.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
21 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 21 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Silas em Qui 30 Out 2008, 1:35 pm

Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. - 1 João 4:1

O apóstolo João lembra a seus leitores que “muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.” Há duas coisas que este versículo nos manda fazer para sermos capazes de discernir entre um verdadeiro profeta e um falso profeta. Primeiro, “não creiais a todo o espírito.” Os crentes precisam parar de ser tão ingênuos de modo a se tornar presa fácil de qualquer um que alega representar Deus.

Segundo, “provai se os espíritos são de Deus.” Essa palavra “provai”, traduz do grego a palavra que tem o significado de um metal de teste para determinar se há ouro ou prata presente em certa amostra. Em outras palavras, João está direcionando seus leitores a inspecionar cuidadosa e detalhadamente, aqueles que alegam ser profetas de Deus, para ter certeza se eles são genuínos.

Agora, colocaremos ambos à prova, Jesus Cristo e o fundador do Islã, Maomé.1 Nós os colocaremos lado a lado para uma comparação, com o propósito de avaliação, de modo que você possa decidir qual desses dois homens é o verdadeiro profeta de Deus e qual é o impostor.

Portanto, nós iremos examinar a legitimidade do Islã, ao submeter o seu fundador a um exame, enquanto que ao mesmo tempo, examinaremos a legitimidade do Cristianismo Bíblico ao submeter o seu fundador a uma investigação similar.

As Profecias de Suas Vindas Contrastadas

As profecias da vinda de Jesus Cristo são bem documentadas no Velho Testamento, dadas muito antes dEle nascer. Aqui estão algumas poucas profecias específicas acerca da vinda do Senhor Jesus Cristo e as passagens relevantes.

Setecentos anos antes dEle nascer, a cidade do Seu nascimento foi predita pelo profeta Miquéias, apesar dessa cidade não ser a cidade onde moravam os seus pais (Mic. 5:2).

Mil anos antes de ocorrer, Davi previu a forma precisa da morte de Cristo, apesar de ser um método de execução não conhecido de então (Sal. 22:16).

Seu nascimento virginal foi predito setecentos anos antes de ocorrer (Isa. 7:14).

Mais de quinhentos anos antes do Seu nascimento, a quantidade de dinheiro pelo qual Ele seria traído, foi predito para ser trinta peças de prata (Zc. 11:3).

Um mil anos antes da Sua morte, foi predito que os homens iriam lançar sortes sobre sua roupa (Sl. 22:18).

Um mil anos antes, foi predito que suas pernas não seriam quebradas, como as pernas de todos os outros que eram executados por crucificação (Sl. 34:20).

Setecentos anos antes de Seu nascimento, o Velho Testamento predisse a morte de Jesus em lugar dos pecadores (Is. 53:3-6).

Essas são apenas sete, das centenas de predições do Velho Testamento que foram literalmente cumpridas pelo Senhor Jesus Cristo, profecias que foram dadas com séculos de antecedência.

Agora, procure por uma predição acerca da vinda de Maomé. Você não irá achar uma sequer. Olhe no Corão e olhe em qualquer outro lugar, mas você não irá achar nenhum anúncio profético da vinda de Maomé. Ele apareceu sem qualquer aviso prévio e sem qualquer profecia.

Seus Nascimentos Contrastados

Eu já disse a você que o local do nascimento de Jesus foi predito para ser em Belém (Mic. 5:2).

Eu já disse a você que Jesus nasceu de uma virgem (Isa. 7:14). Eu devo também enfatisar que o nome Jesus foi determinado antes dEle nascer (Mat. 1:21).

Agora, considere o nascimento de Maomé. Exceto por passageiras referências ao fato que Maomé nasceu numa pobre família e que seu pai morreu antes dele nascer, e que sua mãe faleceu antes dele completar seis anos, deixando-o para ser criado por uma avó e por um tio, não há qualquer afirmação feita por Mulçumanos quanto ao nascimento de Maomé.

O nascimento de Jesus foi miraculoso. Ele nasceu de uma virgem (Isa. 7:14; Mat. 1:18-25). Maomé, porém, teve ambos, um pai e uma mãe, fazendo o seu nascimento, em contraste com o nascimento do Senhor Jesus Cristo, deveras ordinário.

Suas Vidas Contrastadas

Primeiro, a vida do Senhor Jesus Cristo. A Bíblia declara que Jesus viveu Sua vida sem pecado. (Heb 4:15).

A Bíblia registra muito sinais, maravilhas, e milagres executados pelo Senhor Jesus Cristo: a alimentação dos cinco mil, multiplicando poucos pães e peixes, andando sobre a água, ressucitando os mortos, dando vista aos cegos, curando aleijados, limpando os leprosos e expulsando os demônios. Esses milagres feitos por Cristo, estão registrados nos quatro evangelhos, Mateus, Marcos, Lucas e João.

Jesus, também, afirmou ser Deus, afirmou ser o exclusivo Salvador das almas pecaminosas dos homens, afirmou perdoar pecados e afirmou dar vida eterna aos homens.

Durante Sua vida terrena, Jesus não atacou nem brigou com ninguém. De fato, Ele até curou um dos homens que O prendeu para ser julgado e crucificado, isso depois que o apóstolo Pedro feriu esse homem com uma espada (Luc. 22:50-51).

E que dizer da vida de Maomé? Fontes autoritativas, tais como Fazlur Rahman, Ph.D., professor do pensamento Islâmico da Universidade de Chicago, e Edwin M. Yamauchi, Ph.D., do Instituto de Pesquisas Religiosas, nos dizem que que o Corão não afirma que Maomé efetuou um milagre sequer.5

E até mesmo os Mulçumanos reconhecem que Maomé cometeu pecados, mas eles dizem que ele, de algum modo foi limpo de todos os pensamentos indignos, quando ele tinha 12 anos de idade, habilitando-o, então, a interceder pelos pecadores.

A atitude de Maomé para com a violência era exatamente a oposta da de Jesus. Maomé era ativo ao buscar a Guerra aberta para com aqueles que faziam oposição a ele. Numa ocasião, de acordo com os estudiosos Mulçumanos, ele comandou um exército de 10 mil. Ele ordenou a morte de muitos de seus oponentes.

Portanto, Cristo afirmou ser Deus, enquanto que Maomé afirmou apenas falar por Deus. Cristo fêz milagres, enquanto Maomé não. Cristo recusou recorrer à violêcia, enquanto que Maomé era violento e matou muito que fizeram oposição a ele. Eles tiveram nascimentos e vidas muito diferentes.

Suas Noivas Contrastadas

O Senhor Jesus Cristo nunca se casou e nunca foi pai de crianças terrenas, mas isso não significa que Ele não tem uma noiva. Da mesma forma que se fala de Israel como a esposa de Jeová no Velho Testamento, assim também se diz que O Senhor Jesus Cristo tem uma noiva. João o Batista referiu-se ao Senhor Jesus como o Noivo em João 3:29, e Paulo lembrou aos Coríntios que ele os tinha casado como uma casta virgem a Cristo (2Cor. 11:2). O Senhor Jesus Cristo irá retornar algum dia, e tomar a Sua noiva para o céu com Ele. Sua noiva é composta de todos os verdadeiramente Cristãos, os nascidos de novo. A união entre Jesus e Sua noiva, é uma união espiritual, não uma união física.

Maomé, por outro lado, teve muitas esposas.3 Sua primeira esposa, Khadija, era uma mulher de negócios que se ofereceu a ele, apesar dele ser 20 anos mais jovem do que ela.4

Enquanto ela viveu, ele não tomou nenhuma outra esposa.5 Todavia, quando sua primeira esposa morreu, ele se casou com pelo menos 10 mulheres, e tinha um certo número de concubinas.6 A esposa mais nova que ele tomou, tinha 9 anos de idade e se chamava A’isha, e literalmente trouxe os seus brinquedos com ela quando se casou com ele.

Apesar de nenhum dos filhos de Maomé ter vivido até a idade adulta, ele adotou um filho chamado Zaid. Mais tarde, ele recebeu uma “revelação” especial, autorizando-o a se casar com a bela esposa de Zaid’s, chamada Zainab.7 Então, você pode ver que, com relação às suas noivas, há uma vasta diferença entre o Senhor Jesus Cristo e Maomé, o fundador do Islã.

Suas Mortes Contrastadas

Considere a morte do Senhor Jesus Cristo. Cristo não morreu velho. Ele não morreu uma morte como se fosse a de alguém doente ou enfraquecido. Ele morreu uma morte de uma brutalidade inimaginável nas mãos dos soldados Romanos.

A morte do Senhor Jesus Cristo estava predita tão antes quanto Gênesis 3:15, e em grande detalhe em ambos, Isaías 53 e Zacarias 12:10. Pela Sua morte e pelo derramamento do Seu sangue, numerosas coisas foram cumpridas, incluindo:

1. O cumprimento de muitas profecias a respeito da Sua morte.

2. A satisfação da justiça de Deus que exige a punição dos pecados.

3. O perdão dos pecados.

E que dizer da morte de Maomé? Estudiosos Islâmicos nos dizem que em 632 A.D., ele ficou doente com violentas dores de cabeça e uma febre, possivelmente causada por envenenamento.8 Antes de morrer, ele exortou aos seus seguidores para que permanecessem unidos e para que proclamassem os deveres dos casais, e deu outras poucas instruções. Maomé, então, morreu na casa de sua esposa A’isha, quem cuidou dele durante os seus últimos dias.9 O túmulo do “profeta” em Medina, é o segundo lugar mais venerado do Islã, depois de Meca.

Portanto, a morte do Senhor Jesus Cristo, no auge da Sua vida física, com a idade de 33 anos, foi um evento de proporções cósmicas, trazendo a um climax, o propósito redentor de Deus, na morte sacrificial do Seu Filho para pagar os pecados da humanidade. A morte de Maomé foi uma morte de um homem velho, que ficou doente e disse umas poucas palavras antes de morrer.


:: A fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. - ouviu?

Silas
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 131
Idade : 43
flag : Brasil
Data de inscrição : 16/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Continuação...

Mensagem por Silas em Qui 30 Out 2008, 1:35 pm

Suas Ressurreições Contrastadas

A ressurreição do Senhor Jesus Cristo é fundamental para o Cristianismo. Primeiramente, a ressurreição de Cristo foi predita 1.000 anos antes de acontecer. Em Segundo lugar, ela ocorreu apesar das forças inimigas colocadas na Sua tumba para prevenir tal coisa de acontecer. Em terceiro lugar, o Senhor Jesus Cristo mostrou-se vivo, com muitas infalíveis provas após a Sua ressurreição.

As mulheres O viram. Os apóstolos O viram. Os homens na Estrada de Emaús O viram. Tomé foi convidado a colocar seus dedos dentro das feridas de Jesus provocadas pela crucificação. Então, o Cristo ressureto apareceu a Saulo de Tarso na Estrada para Damasco. De fato, quando Paulo escreveu sua 1ª carta aos Coríntios, mais de 500 testemunhas da ressurreição de Cristo ainda estavam vivas, e isso era mais de 20 anos depois. Tão importante é a ressurreição corporal de Jesus Cristo dentre os mortos, que Paulo escreveu, “E, se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé.” (1Cor. 15:14).

O quê os Mulçumanos dizem acerca da ressurreição de Maomé? A estória da ascensão de Maomé aos céus é acusada, segundo a opinião da maioria dos estudiosos Mulçumanos, de ter sido fabricada seguindo o modelo da ascensão de Jesus. O Islã, todavia, conta a estória da ascensão de Maomé, sem nenhuma evidência de uma ressurreição, e sem nenhum significado na morte de Maomé. O quê a morte de Maomé realizou? O Islã não afirma que ela realizou coisa alguma.

A morte de Cristo foi redentora; a de Maomé não foi.

A morte de Cristo foi sacrificial; a de Maomé não foi.

A morte de Cristo foi predita; a de Maomé não foi.

A morte de Cristo foi cheia de significado; a de Maomé não foi.

Seus Legados Contrastados

Primeiramente, o legado de Jesus Cristo. Como que os primeiros seguidores de Cristo propagaram o evangelho? Eles o fizeram pela pregação e ensino, e sofrendo o martírio. Os seguidores de Cristo não mataram pessoas pela espada, mas sofreram grandes perseguições nas mãos dos Romanos, dos Judeus não Messiânicos e outros. O legado de Cristo é o do perdão, da misericórdia, da graça, da bondade.

Todavia, qual é o legado de Maomé? Seus seguidores eram guerreiros. O Islã se espalhou pela face da terra de modo diferente.10 Sua mensagem era, “Converta-se ou morra pela espada.” E muitas pessoas se converteram, por medo de execução. Que diferença do legado deixado por Maomé daquele deixado por Cristo!

O Crescimento do Islã

Considere o espalhamento do Cristianismo antes da crucificação de Cristo. Ao observar o registro histórico, nós encontramos Jeusus reunindo grandes multidões com Seus ensinos, Suas pregações, Suas operações de milagres, Sua multiplicação de pães para a multidão. Atrair uma multidão de pessoas interessadas, nunca era um problema para Alguém que deu vista ao cego e que ressuscitou mortos. Todavia as grandes multidões se dispersaram quando Ele ensinou coisas que eles não queriam ouvir, deixando-o com apenas os 12 apóstolos: “Desde então muitos dos seus discípulos tornaram para trás, e já não andavam com ele. Então disse Jesus aos doze: Quereis vós também retirar-vos?” (João 6:66-67).

Os 12 não o abandonaram até a noite antes da Sua crucificação, quando Judas O traiu por 30 peças de prata e os outros correram de medo. E quando você conta o número dos seguidores que Jesus tinha logo antes do dia de Pentecostes, cerca de dois meses depois da ressurreição, o número tinha crescido para (Atos 1:15)

Como que o número de discípulos cresceu para 120 num período de cerca de 3 anos e meio? Foi alguma força usada? Houve alguma coerção? Leia os evangelhos do começo ao fim e você encontrará Jesus demonstrando mansidão e humildade, buscando a salvação de almas perdidas. Jesus disse de Si, “Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que se havia perdido” (Lucas 19:10).

Aqueles que O seguiram não tinham promessa de riquezas ou poder. Bem ao contrário. Ele, de certa feita, repreendeu dois apóstolos que tentavam ganhar altas posições. Paulo, quem foi chamado para ser um apóstolo após a ressurreição de Cristo, era bem típico a respeito disso. Cristo disse a ele, “E eu lhe mostrarei quanto deve padecer pelo meu nome.” (Atos 9:16).

Cristo amava a paz. Seus seguidores foram instruídos a oferecer a outra face quando eram perseguidos. As boas novas eram espalhadas pela pregação e pelo ensino, sem a ameaça da violência contra ninguém. A violência que veio, foi sofrida pelos seguidores de Jesus sem retaliação.

Relato muito diferente é dado sobre o crescimento do Islã durante o período da vida de Maomé. Ao buscar o espalhamento da sua religião, Maomé se envolveu em dificuldades com os da cidade de Meca, que queriam que ele retornasse à cidade para ser julgado por seus crimes. Maomé então, juntou colaboradores assaltantes que atacavam as caravanas que viajavam saindo e em direção à Meca.

Fazlur Rahmani, professor do pensamento Islâmico da Universidade de Chicago, escreve que Maomé também conseguiu a morte de seus opositores na cidade de Medina, e ordenou a execução em massa de todos os homens num povoado Judeu que tinha colaborado com os seus oponentes.11 Na ocasião da sua morte, Maomé era o mais poderoso líder da Arábia. Todavia, o seu rastro de proeminência tinha custado muitas vidas.

O espalhamento do Cristianismo durante a vida de Cristo e o espalhamento do Islã durante a vida de Maomé foram muito diferentes. Jesus insistiu na paz, morte para si mesmo, humildade e, oferecer a outra face. Sua religião cresceu no espaço de 3 anos e 2 para cerca de 120 homens e mulheres. Maomé, por outro lado, recorreu à violência e à morte de muitos que faziam oposição a ele. Na ocasião da sua morte, o Islã controlava a maior parte da Arábia.

O Crescimento do Cristianismo e do Islã Durante os Primeiros 100 anos

Você já pensou sobre a propagação do Cristianismo nos seus primeiros 100 anos? Alcançou tão longe quanto Espanha e Grã Bretanha, do continente África à Índia no leste, e até ao longínquo norte, a Religião Cristã cresceu como fogo, começando com o miraculoso derramamento do Espírito Santo registrado em Atos 2.

É uma concepção errada muito comum, pensar que o Livro de Atos descreve o crescimento do Cristianismo de Jerusalém para Roma. Todavia, o Livro de Atos não é realmente um registro do crescimento do Cristianismo de Jerusalém para Roma, pois já havia Cristãos em Roma quando Paulo escreveu para eles. O que o livro de Atos nos dá é uma ilustração da conduta do ministério Cristão pelos dois líderes mais proeminentes, os apóstolos Pedro e Paulo.

Deus operou grandemente em suas vidas e eles receberam poder para pregar o evangelho de Jesus Cristo. Eles quase sempre enfrentaram grandes oposições quando pessoas eram convertidas, resultando em surras, prisões e eventualmente martírio em ambos.

Tão efetivos foram os ministérios dos apóstolos, que foi dito deles, “Aqueles que têm alvoroçado o mundo, chegaram também aqui;” (At. 17:6). Mas como eles viraram o mundo de cabeça para baixo? Como eles espalharam a religião Cristã? Eles eram homens de paz, eram pacíficos em face à perseguição, não retribuíam mal por mal (1Pe. 3:9), e não buscavam vingança pelas maldades feitas contra eles (Rm. 12:19)

O mesmo não pode ser dito sobre o crescimento do Islã, sobre um comparável período de tempo. Certamente, o crescimento do Islã nos seus primeiros 100 anos foi tão grande quanto o crescimento do Cristianismo nos seus primeiros 75 anos. Mas o método pelo qual o Islã se expandiu, foi exatamente o oposto do método empregado pelos Cristãos ao espalhar sua religião.

Quando os Mulçumanos saíram da peninsula Arábica, 100 anos de incessantes guerras e derramamento de sangue se seguiu. Foram precisos apenas 8 anos, depois da morte de Maomé, para que a Pérsia, Síria e Egito fossem capturados. Outros 70 anos foram requeridos para reduzir todo o Norte da África para a fé Islâmica. Por todo o lugar que o Islã passava e encontrava aqueles que não compartilhavam sua fé, era sempre o mesmo. As pessoas eram convertidas pela espada. Se um não Mulçumano dissesse, ”Alá é o único verdadeiro Deus e Maomé o seu profeta,” ele então seria considerado Mulçumano e seria deixado viver.

Pelos primeiros 100 anos, o Islã foi uma religião que cresceu pela violência, pela coerção, pela guerra, pela intimidação. Foi literalmente espalhado pela força.

Cristo, por outro lado, nunca intencionou que o Seu reino fosse avançado da maneira que Maomé espalhou o Islã. Quando Cristo, pouco antes da Sua crucificação, foi trazido perante Pilatos, o governador Romano, Ele disse: “O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui.” (João 18:36).

Conclusão

Há muitas maneiras de avaliar uma religião para determinar se ela é de Deus. Você pode examinar a origem da religião, como fizemos, e pode examinar o fundador da religião.

Considere Jesus. Agora, considere Maomé.

Um foi predito na profecia, enquanto que outro não.

Um teve um nascimento miraculoso e uma vida repleta de milagres, enquanto que o outro teve o sangue dos seus inimigos em suas mãos.

Um foi celibatário até a Sua morte e ressurreição, enquanto que o outro teve muitas esposas, incluindo uma criança de 9 anos de idade, e a esposa de seu filho adotivo.

A morte de um foi redentora e cheia de profundo significado e realizações, enquanto que a outra foi apenas uma morte comum de um homem velho.

Um ressuscitou dos mortos, com muitas testemunhas atestando Sua vitória sobre o túmulo. O outro suspostamente fez o mesmo, só que não havia testemunhas.

Finalmente, considere seus legados. Os seguidores de Cristo espalharam o evangelho pacificamente pela pregação. Os seguidores de Maomé espalharam sua mensagem pelo medo e perseguição.

Um, fundou uma religião que é legítima e que verdadeiramente representa Deus, enquanto que a do outro, atormenta a humanidade até hoje.

Eu recomendo que você pare de ouvir as doutrinas de demônios que formam a base e toda a essência das crenças e práticas Mulçumanas.

Ao contrário, ouça as boas novas de Jesus Cristo, quem veio salvá-lo dos seus pecados.


:: A fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. - ouviu?

Silas
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 131
Idade : 43
flag : Brasil
Data de inscrição : 16/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Jan Mozol em Qui 30 Out 2008, 10:09 pm

Comparar maomé e Jesus cristo nos leva a considerar o seguinte:
Esta comparação é simplesmente uma mobilização contra o islamismo.
Não existe esta comparação , a não ser na cabeça de quem quer confronto.
Maomé amava Jesus.
Maomé amava todos os que vieram antes dele.
Maomé nunca se declarou divino,ou mesmo sem pecado,mas declarou que foi 'lavado' do pecado.
Realmente não existe comparação entre ambos,pois esta comparação só existe na mente de quem não tem fé.
Não entendeu ainda que um ou outro só vai ganhar fiéis se tiver o que mostrar de bom??
Antes de comparar, compare o que está acontecendo logo aqui,no Brasil.
O islamismo cresce a cada dia, já perguntou porque??
O escandalo cresce a cada dia entre os cristãos, pastores famosos se acusam mutuamente...já perguntou porque??
Porque o final das igrejas evangélicas atuais, com excelentes excessões, é o dinheiro.
E o final do islamismo é a conversão e o louvor a Deus.
O islamismo não tem idolos, proibe totalmente a bebida e os vicios,defende a castidade absoluta das mulheres.
compare com o mundanismo das cantoras gospel, com as bispas de cabelo pintado e joias carissimas.
Amigo...defenda a sua fé e lute para ela se purificar.
vai ganhar muito mais do que tentar incutir algo deliberadamente hostil a quem tá quieto no seu canto (ainda bem, porque quando quiserem entrar com tudo...vai ser dificil segurar.)


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Convidad em Qui 30 Out 2008, 10:41 pm

jan mozol escreveu:quem tá quieto no seu canto (ainda bem, porque quando quiserem entrar com tudo...vai ser dificil segurar.)

acabou de desmentir tudo que você disse , este é o resultado , e a herença de maomé , no final sempre há uma jihadizinha apontada para quem os critica . A comparação quem faz não somos nós , são eles no momento que quiseram colocar em pé de igualdade um homem sanguinário como maomé , e o próprio Deus encarnado que não deixou nem mesmo ser tirada a orelha do oficial que o levou para a cruz .

Maomé pecou e nunca fez milagre algum
Jesus nunca pecou e fez pencas de milagres
Maomé tirou vidas
Jesus deu sua vida

só isto já finda a questão com sobra .
desculpa Jan Mozol , amizade à parte , mas não dá para ver você defender uma heresia desta . Se o Cristianismo tem pessoas que escandalizam , não é culpa de Cristo , mas a doutrina do Alcorão é culpa de Maomé .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Jan Mozol em Sex 31 Out 2008, 12:38 pm

Art.
Vc sabe muito bem que o texto acima comparando é um texto feito por cristãos que querem confronto.
Deixa eu falar bem claro:não acho que exista como comparar maomé e Cristo.simplesmente não dá!
Cristo é realmente tudo que vc falou, entendeu??
o proprio maomé fala nos milagres de Cristo, da admiração dele pelo profeta(na versão deles) que é a palavra de DEus.
Querer comparar Jesus e maomé, é querer criar conflito.
Nem precisa ir longe...compare Cristo com outros profetas de Deus, moisés,davi,noé.
todos eram grandes pecadores,homicidas de milhares,dançarinos bebados,adulteros,pecadores enfim.
A visão é que é diferente, nós cristãos achamos que eles tem maomé como um semi-deus e não é assim.
Claro que eu não sou burro de não saber que existe sim ,uma guerra de AMBOS os lados.
A disputa é clara e hoje o islamismo vem vencendo.
o que eu pergunto é:
INDEPENDENTE, NOTE BEM, INDEPENDENTE do que é a mensagem das religiões, o que acontece realmente entre os fiéis.entre os sacerdotes???
qual a imagem que se tem de ambos e porque o islamismo cresce??
isto é que tem que ser analisado. a mensagem de Cristo é maravilhosa, mas o que aqueles que a defendem mostram???
não preciso ir longe..tantos os pastores e bispos famosos do Brasil e dos Eua mostram o que???
peguemos alguns topicos e sejamos sinceros e HOMENS de verdade em analisar:
aborto
dinheiro dos fiéis
morte de opositores (quantidade absoluta)
Castidade feminina
bebidas,drogas
adoração a DEus.
Então, ARt (meu amigo e pastor altamente considerado), o que vc ve como defesa do islamismo, eu vejo como critica construtiva ao sistema cristão que está aí.


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Muhammad Khalid em Sex 31 Out 2008, 12:49 pm

Tenho lido alguns posts que contem assuntos sobre o Islamismo e me interessei.

Quero comprimenta este Jan Mozol pela sábias palavras aí em cima.

Vou colocar palminhas para ele. positivinho

palminhas

Depois de almoço eu volto se tiver tempo para ler mais.

Vou lembrar voces que somos de paz no Brasil. Guerra não é bom negócio.

Muhammad Khalid
Safira
Safira

Número de Mensagens : 137
flag : Brasil
Data de inscrição : 31/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Jan Mozol em Sex 31 Out 2008, 1:03 pm

hummm,se não for um booger, seja bem vindo
Assalamu aleikom.


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Convidad em Sex 31 Out 2008, 2:33 pm

Jan Mozol escreveu:Art.
Vc sabe muito bem que o texto acima comparando é um texto feito por cristãos que querem confronto.
Deixa eu falar bem claro:não acho que exista como comparar maomé e Cristo.simplesmente não dá!
Cristo é realmente tudo que vc falou, entendeu??
o proprio maomé fala nos milagres de Cristo, da admiração dele pelo profeta(na versão deles) que é a palavra de DEus.
Querer comparar Jesus e maomé, é querer criar conflito.
Nem precisa ir longe...compare Cristo com outros profetas de Deus, moisés,davi,noé.
todos eram grandes pecadores,homicidas de milhares,dançarinos bebados,adulteros,pecadores enfim.
A visão é que é diferente, nós cristãos achamos que eles tem maomé como um semi-deus e não é assim.
Claro que eu não sou burro de não saber que existe sim ,uma guerra de AMBOS os lados.
A disputa é clara e hoje o islamismo vem vencendo.

Jan , o Jesus do Islá é um mero homem profeta , o nosso é Deus com Deus , pelo qual tudo foi Criado , veja os primeiros dez versos de João . SE você crê nisto , como não poderíamos comparar , se o Islã quer AFIRMA que todos são iguais ? "não fazemos distinção entre eles.." , lembrando ainda que na prática , que é o que importa , Maomé é colocado em destaque , não existe uma frase assim no corão "Alá é o Senhor , e Jesus é seu profeta" , então vejamos um pouco além do que as religiões afirmam , vejamos o que é a verdade prática .

o que eu pergunto é:
INDEPENDENTE, NOTE BEM, INDEPENDENTE do que é a mensagem das religiões, o que acontece realmente entre os fiéis.entre os sacerdotes???
qual a imagem que se tem de ambos e porque o islamismo cresce??
isto é que tem que ser analisado. a mensagem de Cristo é maravilhosa, mas o que aqueles que a defendem mostram???
não preciso ir longe..tantos os pastores e bispos famosos do Brasil e dos Eua mostram o que???
peguemos alguns topicos e sejamos sinceros e HOMENS de verdade em analisar:
aborto
dinheiro dos fiéis
morte de opositores (quantidade absoluta)
Castidade feminina
bebidas,drogas
adoração a DEus.
Então, ARt (meu amigo e pastor altamente considerado), o que vc ve como defesa do islamismo, eu vejo como critica construtiva ao sistema cristão que está aí.

mozol , eu também te considero , e por considerá-lo obrigo-me reparar algumas afirmações suas sobre este assunto , vamos lembrar de uma coisa , os erros acima NÃO foram influenciados por Cristo ! e vamos lembrar de outra coisa , muitos deles são de católicos , que você sabem perfeitamente que criaram outro tipo de religião que nunca esteve na boca de Jesus , aliás é este o risco de criar uma religião , dizendo que se baseia na bíblia , mas inserir dogmas próprios . Jesus advertiu : "entrai pela porta estreita , porque larga é a que conduz para a perdição , e muitos entram por ela " , logo o argumento de crescimento não tem serventia .

A questão que remanesce é , Cristo morreu pelos nosso pecados , quem morreu pelos pecados dos Islâmicos ?? Se você crê que Cristo PRECISOU morrer pelos seus pecados , então se considera salvo , e seus irmãos islâmicos , quem os salvará ...?

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Muhammad Khalid em Sex 31 Out 2008, 6:13 pm

Jan Mozol escreveu:hummm,se não for um booger, seja bem vindo
Assalamu aleikom.
Aleikom Salam

Não, não sou nenhuma meleca não. ::chapeu::
só num gosta de discução. Briguinha é fogo. Aqui no Brasil tá o paraiso.Todos vivemos na paz.
Gostei do seu jeito de falar e esplicar tudinho. Assim que é que faz. Ensinar direito para não ter guerrinha. xauzinho
Gostei das carinhas banana palminhas leluia
Deixa eu parar senão fico viajando no maionese brasileira ::risadinha::

Muhammad Khalid
Safira
Safira

Número de Mensagens : 137
flag : Brasil
Data de inscrição : 31/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Jan Mozol em Sex 31 Out 2008, 6:31 pm

Articulador escreveu:
Jan Mozol escreveu:Art.
Vc sabe muito bem que o texto acima comparando é um texto feito por cristãos que querem confronto.
Deixa eu falar bem claro:não acho que exista como comparar maomé e Cristo.simplesmente não dá!
Cristo é realmente tudo que vc falou, entendeu??
o proprio maomé fala nos milagres de Cristo, da admiração dele pelo profeta(na versão deles) que é a palavra de DEus.
Querer comparar Jesus e maomé, é querer criar conflito.
Nem precisa ir longe...compare Cristo com outros profetas de Deus, moisés,davi,noé.
todos eram grandes pecadores,homicidas de milhares,dançarinos bebados,adulteros,pecadores enfim.
A visão é que é diferente, nós cristãos achamos que eles tem maomé como um semi-deus e não é assim.
Claro que eu não sou burro de não saber que existe sim ,uma guerra de AMBOS os lados.
A disputa é clara e hoje o islamismo vem vencendo.

Jan , o Jesus do Islá é um mero homem profeta , o nosso é Deus com Deus , pelo qual tudo foi Criado , veja os primeiros dez versos de João . SE você crê nisto , como não poderíamos comparar , se o Islã quer AFIRMA que todos são iguais ? "não fazemos distinção entre eles.." , lembrando ainda que na prática , que é o que importa , Maomé é colocado em destaque , não existe uma frase assim no corão "Alá é o Senhor , e Jesus é seu profeta" , então vejamos um pouco além do que as religiões afirmam , vejamos o que é a verdade prática .


o que eu pergunto é:
INDEPENDENTE, NOTE BEM, INDEPENDENTE do que é a mensagem das religiões, o que acontece realmente entre os fiéis.entre os sacerdotes???
qual a imagem que se tem de ambos e porque o islamismo cresce??
isto é que tem que ser analisado. a mensagem de Cristo é maravilhosa, mas o que aqueles que a defendem mostram???
não preciso ir longe..tantos os pastores e bispos famosos do Brasil e dos Eua mostram o que???
peguemos alguns topicos e sejamos sinceros e HOMENS de verdade em analisar:
aborto
dinheiro dos fiéis
morte de opositores (quantidade absoluta)
Castidade feminina
bebidas,drogas
adoração a DEus.
Então, ARt (meu amigo e pastor altamente considerado), o que vc ve como defesa do islamismo, eu vejo como critica construtiva ao sistema cristão que está aí.

mozol , eu também te considero , e por considerá-lo obrigo-me reparar algumas afirmações suas sobre este assunto , vamos lembrar de uma coisa , os erros acima NÃO foram influenciados por Cristo ! e vamos lembrar de outra coisa , muitos deles são de católicos , que você sabem perfeitamente que criaram outro tipo de religião que nunca esteve na boca de Jesus , aliás é este o risco de criar uma religião , dizendo que se baseia na bíblia , mas inserir dogmas próprios . Jesus advertiu : "entrai pela porta estreita , porque larga é a que conduz para a perdição , e muitos entram por ela " , logo o argumento de crescimento não tem serventia .

A questão que remanesce é , Cristo morreu pelos nosso pecados , quem morreu pelos pecados dos Islâmicos ?? Se você crê que Cristo PRECISOU morrer pelos seus pecados , então se considera salvo , e seus irmãos islâmicos , quem os salvará ...?

Art...eu simplesmente estou falando que o confronto não é bom para nenhum lado. e que em ambos os lados tem gente com seriedade e boas intenções.
e que a comparação que algumas pessoas vão buscar no alcorão( como esta:não existe uma frase assim no corão "Alá é o Senhor , e Jesus é seu profeta") vão buscar para quê????
Muitas outras religiões não consideram Jesus Deus, algumas do nosso lado,como as tjs,ou os mormons que consideram joseph smith seu profeta, ou mesmo os A7d,com sua profetisa.
A realidade é que mesmo com tudo isto eles estão crescendo.
a pergunta é a mesma: quem traz as pessoas pro islamismo??o profeta maomé??ou a atitude dos islamicos???
Querer ganhar uma disputa no grito e não pelo exemplo dá nisto.
entendeu???


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Convidad em Sex 31 Out 2008, 6:58 pm

como você pretende evangelizar um Islãmico se o mesmo renega a morte de cruz de Cristo , e você não diz isto para ele ? crescimento é relativo como já tenho dito , Jesus nunca disse que a maioria iria ser salva , Ele fala em 'remanescente' . e ainda profetiza , que o mundo teria mais facilidade em receber as doutrinas do mundo , que a de Cristo . Note que ao comparar as demais religiões e seu crescimento , você mesmo aceita que naõ é por ter doutrina correta que crescem. Sei da vossa simpatia pelo mundo do Islã , mas calar sobre quem é Cristo , para nós não é solução , há um custo , tanto para nós , quanto e principalmente para eles .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Jan Mozol em Sex 31 Out 2008, 9:27 pm

Articulador escreveu:como você pretende evangelizar um Islãmico se o mesmo renega a morte de cruz de Cristo , e você não diz isto para ele ? crescimento é relativo como já tenho dito , Jesus nunca disse que a maioria iria ser salva , Ele fala em 'remanescente' . e ainda profetiza , que o mundo teria mais facilidade em receber as doutrinas do mundo , que a de Cristo . Note que ao comparar as demais religiões e seu crescimento , você mesmo aceita que naõ é por ter doutrina correta que crescem. Sei da vossa simpatia pelo mundo do Islã , mas calar sobre quem é Cristo , para nós não é solução , há um custo , tanto para nós , quanto e principalmente para eles .
Na verdade muitos islamicos que eu conheci eram completamente ignorantes em relação ao sacrificio de Jesus.
Mas quando vc mostra os milagres de Jesus,eles retrucam com os milagres de moises,ou de outro profeta.
minha simpatia é a simpatia que eu recebi falando do cristianismo para eles,mostrando que o alcorão não faz distinção entre homens e mulheres, e o islã sim, etc.
Como evangelizar se a primeira atitude dos cristãos é o confronto??
a jocosidade,a mentira??
Veja as noticias que o pessoal veicula, veja as gozações como a mulher andar 5 metros a frente do marido,etc.
vc estaria disposto a escutar um evangelista se todos os cristãos que vc conhece te tratassem como terrorista??
A mensagem de Cristo é poderosa, mas a mensagem dos cristãos é cada vez mais agressiva.

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Convidad em Sex 31 Out 2008, 10:53 pm

Mozol , não defendo jocozidade ou mentira , defendo o Cristocentrismo dos evangelhos , entendo que alguns extrapolam , mas há uma necessidade : você pode sim se aproximar deles de maneira sutil , mas depois disto , urge falar do centro da salvação , de Cristo . É impossível que alguns não se melindrem com a pregação , porque isto foi profetizado por Cristo , isto vale para todas as crenças que dizem se apegar à biblia , mas foram ensinados errado , mas cabe-nos falar .

Ou você acha que apedrejaram estevao por culpa dele ? ele não estava sendo agressivo , estava sendo objetivo , mas estava indo contra dogmas de uma religião secular , e pagou um preço em carne por isto , ainda que viu os céus abertos .

é questão de momento , aproximar-nos é um momento , tratá-los como humanos e filhos de Deus , outro momento , mas falar que Jesus salva é o momento posterior e inevitável .

abç

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Jan Mozol em Sab 01 Nov 2008, 9:20 am

Claro, porem Paulo tambem pregou e foi mais esperto, lembre-se que ele foi judeu para os judeus,grego para os gregos, etc.
E, sim, todos prestam atenção quando vc fala dos milagres, da mensagem libertaria dos evangelhos.
mas o antagonismo, diferente da pregação,é que prolifera.
a mensagem acima(lá em cima) evidenciando uma 'disputa' entre maomé e cristo, para nós parece obvia e sem beligerancia, porem para quem conhece jesus como apenas mais um dos profetas, desde sua meninice e foi criado acreditando que m,aomé foi o ultimo e maior dos profetas,cheira a puxar briga.
Somos assim tão idiotas de seguir neste passo, ou somos mais refinados e mostremos a outra face???
por isso que eu digo: ou o texto é de um tolo que não sabe evangelizar, ou de um mané que quer briga.
e infelizmente pelos escandalos do cristianismo , os islamicos batem no peito e mostram que a religião deles é mais de ordem(como nos evangelhos se diz) e de adoração (não há como negar que eles são mais fiéis).
temos que mostrar ao vivo e em cores que os cristãos pregam um Jesus que está vivo nas vidas deles,podemos??


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Convidad em Ter 04 Nov 2008, 2:09 pm

Paulo se fez Judeus para com os Judeus , mas você não esqueceu das muitas palavras que ele também exorta os judeus ? , então não é tão simples como vc quer aplicar , Estevao exortou os judeus , e o resultado foi seu apedrejamento , mas vendo os céus abertos . Então temos sim que sermos mansos , concordo contigo , mas isto não pode limitar a apresentação da realidade dos evangelhos .

O texto acima pode ter excessos de escrita e formais , mas minha defesa não foi da forma , e sim de quando você falou sobre a comparação entre 'profetas' , que é necessaria que seja feita . Tenho comigo vários testemunhos escritos de Islâmicos convertidos , sabe o que primeiro chama a atenção deles ? a diferença entre ISA e Mohammed . Podemos ficar a vida inteira falando que Alá é Deus , etc ... mas enquanto não entrarmos no cerne do evangelho , ainda não os estaremos alcançando com Cristo .

quanto a religião ser de mais ordem e dedicação, eu diria , concordo , assim como que são mais regras e busca de salvação pelas regras , de um lado eles se esforçam mais , de outro sabem que a religião deles prega o esforço e a incerteza da salvação ,daí também ser um ponto em que islâmicos convertidos notam em primeiro lugar , a paz que trás a certeza da salvação , mesmo que você não for uma vez na vida à mecca , ou não jejuar no ramadã , ou falhar em orar cinco vezes ao dia , ainda assim Jesus nos ama , analise .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

CRISTIANISMO E ISLAMISMO

Mensagem por Muhammad Khalid em Seg 10 Nov 2008, 8:07 pm

Ao contrário dos judeus, que não o aceitaram como o Messias, Maomé - Mohammad - reverenciou Jesus, como o Messias da Casa de Davi, que veio para restabelecer a Aliança anteriormente formalizada por Moisés, entre os judeus e seu Deus, através da Torá (3ª Surata Imram, versículos 48 a 58).
Quando se referem a Jesus, os mulçumanos sempre empregam, junto ao seu nome, a expressão: "que a Paz esteja com ele".
Os milagres realizados pelo Cristo, segundo o Alcorão, são verdadeiros. O Alcorão acrescenta supostos novos milagres não mencionados nas Sagradas Escrituras.O messias Jesus foi um dos mais perfeitos mensageiros de Deus, um enviado maravilhoso do Altíssimo, que operou prodígios na terra.
Jesus Cristo, para eles, é um dos elos da longa cadeia de profetas e patriarcas que remonta a Abraão; pai,tanto dos judeus e cristãos,através de Isaac; como, também, dos árabes, através de Ismael, filho de Abraão e Agar.
Os mulçumanos reverenciam os antepassados do Cristo, como também, são Zacarias e são João Batista; indo até Noé, Enoc e Adão.
A segunda mais longa das Suratas do Alcorão, a de Al Imrán , tem como título o nome do pai da Virgem Maria.
Admitem os mulçumanos que o nascimento de Jesus Cristo foi, efetivamente, sobrenatural, como narrado pelos evangelhos.
Contudo, para o islã, Deus é sempre uno e indivisível , Ele não Se divide para fazer valer a Sua vontade. Desse modo, a idéia cristã, canônica, do Deus triuno é inaceitável para o islã.
Sendo, por outro lado, um ser onipotente, Deus não necessitaria encarnar, na forma humana; por isso, os mulçumanos não reconhecem o Cristo como a "Segunda Pessoa" da Santíssima Trindade.
No entendimento correto da doutrina católica, não há divisão em Deus, com a existência das três Pessoas divinas; Deus é sempre uma única substância , sem limitações ou potências.
A Trindade de Pessoas em Deus corresponde às processões divinas, ou seja, ao modo como Deus Se conhece (O Verbo) e Se ama (O Espírito Santo) e conhece e ama a realidade criada. Deus, todo ele, é sabedoria, vida e amor eternos.
A missão de Jesus na terra foi, portanto, segundo o islã, a de reunir o seu povo à palavra de Deus, tal como, no passado, outros profetas igualmente restabeleceram a Aliança de Deus com o seu povo , quando a iniqüidade principiou por dominar.
Em conformidade com as Sagradas Escrituras, o Alcorão afirma que Jesus voltará, antes do fim dos tempos; tal como profetizada pelo próprio Cristo, e pelos apóstolos.
Os mulçumanos acreditam, também, que a vinda do profeta Maomé foi profetizada por Jesus como supostamente relatariam as passagens do evangelho de São João (João 14: 16-17),cabendo a Maomé a missão de difundir uma mensagem de alcance verdadeiramente universal (61ª Surata As Saf, versículo 6)
Maomé seria o "Consolador" (o "Paráclito") mencionado por Jesus aos apóstolos; um enviado de Deus, e não o Espírito Santo que já havia se manifestado durante a passagem do Cristo pela terra.
Para os muçulmanos, Maomé é o último profeta; não havendo novas revelações, após a revelação feita a Maomé pelo arcanjo Gabriel
Segundo a doutrina cristã não há mais revelação até a Parusia.
O Alcorão afirma, outrossim, que Jesus Cristo não morreu na cruz,visto que Deus não permitiria que um mensageiro Seu, tão amado e bondoso, fosse morto indignamente, na cruz.
Alá, Deus, portanto , ergueu Jesus Cristo, aos céus, sem que ele chegasse a morrer, livrando-o, assim, dos seus incrédulos inimigos, que intentavam matá-lo.
Uma outra pessoa substituiu Jesus na cruz; o que fez crer aos seus inimigos que esses estavam, de fato, a suplicá-lo.
Os mulçumanos não crêem, portanto, no sacrifício salvífico supremo da cruz, para eles a leitura de Paulo, exposta na Epístola aos Hebreus, não tem sustentação histórica e teológica , ou seja, não seria necessária a expiação sacrifical do Cristo, através de seu sangue, para a redenção das culpas de forma vicária.
Os mulçumanos não acreditam no conceito de pecado original; essa concepção, para eles, é uma interpretação apostólica, principalmente de Paulo, e não propriamente do Cristo.
Para eles, a obra salvífica do Cristo na terra, não foi realizada na forma da oblação vicária, mas sim, através da palavra, da pregação e do exemplo de vida.
Os sacramentos, segundo a leitura islâmica, não possuem o significado que o cristianismo afirma possuir, são como os "sacramentos" pré-cristãos do judaísmo.
Jesus Cristo, apenas humano e mortal, está vivo no céu, com sua mãe, Maria santíssima, orando pela humanidade; junto a todos os anjos e santos, onde estão presentes os justos do Antigo Testamento, entendem os mulçumanos.
O Alcorão pede que haja respeito entre o chamado Povo do Livro "ahl el kitab" (judeus, cristãos e mulçumanos); pois religião não é algo para ser imposto, mas sim, acolhido livremente.
Deus saberá - segundo o Alcorão - julgar as diferenças que fazem o Povo do Livro divergir.
Alá assegurou, a partir de então, que a boa mensagem de Jesus persistiria na terra, até o dia da ressurreição, e do Juízo Final, antes do qual, segundo o Islã, e para fazê-lo, segundo os cristãos, Jesus voltará à terra, e todos nele crerão, judeus, cristãos e mulçumanos.
Os cinco pilares do Islã são: as cinco orações diárias, a peregrinação (o Hajj) anual à Meca, o pagamento do dízimo, o ato de confessar que só há um Deus e que seu nome é Alá e seu profeta é Maomé, e o Ramadã (jejum anual).
Os mulçumanos aceitam a Torá, os Salmos de Davi e os evangelhos segundo a sua leitura. Não aceitam a canonicidade plena dos evangelhos cristãos e conseqüentemente a estruturação dogmática do cristianismo consubstanciada no Credo de Nicéia (325)
Para ir ao céu, os mulçumanos afirmam, segundo o Alcorão, que os homens devem conhecer a Lei de Deus, serem bons e justos, professarem a fé em Alá e Maomé.
Os mulçumanos acreditam em outro messias, que virá no fim dos tempos, o imã Mahdi (O Bem Guiado).
O seu aparecimento se dará no momento em que os muçulmanos estiverem extremamente debilitados, quando o domínio dos Káfir estender-se-á até Medina.
Os muçulmanos estarão cercados pelos Káfir e desejarão a vinda do imã Mahdi.
Nesse tempo o Islã expandir-se-á envolvendo todo o universo, acreditam.
Todas as ações do Mahdi estarão em conformidade com a Chari’ah (A Lei islâmica). Mahdi conquistará Constantinopla, estabelecendo a justiça e a paz. Depois enfrentará o Dajjal, na Síria .
Dajjal é uma palavra derivada de Dajal , significa falsidade, fraude em árabe; Dajjal , portanto , quer dizer impostor.
Dajjal é um falso Messias.
Mahdi aguardará a vinda do Profeta "Issa" (Jesus) e governará o mundo por um período de sete anos e morrerá com uma idade compreendida entre quarenta e sete e cinqüenta anos.
"Issa" liderará o seu Salatul Janaza, e, será enterrado em Baitul Muqadis (Jerusalém).
Dajjal irá para Damasco onde será confrontado por Mahdi.
Mahdi preparará uma tropa islâmica para defrontar o Dajjal e seus seguidores. Durante os preparativos, aparecerá o Profeta Jesus, na hora da oração de Asr, descendo do Céu com as suas duas mãos apoiadas nas asas dos Anjos, na grande mesquita de Damasco.
Mahdi dirigirá a congregação de Salat Al-Asr, estando atrás dele, o Profeta Issa (Jesus). Maomé disse: "Quem criar o hábito de recitar o surata Al-Kahf às sextas-feiras, Deus proteger-lhe-á do Fitnah e do Dajjal".
Durante o Fitnah do Dajjal, se alguém recitar os versículos iniciais e finais do Surata Al-Kahf, também será protegido do tal Fitnah afirma o islã.
Maomé diz em um Hadith relatado por Musnad Ahmad que o Dajjal andará por todos os lados da terra, exceto em quatro Mesquitas em que ele não conseguirá entrar.
A liderança do Islã passará para "Jesus".
'Issa' foi um Profeta, para os mulçumanos, o seu nascimento foi milagroso, pois ele nasceu sem pai, sua mãe é Mariam (Maria).
O relato do nascimento de Jesus está presente na Surata Mariam.
Deus criou Jesus , assim como tinha criado antes Adão sem mãe e sem pai; os cristãos crêem em Jesus como Filho de Deus e como Deus (com poderes do Pai), porque nasceu sem pai, pensam os mulçumanos. Conclusão redutora , simplista e evidentemente errônea .
Issa foi enviado para os judeus e quando começou a pregar a verdade, a condenar as más ações dos judeus, como a de matar os Profetas e de esquecerem as leis de Deus, estes conspiraram para matar Issa.
O 'Profeta Jesus', foi elevado ao Céu, através dos Anjos por ordem de Deus, e aparecerá de novo no tempo de Mahdi, com poderes milagrosos; sendo a sua vinda , um sinal do Quiyamah (o Fim dos Tempos), um evento de máxima importância. A Segunda Vinda será pessoal, literal e visível a todos.
A Bíblia também fala, repetidamente, da vinda de Jesus como um sinal de Fim do Mundo. Ele virá como um propagador da Chari’ah, como se fosse um Califa e Sucessor de Maomé, afirma o islã.
Na guerra que será travada, a tropa Islâmica liderada por Issa (Jesus) estará posicionada na margem direita do rio Jordão e Dajjal juntamente com seus seguidores estará na margem esquerda do mesmo rio.
Issá, Jesus, perseguirá Dajjal e seus seguidores até os aniquilar, perto da porta chamada Ludd, na Síria.
Issá e Mahdi consolarão os que sofrerem nas mãos de Dajjal , depois de o destruírem .
O reino do Islã prevalecerá no Mundo e o Kufr (descrença) acabará.
A Bíblia (AT e NT) também diz que na vinda de Jesus deverão ser destruídos os ímpios.
O mundo terá justiça e piedade em toda parte. Será um período de paz e harmonia. O Profeta Issa irá casar, ter filhos e viverá por mais sete anos.
Depois surgirá uma Nação chamada Yajuj e Majuj (Gog e Magog).
Jesus terá a sua morte natural entre Meca e Medina e será enterrado em Medina junto à tumba do Profeta Maomé , depois da destruição de Gog e Magog.
‘’Aguarda, pois, o dia em que do céu descerá uma fumaça visível. Que envolverá o povo: Será um doloroso castigo!’’ (Alcorão Sagrado 44:10 e 11)
Depois da morte, de 'Issá' a corrupção espalhar-se-á de novo e como conseqüência, haverá três afundamentos da terra:
1º no Oriente;
2º no Ocidente;
3º na Península Arábica.
E a hora do (Quiyamah) há de chegar; Deus ressuscitará os que estão nos túmulos.
Quiyamah é o fim do mundo!
Segundo o islã, quem quer que seja, quando morre, depois do seu enterro é visitados por dois anjos chamados Munkar e Nakir; que lhe fazem as seguintes perguntas:
1º Quem é o teu Senhor?
2º Qual a tua religião?
3º O que é que tens a dizer a respeito deste Homem?
As respostas dependem da fé de cada um.
Quanto aos descrentes que morreram sem fazer o Taubah ( arrependimento ) , ou os muçulmanos que praticaram o Shirk e não pediram Taubah, não poderão responder às perguntas e sofrerão grandes castigos e horrores, até ao dia do Quiyamah , aqueles que respondem adequadamente ao questionário aguardarão o fim do mundo , com acesso a visões do paraíso.
Maomé disse num Hadith relatado por Muslim: ‘’Quando um ser humano morre as suas ações cessam (não pode fazer mais nada em benefício próprio) exceto em três casos:
1º- Se tiver deixado um filho piedoso que continua a fazer Duá a seu favor;
2º- Se tiver deixado algum Ilm (ciência, conhecimento) de que as pessoas ainda se servem e se beneficiam;
3º- Se durante a vida tiver praticado algum ato de caridade que ainda continua vivo e benéfico à humanidade (Sadaqah Jariah). Como construção de poços, escolas, Madrassas, Masjid, hospitais, estradas, etc.
Conclusão
Fica claro que as concepções cristã sobre a batalha entre Jesus e o Anticristo no Fim dos Tempos é distinta da concepção islâmica.
Jesus voltará à terra para derrotar definitivamente o mal com a cooperação dos anjos e santos, ressuscitar os mortos, unir o céu e a terra , e realizar o Juízo Final (Apocalipse).
Essas análises foram feitas tomando em consideração o islamismo sunita e não o islamismo xiita ou de outra corrente, que não a exotérica sunita.

Fonte de pesquisa: Autor: prof. Everton Jobim

Muhammad Khalid
Safira
Safira

Número de Mensagens : 137
flag : Brasil
Data de inscrição : 31/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Jan Mozol em Seg 10 Nov 2008, 9:12 pm

Um erro:
Os cinco pilares do Islã são: as cinco orações diárias, a peregrinação
(o Hajj) anual à Meca, o pagamento do dízimo, o ato de confessar que só
há um Deus e que seu nome é Alá e seu profeta é Maomé, e o Ramadã
(jejum anual).
não existe dizimo no islamismo.
Existe o Zakat,2,5% e anual.

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Convidad em Ter 11 Nov 2008, 1:09 pm

bom , primeramente quero parabenizar a postagem , porque ela não tenta esconder algumas diferenças , resta é a sinceridade dela . Quanto aos pilares , já ví relatos que alguns ramos do islâmismo colocam a Jihad , guerra santa ,como um dos pilares .

Quanto se fala na expiação pela cruz , não é só no livro de Hebreus , mas por todos os evangelhos e epístolas o assunto é repetido . basicamente dá para se ter uma boa idéia das diferenças , o que nos leva a seguinte conclusão , Cristo no Islã difere do Cristo dos evangelhos .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Muhammad Khalid em Sab 13 Dez 2008, 7:12 am

Maomé e Cristo não tem nada em comum.

Eu explico!

Maomé promete setenta virgens para te servir no paraíso, para quem estiver a seu serviço.

Eu li na biblia que no céu os anjo não tem sexo. Então pra que serve setenta virgens se não podemos fazer nada? oh my

Muhammad Khalid
Safira
Safira

Número de Mensagens : 137
flag : Brasil
Data de inscrição : 31/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Jan Mozol em Sab 13 Dez 2008, 10:30 am

1822.
O segundo símbolo constitui-se das Companheiras da Mesma Idade, Donzelas ou Virgens,
os símbolos da pureza, da graça, da inocência, da verdade e da simpatia.
como não se espera que Jesus venha a desposar a noiva humana, mas sim a igreja representada tambem o alcorão se refere a prazeres como de virgens,indicando pureza,coisa sem macula.
# Estes serão os mais próximos de Deus,
# Nos jardins do prazer.
# (Haverá) uma multidão, pertencente ao primeiro grupo.
# E poucos, pertencentes ao último.
# Estarão sobre leitos incrustados (com ouro e pedras preciosas),
# Reclinados neles, frente a frente,
# Onde lhes servirão jovens (de frescores) imortais(1588).
# Com taças, jarras, e ânforas, cheias de néctares (provindos dos mananciais celestes),
# Que não lhes provocará hemicrania, nem intoxicação.
# E (também lhes servirão) as frutas de sua predileção,
# E carne das aves que lhes apetecerem.
# Em companhia de huris, de cândidos olhares,
# Semelhantes a pérolas bem guardadas.
# Em recompensa por tudo quanto houverem feito.
# Sabei que criamos(1590), para eles, uma (nova) espécie de criaturas.
# E as fizemos virgens.
# Amantíssimas, da mesma idade.

nada de numeros,70,72...

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Convidad em Sab 13 Dez 2008, 1:19 pm

Jan Mozol escreveu:1822.
O segundo símbolo constitui-se das Companheiras da Mesma Idade, Donzelas ou Virgens,
os símbolos da pureza, da graça, da inocência, da verdade e da simpatia.
como não se espera que Jesus venha a desposar a noiva humana, mas sim a igreja representada tambem o alcorão se refere a prazeres como de virgens,indicando pureza,coisa sem macula.
# Estes serão os mais próximos de Deus,
# Nos jardins do prazer.
# (Haverá) uma multidão, pertencente ao primeiro grupo.
# E poucos, pertencentes ao último.
# Estarão sobre leitos incrustados (com ouro e pedras preciosas),
# Reclinados neles, frente a frente,
# Onde lhes servirão jovens (de frescores) imortais(1588).
# Com taças, jarras, e ânforas, cheias de néctares (provindos dos mananciais celestes),
# Que não lhes provocará hemicrania, nem intoxicação.
# E (também lhes servirão) as frutas de sua predileção,
# E carne das aves que lhes apetecerem.
# Em companhia de huris, de cândidos olhares,
# Semelhantes a pérolas bem guardadas.
# Em recompensa por tudo quanto houverem feito.
# Sabei que criamos(1590), para eles, uma (nova) espécie de criaturas.
# E as fizemos virgens.
# Amantíssimas, da mesma idade.

nada de numeros,70,72...


isto é uma desculpa mozol (não sua , de sua fonte) , tentar 'relativizar' as virgens é algo que alguns islâmicos tentam , mas a relidade sabida entre eles é que são virgens mesmo , e embora o alcorão não diga o número , as religião islâmica é complementada pelas hadiths e ensinos de grandes xeques , e eles confirmam 70 ou 72.


Última edição por Articulador em Sab 13 Dez 2008, 1:37 pm, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Convidad em Sab 13 Dez 2008, 1:25 pm

Muhammad Khalid escreveu:Maomé e Cristo não tem nada em comum.

Eu explico!

Maomé promete setenta virgens para te servir no paraíso, para quem estiver a seu serviço.

Eu li na biblia que no céu os anjo não tem sexo. Então pra que serve setenta virgens se não podemos fazer nada? oh my


de fato é isto, são duas grandes diferenças . virgens não é apenas 'alegórico' , e novamente você foi sincero quanto a isto . Mas aí pergunta muhammad , você tendo admitido que os ensinos de Maomé e Cristo são conflitantes , o que acha de Maomé pensar que eram compatíveis aos ensinos do Alá do islâmismo ? ... isto coloca uma questão difícil para os islâmicos decidirem , porque seu profeta achava que Isa era um profeta do Islã , com doutrina do Islã , mas as diferenças são tão gritantes que só existem duas possibilidades , ou Cristo era o que dizemos que ele era , enviado por Deus para expiar nossos pecados e único e suficiente mestre para toda a terra , OU toda a bíblia não passa de uma grande adulteração .... só que daí o alcorão foi feito baseado nas informações dela (históricas , menos que doutrinárias) .

[]s


Última edição por Articulador em Sab 13 Dez 2008, 1:48 pm, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Jan Mozol em Sab 13 Dez 2008, 1:39 pm

Mas é isto mesmo.
as virgens (huris) foram uma criação a parte de Ala,destinadas apenas para deleite dos justos.tambem vinho sem alcool,e leite.
Interessante que eles não negam que desposarão as huris e conservarão as esposas que tiveram na terra, sempre jovens e com frescor.
porem a quantidade deveria seguir o casamento da terra, até 4 esposas.
uma hadith, algo como a tradição católica,e tida como provavelmente falsa fala em 72.
Mas novamente pode ser uma alegoria de prazer por estar na face de Alá.
o ponto principal da recompensa era este: poder olhar Alá de frente.
Eu coloquei que na biblia se fala de Cristo desposar a noiva,e obviamente não é uma noiva mesmo,mas a igreja fiel,e Cristo,obviamente não vai desposar os justos da igreja..


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Convidad em Sab 13 Dez 2008, 1:55 pm

Jan Mozol escreveu:Mas é isto mesmo.
as virgens (huris) foram uma criação a parte de Ala,destinadas apenas para deleite dos justos.tambem vinho sem alcool,e leite.
Interessante que eles não negam que desposarão as huris e conservarão as esposas que tiveram na terra, sempre jovens e com frescor.
porem a quantidade deveria seguir o casamento da terra, até 4 esposas.
uma hadith, algo como a tradição católica,e tida como provavelmente falsa fala em 72.
Mas novamente pode ser uma alegoria de prazer por estar na face de Alá.
o ponto principal da recompensa era este: poder olhar Alá de frente.
Eu coloquei que na biblia se fala de Cristo desposar a noiva,e obviamente não é uma noiva mesmo,mas a igreja fiel,e Cristo,obviamente não vai desposar os justos da igreja..

muitos tentam negar , dizendo que isto é uma alegoria de 'alegria espiritual' , eu tenho boas fontes , mas foi difícil conseguir , na internet este assunto é 'velado' nos sites islâmicos , poucos são os que falam abertamente que estas virgens são literais , embora seja a crença majoritária deles . AS 70/72 são conhecimento corrente no mundo Islâmico , se este número não é correto , cabe a eles mesmos abandonarem esta posição corrente . A comparação com Cristo não tem qualquer paralelo , Cristo deixou claro desde cedo que ele falava de coisas espirituais e não carnais , que no céu não há sexo ou casamento , já o islâ fez ao contrário disse que eram mesmo virgens de pele macia , coube depois a alguns que queriam convencem o ocidente , tentar subjetivar isto .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Jan Mozol em Sab 13 Dez 2008, 2:22 pm

Aí é que está.
Em toda questão séria do islã, a mulher é par com o homem.
mesmo no alcorão a proteção apesar de ser bem definida mostra a priedade.
Maomé desposou uma mulher que lehe serviu de guia e exemplo.
Maomé demonstra por sua ultima esposa que le adeveria ser sua sucessora.
O que ocorre após a morte de maomé é uma disputa acirrada e sangrenta,onde ela perde o poder.
Desta data em diante a figura feminina fica estigmatizada e diminuida.
Começam os falsos hadiths desprezando a mulher .
Se for seguir o alcorão puro a mulher tem tanto direitos como os homens.
Como na biblia é clara a mulher diminuida diante do homem, no alcorão isto não ocorre.
Homens suplantam a palavra ,tanto da biblia como no alcorão.
e aí começa o preconceito,as gozações e as falsas interpretações.


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma Comparação entre Maomé e Cristo

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 5:54 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum