.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
68 usuários online :: 3 usuários cadastrados, 1 Invisível e 64 Visitantes :: 1 Motor de busca

gusto, Khwey, Lit San Ares

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

DOIS CAMINHOS

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

farol DOIS CAMINHOS

Mensagem por Luís em Dom 14 Mar 2010, 5:12 am

DOIS CAMINHOS

Vejo dois caminhos para o animal humano: no primeiro, tudo sai bem e são
ampliadas nossas melhores qualidades e, no outro, são ampliadas nossas
deficiências e a desgraça é generalizada.


Na primeira hipótese – a positiva – o homem consegue controlar
significativamente seus instintos e ignorância inatos. Na pior, estes instintos
e ignorância o levam a uma vida irracional e desastrosa.


Se for premiada com um desenvolvimento ‘positivo’, a Terra pode bem
tornar-se um ambiente virtualmente utópico para a vida não só humana, como de
outras espécies em sofrimento e perigo de extinção. Se não tiver esta sorte, a
Terra se converte num inferno delirante, onde a competição pelos escassos
recursos se converte numa guerra constante e feroz, resultando numa qualidade
de vida muito baixa para todos (os ricos são ceifados pelo crime).


Quê precisa acontecer para que vingue a primeira hipótese, positiva?
Precisamos vencer e controlar uma série de problemas clássicos do viver humano.
Vejo o sucesso de uma Terra-prazer e bem-estar e não uma Terra-inferno e suplício apenas se conseguimos os seguintes feitos:


1- Controlar o crescimento desordenado das populações, de forma às adequar aos recursos naturais
existentes em cada região nação, por meio de políticas de Estado para a conscientização
das populações, sem abrir mãos de políticas premiativas e coercitivas.


2- Qualificar a estirpe humana, por meio de tecnologia genética, qualificando o sêmen e gestantes,
com o abandono do irresponsável ‘livre procriar’. O povo precisa convencer-se de que um óvulo fertilizado de alta qualidade é muito ‘melhor negócio’ que um próprio de baixa qualidade.


3- Valorizar a criançac omo nosso maior bem, prestando assistência social permanente às famílias, para evitar erros e distorções não solucionáveis na adultez.

4- Qualificar a educaçãoe ampliá-la, por meios cada vez mais científicos de estudo e universalizando o acesso gratuito à rede Internet.

5- Abandono da religião mistificadora em benefício de associações de caráter ético-afetivo e racional-científico.

6- Energia abundante e limpa, de forma a possibilitar amplo desenvolvimento econômico sem destruir o meio-ambiente de forma insustentável (hidráulica, solar, eólica, fusão nuclear etc.).

7- Desenvolvimento da Robótica, de forma a permitir que o homem se dedique mais às humanidades do
que em ‘ganhar seu pão de cada dia’.


8- Abandono da guerra, usando-se estes recursos para uso civil.

9- Adoção de uma moeda mundial (basta converter todas as reservas monetárias mundiais 1x1 com o dólar).

10- Adoção de uma Autoridade mundial (que pode nascer no seio da ONU mesma, desde que saia dos EE.UU e seja itinerante).

As falhas em levar a bom termo especialmente os pontos 1 até 4 prometem levar-nos à superpopulação, ecossistemas destruídos, recursos completamente insuficientes para uma qualidade de vida mínima, num viver ao estilo das periferias das grandes cidades terceiro-mundistas (favelas).

Um mundo no limite do desespero, com pobreza generalizada, saúde e educação precários, altos índices de crime e guerras constantes e intermináveis; com grandes possibilidades de terminar num grande conflito militar-atômico, de conseqüências terríveis e mal imagináveis para os sobreviventes.

Os pontos 1 e 2 são remédios amargos, que ninguém gosta de tomar, pois contraria a nossos instintos mais básicos, mas terá que empregar-se todos os meios possíveis para convencer-se à população de que sem este remédio, a enfermidade advinda é grave e inevitável, comprometendo nosso futuro de forma possivelmente insolúvel, e talvez mesmo a própria existência de nossa espécie no planeta.

14 MAR 2010


"A razão de eu jamais haver visto teu deus é que ele está na tua imaginação."

Luís
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4099
flag : Canada
Data de inscrição : 08/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum