.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
» O que é idolatria?
Ontem à(s) 5:08 pm por Arcolino Neto

» Noticiário Escatológico
Seg 23 Abr 2018, 11:52 pm por Jarbas

» O que você está ouvindo agora?
Sab 21 Abr 2018, 8:09 am por rbarros

» Poesias desperdiçadas ao vento
Sex 20 Abr 2018, 1:12 pm por thynno

» É Lula lá...
Qui 19 Abr 2018, 4:27 pm por Cartman

» Consequências da Reeleição
Ter 17 Abr 2018, 6:42 pm por Cartman

» Jesus está às portas
Sex 13 Abr 2018, 2:09 am por Jarbas

» Igreja Católica Brasileira: doutrina e história
Seg 02 Abr 2018, 12:45 pm por thynno

» Não ameis o mundo...
Ter 27 Mar 2018, 12:26 pm por thynno

Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10


Apócrifos ou deuterocanônicos?

Ir em baixo

Apócrifos ou deuterocanônicos?

Mensagem por Franciscano em Qua 05 Nov 2008, 7:39 am

Deuterocanônico refere-se geralmente a alguns livros e partes de livros bíblicos do Antigo Testamento que são utilizados por um grande numero de cristão ao longo da História do Cristianismo, sendo considerados apócrifos no Judaísmo e por sucessores da reforma iniciada por Lutero e Calvino.

A Bíblia protestante é constituída por 66 livros, 39 dos quais formam o Antigo Testamento e 27 o Novo Testamento. Já a Bíblia católica possui, além desses 66 livros, outros sete livros completos:

Tobias
Judite I
Macabeus,
Macabeus II
Baruque
Sabedoria
Eclesiástico
e alguns acréscimos ao texto dos livros de Ester (10:4 a 11:1 ou a 16:24) e Daniel (3:24-90; caps. 13 e 14).

Esses livros e fragmentos adicionais são chamados de deuterocanônicos , pelos católicos, e de apócrifos, pelos protestantes. Os apócrifos (ou deuterocanônicos) foram produzidos, em sua maioria, durante os dois últimos séculos a.C. Embora não fizessem parte da Bíblia hebraica dos judeus da Palestina, eles foram incorporados à tradução da Bíblia ao latim (Vulgata Latina), que preservou e popularizou esses acréscimos durante a Idade Média.

Jáo Concílio de Trento decretou em sua Quarta Sessão, reunida em 8 de abril de 1546, o reconhecimento dos apócrifos da Vulgata Latina como genuinamente "sagrados e canônicos ". Conseqüentemente, todas as versões católicas da Bíblia preservam até hoje esses escritos. Os protestantes, por sua vez, reconhecem o valor histórico dos apócrifos, mas não os consideram como canônicos ou inspirados. Esta posição deriva do fato de tais escritos não fazerem parte do cânon hebraico do Antigo Testamento, não haverem sido citados por Cristo ou pelos apóstolos no Novo Testamento e apresentarem ensinamentos contrários ao restante das Escrituras.

Entre esses ensinamentos encontram-se, por exemplo, as falsas teorias da existência do purgatório, criadas no século XV (ver Sabedoria 3:1-9; contrastar com Salmo 6:5; Eclesiastes 9:5, 10); das orações pelos mortos (II Macabeus 12:42-46; contrastar com Isaías 38:18 e 19); de que anjos bons mentem (Tobias 5:10-14; contrastar com Mateus 22:30; João 8:44); de que o fundo dos órgãos de um peixe, postos sobre brasas, espantam os demônios (Tobias 6:5-8; contrastar com Marcos 9:17-29); de que as esmolas expiam o pecado (Tobias 12:8 e 9; Eclesiástico 3:30; contrastar com I Pedro 1:18 e 19; I João 1:7-9).


::
A felicidade está nas coisas mais simples da vida!
avatar
Franciscano
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 66
Idade : 46
Localização : Osasco
flag : Brasil
Data de inscrição : 16/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum