.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
Quem está conectado
36 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 36 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Página 9 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por papista em Sex 31 Out 2008, 11:03 am

este assunto está FINISH , eu PROVEI pelas suas próprias fontes que a vulgata é uma TRADUÇÃO !! , gerônimo não partiu do 'vento' , ele TRADUZIU , se para vocês é ou não o texto principal , pouco nos importa , continua sendo uma tradução .
É inegável que a vulgata é uma tradução, porém Jerônimo com J a realizou não na época em que se deu a proibição a que estamos discutindo. Naquele momento não era considerada tradução. Os detalhes eu posto depois.

papista
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 417
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por papista em Sex 31 Out 2008, 11:06 am

Assunção da Virgem Maria (ascenção corporal ao Céu, pouco mais depois de sua morte) proclamada por Pio XII 1950
A assunção e não ascenção foi proclamada como dogma. A crença data de muito antes de 1950. Reparem: A igreja ortodoxa acredita nesta realidade e não tem isso como o dogma de pio xii de 1950.

papista
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 417
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por papista em Sex 31 Out 2008, 5:30 pm

Maria, proclamada Mãe da Igreja pelo Papa Paulo VI. 1965
A proclamação não indica que ela já não fosse considerada com mãe da igreja.

papista
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 417
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por papista em Sex 07 Nov 2008, 3:26 pm

Explicando melhor o problema da bíblia:

Na idade média as instituições religiosas, bem como outras adotaram o latim como língua oficial. Então os documentos publicados, as orações, os tratados eram escritos todos em latim. E a bíblia oficial daquela época era a vulgata. Então no período que se publica ou se refere a textos bíblicos traduzidos era natural se dizer que eram no vernáculo. A língua materna de cada região e essas traduções seriam da vulgata.
Contudo observemos a determinação do concílio de Tolosa

We prohibit also that the laity should be permitted to have the books of the Old or New Testament; unless anyone from motive of devotion should wish to have the Psalter or the Breviary for divine offices or the hours of the blessed Virgin; but we most strictly forbid their having any translation of these books.


O texto diz algumas coisas que provam não ser proibida a leitura da bíblia:

1 - Ali se diz que era proibido TER e não ler a bíblia (verbo to have);Convenhamos que até para se ter uma bíblia seria difícil por conta de que se deveria copiar. As bíblias se encontravam nas igrejas. Então, convenhamos que um católico fiel estaria acompanhado de um sacerdote e leria com segurança a bíblia. Por outro lado, os hereges faziam as suas traduções para o vernáculo confundindo o povo. Eis o motivo da proibição. Ter uma tradução naquele tempo era ter uma bíblia não válida.

2 - Por outro lado, abre-se uma exceção no mesmo concílio para quem por devoção assim desejar ter os salmos ou breviário. Certamente, para que o povo não tivesse afastado de seu fervor religioso. Também percebe-se que se todos quisessem ter tais escritos por devoção, não seria proibido. Logicamente, não era de interesse de todos terem a não ser daqueles fiéis devotos ou dos que procuravam ter uma tradução deturpada.

3 - O concílio de Tolosa foi um concílio regional, não ecumênico. De forma que não atingia os fiéis universalmente. Isso explica o texto anterior:
... to be reproved are those who translate into French the Gospels, the letters of Paul, the psalter, etc.
Tolosa ou Toulouse ficava na França e era ali que os hereges estavam promovendo uma tradução deturpada.

Enfim, a Igreja tentou proteger a bíblia de traduções deturpadas. Percebemos que até recentemente ainda haviam traduções péssimas da escritura.

papista
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 417
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por Convidad em Sex 07 Nov 2008, 9:49 pm

papista escreveu:Explicando melhor o problema da bíblia:

Na idade média as instituições religiosas, bem como outras adotaram o latim como língua oficial. Então os documentos publicados, as orações, os tratados eram escritos todos em latim. E a bíblia oficial daquela época era a vulgata. Então no período que se publica ou se refere a textos bíblicos traduzidos era natural se dizer que eram no vernáculo. A língua materna de cada região e essas traduções seriam da vulgata.
Contudo observemos a determinação do concílio de Tolosa

We prohibit also that the laity should be permitted to have the books of the Old or New Testament; unless anyone from motive of devotion should wish to have the Psalter or the Breviary for divine offices or the hours of the blessed Virgin; but we most strictly forbid their having any translation of these books.


O texto diz algumas coisas que provam não ser proibida a leitura da bíblia:

1 - Ali se diz que era proibido TER e não ler a bíblia (verbo to have);Convenhamos que até para se ter uma bíblia seria difícil por conta de que se deveria copiar. As bíblias se encontravam nas igrejas. Então, convenhamos que um católico fiel estaria acompanhado de um sacerdote e leria com segurança a bíblia. Por outro lado, os hereges faziam as suas traduções para o vernáculo confundindo o povo. Eis o motivo da proibição. Ter uma tradução naquele tempo era ter uma bíblia não válida.

2 - Por outro lado, abre-se uma exceção no mesmo concílio para quem por devoção assim desejar ter os salmos ou breviário. Certamente, para que o povo não tivesse afastado de seu fervor religioso. Também percebe-se que se todos quisessem ter tais escritos por devoção, não seria proibido. Logicamente, não era de interesse de todos terem a não ser daqueles fiéis devotos ou dos que procuravam ter uma tradução deturpada.

3 - O concílio de Tolosa foi um concílio regional, não ecumênico. De forma que não atingia os fiéis universalmente. Isso explica o texto anterior:
... to be reproved are those who translate into French the Gospels, the letters of Paul, the psalter, etc.
Tolosa ou Toulouse ficava na França e era ali que os hereges estavam promovendo uma tradução deturpada.

Enfim, a Igreja tentou proteger a bíblia de traduções deturpadas. Percebemos que até recentemente ainda haviam traduções péssimas da escritura.


refutando a desculpa 1
irrelevante , a questão é que a POSSE da biblia foi proibida , e já que ninguém vai pegar a bíblia da mão do padre para ficar lendo no meio do sermão , muito menos a maioria dos católicos sabiam ler em latim, o resultado é equivalente a proibição da leitura .

refutando a desculpa 2
irrelevante , salmos e breviário ... não incluem mateus , marcos , lucas , e João de fora , as epistolas e o velho testamento , afinal para a Icar , Jesus deve ter mandado serem escritos em vão , nem merece maiores comentários .

refutando a desculpa 3
Pode provar que o concílio só tinha força regional ? onde está escrito ? E se assim for, porque a LIBERAÇÃO posterior foi mundial ? ao afinal isto não muda o fato de que foi proibido , e mandou-se perseguir e matar os que possuissem a SANTA palavra , portanto mais uma desculpa esfarrapada .


O que resta aqui é o mesmo que já havia sido provado , e bem provado , a bíblia foi proibida , a ponto de MATAREM EM CAÇADAS os que a possuiam . E a Icar não tentou proteger de traduções deturpadas coisa alguma , porque :
a) são as mesmas traduções que estão vigentes e aprovadas pelos católicos hoje, isto sozinho já prova a mentira .
b) proibiu-se também a vulgata (exceto salmos e breviário , ''segundo o papista'') , novamente este argumento já prova que é mentira .


Após sua insistência desconsiderando minha camaradagem, decidi retribuir seu modo de debater :
ESTÁ DESMORALIZADO , e já ficou frequente neste tópico .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por papista em Sab 08 Nov 2008, 6:02 pm

refutando a desculpa 1
irrelevante , a questão é que a POSSE da biblia foi proibida , e já que ninguém vai pegar a bíblia da mão do padre para ficar lendo no meio do sermão , muito menos a maioria dos católicos sabiam ler em latim, o resultado é equivalente a proibição da leitura .


Não faz sentido. Como foi explicado pormenorizadamente, não era todo mundo que queria ter uma bíblia porque deveria copiá-la e deveria ter condições e tempo necessário. Logo, foi uma estratégia muito inteligente da igreja para detectar os hereges, tendo em vista que se você quisesse ler a bíblia procuraria uma igreja acompanhado de um padre o que era muito bom. Caso contrário, você arrumaria uma bíblia deturpada com os hereges facilmente detectável. O fato é que não se proibiu a leitura e sim de ter uma tradução herética. Como você sabe que eles não sabiam ler latim? Pura empiria.
refutando a desculpa 2
irrelevante , salmos e breviário ... não incluem mateus , marcos , lucas , e João de fora , as epistolas e o velho testamento , afinal para a Icar , Jesus deve ter mandado serem escritos em vão , nem merece maiores comentários .


O texto não proibe ter outros livros da bíblia diz que se alguém quiser ter o salmos ou breviário da bem-aventurada Virgem. Que com certeza para se fazer a devoção à Maria deveria ser algo referente ao NT. O certo é que a Igreja não proibiu, a bíblia somente as traduções. Com exceção, provavelmente dos salmos e breviários.

refutando a desculpa 3
Pode provar que o concílio só tinha força regional ? onde está escrito ?

Os concílios que têm força universal são os ecumênicos e não existe o concílio ecumênico de Tolosa. Pesquise na net todos os concílios ecumênicos. Quando não são ecumênicos têm força de prescrição local.

E se assim for, porque a LIBERAÇÃO posterior foi mundial ?

Como você afirma que a liberação foi mundial? O que sabemos é houve a liberação. Afinal de contas a heresia de Albi foi contida. Em parte.


ao afinal isto não muda o fato de que foi proibido , e mandou-se perseguir e matar os que possuissem a SANTA palavra , portanto mais uma desculpa esfarrapada .

Você nem sabe como eram essas traduções. A perseguição e morte foi aos albigenses, uma seita muito perigosa que assolava a região do Languedoc.


O que resta aqui é o mesmo que já havia sido provado , e bem provado , a bíblia foi proibida , a ponto de MATAREM EM CAÇADAS os que a possuiam .
As caçadas eram feitas aos albigenses. De onde você retirou que foram mortas pessoas que possuiam a bíblia. O que foi proibido como o texto diz, e não pode ser apagado e está para qualquer um conferir foi a tradução da bíblia para o vernáculo, coisa que expus desde o princípio.


E a Icar não tentou proteger de traduções deturpadas coisa alguma , porque :



a) são as mesmas traduções que estão vigentes e aprovadas pelos católicos hoje, isto sozinho já prova a mentira .

Até hoje a ICAR não aprova certas traduções deturpadas. Mas se quiser te mostro tranqüilamente que certas traduções protestantes são diferentes da católica. Você não afirma que a ICAR aprovou essas traduções? Prove!

b) proibiu-se também a vulgata (exceto salmos e breviário , ''segundo o papista'') , novamente este argumento já prova que é mentira .


Com certeza a Vulgata não foi proibida e sim as traduções da Vulgata. Além disso, o texto diz que se proibiu ter o VT e NT traduzidos. Tanto que foi postado um texto anterior do Papa:
... to be reproved are those who translate into French the Gospels, the letters of Paul, the psalter, etc.


Após sua insistência desconsiderando minha camaradagem, decidi retribuir seu modo de debater :
ESTÁ DESMORALIZADO , e já ficou frequente neste tópico .

Até aceitaria se você me mostrasse isso. Pelo contrário não só consegue provar, como não consegue sustentar os tantos outros pontos que foram postados(com exceções) com datas totalmente malucas e mentirosas .
O tópico inteiro está desmoralizado. Se você quiser acompanhar aquelas idéias, tudo bem.

papista
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 417
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por Convidad em Dom 09 Nov 2008, 1:01 am

papista escreveu:Não faz sentido. Como foi explicado pormenorizadamente, não era todo mundo que queria ter uma bíblia porque deveria copiá-la e deveria ter condições e tempo necessário. Logo, foi uma estratégia muito inteligente da igreja para detectar os hereges, tendo em vista que se você quisesse ler a bíblia procuraria uma igreja acompanhado de um padre o que era muito bom. Caso contrário, você arrumaria uma bíblia deturpada com os hereges facilmente detectável. O fato é que não se proibiu a leitura e sim de ter uma tradução herética. Como você sabe que eles não sabiam ler latim? Pura empiria.

'estratégia inteligente' ? quer dizer que CAÇAR E MATAR os possuídores de bíblia é uma estragétia inteligente ? é isto que Cristo ensinou ? . Não adianta falar mais em 'tradução herética' , visto não provado que elas eram heréticas , e a própria vulgata ter sido proibida .

Durante séculos os cristãos foram proibidos de possuir as Escrituras em qualquer idioma, inclusive no Latim. (Paul Johnson, eminente historiador Católico, "The History of Christianity", NY, Simon & Schuster, a Touchstone Book, 1995, ps. 254, 255 e 273).
http://macfly.multiply.com/journal/item/57

Aos leigos era proibido ler a Bíblia em Latim. Isso era considerado heresia. Homens e mulheres foram queimados na estaca por terem lido a Bíblia (Paul Johnson, “A History of Christianity,” p. 273).
http://macfly.multiply.com/journal/item/57

O texto não proibe ter outros livros da bíblia diz que se alguém quiser ter o salmos ou breviário da bem-aventurada Virgem. Que com certeza para se fazer a devoção à Maria deveria ser algo referente ao NT. O certo é que a Igreja não proibiu, a bíblia somente as traduções. Com exceção, provavelmente dos salmos e breviários.

falou , enrolou , e ficou na mesma , salmo não são evangelhos , e breviário nem escritura é . E novamente te lembro : proibida inclusive a TRADUÇÃO (que você tanto tentou fazer não ser uma tradução ...rs) vulgata , o que foi provado tanto pelas fontes acima , como pelo texto conciliar , e pela obviedade que o estava permido era só salmos e breviário , de qualquer bíblia .

Os concílios que têm força universal são os ecumênicos e não existe o concílio ecumênico de Tolosa. Pesquise na net todos os concílios ecumênicos. Quando não são ecumênicos têm força de prescrição local.

não preciso perder meu tempo com isto , ser regional ou não , não muda o fato de que a bíblia foi proibida , que os que a possuiam foram CAÇADOS e mortos .

ao afinal isto não muda o fato de que foi proibido , e mandou-se perseguir e matar os que possuissem a SANTA palavra , portanto mais uma desculpa esfarrapada .

Você nem sabe como eram essas traduções. A perseguição e morte foi aos albigenses, uma seita muito perigosa que assolava a região do Languedoc.

lamentável que um papista aculturado neste século , onde o papa 'supostamente' pediu perdão pela inquisição ainda defenda a morte dos '''hereges perigosos''' . E novamente , é você que tem que provar estas heresias NAS BÍBLIAS PROIBIDAS , inclusive na proibida vulgata . Outra inverdade é que só albigenses , o 'boneco de judas' escolhido por vocês , teriam sido decretados para a morte por terem meramente tido uma bíblia , e sua decisão conciliar abrangia a qualquer uma que tinha a bíblia :

1229 - o Concílio de Tolouse (França), o mesmo que criou a diabólica Inquisição, determinou: "Proibimos os leigos de possuírem o Velho e o Novo Testamento... Proibimos ainda mais severamente que estes livros sejam possuídos no vernáculo popular. As casas, os mais humildes lugares de esconderijo, e mesmo os retiros subterrâneos de homens condenados por possuírem as Escrituras devem ser inteiramente destruídos. Tais homens devem ser perseguidos e caçados nas florestas e cavernas, e qualquer que os abrigar será severamente punido." (Concil. Tolosanum, Papa Gregório IX, Anno Chr. 1229, Canons 14:2).

A Cruzada contra os albigenses ordenada por Inocêncio III, foi uma grande carnificina. os cruzados reprimiram cruelmente, os cátaros e a população, de cidades inteiras foi aniquilada. O legado papal dizia: “matem a todos, Deus, no outro mundo reconhecerá os seus, isto é, Deus distinguirá entre o católico e o herege”.
http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=6791&cat=Ensaios&vinda=S

William Tyndale foi queimado como herege por ter traduzido a Bíblia para o Inglês. (Tyndale, William, na "World Book Encyclopedia 2000, em CD-Rom). As pessoas eram queimadas como "hereges" na estaca por possuírem e lerem a sua tradução (If you want to get a feel for the times, then read the book “God’s Outlaw” by Brian H. Edwards (England: Evangelical Press, 1976, 1999). This book is available at regular book stores).

O que resta aqui é o mesmo que já havia sido provado , e bem provado , a bíblia foi proibida , a ponto de MATAREM EM CAÇADAS os que a possuiam .
As caçadas eram feitas aos albigenses. De onde você retirou que foram mortas pessoas que possuiam a bíblia. O que foi proibido como o texto diz, e não pode ser apagado e está para qualquer um conferir foi a tradução da bíblia para o vernáculo, coisa que expus desde o princípio.

você diz : 'De onde você retirou que foram mortas pessoas que possuiam a bíblia' ??? ... da decisão conciliar que afirma com todas as palavras , se você diz que o texto não pode ser apagado , então deixe de tentar .

Até hoje a ICAR não aprova certas traduções deturpadas. Mas se quiser te mostro tranqüilamente que certas traduções protestantes são diferentes da católica. Você não afirma que a ICAR aprovou essas traduções? Prove!

você não afirmou antes que elas eram deturpadas ? é seu ônus de provar! , basta você nos trazer onde nos textos há qualquer deturpação , mas te lembro que a discussão deste ponto , não muda nenhum dos fatos provados , a questão em desafio aqui era provar a proibição da bíblia .

Com certeza a Vulgata não foi proibida e sim as traduções da Vulgata. Além disso, o texto diz que se proibiu ter o VT e NT traduzidos. Tanto que foi postado um texto anterior do Papa:[/b]
... to be reproved are those who translate into French the Gospels, the letters of Paul, the psalter, etc.

não é isto que restringe a ordem não , a ordem é : 'proibimos o novo testamento e o velho testamento , e com MAIS SEVERIDADE no vernáculo popular.." Como você é escolarizado , então eu não teria que explicar que mais severamente é uma adição , e não restrição à ordem já dada antes , nem teria que lembrar que existem mais fontes afirmando a proibição em qualquer língua , e nem que o simples fato de falar que foi permitido 'salmos e breviário' já deixa óbvio que o restante era proibido até em vulgata . Por fim :



Após sua insistência desconsiderando minha camaradagem, decidi retribuir seu modo de debater :
ESTÁ DESMORALIZADO , e já ficou frequente neste tópico .

Até aceitaria se você me mostrasse isso. Pelo contrário não só consegue provar, como não consegue sustentar os tantos outros pontos que foram postados(com exceções) com datas totalmente malucas e mentirosas .
O tópico inteiro está desmoralizado. Se você quiser acompanhar aquelas idéias, tudo bem.

nunca debati contigo data alguma neste tópico , isto não é problema meu , mas te provei neste tópico que a bíblia rejeita o celibato obrigatório , rejeita a idolatria à maria , rejeita as vãs repetições do rosário , e nisto tudo você foi desmoralizado (usando seu peso e medida de trato no debate) , este assunto é apenas mais um , que provei cabalmente que você prefere defender sua igreja que a verdade .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por papista em Dom 09 Nov 2008, 1:37 pm

Durante séculos os cristãos foram proibidos de possuir as Escrituras em qualquer idioma, inclusive no Latim. (Paul Johnson, eminente historiador Católico, "The History of Christianity", NY, Simon & Schuster, a Touchstone Book, 1995, ps. 254, 255 e 273).
http://macfly.multiply.com/journal/item/57

Aos leigos era proibido ler a Bíblia em Latim. Isso era considerado heresia. Homens e mulheres foram queimados na estaca por terem lido a Bíblia (Paul Johnson, “A History of Christianity,” p. 273).
http://macfly.multiply.com/journal/item/57

Você acha que vou confiar em tais fontes? Michael Bayent faz uma leitura completamente distorcida da inquisição.
E sobre ter a bíblia em Latim é mentira e posso provar com um texto.

falou , enrolou , e ficou na mesma ,

Falar eu não falei, mas...
salmo não são evangelhos , e breviário nem escritura é .
Você não sabe o que continha o breviário e contudo não se deduz do texto que era ´para possuir apenas o salmo e breviário, mas para a devoção se alguém quiser ter os salmos e breviário.

não preciso perder meu tempo com isto , ser regional ou não , não muda o fato de que a bíblia foi proibida , que os que a possuiam foram CAÇADOS e mortos .
Não precisa mesmo porque eu já ganhei tempo postando aqui. e afirmo a tradução da bíblia foi proibida. É fato! Está no texto para qualquer um conferir. Basta traduzir o texto.

E novamente te lembro : proibida inclusive a TRADUÇÃO (que você tanto tentou fazer não ser uma tradução ...rs) vulgata , o que foi provado tanto pelas fontes acima , como pelo texto conciliar , e pela obviedade que o estava permido era só salmos e breviário , de qualquer bíblia .

lamentável que um papista aculturado neste século , onde o papa 'supostamente' pediu perdão pela inquisição ainda defenda a morte dos '''hereges perigosos''' .
Você não sabe o que aconteceu no conflito com Albi e também não é tema deste tópico. Procure pesquisar.

E novamente , é você que tem que provar estas heresias NAS BÍBLIAS PROIBIDAS , inclusive na proibida vulgata .
A Vulgata não era proibida. E uma das heresias que eu poderia apontar é o fato de que Lutero colocou um "só" onde se lia o "justo viverá pela fé". Agora se você me exigir do tempo dos albigenses não saberia te responder. Mas é muito estranho que a bíblia favorecesse o suicídio.


Outra inverdade é que só albigenses , o 'boneco de judas' escolhido por vocês , teriam sido decretados para a morte por terem meramente tido uma bíblia , e sua decisão conciliar abrangia a qualquer uma que tinha a bíblia :
Eh! eu postei o cânon do concílio e nada diz sobre a morte de tais hereges. Depois de tudo o que você postou em outro tópico deveria eu confiar nas tuas fontes???? Faça-me o favor.

você diz : 'De onde você retirou que foram mortas pessoas que possuiam a bíblia' ??? ... da decisão conciliar que afirma com todas as palavras , se você diz que o texto não pode ser apagado , então deixe de tentar .

Eu não gosto de inverdades e mais uma vez pesquisarei o cânon do concílio se lá tiver algo, ok. Não tenho porque negar.

você não afirmou antes que elas eram deturpadas ? é seu ônus de provar! , basta você nos trazer onde nos textos há qualquer deturpação , mas te lembro que a discussão deste ponto , não muda nenhum dos fatos provados , a questão em desafio aqui era provar a proibição da bíblia .
Bem, o cânon do concílio está aí. Nele vejo a proibição da tradução da bíblia e ponto. Nada mais se encontra do que isso.

não é isto que restringe a ordem não , a ordem é : 'proibimos o novo testamento e o velho testamento , e com MAIS SEVERIDADE no vernáculo popular.." Como você é escolarizado , então eu não teria que explicar que mais severamente é uma adição , e não restrição à ordem já dada antes , nem teria que lembrar que existem mais fontes afirmando a proibição em qualquer língua , e nem que o simples fato de falar que foi permitido 'salmos e breviário' já deixa óbvio que o restante era proibido até em vulgata .
Vamos ver:

We prohibit also that the laity should be permitted to have the books of the Old or New Testament;

Proibimos ser permitido ter os livros do velho e novo testamento

unless anyone from motive of devotion should wish to have the Psalter or the Breviary for divine offices or the hours of the blessed Virgin;

A menos que seja por motivo de devoção e etc... Aqui é apenas uma exceção aberta. A frase depois explica e continua a anterior.

but we most strictly forbid their having [size=14]any translation of these books.
Mas nós proibimos estritamente ter alguma tradução desses livros.

Veja a co-referência da palavra "desses". É a tradução do VT e NT.

Resumindo pela última vez:

Proibimos TER (não LER) os Livros do VT e NT, com exceções, MAS proibimos ter as traduções desse livros.
Eu entendo como explicativa e não como adição ou complemento.


nunca debati contigo data alguma neste tópico , isto não é problema meu , mas te provei neste tópico que a bíblia rejeita o celibato obrigatório
A bíblia não rejeita o celibato obrigatório. Nem vou debater neste tópico.

, rejeita a idolatria à maria , rejeita as vãs repetições do rosário ,
A bíblia não cita a palavra "rosário", logo ela não rejeita o rosário.

e nisto tudo você foi desmoralizado (usando seu peso e medida de trato no debate) , este assunto é apenas mais um , que provei cabalmente que você prefere defender sua igreja que a verdade .
Você quer que seja isso. Eu não tenho culpa das suas más interpretações em boa parte dos textos postados e citados. Você interpreta tão mal que se confunde até no que me desafia depois diz que foi uma infelicidade. Sendo assim, seja mais feliz na interpretação dos meus textos, dos textos deturpados que você pega na net e de seus textos.

papista
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 417
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por papista em Dom 09 Nov 2008, 2:06 pm

Não consegui encontrar nada no cânon de Toulouse de que se condene à morte quem possuísse os livros. O que achei foi isso:
A Manual of Councils of the Holy Catholic Church, by Landon, informs us on the Synod of Toulouse: "Canon 14: Forbids the laity to have in their possession any copy of the books of the Old and New Testament (except the Psalter, and such portions of them as are contained in the Breviary, or the Hours of the Blessed Virgin), most strictly forbids these works in the vulgar tongue." (A Manual of Councils of the Holy Catholic Church, (Rev. Edward Landon. M.A., 1909, Edinburgh, v2, pp. 171-2)
Só vem confirmar que a tradução é que era proibida. Inclusive achei fontes questionando se tal concílio aconteceu. De qualquer maneira, era um concílio regional.

papista
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 417
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por papista em Dom 09 Nov 2008, 2:11 pm

A Cruzada contra os albigenses ordenada por Inocêncio III, foi uma grande carnificina. os cruzados reprimiram cruelmente, os cátaros e a população, de cidades inteiras foi aniquilada. O legado papal dizia: “matem a todos, Deus, no outro mundo reconhecerá os seus, isto é, Deus distinguirá entre o católico e o herege”.


Primeira mentira, essa frase do legado papal é apócrifa. Foi elaborada por um padre muitos anos depois que teve um sonho o qual teria visto essa frase.

William Tyndale foi queimado como herege por ter traduzido a Bíblia para o Inglês. (Tyndale, William, na "World Book Encyclopedia 2000, em CD-Rom). As pessoas eram queimadas como "hereges" na estaca por possuírem e lerem a sua tradução (If you want to get a feel for the times, then read the book “God’s Outlaw” by Brian H. Edwards (England: Evangelical Press, 1976, 1999). This book is available at regular book stores).


Tyndale foi condenado por heresia e não por ter traduzido a bíblia. Denegriu a imagem do Papa e dos bispos.

papista
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 417
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por Convidad em Seg 10 Nov 2008, 4:22 am

papista escreveu:
A Cruzada contra os albigenses ordenada por Inocêncio III, foi uma grande carnificina. os cruzados reprimiram cruelmente, os cátaros e a população, de cidades inteiras foi aniquilada. O legado papal dizia: “matem a todos, Deus, no outro mundo reconhecerá os seus, isto é, Deus distinguirá entre o católico e o herege”.


Primeira mentira, essa frase do legado papal é apócrifa. Foi elaborada por um padre muitos anos depois que teve um sonho o qual teria visto essa frase.

William Tyndale foi queimado como herege por ter traduzido a Bíblia para o Inglês. (Tyndale, William, na "World Book Encyclopedia 2000, em CD-Rom). As pessoas eram queimadas como "hereges" na estaca por possuírem e lerem a sua tradução (If you want to get a feel for the times, then read the book “God’s Outlaw” by Brian H. Edwards (England: Evangelical Press, 1976, 1999). This book is available at regular book stores).


Tyndale foi condenado por heresia e não por ter traduzido a bíblia. Denegriu a imagem do Papa e dos bispos.

hhum, interessante , PROVAS ??!! ou quer que eu creia na sua palavra apenas contra um MAR de fontes que atestam estes dois assuntos ? ...

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por Convidad em Seg 10 Nov 2008, 4:40 am

papista escreveu:
Durante séculos os cristãos foram proibidos de possuir as Escrituras em qualquer idioma, inclusive no Latim. (Paul Johnson, eminente historiador Católico, "The History of Christianity", NY, Simon & Schuster, a Touchstone Book, 1995, ps. 254, 255 e 273).
http://macfly.multiply.com/journal/item/57
Aos leigos era proibido ler a Bíblia em Latim. Isso era considerado heresia. Homens e mulheres foram queimados na estaca por terem lido a Bíblia (Paul Johnson, “A History of Christianity,” p. 273).
http://macfly.multiply.com/journal/item/57

Você acha que vou confiar em tais fontes? Michael Bayent faz uma leitura completamente distorcida da inquisição.
E sobre ter a bíblia em Latim é mentira e posso provar com um texto.
bom , na interpretação parcial é que não vou crer , então prefiro a dos historiadores acima , que estão AMPARADAS nas fontes que já apresentei , e na AFIRMAÇÃO do concílio , de que só o breviário e os salmos foram permitidos , ululante que se só estes dois foram permitidos , o resto é proibido .

lamentável que um papista aculturado neste século , onde o papa 'supostamente' pediu perdão pela inquisição ainda defenda a morte dos '''hereges perigosos''' .
Você não sabe o que aconteceu no conflito com Albi e também não é tema deste tópico. Procure pesquisar.
de novo : lamentável sua defesa da morte dos supostos 'hereges' , não foi isto que Cristo ensinou , mas vejo que a imoral inquisição demora a morrer no catolicismo .

E novamente , é você que tem que provar estas heresias NAS BÍBLIAS PROIBIDAS , inclusive na proibida vulgata .
A Vulgata não era proibida. E uma das heresias que eu poderia apontar é o fato de que Lutero colocou um "só" onde se lia o "justo viverá pela fé". Agora se você me exigir do tempo dos albigenses não saberia te responder. Mas é muito estranho que a bíblia favorecesse o suicídio.
agora só falta você provar que as vernáculas da época dos albigenses , e pode colocar todos que morreram nas mãos da inquisição , como Tyndale , por querer popularizar a bíblia . O estranho aqui é vocês ficarem repetindo sobre heresias , e não terem em sua história um único exemplo destas 'distorções' , mas lógico , quem lê sem 'papismos' as decisões de tolouse , percebe logo que isto é mera desculpa para a matança e monopolizar a leitura da bíblia .

Outra inverdade é que só albigenses , o 'boneco de judas' escolhido por vocês , teriam sido decretados para a morte por terem meramente tido uma bíblia , e sua decisão conciliar abrangia a qualquer uma que tinha a bíblia :
Eh! eu postei o cânon do concílio e nada diz sobre a morte de tais hereges. Depois de tudo o que você postou em outro tópico deveria eu confiar nas tuas fontes???? Faça-me o favor.
papista , não arque MAIS com o preço da sua precipitação em querer pechar os outros , espere a resposta no outro tópico que te demonstrarei que você errou feio , de novo . Quanto a este , considero insincero de sua parte tirar as fontes do quote acima e ainda perguntar por fontes , não me faça batucando nisto . De novo as fontes que deixam explicito que NÃO FORAM SÓ OS ALBIGENSES , que pagaram os preços das decisões da Icar em proibir a bíblia :

As casas, os mais humildes lugares de esconderijo, e mesmo os retiros subterrâneos de homens condenados por possuírem as Escrituras devem ser inteiramente destruídos. Tais homens devem ser perseguidos e caçados nas florestas e cavernas, e qualquer que os abrigar será severamente punido." (Concil. Tolosanum, Papa Gregório IX, Anno Chr. 1229, Canons 14:2).

A Cruzada contra os albigenses ordenada por Inocêncio III, foi uma grande carnificina. os cruzados reprimiram cruelmente, os cátaros e a população, de cidades inteiras foi aniquilada. O legado papal dizia: “matem a todos, Deus, no outro mundo reconhecerá os seus, isto é, Deus distinguirá entre o católico e o herege”.
http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=6791&cat=Ensaios&vinda=S

William Tyndale foi queimado como herege por ter traduzido a Bíblia para o Inglês. (Tyndale, William, na "World Book Encyclopedia 2000, em CD-Rom). As pessoas eram queimadas como "hereges" na estaca por possuírem e lerem a sua tradução (If you want to get a feel for the times, then read the book “God’s Outlaw” by Brian H. Edwards (England: Evangelical Press, 1976, 1999). This book is available at regular book stores).

você diz : 'De onde você retirou que foram mortas pessoas que possuiam a bíblia' ??? ... da decisão conciliar que afirma com todas as palavras , se você diz que o texto não pode ser apagado , então deixe de tentar .
Eu não gosto de inverdades e mais uma vez pesquisarei o cânon do concílio se lá tiver algo, ok. Não tenho porque negar.
pesquisar o que ? se este texto já foi postado quatro, cinco vezes aqui ? é só não se fazer de cego, os textos estão na resposta acima NOVAMENTE , se não gosta de inverdades , e Cristo realmente não as aceita , então não tente justificar o injustificável .

você não afirmou antes que elas eram deturpadas ? é seu ônus de provar! , basta você nos trazer onde nos textos há qualquer deturpação , mas te lembro que a discussão deste ponto , não muda nenhum dos fatos provados , a questão em desafio aqui era provar a proibição da bíblia .
Bem, o cânon do concílio está aí. Nele vejo a proibição da tradução da bíblia e ponto. Nada mais se encontra do que isso.
você finge que não vê .. :
"Proibimos os leigos de possuírem o Velho e o Novo Testamento... Proibimos ainda mais severamente que estes livros sejam possuídos no vernáculo popular. (Concil. Tolosanum, Papa Gregório IX, Anno Chr. 1229, Canons 14:2).

não é isto que restringe a ordem não , a ordem é : 'proibimos o novo testamento e o velho testamento , e com MAIS SEVERIDADE no vernáculo popular.." Como você é escolarizado , então eu não teria que explicar que mais severamente é uma adição , e não restrição à ordem já dada antes , nem teria que lembrar que existem mais fontes afirmando a proibição em qualquer língua , e nem que o simples fato de falar que foi permitido 'salmos e breviário' já deixa óbvio que o restante era proibido até em vulgata .
Vamos ver:
We prohibit also that the laity should be permitted to have the books of the Old or New Testament;

Proibimos ser permitido ter os livros do velho e novo testamento
ótimo , acabou aqui ! Isto é uma proibição explícita que não deixa de fora a vultaga .

unless anyone from motive of devotion should wish to have the Psalter or the Breviary for divine offices or the hours of the blessed Virgin;

A menos que seja por motivo de devoção e etc... Aqui é apenas uma exceção aberta. A frase depois explica e continua a anterior.
exato , uma exceção que prova que o resto DA VULGATA também estava proibida , já que apenas salmos e breviários foram liberados .

but we most strictly forbid their having [size=14]any translation of these books.
Mas nós proibimos estritamente ter alguma tradução desses livros.
deixe de inveracidades , MOST STRICTLY = MAIS ESTRITAMENTE , você disse que não gosta de inverdade e tenta tirar a partícula que denota complemento da frase??!!! , não está parecendo que gosta não ...

Eu entendo como explicativa e não como adição ou complemento.
você pode inventar o que quiser , a língua portuguesa é clara , e da maneira que está escrita , até primaristas entenderiam que é um complemento da ordem anterior . MAIS SEVERAMENTE (OU ESTRITAMENTE) .

nunca debati contigo data alguma neste tópico , isto não é problema meu , mas te provei neste tópico que a bíblia rejeita o celibato obrigatório
A bíblia não rejeita o celibato obrigatório. Nem vou debater neste tópico.
já foi debatido e provado por mim , a bíblia não apenas rejeita, mas chama de mentirosos e com consciência cauterizada quem ensina a obrigação do celibato .

, rejeita a idolatria à maria , rejeita as vãs repetições do rosário ,
A bíblia não cita a palavra "rosário", logo ela não rejeita o rosário.
nem eu disse que rejeita , disse 'repetições do rosário' , isto ele rejeita EXPLICITAMENTE . novamente ponto provado por mim neste tópico .

e nisto tudo você foi desmoralizado (usando seu peso e medida de trato no debate) , este assunto é apenas mais um , que provei cabalmente que você prefere defender sua igreja que a verdade .
Você quer que seja isso. Eu não tenho culpa das suas más interpretações em boa parte dos textos postados e citados. Você interpreta tão mal que se confunde até no que me desafia depois diz que foi uma infelicidade. Sendo assim, seja mais feliz na interpretação dos meus textos, dos textos deturpados que você pega na net e de seus textos.
queixume não é prova , prova são as que fiz na bíblia sobre estes assuntos , e as declarações da Icar demonstrando que a biblia foi , meticulosamente , proibida a todos . Gostaria de ter tido um debate diferente contigo , mas achei muita má-fé de sua parte tentar me pechar após eu solicitar que andassémos sem conotativos pessoais , mesmo eu tendo generosamente não usado o mesmo peso , nas muitas vezes que você ficou desmoralizado em embates doutrinários comigo .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por Convidad em Seg 10 Nov 2008, 4:56 am

papista escreveu:
Não consegui encontrar nada no cânon de Toulouse de que se condene à morte quem possuísse os livros. O que achei foi isso:
A Manual of Councils of the Holy Catholic Church, by Landon, informs us on the Synod of Toulouse: "Canon 14: Forbids the laity to have in their possession any copy of the books of the Old and New Testament (except the Psalter, and such portions of them as are contained in the Breviary, or the Hours of the Blessed Virgin), most strictly forbids these works in the vulgar tongue." (A Manual of Councils of the Holy Catholic Church, (Rev. Edward Landon. M.A., 1909, Edinburgh, v2, pp. 171-2)
Só vem confirmar que a tradução é que era proibida. Inclusive achei fontes questionando se tal concílio aconteceu. De qualquer maneira, era um concílio regional.


é alguma brincadeira ????
você é o único papista no mundo que desconhece que milhares de albigenses morreram pela decisão conciliar ? o único que desconhece que a inquisição começou neste concílio ? O que vem confirmar é que exceto Salmos , ninguém tinha direito de ter bíblia alguma em casa . Quanto ao que você finge que não achou , é fácil achar completar :

Em 1229, o Concílio de Tolouse (França), o mesmo que criou a diabólica Inquisição, determinou: "Proibimos os leigos de possuírem o Velho e o Novo Testamento ... Proibimos ainda mais severamente que estes livros sejam possuídos no vernáculo popular. As casas, os mais humildes lugares de esconderijo, e mesmo os retiros subterrâneos de homens condenados por possuírem as Escrituras devem ser inteiramente destruídos. Tais homens devem ser perseguidos e caçados nas florestas e cavernas, e qualquer que os abrigar será severamente punido." (Concil. Tolosanum, Papa Gregório IX, Anno Chr.1229, Canons 14:2, grifos nossos).

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por papista em Seg 10 Nov 2008, 8:03 am

é alguma brincadeira ????

É, mas foi você quem começou ao colocar um monte de texto sem credibilidade
você é o único papista no mundo que desconhece que milhares de albigenses morreram pela decisão conciliar ? o único que desconhece que a inquisição começou neste concílio ? O que vem confirmar é que exceto Salmos , ninguém tinha direito de ter bíblia alguma em casa . Quanto ao que você finge que não achou , é fácil achar completar :

Em 1229, o Concílio de Tolouse (França), o mesmo que criou a diabólica Inquisição, determinou: "Proibimos os leigos de possuírem o Velho e o Novo Testamento ... Proibimos ainda mais severamente que estes livros sejam possuídos no vernáculo popular. As casas, os mais humildes lugares de esconderijo, e mesmo os retiros subterrâneos de homens condenados por possuírem as Escrituras devem ser inteiramente destruídos. Tais homens devem ser perseguidos e caçados nas florestas e cavernas, e qualquer que os abrigar será severamente punido." (Concil. Tolosanum, Papa Gregório IX, Anno Chr.1229, Canons 14:2, grifos nossos).

Uma coisa foi a proibição da tradução. Outra coisa foi a cruzada contra os albigenses. Você pôs toda a farinha no mesmo saco. O cânon nada diz respeito ao fato de por traduzir os textos fossem mortos.

papista
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 417
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por guardiao em Seg 10 Nov 2008, 9:30 am

Uma pergunta aos católicos... aqui em goiania teve um padre que foi espulso pela ICAR por te casado, o que voces acham desta decisão?


Difícil não é lutar pelo que mais se quer, mas sim desistir de quem mais se ama. Eu precisei desistir, mas não pense que desisti por não ter força pra lutar, mas sim por não ter mais condição de sofrer...



Off temporariamente

guardiao
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1391
Idade : 34
Localização : Silent Hill
flag : Brasil
Data de inscrição : 16/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por Convidad em Seg 10 Nov 2008, 1:02 pm

papista escreveu:
é alguma brincadeira ????

É, mas foi você quem começou ao colocar um monte de texto sem credibilidade

desconheço qual seja , melhor que arguir é provar , faça .

você é o único papista no mundo que desconhece que milhares de albigenses morreram pela decisão conciliar ? o único que desconhece que a inquisição começou neste concílio ? O que vem confirmar é que exceto Salmos , ninguém tinha direito de ter bíblia alguma em casa . Quanto ao que você finge que não achou , é fácil achar completar :

Em 1229, o Concílio de Tolouse (França), o mesmo que criou a diabólica Inquisição, determinou: "Proibimos os leigos de possuírem o Velho e o Novo Testamento ... Proibimos ainda mais severamente que estes livros sejam possuídos no vernáculo popular. As casas, os mais humildes lugares de esconderijo, e mesmo os retiros subterrâneos de homens condenados por possuírem as Escrituras devem ser inteiramente destruídos. Tais homens devem ser perseguidos e caçados nas florestas e cavernas, e qualquer que os abrigar será severamente punido." (Concil. Tolosanum, Papa Gregório IX, Anno Chr.1229, Canons 14:2, grifos nossos).

Uma coisa foi a proibição da tradução. Outra coisa foi a cruzada contra os albigenses. Você pôs toda a farinha no mesmo saco. O cânon nada diz respeito ao fato de por traduzir os textos fossem mortos.

Está muito claro acima , os que POSSUIAM AS ESCRITURAS deviam ter suas casas destruídas , e perseguidos e caçados . É como eu pensei , é 'brincadeira' que você está fazendo tentandoesconder a realidade de sua igreja , cadê o o texto adulterado que você insinuou ? e porque você não conseguiu achar algo tão claramente escrito em suas fontes ? ....triste .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por Convidad em Seg 10 Nov 2008, 1:04 pm

guardiao escreveu:Uma pergunta aos católicos... aqui em goiania teve um padre que foi espulso pela ICAR por te casado, o que voces acham desta decisão?

não perca seu tempo perguntando a eles Guardião , vai ouvir só desculpas , leia este trecho da bíblia e tire sua própria conclusão :

(I Timóteo 4:2) - Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência;
(I Timóteo 4:3) - Proibindo o casamento, e ordenando a abstinência dos alimentos que Deus criou para os fiéis, e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças;

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por papista em Seg 10 Nov 2008, 7:19 pm

Uma pergunta aos católicos... aqui em goiania teve um padre que foi espulso pela ICAR por te casado, o que voces acham desta decisão?
Decisão certa, mas atrasada. Ele sabia quando entrou que o sistema era assim.

papista
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 417
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por papista em Seg 10 Nov 2008, 7:22 pm

Está muito claro acima , os que POSSUIAM AS ESCRITURAS deviam ter suas casas destruídas , e perseguidos e caçados . É como eu pensei , é 'brincadeira' que você está fazendo tentandoesconder a realidade de sua igreja , cadê o o texto adulterado que você insinuou ? e porque você não conseguiu achar algo tão claramente escrito em suas fontes ? ....triste
.
Qual texto o que você citou ou o cânon que citei na íntegra?
lá nada se encontra.

papista
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 417
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por papista em Seg 10 Nov 2008, 7:28 pm

hhum, interessante , PROVAS ??!! ou quer que eu creia na sua palavra apenas contra um MAR de fontes que atestam estes dois assuntos ? ...

Tyndale's Heresy t | t | t | t
by Matthew A. C. Newsome








The new edition of the New International Version (NIV) Bible came out this year. Why is it newsworthy? Because this is the "Inclusive Language Edition," and conservative Protestants everywhere are up in arms. I read of the NIV Inclusive Language Edition while visiting family in Greenville, South Carolina. On Sunday February 24, 2002, the Greenville News ran an article by Deb Richardson-Moore. She wrote that the business of biblical translation can be dangerous, citing as evidence William Tyndale, whom she wrote "was burned at the stake for the heresy of translating the Greek New Testament into English in 1525." She reported that today he's known as "the father of the English Bible."


Phrasing it this way makes it sound as if the heresy Tyndale was condemned for was the act of translating the Bible into English. This is a common mistake and often repeated. In fact, when doing a bit of research for this article, I came across several web sites on Tyndale that said just this. One stated, "Translating the Bible was considered a heresy" (our-world. CompuServe.com/homepages/geoff_whiley/tyndale.htm). Another proclaimed that in 1408 a law was enacted that forbade the translation of the Bible into English and also made reading the Bible illegal (britannia.com/bios/tyndale.html).


Of course, anyone familiar with the history of the Catholic Church, which for 2,000 years has been preserving and protecting the word of God, recognizes how ludicrous this is. It was is only by the authority of the Catholic Church, which collected the various books of Scripture in the fourth century, that we have a Christian Bible at all. And it is only because of the Church that the Bible survived and was taught for the many centuries before the printing press made it widely available. All Christians everywhere owe it a great debt for that.




So what was the real reason William Tyndale was condemned? Was translating the Bible into English illegal? The answer is no. The law that was passed in 1408 was in reaction to another infamous translator, John Wycliff. Wycliff had produced a translation of the Bible that was corrupt and full of heresy. It was not an accurate rendering of sacred Scripture.


Both the Church and the secular authorities condemned it and did their best to prevent it from being used to teach false doctrine and morals. Because of the scandal it caused, the Synod of Oxford passed a law in 1408 that prevented any unauthorized translation of the Bible into English and also forbade the reading of such unauthorized translations.


It is a fact usually ignored by Protestant historians that many English versions of Scripture existed before Wycliff, and these were authorized and perfectly legal (see Where We Got the Bible by Henry Graham, chapter 11, "Vernacular Scriptures Before Wycliff"). Also legal would be any future authorized translations. And certainly reading these translations was not only legal but encouraged. All this law did was prevent any private individual from publishing his own translation of Scripture without the approval of the Church.

Which, as it turns out, is just what William Tyndale did. Tyndale was an English priest of no great fame who desperately desired to make his own English translation of the Bible. The Church denied him for several reasons.

First, it saw no real need for a new English translation of Scripture at that time. In fact, booksellers were having a hard time selling the print editions of the Bible that they already had. Laws had to be enacted to force people to buy them.

Second, we must remember that this was a time of great strife and confusion for the Church in Europe. The Reformation had turned the continent into a volatile place. So far, England had managed to remain relatively unscathed, and the Church wanted to keep it that way. It was thought that adding a new English translation would only add confusion and distraction where focus was needed.

Lastly, if the Church had decided to provide a new English translation of Scripture, Tyndale would not have been the man chosen to do it. He was known as only a mediocre scholar and had gained a reputation as a priest of unorthodox opinions and a violent temper. He was infamous for insulting the clergy, from the pope down to the friars and monks, and had a genuine contempt for Church authority. In fact, he was first tried for heresy in 1522, three years before his translation of the New Testament was printed. His own bishop in London would not support him in this cause.

Finding no support for his translation from his bishop, he left England and went to Worms, where he fell under the influence of Martin Luther. There in 1525 he produced a translation of the New Testament that was swarming with textual corruption. He willfully mistranslated entire passages of sacred Scripture in order to condemn orthodox Catholic doctrine and support the new Lutheran ideas. The bishop of London claimed that he could count over 2,000 errors in the volume (and this was just the New Testament).
And we must remember that this was not merely a translation of Scripture. His text included a prologue and notes that were so full of contempt for the Catholic Church and the clergy that no one could mistake his obvious agenda and prejudice. Did the Catholic Church condemn this version of the Bible? Of course it did.
The secular authorities condemned it as well. Anglicans are among the many today who laud Tyndale as the "father of the English Bible." But it was their own founder, King Henry VIII, who in 1531 declared that, "the translation of the Scripture corrupted by William Tyndale should be utterly expelled, rejected, and put away out of the hands of the people."
So troublesome did Tyndale's Bible prove to be that in 1543 — after his break with Rome — Henry VIII again decreed that "all manner of books of the Old and New Testament in English, being of the crafty, false, and untrue translation of Tyndale . . . shall be clearly and utterly abolished, extinguished, and forbidden to be kept or used in this realm."

Ultimately, it was the secular authorities who proved to be the end for Tyndale. He was arrested and tried (and sentenced to die) in the court of the Holy Roman Emperor in 1536. His translation of the Bible was heretical because it contained heretical ideas — not because the act of translation was heretical in and of itself. In fact, the Catholic Church would produce a translation of the Bible into English a few years later (the Douay-Rheims version, whose New Testament was released in 1582 and whose Old Testament was released in 1609).
When discussing the history of biblical translations, it is common for people to toss around names like Tyndale and Wycliff. But the full story is seldom given. This present case of a gender-inclusive edition of the Bible is a wonderful opportunity for Fundamentalists to reflect and realize that the reason they don't approve of this new translation is the same reason that the Catholic Church did not approve of Tyndale's or Wycliff'ss. These were corrupt translations, made with an agenda, and not accurate renderings of sacred Scripture.
Here at least Fundamentalists and Catholics are in ready agreement: Don't mess with the word of God.

Matthew Newsome, a convert to Catholicism since Easter 2000, runs an apologetics web site, Turris Fortis http://albanach.org/ apologetics. He writes from Sylva, North Carolina, where he lives with his wife and daughter and teaches RCIA.





Cada um tire suas próprias conclusões.

papista
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 417
flag : Brasil
Data de inscrição : 12/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

heresia catolico-romano

Mensagem por nilson em Sex 01 Maio 2009, 6:57 pm

aleluia! study palminhas biblia Desculpe mais se formos ver no livro de JÓ vamos ver que "maldito o homem que confia em outro homem" e no livro de HEBREUS vamos ler que "não é preciso vizinho ensinar a vizinho e irmão ensinar a irmão o proprio DEUS gravarar suas leis e estatutos em nossos coraçoes e mentes".Não importa o que os homens proclamem ou outorguem importa só obedecer o que fala nosso DEUS.
QUE SABER O QUE ELE QUER QUE OBEDESSEMOS?
Pergunte á ele,ele nao é um DEUS mudo,surdo,cego,ou aleijado,não adianta discultir"a sabedoria do homem é loucura pra DEUS"assim diz a palavra do senhor. amém

nilson
Barro
Barro

Número de Mensagens : 1
flag : Brasil
Data de inscrição : 01/05/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por Adriane Cunha em Sab 02 Maio 2009, 12:07 am

nilson escreveu:aleluia! study palminhas biblia Desculpe mais se formos ver no livro de JÓ vamos ver que "maldito o homem que confia em outro homem" e no livro de HEBREUS vamos ler que "não é preciso vizinho ensinar a vizinho e irmão ensinar a irmão o proprio DEUS gravarar suas leis e estatutos em nossos coraçoes e mentes".

Paz do Senhor Jesus Cristo amado irmão nilson!

Bem-Vindo ao Fórum FGBB !

Amado! O irmão poderia, por gentileza, postar os versículos da Palavra, "ilustrando" sua citação acima?

Deus nos abençoe poderosamente em nome do Senhor Jesus Cristo!
Com muito carinho...


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Heresias Católico-romanas durante 1650 anos

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 8:15 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 9 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum