.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
74 usuários online :: 3 usuários cadastrados, 1 Invisível e 70 Visitantes :: 2 Motores de busca

irmão, Justo, Khwey

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Disco voador e astrologia tem status de ciência na UnB

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Disco voador e astrologia tem status de ciência na UnB

Mensagem por Eduardo em Qua 02 Jun 2010, 9:05 pm


UnB Agência

Na UnB, disco voador e astrologia têm status de ciência
Folha Online

Na pequena sala do professor Álvaro Luiz Tronconi, no prédio principal da Universidade de Brasília, misturam-se livros-texto suas duas especialidades: física da matéria condensada e percepção extrassensorial.

Doutor em física pela Universidade de Oxford, Reino Unido, Tronconi coordena um grupo de uma dezena de docentes que se reúnem para estudar fenômenos que supostamente existem, mas que estão fora do alcance da ciência "tradicional".

Fundado em 1989, o Núcleo de Estudos de Fenômenos Paranormais da UnB promove pesquisas e cursos em quatro áreas: astrologia, ufologia, conscienciologia (relacionada aos potenciais do cérebro humano) e terapias integrativas (propondo novas abordagens na medicina).

Um curso de percepção extrassensorial, por exemplo, envolvia "acessar o mundo extrafísico". Um exercício ajudava a "ver assombração, acessar algo do passado, olhar algo do futuro".

"PRECONCEITO"

Tronconi diz que o núcleo já passou por vacas magras e gordas, dependendo do reitor. "Na atual administração o pessoal é menos radical", alegra-se o pesquisador.

Ele reclama de preconceito contra a área. Com frequência os comitês da UnB negam dinheiro para seu grupo. "Mas eles negaram sem julgar o mérito. Sempre falaram que era bobagem, que a UnB não podia permitir aquilo porque ia colocar a universidade em descrédito."

Os órgãos de fomento federais também negam verba, fazendo com que o núcleo procure fundações estrangeiras interessadas na área.

Uma pena, diz. Esses conhecimentos poderiam ser úteis para a sociedade.

"Existe a astrologia médica, por exemplo. Aqui em Brasília você até encontra um ou outro médico que, quando você vai lá fazer o exame, ele pega seus dados e diz qual parte do seu corpo é mais vulnerável, o que pode ajudar no diagnóstico."

Ele diz que sensitivos poderiam também ajudar a polícia. Suas opiniões não deveriam servir como palavra em tribunais, diz, mas eles deveriam fazer parte das equipes de investigações.

"Algumas pessoas dizem que é charlatanismo, que é feitiçaria, que é coisa de quem tem distúrbio mental", diz. Mas, segundo ele, os alunos se interessam profundamente pelo assunto.

Entre as atividades de pesquisa recentes está a busca pela compreensão dos episódios de supostos aparecimentos de extraterrestres na Terra. Uma outra pesquisa tenta mostrar que sensitivos podem dar diagnósticos precisos da doença de alguém.

PERSISTÊNCIA

O último trabalho de Tronconi envolveu seis levar deles para o hospital da UnB para adivinhar o que os pacientes tinham. A conclusão foi que os sensitivos não conseguiam acertar mais do que um computador chutando doenças aleatórias.

Isso não é motivo para desistir das pesquisas, porém, diz Tronconi.

"Quando há um grande médium, um paranormal, a gente vê que ele é capaz de realizar certos fenômenos", diz. "Mas chega uma hora que ele está cansado ou estressado e vai fazer uma demonstração. Então percebe que não vai dar conta e arruma um jeito de fazer usando um truque. Isso pode acabar com toda a reputação dele."

http://www.unb.br/noticias/unbagencia/cpmod.php?id=65026
Outras fontes:
Na pequena sala do professor Álvaro Luiz Tronconi, no prédio principal da Universidade de Brasília, misturam-se livros-texto suas duas especialidades: física da matéria condensada e percepção extrassensorial.

Doutor em física pela Universidade de Oxford, Reino Unido, Tronconi coordena um grupo de uma dezena de docentes que se reúnem para estudar fenômenos que supostamente existem, mas que estão fora do alcance da ciência "tradicional".

Fundado em 1989, o Núcleo de Estudos de Fenômenos Paranormais da UnB promove pesquisas e cursos em quatro áreas: astrologia, ufologia, conscienciologia (relacionada aos potenciais do cérebro humano) e terapias integrativas (propondo novas abordagens na medicina).

Um curso de percepção extrassensorial, por exemplo, envolvia "acessar o mundo extrafísico". Um exercício ajudava a "ver assombração, acessar algo do passado, olhar algo do futuro".

Tronconi diz que o núcleo já passou por vacas magras e gordas, dependendo do reitor. "Na atual administração o pessoal é menos radical", alegra-se o pesquisador.

Ele reclama de preconceito contra a área. Com frequência os comitês da UnB negam dinheiro para seu grupo. "Mas eles negaram sem julgar o mérito. Sempre falaram que era bobagem, que a UnB não podia permitir aquilo porque ia colocar a universidade em descrédito."

Os órgãos de fomento federais também negam verba, fazendo com que o núcleo procure fundações estrangeiras interessadas na área.

Uma pena, diz. Esses conhecimentos poderiam ser úteis para a sociedade.

"Existe a astrologia médica, por exemplo. Aqui em Brasília você até encontra um ou outro médico que, quando você vai lá fazer o exame, ele pega seus dados e diz qual parte do seu corpo é mais vulnerável, o que pode ajudar no diagnóstico."

Ele diz que sensitivos poderiam também ajudar a polícia. Suas opiniões não deveriam servir como palavra em tribunais, diz, mas eles deveriam fazer parte das equipes de investigações.

"Algumas pessoas dizem que é charlatanismo, que é feitiçaria, que é coisa de quem tem distúrbio mental", diz. Mas, segundo ele, os alunos se interessam profundamente pelo assunto.

Entre as atividades de pesquisa recentes está a busca pela compreensão dos episódios de supostos aparecimentos de extraterrestres na Terra. Uma outra pesquisa tenta mostrar que sensitivos podem dar diagnósticos precisos da doença de alguém.

O último trabalho de Tronconi envolveu levar seis deles para o hospital da UnB para adivinhar o que os pacientes tinham. A conclusão foi que os sensitivos não conseguiam acertar mais do que um computador chutando doenças aleatórias.

Isso não é motivo para desistir das pesquisas, porém, diz Tronconi.

"Quando há um grande médium, um paranormal, a gente vê que ele é capaz de realizar certos fenômenos", diz. "Mas chega uma hora que ele está cansado ou estressado e vai fazer uma demonstração. Então percebe que não vai dar conta e arruma um jeito de fazer usando um truque. Isso pode acabar com toda a reputação dele."

Fonte: Folha Online

NOTA: A ciência nunca é neutra. Sempre vem acompanhada de pressupostos filosóficos que direcionam seus trabalhos. Sobre o caso exposto nesta matéria fica claro que levar alunos para "adivinhar" a doença de certos pacientes não tem nada de científico... além de se basear em pressupostos perigosos, do ponto de vista bíblico: "Que em teu meio não se encontre alguém que... faça presságio, oráculo, adivinhação ou magia, ou que pratique encantamentos, que interrogue espíritos ou adivinhos, ou ainda que invoque os mortos; pois quem pratica essas coisas é abominável ao Senhor" (Dt 18:10-12 Bíblia de Jerusalém).

Disco voador e astrologia tem status de ciência na UnB


Na UnB, disco voador e astrologia têm status de ciência



Na pequena sala do professor Álvaro Luiz Tronconi, no prédio principal da Universidade de Brasília, misturam-se livros-texto de suas duas especialidades: física da matéria condensada e percepção extrassensorial. Doutor em física pela Universidade de Oxford, Reino Unido, Tronconi coordena um grupo de uma dezena de docentes que se reúnem para estudar fenômenos que supostamente existem, mas que estão fora do alcance da ciência “tradicional”. Fundado em 1989, o Núcleo de Estudos de Fenômenos Paranormais da UnB promove pesquisas e cursos em quatro áreas: astrologia, ufologia, conscienciologia (relacionada aos potenciais do cérebro humano) e terapias integrativas (propondo novas abordagens na medicina).

Um curso de percepção extrassensorial, por exemplo, envolvia “acessar o mundo extrafísico”. Um exercício ajudava a “ver assombração, acessar algo do passado, olhar algo do futuro”.

Tronconi diz que o núcleo já passou por vacas magras e gordas, dependendo do reitor. “Na atual administração o pessoal é menos radical”, alegra-se o pesquisador. Ele reclama de preconceito contra a área. Com frequência os comitês da UnB negam dinheiro para seu grupo. “Mas eles negaram sem julgar o mérito. Sempre falaram que era bobagem, que a UnB não podia permitir aquilo porque ia colocar a universidade em descrédito.”

Os órgãos de fomento federais também negam verba, fazendo com que o núcleo procure fundações estrangeiras interessadas na área. “Uma pena”, diz. “Esses conhecimentos poderiam ser úteis para a sociedade.”

“Existe a astrologia médica, por exemplo. Aqui em Brasília você até encontra um ou outro médico que, quando você vai lá fazer o exame, ele pega seus dados e diz qual parte do seu corpo é mais vulnerável, o que pode ajudar no diagnóstico.”

Ele diz que sensitivos poderiam também ajudar a polícia. Suas opiniões não deveriam servir como palavra em tribunais, diz, mas eles deveriam fazer parte das equipes de investigações.

“Algumas pessoas dizem que é charlatanismo, que é feitiçaria, que é coisa de quem tem distúrbio mental”, diz. Mas, segundo ele, os alunos se interessam profundamente pelo assunto.

Entre as atividades de pesquisa recentes está a busca pela compreensão dos episódios de supostos aparecimentos de extraterrestres na Terra. Outra pesquisa tenta mostrar que sensitivos podem dar diagnósticos precisos da doença de alguém.

O último trabalho de Tronconi envolveu levar seis deles para o hospital da UnB para adivinhar o que os pacientes tinham. A conclusão foi que os sensitivos não conseguiam acertar mais do que um computador chutando doenças aleatórias. “Isso não é motivo para desistir das pesquisas, porém”, diz Tronconi.

“Quando há um grande médium, um paranormal, a gente vê que ele é capaz de realizar certos fenômenos”, diz. “Mas chega uma hora que ele está cansado ou estressado e vai fazer uma demonstração. Então percebe que não vai dar conta e arruma um jeito de fazer usando um truque. Isso pode acabar com toda a reputação dele.”

(BOL Notícias)

Nota: Quando estudava na UFSC, lembro-me que frequentemente via cartazes espalhados pelo campus anunciando eventos relacionados a florais de Bach, gnose, yoga, budismo, astrologia, etc. Agora tente promover um simpósio criacionista nesses campi seculares... A aceitação frequentemente não é a mesma. Mundo confuso...[MB]
Conteúdo de autoria do site Criacionismo
publicado originalmente neste link.




Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Disco voador e astrologia tem status de ciência na UnB

Mensagem por Fabris em Qui 03 Jun 2010, 11:18 am

Embora a UnB devesse estar muito mais preocupada com sua produção científica, que é muito perto de nula, ao invés de permitir que um professor aloprado utilize as instalações da universidade para tentar validar pseudociência, acho que Tronconi pode prestar um grande favor à sociedade:
1. Se suas experiências derem resultado negativo (o que é o infinitamente mais provável), ele mata de vez o aspecto "científico" que se quer dar a essas idiotices.
2. Se alguma de suas experiências der resultado positivo, ele demonstra que a bíblia está errada nessa questão e aí quero ver a cara dos crentes...

Pelo menos há algo positivo: nada está sendo ensinado no curso de graduação como possibilidade científica e nada está sendo pago com dinheiro público.

Existem, sim, fundações sérias que estudam os alegados "fenômenos paranormais" (desde OVNI´s até a alegada existência da alma). Entre eles se destacam a James Randi Educational Foundation e o Observatoire Zététique. Até agora, nenhum maluco com alegados poderes paranormais conseguiu passar nos testes dessas fundações.

http://www.randi.org/site/
http://www.zetetique.fr/


"Amigo, me gustas mucho, pero tu madre me gusta más" (Hino nacional de Marisales)

Fabris
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 780
Idade : 63
Localização : Laguna - Santa Catarina
flag : Brasil
Data de inscrição : 25/09/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Disco voador e astrologia tem status de ciência na UnB

Mensagem por Eduardo em Qui 03 Jun 2010, 11:34 am

Fabris escreveu:Embora a UnB devesse estar muito mais preocupada com sua produção científica, que é muito perto de nula, ao invés de permitir que um professor aloprado utilize as instalações da universidade para tentar validar pseudociência, acho que Tronconi pode prestar um grande favor à sociedade:
1. Se suas experiências derem resultado negativo (o que é o infinitamente mais provável), ele mata de vez o aspecto "científico" que se quer dar a essas idiotices.
2. Se alguma de suas experiências der resultado positivo, ele demonstra que a bíblia está errada nessa questão e aí quero ver a cara dos crentes...
Então você é a favor da continuidade desse projeto ?
Existem, sim, fundações sérias que estudam os alegados "fenômenos paranormais" (desde OVNI´s até a alegada existência da alma). Entre eles se destacam a James Randi Educational Foundation e o Observatoire Zététique. Até agora, nenhum maluco com alegados poderes paranormais conseguiu passar nos testes dessas fundações.
Como fundações sérias se propõe a estudar esses fenômenos se ninguém, com alegados poderes paranormais, conseguiu passar nos testes dessas fundações ? Existem evidências concretas da existência de "fenômenos paranormais" ?


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Disco voador e astrologia tem status de ciência na UnB

Mensagem por Fabris em Qui 03 Jun 2010, 12:06 pm

Eduardo escreveu:Então você é a favor da continuidade desse projeto ?
Como sempre, Ronaldo, você busca dirigir a questão para o lado pessoal e ideológico, não é mesmo? Vamos lá, então:
Eu sou radicalmente contra a invasão de qualquer pseudociência no terreno científico. Entre essas idiotices aberrantes incluem-se os fenômenos paranormais, alegações de abdução por ET´s, reencarnação, vidas passadas, criacionismo de qualquer espécie e a suprema idiotice pseudocientífica deste início de milênio: a suposta e morta "teoria do ID".
Está claro meu posicionamento agora? Consegue entender o que postei, então?
Eu apenas disse que, caso o maluco da UnB consiga um mínimo grau de sucesso, sua bíblia estará irremediavelmente perdida, já que a pretensa inerrância de tal livro teria ido para o espaço.

Eduardo escreveu:Como fundações sérias se propõe a estudar esses fenômenos se ninguém, com alegados poderes paranormais, conseguiu passar nos testes dessas fundações ? Existem evidências concretas da existência de "fenômenos paranormais" ?
Será que você não consegue entender um texto mesmo que simples, Ronaldo? Se você tivesse tido a mínima atenção ao texto, antes de passar para a refutação etérea que faz, teria visto que são justamente essas fundações que realizam os testes. Nenhuma das duas alega que fenômenos paranormais existem, até porque ninguém, até hoje, conseguiu passar em teste algum.
James Randi tem um prêmio de US$ 1 milhão disponível para quem provar que consegue fazer qualquer coisa que ultrapasse o limite do natural. Isso é, inclusive, extensivo àqueles pastores que dizem que curam milagrosamente. Até agora, nenhum doido se candidatou... por que será?


"Amigo, me gustas mucho, pero tu madre me gusta más" (Hino nacional de Marisales)

Fabris
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 780
Idade : 63
Localização : Laguna - Santa Catarina
flag : Brasil
Data de inscrição : 25/09/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Disco voador e astrologia tem status de ciência na UnB

Mensagem por Eduardo em Qui 03 Jun 2010, 1:30 pm

Fabris escreveu:Eu apenas disse que, caso o maluco da UnB consiga um mínimo grau de sucesso...
E será que a possibilidade de sucesso desse projeto existe ?
Pelo menos há algo positivo: nada está sendo ensinado no curso de graduação como possibilidade científica e nada está sendo pago com dinheiro público.
Não estou plenamente convencido que 'nada está sendo pago com dinheiro público'. O Núcleo de Estudos de Fenômenos Paranormais da UnB promove pesquisas e cursos em quatro áreas: astrologia, ufologia, conscienciologia (relacionada aos potenciais do cérebro humano) e terapias integrativas (propondo novas abordagens na medicina). Será que essa promoção não envolve verba pública ?

Pudo perceber que pelo menos a estrutura física da UnB está sendo utilizada. Por exemplo, a PALESTRA : FENOMENOS PARANORMAIS REVISITADOS foi realizada no Ceam-UnB - Prédio Multiuso I, Bloco A, Campus Universitário Darcy Ribeiro - Asa Norte. Isso já pode ser considerada uso de verba pública. Sem falar que a UnB está hospedando o site desse projeto:

http://www.nefp.unb.br/

Em 2006 o o Centro de Estudos Multidisciplinares da UnB abriu o sétimo curso de astrologia para pesquisadores. A astrologia, área ignorada pela comunidade científica, tem um curso de extensão na Universidade de Brasília (UnB). O curso, que tem duração de quatro meses, tem como objetivo formar pesquisadores. Existe, portanto, apoio oficial da UnB.

Universia Brasil - UnB acolhe a astrologia

Astrologia ganha caráter científico em curso da UnB


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Disco voador e astrologia tem status de ciência na UnB

Mensagem por dedo-duro em Seg 07 Jun 2010, 8:28 pm

Entendi o recado do Eduardo:

"se abriram brecha para a astrologia, deixe o criacionismo entrar na farra também".

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Disco voador e astrologia tem status de ciência na UnB

Mensagem por oliveira leite em Seg 07 Jun 2010, 10:52 pm

Existe, portanto, apoio oficial da UnB.

hummm
depois vamos discutir mesmo que são os alienados
há desculpe os alienigenas

oliveira leite
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6552
Idade : 51
Localização : Natal RN
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Disco voador e astrologia tem status de ciência na UnB

Mensagem por Eduardo em Sex 07 Jan 2011, 11:13 pm

Ninguém mais prosseguiu em defesa da UNB ?


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Disco voador e astrologia tem status de ciência na UnB

Mensagem por Jan Mozol em Sex 07 Jan 2011, 11:42 pm

Defesa de pseudociência e questões não mensuráveis??
Só se for louco.
Este professor só está dando ibope e comendo grana do erário público.
Típico de quem não consegue uma pesquisa séria.


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Disco voador e astrologia tem status de ciência na UnB

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 9:54 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum