.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
Quem está conectado
43 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 42 Visitantes :: 2 Motores de busca

irmão

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Igreja Emergente: O Ultimo Laço Antes da Volta de Jesus!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Igreja Emergente: O Ultimo Laço Antes da Volta de Jesus!

Mensagem por Homini em Sex 20 Nov 2009, 4:09 am




A Bíblia ensina-nos que ela foi escrita por homens escolhidos de Deus, mas a fonte inspiradora foi o Espírito Santo. Temos cópias de todo o Antigo Testamento a partir de 900 dC. Quando os pergaminhos do Mar Morto foram encontrados, 900 textos de 1000 anos á trazem, ficou comprovada a precisão das escrituras, praticamente palavra por palavra.

Se a Bíblia deve ser rejeitada pelo argumento de imprecisão nas cópias que foram feitas, todos os acontecimentos da história antiga pela mesma ótica devem ser suspeitos. A história bíblica não é encontrada apenas na bíblia, historiadores não cristãos que viveram na mesma época do novo testamento como Josefo, o romano Tácito, o romano Suetônio, o governador romano Plínio, confirmam os povos e seus costumes, lugares e eventos registrados no Novo Testamento. Se vamos julgar a Bíblia como improcedente, imprecisa, não histórica ou até mesmo “corrompida” temos que descartar grande parte da história. Para citar Platão, Aristóteles, César, e Homero, das cópias que temos dos escritos desses homens, quais são superiores em número e precisão, que possuem outras fontes de comprovação como a Bíblia?

De acordo com uma matéria do jornal NY Times em Dez/08, foi feita uma pesquisa nos E.U.A em que , apenas 39% dos cristãos acreditam que a bíblia é a palavra literal de Deus, e 18% acham que a bíblia é só um livro escrito por homens e que de forma alguma é a palavra de Deus em tudo, e somente 1% dos cristãos disseram viver de acordo com a Bíblia. (www.nytimes.com/2008/12/27/opinion/27blow.html?_r=2&pagewanted=print

De onde é que os crentes tiraram idéias como essa? A maior fonte desse desvio moderno da fé vem de palestras, livros e vídeos que estão sendo espalhados a partir de um movimento chamado “Igreja Emergente”. Eles vêm questionando a bíblia, suas doutrinas e crenças, muitas vezes desafiando a Palavra de Deus que está escrito há 3.500 anos, e foi aceita como verdade absoluta por precisos e fiéis nomes ao longo dos séculos de Cristo até os dias de hoje. Embora nem todos no movimento da igreja emergente tenham a mesma opinião, o consenso que prevalece é o liberal (Liberalismo: forma ao mesmo tempo racional e intuitiva de interpretar a vida, em que prevalece a vontade da maioria, estando essa vontade livre de qualquer fundamento filosófico ou religioso capaz de limitar ou impedir a liberdade individual e a igualdade de direitos). A conversa é constituída por homens como Philip Yancey e Brian McLaren que afirma, “Deus tinha em mente que a sua escritura se moldasse a cada cultura de forma personalizada, sendo essa a maneira correta que a bíblia deve ser vista” (McLaren, p. 162 Generous Orthodoxy, (Grand Rapids, MI: Zondervan, 2004)

Além de afirmar que esta é uma visão correta, McLaren repete praticamente o mesmo argumento do catolicismo romano, “A Tradição dos homens, juntamente com a bíblia transmite-nos a Palavra de Deus”. Dizer que os homens que escreveram a bíblia colocaram suas interpretações pessoais do que Deus lhes falava não é o que explica a Bíblia sobre sua origem. Ou a bíblia é algo sobrenatural entregue por Deus aos homens ou então é humana e não de Deus. Rob Bell, um dos ícones da igreja emergente, chamado de “o próximo Billy Graham” e que em 2007 Bell foi nomeado o n º 10 na lista de “Os 50 Mais Influentes cristãos na América” pela revista TheChurchReport.com, escreve em seu livro “Velvet Elvis: Repintando a fé cristã”, que a Bíblia é um “produto humano… em vez de um produto divino.” Então, Bell chegou à conclusão de que os textos dos homens da bíblia são essencialmente as suas próprias opiniões, o que significa que ninguém pode ter a certeza de terem chegado à verdade, que na palavra é chamado de Jesus (Citado no periódico Cristianismo Hoje, novembro, 2004, p. 38.) Bell se torna ainda mais profundo no seu questionamento confuso: “Será que a bíblia é o melhor que Deus pode fazer? Com um Deus tão superior e temeroso, sendo cheio de verdade, porque o seu livro é capaz de causar tanta confusão nas pessoas?” (Velvet Elvis). Quem está confuso? Deus ou o homem? Temos dois pontos de vista em conflito. Ou temos uma pessoa infalível lendo uma falível Escritura ou uma falível pessoa lendo uma infalível Escritura. Eu escolho a última. Se as palavras da bíblia são apenas palavras de homens, então porque que os escribas hebraicos tinham tanto respeito quando foram copiá-las?

Jesus também falou muito bem das Escrituras, sempre se preocupando em se submeter pessoalmente a ela para validar o que ele ensinou sobre si mesmo “Diz-lhes Jesus: Nunca lestes nas Escrituras: A pedra, que os edificadores rejeitaram, Essa foi posta como fundamento principal da construção; Pelo Senhor foi feito isto, E isso é maravilhoso aos nossos olhos?” Mat 21:42; “Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus.” Mateus 22:27. Poderia ser esse o mesmo problema que está ocorrendo hoje? O pastor Bell acredita que acreditar no nascimento virginal de Jesus não é essencial para a fé cristã, e afirma que esta crença não é necessária para que outras pessoas possam conhecer á Cristo nem o perdão dos pecados. Na página 46 de seu livro, Bell revela outra convicção sua, a de que a Bíblia é um livro aberto, ainda não acabado, ou seja, existem outros ensinamentos novos á serem transmitidos por Deus. Quando as coisas chegam a este ponto, podemos esperar que “tudo” pode acontecer… Com esse tipo de visão “aberta”, não se tem que defender mais a antiga história de um homem que nasceu em Belém, cresceu e acabou morrendo em uma cruz por nossa causa, pois isso é como ele é apresentado hoje, [portanto ultrapassado]. Isso não é um novo ponto de vista, mas uma luta e uma luta contra a Palavra de Deus, uma exploração da ótica liberal sobre a interpretação da bíblica. A Igreja Emergente está usando o movimento místico-liberal como modelo para a Igreja. Eles querem ser cristãos sem a bíblia. É por isso que eles podem aceitar as práticas de outras religiões, porque eles não estão praticando a palavra. Por que eles não praticam a palavra? Porque eles não a reconhecem como autoridade de Deus sobre suas vidas. Ao rejeitar a Palavra de Deus dada pelo Espírito de Deus eles estão rejeitando a Palavra de Deus que se fez carne, Jesus. Se o nascimento virginal de Jesus não pode ser verdade por limitação do poder de Deus, essa lógica não faz nenhum sentido, mas é verdade que eles podem reinterpretar a bíblia pela sua própria natureza pecaminosa e raciocínio humano!? Independentemente dos ensinos que esses homens defendam eles são duvidosos, seus escritos são incorretos e a conversa tecida por eles tem mais de um sentido.

“Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.” II Ped 1:20,21

A Profecia, bem como os textos, são todos de autoria exclusiva de Deus como sua única fonte. É o testemunho de Jesus. É por isso que Jesus usou o Antigo Testamento para validar que era realmente o Messias que foi profetizado.

A comissão da igreja é o de proteger e promover a palavra. Paulo fala da conduta na casa de Deus que é a igreja do Deus vivo, o pilar e fundamento da verdade. “Foi nos confiada as Sagrada Escrituras da mesma forma que a Israel foi dada os Oráculos de Deus. Paulo passa a qualificar ainda mais esta situação, afirmando

“E, sem dúvida alguma, grande é o mistério da piedade: Deus se manifestou em carne, foi justificado no Espírito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundo, recebido acima na glória.” 1 Tim. 3:16.

Você não pode conhecer Deus e Seus caminhos fora da bíblia. Cristãos de todos os tempos, século após século, se mantiveram na doutrina bíblica que são os nossos parâmetros. E agora, de repente, porque para a nossa cultura pós-moderna a bíblia não é suficiente devido a uma mudança na cultura, temos que adaptar novas formas de interpretar a palavra e fazer uso de outras práticas religiosas. Os crentes neo-testamentários, querem viver com o que está escrito na bíblia, e não com algo novo, histórias sedosas que algum bom conversador esteja vendendo para mover as multidões.

Tony Jones outro porta-voz da igreja emergente afirma: “Pare de olhar para algumas verdades absolutas que estão expostas quando nos aprofundamos no texto bíblico.”

Brian McLaren também escreve:

“A Bíblia não é para ser observada rigorosamente, nem absolutamente, ou como única fonte de regra de vida, mas um livro para ser vivido, uma experiência que pode ser tão válida como qualquer outra possível. As experiências dos homens da bíblia, os diálogos, os sentimentos, e as conversas servem como base de idéias, já a autoridade e as doutrinas devem ser evitadas! As doutrinas da bíblia não devem ser tomadas como verdade absoluta, as doutrinas devem ser consideradas apenas como experiências pessoais, tradições históricas, etc. A Bíblia não é um livro resposta “(Brian, McLaren, um novo tipo de cristianismo, p. 52.)

Então quem tem as respostas? A igreja emergente e seus líderes, tais como McLaren? Certamente que não, mas eles estão se esforçando para nos dizer como ver a palavra de Deus. A mesma palavra que Deus disse

“Toda a Palavra de Deus é pura; escudo é para os que confiam nele. Nada acrescentes às suas palavras, para que não te repreenda e sejas achado mentiroso.” Prov 30:5,6;” Engrandeceste a tua palavra acima de todo o teu nome.” Salmos 138:2.

Mas esses homens têm desdém para com a palavra, e diminuem sua importância e o seu poder. Ao fazê-lo, rejeitam Jesus o doador da palavra que se auto-intitula “A Palavra.” Jesus ensinou que o Antigo Testamento é perfeito,

“Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim revogar, mas cumpri-la. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.” Mt 5:17-18

“… A escritura não pode ser anulada” João 10:35

A Palavra escrita de Deus é livre de erro, é uma certeza, segura e confiável regra e guia em todos os assuntos. Esta é a doutrina da inerrância e infalibilidade das Escrituras. Este novo tipo de cristão estilizado em Philip Yancey, Brian McLaren, entre outros, nos dão uma referência do que está sendo desenvolvido no movimento da Igreja Emergente. Esse movimento é um ferrenho crítico de Deus e de Sua Palavra.

Tony Jones, Coordenador Nacional da igreja Emergent Village, cria de McLaren, porta-voz de sua juventude fala francamente: “Estou absolutamente convencido de que a Bíblia é um livro subversivo (que destrói, perverte), que compromete nossas suposições, transgride as nossas fronteiras, e subverte o nosso conforto. Isto pode soar como conversa de universitário ateu, mas eu realmente levo isso á sério. Acho que a Bíblia é um livro assustador f___ (desculpem o meu francês, mas essa é a única maneira de eu saber como transmitir quão fortemente penso sobre isso.) “(Tony 29Jones,” Porque é que a Igreja Emergente foi traçada para desconstruir a teologia? A igreja da cultura pós-moderna: Conversas site, 3/26/2007).

Com palavras e incontroláveis pareceres como estes, quem precisa de satanás para vir e trazer dúvida? A atitude do liberalismo é forte na Igreja Emergente, isso fica claro na maneira como eles tentam reformular o cristianismo em algo diferente. O valor da experiência é colocado acima da doutrina, é o que pregam os manuais do movimento Espiritualista da Nova Era. Um dos promotores desse movimento, Marilyn Ferguson, escreveu o best-seller esotérico “A Conspiração Aquariana” afirmando, “No âmago das experiências espirituais está um conhecimento que surge sem doutrina… cabe ao professor não transmitir conhecimentos, mas técnica. Esta é a “transmissão de conhecimentos, por experiência direta.” Doutrina por outro lado, é a contramão do conhecimento, é um perigo “(Marilyn Ferguson, Conspiracy A Aquariana pp. 371, 377.)

Encontro pouca diferença entre a doutrina dos “liberais da Igreja Emergente” e os Gnósticos da Nova Era. O Gnosticismo acredita que as revelações de Deus são feitas diretamente no espírito, desviando a mente, não utilizando doutrina ou palavra. As bases do ensino do Movimento da Nova Era estão sobre a experiência. Nesse caso se diferenciam muito da Palavra de Deus, que possui um professor, Jesus, que classificou suas doutrinas nada menos como, A Verdade. [Não uma dentre várias]. Se as doutrinas da Bíblia não são importantes nessa busca, qual é a fonte para a Verdade?

“Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a doutrina, para que sejas poderoso, tanto para admoestar com a sã doutrina, como para convencer os contradizentes.” Tito 1:9

“E rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-vos deles. Porque os tais não servem a nosso Senhor Jesus Cristo, mas ao seu ventre; e com suaves palavras e lisonjas enganam os corações dos simples.” Rom 16:17,18

Por que os apóstolos defenderiam tanto a doutrina se ela é prejudicial a nós? Se não estamos conduzindo nossa espiritualidade a partir “Da Palavra”, mas a partir de outras fontes ou outras formas, então estamos a viver pelas nossas próprias opiniões, não estamos a viver a vida cristã de andar no Espírito. Pensar que você pode melhorar o que Jesus ensinou, usando suas próprias e únicas interpretações, além de truculento é uma tolice sem tamanho.

“Jesus lhes respondeu, e disse: A minha doutrina não é minha, mas daquele que me enviou.” João 7:16

Doutrina não é apenas um conjunto de ensinamentos, mas algo para ser lembrado como o meio que Jesus usou para servir em obediência ao Pai para que ele pudesse trazer salvação.

“Tal como em tantas questões nestes dias, o problema não é a Bíblia, e sim os pressupostos que trouxemos a Bíblia sobre a forma de como deva ser interpretada. Fazemos exigências dos escritores bíblicos que não fazemos de quaisquer outros escritores, e não tenho certeza de que nossas reivindicações são justas e sensatas em tudo. Como uma analogia (relação de semelhança entre coisas diferentes), eu muitas vezes referi-me ao feiticeiro de Oz, em minha atividade como professor. Significará isto que penso que Dorothy (um personagem da fábula de Oz) era uma figura histórica? Não. Significa que eu aceito a história de Oz, enquanto parte integrante da nossa cultura, e que eu posso usá-la para ilustrar a verdade ou fornecer exemplos para a verdade. “(Brian McLaren)

Numa coisa com certeza, McLaren é coerente. Para McLaren a Bíblia não é verdade em si, mas ilustra a verdade, por isso ela não é tida por ele como história literal ou espiritual, verdade que contém poder dentro de sua palavra, mas é mais como uma metáfora ou algo que ajuda a corresponder à verdade. Mas, neste caso, a verdade é “massa de parede” para tapar buracos, na mão do intérprete. Olhando por essa ótica esdrúxula, os 66 livros da bíblia tornam-se iguais a quaisquer outros empreendimentos literários. Bem, nesse caso o Antigo Testamento, as pessoas, eventos e milagres são figuras de linguagem, discutidos no curso da conversa. A criação, Adão e Eva, Caim e Abel, Noé e o dilúvio, Abraão, a destruição de Sodoma e Gomorra, a mulher de Ló virar sal, Jonas e a baleia, o arrependimento de Nínive pela pregação de Jonas, Moisés e a sarça ardente, não nos dão o direito de considerá-las verdades literárias, mas sim apenas ilustram algumas verdades. Todos estes relatos são alegorias de algo mais profundo, que é aquilo que os Liberais ensinam em seus seminários. É então deixado para a imaginação do leitor-intérprete, como e aonde ele quer ir neste livro em aberto chamado Bíblia.

Se a Bíblia não é verdade absoluta sobre a doutrina e não ensina a verdade, mas é em vez disso, apoiada sobre esperanças e idéias que nos dão a vida por vislumbre, então nunca são ancoradas em nada em termos absolutos ou eternos. Quando substituímos a doutrina nas Escrituras por doutrinas de homens, as nossas próprias interpretações tornam-se aquilo que seguimos. Esta é uma repetição do que fizeram os fariseus com as suas próprias interpretações e emendas à Lei de Deus nos dias de Jesus. O movimento emergente se tornou maduro na sua posição e eles mostram seu desprezo pela palavra. A Neo-Ortodoxia ensina que as Escrituras não podem ser invocadas. Nos ensinos de Karl Barth, o papa do liberalismo cristão moderno, entregar a vida á Cristo foi mudado para um “encontro existencial” com Cristo para conhecê-lo. Havia um bocado de misticismo, em seu conceito de encontrar Cristo. A negação da inerrância da bíblia abriu espaço para se dizer que a Bíblia é uma janela para a revelação e não a revelação em si.

Os livros e palestras não só de McLaren, mas de todo o movimento da Igreja Emergente, têm a intenção de trazer dúvidas sobre a garantia que mantemos com a palavra. Embora seja bom questionar algumas coisas, para se chegar a uma interpretação precisa, temos de estudar o assunto de todos os prismas. Fica absolutamente claro que McLaren não usa a Bíblia para chegar a suas conclusões como podemos ver em uma entrevista que concedeu a revista Cristianismo Hoje: “Eu não acho que nós temos o evangelho correto ainda. O que significa ser “salvo”? Quando leio a Bíblia, não compreendo o sentido de que eu vou para o céu depois que morrer.” Antes dos evangélicos modernos ninguém aceitou Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, ou fizeram a oração do pecador. “(A Emergent Mystique, Cristianismo Hoje Nov.2004)

A função de um pregador é o de promover a palavra, a verdade, o evangelho, não suas próprias dúvidas e opiniões. McClaren propaga apenas dúvidas; e ele as tem sobre quase tudo na Bíblia. Assim como podem pregar o evangelho da salvação, se eles não sabem a verdade do evangelho e conseqüentemente como exercer fé nele. A Bíblia diz que se tivermos dúvidas, estamos indecisos e nesse caso não recebemos nada. Esta atitude é o oposto da fé. Se McLaren diz que não entende nem sabe o que é a salvação, nenhum deles tem direito, em seguida, nenhum deles está guardado para compreender por que é o evangelho que determina se estamos salvos. Quer dizer então, que ninguém pode realmente saber se está salvo? Isso é exatamente o contrário do que João escreveu em sua primeira epístola. “Estas coisas vos escrevi a vós, os que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna, e para que creiais no nome do Filho de Deus.” I Joa 5:13 48

Erwin McManus outro famoso líder emergente, pastor da Mosaic Church nos diz: “A igreja deve se adaptar a um mundo em mutação, senão vai destinar-se a irrelevância ou até mesmo de extinção.”

Isso é um bom ponto de vista? Eles encontram justificação para uma nova prática de fé sob a tutela da abertura e da experiência pessoal e desculpam qualquer coisa que façam como aceitável a Deus.

“Jesus dizia, pois, aos judeus que criam nele: Se vós obedecerdes a minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos; E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” Joa 8:31,32

Então porque é que quem pretende seguir Jesus não quer ouvir ou respeitar a verdade? Para alguns “Discípulos emergentes”, Deus não se importa em qual religião você esteja, basta adicionar Jesus ao que você já pratica e isso vai fazer de você um crente em Deus (cristão?) Essa doutrina da igreja emergente fica bem explicita na fala do líder Bell, ele diz “Eu confirmo a verdade independente da fonte ou do sistema religioso que ela esteja inserida, em todo o mundo. Se é verdade, ela pertence a Deus.”

“Não acrescentareis à palavra que vos mando, nem diminuireis dela, para que guardeis os mandamentos do SENHOR vosso Deus, que eu vos mando.” Deut. 4:2:

Estes “remodeladores” da igreja estão interessados na redefinição das crenças cristãs, reinterpretando a bíblia; acrescentando ensinamentos e práticas que não estão nas Escrituras. A reforma protestante não começou por uma volta a Bíblia? Jesus se refere ao Velho Testamento em quase tudo que ensinou. Jesus começou seu ministério citando Isaías 61, “Hoje se cumpriu esta Escritura em vossos ouvidos.” Jesus sempre citou as Escrituras como a fonte final de sua autoridade (Mat. 22:29 32; Marcos 7:9, 13). Ele afirmou muitas vezes a frase: “Está escrito”; exatamente 92 vezes novo testamento.

E aqui reside o problema da Igreja emergente, não reconhecer a autenticidade bem como a autoridade das Escrituras. Sua missão é convencer a você a deixar a tradição bíblica que eles chamam de os antigos caminhos, e para isso eles estão colocando a dialética em prática. Eles precisam introduzir esta mudança para torná-lo um discípulo dessa nova inter-espiritualidade, onde Jesus não é considerado o único caminho. Como Brian McLaren afirma “eu não consigo ver a igreja de qualquer outro modo, exceto se reformando sempre, continuamente, sendo conduzida e guiada pelo Espírito sempre em uma nova verdade.” [Qual espírito?]

O apostolo Paulo adverte, “Deixe que a palavra de Cristo habite em vós ricamente” (Col. 3:16), e ainda, ”… Aprendam a não ir além do que está escrito, não vos ensoberbecendo.” I Cor4: 6. Mas isso é justamente o que a Igreja Emergente não faz, em vez disso se adapta a outras religiões e práticas anti-bíblicas, ensinamentos e interpretações externas a bíblia para produzir sua espiritualidade, que os – tornam uma seita neo-cristã.

Como a igreja pode ser eficaz no momento em que vivemos? Não se tornando Pós-moderna, ou multicultural, não se adaptando. WE Vine, famoso teólogo e erudito em textos bíblicos escreveu: “Aqueles que têm sido conhecidos como homens de Deus tem vivido sob o poder e a orientação das Escrituras” (WE Vine, Collected Writings).

Fonte: título original, “Following Jesus Christ without the Bible” de www.letusreason.org/Emerge7.htm

No Brasil, a Igreja Emergente está apenas engatinhando, com templos como o projeto 242, que inclusive tem infelizmente como seu líder o melhor amigo que tive no seminário, a Igreja da Comunidade Metropolitana do Brasil que é a igreja gay evangélica, o site sexxxchurch.com que se resume como um espaço pornô evangélico, a Igreja do Caminho de Caio Fábio, entre outros desvios do gênero. Mas podemos esperar que esse movimento herético irá crescer no mundo inteiro por falar justamente o que o homem moderno espera ouvir, e causará grande estrago a fé de milhares. Fiquemos atentos e que,
Só Deus nos influencie!
Roberto Aguiar


Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres Joa 8:36    *****    FGBB ***** 3160 dias a serviço do evangelho

Homini
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 698
Localização : Americas
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Igreja Emergente: O Ultimo Laço Antes da Volta de Jesus!

Mensagem por Adriane Cunha em Sex 20 Nov 2009, 7:10 pm

Para minha reflexão...
Por que será que o homem (ser humano) tem a tendência de tomar atitudes para justificar seus próprios erros?


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Igreja Emergente: O Ultimo Laço Antes da Volta de Jesus!

Mensagem por Marcos Montgommery em Sex 01 Jan 2010, 8:49 am

porque o homem sempre foi falho intelectualmente.



.

Marcos Montgommery
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 202
flag : Portugal
Data de inscrição : 01/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Igreja Emergente: O Ultimo Laço Antes da Volta de Jesus!

Mensagem por Jarbas em Sex 01 Jan 2010, 12:29 pm

...


Se a Bíblia não fosse a fiel Palavra de Deus, Nela não poderia conter profecias, mesmo porque o homem não é onisciente para tal feito.

"Que anuncio o fim desde o princípio, e desde a antiguidade as coisas que ainda não sucederam; que digo: O meu conselho será firme, e farei toda a minha vontade." (Isaías 46 : 10)


Maranata.



"Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem."  (Lucas 21 : 36)

"Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos, e reservar os injustos para o dia do juízo, para serem castigados;"  (II Pedro 2 : 9)


"PERECE o justo, e não há quem considere isso em seu coração, e os homens compassivos são recolhidos, sem que alguém considere que o justo é levado antes do mal."  (Isaías 57 : 1)


"O temor do SENHOR é odiar o mal; a soberba e a arrogância, o mau caminho e a boca perversa, eu odeio."
  (Provérbios 8 : 13)

Jarbas
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 15317
Localização : Goiânia - Go
flag : Brasil
Data de inscrição : 16/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Igreja Emergente: O Ultimo Laço Antes da Volta de Jesus!

Mensagem por Ed em Sex 01 Jan 2010, 7:49 pm

::

faz sentido...


::


Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus 2Co 2:17

O Forum Gospel Brasil completa hoje 3160 dias de existência com 228873 mensagens

Ed
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 11001
Idade : 64
Localização : BRUSA
flag : BrUSA
Data de inscrição : 13/04/2008

http://gospelbrasil.topicboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Igreja Emergente: O Ultimo Laço Antes da Volta de Jesus!

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 8:33 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum