.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
» O Jesus diferente do Espiritismo
Ontem à(s) 7:39 pm por David de Oliveira

» Renan é afastado da presidência do Senado após tornar-se réu por peculato
Ontem à(s) 6:53 pm por David de Oliveira

» Oportunidades de emprego
Ontem à(s) 3:55 pm por Christiano

» Noticiário Escatológico
Ontem à(s) 3:33 pm por Jarbas

» Absurdário Escatológico
Ontem à(s) 9:56 am por Ed

» Olá...
Sex 09 Dez 2016, 10:25 pm por Ed

» Qual a verdadeira intenção dos organizadores das manifestações?
Sex 09 Dez 2016, 7:40 pm por Lit San Ares

» Meditações da Bíblia
Sex 09 Dez 2016, 4:59 pm por Discipulah

» Só há um jeito do Lula perder a próxima eleição!
Sex 09 Dez 2016, 7:36 am por gusto

Quem está conectado
61 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 61 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Falando em chibata-Como educar seu filho

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por Jan Mozol em Qui 12 Maio 2011, 8:48 am


Quem viu a cena, deve ter se perguntado o que estava acontecendo. Afinal de contas, não é nada comum ver uma pessoa arrastando outra pelos pés.

O fato só ocorreu porque um pai furioso acabou puxando o filho para fora de um cyber café pelos cabelos, despiu-o e arrastou-o para casa pelos pés, tudo porque o garoto desobedeceu a uma ordem que proibia-o de usar o computador.

O chinês Lu Tan, de 39 anos, disse que havia alertado o filho de 14 anos várias vezes para não jogar jogos de computador.

“Ele começou a bater no menino, que estava pedindo desculpa, mas ele disse que queria mostrar a todos como o menino era inútil e arrastou-o para casa depois de tirar suas roupas e amarrar suas mãos“, disse uma das testemunhas ao Daily Mail.

“Alguém ligou para a polícia, mas eles não interviram – o homem disse que o garoto tinha roubado dinheiro para usar no cyber“, concluiu.

Tan defendeu-se: “Quando a mãe de Xiaomeng faleceu, ele tinha apenas 9 meses de idade. Eu trabalhei duro para sustentar a família. Minha esperança não é grande, mas eu quero que ele viva no mundo real, ser uma pessoa real. Várias vezes eu disse que ficar navegando na internet é uma coisa ruim, mas ele nunca ouviu. Eu bati porque eu não quero que ele seja arruinado pela internet“.


Muito boa a atitude do chines,veja um ds comentários:
Tá certo poxa!
Se Marisa e seu esposo, de sobrenome VON RICHTHOFFEN tivessem feito isso talvez estariam vivos hoje!

O que acham?

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por Convidad em Qui 12 Maio 2011, 10:50 am


eu acho que houve excesso de graduação , mas não erro de postura.

Humilhar um garoto em público pode levar ao efeito contrário , mais rebeldia e revolta , mas a surra em si foi merecida . As vezes somos maniqueistas , é 0 ou 100 , mas muitas vezes os dois extremos estão errados .

Uma vez debati sobre o caso Suzane em outro fórum, foi a épóca que a esquerda inútil deste país inventou de pressionar para impedir pais de educarem seus filhos corporalmente (estilo exato dos que querem ver o circo pegar fogo), ai o fulano citou Suzane como exemplo de 'boa educação' para mostrar que a rebeldia dos filhos não é culpa dos pais , fui lá pesquisar , achei pais lenientes , psicólogos que educavam os filhos apenas à maizena , nunca encostaram na Suzane (faz parte dos autos do processo , apenas um tapa bem antes dela matá-los, quis puxar a corda quando não tinha mais jeito) .

Agora se preparem, já há projetos para proibir castigos físicos de qualquer intensidade , enquanto falamos pode até ser que estejam aprovados , já que dona Martinha Suplício e Dilminha bang-bang estão com tudo para aprovar os hedonismos sociais que quiserem, isto envolve frouxidão em todas as áreas, porque no fundo o marxismo cultural está infiltrado em nossa mentalidade , foi forçado a nós pelo desejo do homem, amparado pelo esquerdismo dos últimos anos.



Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por Jan Mozol em Qui 12 Maio 2011, 11:56 am

Exato,a esquerda deste país é uma esquerda que ,por exemplo,louva ao Bin Laden ao classificar sua morte como assassinato pelo imperialismo ianque.....
Ou cria ateus aficcionados pelo Che guevara (akner..'tossindo')...
Reescrevem a história posando de libertadores.
E libertam??não,liberam.
Mas se vc mostrar o exemplo de um país comunista de verdade,aí falam em manipulação.
Chega a ser comico se não fosse trágico.
Alias a esquerda brasileira parece uma salada de gatos,puxam o saco ao mesmo tempo que deploram,defendem liberdades que são massacradas em seus países 'perfeitos'-Cuba,venezuela,china,etc...
coisa de louco.


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por Sales em Qui 12 Maio 2011, 12:07 pm

Jan Mozol escreveu:

Muito boa a atitude do chines,veja um ds comentários:
Tá certo poxa!
Se Marisa e seu esposo, de sobrenome VON RICHTHOFFEN tivessem feito isso talvez estariam vivos hoje!

O que acham?

O Cúmulo da ignorância e estupidez! Não tem outra coisa a se dizer... ver um garoto sendo RALADO O COURO no asfalto, absurdo, e dá MUITA INDIGNAÇÃO!!! ... Sou pai, trabalho pelo meu filho, não quero ele vagabundo e, sei como ajudá-lo a ser um homem melhor numa sociedade bestial que vivemos sem precisar de jumentices de estúpidos ...se alguém fizesse isso com ele com certeza iria querer matar esse alguém.


Sales

Sales
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6100
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 10/10/2008

http://www.tempodedeus.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por lordakner em Qui 12 Maio 2011, 1:41 pm

ministrosales escreveu:
Jan Mozol escreveu:

Muito boa a atitude do chines,veja um ds comentários:
Tá certo poxa!
Se Marisa e seu esposo, de sobrenome VON RICHTHOFFEN tivessem feito isso talvez estariam vivos hoje!

O que acham?

O Cúmulo da ignorância e estupidez! Não tem outra coisa a se dizer... ver um garoto sendo RALADO O COURO no asfalto, absurdo, e dá MUITA INDIGNAÇÃO!!! ... Sou pai, trabalho pelo meu filho, não quero ele vagabundo e, sei como ajudá-lo a ser um homem melhor numa sociedade bestial que vivemos sem precisar de jumentices de estúpidos ...se alguém fizesse isso com ele com certeza iria querer matar esse alguém.

Sales

Por estas e por outras que virei seu fã, Sales.

Nunca sequer levantei a voz para educar meu filho.
E nunca tive problema algum com ele também. (nada que não fosse resolvido com conversa)

Um adulto de 70, 80 kg espancando uma criança de 20, 25 Kg é um ato de barbárie.

Não importa se é pai, mãe ou o Bispo de Mariana.

lordakner
Arcturus
Arcturus

Número de Mensagens : 5811
flag : Brasil
Data de inscrição : 27/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por Convidad em Qui 12 Maio 2011, 1:55 pm

lordakner escreveu:
ministrosales escreveu:
Jan Mozol escreveu:

Muito boa a atitude do chines,veja um ds comentários:
Tá certo poxa!
Se Marisa e seu esposo, de sobrenome VON RICHTHOFFEN tivessem feito isso talvez estariam vivos hoje!

O que acham?

O Cúmulo da ignorância e estupidez! Não tem outra coisa a se dizer... ver um garoto sendo RALADO O COURO no asfalto, absurdo, e dá MUITA INDIGNAÇÃO!!! ... Sou pai, trabalho pelo meu filho, não quero ele vagabundo e, sei como ajudá-lo a ser um homem melhor numa sociedade bestial que vivemos sem precisar de jumentices de estúpidos ...se alguém fizesse isso com ele com certeza iria querer matar esse alguém.

Sales

Por estas e por outras que virei seu fã, Sales.

Nunca sequer levantei a voz para educar meu filho.
E nunca tive problema algum com ele também. (nada que não fosse resolvido com conversa)

Um adulto de 70, 80 kg espancando uma criança de 20, 25 Kg é um ato de barbárie.

Não importa se é pai, mãe ou o Bispo de Mariana.

qual seria a solução para Suzane Ritchoffen ? ela recebeu o mesmo tratamento dos pais (no mel), os pais eram psicólogos (deveriam, teoricamente , saber educar filhos , estudam também para isto). Falar em adultos de 80kg espancando , é dramatizar um bom tanto antes de discutir medidas , um adulto de 80kg não costuma bater com toda sua forçar em uma criança , e o termo espancar é relativo, depende sempre do tipo e severidade do castigo.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por Diego Yo'ets em Qui 12 Maio 2011, 2:00 pm

Nosssssssa barbaridade tchê.


Meu pai nunca me bateu, nem me humilhou. Só o recriminar dos olhos dels me faziam chorar, sempre quis imita-lo e saber que não correspondi já era motivo de repensar.

Quero ser o exemplo do meu filho, e que ele sinta o mesmo que eu ainda sinto pelo meu pai.

Educação se dá com exemplos. Agressão é a ultima coisa e não a primeira.


Acessem:


Diego Yo'ets
Sol
Sol

Número de Mensagens : 2206
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/01/2010

http://adonayechad.forumeiros.com/forum.htm

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por lordakner em Qui 12 Maio 2011, 2:03 pm

Articulador escreveu:
lordakner escreveu:
ministrosales escreveu:
Jan Mozol escreveu:

Muito boa a atitude do chines,veja um ds comentários:
Tá certo poxa!
Se Marisa e seu esposo, de sobrenome VON RICHTHOFFEN tivessem feito isso talvez estariam vivos hoje!

O que acham?

O Cúmulo da ignorância e estupidez! Não tem outra coisa a se dizer... ver um garoto sendo RALADO O COURO no asfalto, absurdo, e dá MUITA INDIGNAÇÃO!!! ... Sou pai, trabalho pelo meu filho, não quero ele vagabundo e, sei como ajudá-lo a ser um homem melhor numa sociedade bestial que vivemos sem precisar de jumentices de estúpidos ...se alguém fizesse isso com ele com certeza iria querer matar esse alguém.

Sales

Por estas e por outras que virei seu fã, Sales.

Nunca sequer levantei a voz para educar meu filho.
E nunca tive problema algum com ele também. (nada que não fosse resolvido com conversa)

Um adulto de 70, 80 kg espancando uma criança de 20, 25 Kg é um ato de barbárie.

Não importa se é pai, mãe ou o Bispo de Mariana.

qual seria a solução para Suzane Ritchoffen ?
Qual seria a solução para os Meninos da Febem?
Se porrada endireitasse alguém, só ia sair Nobel da Paz de lá.

lordakner
Arcturus
Arcturus

Número de Mensagens : 5811
flag : Brasil
Data de inscrição : 27/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por Karla Cristina em Qui 12 Maio 2011, 2:05 pm

Diego escreveu:Nosssssssa barbaridade tchê.


Meu pai nunca me bateu, nem me humilhou. Só o recriminar dos olhos dels me faziam chorar, sempre quis imita-lo e saber que não correspondi já era motivo de repensar.

Quero ser o exemplo do meu filho, e que ele sinta o mesmo que eu ainda sinto pelo meu pai.

Educação se dá com exemplos. Agressão é a ultima coisa e não a primeira.

O problema é os trocentos mau exemplos que tem através da mídia, net, convivência com amigos...Hoje tá complicado seguir por este caminho, parece pouco, o mundo da criança tá muito mais amplo que antigamente, que focavam mais nos pais como exemplo.

Karla Cristina
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 710
flag : Brasil
Data de inscrição : 24/02/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por lordakner em Qui 12 Maio 2011, 2:06 pm

Diego escreveu:Nosssssssa barbaridade tchê.
Meu pai nunca me bateu, nem me humilhou. Só o recriminar dos olhos dels me faziam chorar, sempre quis imita-lo e saber que não correspondi já era motivo de repensar.
Nunca apanhei também.
Fiz um "trato" com meu filho:
- Eu não apanhei do seu avô, eu não te bato por motivo algum, você não baterá em seu filho.

O círculo da violência contra as crianças pode e deve ser quebrado.

lordakner
Arcturus
Arcturus

Número de Mensagens : 5811
flag : Brasil
Data de inscrição : 27/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por Diego Yo'ets em Qui 12 Maio 2011, 2:14 pm

Karla Cristina escreveu:
Diego escreveu:Nosssssssa barbaridade tchê.


Meu pai nunca me bateu, nem me humilhou. Só o recriminar dos olhos dels me faziam chorar, sempre quis imita-lo e saber que não correspondi já era motivo de repensar.

Quero ser o exemplo do meu filho, e que ele sinta o mesmo que eu ainda sinto pelo meu pai.

Educação se dá com exemplos. Agressão é a ultima coisa e não a primeira.

O problema é os trocentos mau exemplos que tem através da mídia, net, convivência com amigos...Hoje tá complicado seguir por este caminho, parece pouco, o mundo da criança tá muito mais amplo que antigamente, que focavam mais nos pais como exemplo.


Eu não sou tão velho assim rsrsrs...

Meus amigos de infância a grande maioria se perdeu, fui criado em um bairro misto, classe média baixa. Mas tive a sorte de ter tido uma boa educação, enquanto via meus amigos na "sola", meus pais me alertavam dos riscos de forma consciente que me fazia entender, porque as vezes era sim e as vezes era não.

Lógico que o problema da maldade humana não se concentra a culpa em maus educadores, uma das coisas que aprendi com a mamãe é que nunca existirá bons professores para maus alunos. A maldade é arraigada em cada um, mas o x da questão dos educadores é sempre oferecer o melhor de si.


Acessem:


Diego Yo'ets
Sol
Sol

Número de Mensagens : 2206
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/01/2010

http://adonayechad.forumeiros.com/forum.htm

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por Convidad em Qui 12 Maio 2011, 2:18 pm

Diego escreveu:Nosssssssa barbaridade tchê.


Meu pai nunca me bateu, nem me humilhou. Só o recriminar dos olhos dels me faziam chorar, sempre quis imita-lo e saber que não correspondi já era motivo de repensar.

Quero ser o exemplo do meu filho, e que ele sinta o mesmo que eu ainda sinto pelo meu pai.

Educação se dá com exemplos. Agressão é a ultima coisa e não a primeira.

o que diz a torá sobre isto , Diego ?

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por Convidad em Qui 12 Maio 2011, 2:20 pm

lordakner escreveu:
Articulador escreveu:
lordakner escreveu:
ministrosales escreveu:
Jan Mozol escreveu:

Muito boa a atitude do chines,veja um ds comentários:
Tá certo poxa!
Se Marisa e seu esposo, de sobrenome VON RICHTHOFFEN tivessem feito isso talvez estariam vivos hoje!

O que acham?

O Cúmulo da ignorância e estupidez! Não tem outra coisa a se dizer... ver um garoto sendo RALADO O COURO no asfalto, absurdo, e dá MUITA INDIGNAÇÃO!!! ... Sou pai, trabalho pelo meu filho, não quero ele vagabundo e, sei como ajudá-lo a ser um homem melhor numa sociedade bestial que vivemos sem precisar de jumentices de estúpidos ...se alguém fizesse isso com ele com certeza iria querer matar esse alguém.

Sales

Por estas e por outras que virei seu fã, Sales.

Nunca sequer levantei a voz para educar meu filho.
E nunca tive problema algum com ele também. (nada que não fosse resolvido com conversa)

Um adulto de 70, 80 kg espancando uma criança de 20, 25 Kg é um ato de barbárie.

Não importa se é pai, mãe ou o Bispo de Mariana.

qual seria a solução para Suzane Ritchoffen ?
Qual seria a solução para os Meninos da Febem?
Se porrada endireitasse alguém, só ia sair Nobel da Paz de lá.

bater quando a pessoa já está viciada em crack a anos , já perdeu todas eiras e beiras , é auto-suficiente nos roubos e não depende mais dos pais , aí não gera nada mais mesmo.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por lordakner em Qui 12 Maio 2011, 2:41 pm

Articulador escreveu:
lordakner escreveu:
Articulador escreveu:
lordakner escreveu:
ministrosales escreveu:
Jan Mozol escreveu:

Muito boa a atitude do chines,veja um ds comentários:
Tá certo poxa!
Se Marisa e seu esposo, de sobrenome VON RICHTHOFFEN tivessem feito isso talvez estariam vivos hoje!

O que acham?

O Cúmulo da ignorância e estupidez! Não tem outra coisa a se dizer... ver um garoto sendo RALADO O COURO no asfalto, absurdo, e dá MUITA INDIGNAÇÃO!!! ... Sou pai, trabalho pelo meu filho, não quero ele vagabundo e, sei como ajudá-lo a ser um homem melhor numa sociedade bestial que vivemos sem precisar de jumentices de estúpidos ...se alguém fizesse isso com ele com certeza iria querer matar esse alguém.

Sales

Por estas e por outras que virei seu fã, Sales.

Nunca sequer levantei a voz para educar meu filho.
E nunca tive problema algum com ele também. (nada que não fosse resolvido com conversa)

Um adulto de 70, 80 kg espancando uma criança de 20, 25 Kg é um ato de barbárie.

Não importa se é pai, mãe ou o Bispo de Mariana.

qual seria a solução para Suzane Ritchoffen ?
Qual seria a solução para os Meninos da Febem?
Se porrada endireitasse alguém, só ia sair Nobel da Paz de lá.

bater quando a pessoa já está viciada em crack a anos , já perdeu todas eiras e beiras , é auto-suficiente nos roubos e não depende mais dos pais , aí não gera nada mais mesmo.
Há crianças bem pequenas, que não são viciadas em nada (a não ser "viciadas em apanhar") na Febem.
Mas o problema não é esse.

A) TODA criança tem o INSTINTO de agradar aos Pais. Daí se formará o SUPEREGO. (como bem exemplificou o Diego, na questão do "Olhar do Pai".)
B) A psicologia da criança é DIFERENTE da do Adulto.
C) Quando a Criança APANHA, ela sente que está ESTABELECIDO UM LIMITE para seus erros (O ato de apanhar). Então os OUTROS LIMITES ( Conselhos, exemplos etc) se tornam MENOS EFICAZES, para a criança que apanha.
d) Como o "LIMITE SURRA" foi estabelecido, no cérebro da criança outros atos - que não "mereceram SURRA" - passam a não se enquadrarem na categoria de "Realmente Errados".
Assim se uma criança apanha por fazer birra e NÃO apanha, digamos, por falar palavrões, em seu cerebro passa a valer: "Falar palavrões não é errado".
Basta observar a "moral" de crianças espancadas. Elas só consideram "Errado" GRANDES DELITOS ( Ou, pelo menos, o QUE OS PAIS CHAMAM DE "GRANDES DELITOS"). No resto elas não tem controle de SUPEREGO algum.
e) Quando um adulto bate em uma criança ele passa a mensagem de que "O Mais Forte é quem tem a razão". Numa sociedade Civilizada essa é a PIOR mensagem que pode ser passada.

Tentei educar meu filho lhe ensinando que O FORTE DEVE PROTEGER O FRACO.
O Caráter e o Comportamento dele, hoje, provam que eu estava certo.

lordakner
Arcturus
Arcturus

Número de Mensagens : 5811
flag : Brasil
Data de inscrição : 27/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por silvamelo em Qui 12 Maio 2011, 3:03 pm

Tentei educar meu filho lhe ensinando que O FORTE DEVE PROTEGER O FRACO.
O Caráter e o Comportamento dele, hoje, provam que eu estava certo.
palminhas Que bom que você ensinou um princípio cristão ao seu filho. positivinho

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 47
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por Convidad em Qui 12 Maio 2011, 3:29 pm

lordakner escreveu:
Articulador escreveu:
lordakner escreveu:
Articulador escreveu:
lordakner escreveu:
ministrosales escreveu:
Jan Mozol escreveu:

Muito boa a atitude do chines,veja um ds comentários:
Tá certo poxa!
Se Marisa e seu esposo, de sobrenome VON RICHTHOFFEN tivessem feito isso talvez estariam vivos hoje!

O que acham?

O Cúmulo da ignorância e estupidez! Não tem outra coisa a se dizer... ver um garoto sendo RALADO O COURO no asfalto, absurdo, e dá MUITA INDIGNAÇÃO!!! ... Sou pai, trabalho pelo meu filho, não quero ele vagabundo e, sei como ajudá-lo a ser um homem melhor numa sociedade bestial que vivemos sem precisar de jumentices de estúpidos ...se alguém fizesse isso com ele com certeza iria querer matar esse alguém.

Sales

Por estas e por outras que virei seu fã, Sales.

Nunca sequer levantei a voz para educar meu filho.
E nunca tive problema algum com ele também. (nada que não fosse resolvido com conversa)

Um adulto de 70, 80 kg espancando uma criança de 20, 25 Kg é um ato de barbárie.

Não importa se é pai, mãe ou o Bispo de Mariana.

qual seria a solução para Suzane Ritchoffen ?
Qual seria a solução para os Meninos da Febem?
Se porrada endireitasse alguém, só ia sair Nobel da Paz de lá.

bater quando a pessoa já está viciada em crack a anos , já perdeu todas eiras e beiras , é auto-suficiente nos roubos e não depende mais dos pais , aí não gera nada mais mesmo.
Há crianças bem pequenas, que não são viciadas em nada (a não ser "viciadas em apanhar") na Febem.
Mas o problema não é esse.

A) TODA criança tem o INSTINTO de agradar aos Pais. Daí se formará o SUPEREGO. (como bem exemplificou o Diego, na questão do "Olhar do Pai".)
B) A psicologia da criança é DIFERENTE da do Adulto.
C) Quando a Criança APANHA, ela sente que está ESTABELECIDO UM LIMITE para seus erros (O ato de apanhar). Então os OUTROS LIMITES ( Conselhos, exemplos etc) se tornam MENOS EFICAZES, para a criança que apanha.
d) Como o "LIMITE SURRA" foi estabelecido, no cérebro da criança outros atos - que não "mereceram SURRA" - passam a não se enquadrarem na categoria de "Realmente Errados".
Assim se uma criança apanha por fazer birra e NÃO apanha, digamos, por falar palavrões, em seu cerebro passa a valer: "Falar palavrões não é errado".
Basta observar a "moral" de crianças espancadas. Elas só consideram "Errado" GRANDES DELITOS ( Ou, pelo menos, o QUE OS PAIS CHAMAM DE "GRANDES DELITOS"). No resto elas não tem controle de SUPEREGO algum.
e) Quando um adulto bate em uma criança ele passa a mensagem de que "O Mais Forte é quem tem a razão". Numa sociedade Civilizada essa é a PIOR mensagem que pode ser passada.

Tentei educar meu filho lhe ensinando que O FORTE DEVE PROTEGER O FRACO.
O Caráter e o Comportamento dele, hoje, provam que eu estava certo.



a) se isto fosse sempre determinante , não teríamos filhos bandidos, de pais honestos.
b) sim , mas não intrinsicamente diferente , é próprio do ser-humano não ter limites , se limites não forem dados .
c) Não , porque todas as outras graduações tem que vir antes , preparatórias para usar o último recurso. De outro lado uma palmadas vão lembrar a criança de que o pai não fica só no conselho , a vida tem consequências, crianças que não se acostumam a desviar das consequências, se tornam maus adultos.
d) não , os outros atos ainda são aconselhados , ela vincula que o castigo físico é cabível quando estes outros conselhos não surtiram efeito , e estes tendem a produzir efeito antes do castigo.
e) Também passa a noção de hierarquia, exemplo, limites, conduta exigível socialmente , por isto que a sociedade toda até agora viveu com este tipo de educação , e homens importantes foram educados nesta eficácia


e a sociedade tenta criar seu filho dizendo que o fraco é o que não se droga, não se prostitui , e io forte é o que quebra tabus morais , não distingue certo de errado, nesta queda de braço entre falar , e cumprir, muitas vezes temos que mostrar que a vida envolve consequências , e muitas mães que , em idade necessária , castigaram seus filhos , hoje se alegram com filhos médicos , engenheiros , cumpridores de seus deveres , enquanto outras amargam o choro das drogas, da prostituição, da leniência que tiveram com seus rebentos .


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por Diego Yo'ets em Qui 12 Maio 2011, 3:56 pm

Akner escreveu: Há crianças bem pequenas, que não são viciadas em nada (a não ser "viciadas em apanhar") na Febem.
Mas o problema não é esse.

A) TODA criança tem o INSTINTO de agradar aos Pais. Daí se formará o SUPEREGO. (como bem exemplificou o Diego, na questão do "Olhar do Pai".)
B) A psicologia da criança é DIFERENTE da do Adulto.
C) Quando a Criança APANHA, ela sente que está ESTABELECIDO UM LIMITE para seus erros (O ato de apanhar). Então os OUTROS LIMITES ( Conselhos, exemplos etc) se tornam MENOS EFICAZES, para a criança que apanha.
d) Como o "LIMITE SURRA" foi estabelecido, no cérebro da criança outros atos - que não "mereceram SURRA" - passam a não se enquadrarem na categoria de "Realmente Errados".
Assim se uma criança apanha por fazer birra e NÃO apanha, digamos, por falar palavrões, em seu cerebro passa a valer: "Falar palavrões não é errado".
Basta observar a "moral" de crianças espancadas. Elas só consideram "Errado" GRANDES DELITOS ( Ou, pelo menos, o QUE OS PAIS CHAMAM DE "GRANDES DELITOS"). No resto elas não tem controle de SUPEREGO algum.
e) Quando um adulto bate em uma criança ele passa a mensagem de que "O Mais Forte é quem tem a razão". Numa sociedade Civilizada essa é a PIOR mensagem que pode ser passada.

Tentei educar meu filho lhe ensinando que O FORTE DEVE PROTEGER O FRACO.
O Caráter e o Comportamento dele, hoje, provam que eu estava certo.

Penso que se um pai educa na base da pancada e no final o filho acerta, certamente colocará a pancada como um medalha, se um Pai educa o filho na base do exemplo e conversa a medalha será a conversa e ambos serão amigos para sempre. O pai que educa na pancada e o filho anda no erro se justifica e diz não ter culpa, o pai que educa na conversa franca e o filho erra poderá até se culpar por não ter batido, mas a angústia será maior daqueles que não tentaram exercer um laço de amizade.

Açoitar nunca foi o caso para os passiveis de moderação em casos extremados umas palmadas não ofendem, mas agir com a truculência ai a cima é totalmente abominável.



Acessem:


Diego Yo'ets
Sol
Sol

Número de Mensagens : 2206
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/01/2010

http://adonayechad.forumeiros.com/forum.htm

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por oliveira leite em Qui 12 Maio 2011, 4:08 pm

Acho que se voce não educar seu filho e de vez em quando quando preciso corrigir nem que seja com uma lapadinha de cinto

Me lembro quando meu sobrinho se deitou no chão da rodoviaria e esperneava de malcriação
minha irmã tirou a sandalia e deu bem nas nadegas
oh chinelada boa
um guarda se aproximou e disse
se voce bater nessa criança de novo eu vou levar a senhora para a delegacia japinha
minha irmã olhou para ele e disse:
Eu bato no meu filho com amor
mas voces quando pegam os filhos dos outros briga
não batem com amor
sendo assim bato no meu filho hoje para ele não apanhar de voces amanhã

meu sobrinho hoje é um advogado de renome
valeu a pena a educação

oliveira leite
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6552
Idade : 51
Localização : Natal RN
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por Jan Mozol em Qui 12 Maio 2011, 5:20 pm

Eu mandava o guarda para aquele lugar.
Sério.
crianças são como velociraptors,ficam batendo o nariz na cerca elétrica até achar um ponto fraco.
o pai/mãe que corre atrás de seu filho com uma vara o ama.
Tá na bíblia e em todo pai sensato.
Hoje em dia os filhos viram para o pai e o mandam tomar caju,se o pai ameaça bater ,eles falam :bate,para ver onde vc vai parar.
O certo é que bater tem hora e tem lugar,mas em 100 mil anos de humanos sempre aconteceu e nunca foi motivo para o filho ser bandido ou violento,pelo contrário.
tonto quem pensa que criança não pensa,crianças são cruéis.


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por Cal em Qui 12 Maio 2011, 5:30 pm

Reafirmo o argumento do Lordakner, se porrada resolvesse a Febem não existiria.

Já vi os dois modelos em ação, meus primos e meus ex-patrões educaram seus filhos sem qualquer forma de violência física e vão muito bem enquanto o meu vizinho descia o sarrafo nas crianças quase que diariamente, hoje ele está na prisão e as crianças no conselho tutelar e seu filho mais velho pelo que tudo indica seguirá o caminho da marginalidade.

Eu não tenho todos os dados e minha amostragem é pequena, mas baseado nela parece que não existe nada pior que crianças educadas na pancada.


A verdade, somente a verdade, nada mais que a verdade.

Cal
Moderador Agnóstico
Moderador Agnóstico

Número de Mensagens : 2788
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por Convidad em Qui 12 Maio 2011, 5:47 pm

Diego escreveu:
Akner escreveu: Há crianças bem pequenas, que não são viciadas em nada (a não ser "viciadas em apanhar") na Febem.
Mas o problema não é esse.

A) TODA criança tem o INSTINTO de agradar aos Pais. Daí se formará o SUPEREGO. (como bem exemplificou o Diego, na questão do "Olhar do Pai".)
B) A psicologia da criança é DIFERENTE da do Adulto.
C) Quando a Criança APANHA, ela sente que está ESTABELECIDO UM LIMITE para seus erros (O ato de apanhar). Então os OUTROS LIMITES ( Conselhos, exemplos etc) se tornam MENOS EFICAZES, para a criança que apanha.
d) Como o "LIMITE SURRA" foi estabelecido, no cérebro da criança outros atos - que não "mereceram SURRA" - passam a não se enquadrarem na categoria de "Realmente Errados".
Assim se uma criança apanha por fazer birra e NÃO apanha, digamos, por falar palavrões, em seu cerebro passa a valer: "Falar palavrões não é errado".
Basta observar a "moral" de crianças espancadas. Elas só consideram "Errado" GRANDES DELITOS ( Ou, pelo menos, o QUE OS PAIS CHAMAM DE "GRANDES DELITOS"). No resto elas não tem controle de SUPEREGO algum.
e) Quando um adulto bate em uma criança ele passa a mensagem de que "O Mais Forte é quem tem a razão". Numa sociedade Civilizada essa é a PIOR mensagem que pode ser passada.

Tentei educar meu filho lhe ensinando que O FORTE DEVE PROTEGER O FRACO.
O Caráter e o Comportamento dele, hoje, provam que eu estava certo.

Penso que se um pai educa na base da pancada e no final o filho acerta, certamente colocará a pancada como um medalha, se um Pai educa o filho na base do exemplo e conversa a medalha será a conversa e ambos serão amigos para sempre. O pai que educa na pancada e o filho anda no erro se justifica e diz não ter culpa, o pai que educa na conversa franca e o filho erra poderá até se culpar por não ter batido, mas a angústia será maior daqueles que não tentaram exercer um laço de amizade.

Açoitar nunca foi o caso para os passiveis de moderação em casos extremados umas palmadas não ofendem, mas agir com a truculência ai a cima é totalmente abominável.

O problema deste debates é a DRAMATIZAÇÃO que as pessoas fazem , 'espancar' é o que , pancada é o que ? estes termos são usados por conveniência para já criar uma crítica implicita , sem argumentar sobre medidas, não é um bom hábito para dirimir assuntos delicados que exigem medidas , é o mesmo que um homossexual quando te tacha de homofóbico , ele deseja ganhar na pecha , não no arguir . Segundo Diego , ainda estou aguardando você me dizer o que fala a Torá (VT) sobre isto , como és um defensor das leis mosaícas - afinal vc me disse algo por MP que me espantou , e o caso aqui é MUUUITO menos severo em castigo , qual a posição de Deus ? vc não está mostrando a mesma do Senhor neste tema, Deuis chamaria isto de abominável ?





Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por Convidad em Qui 12 Maio 2011, 5:51 pm

Cal escreveu:Reafirmo o argumento do Lordakner, se porrada resolvesse a Febem não existiria.

Já vi os dois modelos em ação, meus primos e meus ex-patrões educaram seus filhos sem qualquer forma de violência física e vão muito bem enquanto o meu vizinho descia o sarrafo nas crianças quase que diariamente, hoje ele está na prisão e as crianças no conselho tutelar e seu filho mais velho pelo que tudo indica seguirá o caminho da marginalidade.

Eu não tenho todos os dados e minha amostragem é pequena, mas baseado nela parece que não existe nada pior que crianças educadas na pancada.

200 milhões de Brasileiros (generalizando) já viram o modo conservador em ação , e no entanto somos quase todos pessoas de bem , sustentando uma sociedade . A leniência que criou Suzen Ritchoffen ainda está a mostrar a que veio nas gerações futuras , mas com o aumento desmedido de viciados e hedonistas, já podemos vaticinar por evidência. o argumento do Akner já foi refutado , tendo em vista que a educação por castigos corporais medidos e eventuais , costuma só fazer efeito em determinadas idades , e é além de tudo uma falácia, pois ignora a condição social daquela amostragem, o uso de drogas, ambiente em que vivem, cor de péle, educação , que os monitores não são pais amorosos , enfim, quase tudo.




Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por Convidad em Qui 12 Maio 2011, 5:55 pm

oliveira leite escreveu:Acho que se voce não educar seu filho e de vez em quando quando preciso corrigir nem que seja com uma lapadinha de cinto

Me lembro quando meu sobrinho se deitou no chão da rodoviaria e esperneava de malcriação
minha irmã tirou a sandalia e deu bem nas nadegas
oh chinelada boa
um guarda se aproximou e disse
se voce bater nessa criança de novo eu vou levar a senhora para a delegacia japinha
minha irmã olhou para ele e disse:
Eu bato no meu filho com amor
mas voces quando pegam os filhos dos outros briga
não batem com amor
sendo assim bato no meu filho hoje para ele não apanhar de voces amanhã

meu sobrinho hoje é um advogado de renome
valeu a pena a educação

pois é, boa estória ... já que todo mundo aqui tem um causo , o meu é de mesmo tipo,
minha irmã tem 03 filhos , um deles , mais velho , chuta todas as empregadas , quebra tudo , não obedece professores , não obedece ninguém e pirraça todos , soca seus irmãos mais novos sem dó ... no entanto a criação foi neste mesmo estilo 'deixa , quando crescer passa', 'filhinho não faz isto que mamãe não gosta', 'papai vai ficar triste', deu no que deu, agora quero ver como vão controlar agora que o garoto entrou na puberdade, já mandaram para o psicólogo , não resolveu necas.




Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por Convidad em Qui 12 Maio 2011, 6:01 pm

Jan Mozol escreveu:Eu mandava o guarda para aquele lugar.
Sério.
crianças são como velociraptors,ficam batendo o nariz na cerca elétrica até achar um ponto fraco.

excepcional esta comparação...rs
guardadas as proporções , pura verdade.
somos animais de um modo ou outro, se cheirarmos fraqueza , queremos é ir por alí.
vc lembrou de parque dos dinossauros , né ...

O certo é que bater tem hora e tem lugar,mas em 100 mil anos de humanos sempre aconteceu e nunca foi motivo para o filho ser bandido ou violento,pelo contrário.
tonto quem pensa que criança não pensa,crianças são cruéis.

estamos na época do desconstrutivismo , onde o homem quer quebrar todos os tabus , provar que todas as gerações que vieram antes deles estavam erradas , a vaidade tá imperando : o homem não aceita que o conservadorismo erigiu nossa sociedade , afinal se aceitar isto , vai aceitar que não tem mais nenhuma moral-revolucionária para patrocionar - vão ver só onde isto nos levará :
(Provérbios 22:28) - Não removas os antigos limites que teus pais fizeram.


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por Jan Mozol em Qui 12 Maio 2011, 6:51 pm

Articulador escreveu:
Jan Mozol escreveu:Eu mandava o guarda para aquele lugar.
Sério.
crianças são como velociraptors,ficam batendo o nariz na cerca elétrica até achar um ponto fraco.

excepcional esta comparação...rs
guardadas as proporções , pura verdade.
somos animais de um modo ou outro, se cheirarmos fraqueza , queremos é ir por alí.
vc lembrou de parque dos dinossauros , né ...~



O certo é que bater tem hora e tem lugar,mas em 100 mil anos de humanos sempre aconteceu e nunca foi motivo para o filho ser bandido ou violento,pelo contrário.
tonto quem pensa que criança não pensa,crianças são cruéis.

estamos na época do desconstrutivismo , onde o homem quer quebrar todos os tabus , provar que todas as gerações que vieram antes deles estavam erradas , a vaidade tá imperando : o homem não aceita que o conservadorismo erigiu nossa sociedade , afinal se aceitar isto , vai aceitar que não tem mais nenhuma moral-revolucionária para patrocionar - vão ver só onde isto nos levará :
(Provérbios 22:28) - Não removas os antigos limites que teus pais fizeram.

positivinho positivinho positivinho positivinho


Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Falando em chibata-Como educar seu filho

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 11:47 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum