.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
» Noticiário Escatológico
Hoje à(s) 2:10 am por Jarbas

» O que você está ouvindo agora?
Hoje à(s) 1:32 am por Christiano

» Por que o espiritismo pegou tanto no Brasil
Hoje à(s) 12:02 am por Cartman

» Já existíamos antes de nascermos
Ontem à(s) 11:48 pm por Khwey

» Por que Deus permite a injustiça?
Ontem à(s) 11:45 pm por Khwey

» Só há um jeito do Lula perder a próxima eleição!
Ontem à(s) 11:27 pm por gusto

» Dar a outra face...
Ontem à(s) 11:10 pm por Cartman

» Lula é o maior farsante do Brasil', afirma Silas Malafaia
Ontem à(s) 10:27 pm por gusto

» Agora o Brasil sai da crise...
Ontem à(s) 10:25 pm por gusto

Quem está conectado
36 usuários online :: 2 usuários cadastrados, Nenhum Invisível e 34 Visitantes :: 2 Motores de busca

Christiano, Jarbas

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por silvamelo em Qui 12 Ago 2010, 3:02 am

Bom, uma vez jogada no lixo a premissa que nos apresentou, dizendo que é com base em EGW que, implicitamente, temos a ideia de que "A Fé Estabelece a Lei", aguardamos o seu reconhecimento que falou tolices ...
Aquilo que eu falei foi para o Eduardo. Você, nem sei bem o que segue... Mas pelo ressentimento que vejo nas suas palavras, posso até imaginar...

E, quero que considere um Fato, de que Paulo, tratando do assunto "Graça e Obediência", ele forja um indagação hipotética:
" - Havemos de pecar porque não estamos debaixo da lei, e sim da graça?
- De modo nenhum! " (Rm 6:15).
Pecado é aquilo que está definido no NT como tal, não a inobservância de ordenanças...

É sabido, que a definição de "pecado" para os apóstolos é "transgressão da Torah"
É claro que você vai sempre defender essa tese isolando versículos, mas as várias passagens e contextos que eu postei por aí até agora estão sem respostas...

Se você vivesse o Evangelho como viveu os apóstolos, você viveria na Graça e saberia que isso significa que não te dá liberdade para transgredir a Torah e continuaria a usar as Escrituras Sagradas como Padrão de Fé e Prática.
Quem sabe como eu vivo o Evangelho é Deus! Ou você agora também sonda o meu coração?

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Ton em Qui 12 Ago 2010, 11:42 pm

silvamelo escreveu:
Bom, uma vez jogada no lixo a premissa que nos apresentou, dizendo que é com base em EGW que, implicitamente, temos a ideia de que "A Fé Estabelece a Lei", aguardamos o seu reconhecimento que falou tolices ...
Aquilo que eu falei foi para o Eduardo. Você, nem sei bem o que segue... Mas pelo ressentimento que vejo nas suas palavras, posso até imaginar...
Independente de sua imaginação, falaste tolice com o Eduardo.

silvamelo escreveu:
E, quero que considere um Fato, de que Paulo, tratando do assunto "Graça e Obediência", ele forja um indagação hipotética:
" - Havemos de pecar porque não estamos debaixo da lei, e sim da graça?
- De modo nenhum! " (Rm 6:15).
Pecado é aquilo que está definido no NT como tal, não a inobservância de ordenanças...
Você é quem diz que "pecado é aquilo que está definido no NT".
João, o Apóstolo, disse que "pecado é a Transgressão da Lei" (1Jo 3:4).
Quem, na sua opinião, seria mais sabedoria eu dar crédito?

silvamelo escreveu:
É sabido, que a definição de "pecado" para os apóstolos é "transgressão da Torah"
É claro que você vai sempre defender essa tese isolando versículos, mas as várias passagens e contextos que eu postei por aí até agora estão sem respostas...
Então, pegue o capítulo de onde tirei 1Jo 3:4, que diz às claras que "pecado é a Transgressão da Lei", leia e capítulo todo, e depois nos venha com alguma outra interpretação que seja diferente da clara Obviedade apresentada por João.
E quanto às suas "várias passagens", claramente retiradas com violência dos seus contextos ... complementei-as com meu ultimo post ... com informações que você se "esquece" de ressaltar.
Paulo e Pedro viviam na Graça, e continuavam obedientes à Lei de DEUS ... exatamente porque "estar debaixo da graça, não significa que devamos viver em pecado" (Rm 6:15).

silvamelo escreveu:
Se você vivesse o Evangelho como viveu os apóstolos, você viveria na Graça e saberia que isso significa que não te dá liberdade para transgredir a Torah e continuaria a usar as Escrituras Sagradas como Padrão de Fé e Prática.
Quem sabe como eu vivo o Evangelho é Deus! Ou você agora também sonda o meu coração?
"Pelos frutos os conhecereis" (Mt 7:20), disse o Mestre ... No nosso caso, por ser um debate escrito ... "pela palavras".
E pelo que escreve, tá claro que é contrário ao conteúdo do Evangelho, pois o Evangelho não exclui nossa obediencia aos Mandamentos de DEUS, por isso o Mestre disse que "aquele que os observá-Los e ensiná-Los, esse será considerado grande no reino dos céus" (Mt 5:19).


Blog Ton |de Tudo|


TON - "APRENDIZ DA BÍBLIA"
"Quando o 'Leão da Tribo de Judá' RUGE, o 'leão metido à besta' MIA de medo" (W. B. S.).

Ton
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3210
Idade : 29
Localização : Serra/ES
flag : Brasil
Data de inscrição : 23/10/2008

http://arrazoemos.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por silvamelo em Sex 13 Ago 2010, 3:12 am

Independente de sua imaginação, falaste tolice com o Eduardo.
Se foi tolice ou não, isso não diz respeito a você...

Você é quem diz que "pecado é aquilo que está definido no NT".
João, o Apóstolo, disse que "pecado é a Transgressão da Lei" (1Jo 3:4).
Quem, na sua opinião, seria mais sabedoria eu dar crédito?
Não seja hipócrita! Você não dá crédito nem ao apóstolo Paulo...

Então, pegue o capítulo de onde tirei 1Jo 3:4, que diz às claras que "pecado é a Transgressão da Lei"
"Qualquer que comete pecado, também comete iniqüidade; porque o pecado é iniqüidade. E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os nossos pecados; e nele não há pecado" (1Jo 3.4,5).

Quer ir para o Grego?

E quanto às suas "várias passagens", claramente retiradas com violência dos seus contextos ... complementei-as com meu ultimo post ... com informações que você se "esquece" de ressaltar.
Então vamos ao comentários que eu "esqueci":
E, quero que considere um Fato, de que Paulo, tratando do assunto "Graça e Obediência", ele forja um indagação hipotética:
" - Havemos de pecar porque não estamos debaixo da lei, e sim da graça?
- De modo nenhum! " (Rm 6:15).
Hipotética??? - Romanos, vou falar para vocês um assunto hipoteticamente! Faça-me um favor... Leia lá no capítulo 7 a conclusão dessa mensagem "hipotética" que Paulo está transmitindo aos Romanos:

"Mas agora temos sido libertados da lei, tendo morrido para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra" (Rm 7.6).

Paulo e Pedro viviam na Graça, e continuavam obedientes à Lei de DEUS ... exatamente porque "estar debaixo da graça, não significa que devamos viver em pecado" (Rm 6:15).
Certamente que não devemos mais viver em pecado... mas aonde você leu que viver debaixo da Graça significa ser um farizeu legalista hipócrita, conforme você quer fazer parecer os apóstolos?

É sabido, que a definição de "pecado" para os apóstolos é "transgressão da Torah" (Vide 1Jo 3:4 e Confira).
Confira você qual é o significado da palavra grega "anomia"...

Agora veja a definição de pecado, segundo os apóstolos:

"Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei. Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei" (Gl 5.19-23).

- Paulo, o fariseu (At 23:6) que vivia na Graça, "tinha prazer na Lei de DEUS" (Rm 7:22), e confessou publicamente que a "seita" acreditava "em todas as coisas que estejam de acordo com a Lei e nos Escritos dos Profeta" (At 24:14).
Paulo, que foi farizeu, confiava nessas coisas todas, até o dia em que considerou tudo como perda, para ganhar a Cristo (Fp 3.7)!

- Pedro, um judeu "zeloso da Lei" (At 21:20) que vivia na Graça, continuava obediente os Mandamentos da Torah (At 10:14).
Ainda que Pedro fosse "zeloso da Lei" como você afirma cegamente, mesmo contrariando o que disse o apóstolo Paulo a respeito dele (Gl 2.14), isso, de modo nenhum, invalida a verdade que os gentios não eram obrigados a observar os preceitos da Lei:

"Todavia, quanto aos que crêem dos gentios, já nós havemos escrito, e achado por bem, que nada disto observem; mas que só se guardem do que se sacrifica aos ídolos, e do sangue, e do sufocado e da prostituição" (At 21.25).

"Pelos frutos os conhecereis" (Mt 7:20), disse o Mestre ... No nosso caso, por ser um debate escrito ... "pela palavras".
Então eu sou um falso profeta, porque te digo a verdade?! Deus tenha misericórdia de ti...

E pelo que escreve, tá claro que é contrário ao conteúdo do Evangelho
Nisso você acertou em cheio! O Evangelho que eu prego é totalmente diferente desse outro evangelho farizáico e legalista que você quer impurrar guela a baixo, não sei de quem, com essas palavras iracundas e ressentidas... Mas Deus é maior! É Ele quem me julga, não você...

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Ton em Sab 14 Ago 2010, 2:32 pm

silvamelo escreveu:
Independente de sua imaginação, falaste tolice com o Eduardo.
Se foi tolice ou não, isso não diz respeito a você...
Tá tudo muito explicito, num fórum público ... à análise de qualquer um.

silvamelo escreveu:
Você é quem diz que "pecado é aquilo que está definido no NT".
João, o Apóstolo, disse que "pecado é a Transgressão da Lei" (1Jo 3:4).
Quem, na sua opinião, seria mais sabedoria eu dar crédito?
Não seja hipócrita! Você não dá crédito nem ao apóstolo Paulo...
Dou sim, pois Paulo era um Fariseu Crente em Yeshua, que tinha prazer na Lei de DEUS (Rm 7:25), acreditava em tudo o que estava de acordo com a Lei e com os Escritos dos Profetas (At 24:14), além de de dizer claramente que:
"O pendor da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito à Lei de Deus, nem mesmo pode estar" (Rm 8:7).

silvamelo escreveu:
Então, pegue o capítulo de onde tirei 1Jo 3:4, que diz às claras que "pecado é a Transgressão da Lei"
"Qualquer que comete pecado, também comete iniqüidade; porque o pecado é iniqüidade. E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os nossos pecados; e nele não há pecado" (1Jo 3.4,5).

Quer ir para o Grego?
Vamos! Ensina-nos! Que palavra no grego é usado em 1Jo 3:4, e as versões em português abaixo decidiram vertê-la da seguinte forma:
- INIQUIDADE > Almeida Corrigida e Fiel, Católica Edição Brasileira, Católica CNBB, Católica Difusora.
- TRANSGRESSÃO DA LEI > Almeida Revista e Atualizada, Católica Edição Ave Maria, KJV, Nova versão Internacional.
- CONTRA A LEI > Almeida Revista Corrigida e Anotada, Tradução do Novo Mundo.
- TRANSGRESSÃO DA TORAH > Novo Testamento Hebraico.
- QUEBRA DA LEI > Nova Tradução na Linguagem de Hoje.
- VIOLAÇÃO DA LEI > Católica Edição Pastoral.


silvamelo escreveu:
E quanto às suas "várias passagens", claramente retiradas com violência dos seus contextos ... complementei-as com meu ultimo post ... com informações que você se "esquece" de ressaltar.
Então vamos ao comentários que eu "esqueci":
E, quero que considere um Fato, de que Paulo, tratando do assunto "Graça e Obediência", ele forja um indagação hipotética:
" - Havemos de pecar porque não estamos debaixo da lei, e sim da graça?
- De modo nenhum! " (Rm 6:15).
Hipotética??? - Romanos, vou falar para vocês um assunto hipoteticamente! Faça-me um favor... Leia lá no capítulo 7 a conclusão dessa mensagem "hipotética" que Paulo está transmitindo aos Romanos:

"Mas agora temos sido libertados da lei, tendo morrido para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra" (Rm 7.6).
Rm 7 é concluído no verso 25.
"Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor. De maneira que eu, de mim mesmo, com a mente, sou escravo da lei de Deus, mas, segundo a carne, da lei do pecado".

E eu disse "hipotética", porque Paulo estava antecipando um possível questionamento e má interpretação de suas palavras. Por isso ele disse que mesmo na Graça não devemos pecar (transgredir a Torah) ... pois é Santa (Rm 7:12), é Espiritual (Rm 7:14) é útil para corrigir, ensinar, educar na justiça, etc ... (2Tm 3:16).

Na Carta aos Romanos e em outras, Paulo se refere ao modo ilegítimo da aplicação da Torah, que leva à morte. Mas se alguém a utiliza de Modo Legítimo, a Torah é Boa (1Tm 1:8) ... e é aplicando-a de Modo Legítimo, que Paulo tinha prazer em praticá-La.

silvamelo escreveu:
Paulo e Pedro viviam na Graça, e continuavam obedientes à Lei de DEUS ... exatamente porque "estar debaixo da graça, não significa que devamos viver em pecado" (Rm 6:15).
Certamente que não devemos mais viver em pecado... mas aonde você leu que viver debaixo da Graça significa ser um farizeu legalista hipócrita, conforme você quer fazer parecer os apóstolos?
Ser "legalista" (aplicação ilegítima da Torah) e ser "Guardador e Ensinador da Torah", são duas coisas mui diferentes ... e à esse último Yeshua nos incentiva a ser (Mt 5:19).

silvamelo escreveu:
É sabido, que a definição de "pecado" para os apóstolos é "transgressão da Torah" (Vide 1Jo 3:4 e Confira).
Confira você qual é o significado da palavra grega "anomia"...

Agora veja a definição de pecado, segundo os apóstolos:

"Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei. Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei" (Gl 5.19-23).
Quem é Guiado Pelo Ruach HaKodesh [Espírito Santo], tem a Lei impressa na Mente e no Coração (Hb 10:15-16).

Aprenda! Quem é um bom motorista, não há código de trânsito algum que seja contra ele: Isso é Óbvio!

Agora, em relação ao pecador de pecados reprovados pela Torah, para mostrar que eles são contra a Torah, Paulo escreveu:
"Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à Lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser" (Rm 8:7).

silvamelo escreveu:
- Paulo, o fariseu (At 23:6) que vivia na Graça, "tinha prazer na Lei de DEUS" (Rm 7:22), e confessou publicamente que a "seita" acreditava "em todas as coisas que estejam de acordo com a Lei e nos Escritos dos Profeta" (At 24:14).
Paulo, que foi farizeu, confiava nessas coisas todas, até o dia em que considerou tudo como perda, para ganhar a Cristo (Fp 3.7)!
Em relação àquilo que ele podia se orgulhar em comparação com os Méritos de Yeshua, tudo é perda mesmo ... pois ele era muito considerado no Judaísmo, e teve que abrir mãos do apoio dos judeus para sofrer-lhes perseguição.
Usar Fl 3:7 para contrariar At 23:6 (onde ele diz em tempo PRESENTE), não é nada inteligente ...
Quando Paulo disse "sou fariseu, filho de fariseus ..." era já tinha professado de 'pés juntos' a Fé no Messias Yeshua.

silvamelo escreveu:
- Pedro, um judeu "zeloso da Lei" (At 21:20) que vivia na Graça, continuava obediente os Mandamentos da Torah (At 10:14).
Ainda que Pedro fosse "zeloso da Lei" como você afirma cegamente, mesmo contrariando o que disse o apóstolo Paulo a respeito dele (Gl 2.14), isso, de modo nenhum, invalida a verdade que os gentios não eram obrigados a observar os preceitos da Lei:
"Todavia, quanto aos que crêem dos gentios, já nós havemos escrito, e achado por bem, que nada disto observem; mas que só se guardem do que se sacrifica aos ídolos, e do sangue, e do sufocado e da prostituição" (At 21.25).
Veja! Nenhum dos Dez Mandamentos e nenhum dos Dois Mandamentos Mais Importantes da Torah são mencionados, então os gentios poderiam agir contrariamente aos Dez Mandamentos??? Fala sério, filho! Estude a Bíblia como um Todo!

silvamelo escreveu:
"Pelos frutos os conhecereis" (Mt 7:20), disse o Mestre ... No nosso caso, por ser um debate escrito ... "pela palavras".
Então eu sou um falso profeta, porque te digo a verdade?! Deus tenha misericórdia de ti...
Que verdade disseste? Tenho visto apenas deturpações dos escritos de Paulo, nada mais! A isso Pedro lhe deixa a advertência:
"O nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada, ao falar acerca destes assuntos, como, de fato, costuma fazer em todas as suas epístolas, nas quais há certas coisas difíceis de entender, que os ignorantes e instáveis deturpam, como também deturpam as demais Escrituras, para a própria destruição deles" (2Pd 3:15-16).

silvamelo escreveu:
E pelo que escreve, tá claro que é contrário ao conteúdo do Evangelho
Nisso você acertou em cheio! O Evangelho que eu prego é totalmente diferente desse outro evangelho farizáico e legalista que você quer impurrar guela a baixo, não sei de quem, com essas palavras iracundas e ressentidas... Mas Deus é maior! É Ele quem me julga, não você...
A Seita dos Nazarenos, a qual Paulo defendia ainda como Fariseu, "acreditava em todas as coisas que estivessem de acordo com a Lei e com os Profetas" (At 24:14), pois o Messias que ele pregava "NÃO VEIO aboliar a Torah" (Mt 5:17).

O seu evangelho acredita que em TODAS as coisas que estejam de acordo com a Lei e com os Escritos dos Profetas, além de enfatizar a declaração de Yeshua de que Ele não veio abolir a Torah??? Se seu evangelho é esse, bem vindo à Seita dos Nazareno!


Blog Ton |de Tudo|


TON - "APRENDIZ DA BÍBLIA"
"Quando o 'Leão da Tribo de Judá' RUGE, o 'leão metido à besta' MIA de medo" (W. B. S.).

Ton
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3210
Idade : 29
Localização : Serra/ES
flag : Brasil
Data de inscrição : 23/10/2008

http://arrazoemos.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Eduardo em Sab 14 Ago 2010, 2:48 pm

silvamelo escreveu:Pecado é aquilo que está definido no NT como tal, não a inobservância de ordenanças...
Correto, o NT define pecado como
"transgressão da Lei." (I João 3:4).


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Cal em Seg 16 Ago 2010, 1:47 pm

EDITADO

Cal
Moderador Agnóstico
Moderador Agnóstico

Número de Mensagens : 2787
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Eduardo em Seg 16 Ago 2010, 1:56 pm

Cal escreveu:EDITADO.
A Graça divina não existia antes disso ?


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Cal em Seg 16 Ago 2010, 4:08 pm

EDITADO

Cal
Moderador Agnóstico
Moderador Agnóstico

Número de Mensagens : 2787
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Eduardo em Seg 16 Ago 2010, 4:27 pm

Cal escreveu:EDITADO
A Bíblia não ensina essa aberração.


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Cal em Seg 16 Ago 2010, 4:40 pm

EDITADO

Cal
Moderador Agnóstico
Moderador Agnóstico

Número de Mensagens : 2787
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Eduardo em Seg 16 Ago 2010, 8:16 pm

Cal escreveu:EDITADO
Já li.


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Cal em Seg 16 Ago 2010, 9:11 pm

EDITADO

Cal
Moderador Agnóstico
Moderador Agnóstico

Número de Mensagens : 2787
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/08/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por silvamelo em Seg 16 Ago 2010, 9:15 pm

Ton escreveu:
silvamelo escreveu:
Independente de sua imaginação, falaste tolice com o Eduardo.
Se foi tolice ou não, isso não diz respeito a você...
Tá tudo muito explicito, num fórum público ... à análise de qualquer um.
Sua insistência em me chamar de tolo, não transgride a Torá, talvés também não fira as regras do fórum, mas certamente transgride o Evangelho:

"Eu, porém, vos digo que qualquer que, sem motivo, se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo; e qualquer que disser a seu irmão: Raca, será réu do sinédrio; e qualquer que lhe disser: Louco, será réu do fogo do inferno" (Mateus 5:22).

Por um lado não me desgosto, pois há bem-aventurança em ser ofendido por causa do Evangelho de Cristo. Contudo, me entristece constatar que a ofensa parte de alguém que se diz cristão...

Ton escreveu:
silvamelo escreveu:
Você é quem diz que "pecado é aquilo que está definido no NT".
João, o Apóstolo, disse que "pecado é a Transgressão da Lei" (1Jo 3:4).
Quem, na sua opinião, seria mais sabedoria eu dar crédito?
Não seja hipócrita! Você não dá crédito nem ao apóstolo Paulo...
Dou sim, pois Paulo era um Fariseu Crente em Yeshua, que tinha prazer na Lei de DEUS (Rm 7:25), acreditava em tudo o que estava de acordo com a Lei e com os Escritos dos Profetas (At 24:14), além de de dizer claramente que:
"O pendor da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito à Lei de Deus, nem mesmo pode estar" (Rm 8:7).
Vamos ao contexto:

Rm 8.1-11:
Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito. Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte. Porquanto o que era impossível à lei, visto como estava enferma pela carne, Deus, enviando o seu Filho em semelhança da carne do pecado, pelo pecado condenou o pecado na carne; para que a justiça da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito. Porque os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito para as coisas do Espírito. Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz. Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser. Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus. Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele. E, se Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito vive por causa da justiça. E, se o Espírito daquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dentre os mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita.


Paulo começa explicando que quem está em Cristo Jesus não está condenação, porque a "lei do Espírito de vida" (isto é: a Graça), nos livrou da lei do pecado e da morte (veja que ele está falando de duas leis!). Ele continua, dizendo que a Lei estava enferma, pois ela apontava o pecado, mas era incapaz de nos livrar dele (Hb 7.18,19). Ele demonstra que Jesus vindo em carne, sem pecado, condenou o pecado na sua carne, cumprindo a lei por nós (Cl 2.14). Então ele diz que "a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus" (nunca vai ser, nem nunca vai aperfeiçoar ninguém, porque só a Graça de Deus propiciada pelo sangue de Jesus pode fazer isso. Isso está muito bem explicado em Hb 10.1). Diz que os que estão na carne, isto é, os que não estão debaixo da Graça, não podem agradar a Deus. Mas, quando a pessoa tem a Cristo, o seu corpo é mortificado por causa do pecado, e o seu espírito vive, por causa da Justiça. E assim seremos aperfeiçoados, quando teremos nossos corpos mortais vivificados no dia da ressurreição...

Ton escreveu:
silvamelo escreveu:
Então, pegue o capítulo de onde tirei 1Jo 3:4, que diz às claras que "pecado é a Transgressão da Lei"
"Qualquer que comete pecado, também comete iniqüidade; porque o pecado é iniqüidade. E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os nossos pecados; e nele não há pecado" (1Jo 3.4,5).

Quer ir para o Grego?
Vamos! Ensina-nos! Que palavra no grego é usado em 1Jo 3:4, e as versões em português abaixo decidiram vertê-la da seguinte forma:
- INIQUIDADE > Almeida Corrigida e Fiel, Católica Edição Brasileira, Católica CNBB, Católica Difusora.
- TRANSGRESSÃO DA LEI > Almeida Revista e Atualizada, Católica Edição Ave Maria, KJV, Nova versão Internacional.
- CONTRA A LEI > Almeida Revista Corrigida e Anotada, Tradução do Novo Mundo.
- TRANSGRESSÃO DA TORAH > Novo Testamento Hebraico.
- QUEBRA DA LEI > Nova Tradução na Linguagem de Hoje.
- VIOLAÇÃO DA LEI > Católica Edição Pastoral.
ἀνομίᾳ − anomia: iniquidade, transgressão, injustiça.
νόμοu − nomou: Lei.
παραβάσεως τοῦ νόμου - parabaseos tou nomou: transgressão da Lei (Rm 2.23).

Para uma tradução fiel, o tradutor sempre levará em conta o significado da palavra, não uma conclusão baseada na etmologia da palavra. Se João estivesse mesmo falando em "transgressão da Torá", ele teria lançado mão de uma expressão como esta que Paulo usou em Rm 2.23, ou algo parecido. Isso é óbivio!


Ton escreveu:
silvamelo escreveu:
E quanto às suas "várias passagens", claramente retiradas com violência dos seus contextos ... complementei-as com meu ultimo post ... com informações que você se "esquece" de ressaltar.
Então vamos ao comentários que eu "esqueci":
E, quero que considere um Fato, de que Paulo, tratando do assunto "Graça e Obediência", ele forja um indagação hipotética:
" - Havemos de pecar porque não estamos debaixo da lei, e sim da graça?
- De modo nenhum! " (Rm 6:15).
Hipotética??? - Romanos, vou falar para vocês um assunto hipoteticamente! Faça-me um favor... Leia lá no capítulo 7 a conclusão dessa mensagem "hipotética" que Paulo está transmitindo aos Romanos:

"Mas agora temos sido libertados da lei, tendo morrido para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra" (Rm 7.6).
Rm 7 é concluído no verso 25.
"Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor. De maneira que eu, de mim mesmo, com a mente, sou escravo da lei de Deus, mas, segundo a carne, da lei do pecado".

Na Carta aos Romanos e em outras, Paulo se refere ao modo ilegítimo da aplicação da Torah, que leva à morte. Mas se alguém a utiliza de Modo Legítimo, a Torah é Boa (1Tm 1:8) ... e é aplicando-a de Modo Legítimo, que Paulo tinha prazer em praticá-La.
Versículos isolados de novo??? Já discorri sobre isso acima... é só ler toda a passagem com atenção! A continuação desse raciocínio está mais à frente, em Rm 8.2, onde ele fala da "lei do Espírito da vida", isto é, da Graça!

Ton escreveu:
silvamelo escreveu:
Paulo e Pedro viviam na Graça, e continuavam obedientes à Lei de DEUS ... exatamente porque "estar debaixo da graça, não significa que devamos viver em pecado" (Rm 6:15).
Certamente que não devemos mais viver em pecado... mas aonde você leu que viver debaixo da Graça significa ser um farizeu legalista hipócrita, conforme você quer fazer parecer os apóstolos?
Ser "legalista" (aplicação ilegítima da Torah) e ser "Guardador e Ensinador da Torah", são duas coisas mui diferentes ... e à esse último Yeshua nos incentiva a ser (Mt 5:19).
Essa passagem seria contraditória em relação ao ensino apostólico, que foi dispensado pelo Espírito Santo, se a nossa compreensão do ministério de Cristo estivesse limitada à visão judaizante ortodoxa, que enxerga Cristo apenas como um profeta... Mas aqueles que compreendem o valor do seu sacrifício e a sua autoridade para testamentar uma Nova Aliança através do seu sangue, não têm dificuldade em observar que a Lei do Espírito da vida passa a vigorar com a morte do testador, isto é, na crucificação de Jesus. Portanto, durante aqueles 3,5 anos em que Jesus ensinava, a Lei ainda estava em vigor para os judeus:

"Porque onde há testamento, é necessário que intervenha a morte do testador. Porque um testamento tem força onde houve morte; ou terá ele algum valor enquanto o testador vive" (Hb 9.16,17)?

Ton escreveu:
silvamelo escreveu:
É sabido, que a definição de "pecado" para os apóstolos é "transgressão da Torah" (Vide 1Jo 3:4 e Confira).
Confira você qual é o significado da palavra grega "anomia"...

Agora veja a definição de pecado, segundo os apóstolos:

"Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei. Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei" (Gl 5.19-23).
Quem é Guiado Pelo Ruach HaKodesh [Espírito Santo], tem a Lei impressa na Mente e no Coração (Hb 10:15-16).

Aprenda! Quem é um bom motorista, não há código de trânsito algum que seja contra ele: Isso é Óbvio!

Agora, em relação ao pecador de pecados reprovados pela Torah, para mostrar que eles são contra a Torah, Paulo escreveu:
"Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à Lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser" (Rm 8:7).
Se o "código de trânsito" a que você se refere fosse realmente a Torá, então a lista que Paulo faz está MUITÍÍÍÍÍSSIMO incompleta, veja:

"Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei" (Gl 5.19-23).

Ora, se eu praticar o fruto do Espírito, então não existe nenhuma outra lei contra mim!

Ton escreveu:
silvamelo escreveu:
- Paulo, o fariseu (At 23:6) que vivia na Graça, "tinha prazer na Lei de DEUS" (Rm 7:22), e confessou publicamente que a "seita" acreditava "em todas as coisas que estejam de acordo com a Lei e nos Escritos dos Profeta" (At 24:14).
Paulo, que foi farizeu, confiava nessas coisas todas, até o dia em que considerou tudo como perda, para ganhar a Cristo (Fp 3.7)!
Em relação àquilo que ele podia se orgulhar em comparação com os Méritos de Yeshua, tudo é perda mesmo ... pois ele era muito considerado no Judaísmo, e teve que abrir mãos do apoio dos judeus para sofrer-lhes perseguição.
Usar Fl 3:7 para contrariar At 23:6 (onde ele diz em tempo PRESENTE), não é nada inteligente ...
Quando Paulo disse "sou fariseu, filho de fariseus ..." era já tinha professado de 'pés juntos' a Fé no Messias Yeshua.
O que não é nada inteligente é prosseguir com esses argumentos lastimáveis para querer se gloriar na carne... Até aqueles judeus convertidos que estavam pressionando Paulo, concordavam que os gentios não precisavam observar a Lei (At 21.25), mas alguns gentios em nosso tempo insistem cegamente em contrariar esses ensinos...

Ton escreveu:
silvamelo escreveu:
- Pedro, um judeu "zeloso da Lei" (At 21:20) que vivia na Graça, continuava obediente os Mandamentos da Torah (At 10:14).
Ainda que Pedro fosse "zeloso da Lei" como você afirma cegamente, mesmo contrariando o que disse o apóstolo Paulo a respeito dele (Gl 2.14), isso, de modo nenhum, invalida a verdade que os gentios não eram obrigados a observar os preceitos da Lei:
"Todavia, quanto aos que crêem dos gentios, já nós havemos escrito, e achado por bem, que nada disto observem; mas que só se guardem do que se sacrifica aos ídolos, e do sangue, e do sufocado e da prostituição" (At 21.25).
Veja! Nenhum dos Dez Mandamentos e nenhum dos Dois Mandamentos Mais Importantes da Torah são mencionados, então os gentios poderiam agir contrariamente aos Dez Mandamentos??? Fala sério, filho! Estude a Bíblia como um Todo!
Eu já estudo... mas não na sua escola!


Análise dos dez mandamentos conforme a Graça:

1) Não terás outros deuses diante de mim
Está dentro do primeiro mandamento de Cristo (Mt 22.37)
2) Não farás para ti imagens de escultura
Está incluído nas ordenanças decididas no concílio apostólico (At 15.20)
3) Não tomarás o nome do Senhor em vão
Está dentro do primeiro mandamento de Cristo (Mt 22.37)
4) Guarda o dia de sábado
Se trata de uma ordenança dirigida ao povo de Israel em memória do êxodo; que não foi posta como uma obrigação para os gentios que crêem em Jesus pela Graça:

"Porque te lembrarás que foste servo na terra do Egito, e que o SENHOR teu Deus te tirou dali com mão forte e braço estendido; por isso o SENHOR teu Deus te ordenou que guardasses o dia de sábado" (Dt 5.15).


5) Honra teu pai e tua mãe
Está dentro do segundo mandamento de Cristo (Mt 22.39)
6) Não matarás
Está dentro do segundo mandamento de Cristo (Mt 22.39)
7) Não adulterarás
Está incluído nas ordenanças decididas no concílio apostólico (At 15.20)
8) Não furtarás
Está dentro do segundo mandamento de Cristo (Mt 22.39)
9) Não dirás falso testemunho contra seu próximo
Está dentro do segundo mandamento de Cristo (Mt 22.39)
10) Não cobiçarás, nem mulher, nem coisa alguma do seu próximo
Está dentro do segundo mandamento de Cristo (Mt 22.39)

Ton escreveu:
silvamelo escreveu:
"Pelos frutos os conhecereis" (Mt 7:20), disse o Mestre ... No nosso caso, por ser um debate escrito ... "pela palavras".
Então eu sou um falso profeta, porque te digo a verdade?! Deus tenha misericórdia de ti...
Que verdade disseste? Tenho visto apenas deturpações dos escritos de Paulo, nada mais! A isso Pedro lhe deixa a advertência:
"O nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada, ao falar acerca destes assuntos, como, de fato, costuma fazer em todas as suas epístolas, nas quais há certas coisas difíceis de entender, que os ignorantes e instáveis deturpam, como também deturpam as demais Escrituras, para a própria destruição deles" (2Pd 3:15-16).
Deixo a mesma advertência para você...

Ton escreveu:
silvamelo escreveu:
E pelo que escreve, tá claro que é contrário ao conteúdo do Evangelho
Nisso você acertou em cheio! O Evangelho que eu prego é totalmente diferente desse outro evangelho farizáico e legalista que você quer impurrar guela a baixo, não sei de quem, com essas palavras iracundas e ressentidas... Mas Deus é maior! É Ele quem me julga, não você...
A Seita dos Nazarenos, a qual Paulo defendia ainda como Fariseu, "acreditava em todas as coisas que estivessem de acordo com a Lei e com os Profetas" (At 24:14), pois o Messias que ele pregava "NÃO VEIO aboliar a Torah" (Mt 5:17).

O seu evangelho acredita que em TODAS as coisas que estejam de acordo com a Lei e com os Escritos dos Profetas, além de enfatizar a declaração de Yeshua de que Ele não veio abolir a Torah??? Se seu evangelho é esse, bem vindo à Seita dos Nazareno!
O Evangelho que eu creio está totalmente de acordo com as Escrituras... Assim eu vivo e ensino, em conformidade com a mesma doutrina do primeiro século! foi por causa deste Evangelho que Paulo foi perseguido... Não é de se admirar que seja diferente com quem quer que procure viver dessa maneira...

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Eduardo em Seg 16 Ago 2010, 9:19 pm

silvamelo escreveu:
Ton escreveu:
silvamelo escreveu:
Então, pegue o capítulo de onde tirei 1Jo 3:4, que diz às claras que "pecado é a Transgressão da Lei"
"Qualquer que comete pecado, também comete iniqüidade; porque o pecado é iniqüidade. E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os nossos pecados; e nele não há pecado" (1Jo 3.4,5).
Quer ir para o Grego?
Vamos! Ensina-nos! Que palavra no grego é usado em 1Jo 3:4, e as versões em português abaixo decidiram vertê-la da seguinte forma:
- INIQUIDADE > Almeida Corrigida e Fiel, Católica Edição Brasileira, Católica CNBB, Católica Difusora.
- TRANSGRESSÃO DA LEI > Almeida Revista e Atualizada, Católica Edição Ave Maria, KJV, Nova versão Internacional.
- CONTRA A LEI > Almeida Revista Corrigida e Anotada, Tradução do Novo Mundo.
- TRANSGRESSÃO DA TORAH > Novo Testamento Hebraico.
- QUEBRA DA LEI > Nova Tradução na Linguagem de Hoje.
- VIOLAÇÃO DA LEI > Católica Edição Pastoral.
ἀνομίᾳ − anomia: iniquidade, transgressão, injustiça.
νόμοu − nomou: Lei.
παραβάσεως τοῦ νόμου - parabaseos tou nomou: transgressão da Lei (Rm 2.23).

Para uma tradução fiel, o tradutor sempre levará em conta o significado da palavra, não uma conclusão baseada na etmologia da palavra. Se João estivesse mesmo falando em "transgressão da Torá", ele teria lançado mão de uma expressão como esta que Paulo usou em Rm 2.23, ou algo parecido.
O significado primário de anomia negação da Lei. No século II a.C., Ptolomeu II Filadelfo (283-246 a.C.) desejava ter, na grande biblioteca que fundara em Alexandria, uma versão do hebraico para o grego dos livros sagrados dos judeus. A seu pedido, 72 homens, seis de cada uma das 12 tribos, foram enviados a Jerusalém para fazer a tradução (LXX), que foi realizada para a grande comunidade judaica daquela cidade. A partir dessa época, foi introduzido o termo grego nomos (lei), para trasladar tôrah, significando a lei como tal, o pentateuco, o Antigo Testamento completo, o decálogo ou uma lei particular do pentateuco. Iniquidade é a tradução portuguesa de anomia = a + nomos. Dessa forma o verso abaixo também usa o termo anomia:

"Pecado é a transgressão da Lei." (I João 3:4).

Está traduzido de maneira correta.

A TMN traduz Mateus 7:23 de maneira correta:

"Contudo, eu lhes confessarei então: Nunca vos conheci! Afastai-vos de mim, vós obreiros do que é contra a lei. "

Mateus 5:17, lá encontramos um clássico verso que fala da torah:

"Não penseis que vim revogar a Lei ou
os Profetas; não vim para revogar, vim
para cumprir."

Nesse verso, o termo Lei, em destaque, é a tradução de nomos que foi usado para traduzir o termo hebraico Torah, isso fica evidente pela construção 'lei e profetas' que sempre era usada para referir a Torá, a exemplo de (I João 3:4).

"Pecado é a transgressão da Lei."

E Mateus 7:23:

"Apartai-vos de mim, transgressores da lei."

Todos esses versos relacionam usam nomos como tradução grega do termo Torah. Agora ouçamos a voz de um verdadeiro especialista, o judeu Leonardus van Rooijen, sobre o caso:

"Os judeus de fala grega traduziam a palavra TORA por
NOMOS. Da Setenta e do Judaísmo alexandrino-helenista
o assim chamado NT assumiu essa linguagem."

http://www.jcrelations.net/pt/?item=2165

Um interessante comentário sobre Lc 10, 25-37 pode esclarecer essa afirmação:

"O evangelho pode ser dividido em duas partes diferentes: 1o A pergunta do nomikós [advogado, ou intérprete da lei] sobre a obtenção da vida eterna. 2o A resposta de Jesus sobre quem deve ser considerado o nosso próximo. Vamos estudar cada um dos dois pontos extremamente interessantes. A perícope é narrada também pelos outros dois sinóticos, Mt 22, 34-40 e Mc 12, 28-31. Segundo Marcos e Mateus, mais próximos da cultura semítica, parece que Jesus estava ensinando. Daí o levantou-se (23) e o título de Didáskale (magister ou mestre). Pelas circunstâncias narradas pelos outros dois evangelistas, sabemos que estamos em momentos de discussão e que os primeiros a brandir uma lança foram os saduceus, que tiveram que se retirar emudecidos (Mt 12, 28); e foi então que os fariseus entraram na lide com a pergunta, também capciosa, do nosso jurista. A palavra Nomikós significa um jurista ou jurisconsulto, perito em dar solução a problemas sobre a lei [nomos]. Como a lei jurídica dos judeus era a Torá, daí que o nosso jurista era um perito na lei mosaica. Segundo os outros dois evangelistas o jurista pergunta qual ´e o primeiro (Mc) mandamento, ou grande(Mt) no sentido de superlativo que o hebraico não tem. Era a disputa de sempre entre as diversas escolas que deviam escolher dentre os mandatos maiores, qual deles era o mais importante. Para Lucas o problema era de justificação, como diz Paulo, e por isso a pergunta é diferente: Que devo fazer para herdar a vida eterna? Vamos fazer uma distinção: Nomos era a tradução de Tora, a Lei de Moisés, que tinha 613 mandatos ou entolai dos quais 248 eram positivos e 365 negativos."

http://www.presbiteros.com.br/exegese/XV%20DOMINGO%20DO%20TEMPO%20COMUM.htm

Cristo falava em Aramaico e não em Grego, dessa forma 'nomos' foi usada no contexto hebreu quando foi usado para traduzir Lei. A mudança do nome de Simão é significativa. Porém, ainda mais importante é aquilo que foi mudado. Um judeu perceberia imediatamente o que a maioria dos leitores [ocidentais] não consegue notar. O nome “Pedro” é a versão portuguesa da palavra grega que significa “pedra”. Jesus falava aramaico e a palavra empregada para atribuir o novo nome a Simão foi a palavra aramaica “kefa”, que também significa “pedra”. É por isso que Simão é chamado de “Cefas” em certas passagens do Novo Testamento (p.ex. João 1,42; 1Coríntios 15,5; Gálatas 1,18). Veja também as ultimas palavras de Cristo:

"E, à hora nona, bradou Jesus em alta voz: Eloí, Eloí, lamá, sabactani? que, traduzido, é: Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?" (Marcos 15.34)

Jesus estava falando em aramaico na crucificação. A lingua que ele usou foi o Aramaico e não usou o grego quando disse essas palavras. Todo o novo testamento reproduzem as palavras de Cristo e ele falava em aramaico.


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Khwey em Seg 16 Ago 2010, 9:53 pm

Eduardo escreveu:
Cal escreveu:Apenas descrevi o que a teologia cristã prega...
A Bíblia não ensina essa aberração.
Ensina exatamente isto:

A lei e os profetas duraram até João;
desde então é anunciado o reino de Deus, e
todo o homem emprega força para entrar
nele.
(Luc 16:16)

Ainda está preso àquela ridícula questão sobre a palavra "duraram" que não conta no grego???

Pois bem...


Mas agora se manifestou sem a lei a
justiça de Deus, tendo o testemunho da lei e
dos profetas;
Isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus
Cristo para todos e sobre todos os que
crêem; porque não há diferença.
(Rom 3:21,22)

A lei e os profetas duraram até João = Sem lei a partir de João.

Por isso nenhuma carne será justificada
diante dele pelas obras da lei, porque pela
lei vem o conhecimento do pecado.
(Rom 3:20)

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 16974
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por silvamelo em Ter 17 Ago 2010, 12:50 am

Nesse verso, o termo Lei, em destaque, é a tradução de nomos que foi usado para traduzir o termo hebraico Torah, isso fica evidente pela construção 'lei e profetas' que sempre era usada para referir a Torá, a exemplo de (I João 3:4).
Rapaz, você realmente leu o que eu escrevi???

De novo:

ἀνομίᾳ − anomia: iniquidade, transgressão, injustiça.
νόμοu − nomou: Lei.
παραβάσεως τοῦ νόμου - parabaseos tou nomou: transgressão da Lei (Rm 2.23).

Para uma tradução fiel, o tradutor sempre levará em conta o significado da palavra, não uma conclusão baseada na etmologia da palavra. Se João estivesse mesmo falando em "transgressão da Torá", ele teria lançado mão de uma expressão como esta que Paulo usou em Rm 2.23, ou algo parecido. Isso é óbivio!

Aonde você leu que eu tenha negado que "nomos" não se traduz por "Torá"??? Pelo contrário, leia mais uma vez:

νόμοu − nomou: Lei.

obs.: "nomou" => variação de "nomos"

Mas se você puder verificar no Lexico, vai saber que "anomia", embora tenha a mesma etimologia de "nomos", isto é, embora seja da mesma família dessa palavra, tem seu significado próprio...

Um exemplo simples no Português:

"Me é familiar."

Do que eu estou falando aqui: daquilo que é reconhecível por mim ou de algum membro da minha família?

silvamelo
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4417
Idade : 46
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Ton em Sex 20 Ago 2010, 9:55 pm

silvamelo escreveu:
Ton escreveu:
silvamelo escreveu:
Independente de sua imaginação, falaste tolice com o Eduardo.
Se foi tolice ou não, isso não diz respeito a você...
Tá tudo muito explicito, num fórum público ... à análise de qualquer um.
Sua insistência em me chamar de tolo, não transgride a Torá, talvés também não fira as regras do fórum, mas certamente transgride o Evangelho:

"Eu, porém, vos digo que qualquer que, sem motivo, se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo; e qualquer que disser a seu irmão: Raca, será réu do sinédrio; e qualquer que lhe disser: Louco, será réu do fogo do inferno" (Mateus 5:22).

Por um lado não me desgosto, pois há bem-aventurança em ser ofendido por causa do Evangelho de Cristo. Contudo, me entristece constatar que a ofensa parte de alguém que se diz cristão...
Se toca! Não estou irado nem te chamei de tolo ... só qualifiquei suas avaliações quanto ao Eduardo.
JESUS quando o diabo falando em Pedro a repreensão foi direta, e nem por isso Pedro se considerou um endiabrado.
Se você tem sindrome de perseguição, isso é por sua conta.

silvamelo escreveu:
Ton escreveu:
silvamelo escreveu:
Você é quem diz que "pecado é aquilo que está definido no NT".
João, o Apóstolo, disse que "pecado é a Transgressão da Lei" (1Jo 3:4).
Quem, na sua opinião, seria mais sabedoria eu dar crédito?
Não seja hipócrita! Você não dá crédito nem ao apóstolo Paulo...
Dou sim, pois Paulo era um Fariseu Crente em Yeshua, que tinha prazer na Lei de DEUS (Rm 7:25), acreditava em tudo o que estava de acordo com a Lei e com os Escritos dos Profetas (At 24:14), além de de dizer claramente que:
"O pendor da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito à Lei de Deus, nem mesmo pode estar" (Rm 8:7).
Vamos ao contexto:

Rm 8.1-11:
Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito. Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte. Porquanto o que era impossível à lei, visto como estava enferma pela carne, Deus, enviando o seu Filho em semelhança da carne do pecado, pelo pecado condenou o pecado na carne; para que a justiça da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito. Porque os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito para as coisas do Espírito. Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz. Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser. Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus. Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele. E, se Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito vive por causa da justiça. E, se o Espírito daquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dentre os mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita.


Paulo começa explicando que quem está em Cristo Jesus não está condenação, porque a "lei do Espírito de vida" (isto é: a Graça), nos livrou da lei do pecado e da morte (veja que ele está falando de duas leis!). Ele continua, dizendo que a Lei estava enferma, pois ela apontava o pecado, mas era incapaz de nos livrar dele (Hb 7.18,19). Ele demonstra que Jesus vindo em carne, sem pecado, condenou o pecado na sua carne, cumprindo a lei por nós (Cl 2.14). Então ele diz que "a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus" (nunca vai ser, nem nunca vai aperfeiçoar ninguém, porque só a Graça de Deus propiciada pelo sangue de Jesus pode fazer isso. Isso está muito bem explicado em Hb 10.1). Diz que os que estão na carne, isto é, os que não estão debaixo da Graça, não podem agradar a Deus. Mas, quando a pessoa tem a Cristo, o seu corpo é mortificado por causa do pecado, e o seu espírito vive, por causa da Justiça. E assim seremos aperfeiçoados, quando teremos nossos corpos mortais vivificados no dia da ressurreição...
A Lei do Espírito da Vida, na sua opinião, é a Graça ... mas Graça já existia na Torah, que é a Lei de DEUS na qual Paulo tinha prazer e a que ele concordava. Tens dúvida disso?


Blog Ton |de Tudo|


TON - "APRENDIZ DA BÍBLIA"
"Quando o 'Leão da Tribo de Judá' RUGE, o 'leão metido à besta' MIA de medo" (W. B. S.).

Ton
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3210
Idade : 29
Localização : Serra/ES
flag : Brasil
Data de inscrição : 23/10/2008

http://arrazoemos.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Khwey em Sex 20 Ago 2010, 10:58 pm

A graça já existia na torá?



Declarado Filho de Deus em poder,
segundo o Espírito de santificação, pela
ressurreição dos mortos, Jesus Cristo,
nosso Senhor,
Pelo qual recebemos a graça e o
apostolado, para a obediência da fé entre
todas as gentes pelo seu nome,
(Rom 1:4,5)

Porque a lei foi dada por Moisés; a graça
e a verdade vieram por Jesus Cristo.
(João 1:17)


Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 16974
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Ton em Sex 20 Ago 2010, 11:20 pm

Khwey escreveu:A graça já existia na torá?



Declarado Filho de Deus em poder,
segundo o Espírito de santificação, pela
ressurreição dos mortos, Jesus Cristo,
nosso Senhor,
Pelo qual recebemos a graça e o
apostolado, para a obediência da fé entre
todas as gentes pelo seu nome,
(Rom 1:4,5)

Porque a lei foi dada por Moisés; a graça
e a verdade vieram por Jesus Cristo.
(João 1:17)

DEUS livrar o ser humano da morte (sabendo que ele pecara e que deveria morrer) por meio de derramamento de sangue (morte do cordeirinho) ... é o quê???

Quanto a Jo 1:17, já lhe mostrei que Verdade já havia na Torah também (Sl 119:51).


Blog Ton |de Tudo|


TON - "APRENDIZ DA BÍBLIA"
"Quando o 'Leão da Tribo de Judá' RUGE, o 'leão metido à besta' MIA de medo" (W. B. S.).

Ton
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3210
Idade : 29
Localização : Serra/ES
flag : Brasil
Data de inscrição : 23/10/2008

http://arrazoemos.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Khwey em Sex 20 Ago 2010, 11:22 pm

Graça!

Jesus Cristo, nosso Senhor, pelo qual recebemos a graça.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 16974
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Ton em Sex 20 Ago 2010, 11:28 pm

Khwey escreveu:Graça!

Jesus Cristo, nosso Senhor, pelo qual recebemos a graça.
Moisés escreveu na Lei sobre o Messias, e os profetas a Ele já tinham se referido (Jo 1:45). As Escrituras Já Testificavam dEle (Jo 5:39).



Blog Ton |de Tudo|


TON - "APRENDIZ DA BÍBLIA"
"Quando o 'Leão da Tribo de Judá' RUGE, o 'leão metido à besta' MIA de medo" (W. B. S.).

Ton
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3210
Idade : 29
Localização : Serra/ES
flag : Brasil
Data de inscrição : 23/10/2008

http://arrazoemos.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Khwey em Sex 20 Ago 2010, 11:38 pm

Mas a graça foi dada a cada um de nós
segundo a medida do dom de Cristo.
(Ef 4:7)

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 16974
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Ton em Sab 21 Ago 2010, 12:05 am

"Não ocultei no coração a Tua Justiça; proclamei a Tua Fidelidade e a Tua Salvação; não escondi da grande congregação a Tua Graça e a Tua Verdade" (Sl 40:10).


Blog Ton |de Tudo|


TON - "APRENDIZ DA BÍBLIA"
"Quando o 'Leão da Tribo de Judá' RUGE, o 'leão metido à besta' MIA de medo" (W. B. S.).

Ton
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3210
Idade : 29
Localização : Serra/ES
flag : Brasil
Data de inscrição : 23/10/2008

http://arrazoemos.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Ton em Sab 21 Ago 2010, 12:19 am

silvamelo escreveu:
Ton escreveu:
silvamelo escreveu:
Então, pegue o capítulo de onde tirei 1Jo 3:4, que diz às claras que "pecado é a Transgressão da Lei"
"Qualquer que comete pecado, também comete iniqüidade; porque o pecado é iniqüidade. E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os nossos pecados; e nele não há pecado" (1Jo 3.4,5).

Quer ir para o Grego?
Vamos! Ensina-nos! Que palavra no grego é usado em 1Jo 3:4, e as versões em português abaixo decidiram vertê-la da seguinte forma:
- INIQUIDADE > Almeida Corrigida e Fiel, Católica Edição Brasileira, Católica CNBB, Católica Difusora.
- TRANSGRESSÃO DA LEI > Almeida Revista e Atualizada, Católica Edição Ave Maria, KJV, Nova versão Internacional.
- CONTRA A LEI > Almeida Revista Corrigida e Anotada, Tradução do Novo Mundo.
- TRANSGRESSÃO DA TORAH > Novo Testamento Hebraico.
- QUEBRA DA LEI > Nova Tradução na Linguagem de Hoje.
- VIOLAÇÃO DA LEI > Católica Edição Pastoral.
ἀνομίᾳ − anomia: iniquidade, transgressão, injustiça.
νόμοu − nomou: Lei.
παραβάσεως τοῦ νόμου - parabaseos tou nomou: transgressão da Lei (Rm 2.23).

Para uma tradução fiel, o tradutor sempre levará em conta o significado da palavra, não uma conclusão baseada na etmologia da palavra. Se João estivesse mesmo falando em "transgressão da Torá", ele teria lançado mão de uma expressão como esta que Paulo usou em Rm 2.23, ou algo parecido. Isso é óbivio!
Se fôsse óbvio, a maioria das tradutores em português, teriam colocado em 1Jo 3:4 algo diferente do que foi colocado em Rm 2:23.
E mesmo usando um termo diferente, não há dúvida de que João se refere ao que nega a Torah (anomia).

silvamelo escreveu:
Ton escreveu:
Ser "legalista" (aplicação ilegítima da Torah) e ser "Guardador e Ensinador da Torah", são duas coisas mui diferentes ... e à esse último Yeshua nos incentiva a ser (Mt 5:19).
Essa passagem seria contraditória em relação ao ensino apostólico, que foi dispensado pelo Espírito Santo, se a nossa compreensão do ministério de Cristo estivesse limitada à visão judaizante ortodoxa, que enxerga Cristo apenas como um profeta... Mas aqueles que compreendem o valor do seu sacrifício e a sua autoridade para testamentar uma Nova Aliança através do seu sangue, não têm dificuldade em observar que a Lei do Espírito da vida passa a vigorar com a morte do testador, isto é, na crucificação de Jesus.
Não há nada de contraditório entre Yeshua e seus apóstolos, e como o discípulo não pode contradizer seu senhor, os apóstolos não podiam contrariar o incentivo que Yeshua deu para se guardar e ensinar a Torah.

silvamelo escreveu:Portanto, durante aqueles 3,5 anos em que Jesus ensinava, a Lei ainda estava em vigor para os judeus:
"Porque onde há testamento, é necessário que intervenha a morte do testador. Porque um testamento tem força onde houve morte; ou terá ele algum valor enquanto o testador vive" (Hb 9.16,17)?
Precisa de quantos fatos registrados da Torah sendo obedecida depois da crucificação de Yeshua?

silvamelo escreveu:
Ton escreveu:
Quem é Guiado Pelo Ruach HaKodesh [Espírito Santo], tem a Lei impressa na Mente e no Coração (Hb 10:15-16).

Aprenda! Quem é um bom motorista, não há código de trânsito algum que seja contra ele: Isso é Óbvio!

Agora, em relação ao pecador de pecados reprovados pela Torah, para mostrar que eles são contra a Torah, Paulo escreveu:
"Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à Lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser" (Rm 8:7).
Se o "código de trânsito" a que você se refere fosse realmente a Torá, então a lista que Paulo faz está MUITÍÍÍÍÍSSIMO incompleta, veja:

"Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei" (Gl 5.19-23).

Ora, se eu praticar o fruto do Espírito, então não existe nenhuma outra lei contra mim!
Óbvio. E isso apenas confirma o que eu disse.

silvamelo escreveu:
Ton escreveu:
Em relação àquilo que ele podia se orgulhar em comparação com os Méritos de Yeshua, tudo é perda mesmo ... pois ele era muito considerado no Judaísmo, e teve que abrir mãos do apoio dos judeus para sofrer-lhes perseguição.
Usar Fl 3:7 para contrariar At 23:6 (onde ele diz em tempo PRESENTE), não é nada inteligente ...
Quando Paulo disse "sou fariseu, filho de fariseus ..." era já tinha professado de 'pés juntos' a Fé no Messias Yeshua.
O que não é nada inteligente é prosseguir com esses argumentos lastimáveis para querer se gloriar na carne... Até aqueles judeus convertidos que estavam pressionando Paulo, concordavam que os gentios não precisavam observar a Lei (At 21.25), mas alguns gentios em nosso tempo insistem cegamente em contrariar esses ensinos...
As "coisas essenciais" para os recém-convertidos (criancinhas na Fé) era Básico exigido nesse período de conversão. Mas como se converter se antes não reconhecer o DEUS de Israel como Verdadeiro DEUS e o Único a ser Adorado (1º Mandamento do Decácogo)? Que conversão é essa que não leva em consideração o fato de que o converso não deve para de fabricar nem cultuar imagens (2º Mandamento) e que não deve desonrar o Nome do Eterno (3º Mandamento)?

E mais! Ninguém fica criança pra sempre. É impelido a "crescer no pleno Conhecimento e frutificar em toda boa obra" (Col 1:10), em outras palavras: desejar alimento sólido e virar adulto. Para isso que "em todas as cidades, Moisés era lido todos os sábados nas sinagogas" (At 15:21).


Última edição por Ton em Sab 21 Ago 2010, 12:37 pm, editado 1 vez(es)


Blog Ton |de Tudo|


TON - "APRENDIZ DA BÍBLIA"
"Quando o 'Leão da Tribo de Judá' RUGE, o 'leão metido à besta' MIA de medo" (W. B. S.).

Ton
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3210
Idade : 29
Localização : Serra/ES
flag : Brasil
Data de inscrição : 23/10/2008

http://arrazoemos.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Ton em Sab 21 Ago 2010, 1:07 am

silvamelo escreveu:
Ton escreveu:
silvamelo escreveu:
- Pedro, um judeu "zeloso da Lei" (At 21:20) que vivia na Graça, continuava obediente os Mandamentos da Torah (At 10:14).
Ainda que Pedro fosse "zeloso da Lei" como você afirma cegamente, mesmo contrariando o que disse o apóstolo Paulo a respeito dele (Gl 2.14), isso, de modo nenhum, invalida a verdade que os gentios não eram obrigados a observar os preceitos da Lei:
"Todavia, quanto aos que crêem dos gentios, já nós havemos escrito, e achado por bem, que nada disto observem; mas que só se guardem do que se sacrifica aos ídolos, e do sangue, e do sufocado e da prostituição" (At 21.25).
Veja! Nenhum dos Dez Mandamentos e nenhum dos Dois Mandamentos Mais Importantes da Torah são mencionados, então os gentios poderiam agir contrariamente aos Dez Mandamentos??? Fala sério, filho! Estude a Bíblia como um Todo!
Eu já estudo... mas não na sua escola!
Deu pra perceber ...

silvamelo escreveu:
Análise dos dez mandamentos conforme a Graça:

1) Não terás outros deuses diante de mim
Está dentro do primeiro mandamento de Cristo (Mt 22.37)
2) Não farás para ti imagens de escultura
Está incluído nas ordenanças decididas no concílio apostólico (At 15.20)
3) Não tomarás o nome do Senhor em vão
Está dentro do primeiro mandamento de Cristo (Mt 22.37)
4) Guarda o dia de sábado
Se trata de uma ordenança dirigida ao povo de Israel em memória do êxodo; que não foi posta como uma obrigação para os gentios que crêem em Jesus pela Graça:

"Porque te lembrarás que foste servo na terra do Egito, e que o SENHOR teu Deus te tirou dali com mão forte e braço estendido; por isso o SENHOR teu Deus te ordenou que guardasses o dia de sábado" (Dt 5.15).


5) Honra teu pai e tua mãe
Está dentro do segundo mandamento de Cristo (Mt 22.39)
6) Não matarás
Está dentro do segundo mandamento de Cristo (Mt 22.39)
7) Não adulterarás
Está incluído nas ordenanças decididas no concílio apostólico (At 15.20)
8) Não furtarás
Está dentro do segundo mandamento de Cristo (Mt 22.39)
9) Não dirás falso testemunho contra seu próximo
Está dentro do segundo mandamento de Cristo (Mt 22.39)
10) Não cobiçarás, nem mulher, nem coisa alguma do seu próximo
Está dentro do segundo mandamento de Cristo (Mt 22.39)
Todos esses Mandamentos foram dados ao Povo de Israel, tirado da terra do Egito, da casa da escravidão (Ex 20:2). Nenhum deles são para os não-israelitas. E por favor, mude o "título" dessa listinha manca e desonesta para: "Análise dos Dez Mandamentos Conforme os Espertinhos de Meia-Tigela".

silvamelo escreveu:
Ton escreveu:Tenho visto apenas deturpações dos escritos de Paulo, nada mais! A isso Pedro lhe deixa a advertência:
"O nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada, ao falar acerca destes assuntos, como, de fato, costuma fazer em todas as suas epístolas, nas quais há certas coisas difíceis de entender, que os ignorantes e instáveis deturpam, como também deturpam as demais Escrituras, para a própria destruição deles" (2Pd 3:15-16).
Deixo a mesma advertência para você...
Aprenda! Se o Legislador não revogou a Torah, Paulo seria capaz de fazê-lo por meio de suas cartas??? Fala sério! Para que os judeus invejosos pudessem fazer com que o povo tivesse essa idéia de Paulo, eles tiveram que levantar falsas testemunhas que nada podiam provar (At 25:7).
Paulo, sabia muito bem que só Há Um Legislador (Is 33:22 / Tg 4:12)!

silvamelo escreveu:
Ton escreveu:
A Seita dos Nazarenos, a qual Paulo defendia ainda como Fariseu, "acreditava em todas as coisas que estivessem de acordo com a Lei e com os Profetas" (At 24:14), pois o Messias que ele pregava "NÃO VEIO aboliar a Torah" (Mt 5:17).

O seu evangelho acredita que em TODAS as coisas que estejam de acordo com a Lei e com os Escritos dos Profetas, além de enfatizar a declaração de Yeshua de que Ele não veio abolir a Torah??? Se seu evangelho é esse, bem vindo à Seita dos Nazareno!
O Evangelho que eu creio está totalmente de acordo com as Escrituras... Assim eu vivo e ensino, em conformidade com a mesma doutrina do primeiro século! foi por causa deste Evangelho que Paulo foi perseguido... Não é de se admirar que seja diferente com quem quer que procure viver dessa maneira...
Se assim o é, então não se vê coerencia nenhuma ensinar a "não guardar e não ensinar a Torah", visto que o Mestre nos incentivou a fazê-lo (Mt 5) ... e essas Palavras dEle são também Evangelho, e também Elas não passariam, mesmo que os céus e a terra passassem.

Pense bem:
- DEUS fez aliança com Adão, e deu como mandamento o Princípio da Obediência.
- DEUS fez aliança com Noé, deu mandamentos à ele (não comer carne com sangue, etc); mas não revogou a aliança antiga.
- DEUS fez aliança com Abraão, deu mandamentos à ele (adorar somente a YHWH, a circuncinsão, etc); mas não revogou a aliança antiga, antes continuou mantendo o Arco-Íris até os dias de hoje.
- DEUS fez aliança com o Povo por meio de Moisés, deu mandamentos ao povo (As Tábuas dos Dez Mandamentos [escritos por DEUS] e o Livro da Lei [ditados por DEUS]); mas não revogou a aliança antiga.
- DEUS fez aliança com o Povo por meio de Yeshua, deu mandamentos ao povo (crer no Profeta semelhante a Moisés, o Messias); mas não revogou a aliança antiga (Mt 5:17) antes a cumpriu, deixando-no exemplo (1Pd 2:21) e imprimiu as Leis da Antiga Aliança na mente e no coração dos que abraçaram o Novo Pacto (Hb 10:16).

Esse é o Evangelho: JESUS morreu para nos remir as transgressões que haviam sob a Antiga Aliança, e isso não significa que estamos livres da Obediência.

Quando Paulo teve a oportunidade de pregar em Atenas, ele disse:
"Vos anunciamos o evangelho para que destas coisas vãs vos convertais ao Deus vivo, que fez o céu, a terra, o mar e tudo o que há neles; o qual, nas gerações passadas, permitiu que todos os povos andassem nos seus próprios caminhos" (At 14:5-16).
Hoje, os gentios devem abraçar as Alianças, serem salvos mediante a Fé no Messias de Israel, fazer parte da Comunidade de Israel e praticar as boas obras que o SENHOR preparou de antemão (Ef 2:8-9. 12-13).


Última edição por Ton em Sab 21 Ago 2010, 12:34 pm, editado 1 vez(es)


Blog Ton |de Tudo|


TON - "APRENDIZ DA BÍBLIA"
"Quando o 'Leão da Tribo de Judá' RUGE, o 'leão metido à besta' MIA de medo" (W. B. S.).

Ton
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3210
Idade : 29
Localização : Serra/ES
flag : Brasil
Data de inscrição : 23/10/2008

http://arrazoemos.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O tempo da Graça compreende que periodo da história ?

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 2:20 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum