.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
»  Endurecimeto do Faraó
Hoje à(s) 5:38 pm por irmão

» DESAFIO AOS DO LIVRE ARBITRIO
Hoje à(s) 5:16 pm por Cartman

»  Arqueólogos encontram selo que comprova veracidade de histórias da Bíblia
Hoje à(s) 4:46 pm por Cartman

» A eleição torna-nos robôs?
Hoje à(s) 3:58 pm por Justo

» Livre arbítrio, auto idolatria
Hoje à(s) 3:53 pm por Justo

» Golpe é o cacete, agora é golpe no golpe!
Hoje à(s) 3:27 pm por David de Oliveira

» Consequências da Reeleição
Hoje à(s) 10:02 am por EVANGELISTA/RJ/MSN

» Noticiário Escatológico
Hoje à(s) 12:40 am por Jarbas

» O homem na lua...
Ontem à(s) 11:38 pm por Khwey

Quem está conectado
70 usuários online :: 2 usuários cadastrados, 1 Invisível e 67 Visitantes :: 2 Motores de busca

irmão, Lit San Ares

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Os Antigos Mistérios

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Os Antigos Mistérios

Mensagem por Fish em Seg 12 Jul 2010, 9:50 am

Antigos Mistérios




Fiz esse tópico como um apêndice da REGênesis.

Denominam-se de Antigos Mistérios ao conjunto de ensinamentos, práticas e crenças passadas através de uma minoria de iniciados nas antigas Escolas de Mistério, uma minoria seleta cujos verdadeiros intentos e objetivos eram mantidos em sigilo por meio de iniciações, confissões e juramentos. E quais seriam esses segredos e objetivos? Apenas os mesmos que foram vistos: a restauração de uma civilização de caráter global junto com a instalação de um culto de caráter luciferiano. De acordo com o livro do reverendo Hislop, The Two Babylons, para angariar novos adeptos, essas Escolas de Mistérios se valiam do maior número possível de práticas e fenômenos sobrenaturais, afim de impressionar os seus adeptos, fazendo-os pensar que realmente haviam entrado em uma organização verdadeira e sobrenatural, sem se darem conta de que, na verdade, a origem daqueles fenômenos era demoníaca. Como foi explanado também, o real motivo de tais organizações conservarem o caráter oculto e secreto em seus ensinamentos, se valendo do sigilo para assegurar os seus intentos, se deve ao satanismo inerente as suas práticas e ao temor que tinham de serem denunciados e perseguidos pela sociedade aberta, tal como Ninrode, que foi morto por Sem. Observem o que diversos pensadores renomados da antiguidade diziam a respeito dessas organizações, as Escolas de Mistério, das suas práticas e dos seus ensinamentos:

Há dezenove séculos, Fílon, o Judeu, escrevia, a propósito dos Grandes Mistérios: "Vós,ó iniciados, vós cujos os ouvidos estão purificados recebam isto em vossas almas como um mistério que jamais deve ser perdido! Não revelais a nenhum profano! Guardai-o e conservai-o em vós mesmos como um tesouro incorruptível, não como o ouro e a prata, mas mais precioso do que qualquer outra coisa- porque é o conhecimento da Grande Causa, da Natureza, e do que nasceu das duas."

As palavras de Platão, numa carta a Denys, o jovem: "Devo escrever-vos em enigma", observa: "para que a minha missiva se for interceptada por terra ou por mar, não possa, em nenhum grau ser de conhecimento, ser entendida por aquele que a ler".
Platão, em Fedra, comentando sobre as suas experiências “místicas” quando entrou em contato com as antigas Escolas de Mistérios : "Tornamos-nos espectadores de visões perfeitas, simples , imutáveis e abençoadas, que consistem numa pura Luz". Procles, séc V, acrescenta: “os Deuses apresentam muitas formas de si próprios, aparecem sob aspectos variados e por vezes oferecem à vista apenas a aparência de uma luminosidade sem contorno.”

Heródoto, o grande historiador da antiguidade, falou dos Mistérios com um respeito muito grande: "Imponho-me um profundo silêncio acerca desses Mistérios, a maior parte dos quais não são conhecidos"
“Deixai aproximar-se aquele cujas mãos estão puras e cujas as palavras são sábias", diz Celso (sec.II) a propósito das condições de admissão a esses mistérios. Uma narrativa, deixada por um antigo escritor a respeito dos iniciados, diz "que eles estão em posição de conhecer a significação do engima da existência pela observação dos seus objetivos e dos seus fins, tal como foram designados por Zeus".

Para aqueles que ainda não sabem, as antigas religiões de diversos povos antigos, especialmente as mais populares hoje, consistiu apenas num “fio condutor”, pelo qual a antiga história e os conhecimentos secretos, ficariam preservados e reservados a uma minoria seleta. Essas crenças se apresentavam de maneira disfarçada às massas(exoterismo), tendo seu verdadeiro significado revelado apenas aos seus adeptos avançados(esoterismo).

Assim sendo, quando esse antigo escritor diz “pela observação dos seus objetivos e dos seus fins, tal como foram designados por Zeus", ele na verdade está querendo dizer aos seus irmãos iniciados: “pela observação dos seus objetivos e dos seus fins, tal como foram designados por Lúcifer”.

Isso não foi exagero, na verdade os três maiores deuses do panteão grego, os irmãos Zeus, Poseidon e Hades, não são nada mais do que três diferentes representações do “príncipe deste mundo", por isso que diz-se que eles dividiram entre si o mundo.



Zeus é a representação de Lúcifer. Zeus é o “rei dos deuses”, é quem tem autoridade sobre “o mundo”, sobre todas as outras “divindades do Olimpo”(os anjos do exército trevoso, o Olimpo é uma profanação satânica do Monte Santo de Deus, do qual Satanás foi expulso) e sobre todos os semi-deuses, frutos da cópula entre deuses e homens(nefilins). De acordo com a mitologia grega, Zeus teria derrotado e destronado seu pai Chronos, um tirano que devorava os seus filhos(percebam a total inversão bíblica da real história da Queda).

A arma de Zeus, pela qual ele é conhecido, temido e que é o símbolo do seu poder, é o raio que cai na terra, ameaça e assombra a humanidade. O que significa o raio mesmo?

Lucas 10:
"Quem vos ouve a vós, a mim me ouve; e quem vos rejeita a vós, a mim me rejeita; e quem a mim me rejeita, rejeita aquele que me enviou.
E voltaram os setenta com alegria, dizendo: Senhor, pelo teu nome, até os demônios se nos sujeitam.
E disse-lhes: Eu via Satanás, como raio, cair do céu."


Lúcifer caiu dos céus como um raio, aparentemente Satanás e os seus seguidores vêem isso como um prodígio, por isso que Zeus se orgulha tanto do poder que tem sobre os raios. Percebam também, que é comum em várias mitologias vermos a figura de uma divindade “benevolente” que conjura raios se opor a outra divindade ruim, associada a serpentes, disputando assim o destino da humanidade. Isso não é mera coincidência, tem um sentido oculto, esotérico.

- Na mitologia Hindu, conta-se que, um dia, a terrível serpente Vritra impediu o curso da água dos rios, atravessando-se no seu caminho, criando uma barreira com o seu corpo. Mas Indra, o mais invocado deus da literatura Veda, decidiu libertar as águas prisioneiras. Cortando Vritra ao meio com sua arma, e qual é a arma de Indra? Vajra, o raio. O corpo da serpente monstruosa desaparece debaixo das águas que se precipita enfim em direção ao mar.

- Na mitologia nórdica, vemos Thor, o mais forte dentre deuses e homens, e o deus dos raios, empunhar seu poderoso martelo Mjolnir para abater Jormungand, a serpente que sustenta o mundo, ou serpente Midgard, no evento conhecido como Ragnarok. Conta-se que o carvalho era a árvore usada para representar Thor, pois os raios, quando caiam, o faziam com frequência nos carvalhos. Curiosamente, o significado do nome druida, dado aos antigos magos da Grã Bretanha, significa algo como "aqueles que detêm o conhecimento do carvalho" ou "conhecendo o carvalho".

- Na mitologia grega, é a vez de Zeus, o "rei dos deuses", lançar o seu poderoso raio contra o titan Tífon, ou Tifão. Uma criatura assustadora, maior que todas as montanhas e o corpo, cercado de plumas, era rodeado por serpentes. (Há versões que dizem que seus dedos eram cabeças de dragão com línguas pretas, que soltavam centelhas de fogo pelos olhos e gritos de animal selvagem), Hesíodo o descreveu: braços poderosos, pés infatigáveis, cem cabeças de serpente com línguas negras e olhos que expeliam fogo, e de todas as cabeças saíam simultaneamente sons terríveis (Hesíodo, Teogonia, 823-835). Na mitologia romana, a estória será contada de forma um pouco diferente, com Zeus sendo chamado de Júpiter.

Obviamente, essas similaridades tem uma explicação. Satanás é o enganador, ele se mostra “benevolente” para tomar as causas humanas(Lúcifer/Raio), mas também possui um impulso maligno incontrolável(Satanás/Serpente) proveniente do Castigo que ele sofreu de Deus, um impulso de rebeldia para destruir as obras que Deus criou. Esses povos antigos, na verdade não estavam agradecendo a benignidade dos seus respectivos “deuses raios”, mas sim agradecendo a Lúcifer por não destrui-los com seu ímpeto maligno, Satanás, retratado em algumas mitologias como a serpente que sustenta o mundo, pois é o príncipe deste mundo. Esses simbolismos das antigas mitologias indicam a dupla personalidade de Satanás, que “disputam” entre si o destino do que está sobre o seu poder, de acordo com seu humor. Satanás faz o papel do “Good Cop/Bad Cop”, o policial “bom” e o policial “mal”, que aparentemente agem de forma independente com uma testemunha, mas que na verdade são partes atuantes de um mesmo esquema, e é justamente isso que os adeptos do movimento de Nova Era, bem como de tantas seitas de tradições ocultistas, desconhecem ou preferem ignorar, acham que estão servindo ao "benevolente" Lúcifer, quando na verdade estão servindo ao maligno Satanás.

João 16:
Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei.
E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.
Do pecado, porque não crêem em mim;
Da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais;
E do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado.




Poseidon é o dragão dos mares, Leviatã, cujos reinos são insondáveis para os humanos e que, por conta dos bramidos do mar, impõe medo as civilizações litorâneas(as pessoas que estão próximas a sua influência), e que por isso realizam rituais e lhe fazem oferendas, afim de atenuarem a sua ira, alguns até com sacrifícios humanos. A arma de Poseidon, pela qual ele comanda os mares, é o tridente ou trishula, que não é representada como arma do capeta a toa. O tridente, com suas três pontas, representa a trindade satânica: deus sol (Rá/Osíris/Ninrode/Lúcifer), deusa lua(Ísis/Ishtar/Inanna/Semirámis/grande Babilônia, mãe das prostituições) e a Besta (Hórus/Adonis/Tamuz/Anticristo). Temos assim as três imperfeições, os três “6”, o 666 em forma de arma. Várias divindades de diversos outros panteões religiosos também são mostradas segurando um tridente, os exemplos clássicos são Shiva, o Satanás do hinduísmo, e Exú, o diabo do candomblé.


Família de Shiva. Trindade satânica formada com Parvati e Ganesha.



Para finalizar, o deus grego que apresenta mais similaridades com o diabo.



Hades é a própria representação de Satanás, Lúcifer após a Queda, equivalendo a Shiva no panteão hindu. Tal como Satanás, Hades possuía plena jurisdição sobre a habitação dos mortos e pleno direito sobre as almas dos pecadores no Inferno, podendo infligir castigos intermináveis aos humanos com base na culpa que cada um trouxera por seus pecados no pós morte. Disse “possuía”, porque a mitologia grega está desatualizada. Jesus, após sua morte e Ressurreição, tirou o pleno domínio que Satanás detinha sobre a habitação dos mortos(Sheol). Aliás essa foi uma das primeiras coisas que Jesus tirou de Satanás, a primeira, com Seu ministério e Sacrifício, foi o pecado que acorrentava os homens a ele. A segunda, pela sua Ressurreição, foi a chave do reino dos mortos, Jesus tem o direito legal de tirar de lá quem quiser. A terceira será o posto de Lúcifer(Zeus) na criação através do processo descrito no Apocalipse.

Apocalipse 1:
E eu, quando vi, caí a seus pés como morto; e ele pôs sobre mim a sua destra, dizendo-me: Não temas; Eu sou o primeiro e o último;
E o que vivo e fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre. Amém. E tenho as chaves da morte e do inferno.


De acordo com a mitologia grega, o mundo teria sido dividido em três partes, Zeus procedeu à divisão por sorteio dos reinos entre si e os dois irmãos: para si ficou a terra e o céu, a Poseidon coube os mares e rios, ao passo que para Hades ficou o domínio sobre o mundo subterrâneo e dos seres das sombras. Deixando um pouco de lado a conveniência deste sorteio, a pergunta é: Por que Hades ficou justamente com o mundo subterrâneo? Hades é a representação da verdadeira face de Satanás, obscura e má. Essa simbologia diz que Satanás tentou ocultar a sua verdadeira face por trás de Zeus(Lúcifer) e Poseidon(Leviatã). A sua verdadeira face ocultada dos homens(Hades) só é vista pelos mortos ou por aqueles que o visitam no reino das sombras, curiosamente só pessoas seletas que preenchiam certos pré-requisitos podiam ir diretamente ao Hades e voltar vivas de lá para contar.

Várias eram as artes praticados por essas Escolas de Mistérios, hoje sociedades secretas, as principais delas são:

- Magia
- Artes Divinatórias ou Advinhação
- Necromancia

Deuteronômio 18:
"Quando entrares na terra que o SENHOR teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações.
Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro;
Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos;
Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR teu Deus os lança fora de diante de ti.
Perfeito serás, como o SENHOR teu Deus.
Porque estas nações, que hás de possuir, ouvem os prognosticadores e os adivinhadores; porém a ti o SENHOR teu Deus não permitiu tal coisa."


Fish
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 470
flag : Brasil
Data de inscrição : 13/09/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum