.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
Quem está conectado
50 usuários online :: 2 usuários cadastrados, 1 Invisível e 47 Visitantes :: 2 Motores de busca

Khwey, Lit San Ares

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Vigência das Leis mosaícas - parte I

Página 4 de 40 Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 22 ... 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Convidad em Seg 15 Dez 2008, 3:23 am

Ton escreveu:
Articulador escreveu:
Ton escreveu:
1 - Os Textos que me apresenta como violador deles, só se for com base nas SUAS teorias caducas; pois tal como eles o são, não os violo em nada, muito pelo contrário, os aplico de forma que não se atritam com as Escrituras, diferente de suas teses ...

julga quem não faz distinção de dias para Deus :
(Romanos 14:4) - Quem és tu, que julgas o servo alheio? ...Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias.
julga quem não guarda o sábado mosaíco :
(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... ou dos sábados,

você é um desrespeitador destes mandamentos da nova aliança .
Quanto à Cl 2, quem Julga é a Própria Palavra ... Ela é que é o Juíz. E o sábado do quarto mandamento não é sombra de coisas futuras, e sim de coisas passadas relacionadas à Criação.
Rm 14 não está relacionado há Leis do VT, prova disso é que você até hoje não me mostrou onde tá a lei do VT que manda comer só legumes ...

não , quem julga são vocês mesmos , porque Cl2:17 é a própria palavra , e tem toda a razão o sábado é sombra das coisas passadas , pois diz que é sombra do CORPO DE CRISTO , que já esteve na terra para cravar seu mandamento de agar na cruz . Rm14 está relacionado a quaisquer dias , o que inclue o sábado . E quem não faz distinção de dias e dedica-os para Deus , ele o recebe , aí sobra a pergunta da palavra santa para você : 'e quem é você que julga o servo alheio ?' .

Articulador escreveu:
2 - Se "santificar o nome de DEUS" é o contrário de "usá-lo em vão", então "seja feita a TUA Vontade assim na Terra como no Céu" é o contrário de ser "profanador do quarto mandamento". Qualquer recém-convertido sabe disso, menos tipos que tem mente cauterizada por teorias caducas.

você está tão fora da realidade, que nem sabe mais o 'mundinho' em que você vive , o 'qualquer convertido sabe disto' não abrante 98% dos cristãos que nunca foram sabatistas e que entendem perfeitamente a lei divina , ao contrário de vocês . Sua comparação é outra sem noção , santificar um nome É o exato contrário de usá-lo em vão , santificar é moralizar , venerar , dar valor , e usar em vão é antônimo , desvalorizar , não venerar , desvalorizar . Mas a vontade de Deus na terra É , a que ele explanou em colossenses 2:17 e Romanos 14 , aqueles mandamentos que você descumpre .
Primeiro que seu critério é fajudo:
Uma MENTIRA dita por 3bilhões e meio de pessoas nunca se tornará uma VERDADE.
Segundo que o argumento que eu usei é da mesma linha que o seu:
- Se DEUS dentre 10 dos Mandamentos que DEUS escreveu com o Próprio Dedo, somente 9 são "fazer a vontande de DEUS tanto na terra como no céu" ?

Deixa de ser preconceituoso, "crente" ...

é sua falácia de espantalho que é fajuta , este não é meu critério , meu critério foi desmontar sua afirmação de 'até recém-convertidos sabem disto' , porque 98% dos recém-convertidos sabem é que o sábado não é para os gentios . Aprendeu sobre usar o nome de Deus em vão ? pois então 'crente' , agora aprenda que eu não preciso nem de 09 , nem de 10 mandamentos , preciso de dois da nova aliança . Aliás você poderia nos demonstrar 'onde' Deus escreveu com o 'próprio dedo' a dieta alimentar da pururuca ? ... sua 'doutrina' é uma piada .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Eduardo em Qua 17 Dez 2008, 12:49 pm

Articulador escreveu:julga quem não guarda o sábado mosaíco :
(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... ou dos sábados,

... não , quem julga são vocês mesmos , porque Cl2:17 é a própria palavra...

Se for usar Colossenses 2:16 e 17 deverá admitir que o alcoolatras também não podem ser julgados:

(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... pelo beber.

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Convidad em Qua 17 Dez 2008, 2:13 pm

Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:julga quem não guarda o sábado mosaíco :
(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... ou dos sábados,

... não , quem julga são vocês mesmos , porque Cl2:17 é a própria palavra...

Se for usar Colossenses 2:16 e 17 deverá admitir que o alcoolatras também não podem ser julgados:

(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... pelo beber.


apenas terei que admitir que Paulo estava falando das restrições da lei mosaíca que são sombra do corpo de Cristo , embriagar-se não está nesta categoria .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Eduardo em Qua 17 Dez 2008, 3:49 pm

Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:julga quem não guarda o sábado mosaíco :
(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... ou dos sábados,

... não , quem julga são vocês mesmos , porque Cl2:17 é a própria palavra...

Se for usar Colossenses 2:16 e 17 deverá admitir que o alcoolatras também não podem ser julgados:

(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... pelo beber.


apenas terei que admitir que Paulo estava falando das restrições da lei mosaíca que são sombra do corpo de Cristo , embriagar-se não está nesta categoria .

Que restrições da lei mosaíca sobre beber é essa que é sombra de Cristo ?

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Convidad em Qua 17 Dez 2008, 4:22 pm

Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:julga quem não guarda o sábado mosaíco :
(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... ou dos sábados,

... não , quem julga são vocês mesmos , porque Cl2:17 é a própria palavra...

Se for usar Colossenses 2:16 e 17 deverá admitir que o alcoolatras também não podem ser julgados:

(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... pelo beber.


apenas terei que admitir que Paulo estava falando das restrições da lei mosaíca que são sombra do corpo de Cristo , embriagar-se não está nesta categoria .

Que restrições da lei mosaíca sobre beber é essa que é sombra de Cristo ?

toda as regras mosaícas eram sombras de Cristo , como diz Paulo era o 'tutor (aio) provisório' até que Cristo viesse com sua mais perfeita lei . 'beber e comer' é uma coisa só , um denotativo claro às regras alimentares , assim como analogia parecida é usada no verso 21 :
(Colossenses 2:20) - Se, pois, estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis no mundo, tais como:
(Colossenses 2:21) -
Não toques, não proves, não manuseies?

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Eduardo em Qua 17 Dez 2008, 4:26 pm

Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:julga quem não guarda o sábado mosaíco :
(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... ou dos sábados,

... não , quem julga são vocês mesmos , porque Cl2:17 é a própria palavra...

Se for usar Colossenses 2:16 e 17 deverá admitir que o alcoolatras também não podem ser julgados:

(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... pelo beber.


apenas terei que admitir que Paulo estava falando das restrições da lei mosaíca que são sombra do corpo de Cristo , embriagar-se não está nesta categoria .

Que restrições da lei mosaíca sobre beber é essa que é sombra de Cristo ?

... 'beber e comer' é uma coisa só , um denotativo claro às regras alimentares , assim como analogia parecida é usada no verso 21 ...

Isso é uma opinião particular sua que não encontra respaldo no texto. A Torá não possui restrição nesse sentido que fosse um tipo de Crsito.

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Convidad em Qua 17 Dez 2008, 4:40 pm

Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:julga quem não guarda o sábado mosaíco :
(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... ou dos sábados,

... não , quem julga são vocês mesmos , porque Cl2:17 é a própria palavra...

Se for usar Colossenses 2:16 e 17 deverá admitir que o alcoolatras também não podem ser julgados:

(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... pelo beber.


apenas terei que admitir que Paulo estava falando das restrições da lei mosaíca que são sombra do corpo de Cristo , embriagar-se não está nesta categoria .

Que restrições da lei mosaíca sobre beber é essa que é sombra de Cristo ?

... 'beber e comer' é uma coisa só , um denotativo claro às regras alimentares , assim como analogia parecida é usada no verso 21 ...

Isso é uma opinião particular sua que não encontra respaldo no texto. A Torá não possui restrição nesse sentido que fosse um tipo de Crsito.

ao contrário , a opinião particular é dos adventistas em fugir da clareza do verso : (Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados,
evidentemente em um contexto que Paulo fala que tudo isto era SOMBRA DE CRISTO (portanto é ele que afirma , não eu) , e que dias de festas , festas de lua nova , e sábados são regras mosaicas , comer e beber obviamente também são . Como a correta doutrina nunca contradita outro contexto bíblico , eis que vemos no verso21 Paulo à confirmar , em Atos15 nova confirmação que estamos liberados das regras da 'pururuca' , em Rm14 a mesma coisa .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Eduardo em Qua 17 Dez 2008, 4:46 pm

Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:julga quem não guarda o sábado mosaíco :
(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... ou dos sábados,

... não , quem julga são vocês mesmos , porque Cl2:17 é a própria palavra...

Se for usar Colossenses 2:16 e 17 deverá admitir que o alcoolatras também não podem ser julgados:

(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... pelo beber.


apenas terei que admitir que Paulo estava falando das restrições da lei mosaíca que são sombra do corpo de Cristo , embriagar-se não está nesta categoria .

Que restrições da lei mosaíca sobre beber é essa que é sombra de Cristo ?

... 'beber e comer' é uma coisa só , um denotativo claro às regras alimentares , assim como analogia parecida é usada no verso 21 ...

Isso é uma opinião particular sua que não encontra respaldo no texto. A Torá não possui restrição nesse sentido que fosse um tipo de Crsito.

ao contrário , a opinião particular é dos adventistas em fugir da clareza do verso : (Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados,

Você percebeu a particula 'ou' ?

Esse termo é uma quebra de pensamento e afirma que o beber ai não está na mesma classificação das Leis mosaicas que vem logo adiante. E mesmo que fosse uma lei mosaica Paulo estaria isentando os beberrões de qualquer julgamento pois não há restrição para esse beber.

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Convidad em Qua 17 Dez 2008, 4:58 pm

Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:julga quem não guarda o sábado mosaíco :
(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... ou dos sábados,

... não , quem julga são vocês mesmos , porque Cl2:17 é a própria palavra...

Se for usar Colossenses 2:16 e 17 deverá admitir que o alcoolatras também não podem ser julgados:

(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... pelo beber.


apenas terei que admitir que Paulo estava falando das restrições da lei mosaíca que são sombra do corpo de Cristo , embriagar-se não está nesta categoria .

Que restrições da lei mosaíca sobre beber é essa que é sombra de Cristo ?

... 'beber e comer' é uma coisa só , um denotativo claro às regras alimentares , assim como analogia parecida é usada no verso 21 ...

Isso é uma opinião particular sua que não encontra respaldo no texto. A Torá não possui restrição nesse sentido que fosse um tipo de Crsito.

ao contrário , a opinião particular é dos adventistas em fugir da clareza do verso : (Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados,

Você percebeu a particula 'ou' ?

Esse termo é uma quebra de pensamento e afirma que o beber ai não está na mesma classificação das Leis mosaicas que vem logo adiante. E mesmo que fosse uma lei mosaica Paulo estaria isentando os beberrões de qualquer julgamento pois não há restrição para esse beber.


'ou' está no início de cada referência às regras mosaícas , portanto não tem lógica o que você falou , para fazer valer sua posição , você terá que fazer o apóstolo de mentiroso , porque além dele colocar junto com regras mosaícas , ainda confirma que tudo isto é sombra de Cristo : (Colossenses 2:17) - Que são sombras das coisas futuras, mas o corpo (da sombra obviamente) é de Cristo.

Paulo também não isenta beberrões pelo simples fato que cancelando uma lei , temos a que a substitui , assim na nova aliança temos as regras sobre a bebida , e podemos considerar qualquer outra regra desatualizada (sombra) . E de fato , no VT a lei para sacerdotes era "não tomeis bebida alcoolica" , e no novo "não dado a muito vinho" , com isto provo também (embora não devesse ser preciso) , que existiam regras sobre bebida .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Eduardo em Qua 17 Dez 2008, 5:21 pm

Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:julga quem não guarda o sábado mosaíco :
(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... ou dos sábados,

... não , quem julga são vocês mesmos , porque Cl2:17 é a própria palavra...

Se for usar Colossenses 2:16 e 17 deverá admitir que o alcoolatras também não podem ser julgados:

(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... pelo beber.


apenas terei que admitir que Paulo estava falando das restrições da lei mosaíca que são sombra do corpo de Cristo , embriagar-se não está nesta categoria .

Que restrições da lei mosaíca sobre beber é essa que é sombra de Cristo ?

... 'beber e comer' é uma coisa só , um denotativo claro às regras alimentares , assim como analogia parecida é usada no verso 21 ...

"Dia de Festa, Lua Nova e Sábados" também é uma coisa só, um denotativo claro, uma expressão idiomática, um idiomatismo representando os sacrifícios especiais oferecidos nesses dias, mesmo que a palavra "sacrifícios" não fosse mencionada. O mesmo ocorre com outra locução escriturística: "a lei e os profetas". Por não compreenderem tal forma de se expressar, muitos pensam ser isso uma referência aos Dez Mandamentos e aos profetas levantados por Deus para guiar Seu povo. Na verdade, a palavra "Lei" é uma referência aos 5 primeiros livros de Moisés, enquanto que a palavra "Profetas" se refere à segunda divisão da Bíblia Hebraica: a dos escritos dos profetas. Em Lucas 24:44, Jesus se refere à Lei, aos Profetas e aos Salmos.

Por sinédoque (recurso literário em que o todo é tomado pela parte ou vice-versa), Jesus não falou dos Escritos e, sim, dos Salmos. Como o livro dos Salmos era considerado o mais importante da divisão dos Escritos, Ele Se referiu diretamente a essa obra, querendo com isso fazer alusão a todos os outros livros daquela seção da Bíblia Hebraica. Da mesma forma, ocorria freqüentemente de a seção dos Escritos ser totalmente omitida. Por sinédoque, ao falar da Lei e dos Profetas, a intenção já era aludir a todo o Antigo Testamento (Atos 13:14; 28:23). Em outros momentos, até mesmo a seção dos Profetas era omitida, dizendo-se apenas "Lei de Moisés" ou simplesmente "Lei" (1 Coríntios 14:21). Mas, a alusão era a todo o Antigo Testamento. Infelizmente, como a divisão da Bíblia Cristã é totalmente diferente da Bíblia Hebraica, leitores comuns acabam não entendendo a expressão "a Lei e os Profetas", mas tal locução era perfeitamente compreendida pelos leitores da época. Fenômeno semelhante ocorre em Colossenses 2:16.


Última edição por Eduardo em Qua 17 Dez 2008, 6:22 pm, editado 1 vez(es)

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Convidad em Qui 18 Dez 2008, 7:03 pm

Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:julga quem não guarda o sábado mosaíco :
(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... ou dos sábados,

... não , quem julga são vocês mesmos , porque Cl2:17 é a própria palavra...

Se for usar Colossenses 2:16 e 17 deverá admitir que o alcoolatras também não podem ser julgados:

(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... pelo beber.


apenas terei que admitir que Paulo estava falando das restrições da lei mosaíca que são sombra do corpo de Cristo , embriagar-se não está nesta categoria .

Que restrições da lei mosaíca sobre beber é essa que é sombra de Cristo ?

... 'beber e comer' é uma coisa só , um denotativo claro às regras alimentares , assim como analogia parecida é usada no verso 21 ...

"Dia de Festa, Lua Nova e Sábados" também é uma coisa só, um denotativo claro, uma expressão idiomática, um idiomatismo representando os sacrifícios especiais oferecidos nesses dias, mesmo que a palavra "sacrifícios" não fosse mencionada. O mesmo ocorre com outra locução escriturística: "a lei e os profetas". Por não compreenderem tal forma de se expressar, muitos pensam ser isso uma referência aos Dez Mandamentos e aos profetas levantados por Deus para guiar Seu povo. Na verdade, a palavra "Lei" é uma referência aos 5 primeiros livros de Moisés, enquanto que a palavra "Profetas" se refere à segunda divisão da Bíblia Hebraica: a dos escritos dos profetas. Em Lucas 24:44, Jesus se refere à Lei, aos Profetas e aos Salmos.

Por sinédoque (recurso literário em que o todo é tomado pela parte ou vice-versa), Jesus não falou dos Escritos e, sim, dos Salmos. Como o livro dos Salmos era considerado o mais importante da divisão dos Escritos, Ele Se referiu diretamente a essa obra, querendo com isso fazer alusão a todos os outros livros daquela seção da Bíblia Hebraica. Da mesma forma, ocorria freqüentemente de a seção dos Escritos ser totalmente omitida. Por sinédoque, ao falar da Lei e dos Profetas, a intenção já era aludir a todo o Antigo Testamento (Atos 13:14; 28:23). Em outros momentos, até mesmo a seção dos Profetas era omitida, dizendo-se apenas "Lei de Moisés" ou simplesmente "Lei" (1 Coríntios 14:21). Mas, a alusão era a todo o Antigo Testamento. Infelizmente, como a divisão da Bíblia Cristã é totalmente diferente da Bíblia Hebraica, leitores comuns acabam não entendendo a expressão "a Lei e os Profetas", mas tal locução era perfeitamente compreendida pelos leitores da época. Fenômeno semelhante ocorre em Colossenses 2:16.


'dias de festas , lua novas e sábados' são TRÊS eventos independentes , que aconteciam a mando de Deus na velha aliança , temos uma dezena de versos que provam isto , usando da mesma construção de verso :

(II Crônicas 2:4) - Eis que estou para edificar uma casa ao nome do SENHOR meu Deus, para lhe consagrar, para queimar perante ele incenso aromático, e para a apresentação contínua do pão da proposição, para os holocaustos da manhã e da tarde, nos sábados e nas luas novas, e nas festividades do SENHOR nosso Deus; o que é obrigação perpétua de Israel.

(II Crônicas 8:13) - E isto segundo a ordem de cada dia, fazendo ofertas conforme o mandamento de Moisés, nos sábados e nas luas novas, e nas solenidades, três vezes no ano; na festa dos pães ázimos, na festa das semanas, e na festa das tendas.

(Isaías 1:13) - Não continueis a trazer ofertas vãs; o incenso é para mim abominação, e as luas novas, e os sábados, e a convocação das assembléias; não posso suportar iniqüidade, nem mesmo a reunião solene.

(Ezequiel 45:17) - E estarão a cargo do príncipe os holocaustos, e as ofertas de alimentos, e as libações, nas festas, e nas luas novas, e nos sábados, em todas as solenidades da casa de Israel. Ele preparará a oferta pelo pecado, e a oferta de alimentos, e o holocausto, e os sacrifícios pacíficos, para fazer expiação pela casa de Israel.

(Ezequiel 46:3) - E o povo da terra adorará à entrada da mesma porta, nos sábados e nas luas novas, diante do SENHOR.


Em todos os versos acima , sábado abrange o sábado semanal , facilmente demonstrado porque está falando dos serviços sacerdotais e da mesa se propiciação , conforme mandamento para o sábado (também) . Quanto à saidinha de 'holocaustos' , o que é dito acima é sobre o próprio sábado , pois também fala das ofertas , adoração , etc nos sábados , e o próprio contexto de Cl2:16 nos prova que não é de holocaustos que Paulo fala :
(Colossenses 2:20) - Se, pois, estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis no mundo, tais como:
(Colossenses 2:21) - Não toques, não proves, não manuseies?


é um absurdo grande alguém falar que Paulo precisaria advertir um Cristão para não ser julgado por não oferecer holocaustos , visto que a primeira coisa que se aprende é que a ovelha verdadeira já foi sacrificada , um escape que não fica bem ao adventismo , depois não é o único texto em que Paulo deixa claro que não devemos ser julgados pelos sábados :
(Romanos 14:4) - Quem és tu, que julgas o servo alheio? Para seu próprio SENHOR ele está em pé ou cai. Mas estará firme, porque poderoso é Deus para o firmar.
(Romanos 14:5) - Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. Cada um esteja inteiramente seguro em sua própria mente.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Eduardo em Dom 21 Dez 2008, 8:47 pm

Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:
Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:julga quem não guarda o sábado mosaíco :
(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... ou dos sábados,

... não , quem julga são vocês mesmos , porque Cl2:17 é a própria palavra...

Se for usar Colossenses 2:16 e 17 deverá admitir que o alcoolatras também não podem ser julgados:

(Colossenses 2:16) - Portanto, ninguém vos julgue ... pelo beber.


apenas terei que admitir que Paulo estava falando das restrições da lei mosaíca que são sombra do corpo de Cristo , embriagar-se não está nesta categoria .

Que restrições da lei mosaíca sobre beber é essa que é sombra de Cristo ?

... 'beber e comer' é uma coisa só , um denotativo claro às regras alimentares , assim como analogia parecida é usada no verso 21 ...

"Dia de Festa, Lua Nova e Sábados" também é uma coisa só, um denotativo claro, uma expressão idiomática, um idiomatismo representando os sacrifícios especiais oferecidos nesses dias, mesmo que a palavra "sacrifícios" não fosse mencionada. O mesmo ocorre com outra locução escriturística: "a lei e os profetas". Por não compreenderem tal forma de se expressar, muitos pensam ser isso uma referência aos Dez Mandamentos e aos profetas levantados por Deus para guiar Seu povo. Na verdade, a palavra "Lei" é uma referência aos 5 primeiros livros de Moisés, enquanto que a palavra "Profetas" se refere à segunda divisão da Bíblia Hebraica: a dos escritos dos profetas. Em Lucas 24:44, Jesus se refere à Lei, aos Profetas e aos Salmos.

Por sinédoque (recurso literário em que o todo é tomado pela parte ou vice-versa), Jesus não falou dos Escritos e, sim, dos Salmos. Como o livro dos Salmos era considerado o mais importante da divisão dos Escritos, Ele Se referiu diretamente a essa obra, querendo com isso fazer alusão a todos os outros livros daquela seção da Bíblia Hebraica. Da mesma forma, ocorria freqüentemente de a seção dos Escritos ser totalmente omitida. Por sinédoque, ao falar da Lei e dos Profetas, a intenção já era aludir a todo o Antigo Testamento (Atos 13:14; 28:23). Em outros momentos, até mesmo a seção dos Profetas era omitida, dizendo-se apenas "Lei de Moisés" ou simplesmente "Lei" (1 Coríntios 14:21). Mas, a alusão era a todo o Antigo Testamento. Infelizmente, como a divisão da Bíblia Cristã é totalmente diferente da Bíblia Hebraica, leitores comuns acabam não entendendo a expressão "a Lei e os Profetas", mas tal locução era perfeitamente compreendida pelos leitores da época. Fenômeno semelhante ocorre em Colossenses 2:16.


'dias de festas , lua novas e sábados' são TRÊS eventos independentes , que aconteciam a mando de Deus na velha aliança , temos uma dezena de versos que provam isto , usando da mesma construção de verso ...

Estes mesmos versos ligam o idiomatismo "Dia de Festa, Lua Nova e Sábados" aos serviços realizados nesses dias em forma de holocaustos, libações e ofertas. Esses serviços eram sombra de Cristo, o pão da vida e o cordeiro de Deus para o holocausto definitivo.

(II Crônicas 2:4) - Eis que estou para edificar uma casa ao nome do SENHOR meu Deus, para lhe consagrar, para queimar perante ele incenso aromático, e para a apresentação contínua do pão da proposição, para os holocaustos da manhã e da tarde, nos sábados e nas luas novas, e nas festividades do SENHOR nosso Deus; o que é obrigação perpétua de Israel.

(II Crônicas 8:13) - E isto segundo a ordem de cada dia, fazendo ofertas conforme o mandamento de Moisés, nos sábados e nas luas novas, e nas solenidades, três vezes no ano; na festa dos pães ázimos, na festa das semanas, e na festa das tendas.


(Isaías 1:13) - Não continueis a trazer ofertas vãs; o incenso é para mim abominação, e as luas novas, e os sábados, e a convocação das assembléias; não posso suportar iniqüidade, nem mesmo a reunião solene.

(Ezequiel 45:17) - E estarão a cargo do príncipe os holocaustos, e as ofertas de alimentos, e as libações, nas festas, e nas luas novas, e nos sábados, em todas as solenidades da casa de Israel. Ele preparará a oferta pelo pecado, e a oferta de alimentos, e o holocausto, e os sacrifícios pacíficos, para fazer expiação pela casa de Israel.


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Convidad em Dom 21 Dez 2008, 11:14 pm

e toda esta tentativa , tão forçada de ligar o nome 'sábado' apenas aos holocaustos e serviços , cai facilmente por três argumentos :


a) Nenhum Cristão acharia-se julgado por não matar mais bezerros , porque é o MÍNIMO que um Cristão sabia é que Cristo tomou o lugar dos holocaustos , portanto nenhum cristão , mesmo recém-convertido , precisaria de um ensino assim .

b) Rm14 fala a exata mesma coisa , que temos na nova aliança para comer o que quiser (senão causar escandalo) , e dedicar qualquer dia para Deus , e ninguém deve nos julgar por isto .

c) porque os sábados também eram sombras do corpo de Cristo , tanto como é dito literalmente em colossenses 2:17 , como em outras passagens : (Efésios 2:15) - Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz,


a questão aqui é que o adventismo não quer admitir a idéia do que é claramente ensinado na nova aliança , e tentam forçar todo contexto da bíblia à este dogma , quando deveriam , simplesmente , aceitar os evangelhos como foram , JÁ CLARAMENTE escritos .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas

Mensagem por Azenilto_Brito em Ter 23 Dez 2008, 1:19 am

Olá, amigos e irmãos

Na grandiosa campanha evangelística que envolveu inúmeras Igrejas evangélicas brasileiras, "Nossa Esperança Brasil", o famosíssimo evangelista Billy Graham disse num de seus sermões, como testemunhado por milhares, senão milhões, de brasileiros, que "pecado é a transgressão da lei moral de Deus, os 10 Mandamentos".

Quanto mencionei isso em outros ambientes internéticos para evangélicos, a reação foi incrível. Passaram a chamar o pobre homem de "ecumenista" e até "maçom". . .

Daí eu perguntei se os formuladores dos documentos confessionais clássicos da cristandade protestante, como a Confissão de Fé de Westminster, o Catecismo Menor de Lutero, os 39 Artigos de Religião da Igreja da Inglaterra, as confissões e declarações doutrinárias dos batistas (tanto da CBB quanto da CBN) eram também "ecumenistas" e "maçom", pois o que Billy Graham diz está em perfeita HARMONIA com o ensino oficial desses crentes, de séculos. . .

Ninguém deu um pio em resposta até aqui. . .

Também tenho perguntado se o corinho que cantávamos na Escola Dominical, quando eu era criança, e que dizia a certa altura que ". . . quem trabalha no domingo, do Senhor está roubando. . .", ainda é cantado nas Igrejas evangélicas por aí. Se não for mais, por que não? O que teria mudado--o Senhor ou a teologia?

Esta é outra que não respondem de jeito nenhum. . .


Última edição por Azenilto_Brito em Ter 23 Dez 2008, 1:29 am, editado 1 vez(es)

Azenilto_Brito
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 90
Idade : 71
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 20/12/2008

http://www.ministerio-sola-scriptura.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Azenilto_Brito em Ter 23 Dez 2008, 1:27 am

Aliás, nada como 'matar a cobra e mostrar o pau'. Eis o link do referido sermão (vejam a declaração referido lá pelo meio rumo ao fim):

http://www.billygraham.org/MyAnswer_Article.asp?ArticleID=1677

Quanto a toda essa prosopopéia de Colossenses 2:16ss, o primeiro erro é metodológico. Não se interpretam doutrinas agarrando-se a segmentos isolados, descontextualizados, só porque tem linguagem "favorável" às teses de alguém.

Os católicos, mórmons, testemunhas de Jeová agem exatamente assim. Agarram-se a segmentos "favoráveis" de textos bíblicos para teimar, teimar, teimar que as coisas são como interpretam.

Primeiro, que Paulo NÃO DIZ que NÃO É para guardar o sábado, e sim que os crentes colossenses não se deixassem julgar pelos extremistas locais por causa de certas de suas práticas (vs. 18) e eram indivíduos que queriam forçar todos a seguirem regimes pouco claros, como culto a anjos, e o "não toques, não manuseis" (vs. 21) indica que eram mesmo tipinhos bem desprezíveis.

Não se tem muita informação sobre o que pensavam e o que queriam esses sectários que Paulo discute numa menção de um fato regional, particular, limitado no tempo e no espaço. Querer daí criar uma NORMA UNIVERSAL, como se Paulo tivesse qualquer possibilidade de modificar o "assim diz o Senhor" da Palavra de Deus já mostra a deficiência interpretativa de quem assim argumenta.

Azenilto_Brito
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 90
Idade : 71
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 20/12/2008

http://www.ministerio-sola-scriptura.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Eduardo em Ter 23 Dez 2008, 4:37 pm

Articulador escreveu:e toda esta tentativa , tão forçada de ligar o nome 'sábado' apenas aos holocaustos e serviços , cai facilmente por três argumentos :

a) Nenhum Cristão acharia-se julgado por não matar mais bezerros , porque é o MÍNIMO que um Cristão sabia é que Cristo tomou o lugar dos holocaustos , portanto nenhum cristão , mesmo recém-convertido , precisaria de um ensino assim .
Errado, alguns cristãos ainda careciam desse tipo de ensino. Na carta aos Hebreus vermos essa preocupação:


Hebreus 9:23

Era necessário, portanto, que as figuras das coisas que se acham nos céus se purificassem com tais sacrifícios, mas as próprias coisas celestiais, com sacrifícios a eles superiores.
No verso abaixo fica claro que a Lei em si não é sombra, ela TEM sombra que são definidos mais adiante como os sacrifícios que estão na Lei.


Hebreus 10:1

Ora, visto que a lei tem sombra dos bens vindouros, não a imagem real das coisas, nunca jamais pode tornar perfeitos os ofertantes, com os mesmos sacrifícios que, ano após ano, perpetuamente, eles oferecem.

Hebreus 10:3 e 4

Entretanto, nesses sacrifícios faz-se recordação de pecados todos os anos, porque é impossível que o sangue de touros e dos bodes tire os pecados

Hebreus 10:8

Depois de dizer, como acima: Sacrifícios e ofertas não quiseste, nem holocaustos e oblações pelo pecado, nem com isto te deleitaste (coisas que se oferecem segundo a lei),

Hebreus 10:11

Ora, todo sacerdote se apresenta, dia após dia, a exercer o serviço sagrado e a oferecer muitas vezes os mesmos sacrifícios, que nunca jamais podem remover pecados;
Esses versos sugerem que alguns ainda sacrificavam touros e bodes após a morte de Cristo e necessitaram dessas explicações adicionais, caso contrário o autor de Hebreus não teria necessidade de ocupar capitulos inteiros com esse tema.

b) Rm14 fala a exata mesma coisa , que temos na nova aliança para comer o que quiser (senão causar escandalo) , e dedicar qualquer dia para Deus , e ninguém deve nos julgar por isto .
Apocalipse 1:10 desmente sua tese ao afirmar que o Dia do Senhor, o sábado, ainda estava em vigor nos dias em que o profeta e apostolo João escreveu o Apocalipse.

c) porque os sábados também eram sombras do corpo de Cristo , tanto como é dito literalmente em colossenses 2:17 , como em outras passagens : (Efésios 2:15) - Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz.
Esse verso fala em inimizade entre dois homens que foram reconciliados pelo sacrifício de Cristo, e só. Não ponha palavras na boca de Paulo.


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Azenilto_Brito em Ter 23 Dez 2008, 9:24 pm

Olá, amigos

Eu me enganei ao citar o link para o sermão de Billy Graham. O link citado é onde ele responde uma consulta de alguém no seu website.

O correto link para o sermão é o seguinte:

http://www.youtube.com/watch?v=lLQ1LkfqhrI

Mas, que tal aproveitar e vermos também o que ele responde a certo consulente, do link anteriormente indicado?

Alguém indaga:

Será que Deus ainda espera que guardemos os Dez Mandamentos? Eles não perderam a validade, uma vez que foram dados milhares de anos atrás e o mundo é tão diferente hoje?

Billy Graham responde:

Os Dez Mandamentos são tão válidos hoje como quando Deus lhes deu a Moisés há mais de 3000 anos. Jesus disse, “Eu afirmo a vocês que isto é verdade: enquanto o céu e a terra durarem, nada será tirado da Lei - nem a menor letra, nem qualquer acento. E assim será até o fim de todas as coisas." (Mateus 5:18).

Sim, é verdade que vivemos num mundo muito diferente.

Mas se isso significa alguma coisa, precisamos ainda mais dos Dez Mandamentos hoje, pois vivemos num momento de grande confusão moral e espiritual. Como podemos saber o que é certo ou errado? Existem apenas duas maneiras: Fazer tudo por nós mesmos ou depender de Deus para nos mostrar. Mas Deus sabe o que é melhor para nós, e quando rejeitamos Sua vontade para nós, acabamos no caos moral e espiritual.

Você já analisou com cuidado e honestamente os Dez Mandamentos? (Pode encontrá-los em Êxodo 20:1-17). Quando o fizer, poderá surpreender-se por sua brevidade, mas também pelo quanto eles cobrem. Não somos todos beneficiados quando as pessoas não se matam umas às outras, não roubam, não desonram seus votos matrimoniais? É claro! Mas a questão que enfrentamos não é apenas saber se você vai ou não seguir os Dez Mandamentos. A verdadeira questão é que lugar Deus ocupa em sua vida. Já se colocou à margem dEle, por assim dizer? Por quê? Em vez disso, coloque Deus no centro da sua vida por se comprometer com Cristo.


Fonte: http://www.billygraham.org/MyAnswer_Article.asp?ArticleID=1677

Azenilto_Brito
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 90
Idade : 71
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 20/12/2008

http://www.ministerio-sola-scriptura.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Convidad em Ter 23 Dez 2008, 11:04 pm

Eduardo escreveu:
Articulador escreveu:e toda esta tentativa , tão forçada de ligar o nome 'sábado' apenas aos holocaustos e serviços , cai facilmente por três argumentos :

a) Nenhum Cristão acharia-se julgado por não matar mais bezerros , porque é o MÍNIMO que um Cristão sabia é que Cristo tomou o lugar dos holocaustos , portanto nenhum cristão , mesmo recém-convertido , precisaria de um ensino assim .

Errado, alguns cristãos ainda careciam desse tipo de ensino. Na carta aos Hebreus vermos essa preocupação:......No verso abaixo fica claro que a Lei em si não é sombra, ela TEM sombra que são definidos mais adiante como os sacrifícios que estão na Lei.

o interessante aqui , é você fechar o olho de que o contexto está querendo é falar da vigência da velha aliança baseada na lei mosaíca , esta sim era a teimosia dos Judeus :

(Hebreus 8:4) - Ora, se ele estivesse na terra, nem tampouco sacerdote seria, havendo ainda sacerdotes que oferecem dons segundo a lei,
(Hebreus 8:13) - Dizendo Nova aliança, envelheceu a primeira. Ora, o que foi tornado velho, e se envelhece, perto está de acabar.
(Hebreus 9:1) - ORA, também a primeira tinha ordenanças de culto divino, e um santuário terrestre.

(Hebreus 10:1) - PORQUE tendo a lei a sombra dos bens futuros, e não a imagem exata das coisas, nunca, pelos mesmos sacrifícios que continuamente se oferecem cada ano, pode aperfeiçoar os que a eles se chegam.
(Hebreus 10:28) - Quebrantando alguém a lei de Moisés, morre sem misericórdia, só pela palavra de duas ou três testemunhas.

Paulo está fazendo um apanhado geral das mudanças de alianças , das mudanças de sacerdócio , e da mudança de lei . O que você propõe , é que Paulo estivesse reforçando aos cristãos que não deviam sentir culpa por não sacrificar bezerros ... quando isto era , e continua sendo para qualquer convertido , uma ululância .

No verso abaixo fica claro que a Lei em si não é sombra, ela TEM sombra que são definidos mais adiante como os sacrifícios que estão na Lei

você querendo fazer confusão semântica , em quase todas as traduções o termo é 'tendo' , que interpretado fica 'sendo' , e isto o próprio texto corrobora quando diz 'nova aliança envelheceu a primeira' , e não algo parcial como 'envelheceu apenas o que fosse sombra' . Ademais , mesmo que fosse parcial (e não é) , em colossenses 2:16/17 é declarado que é o sábado que é sombra do corpo de Cristo , não somente os holocaustos , como você intenta fazer doutrina por substituição .

b) Rm14 fala a exata mesma coisa , que temos na nova aliança para comer o que quiser (senão causar escandalo) , e dedicar qualquer dia para Deus , e ninguém deve nos julgar por isto .
Apocalipse 1:10 desmente sua tese ao afirmar que o Dia do Senhor, o sábado, ainda estava em vigor nos dias em que o profeta e apostolo João escreveu o Apocalipse.

NADA desmente o que está claro em Rm14 .. Apocalipse não fala de sábado , fala do dia do Senhor , que era conhecido na igreja primitiva como dia de ressureição , como existem em extensas provas patrísticas que vocês gostariam que não existissem . O sinal de uma boa doutrina , é aquela que não coloca um contexto contra outro , mas explica e compatibliza a a todos , a bíblia nos fala que a lei mosaíca foi cravada na cruz , que a velha aliança envelheceu , isto está compatível com Rm14 , que está compatível com Cl2:16 , que está compatível com Atos15 , que está compatível com Ap1:10 , que está compatível com Rm3:28 , etc etc ..... pois Jesus é Senhor até do sábado , por isto escolheu ressuscitar ...... no domingo .

c) porque os sábados também eram sombras do corpo de Cristo , tanto como é dito literalmente em colossenses 2:17 , como em outras passagens : (Efésios 2:15) - Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz.
Esse verso fala em inimizade entre dois homens que foram reconciliados pelo sacrifício de Cristo, e só. Não ponha palavras na boca de Paulo.

você tá brincando né ?
literalmente : desfez a inimizade ISTO É a lei dos mandamentos
o sacrifício de Cristo desfez a obrigatoriedade da lei mosaíca , aliás o próprio contexto de colossenses que debatemos confirma , e portanto confirma mais uma vez que tratamos mesmo dos sábados semanais : (Colossenses 2:14) - Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Perguntas TIRA-TEIMA para os anti-sabatistas responderem

Mensagem por Azenilto_Brito em Qua 24 Dez 2008, 3:30 pm

Lá vem ele novamente com o texto isolado, descontextualizado, de Romanos 14 onde Paulo JAMAIS tem intenção de alterar a lei divina. Por que o faria?! Ele discute um problema LOCAL, e não uma questão UNIVERSAL. Os que ainda tinham escrúpulos quanto a certos dias de festas judaicos, em Roma, são instruídos a se entenderem com os que achavam que manter tais festas seria um recuo ao judaísmo. Daí, o objetivo é simplesmente estabelecer HARMONIA entre aqueles cristãos--quem achasse que ainda tinham que respeitar as festas judaicas, que o fizesse, mas sem condenar quem não tinha tais escrúpulos.

Isso é muito bem exposto pelo comentário dos eruditos batistas Jamieson, Fausset e Brown:

“Desta passagem sobre a observância de dias, Alford infelizmente infere que tal linguagem não poderia ser empregada se a lei sabática estivesse em vigor sob o evangelho em qualquer forma. Certamente não poderia, se o sábado fosse meramente um dos dias de festa judaicos; mas . . . o sábado é mais antigo do que o judaísmo; . . . estava emoldurado entre as eternas santidades do Decálogo, pronunciado . . . em meio aos terrores do Sinai; e se o próprio Legislador disse dele quando sobre a terra, ‘O Filho do Homem é Senhor até do sábado’ (ver Marc. 2:28)—será duro mostrar que o apóstolo teria querido dizer que devesse ser classificado por seus leitores entre aqueles dias festivais judaicos que se foram, e que só os ‘fracos’ imaginassem que estariam ainda em vigor—uma fraqueza que aqueles com maior luz deviam, por amor, meramente suportar”.


Mas, já que se está tratando de NOVO CONCERTO, que tal recordar minha famosa pergunta tira-teima que JAMAIS nosso amigo Articulador topou responder de modo objetivo, específico, claro, ao ponto? Ei-la:

Onde é dito nas Escrituras que quando Deus escreve a Sua lei nas mentes e corações dos que aceitam os termos do Seu novo concerto (Novo Testamento), transferindo-a das frias tábuas de pedra para os corações aquecidos pela graça divina (ver 2 Cor. 3:2, 3, 6 e 7), nesse processo Ele

a) deixa de fora o 4o. mandamento (do decálogo bíblico, não o do decálogo falsificado dos catecismos católicos)

b) inclui o 4o. mandamento, mas transferindo a santidade do sétimo para o primeiro dia da semana?

OU

c) deixa a questão do dia de repouso como um princípio vago, voluntário e variável, que tanto faz ser seguido literalmente como a Bíblia diz, no sétimo dia como Memorial da Criação, ou cada qual podendo escolher o tempo que mais lhe convier (ou a seu empregador) para dedicar a Deus.

Textos básicos: Hebreus 8:6-10; Jeremias 31:31-33; Ezequiel 36:26, 27.

Azenilto_Brito
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 90
Idade : 71
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 20/12/2008

http://www.ministerio-sola-scriptura.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Convidad em Qua 24 Dez 2008, 3:58 pm

Infelizmente Azenilton , o contexto refuta sua posição , que é um mero escape da literalidade óbvia do que Paulo queria ensinar , que as regras sabáticas não tem mais nenhuma serventia para nós :

(Romanos 14:4) - Quem és tu, que julgas o servo alheio? Para seu próprio SENHOR ele está em pé ou cai. Mas estará firme, porque poderoso é Deus para o firmar.
(Romanos 14:5) - Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. Cada um esteja inteiramente seguro em sua própria mente.
(Romanos 14:6) - Aquele que faz caso do dia, para o Senhor o faz e o que não faz caso do dia para o Senhor o não faz. O que come, para o Senhor come, porque dá graças a Deus; e o que não come, para o SENHOR não come, e dá graças a Deus.

o texto não delimita a nenhum dia de festa , ele diz com toda a clareza TODOS os dias ... , e que não podemos ser julgados quando consideramos TODOS os dias iguais , e que aquele que não distingue entre dias , o faz para Deus , e portanto Deus recebe . Não é outra a doutrina do nt , isto se chama justificação pela fé , e não mais pelas obras da lei , das quais faz parte as regras do sábado .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Eduardo em Qua 24 Dez 2008, 7:07 pm

Esse debate é interminável mesmo e pelo visto nenhum de nós vai convencer o outro. Quando alguém além de nós tiver alguma dúvida, eu volto a postar aqui.


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Convidad em Qua 24 Dez 2008, 7:40 pm

Eduardo escreveu:Esse debate é interminável mesmo e pelo visto nenhum de nós vai convencer o outro. Quando alguém além de nós tiver alguma dúvida, eu volto a postar aqui.

ok.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Ed em Qua 24 Dez 2008, 8:30 pm

Azenilto_Brito escreveu:
o sábado é mais antigo do que o judaísmo
É, isto é verdade, está no princípio da criação.
E isso dá muito o que falar palminhas


Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus 2Co 2:17

O Forum Gospel Brasil completa hoje 3155 dias de existência com 228789 mensagens

Ed
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 11000
Idade : 64
Localização : BRUSA
flag : BrUSA
Data de inscrição : 13/04/2008

http://gospelbrasil.topicboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Convidad em Qua 24 Dez 2008, 8:50 pm

Ed escreveu:
Azenilto_Brito escreveu:
o sábado é mais antigo do que o judaísmo
É, isto é verdade, está no princípio da criação.
E isso dá muito o que falar palminhas

mas sua guarda dada ao homem não , ela veio após a libertação do egito ... muito depois da escolha de patriarcas como Abraão , e somente tem sentido no sábado da região israelita , visto relativo ao dia específico que Deus descansou , o que os adventistas guardam no resto do mundo é um dia em sete ...

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Ton em Qua 24 Dez 2008, 10:52 pm

Articulador escreveu:Infelizmente Azenilton , o contexto refuta sua posição , que é um mero escape da literalidade óbvia do que Paulo queria ensinar , que as regras sabáticas não tem mais nenhuma serventia para nós :

(Romanos 14:4) - Quem és tu, que julgas o servo alheio? Para seu próprio SENHOR ele está em pé ou cai. Mas estará firme, porque poderoso é Deus para o firmar.
(Romanos 14:5) - Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. Cada um esteja inteiramente seguro em sua própria mente.
(Romanos 14:6) - Aquele que faz caso do dia, para o Senhor o faz e o que não faz caso do dia para o Senhor o não faz. O que come, para o Senhor come, porque dá graças a Deus; e o que não come, para o SENHOR não come, e dá graças a Deus.

o texto não delimita a nenhum dia de festa , ele diz com toda a clareza TODOS os dias ... , e que não podemos ser julgados quando consideramos TODOS os dias iguais , e que aquele que não distingue entre dias , o faz para Deus , e portanto Deus recebe . Não é outra a doutrina do nt , isto se chama justificação pela fé , e não mais pelas obras da lei , das quais faz parte as regras do sábado .
Inclusive o dia de nossa senhora ...


Blog Ton |de Tudo|


TON - "APRENDIZ DA BÍBLIA"
"Quando o 'Leão da Tribo de Judá' RUGE, o 'leão metido à besta' MIA de medo" (W. B. S.).

Ton
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3210
Idade : 29
Localização : Serra/ES
flag : Brasil
Data de inscrição : 23/10/2008

http://arrazoemos.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vigência das Leis mosaícas - parte I

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 10:23 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 40 Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 22 ... 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum