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, (Se ele derrubou a parede de separação que estava no meio, então a Nova Aliança foi feita com todos “Cordeiro que tira o pecado do mundo”Jo 1.29

Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz,

E pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades.

E, vindo, ele evangelizou a paz, a vós que estáveis longe, e aos que estavam perto;

Porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito.

Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus;

Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina;

No qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor.

No qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus em Espírito."


Repitirei:
Colocou um trechinho e esqueceu o trechão né?

Os textos citados por vc não estão dizendo que a Nova Aliança foi feita somente como povo judeu. E nem que o sangue da Aliança foi derramado para os judeus.

Vc vai fazer o cambalacho interpretativo, mas pelo menos vc admitiu que de fato, não anda lendo a Biblia.

O silogismo que lhe apliquei é verdadeiro.

Por isso no começo de suas postagens, qdo comecei a ler, vi que tinha algo muito semelhante, praticamente igual aos ensino das TJs! Incrível, vcs podem dar as mãos e sair correndo.

O problema dessa interpretação bizarra de vcs é que, repito:

Afirmam que a Nova Aliança é somente com Judeu (ou os 144 mil);

Mas se esquecem que o Sangue de Cristo foi derramado na Nova Aliança, sendo assim por questão de lógica, esse sangue estaria limitado a uma classe de pessoas apenas.

Depois ficam a inventar esquisitices para tapar o sol com a peneira.

1ª Proposição: É na Nova Aliança que Jesus derramou seu sangue. Jesus é Mediador da Nova Aliança .

2ª proposição: A Nova Aliança foi feita somente com os judeus.

Conclusão: Jesus é Mediador só dos judeus e derramou seu sangue somente pelos judeus, pois somente eles estão na Nova Aliança.

Depois começam, os “mas, mas, mas... mas”... mas... os gentios entram na Nova Aliança.

Bom, se entram na Nova Aliança, então já admitiu-se que ela tb foi feita com os gentios. Se era somente com Judeus como agora os gentios entram?

É isso que dá... as interpretações modernas, as restaurações alienígenas.

Na fé,
Sarah

Discipulah
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1747
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

duvida

Mensagem por Guilherme em Dom 29 Abr 2012, 8:08 pm


Sarah,

em que consiste a nova alianca?

li os posts mas ainda tenho a duvida. Aos galatas Paulo menciona a circuncisao como sendo inutil depois da Cruz. Eu nao sou teologo, so gostaria de ouvir sua resposta de maneira sucinta para que eu faca minha pesquisa.

Gratissimo

Guilherme
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 1332
flag : Israel
Data de inscrição : 02/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

obrigado anyway

Mensagem por Guilherme em Dom 29 Abr 2012, 8:12 pm

Guilherme escreveu:
Sarah,

em que consiste a nova alianca?

li os posts mas ainda tenho a duvida. Aos galatas Paulo menciona a circuncisao como sendo inutil depois da Cruz. Eu nao sou teologo, so gostaria de ouvir sua resposta de maneira sucinta para que eu faca minha pesquisa.

Gratissimo

Na verdade encontrei a resposta. Grato mesmo assim.

Guilherme
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 1332
flag : Israel
Data de inscrição : 02/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em que termos a Nova Aliança é estabelecida??

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 12:39 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum