.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
» Noticiário Escatológico
Ontem à(s) 11:14 pm por Jarbas

» A Teoria da terra plana
Ontem à(s) 10:55 pm por Cartman

» O crescimento mundial e a ciência
Ontem à(s) 9:32 pm por gusto

» Padre que viu o pai ser morto relata reencontro e perdão a assassino 40 anos após o crime
Ontem à(s) 8:47 pm por Cartman

» Consequências da Reeleição
Ontem à(s) 11:20 am por EVANGELISTA/RJ/MSN

» Frases
Qua 22 Mar 2017, 4:41 pm por Lit San Ares

» A extrema direita chegará ao poder no mundo...
Ter 21 Mar 2017, 11:50 pm por Jarbas

» A salvação cristã...
Ter 21 Mar 2017, 9:53 pm por David de Oliveira

» 'A Bela e a Fera' terá primeiro personagem gay da Disney
Seg 20 Mar 2017, 9:09 pm por Xsara

Quem está conectado
52 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 52 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Bíblia, como erramos em não estudá-la!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Bíblia, como erramos em não estudá-la!

Mensagem por David de Oliveira em Dom 27 Set 2009, 2:39 pm

É interessante como a compreensão dos cristãos é
curta! Volta e meia a gente lê algum artigo sobre o dízimo e outros assuntos e percebe
esses enganos.





As citações deslocadas
do tempo da graça do Senhor Jesus, o Cristo, não podem ser compreendidas como
regras ou compreensões a serem seguidas por nós, cristãos.


“Jesus veio para os
seus, mas eles não o aceitaram”. Isso, de fato, é compreendido por todos,
porém, na hora de colocar em prática, fazem uma “peneirada” de conveniências.


Todos os ensinamentos
de Jesus, a princípio, foram direcionados para “os seus”, ou seja, os judeus. Durante
a sua encarnação aqui na terra, Ele observou (colocou em prática) o que a Lei
ordenava, pois nasceu, viveu e morreu sob a Lei de Moisés, no seu devido tempo
e espaço.


A razão da vinda do
Mestre foi justamente para cumprir a Lei de Moisés na sua integralidade, além
de instruir a maneira correta de cumpri-la. Isso nos faz saber que nem tudo o
que Ele disse, nos serve, como detentores de sua graça.


Jesus, logicamente não
viveu o Seu testamento entre nós, pois este só teve início de fato, no advento
do Espírito Santo para a Igreja, no dia do Pentecostes. A Sua Igreja e conseqüentemente
o tempo da Sua graça somente começou a partir desse dia, porém Cristo já havia
sido assunto ao céu.


O sacerdócio real de
Cristo substitui o sacerdocio levítico ou arônico somente no Pentecostes. À nós,
sim, cumpre seguir as diretrizes desse sacerdote.


Bom, dito isso, convêm salientar que temos um divisor
de águas bem definido do tempo bíblico nas escrituras, e devemos destacar o que
o escritor de Hebreus diz em Hb. 7: 12: “Quando se muda o sacerdócio, a Lei
necessariamente deve ser mudada”. Numa linguagem bem familiar, podemos dizer: “Um
sacerdócio, quando vem para substituir outro, não leva consigo a Lei de seu
antecessor, mas estabelece a sua própria Lei”.


O ensino escriturístico,
genérico, faz-nos compreender que a pedagogia de Deus para o homem é
progressiva, de acordo com o potencial mental das sociedades humanas. Há o
avanço gradativo desde os rudimentares sacrifícios, adorações e costumes
antigos até a culminação do evangelho de Cristo e do seu testamento proferido por seus ministros, os apóstolos. É um erro infantil aceitar e trazer esses rudimentos para a nossa era. A Lei do Senhor é perfeita, e retroagir nessa evolução é a confirmação da negação do crédito divino sobre nós.


Esta regra escriturística
vai de encontro às más intenções de todos aqueles líderes religiosos que querem
tirar vantagens pessoais do leigo inadvertido. Como o Brasil é o país do “jeitinho”,
existem os “dízimos à brasileira”. Existe cada exegese barata e infantil, que não sei
como uma pessoa em sã consciência pode deixar-se ludibriar! Espero que pensem
bastante para responder a essa ponderação.
[b]David
[/b]


Última edição por David de Oliveira em Dom 27 Set 2009, 2:41 pm, editado 1 vez(es)


 Jucá: “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo (Tribunal), os caras dizem: Ooh! Só tem condições sem ela (Dilma), enquanto ela (Dilma) estiver ali, a Imprensa, os caras querem tirar ela, esse negócio não vai parar nunca entendeu estou conversando com os generais, comandantes militares está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir...” .
avatar
David de Oliveira
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 8455
flag : Brasil
Data de inscrição : 28/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Bíblia, como erramos em não estudá-la!

Mensagem por Erivelton em Qui 01 Out 2009, 4:12 pm

O ser humano não tem desculpa nenhuma de não querer praticar o bem mesmo que não existisse a bíblia. As escrituras é um livro selado para um povo na qual não conhecemos profundamente. Seu textos são de difíceis interpretações e até hoje existem traduções para todos os lados. A verdade original está com Deus, mas o entendimento do amor resume toda a lei e os profetas.
avatar
Erivelton
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 592
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum