.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
» Noticiário Escatológico
Hoje à(s) 2:10 am por Jarbas

» O que você está ouvindo agora?
Hoje à(s) 1:32 am por Christiano

» Por que o espiritismo pegou tanto no Brasil
Hoje à(s) 12:02 am por Cartman

» Já existíamos antes de nascermos
Ontem à(s) 11:48 pm por Khwey

» Por que Deus permite a injustiça?
Ontem à(s) 11:45 pm por Khwey

» Só há um jeito do Lula perder a próxima eleição!
Ontem à(s) 11:27 pm por gusto

» Dar a outra face...
Ontem à(s) 11:10 pm por Cartman

» Lula é o maior farsante do Brasil', afirma Silas Malafaia
Ontem à(s) 10:27 pm por gusto

» Agora o Brasil sai da crise...
Ontem à(s) 10:25 pm por gusto

Quem está conectado
36 usuários online :: 2 usuários cadastrados, Nenhum Invisível e 34 Visitantes :: 2 Motores de busca

Christiano, Jarbas

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Página 10 de 12 Anterior  1, 2, 3 ... 9, 10, 11, 12  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por David de Oliveira em Dom 12 Jun 2011, 3:19 pm

Diego escreveu:
David de Oliveira escreveu:Jesus certamente sabia que não precisava revogar a Lei de Moisés. Se Paulo já tinha a compreensão de que a Lei de Moisés acabaria em Cristo, muito mais Jesus, portanto que necessidade ele tinha de revogar uma Lei temporal e provisória, já que esta estava sendo vencida com a sua vinda?
Gálatas 3: 16,19.

Guerrinha no Reino, em outras palavras vc atesta que o Eterno deu um monte de regrinhas irresponsáveis, e que Yeshua veio resolver a questão se opondo ao que Hashem instruiu.

Pragana lançada ao fogo, logo vira cinza.

O que Yeshua disse foi:

17 EU NÃO VIM ABOLIR A LEI OU OS PROFETAS; NÃO VIM AB-ROGAR, mas cumprir. 18 Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei sem que tudo seja cumprido. 19 Qualquer, pois, que violar um destes menores mandamentos e assim ensinar aos homens será chamado o menor no Reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no Reino dos céus.

Yeshua categoricamente diz "EU NÃO VIM ABOLIR LEI E NEM PROFECIAS", quem irá contra o que o mestre diz ???
David Oliveira e cia.

Se não veio abolir, não foi abolido simples assim, e tem mais nas palavras do Rabi:

E sei que o seu mandamento é a vida eterna. Portanto, o que eu falo, falo-o como o Pai mo tem dito. (Jo 12:50)

É isso que Yeshua de fato sabia, e não invencionices sem base bíblica. O Mandamento é a vida eterna, agora será que a vida eterna tbm foi abolida ???

Mais uma do Rei:

"Aqui está a (hupomone) constância dos santos, daqueles que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Yeshua." (Ap 14;12)

Um convite do Messias:

"Se queres, porém, entrar na vida, guarda os mandamentos." (Mt 19:17)

E um aviso profético:

Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticam anomia (violam a Torah) ( Mt 7:23).


De todas as pérolas que já vi, essa a todas sobrepujou.
Quer dizer que só é justo "quem tem prazer na Lei de Moisés"?

Pois é não sei porque insisto de lança-las a pseudos aprendizes de teólogos que pisam nelas. (Mt 7:6)

Leiamos o salmos:

1 Bem-aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
2 Antes, tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.
3 Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem, e tudo quanto fizer prosperará.
4 Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha.

1 Bem-aventurados os que trilham caminhos retos e andam na lei do SENHOR.

Se vc quiser continuar o debate, resolva suas contradições sobre a ótica judaica dos textos que apresentei.

O Apóstolo Paulo disse:
Logo, para que é a lei? Foi ordenada por causa das transgressões, até que viesse a posteridade a quem a promessa tinha sido feita; e foi posta pelos anjos na mão de um medianeiro.


O Diego disse:
Yeshua categoricamente diz "EU NÃO VIM ABOLIR LEI E NEM PROFECIAS", quem irá contra o que o mestre diz ???
David Oliveira e cia.

Resposta:
Você é cego??? Foi o que eu disse! Jesus não veio abolir a Lei!!! Por que??? Porque não precisava!!! Não sou eu quem está dizendo isso, é o Apóstolo Paulo, ou você aceita isso ou então você é cego!!! Eu não tenho nada com isso, é um problema exclusivamente teu!!!

Você tem que decidir isso:

(A) Eu aceito o que Paulo está dizendo em Gál 3:19.

(B) Eu Não aceito o que Paulo está dizendo em Gál 3:19.

O Diego disse:
Se não veio abolir, não foi abolido simples assim, e tem mais nas palavras do Rabi:
E sei que o seu mandamento é a vida eterna. Portanto, o que eu falo, falo-o como o Pai mo tem dito. (Jo 12:50)

Resposta:
A questão não é simples assim!!! (Jesus não aboliu, então não está abolido!!!). Ou você aceita o que está escrito em Gálatas 3:19 ou é cego ou miolo mole!!!
Qual é o mandamento de Jesus???
Isto vos mando: Que vos ameis uns aos outros. João 15:17
O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. João 15:12
Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis. João 13:34
A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei. Romanos 13:8
Quanto, porém, ao amor fraternal, não necessitais de que vos escreva, visto que vós mesmos estais instruídos por Deus que vos ameis uns aos outros; 1 Tessalonicenses 4:9

O Diego disse:
É isso que Yeshua de fato sabia, e não invencionices sem base bíblica. O Mandamento é a vida eterna, agora será que a vida eterna tbm foi abolida ???

Resposta:
É “invencionice” do Apóstolo Paulo??? Vem cá, você deve ter muita raiva dele, não é mesmo??? A gente apresenta as palavras dele e você nem se preocupa em questioná-lo??? Questione Gálatas 3:19.

Mais uma do Rei:

E um aviso profético:

Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticam anomia (violam a Torah) ( Mt 7:23).
Paulo está “apartado” da Tora e você está “unido” a ela!!! Você vai para o céu e o Apóstolo Paulo, que é anomista, vai p'ro inferno... Que pérola!!!

David disse:
De todas as pérolas que já vi, essa a todas sobrepujou.
Quer dizer que só é justo "quem tem prazer na Lei de Moisés"?

O Diego respondeu:
Pois é não sei porque insisto de lança-las a pseudos aprendizes de teólogos que pisam nelas. (Mt 7:6)

O David Respondeu:
O problema é que em cima de mim não cola!!! Pérolas heréticas não colam!!!É heresia??? Tô fora!!! Não é coisa de aprendizes não!!! É BÍBLIA!!! É BÍBLIA!!! É BÍBLIA!!!

O Diego disse:
Leiamos o salmos:
1 Bem-aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
2 Antes, tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.
3 Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem, e tudo quanto fizer prosperará.
4 Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha.
1 Bem-aventurados os que trilham caminhos retos e andam na lei do SENHOR.
Se vc quiser continuar o debate, resolva suas contradições sobre a ótica judaica dos textos que apresentei.

Resposta:
Um dos melhores Salmos do Velho Testamento! E daí???
Leiamos mais textos:

Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do velho testamento, o qual foi por Cristo abolido;
2 Coríntios 3:14

Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo.
1 Coríntios 3:11

Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.
Romanos 3:24

Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada.
Gálatas 2:16

Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão.
Gálatas 5:1

E isto por causa dos falsos irmãos que se intrometeram, e secretamente entraram a espiar a nossa liberdade, que temos em Cristo Jesus, para nos porem em servidão;
Gálatas 2:4

Porque em Jesus Cristo nem a circuncisão nem a incircuncisão tem valor algum; mas sim a fé que opera pelo amor.
Gálatas 5:6

Assim, meus irmãos, também vós estais mortos para a lei pelo corpo de Cristo, para que sejais de outro, daquele que ressuscitou dentre os mortos, a fim de que demos fruto para Deus.
Romanos 7:4

E seja achado nele, não tendo a minha justiça que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé;
Filipenses 3:9

E por isso é Mediador de um novo testamento, para que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia debaixo do primeiro testamento, os chamados recebam a promessa da herança eterna.
Hebreus 9:15














 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8180
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por Diego Yo'ets em Seg 13 Jun 2011, 8:34 am

Bem.. David Oliveira... Ficou nítido seu escapismos dos textos que apresentei, eles foram simplesmente ignorados e vc seguiu descontextualizando o Apostolo que diz que a Torah é espiritual boa, legitima etc....

Sendo assim, para vc , além do Messias, Paulo tbm se enquadra dentro da condenação prevista em Dt 13, que consta que qualquer milagreiro que convide a seguir desordenadamente Torah deva morrer.

Uma coisa é óbvia, o Hamashiach só é identificado se esse condizer com TODA a Torah, se um misero resquício de diferença for encontrado, automaticamente deve ser descartado, e claro seus shaliachim estão enquadrados no mesmo patamar. Se uma vez Paulo ou o Messias mandam ir contra a mesma Torah (que os identificam como falsos ou verdadeiros), imediatamente passam a ser falsos profetas.

Então te deixo a seguinte observação:

O nosso amado irmão Paulo já falou com grande sabedoria acerca destas mesmas coisas em muitas das suas cartas. 16 Algumas explicações dele não são fáceis de entender, e há pessoas intencionalmente ignorantes que sempre estão pretendendo alguma interpretação fora do comum; eles torceram as cartas dele de todos os lados, para significarem uma coisa completamente diferente daquilo que ele queria dizer, tal como fazem com as outras partes das Escrituras, mas o resultado é a ruína deles. (2 Pe 3:14-18)

Pedro foi contra a Torah? João foi contra a Torah? Tiago foi contra a Torah? Lucas foi contra a Torah? Será que só Shaul foi ???

Claro que não, as palavras do apóstolo já eram difíceis já naquela época, contudo o próprio Shaliach deixou escrito:

Mas confesso-te que, conforme aquele Caminho, a que chamam seita, assim sirvo ao Deus de nossos pais, crendo tudo quanto está escrito na Lei e nos Profetas.
(At)

Paulo confessou, e a igreja testificou:

Leve-os com você, purifique-se com eles, pague as despesas para que possam mandar raspar a cabeça. Assim, todos saberão que os BOATOS a seu respeito não têm fundamento e que você também é fiel na observância da Lei.(At 21:24)

Peço que reflita, colocar paulo contra as palavras que ele mesmo confessou não é nada inteligente.

Se vc quiser seguir em descontexto, ao menos tenha a ombridade de comentar as Escrituras transcritas nas respostas, não a fiz com a suas pois primeiramente eu é que versei e num debate honroso vc deveria ter comentado primeiro e assim vc deixou uma lacuna no debate.


Acessem:


Diego Yo'ets
Sol
Sol

Número de Mensagens : 2206
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/01/2010

http://adonayechad.forumeiros.com/forum.htm

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por David de Oliveira em Seg 13 Jun 2011, 9:21 am

O Diego disse:

“Pedro foi contra a Torah? João foi contra a Torah? Tiago foi contra a Torah? Lucas foi contra a Torah? Será que só Shaul foi ???”

Se uma vez Paulo ou o Messias mandam ir contra a mesma Torah (que os identificam como falsos ou verdadeiros), imediatamente passam a ser falsos profetas.

Resposta:

Paulo não era contra a Tora, ele só disse que a Lei de Moisés era provisória e temporal, por outro lado, nos ensina que a função da Lei de Moisés era somente determinar o que era pecado, tendo como função única de disciplinadora. Vou ser sucinto contigo.

Você cita alguns versículos em que Paulo estava extremamente pressionado e para se livrar da condenação dos judaizantes da época, apesar de acusado de ir contra a Lei de Moisés, coisa que entendemos muito bem, mas não importa agora.


Agora você deve nos responder a pergunta que não quer calar. Coloque somente a letra da alternativa correta ou explique a letra “C”:

A) Concordo plenamente com a afirmação de Paulo em Gal. 3:19
B) Não concordo plenamente com a afirmação de Paulo em Gal. 3:19
C) Vou dar as explicações sobre o que Paulo “queria” nos dizer.


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8180
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por Diego Yo'ets em Seg 13 Jun 2011, 10:20 am

Davi Escreveu:
O Diego disse:

“Pedro foi contra a Torah? João foi contra a Torah? Tiago foi contra a Torah? Lucas foi contra a Torah? Será que só Shaul foi ???”

Se uma vez Paulo ou o Messias mandam ir contra a mesma Torah (que os identificam como falsos ou verdadeiros), imediatamente passam a ser falsos profetas.

Resposta:

Paulo não era contra a Tora, ele só disse que a Lei de Moisés era provisória e temporal, por outro lado, nos ensina que a função da Lei de Moisés era somente determinar o que era pecado, tendo como função única de disciplinadora. Vou ser sucinto contigo.

David... É claro que a Lei é temporal, contudo o tempo dela não passou. Yeshua ao falar sobre isso deixou claro que enquanto TUDO não fosse cumprido da Torah e das profecias, a terra e os céus não passassem ela valeria (Mt 5:17-19). Paulo e João ensinaram que a Lei é para indicar o que é Pecado, portanto num mundo de pecado existirá sempre a Torah, contudo passando o céu e a Terra e a transgressão cessando, a coisa poderá mudar de figura.

A orientação de Mt 5:17-19 onde tbm, Yeshua chama a atenção para não se violar a Torah parece que vc prefere fazer vistas grossas. Vou te dizer uma coisa, muito embora eu saiba que Paulo jamais foi contra a torah, a invalidando, abolindo etc.., se ele fosse contra a Torah, devemos nos lembrar que ele não é o MESSIAS. As Palavras do Messias teriam maior peso que as dele, pois certamente se ele está debaixo (violando) de Dt 13, ele jamais poderá ser da parte do Eterno. A chave da interpretação bíblica está em Yeshua e não em Paulo.

Vc não falou dos outros apóstolos, porque sabe que os demais sequer tocaram no assunto, mas eu sei e provo que eles eram guardiões e ensinavam o zelo correto à Torah, assim como o Messias deles. O caso Paulino se prende exatamente em vc não o entender, assim como muitos já naquela época.

Você cita alguns versículos em que Paulo estava extremamente pressionado e para se livrar da condenação dos judaizantes da época, apesar de acusado de ir contra a Lei de Moisés, coisa que entendemos muito bem, mas não importa agora.

David, Paulo realmente foi pressionado pelos judaizantes, vc está absolutamente correto, contudo qualquer atitude escapista que invalidasse o que ele havia recebido de Hashem como ensinamento, seria o mesmo que lamear o evangelho que ele mesmo recebeu.
Vc atesta que Paulo fingiu para escapar, sendo assim ele foi contra aos princípios que ele ensinava. Já sei vc vai dizer que ele se fez de fraco pros fracos tarararara.. mas não é isso que mostra o contexto da tal pressão. Pois vemos claramente que o Apostolo SABIA ANTECIPADAMENTE que seria preso e perseguido, foi lhe dito através de uma revelação, MAS MESMO ASSIM ELE FOI DE ENCONTRO ao perigo, não se importando com o que aconteceria. Paulo não estava interessado em fugir das garras de seus acusadores, pois se quisesse poderia ter simplesmente não ter subido a Yerushalaym, a intenção de Paulo não foi escapar ou fingir, mas sim mostrar quem de fato ele era, e de como era possível ser fiel a Torah e ao Messias sem os excessos da religião. A Igreja primitiva de Yerushalaym era zelosa a Torah, tanto que tinha rapazes preparados para votos da Torah e os legalistas não os perseguiam. Somente Paulo foi perseguido, pois segundo o texto em questão existia um BOATO (mentira) que o qualificava como um não guardião da Torah e ainda professor anomista, mas o texto resolveu a questão com o testemunho do próprio Paulo se dizendo um Shomer HaTorah e ai temos a igreja testificando, que boatos são mentiras e Paulo era guardião.

Agora você deve nos responder a pergunta que não quer calar. Coloque somente a letra da alternativa correta ou explique a letra “C”:

A) Concordo plenamente com a afirmação de Paulo em Gal. 3:19
B) Não concordo plenamente com a afirmação de Paulo em Gal. 3:19
C) Vou dar as explicações sobre o que Paulo “queria” nos dizer.

David eu CONCORDO PLENAMENTE COM GL 3:19, porque eu entendo o que está escrito ali, sem contradizer o que Paulo e a Igreja dizem ser (Shomer HaTorah).


A Lei não salva, mas aponta a salvação.


Acessem:


Diego Yo'ets
Sol
Sol

Número de Mensagens : 2206
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/01/2010

http://adonayechad.forumeiros.com/forum.htm

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por David de Oliveira em Seg 13 Jun 2011, 12:28 pm

O Diego disse:
O caso Paulino se prende exatamente em vc não o entender, assim como muitos já naquela época.

Resposta:
Por favor, já que eu não entendo o que Paulo diz, não deixe que eu lhe peça novamente. Explique-me o que Paulo está dizendo em Gálatas 3: 16 a 19.:

A) Deus fez as promessas a Abraão e a Jesus 430 anos antes da Lei de Moisés, antes mesmo da formação de Israel.
B) A promessa da vinda de Jesus, e seu evangelho, não tem nada a ver com a futura Lei de Moisés.
C) Aquela aliança (a 2ª de Abraão) não pôde ser quebrada pela futura Lei de Moisés.
D) A promessa de Deus, da vinda de Jesus, não dependeu daquela Lei, pois é antes dela.
E) As promessas de Deus (a Abraão) consistiam em duas:
1ª) A de Abraão se concretizou com a Lei de Moisés e a formação física do povo judeu.
2ª) A de Cristo com o Evangelho da graça que estendeu a salvação para todos os habitantes da terra.
F) A função da Lei era mostrar o erro, nada mais.
G) O tempo de duração da Lei foi até Jesus.
H) Por que a Lei de Moisés foi só até Jesus? Porque a segunda promessa feita lá atrás se cumpriria em Jesus, de Jesus para frente, ou seja, não haveria possibilidades de as duas promessas serem estabelecidas ao mesmo tempo, assim terminaria o tempo da Lei (1ª promessa) e começaria o tempo da segunda promessa, a graça de Jesus.


3.16 Pois Deus fez as suas promessas a Abraão e ao seu descendente. Quando as Escrituras dizem que Deus fez as suas promessas a Abraão “e à sua descendência”, elas não querem dizer que se trata de muitas pessoas, mas de uma só, isto é, Cristo.

3.17 O que eu quero dizer é o seguinte: Deus fez uma aliança com Abraão e prometeu cumpri-la. A lei, que foi dada quatrocentos e trinta anos depois, não pode quebrar aquela aliança, nem anular a promessa de Deus.

3.18 Porque, se aquilo que Deus dá depende da lei, então o que ele dá já não depende da sua promessa. Mas o que Deus deu a Abraão, ele deu porque havia prometido.

3.19 Então, por que é que foi dada a lei? Ela foi dada para mostrar as coisas que são contra a vontade de Deus. A lei devia durar até que viesse o descendente de Abraão, pois a promessa foi feita a esse descendente. A lei foi entregue por anjos, e um homem serviu de intermediário.


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8180
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por Diego Yo'ets em Qua 15 Jun 2011, 8:44 am

Shalom David Oliveira...

Por favor, já que eu não entendo o que Paulo diz, não deixe que eu lhe peça novamente. Explique-me o que Paulo está dizendo em Gálatas 3: 16 a 19.:


Vou responder sua pergunta sem deixa-lo perguntar outra vez, contudo chamo a atenção, mais uma vez, que vc abandonou outra vez o debate e seguiu divagando noutra linha de raciocínio, deixando assim muitas das minhas indagações e textos bíblicos no pleno vazio.

Farei o comentário na integra do contexto, que vai do verso 15 ao 23.

15 Caros irmãos, mesmo na vida diária, uma promessa feita por um homem a outro, se estiver escrita e assinada, não pode ser mudada. Depois disso, ele não pode decidir fazer uma outra coisa em vez daquilo que prometeu.

Olha só que interessante, Paulo ensina que MESMO ENTRE OS HOMENS, quando um acordo é firmado não pode ser mudado, sendo assim, com Hashem a coisa é mais certa ainda de ser cumprida, pois bem sabemos que o Eterno não é homem para que minta e nem se arrependa. A Lei promulgada e assinada com dedos Kadoshim, jamais poderia ser ab-rogada.

16 Ora, Deus fez algumas promessas a Abraão e ao seu Filho. E notem que não diz que as promessas eram aos seus filhos, como diria se estivesse falando de todos os seus filhos - todos os judeus mas ao seu Filho - e esse, logicamente, significa Cristo.

A promessa do Eterno feita a Abraham, na verdade era em detrimento a Yeshua que conduziria e conduz seus irmãos a salvação prometida a Itzack e Abraham.

17 O que eu quero dizer é o seguinte: Deus firmou um testamento de modo legítimo. A Lei, que veio quatrocentos e trinta anos mais tarde, não pode invalidar esse testamento, anulando assim a promessa.

Veja que o TESTAMENTO de Yeshua foi feito antes dele padecer, morrer e ressuscitar e até mesmo antes do Shavuot (Pentecoste, dia da promulgação da Torah). Paulo está categoricamente demonstrando que a Torah não anula a promessa e nem a promessa anula a Torah, ambas são gêmeas e andam lado a lado.

18 De fato, se é através da Lei que se recebe a herança, já não é mediante a promessa. Ora, foi por meio de uma promessa que Deus concedeu sua graça a Abraão.

Não é a lei que gera a graça, isso é fato consumado!! O Eterno salva a quem ele quer, e a prova disso é que todos pecaram (violaram a Torah), mas mesmo assim o Eterno resolveu mediante a fé num sacrifício vivo e eficaz redimir o homem que busca santificação, e tudo isso graças a PROMESSA e não pela Torah. Agora é claro que a fé não é uma crendice, mas sim algo que se crê e VIVE ou seja, obras que apresentam bons frutos, andando lado a lado ao que se acredita (Tg 2;24).

19 Então, por que é que foi dada a Lei? Ela foi acrescentada para mostrar as transgressões, até a chegada do descendente, em vista do qual foi feita a promessa. A Lei foi promulgada pelos anjos, e um homem serviu de intermediário. 20 Ora, esse intermediário não representa uma pessoa só, e Deus é um só.

Aqui temos segundo Shaul a causa da Torah. Veja que o Shaliach diz que a parte legal foi "acrescentada", mas então, acrescentada a que ??? A Lei foi acrescentada à promessa, ou seja, a Torah passou a ser parte da promessa, pois houve uma fundição entre ambas, um acréscimo. Existia a promessa e 430 anos se somou, se acrescentou a Lei a que dá a base para sabermos o que é o pecado. A tradução que eu usei não dá margem para se dizer que a Lei só teria valia até o Messias, antes ela afirma que a Torah ensinaria o que é a transgressão até a chegada do Messias, pois no Messias essas transgressões seriam invalidadas mediante a fé que se manifestaria nele. Hoje o crente em Yeshua não está debaixo da Torah, e estar debaixo de alguma coisa é ir contra essa coisa, Hoje o crente em Yeshua não precisa mais de aio, pois o aio é até se estar no Messias, pois uma vez no Messias estaremos verdadeiramente dentro da vontade da Torah que é a Lei do Eterno e não de homens.

21 Então, a Lei estará contra as promessas de Deus? Claro que não! Se tivesse sido dada uma lei capaz de comunicar a vida, então sim, realmente a justiça viria da Lei.

O Objetivo de Shaul é apresentar a salvação que é mediante a fé na promessa, e não uma salvação mediante a guarda legalista da parte "acrescentada" (Torah), a qual só tem força para indicar o que é transgressão e não salvar. A Justiça de judeu e gentio está na promessa feita a Abraham, da qual fala do Messias. A parte legal da promessa só veio muito tempo depois, portanto ela é de fato inútil para salvar o que transgride e assim o único modo de se alcançar a salvação é mediante a promessa de um Messias.

A parte legal foi abolida pela vinda do Messias ??

Segundo o próprio Messias nada foi abolido, e sua primeira vinda não teve objetivo ab-rogador ou liquidatório (Mt 5:17-19).

O que é pecado??

Segundo esse verso em questão (19), é a transgressão a Torah, e João concordou com isso (I Jo 3:4).

O pecado (transgressão a lei) deixou de existir ??

Não e não!! Mesmo depois do Messias o pecado continua e assim temos que a transgressão a Torah é algo latente e ativo, sendo assim a Torah terá a função de indicador do pecado até que a PROMESSA esteja PLENAMENTE cumprida.

Olha o que Lutero disse sobre o assunto:

“Verdadeiramente, tenho ensinado e ainda ensino que os pecadores devem ser levados ao arrependimento pela pregação e ponderação dos sofrimentos de Cristo, para que possam ver quão grande ira tem Deus pelo pecado. E este não pode ser expiado senão pela morte do Filho de Deus (…). Mas como se admitiria daí que, com isso, a lei deve ser removida? (…) pode alguém pensar que o pecado existe onde não há lei? Quem quer que ab-rogue a lei, deve forçosamente ab-rogar também o pecado.


  E na “Life of Luther” (vida de Lutero), de M. Michelet, Lutero é citado como havendo dito:

  “Aquele que invalida a doutrina da lei, anula ao mesmo tempo a ordem política e social. Se eliminardes a lei da igreja, nenhum pecado poderá ser mais reconhecido como tal no mundo; pois o evangelho só define e pune o pecado em conexão com a lei.” — Liv. 5, cap. 4, trad. de Hazlitt (ed. 2), p. 315. Grifos acrescentados.

 A “Confissão de Fé Helvética” ainda declara:

  “A vontade de Deus nos é exposta na lei de Deus. Ensinamos que a vontade de Deus nos é exposta na Lei de Deus: o que ele quer ou não quer que façamos, o que é bom e justo, ou o que é mau e injusto. Portanto, confessamos que a Lei é boa e santa. (…)
  “Porque foi dada a lei. Ensinamos que esta Lei não foi dada aos homens para que fôssemos justificados pela sua observância, mas antes para que, pelo seu ensino, conhecêssemos nossa fraqueza, nosso pecado e condenação e, perdendo a confiança em nossas forças, nos convertêssemos a Cristo pela fé. O apóstolo diz claramente: ‘A Lei suscita a ira’; ‘pela Lei vem o pleno conhecimento do pecado’ (Rom 4.15; 3.20); ‘porque, se fosse promulgada uma Lei que pudesse dar vida, a justiça, na verdade seria procedente da Lei; mas a Escritura encerrou tudo sob o pecado, para que mediante a fé em Jesus Cristo fosse a promessa concedida aos que crêem… De maneira que a Lei nos serviu de aio para nos conduzir a Cristo, a fim de que fôssemos justificados por fé’ (Gal 3.21 ss).” — Em “Da Lei de Deus”.

Amado.. Quando eu percebo que em muitos sábados eu violo a Lei, que muitas vezes desonro pai e mãe, que muitas vezes adúltero em pensamento, percebo que pela Lei eu sou um miserável e não consigo guarda-la como é a vontade do Eterno e assim me aproximo do Ungido e vejo o quanto o Pai me ama, me perdoando mesmo eu sendo passível de destruição. É isso que a lei causa em mim, um senso apurado do que eu não posso ou posso fazer, e não senso de justificação, ao contrário, a Torah me causa ira, por não conseguir ser irreputável como o meu Messias é.


Acessem:


Diego Yo'ets
Sol
Sol

Número de Mensagens : 2206
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/01/2010

http://adonayechad.forumeiros.com/forum.htm

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por silvamelo em Qua 15 Jun 2011, 11:17 am

Diego escreveu: 17 O que eu quero dizer é o seguinte: Deus firmou um testamento de modo legítimo. A Lei, que veio quatrocentos e trinta anos mais tarde, não pode invalidar esse testamento, anulando assim a promessa.

Veja que o TESTAMENTO de Yeshua foi feito antes dele padecer, morrer e ressuscitar e até mesmo antes do Shavuot (Pentecoste, dia da promulgação da Torah). Paulo está categoricamente demonstrando que a Torah não anula a promessa e nem a promessa anula a Torah, ambas são gêmeas e andam lado a lado.
Errado! Ele está dizendo claramente que a Lei NÃO PODE ANULAR O TESTAMENTO E A PROMESSA, que já existiam 430 anos antes dela.

Mesmo lendo isso uma vezes após outra, os legalistas não conseguem enxergar o óbvio! A Lei ERA PROVISÓRIA para servir de TUTOR até que viesse a promessa, que fora feita muito tempo antes e DE MODO NENHUM poderia ser anulada! LEIA, LEIA, LEIA, LEIA, LEIA, LEIA, LEIA...

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por Diego Yo'ets em Qua 15 Jun 2011, 12:38 pm

silvamelo escreveu:
Diego escreveu: 17 O que eu quero dizer é o seguinte: Deus firmou um testamento de modo legítimo. A Lei, que veio quatrocentos e trinta anos mais tarde, não pode invalidar esse testamento, anulando assim a promessa.

Veja que o TESTAMENTO de Yeshua foi feito antes dele padecer, morrer e ressuscitar e até mesmo antes do Shavuot (Pentecoste, dia da promulgação da Torah). Paulo está categoricamente demonstrando que a Torah não anula a promessa e nem a promessa anula a Torah, ambas são gêmeas e andam lado a lado.
Errado! Ele está dizendo claramente que a Lei NÃO PODE ANULAR O TESTAMENTO E A PROMESSA, que já existiam 430 anos antes dela.

Mesmo lendo isso uma vezes após outra, os legalistas não conseguem enxergar o óbvio! A Lei ERA PROVISÓRIA para servir de TUTOR até que viesse a promessa, que fora feita muito tempo antes e DE MODO NENHUM poderia ser anulada! LEIA, LEIA, LEIA, LEIA, LEIA, LEIA, LEIA...

Quem tem que ler é vc.. Faça o favor de reler o que eu escrevi. ai, caramba!

De novo para não ficar dúvidas sobre o que eu REALMENTE disse:

Paulo está categoricamente demonstrando que a Torah não anula a promessa e nem a promessa anula a Torah, ambas são gêmeas e andam lado a lado.

Refutar por refutar não é inteligente. A ânsia de derrubar sem entender desqualifica o debatedor.


Acessem:


Diego Yo'ets
Sol
Sol

Número de Mensagens : 2206
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/01/2010

http://adonayechad.forumeiros.com/forum.htm

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por silvamelo em Qua 15 Jun 2011, 1:02 pm

Diego escreveu:ambas são gêmeas e andam lado a lado.

A Lei ERA PROVISÓRIA para servir de TUTOR até que viesse a promessa, que fora feita muito tempo antes e DE MODO NENHUM poderia ser anulada!

Não estamos mais debaixo de tutor!

cabeçada cabeçada cabeçada

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por Diego Yo'ets em Qua 15 Jun 2011, 1:07 pm

silvamelo escreveu:
Diego escreveu:ambas são gêmeas e andam lado a lado.

A Lei ERA PROVISÓRIA para servir de TUTOR até que viesse a promessa, que fora feita muito tempo antes e DE MODO NENHUM poderia ser anulada!

Não estamos mais debaixo de tutor!

cabeçada cabeçada cabeçada


Não é assim que está escrito na parte que as Escrituras qualificam a tutela da Torah, Vejamos:

De maneira que a Lei nos serviu de aio para nos conduzir a Cristo, a fim de que fôssemos justificados por fé’ (Gal 3.21 ss)

O que vejo sem aplicar malabarismos é que a Lei como tutora leva ao Messias e foi EXATEMENTE assim que Paulo chegou nele. Não vi Paulo dizendo que os que vivem sem Messias não precisam de tutor e assim, o crente não sente falta do tutor pois de fato chegou por MEIO desse tutor ao Messias. A fé aponta ao Messias, mas se faz necessário de regras que qualifiquem quem é o verdadeiro Ungido e nisso a Torah é perita e nisso aponta para o tal.

Gostaria de saber: Como uma coisa abolida apontou aos crentes de gálatas o Messias ??

E no mais, o fator que faz a lei e Promessa andarem juntas é que só se conhece o Messias pelas obras da Torah, ou será que vc já formulou um novo jeito de conhece-lo?


Acessem:


Diego Yo'ets
Sol
Sol

Número de Mensagens : 2206
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/01/2010

http://adonayechad.forumeiros.com/forum.htm

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por silvamelo em Qua 15 Jun 2011, 1:38 pm

Diego escreveu:Não é assim que está escrito na parte que as Escrituras qualificam a tutela da Torah, Vejamos:

De maneira que a Lei nos serviu de aio para nos conduzir a Cristo, a fim de que fôssemos justificados por fé’ (Gal 3.21 ss)
"Mas, depois que veio a fé, já não estamos debaixo de aio" (Gálatas 3:25).

LEIA, LEIA, LEIA, LEIA, LEIA, LEIA, LEIA...

Diego escreveu:O que vejo sem aplicar malabarismos é que a Lei como tutora leva ao Messias e foi assim que Paulo chegou nele. Não vi Paulo dizendo que os sem Messias não precisam de tutor. O crente não sente falta do tutor pois de fato chegou por esse tutor ao Messias.
"Mas agora, conhecendo a Deus, ou, antes, sendo conhecidos por Deus, como tornais outra vez a esses rudimentos fracos e pobres, aos quais de novo quereis servir? Guardais dias, e meses, e tempos, e anos" (Gálatas 4:9,10).

LEIA, LEIA, LEIA, LEIA, LEIA, LEIA, LEIA...

Diego escreveu:Gostaria de saber como uma coisa abolida apontou aos crentes de gálatas o Messias ??
"É isto uma parábola para a época presente; e, segundo esta, se oferecem tanto dons como sacrifícios, embora estes, no tocante à consciência, sejam ineficazes para aperfeiçoar aquele que presta culto, os quais não passam de ordenanças da carne, baseadas somente em comidas, e bebidas, e diversas abluções, impostas até ao tempo oportuno de reforma" (Hebreus 9:9,10).

LEIA, LEIA, LEIA, LEIA, LEIA, LEIA, LEIA...

cabeçada cabeçada cabeçada

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por Diego Yo'ets em Qua 15 Jun 2011, 2:17 pm

"Mas, depois que veio a fé, já não estamos debaixo de aio" (Gálatas 3:25).

LEIA, LEIA, LEIA, LEIA, LEIA, LEIA, LEIA...

Querido Silva, vc poderia apontar onde eu disse que o crente está debaixo da torah (aio) ??

O Aio APONTA o Messias, uma vez estando no Messias cumpriremos mediante a fé as obras a qual o Eterno requer e não de forma legalista. E eu disse: Não vi Paulo dizendo que os que vivem sem Messias não precisam de tutor e assim, o crente não sente falta do tutor pois de fato chegou por MEIO desse tutor ao Messias. A fé aponta ao Messias, mas se faz necessário de regras que qualifiquem quem é o verdadeiro Ungido e nisso a Torah é perita e nisso aponta para o tal.


A TORAH NUNCA VAI DEIXAR DE APONTAR PARA O MESSIAS, E ISSO DOA EM QUEM DOER, A TORAH NUNCA DEIXARÁ DE SER A MEDIDA DE UM JUSTO, ATÉ PORQUE O ÚNICO JUSTO SÓ O É PORQUE NÃO FICOU COM SUAS OBRAS ABAIXO DA REGRA QUE ESTIPULA SANTIDADE (Torah). Então a coisa mais óbvia que existe para quem quer enxergar, é que pecado é transgressão a Torah (I Jo 3;4), sendo assim quem de fato quer deixar o pecado só tem a opção de observar o que consta na Torah.


Minhas perguntas mais uma vez ficam no vazio... Regra da desinformação é assim que se chama, né??

"Mas agora, conhecendo a Deus, ou, antes, sendo conhecidos por Deus, como tornais outra vez a esses rudimentos fracos e pobres, aos quais de novo quereis servir? Guardais dias, e meses, e tempos, e anos" (Gálatas 4:9,10).

Será que vc poderia comentar esse texto(??), pois vc com a inteligência que tens não posso e nem quero acreditar que vc possa estar achando que rudimento fraco e pobre é o que Deus ordena (Torah), pois rudimento fraco e pobre pelo contexto eram as praticas anomistas dantes a conversão, tanto que "Guardais dias, e meses, e tempos, e anos" não é uma bronca relacionada ao estar nos rudimentos e sim uma frase imperativa, solicitando o cumprimento da ordem de não se retornar ao profano, ou seja, voltar a prática da fé que testemunha a Torah.

Paulo NÃO disse : Mas agora, conhecendo a Deus, ou, antes, sendo conhecidos por Deus, como tornais outra vez a esses rudimentos fracos e pobres, aos quais de novo quereis servir? GUARDANDO dias, e meses, e tempos, e anos" Guardando é bem diferente de guardais, aplique mais atenção aos textos SE for o caso.

Se eu disser a vc: "guardais a vossa fé". Por acaso esterei lhe condenando por guardar, ou estarei lhe pedindo que guardes ??

O Texto sobre o contexto fica assim:
8 No passado, quando vocês não conheciam a Deus, eram escravos de deuses, que na realidade não são deuses. (isso é o rudimento fraco e pobre do contexto, o qual Paulo conclama aos gálatas a não voltarem)Mas agora, conhecendo a Deus, ou, antes, sendo conhecidos por Deus, como tornais outra vez a esses rudimentos fracos e pobres (escravidão a deuses), aos quais de novo quereis servir? Guardais dias, e meses, e tempos, e anos" (Gálatas 4:8,10).



"É isto uma parábola para a época presente; e, segundo esta, se oferecem tanto dons como sacrifícios, embora estes, no tocante à consciência, sejam ineficazes para aperfeiçoar aquele que presta culto, os quais não passam de ordenanças da carne, baseadas somente em comidas, e bebidas, e diversas abluções, impostas até ao tempo oportuno de reforma" (Hebreus 9:9,10).

E ???
Nem sei o que vc quis dizer, pois como diz o KW, texto sem comentário não resolve as questões do debate.

O Fato é entender o texto e não cita-lo de forma incriminatória, o que posso dizer tentando adivinhar sua interpretação é que Yeshua não aboliu a Lei de sacrifícios, pois se tivesse o feito imediatamente invalidaria o seu próprio sacrifício uma vez que ele é apoiado pela Torah.
Yeshua é o próprio Cordeiro sendo assim o texto deixa claro que é o TIPO de sacrifício que foi mudado (cordeiro por CORDEIRO) e não a Torah.

Não vai adiantar vc sair tirando textos de contextos, sem entender os textos que já apresentei e que por sinal nenhum anomista deste fórum teve coragem de comentar.


Acessem:


Diego Yo'ets
Sol
Sol

Número de Mensagens : 2206
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/01/2010

http://adonayechad.forumeiros.com/forum.htm

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por silvamelo em Qui 16 Jun 2011, 1:56 am

Diego escreveu:o crente não sente falta do tutor pois de fato chegou por MEIO desse tutor ao Messias.
Quem foi guiado até Cristo pelo tutor, Diego: os judeus ou os gentios? Judeus e gentios são um em Cristo, NÃO pelo tutor, mas pela FÉ, Diego!

Diego escreveu:Então a coisa mais óbvia que existe para quem quer enxergar, é que pecado é transgressão a Torah (I Jo 3;4), sendo assim quem de fato quer deixar o pecado só tem a opção de observar o que consta na Torah.
Isso! oh my Então eu deveria ter me circuncidado acatando esse seu ensino que é o mesmo que os legalistas estavam empurrando na goela dos Gálatas! Em outras palavras, o que você está dizendo é que eu estou em pecado porque não sou circuncidado, indo contra tudo o que Paulo ensinou e anulando o sacrifício de Jesus na cruz, já que condiciona a santificação, não no sacrifício de Jesus, mas na observação das ordenanças da Lei.

Diego escreveu:Regra da desinformação é assim que se chama, né??
É isso mesmo que você faz o tempo todo...

Diego escreveu:nem quero acreditar que vc possa estar achando que rudimento fraco e pobre é o que Deus ordena (Torah)
Em relação a obra redentora de Cristo no Calvário, todo e qualquer rudimento humano é fraco, pobre e está acabado. Não reclame comigo não. Depois procura lá no céu o autor de Hebreus e vai reclamar com ele!

Diego escreveu:rudimento fraco e pobre pelo contexto eram as praticas anomistas dantes a conversão, tanto que "Guardais dias, e meses, e tempos, e anos" não é uma bronca relacionada ao estar nos rudimentos e sim uma frase imperativa, solicitando o cumprimento da ordem de não se retornar ao profano, ou seja, voltar a prática da fé que testemunha a Torah.
number 1 Essa foi a "top ten", Diego. Parabéns! Só na sua cabeça que Paulo ordenaria uma coisa dessas, se em TODA A EPÍSTOLA ele repreende os Gálatas por estarem dando ouvidos aos fariseus. Sem falar do que ele orientou aos Romanos e aos Colossenses sobre guarda de dias, que faria dele um tresloucado, caso quisesse dizer isto mesmo que você está falando! Como vocês deturpam! Olha quem quer falar de desinformação!!!

Diego escreveu:Não vai adiantar vc sair tirando textos de contextos, sem entender os textos que já apresentei e que por sinal nenhum anomista deste fórum teve coragem de comentar.
Tá bom! Vai sonhando aí, coberto pelo véu...

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por Diego Yo'ets em Qui 16 Jun 2011, 11:37 am

Silvamelo escreveu: Quem foi guiado até Cristo pelo tutor, Diego: os judeus ou os gentios? Judeus e gentios são um em Cristo, NÃO pelo tutor, mas pela FÉ, Diego!

Leiamos o texto: De maneira que a Lei NOS serviu de aio para NOS conduzir a Cristo, a fim de que fôssemos justificados por fé’ (Gal 3.21 ss)

Quem é o sujeito da oração ????

Fica latente que o sujeito da oração é Paulo e a referida igreja dos gálatas, formada por judeus e gentios. Sendo assim não há como negar que a tutela da Torah é sobre todos, e assim o tutor só deixará sua função de aio unicamente quando cumprir o objetivo no crente, que é de formar nele a mente e estatura de varão perfeito mediante a fé no Messias que só a Torah tem condição de apontar.

Diego escreveu:Então a coisa mais óbvia que existe para quem quer enxergar, é que pecado é transgressão a Torah (I Jo 3;4), sendo assim quem de fato quer deixar o pecado só tem a opção de observar o que consta na Torah.

Silvamelo escreveu:
Isso! Então eu deveria ter me circuncidado acatando esse seu ensino que é o mesmo que os legalistas estavam empurrando na goela dos Gálatas! Em outras palavras, o que você está dizendo é que eu estou em pecado porque não sou circuncidado, indo contra tudo o que Paulo ensinou e anulando o sacrifício de Jesus na cruz, já que condiciona a santificação, não no sacrifício de Jesus, mas na observação das ordenanças da Lei.

Pelo visto fugiu do Texto de I Jo 3:4 para filosofar. Então sugiro como medida benéfica buscar uma correta interpretação sobre Mt 7:23.

Eis os textos de forma limpida e clara:

23 E então lhes direi abertamente: 'Nunca vos conheci; apartai-vos para- longe- de Mim, (vós) os [que estais] praticando o desprezo- às- leis' (Mt 7)

4 Todo aquele [que está] praticando o pecado também pratica o desprezo às leis; e o pecado é o desprezo- às- leis. (I Jo)


Será que não está claro que anomia é pecado??

Quanto ao seus exageros na interpretação da Torah, só posso lamentar vc entrar no embalo legalista, uma vez que circuncisão nunca esteve relacionado a salvação, pois a mesma Torah aponta Abraham salvo antes da ordem.
Agora tbm não se esqueça que Paulo circuncidou a Timóteo.

Diego escreveu:Regra da desinformação é assim que se chama, né??

É isso mesmo que você faz o tempo todo...

Não irmão, eu explico sobre a ótica judaíca cada verso que vcs apresentam, enquanto minhas citações seguem no pleno vazio e isso por conta de não quererem se complicarem.

Em relação a obra redentora de Cristo no Calvário, todo e qualquer rudimento humano é fraco, pobre e está acabado. Não reclame comigo não. Depois procura lá no céu o autor de Hebreus e vai reclamar com ele!

Concordo com vc, mas o grande engano é achar que a Lei que é boa e espiritual seja esse rudimento fraco e pobre, isso no mínimo seria uma contradição latente das Escrituras, hora chamando a Torah de boa e hora de ruim.

Só na sua cabeça que Paulo ordenaria uma coisa dessas, se em TODA A EPÍSTOLA ele repreende os Gálatas por estarem dando ouvidos aos fariseus. Sem falar do que ele orientou aos Romanos e aos Colossenses sobre guarda de dias, que faria dele um tresloucado, caso quisesse dizer isto mesmo que você está falando!

O Problema é que vc nunca leu gálatas de forma integra, e por isso não consegue enxergar a claridade de uma oposição ao legalismo (salvação por obras) e assim confunde isso com oposição a Torah. Tresloucado é dizer que o mesmo cara que diz ser a lei espiritual e em seguida rudimentar.

Tá bom! Vai sonhando aí, coberto pelo véu

Recorra ao texto do véu meu irmão, quem de fato está coberto com ele é quem não entende a causa da Torah e nisso a pericia é dos anomistas.


Acessem:


Diego Yo'ets
Sol
Sol

Número de Mensagens : 2206
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/01/2010

http://adonayechad.forumeiros.com/forum.htm

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por silvamelo em Qui 16 Jun 2011, 12:37 pm

Diego escreveu:Leiamos o texto: De maneira que a Lei NOS serviu de aio para NOS conduzir a Cristo, a fim de que fôssemos justificados por fé’ (Gal 3.21 ss)

Quem é o sujeito da oração ????

Fica latente que o sujeito da oração é Paulo e a referida igreja dos gálatas, formada por judeus e gentios. Sendo assim não há como negar que a tutela da Torah é sobre todos, e assim o tutor só deixará sua função de aio unicamente quando cumprir o objetivo no crente, que é de formar nele a mente e estatura de varão perfeito mediante a fé no Messias que só a Torah tem condição de apontar.

Diego escreveu:Então a coisa mais óbvia que existe para quem quer enxergar, é que pecado é transgressão a Torah (I Jo 3;4), sendo assim quem de fato quer deixar o pecado só tem a opção de observar o que consta na Torah.
Diego, um esquimó não segue os preceitos da Torah. Logo, a Torah não serviria de aio para para conduzi-lo a Cristo, caso ele se convertesse! Não existe sombra nenhuma das coisas vindouras na cultura esquimó! Mas isto está tão claro!!! Qual é a dificuldade?

Diego escreveu:Pelo visto fugiu do Texto de I Jo 3:4 para filosofar. Então sugiro como medida benéfica buscar uma correta interpretação sobre Mt 7:23.

Eis os textos de forma limpida e clara:

23 E então lhes direi abertamente: 'Nunca vos conheci; apartai-vos para- longe- de Mim, (vós) os [que estais] praticando o desprezo- às- leis' (Mt 7)

4 Todo aquele [que está] praticando o pecado também pratica o desprezo às leis; e o pecado é o desprezo- às- leis. (I Jo)

Será que não está claro que anomia é pecado??

Quanto ao seus exageros na interpretação da Torah, só posso lamentar vc entrar no embalo legalista, uma vez que circuncisão nunca esteve relacionado a salvação, pois a mesma Torah aponta Abraham salvo antes da ordem.
Agora tbm não se esqueça que Paulo circuncidou a Timóteo.

Diego escreveu:Regra da desinformação é assim que se chama, né??
Isso é uma deturpação das brabas do texto grego, que eu sempre vejo vocês fazendo.

"Anomia" significa: "trangressão", "iniquidade", "injustiça" e não "transgressão da Torah":

"Ἀνθρώπινον λέγω διὰ τὴν ἀσθενείαν τῆς σάρκος ὑμῶν. ὥσπερ γὰρ παρεστήσατε τὰ μέλη ὑμῶν δοῦλα τῇ ἀκαθαρσίᾳ καὶ τῇ ἀνομία εἰς τὴν ἀνομίαν οὕτως νῦν παραστήσατε τὰ μέλη ὑμῶν δοῦλα τῇ δικαιοσύνῃ εἰς ἁγιασμόν" (Romanos 6:19).
"Falo como homem, pela fraqueza da vossa carne; pois que, assim como apresentastes os vossos membros para servirem à imundícia, e à maldade para maldade, assim apresentai agora os vossos membros para servirem à justiça para santificação" (Romanos 6:19).


"Μὴ γιπνεσθε ἑτεροζυγοῦντες ἀπίστοις· τίς γὰρ μετοχὴ δικαιοσύνῃ καὶ ἀνομίᾳ, ἢ τίς κοινωνία φωτὶ πρὸς σκότος" (2 Coríntios 6:14).
"Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?" (2 Coríntios 6:14).


Agora veja como se escreve "trangressão da Lei" (parabaseos tou nomou) em grego:

"ὃς ἐν νόμῳ καυχᾶσαι, διὰ τῆς παραβάσεως τοῦ νόμου τὸν θεὸν ἀτιμάζεις" (Romanos 2:23).
"Tu, que te glorias na lei, desonras a Deus pela transgressão da lei?" (Romanos 2:23).


Diego escreveu:Não irmão, eu explico sobre a ótica judaíca cada verso que vcs apresentam, enquanto minhas citações seguem no pleno vazio e isso por conta de não quererem se complicarem
Taí, respondido de novo! São vocês que estão se complicando cada vez mais, negando o óbvio.

Diego escreveu:O Problema é que vc nunca leu gálatas de forma integra, e por isso não consegue enxergar a claridade de uma oposição ao legalismo (salvação por obras) e assim confunde isso com oposição a Torah. Tresloucado é dizer que o mesmo cara que diz ser a lei espiritual e em seguida rudimentar.
Irmão, posso te garantir que já li e reli Gálatas muitas vezes, com toda integridade e reverência. Não sou criancinha bebendo leite, não, Diego! O ensino de Paulo eu guardei, e sem deturpação!

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por Diego Yo'ets em Qui 16 Jun 2011, 2:22 pm

Silvamelo escreveu: Diego, um esquimó não segue os preceitos da Torah. Logo, a Torah não serviria de aio para para conduzi-lo a Cristo, caso ele se convertesse! Não existe sombra nenhuma das coisas vindouras na cultura esquimó! Mas isto está tão claro!!! Qual é a dificuldade?

Me diga como um esquimó reconheceria que Yeshua é o Messias?? Melhor, como ele saberia que existe essa função denominada Messias ??

Já que a Torah não é aio e vc insiste em negar que Paulo e os Gálatas reconheceram a messianianidade de Yeshua pela Torah (Gl 3:21), pergunto: Como então eles sabiam desse "cargo" de Messias ??? Bola de cristal ??? Como saber que um sem pecado pode dar a vida por outros pecadores, se agora quem diz o que é pecado é aquele que morre ? Sendo assim é facil ser messias, pois eu posso alegar que vim abolir a Lei e que o que define messianidade são minhas particulares doutrinas.

Até onde consta, Paulo ensinava que Yeshua era o Messias usando a Lei e os Profetas: E, havendo-lhe eles determinado um dia, muitos vinham para junto dele (de Paulo), para dentro da [sua] pousada, aos quais, desde [a] manhã até [à] tarde, plenamente- testemunhando, ele explanava o reinar de Deus, também os persuadindo [das coisas] a respeito de Jesus, tanto provenientes- de- junto- da lei de Moisés como [provenientes- de- junto- d]os profetas. (At 28:23)

Tbm até onde consta o crente só passa a ser crente depois que o Eterno inscreve e imprime sua Torah nos corações dele (Jr 31:31-33, Hb 8 e 10).

Irmão, vc tem todo direito de ser contra, mas pegue os TEXTOS bíblicos que eu cito e vá contra eles.

Isso é uma deturpação das brabas do texto grego, que eu sempre vejo vocês fazendo.

Irmão, se é deturpação, faça o favor e comunique ao tradutor que assim verteu, não me culpe meu querido, eu não traduzi, copiei e colei. No mais qualquer dicionário grego admite que anomia é a prática de se viver sem nomos (lei), sendo assim o erro está em vc em não aceitar.


O ensino de Paulo eu guardei, e sem deturpação!

Então, não sei porque tanto negas essas palavras:

14 Mas confesso isto a ti: Que, conforme aquele Caminho (Jesus) que chamam de heresia, assim eu presto culto ao Deus dos [nossos] pais, crendo tudo quanto tendo sido escrito na lei e nos profetas.


24 Havendo tomado estes [contigo], sê tu purificado juntamente- com eles, e faze sobre eles os gastos para que rapem a cabeça (com- navalha)4 , e [para que] todos saibam que nada há daquilo de que têm sido informados a respeito de ti, mas [que] também tu mesmo marchas- ordenadamente5 , guardando a lei (mosaica).

3 "Na verdade sou um varão judeu, tendo sido nascido em Tarso da Cilícia e, nesta cidade, tendo sido criado ao lado dos pés de Gamaliel, tendo sido instruído- corrigido conforme o perfeito rigor da lei de nossos pais, sendo zeloso para com Deus, como todos vós hoje sois.

8 (Então) ele (Paulo), fazendo [a sua própria] defesa, [disse]: "Eu não pequei em coisa nenhuma contra a lei dos judeus, nem contra o templo, nem contra César."

11 Porque, da parte de Deus, não há acepção de pessoas.
12 Porque tantos quantos pecaram sem [ter a] lei, sem [a] lei também far-se-ão perecer. E tantos quantos pecaram [já] n[a] lei, por meio d[a] lei serão julgados

ETC..................


Acessem:


Diego Yo'ets
Sol
Sol

Número de Mensagens : 2206
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/01/2010

http://adonayechad.forumeiros.com/forum.htm

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por David de Oliveira em Qui 16 Jun 2011, 7:57 pm

O Diego disse:
Olha só que interessante, Paulo ensina que MESMO ENTRE OS HOMENS, quando um acordo é firmado não pode ser mudado, sendo assim, com Hashem a coisa é mais certa ainda de ser cumprida, pois bem sabemos que o Eterno não é homem para que minta e nem se arrependa. A Lei promulgada e assinada com dedos Kadoshim, jamais poderia ser ab-rogada.
Resposta:
Uma Lei temporal e provisória não é ab-rogada. Não há necessidade de sua ab-rogação, pois já está previsto o tempo de sua extinção. Não tem nada a ver com os atributos divinos.
O Diego disse:
A promessa do Eterno feita a Abraham, na verdade era em detrimento a Yeshua que conduziria e conduz seus irmãos a salvação prometida a Itzack e Abraham.
Resposta:
Acho que a palavra “detrimento” não cabe aqui. Deveria ser “a respeito” (de Jesus). Eu entendo diferente. A promessa a Abraão refere-se à Lei e a promessa a Jesus refere-se a fé. Lei e fé são como água e óleo, ou seja não se misturam: Gálatas 3:
3.11 É claro que ninguém é aceito por Deus por meio da lei, pois as Escrituras dizem: “Viverá aquele que, por meio da fé, é aceito por Deus.” 3.12 Mas a lei não tem nada a ver com a fé. Pelo contrário, como dizem as Escrituras: “Viverá aquele que fizer o que a lei manda.” 3.14 Cristo fez isso para que a bênção que Deus prometeu a Abraão seja dada, por meio de Cristo Jesus, aos não-judeus e para que todos nós recebamos por meio da fé o Espírito que Deus prometeu
Romanos 11: 6 - Mas se é pela graça, já não é pelas obras; de outra maneira, a graça já não é graça.
O Diego disse:
Veja que o TESTAMENTO de Yeshua foi feito antes dele padecer, morrer e ressuscitar e até mesmo antes do Shavuot (Pentecoste, dia da promulgação da Torah). Paulo está categoricamente demonstrando que a Torah não anula a promessa e nem a promessa anula a Torah, ambas são gêmeas e andam lado a lado.
Resposta:
Vide resposta acima.
O Diego disse:
Não é a lei que gera a graça, isso é fato consumado!! O Eterno salva a quem ele quer, e a prova disso é que todos pecaram (violaram a Torah), mas mesmo assim o Eterno resolveu mediante a fé num sacrifício vivo e eficaz redimir o homem que busca santificação, e tudo isso graças a PROMESSA e não pela Torah. Agora é claro que a fé não é uma crendice, mas sim algo que se crê e VIVE ou seja, obras que apresentam bons frutos, andando lado a lado ao que se acredita (Tg 2;24).
Resposta:
Acredite, estou contigo em 99% desta vez. Só uma ressalva, foram os israelitas e somente os israelitas que violaram a Tora.

Daqui p'ra frente, eu fiz questão de citar o verso 19, que é crucial ao debate.

19 Então, por que é que foi dada a Lei? Ela foi acrescentada para mostrar as transgressões, até a chegada do descendente, em vista do qual foi feita a promessa. A Lei foi promulgada pelos anjos, e um homem serviu de intermediário. 20 Ora, esse intermediário não representa uma pessoa só, e Deus é um só.

O Diego disse:
“A Lei foi acrescentada à promessa, ou seja, a Torah passou a ser parte da promessa, pois houve uma fundição entre ambas, um acréscimo”.
Resposta:
Esse “acréscimo” não tem nada a ver com a promessa “ao descendente”. É um acréscimo “aos descendentes” (israelitas), no plural, ou seja, todas as Leis de Moisés foram direcionadas “aos descendentes de Moisés”. Não podemos fugir disso, as promessas foram a Abraão (israelitas) e a Jesus (o mundo todo), portanto são duas e distintas: O verso 16 diz: “Ora, a Abraão e a seu descendente foram feitas as promessas;”. Houve, portanto, uma promessa e depois “mais” outra. Uma promessa é física, carnal e terrena enquanto que a outra é espiritual e universal. Verso 8: Ora, a Escritura, prevendo que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou previamente a boa nova a Abraão, dizendo: Em ti serão abençoadas todas as nações.

O Diego disse:
Existia a promessa e 430 anos se somou, se acrescentou a Lei a que dá a base para sabermos o que é o pecado. A tradução que eu usei não dá margem para se dizer que a Lei só teria valia até o Messias
Resposta:
Como??? A tradução, seja ela qual for, dá muita margem para entendermos que a Lei de Moisés só foi até Jesus. Vou recortar um pedaço da tradução que você usou: “... até a chegada do descendente.” Não tem como fugir disso!!! Eu não posso aceitar nada que vá de encontro a isso!!!
O Diego disse:
(...) antes ela (promessa) afirma que a Torah ensinaria o que é a transgressão até a chegada do Messias, pois no Messias essas transgressões seriam invalidadas mediante a fé que se manifestaria nele.
Resposta:
A Tora, que contem a Lei, é a promessa de Abraão. A fé, que contem o evangelho da graça é a promessa ao herdeiro, Jesus.
A fé é a promessa para os gentios, os “não judeus”. Veja “para quem” era a promessa a Jesus, “o” herdeiro: Verso 8: “Ora, a Escritura, prevendo que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou previamente a boa nova a Abraão, dizendo: Em ti serão abençoadas todas as nações”.
Se a fé viria para justificar os gentios, que não têm nada a ver com a Lei de Moisés, é claro que a Lei de Moisés não extrapolaria o tempo da promessa da fé!!!

O Diego disse:
Hoje o crente em Yeshua não está debaixo da Torah, e estar debaixo de alguma coisa é ir contra essa coisa...
Resposta:
Essa “assertiva” não merece nem resposta... Mas hoje estou naqueles dias... “Pode chover canivete aberto que não assusto com nada nesse mundo...”
Estar debaixo de alguma coisa é uma figura de linguagem que diz estar sob a influencia dessa coisa. Exemplo: fulano está “debaixo” de maldição. Agora se estou brigando com alguém e ele está “debaixo de mim”, na briga, o carinha logicamente é “contra mim”!
O Diego disse:
(...) Hoje o crente em Yeshua não precisa mais de aio, pois o aio é até se estar no Messias, pois uma vez no Messias estaremos verdadeiramente dentro da vontade da Torah que é a Lei do Eterno e não de homens.
Resposta:
Você quase acertou... Você deve dizer assim: Hoje o crente em Yeshua não precisa mais de aio, pois o aio “foi” até a vinda do Messias, pois uma vez no Messias estaremos verdadeiramente dentro da vontade de Deus pela fé.

O resto do tópico é respondido até aqui, somente quero acrescentar que o porquê de não precisar da Lei de Moisés para nada:
João 16:
5 Agora, porém, (eu Jesus) vou para aquele que me enviou; e nenhum de vós me pergunta: Para onde vais? 6 Antes, porque vos disse isto, o vosso coração se encheu de tristeza. 7 Todavia, digo-vos a verdade, convém-vos que eu vá; pois se eu não for, o Ajudador não virá a vós; mas, se eu for, vo-lo enviarei. 8 E quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo: 9 do pecado, porque não crêem em mim; 10 da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais, 11 e do juízo, porque o príncipe deste mundo já está julgado. 12 Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. 13 Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras. 14 Ele me glorificará, porque receberá do que é meu, e vo-lo anunciará. 15 Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso eu vos disse que ele, recebendo do que é meu, vo-lo anunciará.




Última edição por David de Oliveira em Sex 17 Jun 2011, 11:26 am, editado 2 vez(es)


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8180
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por silvamelo em Sex 17 Jun 2011, 2:32 am

Diego escreveu:Me diga como um esquimó reconheceria que Yeshua é o Messias?? Melhor, como ele saberia que existe essa função denominada Messias ??

Já que a Torah não é aio e vc insiste em negar que Paulo e os Gálatas reconheceram a messianianidade de Yeshua pela Torah (Gl 3:21), pergunto: Como então eles sabiam desse "cargo" de Messias ??? Bola de cristal ??? Como saber que um sem pecado pode dar a vida por outros pecadores, se agora quem diz o que é pecado é aquele que morre ? Sendo assim é facil ser messias, pois eu posso alegar que vim abolir a Lei e que o que define messianidade são minhas particulares doutrinas.
E quem disse a você que os gentios têm de reconhecer o Messias pela pregação da Lei? Com certeza não foi o Messias quem disse! Ele ordenou que fosse pregado o Evangelho para a salvação de todo aquele que crê:

"E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado." (Marcos 16:15.16).

O Evangelho tem toda a plenitude e suficiência de doutrina necessária para o gentio se achegar a Deus. A Lei acompanha a pregação, não para doutrinar o gentio, mas para testificar, conforme está escrito:

"Vós sois as minhas testemunhas, diz o SENHOR, e meu servo, a quem escolhi; para que o saibais, e me creiais, e entendais que eu sou o mesmo, e que antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá" (Isaías 43:10).

Veja que ao povo judeu o Senhor chama de "testemunhas" e ao descendente proveniente deste povo chama de "meu servo, a quem escolhi", falando apenas de um. Vocês, que receberam a Lei, estão aí para testemunhar a Cristo, não para anular a Graça proveniente da sua vinda para salvação de todos o povos, se valendo dessa mesma Lei!

Tbm até onde consta o crente só passa a ser crente depois que o Eterno inscreve e imprime sua Torah nos corações dele (Jr 31:31-33, Hb 8 e 10).
Isso também é mais deturpação:

"Eis que dias vêm, diz o SENHOR, em que farei uma aliança nova com a casa de Israel e com a casa de Judá. Não conforme a aliança que fiz com seus pais, no dia em que os tomei pela mão, para os tirar da terra do Egito; porque eles invalidaram a minha aliança apesar de eu os haver desposado, diz o SENHOR. Mas esta é a aliança que farei com a casa de Israel depois daqueles dias, diz o SENHOR: Porei a minha lei no seu interior, e a escreverei no seu coração; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo" (Jeremias 31).

Deus diz claramente que esta Nova Aliança não seria como a primeira, na frieza da letra, mas seria no calor do coração, pois a Lei dos mandamentos em forma de ordenanças que eram para a tutela do povo, foi invalidada por eles mesmos.

A Lei da Nova Aliança, que Deus escreve em nossos corações, é o Evangelho da Graça. O mesmo Evangelho que a esmagadora maioria dos judeus hoje despreza, para o cumprimento das profecias.

Diego escreveu:Irmão, se é deturpação, faça o favor e comunique ao tradutor que assim verteu, não me culpe meu querido, eu não traduzi, copiei e colei. No mais qualquer dicionário grego admite que anomia é a prática de se viver sem nomos (lei), sendo assim o erro está em vc em não aceitar.
Bom, eu tenho o Lexico aqui! Vou te dar essa de lambuja:

ανομία, ας, ή - ilegalidade, transgressão, pecado como um estado mental (Rm 6.19a; 1 Jo 3.4). Um ato ilegal (Mt 13.41; Rm 6.19b; Hb 10.17).

Pegou aí o significado, Diego?

Diego escreveu:Então, não sei porque tanto negas essas palavras:

14 Mas confesso isto a ti: Que, conforme aquele Caminho (Jesus) que chamam de heresia, assim eu presto culto ao Deus dos [nossos] pais, crendo tudo quanto tendo sido escrito na lei e nos profetas.
Nunca neguei isso. Eu também creio na Lei e nos profetas, assim como Paulo cria, porque sei muito bem que ambos ANUNCIAM a vinda de Cristo para mim que estou em Cristo. Mas o que isto tem a ver com observar as ordenanças da Lei? Como diria o Articulador: Olha o avião! oh my

"Mas agora se manifestou sem a lei a justiça de Deus, tendo o testemunho da lei e dos profetas" (Romanos 3:21).

Diego escreveu:24 Havendo tomado estes [contigo], sê tu purificado juntamente- com eles, e faze sobre eles os gastos para que rapem a cabeça (com- navalha)4 , e [para que] todos saibam que nada há daquilo de que têm sido informados a respeito de ti, mas [que] também tu mesmo marchas- ordenadamente5 , guardando a lei (mosaica).
Perfeito. Paulo concordou com o conselho dos irmãos de Jerusalém. Paulo era judeu! Mas o que isso tem a ver comigo que sou gentio? Em que epístola de Paulo o apóstolo dos gentios me ordena essas coisas? Agora você precisa explicar porque ele ensinou o contrário aos gentios!

Diego escreveu:3 "Na verdade sou um varão judeu, tendo sido nascido em Tarso da Cilícia e, nesta cidade, tendo sido criado ao lado dos pés de Gamaliel, tendo sido instruído- corrigido conforme o perfeito rigor da lei de nossos pais, sendo zeloso para com Deus, como todos vós hoje sois.

8 (Então) ele (Paulo), fazendo [a sua própria] defesa, [disse]: "Eu não pequei em coisa nenhuma contra a lei dos judeus, nem contra o templo, nem contra César."
Tá vendo? Ele foi coerente com o que pregava:

"E fiz-me como judeu para os judeus, para ganhar os judeus; para os que estão debaixo da lei, como se estivesse debaixo da lei, para ganhar os que estão debaixo da lei" (1 Coríntios 9:20).

Diego escreveu:11 Porque, da parte de Deus, não há acepção de pessoas.
12 Porque tantos quantos pecaram sem [ter a] lei, sem [a] lei também far-se-ão perecer. E tantos quantos pecaram [já] n[a] lei, por meio d[a] lei serão julgados
Essa palavra é para mim? Claro que não! Quando eu estava no pecado e vivia sem Lei isto servia para mim. Mas agora, Jesus, tendo cumprido a Lei por mim, me livrou da escravidão do pecado e da Lei, riscando a minha cédula de dívida:

"Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz" (Colossenses 2:14).

"Quem crê nele não é condenado" (João 3:18).

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por Well em Sex 17 Jun 2011, 8:35 am

II Cor. 3.7 Ora, se o ministério da morte, gravado com letras em pedras, veio em glória, de maneira que os filhos de Israel não podiam fixar os olhos no rosto de Moisés, por causa da glória do seu rosto, a qual se estava desvanecendo,

8 como não será de maior glória o ministério do espírito?

9 Porque, se o ministério da condenação tinha glória, muito mais excede em glória o ministério da justiça.

10 Pois na verdade, o que foi feito glorioso, não o é em comparação com a glória inexcedível.

11 Porque, se aquilo que se desvanecia era glorioso, muito mais glorioso é o que permanece.

12 Tendo, pois, tal esperança, usamos de muita ousadia no falar.

13 E não somos como Moisés, que trazia um véu sobre o rosto para que os filhos de Israel não atentassem na terminação do que se desvanecia;

14 mas o entendimento lhes ficou endurecido. Pois até o dia de hoje, à leitura do velho pacto, permanece o mesmo véu, não lhes sendo revelado que em Cristo é ele abolido;

15 sim, até o dia de hoje, sempre que Moisés é lido, um véu está posto sobre o coração deles.

16 Contudo, convertendo-se um deles ao Senhor, é-lhe tirado o véu.

17 Ora, o Senhor é o Espírito; e onde está o Espírito do Senhor aí há liberdade.

Sem mais.

Well


Última edição por Well em Sex 17 Jun 2011, 10:13 am, editado 1 vez(es)


http://nemtodoslevamadeus.blogspot.com.br/

Well
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1870
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por carlosect em Sex 17 Jun 2011, 9:04 am

Estava lendo o tópico e quero ser bem sincero, prefiro não comentar, cansei demais já em outros tópicos por falar neste assunto, no entanto, creio que o que o Well colocou no último post antes do meu,... é exatamente a forma que creio, pois até os dias de hoje existe um véu áqueles que acham que a lei de moisés prevalece......


carlosect
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1532
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/10/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por Ton em Qui 23 Jun 2011, 2:48 pm

Well escreveu:E não somos como Moisés, que trazia um véu sobre o rosto para que os filhos de Israel não atentassem na terminação do que se desvanecia;

14 mas o entendimento lhes ficou endurecido. Pois até o dia de hoje, à leitura do velho pacto, permanece o mesmo véu, não lhes sendo revelado que em Cristo é ele abolido;

15 sim, até o dia de hoje, sempre que Moisés é lido, um véu está posto sobre o coração deles.

16 Contudo, convertendo-se um deles ao Senhor, é-lhe tirado o véu.
De novo esses versos que não aprovam NADA do que os sres defendem?

O véu é que é abolido em CRISTO, e não o Velho Pacto ou a sua Leitura (que continuava sendo feita nas Sinagogas, em cada cidade por CONVERTIDOS - At 15:21 / At 24:14 / Tg 2:2). A queda do véu não significa desobediência à Vontade de DEUS expressa na Torah.
"Bem vês, irmão, quantas dezenas de milhares há entre os judeus que creram, e todos são zelosos da Torah" (At 21:20).

"Confesso-te que, segundo o Caminho, a que chamam seita, assim eu sirvo ao Deus de nossos pais, acreditando em todas as coisas que estejam de acordo com a Torah e nos Escritos dos Profetas" (At 24:14).


Blog Ton |de Tudo|


TON - "APRENDIZ DA BÍBLIA"
"Quando o 'Leão da Tribo de Judá' RUGE, o 'leão metido à besta' MIA de medo" (W. B. S.).

Ton
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3210
Idade : 29
Localização : Serra/ES
flag : Brasil
Data de inscrição : 23/10/2008

http://arrazoemos.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por Well em Qui 23 Jun 2011, 8:10 pm

Ton escreveu:O véu é que é abolido em CRISTO, e não o Velho Pacto ou a sua Leitura
O texto é explicativo por si só. O véu é removido quando há a conversão e o velho pacto, que já vem sendo pontuado desde o primeiro versículo do capítulo em estudo, é o assunto principal do texto. Mas se você quer insistir nisso, não vou discutir sobre interpretação de texto aqui.

A Lei serviu de aio? Sim, serviu. O que é um aio? Aio é um precetor encarregado da educação de crianças ilustres ou ricas. Ex. Camareiro, escudeiro. O que é um precetor? Pessoa incumbida de acompanhar e orientar a educação de uma criança ou de um adolescente. Isso foi a Lei. Ela foi a nossa precetora e nos conduziu até Cristo.

Algumas perguntas pertinentes:

1 - Existe algum cristão que cumpre toda a Torah nos dias de hoje? Se não, por que?
Resp:_______________________________

2 - O que era esse véu que era posto no coração deles?
Resp:_______________________________

3- Por que Paulo chamou o primeiro pacto de velho?
Resp:_______________________________

4 - Por que Paulo chamou a lei gravada na pedra de ministério da morte?
Resp:_______________________________

5 - O que significa retirar o véu de um judeu convertido?
Resp:_______________________________

6 - Por que há uma associação entre o véu e Moisés?
Resp:_______________________________


http://nemtodoslevamadeus.blogspot.com.br/

Well
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1870
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por Eduardo em Qui 23 Jun 2011, 8:37 pm

Well escreveu:Algumas perguntas pertinentes:
1 - Existe algum cristão que cumpre toda a Torah nos dias de hoje? Se não, por que?
Existe algum cristão que ama ao próximo como a si mesmo em todos os momentos da vida ?
2 - O que era esse véu que era posto no coração deles?
O pecado que lhes endurecia a mente.
3- Por que Paulo chamou o primeiro pacto de velho?
Por que Paulo chamou a Lei de santa, boa, justa e disse que ela é baseada no amor e na fé ?
4 - Por que Paulo chamou a lei gravada na pedra de ministério da morte?
Por que Lei condena o pecador à morte e dá o pleno conhecimento do pecado.
5 - O que significa retirar o véu de um judeu convertido?
Significa mostrar que o sacrificio de Cristo é eficaz para salvar o homem de todo o pecado.
6 - Por que há uma associação entre o véu e Moisés?
É uma referência a um episódio do livro de Êxodo.

Nenhuma dessa perguntas e respostas invalida ou nega a vigência da Lei.


Última edição por Eduardo em Qui 23 Jun 2011, 8:47 pm, editado 2 vez(es)


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por Well em Qui 23 Jun 2011, 8:40 pm

Valeu, Eduardo, só faltou responder a questão 1 e a 3


http://nemtodoslevamadeus.blogspot.com.br/

Well
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1870
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por Ton em Qui 23 Jun 2011, 8:41 pm

Well escreveu:
Ton escreveu:O véu é que é abolido em CRISTO, e não o Velho Pacto ou a sua Leitura
O texto é explicativo por si só.
Foi com base nessa característica que afirmei.

Well escreveu:A Lei serviu de aio? Sim, serviu. O que é um aio? Aio é um precetor encarregado da educação de crianças ilustres ou ricas. Ex. Camareiro, escudeiro. O que é um precetor? Pessoa incumbida de acompanhar e orientar a educação de uma criança ou de um adolescente. Isso foi a Lei. Ela foi a nossa precetora e nos conduziu até Cristo.
CRISTO veio e disse o seguinte: Olha, continue obedecendo às Instruções do Aio. Não as vim abolir.

Algumas perguntas pertinentes:

Well escreveu:1 - Existe algum cristão que cumpre toda a Torah nos dias de hoje? Se não, por que?
Resp:_______________________________
Sim.

Well escreveu:2 - O que era esse véu que era posto no coração deles?
Resp:_______________________________
Endurecimento.

Well escreveu:3- Por que Paulo chamou o primeiro pacto de velho?
Resp:_______________________________
Porque havia um Novo, que como característica, não cancela o Velho ... tal como vemos o Arco-Iris até o dia de Hoje.

Well escreveu:4 - Por que Paulo chamou a lei gravada na pedra de ministério da morte?
Resp:_______________________________
Porque o salário do pecado é a morte, que na Nova Aliança recebe severidade maior (Hb 10:28-29). "Choro e Ranger de Dentes" é o que já nos antecipa o Mediador da Nova Aliança, inclusive.

Well escreveu:5 - O que significa retirar o véu de um judeu convertido?
Resp:_______________________________
Reconhecer Yeshua como o Messias de Israel, como o "profeta semelhante a Moisés".

Well escreveu:6 - Por que há uma associação entre o véu e Moisés?
Resp:_______________________________
Porque ao lerem Moisés e os demais Profetas, eles não conseguem reconhecer que Yeshua é o cumpridor dos Sinais mencionados nas Escrituras acerca do Messias.

Por favor, antes de replicar, poste suas respostas às mesmas perguntas.


Blog Ton |de Tudo|


TON - "APRENDIZ DA BÍBLIA"
"Quando o 'Leão da Tribo de Judá' RUGE, o 'leão metido à besta' MIA de medo" (W. B. S.).

Ton
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3210
Idade : 29
Localização : Serra/ES
flag : Brasil
Data de inscrição : 23/10/2008

http://arrazoemos.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Escrituras devem ou não ser entendidas sobre a ótica judáica ??

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 2:20 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 10 de 12 Anterior  1, 2, 3 ... 9, 10, 11, 12  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum