.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
Quem está conectado
54 usuários online :: 2 usuários cadastrados, Nenhum Invisível e 52 Visitantes :: 2 Motores de busca

Khwey, Lit San Ares

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

A oração e o desencanto

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: A oração e o desencanto

Mensagem por Cal em Qua 24 Nov 2010, 4:31 pm

silvamelo escreveu:
Você não pode entender essas coisas, Cal. Essas coisas se discernem espiritualmente... Sei que você tem uma resposta automática para essa alegação... Nem vou seguir adiante para tentar demonstrar isso a você...
E acertou, essa alegação é conhecida como a falácia da alegação especial, ou apelo a exclusividade, mas como você não quer seguir adiante com o argumento encerramos a discussão aqui...

Um dia você vai acabar cansando de justificar suas idéias e ideais com base no inverificável e no exclusivo...



A verdade, somente a verdade, nada mais que a verdade.

Cal
Moderador Agnóstico
Moderador Agnóstico

Número de Mensagens : 2788
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A oração e o desencanto

Mensagem por oliveira leite em Qua 24 Nov 2010, 6:53 pm

Cal escreveu:
oliveira leite escreveu:Sobre o holocausto Cal
me lembro da palavra dos Judeus
"Caia o sangue Dele sobre nós e sobre nossos filhos"
quando se relacionava a Jesus na cruz
considero isso um tipo de oração
Essa suposta oração teria sido feita pelos judeus de 2000 anos atrás, se a omissão divina no Holocausto foi devido a ela então isso a torna ainda pior...

Um deus que manda seus servos perdoarem ofensas, 70 x 7 se for necessário, guardou seu rancor por uma etnia por dois milênios???

Exodo 34:7 Que guarda a beneficência em milhares; que perdoa a iniqüidade, e a transgressão e o pecado; que ao culpado não tem por inocente; que visita a iniqüidade dos pais sobre os filhos e sobre os filhos dos filhos até à terceira e quarta geração.

Veja Cal

A morte é um castigo terrestre por consequencia de um erro de um unico homem
na lei dos homens também é assim
muitas dividas não se extinguem com a morte
a não ser que se pague um seguro antes, em vida

me parece que...
o seguro que temos quer queiras ou não
é Jesus

oliveira leite
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6552
Idade : 51
Localização : Natal RN
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A oração e o desencanto

Mensagem por silvamelo em Qui 25 Nov 2010, 12:53 am

Um dia você vai acabar cansando de justificar suas idéias e ideais com base no inverificável e no exclusivo...
Cal, eu não estou justificando minhas ideias mecanicamente, eu estou falando do que eu vivo de verdade! Será que você consegue compreender o que eu digo? Eu tenho tanta certeza que Deus existe, quanto tenho a certeza de que você está aí, em algum lugar, lendo esse texto! Eu estou aqui e você está aí, justamente porque Deus possibilitou essa realidade! Não há dúvidas, nem nunca vai haver...

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A oração e o desencanto

Mensagem por Cal em Qui 25 Nov 2010, 2:19 pm

Silvamelo, vamos avaliar as chamadas CERTEZAS de cunho religioso.

O terrorista islamico que comete atentados suicidas o faz porque tem a CERTEZA que irá para o céu com virgens a sua espera.

O espírita tem a CERTEZA que seus médiuns realmente conseguem conversar com os mortos.

Poderia ficar citando certezas religiosas contraditórias entre si aos montes mas acho que já deu para entender o ponto...

Eu sou ateu e não digo que tenho certeza de que deus não exista, e se formos comparar resultados, as dúvidas do comportamento cético produziu muito mais benesses a humanidade do que todas as "certezas" das religiões.

E por fim, cuidado para não deixar que as necessidades subjetivas inerentes a cada um de nós obscureça sua visão dos fatos.


A verdade, somente a verdade, nada mais que a verdade.

Cal
Moderador Agnóstico
Moderador Agnóstico

Número de Mensagens : 2788
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A oração e o desencanto

Mensagem por silvamelo em Qui 25 Nov 2010, 4:51 pm

Silvamelo, vamos avaliar as chamadas CERTEZAS de cunho religioso.

O terrorista islamico que comete atentados suicidas o faz porque tem a CERTEZA que irá para o céu com virgens a sua espera.

O espírita tem a CERTEZA que seus médiuns realmente conseguem conversar com os mortos.

Poderia ficar citando certezas religiosas contraditórias entre si aos montes mas acho que já deu para entender o ponto...

...Eu sou ateu e não digo que tenho certeza de que deus não exista,
Cal, todos têm suas "certezas", inclusive os ateus... Se você não tem certeza, então é um "ateu fraco".

Eu não nego as "certezas" dos outros religiosos, até porque eu não duvido que eles tenham suas experiências pessoais. Agora, quanto a proveniência dessas experiências e para a sua aviliação, entraremos no campo do debate teológico, que ateus certamente não têm a devida propriedade para tratar, pois lhes falta a fé.

e se formos comparar resultados, as dúvidas do comportamento cético produziu muito mais benesses a humanidade do que todas as "certezas" das religiões.
Poderíamos até retomar esse debate sobre quem detém a patente das benesses para a humanidade, mas isso seria inútil. E sabe porquê? Qualquer melhoria promovida à sociedade, será sempre um paliativo, diante da sua condição natural, e nada será para algum proveito individual.

E por fim, cuidado para não deixar que as necessidades subjetivas inerentes a cada um de nós obscureça sua visão dos fatos.
O que você chama de "necessidades subjetivas", eu chamo de "constatação".

Afinal, se eu sou somente um ponto insignificante no universo, transcorrendo um ínfimo lapso de tempo, que importância terá a minha clarividência ou visão obscurecida, perante o inevitável? Reflita...

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A oração e o desencanto

Mensagem por Cal em Qui 25 Nov 2010, 4:59 pm

silvamelo escreveu:
1- Cal, todos têm suas "certezas", inclusive os ateus... Se você não tem certeza, então é um "ateu fraco".
2- Afinal, se eu sou somente um ponto insignificante no universo, transcorrendo um ínfimo lapso de tempo, que importância terá a minha clarividência ou visão obscurecida, perante o inevitável? Reflita...
1- O fato de eu afirmar que não tenho certeza provém da honestidade intelectual que nós não temos os mecanismos para se ter certeza de coisa alguma em termos universais e não por fragilidade de idéias, não confunda postura dogmática com força de idéias.

2- Você pode até tentar fugir da realidade, mas o fato é que não conseguirá.


A verdade, somente a verdade, nada mais que a verdade.

Cal
Moderador Agnóstico
Moderador Agnóstico

Número de Mensagens : 2788
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A oração e o desencanto

Mensagem por silvamelo em Qui 25 Nov 2010, 5:18 pm

2- Você pode até tentar fugir da realidade, mas o fato é que não conseguirá.
Nem você, amigo! :risadinha:

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A oração e o desencanto

Mensagem por oliveira leite em Qui 25 Nov 2010, 6:46 pm

I Reis 19:11 E Deus lhe disse: Sai para fora, e põe-te neste monte perante o SENHOR. E eis que passava o SENHOR, como também um grande e forte vento que fendia os montes e quebrava as penhas diante do SENHOR; porém o SENHOR não estava no vento; e depois do vento um terremoto; também o SENHOR não estava no terremoto;
12 E depois do terremoto um fogo; porém também o SENHOR não estava no fogo; e depois do fogo uma voz mansa e delicada.
13 E sucedeu que, ouvindo-a Elias, envolveu o seu rosto na sua capa, e saiu para fora, e pôs-se à entrada da caverna; e eis que veio a ele uma voz, que dizia: Que fazes aqui, Elias?

Não quero ver Deus na natureza
quero ouvir sua voz

oliveira leite
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6552
Idade : 51
Localização : Natal RN
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A oração e o desencanto

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 1:56 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum