.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
Quem está conectado
44 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 43 Visitantes :: 2 Motores de busca

irmão

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Página 10 de 13 Anterior  1, 2, 3 ... 9, 10, 11, 12, 13  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por Cal em Dom 27 Fev 2011, 8:06 pm

Well escreveu:Ok. Entendi perfeitamente. Em outras palavras você está me dizendo que não acredita em nada do que Paulo de Tarso escreveu, nem Lucas, nem Pedro, nem Justino, nem Ireneu, nem Orígenes, nem Eusébio de Cesaréia, nem Marcos, nem João, nem Mateus, Flegon, Talo, Policarpo, Inácio de Antioquia, etc e etc.
Well, entenda uma conceito simples que será muito útil quando se debate esse tipo de assunto, o que eu acredito ou deixe de acreditar, o que você acredite ou deixe de acreditar é irrelevante para a questão, esses relatos seriam falsos só pelo fato de eu não acreditar neles, seriam verdadeiros só pelo fato de você acreditar neles? Nossa crença ou falta dela confirmaria sua veracidade ou a sua falsidade? Não.

Logo a questão para ser produtiva tem que ser baseada nos motivos que levam a mim questionar a veracidade desses relatos e nas razões que você dispõe para considerá-los veridicos.
Como disse um escritor cristão, não tenho fé suficiente para acreditar que os autores do Novo Testamento foram todos enganados.
Existe uma máxima que foi usada pelos nazista que diz: "Contar ao povo uma mentira pequena ou grande? Com certeza uma bem grande, para no caso dos fatos virem a tona eles pensarem que jamais teriam sido enganados tão grandemente devido ao seu orgulho".
"Quanto foi ridicularizada a estrela de Belém! Mas no ano 1997 a mídia comunicou ao mundo todo (no Brasil o "FANTÁSTICO" de 5-I-97), a descoberta irrefutável de um astrônomo da Universidade de Cambridge. Demonstrou que no ano 5 a.C. um cometa ficou 70 dias visível na direção da Arábia para Palestina. E no fim apareceu em Jerusalém rumo ao Sul, isto é, justamente rumo a Belém. Perfeitamente corresponde à estrela que guiou os magos como nos conta o Evangelho de São Mateus (Mt 2,12)..."
Grifo meu, Well vou pesquisar o assunto e lhe dar uma resposta completa, mas a primeira vista não cheira nada bem, primeiro porque fatos descobertos pela ciência não costumam vir com essa propaganda apaixonada e não costumam ter a sentença "descoberta irrefutavel", a fonte é extremamente parcial, e pelo histórico do que já acompanhei de notícias vindo de fontes parecidas a arca de Noé já foi uma "descoberta irrefutável" dezenas de vezes, temos um caso aqui no fórum da descoberta dos ossos do irmão de Jesus que é um exemplo disso, mas eu lhe pedi a fonte, você forneceu, cabe a mim refutá-la ou endossá-la conforme o caso, o que farei após posterior pesquisa.

Cal escreveu:Só por isso é mentira? Primeiro você alega que as provas bíblicas dos escritores dos Evangelhos e de Paulo de Tarso não servem; agora alega que os outros escritos de pessoas não cristãs, como Públio Cornélio Tácito (55 – 120 d.C) e Suetônio não servem porque foram escritos anos depois. Então, de fato, não servem para você.
Você tem que analisar os fatos e não fazer apelos de autoridade ou atentar-se ao interesse ou não de grupos, relatos com mais de um século após os supostos eventos não tem o mesmo impacto do que os contemporaneos aos mesmos por razões obvias, a visão dos mesmos seria baseada em testemunhos e não nos fatos em si, testemunhos que podem estar comprometidos com a defesa ou ataque da ideologia, estariam sujeitas as abstrações e subjetividades de suas fontes indiretas, esse critério não é meu, pergunte a qualquer historiador.
ESCRITOS DE SUETÔNIO (NÃO-CRISTÃO) – 69-122 d.C >>> “O Imperador Cláudio expulsou de Roma os Judeus que viviam em contínuas desavenças por causa de um certo Cresto [Cristo]” (“Vida dos Doze Césares”) >>> compare com a SAGRADA ESCRITURA >>> “E, achando um certo judeu por nome Áqüila, natural do Ponto, que havia pouco tinha vindo da Itália, e Priscila, sua mulher (pois Cláudio tinha mandado que todos os judeus saíssem de Roma), ajuntou-se com eles” (Atos dos Apóstolos, cap.18, v.2)
Aqui você comete erro grosseiro, não confunda Cresto (Bom) com Cristo (Ungido)
ESCRITOS DE SUETÔNIO (NÃO-CRISTÃO) – 69-122 d.C >>> “Os cristãos, espécie de gente dada a uma superstição nova e perigosa, foram destinados ao suplício” (Suetônio, Vida dos doze Césares, n. 25) compare com a SAGRADA ESCRITURA >>> “Se alguém leva em cativeiro, em cativeiro irá; se alguém matar à espada, necessário é que à espada seja morto. Aqui está a paciência e a fé dos santos” (Apocalipse, cap.13, v.10)
Ainda bem que eu conheço os textos, o texto diz "Crestões" discipulos de Cresto e não cristãos discipulos de Cristo.

Mas ainda que eu esteja enganado e o texto seja mesmo referente aos cristãos, o que isso tem a ver com o tema debatido? Estamos debatendo sobre a veracidade dos relatos dos evangelhos, principalmente sobre as alegações extraordinárias dos mesmos, não coloquei em dúvida a existências de cristãos nos primeiros séculos e nem o fato deles sofrerem perseguições.

Veja a diferença em outras linguas, Χριστός (Khristós) em relação a Κρεστους que equivale ao Cresto.


Última edição por Cal em Dom 27 Fev 2011, 8:43 pm, editado 1 vez(es)


A verdade, somente a verdade, nada mais que a verdade.

Cal
Moderador Agnóstico
Moderador Agnóstico

Número de Mensagens : 2788
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por lordakner em Dom 27 Fev 2011, 8:35 pm

famado escreveu:

Cal, vc tem conhecido as minhas palavras, dá pra ver que não sou nenhuma espécie de ignorante.
Não.
Não dá.
:/

lordakner
Arcturus
Arcturus

Número de Mensagens : 5811
flag : Brasil
Data de inscrição : 27/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por Well em Dom 27 Fev 2011, 8:39 pm

Cal escreveu:Well, entenda uma conceito simples que será muito útil quando se debate esse tipo de assunto, o que eu acredito ou deixe de acreditar, o que você acredite ou deixe de acreditar é irrelevante para a questão, esses relatos seriam falsos só pelo fato de eu não acreditar neles, seriam verdadeiros só pelo fato de você acreditar neles? Nossa crença ou falta dela confirmaria sua veracidade ou a sua falsidade? Não.Logo a questão para ser produtiva tem que ser baseada nos motivos que levam a mim questionar a veracidade desses relatos e nas razões que você dispõe para considerá-los veridicos.
Concordo.

Cal escreveu:Existe uma máxima que foi usada pelos nazista que diz: "Contar ao povo uma mentira pequena ou grande? Com certeza uma bem grande, para no caso dos fatos virem a tona eles pensarem que jamais teriam sido enganados tão grandemente devido ao seu orgulho".
Sim, faz sentido para quem é orgulhoso. Mas uma coisa é uma pessoa propalar uma mentira bem grande em um determinado local e outra coisa são milhões de pessoas, em vários lugares da Terra, acreditarem nessa mentira propalada sem nunca terem descoberto que é uma mentira.

Cal escreveu:Grifo meu, Well vou pesquisar o assunto e lhe dar uma resposta completa, mas a primeira vista não cheira nada bem, primeiro porque fatos descobertos pela ciência não costumam vir com essa propaganda apaixonada e não costumam ter a sentença "descoberta irrefutavel", a fonte é extremamente parcial, e pelo histórico do que já acompanhei de notícias vindo de fontes parecidas a arca de Noé já foi uma "descoberta irrefutável" dezenas de vezes, temos um caso aqui no fórum da descoberta dos ossos do irmão de Jesus que é um exemplo disso, mas eu lhe pedi a fonte, você forneceu, cabe a mim refutá-la ou endossá-la conforme o caso, o que farei após posterior pesquisa.
Oxalá, você consiga uma fonte bem neutra para não incorrer no meu erro de ter pegado em uma fonte cristã. Sobre o tópico a respeito dos ossos do irmão de Jesus parece estar bem definido o assunto por lá.

Cal escreveu:Você tem que analisar os fatos e não fazer apelos de autoridade ou atentar-se ao interesse ou não de grupos, relatos com mais de um século após os supostos eventos não tem o mesmo impacto do que os contemporaneos aos mesmos por razões obvias, a visão dos mesmos seria baseada em testemunhos e não nos fatos em si, testemunhos que podem estar comprometidos com a defesa ou ataque da ideologia, estariam sujeitas as abstrações e subjetividades de suas fontes indiretas, esse critério não é meu, pergunte a qualquer historiador.
Não quis passar a ideia de estar apelando a autoridades, mas, apenas quis citar textos existentes próximos da época de autores não cristãos. Quanto a não ser tão próximos os relatos da época em questão, então, vamos ter que reavaliar muitos livros por aí que não são só cristãos.

Cal escreveu:Aqui você comete erro grosseiro, não confunda Cresto (Bom) com Cristo (Ungido)
Sim, mas não cometa o erro também de desconectar o adjetivo do seu real sentido: o sujeito.

Cal escreveu:Ainda bem que eu conheço os textos, o texto diz "Crestões" discipulos de Cresto e não cristãos discipulos de Cristo.
Cal, sinceramente, você acha mesmo que Suetônio não estava falando de Yeshua??

Cal escreveu:Mas ainda que eu esteja enganado e o texto seja mesmo referente aos cristãos, o que isso tem a ver com o tema debatido? Estamos debatendo sobre a veracidade dos relatos dos evangelhos, principalmente sobre as alegações extraordinárias dos mesmos, não coloquei em dúvida a existências de cristãos nos primeiros séculos e nem o fato deles sofrerem perseguições.
Tem a ver sim. Por que? Porque se escritores não cristãos confirmam fatos relatados em Evangelhos que trazem relatos de milagres já é um sinal de que os tais evangelhos possuem alguma verdade para aqueles que julgavam ser evangelhos completamente mentirosos. Por isso disse uma vez aqui: será que tem como provar que todo o NT é uma farsa muito bem engendrada? Não creio por tudo que já temos mostrado em nossa prosa.


http://nemtodoslevamadeus.blogspot.com.br/

Well
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1870
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por Cal em Dom 27 Fev 2011, 8:55 pm

Não quis passar a ideia de estar apelando a autoridades, mas, apenas quis citar textos existentes próximos da época de autores não cristãos. Quanto a não ser tão próximos os relatos da época em questão, então, vamos ter que reavaliar muitos livros por aí que não são só cristãos.
Os outros livros que consideramos como relatos históricos não tem a pretensão de serem revelações exclusivas de deus, não relatam eventos extraordinários, não tentam ditar condutas a todos, não fazem promessas e ameaças pós morte, logo pelos motivos que já apresentei o peso sobre eles é menor.
Cal escreveu:Ainda bem que eu conheço os textos, o texto diz "Crestões" discipulos de Cresto e não cristãos discipulos de Cristo.
Cal, sinceramente, você acha mesmo que Suetônio não estava falando de Yeshua??
É possivel que não, uma vez que crestos assim como Jesus era nome comum na época, mas mesmo que fosse não alteraria o resultado como responderei no próximo parágrafo.

Cal escreveu:Tem a ver sim. Por que? Porque se escritores não cristãos confirmam fatos relatados em Evangelhos que trazem relatos de milagres já é um sinal de que os tais evangelhos possuem alguma verdade para aqueles que julgavam ser evangelhos completamente mentirosos. Por isso disse uma vez aqui: será que tem como provar que todo o NT é uma farsa muito bem engendrada? Não creio por tudo que já temos mostrado em nossa prosa.
Peraí, você está afirmando que a existência de pessoas que compartilham de uma crença comprova a veracidade dela? Se for assim todas as crenças são reais, novamente reafirmo, não está em questão a existência de cristãos e nem o fato deles terem sofrido perseguições por causa disso.

O fato de pessoas terem acreditado nos relatos dos evangelhos e nas pregações dos primeiros cristãos não provam os eventos extraordinários relatados nos mesmos.


A verdade, somente a verdade, nada mais que a verdade.

Cal
Moderador Agnóstico
Moderador Agnóstico

Número de Mensagens : 2788
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por abençoado em Dom 27 Fev 2011, 9:13 pm

O método científico é livre de preconceito Famado, seu maior mérito é exatamente eliminar nossas abstrações e subjetividades, se qualquer evento sobrenatural ou qualquer alegação espiritual puder ser reproduzida por terceiros obtendo os mesmos resultados ela será considerada válida.

Cal,você já leu K.Popper?

O método científico pode ser muito proveitoso, mas ele não é tão livre de preconceito quanto isso..

Veja que ele é mais baseado em "induções" do que em "deduções".

Por isso você conta muitas mais "teorias" do que propriamente "leis"comprovadas.

A lógica do empirismo cientifico é indutiva,portanto,quase impossível livre de preconceito.

Deixando ainda o comentário sobre uma postagem, comparando os escritores do NT com os nazistas do séc XX:

Cal,é uma coisa que sempre critiquei e minha consciência não se pode calar: abomino completamente o rótulo que alguns ateus(felizmente,não o incluo) reclamam de "imparcialidade".

Quando os relatos históricos falam de egipcios,gregos,etc..vale.Quando alguns mencionam,mesmo que ao de leve,Jesus Cristo,já não vale?

Já vi ateus desconsiderarem completamente os relatos sobre a vida de Cristo,bíblicos e extra-bíblicos,com argumentos do gênero:"Eles eram pescadores da Galiléia,sem mais do que fazer(??)"...repare-se que estas pessoas trocaram uma vida pacata e em tranquilidade pela morte.Ôpor-se a uma seita tão severa como o judaísmo da época não era "mole"..muito menos opôr-se a um sistema político implacável como o romano e seu culto imperial...sinceramente,sem qualquer influência de pensamento,não me parece que alguém quisesse arriscar a pele simplesmente por "nada".Nem me parece que individuos ,severamente educados no Torah judaico, se disposessem a lutar por uma "mentira" sem fundamento porque cansaram de pescar robalo nos mares da Galiléia..olhando para a história e cultura do povo judeu,não me parece minimamente credível.

Depois, os relatos dos Evangelhos são separados localmente.O contexto local de Mateus e João,era diferente do de João Marcos e Lucas.No entanto,os episódios são relatados da mesma forma.Os ateus geralmente dizem que foi "embuste",mas se são tão imparciais,porquê desconsideram a hipótese de serem verídicos,logo à partida?

Sejamos honestos,sem "olhos embutados": alguns ateus são tão prosélitos como os religiosos e convenhamos: a maioria não tem mesmo interesse em que Deus exista.Porquê?No caso do Jesus Cristo Senhor e Salvador ser real,eles simplesmente o odeiam.Ponto final,parágrafo.Odeiam-no porque assim podem continuar livremente em seus pecados, abafando assim a consciência que distingue o que é errado do que não é (o ateu pode de fato ter valores éticos,mas ele não tem nenhum motivo sincero nem nenhuma base correta para os ter - o empirismo que defendem tão vincadamente nega esses valores categoricamente),odeiam-no porque a mesmo mensagem salvadora acaba por condená-los e odeia-no ,em ultima instância,e como bom crente na eleiçaõ bíblica,porque foram postos para isto.Isto falando no geral-existem ateus que o são porque motivos que até considero "bons"- contudo,insuficientes.É importante distinguir os ateus "prosélitos" dos ateus "moderados".Em última instância ambos falham no mesmo: negam a existência de Deus,apoiando-se ironicamente numa postura dogmática, que tanto ousam criticar. Ser um radical comunista é um exemplo;ser um acérrimo defensor do positivismo ou ceticismo baseado no empirismo é um pouco melhor,mas não deixa de ser um dogma afirmar que todo o conhecimento que existe se baseia nas sensações,jogando a lógica humana no lixão.O mesmo ateu falha em justificar e desculpar a falabilidade das sensações e do sistema indutivo e qual a sua relação com a lógica..se de fato a única forma de conhecimento que existe é esse, esses são mesmo dias negros para a raça humana,onde tudo é relativo e muito pouco ou quase nenhuma coisa é certa.

Posto tudo isto, é aí que entra a Bíblia e a existência de Deus: não uma postura dogmática,mas a única cosmologia capaz de dar resposta às buscas do homem.
Deus e a Bíblia são o "o que?" e "o porque?" - o conhecimento para o qual a Bíblia é silenciosa, é o "como?" e o "quando?".

A existência de Deus pode até ser impossível de provar empiricamente mas logicamente ela é bem fácil de provar.








abençoado
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1851
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 22/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por Well em Dom 27 Fev 2011, 9:37 pm

Cal escreveu:Peraí, você está afirmando que a existência de pessoas que compartilham de uma crença comprova a veracidade dela?
Não.
Cal escreveu:Se for assim todas as crenças são reais, novamente reafirmo, não está em questão a existência de cristãos e nem o fato deles terem sofrido perseguições por causa disso.
Ok.

Cal escreveu:O fato de pessoas terem acreditado nos relatos dos evangelhos e nas pregações dos primeiros cristãos não provam os eventos extraordinários relatados nos mesmos.
Veja esse pequeno relato de Plínio: " ...[os cristãos] têm como hábito reunir-se em um dia fixo, antes do nascer do sol, e dirigir palavras a Cristo como se este fosse um deus..." (Plínio, Epístola 97). Grifo meu. Por qual razão um escritor não cristão relataria que um grupo de pessoas estava se referindo a uma outra pessoa como se ela fosse um deus? Qual outra razão de se deificar alguém que era simples, pobre e não era um guerreiro senão por motivos de realização de milagres por parte dessa pessoa?

-.-.-.-.-.-.-.

Já ouviu falar no Papiro P52? Veja o que ele traz?

31 Disse-lhes, então, Pilatos: Tomai-o vós, e julgai-o segundo a vossa lei. Disseram-lhe os judeus: A nós não nos é lícito tirar a vida a ninguém.

32 Isso foi para que se cumprisse a palavra que dissera Jesus, significando de que morte havia de morrer.

33 Pilatos, pois, tornou a entrar no pretório, chamou a Jesus e perguntou-lhe: És tu o rei dos judeus?

37 Perguntou-lhe, pois, Pilatos: Logo tu és rei? Respondeu Jesus: Tu dizes que eu sou rei. Eu para isso nasci, e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz.

38 Perguntou-lhe Pilatos: Que é a verdade? E dito isto, de novo saiu a ter com os judeus, e disse-lhes: Não acho nele crime algum.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Papiro_P52

Você está se prendendo muito aos eventos extraordinários do NT e eu estou tentando mostrar que se o NT é autêntico há uma possibilidade muito boa, para mim real, dos eventos extraordinários terem de fato ocorrido. Por que, por exemplo, eu iria duvidar dos escritos de Paulo de Tarso? Só porque eles relatam eventos extraordinários, então, esses escritos devem ser desconsiderados? Se naquela época os eventos extraordinários de fato ocorreram e pessoas como o letrado Paulo, Inácio de Antioquia, Policarpo, Ireneu, Orígenes, Eusébio de Cesaréia e tantos outros, inclusive não cristãos, como Plínio relataram tais eventos por que eu duvidaria deles?
- Paulo (9 - 64 d.C);
- Inácio de Antioquia (35 - 110 d.C);
- Policarpo (69 -155 d.C);
- Ireneu (130-202 d.C);
- Orígenes (185-253 d.C); e
- Eusébio (265 - 339 d.C).



Última edição por Well em Dom 27 Fev 2011, 10:54 pm, editado 3 vez(es)


http://nemtodoslevamadeus.blogspot.com.br/

Well
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1870
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por abençoado em Dom 27 Fev 2011, 9:49 pm

Os outros livros que consideramos como relatos históricos não tem a pretensão de serem revelações exclusivas de deus, não relatam eventos extraordinários, não tentam ditar condutas a todos, não fazem promessas e ameaças pós morte, logo pelos motivos que já apresentei o peso sobre eles é menor.

Não tem essa pretensão mas não deixam de relatar esses eventos "extraordinários",como relatam os evangelhos.

Leia-se Flávio Josefo (ao que consta,nem era cristão..) e Publius Lentulus (ao que consta,também não..),por exemplo.



Ainda bem que eu conheço os textos, o texto diz "Crestões" discipulos de Cresto e não cristãos discipulos de Cristo.

Mais uma ladainha atéia com anos e anos e mais um tiro no pé da história.

O termo "Chrestus" e "Christus" não é relevante..o que é relevante é o conteúdo histórico do relato que vai de encontro ao relato dos evangelhos e de Atos dos Apóstolos,sobretudo Atos 18.2,quando Claudio expulsou os cristãos de Roma.

A diferença do "e" ou "i" é a seguinte e cito:


Chrestiani (e Chrestus) eram, no início do cristianismo, formas alternativas para os nomes Christiani (e Christus),


como explica Meier:
"A citação de pessoas comuns torna possível que Tácito tivesse escrito originalmente "Chrestianos e Chrestus, uma confusão normal entre os pagãos dos primeiros séculos, pois a esse tempo as vogais "e" e "i" do grego eram pronunciadas de forma idêntica" [6]

Thiessen e Merz, acrescentam:
"A leitura "Christianos" não é certa, pois nos manuscritos mais antigos e confiáveis foi corrigida a partir de "Chrestianos". "Chrestiani" é provavelmente uma forma vulgar do nome para cristãos ("os valiosos") derivado do divulgado nome grego de escravo "Chrestos" (o útil, o valioso), a qual é atestada várias vezes: Tertuliano , Nat. I,3,9, Apol 3,5; Lactâncio, Div Inst IV,7,4s.; Justino, Apol I,4 e 5, entre outros; cf. Fuchs, Tacitus 563-569" [7]

Justino (cerca de 150 DC), Tertuliano (200 DC), e mesmo Lactâncio no sec. IV DC, dizem que os não-cristãos frequentemente trocavam (cristãos) christianos com chrestianos. Tertuliano, em Apologia, cap 3, verso 5 nos diz:

"Bem, então, se tal é a aversão pelo nome, que censura podeis vós aplicar a nomes? Que acusação podeis levantar contra simples designações, a não ser que o nome indique algo bárbaro, algo desgraçado, algo vil, algo libidinoso. Mas Cristão, tanto quanto indica o nome, é derivado de "ungido". Sim, e mesmo quando é pronunciado de forma errada por vós, "Chrestianus", - por vós que não sabeis precisamente o nome que odiais - ele lembra doçura e benignidade.


http://adcummulus.blogspot.com/2010/07/significancia-de-jesus-e-escala-richter.html


Moral da história: não acredite em ateu de fórum metido a historiador,esse argumento e essa de tentarem negar a existência histórica de Cristo tem anos.

Nunca nenhum historiador que se prezasse minimamente e fosse minimamente reconhecido sequer pensou em negar a existência de Jesus,pelo menos enquanto personagem histórica.

Os argumentos usados por ateus ,para arqueólogos e historiadores,são anedóticos.



Ainda bem que eu conheço os textos, o texto diz "Crestões" discipulos de Cresto e não cristãos discipulos de Cristo

Mesmo de pouca relevância,lhe garanto que o texto mais antigo encontrado diz "Christus".

Relevante ou não, fica a ressalva.

Peraí, você está afirmando que a existência de pessoas que compartilham de uma crença comprova a veracidade dela? Se for assim todas as crenças são reais, novamente reafirmo, não está em questão a existência de cristãos e nem o fato deles terem sofrido perseguições por causa disso.

Não.

Ele está simplesmente dizendo que não compreende o porquê dos ateus sequer porem a possibilidade em cima da mesa dos relatos serem verídicos.

É claro que está..nenhum pescador pacato da Galiléia iria perder a cabeça e enfrentar os "Césares"em nome de uma mentira!Isso,se não é óbvio,pelo menos parece mais do que seu argumento do "maior embuste da humanidade",desconsiderando completamente a cultura e a época histórica em que se vivia.

O fato de pessoas terem acreditado nos relatos dos evangelhos e nas pregações dos primeiros cristãos não provam os eventos extraordinários relatados nos mesmos.

A pergunta que nunca nenhum ateu em todo o tempo e em todo o mundo respondeu é simplesmente: "porque não pode(pelo menos) provar?"


Ao fim e ao cabo,toda a história que você tem hoje em dia se baseia nisso..

Se você vivesse no século I e quisesse relatar eventos como o faria?Publicando uma nota no Twitter?

Se assim é,nada pode ser comprovado ,em nenhuma época histórica.

abençoado
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1851
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 22/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por Jumper em Seg 28 Fev 2011, 11:11 am

Por isso você conta muitas mais "teorias" do que propriamente "leis"comprovadas.
Cara, não cofunda as coisas... "Teorias" não viram "Leis", em ciência nada é comprovado.
Uma "lei" é algo atômico, referente a uma coisa espécifica, por exemplo, "Tudo que sobe, desce".
Já uma Teoria é algo que tenta explicar detalhadamente, por isso que temos a Teoria de Newton e de Einstein, que são teorias bem diferentes sobre a gravidade mas que continuam em voga (dependendo da aplicação se usa uma ou outra).

A lógica do empirismo cientifico é indutiva,portanto,quase impossível livre de preconceito.
Sim, tem muita coisa que é tentativa e erro... e? É errando que se aprende, e foi errando que muita coisa foi descoberta.

Sejamos honestos,sem "olhos embutados": alguns ateus são tão prosélitos como os religiosos e convenhamos: a maioria não tem mesmo interesse em que Deus exista.
Cara, se algum deus existir ou não isso independe de nossa crença.
O que nós ateus não queremos é nos limitar por que alguma crença nos diz que devemos ser limitados.
Ateus querem a todo custo evitar que uma nova inquisição aconteça, que a humanidade caia em uma nova idade das trevas, onde tudo é controlado pelas Igrejas... nós (ou pelo menos a grande maioria) queremos que o ser humano floresça, que avance... e não ficar rezando para que o arrebatamento ou o apocalipse aconteça logo para levar todos os infiéis a julgamento.


Odeiam-no porque assim podem continuar livremente em seus pecados, abafando assim a consciência que distingue o que é errado do que não é (o ateu pode de fato ter valores éticos,mas ele não tem nenhum motivo sincero nem nenhuma base correta para os ter - o empirismo que defendem tão vincadamente nega esses valores categoricamente),odeiam-no porque a mesmo mensagem salvadora acaba por condená-los e odeia-no ,em ultima instância,e como bom crente na eleiçaõ bíblica,porque foram postos para isto.
Como que ateus odeiam alguém que ele não acreditam existir?
Isso que você falou é uma grande besteira, é uma visão limitada sobre como um cristão acha que um ateu é.
Meu caro, nós apenas vemos as coisas de um jeito diferente de você, e se não saímos matando por aí é uma boa indicação de que a crença em um deus para se manter na linha é desnecessário.
Nenhum motivo sincero para não pecar? Não matamos porque não gostamos de matar, não maltratamos nossas esposas porque não é algo que gostaríamos que fosse feito a nós mesmos, não roubamos porque é errado roubar. Isso é bem sincero para mim e para muitos ateus e isso explica pq apenas 0.25% dos presos (nos EUA, já que só lá foi feito essa pesquisa) são ateus.

Posto tudo isto, é aí que entra a Bíblia e a existência de Deus: não uma postura dogmática,mas a única cosmologia capaz de dar resposta às buscas do homem.
Essa é a sua crença, qualquer outra pessoa de qualquer outra religião falaria a mesma coisa.
Para mim, isso é forcação de barra, um terrorismo psicológico.


Você acredita em cientistas criacionistas?
Resposta a praticamente todo questionamento criacionista.

Jumper
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1340
flag : Brasil
Data de inscrição : 10/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por Ed em Seg 28 Fev 2011, 11:37 am

Apenas um parecer sobre o tema do tópico:

Quem tem medo da morte ainda não morreu...



::


Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus 2Co 2:17

O Forum Gospel Brasil completa hoje 3160 dias de existência com 228873 mensagens

Ed
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 11001
Idade : 64
Localização : BRUSA
flag : BrUSA
Data de inscrição : 13/04/2008

http://gospelbrasil.topicboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por David_JP em Seg 28 Fev 2011, 11:49 am

Jumper escreveu:
Por isso você conta muitas mais "teorias" do que propriamente "leis"comprovadas.
Cara, não cofunda as coisas... "Teorias" não viram "Leis", em ciência nada é comprovado.
Uma "lei" é algo atômico, referente a uma coisa espécifica, por exemplo, "Tudo que sobe, desce".


A "teoria de Kleper" e mais tarde a "teoria de Newton" se mostraram verdadeiras, e hoje são conhecidas como LEIS DE KLEPER e LEIS DE NEWTON! O amigo afirma que tudo que "sobe, desce", mas sabe qual a causa disso? Sabe por que a aceleração da gravidade aqui na terra é de aproximadamente 9,8 m/s2? Sabe quem explicou TEORICAMENTE o comportamento dos planetas, a atração do sol aos diversos corpos que passam pela nossa galáxia, e que é usado hoje como LEI, quando é enviado, por exemplo, um satélite ao espaço?

O homem não conhece tudo. E quando uma teoria é COMPROVADA empiricamente, quando determinados cálculos se mostram verdadeiros para a realidade, dentro de um empirismo construído para a constatação da verdade, essa teoria se torna lei!



"Em ti me alegrarei e saltarei de prazer; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo." Salmo 9:2

David_JP
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 381
flag : Brasil
Data de inscrição : 23/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por Cal em Seg 28 Fev 2011, 12:10 pm

Eu já argumentei sobre isso no post como forma de dizer que nem mesmo as leis da física equivalem a "certezas absolutas" no post: http://gospelbrasil.topicboard.net/t4535p210-por-que-voces-crentes-tem-tanto-medo-da-morte#96419 , a ciência não é estática, se novas evidências e novos principios forem descobertos até mesmo as leis são revistas.

Voltando ao tema sobre a veracidade dos relatos dos evangelhos, queria que vocês notassem um ponto importante mas antes vou citar uma frase que segundo os evangelhos foi dito por Jesus aos fariseus.

"Se vos falo das coisas terrenas e não crerdes como vocês crerão se vos falar das celestiais?"

Vamos observar um dado verificavel (portanto terreno) relatado nos evangelhos que seria a genealogia de Jesus no livro de Mateus, segundo o relato são quatro periodos de 14 gerações entre grandes eventos sendo eles, Davi, exilio babilonico, Abraão e Adão, totalizando 56 gerações, logo segundo os evangelhos são apenas 56 gerações que separam Jesus do primeiro ser humano, baseados nos cálculos dessas mesmas genealogias que os judeus chassídicos acreditam que estamos no ano cinco mil e alguma coisa, mesmo que vocês estiquem de todas as formas possiveis o periodo que isso representaria jamais ele ultrapassaria 12.000 anos.

Hoje, sabemos que a humanidade é bem mais antiga do que isso, temos fosseis humanos datados de 100.000 anos o que refuta a afirmação do evangelho.

Agora, no mesmo tom da pergunta que supostamente Jesus teria feito:

Se nos eventos que podemos verificar (terrenos) como a origem de nossa ancestralidade os evangelhos falham na narrativa por que deveriamos acreditar nos eventos que não estariam sujeitos a verificação, como a existência de anjos ou a vida após a morte?


A verdade, somente a verdade, nada mais que a verdade.

Cal
Moderador Agnóstico
Moderador Agnóstico

Número de Mensagens : 2788
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por Cal em Seg 28 Fev 2011, 12:43 pm

Well, como prometido sobre a fonte do cometa:

"Por muito tempo, pesquisadores indicaram que a Estrela de Belém, que guiou os Reis Magos até o local em que Jesus nascera, poderia ser um cometa. 'Mas a idéia não bate, porque cometas, naquele tempo, eram vistos como maus presságios', diz Mark Kidger, do Instituto de Astrofísica de Canárias, Espanha. No livro The Star of Bethlehem (A Estrela de Belém)".

Fonte: http://revistaepoca.globo.com/Epoca/0,,EPT648898-1664,00.html

Eu até aceitaria como hipotese se a fonte citada por você fosse honesta em relação aos fatos, se tivesse citado o relato como hipotese ao invés de fazer o escarcéu caracteristico delas com a sentença "descoberta irrefutável".


A verdade, somente a verdade, nada mais que a verdade.

Cal
Moderador Agnóstico
Moderador Agnóstico

Número de Mensagens : 2788
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por Cal em Seg 28 Fev 2011, 1:41 pm

Well escreveu:Você está se prendendo muito aos eventos extraordinários do NT e eu estou tentando mostrar que se o NT é autêntico há uma possibilidade muito boa, para mim real, dos eventos extraordinários terem de fato ocorrido. Por que, por exemplo, eu iria duvidar dos escritos de Paulo de Tarso? Só porque eles relatam eventos extraordinários, então, esses escritos devem ser desconsiderados?
Ok, já que falamos tanto de imparcialidade e honestidade, poderiamos aplicar o conceito e metodologia sugerido por você em outros textos? Se comprovarmos a existência de Homero e alguns de seus relatos terem comprovações históricas como a guerra de Tróia e alguns outros pontos históricos podemos concluir que os eventos extraordinários relatados na Iliada como as ações das divindades gregas como veridicas? Por justiça e imparcialidade temos que aplicar o mesmo método a todos, se concedermos isso aos cristãos teriamos que considerar que o fato da existência de Maomé estar confirmada e alguns textos do Alcorão terem validade histórica comprovam que ele realmente recebeu revelações exclusivas de um anjo...

Entendeu a razão pela qual implicamos com tais relatos extraordinários?
Se naquela época os eventos extraordinários de fato ocorreram e pessoas como o letrado Paulo, Inácio de Antioquia, Policarpo, Ireneu, Orígenes, Eusébio de Cesaréia e tantos outros, inclusive não cristãos, como Plínio relataram tais eventos por que eu duvidaria deles?
- Paulo (9 - 64 d.C);
- Inácio de Antioquia (35 - 110 d.C);
- Policarpo (69 -155 d.C);
- Ireneu (130-202 d.C);
- Orígenes (185-253 d.C); e
- Eusébio (265 - 339 d.C).
Os escritos de Paulo e dos outros apostolos é que está em questão, os dos outros autores citados datam de mais de um século após os eventos, as implicações disso já comentei em postagens anteriores.


A verdade, somente a verdade, nada mais que a verdade.

Cal
Moderador Agnóstico
Moderador Agnóstico

Número de Mensagens : 2788
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por David_JP em Seg 28 Fev 2011, 3:31 pm

Cal escreveu:Carlosect, vou lhe dar um exemplo pelos qual afirmo que não existem "certezas absolutas" (isso é um pleonasmo) em nenhum ramo do conhecimento humano por mais que isso fira o orgulho de algumas pessoas.

Olá amigo, Paz do Senhor Jesus



Sim, existem verdades absolutas, e a principal delas é que o homem pode alcançar a vida eterna! É só uma questão de você crer em Jesus Cristo!

Mas vamos meditar em algumas questões postadas por voce!

Dois corpos podem ocupar o mesmo lugar no espaço?

Não NÃO PODEM! Há não ser que um TERCEIRO, E DESCONHECIDO fator, seja englobado na "operação", dois corpos não poderão NUNCA ocupar o memso lugar no espaço!

Assim, é conhecido que a água ferve a 100 graus. Isso seria uma verdade absoluta? É sim, desde que a água esteja ali, sendo ferivida no mesmo nível do mar. Provavelmente em La Paz na Bolívia, a água ferva em outra temperatura, pois entrou um "terceiro" fator, a variação da PRESSÃO!

Ora, no "panorama", na realidade que vivemos, dois corpos não ocuparão o mesmo lugar no espaço nunca, há não ser que uma TERCEIRA VARIÁVEL, desconhecida até então por nós, entre em cena!

eu poderia fazer uma longa lista de "certezas absolutas" que foram rechaçadas ao longo da história, mas acho que esse exemplo é o suficiente.

Há não ser que o amigo venha com "acreditava-se que o mundo era chato", digo que aquilo que é COMPROVADO empiricamente, através de fórmulas, através da matemática, se torna uma verdade insofismável dentro daquele PLANO, dentro daquela realidade em que foi testada aquela teoria! Assim, a teoria de Newton, que usou alguns conhecimentos de Kleper se tornaram lei! E é através de conhecimentos como este, que o homem consegue hoje, enviar foguetes ao espaço!

Não existem "certezas absolutas", podemos melhorar nossa compreensão dos eventos a nossa volta utilizando nossos melhores recursos e filtrando as alegações com nossas melhores ferramentas, mas pôr um ponto final em alguma questão que não pode ser alterado com dados futuros é megalomania humana.


Aquilo que é baseado em ACHISMO, como é o caso da teoria da evolução está em constante mudança, pois é baseado em SUPOSIÇÔES. NO entanto, é muito dificil que alguém prove que as leis de Newton estejam equivocadas, se não for através da INSERÇâo de um terceiro elemento desconhecido!


Em Cristo


David


"Em ti me alegrarei e saltarei de prazer; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo." Salmo 9:2

David_JP
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 381
flag : Brasil
Data de inscrição : 23/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por Cal em Seg 28 Fev 2011, 6:17 pm

David_JP escreveu:Não NÃO PODEM! Há não ser que um TERCEIRO, E DESCONHECIDO fator, seja englobado na "operação", dois corpos não poderão NUNCA ocupar o memso lugar no espaço!
Grifo meu.

Ops... David, você sabe o que significa absoluto?

Significa que não existe espaço para qualquer ressalva ou exceção, que foi posto um ponto final na questão e que nenhum dado obtido no futuro poderá alterá-lo, em suma exclui por completo afirmações do tipo "Há não ser que...".

Se fizermos uma restrição de ambiente como sugerida por você eliminando opções externas talvez você tenha razão quanto aos resultados, mas no caso citado com uma restrição de ambiente protegido de terceiros, quartos... milésimos fatores então o resultado não seria absoluto e sim parcial pois estariamos restringindo o alcance da proposição ao ambiente pressuposto.



A verdade, somente a verdade, nada mais que a verdade.

Cal
Moderador Agnóstico
Moderador Agnóstico

Número de Mensagens : 2788
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por silvamelo em Seg 28 Fev 2011, 6:44 pm

Cal escreveu:"Se vos falo das coisas terrenas e não crerdes como vocês crerão se vos falar das celestiais?"

Vamos observar um dado verificavel (portanto terreno) relatado nos evangelhos que seria a genealogia de Jesus no livro de Mateus, segundo o relato são quatro periodos de 14 gerações entre grandes eventos sendo eles, Davi, exilio babilonico, Abraão e Adão, totalizando 56 gerações, logo segundo os evangelhos são apenas 56 gerações que separam Jesus do primeiro ser humano, baseados nos cálculos dessas mesmas genealogias que os judeus chassídicos acreditam que estamos no ano cinco mil e alguma coisa, mesmo que vocês estiquem de todas as formas possiveis o periodo que isso representaria jamais ele ultrapassaria 12.000 anos.

Hoje, sabemos que a humanidade é bem mais antiga do que isso, temos fosseis humanos datados de 100.000 anos o que refuta a afirmação do evangelho.

Agora, no mesmo tom da pergunta que supostamente Jesus teria feito:

Se nos eventos que podemos verificar (terrenos) como a origem de nossa ancestralidade os evangelhos falham na narrativa por que deveriamos acreditar nos eventos que não estariam sujeitos a verificação, como a existência de anjos ou a vida após a morte?
Aqui você está sendo preciptado usando uma comparação como esta, na pretenção de colocar nos textos bíblicos de milhares de anos um peso científico que ele não tem.

Mas até nisso você se equivoca, pois a Bíblia não erra em nenhum ponto em sua narrativa. A Bíblia aponta o início da humanidade para 6 mil anos atrás. E é justamente a partir daí que encontramos os primeiros rastros de civilização. Isso significa que esta é a característica que define o gênero humano.

Portanto, qualquer criatura que existiu antes desse período não pode ser classificada como homem.

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por Well em Seg 28 Fev 2011, 8:35 pm

Cal escreveu:Se nos eventos que podemos verificar (terrenos) como a origem de nossa ancestralidade os evangelhos falham na narrativa por que deveriamos acreditar nos eventos que não estariam sujeitos a verificação, como a existência de anjos ou a vida após a morte?
Quantas vezes a Ciência já afirmou uma verdade e depois mudou essa verdade? Vide o exemplo da penicilina. Antes de mais nada, não se esqueça que a Bíblia é um livro teológico e não científico. A mensagem da Bíblia é mostrar Jesus como Senhor e Salvador.

Cal escreveu:Well, como prometido sobre a fonte do cometa:

"Por muito tempo, pesquisadores indicaram que a Estrela de Belém, que guiou os Reis Magos até o local em que Jesus nascera, poderia ser um cometa. 'Mas a idéia não bate, porque cometas, naquele tempo, eram vistos como maus presságios', diz Mark Kidger, do Instituto de Astrofísica de Canárias, Espanha. No livro The Star of Bethlehem (A Estrela de Belém)".

Fonte: http://revistaepoca.globo.com/Epoca/0,,EPT648898-1664,00.html

Eu até aceitaria como hipotese se a fonte citada por você fosse honesta em relação aos fatos, se tivesse citado o relato como hipotese ao invés de fazer o escarcéu caracteristico delas com a sentença "descoberta irrefutável".
Continuando o seu texto: No livro The Star of Bethlehem (A Estrela de Belém), ele levanta a hipótese de que a estrela seja, na verdade, uma supernova, explosão estelar de grande intensidade que iluminou os céus por algumas semanas entre os anos de 5 a.C. e 4 a.C.

Ou seja, não negou o fato.

Cal escreveu:Ok, já que falamos tanto de imparcialidade e honestidade, poderiamos aplicar o conceito e metodologia sugerido por você em outros textos? Se comprovarmos a existência de Homero e alguns de seus relatos terem comprovações históricas como a guerra de Tróia e alguns outros pontos históricos podemos concluir que os eventos extraordinários relatados na Iliada como as ações das divindades gregas como veridicas? Por justiça e imparcialidade temos que aplicar o mesmo método a todos, se concedermos isso aos cristãos teriamos que considerar que o fato da existência de Maomé estar confirmada e alguns textos do Alcorão terem validade histórica comprovam que ele realmente recebeu revelações exclusivas de um anjo...
Cal, se antes da existência de Homero existissem profecias afirmando o local do nascimento de Homero ou de Maomé, detalhando momentos de sua vida e morte, até dizendo que iria ser sepultado numa sepultura de um rico e outros pontos mais e, ainda, Homero viesse ao mundo cumprindo todas essas profecias, fazendo milagres e escolhesse doze apóstolos, na sua maioria simples, desse uma ordem de que a sua mensagem alcançaria até os confins da terra, mesmo tendo uma condição política extremamente severa à sua pessoa e ideias, e alguns anos depois da sua morte, uns 30 anos após, pessoas não cristãs viessem falando de um homem que era adorado como um deus, de pessoas que não tinham medo de morrer em prol do seu mestre, pessoas letradas deixando seus testemunhos em escritos confirmados como autênticos pela Ciência e etc e etc... Bem, se Homero ou Maomé cumprissem tudo isso e mais um pouco que eu não postei aqui, aí tudo bem.

Cal escreveu: Entendeu a razão pela qual implicamos com tais relatos extraordinários?
E vocês entenderam a razão pela qual nós, cristãos, acreditamos nesses relatos extraordinários?

Se naquela época os eventos extraordinários de fato ocorreram e pessoas como o letrado Paulo, Inácio de Antioquia, Policarpo, Ireneu, Orígenes, Eusébio de Cesaréia e tantos outros, inclusive não cristãos, como Plínio relataram tais eventos por que eu duvidaria deles?
- Paulo (9 - 64 d.C);
- Inácio de Antioquia (35 - 110 d.C);
- Policarpo (69 -155 d.C);
- Ireneu (130-202 d.C);
- Orígenes (185-253 d.C); e
- Eusébio (265 - 339 d.C).

Cal escreveu:Os escritos de Paulo e dos outros apostolos é que está em questão, os dos outros autores citados datam de mais de um século após os eventos, as implicações disso já comentei em postagens anteriores.
Mais de um século?? Todos os outros autores datam de mais de um século?? Você olhou direitinho para a data de nascimento de Plínio, Suetônio, Ignácio, Policarpo, Tácito e tantos outros? Mas tudo bem, já que Paulo está em questão, apresente-me uma razão apenas para eu não acreditar em nada do que Paulo de Tarso falou a respeito de Jesus. Uma razão apenas para eu acreditar que tudo que ele escreveu em suas epístolas foi um delírio mental por ele ter tido um surto qualquer. Em suma, por que eu não deveria crer no que Paulo de Tarso escreveu? Por que eu não deveria crer no que os Apóstolos escreveram? Cal, você não tem como provar que a conversão de Saulo para Paulo de Tarso, a caminho de Damasco, foi uma mentira. E se você disser para mim que eu também não tenho como provar que foi verdade, eu respondo: vamos analisar os fatos.

"Nasceu na Cilícia entre 5 e 15 d.C e morreu em Roma em 62-64 ou 67 d.C. De origem e formação religiosa judaica, foi um judeu fervoroso e ativo perseguidor dos cristãos(grifo meu); segundo a tradição, uma visão de Cristo a caminho de Damasco (c.36) transformou-o no apóstolo dos gentios..." Grande Enciclopédia Larousse Cultural, Nova Cultural Ltda, 1998.

Caro Cal, responda para mim, por fineza: como pode um judeu fervoroso e tenaz perseguidor de cristãos de repente se tornar o objeto de sua perseguição, um cristão, senão por um ato milagroso como foi o de sua conversão relatado no livro de Atos? Se você falar para mim: 'Well, isso é a Bíblia falando da Bíblia. Não serve." Eu respondo: Cal, há fontes externas que nos mostram que Paulo de Tarso passou de perseguidor a perseguido, sendo morto em Roma por causa de sua conversão. Isso é fato. Então explica aí pra gente como se deu essa mudança abrupta na vida daquele homem. E por que ele foi em várias partes do mundo pregando aquela mensagem que, outrora, ele perseguia? Só isso. Explica aí.

"E este evangelho do reino (qual evangelho? Você sabe qual, Cal.) será pregado a todas as nações, então virá o fim." Que louco seria eu de não acreditar em palavras tão verídicas proferidas há quase dois mil anos atrás, em um ambiente completamente hostil a quem falou essas palavras, e cumprindo-se literalmente hoje diante de meus olhos, aqui, nesse Fórum?.


Última edição por Well em Ter 01 Mar 2011, 12:13 pm, editado 10 vez(es)


http://nemtodoslevamadeus.blogspot.com.br/

Well
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1870
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por lordakner em Seg 28 Fev 2011, 8:44 pm

silvamelo escreveu:
Mas até nisso você se equivoca, pois a Bíblia não erra em nenhum ponto em sua narrativa. A Bíblia aponta o início da humanidade para 6 mil anos atrás. E é justamente a partir daí que encontramos os primeiros rastros de civilização. Isso significa que esta é a característica que define o gênero humano.

Portanto, qualquer criatura que existiu antes desse período não pode ser classificada como homem.

Os primeiros habitantes da terra

A pré-história é o período anterior ao aparecimento da escrita, por
volta do ano 4000 a.C..Seu estudo depende da análise de documentos
não-escritos, como restos de armas, utensílios, pinturas, desenhos e
ossos. O gênero HOMO apareceu entre 4 e 1 milhão de anos a .C..
Aceita-se três etapas na evolução do homem pré-histórico, entre os
estudiosos. São elas:

I - PALEOLÍTICO (idade da pedra lascada)

a) Paleolítico inferior: 500.000 – 30.000 a.C.

b) Paleolítico superior: 30.000 – 8.000 a.C.

II - NEOLÍTICO (nova idade da pedra)

8.000 – 5.000 a.C.

III - IDADE DOS METAIS

5.000 – 4.000 a.C.

Esta divisão é evolucionista mas numerosos investigadores da história
contestam tal visão. Afirmam que existe grande diversidade cultural
entre os grupos humanos e que, diante de determinado problema, cada
homem se organiza de um modo, o que resulta em culturas diferentes. Daí
conclui-se que certos grupamentos humanos podem ter simplesmente
acelerado um dos estágios ou ter saltado um deles.

A Origem do Homem

A precariedade de informações limita o conhecimento da origem do homem.
As primeiras pesquisas datam do final do século XIX; e muitas
descobertas de restos humanos ocorreram de modo casual, nem sempre
realizadas por especialistas.

A descoberta de traços culturais comuns em grupos afastados indica que,
provavelmente, apareceram vários deles em regiões diferentes.

De modo geral, dizemos que há um tronco comum do qual se originaram os
grandes macacos (pongidae) e os homens (hominidae). Em determinado
momento da evolução, os dois grupos se separaram e cada um apresentou
sua evolução própria. Os pongidae apresentaram a forma do gorila,
chimpanzé e orangotango; os hominidae ou hominídeos, a forma do atual
homo sapiens.

Os Australopithecus

Trata-se do mais antigo hominídeo que se conhece. Foi encontrado na
África do Sul e os estudos revelaram que viveu entre 1 milhão e 600.000
a.C.. Apesar do crânio pequeno, possuía traços característicos dos
hominídeos. Era bípede e postura mais ereta.

O Homo Habilis e o Pithecanthropus Erectus

O homo habilis viveu há cerca de 2,5 milhões de anos e foi contemporâneo
do australoptecus, mas com capacidade craniana ampliada. Esta incluiu
carne em sua alimentação, o que provocou mudanças em sua arcada
dentária.

Segue-se o terceiro tipo de hominídeo, o Pitecanthropus Erectus, que
deve ter vivido entre 500.000 e 200.000 a.C.. O homo erectus, como hoje
se denomina, possuía maxilares maciços e dentes grandes, cérebro maior
que o tipo anterior e membros mais bem adaptados à postura ereta.

Alguns exemplos:

I - JAVANTROPO – (Homem de Java): 1,5 metros de altura e deve ter passado a maior parte da existência no chão.

II - SINANTROPO – (Homo Pekinenses): Descoberto na
china. Junto do esqueleto havia grande quantidade de facas, raspadores e
pontas, o que demonstra elevado estágio de desenvolvimento.

III - PALEANTROPO – (Homem de Heidelberg)

O Homo Neanderthalensis

Encontrado em Neanderthal, Alemanha. Houve descobertas semelhantes
frança, Iugoslávia, Palestina e África do Sul. Deve ter existido entre
120.000 e 50.000 a.C.

Este hominídeo possuía capacidade craniana elevada e já vivia em cavernas e deixou inúmeros traços de sua existência.

O Cro-Magnon

Com o homem de Cro-Magnon atinge-se o Homo Sapiens. Chegamos a este
estágio por volta de 40.000 a.C., possuía altura acentuada, membros
retos e peito amplo, como também, a maior capacidade craniana encontrada
até então, o que provou através da arte, da magia e da vida social.

Padrões Culturais da Pré-História

Podemos classificar os estágios culturais da humanidade em selvageria,
barbárie e civilização.. A civilização seria posterior à escrita; as
demais, características dos homens da pré-história.

Tal visão apresenta dois defeitos básicos, quais sejam:

I. pretende que a civilização em que vivemos seja o modelo, em função do qual se deva julgar todos os outros estágios da evolução;

II. pressupões que todos os povos da pré-história
tivessem passado pelas mesmas etapas, o que Não corresponde aos
documentos históricos encontrados.

Cada povo tem sua própria cultura e civilização, que devem ser
compreendidas no seu momento histórico exato, do contrário, não
estaríamos fazendo história, mas tentando demonstrar a superioridade da
civilização ocidental.

O surgimento da agricultura se deu entre 8.000 e 5.000 a.C.(neolítico),
quando o homem deixou sua vida nômade, sedentarizando-se às margens dos
rios e lagos, cultivando trigo, cevada e aveia. Nesta época também
domestica ovelhas e gado bovino, otimizando sua cadeia alimentar.. Aí
também surgem os primeiros aglomerados urbanos, com finalidade
principalmente defensiva. Nesta época também as viagens por terra e mar.
Estamos falando da chamada comunidade primitiva, onde o solo pertencia a
todos e a comunidade se baseava em laços de sangue, idioma e costumes.

A partir deste ponto, a evolução das comunidades processou-se em duas
direções: no sentido da extensão da posse e da propriedade individual
dos bens no sentido da transformação das antigas relações familiares.

Durante a idade dos metais (5.000 a 4.000 a.C.), o cobre passou a ser
fundido pelo homem, seguindo-se o estanho, o que permitiu a obtenção do
bronze, resultante da liga dos dois primeiros. Por volta de 3.000 a.C.,
produzia-se bronze no Egito e na Mesopotâmia, sendo esta técnica
difundida para outros povos a partir daí.

A metalurgia do ferro é posterior e tem início por volta de 1.500 a.C.,
na Ásia Menor, tendo contribuído decisivamente para a supremacia dos
povos que a dominavam e souberam aperfeiçoá-la.

A Origem do Homem Americano

Segundo alguns estudiosos, o continente americano começou a ser povoado
há 30.000, 50.000 ou até 60.000 anos atrás. Dos povos mais antigos, os
arqueólogos encontraram restos de carvão, objetos de pedra, desenhos e
pinturas em cavernas e partes de esqueletos. Dos povos mais recentes
encontramos grandes obras como: pirâmides, templos e cidades. Alguns,
como os Astecas e os Mais, conheceram a escrita e deixaram documentos
que continuam sendo estudados.

Hoje, os pesquisadores admitem que os primeiros habitantes americanos
vieram da Ásia, devido à grande semelhança física entre índios e
mongóis.

A teoria mais aceita é de que os primitivos vieram a pé, pelo estreito
de Behring, na glaciação de 62.000 anos atrás. Outros afirmam que vieram
pelas ilhas da Polinésia, em pequenos barcos, tendo desembarcado em
diversos pontos e daí se espalhado.

Os vestígios mais antigos da presença do homem no continente foram
encontrados em São Raimundo Nonato,PI, Brasil, com idade de 48.000 anos,
permitindo a conclusão de que eram caçadores e usavam o fogo para
cozinhar, atacar e defender-se dos inimigos, pelos utensílios
encontrados

lordakner
Arcturus
Arcturus

Número de Mensagens : 5811
flag : Brasil
Data de inscrição : 27/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por abençoado em Seg 28 Fev 2011, 10:22 pm

Prove que o "Homem" mencionado na Bíblia (Gênesis) é o mesmo homem ao qual você se refere.

abençoado
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1851
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 22/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por lordakner em Seg 28 Fev 2011, 10:29 pm

abençoado escreveu:Prove que o "Homem" mencionado na Bíblia (Gênesis) é o mesmo homem ao qual você se refere.
Eu não jogo o joguinho "Inversão do ônus da prova".
Se acha que não é, basta provar.

lordakner
Arcturus
Arcturus

Número de Mensagens : 5811
flag : Brasil
Data de inscrição : 27/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por abençoado em Seg 28 Fev 2011, 10:31 pm



Os primeiros habitantes da terra

A pré-história é o período anterior ao aparecimento da escrita, por
volta do ano 4000 a.C..Seu estudo depende da análise de documentos
não-escritos, como restos de armas, utensílios, pinturas, desenhos e
ossos. O gênero HOMO apareceu entre 4 e 1 milhão de anos a .C..
Aceita-se três etapas na evolução do homem pré-histórico, entre os
estudiosos. São elas: (...)


http://calasanspalmeiras.blogspot.com/2009/03/os-primeiros-habitantes-da-terra.html

abençoado
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1851
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 22/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por lordakner em Seg 28 Fev 2011, 10:34 pm

abençoado escreveu:

Os primeiros habitantes da terra

A pré-história é o período anterior ao aparecimento da escrita, por
volta do ano 4000 a.C..Seu estudo depende da análise de documentos
não-escritos, como restos de armas, utensílios, pinturas, desenhos e
ossos. O gênero HOMO apareceu entre 4 e 1 milhão de anos a .C..
Aceita-se três etapas na evolução do homem pré-histórico, entre os
estudiosos. São elas: (...)


http://calasanspalmeiras.blogspot.com/2009/03/os-primeiros-habitantes-da-terra.html

Você sabe o que é O gênero HOMO ? oh my

lordakner
Arcturus
Arcturus

Número de Mensagens : 5811
flag : Brasil
Data de inscrição : 27/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por abençoado em Seg 28 Fev 2011, 10:36 pm

Eu não jogo o joguinho "Inversão do ônus da prova".
Se acha que não é, basta provar

??

Você que pesquisou um texto no google para mostrar para o Silvamelo que existiam outros homens antes de Adão.

Cabe a você provar que a palavra "Homem" na Bíblia engloba os hominideos.Aí,voce pode mostrar que já existiam hominideos antes de Adão.
Simples.

abençoado
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1851
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 22/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por lordakner em Seg 28 Fev 2011, 10:37 pm

abençoado escreveu:
Eu não jogo o joguinho "Inversão do ônus da prova".
Se acha que não é, basta provar

??

Você que pesquisou um texto no google para mostrar para o Silvamelo que existiam outros homens antes de Adão.

Cabe a você provar que a palavra "Homem" na Bíblia engloba os hominideos.Aí,voce pode mostrar que já existiam hominideos antes de Adão.
Simples.

Um humano, ser humano, pessoa, gente ou homem é um animal membro da espécie de primata bípede Homo sapiens, pertencente ao género Homo, família Hominidae (taxonomicamente Homo sapiens - latim: "homem sábio").[1][2] Os membros dessa espécie têm um cérebro altamente desenvolvido, com inúmeras capacidades como o raciocínio abstrato, a linguagem, a introspecção e a resolução de problemas. Esta capacidade mental, associada a um corpo ereto possibilitaram o uso dos braços para manipular objetos, fator que permitiu aos humanos a criação e a utilização de ferramentas para alterar o ambiente a sua volta mais do que qualquer outra espécie de ser vivo.
Evidências de DNA mitocondrial indicam que o homem moderno teve origem na África oriental há cerca de 200 000 anos.

Assim está bom? oh my

lordakner
Arcturus
Arcturus

Número de Mensagens : 5811
flag : Brasil
Data de inscrição : 27/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por abençoado em Seg 28 Fev 2011, 10:38 pm

Você sabe o que é O gênero HOMO ?

A questão aqui não é o que é "Homo"ou deixa de ser.

A questão é o que a Bíblia considera "Homem criado à imagem e semelhança de Deus",que é o ponto que você pretende contrapôr.

abençoado
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1851
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 22/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que vocês crentes tem tanto medo da morte?

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 8:35 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 10 de 13 Anterior  1, 2, 3 ... 9, 10, 11, 12, 13  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum