.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
» Já existíamos antes de nascermos
Hoje à(s) 5:37 pm por Eterna

» Um conselho aos debatedores de internet
Hoje à(s) 4:18 pm por Eterna

» Eleição, a dor e a loucura do incrédulo.
Hoje à(s) 4:03 pm por Eterna

» Qual a verdadeira intenção dos organizadores das manifestações?
Hoje à(s) 3:33 pm por Cartman

» Noticiário Escatológico
Hoje à(s) 12:15 pm por Jarbas

»  Endurecimeto do Faraó
Hoje à(s) 4:14 am por Lit San Ares

» Livre arbítrio, auto idolatria
Hoje à(s) 3:39 am por Lit San Ares

» PREDESTINAÇÃO DE DEUS
Ontem à(s) 10:10 pm por gusto

» Onde congregar?
Ontem à(s) 10:01 pm por gusto

Quem está conectado
59 usuários online :: 3 usuários cadastrados, Nenhum Invisível e 56 Visitantes :: 2 Motores de busca

irmão, Khwey, Lit San Ares

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Compreendendo os Planos Finais da Nova Ordem Mundial

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Compreendendo os Planos Finais da Nova Ordem Mundial

Mensagem por Sales em Sex 13 Abr 2012, 3:35 pm

Aqui é David Bay, diretor de Old Path Ministries.

E este é The Cutting Edge, um programa de rádio dedicado a exortar e informar o povo de Deus. Estamos comprometidos com o estudo e exposição da imutável e inspirada Palavra de Deus. As visões expressas aqui são nossas e não são necessariamente compartilhadas por esta emissora.

A falência moral de nossa sociedade está bem comprovada.

Poucas pessoas compreendem por que falimos moralmente. No entanto, quando olhamos para a sociedade com os olhos de Deus, por meio da Bíblia, podemos facilmente compreender a razão de estarmos enfrentando problemas sem precedentes. O estudo da nossa sociedade por meio dos olhos de Deus é o que sempre tentaremos fazer aqui; fique conosco para aprender algumas verdades esclarecedoras.

Várias semanas atrás, informamos que o Plano para a implementação final da Nova Ordem Mundial prevê que o terror urbano ocorra simultaneamente em muitas grandes cidades. Esse terror urbano oferecerá o pretexto para que o Governo Federal decrete a Lei Marcial, suspenda a Constituição e imponha a ditadura total prevista nesse novo sistema. O povo foi totalmente condicionado com esse conceito nas duas últimas décadas. Primeiro, vários autores lançaram livros que fizeram muito sucesso e que mostram o plano do terror urbano correndo solto nas grandes cidades. Alguns livros, como Sum of All Fears, de Tom Clancy, trazem esse cenário como o plano principal e alguns filmes do cinema e da TV também mostram situações de terror urbano em nossas cidades.

Neste ponto, acho útil verificarmos o plano básico para a sociedade na Nova Ordem Mundial, para deixarmos bem claro que os líderes desse novo sistema não têm nossos melhores interesses em mente.

Primeiro, Elizabeth van Buren, escreveu em 1981 no seu livro Secrets of the Illuminati que os espíritos-guia dos Iluministas, nos anos 1700 "ensinavam que o continente norte-americano deveria ser estabelecido como uma "Nova Atlântida". Logicamente, os ocultistas crêem há tempos que um reino ocultista avançado existiu em uma ilha chamada Atlântida, situada no Mediterrâneo, 12.000 anos atrás. Os habitantes desse reino eram altamente avançados em ciências ocultistas, podendo comunicar-se psiquicamente, viajar pelo tempo e pelo espaço e curar-se de todas as doenças utilizando os poderes da mente. Como sinal dessa habilidade ocultista avançada, eles tinham um "terceiro olho" físico localizado entre os dois olhos normais. No entanto, esse reino "maravilhoso" foi destruído por um cataclismo e a ilha inteira submergiu nas profundezas do oceano Atlântico, deixando somente uns poucos sobreviventes, chamados arianos, alguns dos quais migraram para a região da atual Alemanha e outros para a região do Tibete. Os ocultistas crêem que a Atlântida foi destruída por causa do uso inadequado da tecnologia avançada. (The New Age Dictionary, Japan Publications, 1990, pág. 13) O objetivo final dos grupos ocultistas nos últimos 2.000 anos é restaurar esse mundo ocultista maravilhoso da Atlântida. No fim dos anos 1700, os espíritos-guia dos principais líderes Iluministas começaram a lhes dizer que o continente norte-americano, mais tarde chamado de Estados Unidos da América, seria estabelecido como uma nova Atlântida, uma terra de liberdades incomparáveis política, espiritual e economicamente. No entanto, esses espíritos-guia advertiram que essa nova Atlântida não seria o reino final; em vez disso, seria o passo intermediário para a Nova Atlântida final e aperfeiçoada. No momento certo na história mundial, essa nova Atlântida, seria destruída para que o sistema final chamado de Nova Ordem Mundial, sob a liderança do Cristo, possa ser estabelecida.

Agora, vamos ver o ensino do demônio Mestre Djwhal Khul, também conhecido como Mestre D. K., escrevendo por meio de Alice Bailey em The Externalization of the Hierarchy (A Exteriorização da Hierarquia) Em setembro de 1939, Mestre D. K. começou a ensinar sobre a "Grande Lei do Renascimento, que é a controladora e principal lei em todos os processos de manifestação". Em outras palavras, essa Lei do Renascimento aplica-se igualmente aos seres humanos e às nações. O Mestre D. K. continuou: "... o objetivo desse processo recorrente constante é trazer uma forma cada vez mais aperfeiçoada... Pela primeira vez... a família humana está em uma posição de observar por si mesma os processos do renascimento de uma civilização..." Logicamente, setembro de 1939 foi o tempo em que aquele discípulo da Nova Era, Adolf Hitler, estava levando o mundo para a Segunda Fase da Grande Guerra que o Mestre D. K. ensinava enfaticamente era necessária para estabelecer a Nova Ordem Mundial. O que você precisa compreender neste ponto é que, antes que uma civilização possa "renascer" em sua nova e mais elevada forma espiritual, a antiga civilização precisa morrer. Ela precisa ser destruída, como a ave Fênix, que morria queimada periodicamente, para depois ressuscitar a partir de suas próprias cinzas.

Em outras palavras, o demônio Mestre D. K. está ensinando que nossa antiga e atual civilização precisa morrer. Ele é bem claro sobre isso nas páginas 112-115, terminando com as palavras "... para o progresso da alma do indivíduo e da alma da humanidade, a morte é inevitável, boa e necessária." Todos os ocultistas iluministas, incluindo o presidente Clinton e o vice-presidente Al Gore, acreditam que o atual sistema americano precisa ser destruído, para que o novo e "aperfeiçoado" sistema sob a liderança do Cristo, possa surgir das cinzas. Nosso sistema atual é politicamente livre, economicamente é Livre Iniciativa, e espiritualmente é judaico-cristão. Todos esses aspectos precisam ser destruídos. Eles acreditam nisso de todo o coração. E, não se engane, a implementação final da Nova Ordem Mundial requer o terror urbano, executado por terroristas simultaneamente em várias cidades. Esse terror fornecerá ao presidente a justificativa para impor a lei marcial, suspender a Constituição e cercar os grupos dissidentes.

Ao passarmos para o próximo tópico, precisamos levá-lo de volta às informações citadas anteriormente, do Dicionário de Nova Era, referentes ao reino mítico da Atlântida. Esse reino ocultista avançado maravilhoso "autodestruiu-se fazendo uso inadequado da alta tecnologia". Isso soa um alarme com relação a nossa atual civilização, que tem visto um avanço tecnológico sem precedentes desde a Primeira Guerra Mundial? Deve soar todos os tipos de alarmes, pois os espíritos-guia dos atuais líderes ocultistas estão dizendo para eles que a civilização ocidental está em um caminho tecnológico parecido com o da antiga Atlântida. O fato chocante é que os líderes que querem nos levar para a Nova Ordem Mundial temem e odeiam nossa atual alta tecnologia. Eles sentem que essa alta tecnologia representa uma séria ameaça à sociedade, e que, a não ser que possam sistematicamente controlar essa destruição inevitável da sociedade, a alta tecnologia a destruirá com conseqüências muito mais sérias. Eles literalmente crêem que estão fazendo um favor à humanidade planejando e controlando cuidadosamente a destruição da sociedade, para que a alta tecnologia mais tarde não destrua tudo de forma mais avassaladora, com maior perda de vidas humanas e possivelmente, com a destruição total do planeta. Portanto, quando os planos requerem a destruição de certas nações por meio da guerra nuclear e a morte de dois terços da população do planeta, eles vêem a si mesmos como "benevolentes", pois estão impedindo a destruição total do planeta e, com isso, de toda a vida humana.

Com essa compreensão, vejamos agora alguns dos modos como a sociedade foi condicionada para temer e até detestar nossa atual civilização:

  1. Você já observou que tudo o que gostamos de comer ou de beber, foi uma hora ou outra, declarado por algum estudo "científico" como danoso à nossa saúde? Assim, há tempos falam sobre os perigos do colesterol elevado em nossa dieta. Dizem que devemos evitar comer ovos e carne, que o frango e/ou a dieta vegetariana são melhores para nós. Depois, quando as pessoas se recusaram a cair nesse condicionamento, começaram os relatórios sobre contaminação na carne e sobre as más condições sanitárias das fazendas e abatedouros, que ameaçam a saúde pública. O pequeno elemento de verdade, que realmente existe, em todo esse condicionamento torna a mentira muito mais fácil de ser aceita.
  2. Dizem que o café e o chá são nocivos à saúde. Dizem que estamos consumindo muito açúcar e gordura e que devíamos comer mais legumes e frutas. Entretanto, quando nossa economia rural começou a produzir mais desses alimentos, passamos a ouvir informações que os fazendeiros estão arruinando o solo e as fontes de água do país, com o uso dos pesticidas e fertilizantes. A resposta que é apresentada como solução é "Agricultura Natural", em que os pesticidas e fertilizantes não são usados. No entanto, ninguém se preocupa em falar sobre a pesquisa que mostra que a "agricultura natural" tem a capacidade de produzir somente metade do alimento que a agricultura convencional produz. Não é interessante que é um número próximo da redução populacional que estão planejando?
  3. Falam sobre os perigos das doenças no gado e no frango.
  4. Advertem sobre os perigos da contaminação da águas e o desaparecimento dos cardumes de peixes.
Esses são apenas alguns exemplos das muitas, muitas coisas que são alardeadas como tão nocivas à nossa saúde que precisamos modificar totalmente nosso estilo de vida. O que eles realmente desejam é uma completa mudança na nossa civilização. Compreenda outro aspecto de todo esse condicionamento: Quando estudei os grupos ocultistas que existiram desde os Mistérios Babilônios e Egípcios, um dos aspectos comuns que observei é a crença comum nas dietas vegetarianas e em "alimentos naturais". O livro que expõe o holocausto de Hitler, The Nazi Doctors (Os Médicos Nazistas) informa que, do fim dos anos 20 até o início da Segunda Guerra Mundial, em 1939, um dos fenômenos sociais mais importantes foi o súbito aparecimento das lojas de alimentos naturais. Alimentos naturais e formas naturais de cultivá-los ficaram muito na moda. Estamos hoje vivendo uma situação parecida.

Como os aderentes da Nova Era suspeitam e temem nossa alta tecnologia atual, segue-se naturalmente que querem modificar completamente nossa economia. Assim sendo, eles estiveram muito ocupados nas duas últimas décadas tentando decifrar os supostos perigos da nossa economia tecnológica. Alguns exemplos:

  1. A energia nuclear tem sido atacada ferozmente pela mídia e por organizações pseudocientíficas, mesmo que nenhum acidente tenha ocorrido no mundo ocidental que tenha resultado na perda de vidas. Somente o acidente na usina na Ucrânia resultou na perda de vidas e em contaminação do meio ambiente.
  2. A poluição do ar é tomada como uma área de grande oportunidade para forçar o controle governamental sobre grandes setores da nossa economia e para continuamente bater no ponto do perigo fatal que a alta tecnologia representa. As leis atuais, que impõem limites nas emissões de gás e no consumo de água, custam muitos bilhões de dólares à nossa economia e já inviabilizaram muitos pequenos negócios. Novamente, o cerne da verdade em todo esse furor torna a charada toda mais crível.
  3. Os automóveis são retratados como um dos maiores responsáveis pela poluição. Conseqüentemente, o controle governamental foi estendido sobre o processo de produção, custando aos consumidores algumas centenas de dólares a mais na compra de um novo automóvel e mais ainda na manutenção desses controles ambientais dispendiosos. Esse furor atingiu um novo nível quando o vice-presidente Al Gore declarou em seu livro Earth in the Balance, que o impacto dos automóveis representa uma ameaça mortal à segurança de cada país que é mais mortal que qualquer inimigo militar que tenhamos de enfrentar". Como a ameaça mais mortal para o mundo hoje é a bomba atômica que a ONU planeja usar contra qualquer nação que se atrever a desafiar seu domínio, o que Al Gore está dizendo aqui é que os automóveis representam um perigo maior que as armas nucleares. Assim, o cenário está sendo armado para a eliminação da indústria automobilística, após muitos anos de tentativas de regulamentação.
A lista poderia continuar, mas acho que você entendeu o que quero dizer. Sempre que ouvir falar sobre algum suposto perigo que está nos ameaçando destruir, compreenda que provavelmente está ouvindo um plano de condicionamento destinado a amedrontá-lo e que permitirá que nossos líderes desmantelem nossa atual civilização.

Neste ponto, quero enfocar outra forma em que estamos sendo condicionados a acreditar que nossa civilização está destruindo a Terra. Desde 1975, aproximadamente, ouvimos que a Terra está sofrendo com terríveis ameaças ambientais globais que podem potencialmente destruir o planeta em que vivemos. Quais são essas ameaças? Aquecimento global, resfriamento global, destruição da camada de ozônio, poluição mundial, desperdício da água, redução das florestas em todo o mundo. Não vamos tentar tratar cientificamente cada uma dessas áreas, exceto afirmar o óbvio, que os cientistas estão profundamente divididos sobre essas questões. Para cada cientista que fala contra uma suposta ameaça ali, há pelo menos outro aqui que nega o que está acontecendo, ou nega o grau de gravidade do fato. Queremos apenas destacar que esse novo alarme ambientalista extremo está ocorrendo ao mesmo tempo em que o mundo está entrando na Nova Ordem Mundial e que os grupos ambientalistas tão preocupados apóiam os objetivos da Nova Ordem Mundial.

Portanto, precisamos examinar o que foi escrito sobre esses objetivos para ver se podemos encontrar algo que lance alguma luz para a compreensão dessas questões. E realmente podemos encontrar. No fim dos anos 1700, foi publicado um tratado que detalhava como a Nova Ordem Mundial poderia ser instituída. Esse tratado analisava de forma sistêmica todos os aspectos da sociedade e propunha de forma brilhante um plano para alterar cada aspecto, de forma que a Nova Ordem Mundial pudesse ser estabelecida. O nome do tratado era "Protocolos dos Sábios de Sião" e foi escrito de uma maneira engenhosa como se tivesse sido redigido pela odiada elite judaica do mundo. No entanto, esse tratado foi na verdade escrito pelos líderes ocultistas de sociedades secretas que propunham a Nova Ordem Mundial. O Protocolo Número 13 termina como estas palavras: "Quando vier o nosso reino, nossos oradores começarão a expor os grandes problemas que viraram a humanidade de cabeça para baixo, de forma a colocá-la no final sob nosso domínio beneficente." O reino referenciado nesse parágrafo é a Nova Ordem Mundial. Além disso, os únicos problemas que poderiam ameaçar a humanidade são os problemas globais. Portanto, o Plano para a Nova Ordem Mundial prevê que os oradores comecem a expor os grandes problemas globais que aparentemente "viraram a humanidade de cabeça para baixo". Quais são esses problemas? O aquecimento global, o resfriamento global, a destruição da camada de ozônio, a destruição das florestas tropicais, etc., que supostamente ameaçam a vida no planeta. Qual é a solução oferecida para salvar a todos? Exatamente como os autores dos Protocolos planejaram, a solução é confiar no estabelecimento de um governo global que force todos os países a submeter-se à sua autoridade global. Isso nos leva de volta à planejada perda da soberania nacional em favor das Nações Unidas.

Assim, com esse pano de fundo, você pode compreender melhor o drama que começou a se desenrolar na semana passada na costa noroeste americana, onde o presidente Clinton revelou seu plano de "equilibrar" as reivindicações dos ambientalistas com as da indústria madeireira. Estamos chegando ao fim da questão após duas décadas de discussão. Primeiro, vamos examinar as notícias pertinentes da semana passada: The Providence Journal, de 2/7/93, trouxe um artigo de primeira página com este título, "Clinton e a Machadada na Indústria Madeireira". O artigo informava "O presidente Clinton, procurando um equilíbrio delicado entre as demandas da ecologia, da economia e da política, decidiu ontem reduzir o corte de madeira nas terras federais na costa noroeste. Para proteger a vida selvagem da região e as velhas florestas, o plano da administração permitirá a derrubada de madeira na próxima década de até 1.2 bilhões de pés cúbicos por ano. Isso é aproximadamente metade do nível dos dois últimos anos, e somente um terço do volume entre 1980 e 1992, quando a derrubada anual atingiu 5.2 bilhões de pés cúbicos.

Existem várias coisas que precisamos compreender sobre esse artigo incrível:

  1. Clinton não estava tentando buscar um equilíbrio delicado entre os ambientalistas radicais e a indústria madeireira. Este foi simplesmente seu plano. Durante sua campanha presidencial, ele repetidamente pediu reduções dramáticas na derrubada de madeira. Para fortalecer sua posição, escolheu o ambientalista radical Al Gore como colega de chapa. Depois, ao assumir a presidência, Clinton viajou com Gore para a costa noroeste, para presidir uma reunião entre os ambientalistas radicais e os executivos da indústria madeireira. O cenário foi armado com cuidado e cada ator no lado da Nova Ordem Mundial tinha sido cuidadosamente preparado. Al Gore defendeu a causa dos ambientalistas de Nova Era que queriam a interrupção das atividades de todas as madeireiras. Os executivos dessas empresas, naturalmente, apresentaram sua oposição a essa proposta. Posicionado no "meio" estava o presidente Clinton, que supostamente estava preocupado com ambos os lados da questão. Isso era uma encenação, pois a decisão contrária à indústria madeireira já estava tomada desde o início. A reunião era simplesmente uma charada para consumo do público. Clinton sabia antes da reunião começar o que deveria fazer e isso encaixa-se precisamente no Plano das Seis Etapas para a Mudança de Atitudes. Clinton, "aquele que chuta do pau da barraca", simplesmente representou seu papel conforme previsto na Etapa 6, para abrir a porta apenas um pouco mais; depois, alguns anos mais tarde, a porta será totalmente escancarada, e a derrubada de árvores será proibida.
  2. Morei em Portland, no estado de Oregon, de 1964 a 1984, e lembro bem como e quando esse episódio todo começou. No fim dos anos 60, supostos "especialistas" começaram a expressar publicamente a preocupação que a indústria madeireira estava claramente derrubando mais florestas do que replantando, dessa forma ameaçando muitas espécies de vida selvagem. Assim, a primeira etapa do Plano das Seis Etapas para a Mudança de Atitudes foi iniciada, a dos especialistas respeitáveis, falando a partir de uma plataforma respeitável, defendendo uma posição que anteriormente era considerada ridícula. Nesse caso, esses supostos especialistas estavam advogando a proibição total das atividades da indústria madeireira. A princípio, a indústria madeireira tentou ignorar essas afirmações, que considerou ridículas e achou que qualquer pessoa normal nas ruas também perceberia que eram ridículas.
No entanto, após quase uma década de repetição dessa mentira, muitas pessoas começaram a acreditar nela e a indústria madeireira contra-atacou com uma campanha publicitária. Eles mostraram que estavam investindo no replantio e desafiaram os grupos ambientalistas a mostrar qualquer grande área que tivesse sido deixada vazia. A indústria madeireira também demonstrou a fraqueza inerente nesse argumento, isto é, que ela estaria fora do negócio dentro de algumas décadas se cortasse todas as árvores sem replantar.

Subitamente, uma luz brilhou nas mentes do cidadão médio na rua, quando eles compreenderam esse simples e profundo argumento. Não somente estavam os ambientalistas da Nova Ordem Mundial derrotados, mas estavam perdendo o espaço na cena. Rapidamente eles imaginaram uma nova estratégia: Começaram a afirmar que as espécies dependiam de "florestas crescidas" para sobreviver. Os animais selvagens e os pássaros simplesmente não podiam viver em florestas jovens, ou em florestas em que a variedade de árvores tinha sido modificada. Logicamente, essa afirmação é quase tão tola quando a primeira, mas não tão tola que as pessoas não pudessem acreditar. Provavelmente a chave para levar isso adiante foi a mudança no currículo escolar, que passou a incluir uma ênfase muito grande no meio ambiente, contendo uma mistura de um pouco de verdade com muitas mentiras.

3. A última coisa a compreender sobre essa decisão presidencial de reduzir a atividade da indústria madeireira é que ela é muito radical. Os radicais alcançaram exatamente aquilo que queriam. Muito brevemente, alguma lei federal vai inviabilizar totalmente a indústria madeireira. As conseqüências econômicas serão enormes, pois a economia depende muito dos produtos da madeira. Milhões de empregos serão perdidos quando a indústria automobilística e a madeireira forem proibidas. Literalmente, a economia norte-americana não se recuperará. Voltaremos a uma economia tão primitiva que não depende desses produtos em uma escala significativa.

Mas, por que deveríamos nos surpreender? Este sempre foi o plano. Seja bem-vindo à economia agrícola e fascista da Nova Ordem Mundial, onde existirão somente duas classes de pessoas:

  1. A elite ditatorial, que deterá poder absoluto usando controle muito sofisticado e tecnológico sobre a segunda classe e
  2. Os escravos, vivendo em absoluta submissão aos seus mestres em uma economia que é extremamente simples.
Esse plano está tão perto de ser implementado que os líderes da Nova Ordem Mundial já realizaram uma experiência das mudanças radicais que planejam implementar globalmente. O líder comunista Pol Pot, do Camboja não é realmente comunista, mas um Iluminista da Nova Ordem Mundial. Ele fez com a população do seu país exatamente o que o Plano prevê para o mundo todo:

  • Fechou as cidades, forçando o povo a voltar para o setor agrícola.
  • Executou todas as pessoas instruídas ou religiosas, chegando ao ponto de executar todos os que usavam óculos, por poderem ser possíveis intelectuais ou pessoas de instrução.
  • Executou dois terços da população cambojana, exatamente a mesma porcentagem de redução que está planejada para a população mundial.
Essa é a Nova Ordem Mundial.

Ao terminarmos este programa, queremos tocar brevemente no assunto da Educação Pública. Todos concordam que está uma bagunça, mas ninguém aparentemente tem uma opinião sobre o que podemos fazer para corrigir a situação. Ninguém concebe um plano que realmente aumente a qualidade da educação; em vez disso, todo plano proposto dos últimos vinte anos simplesmente tornou a situação pior. Sugerimos que podemos facilmente compreender por que chegamos a essa situação simplesmente voltando a alguns escritos da Nova Ordem Mundial e descobrindo qual é o plano para a educação.

"C. F. Porter, autor de Humanism, a New Religion [Humanismo, uma Nova Religião], publicado em 1930, disse que 'a Educação é assim a mais poderosa aliada do humanismo e toda escola pública norte-americana é uma escola de humanismo.' Entretanto, temos muito mais. Potter identificou corretamente o problema que estava diante dos proponentes da Nova Ordem Mundial: O sistema educacional norte-americano nos anos 30 estava produzindo alunos que podiam ler bem, compreendiam bem o que tinham lido, e chegavam às conclusões corretas. Em outras palavras, eles não se deixariam guiar como carneirinhos. A
resposta foi tomar o sistema escolar, conforme planejado, e sistematicamente emburrecer o nível educacional. Esse objetivo foi atingido com perfeição. Os alunos hoje não sabem ler ou escrever corretamente, nem realizar operações matemáticas simples. Hoje, a maioria dos alunos está totalmente preocupada com a busca diária dos prazeres e pode ser conduzida como ovelhas à matança planejada pela Nova Ordem Mundial.

O plano para as escolas públicas referente à moralidade individual e o conceito da responsabilidade individual também já foi alcançado. Desde os anos 30, os alunos foram levados a rejeitar toda a ética cristã em qualquer parte de suas vidas. O resultado foi desastroso: a atividade sexual agora é lugar-comum e a simples aceitação do namoro implica na aceitação de atividade sexual. O resultado é o nível mais alto de doenças venéreas de todos os tempos, as taxas mais altas de gravidez na adolescência e de abortos, e o menor nível de responsabilidade individual de todos os tempos. Assim, nossas duas últimas gerações de adolescentes foram muito bem preparadas para entrarem na Nova Ordem Mundial, onde não serão nada mais que escravos para os Mestres do Mundo.

Não se engane, cristão. O Plano para a Nova Ordem Mundial foi concebido de uma forma brilhante e está sendo executado com tanta maestria desde o fim do século 18 que só podemos concluir que a Bíblia tinha razão.

Fonte: http://www.espada.eti.br/ce1076.asp

Sales
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6100
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 10/10/2008

http://www.tempodedeus.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum