.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
21 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 20 Visitantes :: 2 Motores de busca

Christiano

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Questões abertas sobre o fato, Fato, FATO da evolução

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Questões abertas sobre o fato, Fato, FATO da evolução

Mensagem por Eduardo em Qui 04 Mar 2010, 9:52 pm

Questões abertas sobre o fato, Fato, FATO da evolução


São várias as questões abertas na atual teoria da evolução através da seleção natural que a Nomenklatura científica e a Grande Mídia não têm discutido publicamente por razões mais do que óbvias: elas fortalecem as críticas levantadas por evolucionistas céticos, criacionistas e pelos teóricos e proponentes da teoria do Design Inteligente.

São várias as questões abertas em evolução. Eis algumas delas abaixo:

1. Questões procedentes da evolução morfológica

O efeito do folhelho de Burgess: Por que os planos corporais dos metazoários surgem de forma abrupta e plenamente funcionais?

Homoplasia: Por que as morfologias similares surgem independente e repetidamente?

Convergência: Por que algumas linhagens relacionadas distantemente produzem designs similares?

Homologia: Por que os elementos construtivos se organizam como planos corporais fixos e formas de órgãos?

Novidade: Como os novos elementos são introduzidos nos planos corporais existentes?

Modularidade: Por que as unidades de design são reutilizadas repetidamente?

Restrição: Por que nem todas as opções de design de um espaço fenotípico são realizadas?

Atavismos: Por que os caracteres há muito tempo ausentes em uma linhagem reaparecem?

Tempo: Por que as taxas de mudança morfológicas são desiguais?

2. Questões procedentes da relação genótipo-fenótipo no desenvolvimento e na evolução

O cenário Jurassic Park: O código genético contém a informação completa da forma organismal?

Novidade: Por que novos elementos estruturais surgem das mutações?

Polifenismo: Por que o conteúdo genético idêntico pode ser associado com fenótipos morfológicos muito diferentes?

Redundância e sobredeterminação: Por que há múltiplos caminhos genéticos e bioquímicos para a realização de formas biológicas?

Discordância: Por que a evolução morfológica e genética procedem em velocidades diferentes?

Epigênese: Como é mediada a relação genótipo-fenótipo no desenvolvimento?

3. Questões procedentes do desenvolvimento

Questões abertas concernentes à epigênese e o seu papel na evolução morfológica

Programas: A geração de desenvolvimento de forma organismal resulta de programas determinísticos?

Contexto: Como são modulados os processos de desenvolvimento pelo contexto epigenético?

Propriedades Genéricas: Qual é o papel das propriedades psicoquímicas dos materiais biológicos?

Ambiente: Qual é o papel do ambiente externo no desenvolvimento?

4. Questões procedentes da teoria evolucionária

Questões abertas concernentes à teoria da evolução morfológica

Origem: Quais mecanismos geradores são responsáveis pela origem e inovação de caracteres fenotípicos?

Plasticidade: As capacidades de resposta de desenvolvimento evoluíram especificamente, ou a plasticidade é uma propriedade primitiva?

Epigênese: As regras da transformação de desenvolvimento modelam a evolução?

Capacidade evolutiva: O potencial evolucionário de uma linhagem está associado com a capacidade do seu sistema de desenvolvimento responder ao ambiente?

Assimilação: Qual é o papel da cooptação genética e da assimilação na evolução da forma organismal?



Fonte: Biological Emergences - Evolution by Natural Experiment - Robert G. B. Reid


+++++

Algum cientista evolucionista tupiniquim tem respostas para estas incômodas lacunas para o estabelecimento do fato, Fato, FATO da evolução através da seleção natural e n outros mecanismos em um contexto de justificação teórica?

Ao que tudo indica a evolução ainda continua sendo Mysterium tremendum e a história evolucionária que os cientistas têm contado até agora está muito longe de comprovar cientificamente o fato, Fato, FATO da evolução, assim como a lei da gravidade é comprovada cientificamente.

O fato, Fato, FATO da evolução não é assim uma Brastemp como nos venderam. É preciso muita humildade científica para admitir portentoso fracasso epistêmico!!!


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Questões abertas sobre o fato, Fato, FATO da evolução

Mensagem por dedo-duro em Sab 06 Mar 2010, 11:52 am

Todos os seres vivos foram criados por deus numa só tacada para sua egolatria honra e glória.

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Questões abertas sobre o fato, Fato, FATO da evolução

Mensagem por Khwey em Sab 06 Mar 2010, 9:25 pm

dedo-duro escreveu:Todos os seres vivos foram criados por deus numa só tacada para sua egolatria honra e glória.
Eu creio que todos os seres foram criados por uma forma de poder inteligente que chamam de Deus. Isto porque, até então, para mim ainda não surgiu uma melhor teoria, uma vez que a teoria da evolução tem muitos buracos. Esta é a minha opinião.

Mas de onde você tirou este "numa só tacada"???

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Questões abertas sobre o fato, Fato, FATO da evolução

Mensagem por dedo-duro em Dom 07 Mar 2010, 1:46 pm

Não foi?

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Questões abertas sobre o fato, Fato, FATO da evolução

Mensagem por Khwey em Dom 07 Mar 2010, 3:22 pm

dedo-duro escreveu:Não foi?
Não foi.
Donde conclui-se que você ouviu isto de alguém ou então é o autor de tal ideia.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Questões abertas sobre o fato, Fato, FATO da evolução

Mensagem por dedo-duro em Dom 07 Mar 2010, 9:27 pm

Como foi, então?

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Questões abertas sobre o fato, Fato, FATO da evolução

Mensagem por West em Ter 09 Mar 2010, 3:23 pm

Não sei até que ponto é verdade que essas questões ainda não foram respondidas. O que acontece é que normalmente fico com um pé atrás em si tratando de alegações criacionistas, já que os mesmos são mentirosos cotumazes e experts quanto o assunto é desonestidade intelectual.

Contudo, mesmo que seja verdade, o fato de existirem questões em aberto afetos a determinada teoria não a desqualificam nem a refutam. É até mesmo algo esperado, já que é consenso ser a ciência um método aproximativo e incremental de produção do conhecimento, de modo que lacunas sempre existirão em toda e qualquer idéia científica. Até mesmo a teoria da gravitação de Newton tem suas lacunas (que o diga Einstein), mas não acredito que exista alguém em sã consciência que negue a gravidade como fato.

O que poderia refutar a evolução não são suas possíveis lacunas, mas um único caso que a contradissesse de verdade, como "fósseis de coelho no cambriando", como diria Haldane, o que, obviamente, nunca aconteceu até hoje.

West
Safira
Safira

Número de Mensagens : 192
flag : Brasil
Data de inscrição : 30/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Questões abertas sobre o fato, Fato, FATO da evolução

Mensagem por Khwey em Ter 09 Mar 2010, 11:16 pm

dedo-duro escreveu:Como foi, então?
Pode ter sido como a ciência acha, mas sem este negócio de mutação, ou seja, macacos transformando-se em homens ou peixes desenvolvendo pernas, assim tal como ilustram certos desenhos.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Questões abertas sobre o fato, Fato, FATO da evolução

Mensagem por dedo-duro em Ter 09 Mar 2010, 11:23 pm

desisto.

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Questões abertas sobre o fato, Fato, FATO da evolução

Mensagem por Khwey em Ter 09 Mar 2010, 11:30 pm

É que você está preso somente ao que a ciência prega.

Eu considero tanto a ciência quanto o meu lado espiritual, procurando entender as coisas e buscando responder as perguntas que a ciência nunca conseguirá responder.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Questões abertas sobre o fato, Fato, FATO da evolução

Mensagem por dedo-duro em Qua 10 Mar 2010, 8:28 pm

A Ciência não prega; apresenta os fatos.

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Questões abertas sobre o fato, Fato, FATO da evolução

Mensagem por Khwey em Qua 10 Mar 2010, 9:32 pm

dedo-duro escreveu:A Ciência não prega; apresenta os fatos.
Então apresente-nos um fato de algo que evoluiu, demonstrando-nos o que foi antes, durante, e que é hoje, ou então, se não mais existir, o último registro de como se apresentava.

Temos?

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Questões abertas sobre o fato, Fato, FATO da evolução

Mensagem por dedo-duro em Qui 11 Mar 2010, 12:58 am

http://www.talkorigins.org/

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Questões abertas sobre o fato, Fato, FATO da evolução

Mensagem por West em Qui 11 Mar 2010, 3:38 pm

dedo-duro escreveu:http://www.talkorigins.org/

Não adianda camarada.
Como dizem, o pior cego é aquele que não quer ver!

West
Safira
Safira

Número de Mensagens : 192
flag : Brasil
Data de inscrição : 30/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Questões abertas sobre o fato, Fato, FATO da evolução

Mensagem por Khwey em Qui 11 Mar 2010, 11:26 pm

Um fato, por favor. Alguém tem???

Eu tenho fatos científicos que estão a meu favor, os quais eu tenho muita facilidade em estar trazendo aqui, um a um!

Não entendo a dificuldade em o outro lado estar fazendo a mesma coisa, ao invés de simplesmente indicar um site em linguagem estrangeira!!!

É assim que funciona um debate???

Ou fazem assim por ser impossível de trazer de lá um único fato, tal como foi pedido???

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Questões abertas sobre o fato, Fato, FATO da evolução

Mensagem por West em Sex 12 Mar 2010, 2:39 pm

Khwey escreveu:Um fato, por favor. Alguém tem???

Eu tenho fatos científicos que estão a meu favor, os quais eu tenho muita facilidade em estar trazendo aqui, um a um!

Não entendo a dificuldade em o outro lado estar fazendo a mesma coisa, ao invés de simplesmente indicar um site em linguagem estrangeira!!!

É assim que funciona um debate???

Ou fazem assim por ser impossível de trazer de lá um único fato, tal como foi pedido???

Que tal começar pela "ancestralidade comum de todos os seres vivo"?

http://www.talkorigins.org/faqs/comdesc/default.html#common_descent


What is Universal Common Descent?

Universal common descent is the hypothesis that all living, terrestrial organisms are genealogically related. All existing species originated gradually by biological, reproductive processes on a geological timescale. Modern organisms are the genetic descendants of one original species or communal gene pool. Genetical "gradualness", a much misunderstood term, is a mode of biological change that is dependent on population phenomena; it is not a statement about the rate or tempo of evolution. Truly genetically gradual events are changes within the range of biological variation expected between two consecutive generations. Morphological change may appear fast, geologically speaking, yet still be genetically gradual (Darwin 1872, pp. 312-317; Dawkins 1996, p.241; Gould 2002, pp. 150-152; Mayr 1991, pp. 42-47; Rhodes 1983). Though gradualness is not a mechanism of evolutionary change, it imposes severe constraints on possible macroevolutionary events. Likewise, the requirement of gradualness necessarily restricts the possible mechanisms of common descent and adaptation, briefly discussed below.

Common Descent Can Be Tested Independently of Mechanistic Theories

In this essay, universal common descent alone is specifically considered and weighed against the scientific evidence. In general, separate "microevolutionary" theories are left unaddressed. Microevolutionary theories are gradualistic explanatory mechanisms that biologists use to account for the origin and evolution of macroevolutionary adaptations and variation. These mechanisms include such concepts as natural selection, genetic drift, sexual selection, neutral evolution, and theories of speciation. The fundamentals of genetics, developmental biology, molecular biology, biochemistry, and geology are assumed to be fundamentally correct—especially those that do not directly purport to explain adaptation. However, whether microevolutionary theories are sufficient to account for macroevolutionary adaptations is a question that is left open.

Therefore, the evidence for common descent discussed here is independent of specific gradualistic explanatory mechanisms. None of the dozens of predictions directly address how macroevolution has occurred, how fins were able to develop into limbs, how the leopard got its spots, or how the vertebrate eye evolved. None of the evidence recounted here assumes that natural selection is valid. None of the evidence assumes that natural selection is sufficient for generating adaptations or the differences between species and other taxa. Because of this evidentiary independence, the validity of the macroevolutionary conclusion does not depend on whether natural selection, or the inheritance of acquired characaters, or a force vitale, or something else is the true mechanism of adaptive evolutionary change. The scientific case for common descent stands, regardless.

Furthermore, because it is not part of evolutionary theory, abiogenesis also is not considered in this discussion of macroevolution: abiogenesis is an independent hypothesis. In evolutionary theory it is taken as axiomatic that an original self-replicating life form existed in the distant past, regardless of its origin. All scientific theories have their respective, specific explanatory domains; no scientific theory proposes to explain everything. Quantum mechanics does not explain the ultimate origin of particles and energy, even though nothing in that theory could work without particles and energy. Neither Newton's theory of universal gravitation nor the general theory of relativity attempt to explain the origin of matter or gravity, even though both theories would be meaningless without the a priori existence of gravity and matter. Similarly, universal common descent is restricted to the biological patterns found in the Earth's biota; it does not attempt to explain the ultimate origin of life.

What is Meant by "Scientific Evidence" for Common Descent?

Scientific theories are validated by empirical testing against physical observations. Theories are not judged simply by their logical compatibility with the available data. Independent empirical testability is the hallmark of science—in science, an explanation must not only be compatible with the observed data, it must also be testable. By "testable" we mean that the hypothesis makes predictions about what observable evidence would be consistent and what would be incompatible with the hypothesis. Simple compatibility, in itself, is insufficient as scientific evidence, because all physical observations are consistent with an infinite number of unscientific conjectures. Furthermore, a scientific explanation must make risky predictions— the predictions should be necessary if the theory is correct, and few other theories should make the same necessary predictions.

As a clear example of an untestable, unscientific, hypothesis that is perfectly consistent with empirical observations, consider solipsism. The so-called hypothesis of solipsism holds that all of reality is the product of your mind. What experiments could be performed, what observations could be made, that could demonstrate that solipsism is wrong? Even though it is logically consistent with the data, solipsism cannot be tested by independent researchers. Any and all evidence is consistent with solipsism. Solipsism is unscientific precisely because no possible evidence could stand in contradiction to its predictions. For those interested, a brief explication of the scientific method and scientific philosophy has been included, such as what is meant by "scientific evidence", "falsification", and "testability".

In the following list of evidences, 30 major predictions of the hypothesis of common descent are enumerated and discussed. Under each point is a demonstration of how the prediction fares against actual biological testing. Each point lists a few examples of evolutionary confirmations followed by potential falsifications. Since one fundamental concept generates all of these predictions, most of them are interrelated. So that the logic will be easy to follow, related predictions are grouped into five separate subdivisions. Each subdivision has a paragraph or two introducing the main idea that unites the various predictions in that section. There are many in-text references given for each point. As will be seen, universal common descent makes many specific predictions about what should and what should not be observed in the biological world, and it has fared very well against empirically-obtained observations from the past 140+ years of intense scientific investigation.

It must be stressed that this approach to demonstrating the scientific support for macroevolution is not a circular argument: the truth of macroevolution is not assumed a priori in this discussion. Simply put, the theory of universal common descent, combined with modern biological knowledge, is used to deduce predictions. These predictions are then compared to the real world in order see how the theory fares in light of the observable evidence. In every example, it is quite possible that the predictions could be contradicted by the empirical evidence. In fact, if universal common descent were not accurrate, it is highly probable that these predictions would fail. These empirically validated predictions present such strong evidence for common descent for precisely this reason. The few examples given for each prediction are meant to represent general trends. By no means do I purport to state all predictions or potential falsifications; there are many more out there for the inquiring soul to uncover.

Are There Other Scientifically Valid Explanations?

The worldwide scientific research community from over the past 140 years has discovered that no known hypothesis other than universal common descent can account scientifically for the unity, diversity, and patterns of terrestrial life. This hypothesis has been verified and corroborated so extensively that it is currently accepted as fact by the overwhelming majority of professional researchers in the biological and geological sciences (AAAS 1990; NAS 2003; NCSE 2003; Working Group 2001). No alternate explanations compete scientifically with common descent, primarily for four main reasons: (1) so many of the predictions of common descent have been confirmed from independent areas of science, (2) no significant contradictory evidence has yet been found, (3) competing possibilities have been contradicted by enormous amounts of scientific data, and (4) many other explanations are untestable, though they may be trivially consistent with biological data.

When evaluating the scientific evidence provided in the following pages, please consider alternate explanations. Most importantly, for each piece of evidence, critically consider what potential observations, if found, would be incompatible with a given alternate explanation. If none exist, that alternate explanation is not scientific. As explained above, a hypothesis that is simply compatible with certain empirical observations cannot use those observations as supporting scientific evidence.

How to Cite This Document

Many people have asked how to cite this work in formal research papers and academic articles. This work is an online publication, published by the Talk.Origins archive. There are standard academic procedures for citing online publications. For example, if you last accessed this page on January 12, 2004, and used version 2.83, here is a reference in formal MLA style:

Theobald, Douglas L. "29+ Evidences for Macroevolution: The Scientific Case for Common Descent." The Talk.Origins Archive. Vers. 2.83. 2004. 12 Jan, 2004

For more information about citing online sources, including MLA, APA, Chicago, and CBE styles, see the formal style guidelines given in the book Online!: a reference guide to using internet sources.

"... there are many reasons why you might not understand [an explanation of a scientific theory] ... Finally, there is this possibility: after I tell you something, you just can't believe it. You can't accept it. You don't like it. A little screen comes down and you don't listen anymore. I'm going to describe to you how Nature is - and if you don't like it, that's going to get in the way of your understanding it. It's a problem that [scientists] have learned to deal with: They've learned to realize that whether they like a theory or they don't like a theory is not the essential question. Rather, it is whether or not the theory gives predictions that agree with experiment. It is not a question of whether a theory is philosophically delightful, or easy to understand, or perfectly reasonable from the point of view of common sense. [A scientific theory] describes Nature as absurd from the point of view of common sense. And it agrees fully with experiment. So I hope you can accept Nature as She is - absurd.

I'm going to have fun telling you about this absurdity, because I find it delightful. Please don't turn yourself off because you can't believe Nature is so strange. Just hear me all out, and I hope you'll be as delighted as I am when we're through. "

- Richard P. Feynman (1918-1988),
from the introductory lecture on quantum mechanics reproduced in QED: The Strange Theory of Light and Matter (Feynman 1985).

-->
Next
References

American Association for the Advancement of Science (1990) Science for All Americans. http://www.project2061.org/tools/sfaaol/sfaatoc.htm

Darwin, C. (1872) The Origin of Species. Sixth Edition. The Modern Library, New York.

Dawkins, R. (1996) The Blind Watchmaker. New York, Norton.

Feynman, R. P. (1985) QED: The Strange Theory of Light and Matter. Princeton, NJ: Princeton University Press.

Freeman, S. and Herron, J. C. (2004) Evolutionary analysis Third edition. Upper Saddle River, NJ: Pearson/Prentice Hall.

Futuyma, D. (1998) Evolutionary Biology. Third edition. Sunderland, MA: Sinauer Associates.

Geological Society of America (2001) "Evolution." http://www.geosociety.org/aboutus/position.htm

Gould, S. J. (2002) The Structure of Evolutionary Theory. Cambridge, MA: Belknap Press of Harvard University Press.

Mayr, E. (1991) One Long Argument. Cambridge, Harvard University Press.

National Academy of Sciences. (2003) multiple statements. http://nationalacademies.org/evolution/#statements

National Center for Science Education. (2003) "Voices for Evolution: Statements from Scientific and Scholarly Organizations."
A compilation of statements from 47 of the world's largest and most prestigious societies of professional research scientists, on the importance of evolutionary theory.
http://www.ncseweb.org/resources/articles/3053_statements_from_scientific_and_12_19_2002.asp

Rhodes, F. H. T. (1983) "Gradualism, punctuated equilibria, and the origin of species." Nature 305: 269-272.

Ridley, M. (1993) Evolution. Boston: Blackwell Scientific.

Working Group (2001) "Evolution, Science, and Society: Evolutionary biology and the national research agenda." American Naturalist. 158: S1. Endorsed by:
American Institute of Biological Sciences,
American Society of Naturalists,
Animal Behavior Society,
Ecological Society of America,
Genetics Society of America,
Paleontological Society,
Society for Molecular Biology and Evolution,
Society for the Study of Evolution, and
Society of Systematic Biologists.
Full-text at http://www.rci.rutgers.edu/~ecolevol/fulldoc.pdf and http://www.rci.rutgers.edu/~ecolevol/fulldoc.html

Full References

Glossary

West
Safira
Safira

Número de Mensagens : 192
flag : Brasil
Data de inscrição : 30/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Questões abertas sobre o fato, Fato, FATO da evolução

Mensagem por Khwey em Sex 12 Mar 2010, 9:13 pm

West escreveu:
Khwey escreveu:Um fato, por favor. Alguém tem???

Eu tenho fatos científicos que estão a meu favor, os quais eu tenho muita facilidade em estar trazendo aqui, um a um!

Não entendo a dificuldade em o outro lado estar fazendo a mesma coisa, ao invés de simplesmente indicar um site em linguagem estrangeira!!!

É assim que funciona um debate???

Ou fazem assim por ser impossível de trazer de lá um único fato, tal como foi pedido???

Que tal começar pela "ancestralidade comum de todos os seres vivo"?

http://www.talkorigins.org/faqs/comdesc/default.html#common_descent
Meu amigo, neste site só tem letras e estão em outra língua. Somente letras não são fatos.

Exemplo:

"Foi descoberto um ET de Varginha vivendo em cativeiro!"


Por favor, escolha um único fato por vez e traga aqui para que possamos debater a respeito.

Você gostaria de ver um exemplo do que vem a ser um fato científico a respeito da evolução???

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Questões abertas sobre o fato, Fato, FATO da evolução

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 3:59 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum