.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
» Pr Paulo Brasil - Nota triste de falecimento
Hoje à(s) 8:23 am por Ed

» Já existíamos antes de nascermos
Ontem à(s) 5:37 pm por Eterna

» Um conselho aos debatedores de internet
Ontem à(s) 4:18 pm por Eterna

» Eleição, a dor e a loucura do incrédulo.
Ontem à(s) 4:03 pm por Eterna

» Qual a verdadeira intenção dos organizadores das manifestações?
Ontem à(s) 3:33 pm por Cartman

» Noticiário Escatológico
Ontem à(s) 12:15 pm por Jarbas

»  Endurecimeto do Faraó
Ontem à(s) 4:14 am por Lit San Ares

» Livre arbítrio, auto idolatria
Ontem à(s) 3:39 am por Lit San Ares

» PREDESTINAÇÃO DE DEUS
Sab 03 Dez 2016, 10:10 pm por gusto

Quem está conectado
66 usuários online :: 2 usuários cadastrados, Nenhum Invisível e 64 Visitantes :: 2 Motores de busca

irmão, Lit San Ares

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Será que Segunda-Feira é o pior dia da semana?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Você acha que Segunda-Feira é o pior dia da semana?

0% 0% 
[ 0 ]
100% 100% 
[ 2 ]
 
Total dos votos : 2

Será que Segunda-Feira é o pior dia da semana?

Mensagem por EVANGELISTA/RJ/MSN em Dom 28 Set 2008, 12:42 am

Como reconhecer os sintomas e evitar a Síndrome da Segunda-Feira

André Bernardo


Rio - Segunda-feira: alguns detestam, outros odeiam. Mas poucos sabem que o dia mais impopular da semana é também o mais prejudicial à saúde. Aquela inexplicável sensação de preguiça e indisposição que afeta boa parte dos mortais e os obriga a permanecer por mais tempo na cama pode causar problemas físicos e psicológicos, como estresse, sudorese, ansiedade e taquicardia.
Na maioria dos casos, a Síndrome da Segunda-Feira já começa no dia anterior. Não são poucas as pessoas que sentem um calafrio percorrer a espinha ao ouvir o tema de abertura de tradicionais programas de televisão. Imediatamente, elas lembram que terão pela frente mais uma semana de trabalho e já começam a sofrer, por antecedência, os efeitos da Síndrome da Segunda-Feira.
Por mais prazeroso que seja o trabalho, não há quem não sofra por ter que pegar no batente na segunda-feira. Acordar na segunda para trabalhar é como interromper um sonho bom. Ninguém gosta, não é verdade? E o mais interessante é que, quanto melhor o final de semana, mais difícil torna-se voltar à realidade na segunda-feira”, afirma a psicóloga Márcia Fraga, do Hospital Memorial.

Uma pesquisa do portal Monster, especializado em recrutamento e seleção on-line, mostrou que trabalhadores do mundo inteiro sofrem com a síndrome. Prova disso é a insônia que inferniza as noites de domingo de quem precisa acordar cedo no dia seguinte para trabalhar. Segundo o estudo, 51% dos americanos custam a pegar no sono de domingo para segunda-feira. Entre os britânicos, chega a 53%.

A Síndrome de Segunda-Feira não chega a ser uma patologia, mas é um sintoma de que algo não vai bem na vida daquela pessoa. Por isso mesmo, o mais importante a fazer é tentar identificar as suas causas. Em muitos casos, essa síndrome não está relacionada apenas à vida profissional. Pode ser motivada também pelos estudos e até mesmo pelo casamento”, alerta o psiquiatra Leonardo Gama Filho.

Se dependesse da designer Mariana Accardo, 27, o final de semana teria três e não apenas dois dias. “Por mais que eu descanse sábado e domingo, estou sempre cansada. Às vezes, até mais na segunda do que na sexta”, jura Mariana, que chegou a sentir dores de cabeça e de estômago na segunda pela manhã. O executivo Daniel Fleming, 42 anos, não fica atrás. Na tentativa de protelar ao máximo o final do domingo, emendava um filme no outro e demorava a ir para a cama. “No domingo à tarde, eu já ficava deprimido. Trabalhar na segunda-feira para mim era um sacrifício enorme”, admite.

Garfield: horror à segunda

Criador do Garfield, o gato que ganhou fama mundial por odiar segundas-feiras, o cartunista norte-americano Jim Davis, 63, admite que, ao contrário do bichano das tiras em quadrinhos, não chega a ter horror ao primeiro dia útil da semana. “É fácil não odiar segunda-feira quando você ama o seu trabalho”, garantiu Jim, por e-mail, ao jornal O DIA.

A exemplo de seu personagem, ele gosta de tirar uns cochilos à tarde e é avesso a atividades físicas. “Não sou tão preguiçoso quanto o Garfield. Mas, se não tomar cuidado, posso ficar”, brinca Jim, acrescentando que bom-humor costuma ser um remédio eficaz para combater a preguiça típica das segundas-feiras: “Sou capaz de encontrar o lado bom até de tratamento de canal. Afinal, o dente não vai doer mais”.

Rever carreira pode ser uma alternativa

Para muitos, trabalhar na segunda-feira só não é pior do que voltar de férias. Há quem minimize o problema e aproveite os primeiros dias para matar saudade dos colegas ou colocar o papo em dia. Mas há também quem passa mal e não consegue disfarçar o desânimo.

Segundo dados da International Stress Management Association (Isma), 35% dos brasileiros sofrem de ‘depressão pós-férias’. Desse total, 72% admitem que, com apenas uma semana de trabalho, já estão tão cansados e estressados quanto antes de tirar férias.

Normalmente, umas pessoas demoram mais que as outras para voltar ao ritmo normal de trabalho. Mas essa readaptação não leva mais que duas semanas. Se a letargia persistir por mais tempo, é bom procurar um médico”, alerta a psicóloga Ana Maria Rossi, presidente da Isma.
Independentemente de ser Síndrome de Segunda-Feira ou depressão pós-férias, o ‘coach’ Sandro Pereira avisa que chega uma hora em que é preciso repensar as metas e traçar novos objetivos. Segundo ele, 5 anos é tempo mais do que suficiente para chegar ao ponto máximo dentro de uma empresa.

A primeira pergunta a ser feita é: onde quero chegar profissionalmente? Se você não sabe onde quer chegar, nunca saberá se está no caminho certo. Às vezes, mudar de emprego pode ser saudável para o corpo, a mente e até para a carreira”, ensina.

ESPECIALISTAS PROPÕEM SOLUÇÕES CRIATIVAS

Para não sucumbir àquela ‘deprê’ típica das noites de domingo, o melhor remédio — ensinam os especialistas — é criar alternativas de lazer não só nos sábados e domingos, mas também nos dias úteis. Que tal, então, um chope gelado com os amigos na terça, uma pizza com a família na quarta ou uma sessão de cinema na quinta-feira?

Parece inviável, mas foi exatamente isso o que fez o executivo Daniel Fleming para minimizar os efeitos da síndrome. Toda segunda, ele reúne a família para assistir a DVDs, comer uma pizza ou tocar violão. É a famosa ‘Segunda Sem Lei’. Já na quinta, toca guitarra com os amigos. Como não curte futebol, a ‘pelada’, no caso dele, é musical.

Eu me esforçava ao máximo para não transparecer a minha insatisfação no trabalho. Mesmo insatisfeito profissionalmente, dava o melhor de mim. Até que, em outubro de 2007, recebi uma promoção que salvou a minha carreira. Hoje, no domingo à tarde, já separo a roupa que vou vestir na segunda. Nunca me senti tão motivado”, assegura.

Fonte:

http://odia.terra.com.br/ciencia/htm/como_reconhecer_os_sintomas_e_evitar_a_sindrome_da_segunda_feira_202504.asp

EVANGELISTA/RJ/MSN
administrador
administrador

Número de Mensagens : 6000
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Será que Segunda-Feira é o pior dia da semana?

Mensagem por Homini em Dom 28 Set 2008, 7:57 am

Para mim todos os dias são iguais, apenas mais uma virada de 24 Hs no planeta quando ficamos na nmesma região. Nada como um dia atrás do outro! ::chapeu::

Mas a pergunta seria mais interessante se fosse feita a um adventista ::risadinha::


Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres Joa 8:36    *****    FGBB ***** 3158 dias a serviço do evangelho

Homini
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 698
Localização : Americas
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum