.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
83 usuários online :: 5 usuários cadastrados, Nenhum Invisível e 78 Visitantes :: 2 Motores de busca

Christiano, David de Oliveira, gusto, Khwey, Lit San Ares

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Página 8 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por abençoado em Sex 29 Abr 2011, 7:00 pm

Ah..e ligue o puritanismo (calvinistas do século XVII) com os E.U.A. É sempre um bom exemplo do citado acima :chapeu:

abençoado
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1851
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 22/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por dedo-duro em Sex 29 Abr 2011, 7:33 pm

Cruzes, quanta abobrinha.


tradicionalmente, veja quem são os povos mais trabalhadores da Europa e (ainda) os mais desenvolvidos.

Obrigado. Admitiu que foi o trabalho.

Não esquecendo nem passando o borrachão que a ética financeira protestante incentivava ao trabalho

É o que falta provar.

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por Convidad em Sex 29 Abr 2011, 7:42 pm

dedo-duro escreveu:Menos lorota e mais ação.

O que informei---> Os ricos do séc. XVIII aliaram-se ao protestantismo, não porque ele trouxesse riqueza, mas, tão somente, porque aliviava para os ricos, isto é, não condenava a riqueza.

O que vocês tentam passar---> As pessoas ficam e ficaram ricas em virtude de um eventual protestantismo.

Comece provando as alegações que, primeiramente, fizeram, e, se for necessário, eu trago os registros históricos. Tenho até uns trechos do Max Weber selecionados.

Ué, mas o ônus é teu camarada , você que disse que eu estava mentindo , e até agora não provou , eu falei que não queria ver vergonha alheia, mas vc não aprende. (nt.: Weber em CONTEXTO , nada de desonestidade intelectual de pinçar pequenissímos trechos para mudar o sentido, nt2.: você NÃO LEU Weber ...rs)

poder até ser que eu seja generoso contigo e te passe um e-book pdf que tenho de Weber..rs


Última edição por Articulador em Sex 29 Abr 2011, 7:49 pm, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por dedo-duro em Sex 29 Abr 2011, 7:48 pm

Esse livro do Weber já foi devidamente lido em cópia legal. Se tivesse o ebook não estaria enrolando para transcrever o que ele disse. Mas já que você está tão convicto do seu ponto de vista, e tem um ebook em mãos, copie e cole o que for a favor de sua tese, se é que há algo.

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por Convidad em Sex 29 Abr 2011, 7:59 pm

dedo-duro escreveu:Esse livro do Weber já foi devidamente lido em cópia legal. Se tivesse o ebook não estaria enrolando para transcrever o que ele disse. Mas já que você está tão convicto do seu ponto de vista, e tem um ebook em mãos, copie e cole o que for a favor de sua tese, se é que há algo.

já te disse que lí e tenho o ebook , mas se eu desprovar tua tese (na verdade seria teu ônus, do acusador) , você pedirá desculpas pela tua acusação leviana ? Sim ou Não.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por abençoado em Sex 29 Abr 2011, 8:10 pm



Obrigado. Admitiu que foi o trabalho.


Princípio cristão?


preguiçoso não apanha a sua caça; mas o bem precioso do homem é para o diligente. Provérbios 12:27

O que trabalha com mão remissa empobrece; mas a mão do diligente enriquece. Provérbios 10:4

Os planos do diligente conduzem à abundância; mas todo precipitado apressa-se para a penúria. Provérbios 21:5

O preguiçoso deseja, e coisa nenhuma alcança; mas o desejo do diligente será satisfeito. Provérbios 13:4

Quer mais?...

e também que todo homem coma e beba, e goze do bem de todo o seu trabalho é dom de Deus. Eclesiastes 3:13

O desejo do preguiçoso o mata; porque as suas mãos recusam-se a trabalhar. Provérbios 21:25

O trabalho do justo conduz à vida; a renda do ímpio, para o pecado. Provérbios 10:16

Vês um homem hábil na sua obrar? esse perante reis assistirá; e não assistirá perante homens obscuros. Provérbios 22:29


PRINCÍPIO CRISTÃO ENTÃO :chapeu:

Não esquecendo nem passando o borrachão que a ética financeira protestante incentivava ao trabalho

É o que falta provar

Roma ocultou a verdade por muitos anos com o objetivo de dominio e repressão das massas.Com a Reforma, as pessoas foram doutrinadas (pela Bíblia) que seriam bons cristãos e mostrariam que eram eleitos de Deus através do seu testemunho(calvinismo): daí apareceu a ética financeira de Calvino,que não estimulando ao amor às riquezas,fazia menção ao trabalho diligente e a "gozar-se dos frutos desse trabalho" (quer mais versículos??).


Calvinista acredita que Deus escolheu um grupo de pessoas e que as restantes vão para o Inferno. Conseqüentemente, a pergunta que qualquer Calvinista se faz é: "Estarei eu entre os escolhidos?".

Como é que um Calvinista sabe se está entre os escolhidos ou não? Teoricamente, não é ele que o determina. A decisão está tomada. Foi tomada por Deus. Como é que eu sei se fui escolhido ou não? Resposta: Deus me atraiu e eu cri na sua palavra. Ela é que me diz: "Mas a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus a saber os que creem em seu nome". Pela graça sois salvos, isto não vem de vós é dom de Deus para que ninguém se vanglorie.

Sendo um bom cristão, trabalhando muito, seguindo sempre todos os princípios bíblicos, o Calvinista prova a si mesmo que foi um escolhido, pelo seu sucesso como cristão. Não é a sua própria ação, mas de Deus, pois se Deus trabalha por ele, ele conclui que foi um dos eleitos.

Sendo assim, historicamente, para muitos Calvinistas, o sucesso no trabalho e a conseqüente riqueza poderá ser um dos sinais de que está entre os escolhidos de Deus. Os Holandeses, os Escoceses e os Americanos ganharam, então, a fama de serem sovinas, pouco generosos, interessados apenas no dinheiro. Estas características são na vida moderna quase um dado adquirido em qualquer cultura, mas nos tempos da Reforma Protestante, o Calvinismo terá instituído uma nova e revolucionária forma de relação com a riqueza. Ernest Gellner



Sociólogos como Max Weber e Ernest Gellner analisaram a teoria e as conseqüências práticas desta doutrina e chegaram à conclusão de que os resultados são paradoxais. Em parte explicam o precoce desenvolvimento do capitalismo nos países onde o Calvinismo foi popular (Holanda, Escócia e Estados Unidos da América, sobretudo).

A ética protestante e o "espírito" do capitalismo, ensaio clássico de Max Weber (1864-1920) sobre a ética puritana e a cultura capitalista moderna, (...) O livro analisa a gênese da cultura capitalista moderna e sua relação com a religiosidade puritana adotada por igrejas e seitas protestantes dos séculos XVI e XVII: a partir de observações estatísticas, Weber constatou que os protestantes de sua época eram, de um modo geral, mais bem-sucedidos nos negócios do que os católicos. Os últimos ajustes ao estudo foram feitos no ano da morte do autor, quando o texto passou a fazer parte dos Ensaios reunidos de sociologia da religião.


sóbrio capitalismo burguês com a sua organização racional do trabalho. FILIAÇÃO RELIGIOSA E ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL -Constatação de um fato: a predominância, entre os líderes do mundo de negócios, dos proprietários do capital, em suma, dos capitalistas, de uma vocação religiosa: o protestantismo. Responsável de início pela “diáspora” de protestantes à regiões anteriormente improdutivas, os conflitos religiosos entre católicos e protestantes conduziram estes últimos a um esforço em consolidar a riqueza como forma de proteção às perseguições dos poderes políticos exercidos pelos católicos. Enquanto a moral católica desprezava o consumo de bens luxuosos como sinônimo de uma vida dissoluta, os protestantes possuíam o espírito aberto para as inovações técnicas e para a ciência produtora destes bens. O autor discute também a suposição do ascetismo católico e da “alegria de viver” dos protestantes serem componentes na diferenciação entre a ética antiga e a ética capitalista. Alguns ramos do protestantismo como, por exemplo, os quackers e os menonitas, apresentavam a paradoxal condição de um intenso desenvolvimento da mentalidade comercial ao lado de um proverbial alheamento do mundo. Uma série de exemplos é usada para mostrar que o espírito de trabalho, o progresso, ou qualquer nome que possa ser dado às condutas protestantes não deve ser entendido como mundanidade. “ Se se quiser achar qualquer relação interna entre certas expressões do velho espírito protestante e a moderna cultura capitalística, deve-se tentar achá-los, em qualquer hipótese, não na sua alegria de viver, considerada mais ou menos materialística, ou pelo menos anti-ascética, mas nas suas características puramente religiosas. Montesquieu diz dos ingleses que eles foram os que mais progrediram de todos os povos do mundo em três coisas importantes: na religião, no comércio e na liberdade. Não será possível que sua superioridade comercial e a sua adaptação à instituições políticas liberais tenham algum ponto de contato com esse grau de religiosidade que montesquieu observou entre eles?

Fonte: http://pt.shvoong.com/humanities/theory-criticism/1674793-%C3%A9tica-protestante-max-weber/#ixzz1KxJGwHj5


Neste livro, Weber avança a tese de que a ética e as ideias puritanas influenciaram o desenvolvimento do capitalismo. Tradicionalmente, na Igreja Católica Romana, a devoção religiosa estava normalmente acompanhada da rejeição dos assuntos mundanos, incluindo a ocupação econômica. Porque não foi o caso com o Protestantismo? Weber aborda este paradoxo nesta obra.

Ele define o espírito do capitalismo como as ideias e hábitos que favorecem, de forma ética, a procura racional de ganho económico. Weber afirma que tal espírito não é limitado à cultura ocidental mas que indivíduos noutras culturas não tinham podido por si só estabelecer a nova ordem económica do capitalismo. Como ele escreve no seu ensaio: "Por forma a que uma forma de vida bem adaptada às peculiaridades do capitalismo possa predominar sobre outras (formas de organização), ela tinha de ter origem algures, e não pela acção de indivíduos isolados mas como uma forma de vida comum aos grupos de homens"


http://pt.wikipedia.org/wiki/Calvinismo
http://jus-operandi.blogspot.com/2007/11/tica-protestante-e-o-esprito-do.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/A_%C3%A9tica_protestante_e_o_esp%C3%ADrito_do_capitalismo

Então foram os "aristrocratas ricos que migraram do catolicismo para o protestantismo" ou foram os protestantes que enriqueceram baseados no trabalho e noutros principios ético-financeiros baseados na Bíblia?Seu problema é nunca ter lido a Bíblia (apesar de se julgar entendido) e achar que ficar repetindo ladainha de ateus prosélitos ainda cola.

Divirta-se com a pesquisa (recomendo: A ética protestante e o "espírito" do capitalismo; WEBBER,M.) ! :chapeu:



Última edição por abençoado em Sex 29 Abr 2011, 8:14 pm, editado 2 vez(es)

abençoado
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1851
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 22/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por dedo-duro em Sex 29 Abr 2011, 8:11 pm

Roberto,

No tópico foi dito que quanto mais religioso mais pobre o país, o que foi devidamente comprovado. Em sequência, você afirmou que eram pobres, porque não seguiam o protestantismo. Informou muitos países de origem protestante que são ricos, o que não nego.

Em contraponto ateísta, foi dito que esse países já não ligam para a religião e tem alto índice de ateus. Você apontou estatístiscas duvidosas, como uma Noruega com 96% de cristãos. De onde surgiram esses números eu nem sei, nem estou preocupado. Pretendo só desbancar as falsas promessas de riquezas que as igrejas "modernas" fazem.

Daí afirmei que o protestantismo da Europa é histórico, que Weber fala disso e que não há nenhuma garantia (ou indício!) de se ficar rico virando protestante.

Pois bem, se ainda mantiver sua alegação que protestantismo gera riqueza, e provar de forma convincente, nunca mais posto neste fórum. Promessa.

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por abençoado em Sex 29 Abr 2011, 8:22 pm

Informou muitos países de origem protestante que são ricos, o que não nego

E.U.A,França,Alemanha,Suiça,Inglaterra,Canadá,Nova Zelândia, Austrália,Dinarmarca,Suécia,Finlândia... oh my

Pretendo só desbancar as falsas promessas de riquezas que as igrejas "modernas" fazem.

Você está comparando ética protestante com teologia da prosperidade,coisas Beeem diferentes.

Daí afirmei que o protestantismo da Europa é histórico, que Weber fala disso e que não há nenhuma garantia (ou indício!) de se ficar rico virando protestante

Você está comparando ética protestante com teologia da prosperidade,coisas Beeem diferentes (2).



Pois bem, se ainda mantiver sua alegação que protestantismo gera riqueza, e provar de forma convincente, nunca mais posto neste fórum. Promessa.

A ética protestante gerou riqueza.Webber e Gellner concordaram.

Não faça isso, como é que o chefe Akner reagiria a essa desfeita? :chapeu:

abençoado
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1851
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 22/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por Convidad em Sex 29 Abr 2011, 8:26 pm

dedo-duro escreveu:Roberto,

No tópico foi dito que quanto mais religioso mais pobre o país, o que foi devidamente comprovado. Em sequência, você afirmou que eram pobres, porque não seguiam o protestantismo. Informou muitos países de origem protestante que são ricos, o que não nego.

importante notar que onde o ateismo se instalou houve famelismo , mesmo se formos ficar situando na generalização 'religião' , a comparação não favorece o ateismo, mas não é meu mote.

Em contraponto ateísta, foi dito que esse países já não ligam para a religião e tem alto índice de ateus. Você apontou estatístiscas duvidosas, como uma Noruega com 96% de cristãos. De onde surgiram esses números eu nem sei, nem estou preocupado. Pretendo só desbancar as falsas promessas de riquezas que as igrejas "modernas" fazem.

96% são os proprios noruegueses que se declaram, lembro ainda que expliquei VÁRIAS vezes (já que não é primeira vez que debatemos sobre isto) que IDHs se formam em décadas , e o secularismo nestes países é novidadeiro , se há algo a notar aqui , usando tua medida , é que após o crescimento do secularismo a Europa tem entrado cada vez mais em crise.

Daí afirmei que o protestantismo da Europa é histórico, que Weber fala disso e que não há nenhuma garantia (ou indício!) de se ficar rico virando protestante.

Pois bem, se ainda mantiver sua alegação que protestantismo gera riqueza, e provar de forma convincente, nunca mais posto neste fórum. Promessa.

matéria vencida dedo ,
o Abençoado já me tirou o 'mel da chupeta' e já provou qual era a tese de Max Weber , ninguém aqui se prontificou a provar a tese dele , mas QUAL ERA a tese dele (2a vez que vc tenta o 'olha o avião'). Ateus-militantes, via-de-regra, tem que aprenderem a não ser tão precipitados , nem venderem peixe que não pescaram (conhecimento que não absorveram).


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por Convidad em Sex 29 Abr 2011, 8:28 pm

abençoado escreveu:
A ética protestante e o "espírito" do capitalismo, ensaio clássico de Max Weber (1864-1920) sobre a ética puritana e a cultura capitalista moderna, (...) O livro analisa a gênese da cultura capitalista moderna e sua relação com a religiosidade puritana adotada por igrejas e seitas protestantes dos séculos XVI e XVII: a partir de observações estatísticas, Weber constatou que os protestantes de sua época eram, de um modo geral, mais bem-sucedidos nos negócios do que os católicos. Os últimos ajustes ao estudo foram feitos no ano da morte do autor, quando o texto passou a fazer parte dos Ensaios reunidos de sociologia da religião.


Pô acabou com minha brincaderia..rs
eu queria que o dedo dissesse que ia me pedir desculpas seu eu provasse , para entupir a tela de citações de Weber..rs
Brincadeira , valeu por me poupar o trabalho. :sim:


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por abençoado em Sex 29 Abr 2011, 8:36 pm

Pô acabou com minha brincaderia..rs
eu queria que o dedo dissesse que ia me pedir desculpas seu eu provasse , para entupir a tela de citações de Weber..rs
Brincadeira , valeu por me poupar o trabalho.

O Webber nunca escreveu "aristocratas podres de rico migraram para o protestantismo igual urubu"

Só se fosse do Mark Webber.Mas o negócio dele é mais corrida de carro barulhento :risadinha:

Abraço

abençoado
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1851
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 22/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por dedo-duro em Sex 29 Abr 2011, 9:54 pm

Nietzsche disse muito sobre a falência cultural dos cristãos. Ele estava certo. Vocês apresentaram muita Wikipedia, muito Ptshovong (rsrs) e muitos pitacos de pastores, além, é claro, de muita bravata. Rogam-se grande leitores, mas ficam o dia todo num fórum criacionista. Restringirei a comprovar o que digo, sem esperar a mesma boa vontade dos líderes cristãos que aqui debatem. Talvez eu pudesse esperar sinceridade (sinceramente enganado) de um pobre fiel, mas, nunca, desses fariseus.

O que afirmei:

- os ricos se filiaram ao protestantismo para se livrar da culpa e das penas (católicas) da própria riqueza.

Exatamente o que Weber nos informa no início do segundo capítulo de sua principal obra:


"...A participação nas funções econômicas envolve geralmente alguma posse de capital e uma dispendiosa educação e, muitas vezes, de ambas. Hoje tais coisas são largamente dependentes da posse de riqueza herdada, ou, no mínimo, de certo bem estar material. Certo número dos domínios do ve lho império, que eram mais economicamente desenvolvidos, mais favorecidos pela situação e recursos naturais, particularmente a maioria das cidades mais ricas, aderiram ao Protestantismo no século XVI..

A teoria do sociólogo apontado não atribui qualquer poder a fé, mas a uma característica das religiões: o ascetismo. Uma vida racionalizada, metódica, era peculiar somente aos monges. Com o protestantismo, aquele dos primórdios, esse modo de vida invadiu o cotidiano.

(Obviamente esse protestantismo semi-urbano já desapareceu, nada tem a ver com o showbiz evangélico atual, que antes tira o fiel do convívio familiar, que o ensina a viver modestamente. )

Para finalizar, mais a frente em seu livro, o sociológo já começa a assumir um tom social darwinista. Acompanhe:


"Assim pois, o capitalismo atual, que veio para dominar a vida econômica, educa e seleciona os sujeitos de quem precisa, mediante o processo de sobrevivência econômica do mais apto."

Acho que é suficiente para acabar com a pretensão "milagreira" de alguns por aqui.

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por abençoado em Sex 29 Abr 2011, 10:41 pm

Nietzsche disse muito sobre a falência cultural dos cristãos. Ele estava certo. Vocês apresentaram muita Wikipedia, muito Ptshovong (rsrs) e muitos pitacos de pastores, além, é claro, de muita bravata. Rogam-se grande leitores, mas ficam o dia todo num fórum criacionista. Restringirei a comprovar o que digo, sem esperar a mesma boa vontade dos líderes cristãos que aqui debatem. Talvez eu pudesse esperar sinceridade (sinceramente enganado) de um pobre fiel, mas, nunca, desses fariseus.

O que afirmei:

- os ricos se filiaram ao protestantismo para se livrar da culpa e das penas (católicas) da própria riqueza

Irrelevante.Devia ter poupado a energia para o que ainda aí vem..




- os ricos se filiaram ao protestantismo para se livrar da culpa e das penas (católicas) da própria riqueza

TODOS OS RICOS PROTESTANTES VIERAM DO CATOLICISMO??É isso?NINGUÉM MAIS ENRIQUECEU ATÉ AO SÉCULO XXI e a prosperidade e desenvolvimento industrial dos países se deu devido a um bando de meia dúzia de emperuados.É isso?

ai, caramba!


"...A participação nas funções econômicas envolve geralmente alguma posse de capital e uma dispendiosa educação e, muitas vezes, de ambas. Hoje tais coisas são largamente dependentes da posse de riqueza herdada, ou, no mínimo, de certo bem estar material. Certo número dos domínios do ve lho império, que eram mais economicamente desenvolvidos, mais favorecidos pela situação e recursos naturais, particularmente a maioria das cidades mais ricas, aderiram ao Protestantismo no século XVI..



A teoria do sociólogo apontado não atribui qualquer poder a fé, mas a uma característica das religiões: o ascetismo. Uma vida racionalizada, metódica, era peculiar somente aos monges. Com o protestantismo, aquele dos primórdios, esse modo de vida invadiu o cotidiano.

(Obviamente esse protestantismo semi-urbano já desapareceu, nada tem a ver com o showbiz evangélico atual, que antes tira o fiel do convívio familiar, que o ensina a viver modestamente. )

Leu o que postei sobre a ÉTICA CALVINISTA- PURITANA SOBRE O TRABALHO?!

Pela 1000 vez: ética protestante é DIFERENTE de teologia da prosperidade.

Quer que eu defina a diferença entre elas?


Para finalizar, mais a frente em seu livro, o sociológo já começa a assumir um tom social darwinista. Acompanhe:


"Assim pois, o capitalismo atual, que veio para dominar a vida econômica, educa e seleciona os sujeitos de quem precisa, mediante o processo de sobrevivência econômica do mais apto."

Que espanto.Darwinismo aplicado à sociologia.

Acho que é suficiente para acabar com a pretensão "milagreira" de alguns por aqui.

Quem sãos os "alguns"? Cite nos posts onde se falou em prosperidade baseada em intervenções sobrenaturais e não em principios bíblico-éticos.

Me parece é que você pensou que nós eramos ingênuos e tentou levar Webber para a sua prancha de mayonese.

Como viu que não conseguiu criticou o criacionismo,pastores,os cristãos em geral e até a pobre wikipédia rs..num atitude absolutamente condenável ,tipica dos segmentos mais radicais do movimento ateu. Para o cumulo, citou Nietzche,o cara que morreu louco pensando que era Cristo depois de uma vida inteira tentando negá-lo e falou da "falência dos cristãos".

Para além disso tem um tom arrogante e prepotente que ninguém aqui leva a sério: suas postagens resumem-se a 2 linhas de ateísmo militante (sem base argumentativa),provocações sem propósito de debate,pêssimas deturpações teológicas (você entende 0 da Bíblia e acha que entende alguma coisa) e pérolas do gênero "Pilatos baixou a cabeça e sorriu enquanto lavava as mãos".Sua atitude demonstra um conceito desprezável de prepotência apreendido de fórum ateísta: só os ateus são inteligentes e sapientes sobre tudo e os cristãos só sabem falar de Bíblia e Igreja.Outras palavras,para você os religiosos não prestam.,numa autêntica vênia a Markx e ao seu odio pela religião.

Tudo isto só porque levou um ESCULACHO HOMÉRICO sobre Webber e a ética protestante.

Vamos prosseguir:


Última edição por abençoado em Sex 29 Abr 2011, 11:16 pm, editado 2 vez(es)

abençoado
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1851
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 22/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por abençoado em Sex 29 Abr 2011, 11:11 pm

A participação nas funções econômicas envolve geralmente alguma posse de capital e uma dispendiosa educação e, muitas vezes, de ambas. Hoje tais coisas são largamente dependentes da posse de riqueza herdada, ou, no mínimo, de certo bem estar material. Certo número dos domínios do ve lho império, que eram mais economicamente desenvolvidos, mais favorecidos pela situação e recursos naturais, particularmente a maioria das cidades mais ricas, aderiram ao Protestantismo no século XVI

O contexto desse parágrafo trata de como o PROTESTANTISMO ADENTROU O MEIO COMERCIAL E INDUSTRIAL,através das grandes cidades, e estes começaram a ter o controle sobre essas áreas.

Quer conferir ou é melhor não entrar por aí? :chapeu:


Nietzsche disse muito sobre a falência cultural dos cristãos. Ele estava certo. Vocês apresentaram muita Wikipedia, muito Ptshovong (rsrs) e muitos pitacos de pastores, além, é claro, de muita bravata. Rogam-se grande leitores, mas ficam o dia todo num fórum criacionista. Restringirei a comprovar o que digo, sem esperar a mesma boa vontade dos líderes cristãos que aqui debatem. Talvez eu pudesse esperar sinceridade (sinceramente enganado) de um pobre fiel, mas, nunca, desses fariseus

Já que vc nao tem colher de chá para vir aqui num fórum cristão fazer afirmações dessas,creio ainda haver tempo para responder à letra:

1º Citei ALGUMAS FONTES por questão ética.Não pude citar todas..mas acredite que a Wikipédia tem tudo muito aguado e resumido e por isso teu ESCULACHO não foi maior.Você era para sair feliz por isso.

2ºNietzche falar da "falência cultural é uma piada de stand-up gargalhada

3º nunca aqui ninguém se rogou de "grande",ao contrário de seus posts, todos carregados de prepotência,nariz empinado,arrogância e ideia de que está numa "classe"superior de sabedoria.

4º Engraçado dizer que quem lê criacionismo é FRACO MENTALMENTE e EVOLUCIONISTA É BOM.Prova duas coisas: prepotência (ups..já tinha dito) e NAO TEM LIDO aqui os tópicos que falam sobre o tema e das vezes que tem intervindo,não tem mostrado estar tão à vontade no tema quanto pensa que está e que os outros não estão.

5º À exeção do Pst. Roberto e do Sales,não tenho conhecimento que mais alguém aqui seja lider espiritual (eu pelo menos não sou).

6ºDuvido (baseado em experiências anteriores onde revelou ser superado por criança de escola dominical no entendimento da Bíblia) que você me saiba explicar o que é um FARISEU.

7º Se houve alguém com falta de sinceridade aqui foi você ao afirmar que o clássico de Webber sobre a ética protestante e o capitalismo NÃO ESTAVAM RELACIONADOS e que tudo não passou de meia dúzia de aristocratas ricos que não gostavam do papa e resolveram que estavam melhor com Calvino e Lutero. Portanto,basicamente,você NEGOU toda a tese do livro e ainda ficou achando que íamos cair numa armadilha oca,descontextualizando a ética protestante que o livro fala,que eu expliquei,que o Roberto explicou e transformando-a em teologia da prosperidade.

abençoado
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1851
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 22/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por dedo-duro em Sab 30 Abr 2011, 10:58 am

Você fala demais e diz pouco. Siga sua suposta religião e escreva menos bobagem, pois, como já advertem os provérbios, "do muito falar advem palavras néscias".

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por Convidad em Sab 30 Abr 2011, 11:35 am

dedo-duro escreveu:Nietzsche disse muito sobre a falência cultural dos cristãos. Ele estava certo. Vocês apresentaram muita Wikipedia, muito Ptshovong (rsrs) e muitos pitacos de pastores, além, é claro, de muita bravata. Rogam-se grande leitores, mas ficam o dia todo num fórum criacionista. Restringirei a comprovar o que digo, sem esperar a mesma boa vontade dos líderes cristãos que aqui debatem. Talvez eu pudesse esperar sinceridade (sinceramente enganado) de um pobre fiel, mas, nunca, desses fariseus.

vc foi refutado e é esperado mesmo o queixume tolo..rs

O que afirmei:

- os ricos se filiaram ao protestantismo para se livrar da culpa e das penas (católicas) da própria riqueza.

Exatamente o que Weber nos informa no início do segundo capítulo de sua principal obra:"...A participação nas funções econômicas envolve geralmente alguma posse de capital e uma dispendiosa educação e, muitas vezes, de ambas. Hoje tais coisas são largamente dependentes da posse de riqueza herdada, ou, no mínimo, de certo bem estar material. Certo número dos domínios do ve lho império, que eram mais economicamente desenvolvidos, mais favorecidos pela situação e recursos naturais, particularmente a maioria das cidades mais ricas, aderiram ao Protestantismo no século XVI..

mentira.
você disse fez esta asneira , todo empolado :
"Nunca Weber defendeu que os ricos eram ricos em decorrência de seu protestantismo"
http://gospelbrasil.topicboard.net/t3977p165-quanto-mais-religioso-mais-pobre-tende-a-ser-um-pais-diz-pesquisa#105442

foi refutado cabalmente ,
para ver se aprende a não arrogar sobre o que desconheça . Vamos reconfirmar , mostrando como Weber não só defende que protestantismo gerava riqueza (aliás o CERNE de seu trabalho , e portanto VOCÊ NÃO LEU), como dá lógica detalhada para isto :


Weber escreveu:A do Calvinismo, mesmo na Alemanha, parece ter sido das mais fortes, e a fé reformada” parece ter promovido o desenvolvimento do espírito do capitalismo no Wupperthal como em outro lugares. A vida monástica [aqui ele fala do monasticismo católico] não era apenas desprovida de valor e de justificativa perante Deus, mas também encarava a renúncia aos deveres deste mundo como um produto do egoísmo, uma abstenção das obrigações temporais. Ao contrário, trabalhar dentro da vocação se lhe afigurou como a expressão externa do amor fraternal... Esta justificativa moral para as atividades mundanas foi um dos mais importantes resultados da Reforma, especialmente da participação de Lutero, e isto está fora de dúvida e já é lugar comum. Essa atitude é completamente oposta à profunda aversão de Pascal para com as atividades mundanas, em sua postura contemplativa, e que ele tinha na convicção profunda que só poderia ser entendida como vaidade ou ganância. E difere ainda mais do compromisso utilitário liberal com o mundo, preconizado pelos jesuíta
Weber escreveu:O efeito da Reforma em si mesmo, se comparado com a atitude católica, foi o de aumentar poderosamente a ênfase moral e a sanção religiosa em relação ao trabalho secular organizado no âmbito da vocação ...De fato, se Deus, cujas mãos os puritanos [uma das características que Weber dá aos protestantes, ainda que graduando entre os diversos segmentos da reforma] viam em todas as ocorrências da vida, aponta para um de Seus eleitos uma A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo
Weber escreveu:oportunidade de lucro, este deve segui-lá com um propósito; de modo que um cristão de fé deve atender a tal chamado tirando proveito da oportunidade. “Se Deus te mostra um caminho pelo qual possas, legalmente, obter mais que por outro (sem dano para tua alma ou de outrem), e se o recusares e escolheres o de menor ganho, estarás em conflito com uma das finalidades de tua vocação e estarás recusando ser servo de Deus, e aceitando Suas dádivas e usando as para Ele quando Ele assim quis: podes trabalhar para ser rico para Deus e não para a carne e para o pecado”. Assim, a riqueza seria eticamente má apenas na medida em que venha a ser uma tentação para um gozo da vida no ócio e no pecado, e sua aquisição seria ruim só quando obtida com o propósito posterior de uma vida folgada e despreocupada. Mas como desempenho do próprio dever na vocação, não só é permissível moralmente, como realmente recomendada



A teoria do sociólogo apontado não atribui qualquer poder a fé, mas a uma característica das religiões: o ascetismo. Uma vida racionalizada, metódica, era peculiar somente aos monges. Com o protestantismo, aquele dos primórdios, esse modo de vida invadiu o cotidiano.

não adianta mais fumaça de 'explicar-nos' o que bem sabemos .
a questão permacese que vc foi REFUTADO na ladainha , pois você negou algo , que Max Weber realmente defendeu, aliás qualquer pessoa que tivesse lido POR ALTO Weber saberia que tua alegação foi estapafúrdiam, mas tua vaidade não quis retroceder , né ?... depois que falamos que ateismo é grandemente suportado por vaidade , vocês se queixam.

Acho que é suficiente para acabar com a pretensão "milagreira" de alguns por aqui.

não houve tom 'milagreiro' , houve uma MENTIRA TUA , que foi desbaratada , agora tua concordância com Nietzsche só pega mal para ambos - já que foi você o pego mentindo , enquanto nós mostramos conhecimento e veracidade : "se julgassêmos a nós mesmos , não seríamos julgados" .


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por Convidad em Sab 30 Abr 2011, 11:36 am

dedo-duro escreveu:Você fala demais e diz pouco. Siga sua suposta religião e escreva menos bobagem, pois, como já advertem os provérbios, "do muito falar advem palavras néscias".

cabe uma luva todas as palavras em relação a você , a diferença é que só nós provamos que teu lado é que errou.


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por dedo-duro em Sab 30 Abr 2011, 12:25 pm

Amigão,

Você tem algum problema com a palavra refutar e seus derivados, uma vez que até quando me corrobora, diz que refutou. Isso tem nome "tu quote". Poderia fazer uma falácia melhor, né?

Em tempo: Cadê a defesa da sua tese, segundo a qual, ficaria rico aquele que virasse protestante?

Já esqueceu?

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por dedo-duro em Sab 30 Abr 2011, 12:31 pm

Os pentecostais são os mais curtos de grana, conforme demonstra o IBGE.


dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por Convidad em Sab 30 Abr 2011, 12:36 pm

dedo-duro escreveu:Amigão,

Você tem algum problema com a palavra refutar e seus derivados, uma vez que até quando me corrobora, diz que refutou. Isso tem nome "tu quote". Poderia fazer uma falácia melhor, né?

Em tempo: Cadê a defesa da sua tese, segundo a qual, ficaria rico aquele que virasse protestante?

Já esqueceu?


você não apenas foi REFUTADO , foi envergonhado pelo que não conhecia, e se arrogou entender.
E não me prontifiquei a provar tese MINHA sobre isto , senão mostrando os melhores IDHs , como já te disse 03 vezes.

não se 'esqueça' mais.


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por dedo-duro em Sab 30 Abr 2011, 12:38 pm

Cara, se enxerga.

Weber apontou o ascetismo como causa da riqueza. Calhou dos protestantes da época serem mais ascetas que os católicos. Distorcer é feio.


dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por Convidad em Sab 30 Abr 2011, 12:40 pm

dedo-duro escreveu:Os pentecostais são os mais curtos de grana, conforme demonstra o IBGE.



'ok', mas isto não é uma competição de posses entre segmentos cristãos.
é uma tese de que os melhores IDHs são de países protestantes (e alguns católicos) , PROVADO.
é uma tese de que Weber defendeu que o protestantismo foi muito importante para o desenvolvimetno e o capitalismo , PROVADO .

quando somos refutados , o melhor é não insistir, pena que em 03 anos vc não entendeu isto ainda. :risadinha:





Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por dedo-duro em Sab 30 Abr 2011, 12:45 pm

Quer dizer, então, que o protestantismo funciona muito bem para os países da zona temperada, ao norte do globo, mas não funciona nos trópicos? Logo o cristianismo NÃO trás riqueza.

TESES FURADAS, as suas.

Não me admira que após três anos você continue com AS MESMAS MENTIRAS DE SEMPRE.

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por Convidad em Sab 30 Abr 2011, 12:50 pm

Cara, se enxerga.

Weber apontou o ascetismo como causa da riqueza. Calhou dos protestantes da época serem mais ascetas que os católicos. Distorcer é feio.


mais uma mentira tua.

Aliás vc mostra de novo não ter lido Weber, o ascetismo que Weber cita como suportante do capitalismo é DIFERENTE do ascetismo católico , então ele diz que este ascetismo LAICO (o católico era trata por : monástico) , foi GERADO PELO PROTESTANTISMO ... já está claro até demais, mas se você quer se expor , não posso te impedir.


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por dedo-duro em Sab 30 Abr 2011, 12:54 pm

Falsas acusações. É isso que te resta?

Como já dito anteriormente, o ascetismo monástico invadiu o cotidiano, não neguei. Pelo contrário, está em evidência. Isso certamente implica dizer que aqueles protestantes eram mais ascetas que os católicos.

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quanto mais religioso, mais pobre tende a ser um país, diz pesquisa

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 10:49 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 8 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum