.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
Quem está conectado
65 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 65 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Uma pessoa morre, e depois?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Leitura Uma pessoa morre, e depois?

Mensagem por EVANGELISTA/RJ/MSN em Qui 13 Out 2011, 11:38 pm

o espírito volta pra Deus (Ec.12.7)

e a alma? hummm

EVANGELISTA/RJ/MSN
administrador
administrador

Número de Mensagens : 6002
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Uma pessoa morre, e depois?

Mensagem por Sales em Sex 14 Out 2011, 1:03 am

EVANGELISTA/RJ/MSN escreveu:o espírito volta pra Deus (Ec.12.7)

e a alma? hummm

Creio que o espírito e a alma estão interligados... quando vai um (espírito) vai o outro (alma) ...o corpo volta para o pó.

Veja como a ligação entre espírito e alma é tão profunda que só a Palavra de Deus é eficaz para penetrar até a divisão de ambos:

Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. Hb. 4:12

Desse modo, quando o espírito sai junto vai a alma e fica apenas o corpo que se reunirá a alma e espírito na ressurreição.


Sales

Sales
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6100
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 10/10/2008

http://www.tempodedeus.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura alma e espírito

Mensagem por sabino-sp em Sex 14 Out 2011, 10:08 am

EVANGELISTA/RJ/MSN escreveu:o espírito volta pra Deus (Ec.12.7)

e a alma? hummm

Acredito que como o sales falou esta correto
espírito e alma estão juntos
a almá é o intelécto nossa consciência de que existimos, o espírito o corpo da alma um revestimento...corpo espíritual igual ao que temos aqui mas de uma consistência diferente
como tem corpo material tem também corpo espíritual deus da a cada um conforme sua vontade

é meu entendimento que pode não estar correto

sabino-sp
Sol
Sol

Número de Mensagens : 2161
Idade : 63
Localização : Santo André - São Paulo
flag : Brasil
Data de inscrição : 13/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Uma pessoa morre, e depois?

Mensagem por Fish em Sex 14 Out 2011, 1:01 pm

Acredito que depende, já ouvi lendas de que a alma de certos bruxos quando morrem se tornam demônios, espíritos imundos, que vagam pela terra procurando o corpo de alguém para possuirem e interagirem de novo com os vivos. Dizem também que os espíritos dos antigos Nephilims, resultado do casamento de anjos caídos com homens, se encontram na msm situação.

Dessa forma, o mais provável, é que a alma das pessoas comuns fiquem presas no mundo dos mortos(Sheol), enquanto os salvos por Jesus fiquem em outro lugar após serem resgatados por Ele. Assim eu penso...

Fish
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 470
flag : Brasil
Data de inscrição : 13/09/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Uma pessoa morre, e depois?

Mensagem por famado em Sex 14 Out 2011, 1:46 pm

Esse é o milésimo tópico sobre esse assunto. A vida após a morte não encontra uníssono no meio da cristandade. Há quase tantas vertentes teóricas quanto seitas, denominações ou divisões. Os pentecostais acham que o cara fica consciente no paraíso esperando a ressurreição. Os protestantes estão divididos entre isso e não haver nada até que a ressurreição aconteça. A IASD, TJ e outras denominações evangélicas acreditam no sono da morte, ou seja, um estado de dormência até a ressurreição. Católicos acreditam no purgatório enquanto não se vai pro céu e por aí vai.

Acredite, há trechos bíblicos que dão apoio a cada uma destas teorias e há outros que as contradizem uma a uma.

Conclusão: Não dá pra concluir nada.

famado
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3373
Idade : 48
flag : Brasil
Data de inscrição : 26/02/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Uma pessoa morre, e depois?

Mensagem por Sales em Sex 14 Out 2011, 2:09 pm

Fish escreveu:Acredito que depende, já ouvi lendas de que a alma de certos bruxos quando morrem se tornam demônios, espíritos imundos, que vagam pela terra procurando o corpo de alguém para possuirem e interagirem de novo com os vivos. Dizem também que os espíritos dos antigos Nephilims, resultado do casamento de anjos caídos com homens, se encontram na msm situação.

Dessa forma, o mais provável, é que a alma das pessoas comuns fiquem presas no mundo dos mortos(Sheol), enquanto os salvos por Jesus fiquem em outro lugar após serem resgatados por Ele. Assim eu penso...

Isso são lendas... todo homem tem o mesmo processo... e aguarda o juízo. "Depois da morte segue-se o juizo" ... O caso dos Nephilins é citado em Gênesis 6 e foram anjos que "deixando sua condição natural"..."tomaram as filhas dos homens"... (mulheres) para si e "nasceram gigantes" ... sobre eles ainda é bastante vago e complexo.

Se você admitir que bruxos se tornem demônios depois que morrem, então, está fazendo o juízo chegar antes do que a Bíblia afirma onde todos serão (no Juízo final) julgados e ai é que será inferno para os cabritos... ...Dai, essa lenda de bruxos virarem demônios antecipa o juízo que só será no final de tudo.

A Bíblia é clara que aqueles que morrem sem cristo, seja bruxo ou não, vão ressuscitar no último dia para o Juízo final, desse modo, aguardam o julgamento... assim, não se ver qualquer chance desses tais viverem como demônios por ai... isso ai é doutrina que não tem sustentação bíblica.

Então, voce fez separacao da alma e do espirito daqueles que morrem sem cristo... onde a alma vai pro SHEOL e o espirito vai pra DEUS ? Isso não sôa algo estranho??? Se a morte é espiritual é a alma que está em questão de condenação???

Deus sabe o destino de cada um após a morte... Quando diz que o espirito vai para Deus, é que Ele é o único que tem autoridade sobre aquele ser pois aguardará o Seu Juízo, lembre-se, DEPOIS DA MORTE SEGUE-SE O JUÍZO, ou seja, agora é com Deus ... Ele sabe, Ele resolve ... e a questão da alma e espírito, creio que são inseparáveis, NÃO PARA DEUS E SUA PALAVRA (Hebreus 4:12) ... e aguardarão o corpo na ressurreição final, para salvação ou condenação eterna.

Demônios podem ter explicação na possível raça Pré-Adâmica...


Sales

Sales
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6100
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 10/10/2008

http://www.tempodedeus.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Uma pessoa morre, e depois?

Mensagem por oliveira leite em Sex 14 Out 2011, 5:19 pm

EVANGELISTA/RJ/MSN escreveu:o espírito volta pra Deus (Ec.12.7)

e a alma? hummm

a alma é o principal, que formanossa personalidade
uns vão para o seio de Abraão eoutras para o Ades
esperam pela ressureição dos mostos
quando definitivamente vão para o céu com Cristo
a alma vai morar nos Céus

oliveira leite
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6552
Idade : 51
Localização : Natal RN
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Uma pessoa morre, e depois?

Mensagem por Sales em Sex 14 Out 2011, 6:18 pm

oliveira leite escreveu:
EVANGELISTA/RJ/MSN escreveu:o espírito volta pra Deus (Ec.12.7)

e a alma? hummm

a alma é o principal, que formanossa personalidade
uns vão para o seio de Abraão eoutras para o Ades
esperam pela ressureição dos mostos
quando definitivamente vão para o céu com Cristo
a alma vai morar nos Céus

O principal, se é que tem principal, é o espírito que é o ser interior do homem ... o íntimo do homem, onde Deus se relaciona como homem... A alma é a expressão do espírito, a vida está no espírito, e esta vida se expressa através da alma... e o corpo é a expressão da alma.





Sales

Sales
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6100
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 10/10/2008

http://www.tempodedeus.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Uma pessoa morre, e depois?

Mensagem por oliveira leite em Sex 14 Out 2011, 7:41 pm

Ministro só quem faz a divisão da alma e do espirito é a palavra de D'us
não adianta graficos
O espirito é só o folego de vida, não tem sentimentos
todo o espirito volta para D'us, do bom e do ruim
mas a alma...
a alma sim tem sentimentos
a alma que pecar essa morrerá
temei quem possa lançar tua alma no inferno
vi a alma daqueles que passaram pela grande tribulação

oliveira leite
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6552
Idade : 51
Localização : Natal RN
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Uma pessoa morre, e depois?

Mensagem por Sales em Sex 14 Out 2011, 8:35 pm

oliveira leite escreveu:Ministro só quem faz a divisão da alma e do espirito é a palavra de D'us
não adianta graficos
O espirito é só o folego de vida, não tem sentimentos
todo o espirito volta para D'us, do bom e do ruim
mas a alma...
a alma sim tem sentimentos
a alma que pecar essa morrerá
temei quem possa lançar tua alma no inferno
vi a alma daqueles que passaram pela grande tribulação

O espírito é onde está a vida... a alma é a expressão dessa vida... o corpo é a expressão da alma.

Os sentimentos não é o indivíduo, mas, a expressão desse indivíduo que é o espírito onde a vida está.

o homem é um espírito que possui uma alma e habita num corpo... esse é o resumo.


Espírito, Alma e Corpo

Este estudo é importante para compreendermos como o ser humano é formado e conhecermos sua estrutura.

I Ts 5:23
“E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. “


O ser humano é tripartido. Todo homem é espírito alma e corpo. O corpo é diferente da alma e a alma é diferente do espírito. ( diferente do Espírito Santo )


O homem é um espírito que tem uma alma e habita num corpo.


  • Espírito humano:
    Ponto de contato com Deus. É através do meu espírito que tenho consciência de Deus e me relaciono com Ele. Deus é Espírito e só podemos perceber Deus no espírito. ( Ef 2:22 Jo 4:24 )

  • Alma :
    É tudo que o homem é. Sua personalidade. Seu ego. É o mundo dos pensamentos, sentimentos e decisões. A alma está entre o espírito e o corpo. Pertence aos dois. Está ligada ao mundo espiritual através do espírito e ao mundo material através do corpo. Através da alma tenho consciência de mim mesmo.

  • Áreas da alma

    • Mente: Sede da alma, intelecto, pensamentos, raciocínios, memória.
    • Vontade: Instrumento para tomar decisões. Poder para escolher.
    • Emoções: Instrumento para expressar nossos sentimentos, gostos, simpatias, alegrias, tristezas, amor, ódio, etc.
  • (A alma do homem é singular)


  • Corpo:
    Minha forma visível. Com ele me relaciono com o mundo exterior.( ex.: Os cinco sentidos, fala, audição, visão, ou fato, tato. )


Homem comparado ao Tabernáculo de Deus

I Co 3:16

“Não sabeis vós que sois santuário de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós?”


Criação e queda do homem

Deus criou o homem à sua imagem e semelhança. O criou para ter comunhão com ele. Adão antes da queda era um homem perfeito e usava todo seu potencial da alma, mas era governado pelo espírito.



Homem criado a semelhança de Deus. Tinha comunhão com Deus em espírito que governava sua alma, que por sua vez governava o corpo.

O homem era um ser governado pelo espírito
Após a queda o espírito do homem morreu para Deus e o homem perdeu a comunhão com Ele.
O homem passou a ser governado pela sua alma.
A Salvação

    Salvação => Cura Completa ( 3 fases )

1) Justificação do espírito

  • Livra-me da culpa do pecado. É o inicio da caminhada.

Quando o homem caiu (escolheu fazer a própria vontade ao invés da vontade de Deus), ele morreu espiritualmente. O homem ficou então incapaz de ter comunhão com Deus por causa da culpa do pecado. Gn 3:7-10

  • O problema da culpa só tem duas soluções: É paga ou perdoada.

O homem por si só não pode justificar-se diante de Deus e remir sua culpa.

Deus é perfeitamente santo, puro, justo e qualquer erro, por menor que seja, qualquer pensamento impuro, qualquer deslize , para ele é uma ofensa terrível

Mas pela sua misericórdia e amor Ele enviou Jesus, que foi perfeito, puro, justo, santo, não cometeu nenhum pecado e por isso foi oferecido como sacrifício pelos nossos pecados, nos perdoando e livrando de toda culpa. Podemos agora Ter comunhão com Deus livremente.

Aqui começa o drama do homem, ou ele aceita o perdão de Deus através de Jesus Cristo, ou ele vai tentar achar alguma forma de remir esse sentimento.

( religiosidade, obras, autopunição )


  • Religião => forma do homem tentar aplacar a ira de Deus.
  • Recebemos o perdão pela graça de Deus, mediante a fé em Jesus Cristo. Mas muitas pessoas não aceitam ser salvas sem que tenham que fazer algo.A graça de Deus é uma afronta ao seu orgulho do homem.

O novo nascimento, a obra de Jesus por nós, vivifíca o nosso espírito e podemos novamente ter comunhão com Deus. Ef 2:1 Jo 1:12-13

2) Santificação da alma


  • Cura das lembranças e emoções, vontade ajustada com a vontade de Deus. Imprime em nós o caráter de Cristo ( caminhar por fé e não por sentimentos ).

Deus cura nosso espírito nos dá tudo que precisamos para ter uma vida santa e reta em perfeirta comunhão com Ele (um novo espírito, uma nova vida ). II Pe 1:3

Em que nós enroscamos então ?

Nas enfermidades da alma causadas pelo pecado ( independência de Deus ) em nossa mente, vontade e emoções .

Nossa alma ( mente, vontade e emoções ) foi afetada pelo pecado e também precisa de cura

Quando nos convertemos Deus, através de sua Palavra, começa uma limpeza em nosso interior, em nossa alma.

Lc 21:19 – Ganhareis vossa almas

I Pe 1:9 – Objetivo: Salvação da alma ( cura )

I Pe 1:22 – Purificação da alma ( mente, vontade e emoções )


  • O Espírito é vivificado para que a partir daí comece a santificação da alma.

Fp 1:6 – Aquele que começou a boa obra…

Qual é esta obra ?

A Santificação da alma ( cura da alma )

Consiste no operar diário da cruz de Cristo em nossas vidas.


  • Cruz : quando a vontade de Deus entra em choque com a minha vontade e eu escolho fazer a vontade de Deus.

Mt 11:28-29

“Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas.”

3) Glorificação do corpo

O objetivo final na ressurreição ou arrebatamento, quando receberemos um novo corpo, semelhante ao de Cristo depois de ressurreto. I Co 15:51-52

Fonte: http://joaonews.wordpress.com/2009/03/26/espirito-alma-e-corpo/


Sales

Sales
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6100
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 10/10/2008

http://www.tempodedeus.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Uma pessoa morre, e depois?

Mensagem por Eduardo em Sab 15 Out 2011, 7:29 am

Imortalidade da Alma ou Ressurreição da Vida?

José Luiz Martins Carvalho

A crença na existência de uma vida após a morte é atestada desde a Idade da Pedra pelas práticas funerárias em culturas primitivas. Todavia, foi apenas nos séculos VI e V a.C. que tanto judeus como gregos cristalizaram suas crenças na vida após a morte, que legaram ao cristianismo, bem como a toda cultura ocidental (Cf. PANNENBERG, Systematische Theologie – Vol. 3, p. 556).
No cristianismo primitivo, esta crença teve algumas nuanças de significado no pensamento dos diferentes teólogos. O apóstolo Paulo e Clemente de Roma (que foi citado pelo apóstolo em Fp 4.3 e viveu no fim da era apostólica, c. 96) referem-se apenas à idéia de ressurreição da vida. Justino, o Mártir, (c. 110-165) fala da ressurreição da vida para salvação ou para julgamento. Ireneu (c. 115-200) e Tertuliano (c. 160-220) ensinaram que a alma é imortal. Todavia, Clemente de Alexandria (c. 160-220) defendia que apenas o Espírito Santo poderia imortalizar a alma dos seres humanos.
Não obstante, a teoria platônica da imortalidade da alma deixa certas marcas mais profundas na obra de Orígenes (c. 185-253). A partir de então, através do contato com a filosofia platônica em Orígenes e, mais tarde, em Agostinho (c. 354-430), doutrinas como esta foram sendo plasmadas na mente dos crentes em geral, de modo que diz Oscar Cullmann: “Se hoje perguntarmos a um cristão, seja protestante ou católico, intelectual ou não, o que diz o Novo Testamento sobre a sorte individual do homem depois da morte, com poucas exceções a resposta será: ‘a imortalidade da alma’. Nessa forma esta opinião representa um dos maiores equívocos do Cristianismo” (CULMANN, Imortalidade da alma ou ressurreição dos mortos, p. 17).
No entender de Oscar Cullmann, as cenas usadas no NT para descrever a condição daqueles que morreram em Cristo provam que a ressurreição de Cristo está efetivada e, assim, eles já estão com Cristo na eternidade e sua ressurreição se manifestará no tempo, tal qual o próprio Senhor Jesus (Cf. CULMANN, Imortalidade da alma ou ressurreição do mortos, p. 41). Esta idéia é corroborada pela visão de Wolfhart Pannenberg acerca da ressurreição de Cristo como prolepse, isto é, como antecipação do fim da História. Assim, o destino dos crentes neste mundo e também no porvir está intimamente ligado ao do próprio Cristo. “A continuidade de nossa vida presente com a vida futura da ressurreição dos mortos não deve ser buscada na seqüência linear do tempo; ela reside no caráter oculto do Deus eterno, cujo futuro já está presente em nossas vidas” (PANNENBERG, Wolfhart. Systematische Theologie –Vol. 3, p. 574).
Por outro lado, a concepção do período transitório entre a morte e a ressurreição geral, no tempo do fim, foi permeada na história da teologia pela doutrina da imortalidade da alma, embora sempre se tivesse em mente que a alma separada do corpo não pode ser considerada capaz de sustentar uma existência humana plena. Mesmo aqueles que sustentaram a doutrina da imortalidade da alma acreditam como que a unidade entre corpo e alma é indispensável para a vida humana. Alguns grupos cristãos que não aceitam a doutrina da imortalidade da alma, mas acabam por defender uma idéia popularmente conhecida como “sono da alma”, onde os mortos estariam em um estágio de “hibernação”, aguardando a volta de Cristo. Estes grupos caem no equívoco de, a despeito de não subscreverem a doutrina, continuarem a interpretar a questão dentro da mesma perspectiva. Equivocadamente continuam a admitir algum tipo de “existência” entre o tempo e a eternidade.
Contrariamente a isto, a Escritura nos adverte: “E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo” (Hb 9.27). O juízo segue-se à morte, pois passa-se do chrónos ao kairós, muda-se o parâmetro temporal. Do tempo linear para a eternindade. Logo, para o cristianismo bíblico não há imortalidade nem sono da alma, mas apenas a mudança de estado do tempo para a eternidade. Na Parousia, tempo e eternidade se encontrarão. É isto que, hoje, ansiosamente aguardamos!


“Deus de Vivos, Não de Mortos”


* A declaração Deus é Deus de Vivos, Não de Mortos Confirma a Imortalidade da Alma?



Alegação:



O texto de Mateus 22:32: “Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó. . . Ele não é Deus de mortos, e, sim, de vivos. Ouvindo isto, as multidões se maravilhavam da Sua doutrina” não serviria de prova de que Jesus pregava àquela gente a idéia de imortalidade da alma?



Ponderação:


O mesmo episódio desse diálogo de Cristo com os saduceus, redigido por Lucas, apresenta o mesmo diálogo de modo mais completo. Vejamos como se encerrou o diálogo entre Cristo e os saduceus no relatório de Lucas: “E que os mortos hão de ressuscitar, Moisés o indicou no trecho referente à sarça, quando chama ao Senhor o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó. Ora, Deus não é Deus de mortos, e, sim, de vivos; porque para ele todos vivem. Então disseram alguns dos escribas: Mestre, respondeste bem. Daí por diante não ousaram mais interrogá-lo” (Luc. 20:37-40).


A ênfase não é sobre a imortalidade da alma, mas sobre a RESSURREIÇÃO! São bem claras as palavras—“e que os mortos hão de ressuscitar. . .” (vs. 37). Ora, os advogados da imortalidade da alma estariam cobertos de razão se Jesus houvesse dito: “E que os mortos vão para o céu com suas almas. . .” Mas não é isso o que Ele disse!

Ademais, a própria discussão se inicia do seguinte modo: “Chegando alguns dos saduceus, homens que dizem não haver ressurreição. . .” (vs. 27). Na seqüência da fala dos saduceus observa-se a mesma ênfase: “Essa mulher, pois, no dia da ressurreição, de qual deles [dos sete irmãos falecidos] será esposa?” (vs. 33).


E são dignas de nota as palavras de Cristo a certa altura: “. . . os que são havidos por dignos de alcançar a era vindoura e a ressurreição dentre os mortos. . .” (vs. 35).


É claríssimo que em toda a discussão não existe A MÍNIMA pista para qualquer noção de imortalidade da alma. Os saduceus não perguntaram: “E quando esses sete irmãos forem morrendo e suas almas forem chegando no céu. . .” Percebe-se bem que o enfoque jaz totalmente sobre a ressurreição dos mortos?


E merece atenção ainda o detalhe de que Cristo fala dos que hão de ser dignos de “alcançar a era vindoura [a consumação dos séculos] E A RESSURREIÇÃO DENTRE OS MORTOS”.


Então, esta passagem considerada globalmente, em lugar de favorecer a noção de imortalidade da alma é EXATAMENTE uma confirmação de a expectativa de vida eterna, na era vindoura, dar-se pela ressurreição dos mortos! E nesse contexto é que Cristo encerra o diálogo referindo-se a Moisés dizendo: “E que os mortos hão de ressuscitar, Moisés o indicou .


... quando chama ao Senhor o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó”, para daí concluir: “Ora, Deus não é Deus de mortos, e, sim, de vivos; porque para ele todos vivem”.


E por que para Ele todos vivem? Por terem uma “alma imortal” ou por ressuscitarem dos mortos? Qual é o contexto? Qual é a ênfase? Qual é o sentido lógico lendo-se todo o conjunto dos debates e sua conclusão?


Conclusão:


O episódio de Cristo com os saduceus a respeito da ressurreição dos sete irmãos e da mulher que os enviuvou, longe de comprovar a tese da imortalidade da alma, concentra-se na ressurreição dos mortos, associada ao alcance da “era vindoura”. Tão claro é isso que até os saduceus que queriam pegar Jesus em contradição terminaram O elogiando-O (“Então disseram alguns dos escribas: Mestre, respondeste bem. Daí por diante não ousaram mais interrogá-lo”).


É interessante que esta não é a primeira vez que isso ocorre — os que querem arranjar um pretexto para apanhar Jesus terminam até elogiando-O (ver Marcos 12:34).


Logo, utilizar-se do diálogo de Cristo com os líderes judaicos com a expressão de que “Deus não é Deus de mortos, mas Deus de vivos” para provar a imortalidade da alma na verdade, representa um “tiro” interpretativo mais que sai pela culatra.


Autor: Prof. Azenilto Brito


“Deus de Vivos, Não de Mortos”--Esta Declaração Confirma a Imortalidade da Alma?
Alguns tomam a passagem de Mateus 22:32--“Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó. . . Ele não é Deus de mortos, e, sim, de vivos. Ouvindo isto, as multidões se maravilhavam da Sua doutrina”--como “prova” irrefutável de que Jesus pregava àquela gente a idéia de imortalidade da alma.

Quando, porém, se analisa O MESMO EPISÓDIO desse diálogo de Cristo com os saduceus citando o relato idêntico redigido por Lucas, o que é um recurso inteiramente válido para análises bíblicas, percebe-se que, longe de confirmar a tese da imortalidade da alma, estes dizeres mostram o verdadeiro enfoque do ensino de Cristo a respeito do destino final do homem.

Lucas apresenta as mesmas palavras de Cristo de modo mais completo. Vejamos como se encerrou o diálogo entre Cristo e os saduceus no relatório de Lucas:

E que os mortos hão de ressuscitar, Moisés o indicou no trecho referente à sarça, quando chama ao Senhor o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó. Ora, Deus não é Deus de mortos, e, sim, de vivos; porque para ele todos vivem. Então disseram alguns dos escribas: Mestre, respondeste bem. Dai por diante não ousaram mais interrogá-lo”. (Lucas 20:37-40).

Vejam bem, amigos. A ênfase mais uma vez não é sobre a imortalidade da alma, mas sobre RESSURREIÇÃO! São tão claras as palavras--“e que os mortos hão de ressuscitar. . .” (vs. 37). Ora, os advogados da imortalidade da alma estariam cobertos de razão se Jesus houvesse dito: “E que os mortos vão para o céu com suas almas. . .” Mas não é isso o que Ele disse!

Ademais, observem que a própria discussão começa assim: “Chegando alguns dos saduceus, homens que dizem não haver ressurreição. . . ” (vs. 27). E vejam, na seqüência da fala dos saduceus: “Essa mulher, pois, no dia da ressurreição, de qual deles [dos sete irmãos falecidos] será esposa?” (vs. 33). E as palavras de Cristo a certa altura: “. . . os que são havidos por dignos de alcançar a era vindoura e a ressurreição dentre os mortos. . .” (vs. 35).

Na discussão não existe A MÍNIMA pista para qualquer noção de imortalidade da alma. Os saduceus não perguntaram: “E quando esses sete irmãos forem morrendo e suas almas forem chegando no céu. . .” Percebe-se bem que o enfoque jaz totalmente sobre a ressurreção dos mortos. E também digno de nota é o detalhe de que Cristo fala dos que hão de ser dignos de “alcançar a era vindoura [a consumação dos séculos] E A RESSURREIÇÃO DENTRE OS MORTOS”?

Esta passagem considerada globalmente, em lugar de favorecer a noção de imortalidade da alma é EXATAMENTE uma confirmação de a expectativa de vida eterna, na era vindoura, dar-se pela ressurreição dos mortos! E nesse contexto é que Cristo encerra o diálogo referindo-se a Moisés dizendo: “E que os mortos hão de ressuscitar, Moisés o indicou . . . quando chama ao Senhor o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó”, para daí concluir: “Ora, Deus não é Deus de mortos, e, sim, de vivos; porque para ele todos vivem”.

E por que para Ele todos vivem? Por terem uma “alma imortal” ou por ressuscitarem dos mortos? Qual é o contexto? Qual é a ênfase? Qual é o sentido lógico lendo-se todo o conjunto dos debates e sua conclusão? Claramente, o episódio do diálogo de Cristo com os saduceus a respeito da ressurrreição dos sete irmãos e a mulher que enviuvou do primeiro, longe de comprovar a tese da imortalidade da alma, concentra-se na ressurreição dos mortos, associada ao alcance da “era vindoura”. Tão claro é isso, que até os saduceus que queriam pegar Jesus em contradição terminaram O elogiando (“Então disseram alguns dos escribas: Mestre, respondeste bem. Dai por diante não ousaram mais interrogá-lo”). É interessante que esta não é a primeira vez que isso ocorre--os que querem arranjar um pretexto para apanhar Jesus terminam até O elogiando (ver Marcos 12:34).


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Uma pessoa morre, e depois?

Mensagem por oliveira leite em Sab 15 Out 2011, 10:16 am

Jesus disse
Eu sou (eu sou é o nome de D'us)
Eu sou a ressurreição e a vida
pena que ele já se foi :angel:
oops!
Ele disse
estarei convosco todos os dias até a consumação dos seculos
se Ele estar comigo e Ele é a ressurreição e a vida
o que mais temerei?

oliveira leite
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6552
Idade : 51
Localização : Natal RN
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Uma pessoa morre, e depois?

Mensagem por Eterna em Dom 06 Nov 2011, 9:16 pm

Nada mais a ser acrescentado?


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3831
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Uma pessoa morre, e depois?

Mensagem por Josoco em Dom 06 Nov 2011, 9:27 pm

Eterna escreveu:Nada mais a ser acrescentado?



Depois da morte, segue-se o juízo (julgamento)

Josoco
Banido

Número de Mensagens : 1930
Idade : 63
Localização : Brasil
flag : Brasil
Data de inscrição : 16/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Uma pessoa morre, e depois?

Mensagem por Eterna em Dom 06 Nov 2011, 10:16 pm

Josoco escreveu:
Eterna escreveu:Nada mais a ser acrescentado?



Depois da morte, segue-se o juízo (julgamento)

E pimba! O camarada é salvo ou condenado. Bacana!


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3831
Localização : Sampa
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Uma pessoa morre, e depois?

Mensagem por Jarbas em Dom 06 Nov 2011, 11:09 pm

Eterna escreveu:
Josoco escreveu:
Eterna escreveu:Nada mais a ser acrescentado?



Depois da morte, segue-se o juízo (julgamento)

E pimba! O camarada é salvo ou condenado. Bacana!

E pimba! todo aquele que não crer no Evangelho de Deus, e crer no evangelho dos homens, será condenado!

poque está escrito... "Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema." (Gálatas 1 : 8)



"Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem."  (Lucas 21 : 36)

"Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos, e reservar os injustos para o dia do juízo, para serem castigados;"  (II Pedro 2 : 9)


"PERECE o justo, e não há quem considere isso em seu coração, e os homens compassivos são recolhidos, sem que alguém considere que o justo é levado antes do mal."  (Isaías 57 : 1)


"O temor do SENHOR é odiar o mal; a soberba e a arrogância, o mau caminho e a boca perversa, eu odeio."
  (Provérbios 8 : 13)

Jarbas
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 15317
Localização : Goiânia - Go
flag : Brasil
Data de inscrição : 16/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Uma pessoa morre, e depois?

Mensagem por Gustavo em Qua 16 Nov 2011, 7:25 pm

EVANGELISTA/RJ/MSN escreveu:o espírito volta pra Deus (Ec.12.7)

e a alma? hummm
Eu pessoalmente não vejo distinção entre os dois.

Mas certamente ela não é aniquilada... :risadinha:

Gustavo
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 374
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Uma pessoa morre, e depois?

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 1:06 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum