.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
Quem está conectado
26 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 25 Visitantes :: 1 Motor de busca

Khwey

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Os membros mais ativos do mês
Guilherme
 
Ed
 
David de Oliveira
 
Khwey
 
gusto
 
irmão
 
Valter
 
Rafael Mori
 
silvamelo
 
Mary
 


Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Leitura Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por Karla Cristina em Qui 08 Set 2011, 2:03 pm



Denuncio aqui a total corrupção dos objetivos e a perversão dos métodos dos movimentos sociais organizados que dizem representar mulheres, negros e gays. Nenhum deles luta por igualdade. Nenhum deles tem por norte a dignidade de todos os seres humanos.

A luta destes movimentos hoje é por hegemonia política, comprometida com o ideário ideológico das facções mais autoritárias da esquerda e não com os Direitos Humanos e com a dignidade humana, que é de fato negada em tese por todas as suas reivindicações e negada de fato a cada uma de suas conquistas.

Em nome dos Direitos Humanos universais, inerentes e inalienáveis, iguais para todos os membros da família humana, esta denúncia se faz necessária e urgente. Portanto, peço a todos que analisem as minhas palavras com espírito crítico e com ponderação, como requer um assunto de tamanha gravidade.

- A luta por igualdade

Não existe a menor dúvida que mulheres, negros e homossexuais foram terrivelmente discriminados pelas leis no passado: as mulheres foram legalmente impedidas de votar, os negros foram legalmente escravizados, os homossexuais foram legalmente impedidos de casar.

Movimentos sociais diversos lutaram por igualdade de direitos: os sufragistas conquistaram o direito ao voto para as mulheres, os abolicionistas conquistaram o direito à liberdade para os negros e recentemente os argentinos conquistaram o direito ao reconhecimento legal das uniões homoafetivas para os homossexuais.

Do ponto de vista legal, portanto, não há mais qualquer direito que os homens tenham e que as mulheres não tenham, não há mais qualquer direito que os brancos tenham e que os negros não tenham, e não há mais qualquer direito que os heterossexuais tenham e que os homossexuais não tenham.

Mas os movimentos sociais organizados não ficaram satisfeitos com a igualdade legal. Disseram querer também igualdade de fato. E, ironicamente, a partir deste momento a luta por igualdade degenerou completamente em um projeto autoritário de poder caracterizado pelo sectarismo e pelo revanchismo.


- A luta por privilégios

Ao invés de trabalhar as verdadeiras causas das desigualdades entre homens e mulheres, entre brancos e negros, entre heterossexuais e homossexuais, os movimentos sociais organizados que dizem representar estes públicos resolveram exigir resultados imediatos e começaram a exigir privilégios para seus grupos, alegando que estes privilégios seriam justos porque viriam corrigir "dívidas históricas".

Para travestir tais privilégios de direitos, os movimentos sociais feminista, negro e gay apropriaram-se da máxima que diz que "igualdade é tratar igualmente os iguais e desigualmente os desiguais, na medida de suas desigualdades", e cometeram três gravíssimas impropriedades, para dizer o mínimo:

- Primeiro, em pleno acordo com a psicologia de massas do fascismo, escolheram um inimigo conveniente para ser odiado e introduziram componentes racistas e sexistas no balizamento das desigualdades, generalizando de modo simplista, indevido e injusto que os indivíduos que pertencem a pelo menos uma das "minorias historicamente oprimidas" (mulheres, negros e gays) precisam de garantias legais especiais e que os indivíduos que pertencem a "maioria historicamente opressora" (homens brancos heterossexuais) não precisam dos mesmos direitos e garantias.

- Segundo, "esqueceram" da parte da máxima que limita a desigualdade de tratamento "à medida das desigualdades", abrindo assim caminho para o revanchismo intolerante e abusivo.

- Terceiro, trataram de "envenenar o pote", ridicularizando toda e qualquer argumentação divergente. Qualquer um que discordar deles é universalmente rotulado de "reacionário" e também de "machista", "racista" ou "homofóbico" conforme o dogma questionado.

-O "direito" de ofender e humilhar em nome da "igualdade"

Se você é contra a instituição de cotas especiais para mulheres nas empresas, ou para negros nas universidades, porque está de acordo com o artigo XXVI da DUDH, que diz que "a educação superior será baseada no mérito", adivinhe: você é um reacionário sexista e racista.

Se você é contra a existência de salas escuras ("dark rooms") dedicadas à prática de sexo grupal anônimo em danceterias gays, porque constituem um risco à saúde pública que não encontra similar em nenhuma danceteria "não-gay", adivinhe: você é um reacionário homofóbico.

E, se você acha que um homem branco heterossexual tem tanto motivo para ter orgulho daquilo que é por nascimento quanto qualquer mulher, negro ou gay, adivinhe: você é um reacionário nazista maldito lazarento etc.

====

O futuro é 1984?

Para quem não leu o livro "1984", de Geroge Orwell, aconselho sua leitura com urgência. Este livro é leitura obrigatória para quem quiser entender os perigos do totalitarismo e ajuda muito a entender a gravidade das denúncias aqui expressas.

Numa definição mais resumida:

"Duplipensar é a capacidade de guardar simultaneamente na cabeça duas crenças contraditórias, e aceitá-las ambas."

Duplipensar é o que é necessário para considerar justa e razoável a introdução de novas desigualdades e injustiças no sistema legal, transformando o que deveria ser uma luta por igualdade em uma contínua imposição de discriminações contra vítimas inocentes que tiveram o azar de nascer do sexo errado, da cor errada e da orientação sexual errada segundo os movimentos feminista, negro e gay.

==============

- A verdade sobre os direitos das minorias

Hoje em dia não há mais qualquer direito que essas classes não tenham. Apesar disso, os movimentos feminista, negro e gay ainda não estão satisfeitos e querem garantir para os grupos que dizem representar mais e mais direitos que o homem branco heterossexual também não têm. E afirmam que "para haver igualdade, não pode haver igualdade", porque "se o homem branco heterossexual também puder usufruir destes direitos, então será mantida a opressão contra mulheres, negros e homossexuais".

Parece absurdo?

1) Releia a definição de "duplipensar" logo acima.

2) Confira as provas de minhas alegações logo abaixo.

Direitos que as mulheres têm e os homens não têm

O movimento feminista é de longe o mais pernicioso dos três.

Vejamos alguns dos privilégios que não podem ser estendidos aos homens porque "isso negaria as conquistas femininas".

Lei Mocinha e Bandido: Também conhecida como Lei Maria da Penha.

Não vou fazer aqui uma análise da Lei Mocinha e Bandido, nem de sua constitucionalidade, nem de sua suposta desejabilidade, porque os absurdos desta lei são tamanhos que cabe uma análise mais detalhada. Alguns outros exemplos de leis instituidoras de privilégios eu comentarei ligeiramente.

Lei Vá Treinar Para Morrer Por Mim:Também conhecida como Lei do Serviço Militar.

$ 2o As mulheres ficam isentas do Serviço Militar em tempo de paz e, de acôrdo com suas aptidões, sujeitas aos encargos do interêsse da mobilização.

Se a Lei Mocinha e Bandido é um exemplo de direito que as mulheres têm e os homens não têm, a Lei Vá Treinar Para Morrer Por Mim é um exemplo de um dever que os homens têm e que as mulheres não têm. Cadê as feministas exigindo "igualdade" no dever de prestar serviço militar obrigatório?

Lei Filhos da Mãe: Também conhecidas como as leis que instituem a licença-maternidade, o salário-maternidade e a extensão destes benefícios às mulheres que adotam crianças.

A Lei Filhos da Mãe falam em "proteção à família", mas todas as proteções são exclusivas para as mulheres e para as crianças, como se os homens simplesmente não existissem ou fossem irrelevantes para a família.

Na lei 8.213: Art. 18. O Regime Geral de Previdência Social compreende as seguintes prestações, devidas inclusive em razão de eventos decorrentes de acidente do trabalho, expressas em benefícios e serviços:

I - quanto ao segurado:

g) salário-maternidade;

Não existe salário-paternidade. Quando eu fiz a busca pela expressão "salário-paternidade" no Google, ele respondeu: "Você quis dizer salário-maternidade?"

A licença-paternidade é de 5 (cinco) dias.

As feministas dizem que a licença-maternidade tem que ser maior que a licença-paternidade porque a mulher precisa se recuperar do parto e amamentar a criança. Arrãm. Neste caso, o que justifica o dispositivo legal abaixo?

Ainda na lei 10.421: Art. 392-A. À empregada que adotar ou obtiver guarda judicial para fins de adoção de criança será concedida licença-maternidade nos termos do art. 392, observado o disposto no seu § 5°.

Não existe previsão de licença-paternidade para o homem que adotar uma criança, seja qual for a idade da criança. Por analogia à licença-paternidade, talvez seja de 5 (cinco) dias.

Mulher que adota não tem que se recuperar do parto nem tem que amamentar a criança. Sua condição é rigorosamente igual à condição do homem que adota. Cadê as feministas exigindo "igualdade"?

Para as mulheres, qual seria o problema de os homens terem uma licença paternidade com a mesma duração da licença maternidade? Não seria ótimo que o homem pudesse ficar em casa para auxiliar a mulher no período de recuperação do parto ao invés de deixá-la se virar sozinha? Não seria ótimo que ambos pudessem atender a criança quando ela chorasse de madrugada em dias alternados, permanecendo ambos razoavelmente descansados? Não seria ótimo que o pai pudesse curtir o filho recém nascido junto com a mãe? E não seria ótimo acabar com a principal desculpa de muitas empresas para não contratar mulheres?

Mas nããããão, as feministas dizem que "isso é conquista das mulheres, se os homens tiverem o mesmo direito então a conquista das mulheres perde o sentido". Baita revanchismo ressentido que causa prejuízos às mulheres, só não vê quem não quer.

Direitos que os negros têm e os brancos não têm

Estatuto da Desigualdade Racista: (LEI Nº 12.288, DE 20 DE JULHO DE 2010.) é um primor de legislação que estabelece que quem tem mais direitos é mais igual que os que tem menos direitos. Vou pegar só dois exemplos:
Art. 27. O poder público elaborará e implementará políticas públicas capazes de promover o acesso da população negra à terra e às atividades produtivas no campo.
Art. 28. Para incentivar o desenvolvimento das atividades produtivas da população negra no campo, o poder público promoverá ações para viabilizar e ampliar o seu acesso ao financiamento agrícola.
Art. 29. Serão assegurados à população negra a assistência técnica rural, a simplificação do acesso ao crédito agrícola e o fortalecimento da infraestrutura de logística para a comercialização da produção.

Peraí... e os italianos pobres e miseráveis que vieram da Europa praticamente só com a roupa do corpo, atraídos pela oferta oficial do governo brasileiro de terras para cultivar, de financiamento agrícola e de infraestrutura para a comercialização de suas safras no século XIX e que foram simplesmente abandonados pelo governo brasileiro, passando a viver em condições de trabalho escravo, com a única diferença que legalmente não podiam ser espancados, embora muitos de fato tenham sofrido tratamento de escravo?

Por que os descendentes dos italianos que sofreram as mesmas agruras que os negros sofreram não possuem os mesmos direitos dos descendentes dos negros que foram escravos? Será que os miseráveis brancos que circulam puxando carrinhos de coleta de papel e lata, que moram embaixo das pontes e estão se destruindo fumando crack são menos miseráveis que os miseráveis negros que fazem o mesmo?

Art. 35. O poder público garantirá a implementação de políticas públicas para assegurar o direito à moradia adequada da população negra que vive em favelas, cortiços, áreas urbanas subutilizadas, degradadas ou em processo de degradação, a fim de reintegrá-las à dinâmica urbana e promover melhorias no ambiente e na qualidade de vida.

Peraí...mas por que raios a população branca que "vive em favelas, cortiços e áreas urbanas degradadas ou em processo de degradação" não tem a mesma garantia de implementação de políticas públicas para assegurar o mesmo direito à moradia adequada?

O miserável que dorme abraçado em cachorros para não morrer de frio embaixo de pontes ou marquises sombrias, exposto ao vento e à chuva, sente menos frio se for branco do que se for negro? Sente sua dignidade menos violada se for branco do que se for negro? Merece menos apoio do Estado se for branco do que se for negro?

E as conseqüências do racismo oficialmente instituído já se multiplicam:

Cotas Racistas nas universidades e no serviço público - a escravidão terminou no século XIX.

É um absurdo completo, mas 123 anos depois da Lei Áurea o Brasil chama de "justiça social" o que não passa de racismo de sinal invertido.

Direitos que os homossexuais têm e os heterossexuais não têm

Do ponto de vista legal, ainda não há qualquer direito que os homossexuais tenham e que os heterossexuais não tenham, mas na prática os homossexuais usufruem de pelo menos um direito que os heterossexuais não usufruem: o direito de terem respeitadas as suas reivindicações de não discriminação por orientação sexual.

Segundo impõe o movimento gay, "heterofobia não existe". Ah, não? E a truculência com que os homens brancos heterossexuais foram tratados de modo generalizado no episódio da proposição do Dia do Orgulho Heterossexual em São Paulo mostrou o quê? Tolerância? Respeito?

==

Mas atenção: estou falando em direitos, não em mimimimimi ideológico que diz que os homens brancos heterossexuais são os vilões da história. Eu mostrei exemplos positivados em lei, não mostrei blá-blá-blá ideológico. Choradeira coitadista não é argumento, é falácia ad misericordiam.

A Declaração Universal dos Direitos Humanos começa com a seguinte frase:

"Considerando que o reconhecimento da dignidade inerente a todos os membros da família humana e de seus direitos iguais e inalienáveis é o fundamento da liberdade, da justiça e da paz no mundo,"

A DUDH não diz "todos menos os malvados opressores históricos", não diz "todos menos os homens brancos heterossexuais", não diz "todos menos os que os movimentos sociais organizados acharem que não merecem". Diz todos.

----

O reconhecimento da dignidade inerente a todos os membros da família humana e de seus direitos iguais e inalienáveis é o fundamento da liberdade, da justiça e da paz no mundo.

Se alguém lhe disser que "todos" não significa "todos" e que "iguais" não significa "iguais", lembre-se: isso é falso; isso é duplipensar; isso permite justificar qualquer injustiça em nome de um projeto autoritário de poder; isso é ideologia esquerdista travestida de Direitos Humanos.

http://arthur.bio.br/2011/08/19/direitos-humanos/os-movimentos-sociais-feminista-negro-e-gay-nao-defendem-direitos-humanos

Karla Cristina
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens: 710
flag: Brasil
Data de inscrição: 24/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por nandokiss em Sex 09 Set 2011, 1:16 pm

Que texto "fascistão".
Até nos EUA, na Europa inteira se protegem as minorias.
Uma sociedade que nao protege as minorias começa a matar pessoas, como em São paulo, com o assassinato de tantos homossexuais. É a volta à bárbarie.
Foi massacrando as minorias (judeus, ciganos, testemunhas de jeová) que os nazistas quase destruiram o mundo... oh my


Ergueu a maleta e

acompanhou o homem (...). Contornaram a praça e enviesaram pela rua

larga depois do viaduto.

Samuel rawet

nandokiss
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens: 982
Idade: 40
Localização: Brasília
flag: Canada
Data de inscrição: 09/09/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por Jan Mozol em Sex 09 Set 2011, 1:37 pm

nandokiss escreveu:Que texto "fascistão".
Até nos EUA, na Europa inteira se protegem as minorias.
Uma sociedade que nao protege as minorias começa a matar pessoas, como em São paulo, com o assassinato de tantos homossexuais. É a volta à bárbarie.
Foi massacrando as minorias (judeus, ciganos, testemunhas de jeová) que os nazistas quase destruiram o mundo... oh my
Nando, o que vc tem que entender é que proteger minorias não é impor algo a maioria.
Quanto a assassinatos de homossexuais em sp,o que é tanto??
Consegue desmembrar entre crimes de ódio e assassinatos comuns??
Matar 100 mulheres em brigas de casais tem menos peso que 1 de gays??

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens: 3536
Idade: 52
flag: Argentina
Data de inscrição: 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por Karla Cristina em Sex 09 Set 2011, 2:18 pm

nandokiss escreveu:Que texto "fascistão".
Até nos EUA, na Europa inteira se protegem as minorias.
Uma sociedade que nao protege as minorias começa a matar pessoas, como em São paulo, com o assassinato de tantos homossexuais. É a volta à bárbarie.
Foi massacrando as minorias (judeus, ciganos, testemunhas de jeová) que os nazistas quase destruiram o mundo... oh my

O texto não é "fascistão" quequieh Ele não privilegia nem exalta ninguém, ele horroriza a forma de tratar com privilegio certas classes, afinal somos todos iguais.

Não estamos falando dos Estados Unidos, que tem problemas sérios com racismo e muito menos da europa libertina, estamos falando do Brasil. Aqui sempre vivemos bem com as diferenças, dividir as categorias como o PT está fazendo, que está o grande problema. Todas ações extremadas, chamam atenção de grupos extremados.

O texto já fala por si só, ele exemplifica, mostra que o Arthur que escreveu a matéria está envolvido com direitos humanos, que sempre foi a favor destas classes, mas que hoje está havendo um disparate com que nossa politica esta tratando o caso. Os brancos também foram escravos. Os homens também fazem parte da nossa família, sem eles seria impossível constitui-la, mereceriam uma atenção igual relacionado ao caso. Os homos já tem os mesmos direitos dos hetero, de casar, nenhum deles precisam de cotas por exemplo.

Karla Cristina
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens: 710
flag: Brasil
Data de inscrição: 24/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por nandokiss em Sex 09 Set 2011, 3:20 pm

sou contra o sitema de cotas para negros, como esta organizado hoje, mas acho que as associações afro deve lutar por seus direitos.
Em 400 anos de colonização, os negros foram tratados como animais, trazidos aqui à força e depois relegados a miséria.
Quanto as mulheres, a violencia domética é algo serio. alem de violentadas, muitas mulheres sao espancadas e mortas pelos maridos e namorados.
quanto aos homossexuais, crimes sao cometidos contra eles todos os dias. os grupos neo-nazistas operam muito em nosso páis. Isso nao pode ocorrer!

Até sociedades rusticas, como a hebraica, do velho testamento protegiam as viúvas, e até os escravos.
esquecer as minorias é construir uma sociedade violenta. oh my


Ergueu a maleta e

acompanhou o homem (...). Contornaram a praça e enviesaram pela rua

larga depois do viaduto.

Samuel rawet

nandokiss
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens: 982
Idade: 40
Localização: Brasília
flag: Canada
Data de inscrição: 09/09/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por abençoado em Sex 09 Set 2011, 3:31 pm

Jan Mozol escreveu:
nandokiss escreveu:Que texto "fascistão".
Até nos EUA, na Europa inteira se protegem as minorias.
Uma sociedade que nao protege as minorias começa a matar pessoas, como em São paulo, com o assassinato de tantos homossexuais. É a volta à bárbarie.
Foi massacrando as minorias (judeus, ciganos, testemunhas de jeová) que os nazistas quase destruiram o mundo... oh my
Nando, o que vc tem que entender é que proteger minorias não é impor algo a maioria.
Quanto a assassinatos de homossexuais em sp,o que é tanto??
Consegue desmembrar entre crimes de ódio e assassinatos comuns??
Matar 100 mulheres em brigas de casais tem menos peso que 1 de gays??

Sem dúvida!

:chapeu:

abençoado
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens: 1851
flag: Estados Unidos
Data de inscrição: 22/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por Karla Cristina em Sex 09 Set 2011, 6:46 pm

nandokiss escreveu:sou contra o sitema de cotas para negros, como esta organizado hoje, mas acho que as associações afro deve lutar por seus direitos.
Em 400 anos de colonização, os negros foram tratados como animais, trazidos aqui à força e depois relegados a miséria.
Quanto as mulheres, a violencia domética é algo serio. alem de violentadas, muitas mulheres sao espancadas e mortas pelos maridos e namorados.
quanto aos homossexuais, crimes sao cometidos contra eles todos os dias. os grupos neo-nazistas operam muito em nosso páis. Isso nao pode ocorrer!

Até sociedades rusticas, como a hebraica, do velho testamento protegiam as viúvas, e até os escravos.
esquecer as minorias é construir uma sociedade violenta. oh my

Isso ficou no passado, eles não precisam mais de ter privilegios. Precisam é arregaçarem as mangas e irem a luta, eles tem todo espaço para isso. Como diz kennedy:

"ask not what your country can do for you - ask what you can do for your country" (não pergunte o que o país pode fazer por você e sim o que você pode fazer pelo país).

Chega de coitadismo.

Karla Cristina
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens: 710
flag: Brasil
Data de inscrição: 24/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por Karla Cristina em Sab 10 Set 2011, 2:00 pm

nandokiss escreveu:
Quanto as mulheres, a violencia domética é algo serio. alem de violentadas, muitas mulheres sao espancadas e mortas pelos maridos e namorados.
quanto aos homossexuais, crimes sao cometidos contra eles todos os dias. os grupos neo-nazistas operam muito em nosso páis. Isso nao pode ocorrer!

Sobre as mulheres, a lei já as protegiam antes da lei Maria da Penha. o problema que nosso judiciário é lento, deveriam ter resolvido isso e não criarem uma nova lei.

Como assim, os neo-nazista operam muito em nosso país? De onde vc tirou isso? Não compre tudo o que o grupo GLS te vende.

Karla Cristina
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens: 710
flag: Brasil
Data de inscrição: 24/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por Jan Mozol em Sab 10 Set 2011, 9:32 pm

Com certeza,a coisa é mais intrincada.


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens: 3536
Idade: 52
flag: Argentina
Data de inscrição: 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura todos iguais

Mensagem por sabino-sp em Sab 10 Set 2011, 10:59 pm

[quote="Karla Cristina"]

Karla pra mim são todos iguais não vejo as pessoas pela cor da pele nem vejo as mulheres de forma inferiores ,agora gays lesbicas e afins prefiro não opinar são opções sexuais cada hum cada hum mas tou fora disto
sou contra este negócio de previlégios devia-mos nos respeitar e tratar como iguais e cada um lutar dentro de suas possibilidades pelo melhor em sua vida agora homem que bate em mulher deve mofar na cadeia é minha opinião

sabino-sp
Sol
Sol

Número de Mensagens: 2158
Idade: 61
Localização: Santo André - São Paulo
flag: Brasil
Data de inscrição: 13/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por Karla Cristina em Dom 11 Set 2011, 12:02 pm

[quote="sabino-sp"]
Karla Cristina escreveu:

Karla pra mim são todos iguais não vejo as pessoas pela cor da pele nem vejo as mulheres de forma inferiores ,agora gays lesbicas e afins prefiro não opinar são opções sexuais cada hum cada hum mas tou fora disto
sou contra este negócio de previlégios devia-mos nos respeitar e tratar como iguais e cada um lutar dentro de suas possibilidades pelo melhor em sua vida agora homem que bate em mulher deve mofar na cadeia é minha opinião

Este tipo de pensamento é vingativo e na minha opinião anti-cristão.

A maioria dos casos que conheço de agressão está relacionado a bebida. Jamais, never, discuta com uma pessoa que esteja alcoolizada. A solução não é enfiar a pessoa na cadeia, mas tirar a bebida da pessoa. Conheço pessoas que eram agressivas e que hoje pararam de beber e são doceis.

Tudo na vida tem uma solução, castigos radicais nem sempre é a solução, porque a família precisa do marido.

Karla Cristina
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens: 710
flag: Brasil
Data de inscrição: 24/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por Convidad em Dom 11 Set 2011, 12:50 pm

sabino-sp escreveu:
Karla pra mim são todos iguais não vejo as pessoas pela cor da pele nem vejo as mulheres de forma inferiores ,agora gays lesbicas e afins prefiro não opinar são opções sexuais cada hum cada hum mas tou fora disto
sou contra este negócio de previlégios devia-mos nos respeitar e tratar como iguais e cada um lutar dentro de suas possibilidades pelo melhor em sua vida agora homem que bate em mulher deve mofar na cadeia é minha opinião

Sabino,
quem aqui não se descontrolou nenhuma vez , mesmo que seja gesticulando, mandando a pessoa ia pastar, xingando ? "a boca fala do que o coração tá cheio", NÓS - TODOS temos coração corrompido pelo pecado, porque você acha que alguém que perde a cabeça eventualmente, seria pior do que eu ou você? , os 'certinhos' ?...... Porque a sociedade lhe vendeu que determinos erros são 'indesculpáveis' que os outros, MAS pode ser que uma pessoa que agrida outra, ser em paralelo uma pessoa que ama a esposa, que quer o bem dela, ENQUANTO outro que nunca teve este delito-deslize, pode estar a traindo em bordéis, pouco se lixando para sua felicidade.

temos que nos esforçar em ver além do que a sociedade nos impõe, pois a sociedade quer mesmo a destruição dos lares, e para isto ela faz o jogo de jogar o sério, no mesmo balaio do não tão sério, ou passageiro. Se você se escandaliza com isto, te digo que NA BIBLIA Deus orienta que a mulher que for agredida SUPORTE, sem se separar do marido. Porque isto ? porque DEUS é nosso juiz particular, se alguém tem jeito, Deus emenda, se não tem, Deus até mata, mas quando achamos que é o secularismo que nos dará toda a segurança, acabaremos por comprar alguns conceitos dos seculares, vem no mesmo embrulho.

Então, para não haver mal etendido, NÃO à agressão, mas também NÃO à vontade de vingar-se da pessoa, ao invés de reparar os erros, seja de quem for culpado (ou você acharia, por um exemplo que também acontece, culpado um marido que desse um tapa na esposa, que acabou de saber que o traiu ? eu entenderia e perdoaria esta pessoa sem pensar duas vezes, mas as feministas e a lei NÃO!).



Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura casos

Mensagem por sabino-sp em Dom 11 Set 2011, 1:01 pm

[quote="Karla Cristina"]
sabino-sp escreveu:
Karla Cristina escreveu:

Karla pra mim são todos iguais não vejo as pessoas pela cor da pele nem vejo as mulheres de forma inferiores ,agora gays lesbicas e afins prefiro não opinar são opções sexuais cada hum cada hum mas tou fora disto
sou contra este negócio de previlégios devia-mos nos respeitar e tratar como iguais e cada um lutar dentro de suas possibilidades pelo melhor em sua vida agora homem que bate em mulher deve mofar na cadeia é minha opinião

Este tipo de pensamento é vingativo e na minha opinião anti-cristão.

A maioria dos casos que conheço de agressão está relacionado a bebida. Jamais, never, discuta com uma pessoa que esteja alcoolizada. A solução não é enfiar a pessoa na cadeia, mas tirar a bebida da pessoa. Conheço pessoas que eram agressivas e que hoje pararam de beber e são doceis.

Tudo na vida tem uma solução, castigos radicais nem sempre é a solução, porque a família precisa do marido.

Tem casos e casos
Talves não tenha me explicado bem.....no caso de alguma desavença discussão se perdea cabeça depois se desculpa e volta ao normal são coisas de casal ninguem aqui esta condenando isto, estou falando de espancamento em que a mulher fica desfigurada como temos visto nos noticiários raiva ódio vontade de matar destruir a companheira e éla fica com ele por não ter opção ou medo eu sempre respeitei a minha discussaõ ja ouve muitas mas nunca levantei minha mão contra éla se vçs acham que mulher deve se sujeitar a isto opinião de vçs

sabino-sp
Sol
Sol

Número de Mensagens: 2158
Idade: 61
Localização: Santo André - São Paulo
flag: Brasil
Data de inscrição: 13/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por Karla Cristina em Dom 11 Set 2011, 1:22 pm

sabino-sp escreveu:
Tem casos e casos
Talves não tenha me explicado bem.....no caso de alguma desavença discussão se perdea cabeça depois se desculpa e volta ao normal são coisas de casal ninguem aqui esta condenando isto, estou falando de espancamento em que a mulher fica desfigurada como temos visto nos noticiários raiva ódio vontade de matar destruir a companheira e éla fica com ele por não ter opção ou medo eu sempre respeitei a minha discussaõ ja ouve muitas mas nunca levantei minha mão contra éla se vçs acham que mulher deve se sujeitar a isto opinião de vçs

A maioria dos casos é esse mesmo, só que com a lei maria da penha, essa "desavença" acaba virando coisa de cadeia. Intolerância zero na sociedade com relação ao caso. Assim temos muito mais separação na sociedade,casos recuperáveis se tornam irrecuperáveis.

Karla Cristina
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens: 710
flag: Brasil
Data de inscrição: 24/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por Eterna em Dom 11 Set 2011, 4:32 pm

nandokiss escreveu:Que texto "fascistão".
Até nos EUA, na Europa inteira se protegem as minorias.
Uma sociedade que nao protege as minorias começa a matar pessoas, como em São paulo, com o assassinato de tantos homossexuais. É a volta à bárbarie.
Foi massacrando as minorias (judeus, ciganos, testemunhas de jeová) que os nazistas quase destruiram o mundo... oh my

Faço minha as suas palavras!


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens: 3175
Localização: Sampa
flag: Brasil
Data de inscrição: 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por Eterna em Dom 11 Set 2011, 4:36 pm

Jan Mozol escreveu:
nandokiss escreveu:Que texto "fascistão".
Até nos EUA, na Europa inteira se protegem as minorias.
Uma sociedade que nao protege as minorias começa a matar pessoas, como em São paulo, com o assassinato de tantos homossexuais. É a volta à bárbarie.
Foi massacrando as minorias (judeus, ciganos, testemunhas de jeová) que os nazistas quase destruiram o mundo... oh my
Nando, o que vc tem que entender é que proteger minorias não é impor algo a maioria.
Quanto a assassinatos de homossexuais em sp,o que é tanto??
Consegue desmembrar entre crimes de ódio e assassinatos comuns??
Matar 100 mulheres em brigas de casais tem menos peso que 1 de gays??

Nunca se impõe nada a maioria porque a minoria, por si mesmo, já é voto vencido. Não entendi o que você defende!


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens: 3175
Localização: Sampa
flag: Brasil
Data de inscrição: 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por Eterna em Dom 11 Set 2011, 5:02 pm

[quote="Karla Cristina"]
nandokiss escreveu:Que texto "fascistão".
Até nos EUA, na Europa inteira se protegem as minorias.
Uma sociedade que nao protege as minorias começa a matar pessoas, como em São paulo, com o assassinato de tantos homossexuais. É a volta à bárbarie.
Foi massacrando as minorias (judeus, ciganos, testemunhas de jeová) que os nazistas quase destruiram o mundo... oh my

O texto não é "fascistão" quequieh Ele não privilegia nem exalta ninguém, ele horroriza a forma de tratar com privilegio certas classes, afinal somos todos iguais.

O texto defende a classe dominante - brancos heteros que parecem sentir-se incomodados com a briga pela igualdade. A frase feita "somos todos iguais" funciona na teoria, mas na prática este fórum é a maior prova do tiro no pé.

Não estamos falando dos Estados Unidos, que tem problemas sérios com racismo e muito menos da europa libertina, estamos falando do Brasil. Aqui sempre vivemos bem com as diferenças, dividir as categorias como o PT está fazendo, que está o grande problema. Todas ações extremadas, chamam atenção de grupos extremados.

Na sequência ... este fórum é a maior prova do tiro no pé. O problema do racismo nos EUA, a europa libertina e a mentira de que vivemos bem com as diferenças é prova suficiente de que não somos considerados todos iguais.

O texto já fala por si só, ele exemplifica, mostra que o Arthur que escreveu a matéria está envolvido com direitos humanos, que sempre foi a favor destas classes, mas que hoje está havendo um disparate com que nossa politica esta tratando o caso. Os brancos também foram escravos. Os homens também fazem parte da nossa família, sem eles seria impossível constitui-la, mereceriam uma atenção igual relacionado ao caso. Os homos já tem os mesmos direitos dos hetero, de casar, nenhum deles precisam de cotas por exemplo.

O Arthur perdeu uma boa oportunidade de ficar calado. As orelhas dele estão na frente do meu monitor. É evidente que não me dei ao trabalho de ler o post inteiro, afinal quando se chega na parte que diz: "...pelo menos uma das "minorias historicamente oprimidas" (mulheres, negros e gays) precisam de garantias legais especiais e que os indivíduos que pertencem a "maioria historicamente opressora" (homens brancos heterossexuais) não precisam dos mesmos direitos e garantias" destruiu minha boa vontade. A verdade é que não dá para saber exatamente quais direitos e garantias a maioria dominante deseja que já não as tenha e criar leis para aceitação do ser humano é deixar efetivamente estabelecido e caracterizado a existencia das diferenças.



Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens: 3175
Localização: Sampa
flag: Brasil
Data de inscrição: 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por Convidad em Dom 11 Set 2011, 5:03 pm

Eterna escreveu:
nandokiss escreveu:Que texto "fascistão".
Até nos EUA, na Europa inteira se protegem as minorias.
Uma sociedade que nao protege as minorias começa a matar pessoas, como em São paulo, com o assassinato de tantos homossexuais. É a volta à bárbarie.
Foi massacrando as minorias (judeus, ciganos, testemunhas de jeová) que os nazistas quase destruiram o mundo... oh my

Faço minha as suas palavras!


falácia braba.
'não se protege as minorias' <> JÁ EXISTIR lei que protege TANTO a maioria, QUANTO a minoria (caso dos homos da paulistas).

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por Convidad em Dom 11 Set 2011, 5:05 pm

[quote="Eterna"]
Karla Cristina escreveu:
nandokiss escreveu:Que texto "fascistão".
Até nos EUA, na Europa inteira se protegem as minorias.
Uma sociedade que nao protege as minorias começa a matar pessoas, como em São paulo, com o assassinato de tantos homossexuais. É a volta à bárbarie.
Foi massacrando as minorias (judeus, ciganos, testemunhas de jeová) que os nazistas quase destruiram o mundo... oh my

O texto não é "fascistão" quequieh Ele não privilegia nem exalta ninguém, ele horroriza a forma de tratar com privilegio certas classes, afinal somos todos iguais.

O texto defende a classe dominante - brancos heteros que parecem sentir-se incomodados com a briga pela igualdade. A frase feita "somos todos iguais" funciona na teoria, mas na prática este fórum é a maior prova do tiro no pé.

Não estamos falando dos Estados Unidos, que tem problemas sérios com racismo e muito menos da europa libertina, estamos falando do Brasil. Aqui sempre vivemos bem com as diferenças, dividir as categorias como o PT está fazendo, que está o grande problema. Todas ações extremadas, chamam atenção de grupos extremados.

Na sequência ... este fórum é a maior prova do tiro no pé. O problema do racismo nos EUA, a europa libertina e a mentira de que vivemos bem com as diferenças é prova suficiente de que não somos considerados todos iguais.

O texto já fala por si só, ele exemplifica, mostra que o Arthur que escreveu a matéria está envolvido com direitos humanos, que sempre foi a favor destas classes, mas que hoje está havendo um disparate com que nossa politica esta tratando o caso. Os brancos também foram escravos. Os homens também fazem parte da nossa família, sem eles seria impossível constitui-la, mereceriam uma atenção igual relacionado ao caso. Os homos já tem os mesmos direitos dos hetero, de casar, nenhum deles precisam de cotas por exemplo.

O Arthur perdeu uma boa oportunidade de ficar calado. As orelhas dele estão na frente do meu monitor. É evidente que não me dei ao trabalho de ler o post inteiro, afinal quando se chega na parte que diz: "...pelo menos uma das "minorias historicamente oprimidas" (mulheres, negros e gays) precisam de garantias legais especiais e que os indivíduos que pertencem a "maioria historicamente opressora" (homens brancos heterossexuais) não precisam dos mesmos direitos e garantias" destruiu minha boa vontade. A verdade é que não dá para saber exatamente quais direitos e garantias a maioria dominante deseja que já não as tenha e criar leis para aceitação do ser humano é deixar efetivamente estabelecido e caracterizado a existencia das diferenças.



isto se chama queixuminho...
nada de substantivo argumentativamente.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por Eterna em Dom 11 Set 2011, 7:42 pm

Articulador escreveu:
Eterna escreveu:
nandokiss escreveu:Que texto "fascistão".
Até nos EUA, na Europa inteira se protegem as minorias.
Uma sociedade que nao protege as minorias começa a matar pessoas, como em São paulo, com o assassinato de tantos homossexuais. É a volta à bárbarie.
Foi massacrando as minorias (judeus, ciganos, testemunhas de jeová) que os nazistas quase destruiram o mundo... oh my

Faço minha as suas palavras!


falácia braba.
'não se protege as minorias' <> JÁ EXISTIR lei que protege TANTO a maioria, QUANTO a minoria (caso dos homos da paulistas).

:riii:
Tomara que eu não seja banida por ter tido uma crise de riso!


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens: 3175
Localização: Sampa
flag: Brasil
Data de inscrição: 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por Convidad em Dom 11 Set 2011, 8:00 pm

Eterna escreveu:
Articulador escreveu:
Eterna escreveu:
nandokiss escreveu:Que texto "fascistão".
Até nos EUA, na Europa inteira se protegem as minorias.
Uma sociedade que nao protege as minorias começa a matar pessoas, como em São paulo, com o assassinato de tantos homossexuais. É a volta à bárbarie.
Foi massacrando as minorias (judeus, ciganos, testemunhas de jeová) que os nazistas quase destruiram o mundo... oh my

Faço minha as suas palavras!

falácia braba.
'não se protege as minorias' <> JÁ EXISTIR lei que protege TANTO a maioria, QUANTO a minoria (caso dos homos da paulistas).

:riii:
Tomara que eu não seja banida por ter tido uma crise de riso!

Acho que não, afinal é comum por estas bandas os fracos de argumentos não terem outro recurso mesmo..rs

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por Eterna em Dom 11 Set 2011, 8:08 pm

Articulador escreveu:
Eterna escreveu:
Articulador escreveu:
Eterna escreveu:
nandokiss escreveu:Que texto "fascistão".
Até nos EUA, na Europa inteira se protegem as minorias.
Uma sociedade que nao protege as minorias começa a matar pessoas, como em São paulo, com o assassinato de tantos homossexuais. É a volta à bárbarie.
Foi massacrando as minorias (judeus, ciganos, testemunhas de jeová) que os nazistas quase destruiram o mundo... oh my

Faço minha as suas palavras!

falácia braba.
'não se protege as minorias' <> JÁ EXISTIR lei que protege TANTO a maioria, QUANTO a minoria (caso dos homos da paulistas).

:riii:
Tomara que eu não seja banida por ter tido uma crise de riso!

Acho que não, afinal é comum por estas bandas os fracos de argumentos não terem outro recurso mesmo..rs

Absolutamente! Ou você é ingênuo demais ou quer sair pela tangente. No exemplo que você citou, o processo corre por agressão - que sempre foi crime. Isto significa que se a vítima fosse um negro, palmerense, cristão, deficiente, etc. o crime é de agressão. Fim!


Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens: 3175
Localização: Sampa
flag: Brasil
Data de inscrição: 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por Convidad em Dom 11 Set 2011, 8:21 pm

Eterna escreveu:

Absolutamente! Ou você é ingênuo demais ou quer sair pela tangente. No exemplo que você citou, o processo corre por agressão - que sempre foi crime. Isto significa que se a vítima fosse um negro, palmerense, cristão, deficiente, etc. o crime é de agressão. Fim!

Filha, ninguém lhe perguntou o enquadramento legal, eu disse que JÁ EXISTE LEI para defender JUSTAMENTE de agressão a QUALQUER cidadão (dai a falácia de requerer leis para minorias neste tema), então você que se acha tão 'esperta', se auto-refutou....rs

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por Eterna em Dom 11 Set 2011, 8:53 pm

Articulador escreveu:
Eterna escreveu:

Absolutamente! Ou você é ingênuo demais ou quer sair pela tangente. No exemplo que você citou, o processo corre por agressão - que sempre foi crime. Isto significa que se a vítima fosse um negro, palmerense, cristão, deficiente, etc. o crime é de agressão. Fim!

Filha, ninguém lhe perguntou o enquadramento legal, eu disse que JÁ EXISTE LEI para defender JUSTAMENTE de agressão a QUALQUER cidadão (dai a falácia de requerer leis para minorias neste tema), então você que se acha tão 'esperta', se auto-refutou....rs

Eu entendi bem o que você quis dizer. Mas eu estou dizendo - presta bastante atenção - não se pode criar leis especificando diferenciação.
- Comete crime quem agride outra pessoa.
- Comete crime quem agride gays.
E quem se auto-refuta é você porque lá em cima eu disse que a classe dominante já tem todas as garantias e não se pode estabelecer leis para as diferenças sob pena de caracterizá-las como existentes e ter sido negligenciadas até hoje.
Olha só sua resposta:

isto se chama queixuminho...
nada de substantivo argumentativamente




Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.

Eterna
Sirius
Sirius

Número de Mensagens: 3175
Localização: Sampa
flag: Brasil
Data de inscrição: 17/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Leitura Re: Pensar não dói - Assunto sobre igualdades (interessante)

Mensagem por nandokiss em Dom 11 Set 2011, 9:45 pm

O articulador é neoliberal e contra a defesa das minorias...

e cristão.

e eu, por ser agnóstico e comunista, nao tenho valores, sou amoral... :risadinha:
mas defendo as minorias...
* é claro que nao ha regulamentação em varias areas quanto aos direitos das minorias. Quando um dos membros de um casal gay morre e eles construiram um patrimônio, quem herda é a familia do morto. o outro fica na saudade, sai de mãos abanando...


aproveitando o topico: grande parte dos evangelicos é a favor da pena de morte em relação a crimes hediondos...

eu sou contra. Nos EUA, as pessoas sao mortas por injeções letais!!



Ergueu a maleta e

acompanhou o homem (...). Contornaram a praça e enviesaram pela rua

larga depois do viaduto.

Samuel rawet

nandokiss
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens: 982
Idade: 40
Localização: Brasília
flag: Canada
Data de inscrição: 09/09/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum