.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
» Noticiário Escatológico
Hoje à(s) 2:38 pm por Jarbas

» Mulher de piloto do voo da Chapecoense pede desculpas: "Ele não é bandido"
Hoje à(s) 2:08 pm por gusto

» Onde congregar?
Hoje à(s) 1:39 pm por gusto

» A religião e o ateísmo - tópico oficial
Hoje à(s) 12:50 pm por gusto

» Palavras são palavras, nada mais do que palavras. Será?
Hoje à(s) 10:44 am por gusto

» Um conselho aos debatedores de internet
Hoje à(s) 10:23 am por gusto

» A Verdadeira Liberdade
Hoje à(s) 10:02 am por gusto

» Frases
Hoje à(s) 9:54 am por gusto

» Livre arbítrio, auto idolatria
Ontem à(s) 10:47 pm por Lit San Ares

Quem está conectado
62 usuários online :: 3 usuários cadastrados, Nenhum Invisível e 59 Visitantes :: 2 Motores de busca

irmão, Jarbas, Khwey

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Página 39 de 40 Anterior  1 ... 21 ... 38, 39, 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Para quem é a maldição de malaquias??

6% 6% 
[ 1 ]
19% 19% 
[ 3 ]
6% 6% 
[ 1 ]
69% 69% 
[ 11 ]
 
Total dos votos : 16

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por Eduardo em Dom 15 Maio 2011, 2:16 pm

carlosect escreveu:
Eduardo escreveu:
Portanto, há coisas que ainda devemos obedecer, ou seja, Tudo que Jesus nos disse no NOVO TESTAMENTO se por acaso tem no antigo devemos seguir....
No NT não há nenhuma proibição para o casamento entre irmãos, mas no AT essa proibição existe. O que vale ? Irmãos podem casar ou não ?
Está escrito sim! Desde quando irmãos se casarem é bom?
1 Tessalonicenses 5:21 mas ponde tudo à prova. Retende o que é bom;
Por acaso é bom que famílias venham a nascer com deficiência?
Isso é facilmente resolvido pela engenharia genética.
Porque não aplicaríamos no novo testamento sendo que o próprio apóstolo nos fala para retermos o que é bom?
Você quem disse para não obedercemos leis do VT que não se repetem no NT. A proibição do casamento entre irmãos se enquadra nesse rol.


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por carlosect em Dom 15 Maio 2011, 4:29 pm

A. Guimarães escreveu:
Primeiro, que Col. 2:14-16 NÃO DIZ NADA de que NÃO É

a) para deixar de guardar o sábado;

b) que agora se adote, seja o domingo, seja o dianenhumismo/diaqualquerismo/tododiaísmo.

Usar esta passagem como verdadeiro "samba anti-sabático de uma nota só" é torcer as Escrituras, o que é um perigo à luz de 2a. Ped. 3:15-17.

a)Também a passagem não diz para pecarmos já que fomos perdoados.
o verso 13 diz que formos perdoados de todos os delitos, isto inclui sábado, adultério e tantos outros pecados e não somente os "cerimoniais".
b) A passagem não diz para adotarmos o domingo como também não diz para continuarmos a adotar o sábado, no entanto, a continuação do mesmo afirma para ninguém nos julgar pelo sábado dias de festa e lua nova. Se por um lado vocês afirmam que é exatamente pelo fato dos apóstolos seguirem estes dias, da mesma forma vocês teriam que seguir, não somente o sábado como também os dias de festa e as luas novas, e digo mais..... Vocês teriam que seguir o calendário judaico e não o gregoriano.
A. Guimarães escreveu:
Segundo, que Paulo em Romanos 8 NÃO DIZ que NÃO É para obedecer a lei de Deus. Pelo contrário, diz que essa lei é contra as "obras da carne" (Rom. 8:7). Interessante, por que ele não disse "lei de Cristo", e sim LEI DE DEUS? Não há condenação para os CONVERTIDOS, que têm a lei de Deus escrita em seus corações e mentes (Heb. 8:6-10) e que podem falar como Davi: "Agrada-me fazer a Tua vontade, ó Deus meu, sim, dentro do meu coração está a Tua lei" (Sal. 40:8).

Interessante você dizer que a Lei é contra as obras da carne...

o verso 3 e 4 diz:
3 Porquanto o que era impossível à lei, visto que se achava fraca pela carne, Deus enviando o seu próprio Filho em semelhança da carne do pecado, e por causa do pecado, na carne condenou o pecado.
4 para que a justa exigência da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito.
O verso 4 diz que a exigência da lei se cumprisse em nós, POR ACASO É EXIGÊNCIA DA LEI DO PECADO?
Portanto, seria a Lei do Pecado cumprida em nós ou seria a Lei de Deus cumprida em Nós?
No que se refere a lei ser contra as obras da carne não discordo, mas o que a passagem nos mostra é que em Jesus a exigência da Lei fou cumprida.

A. Guimarães escreveu:
Terceiro, que em Rom. 13:8-10 o "amor" NÃO É apresentado como SUBSTITUTO e sim como SÍNTESE, BASE, FUNDAMENTO de toda obediência legítima. Assim também Cristo expôs a Sua "regra áurea", não como SUBSTITUTO da lei, e sim como sua SÍNTESE, aliás, apenas reiterando o que Moisés já havia dito--ver Mat. 22:36-40, cf. Deu. 6:5 e Lev. 19:18.

E não vi nenhuma explicação ao fato de que Paulo recomenda naturalmente os 5o., 6o., 7o., 8o., 9o. e 10o., preceitos do Decálogo (Efé. 6:1-3; 4:25-31; Rom. 13:8-10).

E não vi nenhuma explicação ao fato de que O CONSENSO DAS IGREJAS CRISTÃS ao longo dos séculos NÃO É essas teses de "lei abolida" e dianenhumismo/diaqualquerismo/tododiaísmo que defendem aqui (da LAVAGEM CEREBRAL do neoantinomismo dispesacionalista).

O que constitui o CONSENSO de TODAS as Igrejas-mãe da cristandade protestante HÁ SÉCULOS (mais recentemente confirmado pelos assembleianos em obras da CPAD) é o seguinte:

    Os 10 Mandamentos seguem sendo a norma de conduta cristã em TODOS os seus preceitos, como Lei Moral de Deus, diferenciando-se das leis Cerimonial e Civil, estas duas últimas não mais aplicáveis à Igreja. E o princípio do dia de repouso teve origem na criação do mundo.
E então, o que têm a me dizer ESPECIFICAMENTE sobre isso?

Pouco me importa o que as igrejas pensavam, não são elas que me trarão salvação. Você não verá mesmo eu explicando nada sobre o pensamentos das igrejas, como eu disse pouco me interessa.

Em relação a romanos já foi explicado, não vou ficar explicando novamente....

xauzinho

carlosect
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1532
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/10/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por carlosect em Dom 15 Maio 2011, 4:33 pm

Eduardo escreveu:
carlosect escreveu:
Eduardo escreveu:
Portanto, há coisas que ainda devemos obedecer, ou seja, Tudo que Jesus nos disse no NOVO TESTAMENTO se por acaso tem no antigo devemos seguir....
No NT não há nenhuma proibição para o casamento entre irmãos, mas no AT essa proibição existe. O que vale ? Irmãos podem casar ou não ?
Está escrito sim! Desde quando irmãos se casarem é bom?
1 Tessalonicenses 5:21 mas ponde tudo à prova. Retende o que é bom;
Por acaso é bom que famílias venham a nascer com deficiência?
Isso é facilmente resolvido pela engenharia genética.
Porque não aplicaríamos no novo testamento sendo que o próprio apóstolo nos fala para retermos o que é bom?
Você quem disse para não obedercemos leis do VT que não se repetem no NT. A proibição do casamento entre irmãos se enquadra nesse rol.

Mateus 14

3 Pois Herodes havia prendido a João, e, maniatando-o, o guardara no cárcere, por causa de Herodias, mulher de seu irmão Felipe;
4 porque João lhe dizia: Não te é lícito possuí-la.

acho que nem preciso comentar o restante....

carlosect
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1532
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/10/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por Eduardo em Dom 15 Maio 2011, 4:46 pm

carlosect escreveu:
Eduardo escreveu:
carlosect escreveu:
Eduardo escreveu:
Portanto, há coisas que ainda devemos obedecer, ou seja, Tudo que Jesus nos disse no NOVO TESTAMENTO se por acaso tem no antigo devemos seguir....
No NT não há nenhuma proibição para o casamento entre irmãos, mas no AT essa proibição existe. O que vale ? Irmãos podem casar ou não ?
Está escrito sim! Desde quando irmãos se casarem é bom?
1 Tessalonicenses 5:21 mas ponde tudo à prova. Retende o que é bom;
Por acaso é bom que famílias venham a nascer com deficiência?
Isso é facilmente resolvido pela engenharia genética.
Porque não aplicaríamos no novo testamento sendo que o próprio apóstolo nos fala para retermos o que é bom?
Você quem disse para não obedercemos leis do VT que não se repetem no NT. A proibição do casamento entre irmãos se enquadra nesse rol.
Mateus 14:3 Pois Herodes havia prendido a João, e, maniatando-o, o guardara no cárcere, por causa de Herodias, mulher de seu irmão Felipe; 4 porque João lhe dizia: Não te é lícito possuí-la.
Esse verso prova o que eu venho dizendo a muito tempo, o NT tem a Lei e o evangelho como complementares. Quando João disse que "Não te é lícito" ele esta se referindo a Lei(Torá), licito é um adj. e se refere ao que está de acordo com a lei. É por isso que Rm 3:31 dis que a fé estabelece a Lei, é por isso que Hebreus chama Moisés de heroi da fé, ou seja, a lei e a fé estão em harmonia.


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por carlosect em Dom 15 Maio 2011, 5:18 pm

Eduardo escreveu:
carlosect escreveu:Mateus 14:3 Pois Herodes havia prendido a João, e, maniatando-o, o guardara no cárcere, por causa de Herodias, mulher de seu irmão Felipe; 4 porque João lhe dizia: Não te é lícito possuí-la.
Esse verso prova o que eu venho dizendo a muito tempo, o NT tem a Lei e o evangelho como complementares. Quando João disse que "Não te é lícito" ele esta se referindo a Lei(Torá), licito é um adj. e se refere ao que está de acordo com a lei. É por isso que Rm 3:31 diz que a fé estabelece a Lei, é por isso que Hebreus chama Moisés de heroi da fé, ou seja, a lei e a fé estão em harmonia.

Romanos 3

27 Onde está logo a jactância? Foi excluída. Por que lei? Das obras? Não; mas pela lei da fé.
28 concluímos pois que o homem é justificado pela fé sem as obras da lei.
29 É porventura Deus somente dos judeus? Não é também dos gentios? Também dos gentios, certamente,
30 se é que Deus é um só, que pela fé há de justificar a circuncisão, e também por meio da fé a incircuncisão.
31 Anulamos, pois, a lei pela fé? De modo nenhum; antes estabelecemos a lei.


Vamos analisar....
27 diz que a Lei da Fé é estabelecida.
28 diz que somos justificados sem obras da lei.
29 não precisa comentar.
30 Deus justifica circunsisos e incircunsisos
31 Diz que a lei é estabelecida.... QUE LEI SERIA?

Anulamos pois a LEI (DAS OBRAS) pela FÉ? De modo nenhum antes estabelecemos a LEI (DAS OBRAS?)
Anulamos pois a Lei (DO PECADO) pela Fé? De modo nenhum antes estabelecemos a LEI (DO PECADO?)

O verso diz claramente que é Pela Lei da Fé...

Anulamos pois a Lei (DA FÉ) pela Fé? De modo nenhum antes estabelecemos a LEI (DA FÉ!)

Outro fato é que não estou dizendo para ninguém rasgar o antigo testamento porque existem profecias neles que ainda não foram cumpridas e ainda que fossem, o antigo testamento foi um AIO que nos conduziu a Cristo, a Lei nos dá conhecimento do pecado então há várias passagens que nos mostra o que seria correto.

No entanto, no Novo Testamento o Espírito Santo nos convence do pecado então Pelo Espírito Santo sabemos como agir....

Sinceramente Eduardo, Ton e demais irmãos....

Tenho amor em vocês e digo isto de coração, embora tenhamos discussões tenho fé que nos veremos no céu ou ainda que seja Numa Nova Terra.

Eu só espero que vocês não decaiam na graça, assim como eu também não quero decair na graça, digo isto porque ainda existe uma cruz que devemos carregar até o final de nossas vidas...

Mateus 24
13 Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo.

Que Deus abençoe a nós todos....






carlosect
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1532
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/10/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por Eduardo em Dom 15 Maio 2011, 6:53 pm

carlosect escreveu:Vamos analisar....
Anulamos pois a LEI (DAS OBRAS) pela FÉ? De modo nenhum antes estabelecemos a LEI (DAS OBRAS?)
Anulamos pois a Lei (DO PECADO) pela Fé? De modo nenhum antes estabelecemos a LEI (DO PECADO?)
Que tal assim:

Anulamos pois a LEI (DE DEUS) pela FÉ? De modo nenhum antes estabelecemos a LEI (DE DEUS)

A Lei que Deus nos deu não pode ser a do pecado, senão Ele seria cúmplice do Diabo.

A Lei do pecado é cria de Satanás.
Sinceramente Eduardo, Ton e demais irmãos.... Tenho amor em vocês e digo isto de coração, embora tenhamos discussões tenho fé que nos veremos no céu ou ainda que seja Numa Nova Terra. Eu só espero que vocês não decaiam na graça, assim como eu também não quero decair na graça, digo isto porque ainda existe uma cruz que devemos carregar até o final de nossas vidas...
Fique tranquilo, minha salvação não está nas obras da Lei e sim na graça de Deus através da fé em meu Senhor Jesus Cristo.


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por carlosect em Dom 15 Maio 2011, 7:19 pm

Anulamos pois a LEI (DE DEUS) pela FÉ? De modo nenhum antes estabelecemos a LEI (DE DEUS)

OK, bom argumento mas o verso 27 diz Lei da Fé.

E ainda que fosse Lei de Deus, Jesus recebeu ordens do Pai sobre como proceder, portanto não seria incoerente dizer Lei de Deus também....

Bom, depois agente conversa mais,,,, até breve....

carlosect
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1532
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/10/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por Eduardo em Dom 15 Maio 2011, 7:39 pm

carlosect escreveu:Anulamos pois a LEI (DE DEUS) pela FÉ? De modo nenhum antes estabelecemos a LEI (DE DEUS) - OK, bom argumento mas o verso 27 diz Lei da Fé.
E quem disse que a Torá não é a Lei da fé também ? Não é a toa que Moisés foi chamado de heroi da fé.
E ainda que fosse Lei de Deus, Jesus recebeu ordens do Pai sobre como proceder, portanto não seria incoerente dizer Lei de Deus também....
Como eu disse, Deus e Jesus compartilham a mesma Lei e nos concedem a mesma fé, o NT e o AT são complementares.


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por carlosect em Seg 16 Maio 2011, 12:51 am

Eduardo escreveu:
carlosect escreveu:Anulamos pois a LEI (DE DEUS) pela FÉ? De modo nenhum antes estabelecemos a LEI (DE DEUS) - OK, bom argumento mas o verso 27 diz Lei da Fé.
E quem disse que a Torá não é a Lei da fé também ? Não é a toa que Moisés foi chamado de heroi da fé.
E ainda que fosse Lei de Deus, Jesus recebeu ordens do Pai sobre como proceder, portanto não seria incoerente dizer Lei de Deus também....
Como eu disse, Deus e Jesus compartilham a mesma Lei e nos concedem a mesma fé, o NT e o AT são complementares.

Falando em fé....

efésios 2

8 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus;
9 não vem das obras, para que ninguém se glorie.
10 Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus antes preparou para que andássemos nelas.
11 Portanto, lembrai-vos que outrora vós, gentios na carne, chamam circuncisão, feita pela mão dos homens,
12 estáveis naquele tempo sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos aos pactos da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo.

Observe que diz, estranhos aos pactos da promessa e sem Deus, isto era nossa situação, a situação dos gentios.

13 Mas agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto.
14 Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, na sua carne desfez a inimizade,
15 isto é, a lei dos mandamentos contidos em ordenanças, para criar, em si mesmo, dos dois um novo homem, assim fazendo a paz,
16 e pela cruz reconciliar ambos com Deus em um só corpo, tendo por ela matado a inimizade;
17 e, vindo, ele evangelizou paz a vós que estáveis longe, e paz aos que estavam perto;
18 porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito.
19 Assim, pois, não sois mais estrangeiros, nem forasteiros, antes sois concidadãos dos santos e membros da família de Deus,
20 edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, sendo o próprio Cristo Jesus a principal pedra da esquina;
21 no qual todo o edifício bem ajustado cresce para templo santo no Senhor,
22 no qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus no Espírito.

Se por acaso esta inimizade não se refere aos mandamentos, me fale....
:risadinha: :risadinha: :risadinha:

Eu creio que o Novo testamento não é complementar, é essencial.
Eu creio que o Velho é complementar.....

Boa Noite Eduardo....

carlosect
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1532
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/10/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

A caótica teologia "independente" de carlosect 'et alii'

Mensagem por A. Guimarães em Seg 16 Maio 2011, 3:26 pm


Acho simplesmente RIDÍCULO esse suposto espírito de "independência" de certos "teólogos" amadores que dizem que não estão nem aí para o CONSENSO do pensamento cristão.

Com isso não percebem a incrível PRETENSÃO de desejar saber mais do que um Lutero, um Calvino, um Wesley, além de todos os formuladores das confissões de fé, credos, catecismos e declarações doutrinárias de TODAS as Igrejas cristãs ao longo do séculos, no que tange ao tema da lei divina.

Billy Graham, por exemplo, diz no vídeo # 3 da campanha evangelística "Nossa Esperança Brasil", a partir do tempo 2m, 43ss que "Pecar é transgredir a Lei Moral de Deus, os 10 Mandamentos". Isso foi ensinado não só no Brasil, como por todo o mundo a uma audiência de milhões de crentes e descrentes.

Para carlosect, Billy Graham está dizendo "abobrinhas". . . Então, que tal carlosect nos dizer como ele responderia a pergunta que Billy Graham faz ("o que é pecado?") e ele mesmo responde do modo como indiquei acima?

Vejamos qual é a opção interpretativa dele sobre isso.

Agora, carlosect NÃO ENTENDE Rom. 8:3, 4. O que lá diz NÃO É que o crente está isento da obediência à lei (que Paulo recomenda normalmente em seus 5o., 6o., 7o., 8o., 9o. e 10o. preceitos [Efé. 6:1-3; 4:25-31; Rom. 13:8-10, pois o Apóstolo não aprendeu sua teologia com gente como carlosect, Articulador, Khwey et alii]). O que o Apóstolo está dizendo, à luz do contexto (pouco antes, em 7:25, ele diz que serve à lei de Deus com a mente, que é aquela que traz o preceito "não cobiçarás", cf. vs. 7, 8) é que o crente não vive EM PECADO porque Deus lhe escreveu a lei no coração. É a promessa de Heb. 8:6-10, claramente aplicada.

Assim, "a justa exigência da lei" (como dizem várias versões) é cumprida NA VIDA de quem tem essa divina lei registrada na mente e coração, como foi prometido por Deus no famoso texto da transferência do Velho para o Novo concerto [Novo Testamento] (ver também Heb. 10:16 e contexto).

É um ABSURDO ABSOLUTO alegar que Rom. 8:3, 4 diz que a justiça da lei se cumpre na vida de alguém por FALHAR em cumprir os mandamentos divinos.

Gente, esses debates não têm fim NUNCA porque as pessoas não querem aceitar a "verdade inconveniente" de que são DEZ os mandamentos da Lei Moral de Deus, e não somente NOVE. Falta sinceridade, humildade, submissão à vontade de Deus. Então, o que falta é AMOR A DEUS sobre todas as coisas, pois os primeiros 4 mandamentos tratam de nossos deveres para com Deus, e os 6 últimos, idem para com o próximo.

E sabem quem ensina isso? Os cristãos ao longo dos séculos.

Quem negar isso está na CONTRAMÃO desse consenso do pensamento cristão, com supostas ideias "superiores", que, de fato, não passa daquele "outro evangelho" sobre o qual Paulo seriamente advertiu-nos em Gálatas 1:7-10.


A. Guimarães
¹
¹

Número de Mensagens : 166
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Efésios 2:15 interpretado por TEÓLOGOS COMPETENTES

Mensagem por A. Guimarães em Seg 16 Maio 2011, 3:38 pm


Tomar textos isolados, descontextualizados a Bíblia para justificar NEGLIGÊNCIA em obedecer plenamente a Deus é coisa muito séria. Sem falar no que Pedro adverte sobre o que ocorre com quem torce as Escrituras, especialmente os escritos de Paulo (ver 2a. Ped. 3:15-17).

Vejamos como comentaristas bíblicos do maior reconhecimento histórico, interconfessional e internacional entendem o texto de Efé. 2:15:

Vejamos o que dizem alguns comentaristas do maior gabarito sobre Efé. 2:15:

    Albert Barnes:
    .
    A lei dos mandamentos-- A lei de mandamentos positivos. Isso não se refere à lei "moral", que não foi causa da alienação [entre judeus e gentios] e que não foi abolida pela morte de Cristo, mas às leis ordenando sacrifícios, festivais, jejuns, etc., que constituía a singularidade do sistema judaico.
    .
    John Gill:
    .
    (Efé. 2:15). A lei cerimonial, como aparece pelo que se segue. . .

    Fonte: Antologia de comentaristas bíblicos do site www.e-Sword.net
    .
    John Wesley:
    .
    Tendo abolido por Seu sofrimento na carne a causa da inimizade entre os judeus e gentios, ou seja, a lei de mandamentos cerimoniais, mediante seus decretos—o que oferece misericórdia a todos.Wesley Bible Commentary
    .
    Fonte: http://www.christnotes.org/commentary.php?com=wes&b=49&c=2
    .
    Matthew Henry:
    .
    v. 15. Por seus sofrimentos na carne, Ele [Jesus] eliminou o poder obrigatório da lei cerimonial (assim removendo a causa de inimizade e distanciamento entre eles [judeus e gentios]), que aqui é chamada de a lei dos mandamentos que consistia em ordenanças, porque esta estipulava uma multidão de ritos e cerimônias externas, e consistia de muitas instituições e determinações a respeito das partes exteriores do culto divino. As cerimônias legais foram abrogadas por Cristo, tendo-se cumprido Nele. Por retirar isso do caminho, Ele formou uma igreja de crentes, tivessem sido judeus ou gentios. -- Destaques do original.
    .
    Fonte: www.ccel.org/ccel/henry/mhc6.x.iii.html
    .
    Adam Clarke não é tão detalhista, mas o seu comentário tem o mesmo teor e pode ser lido no seguinte endereço:
    .
    Fonte: www.studylight.org/com/acc/view.cgi?book=eph&chapter=002
    .
    E vejamos mais um comentário do erudito Paul Kreztmann:
    .
    A Lei Mosaica, com todos os seus preceitos, instituições e cerimônias, era um muro, ou cerca, que isolava o povo de Israel dos gentios, e impedia que os pagãos tivessem os privilégios dos judeus. Cristo aboliu a Lei Cerimonial e cumpriu a Lei Moral.
    .
    Isto o apóstolo explica: (Ele removeu o muro) por abolir a inimizade em Sua carne, a lei dos mandamentos em ordenanças. Em Sua carne, pelos sofrimentos do Seu corpo, por seguir para a morte pelos pecados do mundo, Cristo colocou a Lei fora de validade. . . .
    .
    A separação entre os dois não poderia existir sem hostilidade, espcialmente em vista de que a Lei Cerimonial era uma lei de preceitos em ordenanças, e como tal desafiava oposição e inimizade. Os gentios eram impedidos de se unirem ao povo de Deus ante a perspectiva de serem mantidos em escravidão pelas incontáveis e detalhadas instruções da Lei que governava as mais minuciosas ações da vida diária. . .
    –- Kreztmann Popular Commentary sb. Efé. 2:15.
    .
    Fonte: www.kretzmannproject.org/
    .
    Outros comentaristas, como Jemieson, Fausset e Brown, falam da lei em geral no que apontava a Cristo, o que claramente refere-se a sua parte cerimonial.
    .
    * Pulpit Commentary:
    .
    “Em ordenanças” limita [define] a lei dos mandamentos. A lei abolida ou superada por Cristo era a lei de requisitos positivos incorporados nas coisas decretadas, evidentemente a lei cerimonial dos judeus, certamente não a lei moral (ver Rom. iii.31). Por remover esta, Jesus removeu aquilo que tinha se tornado motivo de sentimentos amargos entre judeus e gentios; os judeus buscando orgulhosamente rebaixar os gentios, e os gentios desprezando o que consideravam os fantásticos rituais dos judeus. (“Exposition”, Pulpit Commentary, new edition [Chicago: Wilcox & Follet Company, Publishers, nd], 46:65).
Precisa dizer mais nada?



A. Guimarães
¹
¹

Número de Mensagens : 166
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por David de Oliveira em Seg 16 Maio 2011, 4:11 pm

Não é somente a Lei de Moisés que foi provisória e temporal, como nos mostra Gálatas 3:19; o ministério dos profetas também acabou juntamente com a Lei. Ora, tirando a Lei de Moisés e os ensinamentos (ministério, palavras) dos profetas, o que é bíblico, o que nos resta do Velho Testamento?

A lei e os profetas duraram até João; desde então é anunciado o reino de Deus, e todo o homem emprega força para entrar nele. Lucas 16:16
Porque os profetas e a lei tiveram a palavra até João. Mateus 11:13.


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8352
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por silvamelo em Seg 16 Maio 2011, 4:29 pm

Guimarães, você não parece estar interessado em dabater, mas as apenas em doutrinar por falácia de apelo à autoridade e ad hominem. Poxa, meu amigo, aqui é um fórum de debates! Interessa é o confronto das ideias. Para monólogos existem os blogs! Lembrando: Você está floodando e cometendo ad hominens. Melhore sua participação, por favor, para não nos forçar a tomar medidas...

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por David de Oliveira em Seg 16 Maio 2011, 4:37 pm


LEI DE MOISÉS
Ou Lei de Deus (Js 24,26), é o conjunto das leis e prescrições religiosas e civis colecionadas nos cinco livros de Moisés ( Pentateuco), atribuídos a Moisés. Estes livros, que constituíam a parte básica da leitura e instrução nas sinagogas, contêm, além de coleções (Ex 25-31; 36-40; Lv 1-16; 23-27; Nm 1-10; 17-19), alguns códigos mais amplos: Código da Aliança (Ex 20,23-23,19), a Lei de Santidade (Lv 17-22) e o Código Deuteronômico (Dt 12-26).

Além destas leis escritas, os fariseus observavam a tradição oral, a Mixná, também atribuída a Moisés.

Posição de Jesus perante a Lei de Moisés: Jesus não veio para abolir a Lei de Moisés mas cumpri-la no seu essencial (Mt 5,17). Observa a Lei (Jo 2,13; 5,1; 7,10; Mt 26,17-19; Lc 22,7-15). Jesus, porém, além de criticar o abandono da Lei de Moisés por parte dos fariseus em favor de suas tradições (Mt 15,2-9), contesta a própria Lei (Mt 12,1-8.9.14; Lc 13,1-17; Jo 5,9-12; Mc 1,41; 7,14-23; Lc 7,14; Mt 5,21-48). A atuação de Cristo frente à Lei é um esforço por tirar as conseqüências da sua redução ao amor de Deus e do próximo (Mt 7,12; 22,34-40; Mc 12,28-34; Lc 10,25-29).

Posição de Paulo perante a Lei: A polêmica que aparece em At 7,1-53; 10,1-11,18 atinge o seu ponto culminante com o apóstolo dos pagãos (Gl 1,16; At 15,1-33): somos justificados não pelas obras da Lei mas pela fé em Cristo (Rm 3,20-28; Gl 2,16-21; 3,11). A Lei não justificou nem a judeus nem a gentios (Rm 2,12-24). A Lei era transitória (Rm 5,20; 7,1-6; Gl 2,19; 3,13; Gl 3,19 Mt 11,13).

A Lei de Cristo (1Cor 9,21; Gl 6,2) é a "plenitude" da Lei mosaica (Rm 13,8-10). É a pessoa de Cristo (Ef 4,20). É a lei do Espírito (Rm 8,2). É a lei da liberdade (Gl 5,1.13), a lei da fé (Rm 3,27). É o mandamento novo (Jo 13,34; 15,12; 1Jo 3,23).

Além da Lei de Moisés e da Lei de Cristo existe a Lei natural (At 14,16; Rm 1,19s; 2,14s).



Leia mais em: http://www.bibliacatolica.com.br/dicionario/11.php#ixzz1MXtmHhgH


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8352
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por carlosect em Seg 16 Maio 2011, 8:21 pm

A. Guimarães escreveu:
[font=Times New Roman]Acho simplesmente RIDÍCULO esse suposto espírito de "independência" de certos "teólogos" amadores que dizem que não estão nem aí para o CONSENSO do pensamento cristão.

Com isso não percebem a incrível PRETENSÃO de desejar saber mais do que um Lutero, um Calvino, um Wesley, além de todos os formuladores das confissões de fé, credos, catecismos e declarações doutrinárias de TODAS as Igrejas cristãs ao longo do séculos, no que tange ao tema da lei divina.
O muito estudar é enfado da carne, se é para Estudar, se é para obedecer, que seja a Palavra de Deus.... Volto a Dizer a mesma coisa, pouco me interessa, eles não irão me salvar....
A. Guimarães escreveu:
Billy Graham, por exemplo, diz no vídeo # 3 da campanha evangelística "Nossa Esperança Brasil", a partir do tempo 2m, 43ss que "Pecar é transgredir a Lei Moral de Deus, os 10 Mandamentos". Isso foi ensinado não só no Brasil, como por todo o mundo a uma audiência de milhões de crentes e descrentes.

Para carlosect, Billy Graham está dizendo "abobrinhas". . . Então, que tal carlosect nos dizer como ele responderia a pergunta que Billy Graham faz ("o que é pecado?") e ele mesmo responde do modo como indiquei acima?

Essa dispenso comentários, o fórum tem como por base a Palavra de Deus, se fulano ou ciclano pensava isto ou aquilo pouco me interessa, se fosse para eu falar de alguma coisa, poderia falar da própria igreja adventista, no entanto, não o faço porque é perda de tempo e não causa frutificação alguma mas sim dissenções e ira.
A. Guimarães escreveu:
Vejamos qual é a opção interpretativa dele sobre isso.

Agora, carlosect NÃO ENTENDE Rom. 8:3, 4. O que lá diz NÃO É que o crente está isento da obediência à lei (que Paulo recomenda normalmente em seus 5o., 6o., 7o., 8o., 9o. e 10o. preceitos [Efé. 6:1-3; 4:25-31; Rom. 13:8-10, pois o Apóstolo não aprendeu sua teologia com gente como carlosect, Articulador, Khwey et alii]). O que o Apóstolo está dizendo, à luz do contexto (pouco antes, em 7:25, ele diz que serve à lei de Deus com a mente, que é aquela que traz o preceito "não cobiçarás", cf. vs. 7, 8) é que o crente não vive EM PECADO porque Deus lhe escreveu a lei no coração. É a promessa de Heb. 8:6-10, claramente aplicada.

Assim, "a justa exigência da lei" (como dizem várias versões) é cumprida NA VIDA de quem tem essa divina lei registrada na mente e coração, como foi prometido por Deus no famoso texto da transferência do Velho para o Novo concerto [Novo Testamento] (ver também Heb. 10:16 e contexto).

É um ABSURDO ABSOLUTO alegar que Rom. 8:3, 4 diz que a justiça da lei se cumpre na vida de alguém por FALHAR em cumprir os mandamentos divinos.

Eu não disse que estamos isentos da Lei, temos uma lei que seguimos, esta Lei é a Lei de Cristo ou a Lei do Espírito.
A lei de Cristo não fala que devemos observar o sábado como se fosse coisa de vida ou morte. Jesus diz que o Sábado foi feito para o homem e não o homem para o sábado. Se fôssemos feitos para o sábado, então neste caso seria realmente necessário observá-lo. Nós fomos feitos para Deus e não Deus para nós.
Em relação a Lei do coração, você está misturando promessa futura com ação presente....

2 coríntios 3
2 Vós sois a nossa carta, escrita em nossos corações, conhecida e lida por todos os homens,
3 sendo manifestos como carta de Cristo, ministrada por nós, e escrita, não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas em tábuas de carne do coração.

Observe o verso 6
6 o qual também nos capacitou para sermos ministros dum novo pacto, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata, mas o espírito vivifica.

e ainda vemos no verso 7
7 Ora, se o ministério da morte, gravado com letras em pedras, veio em glória, de maneira que os filhos de Israel não podiam fixar os olhos no rosto de Moisés, por causa da glória do seu rosto, a qual se estava desvanecendo,

Observe, Ministério da Morte foi a Palavra Aplicada as tábuas de Pedra, Por que será em Guimarães?????

Vemos a resposta...
14 mas o entendimento lhes ficou endurecido. Pois até o dia de hoje, à leitura do velho pacto, permanece o mesmo véu, não lhes sendo revelado que em Cristo é ele abolido;

Você parece querer reacender a leitura do velho pacto.

Em relação a Romanos 8,3e 4 vemos:
2 Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte.
3 Porquanto o que era impossível à lei, visto que se achava fraca pela carne, Deus enviando o seu próprio Filho em semelhança da carne do pecado, e por causa do pecado, na carne condenou o pecado.
4 para que a justa exigência da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito.

Seria muito engraçado dizer que a exigencia do pecado fosse cumprida em nós.... ai, caramba!

Você diz que acha absurdo eu ter afirmado que a exigência da Lei é cumprida em Jesus por nós falharmos no cumprimento dos mandamentos de Deus? A própria Palavra o diz, somos imperfeitos e Jesus teve que cumprir a Lei por nossa causa.

Por fim você esquece também da passagem de Romanos 6
15 Pois quê? Havemos de pecar porque não estamos debaixo da lei, mas debaixo da graça? De modo nenhum.

Mais claro que isso Guimarães, não adianta mesmo dialogar...


A. Guimarães escreveu:

Gente, esses debates não têm fim NUNCA porque as pessoas não querem aceitar a "verdade inconveniente" de que são DEZ os mandamentos da Lei Moral de Deus, e não somente NOVE. Falta sinceridade, humildade, submissão à vontade de Deus. Então, o que falta é AMOR A DEUS sobre todas as coisas, pois os primeiros 4 mandamentos tratam de nossos deveres para com Deus, e os 6 últimos, idem para com o próximo.

E sabem quem ensina isso? Os cristãos ao longo dos séculos.

Quem negar isso está na CONTRAMÃO desse consenso do pensamento cristão, com supostas ideias "superiores", que, de fato, não passa daquele "outro evangelho" sobre o qual Paulo seriamente advertiu-nos em Gálatas 1:7-10.


Realmente, começando pelo seu pensamento, esquecendo-se que o sábado foi feito para nós e não nós para o sábado.

Se você quer guardar o sábado, faça isso! faça domingo, faça segunda feira ou qualquer outro dia, mas deixe nós em Paz no que tange este assunto.


carlosect
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1532
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/10/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por carlosect em Seg 16 Maio 2011, 8:28 pm

A. Guimarães escreveu:
Tomar textos isolados, descontextualizados a Bíblia para justificar NEGLIGÊNCIA em obedecer plenamente a Deus é coisa muito séria. Sem falar no que Pedro adverte sobre o que ocorre com quem torce as Escrituras, especialmente os escritos de Paulo (ver 2a. Ped. 3:15-17).

Vejamos como comentaristas bíblicos do maior reconhecimento histórico, interconfessional e internacional entendem o texto de Efé. 2:15:

Vejamos o que dizem alguns comentaristas do maior gabarito sobre Efé. 2:15:

    Albert Barnes:
    .
    A lei dos mandamentos-- A lei de mandamentos positivos. Isso não se refere à lei "moral", que não foi causa da alienação [entre judeus e gentios] e que não foi abolida pela morte de Cristo, mas às leis ordenando sacrifícios, festivais, jejuns, etc., que constituía a singularidade do sistema judaico.
    .
    John Gill:
    .
    (Efé. 2:15). A lei cerimonial, como aparece pelo que se segue. . .

    Fonte: Antologia de comentaristas bíblicos do site www.e-Sword.net
    .
    John Wesley:
    .
    Tendo abolido por Seu sofrimento na carne a causa da inimizade entre os judeus e gentios, ou seja, a lei de mandamentos cerimoniais, mediante seus decretos—o que oferece misericórdia a todos.Wesley Bible Commentary
    .
    Fonte: http://www.christnotes.org/commentary.php?com=wes&b=49&c=2
    .
    Matthew Henry:
    .
    v. 15. Por seus sofrimentos na carne, Ele [Jesus] eliminou o poder obrigatório da lei cerimonial (assim removendo a causa de inimizade e distanciamento entre eles [judeus e gentios]), que aqui é chamada de a lei dos mandamentos que consistia em ordenanças, porque esta estipulava uma multidão de ritos e cerimônias externas, e consistia de muitas instituições e determinações a respeito das partes exteriores do culto divino. As cerimônias legais foram abrogadas por Cristo, tendo-se cumprido Nele. Por retirar isso do caminho, Ele formou uma igreja de crentes, tivessem sido judeus ou gentios. -- Destaques do original.
    .
    Fonte: www.ccel.org/ccel/henry/mhc6.x.iii.html
    .
    Adam Clarke não é tão detalhista, mas o seu comentário tem o mesmo teor e pode ser lido no seguinte endereço:
    .
    Fonte: www.studylight.org/com/acc/view.cgi?book=eph&chapter=002
    .
    E vejamos mais um comentário do erudito Paul Kreztmann:
    .
    A Lei Mosaica, com todos os seus preceitos, instituições e cerimônias, era um muro, ou cerca, que isolava o povo de Israel dos gentios, e impedia que os pagãos tivessem os privilégios dos judeus. Cristo aboliu a Lei Cerimonial e cumpriu a Lei Moral.
    .
    Isto o apóstolo explica: (Ele removeu o muro) por abolir a inimizade em Sua carne, a lei dos mandamentos em ordenanças. Em Sua carne, pelos sofrimentos do Seu corpo, por seguir para a morte pelos pecados do mundo, Cristo colocou a Lei fora de validade. . . .
    .
    A separação entre os dois não poderia existir sem hostilidade, espcialmente em vista de que a Lei Cerimonial era uma lei de preceitos em ordenanças, e como tal desafiava oposição e inimizade. Os gentios eram impedidos de se unirem ao povo de Deus ante a perspectiva de serem mantidos em escravidão pelas incontáveis e detalhadas instruções da Lei que governava as mais minuciosas ações da vida diária. . .
    –- Kreztmann Popular Commentary sb. Efé. 2:15.
    .
    Fonte: www.kretzmannproject.org/
    .
    Outros comentaristas, como Jemieson, Fausset e Brown, falam da lei em geral no que apontava a Cristo, o que claramente refere-se a sua parte cerimonial.
    .
    * Pulpit Commentary:
    .
    “Em ordenanças” limita [define] a lei dos mandamentos. A lei abolida ou superada por Cristo era a lei de requisitos positivos incorporados nas coisas decretadas, evidentemente a lei cerimonial dos judeus, certamente não a lei moral (ver Rom. iii.31). Por remover esta, Jesus removeu aquilo que tinha se tornado motivo de sentimentos amargos entre judeus e gentios; os judeus buscando orgulhosamente rebaixar os gentios, e os gentios desprezando o que consideravam os fantásticos rituais dos judeus. (“Exposition”, Pulpit Commentary, new edition [Chicago: Wilcox & Follet Company, Publishers, nd], 46:65).
Precisa dizer mais nada?




FLOOD, se é para debatermos que seja na Palavra de Deus, na bíblia e não em autores do passado, a menos que o tópico fosse especifico para tal, como por exemplo:

Pensamentos do Adam e a Lei de Deus.
Neste caso envolveria o pensamento do autor Adam e poderíamos debater o que achamos.

Estou cansado de ver este tipo de flood aqui, peço aos moderadores observação caso isto continue.


carlosect
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1532
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/10/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por Eduardo em Seg 16 Maio 2011, 8:36 pm

(Romanos 13:9) - Com efeito: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.

Os demais mandamentos também são beseados no amor, inclusive o sábado. Após lista 5 mandamentos do decalogo Paulo disse e se há algum outro mandamento, com isso ele automaticamente inclui os demais mandamentos, ou seja, o sábado entra nessa lista, ele foi feito com base no amor. Então querm ama guarda o sábado.

Na perspectiva horizontal (“amar ao próximo como a si mesmo”), o 4o. mandamento concede repouso aos servidores de um crente—“nem o teu servo, nem a tua serva. . .”, e até os animais são beneficiados, em benfazejo ato de misericórdia—“nem o teu boi, nem o teu jumento. . .”

O sábado foi feito para servir ao melhor interesse de descanso físico, mental e refrigério espiritual de todos os homens (Mar. 2:27). Ademais, Cristo tanto Se preocupou em preservar o sábado como foi pretendido que teve vários atritos com a liderança judaica, não quanto a SE deviam guardá-lo, nem QUANDO fazê-lo, e sim COMO observar “o dia do Senhor” no seu devido espírito. Ele Se empenhou por corrigir as distorções daqueles líderes para com o mandamento porque era zeloso pelas coisas de Deus. Ele mesmo identificou-Se como “Senhor do sábado” (Mat. 12:8).

Na epístola aos Hebreus, enquanto as cerimônias e o seu sentido prefigurativo do sacrifício de Cristo são detalhadamente discutidos nos capítulos 7 a 10, o sábado recebe tratamento muito especial nos capítulos 3 e 4. Simboliza o descanso espiritual que se obtém em Cristo. Embora o povo de Israel haja falhado coletivamente em obter tal descanso, dentro de Israel houve os heróis todos, citados no capítulo 11, que encontraram esse descanso espiritual, e nem por isso deixaram o sábado de lado.

O salmista disse que se deleitava em cumprir a lei divina que conservava no coração (Sal. 40:8), o que certamente incluía o mandamento do sábado.
É interessante que, embora por todos os dois capítulos 3 e 4 de Hebreus, enquanto a palavra grega para descanso seja katapausin, no vs. 4:9 o autor emprega um termo especial, usado só esta vez em toda a Bíblia, sabbatismos, ao lembrar, como indica nota de rodapé em muitas versões bíblicas: “Resta um descanso sabático para o povo de Deus”. Ou, como traduziu o erudito G. Lamsa, de fontes originais aramaicas, “resta uma guarda do sábado para o povo de Deus”.

Claramente o autor de Hebreus quis demonstrar que embora utilizasse a metáfora do sábado para ilustrar o descanso espiritual, ele quis evitar qualquer ambiguidade deixando claro que o sábado semanal não cessou, com a falha sistemática do povo de Israel em alcançar o descanso espiritual que Deus lhe propunha. Prosseguia o povo de Deus tendo o descanso do sábado como um pequeno modelo desse descanso em Cristo.

Ao repetir os termos da lei divina ao povo, Moisés ressaltou que o sábado, indicado no original da lei dada no Sinai, tendo o caráter de memorial da Criação, era também memorial da Redenção. Lembrava ao povo o livramento da escravidão do Egito, onde não tinham o privilégio de dedicar tal dia ao Senhor (Deu. 5:15). Assim, o sábado é tanto memorial da Criação quanto da Redenção. Simboliza perfeitamente que aqueles que foram livrados do Egito do pecado agora têm também o privilégio de observar o sábado para dedicá-lo ao Senhor e obter descanso físico, mental e refigério espiritual, algo que não praticavam quando prisioneiros do pecado, definido nas Escrituras como “transgressão da lei” (1 João 3:4).

O fato é que quem se dispõe a observar fielmente o sábado denota um espírito de submissão a tudo quanto o Senhor determina em Sua lei.

Dificilmente um assassino, ladrão, adúltero contumaz iria dispor-se a seguir tal princípio. Tais indivíduos não revelam consideração para com outras regras bíblicas até mais fáceis de acatar, muito menos se sujeitariam a algo que se constitui numa restrição tida por inconveniente e penosa—reservar tempo para Deus regularmente, num dia contrário ao costume social, buscando respeitar Sua lei integralmente para associar-se semanalmente na igreja a outros adoradores de mesma visão.


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por silvamelo em Ter 17 Maio 2011, 1:19 am

Quantas letras, Eduardo! Pena que são só suas letras... Então deixemos a Bíblia falar por si mesma:

(Romanos 13:9) - Com efeito: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.
"O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor" (Romanos 13:10).

Os demais mandamentos também são beseados no amor, inclusive o sábado. Após lista 5 mandamentos do decalogo Paulo disse e se há algum outro mandamento, com isso ele automaticamente inclui os demais mandamentos, ou seja, o sábado entra nessa lista, ele foi feito com base no amor. Então querm ama guarda o sábado.
Romanos 13:9,10 é claríssimo! Mas por que será que você substituiu o v.10 pelos seus comentários, hein?

O sábado foi feito para servir ao melhor interesse de descanso físico, mental e refrigério espiritual de todos os homens (Mar. 2:27). Ademais, Cristo tanto Se preocupou em preservar o sábado como foi pretendido que teve vários atritos com a liderança judaica, não quanto a SE deviam guardá-lo, nem QUANDO fazê-lo, e sim COMO observar “o dia do Senhor” no seu devido espírito. Ele Se empenhou por corrigir as distorções daqueles líderes para com o mandamento porque era zeloso pelas coisas de Deus. Ele mesmo identificou-Se como “Senhor do sábado” (Mat. 12:8).
"E aconteceu que, passando ele num sábado pelas searas, os seus discípulos, caminhando, começaram a colher espigas. E os fariseus lhe disseram: Vês? Por que fazem no sábado o que não é lícito? Mas ele disse-lhes: Nunca lestes o que fez Davi, quando estava em necessidade e teve fome, ele e os que com ele estavam? Como entrou na casa de Deus, no tempo de Abiatar, sumo sacerdote, e comeu os pães da proposição, dos quais não era lícito comer senão aos sacerdotes, dando também aos que com ele estavam? E disse-lhes: O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado. Assim o Filho do homem até do sábado é Senhor" (Marcos 2.23-28).

Na epístola aos Hebreus, enquanto as cerimônias e o seu sentido prefigurativo do sacrifício de Cristo são detalhadamente discutidos nos capítulos 7 a 10, o sábado recebe tratamento muito especial nos capítulos 3 e 4. Simboliza o descanso espiritual que se obtém em Cristo. Embora o povo de Israel haja falhado coletivamente em obter tal descanso, dentro de Israel houve os heróis todos, citados no capítulo 11, que encontraram esse descanso espiritual, e nem por isso deixaram o sábado de lado.

O salmista disse que se deleitava em cumprir a lei divina que conservava no coração (Sal. 40:8), o que certamente incluía o mandamento do sábado.
É interessante que, embora por todos os dois capítulos 3 e 4 de Hebreus, enquanto a palavra grega para descanso seja katapausin, no vs. 4:9 o autor emprega um termo especial, usado só esta vez em toda a Bíblia, sabbatismos, ao lembrar, como indica nota de rodapé em muitas versões bíblicas: “Resta um descanso sabático para o povo de Deus”. Ou, como traduziu o erudito G. Lamsa, de fontes originais aramaicas, “resta uma guarda do sábado para o povo de Deus”.
"Porque, se Josué lhes houvesse dado repouso, não falaria depois disso de outro dia. Portanto, resta ainda um repouso para o povo de Deus. Porque aquele que entrou no seu repouso, ele próprio repousou de suas obras, como Deus das suas. Procuremos, pois, entrar naquele repouso, para que ninguém caia no mesmo exemplo de desobediência" (Hebreus 4:8-11).

O fato é que quem se dispõe a observar fielmente o sábado denota um espírito de submissão a tudo quanto o Senhor determina em Sua lei.
"Mas agora temos sido libertados da lei, tendo morrido para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra" (Romanos 7:6).

Dificilmente um assassino, ladrão, adúltero contumaz iria dispor-se a seguir tal princípio.
"Respondendo, porém, o outro, repreendia-o, dizendo: Tu nem ainda temes a Deus, estando na mesma condenação?" (Lucas 23:40).

Tais indivíduos não revelam consideração para com outras regras bíblicas até mais fáceis de acatar, muito menos se sujeitariam a algo que se constitui numa restrição tida por inconveniente e penosa—reservar tempo para Deus regularmente, num dia contrário ao costume social, buscando respeitar Sua lei integralmente para associar-se semanalmente na igreja a outros adoradores de mesma visão.
"Mas agora, conhecendo a Deus, ou, antes, sendo conhecidos por Deus, como tornais outra vez a esses rudimentos fracos e pobres, aos quais de novo quereis servir? Guardais dias, e meses, e tempos, e anos. Receio de vós, que não haja trabalhado em vão para convosco. Irmãos, rogo-vos que sejais como eu, porque também eu sou como vós" (Gálatas 4.9-12).

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por carlosect em Ter 17 Maio 2011, 9:18 am

Boa explicação Silvamelo, baseado na palavra de Deus e não em pensamentos humanos, esta é a melhor forma de expor a Palavra usando a própria bíblia e não por meio de autor disto ou daquilo conforme o guimarães tenta de todas as formas expor...

Em relação ao Eduardo, vejo que ele tenta argumentar com princípios, não acho errado ele trabalhar no sábado pela Palavra de Deus, o que eu discordo é o fato de dizer que quem não guardar o sábado irá para o inferno.

Somos selados com o Espírito Santo, mas eles (não sei o Eduardo, mas pelo menos a igreja adventista) afirma que o selo de Deus é a guarda do sábado.

Cheguei a ver um site que dizia que a Marca da besta não é o chip mas sim a questão de não guardar o sábado.

Seria engraçado, o povo ao invés de ser salvo por Cristo, seria salvo por meio do sábado....

Bem que a palavra de Deus diz:

tito 3
8 Fiel é esta palavra, e quero que a proclames com firmeza para que os que crêem em Deus procurem aplicar-se às boas obras. Essas coisas são boas e proveitosas aos homens.
9 Mas evita questões tolas, genealogias, contendas e debates acerca da lei; porque são coisas inúteis e vãs.

colossenses 2
16 Ninguém, pois, vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa de dias de festa, ou de lua nova, ou de sábados,

se é pelo fato dos apóstolos seguirem o sábado então vemos que eles seguiam dias de festa e lua nova também, isto seria tão verdadeiro que vemos:

isaías 66
22 Pois, como os novos céus e a nova terra, que hei de fazer, durarão diante de mim, diz o Senhor, assim durará a vossa posteridade e o vosso nome.
23 E acontecerá que desde uma lua nova até a outra, e desde um sábado até o outro, virá toda a carne a adorar perante mim, diz o Senhor.

Fica claro que iremos adorar a Deus nos dias de Lua Nova e no sábado futuramente.....

carlosect
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1532
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/10/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por silvamelo em Ter 17 Maio 2011, 2:02 pm

Pois é, Carlos... é essa deturpação adventista que precisa parar! Eles querem guardar o sábado, que guardem! Mas não podem fechar a porta que Deus abriu para os gentios, colocando a guarda do sábado como CONDIÇÃO para a salvação, quando não há rudimento humano que condicione isto.

A Paz!

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por David de Oliveira em Ter 17 Maio 2011, 2:41 pm

Arraigados e edificados nele (Jesus) e confirmados na fé, assim como fostes ensinados, nela abundando em ação de graças.
Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo;
Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz.
Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados,
Que são sombras das coisas futuras, mas o corpo é de Cristo.


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .

David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8352
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Estamos lidando aqui com semideuses ou com homens?

Mensagem por A. Guimarães em Ter 17 Maio 2011, 6:45 pm

Editado por FLOOD.

A. Guimarães
¹
¹

Número de Mensagens : 166
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por carlosect em Ter 17 Maio 2011, 10:12 pm

A. Guimarães escreveu:Editado por FLOOD.

Mais um flood.

Ora, também o primeiro pacto tinha ordenanças de serviço sagrado, e um santuário terrestre.
2 Pois foi preparada uma tenda, a primeira, na qual estavam o candeeiro, e a mesa, e os pães da proposição; a essa se chama o santo lugar;
3 mas depois do segundo véu estava a tenda que se chama o santo dos santos,
4 que tinha o incensário de ouro, e a arca do pacto, toda coberta de ouro em redor; na qual estava um vaso de ouro, que continha o maná, e a vara de Arão, que tinha brotado, e as tábuas do pacto;
5 e sobre a arca os querubins da glória, que cobriam o propiciatório; das quais coisas não falaremos agora particularmente.
6 Ora, estando estas coisas assim preparadas, entram continuamente na primeira tenda os sacerdotes, celebrando os serviços sagrados;
7 mas na segunda só o sumo sacerdote, uma vez por ano, não sem sangue, o qual ele oferece por si mesmo e pelos erros do povo;
8 dando o Espírito Santo a entender com isso, que o caminho do santuário não está descoberto, enquanto subsiste a primeira tenda,
9 que é uma parábola para o tempo presente, conforme a qual se oferecem tanto dons como sacrifícios que, quanto à consciência, não podem aperfeiçoar aquele que presta o culto;
10 sendo somente, no tocante a comidas, e bebidas, e várias abluções, umas ordenanças da carne, impostas até um tempo de reforma.
11 Mas Cristo, tendo vindo como sumo sacerdote dos bens já realizados, por meio do maior e mais perfeito tabernáculo (não feito por mãos, isto é, não desta criação),
12 e não pelo sangue de bodes e novilhos, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez por todas no santo lugar, havendo obtido uma eterna redenção.
13 Porque, se a aspersão do sangue de bodes e de touros, e das cinzas duma novilha santifica os contaminados, quanto à purificação da carne,
14 quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará das obras mortas a vossa consciência, para servirdes ao Deus vivo?
15 E por isso é mediador de um novo pacto, para que, intervindo a morte para remissão das transgressões cometidas debaixo do primeiro pacto, os chamados recebam a promessa da herança eterna.
16 Pois onde há testamento, necessário é que intervenha a morte do testador.


gálatas 4
22 Porque está escrito que Abraão teve dois filhos, um da escrava, e outro da livre.
23 Todavia o que era da escrava nasceu segundo a carne, mas, o que era da livre, por promessa.
24 O que se entende por alegoria: pois essas mulheres são dois pactos; um do monte Sinai, que dá à luz filhos para a servidão, e que é Agar.
25 Ora, esta Agar é o monte Sinai na Arábia e corresponde à Jerusalém atual, pois é escrava com seus filhos.
26 Mas a Jerusalém que é de cima é livre; a qual é nossa mãe.


II coríntios 3
7 Ora, se o ministério da morte, gravado com letras em pedras, veio em glória, de maneira que os filhos de Israel não podiam fixar os olhos no rosto de Moisés, por causa da glória do seu rosto, a qual se estava desvanecendo,
8 como não será de maior glória o ministério do espírito?
9 Porque, se o ministério da condenação tinha glória, muito mais excede em glória o ministério da justiça.

II corintios 5
18 Mas todas as coisas provêm de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Cristo, e nos confiou o ministério da reconciliação;

carlosect
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1532
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/10/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por Eduardo em Qua 18 Maio 2011, 1:04 pm

silvamelo escreveu:
(Romanos 13:9) - Com efeito: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.
"O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor" (Romanos 13:10).
De pleno acordo, isso é o que eu sempre disse, quem guarda a Lei ama o próximo pois a Lei é baseada no amor a Deus e ao proximo.
"E aconteceu que, passando ele num sábado pelas searas, os seus discípulos, caminhando, começaram a colher espigas. E os fariseus lhe disseram: Vês? Por que fazem no sábado o que não é lícito? Mas ele disse-lhes: Nunca lestes o que fez Davi, quando estava em necessidade e teve fome, ele e os que com ele estavam? Como entrou na casa de Deus, no tempo de Abiatar, sumo sacerdote, e comeu os pães da proposição, dos quais não era lícito comer senão aos sacerdotes, dando também aos que com ele estavam? E disse-lhes: O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado. Assim o Filho do homem até do sábado é Senhor" (Marcos 2.23-28).
Obrigado por confirmar que o sábado foi feito desde o Éden, muito antes de Moisés, por causa do homem. Quanto a Davi e os discipulos, Cristo afirma que eles agiram em conformidade com a Lei desmentindo a interpretação errônea dos farizeus.


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por silvamelo em Qua 18 Maio 2011, 1:20 pm

Eduardo escreveu:Quanto a Davi e os discipulos, Cristo afirma que eles agiram em conformidade com a Lei desmentindo a interpretação errônea dos farizeus.
Exatamente, Eduardo. Davi "comeu os pães da proposição, dos quais não era lícito comer senão aos sacerdotes", e ficou sem culpa. Exatamente como nós, que, EM CRISTO, temos a LIBERDADE de não observar dia nenhum e ficamos sem culpa!

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adventismo II Para quem é a maldição de malaquias?? - Enquete

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 3:35 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 39 de 40 Anterior  1 ... 21 ... 38, 39, 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum