.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
42 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 41 Visitantes :: 2 Motores de busca

Lit San Ares

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Entrevista com lucifer.

Página 5 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por Mensageiro do messias em Seg 21 Maio 2012, 8:40 pm

Margaridaportaluz escreveu:Esta mensagem é uma "canalização" bem falsa, não confere com meus estudos sobre Lúcifer, o Portador da Luz...
Minha linda, como assim uma canalização falsa? Jesus é a luz, o diabo(lúcifer) apenas fingi ter luz como está escrito nas escrituras sagradas: "Não é de se adimirar que o próprio satanás se transforma em anjo de luz". Já vi relatos de ex-satanistas que afirmavam ter encontrado com o diabo, e ele disse que ninguém conseguia olhar para o decaído porque ele imitia muita luz. Os seus estudos fogem do foco bíblico.

Nesse vídeo, um maçon engrandece lúcifer:

Se não sabe nada sobre a maçonaria, pesquise por illuminati no youtube.

Sugiro que vcs leiam "O LIVRO PERDIDO DE ENKI MEMÓRIAS E PROFECIAS DE UM DEUS EXTRATERRESTRE ZECHARIA SITCHIN"
Você acha que a gente vai deixar de dar ouvidos a palavra de Deus que muda a vida das pessoas para dar ouvido a um defensor da teroria dos astronautas antigos? Lógico que não.

ali é explicado de acordo com o que foi escrito em tábuas sumérias, o Genesis, os "Anjos Caidos" que na verdade eram Anunnakis, que significa: "Aqueles que desceram do céus".

Leia o livro de Enoque, e tu verás que "aqueles que desceram dos céus" não passavam de anjos que se inflamaram com as mulheres, criando seres chamados Nefilins.

Até a próxima, abraço.

Mensageiro do messias
Safira
Safira

Número de Mensagens : 188
Data de inscrição : 16/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por okara em Seg 28 Maio 2012, 10:50 am

Jan Mozol escreveu:QUEM O CRIOU?
Lúcifer : Fui criado pelo próprio Deus, bem antes da existência do homem. [Ezequiel 28]

COMO VOCÊ ERA QUANDO FOI CRIADO?
Lúcifer : Vim à existência já na forma adulta e, como Adão, não tive infância. Eu era um símbolo de perfeição, cheio de sabedoria e formosura e minhas vestes foram preparadas com pedras preciosas. [Ezequiel 28,13]

COMO VOCÊ ENCARA O HOMEM?
Lúcifer : (com raiva) Tenho ódio da raça humana e faço tudo para destruí-la, pois eu a invejo. Eu é que deveria ser semelhante a Deus. [1Pedro 5:8]

Faltou a pergunta: o que é perfeição? Que perfeição louca é esta.

E até onde vai esta "semelhança" com Deus?

Algo aqui não se encaixa.


Visitem:
mentesvencedoras.forumeiros.com/t38-equivocos-sobre-a-doutrina-espirita

okara
SUSPENSO

Número de Mensagens : 53
flag : Brasil
Data de inscrição : 26/05/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por O Questionador em Seg 28 Maio 2012, 1:23 pm

okara escreveu:
Jan Mozol escreveu:QUEM O CRIOU?
Lúcifer : Fui criado pelo próprio Deus, bem antes da existência do homem. [Ezequiel 28]

COMO VOCÊ ERA QUANDO FOI CRIADO?
Lúcifer : Vim à existência já na forma adulta e, como Adão, não tive infância. Eu era um símbolo de perfeição, cheio de sabedoria e formosura e minhas vestes foram preparadas com pedras preciosas. [Ezequiel 28,13]

COMO VOCÊ ENCARA O HOMEM?
Lúcifer : (com raiva) Tenho ódio da raça humana e faço tudo para destruí-la, pois eu a invejo. Eu é que deveria ser semelhante a Deus. [1Pedro 5:8]

Faltou a pergunta: o que é perfeição? Que perfeição louca é esta.

E até onde vai esta "semelhança" com Deus?

Algo aqui não se encaixa.


"Algo não se encaixa"? Ô modéstia.

Uma questão filosófica interessante é que se Lúcifer existe e começou se rebelando contra Deus, então ele foi o precursor de algo que antes não existia(o mal/as trevas), tendo ele dado origem a algo que antes não existia, não seria ele uma espécie de "Deus" também?

Do contrário, se Lúcifer não criou o mal então já existia o mal, oras se o mal já existia, e antes só tinha Deus, quer dizer que Lúcifer só fez encarnar parte da maldade de Deus. Se Deus é mal, então porque só exige o bem dos outros? Ou será que a maldade de Deus estaria justamente em se fingir de bondoso e exigir dos outros a perfeição que não tem?

São tantas questões. hummm



O Questionador
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 523
Localização : Na Selva.
flag : Brasil
Data de inscrição : 31/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por vítor em Seg 28 Maio 2012, 3:32 pm

Paz de JESUS,

Acabo de ler as 5 paginas de seguida, neste topic. Ufaaa.

Bem que eu deveria ter vindo mais cedo, excusava de acumular... mas , tive medo de me perder em vãs filosofias.

Contudo, vejo que devo tentar combater heresias.
Não quero que pensem que digo isto por mal, eu posso ter uma opinião diferente de outro irmão em coisas irrelevantes para a salvação, isso acontece sem que sejamos necessariamnete falsos crentes ou mentirosos, mesmo porque sta escrito que "há pontos difíceis de entender". Agora, existem coisas que são tremendas em erro e devem ser combatidas. Uma opinião difrente é uma coisa, doutrina diferente, ademais em coisas sérias, é outra.

Ora, vou só expor meu pensamento, de cristão, como Pualo tb fez acerca de outros assuntos e que se registram na Bíblia.

DEUS não criou o pecado (nELE não ha trevas). Mas é o Pai dos Espíritos (cf Pedro).
Outrossim, DEUS é RUAH e, na Sua Soberana Capacidade, fez semelhantes a ELE - pequenos ruah.
Ruah significa auto-determinação (vontade, capacidade decisoria, consciência de si para optar, intencionalidade, etc).
O Diabo não foi gerado de DEUS ? Foi. Logo DEUS não o geraria mau.
Contudo o diabo optou , a certa altura, logo no início da sua existência , se colocar contra o RUAH de DEUS.
OS anjos, que se dividem em varias especies (querubins, srafins, potestades, arcanjos, etc) , também forma feitos Ruah à semelhança de DEUS.
Agora, entenda-se minha conceção, um ruah, para o ser, tem de ser um ser consciente de si mesmo, tem de possuir a capacidade em si, de se posicionar a favor ou contra de qualquer acontecimento; logo, essa liberdade, mesmo que apenas possa existir no interior de si, é o próprio ruah , isto é, espírito. A autodeterminação, que difere de autorealização das intenções, é o principio basico do ser Espírito. O que mais nos faz semelhantes a DEUS é sermos espírito. Po consequência, a Liberdade é a testemunha da moral, pois sem ela, os nosso procedimentos não seriam moralmente, ou eticamnete, avaliaveis...

No meu senso, não devemos confundir os "gigantes" de Genesis com os outros do VT. No meu senso, claro. Mas ate aí, se alguém discorda, tdo bem. O problema são as consequências que podem gerar-se de se crer de um modo errado (eventualemnte o meu) e aproveitar para interpretar outras partes da Bíblia. Por isso aprendi que uma só passagem bíblica não faz doutrina, pois tem de se confrimar em outro lugar. Ora, só um livro apocrifo se confirma a ideia de que os "gigantes" de Gernesis seriam mesmo gigantes e filhos de anjos.
Portanto, eu excluo a crença de que "gigantes" quisesse dizer "gigantes" literalmente, não porque eles não o fossem, mas porque o habviam de ser devido a serem filhos de anjos com mulheres.
Como tal, não creio que anjos hajam feito filhos em mulheres. Creio sim que os filhos de Sete, uma nação ou família de crentes e por isso filhos de DEUS, se misturaram com a nação ou família de Caim, e, que seus filhos, fossem grandes por terem conhecimentos de ambas as culturas, sendo aptos para organizarem mellhor a nova sociedade, a integração das duas famílias- uma construção préBabilónica da ideia babilonica.



vítor
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 280
Idade : 38
Localização : lisboa, loures
flag : Portugal
Data de inscrição : 26/04/2012

http://gipsyco-insight.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por vítor em Seg 28 Maio 2012, 3:45 pm

Mas DEUS cria o mal (cf Isaías?) , como se nELE não ha trevas. Como pode a arvore boa gerar o mal?

é aqui que devemos procurar a verdadeira intenção de "Eu crio o mal e faço o bem"- Pois DEUS não cria o pecado, (criou sim a Liberdade, que é diferente). Quando ELE ali fala que cria o mal, e em outras passagens se Vê que ELE fala que levanta esse e aquele contra o Seu Povo (Israel ou Judeia) e que ele fere mas tb cura e põe a ligadura, e quando ELE refere as promessas de benção ou maldição como conseQUÊNCIA dos nossos atos, os quais procedem dos nossos corações, os quais são morais, logo livres -- ELE fala de Justiça; o mal é a Justiça; logo, a Justiça (ou a Lei ... moral) se tronou em mau? Não. Mas para que o pecado se tornase abominavel, veio o juízo conforme o que é devido segundo o merecido pelos corações e ações que se afastaram da Justiça, que é em Si, o proprio DEUS. Agora, o visado pelo castigo sente o mal que a Justiça causa, porque lhe é devido e justo esse mal.



vítor
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 280
Idade : 38
Localização : lisboa, loures
flag : Portugal
Data de inscrição : 26/04/2012

http://gipsyco-insight.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por vítor em Seg 28 Maio 2012, 4:14 pm

Jesus manda pregar o evangelho a toda a criatura, isto é, a todo o homem e mulher e criança.
Não cabe a nós ajuizar quem é digno de receber o Evangelho do arrependimento, a que ELE vem chamar as almas.
Assim, pelo ESPÍRITO, os que creem , são feitos filhos, porque, sendo obedientes agora, ao ouvir o chamado, não fazem mais suas vontades, mas a do PAI- são novas criaturas por aquele que nos amou.
Ora, a fé é um dom de DEUS. Alias tudo em nós, por lei natural , já é dELE e ELE apenas veio recuperar o que havia perdido, aos que aceitarem.
"Eis que estou à porta e bato", quem crer, isto é, abrir, quem der oportunidade, quem quiser experimentar, quem não rejeitar por preconceito ou opção de obstinação, ELE , entra com Sua Palavra e alimenta o crédito a ELE dado aumentando-o para ser fé.

Podeis confirmar que tudo o que aqui falo tem base bíblica.
Só estou a expôr o que entendo do procedimento de DEUS connosco.

DEUS elegeu uma nação santa- a daqueles que o recebessem. Eu quero ser um eleito. Qual crente não quer?
Na Sua présciência, ELE sabe quem se slava ou não. Não me meto nessa questão. Mas, isso é porque ELE É, sempre... ontem , hoje e eternamente, ELE (já) É. ELE esta no princípio e no fim do tempo, se coloca de fora do tempo e interfere na Historia, respeitando os Seus criterios de Liberdade e Justiça, sem pecar. ELE não predetermina nosso querer, ELE deu um querer a nós, um auto-querer, livre, como ELE é livre. S´ que ja sabe tudo no futuro, porque ELE ja lá esta´.

JESUS morreu para salvar quaquer um do pecado. Todos pecamos. Nenhum é melhor que outro.
Mas ELE é bom e santo e faz com que o Seu evangelho seja disponibilizado por igual a quem chegue. Como faz com que o sol, quando nasce, seja para todos que estejam diante do sol, e a vhuva também. Ha aqueles que não podem receber o sol porque estão presos, mas JESUS libertará os que crerem nELE, pois nos fez a sua semelhança, com uma consciência, que diante de Si nos acusará ou não; e sendo ELE justo, os que nunca ouviram do Evangelho, caso passem no teste da consciência, serão salvos pelo Seu sangue que ama os sinceros de coração. Bem aventurados, aqueles que, estando escravos de pecado, sem hipotese de salvação diante DELE, O receberam com arrependimento que ELE ofereceu.
Mas, filhos do demo se tornam, os que ouvindo, não quiseram ouvir sua palavra e receber Sua oferta de libertação, pois continuam, agora com maior consciência de pecado, a servir de vontade, a uma vontade que é a do demo. Agora, não são mais escravos dele, antes são filhos dele. POIS JA O DISTRINÇARAM mas de livre vontade preferiram fazer a vontade dele-- seu ruah é filho adotado do ruah demoníaco.

Mas... ate´ que partam deste mundo... JESUS pode dar-lhes a salvação. Por isso, ELE não desiste , mas continua a anunciar a boa nova na esperança de que alguns se convertam ainda.

Ora, não ha uma raça de DEUS e outra da terra. Essa conceção anula que só DEUS é Criador... e que só não criou... o pecado. ELE é PAI de todos os espíritos, mesmo dos que se afastaram; é DELE que veio o início de todas as coisas.

Ideias semelhantes de daletes (impuros) ou de raça ariana, estão subreptciamente a querer misturar por aqui. CUIDADO



vítor
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 280
Idade : 38
Localização : lisboa, loures
flag : Portugal
Data de inscrição : 26/04/2012

http://gipsyco-insight.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por okara em Seg 28 Maio 2012, 7:09 pm

O Questionador escreveu:Uma questão filosófica interessante é que se Lúcifer existe e começou se rebelando contra Deus, então ele foi o precursor de algo que antes não existia(o mal/as trevas), tendo ele dado origem a algo que antes não existia, não seria ele uma espécie de "Deus" também?

Do contrário, se Lúcifer não criou o mal então já existia o mal, oras se o mal já existia, e antes só tinha Deus, quer dizer que Lúcifer só fez encarnar parte da maldade de Deus. Se Deus é mal, então porque só exige o bem dos outros? Ou será que a maldade de Deus estaria justamente em se fingir de bondoso e exigir dos outros a perfeição que não tem?

São tantas questões. hummm

Santo Agostinho responde esta questão do seguinte forma:

Não existe o "mal", assim como não existem "escuro nem frio".

Todo corpo tem calor (ainda que pouco) e só este calor pode ser medido. O frio portanto não existe, ele é apenas uma sensação de calor menor que outra.

Da mesma forma só existe luz, o que chamamos da escuridão é ausência de luz.

Assim, o "mal" na verdade é uma ausência do "bem". Portanto o "mal" nunca foi criado, nem por Deus, nem por Satanás.


Visitem:
mentesvencedoras.forumeiros.com/t38-equivocos-sobre-a-doutrina-espirita

okara
SUSPENSO

Número de Mensagens : 53
flag : Brasil
Data de inscrição : 26/05/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por O Questionador em Seg 28 Maio 2012, 9:14 pm

vítor escreveu:Mas DEUS cria o mal (cf Isaías?) , como se nELE não ha trevas. Como pode a arvore boa gerar o mal?

é aqui que devemos procurar a verdadeira intenção de "Eu crio o mal e faço o bem"- Pois DEUS não cria o pecado, (criou sim a Liberdade, que é diferente). Quando ELE ali fala que cria o mal, e em outras passagens se Vê que ELE fala que levanta esse e aquele contra o Seu Povo (Israel ou Judeia) e que ele fere mas tb cura e põe a ligadura, e quando ELE refere as promessas de benção ou maldição como conseQUÊNCIA dos nossos atos, os quais procedem dos nossos corações, os quais são morais, logo livres -- ELE fala de Justiça; o mal é a Justiça; logo, a Justiça (ou a Lei ... moral) se tronou em mau? Não. Mas para que o pecado se tornase abominavel, veio o juízo conforme o que é devido segundo o merecido pelos corações e ações que se afastaram da Justiça, que é em Si, o proprio DEUS. Agora, o visado pelo castigo sente o mal que a Justiça causa, porque lhe é devido e justo esse mal.




Vítor, isso não faz sentido, se Deus cria o mal, Deus cria o mal oras, pra quê ficar "sapateando" na palavras pra escolher "um mal melhor" pra Deus fazer?

Não são vocês que dizem "todo mal é mal, por menor que seja"? Não julgam até os recém nascidos como pecadores apenas por terem nascido humanos, sem que eles tenham feito nada? Então...

Deus não só faz o mal, mas está admitindo explicitamente que faz(pelo menos o admiro por estar sendo sincero u.u). Então? Julguem seu Deus pra ver se ele é digno de tanta devoção também oras.

Pra que ficar "fingindo que não vê" o que Deus tenta pôr de baixo do tapete? Olha que algum dia alguém ainda vai abrir uma CPI lá no Céu pra apurar esses "crimes divinos" e vai ser santo caindo de tudo quanto é lado(ou será que lá é como no Planalto, que todo mundo prefere ficar em silêncio?). :risadinha:


okara escreveu:
Santo Agostinho responde esta questão do seguinte forma:

Não existe o "mal", assim como não existem "escuro nem frio".

Todo corpo tem calor (ainda que pouco) e só este calor pode ser medido. O frio portanto não existe, ele é apenas uma sensação de calor menor que outra.

Da mesma forma só existe luz, o que chamamos da escuridão é ausência de luz.

Assim, o "mal" na verdade é uma ausência do "bem". Portanto o "mal" nunca foi criado, nem por Deus, nem por Satanás.


Bom, isso não teria problema, se fosse só questão de "bem e mal" por si só eu até entenderia e concordaria com o Agostinho, porém, além de bem e mal, estamos falando das implicações cristãs do bem e do mal, então...

Se o mal não foi criado, logo ele não existe, é uma ilusão, se o mal não existe, então como eu posso ser julgado por cometer algo que não existe? u.u'

Melhor ainda, se o mal não existe, pra que criar um inferno pra punir "o mal", se o mal não existe, pra que criar o fogo pra queimar e purificar algo se o que contamina esse corpo(o mal, e por derivação o pecado) não existem desde o princípio? Seria Deus uma espécie de hipocondríaco espiritual?

Mesmo sendo Agostinho, conhecido por seus pensamentos, ainda sim isso, nessa ele não me enrolou não. :p

O Questionador
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 523
Localização : Na Selva.
flag : Brasil
Data de inscrição : 31/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por vítor em Seg 28 Maio 2012, 9:59 pm

Paz de JESUS

O Questionador escreveu:
vítor escreveu:Mas DEUS cria o mal (cf Isaías?) , como se nELE não ha trevas. Como pode a arvore boa gerar o mal?

é aqui que devemos procurar a verdadeira intenção de "Eu crio o mal e faço o bem"- Pois DEUS não cria o pecado, (criou sim a Liberdade, que é diferente). Quando ELE ali fala que cria o mal, e em outras passagens se Vê que ELE fala que levanta esse e aquele contra o Seu Povo (Israel ou Judeia) e que ele fere mas tb cura e põe a ligadura, e quando ELE refere as promessas de benção ou maldição como conseQUÊNCIA dos nossos atos, os quais procedem dos nossos corações, os quais são morais, logo livres -- ELE fala de Justiça; o mal é a Justiça; logo, a Justiça (ou a Lei ... moral) se tronou em mau? Não. Mas para que o pecado se tornase abominavel, veio o juízo conforme o que é devido segundo o merecido pelos corações e ações que se afastaram da Justiça, que é em Si, o proprio DEUS. Agora, o visado pelo castigo sente o mal que a Justiça causa, porque lhe é devido e justo esse mal.



Vítor, isso não faz sentido, se Deus cria o mal, Deus cria o mal oras, pra quê ficar "sapateando" na palavras pra escolher "um mal melhor" pra Deus fazer?

Caro,
acho muito pictórica sua intenção em me colorir, porém, não acho graça. :tired:
Olha, se tu não compreendes o que expliquei... não sei o que diga. Mas vou pôr a coisa assim: papai bate no filhinho. Filhinho diz: papai fez mal a mim, fez dói-dói. Mas mamãe explica que papai só fez isso para o bem de filhinho. Sera que mamãe mentiu?

O Questionador escreveu:Não são vocês que dizem "todo mal é mal, por menor que seja"? Não julgam até os recém nascidos como pecadores apenas por terem nascido humanos, sem que eles tenham feito nada? Então...
"Vocês"? porq "vocês"?
Mal é diferente de pecado, o significado é relativizado pelo contexto semântico- há males que vêm por bem. Tudo o que vem de DEUS contribui, no fim, para o Bem.
E , eu não pesno que os bebes ja nascem pecadores. Pesno que ja nascem com uma inclinação para o pecado, por via da carga genetica que o fruto introduziu no adn, e por um afastamento que ha na humanidade com DEUS. Porém, "das crianças é o reino dos ceus" e cada um será juklgado por seus proprios pecados, os filhos não pagarão pelos pais, nem os pais pelos filhos... Infelizmente , todos pecamos, exceto JESUS.

O Questionador escreveu:Deus não só faz o mal, mas está admitindo explicitamente que faz(pelo menos o admiro por estar sendo sincero u.u). Então? Julguem seu Deus pra ver se ele é digno de tanta devoção também oras.
Ceticismo, sincero, sim. Mas, que bem aventurado porém, é aquele que nELE crê sem ver... ceticismo é prudência, mas, bem aventurado o pobre de espírito diante de um DEUS que ama as crianças.
Ceticismo, para com o homem, sim... ah, sim, mas para com DEUS, é uma pena. Porem, se for sincero, o ceticismo, DEUS respeita e dá plausibilidades para tu considarares e ... experimentares empíricamente-- se nao considerares nem expermentares (o que de si é dar credito) então não és cetico, mas incrédulo.

O Questionador escreveu:Pra que ficar "fingindo que não vê" o que Deus tenta pôr de baixo do tapete? Olha que algum dia alguém ainda vai abrir uma CPI lá no Céu pra apurar esses "crimes divinos" e vai ser santo caindo de tudo quanto é lado(ou será que lá é como no Planalto, que todo mundo prefere ficar em silêncio?). :risadinha:
ai, caramba!

Olha, tu precisas conhcer o mesmo DEUS que eu. Logo verás como ELE é Justo e AMAVEL.
Assim seria mais facil, mas, entretanto, creio que ja te expliquei o teu assunto, basta que abstraias do que acima eu ja escrevi, ta? positivinho

JESUS abençoe

vítor
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 280
Idade : 38
Localização : lisboa, loures
flag : Portugal
Data de inscrição : 26/04/2012

http://gipsyco-insight.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por O Questionador em Seg 28 Maio 2012, 11:52 pm

vítor escreveu:
Caro,
acho muito pictórica sua intenção em me colorir, porém, não acho graça. :tired:
Olha, se tu não compreendes o que expliquei... não sei o que diga. Mas vou pôr a coisa assim: papai bate no filhinho. Filhinho diz: papai fez mal a mim, fez dói-dói. Mas mamãe explica que papai só fez isso para o bem de filhinho. Sera que mamãe mentiu?


E será que a mamãe disse a verdade?

Não estou "colorindo" nada, mal é mal e bem é bem, se bem pode ser mal e mal pode ser bem, então eu posso dizer a Deus que se fiz o mal, foi na intenção de fazer o meu bem, tal como ele, cada um na sua conveniência, que moral teria um Deus que faz "seu mal" em me julgar por fazer o "meu mal"? Nenhuma, ele faz o mal dele, na sua escala divina, e eu faço o meu, na minha escala humana. Se é pra relativizar o dele, eu também quero meu mal relativizado oras.


vítor escreveu:
"Vocês"? porq "vocês"?


Porque vocês são crentes, é óbvio, será que me enganei?

vítor escreveu:Mal é diferente de pecado, o significado é relativizado pelo contexto semântico- há males que vêm por bem. Tudo o que vem de DEUS contribui, no fim, para o Bem.


"relativizado pelo contexto semântico" = sapatear nas palavras.

Quer dizer que meus pecados, meus males, são maus, mas os de Deus são "aceitáveis" porque conduzem ao "bem". Agora, ao bem de quem? De Deus? Se for assim, minhas más ações também conduzem ao bem, ao meu bem, que moral teria Deus pra me julgar se ele faz o mesmo? [2]

vítor escreveu:E , eu não pesno que os bebes ja nascem pecadores. Pesno que ja nascem com uma inclinação para o pecado, por via da carga genetica que o fruto introduziu no adn, e por um afastamento que ha na humanidade com DEUS. Porém, "das crianças é o reino dos ceus" e cada um será juklgado por seus proprios pecados, os filhos não pagarão pelos pais, nem os pais pelos filhos... Infelizmente , todos pecamos, exceto JESUS.


Acho que precisas estar mais atento a Bíblia meu caro amigo portuga:

"Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam."
Êxodo 20:5

"E vossos filhos pastorearão neste deserto quarenta anos, e levarão sobre si as vossas infidelidades, até que os vossos cadáveres se consumam neste deserto."
Números 14:33


Pena que não é o que "nós pensamos", mas o que Deus pensa né amigo? :sim:


Acho isso difícil de ver de um ângulo diferente, mesmo que "relativizado pelo contexto semântico" . :p

vítor escreveu:Ceticismo, sincero, sim. Mas, que bem aventurado porém, é aquele que nELE crê sem ver... ceticismo é prudência, mas, bem aventurado o pobre de espírito diante de um DEUS que ama as crianças.
Ceticismo, para com o homem, sim... ah, sim, mas para com DEUS, é uma pena. Porem, se for sincero, o ceticismo, DEUS respeita e dá plausibilidades para tu considarares e ... experimentares empíricamente-- se nao considerares nem expermentares (o que de si é dar credito) então não és cetico, mas incrédulo.


Mas já experimentei, diversas vezes, falei até isso no tópico do oliveira, disse sinceramente aqui em casa que se Deus aparecesse ou fizesse algo indubitável de que fosse ele "em nome de Jesus" eu acreditaria(porque não?). Bem, não aconteceu nada até hoje, mas se acontecer não se preocupe que eu digo.


vítor escreveu: ai, caramba!

Olha, tu precisas conhcer o mesmo DEUS que eu. Logo verás como ELE é Justo e AMAVEL.
Assim seria mais facil, mas, entretanto, creio que ja te expliquei o teu assunto, basta que abstraias do que acima eu ja escrevi, ta? positivinho

JESUS abençoe


Bom, se Deus é justo mesmo não tem porque ele me condenar por não ver motivos fortes o suficiente para nele acreditar, mas é claro, se esse Justiça for "a Justiça pra Deus"(igual aquela história do "mal pra ele é bom"), aí sinto que estarei encrencado. xD

O Questionador
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 523
Localização : Na Selva.
flag : Brasil
Data de inscrição : 31/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por okara em Ter 29 Maio 2012, 7:51 am

O Questionador escreveu:
okara escreveu:Santo Agostinho responde esta questão do seguinte forma:

Não existe o "mal", assim como não existem "escuro nem frio".

Todo corpo tem calor (ainda que pouco) e só este calor pode ser medido. O frio portanto não existe, ele é apenas uma sensação de calor menor que outra.

Da mesma forma só existe luz, o que chamamos da escuridão é ausência de luz.

Assim, o "mal" na verdade é uma ausência do "bem". Portanto o "mal" nunca foi criado, nem por Deus, nem por Satanás.


Bom, isso não teria problema, se fosse só questão de "bem e mal" por si só eu até entenderia e concordaria com o Agostinho, porém, além de bem e mal, estamos falando das implicações cristãs do bem e do mal, então...

Se o mal não foi criado, logo ele não existe, é uma ilusão, se o mal não existe, então como eu posso ser julgado por cometer algo que não existe? u.u'

Melhor ainda, se o mal não existe, pra que criar um inferno pra punir "o mal", se o mal não existe, pra que criar o fogo pra queimar e purificar algo se o que contamina esse corpo(o mal, e por derivação o pecado) não existem desde o princípio? Seria Deus uma espécie de hipocondríaco espiritual?

Mesmo sendo Agostinho, conhecido por seus pensamentos, ainda sim isso, nessa ele não me enrolou não. :p

Aí a coisa fica "interessante". Rubem Alves (que é até pastor) tem um texto sobre o inferno que faz pensar, dê um olhada em:

mentesvencedoras.forumeiros.com/t27-inferno

A primeira pergunta é bem simples: sendo o mal uma AUSÊNCIA do bem, visto que Deus não poderia criar o mal "em si", não somos julgados pelo mal que fazemos, e sim pelo bem que deixamos de fazer, como aliás fica bem claro na última passagem de Mateus 25 (alimentou os famintos? deu de beber aos sedentos? visitou os presos?)

Quanto ao inferno (espero que veja o tópico que deixei acima) ele é um estado de consciência. Não pode ser eterno, pois isto anularia o amor de Deus, mas serve justamente para nos lembrar do bem que poderíamos ter feito, e não fizemos.

Já que falei no Rubem Alves, tem uma outra coisa interessante que ele diz: Os portugueses, quando chegaram aqui, ficaram indignados ao ver que os índios matavam as pessoas e as comiam. Os índios ficaram indignados ao ver que os portugueses matavam as pessoas e não as comiam.


Visitem:
mentesvencedoras.forumeiros.com/t38-equivocos-sobre-a-doutrina-espirita

okara
SUSPENSO

Número de Mensagens : 53
flag : Brasil
Data de inscrição : 26/05/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por Sargento em Ter 29 Maio 2012, 8:59 am

Ola Questionador...

É ateu?


Sl 17:8 Protege-me como à menina dos teus olhos...

Um membro da Igreja Dos Eleitos
http://igrejadoseleitos.com/

Sargento
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1211
flag : Portugal
Data de inscrição : 22/03/2012

http://igrejadoseleitos.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por O Questionador em Ter 29 Maio 2012, 9:53 am

okara escreveu:
Aí a coisa fica "interessante". Rubem Alves (que é até pastor) tem um texto sobre o inferno que faz pensar, dê um olhada em:

mentesvencedoras.forumeiros.com/t27-inferno

A primeira pergunta é bem simples: sendo o mal uma AUSÊNCIA do bem, visto que Deus não poderia criar o mal "em si", não somos julgados pelo mal que fazemos, e sim pelo bem que deixamos de fazer, como aliás fica bem claro na última passagem de Mateus 25 (alimentou os famintos? deu de beber aos sedentos? visitou os presos?)

Quanto ao inferno (espero que veja o tópico que deixei acima) ele é um estado de consciência. Não pode ser eterno, pois isto anularia o amor de Deus, mas serve justamente para nos lembrar do bem que poderíamos ter feito, e não fizemos.

Já que falei no Rubem Alves, tem uma outra coisa interessante que ele diz: Os portugueses, quando chegaram aqui, ficaram indignados ao ver que os índios matavam as pessoas e as comiam. Os índios ficaram indignados ao ver que os portugueses matavam as pessoas e não as comiam.


Olha, com todo respeito, mas pra mim essa história de "ser cobrado pelo bem não feito" e não pelo mal é o mesmo que dizer: "não tenho motivos reais para lhe castigar, mas quero fazer isso mesmo assim".

Até porque, o que raios seria "bem não feito"? Quais as parâmetros pra definir tal coisa? Por exemplo, eu posso agora mesmo largar meu PC e esse fórum e sair pela rua agasalhando os pobres, alimentando os famintos e fazer o bem a todos, ora se eu deixar de fazer isso, também não estarei "não fazendo o bem"? Então serei julgado por não sair pela rua agora mesmo?
Todos devemos largar tudo e "fazer o bem" 24hs por dia pra "não fazer o mal" e não sermos castigados? Mas que raios "lógica" divina é essa(se bem que vindo de Deus eu não duvido de nada)?

Se todos forem julgados por esse parâmetro meu caro, me atrevo a dizer que nem Deus sai impune.

Pra mim, isso é meramente uma "esquiva" teológica, não tem sentido isso, não fazer o bem não é fazer mal, fazer o mal é fazer o mal. Não sair pra alimentar os mendigos da porta da minha casa agora não é fazer o mal, jogar uma pedra neles é que é fazer o mal, mas será que eu vou ter que ensinar até a Deus como julgar direito? u.u'

PS: O link que você passou é um fórum com três posts e uma poesia, confere?


Sargento escreveu:Ola Questionador...

É ateu?


Não sei, acho complicado isso. Ateu pressupõe acreditar que não há Deus, ora como eu posso dizer que Deus não existe, sendo o conceito de Deus algo tão transcendental, abrangente e multifacetado? O que eu posso dizer é que não tenho motivos para acreditar que exista um Deus em particular que nos é conhecido.

Também não sei se posso me chamar agnóstico, visto que parece que agnóstico é aquele que acredita que o conhecimento de Deus é inconcebível para o ser humano(A= negação, Gnose = conhecimento). Ora, eu não sei nem se Deus existe, como posso dizer que ele não pode ser concebível por ninguém? Quem sou eu pra dizer como Deus deve ser? Ou como ele deve proceder?

As vezes até tento uma "conversão de fé" em alguma religião, mas eventualmente meu ceticismo e meu criticismo exacerbado acabam sufocando qualquer possibilidade real de acreditar em algo transcendente e metafísico por muito tempo. =/

Por essas e outras, acho que o melhor termo pra mim é "descrente" mesmo...


O Questionador
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 523
Localização : Na Selva.
flag : Brasil
Data de inscrição : 31/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por okara em Ter 29 Maio 2012, 11:07 am

O Questionador escreveu:Olha, com todo respeito, mas pra mim essa história de "ser cobrado pelo bem não feito" e não pelo mal é o mesmo que dizer: "não tenho motivos reais para lhe castigar, mas quero fazer isso mesmo assim".

Até em nossa própria sociedade imperfeita a OMISSÃO DE SOCORRO já é tida como crime em várias circunstâncias. Neste caso não se trata de castigo, mas consequência.

Aliás, de fato um dos grandes erros do cristianismo histórico é este vício pelo castigo.

Até porque, o que raios seria "bem não feito"? Quais as parâmetros pra definir tal coisa?

Sua consciência é o parâmetro perfeito. Você está de boa passeando, de repente alguém sofre um acidente perto de você, você ajuda?

Por exemplo, eu posso agora mesmo largar meu PC e esse fórum e sair pela rua agasalhando os pobres, alimentando os famintos e fazer o bem a todos, ora se eu deixar de fazer isso, também não estarei "não fazendo o bem"? Então serei julgado por não sair pela rua agora mesmo?

Há mil formas de fazer o bem. Você pode até ficar no computador, mas de repente aparece um amigo no msn, você tá uma palavra de apoio, e quem sabe com isto evita até um suicídio?

Ou um amigo vai te procurar com uma proposta (aparentemente maluca) de negócio. O simples fato de você ouví-lo com atenção é uma forma de fazer o bem. Se perceber que a proposta dele não tem fundamento e o orientá-lo de forma amigável (não precisa ser formal, apenas não arrepende com os sonhos do cara) já é outra forma de fazer o bem.

Todos devemos largar tudo e "fazer o bem" 24hs por dia pra "não fazer o mal" e não sermos castigados? Mas que raios "lógica" divina é essa(se bem que vindo de Deus eu não duvido de nada)?

Sim, devemos fazer o máximo todo bem que ESTIVER A NOSSO ALCANCE. É a lógica da Lei Magna: Faça aos outros aquilo que gostaria que os outros fizessem a você.

Se todos forem julgados por esse parâmetro meu caro, me atrevo a dizer que nem Deus sai impune.

Atreva-se. Deus gosta de que arrazoemos. Se alguém disser o contrário diga para ler com atenção o primeiro capítulo de Isaías.

Pra mim, isso é meramente uma "esquiva" teológica, não tem sentido isso, não fazer o bem não é fazer mal, fazer o mal é fazer o mal.

Esquiva teológica é ter duas medidas, tipo: quem não é da minha denominação religiosa precisa suar muito se quiser ser salvo, já eu, basta ir na igreja.

Não sair pra alimentar os mendigos da porta da minha casa agora não é fazer o mal,

Se você tiver condições de sobra para fazê-lo e não o fizer, então é sim.

jogar uma pedra neles é que é fazer o mal, mas será que eu vou ter que ensinar até a Deus como julgar direito? u.u'

Ele vai te julgar através de sua consciência, quer tentar driblar a Deus? Tente driblar sua consciência. Se conseguir, beleza, depois ensine o troque.

PS: O link que você passou é um fórum com três posts e uma poesia, confere?

positivinho

Quem sou eu pra dizer como Deus deve ser? Ou como ele deve proceder?

Deus nos deu inteligência para usá-la, até mesmo para, usando a lógica que nos é possível graças à esta inteligência, definir até mesmo como Deus deve ser ou não.

As vezes até tento uma "conversão de fé" em alguma religião, mas eventualmente meu ceticismo e meu criticismo exacerbado acabam sufocando qualquer possibilidade real de acreditar em algo transcendente e metafísico por muito tempo. =/

Não gosto muito de Tomás de Aquino, mas vai uma dele:

Para quem tem fé, nenhuma prova é necessária. Para quem não tem, nenhuma prova é suficiente.


Visitem:
mentesvencedoras.forumeiros.com/t38-equivocos-sobre-a-doutrina-espirita

okara
SUSPENSO

Número de Mensagens : 53
flag : Brasil
Data de inscrição : 26/05/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por O Questionador em Ter 29 Maio 2012, 11:55 am

okara escreveu:
Até em nossa própria sociedade imperfeita a OMISSÃO DE SOCORRO já é tida como crime em várias circunstâncias. Neste caso não se trata de castigo, mas consequência.

Aliás, de fato um dos grandes erros do cristianismo histórico é este vício pelo castigo.

Sua consciência é o parâmetro perfeito. Você está de boa passeando, de repente alguém sofre um acidente perto de você, você ajuda?

Há mil formas de fazer o bem. Você pode até ficar no computador, mas de repente aparece um amigo no msn, você tá uma palavra de apoio, e quem sabe com isto evita até um suicídio?

Ou um amigo vai te procurar com uma proposta (aparentemente maluca) de negócio. O simples fato de você ouví-lo com atenção é uma forma de fazer o bem. Se perceber que a proposta dele não tem fundamento e o orientá-lo de forma amigável (não precisa ser formal, apenas não arrepende com os sonhos do cara) já é outra forma de fazer o bem.

Sim, devemos fazer o máximo todo bem que ESTIVER A NOSSO ALCANCE. É a lógica da Lei Magna: Faça aos outros aquilo que gostaria que os outros fizessem a você.


Entendo okara, sei que falta de socorro pode ser grave, mas estamos falando de algo épico e incrível aqui(uma condenação ao inferno), onde até poucas coisas contariam mais do que num tribunal humano para a condenação.

Veja que mesmo isso é extremamente relativo, "tudo que estiver ao meu alcance"..."tudo que estiver ao meu alcance"....ora, como saberei que estou realmente fazendo tudo que está meu alcance? Como saberei que não estou me tapeando, ou me exigindo demais? Ser julgado a sofrer em outro plano por um parâmetro tão "maleável" assim é algo muito complicado.


okara escreveu:Atreva-se. Deus gosta de que arrazoemos. Se alguém disser o contrário diga para ler com atenção o primeiro capítulo de Isaías.


Gostei da idéia. Farei isso. Vlw. *-*

okara escreveu:Esquiva teológica é ter duas medidas, tipo: quem não é da minha denominação religiosa precisa suar muito se quiser ser salvo, já eu, basta ir na igreja.


Concordo, é tipo uma "Maçonaria do Céu"(que o Sales não me escute), em que "com o nome certo" e o "aperto de mão correto", você pode galgar os mais altos degraus da eternidade ao lado do Grande Mestre e Irmão Jesus.

okara escreveu:Se você tiver condições de sobra para fazê-lo e não o fizer, então é sim.


Defina condições? Eu tenho um pacote de arroz e feijão aqui em casa, devo sair pela rua oferecendo comida?

okara escreveu:Ele vai te julgar através de sua consciência, quer tentar driblar a Deus? Tente driblar sua consciência. Se conseguir, beleza, depois ensine o troque.

Penso que a cabeça humana não é parâmetro pra nada. Hitler, por exemplo, se achava plenamente certo em fazer o "bem dele". Ele irá pro céu? É óbvio que nós podemos dizer "Ah! Mas no fundo ele sabia", mas como podemos afirmar isso tão incrivelmente certos?

Vi uma entrevista de um ditador da África se não me engano que disse que não sentia peso nenhum na consciência por ter ordenado um massacre. E aí? Ele sai em pune porque "a consciência" inocenta ele? Eu mesmo não sinto nenhum remorso em não crer em nada, ainda mais quando vejo tantos absurdos que os religiosos aprontam. E ai? =/

Difícil, seria preciso uma regra muito mais clara, muito mais consistente, muito mais sólida para julgar tal coisa sob tal pena.

Aliás, porque Deus falaria através de algo tão passível de preconcebimentos e conveniências como a consciência humana? Porque ele não se manifesta de maneira mais clara e mais objetiva?


okara escreveu:Deus nos deu inteligência para usá-la, até mesmo para, usando a lógica que nos é possível graças à esta inteligência, definir até mesmo como Deus deve ser ou não.


Sei, mas o que quis dizer foi o motivo de não me definir agnóstico. Os agnósticos dizem que o ser humano não poderia "conceber Deus"(pelo menos acho que é isso). Ora, se eu não sei nem se Deus existe, como posso definir tal regra? Não posso, por isso não me defino como agnóstico.


okara escreveu:Não gosto muito de Tomás de Aquino, mas vai uma dele:

Para quem tem fé, nenhuma prova é necessária. Para quem não tem, nenhuma prova é suficiente.


Eu acharia esse comentário lícito, se só fosse questão de fé mesmo(cada um acredita no quer, segue sua vida, e colheria os frutos em outro "plano" pelo que fez, e não necessariamente pelo que acreditou), mas tipo, é um condenação eterna que está em jogo, pelo menos segundo os cristãos. Será que seria justo me cobrar "apenas fé" com implicações tão incríveis e determinantes para o destino do Cosmos e de mim em jogo?

O Questionador
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 523
Localização : Na Selva.
flag : Brasil
Data de inscrição : 31/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por vítor em Ter 29 Maio 2012, 2:19 pm

vítor escreveu:Paz de JESUS
O Questionador escreveu:
vítor escreveu:Mas DEUS cria o mal (cf Isaías?) , como se nELE não ha trevas. Como pode a arvore boa gerar o mal?

é aqui que devemos procurar a verdadeira intenção de "Eu crio o mal e faço o bem"- Pois DEUS não cria o pecado, (criou sim a Liberdade, que é diferente). Quando ELE ali fala que cria o mal, e em outras passagens se Vê que ELE fala que levanta esse e aquele contra o Seu Povo (Israel ou Judeia) e que ele fere mas tb cura e põe a ligadura, e quando ELE refere as promessas de benção ou maldição como conseQUÊNCIA dos nossos atos, os quais procedem dos nossos corações, os quais são morais, logo livres -- ELE fala de Justiça; o mal é a Justiça; logo, a Justiça (ou a Lei ... moral) se tronou em mau? Não. Mas para que o pecado se tornase abominavel, veio o juízo conforme o que é devido segundo o merecido pelos corações e ações que se afastaram da Justiça, que é em Si, o proprio DEUS. Agora, o visado pelo castigo sente o mal que a Justiça causa, porque lhe é devido e justo esse mal.


Vítor, isso não faz sentido, se Deus cria o mal, Deus cria o mal oras, pra quê ficar "sapateando" na palavras pra escolher "um mal melhor" pra Deus fazer?

Caro,
acho muito pictórica sua intenção em me colorir, porém, não acho graça. :tired:
Olha, se tu não compreendes o que expliquei... não sei o que diga. Mas vou pôr a coisa assim: papai bate no filhinho. Filhinho diz: papai fez mal a mim, fez dói-dói. Mas mamãe explica que papai só fez isso para o bem de filhinho. Sera que mamãe mentiu?

O Questionador escreveu:Não são vocês que dizem "todo mal é mal, por menor que seja"? Não julgam até os recém nascidos como pecadores apenas por terem nascido humanos, sem que eles tenham feito nada? Então...
"Vocês"? porq "vocês"?
Mal é diferente de pecado, o significado é relativizado pelo contexto semântico- há males que vêm por bem. Tudo o que vem de DEUS contribui, no fim, para o Bem.
E , eu não pesno que os bebes ja nascem pecadores. Pesno que ja nascem com uma inclinação para o pecado, por via da carga genetica que o fruto introduziu no adn, e por um afastamento que ha na humanidade com DEUS. Porém, "das crianças é o reino dos ceus" e cada um será juklgado por seus proprios pecados, os filhos não pagarão pelos pais, nem os pais pelos filhos... Infelizmente , todos pecamos, exceto JESUS.

O Questionador escreveu:Deus não só faz o mal, mas está admitindo explicitamente que faz(pelo menos o admiro por estar sendo sincero u.u). Então? Julguem seu Deus pra ver se ele é digno de tanta devoção também oras.
Ceticismo, sincero, sim. Mas, que bem aventurado porém, é aquele que nELE crê sem ver... ceticismo é prudência, mas, bem aventurado o pobre de espírito diante de um DEUS que ama as crianças.
Ceticismo, para com o homem, sim... ah, sim, mas para com DEUS, é uma pena. Porem, se for sincero, o ceticismo, DEUS respeita e dá plausibilidades para tu considarares e ... experimentares empíricamente-- se nao considerares nem expermentares (o que de si é dar credito) então não és cetico, mas incrédulo.
O Questionador escreveu:Pra que ficar "fingindo que não vê" o que Deus tenta pôr de baixo do tapete? Olha que algum dia alguém ainda vai abrir uma CPI lá no Céu pra apurar esses "crimes divinos" e vai ser santo caindo de tudo quanto é lado(ou será que lá é como no Planalto, que todo mundo prefere ficar em silêncio?). :risadinha:
ai, caramba!

Olha, tu precisas conhcer o mesmo DEUS que eu. Logo verás como ELE é Justo e AMAVEL.
Assim seria mais facil, mas, entretanto, creio que ja te expliquei o teu assunto, basta que abstraias do que acima eu ja escrevi, ta? positivinho

JESUS abençoe


O Questionador escreveu:
vítor escreveu:
Caro,
acho muito pictórica sua intenção em me colorir, porém, não acho graça. :tired:
Olha, se tu não compreendes o que expliquei... não sei o que diga. Mas vou pôr a coisa assim: papai bate no filhinho. Filhinho diz: papai fez mal a mim, fez dói-dói. Mas mamãe explica que papai só fez isso para o bem de filhinho. Sera que mamãe mentiu?


E será que a mamãe disse a verdade?

O Questionador escreveu:Vítor, isso não faz sentido, se Deus cria o mal, Deus cria o mal oras
Não é o mal que é relativo (quero dizer: não é essa a questão aqui), é o significado semântico, o uso do termo, se quiser o significado pragmático naquele caso particular. O mal não deixa de ser mal, mas vejamos que o mal objetivo é o que DEUS, imparcial e Omniscinente acha. Agora se não crê que ele existe ou duvidas, é “outros quinhentos”- aqui estamos vendo a coerência das ideias. O Que contribui para a plausibilidade da hipótese DEUS, claro.
No mesmo modo, não é a mãe ser mentirosa que esta em questão, ou o papai, mas sim a dúvida do filho que mamãe refuta lançando ao filho um pouco de conhecimento sobre o porquê da situação de sofrimento do filho- se ele crê, a história é outra. Mas, como podes tu crer ou duvidar de sua palavra (de JESUS e seus discípulos) se alegares que ELE não existe à partida? Pois se duvidares de Sua palavra é porque crês que ELE exista. Se ELE existe, e duvidas… isso é contigo e ELE. Mas eu digo, o mal que te parece e te faz sentir mal a ti, pode muito bem ser o Bem (Objetivo) de DEUS.Por exemplo JUSTIÇA.

O Questionador escreveu: pra quê ficar "sapateando" na palavras pra escolher "um mal melhor" pra Deus fazer?
O Questionador escreveu:
vítor escreveu:
Caro,
acho muito pictórica sua intenção em me colorir
Não estou "colorindo" nada
Bom… não vou entrar por aí, então.

O Questionador escreveu: então eu posso dizer a Deus que se fiz o mal, foi na intenção de fazer o meu bem
Só que DEUS, caso creias Nele, ELE é omnisciente e não se deixa enrolar.

O Questionador escreveu: tal como ele, cada um na sua conveniência
Tu não crês em Sua existência ou na Sua moral, ética e “bom porte”, no Seu caracter?
O Questionador escreveu: que moral teria um Deus que faz "seu mal" em me julgar por fazer o "meu mal"?
Tu e eu procedemos por “conveniência”, mas DEUS…
ELE faz o bem que é JUSTIÇA. Que, para quem a sofre é mau. Mas, DEUS só faz JUSTIÇA, logo só faz bem.
O Questionador escreveu: Nenhuma, ele faz o mal dele, na sua escala divina, e eu faço o meu, na minha escala humana. Se é pra relativizar o dele, eu também quero meu mal relativizado oras.
Nós, tu e eu, somos pecadores, e, fazemos o mal, isto é, pecamos, cometemos iniquidades, injustiças, por causa de “conveniências”- mas o meu DEUS, no qual creio e que tenho conhecido – Não. Seu caracter é perfeito… se eu duvido, estou errado; a fé manda a gente segurar as barras e ultrapassar as duvidas de satanas na nossa mente.

O Questionador escreveu:
vítor escreveu:"Vocês"? porq "vocês"?

Porque vocês são crentes, é óbvio, será que me enganei?
Meu caro, tu não es crente, tudo bem. Mas esse vcs me soou um tanto recriminatório. Se há crentes tolos ou maus… eu não julgo ser um desses. Alias, tu nem me conheces sequer daqui, é a 1ª vez, que me lembro, de falar ctgo, certo?
Mas, todo bem. Vamos em frente.

O Questionador escreveu:
vítor escreveu:Mal é diferente de pecado, o significado é relativizado pelo contexto semântico- há males que vêm por bem. Tudo o que vem de DEUS contribui, no fim, para o Bem.


"relativizado pelo contexto semântico" = sapatear nas palavras.
Bom, tlvz tu não sejas pictórico, tlvz apenas não curtas as expressões que aqui uso. Mas, “sapatear nas palavras” tem uma conotação de mau caracter de minha parte, de “aldrabice” de “invencionice”, ou melhor, “trapalhice” não é mesmo?
Trapalhão é o palhaço… palhaço é colorido… mas, daí tlvz o sapateado é feito com sapatos pretos, como nos filmes de Fred Astaire. (rsrs) Eh, tlvz eu me haja enganado. Tu não me estas colorindo. ehehe

Olha, eu não sou um estudante de comunicação, mas contexto semântico não é nenhuma heresia ou distorção de interpretação, antes é uma das ferramentas para a interpretação de um texto. Mais não digo, meu caro. 
O Questionador escreveu: Quer dizer que meus pecados, meus males, são maus, mas os de Deus .
Alto, os teus males são maus (i.e, males morais) se forem pecados. DEUS tem males em Si, porque sofre por nós e pelo pecador e etc…, não porque ELE seja pecador. ELE é 100% SANTO!SANTO!SANTO!

O Questionador escreveu: são "aceitáveis" porque conduzem ao "bem".
Agora, ao bem de quem? De Deus?
O Bem de DEUS é o nosso Bem, com Justiça e misiricórida e vitória sobre o mal, no fim. Saãoa aceitáveis, porque são para o nosso bem, afinal, mas como ele é devido.

O Questionador escreveu: Se for assim, minhas más ações também conduzem ao bem, ao meu bem, que moral teria Deus pra me julgar se ele faz o mesmo? [2]
ELE não faz o mesmo. O valor de Suas acções se julga moralmente. ELE não peca, não comente iniquidade, pelo contrario…
Tu fazes o mal, para que te venha o bem, mas DEUS faz o “mal” (relativo a alguém) para que se faça Justiça. EEL é o Juiz de toda a Terra.



...(continua, sDq)
Cumprimentos,
VS


Última edição por vítor em Ter 29 Maio 2012, 4:32 pm, editado 2 vez(es)

vítor
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 280
Idade : 38
Localização : lisboa, loures
flag : Portugal
Data de inscrição : 26/04/2012

http://gipsyco-insight.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por silvamelo em Ter 29 Maio 2012, 2:52 pm

O Questionador escreveu:Uma questão filosófica interessante é que se Lúcifer existe e começou se rebelando contra Deus, então ele foi o precursor de algo que antes não existia(o mal/as trevas), tendo ele dado origem a algo que antes não existia, não seria ele uma espécie de "Deus" também?

Do contrário, se Lúcifer não criou o mal então já existia o mal, oras se o mal já existia, e antes só tinha Deus, quer dizer que Lúcifer só fez encarnar parte da maldade de Deus. Se Deus é mal, então porque só exige o bem dos outros? Ou será que a maldade de Deus estaria justamente em se fingir de bondoso e exigir dos outros a perfeição que não tem?

São tantas questões.
Deus criou o mal. Mas o mal é uma entidade? Certamente que não! O mal é um estado, um posicionamento que se opõe a tudo o que Deus é!

Quando Deus criou o mal, não criou o mal para que alguém fosse mal. Criou o mal para que se soubesse o que era mal, isto é, tudo aquilo que Deus abomina! Deus não é mal, não pratica o mal e não se agrada do mal!

Satanás, segundo a bíblia, foi criado por Deus em perfeição, isto é, nele não estava o mal. O mal foi achado nele quando tomou a posição pessoal de praticá-lo.

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por Sargento em Ter 29 Maio 2012, 2:52 pm

O Questionador escreveu:Não sei, acho complicado isso. Ateu pressupõe acreditar que não há Deus, ora como eu posso dizer que Deus não existe, sendo o conceito de Deus algo tão transcendental, abrangente e multifacetado? O que eu posso dizer é que não tenho motivos para acreditar que exista um Deus em particular que nos é conhecido.

Também não sei se posso me chamar agnóstico, visto que parece que agnóstico é aquele que acredita que o conhecimento de Deus é inconcebível para o ser humano(A= negação, Gnose = conhecimento). Ora, eu não sei nem se Deus existe, como posso dizer que ele não pode ser concebível por ninguém? Quem sou eu pra dizer como Deus deve ser? Ou como ele deve proceder?

As vezes até tento uma "conversão de fé" em alguma religião, mas eventualmente meu ceticismo e meu criticismo exacerbado acabam sufocando qualquer possibilidade real de acreditar em algo transcendente e metafísico por muito tempo. =/

Por essas e outras, acho que o melhor termo pra mim é "descrente" mesmo...

Ok... foi sincero e isso é bom!

E porque é descrente? O que lhe parece mal no Deus que lhe foi apresentado?


Sl 17:8 Protege-me como à menina dos teus olhos...

Um membro da Igreja Dos Eleitos
http://igrejadoseleitos.com/

Sargento
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1211
flag : Portugal
Data de inscrição : 22/03/2012

http://igrejadoseleitos.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por vitorA em Ter 29 Maio 2012, 4:53 pm

[quote="vitorA"]
Jan Mozol escreveu:QUEM O CRIOU?
Lúcifer : Fui criado pelo próprio Deus, bem antes da existência do homem. [Ezequiel 28]

COMO VOCÊ ERA QUANDO FOI CRIADO?
Lúcifer : Vim à existência já na forma adulta e, como Adão, não tive infância. Eu era um símbolo de perfeição, cheio de sabedoria e formosura e minhas vestes foram preparadas com pedras preciosas. [Ezequiel 28,13]

ONDE VOCÊ MORAVA?
Lúcifer : No Jardim do Éden e caminhava no brilho das pedras preciosas do monte Santo de Deus. [Ezequiel 28]

QUAL ERA SUA FUNÇÃO NO REINO DE DEUS?
Lúcifer : Como querubim da guarda, ungido e estabelecido por Deus, minha função era guardar a Glória de Deus e conduzir os louvores dos anjos. Um terço deles estava sob o meu comando. [Ezequiel 28:14; Apocalipse 12:4]

ALGUMA COISA FALTAVA A VOCÊ?
Lúcifer : (reflexivo, diminuiu o tom de voz) Não, nada. [Ezequiel 28]

O QUE ACONTECEU QUE O AFASTOU DA FUNÇÃO DE MAIOR HONRA QUE UM SER VIVO PODERIA TER?
Lúcifer : Isso não aconteceu de repente. Um dia eu me vi nas pedras (como espelho) e percebi que sobrepujava os outros anjos (talvez não a Miguel ou Gabriel) em beleza, força e inteligência. Comecei então a pensar como seria ser adorado como deus e passei a desejar isto no meu coração. Do desejo passei para o planejamento, estudando como firmar o meu trono acima das estrelas de Deus e ser semelhante a Ele. Num determinado dia tentei realizar meu desejo, mas acabei expulso do Santo Monte de Deus. [Isaías 14:13,14; Ezequiel 28: 15-17]

O QUE DETONOU FINALMENTE A SUA REBELIÃO?
Lúcifer : Quando percebi que Deus estava para criar alguém semelhante a Ele e, por conseqüência, superior a mim, não consegui aceitar o fato. Manifestei então os verdadeiros propósitos do meu coração. [Isaías 14-14]

O QUE ACONTECEU COM OS ANJOS QUE ESTAVAM SOB O SEU COMANDO?
Lúcifer : Eles me seguiram e também foram expulsos. Formamos juntos o império das trevas. [Apocalipse 12,4]

COMO VOCÊ ENCARA O HOMEM?
Lúcifer : (com raiva) Tenho ódio da raça humana e faço tudo para destruí-la, pois eu a invejo. Eu é que deveria ser semelhante a Deus. [1Pedro 5:8]

QUAIS SÃO SUAS ESTRATÉGIAS PARA DESTRUIR O HOMEM?
Lúcifer : Meu objetivo maior é afastá-los de Deus. Eu estimulo a praticar o mal e confundo suas idéias com um mar de filosofias, pensamentos e religiões cheias de mentiras, misturadas com algumas verdades. Envio meus mensageiros travestidos, para confundir aqueles que querem buscar a Deus. Torno a mentira parecida com a verdade, induzindo o homem ao engano e a ficar longe de Deus, achando que está perto. E tem mais. Faço com que a mensagem de Jesus pareça uma tolice anacrônica, tento estimular o orgulho, a soberba, o egoísmo, a inimizade e o ódio dos homens. Trabalho arduamente com o meu séquito para enfraquecer as igrejas, lançando divisões, desânimo, críticas aos líderes, adultério, mágoas, friezas espirituais, avareza e falta de compromisso (ri às escaras). Tento destruir a vida dos pastores, principalmente com o sexo, ingratidão, falta de tempo para Deus e orgulho. [1Pedro 5:8; Tiago 4:7; Gálatas 5:19-21; 1 corintios 3:3; 2 Pedro 2:1; 2 Timóteo 3:1-8; Apocalipse 12:9]

E SOBRE O FUTURO?
Lúcifer : (com o semblante de ódio) Eu sei que não posso vencer a Deus e me resta pouco tempo para ir ao lago de fogo, minha prisão eterna. Eu e meus anjos trabalharemos com afinco para levarmos o maior número possível de pessoas conosco. [Ezequiel 28:19; Judas 6; Apocalipse 20:10,15]

MEDITE NESSA MENSAGEM. VEJAM QUE FOI ELABORADA COM BASE NOS VERSÍCULOS BÍBLICOS, POR ISSO É UMA ILUSTRAÇÃO DA MAIS PURA VERDADE.
nnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnãooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

Olá Jan Mozol

Somente lúcifer para dizer uma coisa dessas.

Isso é o que ele quer que as pessoas pensem.

A natureza do diabo é a soberba, e não aceita que nunca, em tempo algum teve a miníma hipótese de se rebelar contra DEUS,porque foi criado assim,cumprirá o propósito da sua existência,tal como o seu filho judas escariotes,e no final será lançado no lago de fogo,com o galardão que lhe pertence.


Agora uma pequena entrevista, com o senhor JESUS.

VitorA: Ó senhor Jesus,dizem por aí que o diabo no principio ele era bom,mas rebelou-se contra DEUS.

JESUS: meu filho, o Pai que está nos céus é quem criou todas as coisas,segundo a sua vontade e propósito, E a Arvore boa Não Podedar mau fruto,nem a arvore má,dar bom fruto,porque é pelo fruto que se conhece a arvore.

VitorA. Mas dizem muitos,que ele era perfeito,aliás um dos mais perfeitos.

Jesus: Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.

Veja como ele fez com Adâo no principio(mentiu) e a seguir o seu império que é a morte,entrou no mundo,e a seguir o seu filho caím matou Abel, um filho de DEUS.

VitorA: mas então o diabo tem filhos?

Jesus: Claro,você se admira,veja lá a explicação da parábola do trigo e do joio,isso já não é a parábola,é a explicação.


Para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta, que disse: Abrirei em parábolas a minha boca; Publicarei coisas ocultas desde a fundação do mundo.

Então, tendo despedido a multidão, foi Jesus para casa. E chegaram ao pé dele os seus discípulos, dizendo: Explica-nos a parábola do joio do campo.

E ele, respondendo, disse-lhes: O que semeia a boa semente, é o Filho do homem;
O campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno;

O inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos.
Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo.
Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem iniqüidade.
E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes.
Então os justos resplandecerão como o sol, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.
Mateus 13:35-43

VitorA: Quer dizer que o primeiro que foi semeado, foi o caím.

Jesus: Claro, e este é o grande mistério de Deus,por isso é que só aquele que é de DEUS è que escuta as palavras de DEUS, os outros são enganados e mortos pelo seu próprio pai.

vitorA
Banido

Número de Mensagens : 746
flag : Portugal
Data de inscrição : 22/04/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por okara em Ter 29 Maio 2012, 5:36 pm

O Questionador escreveu:
okara escreveu:
Até em nossa própria sociedade imperfeita a OMISSÃO DE SOCORRO já é tida como crime em várias circunstâncias. Neste caso não se trata de castigo, mas consequência.

Aliás, de fato um dos grandes erros do cristianismo histórico é este vício pelo castigo.

Sua consciência é o parâmetro perfeito. Você está de boa passeando, de repente alguém sofre um acidente perto de você, você ajuda?

Há mil formas de fazer o bem. Você pode até ficar no computador, mas de repente aparece um amigo no msn, você tá uma palavra de apoio, e quem sabe com isto evita até um suicídio?

Ou um amigo vai te procurar com uma proposta (aparentemente maluca) de negócio. O simples fato de você ouví-lo com atenção é uma forma de fazer o bem. Se perceber que a proposta dele não tem fundamento e o orientá-lo de forma amigável (não precisa ser formal, apenas não arrepende com os sonhos do cara) já é outra forma de fazer o bem.

Sim, devemos fazer o máximo todo bem que ESTIVER A NOSSO ALCANCE. É a lógica da Lei Magna: Faça aos outros aquilo que gostaria que os outros fizessem a você.


Entendo okara, sei que falta de socorro pode ser grave, mas estamos falando de algo épico e incrível aqui(uma condenação ao inferno), onde até poucas coisas contariam mais do que num tribunal humano para a condenação.

Que culpa tenho eu, se a Divina Providência, que tem toda a sabedoria e o poder do universo, se deixa comover por um mísero e insignificante pedaço de pão?

Se quiser ver a história inteira da citação acima, veja em:

mentesvencedoras.forumeiros.com/t42-sobre-o-karma#71

Veja que mesmo isso é extremamente relativo, "tudo que estiver ao meu alcance"..."tudo que estiver ao meu alcance"....ora, como saberei que estou realmente fazendo tudo que está meu alcance? Como saberei que não estou me tapeando, ou me exigindo demais? Ser julgado a sofrer em outro plano por um parâmetro tão "maleável" assim é algo muito complicado.

E quem disse que Deus precisa de autômatos que só funcionam com receitinhas bem específica? Vivamos a teoria da relatividade!

Se estiver tentando mentir para si mesmo, sua consciência tratará de te cobrar mais cedo ou mais tarde. Se estiver exigindo demais, seu Karma vai te puxar o freio. Portanto, procure fazer o melhor, é simples, SIMPLESMENTE POR QUE NÃO PRECISA SER COMPLICADO.

Quanto ao sofrimento, ele nunca será maior do que você merece, pode ter certeza. A propósito, o que achou do tópico sobre o Inferno?

okara escreveu:Se você tiver condições de sobra para fazê-lo e não o fizer, então é sim.


Defina condições? Eu tenho um pacote de arroz e feijão aqui em casa, devo sair pela rua oferecendo comida?

Não tem receita. Deus lhe deu inteligência e consciência. Use-as. Simples assim.

Sair pela rua oferecendo comida não é o único modo de fazer caridade.

okara escreveu:Ele vai te julgar através de sua consciência, quer tentar driblar a Deus? Tente driblar sua consciência. Se conseguir, beleza, depois ensine o troque.

Penso que a cabeça humana não é parâmetro pra nada.

Pode até ser. Mas por acaso, eu ou você temos algo melhor?

Hitler, por exemplo, se achava plenamente certo em fazer o "bem dele". Ele irá pro céu?

Claro, por pior que ele tenha sido, ele AINDA é filho de Deus, portanto UM DIA ele vai pro céu. Mas também é óbvio que não será de graça assim, ele ainda tem que concertar alguns "pequenos estragos" que fez por aqui.

Vi uma entrevista de um ditador da África se não me engano que disse que não sentia peso nenhum na consciência por ter ordenado um massacre. E aí? Ele sai em pune porque "a consciência" inocenta ele?

No momento sim, mas um dia ela vai gritar, pode ter certeza.

Eu mesmo não sinto nenhum remorso em não crer em nada, ainda mais quando vejo tantos absurdos que os religiosos aprontam. E ai? =/

As religiões são ótimas, os religiosos que são péssimos. Nem eu acredito nos absurdos que eles pregam.

Você pode não acreditar em Deus, mas ele ainda acredita em você. eba

Porque ele não se manifesta de maneira mais clara e mais objetiva?

Se não a acha clara e objetiva o bastante, é porque não deve estar ouvindo-a muito bem.


Visitem:
mentesvencedoras.forumeiros.com/t38-equivocos-sobre-a-doutrina-espirita

okara
SUSPENSO

Número de Mensagens : 53
flag : Brasil
Data de inscrição : 26/05/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por O Questionador em Qua 30 Maio 2012, 2:17 pm

@vítor

vítor escreveu:
vítor escreveu:Paz de JESUS
O Questionador escreveu:
vítor escreveu:Mas DEUS cria o mal (cf Isaías?) , como se nELE não ha trevas. Como pode a arvore boa gerar o mal?

é aqui que devemos procurar a verdadeira intenção de "Eu crio o mal e faço o bem"- Pois DEUS não cria o pecado, (criou sim a Liberdade, que é diferente). Quando ELE ali fala que cria o mal, e em outras passagens se Vê que ELE fala que levanta esse e aquele contra o Seu Povo (Israel ou Judeia) e que ele fere mas tb cura e põe a ligadura, e quando ELE refere as promessas de benção ou maldição como conseQUÊNCIA dos nossos atos, os quais procedem dos nossos corações, os quais são morais, logo livres -- ELE fala de Justiça; o mal é a Justiça; logo, a Justiça (ou a Lei ... moral) se tronou em mau? Não. Mas para que o pecado se tornase abominavel, veio o juízo conforme o que é devido segundo o merecido pelos corações e ações que se afastaram da Justiça, que é em Si, o proprio DEUS. Agora, o visado pelo castigo sente o mal que a Justiça causa, porque lhe é devido e justo esse mal.


Vítor, isso não faz sentido, se Deus cria o mal, Deus cria o mal oras, pra quê ficar "sapateando" na palavras pra escolher "um mal melhor" pra Deus fazer?

Caro,
acho muito pictórica sua intenção em me colorir, porém, não acho graça. :tired:
Olha, se tu não compreendes o que expliquei... não sei o que diga. Mas vou pôr a coisa assim: papai bate no filhinho. Filhinho diz: papai fez mal a mim, fez dói-dói. Mas mamãe explica que papai só fez isso para o bem de filhinho. Sera que mamãe mentiu?

O Questionador escreveu:Não são vocês que dizem "todo mal é mal, por menor que seja"? Não julgam até os recém nascidos como pecadores apenas por terem nascido humanos, sem que eles tenham feito nada? Então...
"Vocês"? porq "vocês"?
Mal é diferente de pecado, o significado é relativizado pelo contexto semântico- há males que vêm por bem. Tudo o que vem de DEUS contribui, no fim, para o Bem.
E , eu não pesno que os bebes ja nascem pecadores. Pesno que ja nascem com uma inclinação para o pecado, por via da carga genetica que o fruto introduziu no adn, e por um afastamento que ha na humanidade com DEUS. Porém, "das crianças é o reino dos ceus" e cada um será juklgado por seus proprios pecados, os filhos não pagarão pelos pais, nem os pais pelos filhos... Infelizmente , todos pecamos, exceto JESUS.

O Questionador escreveu:Deus não só faz o mal, mas está admitindo explicitamente que faz(pelo menos o admiro por estar sendo sincero u.u). Então? Julguem seu Deus pra ver se ele é digno de tanta devoção também oras.
Ceticismo, sincero, sim. Mas, que bem aventurado porém, é aquele que nELE crê sem ver... ceticismo é prudência, mas, bem aventurado o pobre de espírito diante de um DEUS que ama as crianças.
Ceticismo, para com o homem, sim... ah, sim, mas para com DEUS, é uma pena. Porem, se for sincero, o ceticismo, DEUS respeita e dá plausibilidades para tu considarares e ... experimentares empíricamente-- se nao considerares nem expermentares (o que de si é dar credito) então não és cetico, mas incrédulo.
O Questionador escreveu:Pra que ficar "fingindo que não vê" o que Deus tenta pôr de baixo do tapete? Olha que algum dia alguém ainda vai abrir uma CPI lá no Céu pra apurar esses "crimes divinos" e vai ser santo caindo de tudo quanto é lado(ou será que lá é como no Planalto, que todo mundo prefere ficar em silêncio?). :risadinha:
ai, caramba!

Olha, tu precisas conhcer o mesmo DEUS que eu. Logo verás como ELE é Justo e AMAVEL.
Assim seria mais facil, mas, entretanto, creio que ja te expliquei o teu assunto, basta que abstraias do que acima eu ja escrevi, ta? positivinho

JESUS abençoe


O Questionador escreveu:
vítor escreveu:
Caro,
acho muito pictórica sua intenção em me colorir, porém, não acho graça. :tired:
Olha, se tu não compreendes o que expliquei... não sei o que diga. Mas vou pôr a coisa assim: papai bate no filhinho. Filhinho diz: papai fez mal a mim, fez dói-dói. Mas mamãe explica que papai só fez isso para o bem de filhinho. Sera que mamãe mentiu?


E será que a mamãe disse a verdade?

O Questionador escreveu:Vítor, isso não faz sentido, se Deus cria o mal, Deus cria o mal oras
Não é o mal que é relativo (quero dizer: não é essa a questão aqui), é o significado semântico, o uso do termo, se quiser o significado pragmático naquele caso particular. O mal não deixa de ser mal, mas vejamos que o mal objetivo é o que DEUS, imparcial e Omniscinente acha. Agora se não crê que ele existe ou duvidas, é “outros quinhentos”- aqui estamos vendo a coerência das ideias. O Que contribui para a plausibilidade da hipótese DEUS, claro.
No mesmo modo, não é a mãe ser mentirosa que esta em questão, ou o papai, mas sim a dúvida do filho que mamãe refuta lançando ao filho um pouco de conhecimento sobre o porquê da situação de sofrimento do filho- se ele crê, a história é outra. Mas, como podes tu crer ou duvidar de sua palavra (de JESUS e seus discípulos) se alegares que ELE não existe à partida? Pois se duvidares de Sua palavra é porque crês que ELE exista. Se ELE existe, e duvidas… isso é contigo e ELE. Mas eu digo, o mal que te parece e te faz sentir mal a ti, pode muito bem ser o Bem (Objetivo) de DEUS.Por exemplo JUSTIÇA.

O Questionador escreveu: pra quê ficar "sapateando" na palavras pra escolher "um mal melhor" pra Deus fazer?
O Questionador escreveu:
vítor escreveu:
Caro,
acho muito pictórica sua intenção em me colorir
Não estou "colorindo" nada
Bom… não vou entrar por aí, então.

O Questionador escreveu: então eu posso dizer a Deus que se fiz o mal, foi na intenção de fazer o meu bem
Só que DEUS, caso creias Nele, ELE é omnisciente e não se deixa enrolar.

O Questionador escreveu: tal como ele, cada um na sua conveniência
Tu não crês em Sua existência ou na Sua moral, ética e “bom porte”, no Seu caracter?
O Questionador escreveu: que moral teria um Deus que faz "seu mal" em me julgar por fazer o "meu mal"?
Tu e eu procedemos por “conveniência”, mas DEUS…
ELE faz o bem que é JUSTIÇA. Que, para quem a sofre é mau. Mas, DEUS só faz JUSTIÇA, logo só faz bem.
O Questionador escreveu: Nenhuma, ele faz o mal dele, na sua escala divina, e eu faço o meu, na minha escala humana. Se é pra relativizar o dele, eu também quero meu mal relativizado oras.
Nós, tu e eu, somos pecadores, e, fazemos o mal, isto é, pecamos, cometemos iniquidades, injustiças, por causa de “conveniências”- mas o meu DEUS, no qual creio e que tenho conhecido – Não. Seu caracter é perfeito… se eu duvido, estou errado; a fé manda a gente segurar as barras e ultrapassar as duvidas de satanas na nossa mente.

O Questionador escreveu:
vítor escreveu:"Vocês"? porq "vocês"?

Porque vocês são crentes, é óbvio, será que me enganei?
Meu caro, tu não es crente, tudo bem. Mas esse vcs me soou um tanto recriminatório. Se há crentes tolos ou maus… eu não julgo ser um desses. Alias, tu nem me conheces sequer daqui, é a 1ª vez, que me lembro, de falar ctgo, certo?
Mas, todo bem. Vamos em frente.

O Questionador escreveu:
vítor escreveu:Mal é diferente de pecado, o significado é relativizado pelo contexto semântico- há males que vêm por bem. Tudo o que vem de DEUS contribui, no fim, para o Bem.


"relativizado pelo contexto semântico" = sapatear nas palavras.
Bom, tlvz tu não sejas pictórico, tlvz apenas não curtas as expressões que aqui uso. Mas, “sapatear nas palavras” tem uma conotação de mau caracter de minha parte, de “aldrabice” de “invencionice”, ou melhor, “trapalhice” não é mesmo?
Trapalhão é o palhaço… palhaço é colorido… mas, daí tlvz o sapateado é feito com sapatos pretos, como nos filmes de Fred Astaire. (rsrs) Eh, tlvz eu me haja enganado. Tu não me estas colorindo. ehehe

Olha, eu não sou um estudante de comunicação, mas contexto semântico não é nenhuma heresia ou distorção de interpretação, antes é uma das ferramentas para a interpretação de um texto. Mais não digo, meu caro. 
O Questionador escreveu: Quer dizer que meus pecados, meus males, são maus, mas os de Deus .
Alto, os teus males são maus (i.e, males morais) se forem pecados. DEUS tem males em Si, porque sofre por nós e pelo pecador e etc…, não porque ELE seja pecador. ELE é 100% SANTO!SANTO!SANTO!

O Questionador escreveu: são "aceitáveis" porque conduzem ao "bem".
Agora, ao bem de quem? De Deus?
O Bem de DEUS é o nosso Bem, com Justiça e misiricórida e vitória sobre o mal, no fim. Saãoa aceitáveis, porque são para o nosso bem, afinal, mas como ele é devido.

O Questionador escreveu: Se for assim, minhas más ações também conduzem ao bem, ao meu bem, que moral teria Deus pra me julgar se ele faz o mesmo? [2]
ELE não faz o mesmo. O valor de Suas acções se julga moralmente. ELE não peca, não comente iniquidade, pelo contrario…
Tu fazes o mal, para que te venha o bem, mas DEUS faz o “mal” (relativo a alguém) para que se faça Justiça. EEL é o Juiz de toda a Terra.



...(continua, sDq)
Cumprimentos,
VS


Ok vítor, não vou ficar aqui discutindo ad aeternum se as maldades de Deus são melhores ou mais justificáveis que as minhas(não que eu tenha mandado matar alguém).

Cada um fica na sua.

Abraços.


@Sargento

Sargento escreveu:

Ok... foi sincero e isso é bom!

E porque é descrente? O que lhe parece mal no Deus que lhe foi apresentado?


Não é que algo me pareça mal na idéia de Deus(detalhe: Deus não necessariamente igual a Javé), é que não vejo motivos reais que me levem a acreditar em algo assim.

Se Deus existe, acho que ele não se importa se acreditamos Nele ou não(o que já daria um ótimo sinal de pouco egocentrismo).


@okara

okara escreveu:

Que culpa tenho eu, se a Divina Providência, que tem toda a sabedoria e o poder do universo, se deixa comover por um mísero e insignificante pedaço de pão?

Se quiser ver a história inteira da citação acima, veja em:

mentesvencedoras.forumeiros.com/t42-sobre-o-karma#71


E que culpa tenho eu se a Divina Providência, que tem toda a sabedoria e o poder do universo, provavelmente não existe?

Se quiser ver um bando de intelectuais de cadeira desbancando o Karma, veja em:

http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=25312.0

okara escreveu:E quem disse que Deus precisa de autômatos que só funcionam com receitinhas bem específica? Vivamos a teoria da relatividade!


E quem disse que Deus existe? Vivamos a Teoria do Caos!


okara escreveu:Se estiver tentando mentir para si mesmo, sua consciência tratará de te cobrar mais cedo ou mais tarde. Se estiver exigindo demais, seu Karma vai te puxar o freio. Portanto, procure fazer o melhor, é simples, SIMPLESMENTE POR QUE NÃO PRECISA SER COMPLICADO.


Talvez porque não exista, do contrário, seria algo muito complicado sim.

okara escreveu:Quanto ao sofrimento, ele nunca será maior do que você merece, pode ter certeza. A propósito, o que achou do tópico sobre o Inferno?


Já tentou dizer isso a alguém com câncer ou tetraplérgico? =/

Coisas ruins acontecem okara, tanto a pessoas boas quanto a pessoas ruins, acreditar que "só acontece se você merece" ao meu ver é apenas uma crença pra meramente dar-nos uma falsa sensação de segurança e controle sobre nossas vidas.

Quanto ao tópico. Legal, mas vocês erram quando dizem que o Inferno é o Alicerce da Igreja. Ele não é o Alicerce da Igreja, ele é o Alicerce da Bíblia.


okara escreveu:Não tem receita. Deus lhe deu inteligência e consciência. Use-as. Simples assim.


=/


okara escreveu:Pode até ser. Mas por acaso, eu ou você temos algo melhor?


LOOOOL! :riii: :riii:

Realmente, falou uma verdade, Deus não deu nada melhor né?


okara escreveu:Claro, por pior que ele tenha sido, ele AINDA é filho de Deus, portanto UM DIA ele vai pro céu. Mas também é óbvio que não será de graça assim, ele ainda tem que concertar alguns "pequenos estragos" que fez por aqui.


Posso lhe perguntar o que faz estar tão certo disso?

okara escreveu:No momento sim, mas um dia ela vai gritar, pode ter certeza.


Até eu um dia vou gritar, aliás acho que todos aqui um dia vão, isso se chama "profecia auto-realizável", é como eu dizer que no futuro vai ventar na minha cidade...u.u

okara escreveu:As religiões são ótimas, os religiosos que são péssimos.


Há quem diga o contrário.


okara escreveu:Nem eu acredito nos absurdos que eles pregam.


Como assim? Você não é espírita?

okara escreveu:Você pode não acreditar em Deus, mas ele ainda acredita em você. eba


Bom pra mim, mas não tão bom pra Deus.

Posso perguntar, mais uma vez, o que o faz ter tanta certeza disso?

okara escreveu:Se não a acha clara e objetiva o bastante, é porque não deve estar ouvindo-a muito bem.


E você por acaso ouve? Oo

O Questionador
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 523
Localização : Na Selva.
flag : Brasil
Data de inscrição : 31/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por Sargento em Qua 30 Maio 2012, 2:39 pm

Questionador...

Não é que algo me pareça mal na idéia de Deus(detalhe: Deus não necessariamente igual a Javé), é que não vejo motivos reais que me levem a acreditar em algo assim.

Se Deus existe, acho que ele não se importa se acreditamos Nele ou não(o que já daria um ótimo sinal de pouco egocentrismo).

Vejo que não crê então na Bíblia, estou certo?

E aparentemente já tem para si mesmo uma imagem de Deus formada pois rejeita o que têem falado aqui...
Como é o Deus que tem para si?


Sl 17:8 Protege-me como à menina dos teus olhos...

Um membro da Igreja Dos Eleitos
http://igrejadoseleitos.com/

Sargento
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1211
flag : Portugal
Data de inscrição : 22/03/2012

http://igrejadoseleitos.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por okara em Qua 30 Maio 2012, 3:17 pm

O Questionador escreveu:Não é que algo me pareça mal na idéia de Deus(detalhe: Deus não necessariamente igual a Javé), é que não vejo motivos reais que me levem a acreditar em algo assim.

E que tipo de motivo lhe despertaria o interesse de acreditar?

E que culpa tenho eu se a Divina Providência, que tem toda a sabedoria e o poder do universo, provavelmente não existe?


Provável é campo da estatística. Me empresta sua planilha para dar uma olhada?

Se quiser ver um bando de intelectuais de cadeira desbancando o Karma, veja em:

clubecetico.org/forum/index.php?topic=25312.0

Li o artigo, mas a única coisa que vi foi eles falando que não acreditam no Karma, o que é direito deles. E também é direito deles chamar o que quiserem de bobagem, besteira, ou o que for. Mas entre eles terem esta opinião e desbancar alguma coisa, há uma diferença.

Por exemplo, te mostrei o tópico, você mudou de assunto, logo deduzo que não gostou, o que é direito seu, então não há pq insistir.

okara escreveu:E quem disse que Deus precisa de autômatos que só funcionam com receitinhas bem específica? Vivamos a teoria da relatividade!


E quem disse que Deus existe? Vivamos a Teoria do Caos!

Muita gente diz. Mas se não quer acreditar e nem debater sobre, tudo bem, novamente não há pq insistir.

okara escreveu:Se estiver tentando mentir para si mesmo, sua consciência tratará de te cobrar mais cedo ou mais tarde. Se estiver exigindo demais, seu Karma vai te puxar o freio. Portanto, procure fazer o melhor, é simples, SIMPLESMENTE POR QUE NÃO PRECISA SER COMPLICADO.


Talvez porque não exista, do contrário, seria algo muito complicado sim.

Talvez não é base para nada. Se você acha que PRECISA ser complicado, então explique porque desta necessidade, CASO o talvez seja falso e realmente exista.

okara escreveu:Quanto ao sofrimento, ele nunca será maior do que você merece, pode ter certeza. A propósito, o que achou do tópico sobre o Inferno?


Já tentou dizer isso a alguém com câncer ou tetraplérgico? =/

Coisas ruins acontecem okara, tanto a pessoas boas quanto a pessoas ruins, acreditar que "só acontece se você merece" ao meu ver é apenas uma crença pra meramente dar-nos uma falsa sensação de segurança e controle sobre nossas vidas.

Não tentei, mas se eu tivesse capacidade de vasculhar o passado deles (graças a Deus não tenho) estou certo de que algum motivo existiu para isto. Aliás, já viu pessoas que fumam como condenado a vida toda e depois reclamam que desenvolveram um câncer? E o que dizer dos irresponsáveis que dirigem bêbados e se arrebentam. E hoje em dia câncer é fácil de ser curado, não vou fazer propaganda aqui, mas se alguém estiver precisando de produtos que curam câncer (e muitas outras coisas) me procure por MP.

Quanto ao tópico. Legal, mas vocês erram quando dizem que o Inferno é o Alicerce da Igreja. Ele não é o Alicerce da Igreja, ele é o Alicerce da Bíblia.

O alicerce da Bíblia é o amor.

okara escreveu:Pode até ser. Mas por acaso, eu ou você temos algo melhor?


LOOOOL! :riii: :riii:

Realmente, falou uma verdade, Deus não deu nada melhor né?

Pois é! Então vamos usar nossas cabeças galera.

okara escreveu:Claro, por pior que ele tenha sido, ele AINDA é filho de Deus, portanto UM DIA ele vai pro céu. Mas também é óbvio que não será de graça assim, ele ainda tem que concertar alguns "pequenos estragos" que fez por aqui.


Posso lhe perguntar o que faz estar tão certo disso?

Questão de lógica: partindo do princípio que Deus é amor puro e incondicional, ele não pode desprezar ninguém, nem mesmo alguém como Hitler, ou piores (Stalin, Torquemada, Marques de Sades) afinal não há ausência de bem nele (lembra do Agostinho?)

E partindo do princípio que Deus é justo, ele tem que proporcionar oportunidades para que eles reparem seus erros. Depois que Hitler e os outros, repararem a #@$@ que fizeram, ainda haverá motivos para negar-lhes o céu?

okara escreveu:No momento sim, mas um dia ela vai gritar, pode ter certeza.


Até eu um dia vou gritar, aliás acho que todos aqui um dia vão, isso se chama "profecia auto-realizável", é como eu dizer que no futuro vai ventar na minha cidade...u.u

Cara, vc entendeu que "gritar" se refere à consciência e é figura de linguagem, né?

okara escreveu:As religiões são ótimas, os religiosos que são péssimos.


Há quem diga o contrário.

Então vinde a mim e arrazoemos (Isaías 1:18)

okara escreveu:Nem eu acredito nos absurdos que eles pregam.


Como assim? Você não é espírita?

Pode me classificar como quiser: espírita, católico, judeu, budista, bahai, islamita, new age... até eu desisti de me definir. Acredito na reencarnação e na mediunidade porque elas são fatos, e fatos não se discutem, portanto sou espírita. Também acredito que não há outro Deus além de Allah e que Maomé é seu profeta, portanto sou islamita. Acredito na revelação do Bab e de Baha´u´llah, pois vi que os frutos deles são bons e creio firmemente de "A Terra é um só pais e os humanos seus cidadão", portanto sou Bahai. Acredito que não há ensinamentos melhores dos que os que Cristo deixou nos Evangelhos, portanto sou cristão evangélico.

Mas nem por isto sou obrigado a acreditar em qualquer absurdo, venha da boca de um ateu, de um espírita, de um guru, de um pastor, ou mesmo que esteja escrito na Bíblia, nos livros espíritas, no Alcorão, no Kitab-i-Aqdas...

okara escreveu:Você pode não acreditar em Deus, mas ele ainda acredita em você. eba


Bom pra mim, mas não tão bom pra Deus.

Se tem uma coisa que Deus tem, é tempo. E por mais que você faça birra, você já é mais cristão que muito padre e pastor por ai.

Posso perguntar, mais uma vez, o que o faz ter tanta certeza disso?

Pode, eu não vou ter é tempo de lhe explicar tudo que vivenciei para ter esta certeza. E mesmo que explicasse, é bem provável que você não entendesse, pois isto requer vivência racional E EMOCIONAL. E antes que diga que é papo místico, lembre que a emoção é campo TAMBÉM da psicologia.

Mas se quiser uma resposta simples, embora talvez insatisfatória: tenho esta certeza pq a lógica já me mostrou que não tem como Deus não existir, se ele existe, ele é bom demais, se é bom, então ou as coisas são assim, ou são ainda melhores.

quote]
okara escreveu:Se não a acha clara e objetiva o bastante, é porque não deve estar ouvindo-a muito bem.


E você por acaso ouve? Oo[/quote]

Eu não. Mas quem de nós que é o que está reclamando? number 1


Visitem:
mentesvencedoras.forumeiros.com/t38-equivocos-sobre-a-doutrina-espirita

okara
SUSPENSO

Número de Mensagens : 53
flag : Brasil
Data de inscrição : 26/05/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por vítor em Qua 30 Maio 2012, 3:51 pm

Paz de CRISTO,

Questionador, tu lançaste tuas quetões e afirmações antídeístas. Deste mto trabalho aos meus dedinhos. Eu sequer ainda acabei e agora sais a tua bela saída.

Olha, Tu continuas afirmando DEUS como um Pecador, que nem tu e eu. Ja expliquei que o DEUS de JESUS é Santo e Puro a ... olha 300%. rsrs
Mas não explicas, apenas dás o teu motivo para assumires ele como maldoso, que nem os humanos:
mandar matar.
Tu nunca o fizeste e nem ELE quer que o faças. Alias, ELE nem queria que existisse morte. Mas essa entrou por causa do pecado. O pecado entrou pelo Homem. E todos pecámos. (Depois comento aquelas passagens que puseste aqui dos pais e filhos).
Mas, porque DEUS mandou matar ate criancinhas???
Repara que aqueles povos viviam na maldade total e dessa forma DEUS exterminaria tais costumes desses povos; inclusive, suas crianças não viveriam para odiarem Seu povo , e nem continuariam o que evntualemnte tivessem aprendido de seus pais.
Contudo, das crianças é o reino dos céus.
Ademais, DEUS é o juíz de toda a Terra. E quando ele não quer tolerar mais a maldade, ELE pode agir... sem ser ímpio, mas JUSTO.

(Continua sDq).


vítor
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 280
Idade : 38
Localização : lisboa, loures
flag : Portugal
Data de inscrição : 26/04/2012

http://gipsyco-insight.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por O Questionador em Qua 30 Maio 2012, 9:20 pm

@Sargento

Sargento escreveu:
Vejo que não crê então na Bíblia, estou certo?


Adivinhou.

Sargento escreveu:E aparentemente já tem para si mesmo uma imagem de Deus formada pois rejeita o que têem falado aqui...
Como é o Deus que tem para si?


Eu não tenho imagem de Deus nenhuma, porque provavelmente Deus não existe.

E, antes que alguém(que não você Sargento) venha falando, digo provavelmente não por ter um bloquinho de 'estatística divina', mas por não ser onisciente e infelizmente não ter pleno domínio das Leis do Macro e do Microcosmo. Mas quem sabe na próxima encarnação eu nasça um Jedi.


@okara

okara escreveu:

E que tipo de motivo lhe despertaria o interesse de acreditar?


Tipo milagres.


okara escreveu:Provável é campo da estatística. Me empresta sua planilha para dar uma olhada?


Claro, dá uma olhada aqui:




okara escreveu:Li o artigo, mas a única coisa que vi foi eles falando que não acreditam no Karma, o que é direito deles. E também é direito deles chamar o que quiserem de bobagem, besteira, ou o que for. Mas entre eles terem esta opinião e desbancar alguma coisa, há uma diferença.


Se nem os argumentos dos céticos lhe convencem da improbabilidade do Karma, então nada mais o fará. Deixa eu transcrever algumas das respostas pra ver se melhora:

"Realmente.
O pior é que no meio ocultista tem gente acreditando que essa "lei" do karma é tão real quanto as leis da termodinâmica. Isso é uma abobrinha esotérica que felizmente nunca engoli e sempre que questionava isso eles me vinham com respostas do tipo "você pode querer não acreditar, mas isso independe de sua crença" ou "não se pode optar por acreditar ou não em uma lei universal, é o mesmo que querer deixar de acreditar na força da gravidade".

Se assim fosse, políticos corruptos morrendo de fome, por falta de segurança ou por falta de atendimento médico seriam as coisas mais comuns no Brasil, afinal, não se colhe o que se planta?

Karma é mais uma ideia religiosa que visa o conforto, para se fazer acreditar que a vida e a natureza obedecem ideais de justiça humanos; fazer acreditar, que mesmo que um assassino possa escapar da lei dos homens, mas não escapará do karma (nessa ou em outra vida) e cumprirá sua pena."
(José H.)

"Sem falar que isso parece ter fidelidade com os homens, porque barbaridades contra animais parece ser perfeitamente ignorado por essa "lei" do karma. Se fosse uma regra universal, o simples fato de matar uma barata já nos acarretaria uma consequência ruim, afinal, o que torna o assassinato de um homem um crime são as regras de convivência em sociedade, coisa que uma "força universal" não deveria levar em consideração.

Imaginem se a força da gravidade resolvesse funcionar apenas para determinadas espécies ou obedecer conceitos de determinada cultura...
É basicamente isso que a lei universal do karma faz."
(José H.)


Claro, são só "opiniões pessoais", por aí deduzo o quanto você realmente leu.

okara escreveu:Por exemplo, te mostrei o tópico, você mudou de assunto, logo deduzo que não gostou, o que é direito seu, então não há pq insistir.


Não gostei do que? Da estorinha dos monges discutindo sobre o Karma? Gostei, é uma ótima estória.


okara escreveu:Muita gente diz. Mas se não quer acreditar e nem debater sobre, tudo bem, novamente não há pq insistir.


"Muita gente diz"? Uau.

Muita gente diz que ETs existem, logo ETs devem existir.
Muita gente diz que o Saci Perere existe, logo o Saci Perere deve existir.
Muita gente diz que Iemanjá existe, logo Iemanjá deve existir.
Muita gente diz que os Illuminati existem, logo os Illuminatis devem existir.
Muita gente diz que Deus existe, logo Deus deve existir.

É por aí o argumento que você usou.

Milhões de pessoas acreditavam e diziam que o Sol girava ao redor da Terra até 1500 d.C, afinal parecia tão óbvio pra eles. Só por causa disso a Mecânica Celeste mudou em alguma coisa?

okara escreveu:Talvez não é base para nada. Se você acha que PRECISA ser complicado, então explique porque desta necessidade, CASO o talvez seja falso e realmente exista.


Tem razão, talvez não é base pra nada, talvez eu deva começar a inventar e defender ferrenha e intolerantemente forças ocultas e seres míticos pra que as pessoas acreditem mais facilmente em mim.

okara escreveu:Não tentei, mas se eu tivesse capacidade de vasculhar o passado deles (graças a Deus não tenho) estou certo de que algum motivo existiu para isto.


Claro, pena que "infelizmente" não temos essa capacidade, "pequeno" detalhe. positivinho

okara escreveu:Aliás, já viu pessoas que fumam como condenado a vida toda e depois reclamam que desenvolveram um câncer?


Já, porque o cigarro é cancerígeno. Se eu beber água, não ficarei com sede. Karma ou Química?

okara escreveu:E o que dizer dos irresponsáveis que dirigem bêbados e se arrebentam.


Eles estão agindo errado.

okara escreveu:E hoje em dia câncer é fácil de ser curado, não vou fazer propaganda aqui, mas se alguém estiver precisando de produtos que curam câncer (e muitas outras coisas) me procure por MP.


De novo, não estou interessado nos seus produtos curadores "hi-tech by Nasa", mas obrigado.

okara escreveu:O alicerce da Bíblia é o amor.


Claro que é:

"Se alguém vier a mim, e não aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda também a sua própria vida, não pode ser meu discípulo." (Lucas 14:26).

okara escreveu:Questão de lógica: partindo do princípio que Deus é amor puro e incondicional, ele não pode desprezar ninguém, nem mesmo alguém como Hitler, ou piores (Stalin, Torquemada, Marques de Sades) afinal não há ausência de bem nele (lembra do Agostinho?)

E partindo do princípio que Deus é justo, ele tem que proporcionar oportunidades para que eles reparem seus erros. Depois que Hitler e os outros, repararem a #@$@ que fizeram, ainda haverá motivos para negar-lhes o céu?


Hmmmmmmmm!!! Realmente, tem lógica.

Só tem um "pequeno" probleminha: a existência de Deus.

Mas de resto, tá ótimo. positivinho

okara escreveu:Cara, vc entendeu que "gritar" se refere à consciência e é figura de linguagem, né?


Sim, mas você foi meio vago, podia ter dito "gritará de arrependimento", só "gritar" ficou vago. Preferi prevenir do que remediar.

okara escreveu:Pode me classificar como quiser: espírita, católico, judeu, budista, bahai, islamita, new age... até eu desisti de me definir. Acredito na reencarnação e na mediunidade porque elas são fatos, e fatos não se discutem, portanto sou espírita.




okara escreveu:Também acredito que não há outro Deus além de Allah e que Maomé é seu profeta, portanto sou islamita. Acredito na revelação do Bab e de Baha´u´llah, pois vi que os frutos deles são bons e creio firmemente de "A Terra é um só pais e os humanos seus cidadão", portanto sou Bahai. Acredito que não há ensinamentos melhores dos que os que Cristo deixou nos Evangelhos, portanto sou cristão evangélico.


Quanto a Allah e Barrawulá(ô nome difícil) eu não sei, mas Jesus Cristo com certeza não deve estar muito satizfeito com a sua atuação meu rapaz:

"Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro."
(Mateus 6:24).

okara escreveu:Mas nem por isto sou obrigado a acreditar em qualquer absurdo, venha da boca de um ateu, de um espírita, de um guru, de um pastor, ou mesmo que esteja escrito na Bíblia, nos livros espíritas, no Alcorão, no Kitab-i-Aqdas...


Sei...

okara escreveu:Se tem uma coisa que Deus tem, é tempo. E por mais que você faça birra, você já é mais cristão que muito padre e pastor por ai.


É, o mundo está perdido mesmo então. :p

okara escreveu:Pode, eu não vou ter é tempo de lhe explicar tudo que vivenciei para ter esta certeza. E mesmo que explicasse, é bem provável que você não entendesse, pois isto requer vivência racional E EMOCIONAL. E antes que diga que é papo místico, lembre que a emoção é campo TAMBÉM da psicologia.

Mas se quiser uma resposta simples, embora talvez insatisfatória: tenho esta certeza pq a lógica já me mostrou que não tem como Deus não existir, se ele existe, ele é bom demais, se é bom, então ou as coisas são assim, ou são ainda melhores.


Então tá.

okara escreveu:Eu não. Mas quem de nós que é o que está reclamando? number 1


Sei, mas essa taça aí é pra que?

@vítor

vítor escreveu:Paz de CRISTO,

Questionador, tu lançaste tuas quetões e afirmações antídeístas. Deste mto trabalho aos meus dedinhos. Eu sequer ainda acabei e agora sais a tua bela saída.


Ora pois, desculpa aí meu caro amigo vítor, mas se estas a ter trabalhos com os teus dedinhos a coisa também não está fácil pro meu lado, de qualquer forma me desculpe, realmente minha última resposta a você foi péssima. Sigamos.

vítor escreveu:Olha, Tu continuas afirmando DEUS como um Pecador, que nem tu e eu. Ja expliquei que o DEUS de JESUS é Santo e Puro a ... olha 300%. rsrs


Então é um santo(300%) que faz um "mal relativo" pela justiça dele? Não parece muito diferente de mim ou de qualquer outra pessoa, mas penso que ele deveria começar sendo "300%" coerente e começando a praticar os próprios ensinamentos antes de ficar ordenando eles aos outros.

vítor escreveu:Mas não explicas, apenas dás o teu motivo para assumires ele como maldoso, que nem os humanos:
mandar matar.


Claro, porque o Deus hebreu jamais derramou uma gota de sangue sequer:

"E aconteceu que, acabando ele de falar todas estas palavras, a terra que estava debaixo deles se fendeu.
E a terra abriu a sua boca, e os tragou com as suas casas, como também a todos os homens que pertenciam a Coré, e a todos os seus bens.

E eles e tudo o que era seu desceram vivos ao abismo, e a terra os cobriu, e pereceram do meio da congregação.
E todo o Israel, que estava ao redor deles, fugiu ao clamor deles; porque diziam: Para que não nos trague a terra também a nós.
Então saiu fogo do SENHOR, e consumiu os duzentos e cinqüenta homens que ofereciam o incenso."
(Números 16:31-35)

É, melhor eu começar a ter cuidado antes que o chão se fenda sob os meus pés e eu seja tragado aos infernos pelo "bondoso" Deus hebreu.

vítor escreveu:Tu nunca o fizeste e nem ELE quer que o faças. Alias, ELE nem queria que existisse morte. Mas essa entrou por causa do pecado. O pecado entrou pelo Homem. E todos pecámos. (Depois comento aquelas passagens que puseste aqui dos pais e filhos).
Mas, porque DEUS mandou matar ate criancinhas???
Repara que aqueles povos viviam na maldade total e dessa forma DEUS exterminaria tais costumes desses povos; inclusive, suas crianças não viveriam para odiarem Seu povo , e nem continuariam o que evntualemnte tivessem aprendido de seus pais.
Contudo, das crianças é o reino dos céus.
Ademais, DEUS é o juíz de toda a Terra. E quando ele não quer tolerar mais a maldade, ELE pode agir... sem ser ímpio, mas JUSTO.

(Continua sDq).


Que lindo, Deus ordenou um massacre de crianças por misericórdia para que "as crianças não crescessem e ficassem piores". Acho que nem Maquiavel foi tão maquiavélico.




O Questionador
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 523
Localização : Na Selva.
flag : Brasil
Data de inscrição : 31/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Entrevista com lucifer.

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 7:34 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum