.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
65 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 65 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Vigência das Leis mosaícas - parte III

Página 40 de 40 Anterior  1 ... 21 ... 38, 39, 40

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Só para hoje é que vale o argumento das ações dos sacerdotes aos sábados? Por quê?!

Mensagem por A. Guimarães em Sex 27 Maio 2011, 11:21 pm

Afinal, Jesus guardava o sábado ou não? Onde está escrito que é PECADO comer e curar no dia de sábado? Os discípulos estavam colhendo as espigas de trigo (ou cevada) para comê-las NO ATO, não para vender na feira.

E a expressão de que os sacerdotes “violam” o sábado e ficam sem culpa é usada retoricamente. SEMPRE, ao longo da história, isso ocorria com os atos de culto deles. O engraçado é que AGORA usam esse argumento para justificar a quebra do sábado, um tipo de argumentação que NÃO HONRA A INTELIGÊNCIA de quem disso se vale.

Ora, vejam em Jer. 17:21, 22, 27 que os judeus foram para o cativeiro por causa do violação do sábado. Poderiam, então, alegar: “O Senhor não pode nos castigar por violarmos o sábado, pois os sacerdotes o violam regularmente toda semana, e ficam sem culpa. . .” Por que isso é utilizado para violar o sábado EM NOSSO TEMPO, mas não se aplicaria àquele tempo?!

A. Guimarães
¹
¹

Número de Mensagens : 166
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Bernardi em Sab 28 Maio 2011, 12:11 am

A. Guimarães escreveu:Afinal, Jesus guardava o sábado ou não? Onde está escrito que é PECADO comer e curar no dia de sábado? Os discípulos estavam colhendo as espigas de trigo (ou cevada) para comê-las NO ATO, não para vender na feira.

E a expressão de que os sacerdotes “violam” o sábado e ficam sem culpa é usada retoricamente. SEMPRE, ao longo da história, isso ocorria com os atos de culto deles. O engraçado é que AGORA usam esse argumento para justificar a quebra do sábado, um tipo de argumentação que NÃO HONRA A INTELIGÊNCIA de quem disso se vale.

Ora, vejam em Jer. 17:21, 22, 27 que os judeus foram para o cativeiro por causa do violação do sábado. Poderiam, então, alegar: “O Senhor não pode nos castigar por violarmos o sábado, pois os sacerdotes o violam regularmente toda semana, e ficam sem culpa. . .” Por que isso é utilizado para violar o sábado EM NOSSO TEMPO, mas não se aplicaria àquele tempo?!

A questão do sábado é apenas que devemos reservar pelo menos um dia da semana para Deus, o resto é fanatismo ou letra morta.. grande abraço


"Eles também responderão: ‘Senhor, quando te vimos com fome ou com sede ou estrangeiro ou necessitado de roupas ou enfermo ou preso, e não te ajudamos? ’ "Ele responderá: ‘Digo-lhes a verdade: o que vocês deixaram de fazer a alguns destes mais pequeninos, também a mim deixaram de fazê-lo’. "E estes irão para o castigo eterno, mas os justos para a vida eterna".
Mateus 25



Bernardi
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 857
Idade : 42
Localização : Patos - PB
flag : Brasil
Data de inscrição : 21/07/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Bernardi em Sab 28 Maio 2011, 12:37 am

A. Guimarães escreveu: Editado po flood.
silvamelo-adm.

Mas que importância tem esse tipo de debate? Quanto ao Khwey, não vejo opiniões racionais nele, apenas a famosa "visão de túnel" que deixa o homem cego pelo fanatismo, sem enchergar o que está a sua frente.


"Eles também responderão: ‘Senhor, quando te vimos com fome ou com sede ou estrangeiro ou necessitado de roupas ou enfermo ou preso, e não te ajudamos? ’ "Ele responderá: ‘Digo-lhes a verdade: o que vocês deixaram de fazer a alguns destes mais pequeninos, também a mim deixaram de fazê-lo’. "E estes irão para o castigo eterno, mas os justos para a vida eterna".
Mateus 25



Bernardi
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 857
Idade : 42
Localização : Patos - PB
flag : Brasil
Data de inscrição : 21/07/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por David de Oliveira em Sab 28 Maio 2011, 9:30 am

A ORIGEM DA IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA

A Igreja adventista tem duas origens distintas. A primeira está ligada ao nome ADVENTISTA. Não era para ser uma nova igreja, mas era uma crença na segunda vinda de Cristo pregada pelo pastor Guilherme Miller. A segunda está ligada ao nome SÉTIMO DIA, totalmente contrária a fé de Miller e implantado por uma mulher chamada Ellen G. White.

A crença do adventismo foi iniciada em 1818, por Guilherme Miller, um fazendeiro americano. Sua família foi toda batista. Havia entre seus primos alguns que eram pastores batistas. Mesmo assim desviou-se em 1810, e só regressou depois de ter servido o exército em 1814. Ao aceitar Jesus mergulhou ele num profundo exame da Bíblia. Atraíram-no particularmente as passagens de Daniel e do Apocalipse, levando-o a investigar a data mais provável do fim do mundo.

Já em 1818, fixara Miller a data do fim do mundo (ou advento, de onde vem o nome adventistas), para o ano de 1843. Diz ter ouvido uma voz interior que lhe insistiu: "Vá e di-lo ao mundo". Desde então, ajudado por muitas igrejas batistas, metodistas e congregacionais, proclamava o ADVENTO. Pregou o advento durante dez anos por toda a costa oriental dos EUA. Muitos de seus ouvintes começaram a pregar também. Assim o advento se espalhou como uma febre epidêmica.
Pessoas houve que começaram a preparar o vestuário para o dia da ascensão. Passando o ano de 1843 sem o fim do mundo, o profeta Miller marcou-o para o dia 21 de Março de 1844. Neste dia, milhares de pessoas, vestidas de branco, passaram a noite toda esperando Jesus. Foram decepcionados. Miller descobriu que estava errado. Voltou à sua congregação e pediu desculpas por tão grave erro. Até voltou a ser um pastor batista. Infelizmente o mesmo não se deu com alguns de seus seguidores, que a partir de 1844, formaram o movimento do ADVENTISMO.
De 1844 a 1860, os seguidores de Miller, sendo uma boa porcentagem deles batistas excluídos, foram conhecidos apenas como adventistas. Continuaram na insistência por datas. Quase uma por ano até o ano de 1877.

Entre os fiéis seguidores de Miller estava a senhora Ellen G. White, que, depois de ver fracassadas outras tentativas de marcação de datas, afirmou ter tido visões dos céus que lhe revelaram toda a verdade. Afirmava ela que o santuário de Daniel 8,13-14, está no céu e não na terra. Cristo teria vindo em 22 de Outubro de 1844 a esse santuário celestial. A próxima visão de Ellen foi sobre a guarda do sábado, de onde surgiu o complemento do nome Adventista do Sétimo Dia. Diz a Sra. White que teve uma visão onde havia uma arca no céu e nela estavam escritos os dez mandamentos. Dos mandamentos se destacava o quarto, porque se apresentava dentro de um círculo de luz. Entendeu ela que esse mandamento precisava receber maior atenção que os outros. Sua mensagem foi aceita pelos membros do adventismo e foi assim que surgiu a Igreja Adventista do Sétimo Dia.


Última edição por David de Oliveira em Sab 28 Maio 2011, 9:31 am, editado 1 vez(es)


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8359
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Convidad em Sab 28 Maio 2011, 9:30 am


isto não deveria ser chamado de 'réplica' por nenhum homem inteligente, mas para você não choramingar , dei a tréplica devida , portanto não flood mais este assunto que já está sendo resolvido em outro tópico .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Eduardo em Sab 28 Maio 2011, 10:24 am

Quando o flood parte de quem não é adventista o articulador finge que não vê, o post abaixo não tem nada a ver com este tópico e mesmo assim nada foi feito.
David de Oliveira escreveu:A ORIGEM DA IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA

A Igreja adventista tem duas origens distintas. A primeira está ligada ao nome ADVENTISTA. Não era para ser uma nova igreja, mas era uma crença na segunda vinda de Cristo pregada pelo pastor Guilherme Miller. A segunda está ligada ao nome SÉTIMO DIA, totalmente contrária a fé de Miller e implantado por uma mulher chamada Ellen G. White.

A crença do adventismo foi iniciada em 1818, por Guilherme Miller, um fazendeiro americano. Sua família foi toda batista. Havia entre seus primos alguns que eram pastores batistas. Mesmo assim desviou-se em 1810, e só regressou depois de ter servido o exército em 1814. Ao aceitar Jesus mergulhou ele num profundo exame da Bíblia. Atraíram-no particularmente as passagens de Daniel e do Apocalipse, levando-o a investigar a data mais provável do fim do mundo.

Já em 1818, fixara Miller a data do fim do mundo (ou advento, de onde vem o nome adventistas), para o ano de 1843. Diz ter ouvido uma voz interior que lhe insistiu: "Vá e di-lo ao mundo". Desde então, ajudado por muitas igrejas batistas, metodistas e congregacionais, proclamava o ADVENTO. Pregou o advento durante dez anos por toda a costa oriental dos EUA. Muitos de seus ouvintes começaram a pregar também. Assim o advento se espalhou como uma febre epidêmica.
Pessoas houve que começaram a preparar o vestuário para o dia da ascensão. Passando o ano de 1843 sem o fim do mundo, o profeta Miller marcou-o para o dia 21 de Março de 1844. Neste dia, milhares de pessoas, vestidas de branco, passaram a noite toda esperando Jesus. Foram decepcionados. Miller descobriu que estava errado. Voltou à sua congregação e pediu desculpas por tão grave erro. Até voltou a ser um pastor batista. Infelizmente o mesmo não se deu com alguns de seus seguidores, que a partir de 1844, formaram o movimento do ADVENTISMO.
De 1844 a 1860, os seguidores de Miller, sendo uma boa porcentagem deles batistas excluídos, foram conhecidos apenas como adventistas. Continuaram na insistência por datas. Quase uma por ano até o ano de 1877.

Entre os fiéis seguidores de Miller estava a senhora Ellen G. White, que, depois de ver fracassadas outras tentativas de marcação de datas, afirmou ter tido visões dos céus que lhe revelaram toda a verdade. Afirmava ela que o santuário de Daniel 8,13-14, está no céu e não na terra. Cristo teria vindo em 22 de Outubro de 1844 a esse santuário celestial. A próxima visão de Ellen foi sobre a guarda do sábado, de onde surgiu o complemento do nome Adventista do Sétimo Dia. Diz a Sra. White que teve uma visão onde havia uma arca no céu e nela estavam escritos os dez mandamentos. Dos mandamentos se destacava o quarto, porque se apresentava dentro de um círculo de luz. Entendeu ela que esse mandamento precisava receber maior atenção que os outros. Sua mensagem foi aceita pelos membros do adventismo e foi assim que surgiu a Igreja Adventista do Sétimo Dia.


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Convidad em Sab 28 Maio 2011, 10:31 am

Eduardo escreveu:Quando o flood parte de quem não é adventista o articulador finge que não vê, o post abaixo não tem nada a ver com este tópico e mesmo assim nada foi feito.
David de Oliveira escreveu:A ORIGEM DA IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA

A Igreja adventista tem duas origens distintas. A primeira está ligada ao nome ADVENTISTA. Não era para ser uma nova igreja, mas era uma crença na segunda vinda de Cristo pregada pelo pastor Guilherme Miller. A segunda está ligada ao nome SÉTIMO DIA, totalmente contrária a fé de Miller e implantado por uma mulher chamada Ellen G. White.

A crença do adventismo foi iniciada em 1818, por Guilherme Miller, um fazendeiro americano. Sua família foi toda batista. Havia entre seus primos alguns que eram pastores batistas. Mesmo assim desviou-se em 1810, e só regressou depois de ter servido o exército em 1814. Ao aceitar Jesus mergulhou ele num profundo exame da Bíblia. Atraíram-no particularmente as passagens de Daniel e do Apocalipse, levando-o a investigar a data mais provável do fim do mundo.

Já em 1818, fixara Miller a data do fim do mundo (ou advento, de onde vem o nome adventistas), para o ano de 1843. Diz ter ouvido uma voz interior que lhe insistiu: "Vá e di-lo ao mundo". Desde então, ajudado por muitas igrejas batistas, metodistas e congregacionais, proclamava o ADVENTO. Pregou o advento durante dez anos por toda a costa oriental dos EUA. Muitos de seus ouvintes começaram a pregar também. Assim o advento se espalhou como uma febre epidêmica.
Pessoas houve que começaram a preparar o vestuário para o dia da ascensão. Passando o ano de 1843 sem o fim do mundo, o profeta Miller marcou-o para o dia 21 de Março de 1844. Neste dia, milhares de pessoas, vestidas de branco, passaram a noite toda esperando Jesus. Foram decepcionados. Miller descobriu que estava errado. Voltou à sua congregação e pediu desculpas por tão grave erro. Até voltou a ser um pastor batista. Infelizmente o mesmo não se deu com alguns de seus seguidores, que a partir de 1844, formaram o movimento do ADVENTISMO.
De 1844 a 1860, os seguidores de Miller, sendo uma boa porcentagem deles batistas excluídos, foram conhecidos apenas como adventistas. Continuaram na insistência por datas. Quase uma por ano até o ano de 1877.

Entre os fiéis seguidores de Miller estava a senhora Ellen G. White, que, depois de ver fracassadas outras tentativas de marcação de datas, afirmou ter tido visões dos céus que lhe revelaram toda a verdade. Afirmava ela que o santuário de Daniel 8,13-14, está no céu e não na terra. Cristo teria vindo em 22 de Outubro de 1844 a esse santuário celestial. A próxima visão de Ellen foi sobre a guarda do sábado, de onde surgiu o complemento do nome Adventista do Sétimo Dia. Diz a Sra. White que teve uma visão onde havia uma arca no céu e nela estavam escritos os dez mandamentos. Dos mandamentos se destacava o quarto, porque se apresentava dentro de um círculo de luz. Entendeu ela que esse mandamento precisava receber maior atenção que os outros. Sua mensagem foi aceita pelos membros do adventismo e foi assim que surgiu a Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Primeiro você é bem ciente que isto foi pouco tempo atrás, segundo :
eu deixei de propósito Eduardo , já que o Azenilto já tem DEZENA de floods já no fórum, queria ver se vocês iam reclamar deste, que tenho certeza que o Davi também colocou no estilo 'tu quoque', para mostrar como é 'gostoso' ficar floodando. Aí ia esperar justamente você reclamar, porque não perde esta mania de corporativismo, para te dar a opção de OU EDITAR TODOS , OU NENHUM ! Que acha ? Posso editar este do David, e depois os do Azenilton ? Sim ou Não ?

é fácil reclamar , mais difícil é todos seguirem o que tem que ser seguido.
vou aguardar tua resposta.



Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Eduardo em Sab 28 Maio 2011, 10:39 am

Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:Quando o flood parte de quem não é adventista o articulador finge que não vê, o post abaixo não tem nada a ver com este tópico e mesmo assim nada foi feito.
David de Oliveira escreveu:A ORIGEM DA IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA

A Igreja adventista tem duas origens distintas. A primeira está ligada ao nome ADVENTISTA. Não era para ser uma nova igreja, mas era uma crença na segunda vinda de Cristo pregada pelo pastor Guilherme Miller. A segunda está ligada ao nome SÉTIMO DIA, totalmente contrária a fé de Miller e implantado por uma mulher chamada Ellen G. White.

A crença do adventismo foi iniciada em 1818, por Guilherme Miller, um fazendeiro americano. Sua família foi toda batista. Havia entre seus primos alguns que eram pastores batistas. Mesmo assim desviou-se em 1810, e só regressou depois de ter servido o exército em 1814. Ao aceitar Jesus mergulhou ele num profundo exame da Bíblia. Atraíram-no particularmente as passagens de Daniel e do Apocalipse, levando-o a investigar a data mais provável do fim do mundo.

Já em 1818, fixara Miller a data do fim do mundo (ou advento, de onde vem o nome adventistas), para o ano de 1843. Diz ter ouvido uma voz interior que lhe insistiu: "Vá e di-lo ao mundo". Desde então, ajudado por muitas igrejas batistas, metodistas e congregacionais, proclamava o ADVENTO. Pregou o advento durante dez anos por toda a costa oriental dos EUA. Muitos de seus ouvintes começaram a pregar também. Assim o advento se espalhou como uma febre epidêmica.
Pessoas houve que começaram a preparar o vestuário para o dia da ascensão. Passando o ano de 1843 sem o fim do mundo, o profeta Miller marcou-o para o dia 21 de Março de 1844. Neste dia, milhares de pessoas, vestidas de branco, passaram a noite toda esperando Jesus. Foram decepcionados. Miller descobriu que estava errado. Voltou à sua congregação e pediu desculpas por tão grave erro. Até voltou a ser um pastor batista. Infelizmente o mesmo não se deu com alguns de seus seguidores, que a partir de 1844, formaram o movimento do ADVENTISMO.
De 1844 a 1860, os seguidores de Miller, sendo uma boa porcentagem deles batistas excluídos, foram conhecidos apenas como adventistas. Continuaram na insistência por datas. Quase uma por ano até o ano de 1877.

Entre os fiéis seguidores de Miller estava a senhora Ellen G. White, que, depois de ver fracassadas outras tentativas de marcação de datas, afirmou ter tido visões dos céus que lhe revelaram toda a verdade. Afirmava ela que o santuário de Daniel 8,13-14, está no céu e não na terra. Cristo teria vindo em 22 de Outubro de 1844 a esse santuário celestial. A próxima visão de Ellen foi sobre a guarda do sábado, de onde surgiu o complemento do nome Adventista do Sétimo Dia. Diz a Sra. White que teve uma visão onde havia uma arca no céu e nela estavam escritos os dez mandamentos. Dos mandamentos se destacava o quarto, porque se apresentava dentro de um círculo de luz. Entendeu ela que esse mandamento precisava receber maior atenção que os outros. Sua mensagem foi aceita pelos membros do adventismo e foi assim que surgiu a Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Primeiro você é bem ciente que isto foi pouco tempo atrás, segundo :
eu deixei de propósito Eduardo , já que o Azenilto já tem DEZENA de floods já no fórum, queria ver se vocês iam reclamar deste...
Como podemos analisar os posts do Azenilto se você os deleta antes de vermos ? Deveria ter feito como eu fia agora, preservá-los para que não reste dúvida.
Aí ia esperar justamente você reclamar, porque não perde esta mania de corporativismo, para te dar a opção de OU EDITAR TODOS , OU NENHUM ! Que acha ? Posso editar este do David, e depois os do Azenilton ? Sim ou Não ?
Faça como eu fiz, mostre que é e por que é flood.


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Convidad em Sab 28 Maio 2011, 10:46 am

Eduardo escreveu:

Primeiro você é bem ciente que isto foi pouco tempo atrás, segundo :
eu deixei de propósito Eduardo , já que o Azenilto já tem DEZENA de floods já no fórum, queria ver se vocês iam reclamar deste...
Como podemos analisar os posts do Azenilto se você os deleta antes de vermos ? Deveria ter feito como eu fia agora, preservá-los para que não reste dúvida.
Aí ia esperar justamente você reclamar, porque não perde esta mania de corporativismo, para te dar a opção de OU EDITAR TODOS , OU NENHUM ! Que acha ? Posso editar este do David, e depois os do Azenilton ? Sim ou Não ?
Faça como eu fiz, mostre que é e por que é flood.

Eu os deleto ? teu corporativismo é tão grande que nem olha mais que a edição foi assinada pelo Silvamelo ? Mas eu concordei , quem aqui não sabe qual é o flood do Azenilton , se ele tem feito questão de postar a MESMA coisa dezena de vez ? Eduardo, respeite nossa inteligência. Como vimos, você não respondeu, o que não dá são 2 pesos, 2 medidas, nada de edição para os adventistas, tudo de edição para os outros.

agora deixemos o tópico fluir.
que estes assuntos devem tratados por outras vias.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Convidad em Sab 28 Maio 2011, 12:40 pm

Tendo em vista a insistência com que as pessoas desejam burlar a regra de Flood, ou a vontade que ela não seja aplicada - letra morta , ou aplicadas apenas para um sub-grupo, tomei o cuidado de fazer um meticuloso detalhametno do que será considerado Flood, em que circunstâncias.

O Forum Gospel informa que não haverá favorecimento de nenhum tipo nesta questão, seja para protestantes, seja para adventistas, seja para católicos , seja para moderadores, seja para administradores, seja para ateus, enfim , é uma regra impessoal que visa o bom andamento dos debates , favor lerem todos os interessados :
http://gospelbrasil.topicboard.net/t5-regras-do-forum-gospel-brasil#111453


Articulador
p/Administrador



Solicito que após leitura deste comunicado, o tópico volte ao tema original, sem nenhum outro desvio,
grato.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Eduardo em Sab 28 Maio 2011, 1:47 pm

James Carrey escreveu:Eduardo,

No que se refere à guarda do sábado, o cristão deve orientar-se pelo calendário gregoriano?
A mudança dos calendários não afetou a ordem dos dias da semana.


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Eduardo em Sab 28 Maio 2011, 1:49 pm

Jefté escreveu:
Gênesis 2 é claro, abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou. O sábado foi separado por Deus, para quem ? ? Para o ser humano. Cristo é clarissimo, o sábado foi FEITO e SEPARADO por Deus por causa do ser humano. Os demais foram feitos para o ser humano trabalhar.
Deus também abençoou todas as criaturas dos mares e as aves do céu:
"E Deus os abençoou, dizendo: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei as águas nos mares; e as aves se multipliquem na terra." (Gen. 1:22)
Por causa disso há algum mandamento oculto e não expresso p/ o homem obedecer ???
Minha resposta em destaque vermelho explica essa dúvida.
Leia o que disse acima pois não quero floodar este fórum.

Da mesma forma Deus abençoou o sétimo dia:
E abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra que Deus criara e fizera." (Gen. 2:3)
O único dia santificado foi o sétimo. Não me force a repetir isso pois será considerado flood. Se insistir nesse argumento você estará floodando e será denunciado.


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

JÁ COMEÇOU A PERSEGUIÇÃO ANTIADVENTISTA

Mensagem por A. Guimarães em Sab 28 Maio 2011, 4:56 pm


Tive outro texto BRUTALMENTE cortado sem que eu nem sequer tenha feito citações. É claro e óbvio que tem gente aqui DOIDINHA para se livrar de minhas participações. Já vi esse filme antes.

Gente que NÃO TEM ARGUMENTOS BÍBLICOS VÁLIDOS e agora vêm com DISTORÇÕES HISTÓRICAS porque querem se ver livres dos ensinos "inconvenientes" que defendemos.

O que eu expus são CINCO PONTOS pelos quais são os adventistas que estão mantendo os mais legítimos princípios protestantes históricos, e não os participantes dessa linha novidadeira da LAVAGEM CEREBRAL neoantinomista dispensacioanalista que advogam aqui.

Mais eu fiz duas perguntas que NÃO FORAM RESPONDIDAS, e tenho mais uma em face do que foi colocado aqui por último.

a) Podem provar BIBLICAMENTE que o domingo tomou o lugar do sábado por decisão apostólica sob direção divina?

b) Podem provar BIBLICAMENTE que esse novo "dia do Senhor" dominical pode ser observado de modo mais 'light', nele podendo-se comprar, vender, ver o esporte no estádio ou na TV?

c) Qual foi o pior erro--o de Miller anunciar o fim numa determinada data num contexto de reavivamento, ou o dos seus contemporâneos que pregavam que antes de Jesus voltar haveria 1.000 anos de paz e prosperidade (pós-milenismo), com o que os crentes da época estavam mais preocupados em ampliar seus negócios, para o que adquiriam mais ESCRAVOS, sobretudo para suas lavouras de algodão e FUMO (como no sul), até financiando a terrível Guerra da Secessão pelo direito de m
anter tais escravos?


A. Guimarães
¹
¹

Número de Mensagens : 166
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Cal em Sab 28 Maio 2011, 5:06 pm

A. Guimarães escreveu:
Tive outro texto BRUTALMENTE cortado sem que eu nem sequer tenha feito citações. É claro e óbvio que tem gente aqui DOIDINHA para se livrar de minhas participações. Já vi esse filme antes.
Chega!!! Já deu o que tinha que dar, até segunda ordem todas as postagens reclamando das ações moderativas serão sumariamente excluídas e anexado um pedido de advertência, certas ou erradas as intervenções moderativas devem ser aceitas, do contrário não haveria regimento interno, existem vários fóruns com várias temáticas que a moderação simplesmente não existe, se não aceitam ser moderados sugiro que vocês procurem esses espaços.
Gente que NÃO TEM ARGUMENTOS BÍBLICOS VÁLIDOS e agora vêm com DISTORÇÕES HISTÓRICAS porque querem se ver livres dos ensinos "inconvenientes" que defendemos.
O que esse fórum mais tolera, acima do razoável, são tópicos com a discussão lei x graça, a moderação "pega leve" tanto no quesito de redundância de tópicos como no quesito de postagens inúteis, logo as reclamações advindas de seus autores não se justificam.

A Moderação




A verdade, somente a verdade, nada mais que a verdade.

Cal
Moderador Agnóstico
Moderador Agnóstico

Número de Mensagens : 2788
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Convidad em Sab 28 Maio 2011, 5:12 pm

Cal escreveu:
A. Guimarães escreveu:
Tive outro texto BRUTALMENTE cortado sem que eu nem sequer tenha feito citações. É claro e óbvio que tem gente aqui DOIDINHA para se livrar de minhas participações. Já vi esse filme antes.
Chega!!! Já deu o que tinha que dar, até segunda ordem todas as postagens reclamando das ações moderativas serão sumariamente excluídas anexado um pedido de advertência, certas ou erradas as intervenções moderativas devem ser aceitas, do contrário não haveria regimento interno, existem vários fóruns com várias temáticas que a moderação simplesmente não existe, se não aceitam ser moderados sugiro que vocês procurem esses espaços.
Gente que NÃO TEM ARGUMENTOS BÍBLICOS VÁLIDOS e agora vêm com DISTORÇÕES HISTÓRICAS porque querem se ver livres dos ensinos "inconvenientes" que defendemos.
O que esse fórum mais tolera, acima do razoável, são tópicos com a discussão lei x graça, a moderação "pega leve" tanto no quesito de redundância de tópicos como no quesito de postagens inúteis, logo as reclamações advindas de seus autores não se justificam.


eu falei, enquanto era eu vcs estavam no lucro, o Cal é ainda mais linha dura... :risadinha:
Já foi dito como debater sem ferir a regra de flood, foi dado conselhos, foi feito TODO o possível, a pessoa só não se enquadra se não quiser mesmo, a discussão temática aqui é totalmente livre, como disse o CAL, e manteremos assim, agora a FORMA de debate, esta não é anarquizada mesmo.
O Guimarães SOMENTE tem que apresentar seus argumentos pontualmente, OU se alguém posta uma confissão de fé, e ninguém se interessa em dar tréplica, é evidente que não cabe ficar repetindo a mesma coisa a cada página, e depois ficar tentando ser vítima.




Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Khwey em Sab 28 Maio 2011, 5:14 pm

A. Guimarães escreveu:
Mais eu fiz duas perguntas que NÃO FORAM RESPONDIDAS, e tenho mais uma em face do que foi colocado aqui por último.

E por acaso você responde às perguntas que lhe são feitas?


Observe....

A. Guimarães escreveu:
a) Podem provar BIBLICAMENTE que o domingo tomou o lugar do sábado por decisão apostólica sob direção divina?

Não!!!

A. Guimarães escreveu:
b)
Podem provar BIBLICAMENTE que esse novo "dia do Senhor" dominical pode
ser observado de modo mais 'light', nele podendo-se comprar, vender, ver
o esporte no estádio ou na TV?

Não!!!

A. Guimarães escreveu:
c)
Qual foi o pior erro--o de Miller anunciar o fim numa determinada data
num contexto de reavivamento, ou o dos seus contemporâneos que pregavam
que antes de Jesus voltar haveria 1.000 anos de paz e prosperidade
(pós-milenismo), com o que os crentes da época estavam mais preocupados
em ampliar seus negócios, para o que adquiriam mais ESCRAVOS, sobretudo
para suas lavouras de algodão e FUMO (como no sul), até financiando a
terrível Guerra da Secessão pelo direito de m
anter tais escravos?

Não sei nada sobre este assunto. E daí??? hummm hummm hummm

Pronto, estão aí as respostas! oh my

-------

http://gospelbrasil.topicboard.net/viewtopic.forum?t=5287

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 6:07 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 40 de 40 Anterior  1 ... 21 ... 38, 39, 40

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum