.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
22 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 22 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Vigência das Leis mosaícas - parte III

Página 38 de 40 Anterior  1 ... 20 ... 37, 38, 39, 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Por que 3-7 e 4-6?

Mensagem por A. Guimarães em Sab 21 Maio 2011, 4:27 pm

Não se tem que discutir sobre a validade eterna da lei de Deus, quando se considera AS BASES da mesma--amor a Deus/amor ao próximo.

Os cristãos sempre entenderam que os primeiros quatro mandamentos tratam de nossos deveres para com Deus, e os seis últimos, idem quanto ao próximo.

Que cristãos? Católicos, ortodoxos, protestantes. Os documentos confessionais oficiais de luteranos, batistas, presbiterianos e anglicanos deixam isso muito claro. O catecismo da ICAR apenas adapta a questão ligeiramente, falando em 3 e 7, enquanto os documentos protestantes falam em 4 e 6.

Creio que qualquer um aqui sabe a razão dessa diferença, será que não?

Então, quem sabe fazemos aqui um pequeno "teste de conhecimentos"--por que no Catecismo da CIC a lei divina se divide em 3 mandamentos ligados ao amor a Deus, e 7 ligados ao amor ao próximo, enquanto nos documentos confessionais protestantes temos 4 ligados ao amor a Deus, e 6 ligados ao amor ao próximo?

Quem se habilita a nos responder?

A. Guimarães
¹
¹

Número de Mensagens : 166
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mandamento MORAL e UNIVERSAL--domingo?!

Mensagem por A. Guimarães em Sab 21 Maio 2011, 4:36 pm

Pois é, o documento batista confirma o caráter MORAL e UNIVERSAL do preceito do sábado, apenas canhestramente tentando adaptá-lo para o domingo.

Mas o ponto importante é que OFICIALMENTE os batistas não ensinam essa teologia moderna de dianenhumismo/diaqualquerismo/tododiaísmo que passou a dominar o pensamento protestante/evangélico desde que se aplicou a tremenda LAVAGEM CEREBRAL neoantinomista dispensacionalista pelo fim do séc. XIX e início do XX. Nem os presbiterianos (o texto batista segue bem de perto o que ensina a CFW--Confissão de Fé de Westminster).

Aí está a comprovação do que tenho tantas e tantes vezes repetido, mas só encontro gente fazendo de conta que as coisas não são assim (a criando pretextos para apagar meus textos, he, he, he). . .


A. Guimarães
¹
¹

Número de Mensagens : 166
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Convidad em Sab 21 Maio 2011, 4:40 pm

A. Guimarães escreveu:Não se tem que discutir sobre a validade eterna da lei de Deus, quando se considera AS BASES da mesma--amor a Deus/amor ao próximo.

Os cristãos sempre entenderam que os primeiros quatro mandamentos tratam de nossos deveres para com Deus, e os seis últimos, idem quanto ao próximo.

Que cristãos? Católicos, ortodoxos, protestantes. Os documentos confessionais oficiais de luteranos, batistas, presbiterianos e anglicanos deixam isso muito claro. O catecismo da ICAR apenas adapta a questão ligeiramente, falando em 3 e 7, enquanto os documentos protestantes falam em 4 e 6.

Creio que qualquer um aqui sabe a razão dessa diferença, será que não?

Então, quem sabe fazemos aqui um pequeno "teste de conhecimentos"--por que no Catecismo da CIC a lei divina se divide em 3 mandamentos ligados ao amor a Deus, e 7 ligados ao amor ao próximo, enquanto nos documentos confessionais protestantes temos 4 ligados ao amor a Deus, e 6 ligados ao amor ao próximo?

Quem se habilita a nos responder?


Decidi entrar neste 'jogo' teu Guimarães,
até para ver se você está mesmo floodando, ou sabe debater pontualmente.
agora me diga , quando o mundo inteiro era idólatra e Católico , também deveríamos aceitar os posicionamentos oficiais ou dos apologistas da ICAR ? Porque se você dá autoritarismo a maioria, deve fazê-lo sempre pela maioria.
AGUARDO RESPOSTA !


Ora, façam-nos o favor , menos tergiversação com confissões e descontextualizações de pregadores de outrorá , eles estão em uma das categorias abaixo :
a) Defendiam a troca para o domingo - MAS SEM legalizar este dia, apenas como uma homenagem
estes não lhes servem
b) Defendiam a vigência da MORALIDADE da lei - sem trazer as regras.
estes não lhes servem
c) Defendiam o domingo com mandamento
este erram, e portanto não lhes servem igualmente.

Portanto qual sobra mesmo para ser citado ?
NENHUM! todos os reformadores entenderam em UNISSONO que o sábado regrado é coisa judaíca abolida na cruz (Efésios 2:15, atos 15, CL2:16 ...etc), e não há sinceridade nesta tática de 7o.dia , tendo em vista que NINGUÉM entre nós nega que NO amor ao próximo estão inclusos todos os demais mandamentos (o que faz ser irrelevante dizer que os 10 estão vigentes, ou só o amor a Deus e ao próximo , desde entendidos que as ordenanças não vem junto no pacote, já que nem vocês cumprem a maioria delas) . Outra, como é uma FALÁCIA AD-POPULUM E AD-NUMEROUS (apelo à popularidade , ou maioria) , então vocês TEM que seguir a MAIORIA (mesmo parametro que escolheram de 'convencimento') - então nada de regras sabáticas, escolha com sabedoria a tática de vocês , senão entorna no pé.


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

O problema básico é a FALTA DE BASE BÍBLICA. . .

Mensagem por A. Guimarães em Dom 22 Maio 2011, 7:22 am


Eu pouco me lixo se os Reformadores são tão contraditórios sobre o ponto do 4o. mandamento, pois no Catecismo Menor Lutero diz claramente sobre tal mandamento (aliás, para ele é o 3o., repetindo a contagem católica): "Santificar o dia de descanso".

Notem que ele NÃO DIZ--dedicar umas horinhas a Deus no dia de repouso, e depois fazer o que bem lhe aprouver no resto do tempo. Não, não. . . Lutero trata seriamente da questão--usa o termo bem claro "SANTIFICAR".

É de se esperar mesmo virem com tais contradições, pelo simples fato de declararem seguir a Sola Scriptura, mas quanto ao 4o. mandamento adotarem o domingo, do paganismo, via-tradição católica. Não conseguindo justificar isso pela Sola Scriptura, as contradições a respeito tornam-se inescapáveis.

Os demais documentos de batistas, presbiterianos, metodistas falam em DEZ Mandamentos como Lei Moral de Deus (nunca li que seriam mesmo NOVE. . .). E os assembleianos mais recentemente vieram a público confirmando essa noção de DEZ (não NOVE), ensinando que o princípio do sábado é originário da criação do mundo (ver Bíblia de Estudo Pentecostal, ao analisar Gên. 2:2, 3).

Gente, basta abrir um dicionário e ver o sentido de "mandamento". Isso NÃO É o mesmo que "sugestão", "regra optativa" (se quiser guardar, guarda, se não quiser, está tudo bem. . .). ´

Não sei de nenhuma importante regra bíblica que de MANDAMENTO passou a SUGESTÃO na Era Cristã.

O problema duplo do protestantismo é não conseguir provar:

a) que o domingo tomou o lugar do sábado da parte dos Apóstolos, por orientação divina;

b) que o novo "dia do Senhor" (chamado de "sábado cristão" por batistas e presbiterianos) é para ser guardado de forma mais 'light', nele podendo-se comprar, vender, ver o futebol no estádio e na TV.

Onde estão as PROVAS BÍBLICAS para as letras a) e b)?

Fico aguardando uma resposta objetiva, específica, clara, ao ponto.


A. Guimarães
¹
¹

Número de Mensagens : 166
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Ton em Dom 22 Maio 2011, 9:25 am

Khwey escreveu:
Ton escreveu:Não havia razão nenhuma de gentios cumprirem leis mosaicas em suas nações só porque um grupo de judeus que saíram fugidos de Israel se hospedaram com estrangeiros em cidades gentias.
Não temos gentios cumprindo leis mosaicas em suas nações, salvo por alguma influência judaica. E isto só naquela época.
Bom, lhe mostrei alguns exemplos de gentios sendo prosélitos em suas nações. E pelo visto o sr não sabe o que é um prosélito.
Como já cansei de rodar nessa sua técnica de falatório, você me deve provar o contrário, com Bíblia, por favor.


Khwey escreveu:
Ton escreveu:A única razão de um gentio ir adorar em Jerusalém por ocasião das festividades, ir na sinagoga no Shabath, etc ... era porque eles tinham abraçado a Aliança.
Que outra opção alguns gentios que estavam entre os judeus tinham para seguir a Deus naquela época??? hummm
Ué, continuar sendo gentio pecador: Sem o Messias, Separado da Comunidade de Israel, Longe das Alianças, Sem Esperança e Sem DEUS no Mundo.

Khwey escreveu:Sabendo-se da graça de Deus, a ter início por aquelas palavras de Paulo, qual gentio hoje será influenciado a cumprir leis judaicas???

Nenhum, que raciocina!
Para o que raciocina, a Nova Aliança proporcionava mais uma oportunidade para ele, por meio do Messias: Se Aproximar da Comunidade de Israel, das Alianças, do DEUS de Israel e Ter Esperança.
Khwey escreveu:A lei de Moisés findou, meu amigo!!!
Só se for pra você.
Khwey escreveu:Não existem gentios que abraçaram leis judaicas em suas nações, tais como gregos, romanos, egípcios, etc, etc...
Pra quem não sabe o que é um prosélito do judaísmo, concordo com você.
Khwey escreveu:Porque, quando os gentios, que não têm
lei
, fazem naturalmente as coisas que são
da lei, não tendo eles lei, para si mesmos
são lei;
(Rom 2:14)

Está assim até hoje, e nunca irão abraçar uma aliança que envelheceu e acabou.
Os gentios que nunca abraçaram as AliançaS, não tem lei, não tem adoção, não tem glória, não tem culto, nem tem promessas, não tem o Messias, estão separados da Comunidade de Israel e estão sem Esperança e sem DEUS no Mundo (Rm 9:4-5 / Ef 2:12)


Blog Ton |de Tudo|


TON - "APRENDIZ DA BÍBLIA"
"Quando o 'Leão da Tribo de Judá' RUGE, o 'leão metido à besta' MIA de medo" (W. B. S.).

Ton
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3210
Idade : 29
Localização : Serra/ES
flag : Brasil
Data de inscrição : 23/10/2008

http://arrazoemos.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Ton em Dom 22 Maio 2011, 9:36 am

Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:De acordo, e a lei mosaíca reinterpretada para os tempos da graça suporta a literalidade dos dez mandamentos, entre outros.

Efésios na raiz também trás a terminologia CRAVOU NA CRUZ a LEI DOS MANDAMENTOS, e daí ?
Lei de mandamento que consistiam em ordenanças (dogmas).

dogma = vindo de homens.

A palavra grega vertida como "ordenança" é "dogma"<1378>, que aparece 5x no NT.
Nenhuma delas se aplica aos Mandamentos das Escrituras Sagradas confiadas aos Judeus (Rm 3:2).

* Lucas 2:1 Naqueles dias, foi publicado um decreto <1378> de César Augusto, convocando toda a população do império para recensear-se.

* Atos 16:4 Ao passar pelas cidades, entregavam aos irmãos, para que as observassem, as decisões <1378> tomadas pelos apóstolos e presbíteros de Jerusalém.

* Atos 17:7 os quais Jasom hospedou. Todos estes procedem contra os decretos <1378> de César, afirmando ser Jesus outro rei.

* Efésios 2:15 aboliu, na sua carne, a lei dos mandamentos na forma de ordenanças <1378>, para que dos dois criasse, em si mesmo, um novo homem, fazendo a paz,

* Colossenses 2:14 tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de ordenanças <1378>, o qual nos era prejudicial, removeu- o inteiramente, encravando-o na cruz


Blog Ton |de Tudo|


TON - "APRENDIZ DA BÍBLIA"
"Quando o 'Leão da Tribo de Judá' RUGE, o 'leão metido à besta' MIA de medo" (W. B. S.).

Ton
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3210
Idade : 29
Localização : Serra/ES
flag : Brasil
Data de inscrição : 23/10/2008

http://arrazoemos.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Convidad em Dom 22 Maio 2011, 10:59 am

A. Guimarães escreveu:Eu pouco me lixo se os Reformadores são tão contraditórios sobre o ponto do 4o. mandamento, pois no Catecismo Menor Lutero diz claramente sobre tal mandamento (aliás, para ele é o 3o., repetindo a contagem católica): "Santificar o dia de descanso".

entendi , vc deve ser o Azenilto...(ou uma cria muito xerox dele) ,

gosta de entupir a tela dos reformadores , mas depois , em flagrante incoerência diz 'pouco me lixo para a interpretação deles', isto é má-fé, e vejo que realmente foi justa tua edição sobre Flood, porque aqui nos pouco nos lixamos para tua MALVERSAÇÃO dos reformadores , e sim a INTERPRETAÇÃO DELES. Pouco importa, para a defesa adventista, se eles falaram que os 10 preceitos subsistem REMODELADOS , ou apenas em sua MORALIDADE (excludente das regras sabáticas) .

Aliás se for o Azenilto , eu mesmo já lhe ENSINEI que no mesmo Catecismo menor , Lutero explica que isto é sobre QUALQUER DIA , e provei-o mais uma vez no Catecismo MAIOR , tenham um tico de sinceridade com as fontes que vocês usam, Lutero nem por pensamento foi sabatista, NEM mesmo dos que mutavam para o domigo , mas dos que advogavam o direito de guardar qualquer dia.

Fico aguardando uma resposta objetiva, específica, clara, ao ponto.

AZENILTO (salvo me engano) :
a prova objetiva, específica , direta ao ponto = DEIXAR DE FLOODAR .
me comprometi com o Eduardo que iria ver se dava para reavaliar tua advertência, mas não se você continuando entupindo a tela de textos como se tivesse falando com o ar, o debate pontual será valorizado , ALEGAÇÃO->RÉPLICA->TRÉPLICA.

Para início então, estou a dizer que vcs estão mentindo sobre Lutero,
'dia de descanso', ele interpretava como TODO E QUALQUER DIA onde se faça , inclusive, atividades NORMAIS , guardando em si a santificação de pensamento e postura. Com relação a esta tentativa enfadonha do Adventismo de se esconder atrás dos reformados, NENHUM suporta a postura sabática de vocês, embora quase todos eles, sendo FRUTO DA ICAR (o que vc vive a esquecer , né ? mas porque não me respondeu se vai também patrocinar a mariologia, visto que Lutero também tinha este defeito advindo de seu período monástico ?), tentavam de algum modo dar valia especial (reinterpretativa) aos dez preceitos, o que não ajuda o adventismo em nada.



Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Convidad em Dom 22 Maio 2011, 11:03 am

Ton escreveu:
Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:De acordo, e a lei mosaíca reinterpretada para os tempos da graça suporta a literalidade dos dez mandamentos, entre outros.

Efésios na raiz também trás a terminologia CRAVOU NA CRUZ a LEI DOS MANDAMENTOS, e daí ?
Lei de mandamento que consistiam em ordenanças (dogmas).

dogma = vindo de homens.

A palavra grega vertida como "ordenança" é "dogma"<1378>, que aparece 5x no NT.
Nenhuma delas se aplica aos Mandamentos das Escrituras Sagradas confiadas aos Judeus (Rm 3:2).

* Lucas 2:1 Naqueles dias, foi publicado um decreto <1378> de César Augusto, convocando toda a população do império para recensear-se.

* Atos 16:4 Ao passar pelas cidades, entregavam aos irmãos, para que as observassem, as decisões <1378> tomadas pelos apóstolos e presbíteros de Jerusalém.

* Atos 17:7 os quais Jasom hospedou. Todos estes procedem contra os decretos <1378> de César, afirmando ser Jesus outro rei.

* Efésios 2:15 aboliu, na sua carne, a lei dos mandamentos na forma de ordenanças <1378>, para que dos dois criasse, em si mesmo, um novo homem, fazendo a paz,

* Colossenses 2:14 tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de ordenanças <1378>, o qual nos era prejudicial, removeu- o inteiramente, encravando-o na cruz


já te respondi esta boba tentativa de confusão semântica , aqui :
http://gospelbrasil.topicboard.net/t4767p45-as-escrituras-devem-ou-nao-ser-entendidas-sobre-a-otica-judaica#110367

Para quem quiser saber como vcs tem olhos seletivos , basta ver que quando interessa citam Colossenses 2:14, mas se 'esquecem' de dois versos após , onde prova que SÁBADOS era ordenança : (Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados,

defensor da vigência da lei nenhum gosta de contextos..

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Khwey em Dom 22 Maio 2011, 11:47 am

Ton escreveu:
Khwey escreveu:
Ton escreveu:Não havia razão nenhuma de gentios cumprirem leis mosaicas em suas nações só porque um grupo de judeus que saíram fugidos de Israel se hospedaram com estrangeiros em cidades gentias.
Não temos gentios cumprindo leis mosaicas em suas nações, salvo por alguma influência judaica. E isto só naquela época.
Bom, lhe mostrei alguns exemplos de gentios sendo prosélitos em suas nações. E pelo visto o sr não sabe o que é um prosélito.
Como já cansei de rodar nessa sua técnica de falatório, você me deve provar o contrário, com Bíblia, por favor.
Até hoje deve existir prosélito, ou seja, algum não judeu alheio ao novo testamento, ou sem entendimento do mesmo, que resolve se ajuntar com judeus e suas leis. Talvez com medo daquelas ameaças de Deus relatadas no antigo testamento!

Eu já coloquei a bíblia muitas vezes, e posso fazer isto toda vez que pedir:

Condição para a lei valer para quem não tinha lei...

Uma mesma lei haja para o natural e para
o estrangeiro que peregrinar entre vós.
(Ex 12:49)

Quanto a gentios em suas nações...

Porque, quando os gentios, que não têm
lei
, fazem naturalmente as coisas que são
da lei, não tendo eles lei, para si mesmos
são lei;
(Rom 2:14)

Prontinho! Simples e claro!

Ton escreveu:
Khwey escreveu:
Ton escreveu:A única razão de um gentio ir adorar em Jerusalém por ocasião das festividades, ir na sinagoga no Shabath, etc ... era porque eles tinham abraçado a Aliança.
Que outra opção alguns gentios que estavam entre os judeus tinham para seguir a Deus naquela época??? hummm
Ué, continuar sendo gentio pecador: Sem o Messias, Separado da Comunidade de Israel, Longe das Alianças, Sem Esperança e Sem DEUS no Mundo.
Naquela época não havia um messias, pois o messias seria a outra opção.


Ton escreveu:
Khwey escreveu:Sabendo-se da graça de Deus, a ter início por aquelas palavras de Paulo, qual gentio hoje será influenciado a cumprir leis judaicas???

Nenhum, que raciocina!
Para o que raciocina, a Nova Aliança proporcionava mais uma oportunidade para ele, por meio do Messias: Se Aproximar da Comunidade de Israel, das Alianças, do DEUS de Israel e Ter Esperança.
Mais uma oportunidade não!

O messias é a única oportunidade, a qual funciona sem ser preciso se aproximar de Israel.


A aliança agora é uma só.

Ton escreveu:
Khwey escreveu:A lei de Moisés findou, meu amigo!!!
Só se for pra você.
Para mim ela nunca existiu, pois na bíblia consta que gentio não tinha esta lei. E muito menos terá esta lei agora.

Ton escreveu:
Khwey escreveu:Não existem gentios que abraçaram leis judaicas em suas nações, tais como gregos, romanos, egípcios, etc, etc...
Pra quem não sabe o que é um prosélito do judaísmo, concordo com você.
Basta saber que a lei só valia para quem estivesse em meio àquele povo.

Ton escreveu:
Khwey escreveu:Porque, quando os gentios, que não têm
lei
, fazem naturalmente as coisas que são
da lei, não tendo eles lei, para si mesmos
são lei;
(Rom 2:14)

Está assim até hoje, e nunca irão abraçar uma aliança que envelheceu e acabou.
Os gentios que nunca abraçaram as AliançaS, não tem lei, não tem adoção, não tem glória, não tem culto, nem tem promessas, não tem o Messias, estão separados da Comunidade de Israel e estão sem Esperança e sem DEUS no Mundo (Rm 9:4-5 / Ef 2:12)
Agora você falou!!!

Não temos alianças judaicas, nem leis judaicas, nem cultos judaicos. Mas o messias nós temos e consequentemente a promessa, pois foi dito para o evangelho ser anunciado a toda criatura.
oh my

Não sabe o que significa evangelho??? hummm

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por David de Oliveira em Dom 22 Maio 2011, 12:23 pm

Eu sei o que significa "evangelho". São notícias novas.
Existe tambem nas cabecinhas "miolos moles" a palavra "evangelei", que é a associação do evangelho de Jesus com uma pseudo lei tirada da "múmia" Lei de Moisés.


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8359
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

leis judaicas

Mensagem por sabino-sp em Dom 22 Maio 2011, 2:41 pm


Pra quem não sabe o que é um prosélito do judaísmo, concordo com você.
Khwey escreveu:Porque, quando os gentios, que não têm
lei
, fazem naturalmente as coisas que são
da lei, não tendo eles lei, para si mesmos
são lei;
(Rom 2:14)

Está assim até hoje, e nunca irão abraçar uma aliança que envelheceu e acabou.
Os gentios que nunca abraçaram as AliançaS, não tem lei, não tem adoção, não tem glória, não tem culto, nem tem promessas, não tem o Messias, estão separados da Comunidade de Israel e estão sem Esperança e sem DEUS no Mundo (Rm 9:4-5 / Ef 2:12)[/quote]

vçs adventistas são duros na queda e ficam insistindo ja vi varios posts sobre isto, toda esta discussão sobre leis judaicas para provar que estao certos de guardarem o sábado e nós que não guardamos errados segundo vçs estamos todos condenados por causa disto e vamos ser queimados no inferno???
leis judaicas tem mais coisa circuncisão, sacrifissio de animais, apedrejar mulheres adulteras, vçs seguem direitinho mesmo???

sabino-sp
Sol
Sol

Número de Mensagens : 2161
Idade : 63
Localização : Santo André - São Paulo
flag : Brasil
Data de inscrição : 13/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

O que tantos NÃO SABEM (mas deviam saber. . .)

Mensagem por A. Guimarães em Dom 22 Maio 2011, 6:59 pm


Mais uma vez temos aqui os efeitos da LAVAGEM CEREBRAL do neoantinomismo dispensacionalista com gente levantando aquelas tolices de que o sábado é "lei judaica". Por que será que o 'não matarás', 'não furtarás', 'honra a teu pai e a tua mãe' NUNCA são referidos como Lei Mosaica? Por que SÓ o sábado, DA MESMÍSSIMA LEI, recebe essa designação?

Então, sabino é mais um que IGNORA que ao longo dos séculos o que constituiu o CONSENSO do entendimento dos cristãos todos sobre o tema da lei não é essa confusa teologia neoantinomista dispensacionalista, dada à LAVAGEM CEREBRAL de certos exegetas novidadeiros que surgiram pelo fim do séc. XIX e início do XX com suas ideias de "lei abolida" e dianenhumismo/diaqualquerismo/tododiaísmo.

Luteranos, batistas, presbiterianos, congregacionais, metodistas, anglicanos e, mais recentemente, ASSEMBLEIANOS entendem que os 10 Mandamentos seguem sendo normativos aos cristãos em TODOS os seus preceitos, apenas tentando canhestramente ajustar o domingo da tradição católica como sendo o 4o. mandamento dessa Lei Moral.

Se não sabia disso, amigo, faça o seu "dever de casa" e entenda o que realmente ensinamos, que é o MESMO que todos os cristãos sempre entenderam sobre o tema da Lei e do dia de repouso.

Examine os seguintes documentos no que ensinam sobre o tema da Lei e do dia de repouso, para começar:

* Catecismo das Igrejas Católica e Ortodoxa

* Catecismo Menor, de Lutero

* Confissão de Fé de Westminster (de presbiterianos, congregacionais e outros cristãos)

* 39 Artigos de Religião da Igreja da Inglaterra, art. VII (de metodistas e anglicanos)

* Confissões Batistas (de 1689, 1855--compilada por Spurgeon na forma de "Catecismo Batista), e mesmo as mais recentes Declarações de Fé dos batistas da CBB e CBN (respectivamente arts. X e XV).

* Confissão Helvética

* Comentários dos eruditos e comentaristas bíblicos clássicos das diferentes denominações protestantes como Albert Barnes (presbiteriano), Adam Clarke (metodista), Jamieson, Fausset e Brown (batistas), a Bíblia de Genebra, a International Standard Bible Encyclopedia, o Pulpit Commentary.

* Obras de autores pentecostais como Harold Brokke, e da CPAD, como a Bíblia de Estudo Pentecostal e Bíblia de Estudo e Aplicação Pessoal.

Sem conhecer esses fatos, amigos, estará aqui apenas repetindo esses chavões vazios do neoantinomismo dispensacionalista que tem por único e simples objetivo livrar a cara dos crentes daqueles preceitos "inconvenientes" da lei divina.

Não siga por esse caminho, conselho de amigo. . .

A. Guimarães
¹
¹

Número de Mensagens : 166
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Khwey em Dom 22 Maio 2011, 7:26 pm

Sábado!!! Que coisa chata!!!

Ninguém está falando sobre sábado, mas sempre querem introduzir o sábado na conversa.

Isto é que é lavagem cerebral!

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tiago está liberando o crente dos mandamentos? Quais?!

Mensagem por A. Guimarães em Seg 23 Maio 2011, 9:09 am


Falaram de sábado sim, pois há quem cite aqui Tia. 2:10--"Quem guarda toda a lei mas tropeça num só ponto, tornou-se culpado de todos".

Isso inclui o sábado, quer queiram, quer não.

O contexto da declaração de Tiago indica que ele está falando do Decálogo, tal como Billy Graham empregou o texto num de seus sermões evangelísticos transmitido por todo o mundo (no Brasil, na campanha Minha Esperança Brasil).

Ele diz no vídeo # 3 que "pecado é a violação da Lei Moral de Deus, os 10 Mandamentos", e complementa: "quem violou um, violou todos".

Claro, é até ridículo citar esta passagem para dar a entender o que Tiago quer realmente dizer é que sendo que ninguém pode guardar os mandamentos 100%, então ficam dispensados todos de ter que obedecê-los. Será mesmo que ele teria tal intenção?!

De modo nenhum. Tiago é coerente com o que Jesus declarou em Mat. 5:48: "Sede vós perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus".


Última edição por A. Guimarães em Seg 23 Maio 2011, 2:31 pm, editado 1 vez(es)

A. Guimarães
¹
¹

Número de Mensagens : 166
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Quero é resposta, não ACUSAÇÕES FALSAS

Mensagem por A. Guimarães em Seg 23 Maio 2011, 9:25 am


Absurdo dizer que eu estou floodando porque o que apresento é uma tremenda dor de cabeça aos que se deixaram dominar pela LAVAGEM CEREBRAL do neoantinomismo dispensacioanalista, com as falsas noções de "lei abolida" e dianenhumismo/diaqualquerismo/tododiaísmo.

E torcendo minhas palavras, porque o que eu quis dizer é que Lutero, bem como Calvino e Wesley (os três grandes nomes do Movimento Reformado) ensinam corretamente que é para OBEDECER os 10 Mandamentos como Lei Moral de Deus, sim senhor, gostem ou não. Mas entram em contradição quando chega no 4o. mandamento. Estou pouco me lixando é com essas contradições deles.

Embora Lutero tenha deixado claro, ao comentar os 10 Mandamentos no seu 'Catecismo Menor' que é para cumprir o mandamento do dia de repouso ("Santifique o dia de descanso"), ele não é coerente. Calvino também até demonstra as origens edênicas do sábado ao comentar Gên. 2:2, 3 no seu comentário, mas cai em contradição ao analisar o 4o. mandamento. O mesmo se dá com Wesley.

As confissões de fé dos batistas e presbiterianos chegam a dizer que é da LEI NATURAL dedicar um dia ao Senhor, o que é comprovado cientificamente quanto ao valor de ter um dia de descanso após seis de trabalho (o biorritmo do organismo humano). Daí ressaltam a Ressurreição de Cristo como motivo para dedicar-Lhe o 1o. da semana.

De repente, entram em tremenda contradição porque falam da "7a. parte do tempo". Ora, é o domingo para ser honrado em homenagem à Ressurreição ou não?

Como é isso--agora seria somente uma "7a. parte do tempo"? E é engraçado que há até quem cite o Sal. 118:24 para "provar" que houve profecias indicando o novo dia--domingo. Mas, novamente, os mesmos que dizem isso falam de "qualquer dia serve" para dedicar a Deus. Sinceramente, é uma confusão babilônica. . .

O interessante é que essa noção termina fazendo com que sempre, coincidentemente, esse 'dia qualquer' sempre caia naquele o qual quer a Igreja Católica que seja o feriado religioso acatado por todos.

Tecnicamente alguém pode decidir que dedicará ao Senhor a 7a. parte de seu tempo, sendo que irá dedicar-Lhe de 3a. feira às 15:45' até 4a. feira, às 15:44' 59". . .

Mas isso celebra O QUÊ?

O dilema do protestantismo, então, continua sem resposta. Até agora não apresentaram provas:

a) de que o domingo tomou o lugar do sábado da parte dos Apóstolos, por orientação divina;

b) de que o novo "dia do Senhor" (chamado de "sábado cristão" por batistas e presbiterianos) é para ser guardado de forma mais 'light', nele podendo-se comprar, vender, ver o futebol no estádio e na TV.

Onde estão as PROVAS BÍBLICAS para as letras a) e b)?

Fico aguardando uma resposta objetiva, específica, clara, ao ponto e não pretextos para eliminar meus textos.

A. Guimarães
¹
¹

Número de Mensagens : 166
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Convidad em Seg 23 Maio 2011, 9:59 am

A. Guimarães escreveu:
Absurdo dizer que eu estou floodando porque o que apresento é uma tremenda dor de cabeça aos que se deixaram dominar pela LAVAGEM CEREBRAL do neoantinomismo dispensacioanalista, com as falsas noções de "lei abolida" e dianenhumismo/diaqualquerismo/tododiaísmo.

E torcendo minhas palavras, porque o que eu quis dizer é que Lutero, bem como Calvino e Wesley (os três grandes nomes do Movimento Reformado) ensinam corretamente que é para OBEDECER os 10 Mandamentos como Lei Moral de Deus, sim senhor, gostem ou não. Mas entram em contradição quando chega no 4o. mandamento. Estou pouco me lixando é com essas contradições deles.

Embora Lutero tenha deixado claro, ao comentar os 10 Mandamentos no seu 'Catecismo Menor' que é para cumprir o mandamento do dia de repouso ("Santifique o dia de descanso"), ele não é coerente. Calvino também até demonstra as origens edênicas do sábado ao comentar Gên. 2:2, 3 no seu comentário, mas cai em contradição ao analisar o 4o. mandamento. O mesmo se dá com Wesley.

As confissões de fé dos batistas e presbiterianos chegam a dizer que é da LEI NATURAL dedicar um dia ao Senhor, o que é comprovado cientificamente quanto ao valor de ter um dia de descanso após seis de trabalho (o biorritmo do organismo humano). Daí ressaltam a Ressurreição de Cristo como motivo para dedicar-Lhe o 1o. da semana.

De repente, entram em tremenda contradição porque falam da "7a. parte do tempo". Ora, é o domingo para ser honrado em homenagem à Ressurreição ou não?

Como é isso--agora seria somente uma "7a. parte do tempo"? E é engraçado que há até quem cite o Sal. 118:24 para "provar" que houve profecias indicando o novo dia--domingo. Mas, novamente, os mesmos que dizem isso falam de "qualquer dia serve" para dedicar a Deus. Sinceramente, é uma confusão babilônica. . .

O interessante é que essa noção termina fazendo com que sempre, coincidentemente, esse 'dia qualquer' sempre caia naquele o qual quer a Igreja Católica que seja o feriado religioso acatado por todos.

Tecnicamente alguém pode decidir que dedicará ao Senhor a 7a. parte de seu tempo, sendo que irá dedicar-Lhe de 3a. feira às 15:45' até 4a. feira, às 15:44' 59". . .

Mas isso celebra O QUÊ?

O dilema do protestantismo, então, continua sem resposta. Até agora não apresentaram provas:

a) de que o domingo tomou o lugar do sábado da parte dos Apóstolos, por orientação divina;

b) de que o novo "dia do Senhor" (chamado de "sábado cristão" por batistas e presbiterianos) é para ser guardado de forma mais 'light', nele podendo-se comprar, vender, ver o futebol no estádio e na TV.

Onde estão as PROVAS BÍBLICAS para as letras a) e b)?

Fico aguardando uma resposta objetiva, específica, clara, ao ponto e não pretextos para eliminar meus textos.


Não Azenilto , o absurdo é você Floodar e insistir, meu papel foi te avisar por respeito ao Eduardo , mas não há mais prévio aviso.

Wesley , Lutero , Calvino ,
TODOS entenderam estar ABOLIDA A LEI MOSAÍCA , e claramente, especificamente , disseram que o sábado judaíco não tem mais valia para nós , pouco importa é se eles clamaram que a MORALIDADE destes 10 preceitos estavam vingentes (e reinseridas no NT), eles ENTENDIAM que esta moralidade que RESTAVA ..... NÃO TRAZIA JUNTO AS REGRAS..

não estou falando em sanscrito ,
portanto não adianta ficar entupindo a tela de citações que NÃO LHE AJUDAM , simples assim.
Você como antigo de fóruns , já deveria ter percebido que esta 'técnica', não convence ninguém, visto ser apenas desleal descontextualização dos reformadores.

Se você gosta tanto dos reformadores para seguí-los , CUMPRE-LHE ser mariano como foi Lutero , ou flertou também Calvino , afinal para quem não é sola-scriptura, deve mesmo seguir homens (e aí faça-nos o favor , e siga também suas REINTERPRETAÇÕES do decálogo).


---


Estas últimas perguntas já cansei de te responder no FPic.
a) Deus não mostrou calendário algum para Adão , apenas disse que a cada 7 dias, se descansasse 1 , isto já tira todo o propósito dos Adventistas, já que o sábado regional de Israel não é cumprido mesmo (é, nada daquela besteira astronômica de dizer que o 'sábado roda ao redor do mundo', o que define se um dia é igual ao outro = sua GEOGRAFIA+HORÁRIO local).

b) QUALQUER DIA pode tomar o lugar do sábado (Rm14) , portanto o domingo com mais juz ainda , visto homenagem à ressureição, PORÉM sem a legalização judaíca, apenas como homenagem. Se você se escoram em uma ou outra citação dúbia (e dúbia por que descontextualizada) dos reformadores, isto não nos compete, a bíblia nos compete, e segundo ela Romanos14 e Colossenses 2;16 , há muito tempo resolveram esta questão que vcs seguem por TRADIÇÃO HUMANA (EGW e seus surtos 'proféticos').

c) Lógico que é mais 'light', não só se pode cumprir tarefas, como pode-se não ter horários , é isto mesmo que prova que as citações adventistas NÃO SÃO em contexto , visto que os reformadores assim ensinavam, e portanto vocês quando usam-nas, é para MALVERSÁ-LOS, uma das evidências que uma doutriana é boa, justamente pela sinceridade com que usam suas táticas, e pelo 'um peso, uma medida', você usam e abusam dos prestadores de serviços no shabat brasileiro, mas querem dar vigência a uma regra que nem vocês cumprem como deveria.


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Well em Seg 23 Maio 2011, 10:56 am

O Art disse: "você usam e abusam dos prestadores de serviços no shabat brasileiro..."

Isso é a mais pura verdade. Lembro-me nos meus tempos de adventista que um pregador foi convidado para pregar na IASD que eu frequentava e ele passou a lição da escola sabatina na minha classe. Ele disse: " o filho de um amigo meu largou o Exército Brasileiro porque não tem como ser militar e ser adventista". Esperei ele terminar de passar a lição e disse a ele:
- o senhor veio para cá de ônibus ou andando?
- Ele respondeu: "de ônibus, é claro."
- Eu disse: hoje é sábado. Por que o sr usou o trabalho dos outros para se beneficiar?

É óbvio que esse é apenas um exemplo de um benefício profissional honesto que os adventistas se utlizam a seu favor no dia de sábado.

Sobre Col. 2.16, de fato, é uma pedra no sapato dos adventistas. O caso da palavra estar no plural, nada prova a favor dos adventistas, pois na Bíblia, se apresentam outras passagens onde o sábado semanal aparece tanto no plural, como no singular; exemplos: Ex. 31:13, 17 - Lv 19:3 - Lv 23:38 - Is 56:2, 4 - Mt 12:5 Mt 12:10 - Mc 3:4 - Lc 6:2 - Atos 17:2

Em Cl. 2:16, vemos claramente uma seqüência:

“Portanto ninguém vos julgue por causa de comida e bebida, ou dia de festa (anuais), ou lua nova (mensais), ou sábados (semanais) que são sombras de coisas futuras...”
(Parênteses incluídos).

Essa seqüência aparece em várias outras passagens Bíblicas anteriores; veja com atenção esses exemplos:

Ez. 45 : 17 = “...e estarão a cargo do príncipe os holocaustos , e as ofertas de manjares, e as libações, nas festas (anuais), e nas luas novas (mensais), e nos sábados (semanais), em todas as solenidades da casa de Israel.”

1Cr 23:31 = “...e para cada oferecimento dos holocaustos do senhor, nos sábados (semanais), nas festas de lua nova (mensais), e nas festas fixas (anuais), perante o Senhor...”

2 Cr 2 : 4 = “...e os holocaustos da manhã e da tarde, nos sábados (semanais), nas festas da lua nova (mensais), e nas festividades (anuais) do Senhor, nosso Deus...”

2 Cr 31 : 3 = “...os holocaustos dos sábados (semanais), das festas de lua nova (mensais) e das festas fixas (anuais), como está escrito na lei do Senhor .”

2 Cr 8 : 12-13 = “Então Salomão ofereceu... e isto segundo dever de cada dia, fazendo ofertas segundo o mandamento de Moisés, nos sábados (semanais), nas luas novas (mensais), e nas três festas anuais, a saber ...”

Os. 2 : 11 = “e farei cessar todo o seu gozo, as suas festas (anuais), as suas luas novas (mensais), e os seus sábados (semanais)...”

Ne. 10 : 33 = “e para os pães da proposição e para contínua oferta de manjares e para o contínuo holocausto dos sábados (semanais) e das festas da lua nova (mensais), e para as festas fixas (anuais)...

Essas passagens seguem uma seqüência lógica, clara e inconfundível: ANUAIS, MENSAIS, SEMANAIS. Ou então: SEMANAIS, MENSAIS, ANUAIS.

Agora veja o que o Ap. Paulo fala "Mas agora que conheceis a Deus... como estais voltando, outra vez, aos rudimentos fracos e pobres, aos quais, de novo, quereis ainda escravizar-vos? Guardais dias (sábados) e meses (lua nova), e tempos e anos (dias de festa, sétimo ano, etc.) Receio que eu tenha trabalhado em vão para convosco.” (Parênteses nossos)

Outra questão, é que o sábado, quando aparece na Bíblia em passagens onde se fala também ou junto da Lua Nova, vemos que é sempre referente ao sábado semanal.

Observem em: Ezequiel 46:1-3, Amós 8:5, 2Reis 4:23 e Isaías 66:23

Aliás, vemos que na passagem de Isaías 66:23, que os adventistas frisam tanto, eles nunca se perguntaram se ali, se referia aos tais “sábados cerimoniais”, não é mesmo?? Como este texto eles querem usar para defender seu dogma, eles simplesmente ignoram a distinção que eles mesmo tanto fazem – “Cerimonial x Semanal”.

Para maiores detalhes sobre esse estudo leia o blog dos ex-adventistas http://exadventistas.blogspot.com/2011/02/colossensses-216-analize-parte-i.html


http://nemtodoslevamadeus.blogspot.com.br/

Well
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1870
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Jefté em Seg 23 Maio 2011, 11:04 am

Olá irmão Guimarães e demais irmãos

Tomando a liberdade em responder:
O sábado jamais foi ordenado no Éden!
O Sábado foi ordenado na lei na saída do Egito no Sinai!

A questão do sábado:
Na lei não se podia sequer acender fogo no sábado (Ex. 35:3), e todos (exceto os sacerdotes no templo) deviam guardar a risca o sábado não fazendo obra alguma c/ risco de pena de morte. (Ex. 31:14-15)
Acontece que a mesma lei abria uma exceção e ainda ordenava no mínimo dobre trabalho no sábado aos sacerdotes no templo; os quais além de não cessar o sacrifício contínuo (initerruptamente nos 7 dias da semana - ordem da lei). (Num. 28:3-8)
E além do sacrifício contínuo feito todas as tardes e manhãs no templo, ainda tinham a obrigatoriedade e dever (pela lei - e ai deles se desobedecessem) de no sábado oferecere o sacrifício do sábado: a saber, dois cordeiros em holocausto (de cada sábado) além do sacrifício contínuo - holocausto de cada sábado, no sábado.
Isso quer dizer: duplo trabalho dos sacerdotes no sábado. (Num. 28:9-10)

Cristo chamou a atenção aos judeus a esse ponto da lei, quando estes queriam forçá-lo a guardar o sábado, como os demais homens.
Acontece que o Senhor é o verdadeiro Sumo Sacerdote eterno segundo a ordem de Melquisedeque constituído pela lei (e os judeus não queriam nem saber disso nem crer), mas o Senhor lhes mostra na sua lei que os sacerdotes por causa dos sacrifícios de cordeiros no templo quebrantavam o sábado - ficando sem culpa.
E o Senhor lhes diz:
"Ou não tendes lido na lei que, aos sábados, os sacerdotes no templo violam o sábado, e ficam sem culpa?" (Mat. 12:5)
E novamente diz:
"Pois eu vos digo que está aqui quem é maior do que o templo." (Mat. 112:6)

Ora, meditemos: Se a lei ordenava os sacerdotes levitas a quebrantarem o sábado por causa dos sacrifícios de cordeiros pelos pecados no templo todos os dias, c/ duplo trabalho no sábado - sacrifício de animais.
Por que Jesus estaria quebrantando o sábado sendo que o Seu Sacerdócio era o de dar a vida pelos homens ??
Acaso sacrificar animais é mais precioso e verdadeiro do que dar a vida pelos pecadores, pelos irmãos ?
Ora a ordem de quebrantar o sábado por causa do sacrifício de animais jamais poderia ser maior do que a de dar a vida pelos pecados dos homens - o que o Senhor fez - sacrifício esse, que iniciou-se na manjedoura quando deixndo a Glória do Pai e se faz homem e vivendo a vida de homem (sendo Deus) - em sacrifício vivo pelos pecados dos homens para verdadeiramente pagar por eles.

E sendo Ele tanto o verdadeiro sacerdote eterno constituido pela lei c/ juramento, quanto o próprio Cordeiro de Deus a ser sacrificado pelos homens e o único a tirar os pecados do mundo.
O qual sacrifício começou no nascimento e só terminou mediante a morte e morte na cruz por mim, por você, pelos homens pecadores, sem acepção de pessoas (e só não recebe quem não o crer - não porque Deus não queira - mas porque não creu).

Então, se os sacerdotes não interrompiam a obra de sacrifícios de animais no templo sendo livres no sábado - por que o Filho de Deus deveria PARAR a SUA e ser privado no sábado?
Acaso matar cordeiros no templo é mais importante do que dar a vida pelos irmãos ??? (como o Senhor fez ?)
Acaso a morte e sacrifício de cabras e ovelhas, sacrifícios contínuos de animais eram mais sublimes do que o viver do Senhor como homem pelo homem ??

Por isso, o Senhor diz aos judeus: Os sacerdotes no templo violam o sábado e ficam sem culpa. (Mat. 12:5)
Mas o Senhor também diz: Pois eu vos digo que está aqui quem é maior do que o templo! (Mat. 12:6) Amém!

Ora, o Senhor não só era e é maior do que o Templo; Ele é maior do que todas as coisas... Amém!

Por isso, o Senhor quebrantou o sábado, pois era Sacerdote (maior que os levitas); era o Cordeiro a ser morto (sem comentários); e não era apenas homem - era Deus! Amém!

O Senhor realmente quebrantava o sábado - pois era ordem da lei aos sacerdotes - o qual Ele é; e ordenado antes mesmo de nascer nesse mundo c/ juramento. (Sal. 110:4)
E se não violasse o sábado c/ Sua obra, interrompendo o seu sacrifício feito por nós - curando, perdoando, salvando, libertando, ressuscitando, dando vistas aos cegos, limpando leprosos e anunciando o reino de Deus - estaria descumprindo a lei - lei do sacerdócio que ordenava o sacrifício contínuo. Amém! (Num. 28:3-10)

E quanto aos cristãos: Cristo deixou que os apóstolos colhessem espigas no sábado - coisa totalmente proibida na lei aos homens - pois o próprio maná não caia no sábado p/ que o povo não o colhesse.
E o Senhor liberou os discípulos.

Isso, porque se os sacerdotes por estarem no Templo podiam violar;
os discípulos estavam em Cristo (maior que o templo)

Isso, porque se os levitas eram sacerdotes pelo sacrificio de cordeiros;
Nós o somos também sacerdotes e podemos levar uma alma não a receber purificação segundo a lei - mas podemos levá-la ao reino de Deus, pelo batismo e a oração, pelo evangelho de Cristo podemos levá-la não ao seio de Abraão - mas ao seio do Único e Poderoso Deus - pela fé e pelo nome de Jesus - ou seja, nós também é que somos os verdadeiros sacerdotes a levar o evangelho eterno para a vida eterna dos homens através do evangelho de Cristo. Amém!

E portanto, pelo mesmo ministério de Cristo e seu sublime sacerdócio e estando Nele não temos obrigação de guardar o sábado. (I Ped. 2:5 e 9 - Apc. 1:5-6)

Portanto diz o Novo Testamento:

Porque o fim da lei é Cristo, para a justiça de todo aquele que crê. Amém! (Rom. 10:4 - Rom. 7:1-4)
Amém!

Um abraço e a paz!

Jefté

Jefté
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 205
flag : Brasil
Data de inscrição : 16/05/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Khwey em Seg 23 Maio 2011, 1:09 pm

Será que está impossível de perceber que quem está sob a nova aliança jamais guardará sábados, ou dia qualquer?

Me parece que é mais fácil uma pessoa se libertar disto do que entrar nisto.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por A. Guimarães em Seg 23 Maio 2011, 2:38 pm

Khwey escreveu:Será que está impossível de perceber que quem está sob a nova aliança jamais guardará sábados, ou dia qualquer?

Me parece que é mais fácil uma pessoa se libertar disto do que entrar nisto.

É "impossível" de perceber porque NÃO É O QUE A BÍBLIA ENSINA. O que lemos na promessa do Novo Concerto não é isso, e sim de que Deus mesmo escreve o que é tratado como "Minhas leis" nos corações e mentes dos que aceitam os termos desse Novo Concerto [Novo Testamento] (Heb. 8:6-10).

Tanto que as Igrejas TODAS, ao longo da história, reconhecem que são DEZ (não NOVE) os mandamentos da Lei Moral de Deus. Luteranos, batistas, presbiterianos, metodistas, congregacionais sempre entenderam as coisas assim, apenas tentando canhestramente adaptar o preceito do sábado para aplicá-lo ao domingo.

E para grande embaraço dos neoantinomistas dispensacionalistas, o que constitui a promessa desse NOVO CONCERTO [Novo Testamento] NÃO É que Deus escreve a "lei de Cristo", nem a "lei do Espírito", nem a "lei do amor", nem a "lei da fé", mas as MINHAS LEIS [de Deus].

Claro que essas leis divinas abrangem tudo isso--é de Cristo, do Espírito, da fé, do amor. Agora, lembrem-se que Heb. 8:6-10 é mera reprodução de Jer. 31:31-33. Então essas leis são as AS MESMAS do tempo do Profeta.

Oh, dirá alguém, então o cerimonialismo também será escrito nos corações e mentes? Não, pois quando Hebreus foi escrito, tanto o seu autor como os seus leitores primários sabiam que o véu do Templo se rasgara (Mat. 27:51) e o sentido prefigurativo disso--o fim do cerimonialismo.

Mas o sábado é mandamento considerado por todos os cristãos historicamente como MORAL e UNIVERSAL (ainda que com a canhestra tentativa de aplicá-lo ao domingo da tradição católica-romana), daí que não é CERIMONIAL, e não seria abolido, pois, como dizem batistas e presbiterianos, é da LEI NATURAL.

A própria ciência confirma a importância de manter o regime de um dia de descanso após seis de trabalho em estudos científicos do biorritmo do organismo humano.


A. Guimarães
¹
¹

Número de Mensagens : 166
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Khwey em Seg 23 Maio 2011, 2:45 pm

Esse é o seu entendimento.

Não estamos incomodados por você guardar o seu sábado, mas pare de nos perturbar com isto, pois isto é ridículo aos nossos olhos.

Será que ainda não deu para perceber que é impossível mudar o nosso entendimento quanto a guardar qualquer dia que seja???

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por A. Guimarães em Seg 23 Maio 2011, 7:03 pm

Khwey escreveu:Esse é o seu entendimento.

Não estamos incomodados por você guardar o seu sábado, mas pare de nos perturbar com isto, pois isto é ridículo aos nossos olhos.

Será que ainda não deu para perceber que é impossível mudar o nosso entendimento quanto a guardar qualquer dia que seja???

A pessoa é que cria essas "impossibilidades". Se fecha o coração e a mente para as influências do Espírito Santo, que está atuando no mundo para convencer do pecado, da justiça e do juízo, então realmente isso se torna um caso perdido.

Ademais, o católico pode usar o mesmo raciocínio--"Amigo protestante, se não quiser cultuar imagens de esculturas, tudo bem. . . Não é obrigado a fazê-lo. Mas não nos venha perturbar por causa dessa nossa prática. . ."

A. Guimarães
¹
¹

Número de Mensagens : 166
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Eduardo em Seg 23 Maio 2011, 7:07 pm

Jefté escreveu:O sábado jamais foi ordenado no Éden!
Cristo é clarissimo, o sábado foi FEITO por causa do homem. Pergunto, quando o sábado foi feito ? Resposta = > > No ÉDEN.


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Jefté em Seg 23 Maio 2011, 7:33 pm

Olá Eduardo

Tudo bem?!

Você diz:
Cristo é clarissimo, o sábado foi FEITO por causa do homem. Pergunto, quando o sábado foi feito ? Resposta = > > No ÉDEN.
Realmente o sábado foi feito por causa do homem!
Mas e os outros dias???
Acaso não foram feitos por causa do homem??

Contudo, isso não quer dizer que o homem devia trabalhar nos seis dias e descansar no sábado, porquanto estava no paraíso e não tinha obrigatoriedade nem de trabalhar nem de descansar.
E a ordenação de comer o pão c/ o suor do seu rosto veio somente após o pecado.
E mesmo que devesse após o pecado comer o pão c/ o suor do seu rosto não veio a ele mandamento algum da parte de Deus c/ respeito à guarda do sábado.
Tendo vindo esse mandamento somente no Sinai por Moisés.

A circuncisão sim, essa veio antes da lei a Abrão (mas a guarda do sábado, não!):

"Esta é a minha aliança, que guardareis entre mim e vós, e a tua descendência depois de ti: Que todo o homem entre vós será circuncidado. E circuncidareis a carne do vosso prepúcio; e isto será por sinal da aliança entre mim e vós." (Gen. 17:10-11)

Porém quanto ao sábado jamais existiu esse mandamento ao homem senão quando veio a lei!

Jefté
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 205
flag : Brasil
Data de inscrição : 16/05/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Khwey em Seg 23 Maio 2011, 7:33 pm

Cada um é livre para fazer o que quiser.

E sendo algo permitido como ser católico ou protestante, então deixe isto por conta do Espírito Santo.

Alguém fica te perturbando porque guarda sábados???
hummm

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte III

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 5:51 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 38 de 40 Anterior  1 ... 20 ... 37, 38, 39, 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum