.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
Quem está conectado
44 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 43 Visitantes :: 2 Motores de busca

irmão

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Lições Através de Contos!

Página 2 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Qua 10 Dez 2008, 8:22 pm

Viva Vencendo!

A vida da gente é feita de vários estágios.
Para cada estágio, surge a nossa frente um novo degrau a ser superado.
O degrau mais difícil a ser superado é geralmente o primeiro.
Para este degrau deveremos acumular uma alta dose de coragem, de determinação e principalmente de fé no que virá.
Ao ultrapassarmos este primeiro degrau, tudo fica mais tranqüilo e sereno em nossa vida.
Vale a pena entender que os desafios e conquistas foram colocados para que possamos achar em cada estágio do viver, um novo sentido para esta linda vida que nasce todos os dias.
Uma vida com desafios é uma vida sem estressantes rotinas.
É uma vida de superação constante, em busca do grande eldorado da felicidade que abriga o nosso coração.
Tenha coragem e assuma os seus sonhos felizes.
Tenha fé e dê o primeiro passo.
Lembre-se: Você é uma pessoa vencedora.


Fonte: Portal Diabetes


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Qui 11 Dez 2008, 8:43 pm

RIR E RECOMEÇAR

São pequenas as coisas com que aprendemos muito: num dia de verão, eu estava na praia, espiando duas crianças na areia. Trabalhavam muito, construindo um castelo de areia molhada com torres, passarelas e passagens internas. Quando estavam perto do final do projeto, veio uma onda e destruiu tudo, reduzindo o castelo a um monte de areia e espuma.

Achei que as crianças iriam cair no choro, depois de tanto esforço e cuidado. Mas tive uma surpresa: em vez de chorar, elas correram para a praia, fugindo da água, rindo, de mãos dadas e começaram a construir outro castelo.

Compreendi que havia recebido ali uma importante lição: Tudo em nossas vidas, todas as coisas que gastam tanto de nosso tempo e de nossa energia para construir, tudo é passageiro, tudo é feito de areia; o que permanece é só o relacionamento que temos com as outras pessoas. Mais cedo ou mais tarde, uma onda virá e destruirá ou apagará o que levamos tanto tempo para construir. E quando isso acontecer, somente aquele que tiver as mãos de outro alguém para segurar será capaz de rir e recomeçar.


Fonte: Portal Diabetes


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Sab 13 Dez 2008, 7:21 pm

A velhinha que semeou flores e amor

“Todos os atos e palavras constituem sementes que irão frutificar no FUTURO".

Um homem morava numa cidade grande e trabalhava numa fábrica. Todos os dias ele viajava cinqüenta minutos, de ônibus, para ir ao trabalho. No ponto seguinte ao dele entrava uma senhora, que procurava sempre sentar na janela. Ela abria a bolsa, tirava um pacotinho e passava a viagem toda jogando alguma coisa para fora do ônibus.

A cena sempre se repetia e um dia, curioso, o homem lhe perguntou o que jogava pela janela. - Jogo sementes, respondeu ela. - Sementes? Sementes de que? - De flor. É que eu olho para fora e a estrada é tão vazia... Gostaria de poder viajar vendo flores coloridas por todo o caminho. Imagine como seria bom!

- Mas as sementes caem no asfalto, são esmagadas pelos pneus dos carros, devoradas pelos passarinhos. A senhora acha mesmo que estas flores vão nascer aí, na beira da estrada? - Acho, meu filho. Mesmo que muitas se percam, algumas acabam caindo na terra e com o tempo vão brotar.

- Mesmo assim... demoram para crescer, precisam de água... - Ah, eu faço minha parte. Sempre há dias de chuva. E se eu não jogar as sementes, aí mesmo é que as flores nunca vão nascer.

Dizendo isso, a velhinha virou-se para a janela aberta e recomeçou seu "trabalho". O homem desceu logo adiante, achando que a senhora já estava meio "caduca".

O tempo passou. Um dia, no mesmo ônibus, sentado à janela, o homem levou um susto ao olhar para fora e ver flores na beira da estrada... Muitas flores... A paisagem estava colorida, perfumada, linda! O homem lembrou-se da velhinha, procurou-a no ônibus e acabou perguntando para o cobrador, que conhecia todo mundo.

- A velhinha das sementes? Pois é... Morreu de pneumonia no mês passado. O homem voltou para o seu lugar e continuou olhando a paisagem florida pela janela. "Quem diria, as flores brotaram mesmo", pensou. "Mas de que adiantou o trabalho da velhinha? A coitada morreu e não pode ver esta beleza toda".

Nesse instante, o homem escutou uma risada de criança. No banco da frente, uma garotinha apontava pela janela, entusiasmada:
- Olha, que lindo! Quanta flor pela estrada... Como se chamam aquelas flores?

Então, o homem entendeu o que a velhinha tinha feito. Mesmo não estando ali para contemplar as flores que tinha plantado, a velhinha devia estar feliz. Afinal, ela tinha dado um presente maravilhoso para as pessoas.

No dia seguinte, o homem entrou no ônibus, sentou-se numa janela e tirou um pacotinho de sementes do bolso...

“Todos os atos e palavras constituem sementes que irão frutificar no FUTURO".


Fonte: ICRVB.com


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Seg 15 Dez 2008, 11:22 pm

O Carpinteiro Celestial

Salmos 127:1 - "Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a
edificam."


"Qualquer estúpido pode derrubar um celeiro, mas apenas um
bom carpinteiro pode construir um." (Lyndon B. Johnson)

O que estamos planejando para a nossa vida? Edificá-la ou
destruí-la? Fazê-la prosperar ou deixá-la caída e derrotada
no caminho? Fazê-la motivo de elogios ou de vergonha?

Quando não valorizamos a vida que temos, ignoramos todos os
tipos de cuidados necessários para que se torne uma vida
vitoriosa. Tratamo-la com indiferença, relegamo-la a um
plano secundário e, é claro, sofremos as consequências de
nossos atos.

Os vícios, as más companhias, os maus costumes, a
frivolidade de uma vida carnal e mundana, são formas rápidas
e bem-sucedidas de se jogar abaixo uma vida que Deus
gostaria que estivesse de pé e irradiando o brilho da
felicidade.

Mas não é essa a nossa vontade. Desejamos, como também
deseja o nosso Senhor, que a nossa vida seja plena de êxito
e de conquistas. Desejamos vitórias, realizar sonhos,
atingir a cada dia um lugar mais alto nos empreendimentos.

Queremos fazer de nossa vida uma construção sólida e
resistente. Queremos que seja o maior celeiro de bênçãos
possível. Queremos que seja inabalável de tal forma que nem
mesmo um estúpido ou uma estupidez a faça ruir. Queremos que
ela seja morada do Espírito de Deus por toda a eternidade.

Quando entregamos a Jesus, nosso Senhor e Salvador, a tarefa
de construir a nossa vida espiritual, podemos ficar
tranquilos quanto ao resultado da obra. Ela será bonita, bem
pintada, bem acabada, alvo de admiração e elogios de tantos
quantos a contemplem. E, certamente, toda glória será
dirigida ao Carpinteiro celestial, ao Deus de amor, Àquele
que edifica e ninguém derruba, e cuja construção permanece
para todo o sempre.


Autor: Paulo Roberto Barbosa.

Fonte: Escuro Iluminado


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Selma_vitoriosa em Ter 16 Dez 2008, 12:16 am

Lição de vida!


Cansado de mais um dia de trabalho, quando cheguei em casa já passava das dez horas da noite. Mal pisei em casa, minha esposa veio ao meu encontro, e após um beijo rápido, disse-me:

- Precisamos fazer alguma coisa com Claudinho. Ele está impossíve! Venha ver o que ele fez desta vez! Ele está de castigo em seu quarto a tarde inteira! Imagine, colocou uma cadeira sobre uma mesa e subiu nela...claro que caiu e quase quebrou uma perna......

Eu havia tido um dia puxado, e minha cabeça ainda doía, de maneira que a última coisa que eu desejava agora era um blá blá bla´ a respeito das peraltices do Claudinho.
Nervoso como eu andava ultimamente, essa buzina em meus ouvidos bem poderia ser o estopim para outra das discussões que vinham pouco a pouco, minando meu casamento.

- Calma! – repliquei já alterando a voz – deixe-me chegar primeiro, ora bolas! Eu prometi a ele que iríamos ver o último desenho da Disney no shopping. Mas, de novo falhei com minha palavra. Vou lá no quarto dele me desculpar, e lhe dizer que amanhã iremos ao cinema. Depois você me conta o que aconteceu!

- Não o tire do quarto! – sibilou minha esposa irritada, enquanto eu subia as escadas – ele está de castigo e precisa aprender uma lição!

A voz ameaçadora e cheia de raiva chicoteou-me os ouvidos enquanto minhas têmporas latejavam. Era por recepções como esta que, a cada dia, eu tinha menos vontade de voltar para casa. O que me prendia, ainda era o Claudinho, meu filhinho de nove anos, uma dádiva dos céus que eu amava mais que tudo na vida.

A cada dia, sua mãe me contava sobre as peraltices, e a cada dia tínhamos menos paciência com ele. Um amigo de infância, que se hospedara certa vez em minha casa, já havia me prevenido: “cuidado para não perder seu filho” – dissera ele – “essa é uma idade crítica em que ele precisa muito de seu tempo”.

Eu já havia pensado muito sobre essa advertência, mas o que eu poderia fazer? Meu trabalho me absorvia cada vez mais, principalmente agora que as coisas estavam dando certo, por isso, confesso, tempo definitivamente era o que eu tinha cada vez menos, não somente para meu filho, mas também para Graça, minha esposa.

Assim, mais nervoso ainda que quando chegara, detive-me diante da porta do quarto e respirei fundo, tentando reunir paciência para não perder o controle com o que me esperava lá dentro.

Quando abri a porta, entretanto, deparei-me com Claudinho debruçado sobre a mesinha onde fazia suas lições de casa, dormindo profundamente sobre algumas folhas de papel, escritas com sua letrinha miúda e ainda feinha, apesar de todas as broncas que eu já lhe dera para que melhorasse a caligrafia.

Tudo o que eu tinha a lhe dizer desapareceu e deu lugar a uma ternura imensa, ao vê-lo ali, em seu mundinho de fantasia, rodeado de ursinhos, carrinhos e super-heróis, num sono só possível às crianças.

Tomei-o cuidadosamente nos braços e levei-o para a cama, onde o deitei e cobri carinhosamente, depositando-lhe um beijo de boa noite nas bochechas rosadas. Amanhã seria sábado, pensei, e após uma passada rápida no escritório, teríamos boa parte do dia para estarmos juntos. Mas, como eu veria mais tarde o amanhã seria muito, muito diferente.

Eu já ia saindo do quarto, quando pousei os olhos nas folhas escritas, sobre a mesinha. Até onde eu sabia ele não gostava de escrever, e sempre que o fazia e vinha me mostrar o que escrevera, eu não perdia a oportunidade de lembra-lo para melhorar a caligrafia.

Desta vez, porém, notei que sua escrita estava ainda pior, como se ele a tivesse escrito às pressas, ou com medo de ser descoberto. Curioso, peguei as folhas e sentei-me na beirada da cama onde pus-me a lê-las. Alguns trechos estavam borrados porque água havia pingado sobre a tinta. Olhei ao redor e não vi nenhum copo d’água. Teria ele chorado enquanto escrevia?

A medida que eu lia, o céu ia descendo sobre minha cabeça, como uma gigantesca prensa, e senti que minha estatura ia diminuindo diante de meu garoto adormecido, até que me senti um habitante de Liliput diante de Gulliver. Em certa altura do texto pude ler...

”Puxa, fiquei tão feliz quando consegui alcançar aquele livro sozinho! Eu estava ansioso por mostrar a você o que você me ensina. Fiquei na pontinha dos pés. Ainda assim não consegui. A estante era muito alta. Também, o mundo parece ter sido feito só para os adultos! Fiquei muito triste por pensar que não poderia apanhar o livro. Então me lembrei que quando você guarda meus brinquedos em cima do guarda-roupas, você sobe numa cadeira. Ainda bem que Deus é bonzinho e permite que a gente tenha idéias! então eu usei uma cadeira também! Se você usa, é porque funciona! Logo fiquei quase da altura de você. De novo na pontinha dos pés, eu me estiquei todo para alcançar o livro. Eu já estava até imaginando você sorrindo de felicidade por ver como eu consegui tirar seu livro de receitas da estante sozinho. Mas ele ainda estava muito alto! Me estiquei mais um pouquinho. A cadeira tremia toda, e tive que ficar só na pontinha dos dedos dos pés, mas alcancei o livro!Era o meu prêmio! Mas logo que o retirei da estante, vi que era muito pesado para mim. Você nunca me avisou disso! Não agüentei o peso e quando soltei o livro, eu já estava desequilibrado. A cadeira escorregou e eu caí. Droga! por que eu não tenho os braços fortes com os de papai e as pernas firmes como as suas? Papai pega os livros na estante como se fossem penas, e você sobe nas cadeiras e elas não tremem. Mas eu não! E lá estava eu no chão. A cadeira virada e o livro rasgado. E que barulhão eu fiz quando caí! Justo quando eu só queria pegar o livro, quietinho, e levar para você fazer coisas deliciosas para nós.

Então você chegou. Estava tão zangada que pensei que fosse me matar! Eu tentei dizer para você que eu só queria mostrar que já era grande, mas você gritou tanto comigo...você disse coisas tão feias para mim...coisas que você já tinha me proibido de dizer para os outros...você me chamou de burro, de desastrado, e por muito tempo, você ficou sobre mim, gritando desesperada. Droga! mais um fracasso! Eu era mesmo um burro e desajeitado. Você disse isso, e eu sempre acredito em você. Mas, então por que às vezes você me acaricia e diz que me ama muito? eu acho mesmo que você não me ama nada e diz isso só pra me consolar...Como a senhora pode amar um menino tão desajeitado e burro? No outro dia foi o copo que quebrei. Lembra? Eu não sabia que ele estava ensaboado. Nem sabia que sabão era liso! Ah! E tem também aquele brinquedo que desmontei. Você gritou muito comigo naquele dia...Puxa! Eu só queria saber como ele era feito e o que tinha dentro! Acho que ser curioso é muito feio.

Eu não gosto de gritos. Eles me assustam e me fazem ter sonhos maus à noite. Á vezes faço força para não dormir, só para não sonhar coisas ruins...Puxa vida! e eu só quero agradar você e papai! Eu queria que ele tivesse tempo para mim. Eu tenho tanta saudade dele durante o dia! Eu só quero mostrar que eu já sei fazer coisas. O Juquinha, a senhora conhece, não pode andar. Ele vive numa cadeira de rodas. Outro dia, eu estava brincando com ele, e quando fui correndo buscar a bola que ele atirou com seus braços fininhos, vi a mãe dele chorando baixinho sentada na escada onde a bola caiu. Ela falou tão baixinho que quase não ouvi: Ela disse: ‘eu queria tanto que ele fizesse tudo o que você faz!’ A mãe do Juquinha não é feliz. O pai também não. Mas você também não é feliz comigo, porque fazendo o que o Juquinha não pode fazer, eu me torno um desastrado. Imagine, rasguei seu livro de receitas! O Zezinho, sim, tem uma mãe e um pai legal! Outro dia, ele ganhou um carrinho e começou a desmontar. O pai dele disse: ‘Você vai conseguir montar isso outra vez?’ O Zezinho olhou para o pai dele com cara de quem não tinha muita certeza. ‘tá bom’ - disse o pai dele – ‘eu te ensino a desmontar e depois te ensino a montar de novo’. Foi da hora! Descobrimos cada coisa legal dentro do carrinho!
Daqui a pouco o papai chega. Eu sei que vou me assustar de novo com os gritos dele quando você contar a ele que eu caí da cadeira. Hoje à noite vou ter sonhos ruins. Sabe, eu amo muito você e o papai, mas queria tanto ser irmão do Juquinha ou do Zezinho...”

Não sei por quanto tempo fiquei a olhar para o papel, pairando numa espécie de torpor indizível, onde eu podia ouvir as batidas de meu próprio coração como se fossem um tambor soando no infinito de minha alma.

Não sei como minha vida desfilou diante de mim em átimos de segundos, como me lembrei de meus medos infantis, das mãos de minha mãe, que seguravam as minhas até que eu adormecesse.

Olhei para meu garotinho dormindo e acariciei seus cabelos. O que estávamos fazendo a ele? Prometi do fundo da minha alma que daquele dia em diante, ele nunca mais teria sonhos ruins. Só voltei a mim quando minha esposa tocou meu ombro.

- Acho que ele aprendeu a lição – cochichou ela – deixe-me cobri-lo melhor...

- Não sei se havia algo para ele aprender – respondi, enquanto lhe estendia as folhas manuscritas – mas certamente ele acabou de me ensinar maior lição de minha vida, a de que a felicidade raramente está ausente, nós é que não notamos sua presença...

Selma_vitoriosa
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 592
Idade : 43
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Ter 16 Dez 2008, 11:57 pm

Alegria -- Antes E Depois

Salmos 122:1 - "Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa do Senhor."

Um índio, preparando-se para o culto da noite, cuidava para
que seu corpo estivesse perfeitamente limpo, da cabeça aos
pés. "Em vez de passar o dia conversando à toa e rindo com
meus amigos" -- conforme suas próprias palavras -- "eu me
sento e medito em Jesus até que chegue a hora da reunião."
Quantos de nós "pensamos em Jesus" antes de ir à igreja?

Gostamos de ir à igreja, de cantar os belos hinos, de orar,
de ler a Bíblia e ouvir o sermão do pregador. São momentos
de grande alegria e edificação para nossas vidas
espirituais.

E o que fazemos antes de ir à casa de Deus? Como nos
preparamos para aqueles momentos tão importantes junto ao
Senhor? Em que pensamos? O que falamos? Quais as nossas
atitudes em relação ao nosso próximo?

A vida cristã não pode estar restrita apenas a um período de
uma ou duas horas no templo. Não podemos ser filhos de Deus
apenas em algumas reuniões semanais. Cristo é o Senhor de
nossas vidas todos os dias, todas as horas, todos os
minutos. Os nossos lábios devem louvá-lo 24 horas por dia,
30 dias por mês. O nosso testemunho deve ser eficaz em todos
os lugares, em todas as circunstâncias, diante de todas as
pessoas.

Amar ao nosso irmão na igreja é simples -- e muitas vezes
nem isso fazemos -- mas Deus deseja que amemos até aos
nossos inimigos. Será isso fácil? Não, não é, mas não
podemos pensar apenas em nossas próprias forças, mas no
poder que está em Cristo Jesus. Se Ele nos mandou amar a
todos, certamente nos dará a graça de fazer isso possível.
Basta apenas colocar nossas vidas diante dEle e pedir que
nos guie no caminho de Sua vontade.

Que a nossa vida seja plena de alegria, na casa do Senhor e
fora dela também.


Autor: Paulo Roberto Barbosa.

Fonte: Escuro Iluminado


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Qua 17 Dez 2008, 8:22 pm

Solidão

Solidão não é a falta de gente para conversar, namorar, passear ou fazer sexo... isto é carência.

Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de entes queridos que não podem mais voltar... isto é saudade.

Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe às vezes, para realinhar os pensamentos... isto é equilíbrio.

Tampouco é o claustro involuntário que o destino nos impõe compulsoriamente, para que revejamos a nossa vida... isto é um princípio da natureza.

Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado... isto é circunstância.

Solidão é muito mais que isto.

Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão, pela nossa alma.


Autor Anônimo

Fonte: Portal Diabetes


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Qui 18 Dez 2008, 10:48 pm

Movendo O Sofá

Romanos 8:6 - "Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do
Espírito é vida e paz."


Um homem chamou seu vizinho e pediu-lhe que o ajudasse a
mover um sofá que havia ficado presona porta de entrada.
Eles empurraram e puxaram com insistência até que ficaram
completamente exaustos, sem que o sofá se movesse um
centímetro do lugar. "Desista" disse o homem ao vizinho,
"nós nunca conseguiremos colocá-lo para dentro". O vizinho
olhou para ele de forma sarcástica e falou: "Para dentro?"

Muito esforço aplicado, muito tempo perdido, os dois amigos
não conseguiram mover o sofá porque cada um deles estava
focalizando direções opostas. Enquanto o dono tentava fazer
o sofá entrar em casa, o vizinho tentava movê-lo para fora.

Assim também acontece com a nossa vida. A natureza carnal
faz de tudo para nos afastar da presença do Senhor. Ela nos
apresenta os prazeres do mundo, pintando-os com cores fortes
e atraentes, como sendo o que há de melhor para o nosso
viver. Ela nos provoca, afirmando que temos de aproveitar o
máximo cada dia de nossa juventude. O objetivo é
empurrar-nos para fora da presença de Deus.

Enquanto isso, a nossa natureza espiritual nos alerta dos
perigos que corremos ao dar ouvidos à natureza carnal.
Mostra-nos as armadilhas, os enganos disfarçados, a
escuridão por detrás das cores vivas. Ela nos abre os olhos
para a felicidade que teremos ao abrir o coração para Jesus,
enche a nossa alma de gozo e alegria ao mostrar o quão mais
divertido é servir ao Senhor em cuja presença temos
verdadeiro júbilo. Ela nos faz compreender que nada é melhor
do que estar junto ao Pai celestial.

Uma tenta nos fazer sair, outra nos fazer entrar, e só há
uma maneira de alcançarmos vitória na busca da felicidade:
deixar toda a nossa vida nas mãos do Salvador. Ele pelejará
por nós, nos revestirá da Sua graça e poder, nos protegerá
em todos os momentos, vencerá, por nós, todas as tentativas
da nossa natureza carnal.

Em Cristo somos e seremos sempre mais do que vencedores.


Autor: Paulo Roberto Barbosa.

Fonte: Escuro Iluminado


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Sex 19 Dez 2008, 7:08 pm

Quem Abandona Quem?

João 15:19 - "Se fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu; mas,
porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por
isso é que o mundo vos odeia."


Um homem, certa vez, perguntou a D. L. Moody: "Agora que sou
convertido, devo abandonar o mundo?" Moody respondeu: "Não,
você não precisa abandonar o mundo. se o seu testemunho do
Filho de Deus for forte e marcante, o mundo mesmo o
abandonará. Ele não desejará ter você por perto."

Há uma grande diferença entre uma pessoa que ama a Deus e
uma pessoa que ama o mundo. A primeira preocupa-se em dar o
melhor de si para a edificação de sua própria vida e também
para a edificação da vida de seu próximo. Não é mesquinha e
nem egoísta, não tem inveja daqueles que são vitoriosos e
nem murmura quando um amigo conquista, em primeiro lugar, um
sonho que ela também almeja alcançar. A alegria é sua
característica e todos percebem o brilho que seu rosto
irradia.

A segunda busca, com determinação, a conquista de seus
próprios interesses e prazeres. O que mais lhe importa é
atingir seus objetivos. Não mede esforços para alcançá-los
e, se preciso, passará por cima de todos que estejam à sua
frente. Normalmente não pensa em ninguém além de si mesma e
crê que o mundo é dos mais fortes e, por isso, trata com
indiferença os mais fracos. Deus não está incluído em seus
planos porque julga não necessitar dEle. Confia em sua
capacidade e acha que assuntos religiosos é para os que não
têm competência.

Quem ama a Deus caminha com segurança e tranquilidade porque
sabe que Ele está a seu lado e lhe dirige pela senda da
felicidade. Quem ignora ao Criador vive cheio de dúvidas, as
decepções são constantes e nunca sabe para onde vai e se
chegará lá.

Amemos ao Senhor e permaneçamos no mundo. Ali é o nosso
lugar de testemunho. Muitos se afastarão de nós mas muitos
também o receberão no coração ao ver o brilho dEle em nossa
vida.


Autor: Paulo Roberto Barbosa.

Fonte: Escuro Iluminado


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Sab 20 Dez 2008, 10:07 pm

Ah, saudades...

Quantas vezes você andava na rua e sentiu um perfume e lembrou de alguém que você goste muito? Quantas vezes você olhou para uma paisagem em uma foto e não se imaginou lá com alguém que você gosta muito do seu lado?

Lembra quantas vezes você voltou naquele lugar aonde você começou uma das melhores fases da sua vida? (seja qual for a fase: namoro, amizade, trabalho, ficar escondido...). Você consegue contar nos dedos de uma só mão quantas vezes você brigou com amigos seus porque eles tentaram lhe fazer mudar de idéia e depois você descobriu que eles estavam certos?

Alguma vez você foi ajudado a se levantar pela pessoa que você achava que iria ficar mais feliz com sua derrota? Quantas vezes você foi apresentado a alguém e não ficou cheio de esperanças? Quantas vezes você olhou para uma pessoa nas ruas e pensou: "Eu te conheço de algum lugar..." (milhares).

Alguma vez você notou que alguém precisava de ajuda e simplesmente não fez nada e algum tempo depois quando você precisou aquela mesma pessoa te ajudou? Quantas vezes você já abraçou seus amigos? Alguma vez você pensou que estava no fundo do poço e achou uma sementinha de algo bom que você nunca teria encontrado se não tivesse ido tão fundo?

Quantas vezes você estava do lado de alguém, e sua cabeça não estava ali? Alguma vez você já se arrependeu de algo que falou dois segundos depois de ter falado? (se pudesse voltar atrás...). Quem sabe dizer quantas vezes você já se tornou frio, ou brigou com pessoas que não tinham nada a ver com seus problemas?

Você deve ter visto que aquele filme, que vocês dois viram juntos no cinema, vai dar na TV... Lembrou de algo bom? Depois se gelou porque aquilo já acabou? Não tem aquela musica que você não gosta de ouvir porque lembra algo que você fez enquanto ela tocava há alguns anos atrás? Ou lembra alguém que você quer esquecer mas não consegue?

Tem alguém que você nunca viu pessoalmente, mas quer conhecer? Você já sentiu vontade de chorar só de pensar em coisas que eram boas, mas que na época você não dava valor? Quando você era criança provavelmente não gostava de alguma coisa que hoje em dia adora? Você lembra dos desenhos animados que via quando era pirralho e agora ficacom pena das crianças por que elas não viram a Caverna do Dragão, os super-amigos, He-man e outros?

Se você soubesse que iria morrer daqui a 24 horas, o que você faria? Pra quem você declararia amor? Quem você abraçaria? Não teve aquele dia em que tudo deu errado, mas que no finzinho aconteceu algo maravilhoso? Mas teve também aquele dia em tudo deu certo, exceto pelo final que estragou tudo, né?

Alguém olhou nos seus olhos e você trancou a respiração mesmo sem sentir? Algum dia você ajudou a consolar alguém que nem conhecia bem, (colega,conhecido, vizinho...) e hoje le mbra que depois daquilo ficaram amigos? Você já ajudou alguém e depois essa mesma pessoa te deu as costas?

Tem pessoas pra quem você inventou apelidos carinhosos e que só você as chama por eles? Teve um dia há algum tempo que você acabou ficando com alguém apenas para não ficar sozinho? Você já chorou por que lembrou de alguém que amava e não pôde dizer isso para essa pessoa? Você já perdeu alguém que gostava muito? Você já reencontrou um grande amor do passado e viu que ele mudou?

Para essas perguntas existem muitas respostas... Mas o importante sobre elas não é a resposta em si... Mas sim o sentimento... A cada pergunta você lembrou de algo ou de alguém, não foi? (ou mesmo de uma única pessoa...). Espero que essa lista o tenha ajudado a entender que todos nós erramos... Julgamos mal... Amamos... E que todos um dia não tiveram coragem... E hoje se arrependem... Que todos já fizeram uma coisa quando o coração mandava fazer outra...

Então qual a moral disso tudo? Vá à luta! Antes que seja tarde... Não continue pensando em suas fraquezas e erros daqui por diante faça um acordo consigo mesmo! E lute! Não abaixe a cabeça! Vá em frente!!! Faça tudo que puder para ser feliz hoje! Não deite com mágoas no coração. Não durma sem ao menos fazer uma pessoa feliz! E comece com você mesmo!!! Amigos de verdade não se separam... Apenas seguem caminhos diferentes...


Autor: Desconhecido.
Fonte: ICRVB.com


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Seg 22 Dez 2008, 10:25 pm

Um conto de Natal

A história é simples, mas comovedora. Tudo começou porque Mike odiava o Natal. Claro que não odiava o verdadeiro sentido do Natal, mas seus aspectos comerciais.

Os gastos excessivos, a corrida frenética na última hora para comprar presentes para alguém da parentela de que se havia esquecido.

Sabendo como ele se sentia, um certo ano a esposa decidiu deixar de lado as tradicionais camisetas, casacos, gravatas e coisas do gênero. Procurou algo especial só para Mike.

A inspiração veio de uma forma um tanto incomum. O filho Kevin, que tinha 12 anos na época, fazia parte da equipe de luta livre da sua escola.

Pouco antes do Natal, houve um campeonato especial contra uma equipe patrocinada por uma associação da parte mais pobre da cidade.

Esses jovens usavam tênis tão velhos que a impressão que passavam é de que a única coisa que os segurava eram os cadarços. Contrastavam de forma gritante com os outros jovens, vestidos com impecáveis uniformes azuis e dourados e tênis especiais novinhos em folha.

Quando o jogo acabou, a equipe da escola de Kevin tinha arrasado com eles.

Foi então que Mike balançou a cabeça, triste, e falou: queria que pelo menos um deles tivesse ganhado. Eles têm muito potencial, mas uma derrota dessas pode acabar com o ânimo deles.

Mike adorava crianças. Todas as crianças. E as conhecia bem, pois tinha sido técnico de times mirins de futebol, basquete e vôlei.

Foi aí que a esposa teve a idéia. Naquela tarde, foi a uma loja de artigos esportivos e comprou capacetes de proteção e tênis especiais e enviou, sem se identificar, para a associação que patrocinava aquela equipe.

Na véspera de Natal, deu ao marido um envelope com um bilhete dentro, contando o que tinha feito e que esse era o seu presente para ele.

O mais belo sorriso iluminou o seu rosto naquele Natal. No ano seguinte, ela comprou ingressos para um jogo de futebol para um grupo de jovens com problemas mentais.

No outro, enviou um cheque para dois irmãos que tinham perdido a casa em um incêndio na semana anterior ao Natal.

O envelope passou a ser o ponto alto do Natal daquela família. Os filhos deixavam de lado seus brinquedos e ficavam esperando o pai pegar o envelope e revelar o que tinha dentro.

As crianças foram crescendo. Os brinquedos foram sendo substituídos por presentes mais práticos, mas o envelope nunca perdeu o seu encanto.

Até que no ano passado, Mike morreu. Chegou a época do Natal e a esposa estava se sentindo muito só. Triste. Quase sem esperanças.

Mas, na véspera do Natal, ela preparou o envelope como sempre.

Para sua surpresa, na manhã seguinte, havia mais três envelopes junto dele. Cada um dos filhos, sem um saber do outro, havia colocado um envelope para o pai.

....................................

O verdadeiro espírito do Natal é o amor. Que nesta época, pelo menos, possamos exercitar nossa capacidade de doação.

Muito além dos presentes, da ceia, do encontro familiar, comemorar o Natal significa viver a mensagem do divino aniversariante, lançada há mais de 2000 anos e que até hoje prossegue ecoando nos corações...


Fonte: Portal Diabetes


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Ter 23 Dez 2008, 11:20 pm

Você tem Sorte ?

Considere ainda que se você acordou hoje mais saudável que doente, você tem mais sorte que um milhão de pessoas que não verão a próxima semana.

Se nunca experimentou o perigo de uma batalha, a solidão de uma prisão, a agonia da tortura, a dor da fome, você tem mais sorte que 500 milhões de habitantes no mundo.

Se você pode ir à igreja sem o medo de ser bombardeado, preso ou torturado, você tem mais sorte que 3 milhares de pessoas no mundo.

Se você tem comida na geladeira, roupa no armário, um teto sobre sua cabeça, um lugar para dormir, considere-se mais rico que 75% dos habitantes deste mundo.

Se tiver dinheiro no banco, na carteira ou um trocado em alguma parte, considere-se entre os 8% das pessoas com a melhor qualidade de vida no mundo.

Se seus pais estão vivos e ainda juntos, considere-se uma pessoa muito rara.

Se puder ler esta mensagem, você recebeu uma dupla bênção, pois alguém pensou em você e você não está entre milhões de pessoas que não sabem ler.


Fonte: Portal Diabetes


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Qua 24 Dez 2008, 12:06 am

Natal -- Aniversário Do Salvador

Lucas 2:11 - "É que vos nasceu hoje, na cidade de Davi, o Salvador, que é
Cristo, o Senhor."


Ouça a minha mensagem de Natal,em mp3, que gravei com muito
carinho para você.


Não há muito tempo, um professor de psicologia, em uma de
nossas grandes universidades, deu um teste de sugestão de
palavras para sua classe de 40 alunos. Ele os instruiu para
escrever a palavra "Natal" e toda a classe fez isso.
"Agora", disse o professor, "escrevam ao lado da palavra
Natal, tudo o que vocês lembram a respeito desse dia".
Quando os alunos entregaram as suas listas de palavras, o
que o professor encontrou foi: árvore, pinheiro, presentes,
peru, festa, feriado, cantata, Papai Noel, mas ninguém
escreveu: "o aniversário de Jesus". Da mesma forma que não
havia lugar para o bebê Jesus na pousada, não há lugar para
Ele na celebração do Natal.

Que importância temos dado à festa de Natal? Temos, como
quase todo mundo, aproveitado esta data para nos encher de
comida, para beber até não podermos mais, para mostrar a
todos as nossas roupas novas, para exibir os nossos
presentes?

Para nós, cristãos, o Natal nos faz lembrar que Jesus
nasceu. O calendário religioso apresenta o dia 25 de
dezembro como a data do nascimento de Cristo. Está este dia
correto? Creio que isso é o que menos importa. Estamos
felizes porque Jesus nasceu. Nasceu para nos dar a paz, para
encher nossos corações de regozijo, para perdoar os nossos
pecados, para nos ensinar a amar. Jesus nasceu! Ele não
encontrou lugar nas pousadas de Belém, mas deseja encontrar
lugar em nossos corações. Ele nasceu para ser o nosso
Salvador, o nosso Senhor, o companheiro de todos os dias e
de todas as situações. Jesus nasceu! E quem recebeu o
presente fomos nós...

Estamos preocupados com as comidas e as bebidas da festa
Natalina? Claro que não! O que desejamos, ardentemente, é
nos fartar da graça de nosso amado Redentor.

Glória a Deus! Jesus nasceu! Nasceu para mim, para você,
para todos aqueles que compreendem o que significa,
verdadeiramente, o dia de Natal.

Jesus nasceu! Parabéns ao aniversariante. Parabéns para
todos nós.


Autor: Paulo Roberto Barbosa.
Fonte: Escuro Iluminado


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Iane em Sex 26 Dez 2008, 12:39 am

Eram dois vizinhos. Um deles comprou um coelho para os filhos. Os filhos do outro vizinho também quiseram um animal de estimação.
E os pais desta família compraram um filhote de pastor alemão.
Então começa uma conversa entre os dois vizinhos:
- Ele vai comer o meu coelho!
- De jeito nenhum. O meu pastor é filhote. Vão crescer juntos e 'pegar' amizade!!! E, parece que o dono do cão tinha razão.
Juntos cresceram e se tornaram amigos. Era normal ver o coelho no quintal do cachorro e vice-versa. As crianças, felizes com os dois animais. Eis que o dono do coelho foi viajar no fim de semana com a família.
E não levaram o coelho. No domingo, à tarde, o dono do cachorro e a família tomavam um lanche tranquilamente, quando, de repente, entra o pastor alemão com o coelho entre os dentes, imundo, sujo de terra e morto. O cão levou uma tremenda surra! Quase mataram o cachorro de tanto agredi-lo. Dizia o homem: - O vizinho estava certo.
Só podia dar nisso! Mais algumas horas e os vizinhos iam chegar. E agora?! Todos se olhavam. O cachorro, coitado, chorando lá fora, lambendo os seus ferimentos. - Já pensaram como vão ficar as crianças? Não se sabe exatamente quem teve a idéia, mas parecia infalível: - Vamos lavar o coelho, deixá-lo limpinho, depois a gente seca com o secador e o colocamos na sua casinha. E assim fizeram. Até perfume colocaram no animalzinho.
Ficou lindo. Parecia vivo, diziam as crianças. Logo depois ouvem os vizinhos chegarem. Notam os gritos das crianças. - Descobriram! Não passaram cinco minutos e o dono do coelho veio bater à porta, assustado. Parecia que tinha visto um fantasma. - O que foi?! Que cara é essa? - O coelho, o coelho...
- O que tem o coelho? - Morreu! - Morreu? Ainda hoje à tarde parecia tão bem. - Morreu na sexta-feira! - Na sexta?! - Foi. Antes de viajarmos, as crianças o enterraram no fundo do quintal e agora ele reapareceu!

A história termina aqui. O que aconteceu depois fica para a imaginação de cada um de nós. Mas o grande personagem desta história, sem dúvida alguma, é o cachorro. Imagine o coitado, desde sexta-feira procurando em vão pelo seu amigo de infância. Depois de muito farejar, descobre seu amigo coelho morto e enterrado. O que faz ele? Provavelmente com o coração partido, desenterra o amigo e vai mostrar para seus donos, imaginando que o fizessem ressuscitar. E o ser humano continua julgando os outros...
A outra lição que podemos tirar desta história é que o homem tem a tendência de julgar os fatos sem antes verificar o que de fato aconteceu. Quantas vezes tiramos conclusões erradas das situações e nos achamos donos da verdade? Histórias como essa, são para pensarmos bem nas atitudes que tomamos. Às vezes, fazemos o mesmo...


" Quero ser eu, com minha cara azeda e absurdamente açucarada."

Iane
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3050
Idade : 29
Localização : InterioRRRRRRR de SP
flag : Brasil
Data de inscrição : 23/10/2008

http://www.arcauniversal.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Sab 27 Dez 2008, 10:39 pm

A despedida de Marques

Se, por um instante, Deus se esquecesse de que sou uma marionete de trapo e me presenteasse com um pedaço de vida, possivelmente não diria tudo o que penso, mas, certamente, pensaria tudo o que digo.

Daria valor às coisas, não pelo que valem, mas pelo que significam.
Dormiria pouco, sonharia mais, pois sei que a cada minuto que fechamos os olhos, perdemos sessenta segundos de luz. Andaria quando os demais parassem, acordaria quando os outros dormem. Escutaria quando os outros falassem e gozaria um bom sorvete de chocolate.

Se Deus me presenteasse com um pedaço de vida, vestiria simplesmente, me jogaria de bruços no solo, deixando a descoberto não apenas meu corpo, como minha alma.

Deus meu, se eu tivesse um coração, escreveria meu ódio sobre o gelo e esperaria que o sol saísse. Pintaria com um sonho de Van Gogh sobre estrelas um poema de Mário Benedetti e uma canção de Serrat seria a serenata que ofereceria à Lua.

Regaria as rosas com minhas lágrimas para sentir a dor dos espinhos e o encarnado beijo de suas pétalas.

Se eu tivesse um pedaço de vida. Não deixaria passar um só dia sem dizer às gentes - te amo, te amo...Convenceria cada mulher e cada homem que são os meus favoritos e viveria enamorado do amor.

Aos homens, lhes provaria como estão enganados ao pensar que deixam de se apaixonar quando envelhecem, sem saber que envelhecem quando deixam de se apaixonar.
A uma criança, lhe daria asas, mas deixaria que aprendesse a voar sozinha.
Aos velhos ensinaria que a morte não chega com a velhice, mas com o esquecimento.

Tantas coisas aprendi com vocês, os homens... Aprendi que todo mundo quer viver no cume da montanha, sem saber que a verdadeira felicidade está na forma de subir a escarpa. Aprendi que quando um recém-nascido aperta com sua pequena mão pela primeira vez o dedo de seu pai, o tem prisioneiro para sempre.

Aprendi que um homem só tem o direito de olhar um outro de cima para baixo para ajudá-lo a levantar-se.


Fonte: Portal Diabetes


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Qua 31 Dez 2008, 9:16 pm

Um Ano Novo De Grandes Conquistas

Josué 5:12 - "Porém nesse ano comeram dos produtos da terra de Canaã."

"Ah, queridíssimo Jesus, Santo Filho de Deus, faça para Ti
uma cama, macia, imaculada, dentro de meu coração, guardado
especialmente para que nele habites. Meu coração salta de
alegria, meus lábios não podem mais ficar calados, eu desejo
cantar, com muito regozijo, aquelas canções antigas e cheias
de doçura, glória a Deus nas maiores alturas, que nos
ofertou Seu Filho enquanto os anjos cantavam com grande
júbilo. Seja o Ano Novo de grande contentamento para toda a
terra." (Martinho Lutero)

Quais são os nossos planos para o novo ano? Que sonhos
buscaremos realizar? Estamos dispostos a nos esforçar para
que o ano que está chegando seja o melhor e mais abençoado
de nossas vidas?

Quando baseamos nossos anseios em interesses materiais,
corremos o risco de chegar ao final do ano da mesma maneira
que os anteriores: frustrados, abatidos, decepcionados.
Queremos tudo e não recebemos nada. Aguardamos alegria e
encontramos tristeza.

Cristo veio para encher nossos corações de regozijo, para
derramar sobre cada um de nós a Sua bendita paz, para que
todos os dias de todos os anos nos sejam ricamente
abençoados. E por que nem sempre isso é realidade em nossas
vidas? Por que passamos anos e anos sem receber o abraço da
felicidade?

Falta-nos, quase sempre, confiar cada momento de nossos dias
ao Salvador que nasceu na cidade de Davi. Falta-nos crer que
"um Filho nos foi dado" exatamente para que pudéssemos
iniciar o ano com a certeza de que será pleno de grandes
vitórias e conquistas. E a glória será dEle, de nosso Senhor
Jesus Cristo, a quem pertence toda honra e louvor.

Assim como os filhos de Israel se deleitaram com os frutos
da terra prometida, cada um de nós, filhos do Deus Todo
Poderoso, poderemos desfrutar das bênçãos e conquistas por
Ele prometidos aos que abrem para Ele o coração.

Feliz Ano Novo a todos os amados irmãos e amigos.


Autor: Paulo Roberto Barbosa.
Fonte: Escuro Iluminado


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Qui 01 Jan 2009, 11:26 am

Há flores no caminho

Que nada me amedronte.
Teresa D’Avila

Bom seria, a nós mortais, ter sempre na vida firmeza. São tantos os momentos de corda bamba, em que a sombrinha e o manter-se em linha reta nos deixam a temer olhar para o que surge aos nossos pés.

Vozes tentam nos confundir. Uns admirados. Outros certos da nossa queda. Porém, há aqueles que passam, sorriem e seguem o caminho, talvez por terem certeza de que na vida, tudo é passageiro.

Quantas vezes a corda parece ceder. Outras, o vento a balança. Pior, porém, é quando a noite chega, o céu escurece, a chuva cai, tornando o trajeto uma aventura. O coração se cala, a alma chora, os olhos precisam manter-se firmes, na corda ou na linha de chegada? Eis o diferencial.

Muitas das vezes, os pés são nossos guias e os olhos, nossa bússola; Porém, necessário se faz, outras vezes, contemplar somente a corda, procurando afogar a ansiedade de ultrapassar os limites humanos. Momento em que se descobre que, equilibrar-se, é muito mais que se manter de pé; é ter a certeza do que se deseja alcançar.

Mas, tantas vezes somos lançados à corda sem nos ter avisado, previamente, a vida... Quando vemos, está sob nossos pés o abismo, à nossa frente, o obscuro, trazendo à mão, Excalibur!

Bom seria, a nós mortais, ter sempre firmeza! Acreditar na possibilidade de alcançar o impossível. Como trepadeiras, ou sementes levadas pelos pássaros, florir o cimo, até mesmo, de ignóbil árvore.

Somos equilibristas que trazem à mão, sementes...Lancemo-las a terra, aos ares. Tenhamos em mente que, atrás de nós outros serão lançados à corda. Que, a nossa frente, está o impossível aos olhos humanos. O que pode vir a ser a concretização de algo nunca antes sonhado, idealizado, devido ao medo de nos lançarmos a corda. Não termos aprendidos a confiar em nós, Naquele que conosco está todos os dias.

Se a vida nos lançar à corda bamba, sejamos equilibristas que trazem às mãos, sementes. Lancemo-las a terra, aos ares, aos céus. Que seja nossa semente como a de mostarda. Fira a terra, abra-nos as portas do céu.


Fonte: Portal Diabetes


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Dom 04 Jan 2009, 12:18 am

O bordado

Quando era pequeno minha mãe costurava muito. Eu me sentava perto dela e lhe perguntava o que estava fazendo. Ela me respondia que estava bordando.

Eu observava seu trabalho de uma posição mais baixa de onde ela estava sentada, e sempre lhe perguntava o que estava fazendo dizendo-lhe que de onde eu estava o que ela fazia me parecia muito confuso.

Ela sorria, olhava para baixo e gentilmente dizia:

_"Filho, saia um pouco para brincar e quando terminar meu bordado te chamarei e te colocarei sentado em meu colo e te deixarei ver o bordado desde a minha posição".

Perguntava-me porque ela usava alguns fios de cores escuras e porque me pareciam tão desordenados de onde eu estava. Minutos mais tarde escutava-a chamando-me:

_-"Filho, vem e senta-te em meu colo".

Eu o fazia de imediato e me surpreendia e emocionava ao ver a formosa flor e o belo entardecer no bordado. Não podia crer; de baixo parecia tão confuso. Então minha mãe me dizia:

_"Filho, de baixo para cima se via confuso e desordenado, porém não te ocorria de que há um plano acima. Havia um desenho; só o estava seguindo. Agora olhando-o da minha posição saberás o que estava fazendo".

Muitas vezes ao longo dos anos tenho olhado para o céu e dito:

_"Pai o que estais fazendo?"

Ele responde:

_"Estou bordando tua vida."

E eu lhe replico:

_"Mas está tudo tão confuso; em desordem. Os fios parecem tão escuros, porque não são mais brilhantes?"

O Pai parecia dizer-me:

_"Meu filho, ocupa-te de teu trabalho . . . e Eu farei o meu; um dia te trarei ao céu e te colocarei em meu colo e então verás o Plano desde a Minha posição."

Autor: Desconhecido.


Fonte: ICRVB.com


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Dom 04 Jan 2009, 12:30 am

Busco um amigo...

Um amigo...
Que me diga sempre a verdade,
que não camufle os meus defeitos,
que não despreze as minhas lágrimas!

Um amigo...
cuja presença traga alegria,
cujo silêncio transmita paz,
cuja escuta inspire confiança,
cuja lembrança infunda coragem.

Um amigo...
ao qual eu possa dizer: Perdão!
Uma, duas, três vezes...

Um amigo...
que não seja nem mestre, nem discípulo, mas um companheiro com o qual eu possa caminhar rumo ao infinito... em qualquer momento.

Um amigo...
que conserve a sua intimidade sem esconder o seu pranto.

Um amigo...
que ao amanhecer não me diga "bom dia",
mas me abra o seu coração com um amável sorriso!

Um amigo...
que creia na amizade e a viva como uma audaz conquista de liberdade.

Um amigo...
cuja amizade seja óleo doce, suave e perfumado,
extraído do fruto amargo de uma árvore espinhosa.

Um amigo...
que não se preocupe em dar ou receber, mas que seja capaz de compartilhar.

Um amigo...
simples, sincero, natural...capaz de chorar, mas sobretudo de sorrir.

Um amigo...
que seja um reflexo da bondade de Deus.

Autor: Desconhecido.


Fonte: ICRVB.com


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Ter 06 Jan 2009, 7:54 pm

Começando Tudo Novamente... E Bem

Filipenses 3:13 - "Mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que
atrás ficam..."


Na Inglaterra, cerca de 300 anos atrás, havia um comandante
mercantil chamado Capitão Fudje. Esta figura histórica ficou
famosa por suas mentiras e exageros ao contar suas aventuras
em alto-mar. Os membros de sua tripulação estavam tão
acostumados com suas histórias que chamavam uns aos outros
de "Fudge" quando uma mentira era contada. Pela metade dos
anos 1800, crianças chamavam os enganos e mentiras por
"Fudge". Atualmente ainda muitas pessoas usam o termo quando
se referem a decepção. Que tipo de referência fazem à sua
maneira de ser? De que forma sua vida será lembrada no
futuro?

Um novo ano está começando. Muitos planos estão sendo
formados em nossa mente e desejamos que muitos sonhos sejam
realizados. Queremos ser bem sucedidos em nossos projetos e
almejamos alcançar sucesso em tudo que planejamos. Queremos
chegar ao último dia do ano comemorando grandes vitórias e
agradecendo a Deus por um ano de muita felicidade.

Para que isso aconteça, devemos iniciar a caminhada
colocando nossas vidas e planos no altar do Senhor. Pedir a
Ele que nos oriente e que dirija todos os nossos passos.
Precisamos confessar-lhe, com sinceridade, que dependemos em
tudo de Suas bênçãos. Sem Ele, mesmo que a nossa capacidade
seja muito grande, sabemos que não iremos a lugar algum. Ele
é a fonte de graça e poder e é a certeza de todas as nossas
conquistas.

Devemos fazer um balanço de todos os nossos erros no ano que
passou. Se nos faltou fé, peçamos a Deus que nos permita
deixar todas as dúvidas de lado e confiar inteiramente nEle.
Se agimos com mentiras e enganos, se fomos mesquinhos e
vaidosos, se não praticamos o amor que o Senhor nos tem
ensinado, a hora é propícia para que haja uma transformação
em nosso comportamento. Peçamos ao Senhor que nos conceda a
bênção de saber amar verdadeiramente, de agir com humildade
e sinceridade, de fazer da verdade o estandarte de todas as
nossas atitudes.

O novo ano será bem melhor para nós se abandonarmos os
velhos hábitos e começarmos a caminhar na presença do nosso
Salvador Jesus Cristo.


Autor: Paulo Roberto Barbosa.
Fonte: Escuro Iluminado


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Ter 27 Jan 2009, 9:39 pm

Nem Histórico E Nem Histérico

"Tu lançarás todos os nossos pecados nas profundezas do mar" (Miquéias 7:19).

Um homem estava contando a um amigo sobre a discussão que havia tido com sua esposa. Ele comentou: "Oh, como eu fico irritado. Toda vez que nós temos uma discussão, ela fica histórica". O amigo lhe disse: "Você quer dizer histérica". "Não", insistiu ele, "eu quero dizer histórica. Toda vez que discutimos ela busca tudo o que pode do passado e lança contra mim."

Como é diferente em nosso relacionamento com Deus! Quando buscamos Sua face e confessamos nossos pecados do passado, pedindo-Lhe perdão, com sinceridade, Ele não apenas nos perdoa como sepulta cada um deles no profundo mar, jamais nos cobrando novamente aqueles erros.

O nosso Deus de amor tem prazer em nos abençoar. Com Ele os nossos dias são sempre felizes. Ele nos consola nos momentos de aflição, nos estimula quando a caminhada é difícil, nos dirige quando não sabemos para onde ir, nos enche de amor quando o mundo parece se virar contra nós.

O mundo tem prazer em nos acusar e nos lançar no rosto cada uma de nossas fraquezas, o Senhor tem prazer em nos dizer: "Não temas que Eu te ajudo". O mundo nos tira tudo o que temos e, ao final, nos abandona. O Senhor nos oferece tudo o que há de melhor e ainda nos promete: "Eu estarei contigo todos os dias". O mundo, na pessoa do diabo, tem o propósito de destruir, o Senhor nos enche de regozijo ao afirmar: "Eu vim para que tenham vida e vida com abundância".

Com Cristo em nossos corações as coisas velhas ficam para trás e não precisamos nos preocupar com o mundo histórico ou histérico. Ele pagou o preço de nossos pecados para que pudéssemos viver ao Seu lado para sempre.

O amor do Senhor é maravilhoso!


Autor: Paulo Roberto Barbosa.
Fonte: Escuro Iluminado


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Qua 28 Jan 2009, 8:47 am

Serviço Abençoado

"Então eu disse: Eis-me aqui (no rol do livro está escrito
de mim) para fazer, ó Deus, a tua vontade" (Hebreus 10:7).


Philip Dickerson, um pregador já bastante idoso, que morreu
em 22 de outubro de 1882, falou pouco antes de sua morte:
"Há setenta anos atrás o Senhor me convocou para servi-Lo
sem eu ter uma personalidade ou caráter. Ele me revestiu de
poder e me deu personalidade e caráter e, por Sua graça, eu
os tenho mantido até o dia de hoje." (Charles Haddon
Spurgeon)

Quando Deus nos chama, nos prepara e nos concede as
qualidades necessárias para fazer a Sua obra. Se não sabemos
pregar a Sua Palavra, Ele nos dá poder e eloquência. Se não
sabemos orar, nos ensina a estar em íntimo relacionamento
com Ele. Se a nossa vida espiritual é fraca e insípida, Ele
a faz arder e brilhar abundantemente.

Ele nos molda segundo a Sua vontade e passamos a ter um novo
sentido de vida. O mundo, que nos atraía, agora não tem mais
nenhuma importância. Tudo se faz novo e os nossos objetivos
são bem diferentes. O amor do Senhor enche nossos corações
de regozijo e não há nada que nos dê mais prazer do que
estar diante do altar do Senhor para que nos dirija pelas
sendas da felicidade.

Andar na presença do Senhor e atender ao Seu chamado para
estar em Suas fileiras é algo indescritível. É uma bênção
que permanece para sempre. O pregador de nossa história
podia, setenta anos depois, se alegrar com tudo que Deus
havia feito em sua vida após o seu "Sim, Senhor, usa-me como
quiseres". O mesmo acontece com todos aqueles que abrem o
coração para Cristo, aceitando a direção do Espírito Santo
de Deus.

Você quer ser verdadeiramente feliz? Ao ouvir um "Venha, Eu
te escolhi", não hesite... responda simplesmente: "Sim,
Senhor".


Autor: Paulo Roberto Barbosa.
Fonte: Escuro Iluminado


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Adriane Cunha em Qui 29 Jan 2009, 9:01 pm

Temos pressa...

Se tudo é para ontem, se a vida engata uma primeira e sai em disparada, se não há mais tempo para paradas estratégicas, caímos fatalmente no vício de querer que os amores sejam igualmente resolvidos num átimo de segundo. Temos pressa para ouvir "eu te amo", não vemos a hora de que as regras de convívio fiquem estabelecidas: somos namorados, ficantes, casados, amantes?

Urgência emocional. Uma cilada. Associamos diversas palavras ao amor: paixão, romance, sexo, adrenalina, palpitação. Esquecemos, no entanto, da palavra que viabiliza esse sentimento: paciência. Amor sem paciência não vinga. Amor não pode ser mastigado e engolido com emergência, com fome desesperada. É preciso degustar cada pedacinho do amor, no que ele tem de amargo e de saboroso, no que ele tem de duro e de macio, os nervos do amor, as gorduras do amor, as proteínas do amor, as propriedades todas que ele tem. É uma refeição que pode durar uma vida. Mas não. Temos urgência.

Queremos a resposta do e-mail ainda hoje, queremos que o telefone toque sem parar, queremos que ele se apaixone assim que souber nosso nome, queremos que ela se renda logo após o primeiro beijo, e não toleraremos recusas, e não respeitaremos dúvidas, e não abriremos espaço na agenda para esperar!

Temos todo o tempo do mundo, dizem uns; não há tempo a perder, dizem outros.

Ficamos perdidos no meio deste fogo cruzado, atingidos por informações. Parece que todos sabem mais do que nós, pobres de nós, que só queremos uma coisa nessa vida: ser amados. Podemos esperar por todo o resto: emprego, dinheiro, sucesso, mas não passaremos mais um dia sequer sozinhos. "Te adoro", dizemos sei lá pra quem, para quem tiver ouvidos e souber responder "eu também", que a gente está mais a fim de acreditar do que de selecionar. Urgência emocional. Pronto-socorro do amor. Atiramos para todos os lados e somos baleados por qualquer um. E o coração leva um monte de pontos por causa dessa tragédia: pressa.

Martha Medeiros


Fonte: Portal Diabetes


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por athos em Qui 29 Jan 2009, 9:04 pm

DEUS NUNCA ERRA


Há muito tempo, num Reino distante, havia um Rei que não acreditava na bondade de Deus. Tinha, porém, um súdito que sempre lhe lembrava dessa verdade. Em todas situações dizia:

"- Meu Rei, não desanime, porque Tudo que Deus faz é Perfeito. Ele Nunca erra!"

Um dia, o Rei saiu para caçar juntamente com seu súdito, e uma fera da floresta atacou o Rei. O súdito conseguiu matar o animal, porém não evitou que sua Majestade perdesse o dedo mínimo da mão direita.

O Rei, furioso pelo que havia acontecido, e sem mostrar agradecimento por ter sua vida salva pelos esforços de seu servo, perguntou a este:

"E agora, o que você me diz? Deus é bom? Se Deus fosse bom eu não teria sido atacado, e não teria perdido o meu dedo."

O servo respondeu:

"Meu Rei, apesar de todas essas coisas, somente posso dizer-lhe que Deus é bom, e que mesmo isso, perder um dedo, é para seu bem! Tudo que Deus faz é Perfeito. Ele Nunca erra!"

O Rei, indignado com a resposta do súdito, mandou que fosse preso na cela mais escura e mais fétida do calabouço.

Após algum tempo, o Rei saiu novamente para caçar e aconteceu dele ser atacado, desta vez por uma tribo de índios que vivia na selva. Estes índios eram temidos por todos, pois sabia-se que faziam sacrifícios humanos para seus deuses.

Mal prenderam o Rei, passaram a preparar, cheios de júbilo, o ritual do sacrifício.

Quando já estava tudo pronto, e o Rei já estava diante do altar, o sacerdote indígena, ao examinar a vitima, observou furioso:

"Este homem não pode ser sacrificado, pois é defeituoso! Falta-lhe um dedo!"

E o Rei foi libertado. Ao voltar para o palácio, muito alegre e aliviado, libertou seu súdito e pediu que viesse em sua presença.

Ao ver o servo, abraçou-o afetuosamente dizendo-lhe:

"Meu Caro, Deus foi realmente bom comigo! Você já deve estar sabendo que escapei da morte justamente porque não tinha um dos dedos.

Mas ainda tenho em meu coração uma grande dúvida: Se Deus é tão bom, por que permitiu que você fosse preso da maneira como foi? Logo você, que tanto o defendeu!?"

O servo sorriu e disse:

"Meu Rei, se eu estivesse junto contigo nessa caçada, certamente seria sacrificado em teu lugar, pois não me falta dedo algum!”

Portanto, lembre-se sempre:

TUDO O QUE DEUS FAZ É PERFEITO. ELE NUNCA ERRA!"


Cal escreveu:A ideia de Deus é irrefutável, pois nada provaria que Ele não existe.

athos
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1156
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/12/2008

http://www.peniel.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por athos em Qui 29 Jan 2009, 9:06 pm

O Bordado


O Prof. Damásio de Jesus é um dos maiores tratadistas do Direito Penal Brasileiro, com incontáveis publicações na área Processual.
Em novembro de 2002 ele escreveu isso:

- Quando eu era pequeno, minha mãe costurava muito. Eu me sentava no chão, brincando perto ela, e sempre lhe perguntava o que estava fazendo. Respondia que estava bordando.

Todo dia eram a mesma pergunta e a mesma resposta.
Observava seu trabalho de uma posição abaixo de onde ela se encontrava sentada e repetia:

- Mãe, o que a senhora está fazendo?

Dizia-lhe que, de onde eu olhava, o que ela fazia me parecia muito estranho e confuso. Era um amontoado de nós, e fios de cores diferentes, compridos, curtos, uns grossos e outros finos.

Eu não entendia nada. Ela sorria, olhava para baixo e gentilmente me explicava:

- Filho, saia um pouco para brincar e quando terminar meu trabalho eu chamo você e o coloco sentado em meu colo. Deixarei que veja o trabalho da minha posição.

Mas eu continuava a me perguntar lá de baixo:

- Por que ela usava alguns fios de cores escuras e outros claros?

- Por que me pareciam tão desordenados e embaraçados?

- Por que estavam cheios de pontas e nós ?

- Por que não tinham ainda uma forma definida?

- Por que demorava tanto para fazer aquilo?

Um dia, quando eu estava brincando no quintal, ela me chamou:

- Filho, venha aqui e sente em meu colo. Eu sentei no colo dela e me surpreendi ao ver o bordado. Não podia crer! Lá de baixo parecia tão confuso! E de cima vi uma paisagem maravilhosa!

Então minha mãe me disse:

- Filho, de baixo, parecia confuso e desordenado porque você não via que na parte de cima havia um belo desenho. Mas, agora, olhando o bordado da minha posição, você sabe o que eu estava fazendo.

Muitas vezes, ao longo dos anos, tenho olhado para o céu e dito:

- Pai, o que estás fazendo?

Ele parece responder:

- Estou bordando a sua vida, filho.

E eu continuo perguntando:

- Mas está tudo tão confuso... Pai, tudo em desordem.
Há muitos nós, fatos ruins que não terminam e coisas boas que passam rápido. Os fios são tão escuros. Por que não são mais brilhantes?

- O Pai parece me dizer:

- Meu filho, ocupe-se com seu trabalho, descontraia-se, confie em Mim e...

Eu farei o meu trabalho. Um dia, colocarei você em meu colo e então vai ver o plano da sua vida da minha posição.


Muitas vezes não entendemos o que está acontecendo em nossas vidas. As coisas são confusas, não se encaixam e parece que nada dá certo. É que estamos vendo o avesso da vida! Do outro lado, Deus está bordando...

Fonte:
http://www.balmant.com.br


Cal escreveu:A ideia de Deus é irrefutável, pois nada provaria que Ele não existe.

athos
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1156
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/12/2008

http://www.peniel.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

t? escrito... Re: Lições Através de Contos!

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 8:36 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum